ANEXO I REGRAS CONCURSAIS DO PRÉMIO MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO DA CIDADE DE LISBOA

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I REGRAS CONCURSAIS DO PRÉMIO MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO DA CIDADE DE LISBOA"

Transcrição

1 ANEXO I REGRAS CONCURSAIS DO PRÉMIO MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO DA CIDADE DE LISBOA Nota Introdutória A progressiva implementação de boas práticas e o reconhecimento do impacto do voluntariado na sociedade portuguesa ao longo dos anos têm contribuído para promover a participação cívica dos munícipes, reforçando a coesão social; Em 2015, Lisboa foi eleita Capital Europeia do Voluntariado, o que constituiu um desafio incontornável para o qual se definiram os seguintes objetivos: Promover o voluntariado na cidade de Lisboa; Contribuir para a visibilidade e o reconhecimento do voluntariado a nível local, nacional e internacional; Promover sinergias sustentáveis para o voluntariado na cidade de Lisboa, assegurando o envolvimento das Juntas de Freguesia e das entidades que promovem o voluntariado; Dar continuidade à implementação das recomendações da A.P.E.V.; Contribuir para consolidar a visibilidade da competição Capital Europeia do Voluntariado; Foram definidos três eixos estratégicos: qualidade, visando o desenvolvimento da qualidade dos processos de voluntariado qualidade, reconhecimento, visando o desenvolvimento de uma cultura de reconhecimento social, individual e formal do voluntariado e enquadramento institucional, visando o melhoramento do ambiente político e jurídico para o exercício do voluntariado. Neste contexto, afigura-se fundamental o reconhecimento público desta mobilização para a participação cívica através do voluntariado, bem como do nível de exigência colocado às entidades promotoras de programas de voluntariado. Assim, o Prémio Municipal de Voluntariado pretende distinguir o melhor projeto/ação de voluntariado, concretizado em 2015, que contribua, designadamente, para a promoção do voluntariado na cidade de Lisboa.

2 1. Âmbito O Prémio Municipal de Voluntariado foi criado pela Câmara Municipal de Lisboa através da deliberação n.º 719/CM/2015, de /./2015, publicada no Boletim Municipal n.º, de /./ Finalidade O Prémio Municipal de Voluntariado visa distinguir o melhor projeto/ação de voluntariado, concretizado em 2015, que contribua, designadamente, para a promoção do voluntariado na cidade de Lisboa. 3. Prémio 3.1. À candidatura vencedora será atribuído um troféu alusivo ao voluntariado. 4. Princípios e garantias 4.1. A atribuição do Prémio Municipal de Voluntariado está assente em procedimento concursal que obedecerá aos princípios da liberdade de candidatura, de igualdade de condições e de oportunidades para todas as entidades Para respeito dos princípios referidos no número anterior, são garantidas: a) A neutralidade da composição do júri; b) A divulgação atempada dos critérios de avaliação e do sistema de classificação final. 5. Concurso 5.1. Lançamento do procedimento concursal O concurso é aberto por aviso publicado na página eletrónica da CML, contendo obrigatoriamente os elementos seguintes: a) O objecto do concurso com o prémio a atribuir; b) Requisitos de admissão; c) Modo e prazo para apresentação das candidaturas; d) Critérios de avaliação das propostas;

3 e) Modo de divulgação dos resultados; f) Composição do júri A promoção da publicação referida no número anterior é da responsabilidade do Pelouro dos Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa Condições de Candidatura São admitidas as candidaturas de todas as pessoas coletivas que promovam atividades de reconhecido interesse municipal no Município de Lisboa; A documentação a entregar com a candidatura é definida no respetivo aviso de abertura Local, prazo e modo de apresentação de candidaturas O prazo para apresentação de candidaturas decorre no período compreendido entre o dia 5 de dezembro de 2015 e o dia 31 de janeiro de 2016, inclusive As candidaturas, obrigatoriamente elaboradas nos moldes referidos no Aviso de abertura do procedimento concursal, deverão ser enviadas para o Departamento para os Direitos Sociais até às 24h00 horas do dia 31 de Janeiro para o seguinte Candidatura A candidatura ao Prémio Municipal de Voluntariado, deve, sob pena de exclusão, obedecer à temática prevista no Ponto 2 das presentes Regras Para além dos documentos exigidos no aviso de abertura do procedimento concursal, relativos às entidades concorrentes, a candidatura compreende, nomeadamente uma memória descritiva do projeto/ação que lhe está subjacente e da qual constam obrigatoriamente, sob pena de exclusão: a) Título/designação do projeto/ação; b) Descrição sucinta do projeto/ação, incluindo: I. Sumário executivo com a fundamentação do respetivo interesse; II. Objetivos gerais e específicos;

4 III. Incidência geográfica e territorial; IV. Cronograma de execução; V. Aspetos inovadores; VI. Resultados do projecto; VII. Número de voluntários; VIII. Número de beneficiários; IX. Impacto O projeto/ação deve encontrar-se executado até ao final de A descrição do projeto/ação não pode exceder as 5 (cinco) páginas A Composição do júri O júri é composto por: a) Um elemento indicado pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa ou pelo Vereador com o Pelouro dos Direitos Sociais; b) Um representante da Confederação Portuguesa do Voluntariado; c) Um voluntário inscrito no Banco de Voluntariado para a cidade de Lisboa, a designar Os elementos do júri estão impedidos de apresentar, direta ou indiretamente, candidaturas, estando igualmente impedidos de as apresentar as pessoas coletivas nas quais aqueles desempenhem quaisquer cargos sociais Funcionamento do Júri O júri reúne as vezes que entender necessárias, devendo em cada reunião estar presentes os três membros Na sua primeira reunião o júri elege uma ou um Presidente, a quem compete convocar e dirigir os trabalhos das reuniões O júri avaliará os projetos/ações subjacentes às candidaturas admitidas com base nos seguintes documentos orientadores:

5 Agenda Política Europeia para o Voluntariado. Lei n.º 71/98, de 3 de Novembro, que define as bases do enquadramento jurídico do voluntariado, regulamentada pelo Decreto-lei nº 389/99, de 30 de setembro. Programa de Governo da Cidade de Lisboa 2013/2017 Uma Cidade LISBOA para as Pessoas - CML. Plano de Acão do Pelouro dos Direitos Sociais Critérios de avaliação - Os projetos/ações candidatados são avaliados tendo em conta os referenciais e documentos orientadores acima citados, bem como com o alinhamento com os eixos da Capital Europeia do Voluntariado, cotados numa escala de 1 (um) a 20 (vinte): - Relevância/pertinência; - Inovação/criatividade; - Impacto; - Qualidade; - Reconhecimento; - Enquadramento institucional Ao Júri reserva-se o direito de atribuir o prémio ex-aequo ou de o não atribuir, se concluir pela inexistência de trabalhos que preencham os requisitos de qualidade ou de conformidade com os objetivos do Prémio As deliberações do júri são tomadas por maioria simples Das deliberações do júri não cabe reclamação ou recurso Das reuniões do júri é lavrada ata Secretariado Técnico O Júri é apoiado por um Secretariado Técnico, constituído por técnicas/os do Departamento para os Direitos Sociais da Câmara Municipal de Lisboa Cabe ao Secretariado Técnico apoiar o Júri na realização de todas as tarefas instrumentais para o seu funcionamento e tomada de decisão, quando solicitadas.

6 5.8. Atribuição e divulgação do Prémio Municipal de Voluntariado O anúncio da candidatura vencedora será feito nos termos previstos no aviso de abertura A cerimónia pública de entrega do Prémio Municipal de Voluntariado e a apresentação do projeto/ação serão realizadas em data e local a anunciar.

Enquadramento e critérios de Candidatura

Enquadramento e critérios de Candidatura Enquadramento e critérios de Candidatura A cidadania ativa constitui um elemento chave do reforço da coesão social. O Conselho da União Europeia instituiu o ano de 2011, como Ano Europeu do Voluntariado

Leia mais

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO -

II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - II Edição 2014/2015 - REGULAMENTO - Iniciativa de: Com o apoio de: 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária

Leia mais

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária

PROGRAMA ESCOLA + Voluntária PROGRAMA ESCOLA + Voluntária 1. Apresentação O voluntariado é considerado como uma atividade inerente ao exercício de cidadania que se traduz numa relação solidária para com o próximo, participando de

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE

REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE Os Amigos do Cáster em parceria com a Câmara Municipal de Ovar criam o PRÉMIO PRESTÍGIO DE SUSTENTABILIDADE, inserido no âmbito do Programa Integrado de

Leia mais

COMISSÃO EXECUTIVA. c) Um docente por cada Unidade Orgânica, nomeado pelo Presidente do IPC,

COMISSÃO EXECUTIVA. c) Um docente por cada Unidade Orgânica, nomeado pelo Presidente do IPC, REGULAMENTO INTERNO DO CONSELHO DE VOLUNTARIADO SOCIAL DO IPC E DA COMISSÃO EXECUTIVA Artigo 1º (Âmbito) De acordo com o estabelecido no ponto 5 do Artigo 4º do Regulamento de Enquadramento da Rede do

Leia mais

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE

PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE PRÉMIO DE BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Edição de 2015 1 Introdução A edição do ano de 2015 do Prémio de Boas Práticas em Saúde (PBPS), pretende, como sempre, acompanhar

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE. Artigo 1.º. Objecto

REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE. Artigo 1.º. Objecto REGULAMENTO DO CONCURSO MISSÃO SORRISO DIRECÇÃO-GERAL DA SAÚDE/CONTINENTE Artigo 1.º Objecto A Direcção-Geral da Saúde e a Modelo Continente Hipermercados S.A (adiante Continente ), conferem anualmente,

Leia mais

Regulamento do Concurso de Ideias

Regulamento do Concurso de Ideias Regulamento do Concurso de Ideias 1. Apresentação O Concurso de Ideias e a Conferência Internacional sobre Prevenção e Controlo do Tabagismo, que vai ter lugar em Lisboa, de 14 a 15 de novembro de 2013,

Leia mais

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO

Bolsa de Inovação da Secção Regional de Lisboa DA ORDEM DOS FARMACÊUTICOS REGRAS DE ATRIBUIÇÃO A Direcção da Secção Regional de Lisboa da Ordem dos Farmacêuticos, reunida em sessão de 18 de Julho de 2012, deliberou instituir uma Bolsa, destinada a apoiar projectos de investigação e projectos profissionais

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS:

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS: REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2015 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC (call e contact center, help

Leia mais

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS:

REGULAMENTO GERAL ORGANIZAÇÃO: PARCEIROS: REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2015 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine. O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC (call e contact center, help

Leia mais

Regulamento. Conselho Municipal de Desporto

Regulamento. Conselho Municipal de Desporto Regulamento Conselho Municipal de Desporto 30.abril.2015 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM CONSELHO MUNICIPAL DE DESPORTO Preâmbulo Considerando que as autarquias, pela sua proximidade com a população, são

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

Regulamento. ARTIGO 1 (Objecto) O NUTRITION AWARDS, tem os seguintes objectivos:

Regulamento. ARTIGO 1 (Objecto) O NUTRITION AWARDS, tem os seguintes objectivos: Regulamento A Associação Portuguesa dos Nutricionistas e o Grupo GCI Gestores de Comunicação Integrada, com o apoio institucional do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, em parceria com a Direcção-Geral

Leia mais

I Prémio Jovens Talentos. Regulamento

I Prémio Jovens Talentos. Regulamento 1 I Prémio Jovens Talentos Regulamento 1. Introdução O presente concurso tem como objectivo estimular o aparecimento e divulgação de novos talentos, no domínio cultural e artístico, dos jovens Bracarenses

Leia mais

Concurso Todos Contam

Concurso Todos Contam PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Concurso Todos Contam Regulamento do Concurso O Concurso Todos Contam é uma iniciativa promovida pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros, entidade composta

Leia mais

Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central

Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central Comissão Social Inter Freguesias da Zona Central Regulamento Interno Preâmbulo O Regulamento Interno estabelece a constituição, organização e funcionamento da Comissão Social Inter Freguesia da Zona Central,

Leia mais

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up!

Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Hurry Up! Regulamento da 4ª Edição do Concurso de Ideias de Empreendedorismo Social Preâmbulo O presente concurso é uma iniciativa da Freguesia de Paranhos,

Leia mais

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento

5ª Edição do Prémio SIC Esperança Escola Solar Regulamento A SIC Esperança promove anualmente a entrega de um prémio a um projeto inovador ainda não implementado, que tenha como objetivo a melhoria da qualidade de vida, em particular de pessoas socialmente desfavorecidas.

Leia mais

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT:

REGULAMENTO. Objetivos Estratégicos do Concurso SITESTAR.PT: REGULAMENTO O Concurso SITESTAR.PT desafia os jovens portugueses, empreendedores e criativos a desenvolver websites e blogs originais com conteúdos em português e sob o domínio.pt. Os espaços digitais

Leia mais

I. OBJETIVO CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA

I. OBJETIVO CONDIÇÕES DE APRESENTAÇÃO DA CANDIDATURA O Programa Operacional Capital Humano (POCH), no âmbito do quadro da programação Portugal 2020, leva a cabo o concurso Dá-me um Rosto, que visa a conceção do logotipo do Programa, convidando os alunos

Leia mais

melhoria e inovação da contratação colectiva; dignificação e melhoria das condições de trabalho.

melhoria e inovação da contratação colectiva; dignificação e melhoria das condições de trabalho. REGULAMENTO O Prémio Manuel Lopes foi instituído 1 pelo Ministério do Trabalho e da Solidariedade no sentido de homenagear Manuel Lopes considerando a sua dedicação à implementação da contratação colectiva

Leia mais

2015/2016 INTRODUÇÃO

2015/2016 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A concepção de um Prémio Distrital da Qualidade surgiu na sequência da experiência e resultados alcançados com o Programa de Modernização Administrativa das Autarquias de Setúbal (PROMAAS),

Leia mais

Bolsas ES Jovem / Optimus Alive. FAQ s

Bolsas ES Jovem / Optimus Alive. FAQ s Bolsas ES Jovem / Optimus Alive FAQ s I FINALIDADE DO PROGRAMA ES JOVEM 1. Qual é a finalidade do programa ES Jovem? Este programa tem como finalidade dar a conhecer o setor da economia social aos jovens,

Leia mais

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007

Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Saúde Aviso de Abertura de Concurso para Apresentação de Candidaturas S/1/2007 Nos termos do Regulamento Específico Saúde

Leia mais

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE

PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE PRÉMIO BOAS PRÁTICAS EM SAÚDE REGULAMENTO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS Edição de 2013 1 Introdução: PBPS 2013 A edição do ano de 2013 do Prémio de Boas Práticas em Saúde- Qualidade e Inovação (PBPS)

Leia mais

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro

NORMAS DE PARTICIPAÇÃO. Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro NORMAS DE PARTICIPAÇÃO Concurso de Fotografia Castanheira de Pera Pelo Olhar do Futuro I PARTE APRESENTAÇÃO Artigo 1. o Organização No âmbito das comemorações do centenário da elevação de Castanheira de

Leia mais

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014

Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio. Órgão Executivo, Em de 2014 Regulamento Concurso de Criação do Logótipo para o Orçamento Participativo Jovem da Freguesia De S. Teotónio Órgão Executivo, Em de 2014 Órgão Deliberativo, Em de 2014 REGULAMENTO DO CONCURSO Artigo 1.º

Leia mais

TROFÉU CALL CENTER 2014

TROFÉU CALL CENTER 2014 TROFÉU CALL CENTER 2014 REGULAMENTO GERAL O Troféu Call Center 2014 é uma iniciativa da IFE e da Call Center Magazine Online. O objetivo é galardoar anualmente os Serviços de Atendimento ao Cliente - SAC

Leia mais

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234)

Escola Secundária com 3º Ciclo da Baixa da Banheira (403234) CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento define as regras a observar no procedimento

Leia mais

PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA

PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA PROJETO DE REGULAMENTO DO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NOTA JUSTIFICATIVA Em conformidade com os poderes regulamentares que lhes são atribuídos pelo artigo 241.º, da Lei Constitucional, devem os municípios

Leia mais

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Regulamento Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Considerando que: A. A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por fins gerais a promoção, o desenvolvimento

Leia mais

2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO

2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO organização SECRETARIADO 2 XII CONGRESSO NACIONAL DE PSICO-ONCOLOGIA 6 A 9 DE OUTUBRO DE 2015 #INTRODUÇÃO A apresentação de trabalhos científicos no XII Congresso Nacional de Psico-Oncologia visa propor

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário IV Protecção e Valorização Ambiental ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO AMBIENTAL GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS ÁGUAS INTERIORES Aviso nº : CENTRO-VQA-2009-14-PIN-07

Leia mais

EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS

EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS EDITAL DE COMPOSIÇÃO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICIPAL DE PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS A Secretaria Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente convida os Órgãos Públicos

Leia mais

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Órgãos de Gestão

EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA. Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência Técnica aos Órgãos de Gestão EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no EIXO PRIORITÁRIO VI ASSISTÊNCIA TÉCNICA Convite Público à Apresentação de Candidatura no Domínio da Assistência

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA DIRETOR(A) DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS ANTÓNIO SÉRGIO Artigo 1º Princípio da legalidade regulamentar Ao abrigo e no cumprimento do disposto no nº 3 do art.º 24º e a alínea

Leia mais

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único]

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] PREÂMBULO O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade

Leia mais

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00

Concurso Natal Empreendedor 2013 NATAL EMPREENDEDOR 2013. Concurso. Ideias & Empreendedorismo. Prémio Avaliado em 5 000,00 NATAL EMPREENDEDOR 2013 Concurso Ideias & Empreendedorismo Prémio Avaliado em 5 000,00 REGULAMENTO Artigo 1º Enquadramento O presente concurso é promovido pelo Correio de Azeméis, AzFm e Numeroscópio,

Leia mais

PRÉMIO AFESP SINAIS VITAIS Boas Práticas de Sinalização em Segurança Rodoviária

PRÉMIO AFESP SINAIS VITAIS Boas Práticas de Sinalização em Segurança Rodoviária PRÉMIO AFESP SINAIS VITAIS Boas Práticas de Sinalização em Segurança Rodoviária 2ª Edição REGULAMENTO 1. Organização: A AFESP - Associação Portuguesa de Sinalização e Segurança Rodoviária, com sede na

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO INTERNO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO INTERNO Preâmbulo A Rede Social assenta numa estratégia participada de planeamento, que procura racionalizar e conferir maior eficácia, quer à intervenção dos agentes na aplicação das medidas,

Leia mais

CAPÍTULO VII (Disposições Finais e Transitórias)

CAPÍTULO VII (Disposições Finais e Transitórias) Artigo 18º (Comissão Eleitoral) 1. O procedimento eleitoral será conduzido por uma comissão eleitoral constituída por dois vogais, designados pelo Conselho Científico de entre os seus membros, e presidida

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Ciências Sociais e Humanas REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS Artigo 1º Natureza O presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Desporto e

Leia mais

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade do Porto tem vindo a desenvolver esforços para fomentar o empreendedorismo, criando para tal estruturas

Leia mais

REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DESPORTO PREÂMBULO

REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DESPORTO PREÂMBULO REGULAMENTO, CONSTITUIÇÃO E CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DESPORTO PREÂMBULO As Autarquias desempenham um papel fundamental no desenvolvimento desportivo e no incremento da prática desportiva, devido

Leia mais

Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil

Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil Regulamento do GREEN PROJECT AWARDS Brasil A GCI em parceria com o Instituto Nacional de Tecnologia (INT) institui um Prêmio de reconhecimento de boas práticas em projetos que promovam o desenvolvimento

Leia mais

Energia 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO. Aviso - ALG-48-2011-01. Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano

Energia 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO. Aviso - ALG-48-2011-01. Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano 2ª ALTERAÇÃO AO AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO Eixo Prioritário 3 Valorização Territorial e Desenvolvimento Urbano Energia Aviso - ALG-48-2011-01 Página 1 de 2 A Autoridade de Gestão do POAlgarve 21, comunica

Leia mais

Concurso de Ideias Empreende +

Concurso de Ideias Empreende + Concurso de Ideias Empreende + REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), a seguir denominada Organização, promove o «Concurso de Ideias

Leia mais

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore

CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore CONCURSO PARA CONCEPÇÃO DA IDENTIDADE GRÁFICA DA MARCA Silvares Terra da Música e do Folclore A Junta de Freguesia de Silvares em parceria com a Comissão Representativa do Movimento Associativo da Freguesia

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA

CONCURSO DE FOTOGRAFIA CONCURSO DE FOTOGRAFIA ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE PARA TODOS REGULAMENTO Artigo 1º OBJECTIVO O presente concurso tem como objectivo sensibilizar os alunos do Ensino Básico e a comunidade em geral, para

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO. Eu Conto ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DA HORTA CLUBE DE JORNALISMO REGULAMENTO DO CONCURSO LITERÁRIO Eu Conto Horta Outubro/2009 SECÇÃO I INTRODUÇÃO 1.º O Clube de Jornalismo, em colaboração com o Departamento de Língua

Leia mais

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede

INSTITUCIONAL. Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO. Operações no Domínio da Administração em Rede Eixo Prioritário 5 GOVERNAÇÃO E CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL Operações no Domínio da Administração em Rede Aviso para apresentação de candidaturas - Eixo Prioritário V Governação e Capacitação Institucional

Leia mais

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento

Área Metropolitana do. Porto 2007-2013. Programa Territorial de Desenvolvimento Área Metropolitana do Porto 2007-2013 Programa Territorial de Desenvolvimento Modernização do Governo Electrónico e melhoria da relação das empresas e dos cidadãos com a Administração Desconcentrada e

Leia mais

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013.

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013. Preâmbulo. O startweb é um programa de caça talentos na Madeira nas áreas da programação, design, informática, gestão, mas também destinado a todos os empreendedores que ambicionam novos desafios. CAPÍTULO

Leia mais

Programa Local de Responsabilidade Social de Ferreira do Alentejo

Programa Local de Responsabilidade Social de Ferreira do Alentejo Regulamento do Programa Local de Responsabilidade Social de Preâmbulo O projeto Ferreira Solidária, financiado pelo Programa dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social, prevê, no eixo 1, a implementação

Leia mais

Licenciatura em Biologia

Licenciatura em Biologia Licenciatura em Biologia Regulamento de Estágio Profissionalizante Para dar cumprimento ao estipulado no Despacho n.º 22 420/2001 da Reitoria da Universidade de Aveiro, publicado no Diário da República

Leia mais

REGULAMENTO. Ideias de Pedra. Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural

REGULAMENTO. Ideias de Pedra. Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural REGULAMENTO Ideias de Pedra Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural 1. Âmbito O presente regulamento estabelece um conjunto de normas para a realização do Concurso

Leia mais

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM CAPÍTULO I Âmbito de aplicação Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia Regulamento de 3º Ciclo de Estudos Conducentes à Obtenção do Grau de Doutor em Gestão Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira Interior,

Leia mais

Anexo à deliberação do conselho geral de 10 de maio de 2014 Normas do recrutamento, seleção e contratação dos formadores

Anexo à deliberação do conselho geral de 10 de maio de 2014 Normas do recrutamento, seleção e contratação dos formadores Anexo à deliberação do conselho geral de 10 de maio de 2014 Normas do recrutamento, seleção e contratação dos formadores Artigo 1.º Objeto e âmbito 1 O presente regulamento estabelece o regime de recrutamento,

Leia mais

Legislação. Resumo: Cria o Programa Empreende Já - Rede de Perceção e Gestão de Negócios e revoga a Portaria n.º 427/2012, de 31 de dezembro..

Legislação. Resumo: Cria o Programa Empreende Já - Rede de Perceção e Gestão de Negócios e revoga a Portaria n.º 427/2012, de 31 de dezembro.. Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Portaria n.º 308/2015, de 25 de setembro Estado: vigente Resumo:

Leia mais

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor:

---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: - Conselho Municipal de Educação de Vila Real - Proposta de Regulamento ---------- 23. - Presente à reunião proposta do Vereador José Maria Magalhães do seguinte teor: A Lei de Bases do Sistema Educativo

Leia mais

REGULAMENTO. Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel

REGULAMENTO. Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel REGULAMENTO Concurso de Ideias para Logotipo da Biblioteca Escolar da Escola Básica do 1º Ciclo de Ferrel Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia Artº1 Objeto 1. O Agrupamento de Escolas é a entidade

Leia mais

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo

REGULAMENTO BOLSA DE IDEIAS. Preâmbulo REGULAMENTO Preâmbulo A Bolsa de Ideias CAIE (BI) é uma iniciativa desenvolvida pelo Projecto CAIE Centro de Apoio à Inovação e ao Empreendedorismo, financiado pela Iniciativa Comunitária EQUAL. Esta iniciativa

Leia mais

Concurso de Ideias de Negócio

Concurso de Ideias de Negócio Concurso de Ideias de Negócio Preâmbulo O Concurso de Ideias é uma iniciativa desenvolvida através do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) de Estarreja 7 Desafios em Rede, promovido pela DESTAC

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS E AMIGOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA RIO DE MOURO ESTATUTOS

ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS E AMIGOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA RIO DE MOURO ESTATUTOS ASSOCIAÇÃO DOS ANTIGOS ALUNOS E AMIGOS DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA RIO DE MOURO ESTATUTOS ARTIGO 1º (Constituição) A Associação dos Antigos Alunos e Amigos da Escola Secundária de Leal da Câmara,

Leia mais

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020.

ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade 2011-2020. CONCURSO 1 ESCOLAR REGULAMENTO 2011/2012 Como melhorar a qualidade ambiental da minha escola? TEMA Como Melhorar a Qualidade Ambiental da Minha Escola? ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para

Leia mais

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO

EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO Norma I Objetivos 1. No quadro da sua política de Responsabilidade Social, e no cumprimento da sua missão mutualista, o Montepio, através da Fundação Montepio, tem vindo a privilegiar

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS

REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS REGULAMENTO INTERNO PARA A EMISSÃO DE PARECERES DO CLAS (Enquadramento) Conforme o disposto na Resolução do Conselho de Ministros nº. 197/97, de 18 de Novembro e no Despacho Normativo nº. 8/2, de 12 de

Leia mais

Prémio Banco de Portugal CLAD

Prémio Banco de Portugal CLAD Prémio Banco de Portugal CLAD Regulamento Artigo 1º (Objetivo) 1. O prémio Banco de Portugal CLAD (designado genericamente como Prémio) é promovido por uma parceria entre o Banco de Portugal e a CLAD Associação

Leia mais

- REGIMENTO - CAPITULO I (Disposições gerais) Artigo 1.º (Normas reguladoras)

- REGIMENTO - CAPITULO I (Disposições gerais) Artigo 1.º (Normas reguladoras) - REGIMENTO - Considerando que, a Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19.º, n.º 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais de educação; Considerando

Leia mais

Preâmbulo. Artigo 1º Objetivos. São objetivos do concurso SpinUM:

Preâmbulo. Artigo 1º Objetivos. São objetivos do concurso SpinUM: Regulamento Preâmbulo A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com a Associação Spinpark Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, doravante designados por Organização,

Leia mais

Regimento do Grupo de Educação Musical Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato

Regimento do Grupo de Educação Musical Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato Regimento do Grupo de Educação Musical Agrupamento de Escolas Pedro Eanes Lobato 2015-2016 Índice Artigo 1.º Âmbito de Aplicação... 3 Artigo 2.º Competências... 3 Artigo 3.º Composição... 4 Artigo 4.º

Leia mais

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL

REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL REGULAMENTO PARA O CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DO LOGÓTIPO DO BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE GUIMARÃES Preâmbulo A Divisão de Acção Social da Câmara Municipal de Guimarães leva a efeito o concurso

Leia mais

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age)

Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) FNERDM - Federação Nacional das Entidades de Reabilitação de Doentes Mentais Regulamento do concurso para criação do logotipo para projecto ri(age) Parceiros Projecto co-financiado Projecto ri(age) Breve

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL DA ASSEMBLEIA DE COMPARTES DOS BALDIOS DA LOUSÃ

REGULAMENTO ELEITORAL DA ASSEMBLEIA DE COMPARTES DOS BALDIOS DA LOUSÃ REGULAMENTO ELEITORAL DA ASSEMBLEIA DE COMPARTES DOS BALDIOS DA LOUSÃ CAPÍTULO I Dos princípios gerais Artigo 1.º Assembleia eleitoral 1. O presente Regulamento Eleitoral estabelece o conjunto de regras

Leia mais

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias

II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade. Tema: Uso Sustentável da Água. Regulamento do Concurso de Ideias II Edição do Concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade Tema: Uso Sustentável da Água Regulamento do Concurso de Ideias (Aberto a todos os cidadãos) 1. O que é? O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade

Leia mais

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ]

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Preâmbulo O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

PICCA a gripe. Regulamento. Concurso de Ideias para elaboração de um panfleto e cartaz

PICCA a gripe. Regulamento. Concurso de Ideias para elaboração de um panfleto e cartaz Concurso de Ideias para elaboração de um panfleto e cartaz PICCA a gripe Regulamento Projeto PICCA 2012/2013 Proteger o Idoso Com a Campanha Antigripal Em parceria com a Escola Básica Integrada dos Biscoitos

Leia mais

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO

PRÉMIO FUNDAÇÃO ILÍDIO PINHO PRÉMIO «CIÊNCIA NA ESCOLA» REGULAMENTO DO PRÉMIO 11ª Edição 2013/14 Página 1 de 7 REGULAMENTO DO PRÉMIO "CIÊNCIA NA ESCOLA CAPÍTULO 1 Disposições gerais Artigo 1.º 1. A Fundação Ilídio Pinho, o Ministério

Leia mais

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução

REGULAMENTO PROJETO 80. Introdução REGULAMENTO PROJETO 80 Introdução A Agência Portuguesa do Ambiente (APA), a Direção Geral de Educação (DGE), o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), a Quercus, e o Green Project Awards (GPA),

Leia mais

Concurso de Ideias para Logótipo. ONGD Leigos para o Desenvolvimento REGULAMENTO

Concurso de Ideias para Logótipo. ONGD Leigos para o Desenvolvimento REGULAMENTO Concurso de Ideias para Logótipo ONGD Leigos para o Desenvolvimento REGULAMENTO 1. Promotor A ONGD Leigos para o Desenvolvimento (LD) leva a efeito um concurso para apresentação de propostas de logótipo.

Leia mais

PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16

PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16 PROGRAMA CIDADANIA ATIVA 2013-16 FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN Luís Madureira Pires Lisboa, 22 de março de 2013 Enquadramento > O Mecanismo Financeiro EEE (MF/EEE) Desde a assinatura do acordo do Espaço

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados

Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados Centro de Cultura e Desporto Organização Social dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Oeiras e dos Serviços Municipalizados Concurso para criação de um novo logotipo para o CCD 447 Oeiras REGULAMENTO

Leia mais

Regulamento CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012. Regulamento de concurso - 2012. 1 - Entidade Promotora. 2 Objectivo

Regulamento CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012. Regulamento de concurso - 2012. 1 - Entidade Promotora. 2 Objectivo CONCURSO: A Biodiversidade da minha Cidade 2012 Regulamento 1 - Entidade Promotora O Concurso A Biodiversidade na Minha Cidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de Gouveia, que conta com a colaboração

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros

REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros Página1 REGULAMENTO DE CONCURSO Liga-te aos Outros 1. Apresentação O presente concurso é uma iniciativa promovida pela, no âmbito do Ano Europeu das Actividades Voluntárias que promovam uma Cidadania Activa

Leia mais

PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS

PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS PROGRAMA DE SENSIBILIZAÇÃO DE CASCAIS Ano letivo 2012/2013 TEMA VAMOS ADOTAR UMA RIBEIRA. ÂMBITO Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 e a Década da Biodiversidade

Leia mais

ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA ESTATUTOS DOS SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL DA UNIVERSIDADE DE LISBOA Artigo 1.º Natureza Os Serviços de Ação Social da Universidade de Lisboa, adiante designados por SASULisboa, são uma pessoa coletiva de direito

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Cinfães

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Cinfães Regimento do Conselho Municipal de Educação de Cinfães A Lei 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo 19º, nº. 2 alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos locais

Leia mais

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Acções de Valorização e Qualificação Ambiental. Aviso - ALG-31-2010-02

Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental. Acções de Valorização e Qualificação Ambiental. Aviso - ALG-31-2010-02 Eixo Prioritário 2 Protecção e Qualificação Ambiental Acções de Valorização e Qualificação Ambiental Aviso - ALG-31-2010-02 AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS ACÇÕES DE VALORIZAÇÃO E QUALIFICAÇÃO

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação

Regimento do Conselho Municipal de Educação Considerando que: 1- No Município do Seixal, a construção de um futuro melhor para os cidadãos tem passado pela promoção de um ensino público de qualidade, através da assunção de um importante conjunto

Leia mais

Regimento. do Conselho Municipal de Educação. município, garantir o adequado ordenamento da rede educativa nacional e municipal;

Regimento. do Conselho Municipal de Educação. município, garantir o adequado ordenamento da rede educativa nacional e municipal; Regimento do Conselho Municipal de Educação Ao abrigo do artigo 8º do Decreto-Lei nº 7/2013, de 15 de janeiro, alterado pela Lei nº 41/2003, de 22 de agosto (objeto da Declaração de Retificação nº 13/2003,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO

REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO REGULAMENTO DO CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DO Considerando que Tem estado nas preocupações da COTEC Portugal a promoção de iniciativas que visam activamente a promoção de uma cultura empresarial inovadora;

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Gestão e Economia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE Artigo 1.º Criação A Universidade da Beira

Leia mais

Concurso de Fotografia Revela o teu.pt

Concurso de Fotografia Revela o teu.pt Concurso de Fotografia Revela o teu.pt Desafio O DNS.pt, entidade responsável pelo domínio de topo de Portugal, o.pt, realiza um concurso de fotografia subordinado ao tema Revela o teu.pt. O objetivo é

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, a Fundação Porto Social em parceria com a ESLider, promove a iniciativa

Leia mais

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança»

Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» Regulamento do Concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» 1. APRESENTAÇÃO O concurso «Criação de um logótipo para a Linha da Criança» (adiante, concurso) visa divulgar a existência da Linha

Leia mais

Prémio Secil Universidades Engenharia Civil 2009 Regulamento Ordem dos Engenheiros Av. Sidónio Pais, 4-E / 1050-212 Lisboa Telef: 21 313 26 00 / Fax: 21 313 26 72 E-mail: colegios@ordemdosengenheiros.pt

Leia mais