ECLI:PT:TRC:2004: E

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ECLI:PT:TRC:2004: E"

Transcrição

1 ECLI:PT:TRC:2004: E Relator Nº do Documento Monteiro Casimiro Apenso Data do Acordão 15/06/2004 Data de decisão sumária Votação unanimidade Tribunal de recurso Processo de recurso Coimbra Data Recurso Referência de processo de recurso Nivel de acesso Público Meio Processual Decisão Apelação confirmação parcial Indicações eventuais Área Temática obrigações Referencias Internacionais Jurisprudência Nacional Legislação Comunitária Legislação Estrangeira Descritores acidente de viação; indemnização; danos patrimoniais; danos futuros; PÃ gina 1 / 7

2 Sumário: 1. A jurisprudência actual encaminha-se no sentido de que, não obstante a dificuldade em quantificar os danos não patrimoniais, a indemnização a fixar procurará ser justa e equitativa, e não com um alcance meramente simbólico, uma vez que se destina a viabilizar um lenitivo ao lesado pelos padecimentos que tenha sofrido e que já não podem ser retirados por quem quer que seja, devendo a indemnização ter uma expressão monetária elevada se o dano for muito grave. 2. No cálculo da indemnização dos danos futuros, com recurso à equidade, a nossa jurisprudência tem acolhido a solução de que a indemnização a pagar ao lesado deve ser calculada tendo em atenção o tempo provável da sua vida activa (65 anos -a partir dessa idade o lesado, em princípio, recebe uma reforma), a diferença que, em cada época futura, existirá entre o rendimento auferido e o que auferiria se não fosse a lesão, a evolução da unidade monetária em que a indemnização se irá exprimir, devendo representar um capital -com os rendimentos gerados e com a participação dele próprio -que se extinga no fim dela e seja susceptível de produzir um rendimento que cubra a diferença entre a situação anterior e a actual, assegurando-lhe um rendimento capaz de o ressarcir da não retribuição ou da maior penosidade, face à incapacidade permanente de que ficou afectado. Decisão Integral: 1 Acordam no Tribunal da Relação de Coimbra:A propôs, em 21/10/2002, pela Vara Mista de Coimbra, acção com processo ordinário contra Companhia de seguros B, pedindo a condenação desta a pagar-lhe a quantia de ,38 euros, acrescida de juros de mora desde a citação, pelos danos patrimoniais e não patrimoniais que sofreu em consequência do acidente de viação de que foi vítima, em 10/11/2000, cerca das 17,30H, na Rua da escola Agrícola, em Coimbra, provocado pelo veículo QL, seguro na ré (apólice nº ), ficando o acidente a dever-se a culpa exclusiva do condutor daquele veículo, Luís Miguel Quitério Mendes, que o estacionou sem accionar o travão de mão, o que teve como consequência que o referido veículo se pusesse em marcha sozinho, vindo a colher o autor e a provocar-lhe os danos descrito na p.i.*a ré, que em consequência de processo de fusão por incorporação, mudou a sua denominação comercial para Fidelidade Mundial, Companhia de Seguros, S.A., contestou, não impugnando a descrição do acidente constante da p.i., mas fazendo-o em relação aos danos e reputando, em qualquer caso, muito exageradas as quantias peticionadas.*foi elaborado o despacho saneador e seleccionados os factos considerados assentes e os que constituem a base instrutória, sem qualquer reclamação. Após junção do relatório de exame pericial realizado ao autor, a pedido deste, pelo Instituto Nacional de Medicina Legal Delegação de Coimbra -, teve lugar a audiência de discussão e julgamento. Decidida a matéria de facto controvertida, sem reclamações, foi proferida a sentença, que julgou a acção parcialmente procedente, condenando a ré a pagar ao autor a quantia total de ,00 (sendo 7.500,00 a título de danos não patrimoniais, 60,00 a título de danos patrimoniais por perda de vestuário e ,00 a título da IPP de que é portador e correspondente à perda da capacidade de ganho), acrescida de juros de mora à taxa legal desde a citação.*inconformado, no que respeita às indemnizações por danos não patrimoniais e por danos pela perda da capacidade PÃ gina 2 / 7

3 ganho, apelou o autor, cujas conclusões da respectiva alegação, dada a sua extensão, se reproduzem apenas na parte que aqui interessa: - Como forma de ultrapassar a manifesta impossibilidade da reparação natural dos danos não patrimoniais o legislador estatuiu no artº 496º nº 3 do C.C., que a indemnização pelos danos não patrimoniais deve ser fixada equitativamente, tendo em atenção a regra constante do artº 494º do mesmo Código, ou seja, a situação económica do lesado e as demais circunstâncias do facto em causa. - Quanto aos danos, dúvidas inexistem de que o recorrente sofreu em consequência do acidente dores intensa derivadas das fracturas, duas intervenções cirúrgicas, um longo período de cura e ficou a ser portador de uma IPP de 15%. - Nos tempos que correm, cabe ao julgador atender ao valor real do dinheiro, ao custo efectivo de bens ou serviços em que a verba indemnizatória poderia ser aplicada por forma a atenuar os danos. - Ora, nunca como agora o dinheiro valeu tão pouco, o até é comprovado por estudos recentes que concluíram ser necessária a quantia mensal de para que um agregado familiar composto por quatro pessoas não viva com dificuldades. - Se compararmos o montante arbitrado, com montantes indemnizatórios atribuídos em casos idênticos ou outros onde a dimensão dos danos não é sequer comparável, constatamos que a indemnização fixada a título de danos não patrimoniais, fica aquém do montante que o apelante considera ser o adequado, No tocante aos danos patrimoniais, o recorrente sofreu dano biológico permanente, fixado em 15% pelos peritos do IML de Coimbra. - O método seguido pelo julgador para liquidar o quantum indemnizatório seria adequado se tivesse em conta por um lado o salário de 436,218 e por outro que o mesmo não permanecerá imutável. - A fórmula aplicada pela 1ª vez em 1995 (em douto Acórdão da Relação de Coimbra) teve em conta factores de correcção adequados ao cálculo da indemnização, tendo em conta por um lado, que o capital a receber sofre depreciação com a desvalorização da moeda face à inflação e que por outro tal capital, se aplicado financeiramente, irá necessariamente reproduzir-se. - Na sentença esqueceu-se a realidade económica que se vive actualmente; situação de depressão com as taxas de juro a descerem de forma continuada. Daí que o montante encontrado tenha sido substancialmente inferior ao resultante do cálculo efectuado pelo apelante. - Na verdade, ao invés do que sucede em muitos caos em que sobrevivem incapacidades que nenhum impacto têm no desempenho profissional dos sinistrados (e não obstante merecerem a tutela do direito), no caso presente, atenta a profissão do recorrente, as sequelas no membro e que deram lugar à incapacidade permanente exigem esforços acrescidos no exercício da actividade profissional. - De facto o tribunal não valorizou as repercussões que os esforços acrescidos que o apelante terá que desenvolver durante o longo período de vida activa que tem pela frente. - Na procura da indemnização justa o julgador é livre de se socorrer do método que entenda ser o mais adequado. - Na opinião do recorrente o caminho mais seguro foi o seguido pelo Senhor Desembargador Silva Graça (Ac. R.C., CJ, 1995, II, pág. 23), que aplicou fórmula matemática que teve em conta factores PÃ gina 3 / 7

4 de correcção que o cálculo efectuado pelo Mm Juiz a quo não valorizou. - Aplicando a dita fórmula ao caso de que tratamos, atenta a idade (50 anos), a taxa de IPP (15%, o salário de 436,218, obtém-se o montante indemnizatório de ,60, montante esse que reflectiria a equidade porquanto se mostra adequado aos danos advindos da IPP de que ficou a ser portador o recorrente. - Ao ter decidido de forma diversa, a sentença violou o disposto nos artºs 496º e 566º do C.C. * A ré contra-alegou, defendendo a improcedência do recurso. *Corridos os vistos legais, cumpre apreciar e decidir.*por não ter sido impugnada a decisão da matéria de facto e por não haver lugar à alteração da mesma, remete-se, nos termos e ao abrigo do disposto no artº 713º, nº 6, do Código de Processo Civil, para a proferida na 1ª instância sobre tal matéria, transcrevendo-se apenas aquele que se julga mais relevante para a compreensão da apreciação e decisão desta apelação, e que é a seguinte, assente que se tem que o sinistro se ficou a dever a culpa exclusiva do segurado da ré e que estava transferida para esta a responsabilidade civil emergente de acidente de viação respeitante ao veículo QL:. - O autor nasceu a 27/12/1950 al. G) dos Factos Assentes. - Em consequência da violência do embate o autor sofreu fractura trocantérica à direita, fractura subtrocantérica à esquerda, fractura de várias costelas à esquerda e pleurisia à esquerda pós traumática resposta ao quesito 1º. - Logo após o acidente o autor foi socorrido no Serviço de Urgência do CHC, para onde foi transportado, tendo sido radiografado, foi operado a 14/11/00, onde lhe foi feita osteossíntese com placa 130.o, lâmina de 70 e 10 parafusos q. 2º. - Teve alta hospitalar em 01/12/00, voltando para o domicílio e uma vez aí, por ter estado acamado, sofreu grave infecção dermatológica q. 3º. - Iniciou treino com canadianas e andarilho a 01/12/00, que manteve até 17/01/01, para em 22/01/01 dar entrada no Serviço de Pneumologia por pleurisia à esquerda, causada ela fractura das costelas, de onde foram drenados 1650 cc de líquido q. 4º. - A 16/03/01 iniciou reabilitação, incluindo pressões intermitentes do membro inferior direito, calor húmido no joelho direito, mobilização articular passiva e activa do mesmo joelho, massagem natural de drenagem do membro inferior direito e treino de marcha, num total de 20 sessões -q. 5º. - Continuou a ser seguido com regularidade na consulta externa de Ortopedia do CHC e em 27/07/01 teve alta clínica q. 6º. - Não obstante a alta o autor sente dor à mobilização activa da articulação, em especial na rotação externa da anca direita e sensação dolorosa q. 7º. - Apresenta edema do membro inferior direito em especial a nível dos maléolos q. 8º. - Em virtude da consolidação viciosa da fractura, o autor é portador de sequelas que se traduzem numa IPP de 15% - q. 11º. - O autor no ano de 1999 auferia um salário mensal de 436,33 (87.454$00) e à data do acidente encontrava-se desempregado, situação que se mantém q. 12º. - Em resultado das lesões sofreu o autor dores fortes e típicas do traumatismo sofrido com o choque e projecção de que foi vítima q. 15º. - Sofreu ainda dores fortes no período de consolidação da fractura e durante o tratamento a que PÃ gina 4 / 7

5 também se submeteu: dois internamentos, duas intervenções cirúrgicas, imobilizações gessadas, período de fisioterapia, além de ter ficado com a sua mobilidade diminuídas durante sete meses e meio q. 16º. - No momento do embate e nos que se lhe seguiram o autor sentiu angústia, medo e receou pela própria vida e temeu ficar permanentemente incapacitado q. 17º. - O autor que, à data do acidente, gozava de perfeita saúde, não tendo nenhum defeito físico, vê-se agora, em consequência do acidente, uma pessoa triste, diminuída, com dificuldades de locomoção e a sofrer dores na perna para o resto da vida, não obstante ter sido vítima, em 1999, de um acidente de trabalho de que resultou traumatismo crânio-encefálico e do ombro e braço direitos q. 18º. - O que lhe causa desgosto q.19º. Como se viu das conclusões da alegação do recorrente, este põe em causa o montante da indemnização que lhe foi fixado na sentença, a título de danos não patrimoniais (7.500,00 ), por entender que este deve, antes, ser de ,00. O artº 496º, nºs 1 e 2, do Código Civil, dispõe que, na fixação da indemnização, deve atender-se aos danos não patrimoniais que, pela sua gravidade, mereçam a tutela do direito, sendo o montante da indemnização fixado equitativamente pelo tribunal. Tal dispositivo legal não determina, pois, quais os danos não patrimoniais que são compensáveis, limitando-se a fixar um critério geral, que é o da gravidade dos danos. Os danos não patrimoniais, como as dores físicas, os desgostos morais, os vexames e os complexos de ordem estética, são prejuízos que, sendo insusceptíveis de avaliação pecuniária, porque atingem bens como a saúde, o bem-estar, a liberdade, a beleza, a perfeição física, que não integram o património do lesado, apenas podem ser compensados com a obrigação pecuniária imposta ao agente, sendo esta mais uma satisfação do que uma indemnização (cfr. Prof. Antunes Varela, Das Obrigações em Geral, I, 561). No que respeita ao quantitativo da indemnização, que será fixado segundo critérios de equidade, há que atender à extensão e gravidade dos danos, ao grau de culpabilidade do responsável, à sua situação económica e à do lesado, aos padrões da indemnização geralmente adoptados na jurisprudência, às flutuações do valor da moeda, etc. (cfr. Prof. Antunes Varela, Ob. cit., 629, e Prof. Almeida Costa, Direito das Obrigações, 7ª ed., 525). Não se deve confundir a equidade com a pura arbitrariedade ou com a total entrega da solução a critérios assentes em puro subjectivismo do julgador, devendo a mesma traduzir a justiça do caso concreto, flexível, humana, independente de critérios normativos fixados na lei, devendo o julgador ter em conta as regars da boa prudência, do bom senso prático, da justa medida das coisas e da criteriosa ponderação das realidades da vida... (cfr. Ac. do S.T.J. de 10/02/1998, CJ, T1-65). A jurisprudência actual encaminha-se no sentido de que, não obstante a dificuldade em quantificar os danos não patrimoniais, a indemnização a fixar procurará ser justa e equitativa, e não com um alcance meramente simbólico, uma vez que se destina a viabilizar um lenitivo ao lesado pelos padecimentos que tenha sofrido e que já não podem ser retirados por quem quer que seja, devendo a indemnização ter uma expressão monetária elevada se o dano patrimonial for muito grave (cfr., entre outros, Acs. do S.T.J. de 16/12/1993, CJ, T3-181, de 11/10/1994, CJ, T3-89, de PÃ gina 5 / 7

6 18/03/1997, CJ, T1-163, de 13/01/2000, BMJ 493º-354, e de 09/05/2002, DR., 1ª S., de 27/06/2002, págs e ss.). No presente caso, para se poder aferir do quantum indemnizatório a atribuir ao autor, há que considerar, nomeadamente, que a culpa na produção do acidente se ficou a dever ao condutor do veículo segurado na ré, a situação económica desta e do autor, e que, como se extrai da matéria de facto dada como provada e atrás transcrita, além do mais, o autor, como consequência do acidente, sofreu fracturas várias, sofreu fortes dores com o choque e projecção de que foi vítima e no período de consolidação e durante o tratamento e continua a sentir dor à mobilização activa da articulação, e que foi submetido a dois internamentos e a duas intervenções cirúrgicas e sente desgosto por se ver agora uma pessoa triste, diminuída e com dificuldades de locomoção. Tendo em conta todos esses factos e os princípios atrás enunciados, entende-se como mais ajustada a indemnização de ,00, para ressarcimento dos danos em causa, em vez da fixada na 1ª instância.*o recorrente impugna, também, a indemnização que lhe foi fixada pela perda da capacidade de ganho (12.600,00 ), pretendendo que a mesma lhe deve ser fixada em ,60. De acordo com o disposto no nº 2 do artº 564º do Código Civil, na fixação da indemnização pode o tribunal atender aos danos futuros, desde que sejam previsíveis. O cálculo da indemnização dos danos futuros, resultantes da incapacidade de a vítima ficou a sofrer, tem de ser feito com o recurso à equidade, nos termos do nº 3 do artº 566º do mesmo diploma. A propósito da sua fixação tem a nossa jurisprudência acolhido a solução de que a indemnização a pagar ao lesado deve ser calculada tendo em atenção o tempo provável da sua vida activa (65 anos a partir dessa idade o lesado, em princípio, recebe uma reforma), a diferença que, em cada época futura, existirá entre o rendimento auferido e o que auferiria se não fosse a lesão, e a evolução da unidade monetária em que a indemnização se irá exprimir, devendo representar um capital com os rendimentos gerados e com a participação dele próprio que se extinga no fim dela e seja susceptível de produzir um rendimento que cubra a diferença entre a situação anterior e a actual, assegurando-lhe um rendimento capaz de o ressarcir da nâo retribuição ou da maior penosidade, face à incapacidade permanente de que ficou afectado (cfr. Acs. do S.T.J. de 02/10/2003 (dois), de 07/10/2003, de 09/10/2003, de 23/10/2003 e de 30/10/2003, in Sumários do Supremo Tribunal de Justiça, Outubro de 2003, págs. 6, 9, 18, 33, 77 e 89, respectivamente). No entanto, qualquer critério que venha a ser utilizado a fim de se prevenir o mero arbítrio ou que este atinja proporções irrazoáveis será tratado como mera referência ou índice. Utilizaremos o critério que temos, em regra, adoptado, nele entrando como dados fixos o montante periódico dos rendimentos e o tempo provável da vida laboral (65 anos a idade média de reforma), e, como dados variáveis, a taxa de rendimento do capital (3% a mais adequada, presentemente, e que tem vindo a descer na medida da descida das taxas de juro), e o desconto a fazer sobre a indemnização calculada, para evitar o enriquecimento injustificado do lesado, que irá receber de uma só vez aquilo que, em princípio, deveria perceber em fracções (a jurisprudência PÃ gina 6 / 7

7 Powered by TCPDF ( francesa costuma deduzir ¼ ou, até, mesmo 1/3, na capitalização do rendimento, deduzindo n s, habitualmente, 25%) cfr. Cons. Sousa Diniz, in Dano Corporal em Acidentes de Viação, CJ, S.T.J., Ano V, T2, págs. 11 e ss. E, assim, tendo em conta que o autor tinha, à data do acidente, 50 anos, auferiu no ano imediatamente anterior ao acidente o salário mensal de $00 (436,33 ) e é portador de sequelas anatomo-funcionais que se traduzem numa incapacidade permanente parcial fixável em 15%, e ponderando todos os factores atrás expostos, recorrendo à equidade, obteríamos a indemnização de ,00, inferior, portanto, à que foi fixada na 1ª instância, que, no entanto se mantém, a fim de não prejudicar o apelante com o seu recurso. *Conclui-se, assim, que apenas em parte, no que diz respeito à indemnização por danos não patrimoniais, merece provimento o recurso.*pelo exposto, acorda-se nesta Relação em dar parcial provimento ao recurso, condenandose antes a ré a pagar ao autor a quantia de ,00 (dez mil euros), a título de danos não patrimoniais, no mais se mantendo a sentença recorrida. Custas por apelante e apelada na proporção do respectivo deacaimento, sem prejuízo do apoio judiciário de que goza o primeiro.. PÃ gina 7 / 7

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 047740 Data do Acordão: 12/12/2002 Tribunal: 2 SUBSECÇÃO DO CA Relator: ANTÓNIO MADUREIRA Descritores: Sumário: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo RESPONSABILIDADE CIVIL

Leia mais

Acordam no Tribunal da Relação do Porto.

Acordam no Tribunal da Relação do Porto. PN 127.021; Ap.: TC. Guimarães, 1º Juízo; Ap.e2: Ap.a3:. Acordam no Tribunal da Relação do Porto. 1. A sentença recorrida condenou a Ap.e a pagar à Ap.a, entre outras, a verba indemnizatória de Pte 750

Leia mais

Processo n.º 102/2007 Data do acórdão: S U M Á R I O

Processo n.º 102/2007 Data do acórdão: S U M Á R I O Processo n.º 102/2007 Data do acórdão: 2007-05-31 (Recurso civil) Assuntos: indemnização danos não patrimoniais art.º 489.º do Código Civil art.º 487.º do Código Civil S U M Á R I O O montante da indemnização

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2008: A2

ECLI:PT:TRE:2008: A2 ECLI:PT:TRE:2008:277.08.2.A2 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2008:277.08.2.a2 Relator Nº do Documento Tavares De Paiva Apenso Data do Acordão 15/05/2008 Data de decisão sumária Votação

Leia mais

; Ap.os: Id. Acordam no Tribunal de Relação do Porto

; Ap.os: Id. Acordam no Tribunal de Relação do Porto PN 1363.001 ; AP: TC Caminha; Ap.es: ; Ap.os: Id. Acordam no Tribunal de Relação do Porto 1. pretende a liquidação de sentença pela qual a C. de foram condenados em indemnização, decorrente dos danos sofridos

Leia mais

[nome], lesada nos autos supra referidos, e nestes melhor identificada,

[nome], lesada nos autos supra referidos, e nestes melhor identificada, Serviços do Ministério Publico dos Juízos Criminais de Lisboa Proc. n.º [ ] Exmo. Senhor Dr. Juiz dos Juízos Criminais de [ ] [nome], lesada nos autos supra referidos, e nestes melhor identificada, vem

Leia mais

ECLI:PT:TRC:2005: F

ECLI:PT:TRC:2005: F ECLI:PT:TRC:2005:4288.04.3F http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trc:2005:4288.04.3f Relator Nº do Documento Garcia Calejo Apenso Data do Acordão 22/02/2005 Data de decisão sumária Votação unanimidade

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2007:07B1359.5A

ECLI:PT:STJ:2007:07B1359.5A ECLI:PT:STJ:2007:07B1359.5A http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2007:07b1359.5a Relator Nº do Documento Alberto Sobrinho sj200705240013597 Apenso Data do Acordão 24/05/2007 Data de decisão

Leia mais

ECLI:PT:TRL:2012: YIPRT.L1.6.8A

ECLI:PT:TRL:2012: YIPRT.L1.6.8A ECLI:PT:TRL:2012:404449.08.7YIPRT.L1.6.8A http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2012:404449.08.7yiprt.l1.6.8a Relator Nº do Documento Maria Manuela Gomes rl Apenso Data do Acordão 20/09/2012

Leia mais

ECLI:PT:TRG:2017: TTBGC.2.G1.3D

ECLI:PT:TRG:2017: TTBGC.2.G1.3D ECLI:PT:TRG:2017:189.14.1TTBGC.2.G1.3D http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trg:2017:189.14.1ttbgc.2.g1.3d Relator Nº do Documento Eduardo Azevedo rg Apenso Data do Acordão 19/01/2017 Data de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação / Reexame Necessário nº

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação / Reexame Necessário nº Registro: 2017.0000291679 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação / Reexame Necessário nº 1007411-64.2013.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que é apelante PREFEITURA DO MUNICIPIO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A.

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 8785/2004 CLASSE II COMARCA DE SINOP APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELANTE: BRASIL TELECOM S. A. APELADO: STELA MARIS SCHUTZ Número do Protocolo : 8785/2004 Data de Julgamento : 29-6-2004 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO TELEFÔNICO COMBINADA

Leia mais

Descritores doença profissional; requerimento; junta médica; incapacidade; caixa nacional de pensões;

Descritores doença profissional; requerimento; junta médica; incapacidade; caixa nacional de pensões; ECLI:PT:TRE:2003:2348.03.3 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2003:2348.03.3 Relator Nº do Documento Apenso Data do Acordão 18/11/2003 Data de decisão sumária Votação unanimidade Tribunal

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0145.12.039587-9/001 Númeração 0395879- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Newton Teixeira Carvalho Des.(a) Newton Teixeira Carvalho 05/09/2013 13/09/2013

Leia mais

ECLI:PT:TRG:2014: TBBRG.J.G1.4C

ECLI:PT:TRG:2014: TBBRG.J.G1.4C ECLI:PT:TRG:2014:329.12.5TBBRG.J.G1.4C http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trg:2014:329.12.5tbbrg.j.g1.4c Relator Nº do Documento Ana Cristina Duarte rg Apenso Data do Acordão 29/05/2014 Data

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2005:

ECLI:PT:TRE:2005: ECLI:PT:TRE:2005:127.05.2.23 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2005:127.05.2.23 Relator Nº do Documento André Proença Apenso Data do Acordão 15/03/2005 Data de decisão sumária Votação unanimidade

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0545/10 Data do Acordão: 15-09-2010 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO ANTÓNIO CALHAU IVA CADUCIDADE DO DIREITO À LIQUIDAÇÃO

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2008:

ECLI:PT:TRE:2008: ECLI:PT:TRE:2008:476.08.3.12 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2008:476.08.3.12 Relator Nº do Documento Chambel Mourisco Apenso Data do Acordão 25/03/2008 Data de decisão sumária Votação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 37ª Câmara de Direito Privado ACÓRDÃO Registro: 2018.0000149771 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1084265-16.2017.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante WILSY RUIZ MARTELLI, é apelada GOL LINHAS

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2010: TBLLE.A.E1.ED

ECLI:PT:TRE:2010: TBLLE.A.E1.ED ECLI:PT:TRE:2010:1672.07.0TBLLE.A.E1.ED http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2010:1672.07.0tblle.a.e1.ed Relator Nº do Documento Mata Ribeiro Apenso Data do Acordão 28/04/2010 Data de decisão

Leia mais

PN ; Ap.: Tc. Gondomar, 2º J. ( Em Conferencia no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução:

PN ; Ap.: Tc. Gondomar, 2º J. ( Em Conferencia no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução: PN 6803.03-5; Ap.: Tc. Gondomar, 2º J. ( Ap.e1: Ap.os: Em Conferencia no Tribunal da Relação do Porto I. Introdução: (a) O Ap.e discorda da decisão de 1ª instância segundo a qual a R. Companhia de Seguros

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0919/08 Data do Acordão: 11-03-2009 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO MIRANDA DE PACHECO IMPUGNAÇÃO JUDICIAL RECLAMAÇÃO

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0616/11 Data do Acordão: 06-07-2011 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO CASIMIRO GONÇALVES PROCESSO URGENTE REQUERIMENTO

Leia mais

ECLI:PT:TRC:2005:

ECLI:PT:TRC:2005: ECLI:PT:TRC:2005:2768.05.88 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trc:2005:2768.05.88 Relator Nº do Documento Monteiro Casimiro Apenso Data do Acordão 04/10/2005 Data de decisão sumária Votação

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº , da Comarca de Cotia, em que é apelante VIAÇÃO MIRACATIBA

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº , da Comarca de Cotia, em que é apelante VIAÇÃO MIRACATIBA fls. 340 Registro: 2018.0000517800 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1007195-92.2016.8.26.0152, da Comarca de Cotia, em que é apelante VIAÇÃO MIRACATIBA LTDA, é apelado

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 067/08 Data do Acordão: 30-04-2008 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO LÚCIO BARBOSA IRS INCIDÊNCIA REAL JUROS DE MORA INDEMNIZAÇÃO

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Página 1 de 5 Acórdãos STA Processo: 01380/14 Data do Acordão: 06-05-2015 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ISABEL MARQUES DA SILVA Descritores: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo GRADUAÇÃO DE CRÉDITOS

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARCOS RAMOS. São Paulo, 20 de junho de 2018.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARCOS RAMOS. São Paulo, 20 de junho de 2018. ACÓRDÃO Registro: 2018.0000465347 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0156025-86.2010.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante PORTO SEGURO COMPANHIA DE SEGUROS GERAIS

Leia mais

Acordam no Tribunal da Relação do Porto. 1. A sentença recorrida absolveu da instância, por litispendência, arts. 288/1e., 493/2, 494i.

Acordam no Tribunal da Relação do Porto. 1. A sentença recorrida absolveu da instância, por litispendência, arts. 288/1e., 493/2, 494i. PN 483.021; Ap.: TC. Gondomar; Ap.es2: ; Ap.o3:. Acordam no Tribunal da Relação do Porto 1. A sentença recorrida absolveu da instância, por litispendência, arts. 288/1e., 493/2, 494i., 499 CPC: verificam-se

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANTONIO CELSO AGUILAR CORTEZ (Presidente) e TORRES DE CARVALHO.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANTONIO CELSO AGUILAR CORTEZ (Presidente) e TORRES DE CARVALHO. Registro: 2013.0000068743 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0139386-42.2007.8.26.0053, da Comarca de São Paulo, em que é apelante FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO, é apelado

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo ACÓRDÃO Registro: 2018.0000143453 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0055218-53.2012.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante LUCIANO DIAS DE OLIVEIRA (JUSTIÇA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS Gabinete da Desa. Maria das Graças Pessôa Figueiredo

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS Gabinete da Desa. Maria das Graças Pessôa Figueiredo APELAÇÃO N.º 0715431-28.2012.8.04.0001/FÓRUM MINISTRO HENOCH REIS/8ª VARA CÍVEL E DE ACIDENTES DE TRABALHO PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL RELATORA : DESA. MARIA DAS GRAÇAS PESSÔA FIGUEIREDO. APELANTE : PORTO SEGURO

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº , da Comarca de Botucatu, em que é apelante REINALDO

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº , da Comarca de Botucatu, em que é apelante REINALDO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2013.0000699879 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 9000004-94.2007.8.26.0079, da Comarca de Botucatu, em que é apelante REINALDO LEITE (JUSTIÇA GRATUITA),

Leia mais

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul

Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul fls. 187 9 de setembro de 2014 2ª Câmara Cível Apelação - Nº - Campo Grande Relator Exmo. Sr. Des. Atapoã da Costa Feliz Apelante : Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A Advogada : Luciana

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 217 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000695129 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1004537-96.2013.8.26.0606, da Comarca de Suzano, em que é apelante UNIMED PAULISTANA SOCIEDADE COOPERATIVA

Leia mais

Seguro Automóvel - Indemnização ao Lesado

Seguro Automóvel - Indemnização ao Lesado CÓDIGOS ELECTRÓNICOS DATAJURIS DATAJURIS é uma marca registada no INPI sob o nº 350529 Seguro Automóvel - Indemnização ao Lesado Todos os direitos reservados à DATAJURIS, Direito e Informática, Lda. É

Leia mais

Acordam nesta Secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo:

Acordam nesta Secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo: Acórdãos STA Processo: 036/17 Data do Acordão: 22 03 2017 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ANA PAULA LOBO Descritores: CUMULAÇÃO DE IMPUGNAÇÕES Sumário: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo I Há toda

Leia mais

Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa EXONERAÇÃO DO PASSIVO RESTANTE DIFERIMENTO DO PAGAMENTO DE CUSTAS APOIO JUDICIÁRIO.

Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa EXONERAÇÃO DO PASSIVO RESTANTE DIFERIMENTO DO PAGAMENTO DE CUSTAS APOIO JUDICIÁRIO. Acórdãos TRL Processo: Relator: Descritores: Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa 3198/13.4TBMTJ.L1-7 DINA MONTEIRO EXONERAÇÃO DO PASSIVO RESTANTE DIFERIMENTO DO PAGAMENTO DE CUSTAS APOIO JUDICIÁRIO

Leia mais

ECLI:PT:TRG:2016: T8VNF.D.G1

ECLI:PT:TRG:2016: T8VNF.D.G1 ECLI:PT:TRG:2016:1694.16.0T8VNF.D.G1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trg:2016:1694.16.0t8vnf.d.g1 Relator Nº do Documento Conceição Bucho rg Apenso Data do Acordão 12/07/2016 Data de decisão

Leia mais

PN ; Ap.: TC Porto 5.ªV. 3.ª Sec. ( ) Ape: Companhia de Seguros Império S.A. 1 Ap.o: José António Ribeiro 2

PN ; Ap.: TC Porto 5.ªV. 3.ª Sec. ( ) Ape: Companhia de Seguros Império S.A. 1 Ap.o: José António Ribeiro 2 PN 1953.06-5; Ap.: TC Porto 5.ªV. 3.ª Sec. (1136.96) Ape: Companhia de Seguros Império S.A. 1 Ap.o: José António Ribeiro 2 Em Conferência, no Tribunal da Relação do Porto I Introdução: 1) A Ap.e não se

Leia mais

ECLI:PT:TRL:2013: TVLSB.L1.1

ECLI:PT:TRL:2013: TVLSB.L1.1 ECLI:PT:TRL:2013:3358.09.02TVLSB.L1.1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2013:3358.09.02tvlsb.l1.1 Relator Nº do Documento Ramos De Sousa rl Apenso Data do Acordão 21/05/2013 Data de decisão

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARIA LÚCIA PIZZOTTI.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARIA LÚCIA PIZZOTTI. Registro: 2018.0000469351 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 4005977-73.2013.8.26.0510, da Comarca de Rio Claro, em que é apelante PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS, é apelado

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV 2015/2016 Mestrado Forense / Turma B (Rui Pinto) EXAME FINAL ( ) - Duração 2 h 30 m

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV 2015/2016 Mestrado Forense / Turma B (Rui Pinto) EXAME FINAL ( ) - Duração 2 h 30 m DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV 2015/2016 Mestrado Forense / Turma B (Rui Pinto) EXAME FINAL (12.1.2016) - Duração 2 h 30 m I. LEIA o seguinte ac. RL 16-1-2014/Proc. 4817/07.7TBALM.L2-6 (ANTÓNIO MARTINS):

Leia mais

Sumário: I - A decisão do incidente de suspeição de juiz, suscitado na Relação, não é passível de recurso.

Sumário: I - A decisão do incidente de suspeição de juiz, suscitado na Relação, não é passível de recurso. ECLI:PT:STJ:2016:4751.04.2TVLSB.L1.B.S1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2016:4751.04.2tvlsb.l1.b.s1 Relator Nº do Documento Olindo Geraldes Apenso Data do Acordão 07/12/2016 Data de decisão

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Página 1 de 6 Acórdãos STA Processo: 01842/13 Data do Acordão: 18-06-2014 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ANA PAULA LOBO Descritores: Sumário: Nº Convencional: JSTA000P17659 Nº do Documento: SA22014061801842

Leia mais

São Paulo, 13 de dezembro de 2017.

São Paulo, 13 de dezembro de 2017. fls. 2 T TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO Registro: 2017.0000968821 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0000922-20.2014.8.26.0400, da Comarca de Olímpia, em que

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MATO GROSSO SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 41839/ CLASSE CNJ COMARCA CAPITAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MATO GROSSO SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 41839/ CLASSE CNJ COMARCA CAPITAL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO MATO GROSSO SEXTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 41839/2010 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL APELANTE: TOKIO MARINE BRASIL SEGURADORA S. A. APELADO: CLEYTON SILVA SANTOS Número do

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível A C Ó R D Ã O

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Vigésima Câmara Cível A C Ó R D Ã O FLS.1 Apelante: Apelado: Relator: Desembargador Alcides da Fonseca Neto A C Ó R D Ã O APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO INDENIZATÓRIA. INJÚRIA RACIAL. DANO MORAL CONFIGURADO. MANUTENÇÃO DA SENTENÇA. As partes controvertem

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores HERALDO DE OLIVEIRA (Presidente), JACOB VALENTE E TASSO DUARTE DE MELO.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores HERALDO DE OLIVEIRA (Presidente), JACOB VALENTE E TASSO DUARTE DE MELO. fls. 2 Registro: 2016.0000901596 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001438-05.2014.8.26.0541, da Comarca de Santa Fé do Sul, em que é apelante EXPRESSO ITAMARATI S/A, é

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2015: TBENT.E1

ECLI:PT:TRE:2015: TBENT.E1 ECLI:PT:TRE:2015:713.12.4TBENT.E1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2015:713.12.4tbent.e1 Relator Nº do Documento Acácio Neves Apenso Data do Acordão 12/03/2015 Data de decisão sumária

Leia mais

ECLI:PT:TRL:2011: PDFUN.A.L1.9.E0

ECLI:PT:TRL:2011: PDFUN.A.L1.9.E0 ECLI:PT:TRL:2011:33.07.6PDFUN.A.L1.9.E0 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2011:33.07.6pdfun.a.l1.9.e0 Relator Nº do Documento Cid Geraldo rl Apenso Data do Acordão 22/09/2011 Data de decisão

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Página 1 de 5 Acórdãos STA Processo: 0416/10 Data do Acordão: 01/03/2011 Tribunal: 2 SUBSECÇÃO DO CA Relator: PIRES ESTEVES Descritores: CONTRA-INTERESSADO CUSTAS Sumário: Nº Convencional: JSTA000P12653

Leia mais

DE SOUZA PIRES COELHO DA MOTA

DE SOUZA PIRES COELHO DA MOTA Tribunal de Justiça 12ª Câmara Cível Apelação Cível nº 0008713-21.2017.8.19.0209 Apelante: GABRIEL DE SOUZA PIRES COELHO DA MOTA Apelada: AMERICAN AIRLINES INC. Relator: Desembargador CHERUBIN SCHWARTZ

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Processo: 01568/13 Data do Acordão: 05-02-2014 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ISABEL MARQUES DA SILVA Descritores: Sumário: Nº Convencional: JSTA000P17005

Leia mais

Evolução da segurança rodoviária : Impacto na Actividade Seguradora

Evolução da segurança rodoviária : Impacto na Actividade Seguradora Evolução da segurança rodoviária 2000-2009: Impacto na Actividade Seguradora José Alvarez Quintero Evolução da segurança rodoviária periodo 2000-2009: Evolução do número de acidentes com vítimas em acidentes

Leia mais

Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa

Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa Acórdãos TRL Processo: 402/16.OYRLSB-8 Relator: ILÍDIO SACARRÃO MARTINS Descritores: ARBITRAGEM VOLUNTÁRIA DECISÕES INTERLOCUTÓRIAS Nº do Documento: RL Data do Acordão: 10-03-2016 Votação: DECISÃO INDIVIDUAL

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2010: PBBRR.S2.FD

ECLI:PT:STJ:2010: PBBRR.S2.FD ECLI:PT:STJ:2010:586.05.3PBBRR.S2.FD http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2010:586.05.3pbbrr.s2.fd Relator Nº do Documento Oliveira Mendes Apenso Data do Acordão 23/11/2010 Data de decisão

Leia mais

Supremo Tribunal Administrativo:

Supremo Tribunal Administrativo: Acórdãos STA Processo: 0125/10 Data do Acordão: 05-05-2010 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO MIRANDA DE PACHECO EXECUÇÃO FISCAL OPOSIÇÃO CITAÇÃO

Leia mais

[ ], Advogado, com domicilio profissional [ ], em[ ], portador da cédula profissional [ ];

[ ], Advogado, com domicilio profissional [ ], em[ ], portador da cédula profissional [ ]; EXMO. SENHOR JUIZ DE DIREITO DO TRIBUNAL DE PEQUENA INSTÂNCIA CÍVEL DA COMARCA DE [ ] [ ], Advogado, com domicilio profissional [ ], em[ ], portador da cédula profissional [ ]; vem propor e fazer seguir

Leia mais

ECLI:PT:TRL:2013: TBALM.L1.2

ECLI:PT:TRL:2013: TBALM.L1.2 ECLI:PT:TRL:2013:1998.11.9TBALM.L1.2 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2013:1998.11.9tbalm.l1.2 Relator Nº do Documento Pedro Martins rl Apenso Data do Acordão 10/01/2013 Data de decisão

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores MAGALHÃES COELHO (Presidente) e COIMBRA SCHMIDT.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores MAGALHÃES COELHO (Presidente) e COIMBRA SCHMIDT. Registro: 2014.0000084978 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0132241-17.2009.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante COMPANHIA METROPOLITANA DE HABITAÇÃO DE

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 10ª Câmara de Direito Privado

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO 10ª Câmara de Direito Privado Registro: 2018.0000306197 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do(a) Apelação nº 1059737-54.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante FACEBOOK SERVIÇOS ON LINE DO BRASIL

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARIA LÚCIA PIZZOTTI.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ANDRADE NETO (Presidente) e MARIA LÚCIA PIZZOTTI. Registro: 2018.0000469349 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1089974-71.2013.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante EDMILSON BATISTA DOS SANTOS (JUSTIÇA GRATUITA), é

Leia mais

1.1. Terminou a alegação de recurso com as seguintes conclusões:

1.1. Terminou a alegação de recurso com as seguintes conclusões: Acórdãos STA Processo: 0119/15 Data do Acordão: 15 03 2017 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: DULCE NETO Descritores: Sumário: IMPOSTO DE SELO REGIME TRANSITÓRIO Nº Convencional: JSTA000P21592 Nº do Documento:

Leia mais

Descritores regulamento das custas processuais; taxa de justiça; dispensa; conta de custas; reclamação;

Descritores regulamento das custas processuais; taxa de justiça; dispensa; conta de custas; reclamação; ECLI:PT:TRE:2016:185893.11.3YIPRT.A.E1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2016:185893.11.3yiprt.a.e1 Relator Nº do Documento Mata Ribeiro Apenso Data do Acordão 03/11/2016 Data de decisão

Leia mais

PN ; Ap.: Tc. Vila do Conde, 1º J. (164-B/94); Porto. Acordam no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução:

PN ; Ap.: Tc. Vila do Conde, 1º J. (164-B/94); Porto. Acordam no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução: PN 3033.04-5; Ap.: Tc. Vila do Conde, 1º J. (164-B/94); Ap.e1: Ap.a2: Companhia de Seguros Porto. Acordam no Tribunal da Relação do Porto I. Introdução: (a) O recorrente discorda da sentença de 1ª instância

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0187/11 Data do Acordão: 25-05-2011 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO ANTÓNIO CALHAU OPOSIÇÃO À EXECUÇÃO FISCAL NULIDADE

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Página 1 de 7 Acórdãos STA Processo: 0270/18.8BEPRT-S1 Data do Acordão: 06-02-2019 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ISABEL MARQUES DA SILVA Descritores: CONTRA-ORDENAÇÃO APENSAÇÃO PORTAGEM Sumário: Acórdão

Leia mais

ECLI:PT:TRL:2011: YXLSB.L

ECLI:PT:TRL:2011: YXLSB.L ECLI:PT:TRL:2011:2003.07.5YXLSB.L1.6.70 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trl:2011:2003.07.5yxlsb.l1.6.70 Relator Nº do Documento Olindo Geraldes rl Apenso Data do Acordão 07/04/2011 Data de

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2014: TBMMN.E1.4D

ECLI:PT:TRE:2014: TBMMN.E1.4D ECLI:PT:TRE:2014:373.11.0TBMMN.E1.4D http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2014:373.11.0tbmmn.e1.4d Relator Nº do Documento Cristina Cerdeira Apenso Data do Acordão 16/01/2014 Data de decisão

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça

Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça Processo: Acórdãos STJ Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça 648/08.5TBEPS.G1.S1 Nº Convencional: 2ª SECÇÃO Relator: Descritores: SÉRGIO POÇAS ALIMENTOS OBRIGAÇÃO DE ALIMENTOS ALIMENTOS DEVIDOS A MENORES

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2017.0000658746 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1095575-53.2016.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante ELBRUS EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, é apelado

Leia mais

Ap.os: Id., Id. Acordam no Tribunal da Relação do Porto

Ap.os: Id., Id. Acordam no Tribunal da Relação do Porto PN 58.011;AP: TC Santo Tirso; Ap.es: Ap.os: Id., Id. Acordam no Tribunal da Relação do Porto 1. recorre da decisão que apenas julgou parcialmente procedente o pedido de ressarcimento dos danos emergentes

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2017.0000966099 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1001665-35.2016.8.26.0370, da Comarca de Monte Azul Paulista, em que é apelante MICHELE CUNHA, é apelada VIVIANE

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2003:03B1335.0E

ECLI:PT:STJ:2003:03B1335.0E ECLI:PT:STJ:2003:03B1335.0E http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2003:03b1335.0e Relator Nº do Documento Ferreira De Sousa sj200306260013357 Apenso Data do Acordão 26/06/2003 Data de decisão

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2018.0000459043 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1004773-72.2017.8.26.0003, da Comarca de, em que são apelantes FELIPE KAUAN KAVALESKI e THAISSA LOPES DE OLIVEIRA,

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2015: T8STR.D.E1 I RELATÓRIO:

ECLI:PT:TRE:2015: T8STR.D.E1  I RELATÓRIO: ECLI:PT:TRE:2015:1227.15.6T8STR.D.E1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2015:1227.15.6t8str.d.e1 Relator Nº do Documento Mário Serrano Apenso Data do Acordão 2015-12-03 Data de decisão sumária

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2006:

ECLI:PT:TRE:2006: ECLI:PT:TRE:2006:376.06.3.21 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2006:376.06.3.21 Relator Nº do Documento Maria Alexandra Moura Santos Apenso Data do Acordão 13/07/2006 Data de decisão sumária

Leia mais

4. Respondeu a A. que o prazo se conta da data da regularização do sinistro.

4. Respondeu a A. que o prazo se conta da data da regularização do sinistro. PN 410.94 Acordam no Tribunal da Relação de Évora 1."O Trabalho", Companhia de Seguros SA, propõe contra o R. Estado Português a presente acção declarativa, com processo sumário, pedindo que seja condenado

Leia mais

ECLI:PT:TRE:2016: T8ENT.E1

ECLI:PT:TRE:2016: T8ENT.E1 ECLI:PT:TRE:2016:4161.15.6T8ENT.E1 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:tre:2016:4161.15.6t8ent.e1 Relator Nº do Documento Conceição Ferreira Apenso Data do Acordão 06/10/2016 Data de decisão

Leia mais

(Sumário elaborado pela Relatora) Acordam os Juízes no Tribunal da Relação de Lisboa:

(Sumário elaborado pela Relatora) Acordam os Juízes no Tribunal da Relação de Lisboa: Acórdãos TRL Processo: 258/14.8TBPDL.L1 6 Relator: ANABELA CALAFATE Descritores: ADMINISTRADOR DE INSOLVÊNCIA REMUNERAÇÃO Nº do Documento: RL Data do Acordão: 02 07 2015 Votação: UNANIMIDADE Texto Integral:

Leia mais

RELATÓRIO. O apelado apresentou intempestivamente as suas. contrarrazões. Rio de Janeiro, 14 de julho de 2009.

RELATÓRIO. O apelado apresentou intempestivamente as suas. contrarrazões. Rio de Janeiro, 14 de julho de 2009. QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Apelação Cível nº 2009.001.38826 31ª Vara Cível da Comarca da Capital Apelante: Sérgio Levy Silva Apelado : Anderson dos Santos Coutinho Relator: DES. MILTON

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TOCANTINS APELAÇÃO CÍVEL N 3713/03 ORIGEM : COMARCA DE WANDERLÂNDIA-TO APELANTE : JOSEFA MARIANO RODRIGUES

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TOCANTINS APELAÇÃO CÍVEL N 3713/03 ORIGEM : COMARCA DE WANDERLÂNDIA-TO APELANTE : JOSEFA MARIANO RODRIGUES TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TOCANTINS APELAÇÃO CÍVEL N 3713/03 ORIGEM : COMARCA DE WANDERLÂNDIA-TO APELANTE : JOSEFA MARIANO RODRIGUES APELADO : HSBC - SEGUROS (BRASIL) S/A RELATOR : Desembargador MOURA FILHO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO A C Ó R D Ã O 8ª T U R M A Cinto de segurança é EPI que deve proteger o empregado, proteção esta que deve ocorrer, inclusive, quando realiza movimentos inesperados, já que se utiliza cinto quando o equilíbrio

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2008:08S454.E9

ECLI:PT:STJ:2008:08S454.E9 ECLI:PT:STJ:2008:08S454.E9 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2008:08s454.e9 Relator Nº do Documento Pinto Hespanhol sj200804300004544 Apenso Data do Acordão 30/04/2008 Data de decisão sumária

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 0622/08 Data do Acordão: 29-10-2008 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO JORGE DE SOUSA JUROS INDEMNIZATÓRIOS ACTO DE LIQUIDAÇÃO

Leia mais

PN ; Ap.: Tc. Tabuaço, 1 J. ( ); Acordam no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução:

PN ; Ap.: Tc. Tabuaço, 1 J. ( ); Acordam no Tribunal da Relação do Porto. I. Introdução: PN 4704.04-5; Ap.: Tc. Tabuaço, 1 J. ( ); Ap.e1:; Ap.os: Acordam no Tribunal da Relação do Porto I. Introdução: (a) O recorrente não se conforma com a sentença de 1a Instância através da qual foi negada

Leia mais

ECLI:PT:TRC:2017: TBCTB.B.C1.DF

ECLI:PT:TRC:2017: TBCTB.B.C1.DF ECLI:PT:TRC:2017:1786.05.1TBCTB.B.C1.DF http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:trc:2017:1786.05.1tbctb.b.c1.df Relator Nº do Documento Emidio Francisco Santos Apenso Data do Acordão 28/03/2017 Data

Leia mais

PN ; Ap: TC Porto, 2ª V ( Apª:. Em Conferência no tribunal da Relação do Porto I. INTRODUÇÃO:

PN ; Ap: TC Porto, 2ª V ( Apª:. Em Conferência no tribunal da Relação do Porto I. INTRODUÇÃO: PN 2437.07-5; Ap: TC Porto, 2ª V ( Ap.e: Apª:. Em Conferência no tribunal da Relação do Porto I. INTRODUÇÃO: (1) O recorrente não se conformou com a improcedência da excep ção de prescrição decidida no

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 369 ACÓRDÃO Registro: 2018.0000347708 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1013126-04.2016.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx,

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores PAULO PASTORE FILHO (Presidente), JOÃO BATISTA VILHENA E SOUZA LOPES.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Desembargadores PAULO PASTORE FILHO (Presidente), JOÃO BATISTA VILHENA E SOUZA LOPES. Registro: 2016.0000452874 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1095000-16.2014.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante TURKISH AIRLINES INC, é apelada MAPFRE

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2010: TBPTL.G1.S1.E6

ECLI:PT:STJ:2010: TBPTL.G1.S1.E6 ECLI:PT:STJ:2010:935.06.7TBPTL.G1.S1.E6 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2010:935.06.7tbptl.g1.s1.e6 Relator Nº do Documento Maria Dos Prazeres Pizarro Beleza Apenso Data do Acordão 30/09/2010

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 022/10 Data do Acordão: 24-02-2010 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO VALENTE TORRÃO JUROS INDEMNIZATÓRIOS REQUISITOS LEI

Leia mais

ECLI:PT:STJ:2007:07A1218

ECLI:PT:STJ:2007:07A1218 ECLI:PT:STJ:2007:07A1218 http://jurisprudencia.csm.org.pt/ecli/ecli:pt:stj:2007:07a1218 Relator Nº do Documento Urbano Dias sj200707120012181 Apenso Data do Acordão 12/07/2007 Data de decisão sumária Votação

Leia mais

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO Questões de prática processual civil (7 valores) 25 de Setembro de 2004

PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO Questões de prática processual civil (7 valores) 25 de Setembro de 2004 ORDEM DOS ADVOGADOS CNF / CNA Comissão Nacional da Formação / Comissão Nacional de Avaliação PROVA ESCRITA NACIONAL DO EXAME FINAL DE AVALIAÇÃO E AGREGAÇÃO Questões de prática processual civil (7 valores)

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO INOMINADO nº 2006.0001107-2/0, DO 1º JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE FOZ DO IGUAÇU. Recorrente...: VARIG S/A VIAÇÃO AÉREA RIOGRANDENSE Recorrida...: MAALALI DUARTE E BATISTA Relator...: J.

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Acórdãos STA Processo: 01085/09 Data do Acordão: 24-02-2010 Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo Tribunal: Relator: Descritores: Sumário: 2 SECÇÃO CASIMIRO GONÇALVES IRS Em sede de IRS, o resultado

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 223 Registro: 2017.0000139094 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1044990-94.2016.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante LUISA MARIA BEZERRA REOVATO, é apelado PARTIFIB

Leia mais

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo. Acordam os juízes da secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo:

Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo. Acordam os juízes da secção do Contencioso Tributário do Supremo Tribunal Administrativo: Página 1 de 6 Acórdãos STA Processo: 01062/14 Data do Acordão: 22-04-2015 Tribunal: 2 SECÇÃO Relator: ARAGÃO SEIA Descritores: Sumário: Acórdão do Supremo Tribunal Administrativo GRADUAÇÃO DE CRÉDITOS

Leia mais