SEÇÃO TEÓRICA - ATIVIDADES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEÇÃO TEÓRICA - ATIVIDADES"

Transcrição

1 Capítulo: 5 Seria mesmo uma Belle Époque? SEÇÃO TEÓRICA - ATIVIDADES a) A Guerra Franco-Prussiana foi provocada pelo reino da Prússia a fim de incentivar a união de todos os Estados germânicos contra um inimigo externo, no caso a França. Tal guerra foi vencida com facilidade pelos prussianos com o apoio de todos os germânicos, o que acabou por gerar a formação de um Estado unificado, o Império Alemão. b) Alemães: Crescimento do nacionalismo germânico; unificação dos Estados germânicos, formando o Império Alemão; anexação do território francês de Alsácia-Lorena. Franceses: Sentimento de humilhação com a assinatura do Tratado de Frankfurt; perda de território rico em minérios (Alsácia-Lorena); revanchismo. Por se unificar tardiamente, o Império Alemão, uma grande potência industrial e militar, chegou tarde na conquista neocolonialista e não conseguiu obter riquezas em outros continentes. As pretensões alemãs em conquistar colônias não agradaram as duas maiores potências mundiais, França e Grã-Bretanha, o que acabou por levar essas potências a um conflito de interesses, capaz de originar uma guerra. Com esse posicionamento protecionista, a Rússia pretendia aumentar sua influência na região, a fim de ampliar suas trocas comerciais com o Ocidente. A independência da Sérvia em relação ao Império Turco era uma situação que incentivava o nacionalismo dos bósnios para formar o país dos eslavos nos Bálcãs. Assim, atentados eram praticados para reafirmar sua autonomia na região. Não. O atentado de Sarajevo foi somente o estopim para que a guerra começasse, uma vez que as causas já estavam dadas e os países europeus só precisavam de um pequeno conflito para desencadear a guerra que já preparavam. Além disso, fosse outra situação da Europa, um conflito dentro do próprio Império Austro-Húngaro não teria sido considerado um incidente internacional. Resposta: X X X X SEÇÃO DE ATIVIDADES O Império Alemão se formou no final do século XIX e se organizou rapidamente como um dos países mais ricos e industrializados da Europa. A necessidade de obter mais mercado consumidor fez com que o Império Alemão mantivesse sua postura militarista (do processo de unificação), buscando, através do embate e da provocação, o que achava que era seu direito:

2 colônias e mercados rentáveis pelo mundo. As potências europeias, principalmente a França e a Grã-Bretanha, não aceitaram essa postura alemã. Período em que a concorrência entre as potências industriais europeias se acirrou, em decorrência das disputas por colônias e por maior projeção como potência industrial. Houve, ainda, aumento de investimento em armamentos e soldados, prevendo uma guerra em um futuro próximo por conta das alianças militares formadas. a) O momento de crescimento econômico gerou as disputas por colônias; a crença de que a tecnologia e a ciência seriam a salvação da humanidade provocou um investimento maciço em setores industriais e bélicos, aumentando ainda mais a concorrência; e a crença de que existia um povo superior a outro fortaleceu os movimentos nacionalistas. b) Conforme percebemos no texto, as motivações para Jünger ir para a guerra são os sentimentos nacionalista e patriótico e a atração pelo desconhecido, pela vivência de uma situação nova. As potências que formaram os blocos de ajuda mútua em caso de guerra nem sempre apresentavam afinidades, mas tiveram que optar por um ou outro grupo por causa de alianças firmadas por seus inimigos. Por exemplo: França e Grã-Bretanha sempre foram rivais, mas, com a formação do Império Alemão, passaram a ter um inimigo em comum e, por isso, firmaram a Entente Cordiale; o Império Turco e o Império Austro-Húngaro há anos disputavam o controle dos Bálcãs, mas como tinham um inimigo em comum, o Império Russo, aliaram-se na Tríplice Aliança. As questões envolvendo a região dos Bálcãs que se desenrolavam desde a desintegração do Império Turco-Otomano, que incluíam conflitos nacionalistas entre sérvios, croatas e bósnios, foram fatores fundamentais para o início do conflito, uma vez que a guerra eclodiu por conta do assassinato do príncipe do Império Austro-Húngaro por um membro de um grupo terrorista sérvio. Resposta: C A disputa por territórios coloniais, ligada ao imperialismo, os conflitos entre nações europeias, o crescimento do sentimento nacionalista decorrente de alguns conflitos, a formação das alianças entre potências que antes eram rivais e o assassinato do príncipe da Áustria-Hungria são as principais causas da Primeira Guerra Mundial, conforme elencados na alternativa a. Resposta: A Questão 7 Exército Marinha 6º Itália Áustria-Hungria 5º Áustria-Hungria Itália 4º Grã-Bretanha França 3º França Alemanha

3 2º Rússia Rússia 1º Alemanha Grã-Bretanha Capítulo: 6 A Grande Guerra SEÇÃO TEÓRICA ATIVIDADES Tríplice Aliança ou Potências Centrais Império Alemão, Império Austro- Húngaro, Império Turco e Reino da Itália. Tríplice Entente ou Aliados Império Britânico, França e Império Russo. O Plano Schlieffen falhou por vários motivos: exacerbada autoconfiança alemã, resistência dos belgas, entrada da Grã-Bretanha na guerra e mobilização rápida dos russos, que logo iniciaram um ataque aos alemães, obrigando-os a dividir suas tropas em duas frentes de batalha. Trincheiras são buracos ou corredores cavados no chão pelos soldados com o objetivo de se defenderem. Já a guerra de trincheira, típica da Primeira Guerra Mundial, foi uma guerra de posições, na qual o equilíbrio de forças entre os dois lados inimigos não permitia o avanço das tropas, transformando as batalhas em um despropósito. As três afirmativas estão corretas, pois apontam características da Primeira Guerra. Resposta: E Os alemães precisavam garantir que os EUA ficassem fora da guerra na Europa por mais tempo. Para isso, tentaram negociar com o México maior atividade da revolução, a fim de manter os Estados Unidos ocupados com problemas regionais. Mas os EUA tomaram conhecimento de um telegrama alemão ao México, o que os levou a declarar guerra à Tríplice Aliança. Data Dados históricos Guerra Franco-Prussiana 1871 Tratado de Frankfurt 01/08/1914 Declaração de guerra na Primeira Guerra

4 09/11/1918 Abdicação do kaiser Guilherme II 11/11/1918 Rendição da Alemanha SEÇÃO DE ATIVIDADES Em meio ao desenvolvimento industrial, processo revolucionário na história da humanidade, a Primeira Guerra foi uma consequência do(a): militarismo, colonialismo, revanchismo, desenvolvimento tecnológico e científico, concorrência e nacionalismo. Esses elementos, em conjunto, geraram a guerra. A Primeira Guerra Mundial foi travada entre as maiores potências econômicas daquela época, levando o mundo todo ao conflito, inclusive as colônias, que eram obrigadas a oferecer tropas e víveres. a) As potências envolvidas na guerra eram nacionalistas, ou seja, acreditavam em uma superioridade de seu povo; além disso, cada uma delas tinha a seu favor um grande e moderno arsenal militar (exceto o Império Russo e o Império Turco) e podiam contar com seus aliados e suas colônias. b) Porque todas as potências apresentavam as mesmas características e crenças: eram nacionalistas, bem armadas, tinham aliados e podiam contar com os víveres provenientes de suas colônias. O nacionalismo foi a ideologia que garantiu que a massa se mobilizasse, transformando a guerra de em uma guerra sem precedentes na história. Resposta: C a) A proposta do cartaz é convocar voluntários, estimulando o patriotismo. b) O cartaz pede que as mulheres incentivem seus esposos, filhos e demais parentes a se alistarem. c) O soldado segurando uma bandeira rasgada parece chamar à defesa da pátria ferida ou atacada por inimigos. A ideia, portanto, é de fortalecer o espírito nacionalista. d) O cartaz incentiva a população a ajudar financeiramente nos gastos com a guerra. a) Os soldados tinham uma vida muito precária dentro das trincheiras e, por isso, ficavam com a saúde debilitada. b) A vida dos soldados era acompanhada do medo da morte repentina, da insônia, da falta de alimentos e saneamento, além da convivência com cadáveres, ratos, pulgas, carrapatos, barulho intenso e gases letais. Questão 7 a) Uma das causas foi o bombardeio, por submarinos alemães, de um navio britânico que transportava passageiros estadunidenses, causando comoção da população dos EUA.

5 Outro motivo foi a descoberta de um telegrama alemão enviado ao México, apoiando a revolução local contra as elites latifundiárias, com as quais os EUA possuíam alianças. b) Em 1917, a Rússia se rendeu, fazendo com que os alemães transferissem seus soldados para uma região próxima a Paris. No entanto, a entrada dos EUA na guerra e o consequente aumento de armamentos, munições, dinheiro e alimento para a Tríplice Entente fizeram com que a Tríplice Aliança começasse a recuar, rendendo-se a partir de setembro de Capítulo: 7 Consequências da Primeira Guerra SEÇÃO TEÓRICA ATIVIDADES Com o uso das forças coloniais em guerras que envolviam potências europeias, combatentes africanos puderam ter um sentimento de igualdade em relação aos colonizadores brancos, no contexto da Primeira Guerra. A questão trata de uma das consequências da Primeira Guerra: o fim da visão defendida pelas metrópoles europeias de que representavam superioridade, um modelo de civilização a ser seguido e, com isso, justificavam a colonização da Europa sobre povos africanos e asiáticos. Resposta: B a) Os Quatorze Pontos propunham um acordo de paz sem vencedores e sem vencidos, o que seria vantajoso para os EUA, já que isso manteria um equilíbrio econômico na Europa. b) Os países da Tríplice Entente queriam que os derrotados pagassem por todos os seus gastos com a guerra. Além disso, a França queria sua revanche contra a Alemanha por ter se sentido humilhada no Tratado de Frankfurt (1871) e por ter tido seu território devastado pela guerra de trincheiras. O Tratado de Sèvres teve como principal consequência o esfacelamento do Império Turco, que deu aos franceses e ingleses o controle das regiões ricas em petróleo naquele território. Além disso, os povos árabes, que lutavam por sua independência, passaram a lidar com o domínio ocidental sobre a região. O Tratado de Versalhes trazia punições em excesso, deixando a Alemanha em uma situação humilhante, e a publicação holandesa previa uma reação alemã que representasse um perigo para a Europa. Logo após a guerra, as nações beligerantes buscaram criar um órgão internacional que tivesse a função de mediar as relações diplomáticas entre os países, a fim de garantir a paz mundial: a

6 Liga das Nações. Tal órgão foi inovador, já que as políticas bilaterais até então vigentes no mundo levaram ao maior conflito da época. Com o deslocamento de grande quantidade de homens para os locais de batalha, a mão de obra ficou escassa, fazendo com que as mulheres dos países beligerantes passassem a trabalhar nas fábricas, por exemplo. Portanto, essa tornou-se uma situação comum no período. Resposta: B SEÇÃO DE ATIVIDADES 04: incorreta. A economia dos países envolvidos na guerra foi direcionada para a guerra e não para produzir produtos necessários à população. Foi muito grande o número de mortos no conflito, o que aumentou a participação das mulheres em trabalhos nas fábricas, por exemplo. 16: incorreta. Devido à Primeira Guerra Mundial, a economia dos EUA cresceu muito, diferentemente da economia europeia, que passava por uma grave crise. Resposta: 11 Os Estados Unidos entraram na guerra após a saída da Rússia para ajudar os Aliados na vitória. Durante a guerra, os países europeus deixaram de produzir para exportação, passando a importar tudo. Nenhuma batalha ocorreu em território americano durante a Primeira Guerra. As maiores tecnologias da Primeira Guerra foram desenvolvidas pelos europeus, e a bomba atômica só foi inventada na Segunda Guerra. a) A Tríplice Aliança (ou Potências Centrais) formada pelo Império Alemão, Império Austro- Húngaro, Império Turco Otomano e depois Bulgária teve como motivações para sua formação: o sentimento nacionalista; a disputa territorial por regiões da Europa e coloniais, na África e na Ásia e a disputa por supremacia comercial e industrial. As mesmas razões motivaram a formação da Tríplice Entente (Aliados). b) Podem ser citadas duas dessas mudanças: redefinição das fronteiras políticas da Europa; fim dos quatro impérios europeus; crise político-social na Rússia, levando a uma revolução socialista; aumento da influência dos Estados Unidos no cenário mundial; ampliação das lutas feministas em todo o mundo; descrédito aos valores de superioridade europeia. O Tratado de Versalhes encerrou a Primeira Guerra, instituiu a Liga das Nações, sendo uma consequência, não causa, da Guerra. Tal tratado impôs uma dura punição aos alemães. A divisão da Alemanha em zonas de influência aconteceu na Segunda Guerra. Resposta: E a) Ao liberalismo econômico. b) Para manter os exércitos abastecidos e a subsistência da população, os governos tiveram que interferir na economia, controlando-a em todos os seus aspectos.

7 c) O cartão de racionamento é um cartão que marca o quanto um indivíduo pode consumir durante determinado período. Esse tipo de medida é muito utilizada em situações de guerra, já que toda a produção é destinada a sustentar as tropas. O cartão de racionamento é uma forma de o governo controlar a economia durante a guerra. a) As novas tecnologias fizeram com que os soldados não tivessem mais uma relação pessoal com o ato de matar, pois já não estavam frente a frente com o inimigo. Tal fator fez com que a morte de milhares de pessoas se transformasse em meras estatísticas. b) A geração de 1914 foi formada por homens que viveram a crueldade da Primeira Guerra. Embrutecidos pelas sangrentas batalhas, esses homens trouxeram para o pós-guerra um discurso muito violento, tanto no cotidiano quanto em argumentos políticos e sociais, o que levaria à formação de partidos políticos militaristas a partir da década de Questão 7 A rivalidade franco-germânica; o fato de a Alemanha não ter colônias e de a Itália não ter recebido as colônias que pretendia; a geração de 1914 e seu discurso militarista; a revolução socialista na Rússia; o aumento da influência da ideologia socialista/comunista; os tratados de paz excessivamente punitivos; o fato de os Estados Unidos, a Rússia e a Alemanha não participarem da Liga das Nações.

Professor: Eustáquio.

Professor: Eustáquio. Professor: Eustáquio www.centroestrategia.com.br O Imperialismo Texto As indústrias... Em lugar das antigas necessidades, satisfeitas pela produção do país,... encontram-se novas necessidades, exigindo-se

Leia mais

O Imperialismo O ATRASO ALEMÃO: Grande crescimento industrial Ampliação de mercados; Lorena: ¾ do fornecimento de matéria-prima para a indústria de aço; 1880 amplo programa de expansão naval: Lei Naval

Leia mais

1ª GUERRA MUNDIAL

1ª GUERRA MUNDIAL 1ª GUERRA MUNDIAL 1914-1918 PANORAMA INTERNACIONAL Divisão do mundo em: Países industrializados e países não industrializados. Industrializados Europa, América (EUA) e Ásia (Japão). Não Industrializados

Leia mais

Entre 1871 e 1914 a sociedade européia - liberal e capitalista, passou por uma das fases de maior prosperidade devido ao desenvolvimento industrial

Entre 1871 e 1914 a sociedade européia - liberal e capitalista, passou por uma das fases de maior prosperidade devido ao desenvolvimento industrial 1914-1918 Entre 1871 e 1914 a sociedade européia - liberal e capitalista, passou por uma das fases de maior prosperidade devido ao desenvolvimento industrial que trouxe conforto e a ciência e a técnica

Leia mais

HISTÓRIA. aula Primeira Guerra Mundial ( )

HISTÓRIA. aula Primeira Guerra Mundial ( ) HISTÓRIA aula Primeira Guerra Mundial (1914 1918) Antecedentes do conflito Segunda Revolução Industrial Disputas imperialistas (África e Ásia) Política de Alianças "Paz Armada" Antecedentes do conflito

Leia mais

04. O INÍCIO DO SÉCULO XX E A GRANDE GUERRA

04. O INÍCIO DO SÉCULO XX E A GRANDE GUERRA 04. O INÍCIO DO SÉCULO XX E A GRANDE GUERRA La Belle Époque Visão otimista entre as grandes nações domínio sobre os continentes asiático e africano consolidação do capitalismo monopolista industrialização

Leia mais

Larissa Nunes Andrade Quadros.

Larissa Nunes Andrade Quadros. Larissa Nunes Andrade Quadros. I PARTE Cemitério francês da Primeira Guerra Mundial Para refletir! Por que esse título de Primeira Guerra Mundial? Motivos: 1. Mesmo sendo um conflito europeu, foi uma guerra

Leia mais

Primeira Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial Aula 22 Primeira Guerra Mundial 1 Causas Setor 1606 2 Desenvolvimento 3 Conferência de Paris (1919) ealvespr@gmail.com 1.1 Antecedentes Disputas imperialistas Alsácia-Lorena França X Alemanha Inglaterra

Leia mais

História 9.º ano. Hegemonia e declínio da influência europeia

História 9.º ano. Hegemonia e declínio da influência europeia História 9.º ano Hegemonia e declínio da influência europeia 1.Lê e observa, com atenção, os documentos. DOC.1 Grandes ou pequenos, antigos ou recentes, são cinco ou seis os países que detêm a maior parte

Leia mais

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( )

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( ) A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( 1914-1918 ) OS MOTIVOS DA GUERRA O IMPERIALISMO: Alguns países estavam extremamente descontentes com a partilha da Ásia e da África, ocorrida no final do século XIX. O ROMPIMENTO

Leia mais

1. ANTECEDENTES CAUSAS ESTRUTURAIS

1. ANTECEDENTES CAUSAS ESTRUTURAIS A GRANDE GUERRA 1. ANTECEDENTES CAUSAS ESTRUTURAIS Belle Époque (1871-1914) 2ª Revolução Industrial Revanchismo Francês Neocolonialismo/Imperialismo Corrida Armamentista Política De Alianças Paz Armada

Leia mais

Primeira Guerra Mundial. Guerra das Guerras

Primeira Guerra Mundial. Guerra das Guerras Grande Guerra Guerra das Guerras Conflito armado ocorrido no início do século XX, no território europeu. Envolveu grande parte dos países do mundo e marcou o início de um período de avanços tecnológicos.

Leia mais

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914/1918

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914/1918 PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914/1918 Primeira Guerra Mundial Entre 1815/1914 o mundo não teve muitas guerras Em sua maioria, o mundo europeu tinha em sua maioria repúblicas liberais Exceções de monarquia

Leia mais

Na aula de hoje vamos tratar de dois assuntos: Primeira guerra Mundial e Revolução Russa:

Na aula de hoje vamos tratar de dois assuntos: Primeira guerra Mundial e Revolução Russa: Na aula de hoje vamos tratar de dois assuntos: Primeira guerra Mundial e Revolução Russa: Observe as figuras abaixo: Cavour Unificação Italiana Bismarck Unificação Alemã O processo de unificação da Alemanha

Leia mais

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( ) PROF. RICARDO SCHMITZ

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( ) PROF. RICARDO SCHMITZ PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( 1914 1918 ) PROF. RICARDO SCHMITZ CAUSAS DO CONFLITO CONFLITOS IMPERIALISTAS ESPÍRITO REVANCHISTA ( FRANÇA ) NACIONALISMO ( PAN-GERMANISMO, PAN-ESLAVISMO ) CORRIDA ARMAMENTISTA

Leia mais

Aula 17 A Primeira Guerra Mundial

Aula 17 A Primeira Guerra Mundial Aula 17 A Primeira Guerra Mundial 1914 a 1918 Imperialismos Concorrência desmedida por territórios e novos mercados Nacionalismos Antigas rivalidades e ressentimentos, resultando em expansionismo e revanchismo

Leia mais

A Primeira Guerra Mundial ( )

A Primeira Guerra Mundial ( ) A Primeira Guerra Mundial (1914 1918) Módulo 21 - Geral Prof. Alan Carlos Ghedini www.inventandohistoria.com Rivalidades e Tensões Alsácia e Lorena Velha disputa entre França e Alemanha Revanchismo Francês

Leia mais

A Primeira Guerra Mundial ( ) A Belle Époque ( )

A Primeira Guerra Mundial ( ) A Belle Époque ( ) A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) A Belle Époque (1871-1914) A partir do século XVIII, com o surgimento das fábricas, o Ocidente passou a celebrar as conquistas tecnológicas. Vivia-se a Belle Époque,

Leia mais

GLÓRIA FEITA DE SANGUE

GLÓRIA FEITA DE SANGUE GLÓRIA FEITA DE SANGUE A Primeira Guerra Mundial Prof. Luciano Barbian Frederico Duarte Bartz A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914 1918 Glória Feita de Sangue Ano: 1957 Paths of Glory Direção: Stanley Kubrick

Leia mais

AULA DE HISTÓRIA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL. El Sal /02/2014

AULA DE HISTÓRIA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL. El Sal /02/2014 AULA DE HISTÓRIA PRIMEIRA MUNDIAL El Sal 2014 PRIMEIRA MUNDIAL Inicialmente, os conflitos se deram na Europa. Embora várias nações tenham declarado neutralidade, no decorrer da guerra várias nações não-européias

Leia mais

PROMILITARES 17/08/2018 HISTÓRIA. Professor Marcelo Lameirão PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

PROMILITARES 17/08/2018 HISTÓRIA. Professor Marcelo Lameirão PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL HISTÓRIA Professor Marcelo Lameirão PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL Contexto pré-guerra Segunda Revolução Industrial Neocolonialismo/Imperialismo Belle Époque Corrida Armamentista Política de Alianças Paz Armada

Leia mais

1 Guerra Mundial e seus antecedentes

1 Guerra Mundial e seus antecedentes Leopoldo Gollner 1 Guerra Mundial e seus antecedentes Professor A Belle Époque e seus Constrates (1871-1914) A ilusão e a crença no avanço progresso contínuo. As inovações tecnológicas. Paris o centro

Leia mais

1 Guerra Mundial e seus antecedentes. Professor Leopoldo UP

1 Guerra Mundial e seus antecedentes. Professor Leopoldo UP 1 Guerra Mundial e seus antecedentes Professor Leopoldo UP A Belle Époque e seus Constrates (1871-1914) A ilusão e a crença no avanço progresso contínuo. As inovações tecnológicas. Paris o centro cultural

Leia mais

TEXTO BASE: 1ª GUERRA MUNDIAL ( ) Parte II

TEXTO BASE: 1ª GUERRA MUNDIAL ( ) Parte II TEXTO BASE: 1ª GUERRA MUNDIAL (1914-1918) Parte II Após o assassinato de Franz Ferdinand ocorre a ativação da POLÍTICA DE ALIANÇAS: a declaração de guerra da ÁUSTRIA-HÚNGIA à Sérvia faz com que a RÚSSIA

Leia mais

Prof. Ruan Antunes. Transformações Geopolíticas da Primeira Guerra Mundial

Prof. Ruan Antunes. Transformações Geopolíticas da Primeira Guerra Mundial Geografia política Aula 11 GeoB Prof. Ruan Antunes Transformações Geopolíticas da Primeira Guerra Mundial Belle Epoque (1871-1914) Caracterizado, sobretudo, pela expansão e progresso tecnológico, científico

Leia mais

1ª GUERRA MUNDIAL.

1ª GUERRA MUNDIAL. 1ª GUERRA MUNDIAL http://historiaonline.com.br ANTECEDENTES 2ª REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NEOCOLONIALISMO/IMPERIALISMO CORRIDA ARMAMENTISTA POLÍTICA DE ALIANÇAS PAZ ARMADA http://historiaonline.com.br ALIANÇAS

Leia mais

A Iª GUERRA MUNDIAL. Prof. Thiago

A Iª GUERRA MUNDIAL. Prof. Thiago A Iª GUERRA MUNDIAL Prof. Thiago Paz Armada no continente Europeu Corrida Armamentista entre as potências europeias Imperialismo e neocolonialismo (disputas territoriais e comerciais) Origens da guerra

Leia mais

Questões orientadoras: A Europa e o Mundo no limiar do século XX. Imperialismo

Questões orientadoras: A Europa e o Mundo no limiar do século XX. Imperialismo A Europa e o Mundo no limiar do século XX 9.1 Apogeu e declínio da influência europeia Questões orientadoras: Quais são as maiores potências mundiais no final do século XIX? O que é o Imperialismo? Quais

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA AULA. Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL CONTEÚDO E HABILIDADES GEOGRAFIA AULA. Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX Conteúdo: Geopolítica e Conflitos Entre os Séculos XIX e XX Habilidade: Analisar a interferência na organização dos territórios a partir das guerras mundiais. Geopolítica e Território A Europa foi cenário

Leia mais

História. O Concerto europeu e o sistema de Bismarck - Parte 2. Profª. Eulália Ferreira

História. O Concerto europeu e o sistema de Bismarck - Parte 2. Profª. Eulália Ferreira História - Parte 2 Profª. Eulália Ferreira Sistema de Metternich X Sistema de Bismarck Desmantelamento do sistema de Metternich: - Eclosão das ondas revolucionárias de 1820, 1830 e 1848, principalmente

Leia mais

O Mundo e a Grande Guerra

O Mundo e a Grande Guerra O Mundo e a Grande Guerra Aula ao Vivo A Primeira Guerra Mundial, que durou de 1914 a 1918, foi considerada por muitos de seus contemporâneos como a mais terrível das guerras. Por este motivo, tornou-se

Leia mais

Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição 16 MMXIV grupo b

Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição 16 MMXIV grupo b Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, 2014. Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição 16 MMXIV grupo b Questão 1 Analise o cartão postal russo antropomórfico do mapa da

Leia mais

Primeira Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial Primeira Guerra Mundial 1914-1918 PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) Soldados franceses Causas contexto Imperialismo e PAZ ARMADA Neocolonialismo. ALEMANHA X INGLATERRA MERCADO CONSUMIDOR FORMAÇÃO DOS

Leia mais

O NEOCOLONIALISMO EUROPEU

O NEOCOLONIALISMO EUROPEU O NEOCOLONIALISMO EUROPEU Apresentação cedida, organizada e editada pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila A Reestruturação da Ordem de Viena O Período de 1871 à 1914 foi marcado pela ausência de

Leia mais

SABADÃO CSP O PERÍODO ENTRE GUERRAS PROF. BRUNO ORNELAS

SABADÃO CSP O PERÍODO ENTRE GUERRAS PROF. BRUNO ORNELAS SABADÃO CSP O PERÍODO ENTRE GUERRAS PROF. BRUNO ORNELAS TEMAS PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL; A REVOLUÇÃO RUSSA; A CRISE DE 1929; A PRIMEIRA REPÚBLICA; O NAZIFASCISMO. ANTECEDENTES SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

Leia mais

História. Primeira Guerra Mundial Parte 3. Profª. Eulália Ferreira

História. Primeira Guerra Mundial Parte 3. Profª. Eulália Ferreira História Primeira Guerra Mundial Parte 3 Profª. Eulália Ferreira Articulações da paz... Primeira Guerra Mundial W Woodrow Wilson Clemenceau Lloyd Georde 14 pontos de Wilson 1. Inaugurar pactos de paz,

Leia mais

Apostila de História 36 Primeira Guerra Mundial ( )

Apostila de História 36 Primeira Guerra Mundial ( ) Apostila de História 36 Primeira Guerra Mundial (1914-1918) 1.0 Contexto Histórico Ameaça da Pax Britannica Hegemonia da Inglaterra: Alemães e norte-americanos já ultrapassavam a Inglaterra na produção

Leia mais

Fatores da Segunda Guerra

Fatores da Segunda Guerra EUROPA 1942 Fatores da Segunda Guerra O império Austro-Húngaro desintegrou-se dando origem a Áustria, Hungria e Tchecoslováquia O império Turco- Otomano desapareceu dando origem a Turquia. Tratado de Versalhes

Leia mais

1ª GUERRA MUNDIAL. Apostila 1 Capitulo 2 Professora Erlani

1ª GUERRA MUNDIAL. Apostila 1 Capitulo 2 Professora Erlani 1ª GUERRA MUNDIAL Apostila 1 Capitulo 2 Belle Époque Apesar de ter início normalmente citado como no final do século XIX e fim no início da Primeira Guerra Mundial, é difícil determinar especificamente

Leia mais

CAPÍTULO 2 O MUNDO DIVIDIDO PELO CRITÉRIO IDEOLÓGICO PROF. LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 8º ANO

CAPÍTULO 2 O MUNDO DIVIDIDO PELO CRITÉRIO IDEOLÓGICO PROF. LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 8º ANO CAPÍTULO 2 O MUNDO DIVIDIDO PELO CRITÉRIO IDEOLÓGICO PROF. LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ CAVALCANTE 8º ANO O MUNDO DIVIDIDO P. 23 Existem vários critérios para regionalizar um território. Critério ideológico:

Leia mais

REGIONALIZAÇÃO E AS ORDENS MUNDIAIS

REGIONALIZAÇÃO E AS ORDENS MUNDIAIS REGIONALIZAÇÃO E AS ORDENS MUNDIAIS ORDEM MUNDIAL Equilíbrio temporário das relações políticas, econômicas, diplomáticas e militares entre as potências na disputa pelo poder e pela hegemonia do mundo.

Leia mais

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914-1918 ANTECEDENTES Belle Époque Bela Época - período de euforia vivido pela humanidade provocado pelo advento das conquistas tecnológicas e econômicas da revolução industrial.

Leia mais

2ª Guerra Mundial

2ª Guerra Mundial 2ª Guerra Mundial 1939-1945 http://historiaonline.com.br Antecedentes da Guerra Política de apaziguamento: LIGA DAS NAÇÕES Tolerância excessiva em relação às violações do Tratado de Versalhes e Saint Germain.

Leia mais

A Primeira Guerra Mundial ( )

A Primeira Guerra Mundial ( ) A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) HISTÓRIA: DAS CAVERNAS AO TERCEIRO MILÊNIO A Primeira Guerra Mundial Capítulo 35 A Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa Fatores da guerra Nacionalismo: pan-eslavismo

Leia mais

No dia 28 de junho de 1914, na cidade de Sarajevo, na Bósnia, o herdeiro do trono austro-húngaro, Francisco Ferdinando, foi assassinado juntamente

No dia 28 de junho de 1914, na cidade de Sarajevo, na Bósnia, o herdeiro do trono austro-húngaro, Francisco Ferdinando, foi assassinado juntamente A QUESTÃO BALCÂNICA: Um dos principais focos de atrito entre as potências européias era a península Balcânica, onde se chocavam o nacionalismo da Sérvia (apoiada pela Rússia) e o expansionismo da Áustria

Leia mais

A hostilidade entre os envolvidos começou já no século XIX. Segunda revolução industrial.

A hostilidade entre os envolvidos começou já no século XIX. Segunda revolução industrial. A hostilidade entre os envolvidos começou já no século XIX. Segunda revolução industrial. Conferência de Berlin- (1814/1815) partilha da África e Ásia onde potências europeias se apossaram do continente

Leia mais

PERCURSO 1 Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS

PERCURSO 1 Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS PERCURSO 1 Do mundo multipolar para o bipolar da Guerra Fria. Prof. Gabriel Rocha 9º ano - EBS 1 O mundo multipolar e as guerras mundiais do século XX Entre meados do século XIX e o final da Segunda Guerra

Leia mais

A Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa

A Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa Capítulo 35 A Primeira Guerra Mundial e a Revolução Russa 1 A Primeira Guerra Mundial Aulas 2 A Revolução Russa (1917) 1 A Primeira Guerra Mundial Fatores da guerra Nacionalismo: pan-eslavismo pangermanismo

Leia mais

Unificação Italiana e Alemã. Prof. Leopoldo UP

Unificação Italiana e Alemã. Prof. Leopoldo UP Unificação Italiana e Alemã Prof. Leopoldo UP Antecedentes: O Congresso de Viena(1815) Tentativa frustrada de manter o Antigo Regime. A Revolução de 1830. A Revolução Industrial se espalha por várias regiões

Leia mais

A GRANDE GUERRA Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II 9º Ano Professora Robertha Triches

A GRANDE GUERRA Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II 9º Ano Professora Robertha Triches A GRANDE GUERRA 1914-1918 Colégio Pedro II Campus São Cristóvão II 9º Ano Professora Robertha Triches PERSONAGENS Francisco Ferdinando Gavrilo Princip Nicolau II da Rússia Wladimir Lenin Guilherme II da

Leia mais

A Primeira Guerra Mundial ( )

A Primeira Guerra Mundial ( ) A Primeira Guerra Mundial (1914 1918) Contexto histórico Vários problemas atingiam as principais nações européias no início do século XX. O século anterior havia deixado feridas difíceis de curar. Alguns

Leia mais

Formação do Sistema Internacional BHO (4-0-4)

Formação do Sistema Internacional BHO (4-0-4) Formação do Sistema Internacional BHO1335-15 (4-0-4) Professor Dr. Demétrio G. C. de Toledo BRI demetrio.toledo@ufabc.edu.br UFABC - 2015.III Aula 12 4ª-feira, 11 de outubro Módulo II: Aula 9 Para falar

Leia mais

A 1ª GUERRA MUNDIAL. Por Jorge Freitas

A 1ª GUERRA MUNDIAL. Por Jorge Freitas A 1ª GUERRA MUNDIAL Por Jorge Freitas Em Agosto de 1914 reinava na Europa uma estranha ilusão Nas capitais anunciava-se a guerra Em Berlim Em Londres Os militares mobilizados despediram-se dos familiares

Leia mais

II GUERRA MUNDIAL

II GUERRA MUNDIAL II GUERRA MUNDIAL 1939-1945 ASCENSÃO DOS REGIMES TOTALITÁRIOS EUROPA NO PÓS GUERRA Com o fim da Primeira Guerra Mundial, a Europa teve de enfrentar uma de suas piores crises econômicas. O uso do território

Leia mais

O texto configura a situação política de regiões europeias marcadas:

O texto configura a situação política de regiões europeias marcadas: 1ª Guerra Mundial Questão 1 Meu avô francês foi feito prisioneiro pelos prussianos em 1870; meu pai alemão foi feito prisioneiro pelos franceses em 1918; eu, francês, fui feito prisioneiro pelos alemães

Leia mais

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS. História Prof. Guilherme

RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS. História Prof. Guilherme RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS DISSERTATIVOS História Prof. Guilherme Questão 7 Fuvest 2012 Leia este texto, que se refere à dominação europeia sobre povos e terras africanas. "Desde o século XVI, os portugueses

Leia mais

ANTECEDENTES DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

ANTECEDENTES DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ANTECEDENTES DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ANTECEDENTES SÉCULOS XIX E XX IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO ÁREAS DOMINADAS IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO ÁREAS DOMINADAS IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO OBJETIVOS

Leia mais

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO II. EXERCíCIOS DE HISTÓRIA - nº1-1º Trimestre. COORDENADOR: Rafael. DOCENTES: Rafael e Robertha

COLÉGIO PEDRO II CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO II. EXERCíCIOS DE HISTÓRIA - nº1-1º Trimestre. COORDENADOR: Rafael. DOCENTES: Rafael e Robertha COLÉGIO PEDRO II CAMPUS SÃO CRISTÓVÃO II EXERCíCIOS DE HISTÓRIA - nº1-1º Trimestre 9ºANO COORDENADOR: Rafael DATA: DOCENTES: Rafael e Robertha 1 - Se tivéssemos de definir o imperialismo da forma mais

Leia mais

Formação do Sistema Internacional DBBHO SB (4-0-4)

Formação do Sistema Internacional DBBHO SB (4-0-4) Formação do Sistema Internacional DBBHO1335-16SB (4-0-4) Professor Dr. Demétrio G. C. de Toledo BRI demetrio.toledo@ufabc.edu.br UFABC - 2016.III Aula 12 3ª-feira, 1 de novembro Para falar com o professor:

Leia mais

1ª Guerra Mundial ( ) PROFESSOR TÁCIUS FERNANDES

1ª Guerra Mundial ( ) PROFESSOR TÁCIUS FERNANDES 1ª Guerra Mundial (1914-1918) PROFESSOR TÁCIUS FERNANDES Antecedentes Belle Époque No final XIX, a europa se via em meio a um desenvolvimento técnico e econômico jamais visto, o levou o estilo de vida

Leia mais

PROFESSORA: KEURELENE CAMPELO DISCIPLINA: HISTÓRIA GERAL CONTEÚDO: REVISANDO

PROFESSORA: KEURELENE CAMPELO DISCIPLINA: HISTÓRIA GERAL CONTEÚDO: REVISANDO PROFESSORA: KEURELENE CAMPELO DISCIPLINA: HISTÓRIA GERAL CONTEÚDO: REVISANDO 2 A descolonização da África ocorreu durante no século XX quando as populações dos territórios africanos ocupados conseguiram

Leia mais

Prof.ª Maria Auxiliadora

Prof.ª Maria Auxiliadora PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL 1914-1918 Prof.ª Maria Auxiliadora ANTECEDENTES Belle Époque Bela Época - período de euforia vivido pela humanidade provocado pelo advento das conquistas tecnológicas e econômicas

Leia mais

REVISÃO ANTECEDENTES DO CONFLITO

REVISÃO ANTECEDENTES DO CONFLITO REVISÃO ANTECEDENTES DO CONFLITO Cria-se uma Revolução na Alemanha, o Kaiser foge para Holanda -> República de Wiemar. 1919 Janeiro EUA (Woodrow Wilson) apresenta plano -14 pontos para paz: Descolonização

Leia mais

1º bimestre 2010_3ª série Contemporânea Unificações tardias (Alemanha e Itália). Cap39, p. 374 até 378. Roberson de Oliveira

1º bimestre 2010_3ª série Contemporânea Unificações tardias (Alemanha e Itália). Cap39, p. 374 até 378. Roberson de Oliveira 1º bimestre 2010_3ª série Contemporânea Unificações tardias (Alemanha e Itália). Cap39, p. 374 até 378. Roberson de Oliveira Expansão capitalista e nacionalismo As transições tardias: Alemanha e Itália

Leia mais

1ª Guerra Mundial, Crise do Capitalismo e República Velha

1ª Guerra Mundial, Crise do Capitalismo e República Velha 1ª Guerra Mundial, Crise do Capitalismo e República Velha 1ª Guerra Mundial, Crise do Capitalismo e República Velha 1. de auto-estima, indispensável para formar um cidadão. Um repórter de A Tribuna ouviu

Leia mais

Resumo de História Prova 28/09

Resumo de História Prova 28/09 Resumo de História Prova 28/09 Temas predominantes: Primeira Guerra e Revoluções Russas. Por Inaê Odara, 2ºA - Reconhecer e caracterizar os principais marcos destes processos históricos 1ª GM: Em 1914,

Leia mais

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( )

A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL ( ) A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) Parte 1 - Origens do Conflito 1) A Unificação da Itália e da Alemanha 1.1. O Equilíbrio Europeu arruinado * Desde o Congresso de Viena (1815), que consolidou os termos

Leia mais

Formação do Sistema Internacional

Formação do Sistema Internacional Formação do Sistema Internacional DABHO1335-15SB/NABHO1335-15SB (4-0-4) Professor Dr. Demétrio G. C. de Toledo BRI demetrio.toledo@ufabc.edu.br UFABC - 2019.II Aula 13 4ª-feira, 17 de julho O declínio

Leia mais

Os Impérios e o Poder Terrestre. Apresentação cedida, organizada e editada pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila

Os Impérios e o Poder Terrestre. Apresentação cedida, organizada e editada pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila Os Impérios e o Poder Terrestre Apresentação cedida, organizada e editada pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila A opção terrestre do poder militar Ao estudarmos a história dos impérios, percebe-se

Leia mais

Imperialismo ou Neocolonialismo (XIX-XX)

Imperialismo ou Neocolonialismo (XIX-XX) Imperialismo ou Neocolonialismo (XIX-XX) Colégio Pedro II São Cristóvão II 9º ano Professora: Robertha Triches Explicando o conceito e o fenômeno No século XIX, países industrializados como Grã-Bretanha,

Leia mais

Primeira Guerra Mundial

Primeira Guerra Mundial Primeira Guerra Mundial 1914 1918 Configurações Disputa anterior: Guerra Franco-Prussiana. Bèlle Epòque (1871-1914). Apogeu da sociedade capitalista. Controle econômico mundial era europeu. Disputa por

Leia mais

História. I Guerra Mundial PROFº OTÁVIO

História. I Guerra Mundial PROFº OTÁVIO História I Guerra Mundial PROFº OTÁVIO Primeira Guerra Mundial Grande Guerra Guerra das Guerras Conflito armado ocorrido no início do século XX, no território europeu. Envolveu grande parte dos países

Leia mais

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI ATIVIDADE DE HISTÓRIA U.E. 15

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI ATIVIDADE DE HISTÓRIA U.E. 15 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI ATIVIDADE DE HISTÓRIA U.E. 15 1- Quais as contradições permanentes e fundamentais do Modo de Produção Capitalista? 2- O que geraram esses problemas/contradições? 3- Além de todos

Leia mais

IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO

IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO Resultado da 2ª Revolução Industrial CONTEXTO: 2ª Revolução Industrial; Necessidade de novos mercados; Nacionalismo; Produção de armas; O CAPITALISMO MONOPOLISTA Setor industrial

Leia mais

UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS

UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS OBJETIVOS: -IDENTIFICAR OS OBJETIVOS E OS PRINCÍPIOS DO CONGRESSO. - DEFINIR OS OBJETIVOS E A ATUAÇÃO DA SANTA ALIANÇA. SUMÁRIO: 1.CONCEITUAÇÃO.

Leia mais

UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS OBJETIVOS:

UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS OBJETIVOS: UD II - ASSUNTO 6 O CONGRESSO DE VIENA E A SANTA ALIANÇA 02 TEMPOS OBJETIVOS: -IDENTIFICAR OS OBJETIVOS E OS PRINCÍPIOS DO CONGRESSO. - DEFINIR OS OBJETIVOS E A ATUAÇÃO DA SANTA ALIANÇA. SUMÁRIO: 1.CONCEITUAÇÃO.

Leia mais

Unidade 1. Respostas das sugestões de avaliação

Unidade 1. Respostas das sugestões de avaliação Respostas das sugestões de avaliação Unidade 1 1. Não, pois a tabela revela que, nesse período, a maior produtividade industrial cabia aos Estados Unidos, tanto de carvão como de ferro e aço. Na tabela,

Leia mais

Metralhadora moderna (irmãos Maxim); Espingarda Lebel; Fuzil Mauser; Canhão Krupp; Aviões de guerra; Submarinos; Armas químicas: gás mostarda.

Metralhadora moderna (irmãos Maxim); Espingarda Lebel; Fuzil Mauser; Canhão Krupp; Aviões de guerra; Submarinos; Armas químicas: gás mostarda. Período de grande força da indústria bélica nas principais potências europeias; Preparação para uma guerra iminente e grande desenvolvimento tecnológico. Avanço Bélico: Metralhadora moderna (irmãos Maxim);

Leia mais

HISTÓRIA. aula Mundo Contemporâneo I

HISTÓRIA. aula Mundo Contemporâneo I HISTÓRIA aula Mundo Contemporâneo I Revolução Chinesa (1949) Após a Segunda Guerra, disputas políticas e militares na China entre: Partido Nacionalista Liderança de Chiang Kai-shek (apoio dos EUA) X Mao

Leia mais

História. Primeira Guerra Mundial. Professor Thiago Scott.

História. Primeira Guerra Mundial. Professor Thiago Scott. História Primeira Guerra Mundial Professor Thiago Scott www.acasadoconcurseiro.com.br História A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL (1914-1918) Maurice Crouzet classificou o início do século XX como o período do

Leia mais

1.2- Novas tecnologias: motor a combustão; aço; energia elétrica; indústria química(petróleo);indústria de máquinas;

1.2- Novas tecnologias: motor a combustão; aço; energia elétrica; indústria química(petróleo);indústria de máquinas; IMPERIALISMO 1- SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL: 1.1- Segunda metade do século XIX; 1.2- Novas tecnologias: motor a combustão; aço; energia elétrica; indústria química(petróleo);indústria de máquinas; 1.3-

Leia mais

OBJETIVOS Ao final da aula o(a) aluno(a) deverá: entender o processo que levou ao primeiro conflito bélico de caráter mundial da História.

OBJETIVOS Ao final da aula o(a) aluno(a) deverá: entender o processo que levou ao primeiro conflito bélico de caráter mundial da História. Aula2 A PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL META Compreender o contexto que desencadeou a Primeira Guerra Mundial. OBJETIVOS Ao final da aula o(a) aluno(a) deverá: entender o processo que levou ao primeiro conflito

Leia mais

França e as Guerras Napoleônicas. Conteúdo cedido, organizado e editado pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila

França e as Guerras Napoleônicas. Conteúdo cedido, organizado e editado pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila França e as Guerras Napoleônicas Conteúdo cedido, organizado e editado pelos profs. Rodrigo Teixeira e Rafael Ávila A França do Século XVIII 3 a. maior economia europeia; problemas econômicos domésticos

Leia mais

Voltando ao Século XVIII

Voltando ao Século XVIII Voltando ao Século XVIII Viva o Iluminismo... Iluminismo para quem??? 111 Por meio da enciclopédia, os ideais iluministas chegaram na América Porém, esses ideais, foram utilizados pelas elites de acordo

Leia mais

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS

EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS EUROPA CONFLITOS ÉTNICOS RELIGIOSOS A Questão do País Basco Espaço: A etnia separatista basca habita o noroeste da Espanha e sudoeste da França. Os Fatores do Conflito A singularidade do povo basco que

Leia mais

Unificação Italiana e Alemã. Professora: Martha J. da Silva

Unificação Italiana e Alemã. Professora: Martha J. da Silva Unificação Italiana e Alemã Professora: Martha J. da Silva Monarquias Absolutistas Formação dos Estados Modernos séc. XV e XVI Centralização absoluta do poder na mão do rei FOI Substituído por forma constitucionais

Leia mais

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com.

CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Próximo HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX. Caderno 9» Capítulo 1. www.sejaetico.com. CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS HISTÓRIA GUERRAS E CRISES: MARCAS DO SÉCULO XX Caderno 9» Capítulo 1 www.sejaetico.com.br CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) Caderno

Leia mais

HISTÓRIA. aula Era Napoleônica, Congresso de Viena e Revoluções Liberais

HISTÓRIA. aula Era Napoleônica, Congresso de Viena e Revoluções Liberais HISTÓRIA aula Era Napoleônica, Congresso de Viena e Revoluções Liberais Era Napoleônica Do Golpe do 18 Brumário (nov/1799) até a Queda de Napoleão (jun/1815) Três fases: Consulado (1799-1804) Império (1804-1815)

Leia mais

100 anos da Primeira Guerra Mundial. Entenda como o assassinato de um arquiduque austríaco há exatos 100 anos levou a Europa à Guerra.

100 anos da Primeira Guerra Mundial. Entenda como o assassinato de um arquiduque austríaco há exatos 100 anos levou a Europa à Guerra. Instituto de Educação infantil e juvenil Inverno, 2014. Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição 16 MMXIV grupo e 100 anos da Primeira Guerra Mundial. Entenda como o assassinato de

Leia mais

UNIFICAÇÃO DA ALEMANHA

UNIFICAÇÃO DA ALEMANHA UNIFICAÇÃO DA ALEMANHA PRÚSSIA -A Unificação da Alemanha foi um processo iniciado em meados do século XIX e finalizado em 1871 -Esse processo de unificação foi liderado pelo primeiro-ministro Otto Von

Leia mais

Evolução do capitalismo

Evolução do capitalismo Evolução do capitalismo EVOLUÇÃO DO CAPITALISMO Prof. JÚLIO CÉSAR GABRIEL http://br.groups.yahoo.com/group/atualidadesconcursos Modo de produção Maneira como o seres humanos se organizam para produzirem

Leia mais

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX

TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX TEMA I A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉC. XX A supremacia Europeia sobre o Mundo A Europa assumia-se como 1ª potência Mundial DOMÍNIO POLÍTICO Inglaterra, França, Alemanha, Portugal e outras potências

Leia mais

1ª Guerra Mundial e a Crise do Capitalismo

1ª Guerra Mundial e a Crise do Capitalismo 1ª Guerra Mundial e a Crise do Capitalismo 1ª Guerra Mundial e a Crise do Capitalismo1. 1. O cartaz abaixo foi usado como propaganda do governo bolchevique. O texto que o a) b) Cite uma medida do governo

Leia mais

HISTÓRIA. aula Mundo Contemporâneo II

HISTÓRIA. aula Mundo Contemporâneo II HISTÓRIA aula Mundo Contemporâneo II Rompimento do Equilíbrio Bipolar Crescimento mundial do capitalismo Crescimento econômico da Comunidade Europeia Desenvolvimento da economia japonesa Aprofundamento

Leia mais

Atividades de Recuperação Paralela de Geografia

Atividades de Recuperação Paralela de Geografia Atividades de Recuperação Paralela de Geografia 8º ano Ensino Fundamental II Leia as orientações de estudos antes de responder as questões Comece revisando a aula através dos apontamentos relembrando,

Leia mais

Professor João Paulo Bandeira

Professor João Paulo Bandeira Professor João Paulo Bandeira A Guerra Fria tem início logo após a Segunda Guerra Mundial, pois os Estados Unidos e a União Soviética vão disputar a hegemonia política, econômica e militar no mundo. A

Leia mais

História. Imperialismo e colonialismo do século XIX Parte 3. Profª. Eulália Ferreira

História. Imperialismo e colonialismo do século XIX Parte 3. Profª. Eulália Ferreira História Imperialismo e colonialismo do século XIX Parte 3 Profª. Eulália Ferreira Conflitos de Resistência contra a dominação Imperialista E... disputas imperialistas no século XIX Disputa: 1- Grã- Bretanha

Leia mais

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos

EUROPA SÉCULO XIX. Revoluções Liberais e Nacionalismos EUROPA SÉCULO XIX Revoluções Liberais e Nacionalismos Contexto Congresso de Viena (1815) Restauração do Absolutismo Princípio da Legitimidade Santa Aliança Equilíbrio Europeu -> Fim Sacro I. Romano Germânico

Leia mais