BASE LEGAL LEI FEDERAL N.º /04 PPP LEI FEDERAL N.º 8.987/95 - CONCESSÕES LEI FEDERAL N.º 8.666/93 LICITAÇÕES E CONTRATO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BASE LEGAL LEI FEDERAL N.º /04 PPP LEI FEDERAL N.º 8.987/95 - CONCESSÕES LEI FEDERAL N.º 8.666/93 LICITAÇÕES E CONTRATO"

Transcrição

1 PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA PARA A PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSBORDO, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DOS MUNICÍPIOS CONSORCIADOS DO CONISUL AUDIÊNCIA PÚBLICA

2 POR QUE PPP? SERVEM PRIMORDIALMENTE PARA A CONTRATAÇÃO DE PROJETOS DE GRANDE PORTE, EM QUE HAJA A NECESSIDADE DE INVESTIMENTOS CONSIDERÁVEIS (QUE NÃO POSSAM SER SUPORTADOS EXCLUSIVAMENTE PELO ESTADO) E QUE, EM CONTRAPARTIDA, NÃO GERAM, EM SI SÓ, RECEITAS SUFICIENTES PARA TORNÁ-LOS ATRATIVOS À INICIATIVA PRIVADA SEM ATUAÇÃO DO ESTADO

3 O QUE É UMA PPP? UMA PPP É UMA PARCERIA ONDE O SETOR PRIVADO PROJETA, FINANCIA, EXECUTA E OPERA UMA DETERMINADA OBRA OU SERVIÇO, OBJETIVANDO O MAIS PERFEITO ATENDIMENTO DE UMA DETERMINADA DEMANDA SOCIAL

4 BASE LEGAL LEI FEDERAL N.º /04 PPP LEI FEDERAL N.º 8.987/95 - CONCESSÕES LEI FEDERAL N.º 8.666/93 LICITAÇÕES E CONTRATO LEI FEDERAL N.º /2010 POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS

5 CARACTERÍSITCAS DE UMA PPP VALOR SUPERIOR A R$ ,00 (VINTE MILHÕES DE REAIS); PRAZO DE VIGÊNCIA DE ATÉ 35 (TRINTA E CINCO) ANOS; REMUNERAÇÃO PELO PARCEIRO PÚBLICO AO PARCEIRO PRIVADO SOMENTE APÓS A DISPONIBILIZAÇÃO DO SERVIÇO; REMUNERAÇÃO VARIÁVEL PELO PARCEIRO PÚBLICO AO PARCEIRO PRIVADO VINCULADA AO SEU DESEMPENHO;

6 CARACTERÍSTICAS DE UMA PPP ADIMPLÊNCIA DAS OBRIGAÇÕES FINANCEIRAS DO PARCEIRO PÚBLICO RELATIVAMENTE AO PARCEIRO PRIVADO ASSEGURADAS ATRAVÉS DE FUNDO GARANTIDOR NECESSIDADE DE FORMALIZAÇÃO POR PARTE DO PARCEIRO PRIVADO DE UMA SPE, GARANTINDO UMA MAIOR TRANSPARÊNCIA E SEGURANÇA AO PARCEIRO PÚBLICO

7 PPP CONISUL TRANSBORDO, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL REPASSE À INICIATIVA PRIVADA DOS INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS PARA ADEQUAÇÃO À NOVA POLITICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DISPOSIÇÃO AMBIENTALMENTE ADEQUADA BUSCA CONTÍNUA POR PARTE DA CONCESSIONÁRIA DA INOVAÇÃO, MODERNIZAÇÃO E GANHOS DE EFICIÊNCIA NO PROCESSO DE TRANSPORTE, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL DOS RESÍDUOS

8 PPP CONISUL TRANSBORDO, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL DEFINIÇÃO CLARA DOS DIREITOS E OBRIGAÇÕES DAS PARTES, ALÉM DA REPARTIÇÃO DE RISCOS ENTRE ELAS ESTABELECIMENTO DE CRITÉRIOS OBJETIVOS DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DO PARCEIRO PRIVADO E OS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DOS SERVIÇOS

9 PPP CONISUL ESTRUTURAÇÃO JURÍDICA TIPO DE CONCESSÃO: ADMINISTRATIVA ADMISSÃO DE CONSÓRCIO: ATÉ 02 (DUAS) EMPRESAS TIPO DE JULGAMENTO: TÉCNICA E PREÇO PRAZO CONTRATUAL: 30 ANOS VENCEDOR DEVE CONSTITUIR UMA SPE E SUA REMUNERAÇÃO ATRELADA A INDICADORES DE DESEMPENHO REGIME DE BENS REVERSÍVEIS

10 PPP CONISUL ESTRUTURAÇÃO JURÍDICA Contraprestação CONISUL Garantia de Pagamento Gestão da Concessão Contrato de Rateio Contrato com Regras para Pagamento MUNICÍPIOS CONSORCIADOS Vinculação do FPM INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Serviços Construção Manutenção Operação do Sistema SPE Recebimento Garantias Obras / Serviços Transbordo Destinação Final FINANCIADOR CONSTRUTOR/ FORNECEDOR

11 ONDE ESTAMOS...

12 PARA ONDE VAMOS...

13 SOBRE A RECICLAGEM... SEPARAÇÃO E TRIAGEM SIMPLES E COMPLETA em um primeiro momento, a análise mostrou que não se viabiliza pela escassez de materiais recicláveis observadas nas gravimetrias realizadas nos Municípios do CONISUL, e também pela não existência de um mercado de materiais recicláveis que justifique sua implantação agora. Contudo, é uma tecnologia que poderá ser reavaliada futuramente e implantada nesta PPP.

14 PPP CONISUL TRANSBORDO, TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO FINAL ESTAÇÕES DE TRANSBORDO E TRANSFERÊNCIA ATERRO SANITÁRIO DISPOSIÇÃO FINAL

15 LOCALIZAÇÃO DAS ETTs LESTE, OESTE E CTR - ATERRO SANITÁRIO

16

17 MODELOS DAS ETTs

18 ETT - ESTAÇÃO DE TRANSBORDO E TRANSFERÊNCIA - PLANTA

19 CTR PLANTA FINAL

20 CTR INFRAESTRUTRA E UNIDADES DE APOIO PLANTAS

21 PPP CONISUL PLANO DE INVESTIMENTOS INVESTIMENTOS TOTAIS R$ 98,9 MILHÕES DESPESAS PRÉ-OPERACIONAIS R$ 822 MIL ESTUDOS E PROJETOS, SEGUROS, ETC ADMINISTRAÇÃO SPE ETT LESTE ETT OESTE ATERRO SANITÁRIO R$ 3,36 MILHÕES R$ 15,38 MILHÕES R$ 15,38 MILHÕES R$ 63,98 MILHÕES

22 PPP CONISUL CRONOGRAMA

23 DÚVIDAS E CONTATO Contato: Carla Veloso Telefone: (082) /

24 OBRIGADO

PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades

PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades PPPs Municipais: instrumento de desenvolvimento das cidades Bruno Ramos Pereira (bruno.pereira@radarppp.com) CIESP Bauru Bauru São Paulo 22 de setembro de 2016 11h55 às 12h35 Estrutura Situação das PPPs

Leia mais

O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor

O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor O Saneamento Ambiental no BNDES: Estratégias de Financiamento ao Setor Vanessa Duarte de Carvalho Deptº de Saneamento Ambiental do BNDES Belo Horizonte, 26 de novembro de 2010 Agenda RESÍDUOS SÓLIDOS BNDES

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE CONSÓRCIOS PÚBLICOS INTERMUNICIPAIS Castrolanda, 26 a 28 de outubro de 2011 ATERROS REGIONAIS

SEMINÁRIO SOBRE CONSÓRCIOS PÚBLICOS INTERMUNICIPAIS Castrolanda, 26 a 28 de outubro de 2011 ATERROS REGIONAIS SEMINÁRIO SOBRE CONSÓRCIOS PÚBLICOS INTERMUNICIPAIS Castrolanda, 26 a 28 de outubro de 2011 ATERROS REGIONAIS UMA SOLUÇÃO VIÁVEL PARA ERRADICAÇÃO DOS LIXÕES DO BRASIL Engo. ELEUSIS BRUDER DI CREDDO Conselheiro

Leia mais

DESTINAÇÃO FINAL DE ( RSU ) PROPOSIÇÃO

DESTINAÇÃO FINAL DE ( RSU ) PROPOSIÇÃO DESTINAÇÃO FINAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS S URBANOS ( RSU ) PROPOSIÇÃO DESTINAÇÃO FINAL de RSU Mais de 43% dos resíduos domiciliares coletados (69.560 t/dia) tem destinação final INADEQUADA!!!!! LIXÕES Gastos

Leia mais

Contratação de Serviços Públicos

Contratação de Serviços Públicos Contratação de Serviços Públicos MODELOS DE CONTRATAÇÃO I. MODELO CONVENCIONAL DE CONTRATO DE EMPREITADA (LEI 8.666/93) II. MODELO DE CONCESSÃO PÚBLICA (Tradiconal) (LEI 8.987/95) III. MODELO DE PPP (Concessão

Leia mais

Concessão e PPP Fundamentos e oportunidades. Aldo Mattos Júlio Roppa Carlos Braga Daniel Szyfman

Concessão e PPP Fundamentos e oportunidades. Aldo Mattos Júlio Roppa Carlos Braga Daniel Szyfman Concessão e PPP Fundamentos e oportunidades Aldo Mattos Júlio Roppa Carlos Braga Daniel Szyfman AEERJ, 27 de julho de 2016 Fonte: Radar PPP Mercado de PPPs no Brasil Principais Conceitos Contratações de

Leia mais

D s volv m to RMBH. l o v R s os R l os os GUSTAVO MEDEIROS

D s volv m to RMBH. l o v R s os R l os os GUSTAVO MEDEIROS Dsvolvmto RMBH lo vrsos Rlosos GUSTAVO MEDEIROS ARRANJO DE GESTÃO METROPOLITANA Assembleia Metropolitana Instrumentos de Planejamento Metropolitano: Fundo de Desenvolvimento Metropolitano Plano Diretor

Leia mais

COMPLEXO HOSPITALAR IMASF MODELAGEM 1

COMPLEXO HOSPITALAR IMASF MODELAGEM 1 COMPLEXO HOSPITALAR IMASF MODELAGEM 1 Legislação Aplicável Esta Audiência Pública está sendo realizada nos termos do ART. 39 da Lei 8.666/1993. Lei nº 11.079, de 30 de Dezembro de 2004 Lei de Parcerias

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO

DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO Serviços Públicos Prof. Gladstone Felippo As concessões especiais, ou simplesmente Parcerias Público- Privadas (PPP s), previstas na Lei n. 11.079/04, são contratos de prestação

Leia mais

Iluminação Pública. Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP. Abril 2018

Iluminação Pública. Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP. Abril 2018 Iluminação Pública Atuação do BNDES na Estruturação de Concessões de IP Abril 2018 Classificação: controlado Restrição de acesso: Ostensivo Unidade Gestora: BNDES AD/DEADE2 1 Agenda Atuação do BNDES no

Leia mais

PPP DO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA PARTE ALTA DE MACEIÓ

PPP DO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA PARTE ALTA DE MACEIÓ PPP DO SISTEMA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO DA PARTE ALTA DE MACEIÓ P A L E S T R A N T E : LAURO DE MENEZES NETO APRESENTAÇÃO DA SANAMA Em 2014 a CASAL (Companhia de Abastecimento de Água e Esgoto de Alagoas),

Leia mais

VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Agosto/2014

VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana. Agosto/2014 VI Brasil nos Trilhos: PPP no financiamento da Mobilidade Urbana Agosto/2014 Características dos investimentos no setor Montante elevado de recursos Longo prazo de implantação Modicidade tarifária Solução

Leia mais

PNRS /10. 8 Anos da Lei Federal que Define a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Logística Reversa, Dificuldades e Perspectivas

PNRS /10. 8 Anos da Lei Federal que Define a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Logística Reversa, Dificuldades e Perspectivas PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPINAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SERVIÇOS PÚBLICOS MP 8 Anos da Lei Federal que Define a Política Nacional de Resíduos Sólidos PNRS 12305/10 Logística Reversa, Dificuldades e Perspectivas

Leia mais

BNDES Agenda. Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública

BNDES Agenda. Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública BNDES Agenda Objetivo: apresentar a forma de apoio do BNDES aos municípios na estruturação de projetos de PPP no setor de Iluminação Pública 1. O BNDES no Contexto das Cidades Inteligentes 2. Programa

Leia mais

CURSO PPPS DE SANEAMENTO BÁSICO

CURSO PPPS DE SANEAMENTO BÁSICO CURSO PPPS DE SANEAMENTO BÁSICO Brasília, 2 e 3 de outubro de 2015 Instrutores Prof. Rui Cunha Marques Dr. Wladimir Antônio Ribeiro Parcerias Público-Privadas Experiências em saneamento básico: o caso

Leia mais

Parcerias Público-Privadas no Setor de Habitação

Parcerias Público-Privadas no Setor de Habitação 14h00 às 15h30-Caso 3 Parcerias Público-Privadas no Setor de Habitação Jardins Mangueiral (DF) Novembro de 2014 1. Oportunidades e Desafios das PPP Habitacionais PPP Habitacionais Oportunidades Parceiro

Leia mais

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Administrativo Licitações e Parceria Público-Privada. Período

CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER. Direito Administrativo Licitações e Parceria Público-Privada. Período CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Licitações e Parceria Público-Privada Magistratura Federal Período 2008 2016 1) CESPE - JUIZ FEDERAL - TRF 2 (2013) Mediante lei sancionada em 2004, o Brasil adotou a PPP

Leia mais

Parcerias Público Privadas com a inclusão Socioprodutiva de catadores e a Função Fiscalizatória do Ministério Público

Parcerias Público Privadas com a inclusão Socioprodutiva de catadores e a Função Fiscalizatória do Ministério Público 3º Seminário de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Instituto de Zootecnia - 24.08.2017 Parcerias Público Privadas com a inclusão Socioprodutiva de catadores e a Função Fiscalizatória do Ministério Público

Leia mais

Após o preenchimento da ficha enviar para o

Após o preenchimento da ficha enviar para o II CURSO SOBRE CONCESSÕES EM PARCERIA PÚBLICO PRIVADA PPP - NORMAS GERAIS PARA LIC Brasília-DF, 23 a 26/07/2018 Horário do evento: 08h às 12h e 14h às 18h Ficha de Inscrição Após o preenchimento da ficha

Leia mais

Apoio às Concessões Municipais

Apoio às Concessões Municipais Endividamento das Famílias Apoio às Concessões Municipais SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA INFRAESTRUTURA SDI/MP Novembro de 2018 CONTEXTO Endividamento das Famílias Situação fiscal dos entes federados

Leia mais

Saneamento e Infraestrutura

Saneamento e Infraestrutura Saneamento e Infraestrutura Desempenho 2014 Contratação SUSAN Desempenho 2014 Desembolso SUSAN Perspectivas 2015 Linhas de Financiamento: SANEAMENTO PARA TODOS Tipos de Financiamento Financiamento Corporativo

Leia mais

PPPs Municipais Fundamentos, Desafios e Oportunidades

PPPs Municipais Fundamentos, Desafios e Oportunidades PPPs Municipais Fundamentos, Desafios e Oportunidades André Dabus 22/09/2016 Agenda Entregas da Administração Publica: Cenário atual - Infraestrutura no Brasil; Desafios; Oportunidades; Licitações : Aspectos

Leia mais

Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO

Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO Gerência de Executiva de Governo de Porto Alegre GIGOV/PO Investimentos em Saneamento: cenário econômico-político atual DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Carta consulta Quadro de Composição de Investimento (QCI) Justificativa

Leia mais

Projeto de Parceria Público-Privada Audiência i Pública

Projeto de Parceria Público-Privada Audiência i Pública Projeto de Parceria Público-Privada Audiência i Pública ABASTECIMENTO DE ÁGUA - RMSP PPP - Sistema Produtor São Lourenço 12/06/2012 Escassez de Água na Bacia do Alto Tietê DISPONIBILIDADE HÍDRICA 146 m

Leia mais

CAMPO MAIOR. A sua Cidade, iluminada e conectada.

CAMPO MAIOR. A sua Cidade, iluminada e conectada. CAMPO MAIOR A sua Cidade, iluminada e conectada. ENQUADRAMENTO NACIONAL Campo Maior 1 699,383 Km² 45 971 HAB. 0,03 HAB./Km² CENSO IBGE/2010 4 484 total luminárias (Já georefenciadas) ENQUADRAMENTO NACIONAL

Leia mais

ASPECTOS CONSTITUCIONAIS POLÊMICOS DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS.

ASPECTOS CONSTITUCIONAIS POLÊMICOS DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS. ASPECTOS CONSTITUCIONAIS POLÊMICOS DAS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS. III Fórum Brasileiro de Direito Público da Economia Rio de Janeiro 11 de novembro de 2005 GUSTAVO BINENBOJM Prof. Dr. Direito Administrativo

Leia mais

Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre

Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre Apoio do BNDES na PPP de Iluminação Pública de Porto Alegre A Secretaria Municipal de Parcerias Estratégicas de Porto Alegre tem por objetivo auxiliar as demais Secretarias e órgãos da administração municipal

Leia mais

Alternativas de Financiamento da IP, a partir da COSIP

Alternativas de Financiamento da IP, a partir da COSIP Alternativas de Financiamento da IP, a partir da COSIP 25.04.2017 Classificação: Documento ostensivo Unidade Gestora: AGS/DEGEP Agenda Contextualização Estrutura COSIP Modelos de Negócios em Iluminação

Leia mais

Elementos de Controle na Licitação e Execução de Contratos

Elementos de Controle na Licitação e Execução de Contratos Elementos de Controle na Licitação e Execução de Contratos Folha de São Paulo 25.07.2016 Plano Normativo de Referência Lei nº 11.079/2004 - PPP Lei Complementar nº 101/2000 - LRF Instrução Normativa

Leia mais

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016 PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PPP 7 DE OUTUBRO DE 2016 OBJETO DA PPP Parceria Público-Privada para: 1) Manutenção e Operação dos edifícios já existentes (câmpus Barcelona e Centro); 2) Construção do novo

Leia mais

O que está acontecendo no campo das Parcerias Público-Privadas (PPPs)? Deconcic 14 de março de 2016

O que está acontecendo no campo das Parcerias Público-Privadas (PPPs)? Deconcic 14 de março de 2016 O que está acontecendo no campo das Parcerias Público-Privadas (PPPs)? Deconcic 14 de março de 2016 Breves apresentações sobre novidades no campo das PPPs O objetivo é, após algumas palavras iniciais de

Leia mais

ANEXO V INSTRUMENTOS DE INCENTIVO À PRESERVAÇÃO AMBIENTAL E REMUNERAÇÃO DA CONCESSIONÁRIA

ANEXO V INSTRUMENTOS DE INCENTIVO À PRESERVAÇÃO AMBIENTAL E REMUNERAÇÃO DA CONCESSIONÁRIA ANEXO V INSTRUMENTOS DE INCENTIVO À PRESERVAÇÃO AMBIENTAL E REMUNERAÇÃO DA CONCESSIONÁRIA SUMÁRIO 1. ASPECTOS GERAIS... 3 2. SISTEMA DE MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO... 3 3. MECANISMO DE PAGAMENTO... 6 EQUAÇÕES

Leia mais

LICITAÇÃO PARA PPP Fernando Vernalha Guimarães

LICITAÇÃO PARA PPP Fernando Vernalha Guimarães ) LICITAÇÃO PARA PPP Fernando Vernalha Guimarães Doutor e Mestre em Direito do Estado pela UFPR (Mestre em Direito Administrativo pela UFPR Doutor em Direito Econômico pela UFPR) Professor de Direito Administrativo

Leia mais

Cenário dos RSU no Município de São Paulo. Fernando Morini TCM/SP

Cenário dos RSU no Município de São Paulo. Fernando Morini TCM/SP Cenário dos RSU no Município de São Paulo Fernando Morini TCM/SP Município de São Paulo 12.176.866 hab. (2018) 32 Sub Prefeituras IDH 0,805 (2010) Receitas realizadas 54 Milhões (2017) 1,33 kg/hab x dia

Leia mais

VIABILIDADE ECONÔMICA DO PROJETO MODERNIZAÇÃO DO MINEIRÃO. Como otimizar e alavancar oportunidades com a Copa do Mundo

VIABILIDADE ECONÔMICA DO PROJETO MODERNIZAÇÃO DO MINEIRÃO. Como otimizar e alavancar oportunidades com a Copa do Mundo VIABILIDADE ECONÔMICA DO PROJETO MODERNIZAÇÃO DO MINEIRÃO Como otimizar e alavancar oportunidades com a Copa do Mundo Brasil: sede da Copa do Mundo 2014 30/10/2007 Brasil é escolhido como sede da Copa

Leia mais

R$ 720. R$ 380 Bilhões. Bilhões/Ano. Fonte: Development data (WB) Plano Marshal (valores de 2016) Gastos com contratos públicos no Brasil (2016)

R$ 720. R$ 380 Bilhões. Bilhões/Ano. Fonte: Development data (WB) Plano Marshal (valores de 2016) Gastos com contratos públicos no Brasil (2016) Quadro Brasil PPP s R$ 720 Bilhões/Ano Gastos com contratos públicos no Brasil (2016) R$ 380 Bilhões Plano Marshal (valores de 2016) Fonte: Development data (WB) Revisando Conceitos Gestão Direta Governamental

Leia mais

Consórcio público: Ferramenta para soluções em resíduos sólidos

Consórcio público: Ferramenta para soluções em resíduos sólidos Consórcio público: Ferramenta para soluções em resíduos sólidos Desafios na gestão de resíduos sólidos Necessidade: pessoal técnico qualificado e recursos financeiros 1) MUNICÍPIOS EMANCIPADOS SEM VIABILIDADE

Leia mais

METROPASS APRESENTAÇÃO DO SISTEMA METAS DE IMPLANTAÇÃO

METROPASS APRESENTAÇÃO DO SISTEMA METAS DE IMPLANTAÇÃO 2003 APRESENTAÇÃO DO SISTEMA METAS DE IMPLANTAÇÃO Concessão Exploração do sistema automático de arrecadação de tarifas dos Sistemas Metropolitanos de Transportes Públicos de Passageiros, utilizando cartões

Leia mais

PARCERIAS NA OFERTA DE SERVIÇOS PÚBLICOS. Roteiro de aula Curso: Parcerias na Administração Pública DES0417 Noturno 2014

PARCERIAS NA OFERTA DE SERVIÇOS PÚBLICOS. Roteiro de aula Curso: Parcerias na Administração Pública DES0417 Noturno 2014 PARCERIAS NA OFERTA DE SERVIÇOS PÚBLICOS Roteiro de aula Curso: Parcerias na Administração Pública DES0417 Noturno 2014 Concessões Oferta de SERVIÇOS PÚBLICOS Parcerias público-privadas Autorizações Caso

Leia mais

DADOS DE PIRACICABA. Fotografia: Daniel Damasceno

DADOS DE PIRACICABA. Fotografia: Daniel Damasceno Águas do Mirante O CONTRATO DADOS DE PIRACICABA Principais dados do município: 247 anos Habitantes (estimado): 385.287 Cobertura de água: 100% tratada (Semae) Coleta de esgoto: 98% Tratamento de esgoto:

Leia mais

PROJETOS ESTRUTURANTES. COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs.

PROJETOS ESTRUTURANTES. COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs. PROJETOS ESTRUTURANTES COOPERAÇÃO TÉCNICA PARA DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL DE ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EM CONCESSÕES E PPPs. AGENDA 1 2 3 4 5 Missão Contexto Benefícios Escopo Cronograma MISSÃO Desenvolver

Leia mais

A transformação de um passivo ambiental em recurso energético

A transformação de um passivo ambiental em recurso energético A transformação de um passivo ambiental em recurso energético Contexto regulatório, institucional e de negócio Carlos Alberto R. silva Fórum Nacional Resíduos Sólidos 2010 26 e 27 de outubro de 2010 Empresa

Leia mais

Saneamento Básico. Parcerias Público-Privadas. Uma solução inteligente para a região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro

Saneamento Básico. Parcerias Público-Privadas. Uma solução inteligente para a região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro Saneamento Básico Parcerias Público-Privadas Uma solução inteligente para a região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro Sumário As PPPs na lei Federal nº 11.079/04 Estrutura econômico-jurídica dos

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. MARCO REGULATÓRIO PRÓ-CIDADES

1. INTRODUÇÃO 2. MARCO REGULATÓRIO PRÓ-CIDADES NOTA TÉCNICA Nº 07/2019 Brasília, 04 de Junho de 2019. ÁREA: Planejamento Territorial e Habitação TÍTULO: Orientações acerca do Programa de Desenvolvimento Urbano - Pró-Cidades PALAVRAS-CHAVE: Reabilitação

Leia mais

WASTE EXPO BRASIL. Mara Luísa Alvim Motta. Gerente Executiva GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental

WASTE EXPO BRASIL. Mara Luísa Alvim Motta. Gerente Executiva GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental WASTE EXPO BRASIL Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental SÃO PAULO, NOVEMBRO DE 2016 AGENDA Panorama Resíduos Sólidos Brasil Atuação CAIXA Fontes

Leia mais

LEGISLAÇÃO APLICADA ÀS PPPS E CONCESSÕES Prof a Fernanda Meirelles

LEGISLAÇÃO APLICADA ÀS PPPS E CONCESSÕES Prof a Fernanda Meirelles LEGISLAÇÃO APLICADA ÀS PPPS E CONCESSÕES Prof a Fernanda Meirelles O CONCEITO JURÍDICO DAS CONCESSÕES E PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS PARTE II CONTEXTO HISTÓRICO Estado Nacional Desenvolvimentista: - controle

Leia mais

Modelos de negócios para modernização da iluminação pública nas Cidades do Brasil. Christophe de Gouvello Megan Meyer Luiz Maurer Javier Freire

Modelos de negócios para modernização da iluminação pública nas Cidades do Brasil. Christophe de Gouvello Megan Meyer Luiz Maurer Javier Freire Modelos de negócios para modernização da iluminação pública nas Cidades do Brasil Christophe de Gouvello Megan Meyer Luiz Maurer Javier Freire Sumário CONTEXTO MAPEAMENTO DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS DO

Leia mais

Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra

Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra Sumário Executivo Concessão administrativa para ampliação, manutenção e operação do sistema de esgotamento sanitário do município da Serra Em 10/10/13 a CESAN realizou o leilão na Bovespa através da Concorrência

Leia mais

COPASA PPP SES DIVINÓPOLIS

COPASA PPP SES DIVINÓPOLIS COPASA PPP SES DIVINÓPOLIS Audiência Pública 03/09/2013 Divinópolis - MG PPP SES Divinópolis Modelagem nos termos de uma concessão administrativa para a construção, operação e manutenção do Sistema de

Leia mais

PLANO DE GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ENGENHEIRO SANITARISTA CARLOS EDSON WALTRICK

PLANO DE GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ENGENHEIRO SANITARISTA CARLOS EDSON WALTRICK PLANO DE GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ENGENHEIRO SANITARISTA CARLOS EDSON WALTRICK QUADRO INTITUCIONAL A Lei Federal de Saneamento Básico aborda o conjunto de serviços de abastecimento público

Leia mais

PARCERIA PÚBLICO PRIVADA

PARCERIA PÚBLICO PRIVADA PARCERIA PÚBLICO PRIVADA APARECIDA DE GOIÂNIA - GO Resíduos Sólidos Espaço Garavelo Iluminação pública PARQUE AMÉRICA PARQUE DA CRIANÇA PARQUE DA FAMÍLIA CRONOGRAMA DOS MARCOS LEGAIS Fev/95 Lei Federal

Leia mais

ANEXO V ADESÃO A INDICADORES FINALÍSTICOS VINCULADOS AO OBJETO DO TERMO DE PARCERIA. Metas 1º PA 3º PA 2º PA 4º PA

ANEXO V ADESÃO A INDICADORES FINALÍSTICOS VINCULADOS AO OBJETO DO TERMO DE PARCERIA. Metas 1º PA 3º PA 2º PA 4º PA ANEXO V ADESÃO A INDICADORES FINALÍSTICOS VINCULADOS AO OBJETO DO TERMO DE RCERIA 7 Área Temática Adesão a indicadores finalísticos vinculados ao objeto do Termo de Parceria 7.1 7.2 7.3 7.4 Indicador Municípios

Leia mais

Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014

Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Brasil: sede da Copa do Mundo 2014 30/10/2007 Brasil é escolhido como sede da Copa do Mundo de 2014 (18 cidades-sede inscritas); 31/05/2009 Belo Horizonte é escolhida

Leia mais

GARANTIAS EM PPP. Arena Fonte Nova

GARANTIAS EM PPP. Arena Fonte Nova GARANTIAS EM PPP Arena Fonte Nova I - Mecanismo de Pagamento SUMÁRIO Legislação; Fluxo Financeiro da Garantia de Pagamento; Adesões ao Mecanismo de Garantia; Bloco de Contratos; Controle de Pagamentos

Leia mais

Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada

Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada Concessão de Serviço Público e Parceria Público-Privada Câmara de Transporte e Logística FIESC Florianópolis/SC 26 de julho de 2012 Histórico O Reino Unido foi o pioneiro na institucionalização financeira,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRACICABA SECRETARIA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE - SEDEMA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRACICABA SECRETARIA DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE - SEDEMA PROCESSO ADMINISTRATIVO SEDEMA Nº 25.527/2011 PARECER CONSOLIDADO ARES-PCJ Nº 17/2015 - DFB ASSUNTO: ADITIVO AO CONTRATO DE PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA - PIRACICABA AMBIENTAL S/A INTERESSADO: PREFEITURA MUNICIPAL

Leia mais

SEMINÁRIO AMBIENTE DE NEGÓCIOS:

SEMINÁRIO AMBIENTE DE NEGÓCIOS: SEMINÁRIO AMBIENTE DE NEGÓCIOS: SEGURANÇA JURÍDICA, TRANSPARÊNCIA E SIMPLICIDADE Sérgio Guerra Mudanças institucionais nas contratações públicas 23 de setembro de 2016 REGIMES DE CONTRATAÇÕES 1993 Licitações

Leia mais

Regulação dos Serviços de Limpeza Urbana e de Manejo de Resíduos Sólidos

Regulação dos Serviços de Limpeza Urbana e de Manejo de Resíduos Sólidos ABES-MG Belo Horizonte Junho de 2013 Regulação dos Serviços de Limpeza Urbana e de Manejo de Resíduos Sólidos Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Legislação relevante Lei nº 8.666, de de 21 de junho

Leia mais

Diálogos ABRELPE: 10 visões para o aprimoramento da gestão de resíduos XVIII FIMAI Ecomondo

Diálogos ABRELPE: 10 visões para o aprimoramento da gestão de resíduos XVIII FIMAI Ecomondo Diálogos ABRELPE: 10 visões para o aprimoramento da gestão de resíduos XVIII FIMAI Ecomondo 2. Modelos de Contratação e Cobrança Quais fatores um município deve considerar ao definir o modelo de contratação

Leia mais

PPPs em Sorocaba. Prof. Dr. Aurílio Sérgio Costa Caiado Secretário da Fazenda

PPPs em Sorocaba. Prof. Dr. Aurílio Sérgio Costa Caiado Secretário da Fazenda PPPs em Sorocaba Prof. Dr. Aurílio Sérgio Costa Caiado Secretário da Fazenda Dados Gerais Cidade com 360 anos; 4ª cidade mais populosa do interior de São Paulo e a mais populosa da região sudoeste paulista;

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA

INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA INTRODUÇÃO AO MODELO CONCESSIONÁRIO E SUAS DIFERENÇAS EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS ORDINÁRIOS DE OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA AUTOSSUSTENTABILIDADE FINANCEIRA AUTONOMIA DE GESTÃO FOCO EM OBRIGAÇÕES DE RESULTADO

Leia mais

Fórum PPPs em Iluminação Pública. São Paulo, 21 de outubro de 2014

Fórum PPPs em Iluminação Pública. São Paulo, 21 de outubro de 2014 Fórum PPPs em Iluminação Pública São Paulo, 21 de outubro de 2014 APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE PPP MODERNIZAÇÃO Remodelação* e/ou eficientização** de cerca de 580 mil pontos de iluminação pública de modo

Leia mais

Parcerias de Desenvolvimento Produtivo - PDP Parcerias Público-Privadas - PPP

Parcerias de Desenvolvimento Produtivo - PDP Parcerias Público-Privadas - PPP Parcerias de Desenvolvimento Produtivo - PDP Parcerias Público-Privadas - PPP Parcerias de Desenvolvimento Produtivo Conceitos 2 O que é uma Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP)? Parcerias para

Leia mais

comum natural contraprestação

comum natural contraprestação CONCESSÕES E PPP NO FINANCIAMENTO DOS TRANSPORTES 2 1. O Projeto BR 116/423 1. Minuta do edital 2. Estudo de Viabilidade da PPP 3. Concessão patrocinada 4. Concessão administrativa 2. A escolha da concessão

Leia mais

PPPs no Brasil. Breves consideração sobre a aplicação do instituto

PPPs no Brasil. Breves consideração sobre a aplicação do instituto PPPs no Brasil Breves consideração sobre a aplicação do instituto Bruno Aurélio baurelio@cpbs.com.br (11) 3165 3017 1. Diagnóstico 2. Desdobramentos do diagnóstico 3. Possíveis soluções para os problemas

Leia mais

LEI Nº 4.211, DE 13 DE SETEMBRO DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO E DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO

LEI Nº 4.211, DE 13 DE SETEMBRO DE 2013 CAPÍTULO I DO OBJETO E DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO LEI Nº 4.211, DE 13 DE SETEMBRO DE 2013 Dispõe sobre Programa Municipal de Parceria Público-Privada e dá outras providências. seguinte lei: A Câmara Municipal de Ituiutaba decreta e eu sanciono a CAPÍTULO

Leia mais

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento.

Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo Secretaria de Estado de Desenvolvimento. Secretaria de Estado de Desenvolvimento do Espírito Santo Secretário José Eduardo de Azevedo 2015 Secretaria de Estado de Desenvolvimento. PROGRAMA ESTADUAL DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS Fórum Concessões

Leia mais

Serviços Públicos. Concessão Permissão Parceria Púbico-Privada. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito

Serviços Públicos. Concessão Permissão Parceria Púbico-Privada. RAD Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito Serviços Públicos Concessão Permissão Parceria Púbico-Privada RAD 2601 - Profa. Dra. Emanuele Seicenti de Brito 1. Introdução Serviço Público: aquele prestado o pela administração OU quem lhe faça as vezes

Leia mais

PPPs PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS. DARCI FERNANDES PIMENTEL Advogada, Especialista em Direito Público

PPPs PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS. DARCI FERNANDES PIMENTEL Advogada, Especialista em Direito Público PPPs PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS DARCI FERNANDES PIMENTEL Advogada, Especialista em Direito Público 1 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS, DIRETA E INDIRETA: CONCESSÕES E PERMISSÕES 1.1 FUNDAMENTO CONSTITUCIONAL:

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E CONSÓRCIOS PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO

ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E CONSÓRCIOS PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO ADMINISTRAÇÃO INDIRETA E CONSÓRCIOS PÚBLICOS MAURINO BURINI ASSESSOR JURÍDICO E ADVOGADO Administração Indireta Autarquia Empresa Pública Sociedade de Economia Mista Fundação Pública Características -

Leia mais

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE PARCERIAS ESTRATÉGICAS PLANO ANUAL DE PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE JAN/2019-JAN/2020 INTRODUÇÃO 1 LEGISLAÇÃO PERTINENTE 1.1

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PNRS RESÍDUOS SÓLIDOS RESÍDUOS SÓLIDOS: UM PROBLEMA DE CARÁTER SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICO AÇÃO ADOTADA: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Leia mais

PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA

PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA PAINEL 11 PROJETOS DE AMPLIAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DE TRANSPORTE SOBRE TRILHOS EM CURSO NO BRASIL GEORGE FARIA EGIS-VEGA Projeto Metrô de Salvador 20ª Semana de Tecnologia Metroferroviária AEAMESP São Paulo,

Leia mais

Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal - ADASA

Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal - ADASA Regulação dos serviços públicos de saneamento básico e aproveitamento energético do gás metano de aterros sanitários Eng. Marcos Helano Fernandes Montenegro Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento

Leia mais

PTR Sistemas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros: Oferta e Avaliação Econômica. Colaboração entre empreendedores públicos e privados

PTR Sistemas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros: Oferta e Avaliação Econômica. Colaboração entre empreendedores públicos e privados PTR-5925 - Sistemas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros: Oferta e Avaliação Econômica Colaboração entre empreendedores públicos e privados Prof. Dr. Gabriel Feriancic Departamento de Engenharia

Leia mais

Modelos de participação privada no Setor de Água e Esgoto

Modelos de participação privada no Setor de Água e Esgoto Modelos de participação privada no Setor de Água e Esgoto PPPs, concessões, locação de ativos, participações societárias e outras modalidades Lucas Navarro Prado São Paulo, outubro de 2013. Principais

Leia mais

Painel I - Aspectos Financeiros e Técnicos para Implantação e Manutenção de um Plano Municipal de Resíduos Sólidos 21/NOV/201 8

Painel I - Aspectos Financeiros e Técnicos para Implantação e Manutenção de um Plano Municipal de Resíduos Sólidos 21/NOV/201 8 Painel I Aspectos Financeiros e Técnicos para Implantação e Manutenção de um Plano Municipal de Resíduos Sólidos 21/NOV/201 8 SUMÁRIO DA apresentação Panorama Brasileiro do Setor de RSU Legislação Brasileira

Leia mais

Painel Aspectos Práticos da Reciclagem de Embalagens Thais Vojvodic Coca-Cola 2 de junho de 2016 Rio de Janeiro Sistema FIRJAN

Painel Aspectos Práticos da Reciclagem de Embalagens Thais Vojvodic Coca-Cola 2 de junho de 2016 Rio de Janeiro Sistema FIRJAN Painel Aspectos Práticos da Reciclagem de Embalagens Thais Vojvodic Coca-Cola 2 de junho de 2016 Rio de Janeiro Sistema FIRJAN 2 de Junho 14h às 18h Seminário "Reciclagem e Logística Reversa de Embalagens

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS DE INFRAESTRUTURA. Prof. Lucas Navarro Prado

IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS DE INFRAESTRUTURA. Prof. Lucas Navarro Prado IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS DE INFRAESTRUTURA Prof. Lucas Navarro Prado CONTEXTUALIZAÇÃO: DO MODELO DE OBRA PÚBLICA À UTILIZAÇÃO DAS CONCESSÕES/PPP NA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS DE INFRAESTRUTURA PAPEL DO

Leia mais

6 O Projeto da MG-050

6 O Projeto da MG-050 61 6 O Projeto da MG-050 Em 2006, foi lançado o edital do Projeto PPP da MG-050 com o objetivo de recuperação, ampliação e manutenção da Rodovia MG-050. O projeto engloba ainda trechos da BR-265 (entre

Leia mais

Histórico das ações implementadas pelo Estado. Fortaleza e o lixão do Jangurussu. Histórico das ações implementadas pelo Estado.

Histórico das ações implementadas pelo Estado. Fortaleza e o lixão do Jangurussu. Histórico das ações implementadas pelo Estado. Histórico das ações implementadas pelo Estado Construção do Aterro Sanitário Metropolitano Oeste em Caucaia ASMOC 1988 1989 1990 Início da operação do ASMOC - Recebendo os resíduos provenientes do município

Leia mais

Objetivos da Exposição

Objetivos da Exposição 1 Objetivos da Exposição Apresentar aos participantes do Fórum o modelo adotado pela Prefeitura Municipal de Caraguatatuba para gestão da Iluminação Pública seus principais desafios. 15 de setembro 2010

Leia mais

C O N T E X T O D O S A N E A M E N T O N O E S T A D O

C O N T E X T O D O S A N E A M E N T O N O E S T A D O C O N T E X T O D O S A N E A M E N T O N O E S T A D O Serviço de abastecimento de água universalizado, mas com vulnerabilidade; Baixo índice de atendimento de serviços de esgotamento sanitário; Serviços

Leia mais

Prefeitura Municipal de Amargosa publica:

Prefeitura Municipal de Amargosa publica: Prefeitura Municipal de Amargosa 1 Terça-feira Ano V Nº 2024 Prefeitura Municipal de Amargosa publica: Lei Nº 499, de 11 de Dezembro de 2017 - Autoriza o Poder Executivo Municipal a contratar financiamento

Leia mais

Projetos para os municípios Motivação

Projetos para os municípios Motivação PROJETOS Projetos para os municípios Motivação A FNP é referência na interlocução com os municípios, envolvendo diretamente os prefeitos e prefeitas na coordenação política dos projetos. Por isso, é constantemente

Leia mais

Plano Nacional de Resíduos Sólidos

Plano Nacional de Resíduos Sólidos Plano Nacional de Resíduos Sólidos Proposta do Plano, aprovada pelo Comitê Interministerial da Política Nacional de Resíduos Sólidos após a incorporação das contribuições apresentadas nas Audiências Regionais

Leia mais

ALTERAÇÕES DA 6ª EDIÇÃO DO MCASP Prof. MsC JOÃO MARCOS LEÃO DA ROCHA ABRIL/2015

ALTERAÇÕES DA 6ª EDIÇÃO DO MCASP Prof. MsC JOÃO MARCOS LEÃO DA ROCHA ABRIL/2015 ALTERAÇÕES DA 6ª EDIÇÃO DO MCASP Prof. MsC JOÃO MARCOS LEÃO DA ROCHA ABRIL/2015 1 AGENDA CONTEXTUALIZAÇÃO DO MCASP ALCANCE DAS NORMAS DO MCASP OBJETIVO DAS ALTERAÇÕES DA 6ª EDIÇÃO PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS

Leia mais

1 - DADOS CADASTRAIS PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: ( ) Cooperativa ( ) Religiosa ENDEREÇO BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP:

1 - DADOS CADASTRAIS PLANO DE TRABALHO NOME DA INSTITUIÇÃO: ( ) Cooperativa ( ) Religiosa ENDEREÇO BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP: PLANO DE TRABALHO 1 - DADOS CADASTRAIS NOME DA INSTITUIÇÃO: C.N.P.J.: TIPO DE ORGANIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL: ENDEREÇO: ( ) Sem Fins Lucrativos ( ) Cooperativa ( ) Religiosa BAIRRO: CIDADE: U.F: CEP: TELEFONE:

Leia mais

Luís Felipe Valerim Pinheiro

Luís Felipe Valerim Pinheiro E s t r u t u r a ç ã o d e P r o j e t o s d e C o n c e s s õ e s e P a r c e r i a s P ú b l i c o - P r i v a d a s p e l o S e t o r P r i v a d o Luís Felipe Valerim Pinheiro Salvador, 19 de outubro

Leia mais

A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP

A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP A evolução do programa de PPP de MG e a criação da EMIP Maio 2014 Eloy H. S. Oliveira EMIP Empresa Mineira de Parcerias S.A. PPP SUMMIT 2014 1 2011 Accenture. Todos os direitos reservados. Agenda Contextualização

Leia mais

CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1

CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1 CONCESSÃO DA ESTAÇÃO DE TRANSBORDO CLERISTON ANDRADE (ESTAÇÃO DA LAPA) SECRETARIA MUNICIPAL DE MOBILIDADE - SEMOB 1 ESTAÇÃO DA LAPA Inaugurada em 7 de novembro de 1982; Maior terminal rodoviário de Salvador;

Leia mais

Agenda. Conhecendo a Compesa Parceria Público-Privada. Contextualização Modelo de Negócios Investimentos. 20 dias 20 dias

Agenda. Conhecendo a Compesa Parceria Público-Privada. Contextualização Modelo de Negócios Investimentos. 20 dias 20 dias Agenda Conhecendo a Compesa Parceria Público-Privada 20 dias 20 dias Contextualização Modelo de Negócios Investimentos Conhecendo a Compesa Companhia Pernambucana de Saneamento Compesa Economia Mista de

Leia mais

Consórcios Públicos em Saúde. Ceará, 2008

Consórcios Públicos em Saúde. Ceará, 2008 Consórcios Públicos em Saúde Ceará, 2008 Principais Inovações Lei dos Consórcios (Lei n.º 11.107 de 06 de abril de 2005) Protocolo de Intenções Pessoa jurídica para representar o Consórcio Contratos de

Leia mais

PPP Summit 2013 Desafios vinculados à estruturação dos projetos de PPP: Condução dos estudos de viabilidade Tomás Anker

PPP Summit 2013 Desafios vinculados à estruturação dos projetos de PPP: Condução dos estudos de viabilidade Tomás Anker PPP Summit 2013 Desafios vinculados à estruturação dos projetos de PPP: Condução dos estudos de viabilidade Tomás Anker Maio, 2013 Agenda 1. Fundo PSP Brazil e o que fazemos 2. Estruturação: Critérios

Leia mais

Um novo modelo de negócios

Um novo modelo de negócios Congresso Nacional de Adm Hospitalar 23/06/2006 Alternativas para Viabilização do Sistema de Saúde Sinergia Público Privado Parcerias - Público-Privadas PPP Um novo modelo de negócios A necessidade de

Leia mais

SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE WORKSHOP GERAÇÃO DE ENERGIA POR MEIO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE WORKSHOP GERAÇÃO DE ENERGIA POR MEIO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS SP 15.05.2019 SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE WORKSHOP GERAÇÃO DE ENERGIA POR MEIO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS RESÍDUOS SÓLIDOS Regionalização e novas rotas tecnológicas Secretaria de Infraestrutura

Leia mais

Fórum modelos de negócios para eficiência energética em iluminação pública. Riscos e mecanismos de mitigação

Fórum modelos de negócios para eficiência energética em iluminação pública. Riscos e mecanismos de mitigação JCMiguez Fórum modelos de negócios para eficiência energética em iluminação pública Riscos e mecanismos de mitigação Junho de 2016 0 Agenda PPP como solução para projetos de IP Riscos e Mecanismos de mitigação

Leia mais

SEMINÁRIO DE CONSÓRCIOS E PERMISSÕES: INSTRUMENTOS DE GESTÃO COMPARTILHADA 23 e 24 de novembro de 2017

SEMINÁRIO DE CONSÓRCIOS E PERMISSÕES: INSTRUMENTOS DE GESTÃO COMPARTILHADA 23 e 24 de novembro de 2017 SEMINÁRIO DE CONSÓRCIOS E PERMISSÕES: INSTRUMENTOS DE GESTÃO COMPARTILHADA 23 e 24 de novembro de 2017 Joanni Aparecida Henrichs, advogada e consultora da CNM www.consorcios.cnm.org.br consórcios@cnm.org.br

Leia mais

P L O Í L TI T CA C A NA N C A I C ON O A N L A L D E D E R E R S E Í S DU D O U S O S SÓ S L Ó I L DO D S O S

P L O Í L TI T CA C A NA N C A I C ON O A N L A L D E D E R E R S E Í S DU D O U S O S SÓ S L Ó I L DO D S O S MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS PNRS RESÍDUOS SÓLIDOS RESÍDUOS SÓLIDOS: UM PROBLEMA DE CARÁTER SOCIAL, AMBIENTAL E ECONÔMICO AÇÃO ADOTADA: TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS

Leia mais