CARLOS LÉLIO LAURIA FERREIRA JOSÉ RICARDO VIEIRA TRINDADE JOSÉ BERNARDO DA ENCARNAÇÃO NETO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CARLOS LÉLIO LAURIA FERREIRA JOSÉ RICARDO VIEIRA TRINDADE JOSÉ BERNARDO DA ENCARNAÇÃO NETO"

Transcrição

1 CARLOS LÉLIO LAURIA FERREIRA Secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos JOSÉ RICARDO VIEIRA TRINDADE Secretário Executivo JOSÉ BERNARDO DA ENCARNAÇÃO NETO Secretário Executivo Adjunto

2 HISTÓRICO ORGANIZAÇÃO, ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO SISTEMA INSTITUIÇÃO RESPONSÁVEL PELA GESTÃO PENITENCIÁRIA NO ESTADO. Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos

3 ORGANOGRAMA ORGANOGRAMA SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS SEJUS SECRETARIA EXECUTIVA SECEX SECRETARIA EXECUTIVA ADUJUNTA SEXAD. DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO DESIPE HCTP CPDRVP CPFM CASA ALBERGADO COMPAJ FECHADO COMPAJ SEMI ABERTO PFM IPAT UPP

4 ARTICULAÇÃO ENTRE JUSTIÇA, SAÚDE E SOCIEDADE CIVIL Essa articulação só passou a existir quando teve inicio a construção do Plano Operativo de Saúde, sendo consolidada a partir da Qualificação do Estado (maio de 2008); Comitê Metropolitano em Tuberculose parceria com o Fundo Global Centro de Diagnóstico em Tuberculose Dr. Carlos Augusto Borborema Bomfim, inaugurado no dia 05 de fevereiro de 2009; Comitê Gestor AMAZONAIDS parceria com GT-UNAIDS/UNODC.

5 POPULAÇÃO CARCERÁRIA. GÊNERO QUANTIDADE 1 Masculino Feminino Total 3.639

6 POPULAÇÃO CARCERÁRIA FAIXA ETÁRIA MASCULINO FEMININA TOTAL 1 18/ / / / / TOTAL

7 NUMERO, TIPO E LOCALIZAÇÃO DAS UNIDADES DO SISTEMA PENITENCIÁRIO. 1- Número: Capital = 09 (Nove) Interior = 08 (Oito) 2- Tipo Capital: 03 Cadeia Pública (Masculina); 01 Cadeia Pública (Feminina); 01 Penitenciária (Masculina); 01 Penitenciária (Feminina); 01 Colônia Agrícula Regime Semi-Aberto; 01 Casa do Albergado; 01 Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico.

8 3. Tipo Interior: Unidades Prisionais Mistas = 08 (Oito) Localização: Av Sete de Setembro N Centro - Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa Regime Provisório - Cadeia Pública Feminina Regime Provisório - Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Manaus

9 Localização: Rua Codajás N. 400, Bairro de Cachoeirinha - Casa do Albergado - Regime Aberto BR 174, KM 8 - Complexo Penitenciá rio Anisio Jobim -Regime Fechado (Masculino) - Complexo Penitenciário Anisio Jobim - Regime Fechado (Feminina) - Complexo Penitenciário Anisio Jobim - Regime Semi-Aberto (Masculino) - Instituto Penal Antônio Trindade - Regime Provisório (Masculino) Estrada do Puraquequara KM 8 Ramal Bela Vista - Unidade Prisional do Puraquequara - Regime Provisório (Masculino)

10 VISITAS INTIMAS: Prevista na Lei 2.711/2001 é realizada conforme cronograma previamente estabelecido pela direção da Unidade Penal, é uma atividade coordenada pelo Serviço Social e Setor de Saúde e Segurança. Setor Social É responsavel pelo cadastro dos internos; Setor de Saúde É responsavel pela orientação e distriubuição de preservativo; Setor de Segurança É responsavel pelos usuarios da cela intima

11 VISITAS INTIMAS NA UNIDADES PRISIONAIS UPP CPDRVP COMPAJ PENITENCIÁRIA Masculina/Feminina Sábado Sábado Sábado Sábado Domingo Domingo Domingo Domingo IPAT CPFM HCTP Sexta Segunda Sábado Sábado Sexta Domingo Domingo - -

12 ACESSO AS AÇÕES DE SAÚDE 1- Como estão estruturadas as ações de saúde. Em maio de 2008, o Estado do Amazonas foi Qualificado no Plano Nacional de Saúde, tendo atualmente apenas uma equipe de saúde cadastrada no CNES é a Unidade Básica de Saúde da Unidade Prisional do Puraquequara, cuja, a equipe é formada por dois médicos, uma enfermeira, um Odontologo, uma Assistente Social, uma Psicologa, dois auxiliares de enfermagem e um auxiliar de Consultório Odontologico. Essa UBS recebi o incentivo financeiro previsto no Artigo 5 da Portaria Interministerial 1.777/2003, que é repassado Fundo a Fundo. Os atendimentos extra-murro são realizados dentro da area de abrangência confrome pactuado no Plano, ou seja, onde fica localizada a Unidade Prisional, neste caso na Zona Leste de Manaus. l

13 2. Dados Epidemiologicos de prevalência de HIV/Aids e Co-infecção Tuberculose e Hepatite Virais. Os dados epidemiológicos oficalmente não existem, entretanto, mensalmente é repassado pelos diretores das Unidades Prisonais as patologias exitente em cada Unidade, considerando somente a população da Capital que de presos. - HIV = 08 (Oito); - DST = 10 Dez); - TB = 16 (Dezesseis); - Hepatite = 08 (Oito).

14 3. Acesso à informação e insumos de prevenção tais como: Preservativos femininos e masculinos, gel lubrificantes, kits de redução de danos (seringa, agulha, lenço anti-séptico, copo plástico e água) e matérias educativos. È importante considerar o seguinte: I) Informação Via de regra funciona durante as campanhas e durante a execução do calendário de palestras prevista durante o exercício; II) Insumos de prevenção: a) preservativo não é distribuido, não recebemos; b) preservativo masculino é distribuído mensalmente para todas as Unidades, no total de mês; c) gel lubrificante não é distribuido, não recebemos; d) Kits de redução de danos não existe distribuição, não recebemos; e) matériais educativos são realizados de forma pontual (item I).

15 4. Ações de redução de danos. - Estamos trabalhando em parceria com as Coordenações Estadual e Municpal e Sociedade Civil GT-UNAIDS/AMAZONAIDS. 5. Acesso ao diagnóstico, incluindo ações de aconselhamento pré e pós teste. - O acesso ao diagnóstico ainda é realizado na unidade de refrencia Fundação de Medicina Tropical, estamos viabilizando a implantação do teste rápido no Centro de Diagnóstico em Tuberculose, com previsão para a segunda quinzena de abril. 6. Acesso a terapia antirretroviral. - O acesso ainda é realizado através da Fundação de Medicina Tropical

16 7. Experiências nas Unidades Femininas. - As experiências existentes são construidas em parceria com o SUS. 8. Relacionamento com organizações da Sociedade Civil. - Esta relação vem sendo trabalhada através dos Comitês; Comitê Metropolitano de Manaus em Tuberculose, Comitê Gestor AMAZONAIDS. 9. Principais desafios. I- Consolidação do Plano Operativo de Saúde; II- Adequação de Espaço Fisico e Aparelhamento das Unidades Penais; III- Implantação das equipes de saúde nas demais Unidade Penais; IV- Consolidar as parcerias no atendimento a Media e Alta Complexidade

17 FLUXOGRAMA INSPETORIA ISOLAMENTO A SDT/SPEA CENTRO DE DIAGNÓSTICO ISOLAMENTO B 1- Inspetoria -> até 09:00 hs do dia seguinte a lista nominal deve ser encaminhada p/ SDT/SPEA; 2- Isolamento A -> Os Internos serão encaminhados pela Enfermaria do CPDRVP P/ SDT/SPEA; 3- Isolamento B -> Após o Raio X os Internos permanecerão no isolamento B até o resultado do Raio X; ISOLAMENTO C 4- Isolamento C -> Em caso de Raio X anormal o Interno será preferencialmente mantido neste isolamento C até o 16º dia.

18 Atendimentos do Centro de Diagnóstico em Tuberculose do Sistema Penitênciário do Estado do Amazonas 16 de Fevereiro a 16 de Março Nº de Ingressos Nº de Raio-X Realizados Raio-X não Realizados Raio-X Anormal

19

20

21

22 POPULAÇÃO CARCERÁRIA

23

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL GERÊNCIA ESTADUAL DE DST/AIDS,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA SUPERINTENDÊNCIA DOS SERVIÇOS PENITENCIÁRIOS DEPARTAMENTO DE TRATAMENTO PENAL POLÍTICA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE PRISIONAL A Política de Atenção

Leia mais

Contextos e desafios para o acesso universal a prevenção, assistência e tratamento em ambientes penitenciários

Contextos e desafios para o acesso universal a prevenção, assistência e tratamento em ambientes penitenciários Contextos e desafios para o acesso universal a prevenção, assistência e tratamento em ambientes penitenciários MISSÃO DO DAPES O Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas em Saúde (DAPES) tem

Leia mais

Plano Estadual de Saúde Prisional, de 2007, e na Resolução da CIB 054/2010 e 106

Plano Estadual de Saúde Prisional, de 2007, e na Resolução da CIB 054/2010 e 106 Plano Estadual de Saúde Prisional, de 2007, e na Resolução da CIB 054/2010 e 106 O Plano Operativo Municipal de Atenção Integral à Saúde da População Prisional é um instrumento administrativo e complementar

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DAS PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE NO SISTEMA PRISIONAL Audiência Pública da Saúde Dez 2013 Acesso e Regulação no SUS: Desafios da Concretização do SUS Constitucional

Leia mais

Editoria: Dia a Dia. Veículo:

Editoria: Dia a Dia. Veículo: 7 Comunicação e Marketing Ltda Editoria: Dia a Dia Amazonas em Tempo Coluna: -- Colisão na Cosme Ferreira leva família para o hospital ( ) Press-release da assessoria de imprensa (X) Iniciativa do próprio

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA. SUGESTÃO N o 24, DE 2007

COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA. SUGESTÃO N o 24, DE 2007 COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA SUGESTÃO N o 24, DE 2007 Propõe Projeto de Lei que estabelece a existência de um posto de saúde para cada complexo prisional com mais de 1200 detentos e unidades prisionais

Leia mais

CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002 Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002 Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo Ao Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Departamento de Gestão da Educação na Saúde E-mail: deges@saude.gov.br - prosaude@saude.gov.br CARTA ACORDO Nº. 0600.103.002

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS EMAIL: JAYME.MARINHO@TJAM.JUS.BR NÚCLEO DE ADVOCACIA VOLUNTÁRIA RESPONSÁVEL: JAYME BENCHAYA MARINHO, COORDENADOR DO NÚCLEO DE ADVOCACIA VOLUNTÁRIA DO TRIBUNAL

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS OBJETIVOS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS E PARCERIAS Estimular 80% da população de gays, HSH e travestis do

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS 1 Estimular 80% da população de gays, HSH e travestis do

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ Objetivo 1 - Garantir ações de enfrentamento do HIV/DST/aids para gays, outros HSH e travestis, do ponto

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE-SPAIS Goiânia Agosto/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE - SPAIS 6. GERÊNCIA DE

Leia mais

2013-2014 Amazonas Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Nacional

2013-2014 Amazonas  Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Nacional 2013-20 Amazon Ministério da Justiça Departamento Penitenciário Nacional Diretoria de Políticas Penitenciárias Comissão do Plano Diretor de Melhorias para o Sistema Prisional INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Plano

Leia mais

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis.

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis. Histórico 1º semestre de 2008 Elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia de Aids e das DST entre gays, hsh e travestis Agos/08 Oficina Macro Sudeste para apresentação do Plano Nacional Set/08

Leia mais

Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro

Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro 1 - Qual será o cronograma do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais para as próximas videoconferências sobre

Leia mais

Seleção de Serviços Consultoria para o projeto TB Reach

Seleção de Serviços Consultoria para o projeto TB Reach Seleção de Serviços Consultoria para o projeto TB Reach Brasília, 11 de maio de 2015 O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime - UNODC, no âmbito do Projeto TB Reach solicita a apresentação de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003.

RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003. RESOLUÇÃO Nº 07, DE 14 DE ABRIL DE 2003. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE POLÍTICA CRIMINAL E PENITENCIÁRIA, no uso de suas atribuições legais e regimentais; CONSIDERANDO a decisão, por unanimidade,

Leia mais

Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional e normas para sua operacionalização

Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional e normas para sua operacionalização NOTA TÉCNICA 33 2013 Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional e normas para sua operacionalização Brasília, 21 de agosto de 2013 INTRODUÇÃO NOTA

Leia mais

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007

Matérias selecionadas do DOU de 05 de novembro de2007 Conteúdo: SEÇÃO 1...2 PORTARIA No- 2.831, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...2 PORTARIA No- 2.834, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...4 PORTARIA No- 2.835, DE 1o- DE NOVEMBRO DE 2007...5 PORTARIA Nº 600, DE 1o- DE

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 02, DE 29 DE OUTUBRO 2015. Apresenta recomendações que visam à interrupção da transmissão do HIV, das hepatites virais, da tuberculose e outras enfermidades entre as pessoas privadas de liberdade.

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA Nº 004/2015 FMT-HVD

EDITAL DE CHAMADA Nº 004/2015 FMT-HVD EDITAL DE CHAMADA Nº 004/2015 FMT-HVD SELEÇÃO DE PROJETOS DE ORGANIZAÇÕES DA SOCIEDADE CIVIL PARA AÇÕES DE PREVENÇÃO E PROMOÇÃO À SAÚDE; DIREITOS HUMANOS, ASSISTÊNCIA E SUSTENTABILIDADE EM DST/AIDS E HEPATITES

Leia mais

Recados Gerais / Apresentação Atividades: 8:00 8:30hs. Oficina Acesso Qualificado Atendimento Demanda Espontânea

Recados Gerais / Apresentação Atividades: 8:00 8:30hs. Oficina Acesso Qualificado Atendimento Demanda Espontânea Setembro 2014 } Recados Gerais / Apresentação Atividades: 8:00 8:30hs } Tema da Reunião Geral: Saúde Integral LGBTT } Convidados Palestrantes: Judit Lia Busanello (Diretora Técnica CRT Santa Cruz) 8:30

Leia mais

Passo-a-passo para Implantação das Equipes de Atenção Domiciliar

Passo-a-passo para Implantação das Equipes de Atenção Domiciliar COORDENAÇÃO-GERAL DE ATENÇÃO DOMICILIAR DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA/DAB Passo-a-passo para Implantação das Equipes de Atenção Domiciliar Ação: Ampliação e qualificação da atenção domiciliar. Para quem:

Leia mais

CLIPPING IMPRESSO Página: -- Data: 04/10/2011. Enfoque: (X) Positivo ( ) Negativo ( ) Neutro NOTÍCIAS

CLIPPING IMPRESSO Página: -- Data: 04/10/2011. Enfoque: (X) Positivo ( ) Negativo ( ) Neutro NOTÍCIAS Editoria: Notícias www.manausonline.com.br Coluna: -- Prefeitura inicia programação do Outubro Rosa, movimento de prevenção ao câncer de mama ( ) Matéria articulada pela assessoria de imprensa -- NOTÍCIAS

Leia mais

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades GOVERNO DAPARAIBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE Resolução n Q 174/11 João Pessoa, 14 de outubro de 2011 o Presidente da Comissão Intergestores Bipartite no uso de suas

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO OBJETIVO GERAL DO PLANO ESTADUAL Enfrentar a epidemia do HIV/aids e das DST entre gays, outros HSH

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS SERGIPE METAS ATIVIDADES PARCERIAS EXECUSSÃO CRONOGRAMA - Articular através da criação de uma rede via internet

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL Objetivo 1: Contribuir para a redução das vulnerabilidades às DST, hepatites e HIV/aids,

Leia mais

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e

Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Programa de Apoio a Pacientes Oncológicos e Família Secretaria Municipal de Saúde CASC - Centro de Atenção a Saúde Coletiva Administração Municipal Horizontina RS Noroeste do Estado Distante 520 Km da

Leia mais

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL AÇÕES PRONASCI/DEPEN. ANDRÉ LUIZ DE ALMEIDA E CUNHA Diretor de Políticas Penitenciárias

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL AÇÕES PRONASCI/DEPEN. ANDRÉ LUIZ DE ALMEIDA E CUNHA Diretor de Políticas Penitenciárias AÇÕES PRONASCI/DEPEN ANDRÉ LUIZ DE ALMEIDA E CUNHA Diretor de Políticas Penitenciárias MAURÍCIO KUEHNE Diretor-Geral CRISTIANO OREM DE ANDRADE Diretor Executivo ANDRÉ LUIZ DE ALMEIDA E CUNHA Diretor de

Leia mais

REDUÇÃO DE DANOS EM SERVIÇOS DE SAÚDE

REDUÇÃO DE DANOS EM SERVIÇOS DE SAÚDE REDUÇÃO DE DANOS EM SERVIÇOS DE SAÚDE Prevalência do HIV nas Populações mais Vulneráveis População em geral 0,65% Profissionais do sexo 6,6% Presidiários - 20% Usuários de drogas injetáveis 36,5% REDUÇÃO

Leia mais

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1 Resumo do Perfil epidemiológico por regiões HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 Resumo do perfil epidemiológico por regiões SAÚDE 1 HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 APRESENTAçÃO Hoje, no

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado 100528367 77129876 177658243 24 88% 3 12% 27 100% Total 177658243 / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / / /

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado - - - - - - - - - Quantidade de Presos na Polícia Polícia - - - - - - - - - Presos Provisórios 2802 67 2869 1 100% 0 0% 1 100% População (1) Regime Fechado

Leia mais

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/11/2015. Com horário ampliado, UBS Áugias Gadelha é reinaugurada, na zona Norte

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/11/2015. Com horário ampliado, UBS Áugias Gadelha é reinaugurada, na zona Norte Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/11/2015 Portal Rede Tiradentes Saúde 10 de Novembro de 2015. Fonte: http://www.redetiradentes.com.br/com-horario-ampliado-ubsaugias-gadelha-e-reinaugurada-na-zona-norte/#.vkhlelertcc

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Políticas Publicas de Ressocialização

Políticas Publicas de Ressocialização Primeiro Encontro Mato Grossense de Conselhos da Comunidade Políticas Publicas de Ressocialização ão Rosangela Peixoto Santa Rita 26 de junho de 2008. O Brasil já tem mais de 423 mil presos em seus cárceres;

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 377/10 CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando:

RESOLUÇÃO Nº 377/10 CIB/RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 377/10 CIB/RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS, ad referendum, no uso de suas atribuições legais, e considerando: - a importância estratégica da Atenção Básica na organização e consolidação

Leia mais

PORTARIA Nº 94, DE 14 DE JANEIRO DE 2014

PORTARIA Nº 94, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 94, DE 14 DE JANEIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO DOU de 15/01/2014 (nº 10, Seção 1, pág. 37) Institui o serviço de avaliação e

Leia mais

Convênios 2011 - Empenhados - Posição em 23/07/2012

Convênios 2011 - Empenhados - Posição em 23/07/2012 1 AC 125/2011 759430/2011 Implantar o Serviço de Educação e Responsabilização para Homens Autores de Violência Doméstica. 297.010,16 33.132,63 330.142,79 Convenente: Governo do Estado do Acre Criação e

Leia mais

PLANO DIRETOR DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS

PLANO DIRETOR DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DO ESTADO DO AMAZONAS MINISTÉRIO DA JUSTIÇA GOVERNO PLANO DIRETOR DO SISTEMA PENITENCIÁRIO DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL SECRETARIA DE ESTADO DE JUSTIÇA E CIDADANIA 1 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...6 RELATÓRIO DA SITUAÇÃO ATUAL

Leia mais

Diretrizes Consolidadas sobre Prevenção, Diagnóstico, Tratamento e Cuidados em HIV para as Populações-Chave

Diretrizes Consolidadas sobre Prevenção, Diagnóstico, Tratamento e Cuidados em HIV para as Populações-Chave Diretrizes Consolidadas sobre Prevenção, Diagnóstico, Tratamento e Cuidados em HIV para as Populações-Chave Gabriela Calazans FCMSCSP, FMUSP II Seminário Nacional sobre Vacinas e novas Tecnologias de Prevenção

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Habitantes Habitantes no estado 2585000 2482500 506750 na Polícia Polícia 3444 132 3576 1 100% 0 0% 1 100% Presos Provisórios 1900 90 199 População (1) Sistema Penitenciário Presos Condenados Regime Fechado

Leia mais

HIV/aids no Brasil - 2012

HIV/aids no Brasil - 2012 HIV/aids no Brasil - 2012 Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Novembro de 2012 HIV Dados gerais Prevalência do HIV maior entre homens (15

Leia mais

Sumário: 1. Saúde 1.1. Estratégia da Saúde da Família no território 2.1 (Rio de Janeiro);

Sumário: 1. Saúde 1.1. Estratégia da Saúde da Família no território 2.1 (Rio de Janeiro); PLANO DE TRABALHO 2014 Sumário: 1. Saúde 1.1. Estratégia da Saúde da Família no território 2.1 (Rio de Janeiro); 1.2. Estratégia da Saúde da Família no território 3.1 (Rio de Janeiro); 1.3. Estratégia

Leia mais

APRESENTAÇÃO. NOME DO TRABALHO: Reconhecimento Voluntário de Paternidade nas Unidades Prisionais

APRESENTAÇÃO. NOME DO TRABALHO: Reconhecimento Voluntário de Paternidade nas Unidades Prisionais APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO ÓRGÃO: Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas/TJAM e-mail para contato ou envio de informações: gildoalves@tjamjusbr NOME DO TRABALHO: Reconhecimento Voluntário de Paternidade

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL Criar dados sobre a população de gays, HSH e travestis. Encaminhamentos (SINAN x campos

Leia mais

ANEXO II "AÇÕES DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO E DE FORTALECIMENTO DA RAPS" INTEGRANTES, OU A SEREM INCLUÍDAS, NO PLANO DE AÇÃO DA RAPS

ANEXO II AÇÕES DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO E DE FORTALECIMENTO DA RAPS INTEGRANTES, OU A SEREM INCLUÍDAS, NO PLANO DE AÇÃO DA RAPS ANEXO II "AÇÕES DE DESINSTITUCIONALIZAÇÃO E DE FORTALECIMENTO DA RAPS" INTEGRANTES, OU A SEREM INCLUÍDAS, NO PLANO DE AÇÃO DA RAPS EQUIPE DE DESINSTITCUIONALIZAÇÃO - MODALIDADE: VALOR DO PROJETO: 1. DADOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL Sistema Integrado de Informações Penitenciárias InfoPen Quantidade de Habitantes Habitantes no estado Quantidade de Presos na Polícia Polícia População (1) Capacidade de Ocupação (1) Estabelecimentos Penais (1) Quantidade de Presos/Internados Sistema Penitenciário

Leia mais

PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO

PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO INCLUIR NO SISTEMA DE SAÚDE OS BRASILEIROS QUE CUMPREM PENA É CUMPRIR UM DIREITO GARANTIDO PELA CONSTITUIÇÃO. FICHA TÉCNICA: 2004 Ministério da Saúde É

Leia mais

Secretaria Executiva de Ressocialização

Secretaria Executiva de Ressocialização Desafio Social Prover a população carcerária de condições necessárias para a construção da Cidadania e de sua Reintegração Social Missão Cumprir a legislação de Execução Penal no Estado de Pernambuco,

Leia mais

Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder

Programa Estadual de Controle da Tuberculose. Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder SANTA CATARINA Programa Estadual de Controle da Tuberculose Coordenadora: Nardele Maria Juncks Equipe: Márcia Aparecida Silva Sônia Maura Coelho Mariana Hoffelder tuberculose@saude.sc.gov.br SECRETARIA

Leia mais

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º2.831 DE 01º NOVEMBRO DE 2007. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições, e

GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º2.831 DE 01º NOVEMBRO DE 2007. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso de suas atribuições, e GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º2.831 DE 01º NOVEMBRO DE 2007 Atualiza o elenco e o quantitativo de medicamentos para o atendimento das pessoas presas vinculadas às equipes de saúde do Sistema Penitenciário

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RS. EDUCAÇÃO Informações da Secretaria Estadual da Educação (RS) repassadas a ZH em julho de 2013.

GOVERNO DO ESTADO DO RS. EDUCAÇÃO Informações da Secretaria Estadual da Educação (RS) repassadas a ZH em julho de 2013. GOVERNO DO ESTADO DO RS EDUCAÇÃO Informações da Secretaria Estadual da Educação (RS) repassadas a ZH em julho de 2013. Investimento geral em educação na atual gestão R$ 17.826.973.025,67 Eixos de destaque:

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO Objetivo 1 - Apresentar e difundir o Plano Enfrentamento do HIV/Aids e outras DST junto à

Leia mais

Seminário de Doenças Crônicas

Seminário de Doenças Crônicas Seminário de Doenças Crônicas LINHA DE CUIDADO DE HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES EXPERIÊNCIA DE DIADEMA SP Dra Lidia Tobias Silveira Assistente Gabinete SMS Diadema Linha de cuidado de HAS e DM Experiência

Leia mais

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/03/2015

Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/03/2015 Manaus AM Clipping Eletrônico - Terça-feira dia 10/03/2015 Jornal Acrítica Cidade Pág. C5 10 de março de 2015. Jornal Acrítica Cidades Pág. C3 10 de março de 2015. Av. Mário Ypiranga, 1695 Adrianópolis

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do governo para que adotem medidas que realmente

Leia mais

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade.

b. Completar a implantação da Rede com a construção de hospitais regionais para atendimentos de alta complexidade. No programa de governo do senador Roberto Requião, candidato ao governo do estado pela coligação Paraná Com Governo (PMDB/PV/PPL), consta um capítulo destinado apenas à universalização do acesso à Saúde.

Leia mais

CLIPPING IMPRESSO Página: -- Data: 04/10/2011. Enfoque: (X) Positivo ( ) Negativo ( ) Neutro NOTÍCIAS

CLIPPING IMPRESSO Página: -- Data: 04/10/2011. Enfoque: (X) Positivo ( ) Negativo ( ) Neutro NOTÍCIAS Editoria: Notícias www.manausonline.com.br Coluna: -- Prefeitura inicia programação do Outubro Rosa, movimento de prevenção ao câncer de mama (X) Press-release da assessoria de imprensa ( ) Matéria articulada

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO RELATÓRIO DE INSPEÇÃO CENTRO DE RECUPERAÇÃO REGIONAL DE PARAGOMINAS Aos quatro dias do mês de julho de 2013, o Conselho Penitenciário, neste ato composto pelas representantes Dra. Maria Clara Barros de

Leia mais

CONSELHO PENITENCIÁRIO DO PARANÁ

CONSELHO PENITENCIÁRIO DO PARANÁ Lei nº. 12.317, de 28 de agosto de 1998 Lei nº 12.377, de 28 de dezembro de 1998 Lei nº. 14.556, de 09 de dezembro de 2004 Lei nº. 17.908, de 02 de janeiro de 2014. Decreto nº. 1.206, de 05 de maio de

Leia mais

As Propostas da Pastoral Carcerária Nacional em relação ao Eixo 6 Sistema Penitenciário da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (I CONSEG).

As Propostas da Pastoral Carcerária Nacional em relação ao Eixo 6 Sistema Penitenciário da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (I CONSEG). PASTORAL CARCERÁRIA NACIONAL - CNBB Praça Clovis Bevilácqua, 351, conj.501 Centro - 01018-001 - São Paulo - SP Tel/fax (11) 3313-5735, 3227-8683, 3101-9419 - gzgubic@uol.com.br - www.carceraria.org.br

Leia mais

Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no

Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no OFICINA DE ATUALIZAÇÃO Práticas Integrativas e Complementares: Avanços e Desafios para MTC-Acupuntura no SUS Brasília - DF 25 e 26 de novembro de 2010 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS GRATUITO e UNIVERSAL Princípios

Leia mais

Julho/2012. Trabalho. População Carcerária Evolução, distribuição e tipificação carcerária Sistema Penitenciário Paraense. Escola Penitenciária

Julho/2012. Trabalho. População Carcerária Evolução, distribuição e tipificação carcerária Sistema Penitenciário Paraense. Escola Penitenciária Julho/2012 População Carcerária Evolução, distribuição e tipificação carcerária Sistema Penitenciário Paraense Perfil Carcerário Dados Operacionais Trabalho Educação Assistência à saúde Assistência Religiosa

Leia mais

Informes dos Membros da CNAIDS

Informes dos Membros da CNAIDS Informes dos Membros da CNAIDS 119ª Reunião da Comissão Nacional de DST, AIDS e Hepatites Virais Local: Brasília-DF Data: 26 de agosto de 2014 Capacitações Regionais do Projeto Advocacy em Saúde (PAS)

Leia mais

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002.

Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. Portaria nº 339 de 08 de Maio de 2002. O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 866, de 09 de maio de 2002, que cria os mecanismos para organização

Leia mais

Governo do Estado de São Paulo Secretaria da Fazenda. Sistema de Custos dos Serviços Públicos do Estado de São Paulo

Governo do Estado de São Paulo Secretaria da Fazenda. Sistema de Custos dos Serviços Públicos do Estado de São Paulo Governo do Estado de São Paulo Secretaria da Fazenda Sistema de Custos dos Serviços Públicos do Estado de São Paulo Projeto de Custos dos Serviços Públicos Objetivo: Calcular Custos dos Serviços Públicos

Leia mais

PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº 2.841, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010 Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS, o Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e outras Drogas 24 horas - CAPS AD III. O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

CENTRO DE ATENDIMENTO EM INFECÇÕES CRÔNICAS CAMPANHA 2014

CENTRO DE ATENDIMENTO EM INFECÇÕES CRÔNICAS CAMPANHA 2014 CENTRO DE ATENDIMENTO EM INFECÇÕES CRÔNICAS CAMPANHA 2014 O MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS, EM SINTONIA COM TODO O BRASIL, PROMOVE HÁ VÁRIOS ANOS A CAMPANHA DE TESTAGEM PARA O HIV, SÍFILIS E HEPATITES VIRAIS

Leia mais

Seleção de Serviços Consultoria Sistema Prisional

Seleção de Serviços Consultoria Sistema Prisional Seleção de Serviços Consultoria Sistema Prisional Brasília, 18 de julho de 2013. Prezado(a) Senhor(a), O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime - UNODC, no âmbito do Projeto K07 solicita a apresentação

Leia mais

TÍTULO DA PROPOSTA INSTITUIÇÃO CIDADE

TÍTULO DA PROPOSTA INSTITUIÇÃO CIDADE Em cumprimento ao item 8.8. do Edital para seleção de subprojetos de pesquisa em DST, HIV/AIDS e Hepatites Virais - Processo Licitatório N.º 01/2013, o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais e o

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO 140ª REUNIÃO 105ª ORDINÁRIA

RESUMO EXECUTIVO 140ª REUNIÃO 105ª ORDINÁRIA 1 RESUMO EXECUTIVO 140ª REUNIÃO 105ª ORDINÁRIA Data: 30/08/2005 Hora: 09:00 Local: Auditório Maria Eglantina Nunes Rondon - SUSAM Abertura: Dr. Wilson Duarte Alecrim Presidente do CES/AM - Cumprimentou

Leia mais

REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 Circular 051/2012 São Paulo, 27 de Janeiro de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira,

Leia mais

Projeto Saúde On-line

Projeto Saúde On-line Projeto Saúde On-line Sistemas de computadorizados de registro médico e tecnologia de informação em saúde. INTRODUÇÃO: Visando organizar o acesso aos serviços, agilizar processo, impactar na qualidade

Leia mais

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL. 3 Seminário Nacional pela Educação nas Prisões. Maio/2012

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL. 3 Seminário Nacional pela Educação nas Prisões. Maio/2012 DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL 3 Seminário Nacional pela Educação nas Prisões Maio/2012 Conteúdo 1) Resolução CNPCP nº 09/2011 aspectos ligados ao módulo de ensino; 2) Aplicação da Resolução nº 09/2011

Leia mais

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina;

Considerando a inspeção empreendida no dia 19.09.2012 no Centro de Recuperação Feminina; Considerando que ao Conselho Penitenciário do Estado do Pará compete, de acordo com o Decreto 418/79, inspecionar os estabelecimentos prisionais sediados no Estado do Pará, com objetivo de assegurar condições

Leia mais

Programa Cidadania e Justiça

Programa Cidadania e Justiça Programa Cidadania e Justiça PROGRAMA 2020 - Cidadania e Justiça Trata-se de Programa Temático que integra o Plano Plurianual PPA 2012-, de responsabilidade do Ministério da Justiça. OBJETIVO 0878 Garantir

Leia mais

MÃES MULHERES ENCARCERADAS: A PENA É DUPLICADA

MÃES MULHERES ENCARCERADAS: A PENA É DUPLICADA MÃES MULHERES ENCARCERADAS: A PENA É DUPLICADA Eveline Franco da Silva O Sistema Penitenciário Nacional apresentou uma população carcerária em 2010 de 496.251 indivíduos. (1) Os estados brasileiros que

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades 2010

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades 2010 ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO Relatório de Atividades 2010 2 MISSÃO Busca da melhoria da qualidade de vida tendo por bases o investimento na saúde, educação, na garantia da cidadania,

Leia mais

Consulta Nacional sobre HIV/AIDS no Sistema Penitenciário. Brasília DF, 31 de março, 01 e 02 de abril de 2009. Relatório Final

Consulta Nacional sobre HIV/AIDS no Sistema Penitenciário. Brasília DF, 31 de março, 01 e 02 de abril de 2009. Relatório Final Consulta Nacional sobre HIV/AIDS no Sistema Penitenciário Brasília DF, 31 de março, 01 e 02 de abril de 2009 Relatório Final 1 Comitê de Organização Liliana Pittaluga PN DST-Aids/SVS/MS Nara Santos - UNODC

Leia mais

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA

O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA O ACONSELHAMENTO NO HIV EM UMA COMUNIDADE COMO MEDIDA PREVENTIVA Zardo L*¹ Silva CL*² Zarpellon LD*³ Cabral LPA* 4 Resumo O Vírus da Imunodeficiência humana (HIV) é um retrovírus que ataca o sistema imunológico.através

Leia mais

Título: EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: MOBILIZANDO A PREVENÇÃO ÀS DST/AIDS NA ATENÇÃO BÁSICA

Título: EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: MOBILIZANDO A PREVENÇÃO ÀS DST/AIDS NA ATENÇÃO BÁSICA Título: EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: MOBILIZANDO A PREVENÇÃO ÀS DST/AIDS NA ATENÇÃO BÁSICA Autores: Heloísa de Oliveira¹, Grace do Prado Dan¹, Maria de Lurdes Munhoz¹, Milena Luckesi de Souza¹, Ana Paula

Leia mais

PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO

PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO MINISTÉRIO DA SAÚDE PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA PENITENCIÁRIO MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas PLANO NACIONAL DE SAÚDE NO SISTEMA

Leia mais

Controle de Qualidade Externo de Testes Rápidos: experiência em área indígena na Amazônia expandida nacionalmente

Controle de Qualidade Externo de Testes Rápidos: experiência em área indígena na Amazônia expandida nacionalmente Ministério da Saúde/SBV/Departamento de DST/AIDS e Hepatites Virais Avaliação Externa da Qualidade de Testes Rápidos para o diagnóstico do HIV Controle de Qualidade Externo de Testes Rápidos: experiência

Leia mais

INFORMAÇÕES GENTILMENTE CEDIDAS PELA GERÊNCIA DE INTELIGÊNCIA E SEGURANÇA DO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO ACRE IAPEN/AC.

INFORMAÇÕES GENTILMENTE CEDIDAS PELA GERÊNCIA DE INTELIGÊNCIA E SEGURANÇA DO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO ACRE IAPEN/AC. INFORMAÇÕES GENTILMENTE CEDIDAS PELA GERÊNCIA DE INTELIGÊNCIA E SEGURANÇA DO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA DO ACRE IAPEN/AC. UNIDADES PENITENCIÁRIAS DO ESTADO DO ACRE 1. CADASTRO DE VISITANTES

Leia mais

Atividade: Endereço: Data: Horário: Atividade: Endereço: Data: Secretaria da Mulher Atividade: Datas:

Atividade: Endereço: Data: Horário: Atividade: Endereço: Data: Secretaria da Mulher Atividade: Datas: Ações realizadas pelas instituições que fazem parte do Movimento Nós Podemos Paraná Unimed Data: 06 de agosto Local: Centro Comunitário do Lar Encontro com Deus Horário: 14h às 16h30 Palestra: Prevenção

Leia mais

DIREITOS HUMANOS. Informativo Bimestral da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos. 1ª COMIGRAR

DIREITOS HUMANOS. Informativo Bimestral da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos. 1ª COMIGRAR JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS Informativo Bimestral da Secretaria de Estado de. Março e Abril 2014 1ª COMIGRAR Igualdade de direitos ao migrante e inserção social foram temas da conferência. Pág. 05 CORRIDA

Leia mais

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 COORDENADORIA DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE - COPROM NÚCLEO DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS NUPREV PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 Responsáveis pela elaboração:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL ANEXOII ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS PARA CONCURSO PÚBLICO PARA EMPREGO PÚBLICO Nº. 001/2010 JUNDIAÍ DO SUL PARANÁ 1. Para os cargos do grupo PSF Programa da Saúde da Família, conveniados com o Governo Federal:

Leia mais

Conclusões. 3º Encontro A Mulher no Sistema Carcerário 1 A Saúde da Mulher no Sistema Carcerário

Conclusões. 3º Encontro A Mulher no Sistema Carcerário 1 A Saúde da Mulher no Sistema Carcerário Conclusões 3º Encontro A Mulher no Sistema Carcerário 1 A Saúde da Mulher no Sistema Carcerário A atenção médica no Sistema Prisional feminino no Brasil 2 não só apresenta situações de descaso e falência

Leia mais

PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ

PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ PROVIMENTO CGJ N.003/2015 CGJ Dispõe sobre o cumprimento de alvarás de soltura no âmbito do Estado da Bahia. O DESEMBARGADOR JOSÉ OLEGÁRIO MONÇÃO CALDAS, CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA, no uso de suas atribuições

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE

MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE MEMORIAL DESCRITIVO CONSTRUÇÃO DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE Proponente: PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIBA DO SUL Localização: BAIRRO FUNDEC Área da construção: 232,93 m² Resp. Técnica: Marlei Salete Ogrodowski

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso

Selo Hospital Amigo do Idoso. Centro de Referência do Idoso SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SÃO PAULO COORDENADORIA DE REGIÕES DE SAÚDE CRS Política de Saúde para o Idoso no Estado de São Paulo Selo Hospital Amigo do Idoso Centro de Referência do Idoso Resolução

Leia mais

Rede de Atenção Psicossocial

Rede de Atenção Psicossocial NOTA TÉCNICA 60 2011 Rede de Atenção Psicossocial Minuta de portaria que aprova as normas de funcionamento e habilitação do Serviço Hospitalar de Referência para atenção às pessoas com sofrimento ou transtorno

Leia mais

A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO

A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO Histórico da Parceria com o Setor Privado Década de 1990 -AIDS SUS Local de Trabalho Necessidade de combinar esforços públicos e privados

Leia mais