Planilha1 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Planilha1 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS"

Transcrição

1 Planilha1 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Realização de Projetos Integradores Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Não há custo significativo para essa ação, apenas planejamento dos docentes envolvidos e realização de palestras para x 2, desenvolvimento das ações. Os custos DA/Coord. Pesquisa e 25/5/15 31/12/15 estarão previstos no planejamento da Coord. Extensão Coordenação de Pesquisa e Extensão Implementação de um percentual das aulas, dedicado à execução de projetos de pesquisa e extensão, de forma interdisciplinar 2, Página 1

2 Planilha2 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Ano: 215 Projetos pedagógicos dos cursos alinhados à identidade institucional, indissociabilidade, no acompanhamento de egressos e na identidade institucional UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X Revisão dos Projetos Pedagógico dos Cursos da EPTNM CE/PROEN 2/2/15 19/12/15 Página 2

3 Planilha3 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Implantação de programa de acompanhamento pedagógico (nivelamento, monitoria, tutoria acadêmica) Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro 12., Ampliação de monitoria para disciplinas com baixo rendimento dos discentes DA e CE 8/6/15 22/12/15 X Programa de nivelamento da disciplinas para os cursos subsequentes DA,CE e Coordenação dos Cursos 8/6/15 22/1/15 Implantar programa de tutoria acadêmica Colegiado dos Cursos Superiores 6/215 12/ , Página 3

4 Planilha4 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Desenvolvimento de Inovações Pedagógicas UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Ano: 215 Página 4

5 Planilha5 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Acompanhamento e avaliação do planejamento e execução do trabalho docente UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Utilização dos PITs e RITs como ferramenta de acompanhamento e avaliação com entrega na Jornada Pedagógica DA e CE 2/2/15 19/12/15 X Ano: 215 Página 5

6 Planilha6 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 5% Promoção de eventos indissociáveis (Ensino, Pesquisa e Extensão) UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Implementação de um percentual das aulas, dedicado à execução de projetos de pesquisa e extensão, de forma interdisciplinar DA/Coord. Pesquisa e Coord. Extensão 25/5/15 31/3/15 Ano: 215 Página 6

7 Planilha7 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Ampliação e fortalecimento dos Grupos de pesquisas UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Levantamento dos grupos de pesquisa existentes (PROPES), proposição de criação de Grupos de Pesquisa, na Jornada Pedagógica Desenvolvimento de Seminários internos para esclarecimento sobre a importância e também a organização de Grupos de Pesquisa. Sendo planejado um a cada ano Criação de área específica para Grupos de Pesquisa, dentro do Portal da Coordenação de Pesquisa (Cpesq) Criação de área específica para Grupos de Pesquisa, No campus Uruçuca DA/Coord. Pesquisa e Coord. Extensão 18/5/15 22/5/15 Cpesq 1/9/15 1/3/16 Cpesq 25/5/15 1/3/16 DA/DAdm/CPesq 1/12/15 1/3/16 Organização das atividades na jornada pedagógica Organização dos eventos Insumos para desenvolvimento de software 5, 5, Página 7

8 Planilha8 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Ampliação da participação em Editais externos UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Criação de espaços para divulgação e discussão dos editais externos, junto à comunidade acadêmica Cpesq 26/5/15 31/3/16 material de expediente Página 8

9 Planilha9 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Transferência de conhecimento, tecnologias e inovação para a sociedade UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Criação de Hotel de Projetos, para atuação conjunta com a prefeitura, que deve atuar como incubadora de empresas Desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicada, dentro das disciplinas técnicas, para uso interno e para a sociedade Desenvolvimento de projetos de pesquisa aplicada, em conjunto com empresas da região. Cpesq 1/6/15 1/3/16 DA/CPesq 26/5/15 31/3/16 DA/CPesq 26/5/15 31/3/16 Aguardando viabilidade financeira para implementação da 1., infraestrutura Material de consumo para os projetos 2., Material de consumo para os projetos 4., 16., Página 9

10 Planilha1 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Ampliação dos Eventos técnico-científicos UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Proposição de auxílio de empresas parceiras, apara apoio à organização de eventos internos, defendendo o resultado dos projetos realizados em conjunto com essas empresas. DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo, infraestrutura e deslocamentos 3., 3., Página 1

11 Planilha11 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Incentivo à participação em Eventos externos UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Material de Consumo e deslocamentos 1., Proposição de auxílio de empresas parceiras, apara apoio aos interessados em participação DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 em eventos externos, defendendo o resultado dos projetos realizados em conjunto com essas empresas. 1., Página 11

12 Planilha12 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Incentivo à Pesquisa aplicada UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Dar Início ao processo de credenciamento do IFBAIANO- Campus Uruçuca, junto ao CATI-MCTI, para captação de Projetos oriundos da Lei de Informática Promoção de ações para parcerias com empresas da região, visando a participação conjunta em editais e também realização de projetos oriundos de Leis de Incentivo Realização de eventos internos para divulgação e esclarecimento sobre as Leis de Incentivo PROPES/Cpesq 25/5/15 3/11/15 PROPES/CPesq 6/4/15 31/3/16 Cpesq 1/1/15 1/2/16 Insumos e viagens 3., Material de consumo e deslocamentos 1., Material de Consumo 5, 4.5, Página 12

13 Planilha13 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Incentivo à formação de Redes de pesquisa UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Promoção da integração e da parceria com as instituições de ensino e pesquisa da região (UESC, UFSB, IFBA, CEPEDI, CEPLAC) DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo e deslocamentos 5, 5, Página 13

14 Planilha14 2. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Indicador: Número de Projetos de pesquisa por Campus Meta: 6 Ano: 215 Incentivo à Produção Científica UG Responsável: PROPES / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Criação da Revista Eletrônica do Campus Uruçuca, para catálogo de todos os projetos realizados no Campus. Aplicação do projeto previsto pela reitoria, para implementação da bolsa-produtividade DA/CPesq/CExt 6/7/15 31/3/16 DA/CPesq/CExt 1/4/15 31/3/16 Material de Consumo 1., Material de Consumo 4, 1.4, Página 14

15 Planilha15 3. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE EXTENSÃO. Indicador: Projetos de extensão por Campus Meta: 4 Ano: 215 Ampliação dos Projetos de Extensão UG Responsável: PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Levantamento dos grupos de pesquisa/extensão, (PROPES? PROEX), criação de grupos de Extensão na Jornada pedagógica. Desenvolvimentos de Seminários internos para esclarecimento sobre a importância e criação de grupos de Extensão. Sendo realizado um cada ano DA/Coordenação de Extensão/Coordenação de Pesquisa Coordenação de Extensão 18/5/15 22/5/15 1/6/15 31/12/15 x Organização das atividades na jornada pedagógica x Organização do Seminário Fortalecimento do uso dos Laboratórios Etec, para utilização de oficinas como ( Cacau ao Chocolate ), criação de novas oficinas, principalmente na área de informática. Já foram realizada duas oficinas Etec ( Cacau ao chocolate), e estão prevista mais quatro oficinas até o final do ano. PROEX/DG/DA/Coordena ção de Extensão/ Coordenação de Pesquisa DA/Coordenação de Extensão 1/6/15 31/12/15 1/6/15 3/11/15 DA/Coordenação de Projetos Ciência Itinerantes Extensão/Coordenação Coordenação Ciência 1/6/15 3/1/15 Itinerante Aquisição de equipamentos como (Gerador de energia a óleo de 15 x KVA, Balança de precisão de 3Kg, Maquina de fabricar 3kg de chocolate) x Diárias/combustível/materiais x Diárias/combustível/materiais Página 15

16 Planilha16 3. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE EXTENSÃO. Indicador: Projetos de extensão por Campus Meta: 4 Ano: 215 Ampliação e fortalecimento dos Projetos de extensão junto à comunidade local e regional UG Responsável: PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro x Alojamento, Alimentação e transporte Ação - Núcleo de Extensão e Desenvolvimento Territorial_Edital 11 CNPq/MDA. Treinamentos agendados (Parceria - REFRUSBA, Coordenações NEDT/IF Baiano e ABC): Territoriais / DA / 1 Treinamento = 1 a 12/6/215 (Médio Rio das Coordenação de 1/6/15 27/11/15 Contas); extensão 2 Treinamento = 9 a 11/9/215 (Litoral Sul); 3 Treinamento = 25 a 27/11/215 (Baixo Sul). Criação de um curso de aperfeiçoamento com carga horária de 36 horas, para egressos na área de certificação de imoveis rurais Reitoria / DA / Coordenação de Extensão 1/7/15 31/3/16 x Passagens, diárias, Material de consumo. Página 16

17 Planilha17 3. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE EXTENSÃO. Indicador: Projetos de extensão por Campus Meta: 4 Ano: 215 Ampliação dos Eventos técnico-científicos e culturais UG Responsável: PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Material de consumo, infraestrutura e x deslocamento Preposição de auxílio de empresa parceira, para apoiar à organização de eventos DA / Coordenação de internos ligados a extensão, defendendo Extensão / os resultados dos projetos de extensão Coordenação de realizados em conjuntos com essas Pesquisa empresas. 25/5/15 31/12/15 Página 17

18 Planilha18 3. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE EXTENSÃO. Indicador: Projetos de extensão por Campus Meta: 4 Ano: 215 Fomento à participação de servidores e estudantes em Eventos externos de extensão UG Responsável: PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Proposição de auxílio de empresa parceira, para apoiar a comunidade acadêmica interessado em participar em eventos externo de extensão, divulgando os resultados dos projetos realizado em conjunto com essas empresas. DA / Coordenação de Extensão / Coordenação de Pesquisa 25/5/15 31/12/15 x Material de consumo e deslocamento Página 18

19 Planilha19 3. FORTALECER E AMPLIAR AS AÇÕES DE EXTENSÃO. Indicador: Projetos de extensão por Campus Meta: 4 Ano: 215 Ampliação e fortalecimento da Qualificação profissional para atendimento a comunidade UG Responsável: PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro em fase de planejamento Criação de espaços para divulgação dos Coordenação de editais externos/internos, junto a 27/5/15 31/12/15 Extensão comunidade acadêmica. Página 19

20 Planilha2 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Acesso à EPCT através da EaD UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Realizar estudo de demanda para prospecção de cursos Coordenação de Polo 6/215 12/215 Página 2

21 Planilha21 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de cursos FIC PROEJA UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 21

22 Planilha22 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de EPTNM na modalidade presencial UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Realização de Estudo de demanda para X DA e CE 6/215 12/215 novos Cursos Página 22

23 Planilha24 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de cursos Tecnólogos UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 23

24 Planilha25 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de cursos de Bacharelado UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 24

25 Planilha26 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de cursos de Licenciaturas UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 25

26 Planilha27 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Oferta de cursos de Pós-Graduação UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 26

27 Planilha28 5. CONSOLIDAR A IDENTIDADE E IMAGEM INSTITUCIONAL Indicador: Relação candidato X vaga Meta: 6 Ano: 215 Comunicação da Estratégia institucional UG Responsável: GABINETE / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Realizar 1(um)encontro empresarial DG Julho Outubro Estruturar setor de comunicação DG Junho Dezembro Publicar e divulgar ações desenvolvidas no campus DG Maio Dezembro Ampliar a ofertar oficinas itinerantes no projeto E- TEC DG Abril Novembro X coffe brack zero recursos humano zero site, boletim zero combustível, diárias Página 27

28 Planilha29 5. CONSOLIDAR A IDENTIDADE E IMAGEM INSTITUCIONAL Indicador: Relação candidato X vaga Meta: 6 Ano: 215 Fomento à Gestão participativa e autônoma UG Responsável: GABINETE / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Implantar conselho administrativo com a DG Junho Setembro representação dos segmentos zero Página 28

29 Planilha3 5. CONSOLIDAR A IDENTIDADE E IMAGEM INSTITUCIONAL Indicador: Relação candidato X vaga Meta: 6 Ano: 215 Implantação e funcionamento de Canais de relacionamento UG Responsável: GABINETE / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 29

30 Planilha31 Indicadores: 6. CONSOLIDAR E AMPLIAR AS POLÍTICAS INCLUSIVAS E AFIRMATIVAS Índice de Acessibilidade Meta: primeira medição Percentual de estudantes NEE atendidos Meta: 77 % Atendimento especializado adequado no processo de ingresso às pessoas com necessidades especiais Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Avaliar possibilidade de um espaço para AEE Atendimento Educacional Especializado NAPNE 3/215 12/215 Treinamento para Docentes NAPNE 6/215 12/215 Minicursos sobre Dificuldades de Aprendizagem e Sobre Braile e Libras Sensiblização e Conscientização, através de Rodas de Conversa com Discentes NAPNE 7/215 12/215 NAPNE 1/215 1/215 Evento Relacionado às Necessidades Específicas NAPNE 11/215 12/215 Participação na Jornada Pedagógica para apresentar a importância da Atenção dos Estudantes com Necessidades Específicas (Inclusão) Exibição de Filme Relacionado ao Tema para a comunidade discente NAPNE 19/5/15 19/5/15 NAPNE 1/215 1/215 X X X X X X X Página 3

31 Planilha32 Indicadores: 6. CONSOLIDAR E AMPLIAR AS POLÍTICAS INCLUSIVAS E AFIRMATIVAS Índice de Acessibilidade Meta: primeira medição Percentual de estudantes NEE atendidos Meta: 77 % Aperfeiçoamento do Auxílio estudantil Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X ampliação do numero de vagas do auxilio moradia, visando a permanecia dos discentes CAE 2/2/15 19/12/15 dos cursos superiores Realização do II Fórum de Assistencia Estudantil CAE 2/2/15 19/12/15 X Página 31

32 Planilha33 Indicadores: 6. CONSOLIDAR E AMPLIAR AS POLÍTICAS INCLUSIVAS E AFIRMATIVAS Índice de Acessibilidade Meta: primeira medição Percentual de estudantes NEE atendidos Meta: 77 % Aperfeiçoamento do Atendimento especializado e multidisciplinar Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X Adequação do horário de atendimento visando CAE / equipe 2/2/15 19/12/15 atender a necessidade dos estudantes multidisciplinar Capacitação do servidor visando o aprimoramento dos serviços prestados Realização dos atendimentos multidisciplinares( médico, psicologo, assistente social, tecnico em enfermagem e dentista) na mesma estrutura predial no posto de saúde do campus. CAE 2/2/15 19/12/15 CAE 2/12/15 19/12/15 X X Página 32

33 Planilha34 7. PROMOVER A INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Indicador: Número de Editais Conjuntos Meta: 16 Ano: 215 Realização de Eventos EPE integrados UG Responsável: PROEN / PROPES / PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Material de consumo, infraestrutura, diárias 1., Realização do III SIPEX DA/Cext/CPesq 1/6/15 15/12/15 realização do evento 5., I Mostra Cultural PROEX / Coordenação 22/7/15 22/7/15 de Extensão 15., Página 33

34 Planilha35 7. PROMOVER A INTEGRAÇÃO DAS AÇÕES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Indicador: Número de Editais Conjuntos Meta: 16 Ano: 215 Realização de projetos EPE integrados UG Responsável: PROEN / PROPES / PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Material de Consumo 2., Implementação de um percentual das aulas, DA/Coord. Pesquisa dedicado à execução de projetos de pesquisa 25/5/15 31/3/16 e Coord. Extensão e extensão, de forma interdisciplinar Fomento à participação conjunta em editais, através de portal, seminários internos, discussões em reuniões e outros eventos. DA/Coord. Pesquisa e Coord. Extensão 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo 1., 3., Página 34

35 Planilha36 8. PROMOVER O ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS, ITINERÁRIOS FORMATIVOS E INSERÇÃO SOCIOPROFISSIONAL Indicadores: Índice de egressos empregados na área de formação ou em áreas correlatas Meta: 13% Índice de egressos que ingressaram novamente na instituição Meta: 5% Apoio à inserção socioprofissional Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X Construção de portal para acompanhamento de NUREI 2/2/15 19/12/15 egressos Página 35

36 Planilha37 8. PROMOVER O ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS, ITINERÁRIOS FORMATIVOS E INSERÇÃO SOCIOPROFISSIONAL Indicadores: Índice de egressos empregados na área de formação ou em áreas correlatas Meta: 13% Índice de egressos que ingressaram novamente na instituição Meta: 5% Estímulo ao itinerário formativo Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Realização de seminarios X multidisciplinares para integração NUREI 2/2/15 19/12/15 dos cursos com foco no mundo do trabalho Página 36

37 Planilha38 Indicadores: 8. PROMOVER O ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS, ITINERÁRIOS FORMATIVOS E INSERÇÃO SOCIOPROFISSIONAL Índice de egressos empregados na área de formação ou em áreas correlatas Meta: 13% Ano: 215 Índice de egressos que ingressaram novamente na instituição Meta: 5% Estímulo de Egressos em projetos de pesquisa e extensão UG Responsável: PROPES / PROEX / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Desenvolvimento de Projetos de Pesquisa aplicada, em conjunto com empresas, para cumprimento de obrigações de Leis de Incentivo. Contratando assim, egressos interessados na atuação nesses projetos Incentivo à criação de empresas, oriundas do hotel de projetos do ccampus Uruçuca, sendo incubadas na futura Incubadora Municipal de Empresas, ou em outras Incubadoras da região. DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo e deslocamentos 5., Material de Consumo e deslocamentos 2., 7., Página 37

38 Planilha39 8. PROMOVER O ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS, ITINERÁRIOS FORMATIVOS E INSERÇÃO SOCIOPROFISSIONAL Indicadores: Índice de egressos empregados na área de formação ou em áreas correlatas Meta: 13% Índice de egressos que ingressaram novamente na instituição Meta: 5% Socialização de egressos Ano: 215 UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X Elaboração de projeto para realização NUREI, DA, CE e DG 2/2/15 19/12/15 do encontro de egressos Página 38

39 Planilha4 9. ADOTAR O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO Indicador: Índice de atingimento das metas propostas Meta: primeira medição Ano: 215 Gerenciamento do UG Responsável: TODAS Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Criar 1 (uma) coordenação especifica para avaliação do PE DG Junho Dezembro recursos humanos zero Página 39

40 Planilha41 9. ADOTAR O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO Indicador: Índice de atingimento das metas propostas Meta: primeira medição Ano: 215 Aprimoramento do acompanhamento dos Planos anuais de ação e Projetos UG Responsável: TODAS Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro recursos zero Criar comissão para acompanhamento da DG Junho Dezembro execução dos PA Página 4

41 Planilha42 9. ADOTAR O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO Indicador: Índice de atingimento das metas propostas Meta: primeira medição Ano: 215 Emissão de relatórios gerenciais UG Responsável: TODAS Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Elaborar relatórios bimestrais das ações planejadas e executadas DG/ DA/ DAP Junho Dezembro zero Página 41

42 Planilha43 9. ADOTAR O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO Indicador: Índice de atingimento das metas propostas Meta: primeira medição Ano: 215 Implantação de Reuniões estratégicas UG Responsável: TODAS Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X zero Realizar 1 reunião mensal com equipe DG Março Dezembro gestora para avaliação do PA Página 42

43 Planilha44 9. ADOTAR O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO Indicador: Índice de atingimento das metas propostas Meta: primeira medição Ano: 215 Avaliação e aprimoramento da gestão UG Responsável: TODAS Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro zero Realizar reunião de estudo para elaboração do sistema de avaliação da DG/ DA / DAP Março Dezembro gestão Página 43

44 Planilha FORTALECER E AMPLIAR AS PARCERIAS Indicador: Número de parcerias Meta: ampliação a ser definida Ano: 215 Prospecção de parcerias institucionais UG Responsável: PROPES / PROEX/ CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Promoção da integração e da parceria com os APL s da região, oferecendo as oportunidades geradas a partir dos editais de apoio às pesquisas nas empresas, bem como apoio técnico, para utilização de laboratórios. Promoção da integração e da parceria com as instituições de ensino e pesquisa da região (UESC, UFSB, IFBA, CEPEDI, CEPLAC) Realizar reunião institucional com empresas parcerias e futuras parcerias Efetivar 3(três) novas parcerias com os setores educacionais, produtivos e sociais DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 NUREI 2/2/15 19/12/15 Maio Dezembro Material de Consumo e deslocamentos 2., Material de Consumo e deslocamentos 2., X zero 4., Página 44

45 Planilha CONSOLIDAR A EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA Indicador: Índice de oferta de vagas em relação às vagas presenciais ofertadas Meta: primeira medição Ano: 215 Prospecção de oferta UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Realização de estudo de demanda para DA/ Coordenação Ead 1/215 12/215 prospecção de novos cursos X Página 45

46 Planilha PROMOVER A SAÚDE, O BEM-ESTAR E A QUALIDADE DE VIDA DO SERVIDOR NO AMBIENTE DE TRABALHO Indicador: Índice de satisfação dos servidores Meta: primeira medição Ano: 215 Desenvolvimento de Ações de motivação de servidores no ambiente de trabalho UG Responsável: DGP / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 46

47 Planilha GARANTIR A INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA Indicadores: Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Infraestrutura Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Tecnologia e Informação Meta: primeira medição Meta: primeira medição Ano: 215 Elaboração do Plano Diretor de Infraestrutura UG Responsável: PROPLAN / DGTI / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Promover reuniões internas com coordenações e diretorias para discussão dos problemas e apresentação de propostas para expansão e melhoria da capacidade física instalada DG/ DA / DAP Maio Dezembro zero Página 47

48 Planilha GARANTIR A INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA Indicadores: Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Infraestrutura Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Tecnologia e Informação Meta: primeira medição Meta: primeira medição Ano: 215 Captação de recursos extraorçamentários UG Responsável: PROPLAN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Promoção da integração e a parceria com os APL s da região, oferecendo as oportunidades geradas a partir dos editais de apoio às pesquisas nas empresas, bem como apoio técnico, para utilização de laboratórios. DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo e deslocamentos 2., Promoção da participação em editais externos e projetos de Leis de Incentivo DA/CPesq/CExt 25/5/15 31/3/16 Material de Consumo e deslocamentos 1., 3., Página 48

49 Planilha5 17. GARANTIR A INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA Indicadores: Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Infraestrutura Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Tecnologia e Informação Meta: primeira medição Meta: primeira medição Ano: 215 Aperfeiçoamento da Gestão de materiais UG Responsável: PROPLAN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Acompanhar e avaliar as ações destinadas à melhoria da estrutura física instalada DG / DAP Maio Dezembro zero Página 49

50 Planilha GARANTIR A INFRAESTRUTURA FÍSICA E TECNOLÓGICA Indicadores: Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Infraestrutura Percentual de cumprimento das metas do Plano Diretor de Tecnologia e Informação Meta: primeira medição Meta: primeira medição Ano: 215 Aperfeiçoamento da Gestão de contratos, convênios e planos de aquisição e manutenção UG Responsável: PROPLAN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro Página 5

51 Planilha52 4. EXPANDIR A OFERTA DE CURSOS E VAGAS EPT Indicador: Relação de ingressos X alunos Meta: 8% Ano: 215 Aperfeiçoamento do Processo Seletivo UG Responsável: PROEN / CAMPI Prazo: 1 de janeiro a 31 de dezembro X Aprimoramento da divulgação em comunidades DA e Comissão com jovens que se identifiquem com os cursos 2/2/15 19/12/15 Local ofertados Redistribuição dos polos de aplicação de provas entre os municipios do território do litoral sul DA e Comissão Local 2/2/15 19/12/15 X Página 51

Planilha1. Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 50%

Planilha1. Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 50% Planilha1 Indicadores: 1. CONSOLIDAR OS CURSOS OFERTADOS Índice de Eficiência Acadêmica Meta: 55% Índice de Retenção do Fluxo Escolar Meta: 18% Relação Concluintes x vaga ofertada Meta: 50% Realização

Leia mais

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Elaborada pela Diretoria de Assuntos Estudantis 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias

Leia mais

EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS

EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA EIXO III CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO E DE CADA UM DE SEUS CURSOS EIXO III - CRONOGRAMA DE IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA INSTITUIÇÃO

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2016 IFSP Campus Caraguatatuba

Plano de Gestão 2013-2016 IFSP Campus Caraguatatuba Visão Institucional O Campus Caraguatatuba do IFSP desenvolveu-se nos últimos anos, ampliando os cursos oferecidos, desde a Formação Inicial e Continuada, passando pelos Cursos Técnicos, de Tecnologia,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019

PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 PLANO DE TRABALHO CAMPUS DE FRANCISCO BELTRÃO QUATRIÊNIO 2016-2019 Candidato Gilmar Ribeiro de Mello SLOGAN: AÇÃO COLETIVA Página 1 INTRODUÇÃO Considerando as discussões realizadas com a comunidade interna

Leia mais

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização 2.1 - GRADUAÇÃO 2.1.1. Descrição do Ensino de Graduação na UESC Cursos: 26 cursos regulares

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES CAMPUS CONGONHAS DEZEMBRO - 2013 INFRA-ESTRUTURA Objetivo

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO Euro Oliveira de Araújo, graduado em Licenciatura em Química pela Universidade Estadual da Bahia.

Leia mais

DEMOCRACIA, ÉTICA E RENOVAÇÃO

DEMOCRACIA, ÉTICA E RENOVAÇÃO PLANO DE GESTÃO CANDIDATURA A DIREÇÃO GERAL DO IFSC CÂMPUS CHAPECÓ ROBERTA PASQUALLI DIRETORA GERAL LUIS FERNANDO POZAS DIRETOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ELIANDRO LUIZ MINSKI DIRETOR DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Estrutura do PDI 2014-2018

Estrutura do PDI 2014-2018 APRESENTAÇÃO O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) além de constituir um requisito legal, tal como previsto no Artigo

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014

RELATÓRIO SÍNTESE DA CPA (COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO) - 2014 A CPA (Comissão Própria De Avaliação) apresentou ao MEC, em março de 2015, o relatório da avaliação realizada no ano de 2014. A avaliação institucional, realizada anualmente, aborda as dimensões definidas

Leia mais

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Faculdade Educacional da Lapa 1 FAEL RESULTADOS - AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2012 O referido informativo apresenta uma súmula dos resultados da autoavaliação institucional, realizada no ano de 2012, seguindo

Leia mais

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização.

Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor. Por uma EaD focada no aluno e na qualidade com inovação: crescer com justiça e humanização. PROGRAMA DE TRABALHO PARA O QUADRIÊNIO 2015-2019 DOS CANDIDATOS À DIREÇÃO DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS Ednei Nunes de Oliveira - Candidato a Diretor

Leia mais

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional

Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional Osvaldo Casares Pinto Pró-Reitor Des. Institucional José Eli S. Santos Diretor Dep. Planej. Estratégico junho de 2015 Plano de Desenvolvimento Institucional

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2015-2017

PLANO DE GESTÃO 2015-2017 UNIFAL-MG FACULDADE DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS PLANO DE GESTÃO 2015-2017 Profa. Fernanda Borges de Araújo Paula Candidata a Diretora Profa. Cássia Carneiro Avelino Candidata a Vice Diretora Índice Apresentação...

Leia mais

2 Oferta de cursos técnicos e superiores por eixo tecnológico, por Campus. Taxa de ingresso nos cursos técnicos na forma de oferta, por Campus

2 Oferta de cursos técnicos e superiores por eixo tecnológico, por Campus. Taxa de ingresso nos cursos técnicos na forma de oferta, por Campus PERSPECTIVA OBJETIVO INDICADOR META RESULTADOS INSTITUCIONAIS 1 Nº de cursos técnicos e superiores, articulados com os arranjos produtivos locais por Campus; 2 Oferta de cursos técnicos e superiores por

Leia mais

Minuta do Capítulo 10 do PDI: Relações Externas

Minuta do Capítulo 10 do PDI: Relações Externas Minuta do Capítulo 10 do PDI: Relações Externas Elaborada pela Diretoria de Extensão e pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa

Leia mais

ANEXO III. Cronograma detalhado do PROAVI

ANEXO III. Cronograma detalhado do PROAVI ANEXO III Cronograma detalhado do PROAVI 65 PROGRAMA DE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA PUC-CAMPINAS CRONOGRAMA COMPLEMENTAR DETALHANDO AS ATIVIDADES E AS AÇÕES DE DIVULGAÇÃO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

Leia mais

III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional

III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional III.4.4. Inclusão e Desenvolvimento Regional UESC Missão: Formar profissionais, construir conhecimento e criar cultura fomentadora da cidadania, do desenvolvimento humano, social, econômico, artístico

Leia mais

GRUPO V ENSINO MÉDIO, TECNOLÓGICO E SUPERIOR

GRUPO V ENSINO MÉDIO, TECNOLÓGICO E SUPERIOR GRUPO V ENSINO MÉDIO, TECNOLÓGICO E SUPERIOR Tendo em vista a construção do Plano Municipal de Educação- PME 2015-2024 apresentamos proposições e estratégias para o Ensino Superior e Técnico nas modalidades

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019. Agosto-2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019. Agosto-2014 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CENTRO DE TECNOLOGIA PDI 2015-2019 Agosto-2014 2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ - PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO

Leia mais

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso.

N de cursos ofertados; % de vagas ocupadas/ formas de ingresso. Anexo II Dimensões Elementos Indicadores quantitativos Indicadores qualitativos % de cursos com projeto pedagógico/ adequados ao Projeto Condições de implementação dos Projetos Projeto Pedagógico dos Institucional

Leia mais

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI

Anexo 1 - Resolução 016/2011 - CONSUN. Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Plano de Desenvolvimento Institucional PDI 13 I ENSINO DE GRADUAÇÃO Objetivo 1 - Buscar continuamente a excelência nos cursos de graduação 1. Avaliar continuamente o processo educativo, em consonância

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

PLA O DE AÇÃO 2011 - REITORIA

PLA O DE AÇÃO 2011 - REITORIA Eficiência da Instituição 70% de eficiência, com meta satisfatória de 75% e meta ideal de 85%, com relação ao quantitativo inicial de alunos ingressantes. Índice de Eficiência O índice de eficiência da

Leia mais

ASSESSORIA DE AÇÕES INCLUSIVAS

ASSESSORIA DE AÇÕES INCLUSIVAS ASSESSORIA DE AÇÕES INCLUSIVAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO TÂNIA DUBOU HANSEL INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA Política de Inclusão na Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica O Instituto Federal Farroupilha

Leia mais

Capacitação Gerencial PST

Capacitação Gerencial PST Capacitação Gerencial PST Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social SNELIS Ministério do Esporte Direito Social É dever do estado fomentar práticas desportivas formais e não formais:

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO IFPR CÂMPUS CAMPO LARGO DESDOBRAMENTO DAS DIRETRIZES E OBJETIVOS ESTRATÉGICOS PARA O CÂMPUS DOCUMENTO FINAL EIXO: ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E INOVAÇÃO Objetivos Específicos

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata

PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE. UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão. Quadriênio 2016-2019. Candidata PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO DO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE UNIOESTE - Campus de Francisco Beltrão Quadriênio 2016-2019 Candidata Franciele Ani Caovilla Follador Slogan: CCS em ação! 1 INTRODUÇÃO Em 1991,

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2014 2015

PLANO DE GESTÃO 2014 2015 PLANO DE GESTÃO 2014 2015 1 APRESENTAÇÃO Este documento apresenta o Plano de Gestão proposto para ser executado, inicialmente, até Janeiro de 2015, da Direção-Geral do Campus Gurupi, e comunidade, pertencente

Leia mais

plano de metas gestão 2013-2017

plano de metas gestão 2013-2017 plano de metas gestão 2013-2017 Reitora Miriam da Costa Oliveira Vice-Reitor Luís Henrique Telles da Rosa Pró-Reitora de Graduação Maria Terezinha Antunes Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Rodrigo

Leia mais

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus

RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão. Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus RENOVAR PARA INOVAR! Plano de Gestão Proposta de plano de gestão do candidato Érico S. Costa ao cargo de Diretor do Campus 2013-2016 0 1 Sumário Apresentação... 2 Análise Situacional... 2 Programas Estruturantes...

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA DIREÇÃO DE ENSINO DO CÂMPUS CURITIBA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA DIREÇÃO DE ENSINO DO CÂMPUS CURITIBA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELA DIREÇÃO DE ENSINO DO CÂMPUS CURITIBA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013 A Direção de Ensino do câmpus Curitiba, compreendendo todas as suas seções, com a finalidade

Leia mais

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017

PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 PLANO DE AÇÃO-DIREÇÃO DO CAMPUS TERESINA ZONA SUL GESTÃO 2013-2017 O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e da moralidade, com que se pratica do

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2014-2018

PLANO DE GESTÃO 2014-2018 PLANO DE GESTÃO 2014-2018 INCONFIDENTES - 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. PROPOSTAS DE TRABALHO... 2 2.1 ENSINO... 2 2.2 PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO... 2 2.3 EXTENSÃO E INOVAÇÃO... 3 2.4 ATIVIDADES ESPORTIVAS

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU PRÓ-DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU - PROPESP POLÍTICA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU A Pesquisa e a Pós-Graduação Stricto Sensu são atividades coordenadas por uma mesma

Leia mais

Panorama da EPT. Fonte: Manpower/BBC

Panorama da EPT. Fonte: Manpower/BBC Panorama da EPT 1/3 dos empregadores brasileiros tem dificuldades de contratar; (64%) (Média mundial - 31%) EUA 2006: 44% - 2010: 14% Irlanda 2006: 32% - 2010: 4% Grã-Bretanha 2006: 42% - 2010: 9% Espanha

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Pronatec EJA: o Proeja no Pronatec

Pronatec EJA: o Proeja no Pronatec Pronatec EJA: o Proeja no Pronatec MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Anna Catharina da Costa Dantas dpept.setec@mec.gov.br Brasília/DF, 02 de julho de 2013. PNE 2011-2020:

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO As ações de pesquisa do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas constituem um processo educativo

Leia mais

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA

POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ME FACULDADE INTEGRADA DE SANTA MARIA PRELIMINARES POLÍTICA DE ENSINO DA FISMA Santa Maria, RS Junho - 2010 1 SUMÁRIO 1. POLÍTICA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO... 1 2. POLÍTICAS DE ENSINO

Leia mais

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Numero de Ações 16 Ações Orçamentárias 0511 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Produto: Projeto apoiado UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

HIERARQUIA DE SETORES

HIERARQUIA DE SETORES SIGA - SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA RELATÓRIO DE HIERARQUIA DE SETORES - 21/10/2014 REITORIA RET-GAB-GABINETE HIERARQUIA DE SETORES BJL-DG-DIRETORIA GERAL CAT-DG-DIRETORIA GERAL CSI-DG-DIRETORIA

Leia mais

Diretrizes de Apoio às Ações de Extensão no IFRS Campus Osório

Diretrizes de Apoio às Ações de Extensão no IFRS Campus Osório Diretrizes de Apoio às Ações de Extensão no IFRS Campus Osório O presente documento visa orientar a estruturação de propostas de Extensão vinculadas ao - Campus Osório. Este instrumento consta das diretrizes

Leia mais

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO

NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO NORMATIZAÇÃO E REGULAÇÃO DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DAS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LASSALISTA CURSOS DE GRADUAÇÃO PROVÍNCIA LA SALLE BRASIL - CHILE APRESENTAÇÃO O Setor de Educação Superior da Província

Leia mais

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas.

2. Disseminar o conhecimento gerado no Instituto Federal do Amazonas. Extensão ETENSÃO A implementação da politica de Extensão, no Instituto Federal do Amazonas reafirma a missão deste Instituto e seu comprometimento com o desenvolvimento local e regional promovendo a integração

Leia mais

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20 Orgão Programa 0008 - EDUCAÇÃO SUPERIOR E TECNOLÓGICA Objetivo 0307 - Fortalecer a política de ensino superior de graduação e pós-graduação, por meio da sua interiorização, do desenvolvimento da pesquisa,

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015

AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 AVALIAÇÃO TRIMESTRAL DE METAS PDI- 2011/2015 METAS AÇÕES PRAZOS Expansão do número de vagas do curso de Engenharia de Produção. SITUAÇÃO MARÇO DE 2015 AVALIAÇÃO PROCEDIDA EM 12.03.2015 CPA E DIRETORIA

Leia mais

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007.

SIC 56/07. Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. SIC 56/07 Belo Horizonte, 8 de novembro de 2007. 1. DIRETRIZES PARA A ELABORAÇÃO, PELO INEP, DOS INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PARA O CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR E SEUS PÓLOS DE APOIO

Leia mais

Proposta de Gestão. Marcos Amorielle Furini. Candidato a Diretor-Geral do IFSP - Câmpus Votuporanga

Proposta de Gestão. Marcos Amorielle Furini. Candidato a Diretor-Geral do IFSP - Câmpus Votuporanga Proposta de Gestão Marcos Amorielle Furini Candidato a Diretor-Geral do IFSP - Câmpus Votuporanga Continuidade, Avanço e Consolidação de uma Gestão Transparente e Participativa. Prezados servidores e alunos.

Leia mais

APOIO AO PROGRAMA MULHERES SIM

APOIO AO PROGRAMA MULHERES SIM PROEX N º 05/2015/PROEX APOIO AO PROGRAMA MULHERES SIM EXECUÇÃO: 10 JULHO DE 2015 A 10 DE DEZEMBRO DE 2015. 1 PROEX Nº 05/2015 EDITAL PROGRAMA MULHERES SIM A Reitora do Instituto Federal de Santa Catarina,

Leia mais

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006.

PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. PORTARIA Nº 300, DE 30 DE JANEIRO DE 2006. Aprova, em extrato, o Instrumento de Avaliação Externa de Instituições de Educação Superior do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior SINAES O MINISTRO

Leia mais

CONSELHO UNIVERSITÁRIO

CONSELHO UNIVERSITÁRIO P R O P O S T A D E P A R E C E R CONSELHO UNIVERSITÁRIO PROCESS0 Nº: 007/2014 ASSUNTO: Proposta de texto Construção de Políticas e Práticas de Educação a Distância a ser incluído no Plano de Desenvolvimento

Leia mais

PROPOSTAS DE PLANO DE GESTÃO IFSP CAMPUS CATANDUVA - 2015-2017

PROPOSTAS DE PLANO DE GESTÃO IFSP CAMPUS CATANDUVA - 2015-2017 PROPOSTAS DE PLANO DE GESTÃO IFSP CAMPUS CATANDUVA - 2015-2017 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I DO OBJETIVO A palavra viva é diálogo existencial. Expressa e elabora o mundo, em comunicação e colaboração.

Leia mais

Audiência Pública 2014. Pró-Reitoria de Graduação Universidade Federal de Pelotas

Audiência Pública 2014. Pró-Reitoria de Graduação Universidade Federal de Pelotas Audiência Pública 2014 Pró-Reitoria de Graduação Universidade Federal de Pelotas Pró-Reitoria de Graduação Núcleo de Acessibilidade e Inclusão Coordenadoria de Ensino e Currículo Coordenadoria de Programas

Leia mais

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR Metas PNE - Meta 12 Elevar a taxa bruta de matrícula na Educação Superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população

Leia mais

PLANO DE TRABALHO COM AÇÕES ESTRATÉGICAS PARA A DIREÇÃO GERAL DO IF BAIANO CAMPUS BOM JESUS DA LAPA NO QUADRIÊNIO 2014 2018

PLANO DE TRABALHO COM AÇÕES ESTRATÉGICAS PARA A DIREÇÃO GERAL DO IF BAIANO CAMPUS BOM JESUS DA LAPA NO QUADRIÊNIO 2014 2018 ~ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS BOM JESUS DA LAPA PLANO DE TRABALHO COM AÇÕES ESTRATÉGICAS PARA

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD

AUTOAVALIAÇÃO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA - CEAD AUTOAVALIAÇÃO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO: Presidente: Prof. Ademilde Silveira Sartori Representantes Docentes: Prof. Rose Cler Estivalete Beche Prof. Solange

Leia mais

X Encontro Nacional de Escolas de Governo

X Encontro Nacional de Escolas de Governo X Encontro Nacional de Escolas de Governo Painel Cursos de pós-graduação nas escolas de governo A experiência da Enap na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu Carmen Izabel Gatto e Maria Stela Reis

Leia mais

Indicadores: Nº de Servidores e alunos por Campus que tem a pretensão de participar do curso básico em Frances

Indicadores: Nº de Servidores e alunos por Campus que tem a pretensão de participar do curso básico em Frances MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO 1.Perspectiva Desenvolvimento de Pessoas Objetivo: Implantar Cursos de Idiomas para os servidores e alunos, de modo especifico em Frances. RESPONSÁVEL: Profª

Leia mais

Relatório da Consulta Pública do Planejamento Estratégico

Relatório da Consulta Pública do Planejamento Estratégico Relatório da Consulta Pública do Planejamento Estratégico Florianópolis, maio de 2014 Relatório da Consulta Pública do Planejamento Estratégico A consulta pública do planejamento estratégico foi lançada

Leia mais

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME

XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME XXV ENCONTRO NACIONAL DA UNCME Os desafios da Educação Infantil nos Planos de Educação Porto de Galinhas/PE Outubro/2015 Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL É direito dos trabalhadores

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB).

RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB). RELATO DE EXPERIÊNCIAS NA GESTÃO DA EAD: NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA(UFSM) E NA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL(UAB). Profa. Dra. Maria Medianeira Padoin 1 RESUMO: Relato e análise de experiências

Leia mais

PLANO DE AÇÃO GESTÃO 2016 2020 APRESENTAÇÃO

PLANO DE AÇÃO GESTÃO 2016 2020 APRESENTAÇÃO Eu queria uma escola que lhes ensinasse a pensar, a raciocinar, a procurar soluções (...) Eu também queria uma escola que ensinasse a conviver, cooperar, a respeitar, a esperar, saber viver em comunidade,

Leia mais

BALANCED SCORECARD - BSC DO CAMPUS VOLTA REDONDA

BALANCED SCORECARD - BSC DO CAMPUS VOLTA REDONDA OBJETIVOS BALANCED SCORECARD - BSC DO CAMPUS VOLTA REDONDA INDICADORES METAS RESPONSÁVEL PRAZO STATUS Implementação da Norma 17025 no Conclusão em. Laboratório de Metrologia Reinaldo Santana Produção e

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS VOTUPORANGA PLANO DE GESTÃO

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS VOTUPORANGA PLANO DE GESTÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS VOTUPORANGA 1 PLANO DE GESTÃO Eder Diretor Breve Currículo: Candidato ao Cargo de Diretor Geral do Campus Votuporanga EDER APARECIDO

Leia mais

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS

ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS ENSINO DIGITAL E INOVAÇÃO: PANORAMA EAD FURG POSSIBILIDADES E DESAFIOS Profa. Dra. Ivete Martins Pinto Secretária Geral de Educação a Distância Coordenadora UAB/FURG Presidente da Associação Universidade

Leia mais

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos

12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos 12. POLÍTICA DE EaD 12. POLÍTICA DE EaD A Educação a Distância do IFPE EaD, ao longo dos anos, vem desenvolvendo ações que propiciam mediação didático-pedagógica nos processos de ensino e aprendizagem,

Leia mais

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI

PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PROF. DR. CLODIS BOSCARIOLI PLANO DE TRABALHO DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS DE CASCAVEL QUADRIÊNIO 2012-2015 Cascavel set/2011. APRESENTAÇÃO Nasci em Umuarama/PR em 31/07/1973. Sou técnico em Contabilidade pelo

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA

PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA PLANO DE AÇÃO 2015 COMISSÃO SETORIAL DE AVALIAÇÃO DO CENTRO DE TECNOLOGIA EIXO 1 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Dimensão 8: Planejamento e Avaliação * Gerais 1.1; 1.2; Divulgação dos resultados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 052/2014, DE 12 DE AGOSTO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS Conselho Superior Rua Ciomara Amaral de Paula, 167 Bairro Medicina 37550-000 - Pouso Alegre/MG Fone: (35)

Leia mais

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social

O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social II Fórum de Informação em Saúde IV Encontro da Rede BiblioSUS O Projeto Casa Brasil de inclusão digital e social Maria de Fátima Ramos Brandão Outubro/2007 1 Apresentação O Projeto Casa Brasil Modelos

Leia mais

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são:

O Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores possui flexibilidade para atender dois tipos de certificações intermediárias, que são: 1) Formas de participação do Corpo Discente: O Colegiado do Curso é um órgão consultivo, deliberativo e normativo, onde é possível a participação do corpo discente nas decisões que competem a exposição

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

RELATÓRIO DIAGNÓSTICO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2009 2013 ANÁLISE DAS METAS E AÇÕES PROPOSTAS PARA A EXTENSÃO

RELATÓRIO DIAGNÓSTICO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2009 2013 ANÁLISE DAS METAS E AÇÕES PROPOSTAS PARA A EXTENSÃO RELATÓRIO DIAGNÓSTICO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2009 2013 ANÁLISE DAS METAS E AÇÕES PROPOSTAS PARA A EXTENSÃO FLORIANÓPOLIS, 2013 ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO IFSC REITORA Maria Clara Kaschny

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2009-2012 1 - APRESENTAÇÃO

PLANO DE GESTÃO 2009-2012 1 - APRESENTAÇÃO PLANO DE GESTÃO 2009-2012 1 - APRESENTAÇÃO Os objetivos desse Plano de Gestão estão pautados na missão da Faculdade de Ciências Farmacêuticas como escola pública de excelência, que tem suas atividades

Leia mais

ASSESSORIA PEDAGÓGICA. Angela Maria Andrade Marinho de Souza Cristina Bandeira Townsend Mariglei Severo Maraschin Suélen da Silva Zuquetto

ASSESSORIA PEDAGÓGICA. Angela Maria Andrade Marinho de Souza Cristina Bandeira Townsend Mariglei Severo Maraschin Suélen da Silva Zuquetto ASSESSORIA PEDAGÓGICA Angela Maria Andrade Marinho de Souza Cristina Bandeira Townsend Mariglei Severo Maraschin Suélen da Silva Zuquetto Ano 2009 -A Assessoria não estava efetivamente constituída. Era

Leia mais

Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação

Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação Plano de gestão 2016-2019 Chapa Consolidação 1. Apresentação Em novembro a comunidade do IFSC Câmpus Canoinhas elegerá seus novos dirigentes: Diretor Geral, Chefe de Departamento de Ensino, Pesquisa e

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 RESOLUÇÃO nº 18 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2009 Aprova o Regimento Interno do Núcleo de Educação Técnica e Tecnológica Aberta e a Distância NETTAD - CAVG. O Presidente em exercício do Conselho Coordenador do

Leia mais

Câmpus FLORIANÓPOLIS. 12 23,08% Discentes (alunos) 10 19,23% Comunidade 0 0,00%

Câmpus FLORIANÓPOLIS. 12 23,08% Discentes (alunos) 10 19,23% Comunidade 0 0,00% Diagnóstico Planejamento PDI 2014-2018 Período de respostas: 05/09/13 a 18/09/13 Questionários Respondidos 52 Docentes 30 57,69% Técnicos-Administrativos 12 23,08% Discentes (alunos) 10 19,23% Comunidade

Leia mais

ACESSO, PERMANÊNCIA E SUCESSO ESCOLAR

ACESSO, PERMANÊNCIA E SUCESSO ESCOLAR ACESSO, PERMANÊNCIA E SUCESSO ESCOLAR É É importante que as pessoas se sintam parte de um processo de melhoria para todos Luiz Fábio Mesquita PROEN 2011 Luiz Alberto Rezende / Tânia Mára Souza / Patrícia

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO INTRODUÇÃO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO (PPC) Articulação com o Plano de Desenvolvimento Institucional PDI Projeto Político Pedagógico Indissociabilidade entre ensino, pesquisa

Leia mais

1. RESULTADOS 1.1 Proposta de Portfólio de Projetos

1. RESULTADOS 1.1 Proposta de Portfólio de Projetos registro dos resultados OFICINA OFICINA IDEIAS DE S Ifes 1. RESULTADOS 1.1 Proposta de Portfólio de Projetos SUBS Programa de capacitação e Qualificação Programa de capacitação implantado Estratégia de

Leia mais

8. Excelência no Ensino Superior

8. Excelência no Ensino Superior 8. Excelência no Ensino Superior PROGRAMA: 08 Órgão Responsável: Contextualização: Excelência no Ensino Superior Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior - SETI O Programa busca,

Leia mais

Plano de Ação do Centro de Educação e Letras 2012-2015

Plano de Ação do Centro de Educação e Letras 2012-2015 Plano de Ação do Centro de Educação e Letras 2012-2015 Apresentação: O presente plano de trabalho incorpora, na totalidade, o debate e indicativo do coletivo docente e discente do Centro de Educação e

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2014-2016 Versão 1.0 1 APRESENTAÇÃO O Planejamento

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS

INTRODUÇÃO OBJETIVOS GERAIS E ESPECÍFICOS INTRODUÇÃO Com base no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais - REHUF, destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais das universidades federais, integrados

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2012 Resolução COP Nº. 114/2011 de 08/12/2011

PLANO DE AÇÃO 2012 Resolução COP Nº. 114/2011 de 08/12/2011 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL De acordo com o Decreto 5.773/2006 PERÍODO - 2012-2015 Resolução COP Nº 113/2011, de 08/12/2011 PLANO DE AÇÃO 2012 Resolução COP Nº. 114/2011 de 08/12/2011 Lucas

Leia mais

UFPB VIRTUAL ENSINO DE IÊNCIAS AGRÁRIAS A DISTÂNCIA

UFPB VIRTUAL ENSINO DE IÊNCIAS AGRÁRIAS A DISTÂNCIA UFPB VIRTUAL ENSINO DE IÊNCIAS AGRÁRIAS A DISTÂNCIA SISTEMA UAB UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL 02 de de 2010 O QUE É UAB? Um Sistema que propicia a articulação, a interação e a efetivação de iniciativas

Leia mais

PLANO DE GESTÃO 2016-2018

PLANO DE GESTÃO 2016-2018 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA CAMPUS PORTO VELHO CALAMA PLANO DE GESTÃO 2016-2018 Professora

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO INSTITUCIONAL 2014-2018 (Síntese da Matriz estratégica) Texto aprovado na 19ª Reunião Extraordinária do CONSUNI, em 04 de novembro de 2013. MISSÃO Ser uma Universidade que valoriza

Leia mais

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014

Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Organograma do Pronatec/CEDAF 2014 Supervisor Financeiro Coordenação Geral Apoio Administrativo Supervisor de TI Apoio Financeiro Orientador Pedagógico Apoio Administrativo Avaliação dos Cursos Coordenação

Leia mais

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos:

Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: Referência atual: Decreto 5.773, 9 de maio de 2006. Art. 16.O plano de desenvolvimento institucional deverá conter, pelo menos, os seguintes elementos: I-missão, objetivos e metas da instituição, em sua

Leia mais

Minuta do Capítulo 11 do PDI: Educação a Distância

Minuta do Capítulo 11 do PDI: Educação a Distância Minuta do Capítulo 11 do PDI: Educação a Distância Elaborada pela Pró-Reitoria de Ensino 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias 28 e 29 de julho de 2014 e

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2015 2019. Capítulo 11 Educação a Distância

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2015 2019. Capítulo 11 Educação a Distância PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2015 2019 Capítulo 11 Educação a Distância Florianópolis Dezembro 2014 CAPÍTULO 11...11.1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA...11.1 11.1 HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO IFSC...11.1

Leia mais