Microsoft Project 2003

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Microsoft Project 2003"

Transcrição

1 Microsoft Project [Módulo 4] Microsoft Project Definindo durações Inter-relacionamentorelacionamento Caminho crítico Microsoft Project

2 Duração das Atividades Microsoft Project Duração das atividades. O MS Project utiliza as seguintes siglas; Meses: me, mês ou meses; Semanas: s, sem, semana ou semanas; Dias: d,di,diaoudias; Horas: hrs; Minutos: m, min, minuto ou minutos; Para colocar duração recorrentes(sem folga) utiliza a letra d após a duração. Ex: 5 dd. 5 O MS Project utiliza as seguintes durações como padrão: 1 dia trabalho = 8 horas; 1 semana = 40 horas; 1mês=20diasde trabalho (160 horas); Isto é o padrão que pode ser modificado d através das opções do MS Project. 6 2

3 Análise PERT para estimativas das durações. Análise PERT trabalha com estimativa otimista, esperada e pessimista. A duração final da atividade é determinada através do cálculo PERT: Dur. PERT = (dur. Otim + 4 x dur. Esper. + dur. Pess.)/6 7 Restrições de datas nas atividades. Os principais tipos de restrições são os seguintes: O mais breve possível: a atividade deve iniciar o mais breve possível (padrão do MS Project); O mais tarde possível: a atividade deve iniciar o mais tarde possível, não permitindo folga entre as atividades; Deve iniciar em a atividade deve iniciar em uma data especificada no campo Data da restrição; Deve terminar em a atividade deve terminar em uma data especificada no campo Data da restrição; Não iniciar antes de: a atividade somente se inicia após uma determinada data especificada no campo Data da restrição; Não iniciar depois de: a atividade tem um limite máximo de data para se iniciar, especificado no campo Data da restrição; Não terminar antes de: a atividade somente é concluída após uma determinada data, especificada no campo Data da restrição; Não terminar depois de: a atividade tem um limite máximo de data para ser concluída, especificada no campo Data da restrição; 8 Restrições de datas nas atividades. 9 3

4 Restrições de datas nas atividades. Estabelecendo prazo Final para atividade 10 Restrições de datas nas atividades. Estabelecendo prioridade para atividade O campo Prioridade indica o grau de importância atribuído a uma tarefa. Os níveis de prioridade variam entre A prioridade mais baixa é 0. A prioridade padrão é Diagrama de rede Mostra o relacionamento lógico das atividades de um projeto. Sempre descrito da esquerda para direita para refletir a cronologia do projeto. 12 4

5 Prioridades Possiblidade de deslocamento. ~ 1000 ~ 500 ~ 0 Possibilidade de atraso Prioridade 13 Inter-relacionamentos Entre as Atividades Microsoft Project Estabelecendo conexão entre atividades. Através do Gráfico de Gantt Arrastando a barra de duração até a duração da atividade Sucessora. Através da Tabela de entrada Digitando o número da atividade Predecessora na coluna Predecessora 15 5

6 Estabelecendo conexão entre atividades. Através do formulário de Recursos e Predecessoras Clicando duas vezes no canto inferior da divisão da tabela. 16 Estabelecendo conexão entre atividades. Através do formulário de Informações da Tarefa 17 Estabelecendo conexão entre atividades. Através do vínculo da Tarefa Selecionando as tarefas e usando os botões de vinculação 18 6

7 Inter-relacionamentos entre atividades do Projeto. O MS Project permite quatro tipos básicos de interrelacionamentos: Término para início TI Predecessora Sucessora Exemplo:o telhado de uma casa somente pode ser construído quando as paredes tiverem sido erguidas. 19 Inter-relacionamentos entre atividades do Projeto. Início para início II Predecessora Sucessora Exemplo: ao instalar a rede de computadores, pode se programar o início da instalação física dos cabos com a instalação lógica dos computadores para que ocorram simultaneamente. 20 Inter-relacionamentos entre atividades do Projeto. Término para Término - TT Predecessora Sucessora Exemplo: um computador somente pode ser considerado pronto quando as cópias de segurança dos dados tiverem sido realizadas, isto significa que a atividade de preparo do computador ficará pendente até que as cópias dos dados de segurança estejam prontas. 21 7

8 Inter-relacionamentos entre atividades do Projeto. Início para Término - IT Predecessora Sucessora Exemplo: uma empresa está substituindo uma central elétrica antiga por outra mais moderna. A central antiga deve permanecer funcionando até que a central nova esteja em pleno funcionamento. 22 Alterando o relacionamento entre as atividades. Através do formulário de informações da Tarefa Clicando duas vezes sobre a linha da Tarefa 23 Alterando o relacionamento entre as atividades. Através da dependência entre Tarefas Clicando duas vezes na seta de representação da dependência. 24 8

9 Alterando o relacionamento entre as atividades. Através do Tabela pela coluna de Predecessoras Adicionando as siglas, TI, II, TT e IT 25 Antecipados e retardados. Antecipações (LEAD): reduzem a duração do cronograma através de sobreposições de atividades; Retardos (LAG): períodos de defasagem entre as atividades predecessoras e sucessoras. Ex.: atividades de secagem; 26 Antecipados e retardados. Antecipações: representados por números negativos. Usando duração(m, h, d, s ou m) ou % de duração da predecessora. Exemplo: -2d = 2 dias de antecipação no início da Atividade em relação a sua predecessora. Retardos: representados por números positivos. Usando duração(m, h, d, s ou m) ou % de duração da predecessora. Exemplo: 5h = 5 horas de retardo(diferença) para o começo da atividade em relação a predecessora. A inclusão da letra d significa duração decorrente. 27 9

10 Caminho Crítico Microsoft Project Caminho Crítico. É a série de atividades que precisam ser concluídas de acordo com o previsto no cronograma para que o projeto seja concluído dentro do prazo determinado. São críticas todas as atividades que se encontram no caminho crítico. Em um Projeto, existem 2 tipos de caminhos críticos: Caminho crítico simples: caminho crítico único do Projeto; Caminho crítico múltiplos: exibe um caminho crítico para cada rede independente de atividades. Assim toda atividade sem sucessora terá margem de atraso igual a zero, transformando-se em crítica. 29 Caminho Crítico Simples. A determinação do caminho crítico simples é realizada através do Assistente de gráficos de Gantt (botão direito tela Gantt). Tela 1 Tela

11 Caminho Crítico Simples. Tela 3 Tela 4 Tela 5 Tela 6 31 Caminho Crítico Múltiplo. A determinação do caminho crítico múltiplo é realizada com a marcação do seguinte item: 32 [Módulo 5] Microsoft Project

12 Recursos e Custos Microsoft Project Recursos Microsoft Project

13 Exibir Planilha de Recursos. 37 Informações sobre recursos. Duplo clique no recurso 38 Recursos. Recursos de Trabalho: pessoas ou equipamentos que concluem tarefas dedicando tempo ou trabalho. Recursos Materiais: são suprimentos, estoques ou outros itens consumidos durante as atividades do Projeto. Campos da Tabela de recursos 39 13

14 Atribuição de recursos. A atribuição de recursos permite o cálculo da duração da atividade, o custo de cada atividade e do Projeto. IMPORTANTE! Atividade na maioria dos casos recebe mais que um recurso, sendo assim atribua os recursos quase de maneira simultânea. Botão atribuir recursos ou, clique duas vezes na atividade e utlize a guia Recursos. 40 Atribuição de recursos materiais. IMPORTANTE! A atribuição de recursos Materiais pode ser baseada no tempo (consumo de material variável) ou não (consumo de material fixo). Consumo de Material fixo: quantidade de material independente da duração da atividade. Exemplo: 10 sacos de cimento para a atividade, independentemente do tempo que levará para ser consumido. Consumo de Material variável: quantidade especificada por unidade de tempo de uso. Exemplo: 10 sacos de cimento por dia, acrescente a letra de tempo uso após a quantidade, como 2/d. 41 Cálculo da duração da atividade baseado nos recursos envolvidos. O MS Project utiliza 3 tipos de controle de agendamento: Unidades fixas: ao dobrar a atribuição, a quantidade de trabalho que um recurso precisa realizar, o MS Project dobrará a duração da atividade para comportar a nova necessidade de trabalho. Duração fixa: ao dobrar a quantidade de recursos de trabalho atribuídas, o MS Project manterá a duração da atividade constante, mas dobrará a quantidade de trabalho pré-estabelecida. Trabalho fixo: ao dobrar a quantidade de recursos de trabalho atribuídas, o MS Project reduzirá a duração da atividade pela metade para comportar a quantidade de trabalho pré-estabelecida

15 Unidades Fixas, Duração Fixa e Trabalho Fixo. Devemos além de determinar se a tarefa tem ou não controle de empenho, verificar se desejamos que ela tenha Unidades Fixas ou Duração Fixa ou Trabalho Fixo. A manutenção da quantidade d de trabalho constante t no agendamento controlado pelo empenho poderá ocasionar vários efeitos na duração e nas unidades dependendo do tipo de tarefa. Por padrão, no MS Project as tarefas são de Unidades Fixas e controladas pelo empenho. Isso significa que quanto mais recursos forem atribuídos a uma tarefa, menor será o trabalho que cada recurso precisará executar. Como se trata de uma tarefa de unidade fixa, isso terá o efeito adicional de reduzir a duração. 43 Unidades Fixas, Duração Fixa e Trabalho Fixo. Se você tiver uma tarefa de Duração Fixa e controlada pelo empenho, quanto mais recursos forem atribuídos, menor será o trabalho que cada recurso precisará fazer para concluir a quantidade de trabalho reduzida da atribuição. Como se trata de uma tarefa de duração fixa, isso terá o efeito adicional de que cada recurso poderá ter um esforço menor, isto é, menos unidades de atribuição. Por sua natureza, uma tarefa de Trabalho Fixo é controlada pelo empenho. Exatamente como ocorre com as tarefas de unidades fixas controladas pelo empenho, se você adicionar recursos, o trabalho será distribuído entre as atribuições e a duração diminuirá. 44 Unidades Fixas, Duração Fixa e Trabalho Fixo. No Gráfico de Gantt, no campo Nome da Tarefa, para cada tarefa, clique duas vezes sobre ela

16 Cálculo da duração da atividade baseado nos recursos envolvidos. Selecionando o tipo de tarefa, clicando 2 vezes sobre a atividade. 46 Agendamento controlado pelo empenho em Atividades com unidades fixas. Efeito mutirão O efeito mutirão permite que uma atividade que tenha uma duração por exemplo com 10 dias utilizando um recurso, passe a ter duração de 5 dias com a alocação de mais um recurso. 47 Quando há uma alteração nos recursos do Projeto. A marcação de Smart Tags é muito útil na alocação de recursos, caso tenha alguma alteração na quantidade de recursos o MS Project 2003 irá exibir uma Smart Tag com as opções de resolução para um possível problema

17 Problemas de alocação de recursos. Existem diversas formas de solução de conflitos, pois na verdade cada caso é um caso, tendo que analisar as limitações impostas na fase de Planejamento do Escopo(GP) no orçamento, disponibilidade de recursos e flexibilidade das atividades que compõem o cronograma.. Substituição de recurso; Troca de escala de trabalho; Trabalho em hora extra; Nivelamento ou redistribuição de recurso. 49 Substituição do Recurso. 50 Substituição do Recurso. Através da planilha de recursos, dê um duplo clique e altere o período de trabalho através do calendário

18 Trabalho em hora extra. Através da planilha de recursos ou uso da tarefa, insira o campo trabalho de horas extras. Exiba a lista de hora extra na Planilha de recursos uso da tarefa, clique com o botão direito. 52 Custos Microsoft Project Custos. IMPORTANTE! O custo nos dias de hoje é um aspecto importante para agendarmos e controle do Projeto. O Sucesso do projeto pode ser medido por quão próximos os custos finais estão dos custo da linha de base (Baseline). Entre as principais p função de custos, estão: Estabelecer um orçamento; Controlar agendamentos de pagamentos; Examinar o custo total de atividades individuais, ou Projeto inteiro, para fazer os ajustes necessários mantendo os gastos orçados dentro do orçamento. Os controles são realizados geralmente por relatórios

19 Atribuindo custos ao Projeto. Existem diversas formas de atribuir custos: Basear atividades em salários ou taxas de pagamentos dos seus recursos, o Gerente de Projeto atribui taxas regulares e de horas extras antes da atribuição em uma atividade (Planilha de Recursos). Definir custos fixos, juntamente com custos baseados em taxas, quando o cálculo será no custo total de uma atividade. Custo para materiais calculados pela Taxa Padrão e/ou Custo/Uso. Taxa padrão refere-se ao custo unitário de cada recurso material, e o Custo/Uso é o custo atribuído uma única vez na atividade, independentemente de sua quantidade(planilha de recursos-entrada). 55 Atribuindo custos ao Projeto. Forma de cálculo que o MS project utiliza: Custo Fixo (Inserido diretamente na coluna Custo Fixo) = 0 custo fixo é somado apenas no cálculo do custo total. Custo Total = soma dos custos de recursos atribuídos com os custos fixos de cada atividade. Custo linha de base / real / restante = serão determinados durante o acompanhamento do Projeto(Gantt de controle). O custo total do Projeto pode ser exibido através de estatísticas do Projeto, atualizada sempre que o MS Project recalcula o Projeto. 56 Atribuindo custos ao Projeto. Exibir Planilha de recursos 57 19

20 Estatísticas do Projeto. Formulário de Estatísticas do Projeto. Projeto Informações sobre projetos - Estatísticas 58 Personalizando Custo de Recursos através da Tabela Taxa de Recursos. IMPORTANTE! O MS Project disponibiliza até 5 conjuntos de taxas de custos, onde cada conjunto permite até 25 taxas diferentes, ver informações sobre a tarefa/ guia/ custos. As taxas de custo podem ser inseridas em valores ou em porcentagem. Exemplo: +10% ou 10%, a partir daí o MS Project calculará a nova taxa baseada no percentual determinado. 59 Personalizando Custo de Recursos através da Tabela Taxa de Recursos. IMPORTANTE: defina a Data efetiva que determina quando o novo 60 valor entrará em vigor. 20

21 Modificando a Tabela Taxa de Recurso. Exibir - Uso da Tarefa ou uso do Recurso. Duplo clique no recurso IMPORTANTE! A Tabela padrão que o MS Project utiliza é a Tabela de taxas de custos A. 61 Modificando a Tabela Taxa de Recurso. Outra maneira é inserindo a coluna Tabela de taxas de custos. Modo de exibição Uso da Tarefa

Capítulo 7. Sequenciamento das Tarefas

Capítulo 7. Sequenciamento das Tarefas Capítulo 7 Sequenciamento das Tarefas 125 5.1 RELACIONAMENTO ENTRE TAREFAS Para que o cronograma do projeto seja executado corretamente e as mudanças inseridas seja calculadas de forma correta é importante

Leia mais

APOSTILA MS-PROJECT CONCEITOS BÁSICOS

APOSTILA MS-PROJECT CONCEITOS BÁSICOS APOSTILA MS-PROJECT CONCEITOS BÁSICOS GRUPO CMA PLANEJAMENTO Sumário Visão Geral:... 4 Barra de Menus... 5 Barra de Ferramentas Padrão... 6 Barra de Formatação... 7 Barra de Modos... 8 Principais Visões:...

Leia mais

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto

1 Inicie um novo. Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007. projeto Guia de Referência Rápida de Gerenciamento de Projeto para o Project 2007 1 Inicie um novo Antes de começar um novo, uma organização deve determinar se ele se enquadra em suas metas estratégicas. Os executivos

Leia mais

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido.

Sumário. Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Sumário Ambiente de Trabalho... Erro! Indicador não definido. Introdução ao Project Um projeto é uma seqüência bem definida de eventos, com um início e um final identificável. O foco de um projeto é obter

Leia mais

Para inserir custo fixo às tarefas, siga os passos abaixo :

Para inserir custo fixo às tarefas, siga os passos abaixo : Capítulo 9 Custos 166 CUSTOS INSERINDO CUSTO FIXO AO PROJETO O custo total do projeto é o custo total de recurso somado ao custo total de custos fixos. O custo com recurso já é computado quando alocamos

Leia mais

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo.

Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. 1. Criação e Edição de Projetos 1.1. Visão Geral: Neste curso, seguiremos um tutorial de aprendizado. Este tutorial, por sua vez, segue as nossas etapas essenciais de planejamento como visto abaixo. Planejamento

Leia mais

Microsoft Project 2003

Microsoft Project 2003 [Módulo 1] Microsoft Project 2003 Apresentação do software 1 Características do Software. Principal ferramenta para o Gerenciamento de Projetos; Versátil, fácil utilização e interface prática; Uso da Internet

Leia mais

Trabalho Interdisciplinar. MS Project

Trabalho Interdisciplinar. MS Project Aula Prática: Introdução ao Microsoft Project Professional MS Project Como vimos em nossas aulas, a EAP Estrutura Analítica do Projeto é o primeiro passo para criar um cronograma de um projeto estruturado.

Leia mais

Projeto é um empreendimento temporário, com objetivo de criar um produto, um resultado ou serviço único. Projetos podem estar integrados em um

Projeto é um empreendimento temporário, com objetivo de criar um produto, um resultado ou serviço único. Projetos podem estar integrados em um Projetos, Programas e Portfólios Projeto é um empreendimento temporário, com objetivo de criar um produto, um resultado ou serviço único. Projetos podem estar integrados em um programa, quando se relacionam

Leia mais

Microsoft Project 98

Microsoft Project 98 1 FEA/USP - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP Disciplina EAD-651 Modelos de Redes Introdução ao Microsoft Project 98 Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal Outubro/2003 2 SUMÁRIO

Leia mais

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br

Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto. Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Engenharia de Software II: Criando o cronograma do projeto Prof. Msc Ricardo Britto DIE-UFPI rbritto@ufpi.edu.br Sumário Definição das atividades. Sequenciamento das atividades. Estimativa de recursos

Leia mais

Capítulo 6. Trabalhando com Tarefas

Capítulo 6. Trabalhando com Tarefas Capítulo 6 Trabalhando com Tarefas 94 4.1 INSERINDO TAREFAS INSERINDO UMA NOVA TAREFA A base para o desenvolvimento do projeto são as tarefas que serão executadas por ele. Sem essa informação não há como

Leia mais

ANÁLISE DE PROJETO NO TEMPO. Construção de uma pequena casa: Código Tarefa Duração Precedências

ANÁLISE DE PROJETO NO TEMPO. Construção de uma pequena casa: Código Tarefa Duração Precedências CAPÍTULO 3 ANÁLISE DE PROJETO NO TEMPO Exemplo Construção de uma pequena casa: Código Tarefa Duração Precedências (semanas) 1 Preparo do terreno 2 --- 2 Fundações 3 1 3 Alvenaria 3 2 4 Esgotos 1 2 5 Telhado

Leia mais

30/10/2012. Ciclo de vida típico. Módulo: Projeto de Investimento e Financiamento 2º sem 2012. Objetivos

30/10/2012. Ciclo de vida típico. Módulo: Projeto de Investimento e Financiamento 2º sem 2012. Objetivos Gestão financeira GESTÃO DE PROJETOS 2 Planejamento, execução e conclusão do projeto Módulo: Projeto de Investimento e Financiamento 2º sem 2012 Objetivos Compreender os passos e requisitos de um plano

Leia mais

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5

TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5 TC042 CONSTRUÇÃO CIVIL IV AULA 5 DURAÇÃO DAS ATIVIDADES Como estimar a duração das atividades ou serviços? Existem duas formas básicas: Determina-se a quantidade de dias e a partir deste parâmetro compõe-se

Leia mais

Capítulo 8. Recursos

Capítulo 8. Recursos Capítulo 8 Recursos 138 TRABALHANDO COM RECURSOS CRIANDO A LISTA DE RECURSOS DO PROJETO Para completarmos o planejamento precisamos listar os recursos que serão utilizados no projeto. Esse processo é feito

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015

TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015 1 BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO REPRESENTAÇÃO NO BRASIL TERMO DE REFERÊNCIA nº 0010/2015 PARA A CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL PARA CAPACITAÇÃO DA EQUIPE DO FUNBIO NA UTILIZAÇÃO EFICIENTE

Leia mais

Guia Prático, de utilização da Metodologia Basic Methodware, no Serena OpenProj versão 1.4. A3.1 Criando um Projeto no Serena OpenProj

Guia Prático, de utilização da Metodologia Basic Methodware, no Serena OpenProj versão 1.4. A3.1 Criando um Projeto no Serena OpenProj Guia Prático, de utilização da Metodologia Basic Methodware, no Serena OpenProj versão 1.4 Aplicação no Projeto exemplo: Treinamento em Gerenciamento de Projetos Colaboração: Flávio Giovani Brasil de Carvalho

Leia mais

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas

Funções básicas Cronograma Cronograma Funções Básicas Funções Básicas Fevereiro 2015 - 1) Selecionar o menu Portfólio > Projetos, clique para janela projetos abrir. 2) Selecione botão incluir para abrir um projeto. Preencha os campos obrigatórios nos Dados

Leia mais

MS- Project 2003 - USANDO O CALENDÁRIO - USANDO O DIAGRAMA DE REDE - ADICIONANDO TEXTOS E DESENHOS LIVRES AO DIAGRAMA DE REDE

MS- Project 2003 - USANDO O CALENDÁRIO - USANDO O DIAGRAMA DE REDE - ADICIONANDO TEXTOS E DESENHOS LIVRES AO DIAGRAMA DE REDE Introdução - O MS-PROJECT - O QUE O MS-PROJECT PODE FAZER - CARACTERÍSTICAS DO MS-PROJECT - RECURSOS DO AMBIENTE WINDOWS Iniciando o MS-Project - OS MODOS DE EXIBIÇÃO DO MS-PROJECT - PRINCIPAIS MODOS DE

Leia mais

Microsoft Project 2010 Professional

Microsoft Project 2010 Professional Introdução ao Microsoft Project 2010... 4 Conceitos sobre Gerenciamento de Projetos... 4 Iniciando... 4 Apresentação da Tela... 4 Extensões do Project... 5 Teclas de Navegação... 5 Modos de Visualização

Leia mais

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project

Proposta. Gerenciando Projetos com Microsoft Project. Apresentação Executiva. Gerenciando Projetos com Ms-Project Gerenciando Projetos com Microsoft Project Apresentação Executiva 1 O Microsoft Project é utilizado principalmente para o planejamento e controle de projetos. Atualmente é a ferramenta mais utilizada no

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

MS Project 2007 MS Project 2007 1

MS Project 2007 MS Project 2007 1 1 1. Introdução Utilizando o Microsoft Office em seu dia a dia O Microsfot Office 2007 é uma família de produtos criada para atender às necessidades atuais de gerenciamento de recursos e de trabalho nas

Leia mais

Microsoft Project 2007

Microsoft Project 2007 www.gerentedeprojeto.net.br Microsoft Project 2007 Metodologia de Cálculo de Redes Parte I Alexandre Paiva de Lacerda Costa, PMP, MCTS, ITIL Sumário Introdução... 3 Métodos de Diagramação de Redes... 3

Leia mais

Projeto Churrasco dos Sonhos

Projeto Churrasco dos Sonhos www.gerentedeprojeto.net.br Projeto Churrasco dos Sonhos Definindo atividades Alexandre Paiva de Lacerda Costa, PMP, MCTS, ITIL Sumário Introdução... 4 Definição de Atividades... 6 Marcos ou Milestones...

Leia mais

Temporada de Minicursos. MS Project

Temporada de Minicursos. MS Project Temporada de Minicursos MS Project Udinart Prata Rabelo PET Civil UFC Sumário 1. INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS... 3 1.1. Definição de Projeto... 3 1.2. Ciclo de Vida de um Projeto... 3 1.2.1.

Leia mais

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Análise e Acompanhamento de Projetos. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 54p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Clorisval Gomes Pereira Júnior Possui graduação em Desenho Industrial pela Universidade de Brasília (1993), graduação em Educação Artística pela Universidade de Brasília (1989) e mestrado em Design

Leia mais

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4

Ano III - Número 16. Versão 4.6.4 Versão 4.6.4 Sexta-feira, 08 de fevereiro de 2008 ÍNDICE 3 4 EDITORIAL NOVAS FUNCIONALIDADES 4 12 13 14 15 16 Novo Cronograma 4 5 5 6 7 8 8 9 9 10 10 Edição Rápida do Cronograma Recurso de Arrastar e Soltar

Leia mais

Apostila Oultlook 2007 Prof. Fabrício Melo

Apostila Oultlook 2007 Prof. Fabrício Melo INTRODUÇÃO O Microsoft Outlook 2007 é um programa de gestão de informações pessoais e de mensagens que auxilia no gerenciamento de mensagens, compromissos, contatos, tarefas e partilhar informações com

Leia mais

Introdução ao Planejamento de Projetos

Introdução ao Planejamento de Projetos Sumário i Sumário 1. Introdução ao Planejamento de Projetos... 1 1.1. Conceitos de Planejamento e Gerenciamento de Projeto... 1 1.2. Função do MS Project... 1 2. Conhecendo o MS Project... 3 2.1. Área

Leia mais

Udinart Prata Rabelo. PET Civil UFC

Udinart Prata Rabelo. PET Civil UFC MS PROJECT Udinart Prata Rabelo PET Civil UFC Sumário 1. INTRODUÇÃO AO GERENCIAMENTO DE PROJETOS... 3 1.1. Definição de Projeto... 3 1.2. Ciclo de Vida de um Projeto... 3 1.2.1. Fases no Ciclo de Vida

Leia mais

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO

MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MANUAL COMO CRIAR UM PROJETO MICROSOFT PROJECT 2010 Menu: Projeto > Informações do Projeto 1º Passo: Criando um novo projeto Um projeto pode ser agendado a partir da Data de inicio do projeto ou Data de

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Project 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas

Leia mais

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano Formatação condicional utilizando o valor da célula O que é? Algumas vezes é preciso destacar os valores, ou seja, como colocar em vermelho ou entre parênteses, os negativos, e de outra cor os positivos,

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Project 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Microsoft Project 2010 Professional

Microsoft Project 2010 Professional Introdução ao Microsoft Project 2010 A Microsoft Project e um poderoso aplicativo de gerenciamento de projetos que você pode utilizar para planejar, programar e representar praticamente as informações

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Rogério Fernandes da Costa rogerio@nrsystem.com

Rogério Fernandes da Costa rogerio@nrsystem.com Rogério Fernandes da Costa rogerio@nrsystem.com Rogério Fernandes da Costa MBA em Gestão de Projetos pelo Centro Universitário de Santo André. Vivência em projetos em empresas como Termomecânica, FIESP

Leia mais

Noções Básicas de Excel página 1 de 19

Noções Básicas de Excel página 1 de 19 Noções Básicas de Excel página 1 de 19 Conhecendo a tela do Excel. A BARRA DE FÓRMULAS exibe o conteúdo de cada célula (local) da planilha. Nela podemos inserir e alterar nomes, datas, fórmulas, funções.

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

Questão - 01. Essência do Excel 2003...

Questão - 01. Essência do Excel 2003... Valdir Questão - 01 Como deve proceder o usuário do Microsoft para que sejam atualizados os cálculos das funções ou fórmulas utilizadas nas planilhas? a) Pressionar a tecla F9 no teclado b) Pressionar

Leia mais

Capítulo 13. Valor Agregado (Earned Value)

Capítulo 13. Valor Agregado (Earned Value) Capítulo 13 Valor Agregado (Earned Value) 228 TRABALHANDO COM VALOR AGREGADO (EARNED VALUE) Uma das maneiras de acompanhar os gastos de um projeto é a tabela de Valor Acumulado ou Valor Agregado. Essa

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Gerente de projeto

MANUAL DO USUÁRIO Gerente de projeto MANUAL DO USUÁRIO Gerente de projeto Conteúdos 1. O gerente de projeto... 3 2. Painel de início... 4 3. Parâmetros gerais do projeto... 5 4. Designar usuários a projetos e tarefas... 6 5. Orçamento...

Leia mais

Excel Planilhas Eletrônicas

Excel Planilhas Eletrônicas Excel Planilhas Eletrônicas Capitulo 1 O Excel é um programa de cálculos muito utilizado em empresas para controle administrativo, será utilizado também por pessoas que gostam de organizar suas contas

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROJETOS

GERENCIAMENTO DE PROJETOS GERENCIAMENTO DE PROJETOS SERENA OPEN PROJ FABIANO KEIJI TAGUCHI ESTE MATERIAL TEM UM OBJETIVO DE COMPLEMENTAR OS ASSUNTOS ABORDADOS DENTRO DE SALA DE AULA, TORNANDO-SE UM GUIA PARA UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Banco de Dados Microsoft Access: Criar s Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na. 3. Criar uma no modo

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES SUMÁRIO 1. PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS...3 1.1 Menu...3 1.2 Termo de Abertura...4 1.3 Plano do Projeto...5 1.4

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos

Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas. Vitor Valerio de Souza Campos Banco de Dados Microsoft Access: Criar tabelas Vitor Valerio de Souza Campos Objetivos do curso 1. Criar uma tabela no modo de exibição Folha de Dados. 2. Definir tipos de dados para os campos na tabela.

Leia mais

Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos

Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos Darci Prado Usando o MS Project 2010 em Gerenciamento de Projetos SEÇÃO A: CONHECIMENTOS BÁSICOS SEÇÃO A-1: PLANEJAMENTO DE UM PROJETO 1. Uso do Computador em Gerenciamento de Projetos: o MS-Project........................

Leia mais

Aula 03 PowerPoint 2007

Aula 03 PowerPoint 2007 Aula 03 PowerPoint 2007 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o PowerPoint; 2. Conhecendo a Tela do PowerPoint; 3. Criando uma Nova

Leia mais

Validação de dados. Determinamos qual tipo de informação será aceita e dentro de qual intervalo.

Validação de dados. Determinamos qual tipo de informação será aceita e dentro de qual intervalo. Validação de dados Por meio do recurso de validação, podemos definir que tipo de informação gostaríamos que fosse aceita em um intervalo de células ou uma mensagem de auxílio ao usuário indicando qual

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel

VPL do Projeto. Parte 3. O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel 2008 VPL do Projeto Parte 3 O VPL Projetado Como fazer na planilha Excel Bertolo INVENT 21/05/2008 2 VPL do Projeto ORÇAMENTO DE CAPITAL 10 VPL Projetado 1. Básico Problema. Suponha uma empresa considerando

Leia mais

Table of Contents. PowerPoint XP

Table of Contents. PowerPoint XP Table of Contents Finalizando a apresentação...1 Usando anotações...1 Desfazer e repetir...1 Localizar e substituir...2 Substituir...2 Efeitos de transição...3 Esquema de animação...6 Controlando os tempos

Leia mais

Guia Rápido. Projects & Teamwork

Guia Rápido. Projects & Teamwork Guia Rápido Projects & Teamwork Conteúdo 1. Meu Perfil, tutoriais y ajuda contextual... 3 2. Criar projetos... 6 3. Criar usuários e atribuir usuários a projetos e tarefas... 7 4. Criar e controlar tarefas...10

Leia mais

Ensinamos o que PRATICAMOS no dia-a-dia.

Ensinamos o que PRATICAMOS no dia-a-dia. Somos uma empresa de treinamentos técnicos, gestão e comportamentais. Através de consistentes pesquisas de mercado desenvolvemos programas de capacitação para lhe ajudar a tornar-se mais competitivo. Atuamos

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br. MS Project 2007 Básico

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br. MS Project 2007 Básico MS Project 2007 Básico 1 INTRODUÇÃO 3 O QUE É PROJETO? 3 O QUE É PROGRAMA? 3 GESTÃO DE PROJETOS 3 GERENCIAMENTO DE PROJETOS 3 HABILIDADES DO GERENTE DE PROJETOS 4 PROCESSOS DA GERÊNCIA DE PROJETOS 4 O

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

Gerenciamento de Tempo: MS Project

Gerenciamento de Tempo: MS Project Gerenciamento de Tempo: MS Project Fevereiro/2014 Garante o planejamento e execução do projeto em um prazo adequado, consistindo na definição, seqüenciamento e estimativa de duração das atividades, com

Leia mais

Como já foi dito anteriormente o Excel possui recursos que permitem alterar a aparência de nossas planilhas.

Como já foi dito anteriormente o Excel possui recursos que permitem alterar a aparência de nossas planilhas. Formatação de Células Como já foi dito anteriormente o Excel possui recursos que permitem alterar a aparência de nossas planilhas. O recurso de formatação de células é um recurso muito utilizado. Ele permite

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel

Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel Professor: Macêdo Firmino Informática para Administração Introdução ao Excel Excel é um programa de planilhas do sistema Microsoft Office. Você pode usar o Excel para criar e formatar pastas de trabalho

Leia mais

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros:

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Menu Notas Fiscais Entradas (não é um manual) Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Loja desejada. Fornecedor desejado (com marcas homologadas). Filtro para ignorar

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Conceitos. O que é projeto? Treinamento de MS Project 2010 Prof. Jorge Albernaz Martins

Conceitos. O que é projeto? Treinamento de MS Project 2010 Prof. Jorge Albernaz Martins Conceitos Ao tomarmos conhecimento do mundo sonhamos em construir ou ter algo na vida. Esse desejo pode ser alcançado ou não dependendo de como levamos a vida ou focalizamos nossas energias para conseguir

Leia mais

Prof. Celia Corigliano. Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Prof. Celia Corigliano. Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS Prof. Celia Corigliano Unidade II GERENCIAMENTO DE PROJETOS DE TI Agenda da disciplina Unidade I Gestão de Projetos Unidade II Ferramentas para Gestão de Projetos Unidade III Gestão de Riscos em TI Unidade

Leia mais

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br

POWERPOINT BÁSICO. Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWERPOINT BÁSICO Facilitador Alisson Cleiton dos Santos Analista Programador / Professor contato@alissoncleiton.com.br POWER POINT INICIANDO O POWERPOINT 2000 Para iniciar o PowerPoint 2000. A partir

Leia mais

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção

APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção APS Advanced Plainning and Scheduling Sistema Avançado de Produção O módulo APS é a mais nova ferramenta que irá auxiliar no gerenciamento da produção. O principal objetivo do APS é a determinação exata

Leia mais

Este documento visa facilitar e viabilizar a introdução ao módulo de Manufatura no Sistema

Este documento visa facilitar e viabilizar a introdução ao módulo de Manufatura no Sistema Este documento visa facilitar e viabilizar a introdução ao módulo de Manufatura no Sistema Execom!ERP, de maneira sucinta. Para maiores informações entrar em contato através das seguintes maneiras: Skype

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO:

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: Sumário NA AGENDA COMO FAÇO PARA VER PACIENTES COM TRATAMENTO EM ABERTO MAIS SEM AGENDAMENTO?... 2 COMO FAÇO PARA PROCURAR UM PACIENTE E IMPRIMIR

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY MANUAL DE INSTALAÇÃO DO ODONTO TECHNOLOGY 1 Índice I - Prefácio...3 II - Instalação do tipo servidor...4 III Obter o nome do computador servidor...17 IV Instalação do tipo cliente...19 V Como inserir a

Leia mais

Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0)

Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0) Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0) 1. Pré-requisitos para instalação do Virtual Lab Windows XP, Windows Vista ou Windows 7 Adobe AIR instalado. Disponível em: http://get.adobe.com/br/air/

Leia mais

Projetos. Guia de início rápido

Projetos. Guia de início rápido Projetos Guia de início rápido Controlar suas tarefas A lista de tarefas do SharePoint é útil para manter o controle de tudo o que precisa ser feito em um projeto. É possível adicionar as datas de início

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 IMPRIMINDO PLANILHAS E GRÁFICOS Até este ponto, você viu como introduzir dados e criar formulas, formatar texto e criar gráficos. Agora você vai apresentar os dados ou

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003 Universidade do Contestado UnC Campus Mafra/Rio Negrinho/Papanduva MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO CLIENTE DE E-MAIL: MICROSOFT OUTLOOK 2003 SUMÁRIO ENTENDENDO SUA TELA PRINCIPAL...3 Descrição da divisão da

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Como criar formulário com o Google Drive

Como criar formulário com o Google Drive Como criar formulário com o Google Drive Lembre-se que uma das maiores dificuldades em questionários e pesquisas é a árdua tarefa de consolidar os dados para análise. Com o Google Formulários é possível

Leia mais

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1

JURÍDICO. Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário. versão 1 JURÍDICO Gestão de Escritório de Advocacia Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Operação básica do aplicativo 2 Formulários 2 Filtros de busca 2 Telas simples, consultas e relatórios 3 Parametrização

Leia mais

Atualização de Cronogramas utilizando o Microsoft Project 2013

Atualização de Cronogramas utilizando o Microsoft Project 2013 Atualização de Cronogramas utilizando o Microsoft Project 2013 Aula 7 Atualização por Custos (Custos Reais) Alexandre Paiva, PMP, PMI-RMP, PMI-SP, MCTS alexandre.paiva@gerentedeprojeto.net.br @aplacerda

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos

Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Gerenciamento de Projetos Gerenciamento de Custos Metodologia Aula Teórica Exemplos e Exercícios práticos Questões de concursos anteriores Metodologia e Bibliografia Bibliografia PMBOK, 2004. Project Management

Leia mais

1. O Word 2010 BR oferece a possibilidade de salvar um arquivo digitado, clicando

1. O Word 2010 BR oferece a possibilidade de salvar um arquivo digitado, clicando QUESTÕES WORD 2007/2010 PROF.JULIO RAMOS PAG.1 1. O Word 2010 BR oferece a possibilidade de salvar um arquivo digitado, clicando na opção da guia Arquivo, por meio de uma janela padronizada. Essa janela

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo II

Treinamento Sistema Condominium Módulo II CONDOMINIUM - Módulo II GERAÇÃO DE EMISSÕES RATEIO Neste módulo o aprendizado será a emissão dos boletos bancários. O sistema disponibiliza algumas maneiras para facilitar o seu dia-a-dia: Sequencia para

Leia mais

Sistema de Planejamento

Sistema de Planejamento Sistema de Planejamento Copyright 2013 by Softplan Rod. José Carlos Daux, km 1, Nº 10 Centro de Tecnologia Ilhasoft - ParqueTecAlfa João Paulo CEP 88030-000 Florianópolis SC Telefone: (48) 3027-8000 Homepage:

Leia mais

Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007

Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007 1 Construção do Boxplot utilizando o Excel 2007 (1 Passo) Vamos digitar os dados na planilha. Para isso temos três banco de dados (Dados 1, Dados 2 e Dados 3), no qual irão gerar três Boxplot. Figura 1

Leia mais

GPWeb Gestão de projetos

GPWeb Gestão de projetos Manual Básico do Usuário GPWeb Gestão de projetos Brasília DF, Maio de 2015 1 Sumário O que é um projeto?... 5 O que é o GPWeb?... 6 Como criar um projeto no GPWeb:... 6 As partes envolvidas: Integração/

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de código de barras e separação de documentos Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de código de barras e de separação de documentos no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se

Leia mais

Atualização De Mapas GPS Apontador. 1º Acessar site: www.naviextras.com 2º Selecione o Idioma para Português no seu canto direito.

Atualização De Mapas GPS Apontador. 1º Acessar site: www.naviextras.com 2º Selecione o Idioma para Português no seu canto direito. Atualização De Mapas GPS Apontador 1º Acessar site: www.naviextras.com 2º Selecione o Idioma para Português no seu canto direito. 3º Clique na Opção Registrar 4º Selecione o Dispositivo Apontador e o Modelo

Leia mais

Cada elemento da EAP deve representar um resultado tangível e verificável; Todos os resultados principais devem estar explicitamente

Cada elemento da EAP deve representar um resultado tangível e verificável; Todos os resultados principais devem estar explicitamente EAP ou WBS EAP ou WBS Estrutura analítica do projeto (EAP) ou estrutura analítica do trabalho (WBS), é a base para o detalhamento do projeto e após elaborada passa a ser a base para a manutenção do escopo

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER*

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* * Microsoft Windows MovieMakeré um programa da Microsoft Corporation. A versão utilizada é a 5.1 que já vem instalada no Microsoft Windows

Leia mais

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/

Aula 04 Word. Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Aula 04 Word Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Editor de Texto - Word Microsoft Office Conjunto de aplicativos para escritório que contém programas

Leia mais

Sumário. Introdução ao Microsoft Project. 1 Microsoft Project, gerenciamento de projetos e você 3. 2 Visão geral do Project 11.

Sumário. Introdução ao Microsoft Project. 1 Microsoft Project, gerenciamento de projetos e você 3. 2 Visão geral do Project 11. Sumário Introdução... xiii A quem se destina este livro...xiii Como o livro está organizado...xiii Como baixar os arquivos de prática...xiv Suas configurações no Project...xv Suporte técnico...xvi Parte

Leia mais

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar

GESTEC Gestão e Tecnologia. Sistema de Gestão Escolar Sistema de Gestão Escolar Manual do Usuário versão 2.0 Dezembro/2011 1 Índice Introdução... 4 Acesso ao Sistema... 5 Cadastro de Funcionários... 5 Cadastro de Tipos de Usuários... 8 Cadastro de Usuários...

Leia mais

Método do Caminho Crítico PERT /CPM. Prof. Marcio Cardoso Machado

Método do Caminho Crítico PERT /CPM. Prof. Marcio Cardoso Machado Método do Caminho Crítico PERT /CPM Prof. Marcio Cardoso Machado - Conjunto de técnicas utilizado para o planejamento e o controle de empreendimentos ou projetos - Fatores: prazo, custo e qualidade - Aplicado

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 01

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 01 MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 01 Introduzindo Dados Com o Microsoft Excel é fácil introduzir informações numa planilha e mudar, excluir ou acrescentar dados. Você vai aprender a: - Abrir e salvar um arquivo

Leia mais