TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado. 11.8x. março de 2015 Versão: 3.0

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado. 11.8x. março de 2015 Versão: 3.0"

Transcrição

1 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado 11.8x março de 2015 Versão: 3.0

2 1

3 Sumário 1 Objetivos Introdução Cadastros Cadastros de Unidades de CME Cadastros de Motivos de descarte Cadastros de Equipamentos Cadastros de Tipo de Invólucro Cadastros de Método de Esterilização Cadastros de Não Conformidades Configurações Configuração dos Artigos para CME Configuração de unidade para utilização de código de barras Configuração da integração CME/Nucleus Requisição para CME Efetuando a Requisição para CME Confirmando a Requisição Expurgo: Recebimento, Conferência e Limpeza Expurgo Recebimento Expurgo Conferência de Recebimento Expurgo Limpeza Preparo Registrando Preparo Informando o Tipo de Invólucro Esterilização Esterilização Externa

4 8.2 Esterilização Interna Arsenal Recebimento Arsenal Distribuição Consulta de Movimentações na CME

5 1 Objetivos O material que está sendo apresentado a você tem o objetivo de orientá-lo quanto ao processo de utilização da Central de Material Esterilizado, da solução TOTVS Gestão Hospitalar. Boa leitura! 2 Introdução A Central de Material Esterilizado (CME) diz respeito ao conjunto de áreas destinadas à recepção, limpeza, preparo, esterilização, guarda e distribuição de materiais passíveis desse processo dentro da Instituição de Saúde. As diferentes áreas da CME são distribuídas de forma que permitam um fluxo de trabalho progressivo em linha reta e sequencial, da recepção (expurgo) à distribuição com o objetivo de reduzir as possibilidades de contaminação do material após processamento. A funcionalidade permite o controle do processo da CME, desde a entrada até a distribuição para as demais unidades da Instituição de Saúde. Verifique por meio do fluxo abaixo todos os processos que serão abordados nesse manual, contemplando 100% do fluxo da CME na solução TOTVS Gestão Hospitalar. Cadastros Configurações Expurgo (recebimento, conferência e limpeza) Preparo Esterilização Interna Esterilização externa (se necessário) Arsenal Liberação 4

6 3 Cadastros 3.1 Cadastros de Unidades de CME Nessa opção é realizado o cadastro de Unidades de CME no sistema. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/Unidades CME. 2. Será exibida a tela contemplando todas as unidades já cadastradas. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição da unidade. 5. Selecione o local de estoque dessa unidade. 6. Selecione o local de estoque do Expurgo desta unidade. 7. Selecione o local de estoque do Arsenal desta unidade. 5

7 8. Clique em OK. 3.2 Cadastros de Motivos de descarte Nessa opção é realizado o cadastro de Motivos de Descarte no sistema, ou seja, os motivos pelos quais são descartados instrumentais e materiais dentro de CME. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/ Motivo de Descarte. 2. Será exibida a tela contemplando todos os motivos de descarte já cadastrados. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição do motivo de descarte. 5. Clique em OK. 3.3 Cadastros de Equipamentos Nessa opção é realizado o cadastro dos equipamentos utilizados no processo de esterilização. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/ Equipamentos. 2. Será exibida a tela contemplando todos os equipamentos já cadastrados. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição do equipamento. 5. Selecione qual o tipo do equipamento, e, se corresponde a equipamento de limpeza ou de esterilização. 6

8 6. Clique em OK. 3.4 Cadastros de Tipo de Invólucro Nessa opção é realizado o cadastro de Tipo de Invólucro utilizado para proteção do instrumental ou material na CME. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/ Tipo de Invólucro. 2. Será exibida a tela contemplando todos os tipos de invólucro já cadastrados. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição do tipo de invólucro. 7

9 5. Clique na guia Invólucro. 6. Clique em incluir (página em branco), para cadastrar um novo invólucro. 7. Insira a sua descrição. 8. Clique em OK, para finalizar o processo. 3.5 Cadastros de Método de Esterilização Nessa opção é realizado o cadastro de Método de Esterilização utilizado na instituição no sistema. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/ Método de Esterilização. 2. Será exibida a tela contemplando todos os métodos de esterilização já cadastrados. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição do método de esterilização. 5. Preencha demais detalhes, se necessário. 8

10 6. Clique em OK. 3.6 Cadastros de Não Conformidades Nessa opção é realizado o cadastro de Não Conformidades que podem ocorrer na CME, como por exemplo, um material danificado. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastros/CME/ Não Conformidade. 2. Será exibida a tela contemplando todas as não conformidades já cadastradas. 3. Clique em Incluir (página em branco). 4. Será exibida a tela para cadastro, nela informe a descrição da não conformidade. 9

11 5. Clique em OK. 4 Configurações 4.1 Configuração dos Artigos para CME Verifique a seguir, as etapas do fluxo de configuração dos artigos para CME. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Cadastro/Estoques/Produto. 2. Será exibida a tela para busca de produto, clique em Cancelar para não efetuar a busca. 3. Em seguida, será exibida a tela para realização de filtros para visualização dos produtos já cadastrados. 4. Clique em Fechar caso não queira realizar nenhum filtro. 5. Será exibida a tela para inclusão de produtos. 6. Clique em Incluir (página em branco) para incluir um novo produto. 7. Será exibida a tela para inclusão das informações do novo produto. 8. Os campos obrigatórios no cadastro de produtos são código e nome fantasia. 10

12 9. Preencha as demais informações e clique em OK. 10. O sistema retornará para a tela inicial de inclusão de produtos. 11. Clique sobre o produto cadastrado com o botão direito do mouse, e selecione Outras Informações/ Informações TOTVS Saúde. 11

13 Informações TOTVS Saúde 1. Após selecionar a opção conforme a imagem anterior, será exibida a tela inserção das informações importantes para o processo de esterilização desse artigo pela CME. 2. No painel Tipo de item, marque o item como Material. 3. No painel CME, selecione o tipo de material esterilizável. Caso se trate de um material do tipo Reutilizável, insira também o limite de reutilizações no campo Limite de Uso. 12

14 Inserindo informações de código de barras 1. Em Outras Informações/ Informações RM Saúde, é possível inserir também um código de barras para o item, para isso, selecione a opção Anexos/Código de barras para CME. 13

15 2. Clique em Incluir (página em branco) e insira o código de barras que será utilizado. 14

16 3. Clique em OK. 4.2 Configuração de unidade para utilização de código de barras É necessário configurar as estações de trabalho para realização da movimentação via código de barras, por meio das instruções a seguir. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Opções /Parâmetros/Parâmetros por estação de trabalho. 2. Após acessar o menu descrito acima, será exibida a tela configuração da estação de trabalho (máquina local). 3. No painel Código de barras, marque a opção habilitar a utilização na estação de trabalho. 15

17 4. Clique em Grava. 4.3 Configuração da integração CME/Nucleus O Nucleus é um dos componentes da linha de gestão integrada empresarial TOTVS. As características funcionais do RM Nucleus visam facilitar ao máximo as operações e rotinas das áreas de faturamento. Verifique a seguir o passo a passo para configurar os tipos de movimentação da CME, com o Nucleus, de forma a promover a correta integração. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Opções /Parâmetros/Integração RM Nucleus. 2. Será exibida a tela de parametrização e configuração da integração RM Nucleus. 16

18 3. Clique na guia Tipos de Mov. Estoque. 4. Clique em Novo para incluir uma nova movimentação, relacionada à CME. 5. Insira a movimentação Requisição para CME. 6. Lembre-se de sinalizar que esse tipo de movimentação não deve ser faturado, marcando a opção Não Fatura. 7. Clique em OK. 8. Na guia Tipos de Mov. Estoque clique em Novo. 9. A próxima movimentação que deve ser incluída é Transferência para CME. 10. Lembre-se de sinalizar que esse tipo de movimentação não deve ser faturado. 11. Clique em OK. 17

19 5 Requisição para CME Verifique a seguir as etapas do processo de requisição de artigos para a CME, ou seja, o encaminhamento do item para realização do processo de esterilização. A requisição para CME deverá ser realizada a partir da solicitação para paciente ou da folha de sala. Todavia, conforme configuração dos tipos de movimentação relacionados à CME, estes itens não serão faturados na conta do paciente. 5.1 Efetuando a Requisição para CME 1. Para iniciar a requisição, no TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoques/Movimentação de estoque. 2. Será exibida a tela para realização de filtros dentro do processo de movimentação, caso opte por não utilizar filtros, clique em Fechar e será exibida a tela inicial da movimentação. 3. Clique em Incluir Movimentação de Estoque, para incluir uma nova movimentação. 4. Selecione o tipo de movimento Requisição para CME cadastrado anteriormente no processo de integração com o Nucleus. 5. No painel Aplicação clique sobre o ícone de pesquisa (raio), para inserir o paciente relacionado à requisição. 6. Será exibida a tela de busca de pacientes. Após localizar o paciente e atendimento desejado, clique em OK, para realizar a inclusão. 7. Selecione para qual local de estoque será encaminha a solicitação de requisição. 8. Selecione o Local de Uso e Centro de Custo. 18

20 9. Clique na guia Itens da Movimentação para incluir os itens relacionado à requisição. 10. Clique em Inclui, para incluir um novo item. 19

21 11. Clique sobre o campo código em pressione a tecla TAB para que seja aberta a tela de pesquisa de itens. 12. Após selecionar o item desejado, inclua a quantidade e clique em Grava. 5.2 Confirmando a Requisição 1. Na guia Itens de movimentação, na tela de requisição vista anteriormente, deve ser realizada a confirmação da requisição. 2. Para confirmar a requisição clique em Confirma Item. 3. Será exibida a janela de confirmação. Insira o código do produto (código e barras ou seu próprio código), e a quantidade. 4. Após isso pressione a tecla Enter e clique em OK. 5. O sistema retornará para a tela inicial, onde podem ser visualizadas todas as requisições. Selecione a requisição desejada e clique em Processa, para finalizar o processo. Nesse momento a requisição será encaminhada para a primeira etapa do processo de esterilização, o recebimento dos itens no expurgo. 20

22 6 Expurgo: Recebimento, Conferência e Limpeza 6.1 Expurgo Recebimento Por meio desse processo é possível registrar as movimentações de entrada de materiais no setor de Expurgo do CME. Nessa área os artigos passarão pelo processo de limpeza e lavagem das impurezas, tais como sangue, resíduos de tecidos, entre outros. Realizando a Entrada de artigos na CME 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/Expurgo/Entrada de materiais. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que processará o artigo, e também a unidade de origem (que realizou a requisição). 5. Clique em Avançar. 21

23 6. Realize a inclusão do item via código de barras ou clique em Inclusão de Material Manualmente, para dar entrada nos itens na CME. 7. Inclua os itens e clique em OK. 8. Clique em avançar para dar continuidade ao processo. 9. Na tela seguinte clique em Executar. 6.2 Expurgo Conferência de Recebimento A conferência tem por objetivo, verificar a situação dos artigos que deram entrada no Expurgo, nesse momento deve ser conferida a quantidade recebida em relação à prevista, bem como identificar não conformidades. Conferindo Recebimento 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/Expurgo/Conferência. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 22

24 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que processará o artigo. 5. Clique em Avançar. 6. Será exibida a tela contemplando apenas os artigos que já deram entrada na CME selecionada. 7. Clique sobre os itens que deseja realizar a conferência e confirme a quantidade recebida. 8. Nesse momento também, informe se foram detectadas não conformidades no momento da conferência do item, para isso clique sobre o campo em branco na coluna Não Conformidade, e selecione um dos motivos. 9. Caso necessário sinalize também o Motivo de descarte do item. 10. Clique em Avançar para dar continuidade ao processo. 11. Clique em Executar para finalizar o processo de conferência do item. 6.3 Expurgo Limpeza O processo de limpeza na CME consiste na remoção de sujidades visíveis e detritos dos artigos. É realizada com água adicionada de sabão ou detergente, de forma manual ou automatizada, por ação mecânica, reduzindo de forma significativa à carga microbiana. Trata-se do processo prévio da desinfecção ou esterilização. Existem quatro tipos principais de limpeza que podem ser realizados na CME: Limpeza manual: é a limpeza realizada por meio da ação física. Os artigos são limpos peça por peça, utilizando água corrente, escovas e detergentes neutros. Manual com solução enzimática: semelhante à limpeza manual, porém são utilizados detergentes enzimáticos no processo. Os limpadores enzimáticos são produtos que contêm as enzimas lipase (digere gorduras), protease (digere proteínas), amilase e carboidrase (digere carboidratos), agindo sobre a matéria orgânica, facilitando sua remoção e promovendo uma limpeza adequada. Automatizada: é a limpeza realizada por máquinas, como por exemplo, a lavadora ultrassônica, nesse processo também é utilizado o detergente enzimático. Manual e Automatizada com solução enzimática. Executando o Processo de Limpeza 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/Expurgo/Limpeza. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 23

25 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que processará o artigo. 5. Clique em Avançar. 6. Selecione o tipo de lavagem que será realizada. 7. Após selecionar a lavagem desejada e incluir os produto e equipamento de limpeza (se necessário), clique em Avançar. 8. Selecione o artigo a ser limpo e clique em Avançar. 9. Clique em Executar. 10. Será exibida a tela de finalização do processo. 7 Preparo Após o processo de limpeza, a etapa seguinte consiste em preparar o material para encaminhamento para esterilização. 24

26 7.1 Registrando Preparo 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/Preparo. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que processará o artigo. 5. Clique em Avançar. 6. Selecione o tipo de operação que deseja realizar. Nesse ponto do processo é possível realizar as seguintes operações: Retornar para a limpeza (no caso alguma não conformidade). Enviar material para o médico (material específico do médico). Liberar para esterilização interna. Liberar para esterilização externa. 7. Selecione a opção desejada e clique em Avançar. 25

27 7.2 Informando o Tipo de Invólucro 1. Quando for selecionada as opções Liberar para Esterilização interna ou Liberar para Esterilização externa, informe na tela seguinte, qual o tipo de invólucro e o invólucro que será utilizado para esterilização. 2. Clique em Avançar. 3. Em seguida, informe o código de barras ou selecione o material que deseja movimentar e clique em Avançar. 8 Esterilização Dentro do processo de CME, é possível esterilizar o artigo tanto internamente como externamente, verifique a seguir o passo a passo do registro de ambos os processos. 8.1 Esterilização Externa Nessa opção deverão ser inseridas as informações a respeito do encaminhamento do artigo para processo de esterilização externa. 26

28 Liberando para Esterilização Externa 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/ Esterilização/ Liberar para esterilização externa. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que encaminhará o artigo. 5. Clique em Avançar. 6. Selecione o Fornecedor, neste caso, a empresa que realizará a esterilização. 7. Será exibida a tela contemplando apenas os artigos que foram sinalizados como esterilização externa, na CME selecionada. 8. Selecione o artigo e clique em Avançar. 9. Clique em Executar. 10. Será exibida a tela confirmando o registro do processo. 27

29 8.2 Esterilização Interna Nessa opção deverão ser inseridas as informações a respeito da esterilização dos artigos que é realizada dentro da instituição. Liberando para o Esterilização Interna 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/ Esterilização/ Esterilizar internamente. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, que esterilizará o artigo. 5. Clique em Avançar. 6. Selecione o artigo e clique em Avançar. 7. Será exibida a tela para preenchimento das informações sobre a esterilização. Preenchendo informações sobre a esterilização interna 1. Insira o equipamento que será utilizado na esterilização do artigo. 2. Informe o número do ciclo de esterilização do equipamento. 3. Selecione o método de esterilização que será utilizado. 4. Defina se será realizado pré-aquecimento. 5. Insira as informações relacionadas aos testes biológicos e químicos. 6. Preencha as informações de temperatura e pressão (se aplicável). 7. Informe as datas de início e fim do processo. 8. Informe também a data de validade de esterilização. 9. Por fim, insira a informação do lote o qual o artigo pertence, essa informação é muito importante para garantia da rastreabilidade do processo. 28

30 10. Clique em Avançar. Monitorização Biológica Na tela seguinte, devem ser preenchidas as informações a respeito da monitorização biológica da autoclave (aplicável para quando esse é o equipamento utilizado no processo). Esse teste costuma ser realizado diariamente na primeira carga da autoclave. Normalmente são realizados testes biológicos em 3 pontos críticos da autoclave, são eles: próximo à porta, meio e fundo da câmara. Realizando a Monitorização Biológica 1. Preencha os resultados relacionados a cada um desses pontos, se positivo, negativo ou não realizado. 29

31 2. Informe a data de incubação dos indicadores biológicos. 3. Após incubação, insira as informações do resultado e a data e hora da leitura. 4. Clique em Avançar. 5. Clique em Executar para finalizar o processo. 6. Será exibida a tela de registro de esterilização. 9 Arsenal O arsenal é a área destinada na CME para o armazenamento e distribuição dos artigos já esterilizados. O material primeiramente deve ser recebido no arsenal e após isso liberado quando solicitado, verifique a seguir como realizar o registro dessas etapas no TOTVS Gestão Hospitalar. 9.1 Recebimento 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/ Arsenal/Receber Material Esterilizado. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 30

32 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, onde o artigo foi processado e será armazenado. 5. Clique em Avançar. 6. Selecione uma das seguintes opções conforme necessidade: Receber materiais de terceiros (esterilização externa). Receber materiais do CME (esterilização interna). Enviar materiais para o médico. 7. Clique em Avançar. Recebendo Esterilização Externa (Recebendo Material de Terceiros) 1. No caso de recebimento de esterilização externa, selecione o fornecedor, que está entregando o artigo após o processo de esterilização. 2. Informe a data da esterilização, validade e lote. 3. Selecione o artigo que está sendo recebido. 31

33 4. Clique em Executar, para finalizar o processo. Recebendo Esterilização Interna 1. Quando se tratar de esterilização interna, não são necessárias as informações de fornecedor, nem as informações de data e validade (pois estas já estão registradas no processo de esterilização que foi realizado internamente pela CME). 2. Clique em Executar para finalizar o processo. 9.2 Arsenal Distribuição Nessa opção é possível encaminhar os artigos disponíveis no Arsenal da CME para os estoques das unidades, como por exemplo, para o estoque do Centro Cirúrgico. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/ Transferência de Materiais do CME. 2. Na tela inicial preencha o campo Descrição (não obrigatório). 3. Clique em Avançar. 4. Na tela seguinte selecione a Unidade CME, onde o artigo está sendo armazenado. 5. Selecione também o estoque de destino do artigo. 6. Clique em Avançar. 7. Selecione o artigo que está sendo transferido e clique em Avançar. 8. Clique em Executar para finalizar o processo. 10 Consulta de Movimentações na CME Nessa opção é possível visualizar a movimentação e status dos artigos que são processados pela CME. 1. No TOTVS Gestão Hospitalar acesse Estoque/CME/ Movimentação na CME. 2. Realize o filtro desejado e clique em OK. 3. Será exibida a tela para visualização das movimentações na CME. 32

34 4. Clique duas vezes sobre a movimentação que deseja visualizar detalhes. 5. Na guia Identificação é possível visualizar, as informações iniciais do artigo tais como a unidade que reprocessou o item, o Setor de origem, a Descrição do artigo, a quantidade, os motivos de descarte e não conformidade (caso existam), as informações de esterilização e o status final do artigo. 33

35 6. Na guia Histórico de movimentação, é possível verificar a requisição, encaminhamento para CME, até a distribuição do artigo após processamento. É possível também exportar todas as informações para diversos formatos. 34

36 7. Na guia Limpeza são exibidas as informações sobre o processo de limpeza do artigo. 8. Na guia Preparo são exibidas as informações sobre o processo de preparo do artigo. 35

37 9. Na guia Processo de esterilização são exibidas as informações sobre o processo de esterilização do artigo. 36

Manual Ilustrado Faturamento Controle de Documentos e Pendências de Contas

Manual Ilustrado Faturamento Controle de Documentos e Pendências de Contas Manual Ilustrado Faturamento Controle de Documentos e Dezembro - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Controle de Documentos... 4 2.1. Cadastro de Tipos de Documento... 5 2.2. Utilizando

Leia mais

Manual Ilustrado Menu Pronto Atendimento

Manual Ilustrado Menu Pronto Atendimento Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Painel de Classificação de Risco... 4 3.1. Configurando a Unidade... 5 3.2. Cadastrando Agenda para Médicos Plantonistas...

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8 março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Departamentos do Laboratório...

Leia mais

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE

❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE ❶ No Sistema Gênesis, na Aba ESTOQUE a) Checagem de Estoque - Verifique o estoque dos produtos desejados. b) Listar produtos com a quantia de estoque mínimo atingido: ESTOQUE / RELATÓRIO / ALERTA DE COMPRA

Leia mais

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos

Manual Ilustrado Repasse de Honorários Médicos Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Cadastros... 4 3.1. Cadastro de Desconto em Repasse... 4 3.2. Cadastro de Critério Geral de Repasse... 4 3.3. Cadastro de

Leia mais

Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado

Manual Ilustrado Central de Material Esterilizado Junho - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Cadastros... 4 3.1 Cadastros de Unidades de CME... 4 3.2 Cadastros de Motivos de descarte... 5 3.3 Cadastros de Equipamentos...

Leia mais

Manual Ilustrado Estoque Processos Gerais

Manual Ilustrado Estoque Processos Gerais Dezembro - 2014 Índice Título do documento 1. Objetivos... 3 2. Introdução... 3 3. Etiquetas de Estoque... 4 3.1 Configurando Parâmetros de Impressão... 4 3.2 Imprimindo Etiquetas de Estoque... 4 4. Etiquetas

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Estoque Processos Gerais. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Estoque Processos Gerais. 11.8x. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Estoque Processos Gerais 11.8x março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 3 2 Introdução... 3 3 Etiquetas de Estoque... 4 3.1 Configurando Parâmetros de

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque 11.8x março de 2015 Versão: 5.0 1 Sumário 1 Introdução... 3 2 Objetivos... 3 3 Movimentações de Estoque... 3 4 Parâmetros... 5 5 Cadastros...

Leia mais

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR

GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR GUIA INTEGRA SERVICES E STATUS MONITOR 1 - Integra Services Atenção: o Integra Services está disponível a partir da versão 2.0 do software Urano Integra. O Integra Services é um aplicativo que faz parte

Leia mais

Guia Site Empresarial

Guia Site Empresarial Guia Site Empresarial Índice 1 - Fazer Fatura... 2 1.1 - Fazer uma nova fatura por valores de crédito... 2 1.2 - Fazer fatura alterando limites dos cartões... 6 1.3 - Fazer fatura repetindo última solicitação

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica. 12.1.x. julho de 2015. Versão: 4.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica. 12.1.x. julho de 2015. Versão: 4.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Prescrição Médica 12.1.x julho de 2015 Versão: 4.0 1 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Prontuário Eletrônico do Paciente... 3 3 Prescrição Médica... 4 3.1 Nova Prescrição

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0 Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados Versão 1.0 Sumário Central de Materiais Esterilizados 3 1 Manual... de Processos - Central de Materiais Esterilizados 4 Fluxos do... Processo

Leia mais

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM

Manual do Almoxarifado SIGA-ADM Manual do Almoxarifado SIGA-ADM DIRETORIA DE GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO(DGTI) MARÇO/2012 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema retornará a tela do menu de Administração. Nela selecione

Leia mais

Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0. Novembro 2014 Versão do documento: 3.0

Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0. Novembro 2014 Versão do documento: 3.0 Prescrição Médica Versão de Sistema: 11.8.0.0 Novembro 2014 Versão do documento: 3.0 Índice Título do documento 1. Objetivo... 3 2. Prontuário Eletrônico do Paciente... 3 3. Prescrição Médica... 4 3.1.

Leia mais

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0

Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Movimentações de Estoque Versão de Sistema: 11.8.0.0 Setembro 2014 Versão do documento: 4.0 Índice Título do documento 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Movimentações de Estoque... 3 4. Parâmetros...

Leia mais

MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES

MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES MANUAL PARA ACESSO AO SISTEMA AOS REPRESENTANTES Índice 1 Acesso ao Sistema... 3 2 Inclusão de Novos Pedidos... 5 3 Carteira de Pedidos... 13 4 Consulta à clientes... 15 5 Consulta a Informações dos Clientes...

Leia mais

RESUMO DE CATALOGAÇÃO

RESUMO DE CATALOGAÇÃO RESUMO DE CATALOGAÇÃO CLASSIFICAÇÃO DISTINTA Contatos: Cirineo Zenere (c.zenere@pucpr.br) Eulália M. Soares (eulalia.soares@pucpr.br) Josilaine O. Cezar (josilaine.cezar@pucpr.br) SUMÁRIO INICIANDO A CATALOGAÇÃO...2

Leia mais

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6

SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS. MÓDULO DO CERTIFICADOR MANUAL DE OPERAÇÃO Versão 2.4.6 SISTEMA DE PRODUTOS E SERVIÇOS CERTIFICADOS Versão 2.4.6 Sumário Fluxograma básico do processo de envio de remessa... 5 Criar novo certificado... 6 Aprovar certificado... 16 Preparar e enviar remessa...

Leia mais

Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar

Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar Sage Finanças Títulos a Receber e a Pagar OBJETIVO As funcionalidades de inclusão títulos, baixa de parcelas, cancelamento, autorização de pagamentos e renegociação de títulos, foram reestruturadas para

Leia mais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais

Operações de Caixa. Versão 2.0. Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Operações de Caixa Versão 2.0 Manual destinado à implantadores, técnicos do suporte e usuários finais Sumário Introdução... 3 Suprimento... 3 Sangria... 4 Abertura de Caixa... 6 Fechamento de Caixa...

Leia mais

Introdução. Servidor de Tempo (SNTP) com opção de horário de verão automático; 1 Cadastro do novo modelo de equipamento Urano Topmax SS

Introdução. Servidor de Tempo (SNTP) com opção de horário de verão automático; 1 Cadastro do novo modelo de equipamento Urano Topmax SS Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Guia de Novas Funcionalidades Urano Integra 2.3 Data: 15/04/2015

Leia mais

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço)

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) SuperStore Sistema para Gestão de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) REQUISITOS Requisitos são tópicos anteriores a serem observados antes de iniciar a utilização do módulo de Ordem de Serviço.

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3

MANUAL C R M ÍNDICE. Sobre o módulo de CRM... 2. 1 Definindo a Campanha... 3 ÍNDICE Sobre o módulo de CRM... 2 1 Definindo a Campanha... 3 1.1 Incluir uma campanha... 3 1.2 Alterar uma campanha... 4 1.3 Excluir... 4 1.4 Procurar... 4 2 Definindo os clientes para a campanha... 4

Leia mais

COMO CRIAR UMA GARANTIA DE CLIENTE

COMO CRIAR UMA GARANTIA DE CLIENTE COMO CRIAR UMA GARANTIA DE CLIENTE O ORION permite a criação de uma Garantia de um determinado produto para o seu cliente. Essa opção será usada quando um cliente compra algum produto com defeito e deseja

Leia mais

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas

Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas Manual do Módulo Almoxarifado Portal do Sistema de Informações para o Ensino da Universidade Federal de Alagoas 1 Módulo Almoxarifado Módulo que busca a redução de custos e controla os bens de consumo.

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR WEB

MANUAL DO PRESTADOR WEB MANUAL DO PRESTADOR WEB Sumário 1. Guia de Consulta... 3 2. Guia de Procedimentos Ambulatoriais... 6 3. Guia de Solicitação de Internação... 8 4. Prorrogação de internação... 8 5. Confirmação de pedido

Leia mais

Análise de Dados do Financeiro

Análise de Dados do Financeiro Análise de Dados do Financeiro Introdução Para reunir em um só local as informações de contas a pagar e receber cadastradas e/ou geradas no sistema TTransp existe a interface de análise de dados do financeiro.

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS AP_ Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS Manual de Instalação Tempro Software StavTISS Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3. INSTALAÇÃO... 4 4.

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo: Produção Institucional Guia de

Leia mais

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução

SCIM 1.0. Guia Rápido. Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal. Introdução SCIM 1.0 Guia Rápido Instalando, Parametrizando e Utilizando o Sistema de Controle Interno Municipal Introdução Nesta Edição O sistema de Controle Interno administra o questionário que será usado no chek-list

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação.

Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. Incluir um Inventário Para iniciar um Inventário, clique no botão Inserir ( primeiramente os campos solicitados na aba Identificação. ) e preencha Clique na aba Itens e depois no botão Carregar Produtos

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

GUIA DE USUÁRIO - GU-

GUIA DE USUÁRIO - GU- 1/22 Revisão 00 de 20//12 1. OBJETIVO Orientar o usuário para a pesquisa e visualização detalhada de todas as ordens de compra emitidas, emitir confirmações de aceite, submeter solicitação de alteração,

Leia mais

Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01)

Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01) Manual SAGe Versão 1.2 (a partir da versão 12.08.01) Submissão de Relatórios Científicos Sumário Introdução... 2 Elaboração do Relatório Científico... 3 Submissão do Relatório Científico... 14 Operação

Leia mais

Software. Gerenciamento de Manutenção

Software. Gerenciamento de Manutenção Software Gerenciamento de Manutenção Tutorial Passo a Passo Do Cadastro de Serviço à Consulta de Serviços Realizados Tutorial Recomendações AsinformaçõesutilizadasnestetutorialsãoasmesmasquevocêtemnoseuBancodeDados

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

Manual das funcionalidades Webmail AASP

Manual das funcionalidades Webmail AASP Manual das funcionalidades Webmail AASP 1. Configurações iniciais 2. Regras 3. Histórico da conta 4. Autorresposta 5. Dados de acesso (alterando senha de acesso) 6. Identidade (assinatura) 7. Redirecionamento

Leia mais

SST - PPP. 11.8.x. abril de 2015. Versão: 4.0

SST - PPP. 11.8.x. abril de 2015. Versão: 4.0 SST - PPP 11.8.x abril de 2015 Versão: 4.0 1 Sumário 1 Objetivo... 4 2 Como utilizar esse material em seus estudos de Atendimento Clínico... 4 3 Introdução... 5 4 PPP... 6 4.1 Principais botões do sistema...

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

1. NOVIDADES DO NÚMERO ÚNICO DE PROCESSO. 1.1 Resolução nº 65 do CNJ. 1.2 Conversão do Número do Processo. 1.3 Novos ícones

1. NOVIDADES DO NÚMERO ÚNICO DE PROCESSO. 1.1 Resolução nº 65 do CNJ. 1.2 Conversão do Número do Processo. 1.3 Novos ícones 1. NOVIDADES DO NÚMERO ÚNICO DE PROCESSO 1.1 Resolução nº 65 do CNJ 1.2 Conversão do Número do Processo 1.3 Novos ícones 1 Tela Antiga Tela Nova 2 2. NOVIDADES DA VISUALIZAÇÃO DAS FILAS DE TRABALHO 2.1

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção

Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Guia Simplificada de Rotina PCP versão 2038 dicionário 2299 Planejamento e Controle de Produção Opções Selecionar Empresa Selecionar a empresa que o usuário vai trabalhar. Empresa Dados cadastrais da empresa.

Leia mais

Manual do Software de Cobrança Itaú

Manual do Software de Cobrança Itaú Banco Itaú SA Manual do Software de Cobrança Itaú Última atualização: agosto/2006 Índice 1 Visão Geral 03 2 Instalação 03 3 Inserindo os dados de sua empresa 03 4 Inserindo os dados dos títulos de Cobrança

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Manual do usuário. v1.0

Manual do usuário. v1.0 Manual do usuário v1.0 1 Iniciando com o Vivo Gestão 1. como fazer login a. 1º acesso b. como recuperar a senha c. escolher uma conta ou grupo (hierarquia de contas) 2. como consultar... de uma linha a.

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: SETEMBRO/2010 SUMÁRIO Introdução...

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO Brasília/DF, 7 de maio de 2015. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO Prezado (a) Supervisor (a) participante

Leia mais

Manual do Programa de Caixa1

Manual do Programa de Caixa1 Manual do Programa de Caixa1 Para abrir o sistema de Caixa basta cliclar no ícone do programa. Que abrirá a tela conforme imagem abaixo: Como se pode notar, no menu superior as únicas opções ativas são

Leia mais

Banco do Brasil Diretoria de Comércio Exterior - Dicex Manual Cliente Autoatendimento Pessoa Jurídica e Autoatendimento Governo

Banco do Brasil Diretoria de Comércio Exterior - Dicex Manual Cliente Autoatendimento Pessoa Jurídica e Autoatendimento Governo Banco do Brasil Diretoria de Comércio Exterior - Dicex Manual Cliente Autoatendimento Pessoa Jurídica e Autoatendimento Governo Índice 1) Login... 3 2) Digitalização de Documentos... 5 2.1) Digitalização

Leia mais

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS

Manual do AP_Conta. Manual do AP_Conta. Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 2014 Manual do AP_Conta Aplicativo para digitação e envio de contas médicas no padrão TISS 0 Sumário 1. Sobre esse manual... 3 2. Habilitando e Configurando o AP_Conta... 4 3. Habilitação e Licenciamento...

Leia mais

CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR

CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR CAPTAÇÃO DE PEDIDOS DO REVENDEDOR 1. Captação de Pedidos - pela Central (Back office) 1 2. Como consultar Pedido 16 3. Como visualizar Detalhes de um Pedido 19 4. Como consultar Vendas/Cortes em Pedidos

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

Manual do Usuário Plataforma Online

Manual do Usuário Plataforma Online correção online psico.vetoreditora.com.br Manual do Usuário Plataforma Online Utilização da Plataforma Online de correção de testes APRESENTAÇÃO GERAL INTRODUÇÃO A Plataforma Online de testes da Vetor

Leia mais

SuperStore Sistema para Automação de Óticas

SuperStore Sistema para Automação de Óticas SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Administrador) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACESSANDO O SISTEMA PELA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIFAP MACAPÁ-AP 2013 S U M Á R I O 1 Tela de Login...2 2 Acessando ao submenu cadastro de avaliação

Leia mais

Funcionalidades do Sistema de Negociação de Créditos de Carbono. Anexo VIII

Funcionalidades do Sistema de Negociação de Créditos de Carbono. Anexo VIII Anexo VIII Este Manual do Usuário possui caráter informativo e complementar ao Edital do Leilão de Venda de Reduções Certificadas de Emissão nº 001/2012, promovido pela Prefeitura da Cidade de São Paulo

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado da Casa Civil Subsecretaria de Gestão Superintendência de Gestão do Processo Digital Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Histórico

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF)

Instruções para configuração e utilização do. fiscal (ECF) 1 Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão SEM Impressora de cupom fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa...3 2. Configurações dos Parâmetros......3 3. Cadastro de cliente...4

Leia mais

Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital

Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital Página 1 de 9 Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Ferramenta de controle financeiro das empresas cadastradas no Sigla Digital. Por essa ferramenta

Leia mais

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E

Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E Serviço Público Federal Universidade Federal do Pará - UFPA Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação - CTIC S I E SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO (*) Módulo CONTROLE ACADÊMICO Guia de Referência

Leia mais

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR

MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR MAIS MÉDICOS TUTORIAL PARA O SUPERVISOR Distrito Sanitário Especial Indígena - DSEI RELATÓRIO DA PRIMEIRA VISITA DE SUPERVISÃO IN LOCO - DSEI Brasília/DF, 7 de maio de 2015. 1 APRESENTAÇÃO RELATÓRIO DA

Leia mais

Manual de Utilização Autorizador Web V2

Manual de Utilização Autorizador Web V2 Manual de Utilização Autorizador Web V2 OBJETIVO Esse manual tem como objetivo o auxílio no uso do Autorizador de Guias Web V2 do Padre Albino Saúde. Ele serve para base de consulta de como efetuar todos

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto/Versão: Versão 11.80 Melhoria Requisito/Módulo: 000552 / Conector Sub-Requisito/Função: Multas Tarefa/Chamado: 01.08.01 País: Brasil Data Especificação: 13/05/13 Rotinas Envolvidas Rotina Tipo

Leia mais

Modo Estrutura é o ambiente de definição e estruturação dos campos, tipos de dados, descrição e propriedades do campo.

Modo Estrutura é o ambiente de definição e estruturação dos campos, tipos de dados, descrição e propriedades do campo. Unidade 02 A- Iniciando o Trabalho com o ACCESS: Criar e Salvar um Banco de Dados Acessar o ACCESS Criar e Salvar o Banco de Dados Locadora Encerrar o Banco de Dados e o Access Criando um Banco de Dados

Leia mais

INT.COM INTERFACE COMERCIAL HONDA 2W

INT.COM INTERFACE COMERCIAL HONDA 2W MANUAL DO SISTEMA Versão 6.14 Considerações gerais...2 Configurações...3 Parâmetros...6 Transmissão dos dados...12 Busca de Processamento...12 Aplicativo de envio...14 Painel Principal INT.COM...15 1 Considerações

Leia mais

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011

TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 TUTORIAL DO USUÁRIO CRM SOLUTION EM 05/02/2011 Manual de operação revisão 20110205 Pagina 1/18 Login no Sistema Para poder utilizar o sistema. 1 - Receba com o gestor do sistema o endereço na WEB no qual

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SIGRH - FREQUÊNCIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SIGRH - FREQUÊNCIA SIGRH - FREQUÊNCIA Boa Vista RR, 21 novembro de 2014. É o módulo do Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH) que tem por objetivo permitir o gerenciamento das informações relacionadas ao

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

O Patch 11.82.36 [BIBLIOTECA RM e TOTVS RM PORTAL] e 11.82.36 [TOTVS Gestão Hospitalar], disponíveis na Central de Download do Portal do Client.

O Patch 11.82.36 [BIBLIOTECA RM e TOTVS RM PORTAL] e 11.82.36 [TOTVS Gestão Hospitalar], disponíveis na Central de Download do Portal do Client. Prescrição de Soroterapia Produto : CorporeRM - TOTVS Hospitalar (Prontuário) Chamado : R_SAU003/SOC121 Data da publicação : 16/07/15 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados : SQL Server Oracle Implementada

Leia mais

Manual Operacional SIGA

Manual Operacional SIGA SMS - ATTI Julho -2012 Conteúdo Sumário... 2... 3 Consultar Registros... 4 Realizar Atendimento... 9 Adicionar Procedimento... 11 Não Atendimento... 15 Novo Atendimento... 16 Relatórios Dados Estatísticos...

Leia mais

MÓDULO DE ENVIO DE MENSAGEM (SMS) MANUAL DO SISTEMA MICROWORK ADICION

MÓDULO DE ENVIO DE MENSAGEM (SMS) MANUAL DO SISTEMA MICROWORK ADICION MANUAL DO SISTEMA MICROWORK ADICION Informações Gerais...2 Configurando SMS...2 Configurando o Sistema MicroWork ADICION:...2 Inserindo um novo telefone...3 Aba Geral...3 Aba Configurações...4 Configurado

Leia mais

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6.

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6. Sumário OBJETIVO... 2 1 ACESSANDO O SISTEMA... 3 2 - TELA PRINCIPAL (Painel de Controle)... 4 3 MÓDULO ETIQUETAS... 4 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS... 7 5 ANEXAR DOCUMENTOS... 15 6 MENU TRÂMITE... 18 6.1 RECEBER

Leia mais

Câmara de Vereadores de Piracicaba Setor de Informática Dezembro/2015

Câmara de Vereadores de Piracicaba Setor de Informática Dezembro/2015 Seja bem vindo ao novo Portal da Transparência da Câmara de Vereadores de Piracicaba. Este manual lhe auxiliará a navegar pelo site, acessando diversas informações a respeito do Poder Legislativo Piracicabano.

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Configurações Básicas

Configurações Básicas Compras Avançadas Este módulo auxilia na verificação da demanda dos produtos e com isso permite ajustar os estoques fazendo transferência entre as filiais e também definir a quantidade de estoque dos produtos

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile

MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile MANUAL DE UTILIZAÇÃO Aplicativo Controle de Estoque Mobile 1 1 INICIANDO O APLICATIVO PELA PRIMEIRA VEZ... 3 2 PÁGINA PRINCIPAL DO APLICATIVO... 4 2.1 INTERFACE INICIAL... 4 2.2 DISPOSITIVO NÃO REGISTRADO...

Leia mais

Manual Ilustrado Gestão de Glosas

Manual Ilustrado Gestão de Glosas Março - 2014 Indíce Título do documento 1. Introdução... 3 2. Objetivos... 3 3. Fluxo do Processo... 4 4. Encerramento de Conta... 4 4.1 Realizando o Encerramento de uma Conta... 4 4.2 Liberando Conta

Leia mais

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014

MANUAL PAPELETA MOTORISTA Criado em: 15/02/2013 Atualizado em: 12/11/2014 O objetivo deste manual é explicar passo a passo o controle da papeleta do motorista realizado no SAT. De acordo com a LEI Nº 12.619, DE 30 DE ABRIL DE 2012, que pode ser acessada em: http://www.planalto.gov.br

Leia mais

Portaria. Controle de Portaria Manual do Usuário. versão 1

Portaria. Controle de Portaria Manual do Usuário. versão 1 Portaria Controle de Portaria Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Operação básica do aplicativo 2 Formulários 2 Filtros de busca 2 Telas simples, consultas e relatórios 3 Início 4 Pessoas 4

Leia mais

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado

SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado SIGA Sistema de Gestão de Almoxarifado Como acessar O acesso ao Sistema se faz através da página da SEPLAG Clicando no Link destacado Clicar no Link destacado e será exibida a tela de login do Guardião.

Leia mais