ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES"

Transcrição

1 ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS - MOVIMENTAÇAO DE HÓSPEDES EM 2009, AS ENTRADAS DE TURISTAS NOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS DIMINUIRAM 0,9% FACE AO ANO ANTERIOR. NO ENTANTO, NESSE MESMO PERIODO AS DORMIDAS CRESCERAM 10,6%. REINO UNIDO, FOI O PRINCIPAL MERCADO EMISSOR. OS TURISTAS INGLESES PERMANECERAM MAIS TEMPO EM CABO VERDE. A ILHA DO SAL FOI A ILHA MAIS PROCURADA PELOS TURISTAS E OS HOTEIS FORAM OS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS MAIS PROCURADOS. Segundo os dados do Inquérito à Movimentação de, apurados pelo Instituto Nacional de Estatística, durante o ano de 2009, entraram nos estabelecimentos hoteleiros, cerca de hóspedes, correspondendo a uma variação negativa de 0,9%. Por outro lado, estes estabelecimentos hoteleiros geraram dormidas, o que corresponde a um crescimento de 10,6%, em relação ao ano anterior. Evolução dos hóspedes e das dormidas segundo semestres homólogos Evoluçao (%) 1º Sem. 2º Sem. Total 1º Sem. 2º Sem. Total 1º Sem. 2º Sem. Total ,5-0,3-0, ,1 11,2 10,6 Fonte: INE Os hotéis continuam sendo os estabelecimentos mais procurados, representando 81,3% do total das entradas. Seguem as residenciais, com cerca de 8,0% e as pensões 4,6%. Relativamente às dormidas, os hotéis também tiveram maior acolhimento, representando 90,3% do total. Seguem as residenciais e as pensões com 3,5% e 2,7%, respectivamente.

2 e (%) segundo Tipos de Estabelecimentos Hoteleiros, ,3 81,3 8,0 4,6 1,2 2,1 2,7 1,0 0,8 1,7 2,7 3,5 Hotéisapartamentos Pousadas Aldeamentos turísticos Pensões Residenciais Hotéis A Ilha do Sal continua sendo a ilha de maior acolhimento, com cerca de 44,8% do total das entradas, seguida de Boa Vista com 25,0% e Santiago com 16,3% do total das entradas. O mesmo se pode dizer em relação às das dormidas, embora em proporções diferentes, (53,1%; 34,9% e 5,9% respectivamente). É de destacar um aumento significativo de entradas e dormidas na ilha da Boavista em 2009, passando a anteceder a ilha de Santiago. e (%) segundo as Ilhas, 2009

3 53,1 44,8 34,9 25,0 16,3 6,8 7,1 3,2 2,9 5,9 Restantes ilhas São Vicente Santiago Bao Vista Sal Por país de residência habitual dos hóspedes, os residentes em Cabo Verde, totalizaram 13,1 das entradas e 6,1 das dormidas. O principal mercado emissor continua a ser o Reino unido responsável pelo envio de 25,6% dos turistas, seguido da Alemanha, Itália e Portugal com 15,2%, 14,4% e 12,0% das dormidas, respectivamente. A maioria dos turistas provenientes do Reino Unido, preferiram como destino a ilha do Sal, representando cerca de 62,3% das dormidas. Boa Vista com cerca de 36,3% dormidas e escolheram como local de acolhimento os hotéis, representando 98,4%. Os Alemães concentraram-se sobretudo, nos hotéis, 93,5% e os destinos principais foram as Ilhas do Sal e Boa Vista, com 57,0% e 37,1% das dormidas. Os Italianos continuam a preferir como destino principal a ilha do Sal (56,1%), seguida pela ilha da Boa Vista, representando 41,5% das dormidas. Preferiram os hotéis como principal meio de alojamento.

4 As dormidas dos residentes em Portugal distribuíram-se principalmente pelas Ilhas do Sal (50,7%), Boa Vista (29,7%) e Santiago (15,1%) e escolheram os hotéis como principal meio de alojamento para as suas dormidas. Os hotéis foram os tipos de estabelecimento hoteleiros mais procurados por qualquer dos turistas mencionados anteriormente. e por país de residência dos hóspedes, ,6 17,3 11,9 11,8 11,0 15,3 15,2 14,4 12,9 12,0 12,2 6,9 5,0 5,7 8,0 6,7 1,2 1,2 0,7 0,1 0,0 0,3 0,3 0,5 0,5 0,6 1,7 1,1 Segundo os dados apurados, os visitantes provenientes do Reino Unido foram os que tiveram maior permanência média em Cabo Verde (8,9 noites). A seguir estão os provenientes da Alemanha e Países Baixos, permanecendo em média, 7,5 e 7,2 noites, respectivamente. Os Cabo-verdianos residentes permaneceram, em média, 2,8 noites nos estabelecimentos hoteleiros.

5 Durante o ano 2009, em média, a taxa de ocupação-cama, a nível geral, foi de 45%. A Ilha da Boa Vista passou a ser a ilha com maior ocupação-cama (69%). Seguem as Ilhas do Sal, Santiago e Santo Antão, com 47%, 26% e 21%, respectivamente. Os hotéis continuam sendo os estabelecimentos hoteleiros com maior taxa de ocupação cama, 54%. As pousadas e as pensões representam uma taxa de ocupação média de 28% e 20%, respectivamente.

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes 2º Trimestre 2015 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Amilcar

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 1º Tr. 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2013. Presidente António dos Reis Duarte. Editor Instituto Nacional de Estatística

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2013. Presidente António dos Reis Duarte. Editor Instituto Nacional de Estatística Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2013 Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Av. Cidade de Lisboa, nº 18, Cx. Postal 116, Praia Tel.: +238

Leia mais

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas Atividade Turística Dezembro de 2012 14 de fevereiro de 2013 Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas As dormidas na hotelaria atingiram 1,7 milhões em dezembro 2012, mais 1,9%

Leia mais

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012 Folha de Informação Rápida 2013 Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2012 Inventario Anual dos Estabelecimentos Hoteleiros Presidente

Leia mais

Barómetro Turismo Alentejo

Barómetro Turismo Alentejo Barómetro Turismo Alentejo Janeiro 2012 METODOLOGIA TOP DORMIDAS JANEIRO 2012 Inicia-se este ano de 2012 com alterações na metodologia do Barómetro, incluindo a sistemática comparação dos dados de 2012

Leia mais

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013

Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Estatísticas do Turismo 2013 24 de junho de 2014 Não residentes foram cruciais para o crescimento da atividade turística em 2013 Em 2013, de acordo com os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo,

Leia mais

Inventario Anual 2010

Inventario Anual 2010 1- ANÁLISE DOS PRINCIPAIS RESULTADOS DO INVENTÁRIO ANUAL AOS ESTABELECIMENTOS HOTELEIROS 2010 I- Estabelecimentos hoteleiros e capacidade hoteleira Segundo o inventário anual realizado pelo Instituto Nacional

Leia mais

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global

boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística 2. Capacidade de alojamento na hotelaria global boletim trimestral - edição especial - n.º 0 - abril 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no Aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Movimento mensal

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos 2 Introdução Com base em indicadores estatísticos disponibilizados pelo

Leia mais

Atividade Turística com resultados positivos em 2014

Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Estatísticas do Turismo 2014 28 de julho de 2015 Atividade Turística com resultados positivos em 2014 Segundo os dados provisórios da Organização Mundial de Turismo, as chegadas de turistas internacionais,

Leia mais

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos Atividade Turística Janeiro de 2014 19 de março de 2014 Hotelaria com aumentos nos hóspedes, dormidas e proveitos A hotelaria registou 1,7 milhões de dormidas em janeiro de 2014, valor que corresponde

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 2 - setembro 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 1.1. Número total de hóspedes 1.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 1.3. Hóspedes por país de origem

Leia mais

A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE. Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013

A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE. Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013 A ASSISTÊNCIA SANITÁRIA NO TURISMO EM CABO VERDE Cidade da Praia, 24 de Janeiro de 2013 Formação APRESENTAÇÃO Graduada em Planeamento e Desenvolvimento do Turismo ULHT Lisboa Portugal Pós-graduada e especialista

Leia mais

RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS

RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho de 2005 A actividade da hotelaria insere-se na CAE 55 Alojamento e Restauração, que, por sua vez, integra o sector do turismo, um dos sectores

Leia mais

Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas

Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas Atividade Turística Fevereiro de 20 15 de Abril de 20 Hotelaria mantém crescimento mas com desaceleração no número de hóspedes e de dormidas Os estabelecimentos hoteleiros registaram cerca de 2 milhões

Leia mais

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos HOTELARIA 2008 AEP / Gabinete de Estudos Junho de 2008 1 1. INFORMAÇÃO SOBRE AS EMPRESAS Segundo os dados das Empresas em Portugal 2005, do INE, em 2005 o sector do Alojamento e Restauração compreendia

Leia mais

Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno

Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno Atividade Turística Novembro de 2014 19 de janeiro de 2015 Hotelaria manteve crescimento de dois dígitos mas com desaceleração particularmente no mercado interno As dormidas na hotelaria fixaram-se em

Leia mais

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem

indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem boletim trimestral - n.º 6 - outubro 2014 algarve conjuntura turística indicadores 1. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de alojamento 2.3. Hóspedes por país de origem 1.

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Serviço de Conjuntura Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas

Leia mais

2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL

2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL 2. A OFERTA E A PROCURA TURÍSTICA NO NORTE DE PORTUGAL A análise realizada tem como base principal as estatísticas oficiais e alguns dados quantitativos de elaboração própria. Focamos a atenção nas mudanças

Leia mais

ESTATÍSTICAS DO TURISMO

ESTATÍSTICAS DO TURISMO ESTATÍSTICAS DO TURISMO DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Resultados Provisórios Julho de 2014 Direção Regional de Estatística da Madeira Uma porta aberta para um universo de informação estatística Catalogação

Leia mais

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005 O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005 Elaborado por: Maria Julieta Martins Coordenado por: Teresinha Duarte Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística Índice

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes, 3º Trimestre 2015

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hospedes, 3º Trimestre 2015 1 FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Método e Gestão de Informação Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E INOVAÇÃO Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística Índice Introdução Proveito Médio de Aposento Conceitos Anexos Proveitos

Leia mais

indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global

indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global boletim trimestral - n.º 4 - março 2014 algarve conjuntura turística indicadores 1. Capacidade de alojamento na Hotelaria Global 2. Hóspedes 2.1. Número total de hóspedes 2.2. Hóspedes por tipologia de

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 3º Trimestre 2016

Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde Estatísticas do Turismo Movimentação de Hóspedes 3º Trimestre 2016 1 2 FICHA TÉCNICA Instituto Nacional de Estatística Conselho de Administração do INE Presidente Osvaldo Rui Monteiro dos Reis Borges Vice-Presidente Celso Herminio Soares Ribeiro Editor Instituto Nacional

Leia mais

AÇORES. julho de 2011 a fevereiro de 2012. Análise do estudo entre julho de 2011 e fevereiro de 2012. Introdução. Dormidas

AÇORES. julho de 2011 a fevereiro de 2012. Análise do estudo entre julho de 2011 e fevereiro de 2012. Introdução. Dormidas julho de 2011 a fevereiro de 2012 Análise do estudo entre julho de 2011 e fevereiro de 2012 Introdução O presente relatório tem como objetivo sintetizar o estudo mensal, apresentado sob a forma de Tableau

Leia mais

ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1

ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1 ANÁLISE ESTATÍSTICA j a n e i r o m a i o 2011 1 ANÁLISE DE DORMIDAS NACIONAIS E ESTRANGEIRAS Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos Acumulado Janeiro Maio 2010/2011 A Turismo

Leia mais

Estatísticas do Turismo 2001

Estatísticas do Turismo 2001 Informação à Comunicação Social 29 de Agosto de 22 Estatísticas do Turismo 21 Estando disponível na Internet a publicação Estatísticas do Turismo 21, o INE apresenta os principais resultados referentes

Leia mais

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho de 2006 A actividade da hotelaria insere-se na CAE 55 Alojamento e Restauração, que, por sua vez, integra o sector do turismo, um dos sectores

Leia mais

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

3-5 TURISMO. Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria. Anuário Estatístico do Município de Belém-2012 3-5 TURISMO 1 3-5 TURISMO Os dados sistematizados nesta seção referemse fundamentalmente à entrada e procedência de estrangeiros e aos índices de hotelaria.

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Cidade

Leia mais

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza.

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza. A atividade do setor de no Ceará, tem apresentado um expressivo crescimento ao longo dos últimos anos. De fato, tendo recebido 970.000 turistas em 1997, este fluxo alcançou 1.550.857 em 2003 e 1.784.354

Leia mais

INQUÉRITO AOS GASTOS E SATISFAÇÃO DOS TURISTAS, 2009

INQUÉRITO AOS GASTOS E SATISFAÇÃO DOS TURISTAS, 2009 INQUÉRITO AOS GASTOS E SATISFAÇÃO DOS Praia, 29 de Abril de 2010 Plano de apresentação Introdução. Nota metodológica. Apresentação dos resultados..satisfação..gastos. TURISTAS, 2009 Objectivos do Inquérito

Leia mais

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Passageiros desembarcados por

Leia mais

IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO

IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO IN STITU TO N A C IO N A L D E ESTA TISTIC A CABO VERDE DOCUMENTO METODOLÓGICO ESTATÍSTICAS DO TURISMO 1999 I. ÁREA ESTATÍSTICA / LINHAS GERAIS DA ACTIVIDADE ESTATÍSTICA NACIONAL 1998-2001 O Conselho Nacional

Leia mais

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006 O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006 Elaborado por: Ana Paula Gomes Bandeira Coordenado por: Teresinha Duarte Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística

Leia mais

Análise Regional dezembro 2015

Análise Regional dezembro 2015 Portugal Em, o Algarve voltou a liderar o País com 16,6 milhões de dormidas (34% de quota no País) e cresceu 2,7% face a 2014. Lisboa posicionou-se no 2.º lugar com 12,3 milhões de dormidas e assinalou,

Leia mais

O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO

O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO O ALOJAMENTO NO TERRITÓRIO DOURO ALLIANCE - EIXO URBANO DO DOURO Vila Real, Março de 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 4 CAPITULO I Distribuição do alojamento no Território Douro Alliance... 5 CAPITULO II Estrutura

Leia mais

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos 3 de Junho de 211 CENSOS 211 Resultados Preliminares Principais Resultados Preliminares: Somos 246 12 residentes e 82 73 famílias Temos 11 38 alojamentos e 98 85 edifícios Os resultados preliminares dos

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Presidente António dos Reis Duarte

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Presidente António dos Reis Duarte Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2014 Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Av. Cidade de Lisboa, nº 18, Cx. Postal 116, Praia Tel.: +238

Leia mais

4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA

4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA 4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA A procura turística é tida como uma importante componente do sistema turístico, que pode ser traduzida como o conjunto de bens e serviços

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais

Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014

Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014 Procura Turística dos Residentes 4º Trimestre de 2014 30 de abril de 2015 Viagens turísticas dos residentes com ligeiro aumento No 4º trimestre de 2014 os residentes em Portugal realizaram cerca de 4,0

Leia mais

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Turismo no Espaço Rural. A oferta e a procura no TER

Turismo no Espaço Rural. A oferta e a procura no TER A oferta e a procura no TER 2007 Índice Introdução Capacidade de alojamento Estimativa de dormidas Taxas de ocupação-cama Anexos 2 Introdução. Em 2007 estavam em funcionamento em Portugal 1.023 unidades

Leia mais

Deslocações turísticas de residentes aumentaram

Deslocações turísticas de residentes aumentaram PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 2º Trimestre 2013 31 de outubro de 2013 Deslocações turísticas de residentes aumentaram Entre abril e junho de 2013, os residentes em Portugal efetuaram 3,9 milhões de

Leia mais

Barómetro de Conjuntura. Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos. verão 2014

Barómetro de Conjuntura. Estabelecimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turísticos. verão 2014 verão 2014 Índice Sumário Executivo Perspetivas de evolução da procura para o verão 2014 NUTS II NUTS II por Mercados Perspetivas de evolução da procura para o inverno 2014/15 NUTS II 2 Sumário Executivo

Leia mais

Nº camas 2011 Tipologias Norte Centro Lisboa Alentejo Algarve Açores Madeira Total Posição

Nº camas 2011 Tipologias Norte Centro Lisboa Alentejo Algarve Açores Madeira Total Posição Camas nos Estabeleimentos Hoteleiros, Aldeamentos e Apartamentos Turístios, por NUTS II e por Tipologias Nº amas 2011 Hotéis 27.881 28.404 42.688 5.744 33.577 6.943 15.744 160.981 1 5* 3.284 928 8.928

Leia mais

SANYA, CHINA. Caro Cliente,

SANYA, CHINA. Caro Cliente, SANYA, CHINA Em 1º de Fevereiro de 2000, a cidade de Sanya, China, introduziu uma nova taxa municipal. Esta taxa é cobrada de todos os visitantes e o valor varia de acordo com o tipo de acomodação. A medida

Leia mais

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes

Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes PROCURA TURÍSTICA DOS RESIDENTES 4º Trimestre 2012 02 maio de 2013 Visita a familiares e amigos e alojamento gratuito impulsionam deslocações dos residentes No 4º trimestre de 2012, os residentes efetuaram

Leia mais

Suíça. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial

Suíça. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial Espace Mittelland 1,7 M hab (1º) Nordwestschweiz 1,0 M hab (5º) Ostschweiz 1,1 M hab (4º) Mercado emissor de 12,1 milhões de turistas em 2010, com 1,6% da quota mundial 10.º mercado da procura externa

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo

ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo ESTADO DO PARANÁ Secretaria de Estado do Turismo MEIOS DE HOSPEDAGEM DO PARANÁ 2000 2007 HOTELARIA O segmento hoteleiro provoca no turismo um efeito multiplicador na geração de empregos (diretos e indiretos)

Leia mais

2013 4º Trimestre. Preços médios ao Balcão. Sumário Executivo

2013 4º Trimestre. Preços médios ao Balcão. Sumário Executivo Sumário Executivo Na presente informação, divulgam-se os preços médios de Aposento (b&b), Meia Pensão (h&b) e Pensão Completa (f&b) praticados ao balcão, no 4.º Trimestre de 2013, pelos hotéis e pousadas,

Leia mais

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Presidente António dos Reis Duarte. Editor Instituto Nacional de Estatística

Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Presidente António dos Reis Duarte. Editor Instituto Nacional de Estatística 2015 2016 Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2015 Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Av. Cidade de Lisboa, nº 18, Cx. Postal 116, Praia Tel.:

Leia mais

vindo a verificar nos últimos tempos. As pers- próximo, estando prevista, a título de exemplo, náuticos internacionais que se realizam nos

vindo a verificar nos últimos tempos. As pers- próximo, estando prevista, a título de exemplo, náuticos internacionais que se realizam nos DO TURISMO DE LISBOA DADOS Março PERFORMANCE POSITIVA No primeiro trimestre de, a capital portuguesa continuou a demonstrar uma boa pectivas são igualmente positivas para o futuro vindo a verificar nos

Leia mais

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017

Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal. European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Cristina Siza Vieira AHP Associação da Hotelaria de Portugal European Cities Hotel Forecast for 2016 and 2017 Hotel Epic Sana, 12 de abril 2016 Indicadores do Turismo AML & LISBOA Portugal vs. Área Metropolitana

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA JULHO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores A partir da análise da movimentação

Leia mais

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 28,6 milhões de turistas com 2,8% de quota mundial, em 2012

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 28,6 milhões de turistas com 2,8% de quota mundial, em 2012 Lombardia 9,8 M hab (1º) 31.645 PIB per Capita (2º) Trentino Alto Adige 28.811 PIB per Capita (5º) Valle D Aosta 32.716 PIB per Capita (1º) Lazio 5,7 M hab (3º) 29.727 PIB per Capita (4º) Campania 5,8

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Ano Presidente Osvaldo Rui Monteiro dos Reis Borges

FICHA TÉCNICA. Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Ano Presidente Osvaldo Rui Monteiro dos Reis Borges FICHA TÉCNICA Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo Ano 2016 Presidente Osvaldo Rui Monteiro dos Reis Borges Vice-Presidente Celso Hermínio Soares Ribeiro Diretora Administrativa e

Leia mais

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens

PREÇO VS. SERVIÇO. Imagem das Agências de Viagens Análise Imagem das Agências de Viagens PREÇO VS. SERVIÇO Os portugueses que já recorreram aos serviços de uma Agência de Viagens fizeram-no por considerar que esta é a forma de reservar viagens mais fácil

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 9 setembro 211 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia e do Emprego G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais

Leia mais

Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014

Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014 Lisboa, 3 de junho de 2014 Associação da Hotelaria de Portugal divulga dados do Tourism Monitor do primeiro trimestre de 2014 De acordo com a Associação da Hotelaria de Portugal, houve um crescimento de

Leia mais

T RI R SMO Crédit i o t a o a Inve v sti t m ento t no Tu T ris i mo Proto t co c lo l Ba B n a cá c r á io 2 7 d e e Se S t e em

T RI R SMO Crédit i o t a o a Inve v sti t m ento t no Tu T ris i mo Proto t co c lo l Ba B n a cá c r á io 2 7 d e e Se S t e em TURISMO Crédito ao Investimento no Turismo Protocolo Bancário Luís Coito 27 de Setembro de 2010 TURISMO INCENTIVOS FINANCEIROS AO SECTOR Intensidade de Auxílio Abrangência Empresarial Crédito ao Investimento

Leia mais

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15 Agências de Viagens ÍNDICE Sumário Executivo 3 da procura - inverno 2014/15 Portugal - NUTS II Portugal - Principais NUTS II Principais 4 5 6 da procura - verão

Leia mais

Competitividade de destinos turísticos: o caso das ilhas de Cabo Verde

Competitividade de destinos turísticos: o caso das ilhas de Cabo Verde Vol. 13 N. o 4. Special Issue Págs. 875-896. 2015 www.pasosonline.org Milene Monteiro, Paula Odete Fernandes Competitividade de destinos turísticos: o caso das ilhas de Cabo Verde Milene Monteiro* Paula

Leia mais

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios)

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) 08 de novembro de 2011 Censos 2011 21 de março de 2011 CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) Dada a importância que o tema reveste, no quadro da preparação dos resultados provisórios

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA NO CONSUMIDOR Folha de Informação Rápida. 4º Trimestre 2012

INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE. INQUÉRITO DE CONJUNTURA NO CONSUMIDOR Folha de Informação Rápida. 4º Trimestre 2012 INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA CABO VERDE INQUÉRITO DE CONJUNTURA NO CONSUMIDOR Folha de Informação Rápida 4º Trimestre 2012 Janeiro 2013 Ficha Técnica Presidente Antonio Duarte Editor Instituto Nacional

Leia mais

Seminario de Difusión do Anuario Estatístico Galicia Norte de Portugal 2010. A nova edição do Anuário Estatístico na perspectiva do Norte de Portugal

Seminario de Difusión do Anuario Estatístico Galicia Norte de Portugal 2010. A nova edição do Anuário Estatístico na perspectiva do Norte de Portugal A nova edição do Anuário Estatístico na perspectiva do Norte de Portugal Eduardo Pereira (CCDRN) Santiago de Compostela 13 de Dezembro de 2010 Galicia Norte de Portugal: uma grande região europeia transfronteiriça

Leia mais

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012

PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 PERFIL DOS TURISTAS DO PORTO E NORTE DE PORTUGAL 1º TRIMESTRE DE 2012 1 O Instituto de Planeamento e Desenvolvimento do Turismo (IPDT), em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porte e Norte de

Leia mais

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros

Empresas nacionais de transporte aéreo movimentaram mais 6,3% de passageiros Transportes aéreos e atividade turística 2013 10 de setembro de 2014 Movimento de passageiros nos aeroportos nacionais aumentou 4,9% O tráfego comercial nas infraestruturas aeroportuárias nacionais em

Leia mais

Âmbito da rubrica Viagens e Turismo. Definição de conceitos

Âmbito da rubrica Viagens e Turismo. Definição de conceitos Questões específicas da rubrica Viagens e Turismo Âmbito da rubrica Viagens e Turismo Definição de conceitos Indicações específicas de reporte para a atividade das agências de viagens Indicações específicas

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS

ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Lisboa, 30 de julho de 2014 ASSOCIAÇÃO DA HOTELARIA DE PORTUGAL: INDICADORES DE MAIO MARCADOS POR EVENTOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS Grande Lisboa puxou o mês A AHP Associação da Hotelaria de Portugal

Leia mais

COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009

COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009 COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇO PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS E POSTAIS EM CABO VERDE DE 2009 Índice INTRODUÇÃO... 3 ENQUADRAMENTO... 3 1. SECTOR DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS...

Leia mais

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010

EUA. Mercado em Ficha. 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 Virginia Beach 46.960 US$ PIB per Capita (4º) Chicago 12,8 M hab (5º) 2º maior mercado emissor de turistas a nível mundial, com 64,1 milhões de turistas e 8,3% de quota em 2010 6º mercado da procura externa

Leia mais

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial

Itália. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial Lombardia 9,8 M hab (1º) 31.645 PIB per Capita (2º) Trentino Alto Adige 28.811 PIB per Capita (5º) Mercado emissor de 30,1 milhões de turistas em 2010, com 3,9% da quota mundial Valle D Aosta 32.716 PIB

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente Antonio dos Reis Duarte. Editor

FICHA TÉCNICA. Presidente Antonio dos Reis Duarte. Editor FICHA TÉCNICA Presidente Antonio dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Av. Cidade de Lisboa, nº 18, Cx. Postal 116,

Leia mais

SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014

SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014 SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS Governador JOSÉ MELO DE OLIVEIRA SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Leia mais

Boletim Estatístico Nº 2 Outubro de 2009

Boletim Estatístico Nº 2 Outubro de 2009 Boletim Estatístico Nº 2 Outubro de 2009 1. Evolução da Reciclagem em 2008 - Actualização Conforme anunciado, republica-se a informação estatística relativa a 2008, depois de efectuadas diversas correcções

Leia mais

Golfe e Turismo: indústrias em crescimento

Golfe e Turismo: indústrias em crescimento CAPÍTULO I CAPÍTULO I Golfe e Turismo: indústrias em crescimento O universo do golfe, bem visível hoje em muitos territórios, tem desde logo ao nível de contribuição uma relação de causa consequência com

Leia mais

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.

Cork Information Bureau 2015. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015. EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor. Informação à Imprensa 28 de Agosto de 2015 EXPORTAÇÕES DE CORTIÇA CRESCEM 7,8% (1º. Semestre 2015) apcor.pt Exportações de Cortiça crescem 7,8% As exportações portuguesas de cortiça registaram, no primeiro

Leia mais

Espanha continuou a ser o país com maior peso nas transações comerciais de bens com o exterior (23,5% nas exportações e de 32,5% nas importações).

Espanha continuou a ser o país com maior peso nas transações comerciais de bens com o exterior (23,5% nas exportações e de 32,5% nas importações). Estatísticas do Comércio Internacional 214 7 de julho de 215 Resultados preliminares do Comércio Internacional em 214: em termos nominais, as exportações aumentaram 1,8% e as importações aumentaram 3,2%

Leia mais

ECO XXI Ação de formação 2016. 13 de abril de 2016 Agência Portuguesa do Ambiente

ECO XXI Ação de formação 2016. 13 de abril de 2016 Agência Portuguesa do Ambiente ECO XXI Ação de formação 2016 13 de abril de 2016 Agência Portuguesa do Ambiente A. Desempenho Turístico do Município A1. Rentabilidade para o Município B1. Unidades Produtivas Artesanais A2. Ocupação

Leia mais

O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda

O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda O emprego em Cabo Verde entrou definitivamente na agenda do desenvolvimento. Os resultados que agora se divulgam visam

Leia mais

O gasto médio diário dos não residentes entrevistados que visitaram Portugal foi 100,22

O gasto médio diário dos não residentes entrevistados que visitaram Portugal foi 100,22 31 de julho de 2014 Gastos Turísticos Internacionais 2013 O gasto médio diário dos não residentes entrevistados que visitaram Portugal foi 100,22 O gasto médio diário per capita (GMD pc ) dos visitantes

Leia mais

Reino Unido. Mercado em Ficha. mercado emissor de 56,5 milhões de turistas em 2012, com 5,1% de quota mundial

Reino Unido. Mercado em Ficha. mercado emissor de 56,5 milhões de turistas em 2012, com 5,1% de quota mundial North Eastern Scotland 39.300 PIB per Capita (2º) mercado emissor de 56,5 milhões de turistas em 2012, com 5,1% de quota mundial 2.º mercado da procura externa para Portugal, enquanto gerador de receitas

Leia mais

14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA

14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA 14 de agosto de 2015 ATIVIDADE TURÍSTICA janeiro a junho 2015 Na Região Autónoma dos Açores, no mês de junho, os estabelecimentos hoteleiros registaram 148,5 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo

Leia mais

Noruega. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial

Noruega. Mercado em Ficha. Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial Mercado emissor de 7,0 milhões de turistas em 2010, com 0,9% da quota mundial 14º mercado da procura externa para Portugal, enquanto gerador de receitas em 2011 Hordaland 477,2 mil hab (3º) Sor-Trondelag

Leia mais

reconversão de empreendimentos turísticos

reconversão de empreendimentos turísticos reconversão de empreendimentos turísticos 01. Reconversão de Empreendimentos Turísticos Com o objectivo de requalificar a oferta turística nacional, foi aprovado um novo regime jurídico dos empreendimentos

Leia mais

Ficha de Mercado BRASIL. ALENTEJO 2015 Exportar+

Ficha de Mercado BRASIL. ALENTEJO 2015 Exportar+ Ficha de Mercado BRASIL ALENTEJO 2015 Exportar+ Dados Gerais Área: 8.515.692,3 km² População: 201 milhões (estimativa EIU 2013) Densidade populacional: 23,6 habitantes/km² Designação oficial: República

Leia mais

Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 2013

Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 2013 Estatísticas da Construção e Habitação 213 9 de julho de 214 Obras licenciadas e concluídas acentuaram decréscimo em 213 De acordo com as Estimativas do Parque Habitacional, em 213 existiam em Portugal

Leia mais

CORREIOS DE CABO VERDE, SA

CORREIOS DE CABO VERDE, SA CORREIOS DE CABO VERDE, SA Tarifas de Serviços Postais Janeiro 2015 1. Correio Normal Correspondência Até 20 gramas 40$00 60$00 De mais de 20 grs a 100 grs 90$00 180$00 De mais de 100 grs a 250 grs 270$00

Leia mais

INQUÉRITO À PERMANÊNCIA DE HÓSPEDES NOS ALOJAMENTOS PARTICULARES

INQUÉRITO À PERMANÊNCIA DE HÓSPEDES NOS ALOJAMENTOS PARTICULARES R e g i ã o A u t ó n o m a d o s A ç o r e s V i c e - P r e s i d ê n c i a d o G o v e r n o S E R V I Ç O R E G I O N A L D E E S T A T Í S T I C A D O S A Ç O R E S INQUÉRITO À PERMANÊNCIA DE HÓSPEDES

Leia mais

O turismo em Portugal: caracterização e perspectivas de desenvolvimento

O turismo em Portugal: caracterização e perspectivas de desenvolvimento O turismo em Portugal: caracterização e perspectivas de desenvolvimento Eva Milheiro Escola Superior de Educação de Portalegre 1. Introdução O turismo, pelo estímulo que confere à economia e ao desenvolvimento

Leia mais

Instituto Politécnico de Leiria III Congresso Internacional de Turismo de Leiria e Oeste 2009

Instituto Politécnico de Leiria III Congresso Internacional de Turismo de Leiria e Oeste 2009 Instituto Politécnico de Leiria III Congresso Internacional de Turismo de Leiria e Oeste 2009 Caracterização do perfil económico-financeiro das unidades hoteleiras do Oeste. Apresentação de resultados

Leia mais

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura

Enoturismo em Portugal 2014. Caraterização das empresas e da procura Enoturismo em Portugal 2014 Caraterização das empresas e da procura Edição 2015 ÍNDICE Sumário Executivo Caraterização das Empresas Promoção de Serviços Procura das (2014) 3 4 5 7 O Enoturismo em Portugal

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DE LISBOA RECUPERAÇÃO. desta edição. Dados da Hotelaria Cidade de Lisboa Grande Lisboa Região de Lisboa

OBSERVATÓRIO DO TURISMO DE LISBOA RECUPERAÇÃO. desta edição. Dados da Hotelaria Cidade de Lisboa Grande Lisboa Região de Lisboa DO TURISMO DE LISBOA DADOS Maio RECUPERAÇÃO No mês de Maio, os principais indicadores analisados registam sinais positivos de recuperação em todas as unidades hoteleiras. Destacam-se as unidades de quatro

Leia mais

Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012

Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012 Lisboa, 4 de fevereiro de 2013 Associação da Hotelaria de Portugal divulga indicadores de novembro de 2012 TAXA DE OCUPAÇÃO QUARTO SOBE 10,64%, NO PORTO, e 5,75% EM LISBOA COM BOM DESEMPENHO DE TODAS AS

Leia mais

Hotelaria em lisboa. com cidades europeias. Tourism, Hospitality and Leisure Department REGULATED BY RICS

Hotelaria em lisboa. com cidades europeias. Tourism, Hospitality and Leisure Department REGULATED BY RICS Hotelaria em lisboa análise comparativa com cidades europeias 215 Tourism, Hospitality REGULATED BY RICS hotelaria em lisboa análise comparativa com cidades europeias 215 Análise comparativa O presente

Leia mais