KROTON EDUCACIONAL S/A. Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior - FIES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "KROTON EDUCACIONAL S/A. Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior - FIES"

Transcrição

1 KROTON EDUCACIONAL S/A Fundo de Financiamento ao Estudante de Ensino Superior - FIES

2 Í N D I C E SOBRE O FIES O que é o FIES? 1 Qual o marco legal do FIES? 1 Condições de financiamento 2 Quem pode se candidatar ao FIES? 2 Quem não pode se candidatar ao FIES? 3 O FIES financia todos os cursos? 3 É necessário que o IES tenha turmas formadas para oferecer o FIES? 4 Qual é a taxa de juros do FIES? 4 Como o aluno se inscreve no FIES? 4 Existe um percentual mínimo de financiamento pelo FIES? 4 Existe um percentual máximo de financiamento pelo FIES? 4 Como calcular o percentual de comprometimento de renda? 5 O estudante que não pagou alguma mensalidade do semestre poderá ser ressarcido, caso contrato o financiamento? 5 É necessário ter um fiador para ter acesso ao financiamento? 6 O que é a Fiança Convencional? 6 O que é a Fiança Solidária? 6 O que é o Fundo de Garantia do Financiamento do Estudante do Ensino Superior? 7 É necessário ter feito o ENEM para se candidatar ao FIES? 7 O contrato precisa ser renovado periodicamente? 7 Qual a origem dos recursos do FIES? 8 Quem é o gestor do FIES? 8 Quem é o agente financeiro do FIES? 8 O FIES e as IES Quais os benefícios do FIES para as Instituições de Ensino Superior? 9 Como uma instituição de ensino superior pode participar do FIES? 9 Como é feito o pagamento do financiamento às IES? 9 Como podem ser utilizados os Certificados? 9 Os certificados podem ser negociados livremente? 10 E quais as condições para a recompra dos certificados pelo Agente Operador do FIES? 10 Quem assume o risco de crédito do FIES? 10 O FIES EM NÚMEROS 11

3 SOBRE O FIES O que é o FIES? O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas. O FIES foi criado em 1999 e a partir de 2010 passou a funcionar com importantes mudanças que facilitaram ainda mais a contratação do financiamento por parte dos estudantes. Qual o marco legal do FIES? É a lei DE 12 DE JULHO DE 2001, lhe deu origem e a LEI DE 14 DE JANEIRO DE 2010 que lhe modifica, além de demais legislação, principalmente: PORTARIA NORMATIVA Nº 10 DE 30 DE ABRIL DE 2010 Dispõe sobre procedimentos para inscrição e contratação de financiamento estudantil a ser concedido pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior [FIES] PORTARIA NORMATIVA Nº1, DE 22 DE JANEIRO DE Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES, regulamenta a adesão de mantenedoras de instituições de ensino não gratuitas e dá outras providências. RESOLUÇÃO Nº 3.842, DE 10 DE MARÇO DE Fixa a taxa efetiva de juros do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES). RESOLUÇÃO Nº 3.777, DE 26 DE AGOSTO DE Regulamenta o inciso II do art. 5º da Lei nº , de 12 de julho de 2001, de que trata o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES). PORTARIA NORMATIVA Nº 03 DE 13 DE FEVEREIRO DE Dispõe sobre procedimentos para adesão de instituições, inscrição de estudantes e concessão de financiamentos pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior FIES a bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos - ProUni e a bolsistas complementares, no primeiro semestre de

4 PORTARIA NORMATIVA Nº 02 DE 13 DE FEVEREIRO DE Dispõe sobre procedimentos para adesão de instituições, inscrição, seleção e contratação de candidatos ao processo seletivo do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES referente ao primeiro semestre de RESOLUÇÃO Nº Regulamenta dispositivos da Medida Provisória nº , de 1999, que trata do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior FIES. Condições de financiamento Fase de utilização: Durante o período de duração do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50,00, referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento. Fase de carência: Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50,00, referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento. Fase de amortização: Encerrado o período de carência, o saldo devedor do estudante será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses. Exemplo: Um estudante que financiou todo o curso com duração de 4 anos: Durante o curso: Pagamento trimestral de até R$ 50,00. Carência: Nos 18 meses após a conclusão do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 50,00. Amortização: Ao final da carência, o saldo devedor do estudante será dividido em até 13 anos [3 x 4 anos (período financiado do curso) + 12 meses]. Quem pode se candidatar ao FIES? Podem solicitar o financiamento pelo FIES os estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação não gratuitos que tenham obtido avaliação positiva no Sistema Nacional de 2

5 Avaliação da Educação Superior (SINAES) e que seja oferecido por instituição de ensino superior participante do Programa. O estudante somente poderá solicitar o financiamento para um único curso de graduação em que estiver regularmente matriculado. Não serão considerados regularmente matriculados os estudantes cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas durante o período de inscrição no FIES. Quem não pode se candidatar ao FIES? É vedada a inscrição no FIES a estudante: cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição; que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES; inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC); cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento). O FIES financia todos os cursos? O financiamento é concedido aos estudantes matriculados em cursos presenciais com avaliação positiva nas avaliações do Ministério da Educação. São considerados cursos com avaliação positiva os cursos de graduação que obtiverem conceito maior ou igual a 03 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), instituído pela Lei nº , de 14 de abril de Para verificação dos critérios de qualidade do curso, serão considerados: o Conceito de Curso (CC); o Conceito Preliminar de Curso (CPC), na hipótese de inexistência do CC; 3

6 o conceito obtido pelo curso no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), na hipótese de inexistência do CC e do CPC. Serão considerados os conceitos mais recentes publicados. Os cursos Sem Conceito (SC) e Não Avaliados (NA) no ENADE somente poderão ser financiados por meio do FIES se o Conceito Institucional (CI) da instituição de ensino superior for maior ou igual a 03 (três) ou, na hipótese de inexistência do CI, o Índice Geral de Cursos (IGC) da instituição for maior ou igual a 03 (três). É necessário que a IES tenha turmas formadas para oferecer o FIES? Não necessariamente. Primeiro se analisa notas do curso (ENADE, CPC, etc..), mas se o curso não formou turma (ou seja, não tem nota de saída do ENADE) pode-se utilizar notas da instituição (IGC, por exemplo) ou requisitar uma visita do MEC para se obter o conceito de curso, desde que os resultados sejam satisfatórios (nota mínima de 3). Qual é a taxa de juros do FIES? A taxa de juros do FIES é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Como o aluno se inscreve no FIES? O Novo FIES terá fluxo contínuo, ou seja, o estudante poderá solicitar o financiamento em qualquer período do ano, de acordo com a sua necessidade. As inscrições são feitas pelo Sistema Informatizado do FIES. Existe um percentual mínimo de financiamento pelo FIES? O percentual mínimo de financiamento pelo FIES no momento da inscrição é de 50% (cinquenta por cento) do valor dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino. Existe um percentual máximo de financiamento pelo FIES? Até 100% (cem por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar 4

7 mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 60% (sessenta por cento); até 75% (setenta e cinco por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 40% (quarenta por cento) e inferior a 60% (sessenta por cento); de 50% (cinquenta por cento) dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino quando o percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita com estes encargos for igual ou superior a 20% (vinte por cento) e inferior a 40% (quarenta por cento). Como calcular o percentual de comprometimento da renda? Para calcular o percentual de comprometimento da renda é necessário primeiro dividir por 6 o valor da semestralidade com desconto, obtendo assim o valor da mensalidade com desconto. Dividindo o valor da mensalidade com desconto pela renda familiar mensal bruta per capita e multiplicando esse resultado por 100 obtemos o percentual de comprometimento. Exemplo: Semestralidade com desconto: R$ 3.600,00 Mensalidade com desconto: R$ 600,00 (R$ 3.600,00 6) Renda familiar mensal bruta per capita: R$ 1.000,00 Percentual de comprometimento: 60% [(R$ 600,00 R$ 1.000,00) * 100] O estudante que já pagou alguma mensalidade do semestre poderá ser ressarcido, caso contrate o financiamento? Sim, caso a contratação do financiamento aconteça no decorrer do semestre, a instituição de ensino deverá ressarcir ao estudante financiado o valor referente às parcelas da semestralidade já pagas pelo estudante. 5

8 É necessário ter um fiador para ter acesso ao financiamento? Para recorrer ao financiamento o estudante deve apresentar um fiador (fiança convencional ou fiança solidária) ou aderir ao Fundo de Garantia do Financiamento ao Estudante do Ensino Superior. O que é a Fiança Convencional? A fiança convencional é aquela prestada por até dois fiadores apresentados pelo estudante ao agente financeiro, observadas as seguintes condições: no caso de estudante beneficiário de bolsa parcial do ProUni, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual à parcela mensal da semestralidade, observados os descontos regulares e de caráter coletivo oferecidos pela IES, inclusive aqueles concedidos em virtude de pagamento pontual. Nos demais casos, o(s) fiador(es) deverá(ão) possuir renda mensal bruta conjunta pelo menos igual ao dobro da parcela mensal da semestralidade. O que é a Fiança Solidária? A Fiança solidária constitui-se na garantia oferecida reciprocamente por estudantes financiados pelo FIES reunidos em grupo de três a cinco participantes, em que cada um deles se compromete como fiador solidário da totalidade dos valores devidos individualmente pelos demais. O grupo de fiadores solidários deve ser constituído no agente financeiro (instituição bancária) no ato da contratação do financiamento por parte dos estudantes. Cada estudante poderá participar de apenas um grupo de fiadores solidários, sendo vedado aos membros do grupo o oferecimento de outro tipo de fiança a qualquer estudante financiado pelo FIES. Para a constituição do grupo da fiança solidária, não será exigida comprovação de rendimentos dos membros do grupo. Os membros do grupo de fiadores solidários devem obrigatoriamente ser estudantes da mesma instituição de ensino, matriculados no mesmo local de oferta de cursos. 6

9 O que é a Fundo de Garantia do Financiamento ao Estudante do Ensino Superior? O Fundo de Garantia do Financiamento ao Estudante do Ensino Superior foi anunciado em 20 de outubro de A adesão das instituições de ensino ao fundo será voluntária, e o fiador será necessário naquelas que não optarem pela modalidade. A adesão poderá ser será feita a partir de 21 de outubro de 2010 pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies). Para recorrer ao fundo, o estudante deverá informar a opção no momento da inscrição, após verificar se a instituição de ensino na qual pretende ingressar aderiu à modalidade. A composição do fundo garantidor será feita com recursos do Tesouro Nacional e partir do próprio mecanismo de financiamento. Serão retidos para o fundo, 7% dos títulos emitidos pelo Fies a favor da instituição referentes a alunos sem fiador. Ao final do semestre, 2% dos títulos retidos poderão retornar à universidade, dependendo do nível de inadimplência. Os outros 5% servirão para financiar o fundo. O benefício só vai valer para aqueles que tiverem renda familiar de até um salário mínimo e meio per capita, além dos alunos de cursos de licenciatura que não precisam de fiador. Também podem pedir dispensa do fiador e aderir ao fundo os bolsistas parciais do ProUni (Programa Universidade para Todos) que queiram financiar o restante da mensalidade. É necessário ter feito o Enem para se candidatar ao FIES? Para os estudantes que se candidatarem este ano não será necessário. Para os estudantes ingressantes no FIES a partir do primeiro semestre do ano letivo de 2011 será exigido que o estudante tenha prestado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O contrato precisa ser renovado periodicamente? Sim, através do aditamento. O aditamento é a renovação semestral do contrato de financiamento que ocorre no período de re-matrícula do estudante no curso, ou seja, após ingresso no FIES, o financiamento dos semestres seguintes é feito por aditamento ao contrato inicial, independentemente do regime do curso (anual ou semestral). O aditamento não é feito automaticamente - necessita que o estudante compareça na sua IES no período marcado por ela para renovação do FIES. O Aditamento é celebrado a cada semestre, na época da renovação da matrícula, nos períodos fixados pelas próprias Instituições e informados através do FIES. 7

10 Qual a origem dos recursos do FIES? Os recursos para constituição do FIES, conforme previsão legal, são oriundos de: dotações orçamentárias consignadas ao MEC; 30% da renda líquida dos concursos de prognósticos administrados pela Caixa Econômica Federal, bem como a totalidade dos recursos de premiação não procurados pelos contemplados dentro do prazo de prescrição; Encargos e sanções contratualmente cobrados nos financiamentos concedidos pelo FIES; Taxas e emolumentos cobrados dos participantes dos processos de seleção para o financiamento; Encargos e sanções contratualmente cobrados nos financiamentos concedidos no âmbito do Programa de Crédito Educativo, de que trata a Lei n o 8.436, de 25 de junho de 1992; Rendimento de aplicações financeiras sobre suas disponibilidades; Receitas patrimoniais; Outras receitas. Quem é o gestor do FIES? A gestão do FIES cabe: ao MEC, na qualidade de formulador da política de oferta de financiamento e de supervisor da execução das operações do Fundo; e ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, na qualidade de agente operador e de administrador dos ativos e passivos. (Redação dada pela Medida Provisória nº 487, de 2010) Quem é o agente financeiro do FIES? Até 30 de abril de 2011, o Banco do Brasil S.A. e a Caixa Econômica Federal atuarão com exclusividade como agentes financeiros do FIES. (Redação dada pela Medida Provisória nº 487, de 2010). 8

11 O FIES e as IES Quais os benefícios do FIES para as Instituições de Ensino Superior? Redução da PDD: Com o compartilhamento de risco a PDD ligada à alunos financiados tende a cair. Redução da evasão. Com o FIES, a evasão pode ser menor devido ao compromisso do aluno. Aumento do ticket médio: Alunos que antes se inscreviam em cursos mais baratos, hoje podem entrar em cursos mais caros Aumento do número de alunos: Com a possibilidade de cursar universidades privadas por valores reduzidos, alunos que não teriam acesso por dificuldades financeiras hoje podem estudar. Como uma instituição de ensino superior pode participar do FIES? Podem aderir ao FIES as instituições de ensino superior não gratuitas que ofereçam cursos de graduação presenciais com conceito maior ou igual a 3 (três) no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Como é feito o pagamento do financiamento às IES? O FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior), efetua o pagamento das IES (Instituições de Ensino Superior) através dos CFT-E (Certificado Financeiro do Tesouro - Série E), título público federal remunerado pelo IGP-M (Índice de Preços de Mercado). Os CFT- E vinculados ao FIES podem ser utilizados para quitação de obrigações junto a Secretaria da Receita Federal. Como podem ser utilizados os Certificados? (Art. 10, 3º Lei /2001, alterada pela Lei /2010). O referido dispositivo menciona a possibilidade de quitação de todo e qualquer tributo federal administrado pela Secretaria da Receita Federal - SRF, inclusive aqueles com exigibilidade suspensa, condicionado ao fato de que a Instituição de Ensino não possua débitos de caráter previdenciário em aberto. Possibilidade de utilização dos CFT-E para pagamento de quaisquer tributos administrados pela RFB, e respectivos débitos, constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa, ajuizados ou a ajuizar, exigíveis ou com exigibilidade suspensa, bem como de multas, de juros e de demais encargos legais incidentes, desde que não haja débitos de caráter previdenciário da Mantenedora art. 10 9

12 Os Certificados podem ser negociados livremente? Os CFT-E não podem mais ser negociados livremente com a iniciativa privada. (Art. 10, 2º Lei /2001, alterada pela Lei /2010) De agora em diante, os CFT-E só poderão ser usados pelas IES para: Quitação de contribuições previdenciárias e tributos federais administrados pela SRF; Cobertura dos riscos dos próprios financiamentos dentro dos limites legais previstos; o 30% para IES inadimplentes com a SRF; o 15% para IES adimplentes com a SRF; E quais as condições para a recompra dos Certificados pelo Agente Operador do FIES? O descompasso entre o volume recebido de Certificados e a sua utilização para recolhimento ao INSS gera, para as Mantenedoras, excedente de títulos, resultando no saldo de certificados. Para recompra, as condições previstas em Lei e pela própria Portaria Ministerial são: Será feita pelo próprio FIES, a cada trimestre; Utilização dos recursos de constituição do próprio Fundo; Será efetuada pelo agente operador caso a IES mantenedora não se encontre em débito com a Secretaria da Receita Federal do Brasil, nos termos da Lei e normas que regulamentam o FIES; O valor devido será depositado em conta corrente aberta pelo agente operador do Fundo em nome da IES. Art. 13. O FIES recomprará, no mínimo a cada trimestre, ao par, os certificados aludidos no art. 9o, mediante utilização dos recursos referidos no art. 2o, ressalvado o disposto no art. 16, em poder das instituições de ensino que atendam ao disposto no art. 12. (Redação dada pela Lei nº , de 2010) Quem assume os riscos de crédito do FIES? As instituições de ensino participarão do risco do financiamento, na condição de devedores solidários, nos seguintes limites percentuais: (Redação dada pela Lei nº , de 2010) 30% (trinta por cento) para as instituições de ensino inadimplentes com as obrigações tributárias federais; 15% (quinze por cento) para as instituições de ensino adimplentes com as obrigações tributárias federais. 10

13 O FIES EM NÚMEROS Desde 1999, o Programa de Financiamento Estudantil FIES permite que estudantes sem condições de arcar com os custos de sua formação possam alcançar o tão desejado diploma de Ensino Superior. Atualmente há mais de 560 mil estudantes beneficiados e 800 instituições de Ensino Superior credenciadas. Visite nosso site do FIES e faça uma simulação de financiamento: 11

FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior

FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior FIES Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior Perguntas frequentes 1 O que é o FIES? O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação

Leia mais

Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil)

Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil) Fies - (Fundo de Financiamento Estudantil) 1 - O QUE É É um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas.

Leia mais

O QUE É O FIES? divulgação dos resultados e entrevistas são realizadas pela Internet. Os pagamentos ocorrerão em três etapas: Fase de utilização:

O QUE É O FIES? divulgação dos resultados e entrevistas são realizadas pela Internet. Os pagamentos ocorrerão em três etapas: Fase de utilização: O QUE É O FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitos

Leia mais

4 Como faço para me inscrever no FIES?

4 Como faço para me inscrever no FIES? FIES - PERGUNTAS FREQUENTES 1 O que é o FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil(Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados

Leia mais

ThaO que é o FIES? Quem pode solicitar o FIES?

ThaO que é o FIES? Quem pode solicitar o FIES? ThaO que é o FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores

Leia mais

FIES - Dúvidas frequentes

FIES - Dúvidas frequentes FIES - Dúvidas frequentes Até quando posso solicitar o financiamento? Você pode se inscrever no FIES em qualquer período do ano, sendo que o financiamento é sempre para o semestre letivo. Há um percentual

Leia mais

A Fundação concederá apenas bolsas de estudo integrais (100%).

A Fundação concederá apenas bolsas de estudo integrais (100%). ENEM 1 - Quando serão feitas as inscrições para o Enem 2014? Do dia 12 de maio até às 23h59 do dia 23 de maio, observado o horário oficial de Brasília-DF. 2 - Quando será a aplicação das provas do Enem

Leia mais

FIES. O que é o FIES? Quem pode solicitar o FIES? É exigido o ENEM para o FIES?

FIES. O que é o FIES? Quem pode solicitar o FIES? É exigido o ENEM para o FIES? FIES O que é o FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições

Leia mais

Programas de Bolsa de Estudos ENEM PROUNI FIES - SISU

Programas de Bolsa de Estudos ENEM PROUNI FIES - SISU Programas de Bolsa de Estudos ENEM PROUNI FIES - SISU O ENEM Criado em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica. Podem

Leia mais

Fundo de Financiamento Estudantil Fies

Fundo de Financiamento Estudantil Fies Fundo de Financiamento Estudantil Fies Fies Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001 Fundo de natureza contábil, destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores

Leia mais

Dispõe sobre procedimentos para inscrição e contratação de financiamento estudantil.

Dispõe sobre procedimentos para inscrição e contratação de financiamento estudantil. PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DE 30 DE ABRIL DE 2010(FIES) * MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO Dispõe sobre procedimentos para inscrição

Leia mais

Portaria Normativa n.º 21, de 26 de dezembro de 2014

Portaria Normativa n.º 21, de 26 de dezembro de 2014 Portaria Normativa n.º 21, de 26 de dezembro de 2014 Altera dispositivos das Portarias Normativas MEC n.º 2, de 31 de agosto de 2008; n.º 1, de 22 de janeiro de 2010; n.º 10, de 30 de abril de 2010; n.º

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº21, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2014 Altera dispositivos das Portarias Normativas MEC nº 2, de 31 de agosto de 2008; nº 1, de 22 de janeiro de 2010; nº 10, de 30 de

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES. DA POLÍTICA DE OFERTA DE FINANCIAMENTO Art. 4º A concessão de financiamento

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES. 1 O que é o FIES?

PERGUNTAS FREQUENTES. 1 O que é o FIES? PERGUNTAS FREQUENTES 1 O que é o FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados

Leia mais

Política de Bolsas e Financiamentos

Política de Bolsas e Financiamentos Política de Bolsas e Financiamentos Queremos receber bons estudantes e torná-los excelentes alunos. Olhando para o futuro, também queremos que eles sejam os melhores profissionais do mercado. Sabemos que

Leia mais

SABER SOBRE O FIES sem fiador

SABER SOBRE O FIES sem fiador TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O FIES sem fiador *De acordo com as regras do FIES estabelecidas pelo Governo Federal. Unidas pela educação MA LANCK O QUE É O FIES? O Fundo de Financiamento ao Estudante

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE JULHO DE 2015(*)

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE JULHO DE 2015(*) Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE JULHO DE 2015(*) Altera dispositivos das Portarias Normativas MEC nº 1, de 22 de janeiro de 2010, nº 10, de 30 de abril de

Leia mais

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS

MANUAL BOLSISTA. Núcleo de Atenção Solidária NAS MANUAL DO BOLSISTA Núcleo de Atenção Solidária NAS Sumário 1 - Bolsa de Estudo... 2 2 - Tipos de Bolsas de Estudo... 2 - ProUni... 2 Eventuais Programas de Bolsas de Estudo:... 2 - Vestibular Social....

Leia mais

Crédito Estudantil Ibmec

Crédito Estudantil Ibmec Crédito Estudantil Ibmec Queremos receber bons estudantes e torná-los excelentes alunos. Olhando para o futuro, também queremos que eles sejam os melhores profissionais do mercado. Sabemos que ter uma

Leia mais

FIES Fundo de Financiamento ao Estudante ORIENTAÇÕES E PASSO A PASSO Para solicitar o financiamento, o estudante deverá se inscrever pelo sistema informatizado do FIES no endereço eletrônico: http://sisfiesportal.mec.gov.br

Leia mais

Política de Bolsas e Financiamentos

Política de Bolsas e Financiamentos Política de Bolsas e Financiamentos Queremos receber bons estudantes e torná-los excelentes alunos. Olhando para o futuro, também queremos que eles sejam os melhores profissionais do mercado. Sabemos que

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 1, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 (Texto Compilado) Dispõe sobre o Fundo de Financiamento

Leia mais

FIES + P ROUNI. 5. Qual o percentual de bolsas complementares para os cursos de Belo Horizonte e para os cursos de Contagem?

FIES + P ROUNI. 5. Qual o percentual de bolsas complementares para os cursos de Belo Horizonte e para os cursos de Contagem? FIES + P ROUNI A UNA, uma Instituição que faz diferença no tempo e no espaço que está inserida, que participa da comunidade e sabe da sua importância na formação de profissionais e de cidadãos, oferece

Leia mais

1.3. Sobre as semestralidades a serem custeadas com recursos do FIESP incidirão os descontos de pontualidade previstos à época do pagamento.

1.3. Sobre as semestralidades a serem custeadas com recursos do FIESP incidirão os descontos de pontualidade previstos à época do pagamento. 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: 1.1. O Crédito Educativo Estudantil Projeção - FIESP é um programa privado de concessão de crédito estudantil, desenvolvido pelas Faculdades Projeção, destinado a custear

Leia mais

Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte

Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte Manual de Bolsas e Financiamentos Unimonte 1. FINANCIAMENTOS 1.1. PRAVALER O Crédito Universitário PRAVALER é um programa privado de financiamento de graduação presencial implantado em parceria com instituições

Leia mais

RELAÇÃO DOS BENEFÍCIOS CONCEDIDOS

RELAÇÃO DOS BENEFÍCIOS CONCEDIDOS RELAÇÃO DOS BENEFÍCIOS CONCEDIDOS 1. BOLSA FAMÍLIA 2. BOLSA EX-ALUNO 3. BOLSA FUNDAÇÃO 4. BOLSA P.B.H. 5. BOLSA SAAE 6. BOLSA SINPRO 7. BOLSA MEDALHA 8. BOLSA CONVENIO 9. DESCONTO ALUNOS MESMA EMPRESA

Leia mais

SEMINÁRIO: GESTÃO DE FIES E PROUNI

SEMINÁRIO: GESTÃO DE FIES E PROUNI Expertise Educação SEMINÁRIO: GESTÃO DE FIES E PROUNI Associação de Mantenedoras Particulares de Educação Superior de Santa Catarina - AMPESC Alexandre Mori 2014 FIES X Vocação O Financiamento Estudantil

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.260, DE 12 DE JULHO DE 2001. Conversão da MPv nº 2.094-28, de 2001 Texto compilado Vide Lei nº 12.513, de 2011 Dispõe sobre

Leia mais

Guia de Bolsas de Estudo. e Financiamentos Educacionais

Guia de Bolsas de Estudo. e Financiamentos Educacionais Guia de Bolsas de Estudo e Financiamentos Educacionais Guia de Bolsas de Estudo e Financiamentos Educacionais O Objetivo deste guia é fornecer informações específicas sobre as Bolsas de Estudo e Financiamentos

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012 Dispõe sobre a cobrança pelas instituições de ensino superior dos valores de encargos educacionais no âmbito do Programa Universidade

Leia mais

FIESP FINANCIAMENTO ESTUDANTIL PROJEÇÃO (2015/1)

FIESP FINANCIAMENTO ESTUDANTIL PROJEÇÃO (2015/1) FIESP FINANCIAMENTO ESTUDANTIL PROJEÇÃO (2015/1) 1. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: 1.1. O Financiamento Estudantil Projeção - FIESP é um programa privado de financiamento, desenvolvido pelas Faculdades

Leia mais

Prouni Histórico i e perspectivas

Prouni Histórico i e perspectivas Secretaria de Educação Superior Diretoria de Políticas e Programas de Graduação Ministério da Educação Secretaria de Educação Superior Diretoria i de Políticas e Programas de Graduação Prouni Histórico

Leia mais

FACULDADE LEÃO SAMPAIO

FACULDADE LEÃO SAMPAIO FACULDADE LEÃO SAMPAIO Edital nº 01/2012 O Diretor Geral da Faculdade de Ciências Aplicadas Dr. Leão Sampaio, no uso das suas prerrogativas institucionais e legais, e considerando o que determina o Art.

Leia mais

DÁ PARA COMEÇAR A PAGAR A FACULDADE SÓ DEPOIS DE SE FORMAR? Manual

DÁ PARA COMEÇAR A PAGAR A FACULDADE SÓ DEPOIS DE SE FORMAR? Manual DÁ PARA COMEÇAR A PAGAR A FACULDADE SÓ DEPOIS DE SE FORMAR? Manual O QUE É O FIES COMO SE INSCREVER CONFIRA O PASSO A PASSO PARA SOLICITAR O FINANCIAMENTO PELO FIES CONDIÇÕES DE FINANCIAMENTO PERGUNTAS

Leia mais

TAXA DE JUROS. 3,4% / ano

TAXA DE JUROS. 3,4% / ano FIES O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES), é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado a financiar um único curso de graduação para estudantes regularmente matriculados

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS DA GRADUAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 1, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 (Texto Compilado) Dispõe sobre o Fundo de Financiamento

Leia mais

Portaria Interna Nº. 153/15 São Paulo, 29 de abril de 2.015

Portaria Interna Nº. 153/15 São Paulo, 29 de abril de 2.015 Portaria Interna Nº. 153/15 São Paulo, 29 de abril de 2.015 Dispõe sobre os valores dos encargos educacionais para o 2º semestre de 2.015 da Faculdade de Vargem Grande Paulista FVGP. A Diretora da Faculdade

Leia mais

1.2. Quais são as condições do financiamento para novos contratos?

1.2. Quais são as condições do financiamento para novos contratos? Tire suas dúvidas 1. CONHECENDO O FIES 1.1. O que é o Fies? O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), criado pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, é o programa do Ministério da Educação que financia

Leia mais

PROJETO DE LEI. I - ampliar o acesso da população carente a cursos de graduação;

PROJETO DE LEI. I - ampliar o acesso da população carente a cursos de graduação; PROJETO DE LEI Cria o Programa de Apoio ao Estudante do Ensino Superior - PAE e dá outras providências. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Fica instituído o Programa de Apoio ao Estudante do Ensino

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 11 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.260, DE 12 DE JULHO DE 2001. Conversão da MPv nº 2.094-28, de 2001 Dispõe sobre o Fundo de Financiamento

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 15, 08 DE JULHO DE 2011

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 15, 08 DE JULHO DE 2011 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº. 15, 08 DE JULHO DE 2011 (Texto Compilado) Dispõe sobre o aditamento de contratos de financiamento do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies)

Leia mais

FINANCIAMENTO ESTUDANTIL Helena Heller D. de Barros Consultora Legislativa da Área XV Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia ESTUDO SETEMBRO/2003 Câmara dos Deputados Praça dos 3 Poderes Consultoria

Leia mais

1. Data do Pagamento: o aluno pode escolher a data do pagamento (5,10,15,20,25 ou 30).

1. Data do Pagamento: o aluno pode escolher a data do pagamento (5,10,15,20,25 ou 30). 1. Data do Pagamento: o aluno pode escolher a data do pagamento (5,10,15,20,25 ou 30). 2. Quadro geral de descontos Desconto Percentual Aplicação Desconto Ex-aluno Educação Básica 5% 1º Semestre PAI 10%

Leia mais

ProUni. Página 1 de 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/assinatura/adesao_aditivo/termo_assinado.asp?c...

ProUni. Página 1 de 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/assinatura/adesao_aditivo/termo_assinado.asp?c... Página 1 de 6 MEC Ministério da Educação Termo Aditivo 2º Semestre ProUni 1 Dados Cadastrais da Mantenedora 1.1 Informações da Mantenedora 1.1.1 Mantenedora: ASSOCIACAO VALE IPOJUCA DE EDUCACAO, CIENCIA

Leia mais

A matrícula será realizada nos dias 8 e 9 de dezembro de 2015, no horário das 8 às 16 horas.

A matrícula será realizada nos dias 8 e 9 de dezembro de 2015, no horário das 8 às 16 horas. Perguntas frequentes: 1) Quais os dias de prova do Vestibular Univale 2016? Você pode escolher qual o melhor dia para fazer as provas do Vestibular Univale 2016. 28 de novembro de 2015 (sábado), das 15

Leia mais

FIES SOBRE O FIES. O que é o FIES?

FIES SOBRE O FIES. O que é o FIES? SOBRE O FIES O que é o FIES? O Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes

Leia mais

PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes

PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes Por Instituições Privadas de Ensino Superior e Escolas Técnicas de Nível Médio Ministério da Educação, 2013 Público-alvo para Cursos Técnicos Subsequentes

Leia mais

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE 1. DAS INFORMAÇÕES GERAIS REGULAMENTO 1.1 - O presente regulamento objetiva a concessão de Crédito Educativo para estudantes devidamente Matriculados nos cursos

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 07/2014. Regulamenta o Programa Institucional De Descontos Financeiros - PIDF da Faculdade Fucapi (Instituto de Ensino Superior Fucapi)

RESOLUÇÃO nº 07/2014. Regulamenta o Programa Institucional De Descontos Financeiros - PIDF da Faculdade Fucapi (Instituto de Ensino Superior Fucapi) Regulamenta o Programa Institucional De Descontos Financeiros - PIDF da Faculdade Fucapi (Instituto de Ensino Superior Fucapi) O Presidente do CONSUP, no uso de suas atribuições regimentais, artigo 8 inciso

Leia mais

POLÍTICA DE BENEFÍCIOS E CONVÊNIOS PARA A UNIDADE UNESC SERRA ES VIGÊNCIA A PARTIR DE 2015/1

POLÍTICA DE BENEFÍCIOS E CONVÊNIOS PARA A UNIDADE UNESC SERRA ES VIGÊNCIA A PARTIR DE 2015/1 POLÍTICA DE BENEFÍCIOS E CONVÊNIOS PARA A UNIDADE UNESC SERRA ES VIGÊNCIA A PARTIR DE 2015/1 1. FIES O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar

Leia mais

F I E S FINANCIAMENTO

F I E S FINANCIAMENTO F I E S FINANCIAMENTO ESTUDANTIL RELATÓRIO DE GESTÃO EXERCÍCIO 2000 CAIXA ECONÔMICA FEDERAL JANEIRO/2001 Sumário 1. Apresentação...4 2. Execução do Programa...4 2.1.Origem dos Recursos...4 2.2.Descentralização

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008

PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 1 de 7 02/03/2012 12:09 PORTARIA NORMATIVA Nº 19, DE 20 DE NOVEMBRO DE 2008 Dispõe sobre procedimentos de manutenção de bolsas do Programa Universidade para Todos - ProUni pelas instituições de ensino

Leia mais

Prezado(a) Aluno(a),

Prezado(a) Aluno(a), Prezado(a) Aluno(a), Esta cartilha irá orientar você sobre como proceder para aderir ao FIES e como realizar o aditamento semestralmente até a conclusão de seu curso. As informações são bem objetivas e

Leia mais

Fundo de Financiamento Estudantil - Fies

Fundo de Financiamento Estudantil - Fies Secretaria de Superior Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Fies Processo seletivo 1º/2016 Dezembro/2015 Processo seletivo 1º/2016 - ETAPAS Publicação de Portaria MEC com as regras Adesão

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO FINANCEIRA Diretoria Acadêmica e de Administração fev-2010 Anexo I - PORTARIA Nº 08/2010-DIR Considerando que o melhoramento constante da infra-estrutura física ofertada e a busca

Leia mais

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular.

Curso Atos Legais Turno. Vagas para o 1º período somente serão disponibilizadas em caso de vagas remanescentes do Vestibular. Edital de Convocação para Ingresso nos cursos da Graduação em 2015/1 através de Transferência Interna de Curso e Transferência Externa entre Faculdades A Diretora Geral da Escola Superior de Propaganda

Leia mais

ASSITÊNCIA ESTUDANTIL

ASSITÊNCIA ESTUDANTIL ASSITÊNCIA ESTUDANTIL Apoio ao Acadêmico A Assistência Estudantil da FAMEC tem a missão de apoiar o acadêmico na busca de soluções e oportunidades que contribuam para sua permanência na faculdade e conclusão

Leia mais

PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes

PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes PRONATEC Oferta de Cursos Técnicos Subsequentes Por Instituições Privadas de Ensino Superior e Escolas Técnicas de Nível Médio Ministério da Educação, 2013 Público-alvo para Cursos Técnicos Subsequentes

Leia mais

Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012

Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012 Edição Número 220 de 14/11/2012 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 22, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2012 Dispõe sobre os procedimentos para a adesão de mantenedoras de instituições

Leia mais

Ato: Portaria Normativa 8/2015 31/07/2015 15:17:40 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE 2015

Ato: Portaria Normativa 8/2015 31/07/2015 15:17:40 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE 2015 Ato: Portaria Normativa 8/2015 31/07/2015 15:17:40 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil Fies referente

Leia mais

Quem pode solicitar o FIES na FMU?

Quem pode solicitar o FIES na FMU? O que é o FIES? O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores

Leia mais

1.3 - A mantenedora aderiu ao Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior - Proies?

1.3 - A mantenedora aderiu ao Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior - Proies? Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação Dipes Programa Universidade para Todos Prouni Termo Aditivo 2º Semestre de 2015 ProUni 1

Leia mais

ProUni. 1 - Dados Cadastrais da Mantenedora

ProUni. 1 - Dados Cadastrais da Mantenedora Página 1 de 5 Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação Dipes Programa Universidade para Todos Prouni Termo Aditivo 2º Semestre de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013 Estabelece normas para o pagamento de semestralidade, mensalidades, taxas e outros emolumentos estabelecidos em portaria pelos serviços prestados pela FACCREI/FACED.

Leia mais

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015

Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Secretaria de Superior Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Fies Sistema Fies Oferta de Vagas Processo seletivo 2º/2015 Julho/2015 PROCESSO SELETIVO 2º/2015 Publicação da Portaria Normativa

Leia mais

Os impactos do IGC e CPC na vida econômica das IES Privadas. PROF. DR. JAIR DOS SANTOS JÚNIOR jairsantosjr@santosjunior.com.br

Os impactos do IGC e CPC na vida econômica das IES Privadas. PROF. DR. JAIR DOS SANTOS JÚNIOR jairsantosjr@santosjunior.com.br ENADE CPC IGC Os impactos do IGC e CPC na vida econômica das IES Privadas PROF. DR. JAIR DOS SANTOS JÚNIOR jairsantosjr@santosjunior.com.br Contexto ENADE CPC IGC O nascimento dos indicadores (2008) Portaria

Leia mais

PROJETO DE LEI N. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI N. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI N Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego PRONATEC, altera as Leis n. 7.998, de 11 de janeiro de 1990, n. 8.121, de 24 de julho de 1991 e n. 10.260, de 12 de julho

Leia mais

ProUni. Page 1 of 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/assinatura/adesao_aditivo/termo_assinado.asp?c...

ProUni. Page 1 of 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/assinatura/adesao_aditivo/termo_assinado.asp?c... Page 1 of 6 MEC Ministério da Educação Termo Aditivo 1º Semestre ProUni 1 Dados Cadastrais da Mantenedora 1.1 Informações da Mantenedora 1.1.1 Mantenedora: INSTITUIÇÃO EVANGÉLICA DE NOVO HAMBURGO 1.1.2

Leia mais

ProUni. Page 1 of 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/relatorios/2aviatermo/impressao_1_07.asp

ProUni. Page 1 of 6. http://prouni.mec.gov.br/prouni2006/relatorios/2aviatermo/impressao_1_07.asp Page 1 of 6 Ministério da Educação MEC Secretaria de Educação Superior SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação Dipes Programa Universidade para Todos Prouni Termo Aditivo 2º Semestre de 2013

Leia mais

NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE! SABEMOS QUE ERA ISSO QUE FALTAVA PARA QUE FÔSSEMOS A UNIVERSIDADE ESCOLHIDA POR VOCÊS! FIES - (Financiamento Estudantil)

NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE! SABEMOS QUE ERA ISSO QUE FALTAVA PARA QUE FÔSSEMOS A UNIVERSIDADE ESCOLHIDA POR VOCÊS! FIES - (Financiamento Estudantil) NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE! SABEMOS QUE ERA ISSO QUE FALTAVA PARA QUE FÔSSEMOS A UNIVERSIDADE ESCOLHIDA POR VOCÊS! FIES - (Financiamento Estudantil) A USJT é conveniada com o Programa de Financiamento

Leia mais

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora. 1.1 - Dados da mantenedora: Mantenedora: CENTRO UNIVERSITARIO DE FRANCA

FIES. 1 - Dados cadastrais da mantenedora. 1.1 - Dados da mantenedora: Mantenedora: CENTRO UNIVERSITARIO DE FRANCA Ministério da Educação - MEC Secretaria de Educação Superior - SESu Diretoria de Políticas e Programas de Graduação - Dipes Fundo de Financiamento Estudantil FIES Termo de Participação Proposta de Oferta

Leia mais

RECOMENDAÇÃO MPF nº 08/2015. Assunto: Inscrição no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior -FIES

RECOMENDAÇÃO MPF nº 08/2015. Assunto: Inscrição no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior -FIES RECOMENDAÇÃO MPF nº 08/2015 Assunto: Inscrição no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior -FIES Interessadas: UNAMA Universidade da Amazônia; Faculdade Maurício de Nassau; ESAMAZ -Escola

Leia mais

Edição Numero 62 de 01/04/2008 PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008

Edição Numero 62 de 01/04/2008 PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 Edição Numero 62 de 01/04/2008 PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 31 DE MARÇO DE 2008 (Texto Compilado) Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior - FIES. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO,

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012 GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 2, 1º DE FEVEREIRO DE 2012 Dispõe sobre a cobrança pelas instituições de ensino superior dos valores de encargos educacionais no âmbito do Programa Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDIQUE AMIGOS ALUNOS VETERANOS FACULDADES OPET

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDIQUE AMIGOS ALUNOS VETERANOS FACULDADES OPET REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDIQUE AMIGOS ALUNOS VETERANOS FACULDADES OPET OPET - ORGANIZAÇÃO PARANAENSE DE ENSINO TÉCNICO LTDA., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 78.231.024/0001-72, com sede na Av. Presidente

Leia mais

CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO

CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO CredIES IESB: a melhor alternativa para você. CRÉDITO ESTUDANTIL DO IESB CREDIES IESB MANUAL DO ALUNO O que é o CredIes do IESB? É um crédito rotativo estudantil financiado por verbas orçamentárias próprias

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETO Nº 1950-R de 24 DE OUTUBRO de 2007. Regulamenta a Lei Nº 8263, de 25/01/2006 publicada no Diário Oficial do Estado em 26/01/06, alterada pela Lei n o 8642, publicada no Diário Oficial do Estado

Leia mais

SUBCHEFIA DE ASSUNTOS PARLAMENTARES

SUBCHEFIA DE ASSUNTOS PARLAMENTARES SUBCHEFIA DE ASSUNTOS PARLAMENTARES PROJETO DE LEI Institui o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC; altera as Leis n os 7.998, de 11 de janeiro de 1990, que regula o Programa

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DO OBJETIVO Cláusula Primeira Estabelecer as regras gerais para a concessão de bolsas nas mensalidades de alunos regularmente matriculados na Universidade Guarulhos. DAS

Leia mais

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO 1 REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO O Professor Dr. Marcus Vinícius Crepaldi, Diretor Geral da Faculdade de Tecnologia do Ipê FAIPE no uso das atribuições que lhe confere o Regimento Interno e, considerando

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015

REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015 REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS PARA O ANO DE 2015 Bacabal 2015 REGULAMENTO DE BOLSAS E BENEFÍCIOS DO OBJETIVO Art. 1º Este Regulamento estabelece as regras gerais do Programa de Bolsas e Benefícios

Leia mais

Parágrafo único. Os servidores docentes podem candidatar-se somente em caso de formação de mestrado ou doutorado.

Parágrafo único. Os servidores docentes podem candidatar-se somente em caso de formação de mestrado ou doutorado. RESOLUÇÃO N o 014, de 23 de dezembro de 2009. Regulamenta o Programa de Incentivo à Formação dos Servidores (PROSER) da UFSJ. O PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI

Leia mais

Esgotado o limite os alunos que não conseguiram gravar sua inscrição deverão aguardar o próximo lote para a efetivação dos mesmos procedimentos.

Esgotado o limite os alunos que não conseguiram gravar sua inscrição deverão aguardar o próximo lote para a efetivação dos mesmos procedimentos. Prezado Aluno O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores

Leia mais

Art. 4º As instituições de que trata o art. 1º terão o prazo de duzentos e quarenta dias para se adaptarem ao disposto nesta Lei.

Art. 4º As instituições de que trata o art. 1º terão o prazo de duzentos e quarenta dias para se adaptarem ao disposto nesta Lei. Reserva de Vagas PROJETO DE LEI 3627-2004 Institui Sistema Especial de Reserva de Vagas para estudantes egressos de escolas públicas, em especial negros e indígenas, nas instituições públicas federais

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 8, DE 2 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil - Fies referente ao segundo semestre de

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE POÇOS DE CALDAS Av. João Pinheiro, 1046 Centro 37701-386 (35) 2107-6000. EDITAL Processo Seletivo nº 02/2016

FACULDADE PITÁGORAS DE POÇOS DE CALDAS Av. João Pinheiro, 1046 Centro 37701-386 (35) 2107-6000. EDITAL Processo Seletivo nº 02/2016 FACULDADE PITÁGORAS DE POÇOS DE CALDAS Av. João Pinheiro, 1046 Centro 37701-386 (35) 2107-6000 EDITAL Processo Seletivo nº 02/2016 O Diretor da Unidade Faculdade Pitágoras de Poços de Caldas, no uso de

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE VOTORANTIM - SOROCABA Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 279 Centro 18110-008 (15) 3416-7000

FACULDADE PITÁGORAS DE VOTORANTIM - SOROCABA Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 279 Centro 18110-008 (15) 3416-7000 FACULDADE PITÁGORAS DE VOTORANTIM - SOROCABA Av. Juscelino Kubitschek de Oliveira, 279 Centro 18110-008 (15) 3416-7000 EDITAL Processo Seletivo nº 02/2016 O Diretor da Unidade Faculdade Pitágoras de Votorantim

Leia mais

PORTARIA MEC Nº 160/2013

PORTARIA MEC Nº 160/2013 PORTARIA MEC Nº 160/2013 Dispõe sobre a habilitação das instituições privadas de ensino superior e de educação profissional técnica de nível médio e sobre a adesão das respectivas mantenedoras ao Programa

Leia mais

Regulamento EduCarioca 2014.2. Turno Manhã

Regulamento EduCarioca 2014.2. Turno Manhã Regulamento EduCarioca 2014.2 Turno Manhã 1. DA CAMPANHA O Centro Universitário Carioca - UniCarioca, através da Campanha EduCarioca, tem como finalidade a concessão de bolsas de estudo de 50% (cinquenta

Leia mais

FIES. Índice. O que é? Benefícios. Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador. Reembolso. Renovação - Aditamento

FIES. Índice. O que é? Benefícios. Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador. Reembolso. Renovação - Aditamento FIES Índice O que é? Benefícios Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador Reembolso Renovação - Aditamento Dilatação de prazo Custos para o aluno Percentual de financiamento

Leia mais

FIES Índice. O que é? Benefícios. Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador. Reembolso. Renovação - Aditamento

FIES Índice. O que é? Benefícios. Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador. Reembolso. Renovação - Aditamento FIES Índice O que é? Benefícios Quem pode aderir? Quando o estudante pode se inscrever? Como funciona? Fiador Reembolso Renovação - Aditamento Dilatação de prazo Custos para o aluno Percentual de financiamento

Leia mais

FACULDADE ATENAS MARANHENSE DE SÃO LUÍS Av. São Luís Rei de França, 32 Turu 65065-470 (98) 2108-6000. EDITAL Processo Seletivo nº 01/2014

FACULDADE ATENAS MARANHENSE DE SÃO LUÍS Av. São Luís Rei de França, 32 Turu 65065-470 (98) 2108-6000. EDITAL Processo Seletivo nº 01/2014 EDITAL Processo Seletivo nº 01/2014 O Diretor Geral da Faculdade Atenas Maranhense de São Luís, no uso de suas atribuições e demais disposições legais, aprova e torna público o presente edital contendo

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005)

LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005) LEI COMPLEMENTAR Nº 281, de 20 de janeiro de 2005. (DOE de 20.1.2005) Regulamenta o art. 170, os arts. 46 a 49 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Estadual e estabelece

Leia mais

REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014

REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014 REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014 1 NO QUE CONSISTE O PROPOSITIVO 1.1 O ProPositivo - Programa de Bolsas de Estudos do Centro Tecnológico Positivo - é um programa de responsabilidade social do Centro Tecnológico

Leia mais

RESOLVE, TITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

RESOLVE, TITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO COP Nº 003/2015 REGULAMENTA AS CONDIÇÕES PARA CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DAS MODALIDAES DE BOLSAS DE ESTUDO E DESCONTOS EDUCACIONAIS DA FACULDADE METROPOLITANA DE ANÁPOLIS O Presidente do Conselho

Leia mais

DECRETO Nº, de de de 2010.

DECRETO Nº, de de de 2010. DECRETO Nº, de de de 2010. Regulamenta a concessão de bolsas de estudo para estudantes carentes, prevista no Art. 4º da Lei Complementar nº 633/09 de 29 de dezembro de 2009, que altera o art. 21 da Lei

Leia mais

Aditamento do FIES Últimas Notícias

Aditamento do FIES Últimas Notícias Aditamento do FIES Últimas Notícias Por causa da alta demanda no sistema do FIES do governo federal, o Ministério da Educação e o FNDE anunciaram a prorrogação do prazo de renovação de contratos já vigentes.

Leia mais