EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016"

Transcrição

1 EDITAL Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber que, nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 17.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho, são abertos, com o calendário constante do anexo I, os concursos especiais para acesso à matrícula e inscrição nos cursos conducentes ao grau de licenciado ministrados pelas Escolas do IPP. 1. Calendário das ações a desenvolver Os prazos em que devem ser praticados os atos relativos ao presente concurso constam do anexo I. 2. Cursos/vagas para os quais são admitidas candidaturas 2.1. São admitidas candidaturas aos concursos especiais para os cursos conducentes ao grau de licenciado ministrados pelas Escolas do Instituto Politécnico do Porto, com as vagas fixadas por Escola/curso/contingente constantes do anexo III As vagas eventualmente sobrantes num contingente/curso podem, por despacho do Presidente da Escola, reverter para outro(s) contingente(s)/regime do mesmo curso Na ausência do despacho referido no número anterior, as vagas eventualmente sobrantes num contingente/curso revertem para outro(s) contingente(s) com a seguinte ordem de prioridade : CE1; CE4; CE2; CE Será realizada uma 2.ª fase de candidaturas, nos prazos fixados no anexo I, para a(o) Escola/curso/contingente em que se verifique a existência de vagas sobrantes da 1.ª fase do concurso. 3. Condições de Acesso e Ingresso 3.1. Podem candidatar-se aos Concursos Especiais: a) Estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos 1 ; b) Titulares de cursos superiores 2 ; c) Titulares de um diploma de técnico superior profissional 3 ; d) Titulares de um diploma de especialização tecnológica Podem ainda candidatar-se aos Concursos Especiais os titulares dos extintos cursos do Magistério Primário, de Educadores de Infância e de Enfermagem Geral que comprovem, simultaneamente, a 1 Alínea a) do n.º 1 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho 2 Alínea d) do n.º 1 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho 3 Alínea c) do n.º 1 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho 4 Alínea b) do n.º 1 do artigo 3.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho 1/18

2 titularidade de um curso do ensino secundário, complementar do ensino secundário ou do 10.º/11.º anos de escolaridade, doravante designados titulares de um curso médio A candidatura de estudantes aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos está condicionada à obtenção da classificação mínima fixada na prova específica realizada no ano da candidatura, nos termos da regulamentação aplicável, disponível para consulta em nas opções de menu <Candidaturas> <Maiores de 23 anos> A candidatura de titulares de cursos superiores ou de titulares de cursos médios para os ciclos de estudos conducentes ao grau de licenciado em Música e em Teatro da ESMAE está condicionada à obtenção do resultado final de Apto nas provas específicas de acesso à ESMAE realizadas no ano da candidatura, nos termos da regulamentação aplicável, disponível para consulta em nas opções de menu <Candidaturas> <ESMAE> <Provas Específicas de Acesso> As candidaturas para cursos em que sejam exigidos pré-requisitos no âmbito do regime geral de acesso, estão condicionadas à satisfação dos mesmos, nos termos da regulamentação aplicável, disponível para consulta em nas opções de menu <Candidaturas> <Pré-Requisitos>. 4. Informações relativas à instrução dos processos de candidatura 4.1. A candidatura é efetuada online no sítio da Internet do IPP em nas opções de menu <Candidaturas> <Concursos Especiais> nos prazos fixados no anexo I. O processo de candidatura é instruído com: a) Preenchimento online do boletim de candidatura; b) Carregamento no sistema online da seguinte documentação: (i) cópia do bilhete de identidade e do cartão de contribuinte (ou equivalentes legais); (ii) cópia de documento comprovativo de residência legal em Portugal há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em 31 de agosto do ano em que presente ingressar no ensino superior, caso não seja nacional de um Estado membro da União Europeia (se aplicável); (iii) documento(s) comprovativo(s) da titularidade das situações pessoais e habilitacionais conforme anexo II; c) Pagamento da taxa de candidatura no valor de 60 (sessenta euros), efetuado através da rede de multibanco pagamento de serviços, utilizando para o efeito a referência multibanco gerada no sistema online A falta de qualquer documento obrigatório implica a exclusão da candidatura. Os documentos obrigatórios na instrução do processo de candidatura são os indicados no anexo II No caso de curso com dois regimes - diurno e pós-laboral - desde que se encontrem fixadas vagas, a candidatura poderá ser apresentada para ambos os regimes, mediante manifestação da ordem de preferência pelo candidato A taxa de candidatura não será devolvida qualquer que seja o pretexto. 5 N.º 1 do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho 2/18

3 5. Indeferimento Liminar 5.1. Serão liminarmente indeferidas as candidaturas que se encontrem numa das seguintes situações: a) Não sejam efetuadas e submetidas nos termos e prazos fixados no presente Edital; b) Não cumpram o pagamento da taxa prevista no período fixado para a candidatura; c) Sejam efetuadas por candidatos em situação irregular de propinas ou com qualquer outro valor em débito ao IPP, independentemente da sua natureza Em caso de indeferimento liminar, os candidatos serão notificados por via eletrónica e através do sistema online. 6. Seleção e Seriação 6.1. A seleção e seriação dos candidatos é efetuada por um Júri nomeado pelo Presidente da Escola Compete ao Júri agrupar as candidaturas a cada curso e contingente de acordo com as regras seguintes: a) No contingente CE1 serão incluídas as candidaturas efetuadas por titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas no IPP para o curso pretendido, no ano civil em que é feita a candidatura; b) No contingente CE2 serão incluídas as candidaturas efetuadas por titulares de um curso superior e titulares de um curso médio. c) No contingente CE3 serão incluídas as candidaturas efetuadas por titulares de um diploma de técnico superior profissional; d) No contingente CE4 serão incluídas as candidaturas efetuadas por titulares de um diploma de especialização tecnológica aceites como habilitação de acesso em conformidade com o definido no anexo IV O Júri poderá admitir a candidatura de titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, realizadas no ano civil em que é feita a candidatura, no IPP ou em outro estabelecimento de ensino superior, para o par Escola/curso diferente daquele em que obtiveram o resultado final de Apto, mediante inclusão no processo de candidatura de requerimento devidamente fundamentado acompanhado do(s) documento(s) comprovativo(s) da titularidade das situações pessoais e habilitacionais, conforme anexo II. 7. Critérios de Seriação 7.1. No contingente CE1 os candidatos serão seriados pela aplicação sucessiva dos seguintes critérios: a) Classificação final obtida nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos, por ordem decrescente; b) Classificação obtida na prova específica, por ordem decrescente. 3/18

4 7.2. No contingente CE2 os candidatos serão seriados pela aplicação sucessiva dos seguintes critérios: a) Maior número de créditos ECTS potencialmente creditáveis; b) Melhor média ponderada das classificações obtidas nas unidades curriculares correspondentes aos créditos referidos na alínea anterior. O fator de ponderação é o número de créditos ECTS de cada unidade curricular do curso de proveniência, ou não existindo essa informação, o número de créditos ECTS do curso para que é apresentada a candidatura; c) Classificação final do curso de que é titular, arredondada às unidades, por ordem decrescente No contingente CE3 os candidatos serão seriados pela classificação final obtida no diploma de técnico superior profissional, por ordem decrescente No contingente CE4 os candidatos serão seriados pela classificação final obtida no diploma de especialização tecnológica (DET), por ordem decrescente Na seriação só serão consideradas as referências devidamente comprovadas Os resultados do concurso serão divulgados através de Edital de resultados, publicado no sítio da Internet do IPP em nas opções de menu <Candidaturas> <Concursos Especiais> no separador [Resultados] A decisão sobre as candidaturas exprime-se através de um dos seguintes resultados: a) Colocado; b) Não colocado; c) Excluído A menção da situação de excluído carece de ser acompanhada da respetiva fundamentação. 8. Desempate Sempre que em face da aplicação dos critérios de seriação fixados para cada um dos cursos e contingentes se verifique uma situação de empate para o preenchimento do último lugar disponível serão criadas vagas adicionais. 9. Informações relativas à instrução dos processos de reclamação 9.1. Dos resultados do concurso podem os candidatos apresentar reclamação devidamente fundamentada A reclamação é efetuada online no sítio da Internet do IPP em nas opções de menu <Candidaturas> <Concursos Especiais> no separador [Reclamações] nos prazos fixados no anexo I. O processo de reclamação é instruído com: a) Preenchimento online do formulário de reclamação; b) Pagamento da taxa de reclamação no valor de 55 (cinquenta e cinco euros), efetuado através da rede de multibanco pagamento de serviços, utilizando para o efeito a referência multibanco gerada no sistema online. 4/18

5 9.3. São liminarmente indeferidas as reclamações não fundamentadas, bem como as que não cumpram o pagamento da taxa de reclamação ou não tenham sido submetidas nos termos previstos nos números anteriores A decisão sobre as reclamações compete ao Presidente do IPP sob proposta do respetivo Júri, sendo comunicada ao reclamante por via eletrónica e através do sistema online Os candidatos cuja reclamação seja deferida e resultar em colocação, têm de efetuar a matrícula e inscrição no prazo máximo de quatro dias úteis após a data de envio da notificação por via eletrónica A taxa de reclamação apenas será devolvida nos casos em que a reclamação seja deferida Havendo direito à devolução da taxa de reclamação, o pedido de reembolso deve ser efetuado pelos candidatos através de requerimento online em nas opções de menu <Candidaturas> <Concursos Especiais> no separador [Requerimentos] com informação do NIB para o qual deverá ser realizada a transferência bancária. 10. Exclusão de candidatos São excluídos do processo de candidatura em qualquer momento do mesmo, os candidatos que: a) Não apresentem todos os documentos obrigatórios indicados no anexo II; b) Se encontrem com a inscrição prescrita no ensino superior público; c) Prestem falsas declarações; d) Não satisfaçam qualquer das condições de acesso e ingresso fixadas Considerando o disposto no artigo 4.º do Decreto-Lei n.º 36/2014, de 10 de março, diploma que regula o estatuto do estudante internacional, são ainda excluídos os estudantes estrangeiros considerados «estudantes internacionais» ou que, não sendo nacionais de um Estado membro da União Europeia, não apresentem o documento referido no n.º 4.1 alínea b) (ii) do presente edital São considerados nulos, todos os atos decorrentes de falsas declarações incluindo a própria matrícula e inscrição Em caso de exclusão, os candidatos serão notificados por via eletrónica e através do sistema online. 11. Situações excecionais Será permitido aos candidatos que comprovadamente não possam efetuar a candidatura e/ou a reclamação online, efetuar a(s) mesma(s) nos serviços da área académica da Escola que ministra o curso pretendido ou no Gabinete de Organização Académica dos Serviços da Presidência do IPP Será permitido aos candidatos que não possam efetuar o pagamento da taxa de candidatura ou de reclamação através da rede de multibanco pagamento de serviços, realizar o(s) mesmo(s) em numerário ao balcão do Gabinete de Organização Académica dos Serviços da Presidência do IPP ou, no 5/18

6 caso de ser candidato estrangeiro, através de transferência bancária para o IBAN indicado no sistema online Relativamente aos prazos fixados no anexo I não será admitida qualquer exceção. 12. Informações e esclarecimentos Os candidatos poderão obter informações e esclarecimentos junto dos serviços da área académica da Escola que ministra o curso pretendido ou no Gabinete de Organização Académica dos Serviços da Presidência do IPP. Os contactos encontram-se disponíveis no sistema online. 13. Matrícula Inscrição, Emolumentos e Propina As matrículas e inscrições dos candidatos colocados serão realizadas no prazo estabelecido no anexo I, nos serviços da área académica da Escola que ministra o curso ou através dos meios eletrónicos que a Escola disponibilize A matrícula/inscrição está sujeita ao pagamento da taxa de inscrição e de seguro escolar no valor de 30, constantes da Resolução IPP/CGEST-04/2014, e ao pagamento do valor da propina constante da Deliberação IPP/CG-02/ Às matrículas e inscrições aplicam-se as regras e procedimentos previstos nos regulamentos e na tabela de emolumentos em vigor no IPP Concluída a última fase de candidaturas para cada Escola/curso/contingente, no caso de algum candidato colocado desistir expressamente da matrícula e inscrição, ou não comparecer a realizar a mesma, os serviços da área académica das Escolas, no prazo de três dias úteis após o termo do período de matrícula e inscrição, convocarão por via eletrónica, à matrícula e inscrição o(s) candidato(s) não colocado(s) na lista ordenada, por ordem decrescente de classificação, até esgotar as vagas ou aqueles candidatos Os candidatos a que se refere o número anterior terão um prazo improrrogável de quatro dias úteis após a data de envio da notificação para procederem à matrícula e inscrição Os serviços da área académica das Escolas convocarão por via eletrónica os estudantes a apresentar os documentos obrigatórios originais carregados no sistema online em sede da candidatura Os estudantes a que se refere o número anterior terão um prazo de sete dias úteis após a data de envio da notificação para procederem à apresentação dos documentos, sob pena de inibição da prática de quaisquer atos académicos. Instituto Politécnico do Porto, 30 de julho de 2015 A Vice-Presidente do IPP Delminda Lopes (Eng.ª) 6/18

7 ANEXO I CALENDÁRIO 1ª FASE DE CANDIDATURAS AÇÃO PRAZO Afixação do Edital Até 31 julho 2015 Candidaturas 1 a 29 agosto 2015 Afixação dos Editais de resultados Até 14 setembro 2015 Reclamações 6 15 a 17 setembro 2015 Matrículas e inscrições 16 a 21 setembro 2015 Decisão sobre as reclamações Até 24 setembro 2015 Matrículas e inscrições dos candidatos cuja reclamação seja atendida 29 e 30 setembro ª FASE DE CANDIDATURAS AÇÃO PRAZO Afixação do mapa das vagas sobrantes 24 setembro 2015 Candidaturas 25 setembro a 10 outubro 2015 Afixação dos Editais de resultados Até 20 outubro 2015 Reclamações 6 20 a 22 outubro 2015 Matrículas e inscrições 22 a 28 outubro 2015 Decisão sobre as reclamações 27 outubro 2015 Matrículas e inscrições dos candidatos cuja reclamação seja atendida 29 e 30 outubro As reclamações podem ser entregues, ainda, até ao fim do prazo previsto no Código do Procedimento Administrativo. 7/18

8 ANEXO II Documento(s) comprovativo(s) da titularidade das situações pessoais e habilitacionais 1. Comprovativo de não prescrição de inscrição no ensino superior- Obrigatório (só para estudantes inscritos no ano letivo 2014/2015 em estabelecimento de ensino superior público não pertencente ao IPP); 2. Comprovativo da satisfação dos pré-requisitos exigidos Obrigatório (se aplicável); 3. Comprovativo de aprovação nas provas específicas de acesso aos cursos de licenciatura em Música e em Teatro da ESMAE Obrigatório (se aplicável); 4. Certidão de aprovação nas Provas Especialmente Adequadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos maiores de 23 anos, com discriminação da classificação final e da classificação obtida na prova específica exigida para acesso ao par Escola/curso Obrigatório (aplicável a titulares de provas para maiores de 23); 5. Requerimento fundamentado indicado no número 6.3 do presente Edital (se aplicável) (titulares de provas para maiores de 23); 6. Certidão comprovativa da titularidade de um curso superior nacional, de equivalência a um curso superior nacional ou de reconhecimento de um curso superior estrangeiro a um grau superior português com a respetiva classificação final Obrigatório (aplicável a titulares de curso superior); 7. Certidão discriminada das unidades curriculares realizadas no Ensino Superior (aplicável a titulares de curso superior ou de curso médio); 8. Plano de estudos do curso de que é titular (aplicável a titulares de curso superior ou de curso médio); 9. Certidão(ões) de conteúdos programáticos, cargas horárias e créditos ECTS (quando possível), das unidades curriculares realizadas no ensino superior (aplicável a titulares de curso superior ou de curso médio); 8/18

9 ANEXO II (Cont.) Documento(s) comprovativo(s) da titularidade das situações pessoais e habilitacionais 10. Certidão comprovativa da titularidade do Curso do Magistério Primário, do Curso de Educadores de Infância ou do Curso de Enfermagem Geral, com a respetiva classificação final Obrigatório (aplicável a titulares de curso médio); 11. Certidão comprovativa da titularidade de um curso do ensino secundário, de um curso complementar do ensino secundário ou do 10.º/11.º anos de escolaridade Obrigatório (aplicável a titulares de curso médio); 12. Diploma de técnico superior profissional Obrigatório (aplicável a titulares de diploma de técnico superior profissional); 13. Diploma de especialização tecnológica Obrigatório (aplicável a titulares de diploma de especialização tecnológica). Notas importantes: - A falta de qualquer documento Obrigatório implica a exclusão da candidatura. - A falta de qualquer outro documento determina a não consideração da respetiva informação na aplicação dos critérios de seriação podendo prejudicar a candidatura. - Os estudantes do IPP poderão apresentar como documentos comprovativos referidos nos pontos 7, 8 e 9 os obtidos através da Secretaria Online da sua Escola ou, no caso dos estudantes do ISEP, através do Portal do ISEP. - Os candidatos que realizaram provas de pré-requisitos, provas para maiores de 23 anos, ou provas específicas de acesso à ESMAE, no IPP, poderão apresentar como documentos comprovativos referidos nos pontos referidos nos pontos 2, 3 e 4, exigidos para acesso ao par Escola/curso para que as realizaram, a pauta de resultados das provas disponível no sistema de candidaturas online do IPP. 9/18

10 ANEXO III VAGAS ESCOLA LICENCIATURA Nº DE VAGAS Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) CE1 CE2 CE3 CE4 Engenharia Civil Engenharia de Computação e Instrumentação Médica Engenharia de Sistemas Engenharia Eletrotécnica - Sistemas Elétricos de Energia Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Engenharia Geotécnica e Geoambiente Engenharia Informática Engenharia Mecânica Engenharia Mecânica Automóvel Engenharia Química Biorrecursos* Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão (ESEIG) CE1 CE2 CE3 CE4 Ciências e Tecnologias da Documentação e Informação Contabilidade e Administração Contabilidade e Administração Pós-Laboral Design Engenharia Biomédica Engenharia e Gestão Industrial Gestão e Administração Hoteleira Recursos Humanos Tecnologias e Sistemas de Informação para a Web Legenda: CE1 Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos CE2 Titulares de cursos superiores e titulares de um curso médio CE3 Titulares de um diploma de técnico superior profissional CE4 Titulares de um diploma de especialização tecnológica * No ano letivo 2015/2016 apenas funcionará o 1.º ano curricular do curso 10/18

11 ANEXO III (Cont.) VAGAS ESCOLA LICENCIATURA Nº DE VAGAS Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras (ESTGF) CE1 CE2 CE3 CE4 Ciências Empresariais Ciências Empresariais Pós-Laboral Engenharia Informática Segurança Informática em Redes de Computadores Sistemas de Informação para a Gestão Solicitadoria Solicitadoria Pós-Laboral Tecnologias da Madeira Segurança do Trabalho e Ambiente* Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) CE1 CE2 CE3 CE4 Assessoria e Tradução Assessoria e Tradução Pós-Laboral Comércio Internacional Comércio Internacional Pós-Laboral Comunicação Empresarial Comunicação Empresarial Pós-Laboral Contabilidade e Administração Contabilidade e Administração Pós-Laboral Criatividade e Inovação Empresarial* Gestão das Atividades Turísticas Gestão das Atividades Turísticas Pós-Laboral Marketing Marketing Pós-Laboral Legenda: CE1 Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos CE2 Titulares de cursos superiores e titulares de um curso médio CE3 Titulares de um diploma de técnico superior profissional CE4 Titulares de um diploma de especialização tecnológica * No ano letivo 2015/2016 apenas funcionará o 1.º ano curricular do curso 11/18

12 ANEXO III (Cont.) VAGAS ESCOLA LICENCIATURA Nº DE VAGAS Escola Superior de Educação (ESE) CE1 CE2 CE3 CE4 Artes Visuais e Tecnologias Artísticas Ciências do Desporto Educação Básica Educação Musical Educação Social Educação Social Pós-Laboral Gestão do Património Gestão do Património Pós-Laboral Línguas e Culturas Estrangeiras Tradução e Interpretação em Língua Gestual Portuguesa Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP) CE1 CE2 CE3 CE4 Audiologia Biotecnologia Medicinal* Ciências Biomédicas Laboratoriais* Farmácia Fisiologia Clínica* Fisioterapia Imagem Médica e Radioterapia* Saúde Ambiental Terapia da Fala Terapia Ocupacional Ortóptica* Legenda: CE1 Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos CE2 Titulares de cursos superiores e titulares de um curso médio CE3 Titulares de um diploma de técnico superior profissional CE4 Titulares de um diploma de especialização tecnológica * No ano letivo 2015/2016 apenas funcionará o 1.º ano curricular do curso 12/18

13 ANEXO III (Cont.) VAGAS ESCOLA LICENCIATURA Nº DE VAGAS Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo (ESMAE) CE1 CE2 CE3 CE4 Música, variante de Canto Música, variante de Composição Música, variante de Instrumento, ramo Cordas Música, variante de Instrumento, ramo Percussão Música, variante de Instrumento, ramo Piano e Teclas Música, variante de Instrumento, ramo Sopros Música, variante de Jazz Música, variante de Música Antiga Música, variante de Produção e Tecnologias da Música Teatro, variante Interpretação Teatro, variante Produção e Design, ramo Cenografia Teatro, variante Produção e Design, ramo Direção de Cena Teatro, variante Produção e Design, ramo Figurino Teatro, variante Produção e Design, ramo Luz e Som Tecnologia da Comunicação Audiovisual Tecnologia da Comunicação Multimédia Legenda: CE1 Titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos CE2 Titulares de cursos superiores e titulares de um curso médio CE3 Titulares de um diploma de técnico superior profissional CE4 Titulares de um diploma de especialização tecnológica 13/18

14 ANEXO IV LISTA DE CET ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO (ISEP) LICENCIATURA Biorrecursos Engenharia Civil Engenharia de Computação e Instrumentação Médica Engenharia de Sistemas CET Análises Físico-Químicas Análises Químicas e Biológicas Análises Químicas e Microbiológicas Gestão Ambiental Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão da Qualidade e Sistemas Ambientais Higiene Ocupacional Microbiologia Química Industrial Qualidade Alimentar Qualidade Ambiental Qualidade, Ambiente e Segurança Segurança e Higiene Alimentar Técnicas de Gestão Ambiental Técnico de Laboratório Tecnologia Alimentar Tratamento de Águas e Efluentes Condução de Obra Condução e Acompanhamento de Obra Conservação e Reabilitação de Edificações Construção Civil e Obras Públicas Construção e Obras Públicas Construção e Reabilitação Urbana Construção Sustentável Encarregado de Construção Civil Manutenção e Reabilitação de Edifícios Reabilitação Energética e Conservação de Infraestruturas - Edificações Auditoria a Sistemas de Gestão Automação, Robótica e Controlo Industrial Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão de Redes e Sistemas Informáticos 14/18

15 ANEXO IV (Cont.) LISTA DE CET ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO (ISEP) LICENCIATURA Engenharia Eletrotécnica Sistemas Elétricos de Energia Engenharia Eletrotécnica e de Computadores Engenharia Geotécnica e Geoambiente Engenharia Informática Engenharia Mecânica CET Automação, Robótica e Controlo Industrial Automação, Robótica e Controlo Industrial Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Qualidade Ambiental Auditoria a Sistemas de Gestão Condução de Obra Gestão Ambiental Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão da Qualidade e Sistemas Ambientais Produção Industrial de Rochas Ornamentais e Industriais Desenvolvimento de Produtos Multimédia Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Auditoria a Sistemas de Gestão Desenho e Projeto de Metalomecânica Energia e Climatização Energias Renováveis Fabricação Automática Gestão da Manutenção Gestão da Produção Mecânica Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão Industrial Manutenção Industrial Organização e Gestão Industrial Produção Mecânica Refrigeração e Climatização Tecnologia Mecânica Tecnologia Mecatrónica 15/18

16 ANEXO IV (Cont.) LISTA DE CET ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO (ISEP) LICENCIATURA Engenharia Mecânica Automóvel Engenharia Química CET Desenho e Projeto de Metalomecânica Energias Renováveis Fabricação Automática Gestão da Manutenção Gestão Industrial Organização e Gestão Industrial Produção Mecânica Tecnologia Mecânica Análises Físico-Químicas Análises Químicas e Biológicas Análises Químicas e Microbiológicas Gestão Ambiental Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão da Qualidade e Sistemas Ambientais Higiene Ocupacional Microbiologia Qualidade Alimentar Qualidade Ambiental Qualidade, Ambiente e Segurança Química Industrial Segurança e Higiene Alimentar Técnicas de Gestão Ambiental Técnico de Laboratório Tecnologia Alimentar Tratamento de Águas e Efluentes ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DO PORTO (ESTSP) LICENCIATURA Farmácia Saúde Ambiental CET Microbiologia e Técnico de Laboratório Qualidade Ambiental 16/18

17 ANEXO IV (Cont.) LISTA DE CET ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO ESCOLA SUPERIOR DE ESTUDOS INDUSTRIAIS E DE GESTÃO (ESEIG) LICENCIATURA Ciências e Tecnologia da Documentação e Informação Contabilidade e Administração (D+PL) Engenharia e Gestão Industrial Gestão e Administração Hoteleira Tecnologias e Sistemas de Informação para a Web CET Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Banca e Seguros Técnicas de Contabilidade e Empreendedorismo Automação, Robótica e Controlo Industrial Energia e Climatização Gestão da Qualidade e Ambiente Organização e Gestão Industrial Tecnologia Mecatrónica Gestão de Turismo Gestão e Produção de Cozinha Gestão e Produção de Pastelaria Gestão Hoteleira de Restauração e Bebidas Gestão Hoteleira e Alojamento Técnicas e Gestão do Turismo Técnicas e Gestão Hoteleira Turismo de Ar Livre Desenvolvimento de Produtos Multimédia Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Informática de Gestão Tecnologias e Programação de Sistemas Informáticos ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS (ESTGF) LICENCIATURA Ciências Empresariais (D+PL) CET Auditoria a Sistemas de Gestão Banca e Seguros Contabilidade e Fiscalidade Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança Gestão de Turismo 17/18

18 ANEXO IV (Cont.) LISTA DE CET ACEITES COMO HABILITAÇÃO DE ACESSO ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS (ESTGF) LICENCIATURA Engenharia Informática Segurança Informática em Redes de Computadores Sistemas de Informação para a Gestão Solicitadoria (D+PL) Tecnologias da Madeira CET Automação, Robótica e Controlo Industrial Banca e Seguros Desenvolvimento de Produtos Multimédia Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Automação, Robótica e Controlo Industrial Desenvolvimento de Produtos Multimédia Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Telecomunicações e Redes Auditoria a Sistemas de Gestão Banca e Seguros Contabilidade e Fiscalidade Desenvolvimento de Produtos Multimédia Gestão da Qualidade e Ambiente Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança Gestão de Redes e Sistemas Informáticos Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Tecnologias e Programação de Sistemas de Informação Banca e Seguros Contabilidade e Fiscalidade Finanças, Banca e Seguros Gestão e Administração Secretariado e Trabalho Administrativo Técnicas e Secretariado Jurídico Automação, Robótica e Controlo Industrial Organização e Gestão Industrial Tecnologia Mecânica 18/18

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO EDIÇÃO 2013/2014 EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto, Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber que,

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS EDIÇÃO 2015/2016

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS EDIÇÃO 2015/2016 EDITAL Por delegação de competências da Presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, faz saber, nos termos do artigo 4.º do Regulamento dos Cursos

Leia mais

TPG FO1ifliC0 cl Guarda

TPG FO1ifliC0 cl Guarda Øw TPG FO1ifliC0 cl Guarda EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2015/2016 Constantino Mendes Rei, Presidente do Instituto Politécnico

Leia mais

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Letivo 2013/2014 Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais (Decreto-Lei nº393-b/99, de 2 de outubro, alterado pelo Decreto-lei nº64/2006, de 21 de março, pelo Decreto-Lei nº88/2006, de 23 de maio, e pela

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO JUNHO 2013 APROVADO PELO DESPACHO IPP/P-050/2013 [1 11] ÍNDICE Objeto... 3 Âmbito... 3 Conceitos...

Leia mais

E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO EDIÇÃO 2009/2010

E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO EDIÇÃO 2009/2010 E D I T A L INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR EDIÇÃO 2009/2010 2010 O Presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP), Vítor Correia Santos,

Leia mais

Considerando o disposto no Decreto-Lei n.º 88/2006, de 23 de maio, que regula os cursos de especialização tecnológica.

Considerando o disposto no Decreto-Lei n.º 88/2006, de 23 de maio, que regula os cursos de especialização tecnológica. Regulamento do Concurso Especial de Acesso aos Cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós- Secundários Tendo por base

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior OUTUBRO, 2015 REG.CTC.08.01 Página 1 de 6 Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior da Escola

Leia mais

TPG f OIitfliCO da Guarda

TPG f OIitfliCO da Guarda TPG f OIitfliCO da Guarda CONCURSO DE ACESSO A CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) DO INSTITUTO POLITÉCNICO DA GUARDA Edição de 2015/2016 EDITAL CONSTANTINO MENDES REI, Presidente do Instituto

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior nos Cursos Ministrados na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro TÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito O presente

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE INGRESSO NA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI PARA TITULARES DE CURSOS SUPERIORES

REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE INGRESSO NA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI PARA TITULARES DE CURSOS SUPERIORES REGULAMENTO DO CONCURSO ESPECIAL DE INGRESSO NA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI PARA TITULARES DE CURSOS SUPERIORES Artigo 1º (Objeto) 1 - O presente Regulamento disciplina o concurso

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Versão: 01 Data: 15/06/2009 Elaborado: Verificado: Aprovado: RG-PR12-02 Vice-Presidente do

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM TERAPIA OCUPACIONAL ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA DESPACHO SP/3/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Nos termos dos artigos 2.º e 3.º do Regulamento do Estatuto do Estudante Internacional

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO E DE REINGRESSO NOS CURSOS DE MESTRADO. Edição de 2014/2015 EDITAL

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO E DE REINGRESSO NOS CURSOS DE MESTRADO. Edição de 2014/2015 EDITAL EDITAL João Alberto Sobrinho Teixeira, Presidente do Instituto Politécnico de Bragança; João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave; Maria do Rosário Gambôa

Leia mais

Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado

Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão Machado ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DR. JOSÉ TIMÓTEO MONTALVÃO MACHADO Regulamento dos concursos especiais para acesso e ingresso ao ensino superior na Escola Superior de Enfermagem Dr. José Timóteo Montalvão

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino Superior 1 Artigo 1º Objeto e âmbito O disposto no presente regulamento aplica-se aos ciclos de estudos conducentes ao

Leia mais

Regulamento dos regimes de reingresso, mudança de curso, transferência e do concurso especial de acesso para titulares de cursos superiores.

Regulamento dos regimes de reingresso, mudança de curso, transferência e do concurso especial de acesso para titulares de cursos superiores. Regulamento dos regimes de reingresso, mudança de curso, transferência e do concurso especial de acesso para titulares de cursos superiores Preâmbulo De acordo com a portaria n.º 401/2007, de 5 de Abril,

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2015 Março de 2015 ÍNDICE Artigo 1º... 3 Objeto e Âmbito...

Leia mais

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Lectivo 2008/2009

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Lectivo 2008/2009 Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais (DL nº393-b/99 de 2 de Outubro, Portaria nº854-a/99 de 4 de Outubro, Portaria nº1081/2001 de 5 de Setembro, Portaria nº393/2002 de 12 de Abril)

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA NOS CURSOS DA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO. Artigo 1.

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA NOS CURSOS DA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO. Artigo 1. REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA NOS CURSOS DA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO Artigo 1.º Objeto O presente regulamento disciplina os regimes de reingresso,

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores,

Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores, Regulamento Geral dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso e do concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores, Pós- Secundários e Médios 2014 2014 ÍNDICE Preâmbulo...

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 014/R/39 1. Nos termos dos Despachos n.ºs 17/007 e 18/007, de 0 de julho, as vagas para os Concursos Especiais de Acesso e para Regimes de Mudança de Curso e Transferência, 1.º ano, 1.º semestre,

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Considerando o disposto na Portaria nº 268/2002 publicado em Diário da República, I Série-B, Nº61 de 13

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA

DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA DESPACHO SP/61/2015 CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS, DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA Face à necessidade de ajustar o regime do Estudante Internacional do Instituto

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Considerando o disposto na Portaria nº 268/2002 publicado em Diário da República, I Série-B, Nº61 de 13

Leia mais

Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado

Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Regulamento dos regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência no Ciclo de Estudos conducente ao Grau de Licenciado (Preâmbulo)

Leia mais

Cod. Vagas 2014 Estudantes 3123 IP Portalegre - ES Agrária

Cod. Vagas 2014 Estudantes 3123 IP Portalegre - ES Agrária EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO PARA ESTUDANTES INTERNACIONAIS Nos termos do Decreto-Lei nº 36/2014, de 10 de março e do Regulamento do Estudante Internacional do Instituto Politécnico de

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016 EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL Ano letivo de 2015/2016 João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), torna público a

Leia mais

EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NO ENSINO SUPERIOR 2015/2016

EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NO ENSINO SUPERIOR 2015/2016 EDITAL REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NO ENSINO SUPERIOR 205/206 (Portaria n.e 40/2007, de 5 de abril, alterada pela portaria n.s 232-A/203, de 22 de julho, e pelo Decreto-Lei

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO APROVADO 30 de junho de 2014 O Presidente, ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO (Paulo Parente) REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO CURSO DE LICENCIATURA EM ENFERMAGEM E DAS PROVAS

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferências e Reingressos do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 - O presente regulamento disciplina, no cumprimento

Leia mais

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso

Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso, Mudança de Par/Instituição/Curso A Portaria nº 181-D/2015, de 19 de junho, aprova o Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição

Leia mais

ESE POLITCNiCQ. r FASE EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM)

ESE POLITCNiCQ. r FASE EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM) ESE POLITCNiCQ DOPORTO ESCOLA SUPERIOR DE EDUCACÃO EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM) r FASE Paulo Alberto da Silva Pereira, Presidente

Leia mais

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8

C1 C2 C3 C4 C5 C6 a) 6 2 1 2 1. Licenciatura em Design a) 20 8 10 14 8 EDITAL 1º Ciclo de Estudos - Ano Letivo 2015/2016 Concurso para os regimes de Reingresso, Mudança de Curso, Transferência, e Concursos Especiais de Ingresso (titulares de curso médio ou superior e maiores

Leia mais

3. Condições de ingresso:

3. Condições de ingresso: EDITAL Concurso institucional aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais em «Intervenção Social e Comunitária» e em «Comunicação Digital» para o ano letivo de 2015/2016. Cumprindo com o previsto no número

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Considerando o disposto na Portaria nº 268/2002 publicada em Diário da República, I Série-B, Nº 61 de 13

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA 2158 Diário da República, 1.ª série N.º 73 15 de abril de 2013 3) Despesas que resultem de transações entre cônjuges, parentes e afins em linha reta, entre adotantes e adotados e entre tutores e tutelados;

Leia mais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento das Condições de Ingresso dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Artigo 1.º Objeto e âmbito de aplicação O Presente Regulamento, nos termos dos artigos 11º, Condições de Ingresso, e 24º,

Leia mais

Anexo 7 CTC 25/1/2012

Anexo 7 CTC 25/1/2012 Anexo7 CTC25/1/2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Educação de Lisboa

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Considerando o disposto na Portaria nº 268/2002 publicada em Diário da República, I Série-B, Nº61 de 13

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM REABILITAÇÃO URBANA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL EDIÇÃO 2014/2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da

Leia mais

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt EDITAL Olímpio de Jesus Pereira Sousa Castilho, Presidente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Instituto Politécnico do Porto, faz saber que: 1. Está aberto o concurso para admissão

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO NOS CURSOS MINISTRADOS NO IPAM AVEIRO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO NOS CURSOS MINISTRADOS NO IPAM AVEIRO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO NOS CURSOS MINISTRADOS NO IPAM AVEIRO O Decreto-Lei nº 196/2006, de 10 de Outubro, criou as condições

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO (Aprovado em reunião do Conselho Científico de 25 de maio de 2007) (Alterado em reunião do Conselho Técnico-Científico de 30 de abril

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2015/2016

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2015/2016 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no ano letivo

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA A Portaria n.º 401/2007, de 5 de abril, aprovou o Regulamento

Leia mais

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência

Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência Regulamento dos Regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência A Portaria n 401/2007, de 5 de Abril, aprova o Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso no Ensino

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO. Artigo 1.º. Objecto e âmbito REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO Artigo 1.º Objecto e âmbito 1 O presente regulamento disciplina, no cumprimento da Portaria n.º 401/2007, de 5 de Abril, os concursos

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO APROVADO 30 de dezembro de 2014 O Presidente, ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO (Paulo Parente) REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA Capítulo I Disposições gerais

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA Página 1 de 6 Preâmbulo O presente regulamento define as regras de acesso e ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais do e institui os critérios pelos quais se pautam as provas de avaliação

Leia mais

Regulamento de Acesso e Ingresso

Regulamento de Acesso e Ingresso Página 1 de 7 Preâmbulo O presente regulamento define as regras de acesso e ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais do ISVOUGA e institui os critérios pelos quais se pautam as provas de avaliação

Leia mais

DESPACHO Nº 18/2007. Assunto: Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso

DESPACHO Nº 18/2007. Assunto: Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso DESPACHO Nº 18/2007 Assunto: Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso Nos termos do nº 1 do artigo 10º do Regulamento dos Regimes de Mudança de Curso, Transferência e Reingresso,

Leia mais

Reitoria. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-40/2015

Reitoria. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-40/2015 Reitoria despacho RT-40/2015 Por proposta dos Serviços Académicos da Universidade do Minho, é homologado, para o ano letivo de 2015/16, o Regulamento dos Concursos Especiais para Acesso ao Ensino Superior

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2014/2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no ano letivo

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017)

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017) EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA (Edição 2015-2017) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS PREÂMBULO Nos termos do artigo 11.º do Decreto -Lei n.º 43/2014 de 18 de março, é aprovado o Regulamento das Condições de Ingresso nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) do Instituto Politécnico

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO E DOS CONCURSOS ESPECIAIS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO (IPVC)

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO E DOS CONCURSOS ESPECIAIS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO (IPVC) REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO E DOS CONCURSOS ESPECIAIS DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO (IPVC) Nos termos do disposto nos artigos 12º e 15º do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO ESTUDANTE INTERNACIONAL

REGULAMENTO ESTUDANTE INTERNACIONAL REGULAMENTO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL REGULAMENTO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL Considerando o Estatuto do Estudante Internacional, aprovado pelo Decreto -Lei n.º 36/2014, de 10 de março, é aprovado o presente

Leia mais

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto

Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Disposição geral Objeto Regulamento de Ingresso e Acesso para Estudantes Internacionais da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa SECÇÃO A Disposição geral Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as normas aplicáveis

Leia mais

a) Estar ou ter estado inscrito num curso superior, diferente de um a

a) Estar ou ter estado inscrito num curso superior, diferente de um a MUDANÇA DE CURSO 1º CICLO D I R E I T O 2014/2015 PORTARIA N.º 401/2007, DE 5 DE ABRIL, ALTERADA PELA PORTARIA N.º 232-A/2013, DE 22 DE JULHO, E REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO IADE-U Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitário REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E CONCURSOS ESPECIAIS DE INGRESSO REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO,

Leia mais

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos.

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade para a Frequência do Ensino Superior dos Maiores de 23 Anos. Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril Regulamento n.º 100/2006 (Diário da República II Série de 16 de Junho de 2006) Regulamento das Provas Especialmente Adequadas Destinadas a Avaliar a Capacidade

Leia mais

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa. Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso PREÂMBULO

Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa. Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso PREÂMBULO Instituto Politécnico de Lisboa Escola Superior de Música de Lisboa Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso PREÂMBULO Nos termos do disposto no artigo 10º do Regulamento

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu. MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu. MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial EDITAL Edição 2010/2012 1. DESTINATÁRIOS Podem candidatar-se

Leia mais

REGULAMENTO. Estudante Internacional

REGULAMENTO. Estudante Internacional Estudante Internacional REGULAMENTO Elaboradopor: Aprovado por: Versão Gabinete de Apoio à Reitoria Reitor 1.1 Revisto e confirmadopor: de Aprovação Inicial Secretario Geral 11 de Agosto 2014 de aplicação

Leia mais

EDITAL PRES-EDT012-2015

EDITAL PRES-EDT012-2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no ano letivo

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AVALIAÇÃO E ANÁLISE DO INVENSTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AVALIAÇÃO E ANÁLISE DO INVENSTIMENTO IMOBILIÁRIO EDIÇÃO 2014/2015 AVALIAÇÃO E ANÁLISE DO INVENSTIMENTO IMOBILIÁRIO O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o

Leia mais

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt

EDITAL. 3. Para concretizar a candidatura deverá enviar os seguintes documentos para o e-mail: gpgrad@iscap.ipp.pt EDITAL Olímpio de Jesus Pereira Sousa Castilho, Presidente do Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Instituto Politécnico do Porto, faz saber que: 1. Está aberto o concurso para admissão

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n.

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n. UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Resolução n.º 94/2006 Por resolução do conselho directivo da Faculdade de Ciências

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012 PRES EDT006 2011 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA EDIÇÃO 2011/2012 João Manuel Simões da Rocha, Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, faz saber:

Leia mais

OUTROS REGIMES 2015/2016 MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO

OUTROS REGIMES 2015/2016 MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO Ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/ curso diferente daquele(s) em que, em anos letivos anteriores, realizou uma inscrição. A mudança

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO E DE PÓS-GRADUAÇÃO DO IPVC

PROPOSTA DE REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO E DE PÓS-GRADUAÇÃO DO IPVC PROPOSTA DE REGULAMENTO GERAL CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO E DE PÓS-GRADUAÇÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE VIANA DO CASTELO Artigo 1º Objectivo e Âmbito de Aplicação 1. O presente regulamento visa orientar

Leia mais

DESPACHO Nº 14/2007(a), com as alterações introduzidas pelo DESPACHO Nº 13/R/2011 de 11 de Abril de 2011 (Versão consolidada)

DESPACHO Nº 14/2007(a), com as alterações introduzidas pelo DESPACHO Nº 13/R/2011 de 11 de Abril de 2011 (Versão consolidada) DESPACHO Nº 14/2007(a), com as alterações introduzidas pelo DESPACHO Nº 13/R/2011 de 11 de Abril de 2011 (Versão consolidada) Assunto: Regulamento dos concursos especiais de acesso aos ciclos de estudo

Leia mais

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014

Reitoria. É revogado o Despacho RT-34/2014, de 2 junho. Universidade do Minho, 5 de dezembro de 2014. O Reitor. António M. Cunha. despacho RT-55/2014 Reitoria despacho RT-55/2014 A Universidade do Minho tem vindo a atrair um número crescente de estudantes estrangeiros, que hoje representam um importante contingente da sua comunidade estudantil. Com

Leia mais

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS DE MESTRADO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento

Leia mais

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão

Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Estudantes dos Cursos do Primeiro Ciclo da Escola Superior de Saúde do Alcoitão (Aprovado por Deliberação de Mesa nº466/14, de 22 de Abril, com as alterações

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2012-2014) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social

Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e reingresso da Escola Superior de Comunicação Social Objecto e âmbito Artigo 1.º Objecto e âmbito O presente regulamento disciplina no cumprimento

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 VAGAS o 15 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 15 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM BIOQUÍMICA EM SAÚDE ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

Candidatura ao Ensino Superior

Candidatura ao Ensino Superior Candidatura ao Ensino Superior Para concluir o ensino secundário, os alunos têm que obter aprovação a todas as disciplinas do plano de estudos do respetivo curso. Nas disciplinas não sujeitas à realização

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM FISIOTERAPIA ANO LECTIVO DE 2015/2016 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde do Porto (ESTSP),

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL Considerando que, nos termos do n 3 do artigo 45. do Decreto -Lei n 74/2006, de 24 de margo, alterado pelos Decretos-Lei n

Leia mais

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 1. Concurso Nacional de Acesso 1.1. Quem pode candidatar-se ao ensino superior? Podem candidatar-se ao ensino superior, os estudantes que satisfaçam cumulativamente, as seguintes

Leia mais

Regulamento do Concurso Local de Acesso Licenciatura em Teatro Ramo de Design de Cena

Regulamento do Concurso Local de Acesso Licenciatura em Teatro Ramo de Design de Cena Regulamento do Concurso Local de Acesso Licenciatura em Teatro Ramo de Design de Cena O curso de licenciatura em Teatro Ramo de Design de Cena ministrado no Departamento de Teatro da Escola Superior de

Leia mais

REGULAMENTO DO REGIME DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA. CAPÍTULO I Artigo 1º

REGULAMENTO DO REGIME DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA. CAPÍTULO I Artigo 1º REGULAMENTO DO REGIME DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA CAPÍTULO I Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento disciplina os regimes de Reingresso, Mudança de Curso e Transferência para os Cursos

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO GAYA

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO GAYA NORMAS REGULAMENTARES DAS LICENCIATURAS DO ISPGAYA Preâmbulo As presentes normas visam dar cumprimento ao estabelecido no artigo n.º14.º do Decreto- Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na sua redação atual,

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO REGULAMENTO GERAL DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Artigo 1º (Âmbito) O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a Matrículas e Inscrições nos diferentes

Leia mais

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE UNIDADES DE SAÚDE (Edição 2014-15)

EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE UNIDADES DE SAÚDE (Edição 2014-15) EDITAL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO E ADMINISTRAÇÃO DE UNIDADES DE SAÚDE (Edição -15) Nos termos do Despacho nº 5/ESTESC/, do Presidente da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra de 8 de maio, ouvido

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus. Curso Técnico Superior Profissional

Escola Superior de Educação João de Deus. Curso Técnico Superior Profissional Curso Técnico Superior Profissional Regulamento das Condições de Ingresso (n.º 2 do artigo 11º do DL 43/2014) Artigo 1º Objeto O presente regulamento aplica-se aos ciclos de estudos superiores denominados

Leia mais

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO

(PROPOSTA) REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO (PROPOSTA) Ú~e ~JU&~~L~ 6~i ~ / ~ 7J7t1 REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS ACADÉMICAS, EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS E OUTRA FORMAÇÃO Conforme o determinado pelo artigo 45 O A do Decreto Lei n 074/2006

Leia mais

6736-(6) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 231 2-10-1999

6736-(6) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 231 2-10-1999 6736-(6) DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 231 2-10-1999 2 Compete ao director-geral do Ensino Superior fixar, por seu despacho, os prazos em que devem ser praticados os actos a que se refere o presente

Leia mais

ISEC SGAP Paula Mexia Paulo Oliveira

ISEC SGAP Paula Mexia Paulo Oliveira Secretaria Virtual INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA MANUAL DE MATRÍCULA / INSCRIÇÃO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO CONCURSOS ESPECIAIS REINGRESSOS MUDANÇAS DE CURSO E TRANSFERÊNCIAS CTESP Revisão

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Artigo 1º (Âmbito) O presente regulamento aplica se a todos os cursos ministrados no ISEP, podendo existir casos em

Leia mais

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FAQ S 1. Quais os requisitos necessários para ingressar num Mestrado? O candidato deverá ser titular do grau de licenciatura ou de mestre sendo as áreas de formação definidas aquando da publicação do edital

Leia mais