O que são fertilizantes?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que são fertilizantes?"

Transcrição

1

2 O que são fertilizantes? São nutrientes dos quais a planta se alimenta, e que são essenciais para o seu desenvolvimento e crescimento. De forma mais simples, é o alimento das plantas. Fertilizante não é um veneno ou um defensivo químico, não prejudica o meio ambiente. O fertilizante é popularmente conhecido como ADUBO.

3 Por que a planta precisa de fertilizantes, se no solo já existem nutrientes? Mesmo que no solo existam nutrientes naturais, muitas vezes eles são insuficientes para a nutrição das plantas, elas precisam de quantidades maiores desses nutrientes para crescerem saudáveis e bonitas. Além disso, para a planta conseguir se alimentar, os nutrientes precisam estar disponíveis para serem absorvidos por suas raízes. Os fertilizantes da Linha Garden da Yoorin são diferenciados, porque eles são solúveis nos ácidos fracos das raízes das plantas, o que permite que a planta se alimente gradualmente, conforme a sua necessidade. Os fertilizantes convencionais são solúveis em água, fazendo com que os nutrientes sejam liberados de uma vez só para a planta, acarretando uma super alimentação.

4 NUTRIENTES ESSENCIAIS PARA PLANTAS NITROGÊNIO (N) FÓSFORO (P) POTÁSSIO (K) CÁLCIO MAGNÉSIO ENXOFRE COBRE MANGANÊS BORO FERRO ZINCO MOLIBDÊNIO NIQUEL CLORO SILÍCIO É UM ELEMENTO BENÉFICO

5 Qual é a importância de uma nutrição adequada? Para explicarmos a importância de uma nutrição adequada, vamos fazer um comparativo com a nutrição humana. Uma pessoa que tem uma nutrição equilibrada, tem mais imunidade, ou seja, está menos suscetível a doenças, tem mais disposição, tem um aspecto físico melhor (pele, cabelos, unhas, etc.) E também é assim com as plantas, elas precisam ingerir todos os nutrientes de que precisam, para que fiquem mais saudáveis e com um aspecto mais bonito. Sem uma nutrição adequada as plantas podem ter diversos problemas como: problemas de crescimento (plantas pequenas, pouco desenvolvidas), redução do número de folhas flores (plantas sem vigor, com poucas folhas e flores); plantas amareladas; plantas esbranquiçadas, plantas com folhas necrosadas, má formação de brotos, má formação de frutos; etc. Além disso, a má nutrição das plantas reduz a imunidade à pragas e doenças.

6 Como utilizar o substrato e o fertilizante? Todo substrato, mesmo que seja rico em matéria orgânica, normalmente não possui as quantidades necessárias dos nutrientes essenciais para a nutrição adequada da planta, por isso sempre será necessário adicionar fertilizantes ao seu substrato; O substrato é muito utilizado, porque garante um equilíbrio no solo e um ambiente propício para o desenvolvimento da planta, além disso, ele é amplamente utilizado com os fertilizantes convencionais. A Linha Garden da Yoorin é inovadora, porque seus produtos são sustentáveis e benéficos para a microbiota do solo, promovendo o equilíbrio e criando o ambiente propício para a planta crescer de forma natural e saudável, diferentemente da linha de adubação convencional; Para o plantio, replantio e transplante é fundamental utilizar o Yoorin e o Ekosil associados ao substrato, pois a planta estará passando por um momento de stress, e vai precisar de uma nutrição reforçada, com adubos com selo orgânico, para se adaptar ao novo ambiente.

7 Como corrigir o solo? Como falamos anteriormente, o solo não possui todos os nutrientes de que a planta precisa, por isso é fundamental acrescentar os nutrientes que são necessários para o desenvolvimento das plantas. Por isso é comum fazer uma análise de solo, com a coleta de amostras com 20cm de profundidade em locais diferentes da área a ser adubada. Mas como a Linha Garden da Yoorin é sustentável e foi criada para descomplicar a nutrição de plantas, você pode usar os nossos produtos para corrigir o seu solo. Com o uso de nossa Linha completa, você vai garantir uma nutrição super premium para os jardins, vasos, hortas, gramados e pomares.

8 LINHA GARDEN DA YOORIN A Yoorin Fertilizantes é uma empresa especializada em transformar minerais em fertilizantes de alta eficiência agronômica. A marca que está há mais de 50 anos no mercado, possui um modelo de produção de alta tecnologia e sustentabilidade focado na qualidade e na alta produtividade de lavouras. Oferecendo ao mercado produtos que não agridem o meio ambiente e que também podem ser utilizados em culturas orgânicas. E agora a Yoorin criou a marca Yoorin Garden para se comunicar diretamente com os paisagistas, jardineiros, donas de casa, e com os apaixonados por plantas. Por ser uma marca da Yoorin Fertilizantes, possui o selo de qualidade da Família Yoorin, marca reconhecida no agronegócio brasileiro há mais de 50 anos, por liderar o mercado de fertilizantes diferenciados e premium no país. Todos os produtos da Linha Garden são de altíssima qualidade e eficiência agronômica, e garantem a saúde e o bem estar das plantas, dos solos e das pessoas.

9 FERTILIZANTE YOORIN Fonte de FÓSFORO e outros nutrientes ESSENCIAL PARA O PLANTIO, REPLANTIO, TRANSPLANTE E MANUTENÇÃO Outras informações importantes: Mesmo que as dosagens aplicadas, sejam superiores ao recomendado na embalagem, não haverá danos para a planta, pois o produto tem selo orgânico; Não é solúvel em água, é liberado de forma gradual; É um fertilizante genérico, que pode ser usado em jardins, vasos, hortas, gramados e pomares.

10 NUTRIENTES DO YOORIN FÓSFORO (P) MAGNÉSIO BORO COBRE MANGANÊS ZINCO SILÍCIO É UM ELEMENTO BENÉFICO CÁLCIO

11 CERTIFICADO PARA ORGÂNICOS

12 RECOMENDAÇÕES DO YOORIN

13 YOORIN X NPK ( ) Com o Yoorin você terá mais raízes e mais brotos

14 Benefícios do Silício do Yoorin e Ekosil Com silício Sem silício Planta fica mais ereta; Aumenta a proteção da planta contra pragas e doenças;

15 FERTILIZANTE EKOSIL Fonte de POTÁSSIO e outros nutrientes ESSENCIAL PARA O PLANTIO, REPLANTIO, TRANSPLANTE E MANUTENÇÃO Outras informações importantes: Mesmo que as dosagens aplicadas, sejam superiores ao recomendado na embalagem, não haverá danos para a planta, por ser um produto com selo orgânico. Contribui para a prevenção de pragas e doenças, pois possui silício em sua composição. O Ekosil por ser uma fonte de potássio, 100% natural, isenta de cloro, faz com que as frutas fiquem bem mais doces, do que os fertilizantes convencionais que possuem cloro, elemento que interfere na produção de açúcar; É um fertilizante genérico, que pode ser usado em jardins, vasos, hortas, gramados e pomares.

16 NUTRIENTES DO EKOSIL POTÁSSIO (K) MANGANÊS MAGNÉSIO ZINCO CÁLCIO SILÍCIO É UM ELEMENTO BENÉFICO

17 CERTIFICADO PARA ORGÂNICOS

18 RECOMENDAÇÕES DO EKOSIL

19 FERTILIZANTE H.MASTER Fonte de NITROGÊNIO, FÓSFORO, POTÁSSIO (NPK ) com matéria orgânica e um pouco de Yoorin FERTILIZANTE NPK COMPLETO COM MATÉRIA ORGÂNICA O H.Master é um NPK totalmente diferenciado e sustentável, quando comparado aos outros NPKs do mercado, pois possui matéria orgânica e um pouco de Yoorin em sua composição. Ele foi desenvolvido a partir de uma tecnologia sustentável e inovadora;

20 NUTRIENTES DO H.MASTER NITROGÊNIO (N) FÓSFORO (P) POTÁSSIO (K) CÁLCIO ENXOFRE BORO MATÉRIA ORGÂNICA A YOORIN PENSOU NA MELHOR FORMULAÇÃO COMPLETA PARA O SEU JARDIM, HORTA, GRAMADO E POMAR. TODOS OS NUTRIENTES EM UM MESMO GRÂNULO, GARANTINDO UMA NUTRIÇÃO EQUILIBRADA

21 RECOMENDAÇÕES DO H.MASTER

22 FERTILIZANTE H.MASTER FLORADA Fonte de NITROGÊNIO, FÓSFORO, POTÁSSIO (NPK ) com matéria orgânica e um pouco de Yoorin FERTILIZANTE NPK COMPLETO COM MATÉRIA ORGÂNICA O H.Master FLORADA é um NPK totalmente diferenciado e sustentável, quando comparado aos outros NPKs do mercado, pois possui matéria orgânica e um pouco de Yoorin em sua composição. Ele foi desenvolvido a partir de uma tecnologia sustentável e inovadora;

23 NUTRIENTES DO H.MASTER FLORADA NITROGÊNIO (N) FÓSFORO (P) POTÁSSIO (K) CÁLCIO ENXOFRE BORO MATÉRIA ORGÂNICA A YOORIN PENSOU NA MELHOR FORMULAÇÃO COMPLETA PARA FLORES E JARDINS TODOS OS NUTRIENTES EM UM MESMO GRÂNULO, GARANTINDO UMA NUTRIÇÃO EQUILIBRADA

24 RECOMENDAÇÕES DO H.MASTER FLORADA

25 PLANTAS NÃO SAUDÁVEIS Deficiência de Potássio Fonte de Nutrição Recomendada: H.Master ou H.Master Florada + Ekosil Orgânica somente Ekosil

26 PLANTAS NÃO SAUDÁVEIS Deficiência de Nitrogênio Fonte de Nutrição Recomendada: H.Master ou H.Master Florada + Ekosil Orgânica Ekosil + esterco e matéria orgânica

27 PLANTAS NÃO SAUDÁVEIS Deficiência de Cálcio Fonte de Nutrição Recomendada: H.Master ou H.Master Florada + Yoorin Orgânica somente Yoorin

28 PLANTAS NÃO SAUDÁVEIS Deficiência de Magnésio Fonte de Nutrição Recomendada: H.Master ou H.Master Florada + Yoorin Orgânica somente Yoorin

29 PLANTAS NÃO SAUDÁVEIS Deficiência de Fósforo Fonte de Nutrição Recomendada: H.Master ou H.Master Florada + Yoorin Orgânica somente Yoorin

30

31 RECOMENDAÇÕES PLANTIO / REPLANTIO / MANUTENÇÃO - ORGÂNICA * Para suprir o Nitrogênio de forma orgânica, você deve acrescentar esterco ou matéria orgânica

32

33 RECOMENDAÇÕES PLANTIO / REPLANTIO / MANUTENÇÃO

34

35 RECOMENDAÇÕES PLANTIO / REPLANTIO / MANUTENÇÃO - (ESPECÍFICO PARA FLORES E VASOS)

36

37 RECOMENDAÇÕES COMPOSTAGEM ORGÂNICA

38

39 ONDE COMPRAR A LINHA GARDEN? SITE: E-COMMERCE: COMO REVENDER OU DISTRIBUIR A LINHA GARDEN? Whatsapp: (35) Facebook: Yoorin Garden

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari Adubação de Plantas Ornamentais Professora Juliana Ferrari Indícios que a planta pode precisar de nutrientes O crescimento se torna lento; Adubação É o método de corrigir as deficiências de nutrientes

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1

SUMÁRIO. Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1 SUMÁRIO Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1 1.1 Considerações gerais... 1 1.1.1 Importância da fertilidade do solo... 2 1.1.2 Relação com outras disciplinas... 3 1.1.3 Importância do método científico...

Leia mais

MATERIAL de TREINAMENTO

MATERIAL de TREINAMENTO 2016 MATERIAL de TREINAMENTO Departamento Técnico ADUBOS BRASIL CENTRAL Adubos Brasil Central Confidencial 1 Material de Treinamento ADUBOS BRASIL CENTRAL Localizada na região do Triângulo Mineiro a Adubos

Leia mais

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários: Fertilizantes Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários Segundo dados da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, o mercado distribuidor

Leia mais

ICL PKpluS A melhor forma de garantir a nutrição balanceada de suas culturas ICL PK. plus

ICL PKpluS A melhor forma de garantir a nutrição balanceada de suas culturas ICL PK. plus ICL PKpluS A melhor forma de garantir a nutrição balanceada de suas culturas ICL PK plus Aplique os fertilizantes da linha ICL PKpluS para um suprimento equilibrado de nutrientes As formulações da linha

Leia mais

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 FUNÇÕES ECOLÓGICAS DO SOLO 1 conteúdo 1. O solo no globo terrestre 2. Formação do solo 3. Necessidades do vegetais 4. Funções ecológicas do solo 5. Leis ecológicas 2

Leia mais

Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa. Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa

Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa. Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa 1 Sumário Introdução Produção no Brasil Tipos e grupos Fenologia Distúrbios fisiológicos

Leia mais

Contribuição dos Alimentos Orgânicos para a Segurança Alimentar e Nutricional

Contribuição dos Alimentos Orgânicos para a Segurança Alimentar e Nutricional Contribuição dos Alimentos Orgânicos para a Segurança Alimentar e Nutricional Dra. Regilda Saraiva dos Reis Moreira-Araújo Professora Associada (DN/CCS/UFPI) Alimentos Orgânicos e Qualidade de Vida Na

Leia mais

FUNÇÃO ECOLÓGICA E FORMAÇÃO DE SOLOS

FUNÇÃO ECOLÓGICA E FORMAÇÃO DE SOLOS FUNÇÃO ECOLÓGICA E FORMAÇÃO DE SOLOS Profª. Drª. Mariana Soares Domingues ACH 1085 Natureza e Tipos de Solos FORMAÇÃO DO SOLO 2 O SOLO NO GLOBO TERRESTRE VISÃO DO PEDÓLOGO Como o pedólogo vê o solo? Como

Leia mais

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 SUPRIMENTO E ASSIMILABILIDADE DE NUTRIENTES VEGETAIS EM SOLOS MINERAIS 1 Constituição dos tecidos vegetais 94 a 99,5 % do tecido verde dos vegetais é constituído de carbono,

Leia mais

Fertilidade de Solos

Fertilidade de Solos Cultivo do Milho Economia da Produção Zoneamento Agrícola Clima e Solo Ecofisiologia Manejo de Solos Fertilidade de Solos Cultivares Plantio Irrigação Plantas daninhas Doenças Pragas Colheita e pós-colheita

Leia mais

PROGRAMAS DE FERTILIZAÇÃO NOS 1 OS ANOS FILIPE COSTA. Workshop Fertilização nos primeiros anos Abril de 2014

PROGRAMAS DE FERTILIZAÇÃO NOS 1 OS ANOS FILIPE COSTA. Workshop Fertilização nos primeiros anos Abril de 2014 PROGRAMAS DE FERTILIZAÇÃO NOS 1 OS ANOS FILIPE COSTA APRESENTAÇÃO Pequena introdução teórica Apresentação do meu testemunho de fertilização NUTRIÇÃO EM FRUTICULTURA Fertilização das Culturas Arbóreas distingue-se

Leia mais

João Felipe AMARAL, Laércio Boratto de PAULA.

João Felipe AMARAL, Laércio Boratto de PAULA. Avaliação da composição mineral de morangueiro (Fragaria x ananassa) em cultivos convencional e semi-hidropônico no município de Alfredo Vasconcelos, MG. João Felipe AMARAL, Laércio Boratto de PAULA. Introdução

Leia mais

DOSES DE FERTILIZANTES PARA O ABACAXIZEIRO PÉROLA NA MESORREGIÃO DO SUL BAIANO

DOSES DE FERTILIZANTES PARA O ABACAXIZEIRO PÉROLA NA MESORREGIÃO DO SUL BAIANO DOSES DE FERTILIZANTES PARA O ABACAXIZEIRO PÉROLA NA MESORREGIÃO DO SUL BAIANO Aristoteles Pires de Matos 1, Quionei Silva Araujo 2, Fábio José Pereira Galvão 3, Antônio Carlos Souza 4 1 Pesquisador, Embrapa

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes FERTILIZANTES E CORRETIVOS: CONCEITOS BÁSICOS E CLASSIFICAÇÃO Prof. Dr.

Leia mais

III Workshop Fertilizantes

III Workshop Fertilizantes III Workshop Fertilizantes Yoorin Fertilizantes Robson Murate Depto. Agronômico GRUPO CURIMBABA 01 Fundação: 1961 Sede: Poços de Caldas - MG Mercado de fertilizantes: 2011 PORTFÓLIO YOORIN FERTILIZANTES

Leia mais

PORTUGAL T: F: E:

PORTUGAL T: F: E: Adubos Deiba, Comercialização de Adubos, Lda. Parque Industrial da Mitrena Lotes 42-45 2910-738 Setúbal PORTUGAL T: +351 265 709 660 F: +351 265 709 665 E: comercial@adubosdeiba.com Uma Empresa: PRODUTOS

Leia mais

Bases conceituais úteis a fertilidade do solo. Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM

Bases conceituais úteis a fertilidade do solo. Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM Bases conceituais úteis a fertilidade do solo Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM brunetto.gustavo@gmail.com Aula 1- Bases conceituais úteis a fertilidade do solo Rendimento e necessidades das culturas

Leia mais

Adubação na Cultura de Milho

Adubação na Cultura de Milho Adubação na Cultura de Milho Integrantes: Diego Fiuza Lucas Baroncini Matheus Zampieri Mireille Matos Thiago Faria INTRODUÇÃO Características gerais: Planta C4 Ciclo de 120-150 dias Maturação Milho seco:

Leia mais

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE

16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE 16 EFEITO DA APLICAÇÃO DO FERTILIZANTE FARTURE EM RELAÇÃO AO FORMULADO PADRÃO O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho do fertilizante Farture (00-12-12) em diferentes dosagens em relação ao

Leia mais

ÁLGEBRA MATRICIAL a AVALIAÇÃO PARCIAL - 17/12/2018 Prova comentada

ÁLGEBRA MATRICIAL a AVALIAÇÃO PARCIAL - 17/12/2018 Prova comentada ÁLGEBRA MATRICIAL - 2018.2-1 a AVALIAÇÃO PARCIAL - 17/12/2018 Prova comentada 1. No preparo do solo para o plantio, é preciso fornecer (através de fertilizantes) os macronutrientes primários (Nitrogênio,

Leia mais

JAN/2017. Haroldo Rix Engenheiro Agrônomo Gerente Nacional. Juliana Baldin Engenheira Agrônoma Sinop MT (65)

JAN/2017. Haroldo Rix Engenheiro Agrônomo Gerente Nacional. Juliana Baldin Engenheira Agrônoma Sinop MT (65) JAN/2017 Haroldo Rix Engenheiro Agrônomo Gerente Nacional Juliana Baldin Engenheira Agrônoma Sinop MT (65) 9 9697-5040 NUTRIÇÃO FOLIAR - aspectos 1. NUTRICIONAL: aplicação do nutriente aplicado para atender

Leia mais

Tabela de Nutrologia. Valores Diários para Minerais. Rx Suporte 17/10/2012

Tabela de Nutrologia. Valores Diários para Minerais. Rx Suporte 17/10/2012 Tabela de Nutrologia Valores Diários para Minerais Rx Suporte 17/10/2012 1 Tabela 1. Valores diários de UL, EAR, e AI* ou RDA para minerais #. Cálcio Fósforo Ferro Cromo Estágio da Vida UL a (g) EAR AI*

Leia mais

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO NO CERRADO

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO NO CERRADO EMENTA MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO NO CERRADO DISCIPLINA: Solos nos domínios morfoclimáticos do Cerrado EMENTA: Solos em ambientes de Cerrado. Sistema Brasileiro de Classificação do Solo. Caracterização

Leia mais

Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho

Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho Prof. Luiz Duarte Silva Júnior Os nutrientes são elementos importantes no desenvolvimento das plantas para que elas possam completar o ciclo

Leia mais

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO FERTILIZANTE ORGANOMINERAL VALORIZA. VALORIZA/Fundação Procafé

AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO FERTILIZANTE ORGANOMINERAL VALORIZA. VALORIZA/Fundação Procafé AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO FERTILIZANTE ORGANOMINERAL VALORIZA VALORIZA/Fundação Procafé Franca - SP / 2017 1 AVALIAÇÃO DA EFICIÊNCIA DO FERTILIZANTE ORGANOMINERAL VALORIZA NO DESENVOLVIMENTO E DO CAFEEIRO

Leia mais

Série tecnológica cafeicultura. Amostragem de folhas

Série tecnológica cafeicultura. Amostragem de folhas Série tecnológica cafeicultura Amostragem de folhas SÉRIE TECNOLÓGICA CAFEICULTURA AMOSTRAGEM DE FOLHAS A folha do cafeeiro é o órgão responsável pelo metabolismo e também o principal local para onde são

Leia mais

CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO

CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO Prof. Leandro Souza da Silva Prof. Carlos Alberto Ceretta Prof. Danilo R. dos Santos Aula 1 Bases conceituais à fertilidade do solo Fertilidade do solo Solo -Sistema

Leia mais

Economia Rural: os solos. Geografia 7º ano Professor André

Economia Rural: os solos. Geografia 7º ano Professor André Economia Rural: os solos Geografia 7º ano Professor André Solo camada superficial das terras emersas do planeta, com espessura que varia de alguns centímetros a alguns metros. É a parte da crosta terrestre

Leia mais

ADUBOS FLUÍDOS (líquidos)

ADUBOS FLUÍDOS (líquidos) Universidade Federal do Paraná Departamento de Solos e Engenharia Agrícola Volnei Pauletti ADUBOS FLUÍDOS (líquidos) Conceitos Uso Vantagens Matérias primas Fabricação 1 Adubos líquidos ou fluídos: CONCEITOS

Leia mais

Refere-se à qualidade da solução nutritiva com um ph alto, acima de 7. Também chamado de básico. {/mooblock}.

Refere-se à qualidade da solução nutritiva com um ph alto, acima de 7. Também chamado de básico. {/mooblock}. {mooblock=+ Ácido} Qualidade da solução que tem um ph baixo, inferior à 7. {mooblock=+ Alcalino} Refere-se à qualidade da solução nutritiva com um ph alto, acima de 7. Também chamado de básico.. {mooblock=+

Leia mais

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS Prof. Dr. João Antonio da Costa Andrade Departamento de Biologia

Leia mais

controlar para crescer VEGETAÇÃO NUTRIENTE IDEAL PARA FASE DE CRESCIMENTO V1 B V1 A

controlar para crescer VEGETAÇÃO NUTRIENTE IDEAL PARA FASE DE CRESCIMENTO V1 B V1 A controlar para crescer NUTRIENTE IDEAL PARA FASE DE CRESCIMENTO VEGETAÇÃO V1 A V1 B DESCRIÇÃO DO PRODUTO Photogenesis V1 é um produto de nutrição vegetal completo. É fruto de uma vasta pesquisa científica

Leia mais

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS Prof. Dr. João Antonio da Costa Andrade Departamento de Biologia

Leia mais

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia Coorientador: Flávio Ferlini Salles RELEVÂNCIA O solo é importante

Leia mais

CÁLCULOS DE FECHAMENTO DE FORMULAÇÕES E RECOMENDAÇÃO DE ADUBAÇÃO

CÁLCULOS DE FECHAMENTO DE FORMULAÇÕES E RECOMENDAÇÃO DE ADUBAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DO SOLO LSO 526 Adubos e Adubação CÁLCULOS DE FECHAMENTO DE FORMULAÇÕES E RECOMENDAÇÃO DE ADUBAÇÃO Prof.

Leia mais

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES LIQUIDA (SOLUÇÃO DO SOLO) ÍONS INORGÂNICOS E ORGÂNICOS/MICROPOROS SÓLIDA - RESERVATORIO DE NUTRIENTES - SUPERFÍCIE QUE REGULA A CONCENTRAÇÃO DOS ELEMENTOS NA SOLUÇÃO

Leia mais

HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO

HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO O SOLO 2 SOLO ARGILOSO 3 CARACTERÍSTICAS DE UM SOLO ARGILOSO São solos com teores de argila superiores a 35%. Possuem baixa permeabilidade e alta capacidade de retenção de

Leia mais

Comunicado Técnico 43

Comunicado Técnico 43 Comunicado Técnico 43 ISSN 1679-0162 Dezembro, 2002 Sete Lagoas, MG CULTIVO DO MILHO Interpretação de resultados de análise de solo Francisco Morel Freire 1 Gilson Villaça Exel Pitta 2 Vera Maria Carvalho

Leia mais

Fertilidade do Solo e Nutrição do Castanheiro

Fertilidade do Solo e Nutrição do Castanheiro Fertilidade do Solo e Nutrição do Castanheiro Fertilidade do Solo e Nutrição do Castanheiro Margarida Arrobas & Manuel Ângelo Rodrigues Centro de Investigação de Montanha Escola Superior Agrária de Bragança

Leia mais

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane.

MANEJO DA ADUBAÇÃO. Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane. CURSO DE FORMAÇÃO DE RESPONSÁVEIS TÉCNICOS E AUDITORES EM PI MÓDULO GOIABA CATI - CAMPINAS 07 a 11 de novembro de 2011 MANEJO DA ADUBAÇÃO Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane danilorozane@registro.unesp.br

Leia mais

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO CULTURA DO MILHO 6 CALAGEM E ADUBAÇÃO 6.1 - CALAGEM -Neutralização do Al; -Buscando atingir 70% da saturação de bases corrige a camada de incorporação; -Correção mais profunda incorporação mais profunda

Leia mais

Área temática 6: Nutrição de Plantas Flávio Fernandes Jr.

Área temática 6: Nutrição de Plantas Flávio Fernandes Jr. Curso de formação de responsáveis técnicos e auditores de PI: Citros, Goiaba e Morango Área temática 6: Nutrição de Plantas Flávio Fernandes Jr. flavio.fernandes@embrapa.br 6.1- Fertilização Obrigatória

Leia mais

FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal

FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal HORÁRIO: SEGUNDAS 08:00 ÀS 10:20 TERÇAS 08:00 ÀS 10:20 METODOLOGIA: Aulas expositivas Indicação de bibliografia relativa ao

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2018/2 IANE BARRONCAS GOMES 4º FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Total de créditos Carga Horária Curso H ENGENHARIA FLORESTAL

PLANO DE ENSINO 2018/2 IANE BARRONCAS GOMES 4º FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Total de créditos Carga Horária Curso H ENGENHARIA FLORESTAL PLANO DE ENSINO Ano/Semestre Professor(a) 018/ IANE BARRONCAS GOMES Período Disciplina 4º FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS Créditos Teóricos Práticos Total de créditos Carga Horária Curso 04 00 04 60H ENGENHARIA

Leia mais

Cultura da Soja Recomendação de Correção e Adubação

Cultura da Soja Recomendação de Correção e Adubação Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Departamento de Ciência dos Solos LSO 0526 Adubos e Adubação Cultura da Soja Recomendação de Correção e Adubação Lucas Papadópoli

Leia mais

HORTAS CASEIRAS DICAS & CUIDADOS

HORTAS CASEIRAS DICAS & CUIDADOS HORTAS CASEIRAS DICAS & CUIDADOS SUMÁRIO 01. O que plantar? 02. Dicas para Hortas 03. Hortas de Temperos 04. Hortas de Verduras e Legumes 05.Caprichando no solo 06. Tem como descomplicar? 07. Conheça o

Leia mais

Unidade IX (Cont.) José Ribamar Silva

Unidade IX (Cont.) José Ribamar Silva Unidade IX (Cont.) PROFESSOR: Dr. José José Ribamar Silva 1. DADOS ANALÍTICOS ÁREA 01 Resultados Analíticos: Recomendações de P 2 O 5 e K 2 O. Recomendação de N - pela Cultura Adubo Orgânico Disponível

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS Francisco A. Monteiro Quirino A. C. Carmello Antonio Roque Dechen AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS NUTRIÇÃO DA PLANTA É UM DOS FATORES QUE DETERMINA

Leia mais

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação Feijão 9.3 Calagem e Adubação Fonte: Fageria et al. (1996). 1996 CORREÇÃO DO SOLO -CALAGEM -GESSAGEM -SILICATAGEM CALAGEM -Aumento da eficiência dos adubos -Produtividade -Rentabilidade Agropecuária. Lopes

Leia mais

COMO CULTIVAR ORQUIDEAS

COMO CULTIVAR ORQUIDEAS Saiba mais sobre: Adubação A adubação é fundamental para oferecer todos os nutrientes necessários ao desenvolvimento adequado da planta. As orquídeas precisam de alimento para crescer e florescer. O objetivo

Leia mais

MICRONUTRIENTES NO SOLO

MICRONUTRIENTES NO SOLO MICRONUTRIENTES NO SOLO Zn 1. INTRODUÇÃO - Conceito de micronutrientes - Ocorrências de deficiências nas culturas - Comprovação da essencialidade dos micrunutrientes: Fe final do século XIX Todos os demais

Leia mais

SEJA AMIGO DA APEPI Queremos convidar você a fazer parte da nossa história sendo um Amigo da Apepi, contribuindo mensalmente para nos ajudar a potencializar todas as nossas ações. Todo recurso será revertido

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE ADUBOS NK DE LENTA OU PROGRAMADA LIBERAÇÃO, PROTEGIDOS, ORGANOMINERAIS E ORGÂNICOS ASPECTOS GERAIS ROBERTO SANTINATO

UTILIZAÇÃO DE ADUBOS NK DE LENTA OU PROGRAMADA LIBERAÇÃO, PROTEGIDOS, ORGANOMINERAIS E ORGÂNICOS ASPECTOS GERAIS ROBERTO SANTINATO UTILIZAÇÃO DE ADUBOS NK DE LENTA OU PROGRAMADA LIBERAÇÃO, PROTEGIDOS, ORGANOMINERAIS E ORGÂNICOS ASPECTOS GERAIS ROBERTO SANTINATO ADUBAÇÃO TRADICIONAL NK Fundamentada = Adubos solúveis NITROGÊNIO POTÁSSIO

Leia mais

DominiSolo. Empresa. A importância dos aminoácidos na agricultura. Matérias-primas DominiSolo para os fabricantes de fertilizantes

DominiSolo. Empresa. A importância dos aminoácidos na agricultura. Matérias-primas DominiSolo para os fabricantes de fertilizantes DominiSolo Empresa A DominiSolo é uma empresa dedicada à pesquisa, industrialização e comercialização de inovações no mercado de fertilizantes. Está localizada no norte do Estado do Paraná, no município

Leia mais

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido NUTRIÇÃO MINERAL Cultivos Protegidos Nutrição mineral e manejo de fertilizantes em cultivos protegidos Pombal PB O solo como fonte de nutrientes Nutrientes minerais encontra-se no solo de três formas:

Leia mais

controlar para crescer NUTRIENTE IDEAL PARA FLORAÇÃO, FRUTIFICAÇÃO E FORMAÇÃO DE SEMENTES FLORAÇÃO

controlar para crescer NUTRIENTE IDEAL PARA FLORAÇÃO, FRUTIFICAÇÃO E FORMAÇÃO DE SEMENTES FLORAÇÃO controlar para crescer NUTRIENTE IDEAL PARA FLORAÇÃO, FRUTIFICAÇÃO E FORMAÇÃO DE SEMENTES FLORAÇÃO F2 DESCRIÇÃO DO PRODUTO USO EM SOLO NATURAL No solo natural o Photogenesis F2 irá complementar os nutrientes

Leia mais

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO: Amostragem, interpretação, recomendação de calagem e adubação.

MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO: Amostragem, interpretação, recomendação de calagem e adubação. MANEJO DA FERTILIDADE DO SOLO: Amostragem, interpretação, recomendação de calagem e adubação. A produção agrícola depende de uma série de fatores bióticos e abióticos. Dentre os fatores mais importantes

Leia mais

4º Workshop Lavoura Inteligente. Agro Precision Cruz Alta - RS. Sérgio Trojahn Gerente Regional Sul - RS

4º Workshop Lavoura Inteligente. Agro Precision Cruz Alta - RS. Sérgio Trojahn Gerente Regional Sul - RS 4º Workshop Lavoura Inteligente Agro Precision Cruz Alta - RS Sérgio Trojahn Gerente Regional Sul - RS Conhecendo a Produquímica Áreas de negócio Divisão Agro Maior player global Divisão Químicas Líder

Leia mais

Nutrição, Adubação e Calagem

Nutrição, Adubação e Calagem Nutrição, Adubação e Calagem Importância da nutrição mineral Embora o eucalipto tenha rápido crescimento, este é muito variável. Os principais fatores que interferem no crescimento estão relacionados com

Leia mais

Manejo Regenerativo de Solos para Citricultura.

Manejo Regenerativo de Solos para Citricultura. Manejo Regenerativo de Solos para Citricultura. Marco Valério Ribeiro Engº Agrônomo E-mail marcovalerio@pvai.com.br Tel. (44) 9974 1838 3423 6851 Degradação de solos sob plantio direto e sob preparo con

Leia mais

APRESENTAÇÃO: FERTILIZANTE TERRAPLANT

APRESENTAÇÃO: FERTILIZANTE TERRAPLANT APRESENTAÇÃO: FERTILIZANTE TERRAPLANT DESCRIÇÃO DO PRODUTO Fertilizante proveniente de cama de aviário; Fonte de macro e micro nutrientes; Fonte excepcional de matéria orgânica. DESCRIÇÃO DO PRODUTO Para

Leia mais

A Cultura do Algodoeiro

A Cultura do Algodoeiro A Cultura do Algodoeiro Saul Carvalho 10. Calagem Aproximadamente 94% da área cultivada é cerrado É uma das práticas mais importantes na cultura do algodoeiro Altas produtividades estão relacionadas com

Leia mais

Agro Pastoril Paschoal Campanelli

Agro Pastoril Paschoal Campanelli Agro Pastoril Paschoal Campanelli Área Total aprox. 16.000 ha 9.200 hectares - Cana 2.500 hectares Milho 5.000 hectares Pasto p/ recria 55.000 bois confinados / ano 25.000 bois recria / ano Tripé de sustentação

Leia mais

Recomendação de adubação para soja

Recomendação de adubação para soja DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DOS SOLOS LSO0526- ADUBOS E ADUBAÇÃO Recomendação de adubação para soja Guilherme Pavão Ribas Laura Beatriz Lima Goulart Matheus Sá Leitão van der Geest Rafael dos Santos Avallone

Leia mais

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I Fertilizantes ou adubos são compostos químicos que visam suprir as deficiências em substâncias vitais à sobrevivência dos vegetais. São aplicados na agricultura com o intuito

Leia mais

CIRCULAR TÉCNICA N o 14. Aspectos econômicos da fertilização fosfatada em Eucalipto

CIRCULAR TÉCNICA N o 14. Aspectos econômicos da fertilização fosfatada em Eucalipto CIRCULAR TÉCNICA N o 14 PBP/1.4.1 (Arquivar nesta pasta) Aspectos econômicos da fertilização fosfatada em Eucalipto Um dos aspectos principais a se considerar na fertilização de florestas é, sem dúvida,

Leia mais

A aplicação do composto Ferti Trás-os-Montes nas culturas dominantes na região

A aplicação do composto Ferti Trás-os-Montes nas culturas dominantes na região A aplicação do composto Ferti Trás-os-Montes nas culturas dominantes na região Manuel Ângelo Rodrigues Centro de Investigação de Montanha, ESA, Instituto Politécnico de Bragança Matéria orgânica Conjunto

Leia mais

1.1 Conceitos em nutrição de plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal.

1.1 Conceitos em nutrição de plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal. 1. CONCEITOS 1.1 Conceitos em nutrição de plantas. 1.2 Conceito de nutrientes e critérios de essencialidade. 1.3 Composição relativa das plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal.

Leia mais

DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO

DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO I Simpósio Paulista Sobre Nutrição de Plantas Jaboticabal - SP, 15 a 17 de Abril de 2008 DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO ANTÔNIO MARCOS COELHO ESTRATÉGIAS DE MANEJO PARA ALTA PRODUTIVIDADE João Lorenti

Leia mais

4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira. Fazenda Quizenga

4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira. Fazenda Quizenga 4º DIA DE CAMPO SODEPAC Tratos Culturais para Qualidade da Sementeira Fazenda Quizenga Sistematização da área Conservam a cobertura vegetal do solo É essencial para correcções de áreas íngremes Conservar

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO DOCENTE: Dr. José Ribamar Silva Elementos Minerais Íons inorgânicos Obtidos Obtidos do solo Nutrição Mineral.. Elementos Minerais x Absorção pelas

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE. Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater

EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE. Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater Abordagem Aspectos qualitativos no SPDP; Perdas no sistema (nutrientes); Variabilidade horizontal e vertical;

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL AISI ANNE SANTANA PERMÍNIO V. OLIVEIRA JR.

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL AISI ANNE SANTANA PERMÍNIO V. OLIVEIRA JR. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL AISI ANNE SANTANA PERMÍNIO V. OLIVEIRA JR. ALIMENTAÇÃO É o ato de se nutrir por meio dos alimentos. ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Planejada com alimentos de todos os grupos. Preferir os alimentos

Leia mais

Tecnologia de produção de fertilizantes organominerais utilizando produtos da Compostagem

Tecnologia de produção de fertilizantes organominerais utilizando produtos da Compostagem Tecnologia de produção de fertilizantes organominerais utilizando produtos da Compostagem Palestrante: Organosolvi Vicente Linhares Júnior - Grupo Solvi Introdução A SOLVÍ O Grupo A Solví - Soluções para

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO 1. INTRODUÇÃO M = nutriente transportado NUTRIENTE FORMAS NUTRIENTE FORMAS Nitrogênio NO - + 3 e NH 4 Boro H 3 BO 3 Fósforo - H 2 PO 4 Cloro Cl - Potássio K + Cobre Cu

Leia mais

O PAPEL DA MATÉRIA ORGÂNICA NA FERTILIDADE E CONSERVAÇÃO DOS SOLOS. LUSOFLORA SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO 23 Fevereiro

O PAPEL DA MATÉRIA ORGÂNICA NA FERTILIDADE E CONSERVAÇÃO DOS SOLOS. LUSOFLORA SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO 23 Fevereiro O PAPEL DA MATÉRIA ORGÂNICA NA FERTILIDADE E CONSERVAÇÃO DOS SOLOS 23 Fevereiro Aumento da população Alterações climáticas Aumento da produção https://www.jornaldobaixoguadiana.pt Aumento do Consumo alimentos

Leia mais

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO

431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO Manejo de Agroecosistemas Sustentaveis Monferrer 431 - AVALIAÇÃO DE VARIEDADES DE MILHO EM DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO EM SISTEMA ORGÂNICO DE PRODUÇÃO José C. Cruz 1 ; Israel A. Pereira Filho 1 ;

Leia mais

L!! ' ~...~, '. ",.~ I. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Milho e Sorço Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

L!! ' ~...~, '. ,.~ I. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Milho e Sorço Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento L!! ' '. ",.~ I ------ ~...~, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Milho e Sorço Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ~ 33. I.. C 951frrl ~OIJ o produtor pergunta, a fmbrapa

Leia mais

Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade. Marcelo Boschiero

Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade. Marcelo Boschiero Quando e Como Aplicar Micronutrientes em Cana de Açúcar para Aumento de Produtividade Marcelo Boschiero Processo Produtivo Agrícola Tecnologia Plantas Daninhas Pragas / Doenças Manejo físico do solo Manejo

Leia mais

Uso Próprio de Agrotóxicos e Afins

Uso Próprio de Agrotóxicos e Afins Uso Próprio de Agrotóxicos e Afins Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins CGAA Departamento de Fiscalização de Insumos Agrícolas DFIA Secretaria de Defesa Agropecuária SDA Brasília, 07 de agosto de 2018

Leia mais

ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO. António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013

ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO. António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013 ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013 SUMÁRIO SOLO NUTRIENTES PLANTA SOLO SOLO MATÉRIA ORGÂNICA ph do SOLO MATÉRIA ORGÂNICA

Leia mais

CAMPO DEMONSTRATIVO PARA FOLIARES

CAMPO DEMONSTRATIVO PARA FOLIARES CAMPO DEMONSTRATIVO PARA FOLIARES Responsáveis Gerência: Paulínia - SP Supervisor Solúveis/Foliares: Gabriela Tridico Torteli Supervisor Comercial: Mateus Ricardo Gadotti Técnico(s) Agrícola(s): Higino

Leia mais

Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane

Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane DIAGNOSE FOLIAR DAS CULTURAS Prof. Dr. Danilo Eduardo Rozane Região de origem Do México ao Brasil Continente asiático Goiaba Carambola Gonzaga Neto; Soares, 1994 Nakasone; Paull, 1998 CONSUMO DE FERTILIZANTES

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE METAIS PESADOS EM GRÃOS DE SOJA E FEIJÃO CULTIVADOS EM SOLO SUPLEMENTADO COM LODO DE ESGOTO

AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE METAIS PESADOS EM GRÃOS DE SOJA E FEIJÃO CULTIVADOS EM SOLO SUPLEMENTADO COM LODO DE ESGOTO AVALIAÇÃO DA CONCENTRAÇÃO DE METAIS PESADOS EM GRÃOS DE SOJA E FEIJÃO CULTIVADOS EM SOLO SUPLEMENTADO COM LODO DE ESGOTO R. F. Vieira 1, D. Perez 2, C. M. M. S. Silva 1 1 Embrapa Meio Ambiente, Caixa Postal

Leia mais

5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS

5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS 5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS Victor Hugo Alvarez V. 1 Roberto Ferreira de Novais 2 Nairam Félix de Barros 3 Reinaldo Bertola Cantarutti 4 Alfredo Scheid Lopes 5 Os critérios a

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL. Enga Agra Clélia Maria Mardegan

PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL. Enga Agra Clélia Maria Mardegan PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL Enga Agra Clélia Maria Mardegan COMO FAZER PARA AUMENTAR NOSSA PRODUTIVIDADE? Nitrogênio Funções - faz parte da composição das proteínas (estrutural);

Leia mais

Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski Danilo Rheinheimer dos Santos Carlos Alberto Ceretta

Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski Danilo Rheinheimer dos Santos Carlos Alberto Ceretta Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Rurais Curso de Agronomia Disciplina de Fertilidade do Solo Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski

Leia mais

ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL

ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL ASSUNTO: FISIOLOGIA VEGETAL Macro e Micronutrientes: MACRONUTRIENTES: - CO2, Água e Sais Minerais - Hidrogênio, Carbono, Oxigênio, Nitrogênio, Fósforo, Potássio, Magnésio, Enxofre, Potássio, Silício, Cálcio

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO E FERTILIZAÇÃO DA CULTURA DA BATATA-DOCE

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO E FERTILIZAÇÃO DA CULTURA DA BATATA-DOCE AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO E FERTILIZAÇÃO DA CULTURA DA BATATA-DOCE Anabela Veloso (INIAV, I.P.) UEISSAFSV Laboratório Químico Agrícola Rebelo da Silva Tapada da Ajuda 1300-596 Lisboa ( Aljezur,

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA LAMA ABRASIVA DO MÁRMORE PARA CALAGEM, CORREÇAO DE ACIDEZ DO SOLO E ADIÇÃO DE MACRO E MICRONUTRIENTES

UTILIZAÇÃO DA LAMA ABRASIVA DO MÁRMORE PARA CALAGEM, CORREÇAO DE ACIDEZ DO SOLO E ADIÇÃO DE MACRO E MICRONUTRIENTES 1 UTILIZAÇÃO DA LAMA ABRASIVA DO MÁRMORE PARA CALAGEM, CORREÇAO DE ACIDEZ DO SOLO E ADIÇÃO DE MACRO E MICRONUTRIENTES ROSÁRIO, Douglas Lima do 1 LEAL, Juliana Motta 2 AZEVEDO, Otoniel Aquino de 3 INTRODUÇÃO

Leia mais

qualidade dos alimentos

qualidade dos alimentos UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP LABORATÓRIO DE GENÉTICA BIOQUÍMICA DE PLANTAS - ESALQ LABORATÓRIO DE NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS - CENA Contribuição da nutrição adequada para qualidade dos alimentos ANTONIO

Leia mais

1. Nitrato de potássio para uma nutrição vegetal eficiente

1. Nitrato de potássio para uma nutrição vegetal eficiente Nitrato de potássio é uma fonte única de potássio devido ao seu valor nutricional e a sua contribuição para a sanidade e a produtividade das plantas. O nitrato de potássio possui desejáveis características

Leia mais

DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL E ANÁLISE FOLIAR

DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL E ANÁLISE FOLIAR Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Agrárias Departamento de Solos e Engenharia Agrícola AL 320 - Nutrição Mineral de Plantas DIAGNÓSTICO NUTRICIONAL E ANÁLISE FOLIAR Professor: Volnei Pauletti

Leia mais

Corretivos Adubos e Adubações. Prof. ELOIR MISSIO

Corretivos Adubos e Adubações. Prof. ELOIR MISSIO Corretivos Adubos e Adubações Prof. ELOIR MISSIO ADUBAÇÃO ORGÂNICA Fertilidade dos solos e manejo da adubação de culturas. Carlos A. Bissani; Clesio Gianello; Marino J. Tedesco; Flávio A. O. Camargo. Porto

Leia mais

FERTILIDADE DO SOLO INTERPRETAÇÃO DA ANÁLISE DE SOLO E RECOMENDAÇÃO DA ADUBAÇÃO

FERTILIDADE DO SOLO INTERPRETAÇÃO DA ANÁLISE DE SOLO E RECOMENDAÇÃO DA ADUBAÇÃO FERTILIDADE DO SOLO INTERPRETAÇÃO DA ANÁLISE DE SOLO E RECOMENDAÇÃO DA ADUBAÇÃO Prof. JOSINALDO LOPES ARAUJO INTERPRETAÇÃO DA ANÁLISE DE SOLO Correlação e calibração da análise de solo Correlação: definição

Leia mais

Suplementação. Introdução

Suplementação. Introdução Introdução Suplementação Suplemento alimentares são preparações destinadas a complementar a dieta e fornecer nutrientes como, vitaminas e minerais e, sais minerais. Mas o que são Suplementos Alimentares?

Leia mais

SOJA caminhos para a alta produtividade - fisiologia & manejo -

SOJA caminhos para a alta produtividade - fisiologia & manejo - SOJA caminhos para a alta produtividade - fisiologia & manejo - Luiz Gustavo Floss Diretor do GRUPO FLOSS Mestre em Produção Vegetal desde 2001 Consultoria Agronômica Pesquisa Agrícola Estação Experimental

Leia mais

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Macronutrientes

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Macronutrientes Série tecnológica cafeicultura Deficiências nutricionais Macronutrientes SÉRIE TECNOLÓGICA CAFEICULTURA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS MACRONUTRIENTES NITROGÊNIO É um nutriente altamente exigido e o mais acumulado

Leia mais