MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR"

Transcrição

1 PRÊMIO SER HUMANO OSWALDO CHECCIA 2013 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR A. OBJETIVO A modalidade Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social/Organizações do Terceiro Setor tem o objetivo de certificar projetos, segundo critérios de avaliação, constantes desse regulamento e aprovados pela ABRH-Nacional. A1. Poderão participar, nesta categoria, fundações e institutos vinculados a uma empresa. B. DOS CASOS B1. Os casos deverão constituir real contribuição prática ao avanço técnico ou operacional à efetivação do Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social, sendo compatíveis com os objetivos do Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia. B2. A partir de 2013, a modalidade Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social/Organização do Terceiro Setor contará com as seguintes categorias: Área de saúde Esta categoria visa reconhecer e premiar as iniciativas de entidades do terceiro setor voltadas para a melhoria da condição de saúde física e psicológica do público que atende. Área de educação Visa reconhecer e premiar iniciativas, projetos e/ou programas de organizações do terceiro setor com enfoque na formação, capacitação e preparação do público a que se destina a atender. Área de inclusão Visa reconhecer e premiar as ações, projetos ou iniciativas de entidades do terceiro setor que promovam a inclusão de pessoas não apenas no mercado de trabalho, mas em todo o contexto social em que elas vivem. B3. Os casos poderão ser de autoria individual ou em co-autoria, porém será entregue apenas um troféu e um certificado por caso vencedor. B4. Estarão automaticamente excluídos da premiação os casos que não estiverem de acordo com este regulamento. Observação: ficando reservado à ABRH-Nacional e à Comissão Julgadora o direito de impugnar qualquer trabalho com temas que se caracterizem como

2 racista, discriminatório, e/ou façam apologia a drogas, bebidas, sexo, guerra, terrorismo ou que firam a ética, a moral e os bons costumes da sociedade em geral. B5. Os casos vencedores das edições anteriores não poderão ser inscritos. B6. O mesmo case não poderá ser inscrito em duas categorias ou modalidades, devendo ser definido, pelo(s) autor(es), de acordo com a maior adequação, alinhamento pou enquadramento à respectiva definição da premiação. B7. Os casos que concorrerem ao Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia deverão ser apresentados conforme a seguir: a) Resumo inicial Com visão geral do trabalho em até três laudas. b) Introdução Identificando o porquê, o contexto em que foi desenvolvido, as principais premissas em que a conclusão se baseia, as linhas de pesquisas, a metodologia de desenvolvimento e outros dados relevantes ao entendimento da solução em até 3 laudas. c) Corpo do caso Deverá conter o desenvolvimento da solução, o detalhamento contendo a contextualização da situação que gerou a implantação do projeto, os objetivos, os parâmetros, o desenvolvimento e resultados quantitativos e qualitativos em até 25 laudas (observação: todas as páginas deverão ser numeradas). d) Conclusão e demais comentários de encerramento em até 5 laudas. e) Anexos Somente serão aceitos os anexos que façam parte do corpo do trabalho. Não serão aceitos anexos enviados separadamente, podendo ser imagens. f) Bibliografia em até 01 lauda. B7. O caso deverá se enviado nas seguintes especificações: Arquivo Word (.doc ou.rtf) Letra Arial Fonte tamanho 12 Citando: a modalidade, a categoria, o nome do caso e o(s) nome do(s) autor(es) B8. Os casos premiados serão objeto de divulgação por parte da ABRH- Nacional em seus veículos oficiais: Página da ABRH-Nacional veiculada no jornal o Estado de São Paulo; Portal da ABRH-Nacional Portal do Prêmio Ser Humano

3 Blog da ABRH-Nacional Revista MELHOR Gestão de Pessoas Tal divulgação representará o reconhecimento da ABRH-Nacional à importância do caso para a sociedade. A ABRH-Nacional, entretanto, não responde pelos pontos de vista pessoais apresentados pelo(s) autor(es). C. DAS INSCRIÇÕES C1. Todo participante poderá inscrever um ou mais casos, ficando sujeito às cláusulas deste regulamento. C2. Os casos deverão ter no mínimo, dois anos de implantação e deverão também, comprovar que estão em desenvolvimento. C3. O prazo para as inscrições inicia-se em 26/03/2013 e termina em 21/06/2013. C4. As inscrições deverão ser realizadas da seguinte forma: A) Para os estados com Seccional que possuem premiação local: Somente serão aceitos os casos vencedores dos Prêmios Regionais. O participante deverá realizar sua inscrição através do preenchimento da ficha de inscrição e envio do case, diretamente pelo site Não há taxa de inscrição. B) Para os estados com seccional que não possuem premiação local: Somente serão aceitos os casos previamente validados pela ABRH local. Para isso, os participantes deverão fazer contato com a ABRH de seu estado para onde encaminharão o caso. Caberá à seccional de seu estado efetuar sua inscrição e encaminhar seu case para concorrer no Prêmio Nacional. Não há taxa de inscrição. C) Para os estados onde não há seccional: Devido à ausência de seccionais da ABRH nesses estados, os participantes deverão efetuar suas inscrições através do preenchimento da ficha de adesão e envio do case diretamente pelo site Não há taxa de inscrição. C5. Contatos das seccionais: VIDE ANEXO C6. O(s) participante(s) não precisa(m) ser associado(s) às seccionais vinculadas institucionalmente à ABRH-Nacional. É vedada a participação dos membros da Comissão ou membros das Seccionais/ABRH-Nacional.

4 C7. O(s) participante(s) poderá(ão) ser brasileiro(s) ou estrangeiro, desde que preencha(m) as condições estabelecidas no regulamento. O participante estrangeiro terá de obrigatoriamente falar a língua portuguesa e apresentar todo o caso em português, tendo em vista que não haverá tradução de material. Além disso, deverá ser residente no Brasil, pelo menos um dos autores do case. D. DO JÚRI E DO JULGAMENTO D1. Os casos inscritos serão avaliados por um júri convidado pelo coordenador da categoria, composto por até 5 (cinco) pessoas do meio acadêmico e empresarial, especialistas no assunto. D2. A coordenação e júri são soberanos e de seu julgamento não caberá recurso algum. D3. Os critérios de avaliação estão descritos no item E do regulamento. Os critérios de avaliação em caso de empate serão definidos pelo coordenador da modalidade. D4. A composição do júri será divulgada durante a cerimônia de entrega da premiação nos dias xxxxx de agosto no Transamérica Expo Center. D5. As avaliações dos jurados ficarão sob guarda da ABRH-Nacional. D6. A ABRH-Nacional fará a divulgação oficial dos classificados para a premiação até o dia 01/08/2013, por e por divulgação no hotsite do Prêmio Ser Humano: Serão considerados classificados os casos que atingirem a nota mínima de 34 pontos, equivalente a 85% da nota máxima de 40 pontos (40 pontos = nota de 1 a 10 em 4 fatores de avaliação). D7. Os vencedores somente serão conhecidos na cerimônia de entrega da premiação. D8. O comitê organizador do Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia se reserva o direito de recusar trabalhos que não estejam enquadrados no escopo deste regulamento, ou que sejam de caráter preponderantemente publicitário. E. CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E1. Serão observados: - Gestão da qualidade organizacional; apresentação e demonstração das funções de planejamento (estratégico); organização (estatuto, organograma, estrutura etc.); direção e controle. Interrelação das estratégias contidas no planejamento com o projeto apresentado. Ações de ensino e de aprendizagem direcionadas aos diversos públicos de interesse. Demonstração do impacto dessas ações a curto, médio e longos prazos junto aos públicos de interesse. E2. Critérios:

5 Definição dos critérios: Competitividade (Pontuação: 0 a 10) O projeto permite ao leitor identificar os fatores de produtividade e a forma como os recursos foram empregados em todas as fases de desenvolvimento do projeto: 1) Voluntários: 1. Informou as ações adotadas visando a melhoria do desempenho do voluntário, quanto a ampliação de conhecimentos, habilidades e atitudes, apresentado no comportamento individual e em grupo, no ambiente de trabalho. 2. Informou os impactos dessas melhorias no trabalho em termos de índices de produtividade ou lucratividade da empresa apoiadora ou patrocinadora. 2) Materiais e equipamentos usados no projeto: 1. Informou a quantidade e suficiência dos recursos, mencionando a sua adequação em relação ao prazo e às atividades. 3) Financeiros: 2. Informou a adequação entre valores estimados e valores gastos até a fase em que o projeto se encontra. 3. Demonstrou a relação investimento / retorno. 4) Prazo: 1. Informou o cumprimento dos prazos estabelecidos 2. Informou o impacto do projeto: curto, médio ou longo prazo, utilizando referenciais de comparação. Eficácia (Pontuação: 0 a 10) Capacidade de atingir resultados que atendam aos objetivos gerais do projeto, bem como, a capacidade de atendimento além das expectativas da populaçãoalvo. Efetividade (Pontuação: 0 a 10) Capacidade de perpetuação e evolução do projeto baseada nos parâmetros de aplicabilidade e sustentabilidade, conforme segue: 1. Independência e sustentabilidade do projeto 2. Autonomia gerada na população-alvo 3. Efeito multiplicador. Indicadores (Pontuação: 0 a 10) Medição da variação da qualidade e critérios usados para a avaliação do projeto, escolhidos pelo participante, antes e depois do desenvolvimento do projeto. Informação das métricas usadas para cada indicador. Total: 40 Pontos F. DA PREMIAÇÃO

6 F1. Serão premiados os 3 (três) primeiros colocados nesta categoria, entre os casos que atingirem as maiores notas na classificação. F2. Os premiados (1º, 2º e 3º lugares) receberão os seguintes prêmios: Certificado de premiação (para todos os autores do trabalho vencedor) 01 Troféu Prêmio Ser Humano 01 inscrição cortesia para participação no CONARH Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas Divulgação do caso na Revista MELHOR - Gestão de Pessoas Divulgação de sinopse do caso no hot site do Prêmio Ser Humano: Divulgação de sinopse do caso na página da ABRH-Nacional, veiculada no Jornal O Estado de S.Paulo e no blog da ABRH-Nacional. F3. A ABRH-Nacional reserva-se o direito de não conceder os prêmios na hipótese de os Casos concorrentes não alcançarem nível de qualidade adequado, se não preencherem os requisitos previstos neste regulamento, ou se forem considerados plágio. F4 - A ABRH-Nacional não remunerará de nenhuma forma os trabalhos premiados e divulgados como acima descrito, sendo a título gratuito. F5. É de responsabilidade do autor a autenticidade de autoria do trabalho apresentado, sendo vedado plágio, cópia, entre outros, constituindo infração grave ao Regulamento. F6. A ABRH não se responsabiliza pela autenticidade da autoria dos trabalhos apresentados, sendo isenta de qualquer responsabilidade, respondendo o apresentante do trabalho exclusivamente pela utilização indevida de trabalhos de terceiros. F7. Os casos não classificados não serão divulgados em hipótese alguma. G. DA DIVULGAÇÃO G1. A ABRH-Nacional promoverá a ampla divulgação do Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia 2013 em todas as suas fases, em seus veículos de comunicação oficiais (Página da ABRH-Nacional veiculada no Jornal O Estado de S. Paulo, Portal da ABRH-Nacional, Hot Site do Prêmio Ser Humano, Blog da ABRH-Nacional, Revista MELHOR - Gestão de Pessoas). G2. Ao se inscreverem, os candidatos, certos de que têm seus direitos autorais resguardados pela legislação nacional vigente, concordam com a utilização gratuita de seu nome, voz, imagem e caso inscrito para a divulgação nos veículos próprios da ABRH-Nacional. H. DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

7 H1. As datas e informações não definidas neste regulamento, para as etapas do Prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia serão divulgadas em tempo hábil, por meio dos veículos de comunicação oficiais da ABRH-Nacional. H2. Prazos: Data final do período de inscrições e envio dos trabalhos: 21/06/2013 Divulgação dos classificados: 01/08/2013 Cerimônia de entrega dos prêmios: 20/08/2013 H3. O não cumprimento dos prazos previstos neste regulamento para inscrição, pagamento de inscrição e entrega dos trabalhos será considerada infração ao regulamento, sendo o participante automaticamente desclassificado, com exceção de caso fortuito ou de força maior. H4. Os Casos omissos deste regulamento serão decididos pela Coordenação do Prêmio. H5. Fica, desde já, eleito o Foro de São Paulo, para dirimir dúvidas do presente Regulamento. Mais informações: ABRH-Nacional Fone: (11) premioserhumano@abrhnacional.org.br Site: