O conjunto das gestões

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O conjunto das gestões"

Transcrição

1 O conjunto das gestões Temos: Gestão da integração Gestão do escopo Gestão do tempo Gestão dos recursos Gestão dos custos Gestão da qualidade Gestão ambiental Gestão de pessoas Gestão das comunicações Gestão dos riscos Gestão do suprimento

2 Gestão de integração Objetivos: Integrar Harmonizar Coordenar

3 Gestão do escopo Objetivos: Definição do produto Definir as atividades gerenciais Controle do projeto

4 Gestão de tempo Objetivos: Controlar o tempo Definir cronogramas

5 Gestão de recursos Objetivos: Estimativas de recursos Planejar o recebimento e a distribuição de recursos Controle e desmobilização de recursos

6 Gestão dos custos Objetivos: Estimativas de custos Controle de custos

7 Gestão da qualidade Objetivos: Garantir qualidade Satisfação dos clientes

8 Gestão ambiental Objetivos: Preservação do meio ambiente Verificar ações corretivas

9 Gestão de pessoas Objetivos: Obtenção da equipe Desmobilização da equipe

10 Gestão das comunicações Objetivos: Distribuir as informações Registrar as informações

11 Gestão de riscos Objetivos: Analisar os riscos Minimizar, eliminar ou evitar os riscos

12 Gestão do suprimento Objetivos: Administra assuntos Seleciona fornecedores

13 As gestões e as fases do projeto Fases: Iniciação Planejamento Execução Controle

14 As fases de um projeto (gráfico) I N T E Execução N S Planejamento I Iniciação D Controle Encerramento A D E TEMPO

15 Escritório de projetos (EP) Características: Multiprojetos Prestam serviços aos projetos Utilizam os recursos da organização nos projetos Peça fundamental do MGP

16 Evolução do escritório de projetos (EP) Década de 60: Primeiros softwares para controle de custos e prazos Métodos PERT e CPM Grandes computadores que eram operados por programadores, operadores de computadores etc Aplicados somente em grandes projetos militares e de construção civil

17 Década de 80 Equipamentos menores Softwares mais simples Vários escritórios do projeto em uma mesma organização Vários coordenadores para os vários projetos Grande troca de informações entre os participantes dos projetos

18 Década de 90 Projetos menores de curta duração Respostas rápidas aos problemas Ampliação de sua atuação Gerenciamento por projetos O EP é uma organização formal, instalada em uma organização e destinada ao apoio a sua comunidade de gerenciamento de projetos tornando-se, assim, um elo entre a organização e seus projetos.

19 Atribuições do escritório de projetos Estágio inicial: Prestação de serviços de controle de prazos de custos Elaboração de relatórios Treinamento em gerenciamento de projeto Levantamento e arquivo de lições aprendidas

20 Estágio intermediário Arquivo do histórico de projetos Consultoria sobre o gerenciamento de projetos Desenvolvimento e aperfeiçoamento de métodos e padrões Apoio a reuniões de avaliações e revisões de projetos Administração dos processos de gerenciamento de projetos

21 Estágio avançado Análise e aprovação de propostas de projetos Distribuição de recursos de acordo com prioridades Identificação de conflitos e recomendações para solução Revisão crítica e avaliação de projetos

22 Vantagens do EP Maiores benefícios: Maior alinhamento dos projetos com as estratégias e os objetivos da organização Maior profissionalismo da gerência de projeto Maior produtividade das equipes Melhor distribuição de recursos Utilização do EP como parte importante de um

23 Tipos de escritórios de projetos Quanto à atribuições: Apoio à projetos Treinamento Consultoria Métodos e padrões Gerência de projetos

24 Quanto à forma Física Virtual Mista Centralizada Distribuída

25 Instalação de um EP Quatro fases: Projeto Implantação Implementação Melhoria contínua

26 O projeto O projeto deve ser o motivo da instalação do EP Determinação do gerente do projeto Determina as necessidades da organização Determina as atribuições iniciais do EP Determinação dos custos Definição do objetivo e dos recursos, para

27 Implantação Obtenção de recursos Formação da equipe Instalação física do EP Treinamento Início dos trabalhos Projeto piloto

28 Implementação Surge após a verificação dos processo, dos meios materiais e da equipe Ampliação do alcance do EP Número crescente de projetos Constante acompanhamento e avaliação

29 Melhoria contínua Atingido o objetivo, concentrar os esforços para melhorar os processos Atualização dos softwares Reciclar a equipe Atualizar meios de comunicação Constante busca pela eficiência

30 Recomendações gerais e fatores condicionantes No início, temos pouca produção Conhecimentos e experiências escassas Custos de instalação elevados Atritos e conflitos internos

31 Recomendações gerais e fatores condicionantes Fatores que contribuem para o fracasso: Grandes resistências externas Posições e posturas questionadas Limitação de algumas liberdades Mudanças que geram desconfiança

32 Recomendações gerais e fatores condicionantes Fatores que contribuem para o sucesso: Valorização aos projetos e aos processos gerenciais Comprometimento no alto nível Nível elevado de desempenho Qualidade dos serviços Equipe multidisciplinar

33 Infra estrutura de um EP Dependerá, em grande parte, das atribuições que ele deverá desempenhar. Principais recursos: Equipe do EP Processos gerenciais Parâmetros e padrões Comunicações Espaço físico

34 Equipe do EP Deve ser: Selecionada Treinada Exercitada Chefiada por um gerente de projetos

35 Treinamento A equipe deve ter como meta: Elaborar e aperfeiçoar métodos e padrões Melhoria contínua da qualidade Pessoal habilitado em fornecimento de dados Utilização de relatórios Operação de softwares

36 Processos gerenciais Necessitam de infra estrutura: Fontes de consulta Softwares Experiência prévia Coordenação entre as gestões

37 Parâmetros e padrões Devem passar, pelo menos, nos níveis mais altos da estrutura do EP e em todos os elementos necessários à gerência. Temos: Seleção de projetos Recursos disponíveis Calendários Prioridades Modelos e padrões

38 Espaço físico Partes convencionais: Áreas para participantes Meios de comunicação Local de reunião de grupo Local de arquivos Biblioteca de dados e informações

39 Informações Deve ser baseada em um meio físico adequado. Temos: Rede interna Extranet Internet Frequência de reuniões Relatórios e gráficos

40 Biblioteca Poderá conter: Softwares Periódicos Documentos legais Documentos de referência Documentos normativos Documentos com informações e dados referentes a organização Missão, objetivos, políticas, estratégias, estrutura organizacional etc Lições aprendidas Modelos, padrões, formulários, rotinas etc

41 Interações proporcionadas pelo EP Escritório de projetos Exemplos de dados, informações e conhecimentos em evolução entre a organização e os projetos Missão, objetivos, estratégias, políticas Processos e procedimentos organizacionais Metodologia de gerenciamento do projeto Modelos e procedimentos Normas, legislação etc Assessores internos e externos Documentação de projetos anteriores Sistema de informações gerenciais Ações corretivas e preventivas Lições aprendidas

42 Bibliografia básica VALERIANO, Dalton. Moderno gerenciamento de projetos. 1 ed. São Paulo: Prentice Hall, 2005

Gerência do Escopo. Gestão de Projetos

Gerência do Escopo. Gestão de Projetos Gerência do Escopo Gestão de Projetos Estrutura da Gerência de Projetos PMBOK Estrutura Básica Estrutura da Gerência Integração (Coordenação) Custo (Orçamento) Comunicação (Informações) Escopo (Requisitos)

Leia mais

ISO/IEC Processo de ciclo de vida

ISO/IEC Processo de ciclo de vida ISO/IEC 12207 Processo de ciclo de vida O que é...? ISO/IEC 12207 (introdução) - O que é ISO/IEC 12207? - Qual a finalidade da ISO/IEC 12207? Diferença entre ISO/IEC 12207 e CMMI 2 Emendas ISO/IEC 12207

Leia mais

09/05 Execução, controle e encerramento

09/05 Execução, controle e encerramento 09/05 Execução, controle e encerramento 5 Gestão de Projetos Execução, controle e encerramento 6 Gestão de Projetos Como o gerente do projeto irá executar o projeto? Execução e controle Execução Realizar

Leia mais

Visão Geral de Engenharia de Software

Visão Geral de Engenharia de Software Visão Geral de Engenharia de Software Ricardo de Almeida Falbo Ontologias para Engenharia de Software Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Engenharia de Software: Definição

Leia mais

Administração de Projetos

Administração de Projetos Administração de Projetos gerenciamento da integração Prof. Robson Almeida Antes, uma breve revisão Processos de Iniciação Iniciação Iniciação Escopo do Projeto Planejamento Iniciação Processos de Planejamento

Leia mais

Gerência de Projetos de TI

Gerência de Projetos de TI Gerência de de TI Experiência da COPEL SIMPROS 2001 Paulo Henrique Rathunde phr@copel.com Agenda Introdução Gerência de Definição dos Processos Implantação Reflexões 2/33 São Paulo, Brasil 17-20/09/2001

Leia mais

Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas

Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas Gestão de Projetos Industriais: Lições Aprendidas Seminário: Gestão e Competitividade na Indústria da Construção Copyright INDG - Instituto de Desenvolvimento Gerencial Belo Horizonte, 13 de abril de 2012

Leia mais

BATALHÃO DE IMPLANTAÇÃO SIGMA Software Grátis de Manutenção

BATALHÃO DE IMPLANTAÇÃO SIGMA Software Grátis de Manutenção BATALHÃO DE IMPLANTAÇÃO SIGMA Software Grátis de Manutenção Escopo Técnico Página 1 de 7 1. ETAPAS E ATIVIDADES PROPOSTAS Estabelecemos como período de 2 semanas, o prazo para execução de nossos trabalhos

Leia mais

Estrutura Organizacional para a Gestão de Projetos

Estrutura Organizacional para a Gestão de Projetos UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina FEJ Faculdade de Engenharia de Joinville Estrutura Organizacional para a Gestão de Projetos Régis Kovacs Scalice, Prof. DEPS Departamento de Engenharia de

Leia mais

Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento de Projetos MBA em EXCELÊNCIA EM GESTÃO DE PROJETOS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS Gerenciamento de s Planejamento e Gestão de s Prof. Msc. Maria C Lage Prof. Gerenciamento de Integração Agenda Gerenciamento da Integração

Leia mais

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento da Integração de Projetos Parte 03 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

DECRETO RIO Nº DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais,

DECRETO RIO Nº DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, DECRETO RIO Nº 43378 DE 30 DE JUNHO DE 2017 (PUBLICADO NO DO DE 03/07/2017) Dispõe sobre a estrutura organizacional da Empresa Pública de Saúde do Rio de Janeiro S.A. - RIOSAÚDE. O PREFEITO DA CIDADE DO

Leia mais

APQP. Advanced Product Quality Planning. Fundamentos do APQP. Objetivos do APQP 16/11/2008. Organização do Desenvolvimento de Produto

APQP. Advanced Product Quality Planning. Fundamentos do APQP. Objetivos do APQP 16/11/2008. Organização do Desenvolvimento de Produto APQP Advanced Product Quality Planning (Planejamento Avançado da Qualidade do Produto) Fundamentos do APQP Organização do Desenvolvimento de Produto Comunicação Interativa Treinamento Objetivos do APQP

Leia mais

AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS

AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AULA 2 GERENCIAMENTO DE PROJETOS Gestão de Projetos O que é um Projeto? O que é Gerência de Projeto? O que é um Projeto? Um empreendimento único e não-repetitivo, de duração determinada, formalmente organizado

Leia mais

Gerenciamento de Incidente

Gerenciamento de Incidente Gerenciamento de Incidente Neste módulo, iremos apresentar o Processo de Gerenciamento de Incidente, mostrando como pode ser tratado as requisições dos usuários Durante este módulo iremos: Apresentar o

Leia mais

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima

Gerência de Projetos e Qualidade de Software. Prof. Walter Gima Gerência de Projetos e Qualidade de Software Prof. Walter Gima 1 OBJETIVOS O que é Qualidade Entender o ciclo PDCA Apresentar técnicas para garantir a qualidade de software Apresentar ferramentas para

Leia mais

Gestão de Projetos. Alberto Felipe Friderichs Barros

Gestão de Projetos. Alberto Felipe Friderichs Barros Gestão de Projetos Alberto Felipe Friderichs Barros O enxugamento dos quadros de pessoal e o aumento da necessidade de especialização técnica têm levado muitas empresas a recrutar no mercado profissionais

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO: ISO 14001:2004 X ISO 14001:2015

QUADRO COMPARATIVO: ISO 14001:2004 X ISO 14001:2015 QUADRO COMPARATIVO: ISO 14001:2004 X ISO 14001:2015 ISO 14001:2004 ISO 14001:2015 Introdução Introdução 1.Escopo 1.Escopo 2.Referências normativas 2.Refências normativas 3.Termos e definições 3.Termos

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEPUERJ CENTRO DE PRODUÇÃO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MISSÃO DA UNIDADE: Fomentar a atividade acadêmica, promover o intercâmbio da Universidade com órgãos públicos, empresas privadas e

Leia mais

Gerenciamento de integração de projeto

Gerenciamento de integração de projeto Gerenciamento de integração de Sergio Scheer / DCC / UFPR TC045 Gerenciamento de Projetos Interação dos processos de gerenciamento de s Interação dos processos de gerenciamento de s Mapeamento grupos de

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Guia PMBOK

GESTÃO DE PROJETOS. Guia PMBOK Guia PMBOK - O guia PMBOK nada mais é que um conjunto de práticas na gestão de projetos organizado pelo instituto PMI e é considerado a base do conhecimento sobre gestão de projetos por profissionais da

Leia mais

Gerencial Industrial ISO 9000

Gerencial Industrial ISO 9000 Gerencial Industrial ISO 9000 Objetivo: TER UMA VISÃO GERAL DO UM SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE: PADRÃO ISO 9000 Qualidade de Processo Qualidade do produto não se atinge de forma espontânea. A qualidade

Leia mais

Auditoria de controles organizacionais. Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana

Auditoria de controles organizacionais. Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana Auditoria de controles organizacionais Prof. Dr. Joshua Onome Imoniana Definição de controles organizacionais Os controles organizacionais e operacionais são os controles administrativos instalados nos

Leia mais

Riscos ambientais empresariais. 4.1 Programa de prevenção de acidentes (PPRA)

Riscos ambientais empresariais. 4.1 Programa de prevenção de acidentes (PPRA) Capítulo 4 Riscos ambientais empresariais Segundo o artigo 9.1.5 da Portaria n 25, de 29.12.94, do Secretário de Segurança e Saúde no Trabalho, considera-se riscos ambientais os agentes físicos, químicos

Leia mais

Gestão do tempo. Preparo do cronograma. Controle do cronograma

Gestão do tempo. Preparo do cronograma. Controle do cronograma Gestão do tempo Preparo do cronograma Controle do cronograma Definições das atividades São as atividades que demandam tempo para serem realizadas: Componentes Entradas Recursos e atividades Saídas Elementos

Leia mais

Ciclo de vida do projeto x do

Ciclo de vida do projeto x do Gestão de Projeto Material Preparado pelo Prof. William Chaves de Souza Carvalho Ciclo de vida do projeto x do produto Ciclo de vida do produto Plano de Negócio Projeto Operações Retirada Ciclo de vida

Leia mais

Padrão Gerencial. Gestão de Mudança

Padrão Gerencial. Gestão de Mudança 1 OBJETIVO Definir o processo de gestão das mudanças relevantes para organização. 2 DISPOSIÇÕES GERAIS 2.1 Este padrão aplica-se a todas as Gerências e Unidades do SESI DR-BA; 2.2 Documentação de referência:

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA SOLUÇÃO DA MICROSOFT EPM

IMPLANTAÇÃO DA SOLUÇÃO DA MICROSOFT EPM IMPLANTAÇÃO DA SOLUÇÃO DA MICROSOFT EPM Marcia Carvalho de Almeida, André Lucio de Oliveira Leonardo Soares Vianna Rodrigo de Paula Cordeiro RESUMO Este artigo tem por objetivo apresentar um problema na

Leia mais

TÉCNICAS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE. UNIDADE I - Planejamento, programação e controle

TÉCNICAS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE. UNIDADE I - Planejamento, programação e controle TÉCNICAS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE UNIDADE I - Planejamento, programação e controle 1.13. Planejando o projeto O planejamento precede as outras funções clássicas de gerência, como organização, alocação

Leia mais

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR Fonte: http://www.softex.br/mpsbr/_home/default.asp Apostilas disponíveis no site 1 NORMAS: NBR ISO NBR ISO/IEC CMM SPICE Continuação... 2 NORMAS VISÃO GERAL NBR

Leia mais

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 Engenharia de Software 2o. Semestre

Leia mais

Gerenciamento do Tempo. Igor Muzetti Pereira

Gerenciamento do Tempo. Igor Muzetti Pereira Gerenciamento do Tempo Igor Muzetti Pereira igormuzetti@decsi.ufop.br Introdução Inclui os processos necessários para gerenciar o término pontual do projeto. O modelo do cronograma é uma representação

Leia mais

ABNT NBR ISO/IEC NÃO CONFORMIDADES MAIS FREQUENTES

ABNT NBR ISO/IEC NÃO CONFORMIDADES MAIS FREQUENTES ABNT NBR ISO/IEC 17025 NÃO CONFORMIDADES MAIS FREQUENTES Item 4.1 Organização Legalidade do laboratório Trabalhos realizados em instalações permanentes Atendimento aos requisitos da Norma, necessidades

Leia mais

Treinamento e-learning. Interpretação e implantação da ISO 9001:2015

Treinamento e-learning. Interpretação e implantação da ISO 9001:2015 Treinamento e-learning Interpretação e implantação da ISO 9001:2015 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa da

Leia mais

9- Preparação e respostas à emergências

9- Preparação e respostas à emergências Módulo 3 Etapas para implantação de um sistema de gestão integrado: planos de emergência, implantação dos processos comuns a todas as normas, documentação, vantagens, dificuldades, decisão e exercícios

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001308 - TECNOLOGIA EM LOGISTICA Nivel: Superior Area Profissional: GESTAO DA ADMINISTRACAO Area de Atuacao: LOGISTICA/GESTAO Planejar,

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes. Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Gestão de Segurança da Informação Prof. João Henrique Kleinschmidt Como a SI pode ser obtida? Implementando CONTROLES, para garantir que os objetivos de segurança

Leia mais

Etapa 6 - Elaboração da documentação da qualidade

Etapa 6 - Elaboração da documentação da qualidade Módulo 3 Etapa 6 Elaboração dos documentos do sistema de gestão da qualidade, Etapa 7 Implementação dos requisitos planejados, Etapa 8 Palestras de sensibilização em relação à gestão da qualidade e outros

Leia mais

Gerência de Projetos de Software. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC.

Gerência de Projetos de Software. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC. Prof. Dr. João Dovicchi INE / CTC / UFSC dovicchi@inf.ufsc.br http://www.inf.ufsc.br/~dovicchi Programa Projetos e Metodologias Tipos e abordagens Organização Estimativas de Esforço e Gerência de Riscos

Leia mais

Apresentação de Case: Escritório de Gerenciamento de Projetos. Fernanda Freaza, Gestora do EGP

Apresentação de Case: Escritório de Gerenciamento de Projetos. Fernanda Freaza, Gestora do EGP Apresentação de Case: Escritório de Gerenciamento de Projetos Fernanda Freaza, Gestora do EGP Porto Alegre, RS 14 de Abril de 2016 Agenda 1 2 3 4 5 6 7 8 Por que implantar um EGP? Contexto da implantação

Leia mais

Política de. Gestão Estratégica

Política de. Gestão Estratégica Política de Gestão Estratégica Fone 55 41 3316 3000 Site www.tecpar.br e-mail tecpar@tecpar.br Pág. 1/9 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS...4 CAPÍTULO II - DOS PRINCÍPIOS...4 CAPÍTULO III

Leia mais

1/28. Roteiro Introdução NBR ISO NBR ISO Recomendações Conclusões Bibliografia 2/28

1/28. Roteiro Introdução NBR ISO NBR ISO Recomendações Conclusões Bibliografia 2/28 Normas - :1997 - :2000 Gestão da Qualidade Adriana Alexandre Marcotti 1/28 1-2- :1997 2.1- Definições 2.2- Descrição 2.3- Estrutura de um Plano de Qualidade 3- :2000 3.1- Definições 3.2- Descrição 3.3-4-

Leia mais

40h. Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP. Gerenciamento de Projetos - Avançado

40h. Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP. Gerenciamento de Projetos - Avançado Domine as melhores práticas de gestão de projetos do Guia PMBOK e dê um passo rumo à Certificação PMP Neste curso você aprimora suas técnicas de gestão de projetos ao mesmo tempo em que forma a base de

Leia mais

Simulado "1.Introdução"

Simulado 1.Introdução Pá gina 1 de 7 Simulado "1.Introdução" Simulado do PMI por Antônio Augusto 17 de March de 2012 Pá gina 2 de 7 Disciplinas e temas deste simulado 01 - Introdução ao gerenciamento de projetos (3 questões)

Leia mais

ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR

ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR ANEXO 1 REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ADMINISTRADOR ESCOLARIDADE: Curso de Graduação completo em Administração. HABILITAÇÃO PROFISSIONAL: Decreto nº 61.934 - de 22 de dezembro de 1967 dispõe sobre

Leia mais

PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO

PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO PLANEJAMENTO E ORGANIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO Manutenção Antigamente: Visão da empresa: Mal necessário Função: consertar eventuais defeitos Funcionários: Pouco qualificados Restritos apenas ao conserto das

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS (60 h)

GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS (60 h) GERENCIAMENTO DE PROJETOS E OBRAS (60 h) AULA 01 - APRESENTAÇÃO Faculdade Independente do Nordeste - FAINOR Colegiado de Arquitetura e Urbanismo Prof. Philipe do Prado Santos APRESENTAÇÃO Philipe do Prado

Leia mais

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 14º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 14º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 14º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos CENÁRIO Pesquisa realizada durante o 14 Seminário Nacional de Gestão

Leia mais

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva

Não Conformidade, Ação Corretiva e Ação Preventiva 1. HISTÓRICO DE REVISÕES Revisão: 02 Página 1 de 6 DATA REVISÃO RESUMO DE ALTERAÇÕES 20/08/2013 00 Emissão inicial 21/08/2014 01 03/12/2015 02 Definição mais clara da sistemática de tratativa de cargas

Leia mais

Apresentação da Disciplina. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Apresentação do Professor. Apresentação da Disciplina (Continuação)

Apresentação da Disciplina. Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR. Apresentação do Professor. Apresentação da Disciplina (Continuação) Apresentação da Disciplina Componente Curricular: Planejamento e Controle de Projetos Carga horária: 80 horas Competências: Planejamento e Controle de Projetos 5 TADS FSR Prof. Esp. André Luís Belini Identificar

Leia mais

Sem fronteiras para o conhecimento. MS Project para Gerenciamento de Projetos

Sem fronteiras para o conhecimento. MS Project para Gerenciamento de Projetos 1 Sem fronteiras para o conhecimento MS Project para Gerenciamento de Projetos 2 MS Project para Gerenciamento de Projetos Em projetos, planejamento e gerenciamento são as palavras chaves para o sucesso.

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS Unidade 3 Gerenciamento de Escopo. Luiz Leão

GESTÃO DE PROJETOS Unidade 3 Gerenciamento de Escopo. Luiz Leão Unidade 3 Gerenciamento de Escopo Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático Definição de escopo e gerenciamento de escopo Coleta de Requisitos Declaração de Escopo Restrições

Leia mais

RAD Desenvolvimento de Sistemas de Informação

RAD Desenvolvimento de Sistemas de Informação RAD1604 - Desenvolvimento de Sistemas de Informação Prof. Ildeberto A. Rodello rodello@fearp.usp.br Profa. Silvia Dallavalle de Pádua dallavalle.silvia@gmail.com 1 Bibliografia p LAUDON, K. C; LAUDON,

Leia mais

Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos

Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos Tema Gestão da Integração de Projetos Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Administração Pública e Gerência de Cidades Modelos de Gestão e Gestão por Projetos Gestão da Integração de Projetos

Leia mais

ORGANIZAÇÃO SISTEMAS 1. ORGANIZAÇÃO SISTEMAS E MÉTODOS

ORGANIZAÇÃO SISTEMAS 1. ORGANIZAÇÃO SISTEMAS E MÉTODOS 1. ORGANIZAÇÃO SISTEMAS E MÉTODOS ORGANIZAÇÃO As atividades de formar agrupamentos humanos, distribuir trabalho entre seus membros e equacionar a utilização dos recursos, visando o atendimento de suas

Leia mais

Agenda. Componentes genéricos de uma fábrica de. Implantar ou melhorar uma fábrica, é um. Outras novidades que merecem atenção

Agenda. Componentes genéricos de uma fábrica de. Implantar ou melhorar uma fábrica, é um. Outras novidades que merecem atenção AFINAL O QUE É UMA FÁBRICA DE SOFTWARE Aguinaldo Aragon Fernandes Agenda O conceito da fábrica de software A fábrica de software é um negócio Escopos de fábricas de software Requisitos para uma fábrica

Leia mais

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia

Componentes de SIs. Pessoas Organiz. Tecnologia Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 03 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Projeto e Planejamento da Indústria Química

Projeto e Planejamento da Indústria Química Indústria Química Prof. Marcus V. Americano da Costa F o Departamento de Engenharia Química Universidade Federal da Bahia Salvador-BA, 16 de maio de 2017. Sumário Sumário Projeto Um projeto é definido

Leia mais

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS

PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS PESQUISA REALIZADA COM OS PARTICIPANTES DO 15º SEMINÁRIO NACIONAL DE GESTÃO DE PROJETOS APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos CENÁRIO Pesquisa realizada durante o 15 Seminário Nacional de Gestão

Leia mais

Tema 01 Conceitos sobre gerenciamento de tempo e projeto

Tema 01 Conceitos sobre gerenciamento de tempo e projeto Tema 01 Conceitos sobre gerenciamento de tempo e projeto Objetivos da Aula Compreender a importância do tempo nos projetos. Revisar conceitos. Compreender o que deve ser considerado na elaboração de um

Leia mais

Gerenciamento Objetivo de Projetos com PSM

Gerenciamento Objetivo de Projetos com PSM Gerenciamento Objetivo de Projetos com PSM (Practical Software and Systems Measurement) Mauricio Aguiar Qualified PSM Instructor www.metricas.com.br Agenda Introdução ao PSM O Modelo de Informação do PSM

Leia mais

PROJETO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade II Concepção do Sistema. Luiz Leão

PROJETO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Unidade II Concepção do Sistema. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 1. Histórico e atividades da organização 2. Organograma 3. Contexto e escopo do sistema 4. Análise de viabilidade 5. Premissas

Leia mais

Início, identificar uma necessidade ou oportunidade, o problema e sua solução, e a estimativa inicial dos custos e prazos;

Início, identificar uma necessidade ou oportunidade, o problema e sua solução, e a estimativa inicial dos custos e prazos; O projeto Os projetos estão sempre vinculados às organizações, são de caráter transitório e seu objetivo é satisfazer ou exceder as expectativas dos mercados ou das partes interessadas (stakeholders).

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA REGIMENTO INTERNO DA FÁBRICA DE SOFTWARE DO INSTITUTO DE INFORMÁTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA

Leia mais

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANA DEPARTAMENTO DE CONSTRUC A O CIVIL GERENCIAMENTO DE PROJETOS SETOR DE TECNOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL GESTÃO DA INTEGRAÇÃO DE PROJETOS Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti Campos 2 Integração Processos necessários para assegurar

Leia mais

Engenharia de Software Gestão de Projeto

Engenharia de Software Gestão de Projeto Engenharia de Software Gestão de Projeto Prof. Ms.C. Paulino Wagner Palheta Viana Manaus, Abril 2018 1 O que é Planejar? É pensar no futuro antes de agir, com método, de forma contínua e sistemática, buscando

Leia mais

PLANO DE INFORMÁTICA

PLANO DE INFORMÁTICA PLANO DE INFORMÁTICA ITAPEVI 2019 1 PLANO DE INFORMÁTICA REGULAMENTO E SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DE COMUNICAÇÃO E/OU INFORMAÇÃO Independente da área de atuação de um bom profissional nos dias atuais a FAEESP

Leia mais

Gerenciamento da Integração. Igor Muzetti Pereira

Gerenciamento da Integração. Igor Muzetti Pereira Gerenciamento da Integração Igor Muzetti Pereira igormuzetti@decsi.ufop.br Introdução Incluir processos e atividades para identificar, definir combinar, unificar e coordenar os vários processos e atividades

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Esportes e Lazer. Leis nº 6.529/05 e nº 6.551/06, Decretos nº /06, nº /06 e nº 16.

- REGIMENTO INTERNO. Secretaria de Esportes e Lazer. Leis nº 6.529/05 e nº 6.551/06, Decretos nº /06, nº /06 e nº 16. - REGIMENTO INTERNO Secretaria de Esportes e Lazer Leis nº 6.529/05 e nº 6.551/06, Decretos nº 12.660/06, nº 12.979/06 e nº 16.385/15 I - Secretaria Executiva: - auxiliar e assessorar o Secretário Municipal

Leia mais

Políticas Corporativas

Políticas Corporativas 1 IDENTIFICAÇÃO Título: Restrições para Uso: POLÍTICA DE CONTROLES INTERNOS Acesso Controle Livre Reservado Confidencial Controlada Não Controlada Em Revisão 2 - RESPONSÁVEIS Etapa Área Responsável Cargo

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE INFORMÁTICA

PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE INFORMÁTICA PLANO DE DESENVOLVIMENTO DE INFORMÁTICA A proposta de um Plano para o desenvolvimento da informática da FAUUSP deverá compreender os três objetivos da USP: ensino, pesquisa e serviços à comunidade. GRUPO

Leia mais

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro

Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento. Kleber A. Ribeiro Projeto Físico e Lógico de Redes de Processamento Kleber A. Ribeiro Um pouco sobre o PMI PMI - Project Management Institute PMI Instituição internacional sem fins lucrativos criada em 1969 Desenvolve normas,

Leia mais

APOIO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE. Apresentação de proposta de cogestão em saúde.

APOIO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE. Apresentação de proposta de cogestão em saúde. APOIO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE Apresentação de proposta de cogestão em saúde A EMPRESA A BBMa é uma empresa que tem como objetivo implantar práticas de gestão, assegurando operacionalidade administrativa,

Leia mais

Gestão de Projetos e Portfólio PPM DC Quick Use Pack - DC-QUP

Gestão de Projetos e Portfólio PPM DC Quick Use Pack - DC-QUP Gestão de Projetos e Portfólio PPM DC Quick Use Pack - DC-QUP Agenda Alinhamento de conceitos Demonstrações Mão na massa Criação de um projeto no Project ONLINE Documentação do projeto e configuração do

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Ciência da Computação Robson Costa (robson.costa@ifsc.edu.br) Sumário 1) Introdução 2) Metodologias de Projeto de Rede 3) Identificação das Necessidades e Objetivos do Cliente 4)

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA INDIVIDUAL

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA INDIVIDUAL TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA INDIVIDUAL Consultoria para otimização de documentos, materiais e publicações da Comissão Nacional de População e Desenvolvimento (CNPD) Categoria: Sênior TERMOS DE

Leia mais

CCPM e PMBOK, uma visão integrada

CCPM e PMBOK, uma visão integrada 11 th International Conference of the TOC Practitioners Alliance - TOCPA www.tocpractice.com March 14-15, 2014 Sao Paulo, Brazil CCPM e PMBOK, uma visão integrada Paulo Roberto Chakour, Goldratt Associados

Leia mais

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS

PROFª MSc. HELOISA F. CAMPOS SETOR DE TECNOLOGIA 2 Integração à Processos necessários para assegurar que os diversos elementos do projetos sejam GESTÃO DA INTEGRAÇÃO DE PROJETOS adequadamente coordenados! Prof.ª: MSc.: Heloisa Fuganti

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 238 aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Controle

Leia mais

Introdução a Gerencia de Projetos

Introdução a Gerencia de Projetos MBA EM GERENCIA DE PROJETOS Introdução a Gerencia de Projetos Rogério Santos Gonçalves 1 Agenda 1. Introdução ao Curso de Gerencia de Projetos 2. Conceitos Básicos sobre Gerenciamento de Projetos. 1. O

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas

Segurança e Auditoria de Sistemas Segurança e Auditoria de Sistemas ABNT NBR ISO/IEC 27002 0. Introdução 1 Roteiro Definição Justificativa Fontes de Requisitos Análise/Avaliação de Riscos Seleção de Controles Ponto de Partida Fatores Críticos

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 01/201 7 CRESCER CONSULTORIAS

PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 01/201 7 CRESCER CONSULTORIAS ANEXO VI DAS ATRIBUIÇÕES GERAIS DOS CARGOS PERFIL DE COMPETÊNCIAS E DESEMPENHO CARGO ANALISTA / FUNÇÃO ANALISTA DE COOPERATIVISMO E MONITORAMENTO Missão do Cargo: Desenvolver atividades técnicas e prestar

Leia mais

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS)

DESCRITORES (TÍTULOS E TERMOS) SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE FAMÍLIA NBR ISO 9000 INDEXAÇÃO TEMÁTICA Abordagem de processo [VT: Princípios de Gestão da Qualidade] 0.2 / 2.4 0.2 / 4.3 0.2 Abordagem de sistemas de gestão da qualidade

Leia mais

Sem fronteiras para o conhecimento. Pacote Formação Especialista em Lean Manufacturing

Sem fronteiras para o conhecimento. Pacote Formação Especialista em Lean Manufacturing 1 Sem fronteiras para o conhecimento Pacote Formação Especialista em Lean Manufacturing 2 Seja um Especialista Lean Manufacturing O pacote de Formação de Especialista em Lean Manufacturing une a filosofia

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS O que é um projeto? PROJETO é o oposto de ROTINA Projeto é um empreendimento temporário conduzido para criar um produto ou serviço único. Projeto é um processo único, consistente

Leia mais

Ementa 12/11/2009. Gerencia de projetos

Ementa 12/11/2009. Gerencia de projetos Gerência de Projetos II Recursos Humanos Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com http://www.bolinhabolinha.com Gerencia de projetos Histórico e fundamentos Metodologias Gerenciamento da Integração

Leia mais

Gerenciamento por Categorias ao Alcance de Todos

Gerenciamento por Categorias ao Alcance de Todos Gerenciamento por Categorias ao Alcance de Todos Uma solução prática p/ a sua realidade Palestrantes: Margarida R. Valente (Johnson&Johnson) Paula M. Oliveira (Colgate Palmolive) Agradecimentos Comitê

Leia mais

E se sua Operação... Estruturasse e operacionalize melhor os processos? Fosse mais ágil e assertiva? Aumentasse a satisfação dos clientes?

E se sua Operação... Estruturasse e operacionalize melhor os processos? Fosse mais ágil e assertiva? Aumentasse a satisfação dos clientes? E se sua Operação... Fosse mais ágil e assertiva? Aumentasse a satisfação dos clientes? Tivesse a qualidade certificada? Estruturasse e operacionalize melhor os processos? Aumentasse a performance? Conheça

Leia mais

O planejamento estratégico da organização em termos de automação é o que chamamos de Plano Diretor de Informática(PDI).

O planejamento estratégico da organização em termos de automação é o que chamamos de Plano Diretor de Informática(PDI). PDI Plano Diretor de Informática O planejamento estratégico da organização em termos de automação é o que chamamos de Plano Diretor de Informática(PDI). O PDI proporciona à empresa ordens sobre o futuro

Leia mais

Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos

Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos Grupos de Processos de Gerenciamento de Projetos Vamos aprender um pouco mais sobre os grupos de processos dentro do Gerenciamento de Projetos. Basicamente são 5 grupos de processos, que são os estados

Leia mais

16h. Um curso de Gestão de Projetos dinâmico e multidisciplinar, para quem está iniciando na área. Gerenciamento de Projetos - Fundamentos

16h. Um curso de Gestão de Projetos dinâmico e multidisciplinar, para quem está iniciando na área. Gerenciamento de Projetos - Fundamentos Um curso de Gestão de Projetos dinâmico e multidisciplinar, para quem está iniciando na área. Aqui você aprende de forma totalmente prática como planejar, executar e controlar projetos de acordo com as

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA CAPÍTULO I DO OBJETO

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA CAPÍTULO I DO OBJETO REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º Os laboratórios de informática da Unidade Fátima da Univás estão assim constituídos: I - Laboratório de Informática I, de uso comum

Leia mais

E A GESTÃO DE PROJETOS?

E A GESTÃO DE PROJETOS? E A GESTÃO DE PROJETOS?......consiste na aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do Projeto a fim de atender aos seus requisitos. BENEFÍCIOS Aumenta a confiança e

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FÁBRICA DE SOFTWARE REGIONAL JATAÍ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

REGIMENTO INTERNO DA FÁBRICA DE SOFTWARE REGIONAL JATAÍ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIMENTO INTERNO DA FÁBRICA DE SOFTWARE REGIONAL JATAÍ UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS TÍTULO I DA NATUREZA E FINALIDADES Art. 1º O presente Regimento disciplina a organização e o funcionamento da Fábrica

Leia mais

Atividades Genéricas do Modelo. Projeto do Produto

Atividades Genéricas do Modelo. Projeto do Produto Atividades Genéricas do Modelo Projeto do Produto 1 Atividades Planejamento do Processo Projeto Informacional Projeto Conceitual Projeto Detalhado Preparação da Produção Lançamento do Produto Atividades

Leia mais