AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012"

Transcrição

1 AUDIÊNCIA PÚBLICA...para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2012 PREFEITURA DE SÃO JOSÉ SECRETARIA DE FINANÇAS

2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA A Prefeita Municipal de São José, no uso de suas atribuições, e com fulcro na Lei Municipal nº 3.674/01 e, em atendimento ao que dispõe a Lei Complementar nº 101/00 - LRF, faz saber a quem interessar possa, especialmente aos cidadãos Josefenses maiores de 16 (dezesseis) anos de idade, que fará realizar Audiência Pública, para Demonstrar e Avaliar o Cumprimento das Metas Fiscais, referentes ao 3º Quadrimestre de 2012, no seguinte local, data e horário: Local Plenário da Câmara de Vereadores - Praça Arnaldo Souza, 38 - Centro São José - SC Data 28 de fevereiro de 2013 Horário 09:30 horas Assim, todos ficam devidamente convocados a participarem desta audiência. São José (SC), 13 de fevereiro de 2013 ADELIANA DAL PONT Prefeita Municipal

3 PUBLICAÇÕES DO EDITAL - Murais de publicações legais da Prefeitura Municipal e demais Órgãos; - Mural de publicações da Câmara de Vereadores; - Jornal NOTÍCIAS DO DIA do dia 22/02/2013; - Jornal CORREIO DE SANTA CATARINA dos dias 22 a 28/02/2013; - Site Oficial na Internet da Prefeitura

4 AUDIÊNCIAS PÚBLICAS: UMA QUESTÃO DE TRANSPARÊNCIA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

5 AMPARO LEGAL -O Parágrafo 4º do Artigo 9º da Lei Complementar nº.101, de 04/05/2000 LRF....Art. 9º º. - 2º. - 3º. - 4º. - Até o final dos meses de maio, setembro e fevereiro, o Poder Executivo demonstrará o cumprimento das metas fiscais de cada quadrimestre, em audiência pública na comissão referida no 1º. do art. 166 da Constituição ou equivalente nas Casas Legislativas estaduais e municipais. - A Lei Municipal nº /2001, de 26/06/2001.

6 Imagem Ilustrativa RECEITA

7 RECEITA LÍQUIDA DE 2012 RECEITA ORÇADA % RECEITA ARRECADADA ,48% % Sendo: 100% RECURSOS PRÓPRIOS ,28% ,29% 61,28% RECURSOS VINCULADOS ,03 % ,71% 38,72%

8 RECEITA ARRECADADA RECEITA 2011 % do total 2012 %do total CORRENTE ,31 % ,30 % CAPITAL ,57 % ,00 % INTRA ORÇAMENTÁRIA ,12 % ,71 % TOTAL % %

9 VARIAÇÃO DA RECEITA ARRECADADA RECEITA Δ % CORRENTE ,91 CAPITAL (25,61) INTRA ORÇAMENTÁRIA (14,36) TOTAL ,35 ( Δ % VARIAÇÃO PERCENTUAL )

10 Especificação Demonstrativo da Receita Bruta do Exercício de 2012 META PREVISTA PARA 2012 ARRECADADA EM 2012 IPTU ,97 % IRRF ,73 % ITBI ,75 % ISQN ,94 % TAXAS ,33 % FPM ,81% ICMS Desoneração ,68% ICMS ,42% IPVA ,78% IPI sobre Exportação ,55% Divida Ativa Princ. e Acessórios ,40% Demais Receitas Próprias ,13% SUB TOTAL ,17% DEDUÇÃO PARA O FUNDEB ( ) ( ) 90,30% (1)TOTAL DAS RECEITAS PRÓPRIAS ,28 % (2)TOTAL DAS RECEITAS VINCULADAS ,03 % 3 =(1+2) = RECEITA LIQUIDA TOTAL ,48 % Δ %

11 Imagem Ilustrativa DESPESA Categoria 1 Categoria 2 Categoria 3 Categoria 4

12 META DE DESPESA (Empenhada em 2012) ESPECIFICAÇÃO VALOR %do total DESPESA BRUTA % ( )FUNDEB ,56% =Despesa Líquida ,44% de Recursos Próprios ,95% de Recursos Vinculados ,05%

13 DESPESA DE 2012 DESPESA FIXADA % DESPESA EMPENHADA ,61% % Sendo: 100% RECURSOS PRÓPRIOS ,79% ,29% 62,95% RECURSOS VINCULADOS ,82% ,71% 37,05%

14 AVALIAÇÃO DA META DE DESPESA POR CATEGORIA ECÔNOMICA EXERCÍCIO DE 2012 PREVISTA X EMPENHADAS ESPECIFICAÇÃO FIXADA P/ 2012 % DO TOTAL EMPENHADA EM 2012 % DO TOTAL DIFERENÇA ENTRE FIXADA E EMPENHADA DESPESAS CORRENTES ,53 % ,61 % ( ) Pessoal e Encargos ,04 % ,96 % Juros e Encargos da Divida ,57 % ,39 % ( ) Outras Despesas Correntes ,92 % ,26 % ( ) DESPESAS DE CAPITAL ,07 % ,39 % ( ) Investimentos ,26 % ,43 % ( ) Inversão Financeira 0,00 0,00 % 0,00 0,00 % 0,00 Amortização da Divida ,81 % ,96 % ( ) RESERVA DE CONTIGÊNCIA ,39 % 0,00 0,00 % ( ) Reserva de Contingência ,39 % 0,00 0,00 % ( ) TOTAL % % ( )

15 COMPARATIVO DA META DE DESPESA POR CATEGORIA ECÔNOMICA REALIZADA EM 2012 ESPECIFICAÇÃO EMPENHADA EM 2011 EMPENHADA EM 2012 Δ % DESPESAS CORRENTES ,22 % Pessoal e Encargos ,33 % Juros e Encargos da Divida (34,43%) Outras Despesas Correntes ,69 DESPESAS DE CAPITAL ,42 % Investimentos ,67 % Inversão Financeira 0,00 0,00 0,00 Amortização da Divida ( 14,94%) RESERVA DE CONTIGÊNCIA 0,00 0,00 0,00 Reserva de Contingência 0,00 0,00 0,00 TOTAL ,04%

16 AVALIAÇÃO DA META DE DESPESA POR FUNÇÃO DE GOVERNO ESPECIFICAÇÃO FIXADA PARA 2012 REALIZADA EM 2012 % DO TOTAL DIFERENÇA FIXADA X REALIZADA 01 LEGISLATIVA ,36 % JUDICIARIA ,02 % (8.676) 04 ADMINISTRAÇÃO ,86 % ( ) 06 SEGURANÇA PÚBLICA ,35 % ( ) 08 ASSISTÊNCIA SOCIAL ,10 % ( ) 09 PREVIDÊNCIA SOCIAL ,69 % ( ) 10 SAÚDE ,07 % ( ) 11 TRABALHO ,17 % ( ) 12 EDUCAÇÃO ,25 % ( ) 13 CULTURA ,41 % ( ) 14 DIREITODA CIDADANIA ,05 % (31.817)

17 AVALIAÇÃO DA META DE DESPESA POR FUNÇÃO DE GOVERNO ESPECIFICAÇÃO FIXADA PARA 2012 REALIZADA EM 2012 % DO TOTAL DIFERENÇA FIXADA X REALIZADA 15 URBANISMO ,75 % ( ) 16 HABITAÇÃO ,55 % ( ) 17 SANEAMENTO ,00 % ( ) 18 GESTÃO AMBIENTAL ,80 % ( ) 20 AGRICULTURA ,02 % ( ) 26 TRANSPORTE ,04 % ( ) 27 DESPORTE E LAZER ,12 % ( ) 28 ENCARGOS ESPECIAIS ,39 % ( ) 99 RESERVA DE CONTIGÊNCIA ,00 0,00 % ( ) TOTAL % ( )

18 AVALIAÇÃO DAS METAS

19 AVALIAÇÃO DAS METAS RECEITA ARRECADADA X DESPESA EMPENHADA ,40% % Sendo: 100% RECURSOS PRÓPRIOS ,32% ,28% 62,95% RECURSOS VINCULADOS ,79 % ,72% 37,05%

20 COMPORTAMENTO ORÇAMENTÁRIO

21 COMPORTAMENTO ORÇAMENTÁRIO BALANCETE DE VERIFICAÇÃO ( EXCLUÍDA AS TRANFERÊNCIAS FINANCEIRAS ) ORGÃO RECEITA DESPESA EMPENHADA ORÇAMENTÁRIO DESPESA LIQUIDADA SUPERAVÍT / DÉFICIT SOBRE A EMPENHADA SOBRE A LIQUIDADA PREFEITURA MUNICIPAL (concedida) FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE ( ) ( ) FUNDO MUNICIPAL DE ASSIS. SOCIAL ( ) ( ) FUNDO DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA ( ) ( ) FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO ( ) ( ) FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES ( ) ( ) FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE ( ) ( ) FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO ( ) ( ) FUNDAÇÃO EDUCACIONAL ( ) ( ) FUNDO DE REAP. DA PROCURADORIA SOMA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA ( ) ( ) SOMA PREFEITURA ( 1 ) ( ) ( ) CÂMARA DE VEREADORES (2) 0, ( ) ( ) AUTARQUIA SÃO JOSÉ PREVIDÊNCIA (3) TOTAL GERAL = ( ) ( )

22 ORGÃO COMPORTAMENTO ORÇAMENTÁRIO ( INCLUÍDA AS TRANFERÊNCIAS FINANCEIRAS ) RECEITA DESPESA REALIZADA EM 2012 EMPENHADA LIQUIDADA SOBRE A EMPENHADA SUPERAVÍT / DÉFICIT SOBRE A LIQUIDADA PREFEITURA MUNICIPAL (concedida) ( ) ( ) FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE ( ) ( ) FUNDO MUNICIPAL DE ASSIS. SOCIAL ( ) ( ) FUNDO DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA (38.727) (33.727) FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE (43.902) (43.902) FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO (66.630) (66.630) FUNDAÇÃO EDUCACIONAL (45.274) (45.274) FUNDO DE REAP. DA PROCURADORIA SOMA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA ( ) ( ) SUB TOTAL (1) ( ) ( ) ( ) TRANSFERENCIAS FINANCEIRAS ( ) ( ) ( ) SUB TOTAL (2) ( ) ( ) CÂMARA DE VEREADORES (3) (6.650) AUTARQUIA SÃO JOSÉ PREVIDÊNCIA (4) TOTAL GERAL ( ) ( )

23 COMPORTAMENTO FINANCEIRO

24 BALANCETE DE VERIFICAÇÃO EXERCÍCIO DE 2012 ÓRGÃO COMPORTAMENTO FINANCEIRO DESPESAS LIQUIDADAS ATIVO PASSIVO SUPERAVÍT / DÉFICIT PREFEITURA MUNICIPAL ( ) FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDO MUNICIPAL DE ASSIS. SOCIAL FUNDO MUNICIPAL DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA FUNDO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO , FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL , FUNDO DE REAPARELHAMENTO DA PROCURADORIA SOMA ADMINISTRAÇÃO INDIRETA SUB TOTAL (1) ( ) CÂMARA DE VEREADORES (2) ,00 AUTARQUIA SÃO JOSÉ PREVIDÊNCIA (3) TOTAL GERAL

25 DEMONSTRATIVO DO ATIVO CONSOLIDADO DO EXERCÍCIO DE 2012 ESPECIFICAÇÃO ATIVO CIRCULANTE SALDO EM 31/12/2012 CONTAS MOVIMENTO RECURSOS PRÓPRIOS PMSJ CONTAS MOVIMENTO RECURSOS VINCULADOS PMSJ CONTAS MOVIMENTO RECURSOS PRÓPRIOS ADM. INDIRETA CONTAS MOVIMENTO RECURSOS VINCULADOS ADM. INDIRETA CRÉDITOS EM CIRCULAÇÃO ATIVO DO FUNDO DE PREVIDÊNCIA ATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE

26 DEMONSTRATIVO DO ATIVO CONSOLIDADO EXERCÍCIO DE 2012 (Excluído os recursos da Câmara Municipal e do Fundo de Previdência) ESPECIFICAÇÃO ATIVO CIRCULANTE SALDO EM 31/12/2012 CONTAS MOVIMENTO RECURSOS PRÓPRIOS PMSJ CONTAS MOVIMENTO RECURSOS VINCULADOS PMSJ CONTAS MOVIMENTO RECURSOS PRÓPRIOS ADM. INDIRETA CONTAS MOVIMENTO RECURSOS VINCULADOS ADM. INDIRETA CRÉDITOS EM CIRCULAÇÃO TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE

27 DEMONSTRATIVO DO PASSIVO FINANCEIRO DO EXERCÍCIO DE 2012 (NOVO PLANO DE CONTAS) ESPECIFICAÇÃO PASSIVO CIRCULANTE SALDO EM 31/12/2012 CONSIGNAÇÕES DEPÓSITOS DE DIVERSAS ORIGENS OBRIGAÇÕES EM CIRCULAÇÃO PASSIVO DO FUNDO DE PREVIDÊNCIA PASSIVO DA CÂMARA MUNICIPAL TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE

28 DEMONSTRATIVO DO PASSIVO FINANCEIRO EXERCÍCIO 2012 (NOVO PLANO DE CONTAS) (Excluído os recursos da Câmara Municipal e do Fundo de Previdência) ESPECIFICAÇÃO PASSIVO CIRCULANTE SALDO EM 31/12/2012 CONSIGNAÇÕES DEPÓSITO DE DIVERSAS ORIGENS OBRIGAÇÕES EM CIRCULAÇÃO TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE OUTROS PASSIVOS JÁ RECONHECIDOS E CONTABILIZADOS DESPESAS EMPENHADAS A LIQUIDAR / ( ) CÂMARA DE VEREADORES E FUNDO DE PREVIDEÊCIA 0,00 RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS / ( ) CÂMARA DE VEREADORES E FUNDO DE PREVIDÊNCIA TOTAL GERAL DO PASSIVO CONTABILIZADO

29 APLICAÇÕES

30 APLICAÇÕES EM EDUCAÇÃO

31 DEMONSTRATIVO DA APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO ( APLICAÇÃO NO EXERCÍCIO DE 2012 ) ESPECIFICAÇÃO RECEITA APLICAÇÃO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS Aplicação obrigatória Mínimo 25% ENSINO FUNDAMENTAL CONTRIBUIÇÃO AO FUNDEB (ensino fundamental) EDUCAÇÃO INFANTIL CONTRIBUIÇÃO AO FUNDEB (educação Infantil) TOTAL APLICAÇÃO EM R$ A MAIOR ( ) ( % ) APLICADO 25,56 ( % ) APLICADO A MAIOR 0,56 ( % ) APLICADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL 10,22 ( % ) APLICADO NO ENSINO FUNDAMENTAL 15,34

32 DEMONSTRATIVO DA APLICAÇÃO DOS RECURSOS DO FUNDEB EXERCÍCIO DE 2012 ( LEI FEDERAL Nº /07 ) ESPECIFICAÇÃO RECEITA APLICAÇÃO APLICADA % APLICADO DIFERENÇA EM REAL DIFERENÇA EM % COTA PARTE DO FUNDEB ,68 ( ) (0,31) Remuneração dos Profissionais do Magistério 60% , ,33 Manutenção e Desenvolvimento do Ensino 40% ,35 ( ) (25,65) TOTAL ,68 ( ) (0,33)

33 APLICAÇÕES EM SAÚDE

34 DEMONSTRATIVO DA APLICAÇÃO NA MANUTENÇÃO DA SAÚDE ( APLICAÇÃO NO EXERCÍCIO DE 2012 ) ESPECIFICAÇÃO RECEITA APLICAÇÃO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS Aplicação obrigatória Mínimo 15% ATENÇÃO BÁSICA VIGILÂNCIA SANITÁRIA TOTAL APLICAÇÃO EM R$ A MAIOR ( + ) ( % ) APLICADO 17,73 ( % ) APLICADO A MAIOR (+) 2,73

35 APLICAÇÕES EM PESSOAL

36 DESPESA LIQUIDADA COM PESSOAL APLICAÇÃO NO EXERCÍCIO DE 2012 DESPESAS LIQUIDADAS LIMITE LEGAL LIMITE PRUDENCIAL POSIÇÃO DEZEMBRO DE 2012 ÚLTIMOS 12 MESES % DAS DESPESAS SOBRE A RCL % DIFERENÇA ( % ) % DIFERENÇA ( % ) EXECUTIVO PESSOAL, ENCARGOS E SERVIÇOS TERCEIRIZADOS SUB TOTAL ,86 54,00 3,14 51,30 0,44 LEGISLATIVO ,56 6,00 3,44 5,70 3,14 DESPESA LIQUIDA TOTAL ,41 60,00 6,59 57,00 3,59 (*) RECEITA CORRENTE LÍQUIDA ÚLTIMOS 12 MESES (*)R$

37 MONTANTE DA DIVIDA

38 MONTANTE DO SERVIÇO DA DÍVIDA ( APLICAÇÃO NO EXERCÍCIO DE 2012 ) TITULO DESPESAS EMPENHADAS ( % ) SOBRE A RCL LIMITE LEGAL ( % ) DIFERENÇA ( % ) AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA ,23 11,50 10,27 ENCARGOS DA DÍVIDA ,50 11,50 11,00 TOTAL ,73 11,50 9,77 (*) RECEITA CORRENTE LÍQUIDA DO EXERCÍCIO R$

39 AUDIÊNCIA PÚBLICA AUDIÊNCIA PÚBLICA ADELIANA DAL PONT PREFEITA DE SÃO JOSÉ FRANCISCO DE ASSIS MEDEIROS SECRETÁRIO DE FINANÇAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE PONTA GROSSA AUDIÊNCIA PÚBLICA AVALIAÇÃO DO CUMPRIMENTO DAS METAS 3º QUADRIMESTRE DE 2011 LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DA TRANSPARÊNCIA DA GESTÃO FISCAL Art. 48. São instrumentos

Leia mais

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral

Prefeitura Da Cidade do Rio de Janeiro Controladoria Geral do Município Subcontroladoria de Integração de Controles Contadoria Geral 1 RELATÓRIO DE DESEMPENHO DA PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO FRENTE À LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL NO EXERCÍCIO DE 2012 Este relatório tem por objetivo abordar, de forma resumida, alguns aspectos

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO : PCP 06/00076210 UNIDADE : Município de BALNEÁRIO CAMBORIÚ RESPONSÁVEL : Sr. RUBENS SPERNAU - Prefeito

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ LEI Nº 5456, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Município de Sumaré para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências.- O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ seguinte

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Pacajá DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA NO BIMESTRE

Leia mais

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS

RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITAS REALIZADAS Governo Municipal de Lagoa de Dentro DEMONSTR. DAS RECEITAS E DESPESAS Pag.: 0001 RREO - ANEXO VIII (Lei 9.394/1996, Art.72) R$ 1,00 RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS INICIAL ATUALIZADA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014

Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda. Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 Prefeitura Municipal de Marília Secretaria da Fazenda Audiência Pública 3º Quadrimestre de 2014 FUNDAMENTO LEGAL O artigo 9º, parágrafo 4 da Lei Complementar nº 101 de 04/05/2000 (Lei de Responsabilidade

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA GLORIA Página 1 de 28 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO RREO ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas a e b do inciso II e 1º) R$ RECEITAS PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS REALIZADAS NO BIMESTRE % ATÉ BIMESTRE

Leia mais

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL

ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ PÁGINA: 1 BALANÇO PATRIMONIAL CONSOLIDADO - 2005 ANEXO 14 ATIVO ATIVO FINANCEIRO 855.661.519,48 DISPONÍVEL 450.323.096,72 CAIXA 47.294,31 BANCOS CONTA MOVIMENTO 210.194.091,20

Leia mais

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64

VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 VOLUME II ANEXOS DA LEI 4.320/64 Apresentação Este volume compõe o Balanço Geral do Estado do exercício financeiro 2010. Nele são apresentados os anexos exigidos na LEI 4.320/64. LUIZ MARCOS DE LIMA SUPERINTENDENTE

Leia mais

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde.

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde. Assunto: Composição dos indicadores estaduais calculados automaticamente pelo SIOPS, após a declaração de dados contábeis, pelos Estados e pelo DF, a partir do SIOPS 2007 semestral. Área Técnica: Equipe

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JACOBINA RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO ABRIL 2015/ BIMESTRE MARÇOABRIL RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00 RECEITAS PREVISÃO

Leia mais

Prefeitura Municipal de Santana

Prefeitura Municipal de Santana Segunda 30 de janeiro de 2012 Prefeitura Municipal de Santana 6 Bimestre e 3 de 2011 http://www.tribunanet.com.br/?tipo=1&gs=2&cidade=20&anos=&imagefield.x=51&imagefield.y=17 Prefeitura Municipal de Santana

Leia mais

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil

Governo do Estado do Piauí Secretaria da Fazenda Unidade de Gestão Financeira e Contábil do Estado Gerência de Controle Contábil R I S C O S F I S C A I S (Artigo 4º, 3º da Lei Complementar nº 101/2000) A Lei Complementar n.º 101 de 2002 Lei de Responsabilidade Fiscal, estabelece que a Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá o Anexo

Leia mais

MUNICÍPIO - UBATUBA PLANO PLURIANUAL 2014-2017 ANEXO I - Planejamento Orçamentário - PPA: Fontes de Financiamento dos Programas Governamentais

MUNICÍPIO - UBATUBA PLANO PLURIANUAL 2014-2017 ANEXO I - Planejamento Orçamentário - PPA: Fontes de Financiamento dos Programas Governamentais MUNICÍPIO - UBATUBA PLANO PLURIANUAL 2014-2017 ANEXO I - Planejamento Orçamentário - PPA: Fontes de Financiamento dos Programas Governamentais Valores em R$ mil % S/ 2014 2015 2016 2017 TOTAL TOTAL DIRETA

Leia mais

RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL

RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA MUNICIPAL DA FAZENDA IA GERAL DO MUNICÍPIO RELATÓRIO DA GESTÃO FISCAL II QUADRIMESTRE DE 2004 AGOSTO DE 2004 SECRETÁRIO MUNICIPAL DA

Leia mais

www.paraisodasaguas.ms.gov.br Telefone: 067 3248 1040 Página 1 de 5

www.paraisodasaguas.ms.gov.br Telefone: 067 3248 1040 Página 1 de 5 Página 1 de 5 EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N 001/2014 O Município de Paraíso das Águas Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da Comissão Permanente de Licitação TORNA PÚBLICO para conhecimento de

Leia mais

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES

(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) 19.331.000,00 19.331.000,00 1.019.712,35 5,28 12.775.069,85 66,09 6.555.930,15 RECEITAS CORRENTES RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO A DEZEMBRO 2014/ BIMESTRE NOVEMBRODEZEMBRO RREO ANEXO I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas

Leia mais

TOT.DESP.LÍQ.COM PES.PARA FINS DE APUR.DO LIM.-TDP(IV)=(I-II+III) 2.991.480,25 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (V)

TOT.DESP.LÍQ.COM PES.PARA FINS DE APUR.DO LIM.-TDP(IV)=(I-II+III) 2.991.480,25 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL (V) Município de SALTO VELOSO - PODER EXECUTIVO CONSOLIDADO Demonstrativo da Despesa Com Pessoal SETEMBRO/2008 A AGOSTO/2009 LRF, art.55, inciso I, alínea 'a' - Anexo I Despesa com Pessoal DESPESAS LIQUIDADAS

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS DMU PROCESSO PCP 08/00199278 UNIDADE Município de Joinville RESPONSÁVEL Sr. Marco Antonio Tebaldi - Prefeito Municipal

Leia mais

Balancete Financeiro - RECEITA

Balancete Financeiro - RECEITA Balancete Financeiro Pagina 1/6 RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 5.554.843,81 55.865.864,51 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTÁRIA 596.903,38 5.277.172,60 1.1.1.0.00.00.00.00

Leia mais

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013

BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DO LIVRAMENTO SECRETARIA DA FAZENDA BALANÇO FINANCEIRO ANO 2013 Receita Despesa ORÇAMENTÁRIA (1) ORÇAMENTÁRIA (5) Receitas Orçamentárias Despesas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação ao arquivos publicados em 03/06/2014: Item alterado/incluído Motivo Regras de consolidação. b.8 Numeração errada. Regras de consistência, b Exclui-se as consignações do passivo financeiro

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal

Relatório de Gestão Fiscal Relatório de Gestão Fiscal 3º Quadrimestre/2014 Boa Vista-RR RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Janeiro/2014 a Dezembro/2014 Atendendo, em particular, aos ditames consignados nos artigos 54 e 55 da Lei Complementar

Leia mais

DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP (IV) = (lila + 111b) 26.013.142,93

DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP (IV) = (lila + 111b) 26.013.142,93 PREFEITURA MUNICIPAL DE PEIXOTO DE AZEVEDO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL Maio/2013 a Abril/2014 - Consolidado RGF - Anexo I (LRF, art. 55, inciso I alinea

Leia mais

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS PODER EXECUTIVO

ESTADO DO AMAZONAS PREFEITURA MUNICIPAL DE MANAUS PODER EXECUTIVO QUADRO I - RECEITA ORÇAMENTÁRIA POR CATEGORIA E FONTE 1. RECEITAS CORRENTES 3.770.007.000 Receita Tributária 976.512.000 Receita de Contribuições 251.081.000 Receita Patrimonial 76.136.000 Receita de Serviços

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL. Esse município. temautonomia. Índice do diário. Publicações de Atos Oficiais. Câmara Municipal de Cruz das Almas

DIÁRIO OFICIAL. Esse município. temautonomia. Índice do diário. Publicações de Atos Oficiais. Câmara Municipal de Cruz das Almas OFICIAL Câmara Municipal de Cruz das Almas 201 Páginas: 06 Terça-Feira Índice do diário Responsabilidade Fiscal Relatório de Gestão Fiscal - 1º QUADRIMESTRE Esse município temautonomia Diário Oficial Publicações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015

PREFEITURA MUNICIPAL DE VARGEM BONITA - M.G Livro Nº 18 Folha Nº 015 Folha Nº 015 LEI Nº. 1.058/2014 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO PARA O EXERCÍCIO DE 2015 O Prefeito do Município: Faço saber que a Câmara Municipal de Vargem Bonita aprovou e eu sanciono

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

MUNICÍPIO DE CALDAS NOVAS ESTADO DE GOIAS

MUNICÍPIO DE CALDAS NOVAS ESTADO DE GOIAS MUNICÍPIO DE CALDAS NOVAS ESTADO DE GOIAS Balanço Financeiro - Anexo 13 (Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público MCASP) Portaria STN nº 437/2012 5a edição BALANÇO GERAL DO EXERCICIO DE 2014 PERÍODO(MÊS)

Leia mais

BALANÇO FINANCEIRO 2013

BALANÇO FINANCEIRO 2013 ANO. 2014 DO MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DA FEIRA - BAHIA 1 A Prefeitura Municipal de Conceição da Feira, Estado Da Bahia Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. BALANÇO FINANCEIRO 2013 Conceição

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Estima a receita e fixa a despesa do Município de Uberaba para o exercício de 2005, e contém outras disposições. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas

Leia mais

ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO

ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO Lei de Diretrizes Orçamentárias 204 ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO Código 000 Programa de Gestão, Manutenção

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA

ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA ESTADO DE GOIÁS MARCONI FERREIRA PERILLO JUNIOR GOVERNADOR DO ESTADO ANA CARLA ABRÃO COSTA SECRETÁRIA DE ESTADO DA FAZENDA ESTADO DE GOIAS SECRETARIA DA FAZENDA SUPERINTENDENTE DE CONTABILIDADE GERAL SUSEL

Leia mais

SIOPS. Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde. Orçamento e Contabilidade aplicável ao SIOPS

SIOPS. Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde. Orçamento e Contabilidade aplicável ao SIOPS SIOPS Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde Orçamento e Contabilidade aplicável ao SIOPS Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva / Ministério da Saúde

Leia mais

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015

DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 037, DE 08 DE JANEIRO DE 2015 Dispõe sobre critérios a serem adotados na execução orçamentária e financeira do Poder Executivo do Município de Goiânia para o exercício

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IRACEMA - RR

PREFEITURA MUNICIPAL DE IRACEMA - RR Página: 1 Órgão: 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE IRACEMA Unidade: 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE IRACEMA 324.000,00 TOTAL UNIDADE 324.000,00 TOTAL ÓRGÃO 324.000,00 Página: 2 Órgão: 02 - GABINETE DO PREFEITO Unidade:

Leia mais

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GOIÂNIA / MAIO / 2011

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO GOIÂNIA / MAIO / 2011 GOIÂNIA / MAIO / 2011 MARCONI FERREIRA PERILLO JÚNIOR Governador do Estado JOSÉ CARLOS SIQUEIRA Secretário de Estado-Chefe da Controladoria Geral SIMÃO CIRINEU DIAS Secretário de Estado da Fazenda ANDRÉ

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO SEMANÁRIO OFICIAL João Pessoa, 27 de julho de 212 * n 1332 ESPECIAL * Pág. 11/66 SECRETARIA MUNICIPAL DE FOMENTO À HABITAÇÃO Pág. 12/66 * n 1332 ESPECIAL * João Pessoa, 27 de julho de 212 SEMANÁRIO OFICIAL

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Riacho da Cruz - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo

Leia mais

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL

RECEITAS DO ENSINO PREVISÃO INICIAL RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) RECEITAS DO ENSINO 1 - RECEITA DE IMPOSTOS 666.027,96 666.027,96 543.552,01 81,61 1.1- Receitas Resultante Imposto s/ Propriedade Predial

Leia mais

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS

Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Imprimir Tabela 10.2 - Demonstrativo das Receitas e Despesas com Manutenção e Desenvolvimento do Ensino - MDE - MUNICÍPIOS Ruy Barbosa - RN Relatório Resumido da Execução Orçamentária Demonstrativo das

Leia mais

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes Projeto de Lei N.o Çl1- /2015 "Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Fruta de Leite para o Exercício Financeiro de 2016 e dá outras Providências". o Povo do.município de Fruta de Leite, por

Leia mais

Resultados da gestão orçamentária e financeira do Estado do Rio Grande do Norte: análise comparativa - Período: 2010 a 2014

Resultados da gestão orçamentária e financeira do Estado do Rio Grande do Norte: análise comparativa - Período: 2010 a 2014 Resultados da gestão orçamentária e financeira do Estado do Rio Grande do Norte: análise comparativa - Período: 2010 a 2014 Introdução Este relatório apresenta os principais resultados da gestão orçamentária

Leia mais

AUDIÊNCIA QUADRIMESTRAL FINALIDADE: DEMONSTRAR E AVALIAR O CUMPRIMENTO DAS METAS FISCAIS DO 1º QUADRIMESTRE DE 2015.

AUDIÊNCIA QUADRIMESTRAL FINALIDADE: DEMONSTRAR E AVALIAR O CUMPRIMENTO DAS METAS FISCAIS DO 1º QUADRIMESTRE DE 2015. AUDIÊNCIA QUADRIMESTRAL FINALIDADE: DEMONSTRAR E AVALIAR O CUMPRIMENTO DAS METAS FISCAIS DO 1º QUADRIMESTRE DE 2015. A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL DETERMINA EM SEU ART. 9º, 4 :... ATÉ O FINAL DOS MESES

Leia mais

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de Ichú Ba. Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 PREFEITURA MUNICIPAL ICHU - BAHIA

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de Ichú Ba. Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 PREFEITURA MUNICIPAL ICHU - BAHIA Diário Oficial Prefeitura Municipal de Ichú Ba Ano VI - Edição Ordinária n º. 480 26 de março de 2015- Pg1/23 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 021/2015 DE 26 DE MARÇO DE 2015. Reajusta os vencimentos dos cargos

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal

Relatório de Gestão Fiscal Relatório de Gestão Fiscal 1º Quadrimestre/2014 Boa Vista-RR RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL Maio/2013 a Abril/2014 Atendendo, em particular, aos ditames consignados nos artigos 54 e 55 da Lei Complementar

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

CÂMARA DOS DEPUTADOS Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Estudo Técnico n.º 17/2013 CÂMARA DOS DEPUTADOS OBRIGATORIEDADE DE APLICAÇÃO DO EXCESSO DE ARRECADAÇÃO DOS RECURSOS QUE COMPÕEM O FUNDEB E DAQUELES DESTINADOS À MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO - ES CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 01031 Ação Legislativa 2.410.000,00 450.000,00 2.860.000,00 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO

Leia mais

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração)

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração) #.1.1 Disponibilizar informações de interesse do administrador, através de integração com diversos sistemas da administração municipal; Arquivos > Customização do Sistema #.1.2 #.1.3 #.1.4 #.1.5 Permitir

Leia mais

Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Do Município de Carlos Barbosa, do Exercício de 2013, de forma consolidada.

Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Do Município de Carlos Barbosa, do Exercício de 2013, de forma consolidada. Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Do Município de Carlos Barbosa, do Exercício de 2013, de forma consolidada. NOTA 1 - Contexto Operacional A administração direta desta municipalidade compreende

Leia mais

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF

MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MUNICÍPIOS COM POPULAÇÃO INFERIOR A 50.000 HABITANTES QUE OPTARAM PELA DIVULGAÇÃO SEMESTRAL DOS ANEXOS DOS ARTS. 53, 54 E 55 DA LRF MODELO / SUGESTÃO PARA O RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS METAS DO TERCEIRO

Leia mais

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro:

As mensagens de erro são representadas por um código seguido da descrição do erro encontrado. Abaixo segue a estrutura do código de erro: Anexo I - Regras de Validação DCA 2014 O presente anexo possui o objetivo de apresentar a estrutura das mensagens de erros emitidas quando o sistema encontra alguma inconsistência na validação das fórmulas

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro RELAÇÃO DE DOCUMENTOS INTEGRANTES DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (CONTAS DE GOVERNO) EXERCÍCIO DE 2013 CONFORME OFÍCIO-CIRCULAR Nº 14/2014 PRS/GAP RESPONSABILIZAÇÃO CADASTROS do Prefeito

Leia mais

RECEITAS INTRAORCAMENTARIAS CORRENTES RECEITAS INTRAORCAMENTAR 5.026.100,00 2.852.813,25 2.173.286,75

RECEITAS INTRAORCAMENTARIAS CORRENTES RECEITAS INTRAORCAMENTAR 5.026.100,00 2.852.813,25 2.173.286,75 A N E X O XII PREFEITURA MUNICIPAL DE EUSEBIO ANEXO 12, da Lei No. 4.320/64 BALANCO ORCAMENTARIO R E C E I T A PREVISTA ARRECADADA DIFERENCA RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTARIA 21.842.000,00 24.668.177,16-2.826.177,16

Leia mais

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO)

OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM 2 = NÃO) OS DADOS SE REFEREM A UMA REPUBLICAÇÃO? (1 = SIM = NÃO) UNIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JANEIRO/006

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro RELAÇÃO DE DOCUMENTOS INTEGRANTES DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (CONTAS DE GOVERNO) EXERCÍCIO DE 2014 CONFORME OFÍCIO-CIRCULAR Nº 14/2015 PRS/GAP RESPONSABILIZAÇÃO CADASTROS do Prefeito

Leia mais

Metas Fiscais e Riscos Fiscais. de Contabilidade

Metas Fiscais e Riscos Fiscais. de Contabilidade Metas Fiscais e Riscos Fiscais Secretaria do Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade 2012 Curso Multiplicadores 2012 Programa do Módulo 2 Metas Fiscais e Riscos Fiscais CH: 04 h Conteúdo: 1.

Leia mais

ANÁLISE DOS INDICADORES CONTÁBEIS DE DESEMPENHO

ANÁLISE DOS INDICADORES CONTÁBEIS DE DESEMPENHO ANÁLISE DOS INDICADORES CONTÁBEIS DE DESEMPENHO ATÉ O MÊS DE DEZEMBRO/2010 Centro Administrativo do Governo Rodovia SC 401 km 5, nº 4600 Saco Grande II Florianópolis SC Fones: (48) 3215-1774 (48)3215-1769

Leia mais

AGNELO QUEIROZ GOVERNADOR SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA ADONIAS DOS REIS SANTIAGO SECRETÁRIO

AGNELO QUEIROZ GOVERNADOR SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA ADONIAS DOS REIS SANTIAGO SECRETÁRIO AGNELO QUEIROZ GOVERNADOR ADONIAS DOS REIS SANTIAGO SECRETÁRIO HELVIO FERREIRA SUBSECRETÁRIO SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 9 2. METODOLOGIA...13 3. DISPOSITIVOS LEGAIS...16 4. GESTÃO ORÇAMENTÁRIA...19 4.1.

Leia mais

Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012.

Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012. A P O Autoridade Pública Olímpica Brasília, 28 de março de 2013. NOTA TÉCNICA Nº 004/2013SGC/DE/APO Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012. Senhor Presidente, 1. A partir do ano

Leia mais

RECEITAS DE CAPITAL 88.883.221 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 59.214..075 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL 29.669.146 TOTAL 1.136.493.735

RECEITAS DE CAPITAL 88.883.221 OPERAÇÕES DE CRÉDITO 59.214..075 TRANSFERÊNCIAS DE CAPITAL 29.669.146 TOTAL 1.136.493.735 LEI Nº 16.929 DE 15 DE DEZEMBRO DE 2003 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DA PREFEITURA DO RECIFE PARA O EXERCÍCIO DE 2004. O POVO DA CIDADE DO RECIFE, POR SEUS REPRESENTANTES, DECRETA E EU, EM SEU NOME,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº 261/2014 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS

DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação - CCONF Gerência de Normas e Procedimentos de Gestão Fiscal - GENOP DEMONSTRATIVOS FISCAIS DE CONSÓRCIOS PÚBLICOS Apresentação das alterações

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL RECEITAS DO ENSINO RECEITAS DO ENSINO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da Constituição) INICIAL (a) No Bimestre 1. RECEITA DE IMPOSTOS 508.511.839,00 508.511.839,00 99.498.308,43 191.352.419,40 37,63 1.1-

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. Torna público o Relatório Resumido da Execução Orçamentária da Administração Direta e Indireta, relativo aos meses de

Leia mais

Descrição da Ação Criada, Expandida ou Aperfeiçoada Despesa Aumentada 1º ano 2º ano 3º ano

Descrição da Ação Criada, Expandida ou Aperfeiçoada Despesa Aumentada 1º ano 2º ano 3º ano ADEQUAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Art. 16, Inciso I e 4º, inciso I, da LC 101/2000 Estudo da adequação orçamentária e financeira para a finalidade de Reposição Salarial com Aumento Real, em cumprimento

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO PODER EXECUTIVO DE SANTA CATARINA

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO PODER EXECUTIVO DE SANTA CATARINA MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA DO PODER EXECUTIVO DE SANTA CATARINA Versão 1.3 - março de 2013 Permitida a reprodução desde que citada a fonte 1 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 5 1. SOBRE O PORTAL...

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU

TRIBUNAL DE CONTAS DE SANTA CATARINA - DMU Alterações em relação aos arquivos publicados em 10/11/2014: Item alterado/incluído Evento 1.9 Evento 2.20.8 Evento 2.72.13 Motivo Obs: Os créditos relativos à Dívida Ativa podem ser registrados somente

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 1.405.502,77 1.405.502,77 01031 Ação Legislativa 1.405.502,77 1.405.502,77 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL

DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL JANEIRO/2014 A DEZEMBRO/2014 RGF ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) DESPESAS COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Daniele Regina dos Santos/2014 2

Daniele Regina dos Santos/2014 2 Daniele Regina dos Santos/2014 2 O ORÇAMENTO Em 1215, a Magna Carta outorgada pelo Rei João Sem- Terra, pôs fim à instituição e cobrança indiscriminadas de impostos na Inglaterra, bem como à destinação

Leia mais

ESTADO DE CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ASSARÉ EDITAL DE PUBLICAÇÃO

ESTADO DE CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ASSARÉ EDITAL DE PUBLICAÇÃO ESTADO DE CEARÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ASSARÉ EDITAL DE PUBLICAÇÃO O prefeito Municipal de Assaré (CE), no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Municipal, e de conformidade

Leia mais

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas

Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas Transição de governo: Desafios Jurídicos e Administrativos e Finanças Públicas TEMPO TOTAL : 3 h 180 MIN - Transição: Aspectos Gerais - exposição: 15 min - Desafios Jurídicos e Administrativos: 40 min

Leia mais

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS PARA O EXERCÍCIO DE 2008 Cirilo Rupp, Prefeito em exercício do Município de Campos Novos, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA

CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA CAPITULO III CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO DIRETA 31 3 CONSOLIDAÇÃO ORÇAMENTÁRIA - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3.1 DOS BALANÇOS 3.1.1 - Resultado Financeiro do Exercício Considerando que a receita arrecadada

Leia mais

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Manual Técnico. Volume III. Recurso Vinculado

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Manual Técnico. Volume III. Recurso Vinculado Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas Manual Técnico Volume III Recurso Vinculado Aplicável aos Órgãos, Entidades e Consórcios Públicos municipais regidos pela Lei Federal nº 4.320/64

Leia mais

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48

Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 Período: 01/08/2011 a 31/08/2011 18/10/2011 10:03:48 Prefeitura Municipal de Ibertioga Balancete Financeiro (Consolidado) Página 1 ORCAMENTARIAS 1 Receitas Correntes 871.896,14 7.105.194,18 11 Receita Tributária 15.190,79 116.474,16 111 Impostos 14.948,39

Leia mais

Porto Seguro. Demonstrativo da Despesa com Pessoal

Porto Seguro. Demonstrativo da Despesa com Pessoal Demonstrativo da Despesa com Pessoal PREEFEITURA MUNICIPAL DE PORTO SEGURO - PODER EXECUTIVO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL AGOSTO

Leia mais

Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016

Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016 Desafios dos Novos Gestores Eleitos 2013/2016 Orçamento e Lei de Responsabilidade Fiscal Patrícia Sibely D Avelar Secretária Municipal de Fazenda de Lagoa Santa FORMAÇÃO Graduada em Ciência Contábeis.

Leia mais

Página 1 de 2 ESTADO DE GOIÁS PÁG: 001 RECEITAS DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO BALANÇO ORÇAMENTÁRIO No Até o Previsão Inicial da Receita 12.754.142,30 12.754.142,30 Previsão Atualizada da Receita 12.754.142,30

Leia mais

CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO

CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO CALENDÁRIO DE COMPROMISSOS MUNICIPAIS PODER EXECUTIVO PRAZO JANEIRO 1) Encaminhar documentos do FUNDEB/MDE referentes ao mês de novembro. 1) Relatório de Gestão Fiscal (RGF) do 3º quadrimestre do exercício

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS Gabinete da Presidência

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS Gabinete da Presidência Gabinete da Presidência PORTARIA N o 035, DE 26 DE JANEIRO DE 2012. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO TOCANTINS, no uso das atribuições que lhe conferem o art. 131, incisos I e X, da Lei

Leia mais

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42

Documento gerado em 28/04/2015 13:31:35 Página 1 de 42 DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial Ativo - Ativo - 1.0.0.0.0.00.00 - Ativo 96.744.139,42 1.1.0.0.0.00.00 - Ativo Circulante 24.681.244,01 1.1.1.0.0.00.00 -

Leia mais

SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MONDAI

SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MONDAI SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MONDAI Receita Prevista e Realizada - Balanço Orçamentário (Artigo 2º, Inciso XIV da I.N. nº 028/1999) Admiministração Direta, Indireta e Fundacional Títulos Orçada

Leia mais

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública

Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Secretaria Municipal de Infra-Estrutura Contabilidade Geral do Município Balanço Geral Fundo de Manutenção da Iluminação Pública Exercício 2008 JÂNIO WASHINGTON BARBOSA DA CUNHA SECRETÁRIO DE INFRA-ESTRUTURA

Leia mais

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO

FUNDAÇÃO DAS ESCOLAS UNIDAS DO PLANALTO CATARINENSE LAGES - SC BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE. Valores expressos em Reais ATIVO BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO DE ATIVO CIRCULANTE Notas 6.637.617 7.393.842 Disponibilidades 1.048.777 742.707 Créditos a receber de clientes 4.1 1.832.535 2.646.556 Créditos a receber - outros

Leia mais

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b)

Pessoal Inativo e Pensionistas 159.580.361,44 - 9.915.970,42 DESPESA TOTAL COM PESSOAL (IV) = (III a + III b) Prefeitura de São Luís (MA) Relatório de Gestão Fiscal Demonstrativo da Despesa de Pessoal Poder Executivo Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social Publicação: Diário Oficial do Município nº 21 Referência:

Leia mais

VI Fórum Catarinense de

VI Fórum Catarinense de VI Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Cultura I - A Política Orçamentária na Gestão da Cultura II - Captação de Recursos Chapeco, SC, 30 de Março de 2016 1 Maio Planejamento Planejado Receita

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 Apresentação e discussão das metas para elaboração das Diretrizes Orçamentárias para o

Leia mais

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385

Segunda-feira, 13 de Abril de 2015 Edição N 385 CONSÓRCIO JACUÍPE CNPJ: 16.749.050/0001-06 Rua Manoel Gonçalves, 45, Centro 44.610-000 Pintadas Bahia cdsjacuipe@yahoo.com.br AVISO DE LICITAÇÃO CONSÓRCIO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO BACIA

Leia mais

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados

Congresso Nacional Setembro/2013. Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Câmara dos Deputados Congresso Nacional Setembro/2013 Informativo Conjunto PLOA 2014 Principais elementos característicos do Projeto de Lei Orçamentária para 2014 PL nº 09/2013-CN, encaminhado por intermédio da Mensagem nº

Leia mais

EDITAL DE PUBLICAÇÃO

EDITAL DE PUBLICAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE ACARAÚ EDITAL DE PUBLICAÇÃO o prefeito Municipal de Acaraú, no uso de suas atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica Municipal, e de conformidade com a determinação contida

Leia mais

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88

CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 CAU - MT Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Estado do Mato Grosso CNPJ: 14.820.959/0001-88 Balanço Financeiro Período: 01/01/2012 a 31/12/2012 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO Exercício Anterior

Leia mais

II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS

II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS II - QUADROS ORÇAMENTÁRIOS CONSOLIDADOS 1 - QUADROS CONSOLIDADOS DA RECEITA E DA DESPESA Receita e Despesa dos Orçamentos Fiscal e da Seguridade Social segundo Categorias Econômicas Quadro 1A - Receita

Leia mais

DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS

DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS - CONSOLIDADO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO/2014 A ABRIL/2015-1º QUADRIMESTRE/2015 (JANEIRO A ABRIL) RGF - ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS JANEIRO A

Leia mais

RELATÓRIO E PARECER DA COMISSÃO DE CONTROLE INTERNO

RELATÓRIO E PARECER DA COMISSÃO DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO E PARECER DA COMISSÃO DE CONTROLE INTERNO Na qualidade de responsáveis pelo órgão de Controle Interno do Município de Ilópolis/RS, apresentamos Relatório e Parecer sobre as contas do Poder Executivo,

Leia mais

ANEXO DE RISCOS FISCAIS TABELA 1 - DEMONSTRATIVO DE RISCOS FISCAIS E PROVIDÊNCIAS 2013 ARF (LRF, art. 4º, 3º) PASSIVOS CONTINGENTES PROVIDÊNCIAS Descrição Valor Descrição Valor Abertura de créditos adicionais

Leia mais

Bahia Segunda-feira 04 de Maio de 2009 Ano II N o 035 DECRETO N. 060 DE 04 DE MAIO DE 2009.

Bahia Segunda-feira 04 de Maio de 2009 Ano II N o 035 DECRETO N. 060 DE 04 DE MAIO DE 2009. 1 Ato Oficial DECRETO N. 060 DE 04 DE MAIO DE 2009. Decreta feriado municipal em virtude das comemorações da micareta municipal - IBIFEST. O Prefeito Municipal de Ibipeba, Estado da Bahia, usando de suas

Leia mais