DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - DIREITOS FUNDAMENTAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - DIREITOS FUNDAMENTAIS"

Transcrição

1 DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - DIREITOS FUNDAMENTAIS DIREITO À VIDA DIREITO À VIDA DIREITO DE CONTINUAR VIVO DIREITO A TER UMA VIDA DIGNA MÍNIMO EXISTENCIAL É A MÍNIMA PROTEÇÃO SOCIAL PARA QUE A PESSOA TENHA UMA VIDA DIGNA EM CASO DE GUERRA DECLARADA A CF ADMITE A PENA DE MORTE CF - NINGUÉM SERÁ SUBMETIDO À TORTURA NEM A TRATAMENTO DESUMANO OU DEGRADANTE STF NÃO OFENDE O DIREITO À VIDA A PESQUISA COM CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS NÃO VIOLA O DIREITO À VIDA A INTERRUPÇÃO DA GRAVIDEZ DE FETO ANENCÉFALO

2 DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - DIREITOS FUNDAMENTAIS SEGURANÇA JURÍDICA O DIREITO ADQUIRIDO SEGURANÇA JURÍDICA A LEI NÃO PREJUDICARÁ O ATO JURÍDICO PERFEITO A COISA JULGADA DIREITO ADQUIRIDO QUANDO JÁ SE ENCONTRAM CUMPRIDOS TODOS OS REQUISITOS PARA A OBTENÇÃO DO DIREITO EXPECTATIVA DE DIREITO NESSE CASO, O INDIVÍDUO NÃO PREENCHEU TODOS OS REQUISITOS NECESSÁRIOS FUNDAMENTA A IRRETROATIVIDADE DA LEI E POSSIBILITA A RETROATIVIDADE DE LEIS MAIS BENÉFICAS NÃO CABE DIREITO ADQUIRIDO CONTRA NORMAS CONSTITUCIONAIS ORIGINÁRIAS E NEM CONTRA MUDANÇA DE REGIME JURÍDICO ESTATUTÁRIO SÚMULA 654 STF - A GARANTIA DA IRRETROATIVIDADE DA LEI PREVISTA NO ART.5º,XXXVI,DA CF, NÃO É INVOCÁVEL PELA ENTIDADE QUE A TENHA EDITADO

3 DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - PODER EXECUTIVO FUNÇÕES DO PODER EXECUTIVO FUNÇÕES DO PODER EXECUTIVO FUNÇÃO TÍPICA FUNÇÃO ATÍPICA FUNÇÃO EXECUTIVA FUNÇÃO DE GOVERNO (DECISÕES POLÍTICAS) FUNÇÃO ADMINISTRATIVA (PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS) FUNÇÃO LEGISLATIVA (EX:MEDIDAS PROVISÓRIAS E DECRETOS AUTÔNOMOS) FUNÇÃO JURISDICIONAL (DOUTRINA MAJORITÁRIA ENTENDE QUE O PODER EXECUTIVO NÃO EXERCE ESSA FUNÇÃO) PRESIDENCIALISMO X PARLAMENTARISMO PRESIDENCIALISMO PRESIDENTE = CHEFE DE ESTADO + CHEFE DE GOVERNO MANDATO - PRAZO DETERMINADO NÃO TEM VÍNCULO ENTRE PODER LEGISLATIVO E EXECUTIVO PARLAMENTARISMO PRESIDENTE = SÓ CHEFE DE ESTADO MANDATO - PRAZO INDETERMINADO HÁ INTERDEPENDÊNCIA ENTRE PODER LEGISLATIVO E EXECUTIVO

4 DIREITO CONSTITUCIONAL DICA - FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (CNMP) OS MEMBROS DO CONSELHO ORIUNDOS DO MP SERÃO INDICADOS PELOS RESPECTIVOS MPs COMPOSIÇÃO DO CNMP PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DA OAB COMPOSTO POR 14 MEMBROS PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA (PGR) 4 MEMBROS MPU 3 MEMBROS MPEs 2 JUÍZES! 2 ADVOGADOS 1 1 PRESIDE O CONSELHO UM DE CADA CARREIRA INDICADO PELO STF INDICADO PELO STJ INDICADOS PELO CONSELHO FEDERAL DA OAB OFICIARÁ JUNTO AO CNMP 2 CIDADÃOS (NOTÁVEL SABER JURÍDICO E REPUTAÇÃO ILIBADA) 1INDICADO PELA CÂMARA 1INDICADO PELO SENADO

5 DIREITO ADMINISTRATIVO DICA - PODERES ADMINISTRATIVOS PODER DE POLÍCIA PODER DE POLÍCIA FACULDADE DA ADMINISTRAÇÃO DE CONDICIONAR OU RESTRINGIR A LIBERDADE E A PROPRIEDADE INDIVIDUAL EM FAVOR DA COLETIVIDADE TEM COMO BASE O PRINCÍPIO DA SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO COMPETÊNCIA PARA EXERCER PODE SER DA UNIÃO/ESTADOS/DF/ MUNICÍPIOS - CONFORME A PREDOMINÂNCIA DO INTERESSE (CF) INTERESSE NACIONAL COMPETÊNCIA DA UNIÃO INTERESSE REGIONAL COMPETÊNCIA DOS ESTADOS INTERESSE REGIONAL E LOCAL COMPETÊNCIA DO DF INTERESSE LOCAL COMPETÊNCIA DOS MUNICÍPIOS

6 DIREITO ADMINISTRATIVO DICA - ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA CONCENTRAÇÃO X DESCONCENTRAÇÃO CONCENTRAÇÃO DESCONCENTRAÇÃO OCORRE QUANDO A PESSOA JURÍDICA INTEGRANTE DA ADM. PÚBLICA EXTINGUE SEUS ÓRGÃOS REUNINDO EM UM NÚMERO MENOR DE UNIDADES AS RESPECTIVAS COMPETÊNCIAS REFERE-SE À DISTRIBUIÇÃO INTERNA DE COMPETÊNCIAS A QUAL DÁ ORIGEM AOS ÓRGÃOS PÚBLICOS DESCONCENTRAÇÃO X DESCENTRALIZAÇÃO DESCONCENTRAÇÃO DESCENTRALIZAÇÃO OCORRE DENTRO DE UMA ÚNICA PESSOA JURÍDICA HÁ RELAÇÃO HIERÁRQUICA SÃO DUAS PESSOAS JURÍDICAS DISTINTAS (UMA TRANSFERE E A OUTRA RECEBE A COMPETÊNCIA NÃO HÁ RELAÇÃO DE HIERARQUIA

7 DIREITO ADMINISTRATIVO DICA - ATOS ADMINISTRATIVOS COMPETÊNCIAS (II) DELEGAÇÃO E AVOCAÇÃO ATRIBUIR A TERCEIRO PARCELA DE SUA ATRIBUIÇÕES NÃO DEPENDE DE SUBORDINAÇÃO ATO DISCRICIONÁRIO E REVOGÁVEL A QUALQUER TEMPO DELEGAÇÃO O ATO DE DELEGAÇÃO E SUA REVOGAÇÃO DEVERÃO SER PUBLICADOS NO MEIO OFICIAL CE NO RA NÃO PODEM SER OBJETO DE DELEGAÇÃO COMPETÊNCIA E XCLUSIVA ATOS NO RMATIVOS R ECURSOS A DMINISTRATIVOS ATRAIR PARA SI A COMPETÊNCIA DE UM SUBORDINADO AVOCAÇÃO DEPENDE DE SUBORDINAÇÃO MEDIDA EXCEPCIONAL E TEMPORÁRIA DEVE SER JUSTIFICADO NÃO PODE COMPETÊNCIA EXCLUSIVA

8 DIREITO ADMINISTRATIVO DICA - CONTROLE DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONTROLE ADMINISTRATIVO (V) RECURSO HIERÁRQUICO PRÓPRIO PODE SER CHAMADO DE RECURSO HIERÁRQUICO OU RECURSO EM SENTIDO ESTRITO RECURSO HIERÁRQUICO PRÓPRIO É O PEDIDO DE REEXAME DO ATO DIRIGIDO À AUTORIDADE HIERARQUICAMENTE SUPERIOR À QUE PROFERIU O ATO DECORRE DA HIERARQUIA NÃO DEPENDE DE PREVISÃO LEGAL RECURSO HIERÁRQUICO IMPRÓPRIO RECURSO HIERÁRQUICO IMPRÓPRIO DIRIGIDO A AUTORIDADE NÃO INTEGRANTE DA ESTRUTURA HIERÁRQUICA DO AGENTE/ÓRGÃO QUE PROFERIU O ATO NÃO HÁ RELAÇÃO DE HIERARQUIA DEPENDE DE PREVISÃO LEGAL

9 DIREITO ADMINISTRATIVO DICA - LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA (8.429/92) ATOS/ SANÇÕES PERDA DOS BENS ACRESCIDOS ILICITAMENTE ENRIQUECIMENTO ILÍCITO PREJUÍZO AO ERÁRIO LESÃO AOS PRINCÍPIOS CONCESSÃO DE BENEFÍCIO FINANCEIRO OU TRIBUTÁRIO INDEVIDO - - PERDA DA FUNÇÃO PÚBLICA SUSPENSÃO DOS DIREITOS POLÍTICOS 8 A 10 ANOS 5 A 8 ANOS 3 A 5 ANOS 5 A 8 ANOS MULTA CIVIL PROIBIÇÃO DE CONTRATAR COM O SERVIÇO PÚBLICO E RECEBER BENEFÍCIOS RESSARCIMENTO INTEGRAL DO DANO ATÉ 3X O VALOR DO ACRÉSCIMO PATRIMONIAL 10 ANOS ATÉ 2X O VALOR DO DANO CAUSADO 5 ANOS ATÉ 100X O VALOR DA REMUNERAÇÃO DO AGENTE 3 ANOS ATÉ 3X O VALOR DO BENEFÍCIO CONCEDIDO - -

10 LÍNGUA PORTUGUESA DICA - REESCRITA DE FRASES EXPRESSÕES PROBLEMÁTICAS EM GERAL, USADO COM SIGNIFICADO DE NO LUGAR DE EM VEZ DE (NA DÚVIDA, OPTE SEMPRE POR ELA) X AO INVÉS DE MAIS ABRANGENTE - ALÉM DE SER USADO PARA IDEIAS DIFERENTES, PODE SER USADO TAMBÉM PARA IDEIAS CONTRÁRIAS EM VEZ DE TELEFONAR PARA O MEU AMIGO, IREI MANDAR UMA MENSAGEM PARA ELE SIGNIFICA - IDEIAS CONTRÁRIAS, OPOSIÇÃO, AO CONTRÁRIO DE SOMENTE PODE SER USADO NO SENTIDO DE OPOSIÇÃO EX: AO INVÉS DE DESCER,SUBIU

11 LÍNGUA PORTUGUESA DICA - REESCRITA DE FRASES EXPRESSÕES PROBLEMÁTICAS SIGNIFICA - A RESPEITO DE OU SOBRE ACERCA DE X A CERCA DE %ESTÁVAMOS CONVERSANDO ACERCA DA PROVA %JÁ TENHO INFORMAÇÃO ACERCA DA VIAGEM INDICA DISTÂNCIA OU APROXIMAÇÃO % MINHA NAMORADA MORA A CERCA DE 4KM DAQUI % BRASÍLIA FICA A CERCA DE 210KM DE GOIÂNIA

12 LÍNGUA PORTUGUESA ACENTUAÇÃO USO DOS PORQUÊS POR QUE (PERGUNTA) %EQUIVALE A POR QUAL RAZÃO, POR QUAL MOTIVO, PELA QUAL, PELOS QUAIS EX - POR QUE VOCÊ QUER SER APROVADO NO CONCURSO DA PF? EX - ESTAS SÃO AS RAZÕES POR QUE ESTUDO BASTANTE POR QUÊ (FIM DE FRASE) PORQUE (RESPOSTA) PORQUÊ (SUBSTANTIVO) %É UTILIZADO NO FINAIS DE FRASES, ANTES DE PONTO FINAL,DE INTERROGAÇÃO, DE EXCLAMAÇÃO OU DE RETICÊNCIAS EX - ESTUDO BASTANTE PARA SER APROVADO. SABE POR QUÊ? EX - O CONTRATO NÃO FOI ASSINADO. POR QUÊ? %CORRESPONDE A UMA EXPLICAÇÃO OU UMA CAUSA (POIS,JÁ QUE,UMA VEZ QUE,PORQUANTO..) EX - COMPREI ESTE COMPUTADOR PORQUE É MAIS BARATO EX - ESTUDO PORQUE EU QUERO PASSAR %EQUIVALE A UM SUBSTANTIVO(É ANTECEDIDO DE UM DETERMINANTE)- TEM SIGNIFICADO DE MOTIVO, RAZÃO EX - NÃO SEI O PORQUÊ DESSA ESCOLHA EX - EU SEI O PORQUÊ DA SUA DEDICAÇÃO

13 LÍNGUA PORTUGUESA SINTAXE ADJUNTO ADNOMINAL x COMPLEMENTO NOMINAL ADJUNTO ADNOMINAL SOMENTE SE LIGA A: SUBSTANTIVOS CONCRETOS E ABSTRATOS PODE SER OU NÃO PREPOSICIONADO COMPLEMENTO NOMINAL SE LIGA A: SUBSTANTIVOS ABSTRATOS ADJETIVOS ADVÉRBIOS É NECESSARIAMENTE PREPOSICIONADO PRINCIPAL PEGADINHA DE PROVA PARA CONFUNDIR OS DOIS: NO CASO DE SUBSTANTIVO ABSTRATO COM TERMO PREPOSICIONADO DE. NESSE CASO, VEJA COMO DISTINGUIR: TERMO PREPOSICIONADO TEM SENTIDO AGENTE: SERÁ ADJUNTO ADNOMINAL SUBSTITUÍVEL POR UMA PALAVRA ÚNICA (UM ADJETIVO EQUIVALENTE) PODE INDICAR POSSE EX: O CONSUMO DOS BRASILEIROS (OS BRASILEIROS CONSOMEM - AGENTE) TERMO PREPOSICIONADO TEM SENTIDO PACIENTE: SERÁ COMPLEMENTO NOMINAL NÃO É SUBSTITUÍVEL POR UMA PALAVRA ÚNICA (ADJETIVO EQUIVALENTE) NÃO PODE INDICAR POSSE EX: O CONSUMO DE PÃO (O PÃO É CONSUMIDO - PACIENTE)

14 CONCEITO CABE A EXCEÇÃO DA VERDADE, SALVO: DIREITO PENAL DICA - CRIMES CONTRA A HONRA CALÚNIA CALUNIAR ALGUÉM, IMPUTANDO-LHE FALSAMENTE FATO DEFINIDO COMO CRIME NA MESMA PENA INCORRE QUEM, SABENDO FALSA A IMPUTAÇÃO, A PROPAGA OU DIVULGA É PUNÍVEL A CALÚNIA CONTRA OS MORTOS O CRIME É CONSUMADO COM A DIVULGAÇÃO DA CALÚNIA À TERCEIRA PESSOA É CABÍVEL A RETRATAÇÃO SE,CONSTITUINDO O FATO IMPUTADO CRIME DE AÇÃO PRIVADA SE O FATO É IMPUTADO CONTRA O O OFENDIDO NÃO FOI CONDENADO POR SENTENÇA IRRECORRÍVEL PRESIDENTE DA REPÚBLICA CHEFE DE GOVERNO ESTRANGEIRO SE DO CRIME IMPUTADO,EMBORA DE AÇÃO PÚBLICA, O OFENDIDO FOI ABSOLVIDO POR SENTENÇA IRRECORRÍVEL

15 DIREITO PENAL DICA - CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO ROUBO PRÓPRIO X IMPRÓPRIO ROUBO PRÓPRIO O INFRATOR PRATICA A VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA PARA SUBTRAIR A COISA A VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA É EXERCIDA ANTES OU DURANTE A SUBTRAÇÃO ROUBO IMPRÓPRIO ROUBO COM VIOLÊNCIA IMPRÓPRIA O INFRATOR PRATICA A VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA DEPOIS DE SUBTRAIR A COISA A FIM DE ASSEGURAR A CONCLUSÃO DO CRIME ROUBO COM VIOLÊNCIA PRÓPRIA X IMPRÓPRIA ROUBO COM VIOLÊNCIA PRÓPRIA EXEMPLO: SONÍFERO É A UTILIZAÇÃO DA VIOLÊNCIA EM SI O INFRATOR REDUZ A VÍTIMA À CONDIÇÃO DE IMPOSSIBILIDADE DE DEFESA SEM PRATICAR VIOLÊNCIA OU GRAVE AMEAÇA

16 DIREITO PENAL DICA - CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL PECULATO CULPOSO %OCORRE QUANDO O FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONCORRE CULPOSAMENTE PARA O CRIME DE OUTREM REPARAÇÃO DO DANO ANTES DA SENTENÇA IRRECORRÍVEL(TRÂNSITO EM JULGADO) APÓS A SENTENÇA IRRECORRÍVEL(TRÂNSITO EM JULGADO) EXTINGUE A PUNIBILIDADE REDUZ A PENA PELA METADE %NÃO ADMITE TENTATIVA UMA VEZ QUE SE TRATA DE CRIME CULPOSO

17 DIREITO PENAL DICA - CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL CONCUSSÃO X CORRUPÇÃO PASSIVA CONCUSSÃO X CORRUPÇÃO PASSIVA %AMBOS SÃO CRIMES FORMAIS EXCEÇÃO: CORRUPÇÃO PASSIVA PRIVILEGIADA O AGENTE EXIGE A VANTAGEM INDEVIDA O AGENTE SOLICITA OU RECEBE A VANTAGEM INDEVIDA, OU MESMO ACEITA A PROMESSA DE SUA ENTREGA SÃO CONSUMADOS COM A PRÁTICA DA CONDUTA (VERBO) DISPENSAM O RECEBIMENTO DA VANTAGEM INDEVIDA CRIME MATERIAL EXCETO NA MODALIDADE DE RECEBER VANTAGEM INDEVIDA

18 DIREITO PENAL DICA - CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA DENUNCIAÇÃO CALUNIOSA DENUNCIAÇÃO CALUNIOSA DAR CAUSA À INSTAURAÇÃODE INQUÉRITO POLICIAL, DE PROCEDIMENTO INVESTIGATÓRIO CRIMINAL, DE PROCESSO JUDICIAL, DE PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR, DE INQUÉRITO CIVIL OU DE AÇÃO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA CONTRA ALGUÉM IMPUTANDO-LHE CRIME, INFRAÇÃO ÉTICO-DISCIPLINAR OU ATO ÍMPROBO DE QUE O SABE INOCENTE A PENA É AUMENTADA DE 1/6 SE O AGENTE SE VALE DE ANONIMATO NOME SUPOSTO A PENA É DIMINUÍDA DA METADE CRIME MATERIAL SE A IMPUTAÇÃO É DE PRÁTICA DE CONTRAVENÇÃO EXIGE QUE A AUTORIDADE TENHA TOMADO ALGUMA PROVIDÊNCIA (EX:INICIE A INVESTIGAÇÃO) NÃO É PUNIDA CONTRA OS MORTOS

19 E I I D D SCRITO DIREITO PROCESSUAL PENAL DICA - INQUÉRITO POLICIAL NDISPONÍVEL NQUISITIVO ISPENSÁVEL ISCRICIONÁRIO OFICIAL CARACTERÍSTICAS TODOS OS ATOS DEVERÃO SER ESCRITOS AUTORIDADE POLICIAL NÃO PODE MANDAR ARQUIVAR O INQUÉRITO NÃO HÁ CONTRADITÓRIO E AMPLA DEFESA A PROPOSITURA DA AÇÃO PENAL PODE SER REALIZADA SEM ELE CABE A AUTORIDADE POLICIAL CONDUZIR O INQUÉRITO DA MANEIRA QUE ENTENDER SER MELHOR PARA AS INVESTIGAÇÕES CONDUZIDA POR ÓRGÃO OFICIAL SIGILOSO O FICIOSO EI IDDOSO DEVE TRAMITAR EM SIGILO PARA ELUCIDAÇÃO DOS FATOS OFÍCIO DEVE SER INSTAURADO DE NOS CRIMES DE AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA

20 DIREITO PROCESSUAL PENAL DICA - INQUÉRITO POLICIAL PRAZOS PARA CONCLUSÃO DO INQUÉRITO POLICIAL *(EM DIAS)* INVESTIGADO PRESO INVESTIGADO SOLTO REGRA GERAL INQUÉRITO POLICIAL FEDERAL LEI DE DROGAS CRIMES CONTRA A ECONOMIA POPULAR

21 DIREITO PROCESSUAL PENAL DICA - AÇÃO PENAL RESUMINDO OS PRINCÍPIOS INDISPONIBILIDADE PÚBLICA DIVISIBILIDADE OBRIGATORIEDADE OFICIALIDADE AÇÃO PENAL MP TEM TITULARIDADE PRIVATIVA (TANTO NA INCONDICIONADA QUANTO NA CONDICIONADA) DISPONIBILIDADE PRIVADA INDIVISIBILIDADE OPORTUNIDADE

22 DIREITO PROCESSUAL PENAL DICA - PRISÃO PREVENTIVA HIPÓTESES DE CABIMENTO CRIMES DOLOSOS PUNIDOS COM PENA PRIVATIVA DE LIBERDADE MÁXIMA + 4 ANOS HIPÓTESES ADMITIDAS PARA A SUA DECRETAÇÃO SE TIVER SIDO CONDENADO POR OUTRO CRIME DOLOSO EM SENTENÇA TRANSITADA EM JULGADO,EXCETO SE JÁ PASSARAM + 5 ANOS DA EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE SE O CRIME ENVOLVER VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER CRIANÇA ADOLESCENTE IDOSO/ENFERMO OU PCD QUANDO HOUVER DÚVIDA SOBRE DEVENDO O PRESO SER COLOCADO IMEDIATAMENTE EM LIBERDADE APÓS A IDENTIFICAÇÃO IDENTIDADE CIVIL NÃO FORNECER QUANDO ELEMENTOS SUFICIENTES PARA ESCLARECER A DÚVIDA SALVO SE OUTRA HIPÓTESE RECOMENDAR A MANUTENÇÃO DA PRISÃO

23 DIREITO PROCESSUAL PENAL DICA - JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAIS COMPETÊNCIA COMPETÊNCIA PROCESSAR E JULGAR AS INFRAÇÕES DE MENOR POTENCIAL OFENSIVO RESPEITADAS AS REGRAS DE CONEXÃO E CONTINÊNCIA NA REUNIÃO DE PROCESSOS, PERANTE O JUÍZO COMUM OU O TRIBUNAL DO JÚRI, DECORRENTES DA APLICAÇÃO DAS REGRAS DE CONEXÃO E CONTINÊNCIA OBSERVAR-SE-ÃO OS INSTITUTOS DA TRANSAÇÃO PENAL E DA COMPOSIÇÃO DOS DANOS CIVIS CONTRAVENÇÕES PENAIS (TODAS) SÃO INFRAÇÕES DE MENOR POTENCIAL OFENSIVO ORALIDADE INFORMALIDADE CRIMES - QUE A LEI COMINE PENA MÁXIMA NÃO SUPERIOR A 2 ANOS PRINCÍPIOS ECONOMIA PROCESSUAL CUMULADA OU NÃO COM MULTA SIMPLICIDADE CELERIDADE

24 INFORMÁTICA REDE DE COMPUTADORES TIPOS DE REDE - QUANTO À TOPOLOGIA/LAYOUT ESTRELA (STAR) É A MAIS COBRADA %AS ESTAÇÕES ESTÃO LIGADAS A UM NÓ CENTRAL CONTROLADOR,PELO QUAL PASSAM TODAS AS MENSAGENS. %NÃO HÁ TRÁFEGO DIRETO ENTRE OS DISPOSITIVOS %O ENLACE ENTRE AS ESTAÇÕES E O NÓ CENTRAL É PONTO-A-PONTO %VANTAGENS: MAIOR TOLERÂNCIA A FALHAS - O DEFEITO NA ESTAÇÃO NÃO AFETA O RESTANTE DA REDE FACILIDADE PARA IDENTIFICAR/ISOLAR AS FALHAS FÁCIL ADICIONAR ESTAÇÕES %DESVANTAGENS: SE O DISPOSITIVO CENTRAL FALHAR,TODA A REDE SERÁ PREJUDICADA INSTALAÇÃO MAIS CARA,POIS REQUER MAIS CABOS

25 INFORMÁTICA CORREIO ELETRÔNICO WEBMAIL É UM MODO/FORMA DE ACESSAR O SERVIÇO DE CORREIO ELETRÔNICO POR MEIO DA WEB (UTILIZANDO UM NAVEGADOR E UM COMPUTADOR CONECTADO À INTERNET) TODAS AS MENSAGENS FICAM ARMAZENAS EM PASTAS NO SERVIDOR DE (NO CLIENTE DE ,FICAM ARMAZENADAS NA MÁQUINA DO USUÁRIO) WEBMAIL EM SÍNTESE,O WEBMAIL TRATA-SE APENAS DE UMA PÁGINA WEB CAPAZ DE FORNECER UMA INTERFACE ENTRE O CLIENTE E O SERVIDOR DE UTILIZAM O PROTOCOLO HTTP/HTTPS MAIOR VANTAGEM CAPACIDADE DE ENVIAR E RECEBER CORREIOS ELETRÔNICOS DE QUALQUER LUGAR

26 INFORMÁTICA SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO MALWARES %WORM (VERME) %CAPAZ DE SE REPLICAR AUTOMATICAMENTE,ENVIANDO CÓPIAS DE SI MESMO DE COMPUTADOR PARA COMPUTADOR %PROPAGA-SE PELA EXPLORAÇÃO AUTOMÁTICA DE VULNERABILIDADES EXISTENTES EM PROGRAMAS INSTALADOS EM COMPUTADORES OU PELA EXECUÇÃO DIRETA DE SUAS CÓPIAS %ELES NÃO INFECTAM ARQUIVOS (ELES JÁ SÃO OS ARQUIVOS) %CONSOMEM MUITOS RECURSOS, EM RAZÃO DA GRANDE QUANTIDADE DE CÓPIAS DE SI MESMO QUE COSTUMAM PROPAGAR. AFETAM O DESEMPENHO DA REDE E DO COMPUTADOR. %POSSUEM A CAPACIDADE DE ENTRAR EM MÁQUINA SEM QUALQUER INTERAÇÃO DO USUÁRIO %PROCESSO DE INFECÇÃO: 4 FASES 1 FASE - SCANNING (IDENTIFICAÇÃO DOS COMPUTADORES ALVOS PARA OS QUAIS TENTARÁ SE COPIAR) 2 FASE - ENVIO DE CÓPIAS 3 FASE - ATIVAÇÃO DAS CÓPIAS (VIA DE REGRA,PRECISA SER EXECUTADO PARA QUE A INFECÇÃO ACONTEÇA) 4 FASE - REINÍCIO DO PROCESSO

27 BARRA DE TÍTULOS INFORMÁTICA WINDOWS JANELAS FAIXA DE OPÇÕES BOTÕES DE NAVEGAÇÃO CAIXA DE PESQUISA BARRA DE ENDEREÇOS ALTERNAR ENTRE JANELAS PAINEL DE VISUALIZAÇÃO PAINEL DE NAVEGAÇÃO ALT + TAB ALT + ESC COM CAIXA DE DIÁLOGO SEM CAIXA DE DIÁLOGO PAINEL DE DETALHES

28 INFORMÁTICA MICROSOFT WORD GUIA PÁGINA INICIAL FONTE TAMANHO DA FONTE AUMENTAR TAMANHO DA FONTE DIMINUIR TAMANHO DA FONTE MAIÚSCULAS E MINÚSCULAS FONTE LIMPAR TODA A FORMATAÇÃO COR DA FONTE NEGRITO ITÁLICO SUBLINHADO COR DO REALCE DO TEXTO EFEITOS DE TEXTO E TIPOGRAFIA SOBRESCRITO SUBESCRITO TACHADO

29 LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL LEI DE ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS DEFINIÇÃO DE ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA A ASSOCIAÇÃO DE 4 OU MAIS PESSOAS ESTRUTURALMENTE ORDENADA DIVISÃO DE TAREFAS, AINDA QUE INFORMALMENTE COM OBJETIVO DE OBTER, DIRETA OU INDIRETAMENTE VANTAGEM DE QUALQUER NATUREZA MEDIANTE A PRÁTICA DE INFRAÇÕES PENAIS CUJAS PENAS MÁXIMAS SEJAM SUPERIORES A 4 ANOS OU QUE SEJAM DE CARÁTER TRANSNACIONAL ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA X ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA 3 OU + INTEGRANTES 4 OU + INTEGRANTES DEVE TER A FINALIDADE ESPECÍFICA DE COMETER CRIMES CARACTERÍSTICAS CITADAS ACIMA

30 LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL LEI DE DROGAS ASPECTOS PROCESSUAIS (III) DESTRUIÇÃO DAS DROGAS COM PRISÃO EM FLAGRANTE A DESTRUIÇÃO DAS DROGAS SERÁ EXECUTADA PELO DELEGADO DE POLÍCIA COMPETENTE NO PRAZO DE 15 DIAS NA PRESENÇA DO MINISTÉRIO PÚBLICO E DA AUTORIDADE SANITÁRIA O LOCAL SERÁ VISTORIADO ANTES E DEPOIS DE EFETIVADA A DESTRUIÇÃO DAS DROGAS, SENDO LAVRADO AUTO CIRCUNSTANCIADO PELO DELEGADO DE POLÍCIA, CERTIFICANDO-SE NESTE A DESTRUIÇÃO TOTAL DELAS SEM PRISÃO EM FLAGRANTE A DESTRUIÇÃO DAS DROGAS APREENDIDAS SEM A OCORRÊNCIA DE PRISÃO EM FLAGRANTE SERÁ FEITA POR INCINERAÇÃO 30 DIAS NO PRAZO MÁXIMO DE CONTADOS DA DATA DA APREENSÃO GUARDANDO-SE AMOSTRA NECESSÁRIA À REALIZAÇÃO DO LAUDO DEFINITIVO

Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade

Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade Prof. Dr. Vander Ferreira de Andrade Ministério Público Instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado. Incumbência: Defesa da ordem jurídica Defesa do Regime Democrático Defesa dos

Leia mais

Aula nº 09. Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 - Exercícios Comentados

Aula nº 09. Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 - Exercícios Comentados Página1 Curso/Disciplina: Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula: Juizados Especiais Criminais Objetivo Aula 09 Professor(a): Elisa Pittaro Monitor(a): Analia Freitas Aula nº 09. Juizados Especiais

Leia mais

Juizados Especiais Criminais

Juizados Especiais Criminais Direito Processual Penal Juizados Especiais Criminais Constituição Federal Art. 98. A União, no Distrito Federal e nos Territórios, e os Estados criarão: I - juizados especiais, providos por juízes togados,

Leia mais

Atuando em favor da vítima. Prof. Rodrigo Capobianco Legale

Atuando em favor da vítima. Prof. Rodrigo Capobianco Legale Atuando em favor da vítima Prof. Rodrigo Capobianco Legale Atuando em favor da vítima O advogado criminalista na maioria das vezes atua em favor do réu... Atuando em favor da vítima Porém, há muitos casos

Leia mais

- Gramática e Interpretação de texto da Língua Portuguesa -

- Gramática e Interpretação de texto da Língua Portuguesa - 1 Ortografia oficial 2 Acentuação gráfica 3 Flexão nominal e verbal Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação 4 5 Advérbios 6 Conjunções coordenativas e subordinativas 7 Emprego de tempos e modos

Leia mais

Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa

Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa Clóvis Feitosa 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Improbidade Administrativa Clovis Feitosa IMPROBIDADE

Leia mais

Direito Penal. Crimes Contra a Administração Pública

Direito Penal. Crimes Contra a Administração Pública Direito Penal Crimes Contra a Administração Pública Crimes Contra a Adm. Pública Código Penal - Título XI Dos crimes contra a Administração Pública Capítulo I Dos crimes praticados por funcionário público

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA CCJC AOS PROJETOS DE LEI N os 215, E 1.589, DE 2015

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA CCJC AOS PROJETOS DE LEI N os 215, E 1.589, DE 2015 SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA CCJC AOS PROJETOS DE LEI N os 215, 1.547 E 1.589, DE 2015 Estabelece causa de aumento de pena para o crime contra a honra praticado com o emprego de equipamento, aparelho, dispositivo

Leia mais

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco

TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco TJ - SP Direito Penal Dos Crimes Praticados Por Funcionários Públicos Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. DOS CRIMES PRATICADOS POR FUNCIONÁRIO

Leia mais

Rixa. Rixa Participar de rixa, salvo para separar os contendores

Rixa. Rixa Participar de rixa, salvo para separar os contendores LEGALE Rixa Rixa Rixa Participar de rixa, salvo para separar os contendores Rixa Trata-se de uma briga generalizada, uma contenda entre três ou mais pessoas com vias de fato recíprocas Foi criada para

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO TRF 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: JUDICIÁRIA

CONTROLE DE CONTEÚDO TRF 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: JUDICIÁRIA CONTROLE DE CONTEÚDO TRF 1ª REGIÃO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: JUDICIÁRIA 1 Ortografia oficial. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 2 Acentuação gráfica. 3 Grafia

Leia mais

LEGISLAÇÃO Extravagante Jecrim

LEGISLAÇÃO Extravagante Jecrim LEGISLAÇÃO Extravagante Jecrim Professor Thalisson Faleiro LEI Nº 9.099/95 DISPÕE SOBRE OS JUIZADOS ESPECIAIS CRIMINAL. Infração penal: Crimes Reclusão Detenção Máximo da pena e de 30 anos. Multa Contravenção

Leia mais

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA

CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA www.trilhante.com.br 1. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA Estudaremos as ações voltadas contra o poder judiciário, as investigações e o andamento do processo.

Leia mais

Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo

Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo Contravenção Penal (Decreto nº 3.688/41) Crime anão Delito liliputiano Crime vagabundo Extraterritorialidade Art. 2º. A lei brasileira só é aplicável à contravenção praticada no território nacional. Tentativa

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 8.429/92 ARTUR PRADO

DIREITO ADMINISTRATIVO LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 8.429/92 ARTUR PRADO DIREITO ADMINISTRATIVO LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 8.429/92 ARTUR PRADO LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 1-CONCEITO Em sentido amplo, Improbidade Administrativa é o ato ilegal ou contrário aos princípios

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa

Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa Tropa de Elite - Polícia Civil Direito Administrativo Improbidade Administrativa - Parte 02 Clóvis Feitosa 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 6) DAS PENALIDADES:

Leia mais

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL

REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL REINALDO ROSSANO LÉO MATOS INFORMÁTICA EXERCÍCIOS QUADRIX LINUX DIREITO PROCESSUAL PENAL CARGOS: OFICIAL DE JUSTIÇA E ANALISTA JUDICIÁRIO FUNÇÃO JUDICIÁRIA PROVA OBJETIVA: 9.1.3. A Prova Objetiva será

Leia mais

PMDF SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Compreensão e intelecção de textos Tipologia textual Coesão e coerência Figuras de linguagem...

PMDF SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Compreensão e intelecção de textos Tipologia textual Coesão e coerência Figuras de linguagem... Língua Portuguesa Compreensão e intelecção de textos... 3 Tipologia textual... 6 Coesão e coerência... 11 Figuras de linguagem... 8 Ortografia... 18 Acentuação gráfica... 27 Emprego do sinal indicativo

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA (TRE-SP AJAA)

CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA (TRE-SP AJAA) CONTROLE DE CONTEÚDO - TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO ANALISTA JUDICIÁRIO ÁREA: ADMINISTRATIVA (TRE-SP AJAA) 1 Ortografia oficial. GRAMÁTICA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO DA LÍNGUA PORTUGUESA 2 Acentuação

Leia mais

Direito Penal Material de Apoio Professor Antonio Pequeno.

Direito Penal Material de Apoio Professor Antonio Pequeno. CAPÍTULO V DOS CRIMES CONTRA A HONRA 1-BEM JURÍDICO TUTELADO - Honra objetiva e honra subjetiva. 2-ELEMENTO SUBJETIVO ESPECIAL- 3-CONSENTIMENTO DO OFENDIDO- 1 Art. 138 - Caluniar alguém, imputando-lhe

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Procedimento penal Outros Procedimentos Especiais Prof. Gisela Esposel - Procedimento da lei 11.340/06 Lei Maria da Penha - A Lei 11.340/06 dispõe sobre a criação de Juizados de

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA DIREITO ADMINISTRATIVO IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Atualizado em 04/11/2015 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A exigência de uma atuação moral se relaciona com o dever de probidade, ética e honestidade da Administração

Leia mais

TRF SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica Flexão nominal e verbal... 28/43

TRF SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica Flexão nominal e verbal... 28/43 Língua Portuguesa Ortografia oficial... 15 Acentuação gráfica... 25 Flexão nominal e verbal... 28/43 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 34 Emprego de tempos e modos verbais... 41 Vozes

Leia mais

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12

TRE-SP SUMÁRIO. Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa. Ortografia oficial Acentuação gráfica... 12 Gramática e Interpretação de Texto da Língua Portuguesa Ortografia oficial... 3 Acentuação gráfica... 12 Flexão nominal e verbal... 15/18/29 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação... 20 Advérbios...

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Procedimento Penal Procedimento comum sumaríssimo - Lei nº 9.099 de 1995 - Lei Prof. Gisela Esposel - Procedimento Comum Sumaríssimo - Artigo 394 do CPP. O procedimento será comum

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Procedimento Penal Procedimento comum sumaríssimo - Lei nº 9.099 de 1995 - Lei dos Juizados Especiais Criminais JECRIM Parte 2 Prof. Gisela Esposel - Artigo 62 da lei 9099/95.

Leia mais

Direito Penal. Crimes Contra a Administração Pública

Direito Penal. Crimes Contra a Administração Pública Direito Penal Crimes Contra a Administração Pública Crimes Contra a Adm. Pública Código Penal - Título XI Dos crimes contra a Administração Pública Capítulo I Dos crimes praticados por funcionário público

Leia mais

QUAIS OS TEMAS MAIS RELEVANTES PARA O CONCURSO DA PRF (PROVA DISCURSIVA)?

QUAIS OS TEMAS MAIS RELEVANTES PARA O CONCURSO DA PRF (PROVA DISCURSIVA)? QUAIS OS TEMAS MAIS RELEVANTES PARA O CONCURSO DA PRF (PROVA DISCURSIVA)? Quer receber mais materiais assim? Cadastre-se em nossa lista VIP gratuitamente. 2 A proposta de redação de concursos envolvendo

Leia mais

Direito Constitucional II Profª. Marianne Rios Martins FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA. - Ministério Público - Advocacia Publica. - Defensoria Publica

Direito Constitucional II Profª. Marianne Rios Martins FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA. - Ministério Público - Advocacia Publica. - Defensoria Publica FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA Funções essenciais à justiça - Ministério Público - Advocacia Publica - Advocacia - Defensoria Publica MINISTÉRIO PUBLICO (art. 127-130) MINISTÉRIO PÚBLICO (art. 127) - Instituição

Leia mais

Comentários sobre a Prova de Direito Penal do MPU para o cargo de Analista Administrativo Autor: Dicler Forestieri Ferreira

Comentários sobre a Prova de Direito Penal do MPU para o cargo de Analista Administrativo Autor: Dicler Forestieri Ferreira Olá, amigos concurseiros. Com o objetivo de colaborar com os seus estudos, segue a resolução da prova de Direito Penal para o cargo Analista Administrativo do MPU, que foi aplicada pela Fundação Carlos

Leia mais

TIPO: EDITAL SOLDADO DE 2ª CLASSE BANCA: FUNDAÇÃO UNIVERSA QUANTIDADE DE MATÉRIAS: 12

TIPO: EDITAL SOLDADO DE 2ª CLASSE BANCA: FUNDAÇÃO UNIVERSA QUANTIDADE DE MATÉRIAS: 12 TIPO: EDITAL SOLDADO DE 2ª CLASSE BANCA: FUNDAÇÃO UNIVERSA QUANTIDADE DE MATÉRIAS: 12 Língua Portuguesa. CONHECIMENTOS GERAIS 1. Compreensão e intelecção de textos. 2. Tipologia textual. 3. Coesão e coerência.

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL Direitos Individuais Direitos Constitucionais Penais e Garantias Const. do Processo Parte 3 Profª. Liz Rodrigues - A terceira modalidade de prisão extrapenal são as prisões militares.

Leia mais

Professor Wisley Aula 06

Professor Wisley Aula 06 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 7 AÇÃO PENAL DE INICIATIVA PÚBLICA 1. PRINCÍPIOS a) PRINCÍPIO DA OBRIGATORIEDADE: presente

Leia mais

05/05/2017 PAULO IGOR DIREITO PENAL

05/05/2017 PAULO IGOR DIREITO PENAL PAULO IGOR DIREITO PENAL (VUNESP/ ASSISTENTE JURÍDICO PREFEITURA DE ANDRADINA SP/ 2017) A conduta de patrocinar indiretamente interesse privado perante a Administração Pública, valendo-se da sua qualidade

Leia mais

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Aspectos Gerais

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Aspectos Gerais IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Aspectos Gerais André Stefani Bertuol Procurador da República Coordenador do Núcleo de Combate à Corrupção (NCC) na Procuradoria da República em Santa Catarina. Procurador Regional

Leia mais

INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO

INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO INQUÉRITO POLICIAL - V TERMO CIRCUNSTANCIADO - ARQUIVAMENTO TERMO CIRCUNSTANCIADO TERMO CIRCUNSTANCIADO -Substitui o inquérito policial, é utilizado para crimes de menor potencial ofensivo (pena máxima

Leia mais

CRIMES - FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA ADMINISTRAÇÃO

CRIMES - FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA ADMINISTRAÇÃO CRIMES - FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA ADMINISTRAÇÃO www.trilhante.com.br 1 HABEAS DATA: CRIMES RESUMO PRATICADOS PRÁTICO POR FUNCIONÁRIO PÚBLICO CONTRA A ADMINISTRAÇÃO www.trilhante.com.br 1. Crimes praticados

Leia mais

LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1 INTRODUÇÃO... 3 1.1. A importância do combate à corrupção... 3 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

PLANO DE ESTUDO SEMESTRAL PARA PMGO

PLANO DE ESTUDO SEMESTRAL PARA PMGO PLANO DE ESTUDO SEMESTRAL PARA PMGO - 2017 DIAS DE ESTUDOS MATÉRIAS BÁSICAS LÍNGUA PORTUGUESA 1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 0,5 2 Reconhecimento de tipos e gêneros textuais.

Leia mais

Improbidade Administrativa

Improbidade Administrativa Direito Administrativo Improbidade Administrativa Noção de probidade Agir com probidade é o que se espera do agente público. Probidade é um conceito ligado à honestidade, honradez, retidão de conduta,

Leia mais

Pós Penal e Processo Penal. Legale

Pós Penal e Processo Penal. Legale Pós Penal e Processo Penal Legale Competência SÚMULAS SOBRE COMPETÊNCIA Súmula Vinculante 45 A competência constitucional do Tribunal do Júri prevalece sobre o foro por prerrogativa de função estabelecido

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5 Sumário Capítulo 1 Introdução... 1 Capítulo 2 Processo Penal... 3 Capítulo 3 Ação Penal... 5 3.1. Considerações Gerais...5 3.1.1. Ação penal pública incondicionada...5 3.1.2. Ação penal pública condicionada

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Linguagem: como instrumento de ação e interação presente em todas as atividades humanas; funções da linguagem na comunicação; diversidade linguística (língua padrão, língua não padrão)...6

Leia mais

ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO

ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO ATOS ADMINISTRATIVOS E RESPONSABILIDADE DOS AGENTES PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO Conceito de Ato Administrativo Ato administrativo é todo ato praticado no exercício da função administrativa.

Leia mais

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões SUMÁRIO 1. APLICAÇÃO DO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1.1 A lei processual no espaço 1.2 A lei processual no tempo (irretroatividade) 1.3 A lei processual em relação às pessoas 1.3.1 Imunidades 1.3.2 Imunidade

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA MILITAR GOIÁS SOLDADO DE 3ª CLASSE LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 1 Linguagem: como instrumento de ação e interação presente

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Articulação do texto: pronomes e expressões referenciais, nexos, operadores sequenciais...10

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Articulação do texto: pronomes e expressões referenciais, nexos, operadores sequenciais...10 Língua Portuguesa Leitura e análise de textos... 3 Estruturação do texto e dos parágrafos... 10 Articulação do texto: pronomes e expressões referenciais, nexos, operadores sequenciais...10 Significação

Leia mais

Quanto à informalidade, vale conferir o artigo 65 da Lei 9.099/95:

Quanto à informalidade, vale conferir o artigo 65 da Lei 9.099/95: Curso/Disciplina: Processo Penal Aula: Processo Penal - 78 Professor(a): Marcelo Machado Monitor(a): Thales Pinto Freitas Aula 78 PROCEDIMENTO SUMARÍSSIMO Trata-se do procedimento cabível aos crimes de

Leia mais

Aula 36 PODER JUDICIÁRIO. Os Juizados especiais cíveis têm competência para as causas de menor complexidade.

Aula 36 PODER JUDICIÁRIO. Os Juizados especiais cíveis têm competência para as causas de menor complexidade. Página1 Curso/Disciplina: Noções de Direito Constitucional Aula: Poder Judiciário: Juizados Especiais. Órgão especial. Cláusula de reserva de plenário. Conselho Nacional de Justiça 36 Professor (a): Luis

Leia mais

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM

PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM PROCESSO PENAL MARATONA OAB XXI PROF. FLÁVIO MILHOMEM 1ª QUESTÃO José Augusto foi preso em flagrante delito pela suposta prática do crime de receptação (Art. 180 do Código Penal pena: 01 a 04 anos de reclusão

Leia mais

LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO

LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO LIVRO: MANUAL DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA EDITORA: GEN MÉTODO EDIÇÃO: 1ªED., 2012 SUMÁRIO LIVRO I - DIREITO MATERIAL Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. Introdução 1.1. A importância do combate à corrupção

Leia mais

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA www.trilhante.com.br ÍNDICE 1. NOÇÕES GERAIS E PRELIMINARES... 4 Previsão Legislativa...4 Improbidade...4 Abrangência e Incidência da Lei... 5 2. SUJEITOS DA IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA...7

Leia mais

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira

SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira SUMÁRIO LIVRO I IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Parte 1 Direito Material Rafael Carvalho Rezende Oliveira 1. INTRODUÇÃO 1.1. A importância do combate à corrupção 1.2. Conceito de improbidade administrativa

Leia mais

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios

Conclusão Peças de informação e outros procedimentos investigatórios Sumário 1 A REDAÇÃO JURÍDICA 1.1 A nova redação jurídica 1.2 Síntese, clareza e objetividade 1.3 Orações intercaladas 1.4 Introdução, desenvolvimento e conclusão 1.5 Redação impessoal 1.6 Copiar e colar

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos, modos e aspectos verbais. Vozes do verbo...

SUMÁRIO. Língua Portuguesa. Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos, modos e aspectos verbais. Vozes do verbo... Língua Portuguesa Ortografia... 17 Acentuação gráfica... 26 Flexão nominal e verbal... 51 Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação. Emprego de tempos, modos e aspectos verbais. Vozes do verbo...42

Leia mais

DIREITO PENAL Retroatividade da lei Ultratividade da lei

DIREITO PENAL Retroatividade da lei Ultratividade da lei 1 -Aplicação da Lei Penal no Tempo ART. 1o do CP PRINCÍPIO DA LEGALIDADE PRINCÍPIO DA ANTERIORIDADE PRINCÍPIO DA RESERVA LEGAL 2 - PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Funções do Princípio da Legalidade: Proibir a

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna...3 Semântica:

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna... 6/3 Semântica:

Leia mais

Direito Penal Prof. Joerberth Nunes

Direito Penal Prof. Joerberth Nunes Técnico Judiciário Área Judiciária e Administrativa Direito Penal Prof. Joerberth Nunes Direito Penal Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Edital DIREITO PENAL: Código Penal: Dos crimes

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO DIREITO PENAL : PARTE ESPECIAL. Prof. Joerberth Pinto Nunes. Crimes contra a Administração Pública

ROTEIRO DE ESTUDO DIREITO PENAL : PARTE ESPECIAL. Prof. Joerberth Pinto Nunes. Crimes contra a Administração Pública ROTEIRO DE ESTUDO DIREITO PENAL : PARTE ESPECIAL Prof. Joerberth Pinto Nunes Crimes contra a Administração Pública 01) art. 312, CP -Espécies : caput : peculato-apropriação e peculato-desvio -Parágrafo

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA CIVIL GOIÁS ESCRIVÃO

CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA CIVIL GOIÁS ESCRIVÃO 1 Ortografia e acentuação. Emprego das Letras. 2 Compreensão e interpretação de texto. Tipologia Textual. Coesão e coerência. 3 Significação das palavras. CONTROLE DE CONTEÚDO POLÍCIA CIVIL GOIÁS ESCRIVÃO

Leia mais

Pós Penal e Processo Penal. Legale

Pós Penal e Processo Penal. Legale Pós Penal e Processo Penal Legale Ações de Impugnação revisão criminal Órgão competente para julgar a revisão criminal: (art. 624, CPP) Ações de Impugnação revisão criminal STF TFR (???), TJ, TACRIM (???)

Leia mais

Pág. 25 Item 3.5. Direitos do preso

Pág. 25 Item 3.5. Direitos do preso Atualização Pág. 25 Item 3.5. Direitos do preso Segundo parágrafo e continuação na pág. 26: Texto no livro: O caput do art. 306 do Código de Processo Penal possui a mesma redação do referido inciso LXII,

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL

DIREITO PROCESSUAL PENAL DIREITO PROCESSUAL PENAL Da prisão e da liberdade provisória Liberdade provisória e fiança Parte 1 Prof. Thiago Almeida . Espécie de medida cautelar (CPP, art. 319, VIII) Liberdade provisória e fiança.

Leia mais

Mãe, Bacharel em Direito, Especialista em Direito Penal e Processo Penal, Advogada, Professora, Palestrante.

Mãe, Bacharel em Direito, Especialista em Direito Penal e Processo Penal, Advogada, Professora, Palestrante. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. Não é possível exibir esta imagem no momento. PROCESSO PENAL Prof.ª Priscila Souto Mãe, Bacharel em Direito,

Leia mais

Improbidade Administrativa

Improbidade Administrativa Improbidade Administrativa - Lei 8429/1992 Professora Claudete Pessôa Ação de Improbidade Administrativa Fundamento: preservação do Princípio da Moralidade Administrativa art. 37, caput, CF. Poderoso

Leia mais

JULGAMENTO COLEGIADO DE CRIMES PRATICADOS POR ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS

JULGAMENTO COLEGIADO DE CRIMES PRATICADOS POR ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS 1 JULGAMENTO COLEGIADO DE CRIMES PRATICADOS POR ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS No ano de 2012, foi publicada a Lei nº 12.694, a qual trata sobre o processo e o julgamento colegiado em 1º grau de jurisdição de

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL MATO GROSSO DO SUL

CONTROLE DE CONTEÚDO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL MATO GROSSO DO SUL CONTROLE DE CONTEÚDO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL MATO GROSSO DO SUL 1 Compreensão Textual. LÍNGUA PORTUGUESA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO AULA LEITURA LEITURA QUESTÕES REVISÃO 2 Sílabas. Encontros Vocálicos e Consonantais.

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não literário, narrativo, descritivo e argumentativo); interpretação e organização interna... 6/3 Semântica:

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I CAPÍTULO II

Sumário CAPÍTULO I CAPÍTULO II Sumário CAPÍTULO I Introdução ao processo penal... 17 1. Conceito e função do processo penal... 17 2. Ação. Processo. Procedimento... 18 3. Princípios do processo penal... 19 3.1. Devido processo legal...

Leia mais

DISPOSIÇÕES PENAIS. CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o

DISPOSIÇÕES PENAIS. CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o CRIMES ELEITORAIS São todas condutas que, durante o processo eleitoral atingem ou maculam a liberdade do direito ao voto, os procedimentos das atividades eleitorais, desde o alistamento até a diplomação

Leia mais

JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA IV

JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA IV JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA IV - FORO PRIVILEGIADO (POR PRERROGATIVA DA FUNÇÃO) é o direito de uma pessoa, ocupante de determinado cargo, ser julgada e processada criminalmente por órgãos jurisdicionais superiores,

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários, não literários e mistos)...3 Ortografia... 21 Acentuação... 30 Sinônimos e antônimos... 105 Sentido próprio e figurado

Leia mais

DIREITO AMBIENTAL. Responsabilidade ambiental Leis dos Crimes Ambientais-Lei nº 9.605/98 Parte 3. Prof. Rodrigo Mesquita

DIREITO AMBIENTAL. Responsabilidade ambiental Leis dos Crimes Ambientais-Lei nº 9.605/98 Parte 3. Prof. Rodrigo Mesquita DIREITO AMBIENTAL Responsabilidade ambiental Leis dos Crimes Ambientais-Lei nº 9.605/98 Parte 3 Prof. Rodrigo Mesquita A lei nº 9.605/98 tutela o direito de todos os homens possuírem o direito fundamental

Leia mais

Sumário Capítulo I Das Disposições Gerais

Sumário Capítulo I Das Disposições Gerais Sumário Capítulo I Das Disposições Gerais 1 Improbidade administrativa 1.1 Conceito e regramento constitucional 1.2 Lei de Improbidade Administrativa (LIA) 2 Das disposições gerais (arts. 1º a 8º) 2.1

Leia mais

(TRT-RJ / TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA / CESPE / 2008) DIREITO CONSTITUCIONAL

(TRT-RJ / TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA / CESPE / 2008) DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL 31. Acerca de competência legislativa, assinale a opção correta. (a) Compete aos estados legislar sobre direito agrário. (b) Segundo a teoria dos poderes remanescentes, hoje aplicada

Leia mais

(D) extinguem a punibilidade. (E) excluem a tipicidade.

(D) extinguem a punibilidade. (E) excluem a tipicidade. Maratona Fiscal ISS Direito penal 1. A regra que veda a interpretação extensiva das normas penais incriminadoras decorre do princípio constitucional da (A) culpabilidade. (B) igualdade. (C) legalidade.

Leia mais

SUMÁRIO 1. PEÇAS DE LIBERDADE, 17 PREFÁCIO, 5 SUMÁRIO, 7

SUMÁRIO 1. PEÇAS DE LIBERDADE, 17 PREFÁCIO, 5 SUMÁRIO, 7 SUMÁRIO PREFÁCIO, 5 SUMÁRIO, 7 1. PEÇAS DE LIBERDADE, 17 1. Primeiro passo: identificar qual a peça ou instituto o caso concreto apresenta ou requer, 17 1.1. Peças práticas que podem ser requeridas a qualquer

Leia mais

Funções Essenciais à Justiça Arts. 127 a 135, CF/88

Funções Essenciais à Justiça Arts. 127 a 135, CF/88 Direito Constitucional Funções Essenciais à Justiça Arts. 127 a 135, CF/88 Art. 127: O Ministério Público é instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da

Leia mais

PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA

PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA 1 DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: Improbidade Administrativa 1. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA A Administração Pública é regida por vários princípios, dentre eles, o princípio da moralidade, art. 37, caput

Leia mais

DIREITO ELEITORAL. Crimes Eleitorais Parte V. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues

DIREITO ELEITORAL. Crimes Eleitorais Parte V. Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues DIREITO ELEITORAL Parte V Prof. Rodrigo Cavalheiro Rodrigues Crimes relacionados a propaganda eleitoral Código Eleitoral Art. 323. Divulgar, na propaganda, fatos que sabe inverídicos, em relação a partidos

Leia mais

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Paula Freire 2012

IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. Paula Freire 2012 IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA Paula Freire 2012 Improbidade... terminologia Corrupção administrativa. Improbidade é sinônimo de imoralidade administrativa? Não. Improbidade é espécie de imoralidade e é mais

Leia mais

- INQUÉRITO POLICIAL -

- INQUÉRITO POLICIAL - Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Penal / Aula 04 Professor: Elisa Pittaro Conteúdo: Inquérito Policial - INQUÉRITO POLICIAL - 4. INSTAURAÇÃO DO IP: a) Ação Penal Pública Incondicionada:

Leia mais

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE...

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... 19 1. Primeiro passo: identificar qual a peça ou instituto o caso concreto apresenta ou requer... 19 1.1.

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESTUDOS Você merece se preparar com os melhores! Simulado 001 Lei 8429/92 Improbidade Administrativa PROFESSOR: LEANDRO PEREIRA Questões Comentadas 1. Dentre as possíveis sanções pela prática

Leia mais

SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL Lei Maria da Penha. Professor: Rodrigo J. Capobianco

SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL Lei Maria da Penha. Professor: Rodrigo J. Capobianco SESSÃO DA TARDE PENAL E PROCESSO PENAL Lei Maria da Penha Professor: Rodrigo J. Capobianco Lei 11.340/06 Protege a mulher a violência doméstica e familiar A violência doméstica não é somente a violência

Leia mais

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA

XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA XXIII EXAME DE ORDEM PROCESSO PENAL PROF CHRISTIANO GONZAGA Princípios Devido Processo Legal Juiz Natural PRINCÍPIOS IMPORTANTES Ampla Defesa Presunção de Inocência Aplicação da lei processual Art. 2º,

Leia mais

Professor Wisley Aula 08

Professor Wisley Aula 08 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 7 COMPETÊNCIA 1. PRINCÍPIO DO JUIZ NATURAL Previsto na Constituição Federal no art.

Leia mais

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios.

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Penal / Aula 08 Professor: Elisa Pittaro Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento Sumaríssimo. Gustavo Badaró aulas de 5 e 19 de abril de 2017

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento Sumaríssimo. Gustavo Badaró aulas de 5 e 19 de abril de 2017 Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento Sumaríssimo Gustavo Badaró aulas de 5 e 19 de abril de 2017 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Infrações penais de menor potencial ofensivo

Leia mais

STJ José Laurindo de Souza Netto PROCESSO PENAL. Modificações da Lei dos Juizados Especiais Criminais

STJ José Laurindo de Souza Netto PROCESSO PENAL. Modificações da Lei dos Juizados Especiais Criminais José Laurindo de Souza Netto PROCESSO PENAL Modificações da Lei dos Juizados Especiais Criminais Princípios Processuais Transação Penal Conciliação Suspensão Condicional do Processo Medidas Alternativas

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA Profa. Luanna Tomaz INTRODUÇÃO Origem: Surge na França em 1884. Medida judicial que determina o sobrestamento da pena, preenchidos determinados requisitos. Natureza Jurídica:

Leia mais

SUMÁRIO. Manuais das Carreiras-Brene-Lepore-Manual Delegado Policia Civil-4ed.indb 9 23/05/ :52:28

SUMÁRIO. Manuais das Carreiras-Brene-Lepore-Manual Delegado Policia Civil-4ed.indb 9 23/05/ :52:28 SUMÁRIO... 19 1. Introdução e breve reconstrução histórica da função e da carreira... 19 2. Fundamento constitucional da carreira... 20 2.1 abrangência da expressão autoridade policial... 20 3. Lei de

Leia mais

POLICIA CIVIL DO ESTADO DO CEARÁ

POLICIA CIVIL DO ESTADO DO CEARÁ PLANO DE ESTUDOS POLICIA CIVIL INSPETOR LÍNGUA PORTUGUESA ESTUDEI? QUESTÕES REVISÃO 1. Leitura e interpretação de diversos tipos de textos (literários e não literários). 2. Sinônimos e antônimos. 3. Sentido

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL Poder Executivo Responsabilidade do Presidente da República e Lei nº 1.079 de 1950 (Crimes de Responsabilidade) Parte 2. Profª. Liz Rodrigues - Além do PR, podem ser processados

Leia mais

SUMÁRIO. Língua Portuguesa

SUMÁRIO. Língua Portuguesa Língua Portuguesa Leitura e interpretação de textos... 3 Ortografia oficial... 21 Acentuação gráfica... 30 Sinônimos e antônimos... 105 Sentido próprio e figurado das palavras... 10/105 Pontuação... 81

Leia mais

QUESTÕES DE CONCURSOS PROCURADOR DO BANCO CENTRAL - 2006 01 Consoante conceitos estabelecidos na doutrina e na jurisprudência nacionais, a revogação, por decisão jurisdicional, de um ato administrativo,

Leia mais