A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II"

Transcrição

1 Caso Clínico A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Luiz Felipe Viegas Josgrilbert*, Marcelo Kayatt Lacoski**, Fernando Esgaib Kayatt***, Priscila Tirloni****, Idelmo Rangel Garcia Júnior*****, Isabella Dias Gonçalves Garcia******, Daniel Lima Kayatt******* Resumo O presente trabalho tem por finalidade divulgar como o padrão de crescimento craniofacial pode influenciar no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II. Este é um dos motivos pelos quais más oclusões semelhantes são tratadas de formas distintas, alterando o aparelho ortodôntico empregado em cada tratamento. Dessa forma, otimiza-se a relação das bases ósseas com um resultado estético e harmonioso, facilitando a * Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial FOB USP Bauru SP. Mestrando em Odontologia, Área de Concentração: Ortodontia UMESP SP. ** Especialista em Periodontia FOAR Unesp Araraquara - SP. Mestre em Odontologia Área de Concentração: Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial FOA Unesp Araçatuba SP. *** Especialista em Implantodontia CFO. Mestre e Doutor em Odontologia Área de Concentração: Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial FOA Unesp Araçatuba SP. *** Aluna do curso de Especialização em Ortodontia FUMBEO USP Bauru SP. **** Professor Assistente Dr. Disciplina de Cirurgia e Clínica Integrada FOA Unesp Araçatuba - SP. ***** Especialista em Ortodontia FOA Unesp Araçatuba - SP. Professora Disciplina de Ortodontia UNIP Araçatuba SP. ****** Acadêmico de Odontologia UNIP Araçatuba - SP. relação interarcos, para um futuro tratamento ortodôntico. Apresentaremos a terapêutica estabelecida em dois pacientes com vetores de crescimento diferentes, ambos foram tratados durante a fase de crescimento, sendo que no paciente com tendência ao crescimento horizontal foi utilizado o Bionator de Balters e no paciente com tendência ao crescimento vertical o aparelho extrabucal conjugado o splint maxilar. Palavras-chave: Má oclusão de Angle Classe II. Aparelhos ativadores. Aparelhos de tração extrabucal. Desenvolvimento maxilofacial. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

2 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt Introdução A má oclusão de Classe II segundo a classificação de Angle, baseada nas relações ântero-posteriores dos maxilares, chamada também de distoclusão, se caracteriza pelo prognatismo maxilar, retrognatismo mandibular ou combinação de ambos. Buscando caracterizar a má oclusão de Classe II, a divisão, Proffit afirmou que os principais componentes desta má oclusão são definidos pela deficiência do crescimento mandibular, por um crescimento maxilar excessivo ou ainda por uma combinação dos fatores supracitados. Conhecendo a alteração da oclusão e a falta de uma correta relação entre as bases ósseas, devemos nos aliar aos conhecimentos do crescimento facial para podermos definir o tratamento e, assim, escolher o aparelho ortodôntico para alcançar os melhores resultados. A terapia ortopédica auxilia na correção das discrepâncias esqueléticas nos sentidos ântero-posterior e transversal, contribuindo sobremaneira para uma melhora nas relações das bases apicais, levando a uma oclusão com estabilidade e harmonia do perfil facial, além de diminuir sensivelmente a indicação de extrações dentárias. O mecanismo de diagnóstico para avaliarmos o padrão do esqueleto cefálico é executado através da interpretação das medidas tomadas de uma radiografia cefalométrica norma lateral, conforme o padrão USP, observamos os ângulos apresentados na tabela. Devemos fazer a interpretação de acordo com o valor encontrado da nossa medição e compararmos ao valor padrão. Quando o valor encontrado for menor que o padrão, temos uma tendência ao crescimento horizontal e quando este valor encontrado for maior que o padrão, teremos uma tendência ao crescimento vertical, de uma forma geral. REVISÃO DA LITERATURA O primeiro relato sobre a utilização de ancoragem extrabucal data de 00, por Cellier, com o objetivo de prevenir a luxação da mandíbula. Evidências históricas sugerem que as suturas faciais eram influenciadas por ação de forças extrabucais, nos idos de 0. Sua associação na ação direta da maxila ocorreu em, por Kingsley,. Farrar, em, aplicou a força extrabucal diretamente sobre os dentes ântero-superiores. A intervenção terapêutica na área condilar e na articulação temporomandibular teve um envolvimento maior na mandíbula do que na maxila. A possibilidade de influenciar a posição mandibular através de alterações da ATM há muitos anos intriga os ortodontistas. Em 0, Kingsley introduziu o termo e os conceitos do salto da mordida onde utilizou uma placa palatina feita de vulcanite, indicada para pacientes com a mandíbula retruída. Em 0, Pierre Robin (apud GRABER, RAKOSI, PETROVIC, ) desenvolveu o aparelho chamado monobloco, que mantinha a mandíbula em uma posição mais avançada, mas este foi com a intenção de corri- TABELA - Análise cefalométrica padrão USP. Amer. Bras. ABS 0 o 0 o ABI o o * FMA o o * SN.ocl. o o * SN.GOGn o. o * SN.GN o, o gir a glossoptosis síndrome de Pierre Robin. Em 0, o ativador foi desenvolvido por Andresen (apud GRABER, RAKOSI, PETROVIC, ). O bionator é derivado do ativador de Andresen e foi introduzido na década de cinqüenta por Wilhelm Balters,. Oppenheim, em, foi o primeiro a relatar sobre o tratamento da má oclusão de Classe II, divisão, com ancoragem extrabucal e após os estudos com tratamentos ortodônticos finalizados, através de telerradiografias realizados por Brodie, em, demonstrando as alterações cefalométricas e podendo comprovar as alterações dentárias e esqueléticas e que a maioria das alterações eram ocorridas devido ao crescimento e desenvolvimento, fazendo desta forma que um maior número de comprovações científicas ocorressem. Em, Kloehn preconizou a ancoragem extrabucal cervical na interceptação do crescimento normal para frente do processo alveolar e dos dentes em casos de Classe II, divisão, como é conhecido atualmente pelos ortodontistas. De acordo com a filosofia de Balters, os pontos essenciais para um tratamento adequado são: () permitir o selamento labial e promover o contato do dorso lingual com o palato mole; () aumentar o espaço bucal e treinar a função muscular; () propiciar uma mordida topo-a-topo dos incisivos; () promover um aumento mandibular, que por sua vez, aumenta o espaço bucal, tornando possível uma melhor posição da língua; () conseguir um melhor relacionamento dos maxilares, da língua e da dentição, como também dos tecidos moles circunjacentes. Na tentativa de alcançar estes objetivos, Balters desenvolveu o Bionator, que posteriormente foi modificado por Ascher, tornando-o menor em tamanho que o ativador original de Andresen, possibilitando seu uso contínuo (diurno e noturno) e mais adequado principalmente durante a fala. Não obstante o aparelho se tornou menor e mais leve, continuou estável e eficaz, podendo ser movimentado livremente pelo paciente dentro da cavidade bucal. Ao estudarem a resposta morfogenética ao tratamento com o ativador, Harvold e Vargervik, em, observaram que os músculos retratores da mandíbula, transmitem suas forças à maxila, mantendo ortopedicamente a sua posição. Assim, constataram uma redução do crescimento anterior da maxila, por meio do ângulo SNA. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

3 A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Por outro lado, concluíram que não houve aumento significante no comprimento mandibular. Verificaram um aumento significante na altura do processo alveolar na região dos molares. Em, Thurow propôs um aparelho extrabucal acoplado a uma placa de acrílico com cobertura oclusal de todos os dentes superiores irrompidos, proporcionando um controle em massa de todos os dentes superiores e eliminando possíveis interferências oclusais. Em, Joffe e Jacobson apresentaram o Splint modificado que diferencia do original de Thurow por ter acrílico em toda a mucosa do palato. Além disso, esta cobertura oclusal só atingia os dentes posteriores, e o aparelho continha um arco vestibular que poderia ser ativado caso fosse necessária a retração dos incisivos. Em, Schulhof e Engel avaliaram os resultados de jovens tratados por meio do Bionator. Concluíram que o Bionator propiciou um estímulo para o crescimento mandibular e aumento do eixo condilar e do corpo mandibular maior que o crescimento normal, enquanto o ângulo goníaco e o eixo facial não alteram significativamente. Em, Caldwell, Hymas e Timm demonstraram que todos estes aparelhos derivados de Thurow têm em comum a intenção de promover um efeito de controle vertical do crescimento da maxila. Em, Henriques et al. descreveram o splint maxilar modificado, que era composto por uma placa de acrílico que se estendia lateralmente às cúspides vestibulares dos dentes posteriores e anteriormente à superfície palatina dos incisivos. Segundo os autores, o acrílico deveria ser o mais fino possível para evitar qualquer translação dos côndilos ou aumentar a altura facial inferior. Foi incorporado um parafuso expansor para permitir ajustes transversais e também foi adicionado arco vestibular e FIGURA - Representação diagramática segundo Van der Linden do modo de ação de um aparelho de ancoragem extrabucal corrigindo uma anomalia de Classe II. grampos de Adams. Em, Lange et al. utilizaram uma amostra de jovens com Classe II, divisão, tratados por meses com Bionator e concluíram que o Bionator produz um suave efeito de restrição do crescimento anterior da maxila e um aumento significante no comprimento efetivo mandibular e as alturas faciais anterior e posterior aumentaram significativamente. Martins, em, utilizou um grupo de pacientes tratados com o aparelho extrabucal removível e o Bionator e concluiu que o AEB removível influenciou, principalmente, a área dentoalveolar maxilar, mantendo a altura facial inferior e propiciando a correção ântero-posterior por alterações dentoalveolares na maxila e o Bionator estimulou a migração mesial dos molares inferiores e o avanço da base mandibular, aumentando a altura facial inferior, concluindo que % das alterações eram dentoalveolares e % de alterações esqueléticas, com um mecanismo de ação predominantemente na face inferior. DISCUSSÃO Durante a revisão da literatura descrevemos aparelhos distintos de acordo com os vetores de crescimento. Segundo Graber, Rakosi e Petrovic temos indicação para o tratamento com ativador para pacientes com mandíbula retruída causada por deficiência no crescimento, porém com provável padrão horizontal de crescimento. Também devemos prever a inclinação lingual dos incisivos superiores e a inclinação vestibular dos incisivos inferiores. Graber, Rakosi e Petrovic descrevem que em pacientes com má oclusão de Classe II, divisão, esquelética com uma direção de crescimento predominantemente vertical e uma altura facial ante- FIGURA - Representação diagramática segundo Van der Linden do modo de ação de um ativador no plano sagital. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

4 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt Figura - Fotografias iniciais frontal e lateral do paciente. rior excessiva, deve-se acrescentar uma força ortopédica maxilar, usando-se um aparelho extrabucal com puxada alta. Segundo Martins-Ortiz, em 0, o mecanismo de ação dos aparelhos ortopédicos funcionais para a correção das deficiências mandibulares constitui-se numa associação das seguintes alterações: - Redirecionamento do crescimento do côndilo; - Redirecionamento do crescimento maxilar; - Rotação para baixo da porção anterior da maxila; - Rotação mandibular; - Alteração ântero-posterior dos arcos dentários; - Alteração da erupção dentária nos seguimentos posteriores; - Inclinação dos incisivos; - Remodelação da fossa glenóide; - Deslocamento póstero-inferior da fossa articular. Segundo diversos autores,,, o mecanismo de ação do AEB conjugado para a correção da má oclusão de Classe II, divisão, constitui-se das seguintes alterações: - Restrição do crescimento maxilar para frente e para baixo; - Retração dos incisivos superiores; - Distalização dos molares superiores; - Restrição da erupção dentária; - Redirecionamento do crescimento mandibular, promovendo um giro mandibular no sentido anti-horário; - Correção de deslocamentos mandibulares funcionais. A forca aplicada nos molares maxilares é transferida para o complexo maxilar, restringindo o desenvolvimento maxilar anterior e deslocando distalmente os primeiros molares. O ativador exerce uma influência favorável sobre o crescimento anterior dos côndilos, de modo que, por um tempo, eles são capazes de crescer mais do que seriam se o aparelho não tivesse sido usado. APRESENTAÇÃO DOS CASOS CLÍNICOS Caso paciente A.D.J., a e m, feoderma com falta de selamento labial, tendência de crescimento horizontal e apresentando uma mandíbula pequena em relação à maxila. Aparelho ortodôntico empregado: Bionator por meses, sendo que nos primeiros meses foi solicitada utilização por hs e nos seis meses seguintes foi utilizado por hs. O paciente se apresentou favorável ao tratamento, colaborando com as instruções fornecidas. Podemos observar que ocorreu uma melhora significativa nas relações das bases ósseas, resultando em uma estética facial satisfatória com presença de selamento labial, promovendo condições para o adequado desenvolvimento do sistema respiratório. Observamos a correção do trespasse vertical e horizontal, com a desinclinação dos incisivos superiores, suave inclinação dos incisivos inferiores para vestibular e com os molares em posicionamento correto de Classe I. Caso Paciente A. C. T., a e m, leucoderma, sem ter ocorrido a menarca, tendência de crescimento vertical, ausência de selamento labial, inclinação e protrusão acentuada dos incisivos superiores para vestibular e relação desarmoniosa entre as bases ósseas. Ocorreu uma melhora na relação das bases ósseas, resultando em um perfil facial mais harmonioso e, conseqüentemente, um selamento labial satisfatório. Observamos a correção do trespasse horizontal, desinclinação dos incisivos superiores e correta relação molar. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

5 A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Figura - Fotografias intrabucais lateral direita, frontal e esquerda da má oclusão de Classe II, divisão, com mm de trespasse horizontal..na -, -NA - mm.nb -, -NB -,mm S-N.Gn - S-N.Ocl -, FMA -, Co-Gn - mm Co-A -,mm Figura - Telerradiografia inicial do tratamento. Figura - Radiografia panorâmica inicial. Figura - Modelo de estudo inicial. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

6 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt Figura - Mordida construtiva preparada com uma lâmina de cera na forma do arco superior. Figura - Aparelho ortodôntico Bionator. Figura - Fotografias finais frontal e perfil. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

7 A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Figura - Fotografias intrabucais do caso finalizado..na -NA mm.nb -NB mm S-N.Gn S-N Ocl FMA º CO-Gn mm CO-A mm Figura - Telerradiografia final do tratamento. Figura - Modelo de estudo final. Figura - Radiografia panorâmica final do tratamento. 0 Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

8 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt Figura - Fotografias iniciais frontal e perfil. Figura - Fotografias intrabucais lateral direita, esquerda e frontal da má oclusão de Classe II, divisão, com trespasse horizontal de mm..na -NA mm.nb -NB mm S-N.Gn 0 S-N Ocl FMA º CO-Gn mm CO-A mm Figura - Telerradiografia inicial do tratamento. Figura - Radiografia panorâmica inicial. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

9 A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Figura - Modelo de estudo inicial. Figura - Aparelho ortodôntico empregado: AEB IHG- utilizado com casquete Jeans com elásticos de 0,, força em torno de 0 gramas (força ortopédica). Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

10 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt Figura - Fotografias finais frontal e perfil. Figura - Fotografias intrabucais do caso finalizado..na -, -NA -,mm.nb -NB -,mm S-N.Gn S-N.Ocl -, FMA CO-Gn -,mm CO-A - mm Figura - Telerradiografia final. Figura - Radiografia panorâmica final. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

11 A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Figura - Modelo de estudo final. CONCLUSÃO Podemos concluir na apresentação dos casos clínicos que: Avaliando somente a oclusão elas são muito semelhantes e quando incorporamos os conhecimentos do crescimento facial e a avaliação cefalométrica notamos que são extremamente distintas. Mas, em ambos os casos, utilizamos aparelho ortodôntico móvel, The influence of the facial growth pattern in the orthopedic treatment of Angle s Class II malocclusion Abstract The present article has the objective to divulge how the craniofacial growth pattern can influence in the orthopedic treatment of Angle s Class II malocclusion. This is one reason that similar malocclusions are treated in distinct forms, changing the employed orthodontic appliance in which treatment. This way, it improves the relation of the facial bone bases with an harmonic and esthetic Keywords: Malocclusion. Angle Class II. Activator appliances. Extraoral traction appliances. Maxillofacial development. esta abordagem tem um menor potencial iatrogênico e oferece uma metodologia muitas vezes superior e mais rápida, facilitando sobremaneira um posterior tratamento ortodôntico. Devemos observar o padrão de crescimento para empregarmos o aparelho ortodôntico ideal, pois assim teremos um resultado estético e harmonioso além de corrigirmos a má oclusão. result, facilitating the relation between jaws for a future orthodontic treatment. We will present the established treatments in two patients with different growth vectors, both of them were treated during the development age. The patient with horizontal growth was treated with the Bionator appliance and the patient with vertical growth was treated with the maxillary splint appliance. Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

12 Luiz Felipe Viegas Josgrilbert, Marcelo Kayatt Lacoski, Fernando Esgaib Kayatt, Priscila Tirloni, Idelmo Rangel Garcia Júnior, Isabella Dias Gonçalves Garcia, Daniel Lima Kayatt REFERÊNCIAS. ALMEIDA, M. R. et al. Avaliação cefalométrica comparativa da interceptação da má oclusão de Classe II, ª Divisão utilizando os aparelhos de Fränkel e Bionator de Balters. R. Dental Press Ortodon. Ortop. Facial, Maringá, v., n., p. -, nov./dez. 0.. ANGLE, E. H. Classification of malocclusion. Dental Cosmos, Philadelphia, v., no., p. -, 0-, Mar... ASCHER, F. The Bionator. In: GRABER, T. M.; NEUMMAN, B. Removable Orthodontic appliances. Philadelphia: W. B. Sunders,. p. -. BARTON, L. Extra-oral force. Am. J. Orthod. Dentofacial Orthop., St. Louis, v., p. -,.. BISHARA, S. E.; ZIAJA, R. R. Functional appliances: a review. Am. J. Orthod. Dentofacial Orthop., St. Louis, v., no., p. 0-, Mar... BRODIE, A. G. Cephalometric appraisal of orthodontic results. Angle Orthod., Appleton, v., no., p. -, Oct... CALDWELL, S. F.; HYMAS, A.; TIMM, T. A. Maxillary traction splint: a cephalometric evaluation. Am. J. Orthod., St. Louis, v., no., p. -, May.. NELSON, B. G. What does extraoral anchorage accomplish? Am. J. Orthod., St. Louis, v., no., p. -, June.. EIREW, H. L. The bionator. Br. J. Orthod., London, v., no., p. -, Jan... FARRAR, J. N. Orthodontics: an historical review of its and evolution. St. Louis: C. V. Mosby,.. GRABER, T. M.; RAKOSI, T.; PETROVIC, A. G. Ortopedia dentofacial com aparelhos funcionais.. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,.. HARVOLD, E. P.; VARGERVIK, K. Morphogenetic response to activator treatment. Am. J. Orthod., St. Louis, v. 0, no., p. -, Nov... HENRIQUES, J. F. C. et al. Modified maxillary splint for Class II, division treatment. J. Clin. Orthod., Hempstead, v., no., p. -, Apr... HENRIQUES, J. F. C. et al. Tratamento da má oclusão de classe II, a divisão com retrusão mandibular utilizando o bionator previamente à aparelhagem fixa: relato de um caso clínico. Ortodontia, São Paulo, v., n., p. -, set./dez... JOFFE, L.; JACOBSON, A. The maxillary orthopedic splint. Am. J. Orthod., St. Louis, v., no., p. -, Jan... KINGSLEY, N. W. Orthodontics: an historical review of its origin and evolution. St. Louis: C. V. Mosby,.. KLOEHN, S. J. Guiding alveolar growth and eruption of teeth to reduce treatment time and produce a more balanced denture and face. Angle Orthod., Appleton, v., p.,.. LANGE, D. W. et al. Changes in soft tissue profile following treatment with the bionator. Angle Orthod, Appleton, v., no., p. -0, Mar... MARTINS, J. C. R. Avaliação cefalométrica comparativa dos resultados da interceptação da má oclusão de classe II, divisão, de Angle, efetuados com o aparelho extrabucal removível ou, com o bionator.. f. Tese (Livre-docência)-Faculdade de Odontologia de Araraquara, Universidade Estadual Paulista, Araraquara,.. MARTINS-ORTIZ, M. F. et al. Alterações microscópicas da cavidade glenóide induzidas pelo uso de aparelhos funcionais. R. Dental Press Ortodon. Ortop. Facial, Maringá, v., n., p. -, set./out. 0.. OPPENHEIM, A. Biologic orthodontic therapy and reality. Angle Orthod, Appleton, v., no., p.-, July.. PROFFIT, W. R. Ortodontia contemporânea.. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,.. SCHULHOF, R. J.; ENGEL, G. A. Results of Class II functional appliance treatment. J. Clin. Orthod., Hempstead, v., no., p. -, Sept... THUROW, R. C. Craniomaxillary orthopedic correction with en masse dental control. Am. J. Orthod., St. Louis, v., no., p. 0-, Dec... LINDEN, F. P. M. van der. Crescimento e ortopedia facial. Rio de Janeiro: Quintessence, 0. Endereço para correspondência Luiz Felipe Viegas Josgrilbert End.: Av. Antônio João, 00. Centro CEP: Ponta Porã MS Rev. Clín. Ortodon. Dental Press, Maringá, v., n. - abr./maio 0

A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II

A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Caso Clínico A influência do padrão de crescimento facial no tratamento ortopédico da má oclusão de Classe II Luiz Felipe Viegas Josgrilbert*, Marcelo Kayatt Lacoski**, Fernando Esgaib Kayatt***, Priscila

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso

Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso Caso Clínico Tratamento da má oclusão de Classe II divisão 1 a, através de recursos ortodônticos e ortopédicos faciais (funcionais e mecânicos): relato de caso José Euclides Nascimento* Luciano da Silva

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3

APRESENTAÇÃO DO APARELHO Componentes do aparelho extrabucal 3 Série Aparelhos Ortodônticos EXTRABUCAL INTRODUÇÃO A ancoragem extrabucal ainda é um dos recursos mais utilizados e recomendados no tratamento da má oclusão de Classe II, primeira divisão, caracterizada

Leia mais

Reginaldo César Zanelato

Reginaldo César Zanelato Reginaldo César Zanelato Nos pacientes portadores da má oclusão de Classe II dentária, além das opções tradicionais de tratamento, como as extrações de pré-molares superiores e a distalização dos primeiros

Leia mais

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente,

incisivos inferiores 1,3,4,6. Há também um movimento do nariz para frente, tornando o perfil facial menos côncavo e, conseqüentemente, Série Aparelhos Ortodônticos MÁSCARA FACIAL INTRODUÇÃO Inúmeras formas de tratamento têm sido relatadas para a correção precoce da má oclusão de Classe III. No entanto, talvez por muitos casos necessitarem

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Montagem das Pastas As pastas devem estar organizadas na seguinte ordem: I- Externo Página Título: colocar na capa frontal da pasta (a capa tem um envelope plástico para esta finalidade). BOARD BRASILEIRO

Leia mais

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical

Mordida Profunda Definição. Trespasse vertical Mordida Profunda Definição Trespasse vertical Mordida Profunda Diagnóstico Os fatores que contribuem variam de acordo com a oclusão: u Em boas oclusões é determinda por fatores dentários: t Comprimento

Leia mais

Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II

Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II A r t i g o I n é d i t o Uso do aparelho de Thurow no tratamento da má oclusão esquelética de Classe II Maíra Massuia de Souza*, Talita Mathes de Freitas*, Adriana Sasso Stuani**, Andréa Sasso Stuani***,

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1)

Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Artigo de Divulgação Tratamento Ortodôntico da Classe III, Subdivisão: Apresentação de um Caso Clínico (Parte 1) Treatment of a Class III, Subdivision Malocclusion: A Case Report (Part 1) Guilherme R.

Leia mais

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR

TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE PRÉ-MOLAR Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com TRATAMENTO DE UMA CLASSE II COM IMPACTAÇÃO DE CANINO E DE

Leia mais

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior

Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior A RTIGO DE D IVULGA ÇÃO Tratamento de Classe II, Divisão 1, com ausência congênita de incisivo lateral superior Roberto M. A. LIMA FILHO*, Anna Carolina LIMA**, José H. G. de OLIVEIRA***, Antonio C. de

Leia mais

Extração Seriada, uma Alternativa

Extração Seriada, uma Alternativa Artigo de Divulgação Extração Seriada, uma Alternativa Serial Extraction, an Alternative Procedure Evandro Bronzi Resumo A extração seriada é um procedimento ortodôntico que visa harmonizar

Leia mais

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior

Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa. o superiores e splint removível vel inferior Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de açoa o superiores e splint removível vel inferior MORO, A.; et al. Descrição, passo a passo, do aparelho de Herbst com coroas de aço superiores

Leia mais

ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO

ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO ATIVADOR FIXO BIOPEDIC: INDICAÇÕES E INSTALAÇÃO Luiz Fernando Eto*; Eneida Guimarães de Menezes Venuto**; Paula Moura Nagem** Luiz Fernando Eto - Especialista e Mestre em Ortodontia pelo COP-PUCMG; Professor

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO

UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO RESUMO 474 UTILIZAÇÃO DO APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR COMO ANCORAGEM PARA MESIALIZAÇÃO DE MOLARES INFERIORES: RELATO DE CASO CLÍNICO Fábio André Werlang 1 Marcos Massaro Takemoto 2 Prof Elton Zeni 3 RESUMO

Leia mais

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações

Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa. subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações 1 INTRODUÇÃO Uma vez estando estabelecidos os conceitos de oclusão normal, a etapa subseqüente do processo de aprendizado passa a ser o estudo das variações desse padrão. Vale a pena relembrarmos a definição

Leia mais

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes*

Má oclusão Classe I de Angle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* C a s o C l í n i c o O Má oclusão Classe I de ngle, com acentuada biprotrusão, tratada com extrações de dentes permanentes* Marco ntônio Schroeder** Resumo Este relato de caso descreve o tratamento de

Leia mais

MANTENEDORES DE ESPAÇO

MANTENEDORES DE ESPAÇO MANTENEDORES DE ESPAÇO Conceito São aparelhos ortodônticos usados para manter o espaço nas arcadas dentárias, por perda precoce de dentes decíduos. Classificação Quanto ao uso: fixos semifixos removíveis

Leia mais

Eficiência dos protocolos de tratamento em uma e duas fases da má oclusão de Classe II, divisão 1*

Eficiência dos protocolos de tratamento em uma e duas fases da má oclusão de Classe II, divisão 1* A r t i g o In é d i t o Eficiência dos protocolos de tratamento em uma e duas fases da má oclusão de Classe II, divisão 1* Rodrigo Hermont Cançado**, Arnaldo Pinzan***, Guilherme Janson****, José Fernando

Leia mais

Breve Panorama Histórico

Breve Panorama Histórico Análise Facial Breve Panorama Histórico Norman Kingsley Kingsley (final do séc.xix): s a articulação dos dentes secundária à aparência facial. Breve Panorama Histórico Edward Angle (in (início séc. s XX)

Leia mais

Tratamento da má oclusão de Classe II, divisão 1 de Angle, com protrusão maxilar utilizando-se recursos ortopédicos

Tratamento da má oclusão de Classe II, divisão 1 de Angle, com protrusão maxilar utilizando-se recursos ortopédicos Tratamento da má oclusão de Classe II, divisão 1 de Angle, com protrusão maxilar utilizando-se recursos ortopédicos o substituiu pelos elásticos intermaxilares para a correção de Classe II 44. Mas, em

Leia mais

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA

MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS- FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II: REVISÃO DE LITERATURA Santa Cruz do Sul 2013 MARCOS PRADEBON TRATAMENTO DA

Leia mais

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico

Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Caso Clínico Tracionamento ortodôntico de incisivos central e lateral superiores impactados: caso clínico Plínio Coutinho Vilas Boas*, Luís Antônio Alves Bernardes**, Matheus Melo Pithon***, Diogo Piacentini

Leia mais

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética

Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Caso Clínico BBO Tratamento cirúrgico da má oclusão de Classe III dentária e esquelética Ione Helena Vieira Portella Brunharo 1 O preparo ortodôntico para tratamento cirúrgico do padrão esquelético de

Leia mais

Tratamento da classe II, com aparelho de herbst modificado relato de caso clínico

Tratamento da classe II, com aparelho de herbst modificado relato de caso clínico 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 Class II malocclusion treatment with modified Herbst appliance A Case Report Resumo

Leia mais

Importância do exame radiográfico

Importância do exame radiográfico Exames e Indicações Importância do exame radiográfico O exame radiográfico de rotina associado ao exame clínico é a maneira mais efetiva de se obter o índice diagnóstico de 100% de cárie (segundo Estevam

Leia mais

Figura A - Linha horizontal de referência no plano oclusal, e perpendicular vertical passando no centro da fossa pterigomaxilar

Figura A - Linha horizontal de referência no plano oclusal, e perpendicular vertical passando no centro da fossa pterigomaxilar 1 PUCPR, ORTODONTIA GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO MUDANÇAS REGIONAIS DA FACE Camargo ES, Maruo H, Guariza-Filho O, Tanaka O. As mudanças de crescimento podem ser descritas, para melhor compreensão, como regiões

Leia mais

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada?

Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? Cirurgia Ortognática e Estética Facial: Qual sua importância na Odontologia Integrada? A avaliação da estética facial, bem como sua relação com a comunicação e expressão da emoção, é parte importante no

Leia mais

Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores

Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores Tópico Especial Tema desenvolvido pelo conselho editorial abordando assuntos de interesse da classe ortodôntica Utilização do Aparelho Progênico para Correção das Mordidas Cruzadas Anteriores O direcionamento

Leia mais

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica;

- ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular. Conceitos Restauradores de Oclusão: - Relação Cêntrica; Universidade Federal de Pelotas Faculdade de Odontologia Extensão Universitária - ADITEME - Atendimento Especial de Pacientes com Disfunção da Articulação Temporomandibular Conceitos Restauradores de Oclusão:

Leia mais

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral

Ciência e prática. Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral Importância do tratamento ortodôntico como auxílio da reabilitação oral 36 MAXILLARIS OUTUBRO 2015 Ciência e prática : Margarida Malta Médica dentista. Licenciada no Instituto Superior de Ciencias da Saúde

Leia mais

Rev Inst Ciênc Saúde 2006 abr-jun; 24(2):115-23

Rev Inst Ciênc Saúde 2006 abr-jun; 24(2):115-23 Rev Inst Ciênc Saúde 2006 abr-jun; 24(2):115-23 Avaliação das alterações dentoalveolares verticais em pacientes retrovertidos, neutrovertidos e provertidos portadores de má oclusão de Classe II, divisão

Leia mais

Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior

Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior TRABALHO DE PESQUISA Grade Palatina como Auxiliar no Fechamento da Mordida Aberta Anterior Palatine Bar as an Auxiliary Measure to Close Anterior Open Bite Sérgio Rúbio Pinto Bastos* Bastos SRP. Grade

Leia mais

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico

O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Caso Clínico O tipo facial e a morfologia do arco dentário no planejamento ortodôntico Alexandre de Almeida Ribeiro* Resumo A morfologia do arco dentário está relacionada diretamente com as demais partes

Leia mais

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR.

APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS APM: APARELHO DE PROTRAÇÃO MANDIBULAR. RODRIGO LOPES ROCHA Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Ortodontia do ICS FUNORTE/SOEBRÁS NÚCLEO

Leia mais

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico

Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico Setup: um Auxílio no Diagnóstico Ortodôntico CASO CLÍNICO Setup: a Diagnosis Assistance in Orthodontics Michelle Santos VIANNA* Armando Yukio SAGA** Fernando Augusto CASAGRANDE*** Elisa Souza CAMARGO****

Leia mais

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS

TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MORDIDA ABERTA ANTERIOR EM PACIENTES ADULTOS Jorge Ferreira Rodrigues 1 Marcella Maria Ribeiro do Amaral Andrade 2 Ernesto Dutra Rodrigues 3 Resumo O tratamento ortodôntico da

Leia mais

Limitações no Tratamento Ortodôntico de Pacientes com Padrão de Crescimento Vertical

Limitações no Tratamento Ortodôntico de Pacientes com Padrão de Crescimento Vertical CASO CLÍNICO Limitações no Tratamento Ortodôntico de Pacientes com Padrão de Crescimento Vertical Orthodontic Treatment Limitations in Pacients with Vertical Growth Pattern Eustáquio Afonso ARAÚJO* Vania

Leia mais

FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FERNANDO BAIER APARELHOS ORTOPÉDICOS DE AVANÇO MANDIBULAR

FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FERNANDO BAIER APARELHOS ORTOPÉDICOS DE AVANÇO MANDIBULAR FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS - FUNORTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FERNANDO BAIER APARELHOS ORTOPÉDICOS DE AVANÇO MANDIBULAR SANTA CRUZ DO SUL-RS 2012 FERNANDO BAIER APARELHOS ORTOPÉDICOS DE

Leia mais

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo

O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo O aparelho de Herbst com Cantilever (CBJ) Passo a Passo çã APARELHO DE HERBST COM CANTILEVER (CBJ) MAYES, 1994 Utiliza quatro coroas de açoa o nos primeiros molares e um cantilever,, a partir dos primeiros

Leia mais

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO

CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA. APROVADO: MEC e CFO CRONOGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA APROVADO: MEC e CFO 1º. MÓDULO: 1º. DIA: Apresentação da Especialização / Aula teórica de Classificação das Más-oclusões 2º. DIA: Aula teórica de Etiologia

Leia mais

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO

TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA MÁ OCLUSÃO CLASSE II COM APARELHO DE HERBST CAIO MÁRCIO DE TEVES MORENO

Leia mais

Solicitação de Exames

Solicitação de Exames Solicitação de Exames Dr. Fábio Eduardo Maiello Monteiro Alves CROSP: 85.833 Paciente: Data: / / Solicito os exames assinalados com a finalidade de: Entregar no consultório Enviar por E-mail Atualizar

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso

Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso Cirurgia Ortognática Bimaxilar: Relato de Caso LUNA, Aníbal H. B.; ALVES, Giorvan Ânderson dos Santos; FIGUEIREDO, Ludmila Silva de; PAIVA, Marcos A. Farias; CAVALCANTI, Raquel Lopes; RESUMO Introdução:

Leia mais

Diagnóstico e tratamento precoce da Classe III: relato de caso clínico

Diagnóstico e tratamento precoce da Classe III: relato de caso clínico Diagnóstico e tratamento precoce da Classe III: relato de caso clínico Class III diagnosis and early treatment: case report Simone Gallão 1, Lídia Parsekian Martins 2, Kurt Faltin Jr. 3,4, Luiz Gonzaga

Leia mais

Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA

Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA Tratamento Ortodôntico da Má Oclusão de Classe II, Primeira Divisão. SAULO BORDIN MARIA Londrina 2013 SAULO BORDIN MARIA TRATAMENTO ORTODÔNTICO DA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II, PRIMEIRA DIVISÃO Trabalho de

Leia mais

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA.

EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. 1 EXTRAÇÕES DE DOIS PRÉ-MOLARES SUPERIORES NA MÁ OCLUSÃO DE CLASSE II: PARÂMETROS DE DIAGNÓSTICO E NOVOS RECURSOS NA MECÂNICA. EWALDO LUIZ DE ANDRADE Especialista em Ortodontia Mestre em Diagnóstico Bucal

Leia mais

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico.

manter um dente recém- período suficientemente prolongado correção ortodôntica que se conceito polêmico. Introdução CONTENÇÕES EM ORTODONTIA em ortodontia é o procedimento para manter um dente recém- movimentado em posição por um período suficientemente prolongado para assegurar a manutenção da correção ortodôntica

Leia mais

Tomografia Computorizada Dental

Tomografia Computorizada Dental + Universidade do Minho M. I. Engenharia Biomédica Beatriz Gonçalves Sob orientação de: J. Higino Correia Tomografia Computorizada Dental 2011/2012 + Casos Clínicos n Dentes privados do processo de erupção

Leia mais

Programa Laboratorial (hands on em Manequim)

Programa Laboratorial (hands on em Manequim) PROGRAMA DE CURSO DE EXCELÊNCIA EM ORTODONTIA COM 8 MÓDULOS DE 2 DIAS MENSAIS Prof. ROQUE JOSÉ MUELLER - Tratamento Ortodôntico de alta complexidade em adultos : diagnóstico, planejamento e plano de tratamento.

Leia mais

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca

Boa leitura a todos e aguardamos seus comentários e sugestões. Ricardo Moresca Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):261-274. 261 A Classe II é uma das más oclusões mais frequentes entre os pacientes que buscam pelo tratamento ortodôntico e a sua correção pode representar

Leia mais

CORREÇÃO PRECOCE DA PSEUDO CLASSE III COM APARELHO ORTODÔNTICO REMOVÍVEL E ALÇA VESTIBULAR DO BIONATOR REVERSO DE BALTERS

CORREÇÃO PRECOCE DA PSEUDO CLASSE III COM APARELHO ORTODÔNTICO REMOVÍVEL E ALÇA VESTIBULAR DO BIONATOR REVERSO DE BALTERS CORREÇÃO PRECOCE DA PSEUDO CLASSE III COM APARELHO ORTODÔNTICO REMOVÍVEL E ALÇA VESTIBULAR DO BIONATOR REVERSO DE BALTERS Cristiane Celli Matheus dos Santos Pinto Paulo Roberto dos Santos Pinto Enzo Pugliesi

Leia mais

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo

(VTO dentário) Resumo Este presente artigo teve por finalidade demonstrar, simplificadamente, o manejo iagnóstico Análise da Movimentação entária (VTO dentário) Adriano César Trevisi Zanelato*, Hugo José Trevisi**, Reginaldo César Trevisi Zanelato***, André César Trevisi Zanelato*, Renata Chicarelli Trevisi****

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada

Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada C ASO CLÍNIC O BBO Má oclusão Classe III de Angle com discrepância anteroposterior acentuada Carlos Alexandre Câmara* Resumo O caso clínico apresentado refere-se ao tratamento de uma paciente com 36 anos,

Leia mais

Considerações Sobre Análise da Discrepância Dentária de Bolton e a Finalização Ortodôntica

Considerações Sobre Análise da Discrepância Dentária de Bolton e a Finalização Ortodôntica tópico especial Tema desenvolvido pelo conselho editorial abordando assuntos de interesse da classe ortodôntica Considerações Sobre Análise da Discrepância Dentária de Bolton e a Finalização Ortodôntica

Leia mais

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA

RADIOLOGIA EM ORTODONTIA RADIOLOGIA EM ORTODONTIA Sem dúvida alguma, o descobrimento do RX em 1.895, veio revolucionar o diagnóstico de diversas anomalias no campo da Medicina. A Odontologia, sendo área da saúde, como não poderia

Leia mais

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico

Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Caso Clínico Tratamento ortodontico em paciente adulto: relato de caso clínico Matheus Melo Pithon*, Luiz Antônio Alves Bernardes** Resumo Com o maior acesso da população aos serviços de saúde bucal houve

Leia mais

Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio

Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio A RTIGO I NÉDITO Aparelho Herbst: Protocolos de tratamento precoce e tardio Omar Gabriel da Silva Filho*, Carlos Alberto Aiello*, Marcelo Veloso Fontes** Resumo Até que ponto o crescimento mandibular pode

Leia mais

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio

Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio Capítulo Tratamento da Classe II com Distalização do Arco Superior Utilizando Microparafusos Ortodônticos de Titânio 1 Henrique Mascarenhas Villela Andréa Lacerda Santos Sampaio Évelin Rocha Limoeiro Introdução

Leia mais

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual

OCLUSÃO! ! Posições mandibulares. ! Movimentos mandibulares. ! Equilíbrio de forças atuantes - vestibulolingual Universidade de Brasília Departamento de Odontologia OCLUSÃO! NOÇÕES DE OCLUSÃO! Estudo das relações estáticas e dinâmicas entre as estruturas do sistema mastigatório!! Movimentos mandibulares Disciplina

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

Alterações Verticais em Paciente com Mordida Aberta e Altura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila

Alterações Verticais em Paciente com Mordida Aberta e Altura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila rtigo de Divulgação lterações Verticais em Paciente com Mordida berta e ltura Excessiva da Face Inferior após Expansão Rápida da Maxila Vertical Changes in a Patient with Open ite and Excessive Lower nterior

Leia mais

Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica

Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica Artigo Inédito Relatos clínicos e de técnicas, investigações científicas e revisões literárias Proposta para a Padronização das Tomadas Fotográficas Intrabucais, com Finalidade Ortodôntica A fotografia

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos

Série Aparelhos Ortodônticos Série Aparelhos Ortodônticos Em geral, o protocolo de tratamento nos casos de Classe III, principalmente naqueles com deficiência maxilar, tem sido a disjunção, seguida pela protração da ma-xila. De acordo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÃNDIA ESCOLA TÉCNICA DE SAÚDE CURSO TÉCNICO PRÓTESE DENTÁRIA FICHA DA SUBFUNÇÃO/COMPONENTE CURRICULAR FUNÇÃO: Recuperação / Reabilitação SUBFUNÇÃO OU COMPONENTE CURRICULAR:

Leia mais

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS

INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com INCISIVOS MAXILARES IMPACTADOS ETIOLOGIA Aos anos, na maior

Leia mais

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente

Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente T ÓPICO ESPECIAL Padrões cefalométricos de Ricketts aplicados a indivíduos brasileiros com oclusão excelente Masato Nobuyasu**, Minol Myahara***, Tieo Takahashi****, Adélqui Attizzani****, Hiroshi Maruo*****,

Leia mais

Crescimento e Mecânica Extra-Oral no Tratamento da Maloclusão Classe II

Crescimento e Mecânica Extra-Oral no Tratamento da Maloclusão Classe II Crescimento e Mecânica Extra-Oral no Tratamento da Maloclusão Classe II 1 Crescimento e Mecânica Extra-Oral no Tratamento da Maloclusão Classe II Growth and Extraoral Mechanics in Class II Malocclusion

Leia mais

Tendência de crescimento facial em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares

Tendência de crescimento facial em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares REVISÃO REVIEW Tendência de crescimento facial em Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares Type of facial growth trend in orthodontics and dentofacial orthopedics Tatiana Banzatto KREIA 1 Aristeu

Leia mais

Protração maxilar após dois protocolos de expansão: existe diferença?

Protração maxilar após dois protocolos de expansão: existe diferença? Protração maxilar após dois protocolos de expansão: existe diferença? V Mostra de Pesquisa da Pós- Graduação Aluno: Clécio Kopczynski Camargo Nome dos Orientadores: Eduardo Martinelli Santayana de Lima

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL. http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL http://www.bbo.org.br [acesso em 15/02/2009, 07h30] Especificação dos Casos quanto às Categorias A escolha dos casos a serem apresentados deverá seguir

Leia mais

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA?

O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? 1 O QUE É A TÃO FALADA CARGA IMEDIATA? A descoberta da Osseointegração pelo professor Brånemark, na década de 50, revolucionou a reabilitação dos pacientes com ausências dentárias, com a utilização dos

Leia mais

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III

Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Caso Clínico Tratamento ortodôntico-cirúrgico da má oclusão de Classe III Eloísa Marcântonio Boeck*, Silvia Amelia S. Vedovello**, Adriana Simoni Lucato***, Maria Beatriz Borges de Araújo Magnani****,

Leia mais

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA

ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA ALTERAÇÕES ESTÉTICAS EM DISCREPÂNCIAS ÂNTERO- POSTERIORES NA CIRURGIA ORTOGNÁTICA Recebido em 06/2004 Aprovado em 08/2004 Esthetic Changes in Anterior/Posterior Movements in Orthognathic Surgery José Rodrigues

Leia mais

Pêndulo Higiênico de Prieto

Pêndulo Higiênico de Prieto Dica Clínica Pêndulo Higiênico de Prieto Marcos Gabriel do Lago Prieto*, Acácio Fuziy**, Érika Nana Ishikawa***, Lucas Prieto**** Resumo Dos dispositivos de cooperação mínima, o aparelho pêndulo é um dos

Leia mais

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2

Resumo. Abstract. Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Relato de caso (Case Report) Guilherme Marigo 1 Marcelo Marigo 2 416 Orthodontic Science and Practice. 2012; 5(19):416-423. Tratamento da Classe II, divisão 1 com auxílio de ancoragem esquelética - relato de caso. Treatment of Class II, division 1 with the aid of skeletal

Leia mais

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação

Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Dica Clínica Sliding Jig: confecção e mecanismo de ação Adriana Simoni Lucato* Eloísa Marcantônio Boeck* Silvia Amelia Scudeler Vedovello* João Sarmento Pereira Neto** Maria Beatriz Borges de Araújo Mangnani***

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS Efeitos dentoalveolares e esqueléticos do tratamento da má oclusão Classe II com os aparelhos Herbst, Jasper Jumper e o Aparelho de Protração Mandibular

Leia mais

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto

COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto 1 COMPARAÇÃO DO DIAGNÓSTICO RADIOGRÁFICO DE ANÁLISES CEFALOMÉTRICAS DISTINTAS *Luciano Sampaio Marques; **Luiz Fernando Eto Resumo da monografia apresentada no curso de especilização em Ortodontia da Universidade

Leia mais

Prótese Parcial Removível

Prótese Parcial Removível Prótese Parcial Removível Objetivo: Reabilitar arcos parcialmente desdentados, devolvendo as funções estética, fonética e mastigatória, podendo ser removida tanto pelo profissional como pelo paciente,

Leia mais

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária.

Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe III esquelética e Classe III dentária. Miguel da Nóbrega Médico Especialista em Estomatologia DUO Faculdade de Cirurgia Dentária Universidade Toulouse miguel.nobrega@ortofunchal.com Tratamento ortodôntico - cirúrgico de um caso clínico de Classe

Leia mais

Aparelho Expansor Colado com Cobertura Acrílica para o Controle Vertical, durante a Expansão Rápida da Maxila: Apresentação de um Caso Clínico

Aparelho Expansor Colado com Cobertura Acrílica para o Controle Vertical, durante a Expansão Rápida da Maxila: Apresentação de um Caso Clínico Artigo de Divulgação Relatos clínicos e de técnicas, investigação científica e revisões literárias Aparelho Expansor Colado com Cobertura Acrílica para o Controle Vertical, durante a Expansão Rápida da

Leia mais

Tratamento ortodôntico compensatório da má oclusão de Classe III esquelética

Tratamento ortodôntico compensatório da má oclusão de Classe III esquelética 80 Tratamento ortodôntico compensatório da má oclusão de Classe III esquelética Compensatory orthodontic treatment of skeletal Class III malocclusion Renata Oliveira De Labio Moura 1 Karina Santana Cruz

Leia mais

ODONTOLOGIA ESTÉTICA

ODONTOLOGIA ESTÉTICA ODONTOLOGIA ESTÉTICA O sorriso enaltece os dentes que podem assim como outros elementos da face denunciar a idade cronológica do ser humano por meio de desgastes ou mesmo pela alteração da cor. Nesse contexto,

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA CETASE CENTRO DE ESTUDOS E TRATAMENTO DAS ALTERAÇÕES FUNCIONAIS DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO Área de Prótese Fixa e Escultura Dental FICHA CLÍNICA 1 - Dados Pessoais

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila

Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila CASO CLÍNICO Avaliação Clínica Comparativa de Dois Casos de Expansão Rápida de Maxila Comparative Clinical Evaluation of Two Cases of Rapid Maxillary Expansion Neif Miguel SARKIS Filho* Solange Barbosa

Leia mais

Matheus Melo Pithon**, Luiz Antônio Alves Bernardes*** Palavras-chave: Classe III esquelética. Expansão rápida da maxila. Aparelho ortodôntico fixo.

Matheus Melo Pithon**, Luiz Antônio Alves Bernardes*** Palavras-chave: Classe III esquelética. Expansão rápida da maxila. Aparelho ortodôntico fixo. Artigo de Divulgação 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 Tratamento da má oclusão Classe iii esquelética através

Leia mais

APARELHOS ORTODÔNTICOS. e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES. Ortodontia & Ortopedia Facial. Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117

APARELHOS ORTODÔNTICOS. e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES. Ortodontia & Ortopedia Facial. Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117 APARELHOS ORTODÔNTICOS e ORTOPÉDICOS CUIDADOS & CURIOSIDADES Dr. Guilherme Thiesen CRO-SC 6117 Ortodontia & Ortopedia Facial ORTODONTIA E Ortopedia Facial CUI CURI DADOS & OSIDADES Dr. Guilherme Thiesen

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva.

Araki AT. Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo a terapia bioprogressiva. caso clínico 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 Tratamento da má oclusão de Classe II, subdivisão direita, segundo

Leia mais

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR

PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO DA SOBREMORDIDA: RELATO DE CASO CLÍNICO PRISCILLA MENDES CORREA VICTOR Monografia

Leia mais

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa

Áurea Cristina de Oliveira Corrêa FUNORTE-FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS NÚCLEO NITERÓI-SMILE ODONTOLOGIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA TRATAMENTO MINIMALISTA DAS MÁS OCLUSÕES DO PADRÃO FACE LONGA: RELATO DE CASO Áurea Cristina

Leia mais

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração?

Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Qual o estado atual das reabilitações de maxilas atróficas com osseointegração? Hugo Nary Filho responde O tratamento do edentulismo maxilar, com a utilização de implantes osseointegráveis, vem experimentando

Leia mais

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo

Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo Capítulo Aparelho de Herbst Pma Passo a Passo 1 Alexandre Moro A Ortodontia contemporânea tem exigido que os clínicos utilizem aparelhos que tenham a sua eficiência clínica comprovada cientificamente.

Leia mais

essa soldagem; entretanto, ele FIGURA 3 - Confecção do arco transpalatino.

essa soldagem; entretanto, ele FIGURA 3 - Confecção do arco transpalatino. avaliar a posição inicial do côndilo em relação à fossa mandibular. 2 a consulta: escolha das coroas superiores, utilizando-se o kit para prova de coroas de aço da Ormco 16. Caso não deseje adquirir todo

Leia mais