REPÚBLICA DE ANGOLA. Comando Geral da Polícia Nacional. Direcção Nacional de Viação e Trânsito. Ministério do Interior

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REPÚBLICA DE ANGOLA. Comando Geral da Polícia Nacional. Direcção Nacional de Viação e Trânsito. Ministério do Interior"

Transcrição

1 REPÚBLICA DE ANGOLA Ministério do Interior Comando Geral da Polícia Nacional Direcção Nacional de Viação e Trânsito 1

2 2 Sessão de esclarecimento

3 1. Contexto de surgimento do Novo Código de Estrada 2. Sistematização do Novo Código de Estrada 3. Alterações/Inovações/Novas atitudes e comportamentos 4. Perguntas e respostas 5. Mais informações 3

4 1. Contexto de surgimento do Novo Código de Estrada Código de Estrada em vigor desde 1954 Diversas alterações e aditamentos posteriores Alterações profundas no contexto político/social e económico Crescimento exponencial do trânsito (segundo dados estatísticos da DNVT no ano de 2002 haviam veículos matriculados em 2007 existiam veículos matriculados) Adequação e harmonização com normas internacionais (em particular o protocolo SADC) Adaptação às necessidades actuais e ao equilíbrio entre o crescimento do tráfego e a segurança (segundo dados estatísticos da DNVT ocorreram acidentes em em 2007) 4

5 1. Contexto de surgimento do Novo Código de Estrada O Novo Código de Estrada foi aprovado em 27 de Fevereiro de 2008 em Conselho de Ministros Publicação no Diário da República nº182 - Iª série de 2008 Entrada em vigor a 1 de Abril de 2009 através do Decreto-lei n.º5/08 de 29 de Setembro 5

6 2. Sistematização do Novo Código da Estrada O Novo Código de Estrada da República de Angola está organizado por títulos: Título I - Generalidades Título II Trânsito de veículos e animais Título III Trânsito de peões Título IV - Veículos Título V Habilitação legal para conduzir Título VI Responsabilidade civil Título VII Procedimentos de fiscalização Título VIII Penalidades por infracções às disposições do presente Código da Estrada 6

7 3. Principais Alterações/Inovações/Novas atitudes e comportamentos Decreto-lei n.º Decreto-lei n.º5/08 de 29 de Setembro 7

8 Definições legais NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Introduzem-se novos conceitos e definições adaptadas à modernidade, que até hoje ainda não eram uma realidade no panorama da República de Angola. Caso concreto das auto-estradas e dos corredores de circulação. 8

9 Definições legais Artigo 1º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Auto-estrada Via pública destinada ao trânsito rápido, com separação física de faixas de rodagem, sem cruzamento de nível nem acesso a propriedades marginais, com acessos condicionados e sinalizada como tal. 9

10 Definições legais Artigo 1º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Corredor de circulação Via de trânsito reservada a veículos de certa espécie ou afectos a determinados transportes. 10

11 Proibição de utilização de certos aparelhos NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Deixa de ser permitido utilizar determinados aparelhos com o intuito de potenciar a atenção do condutor para a tarefa que está a desempenhar. 11

12 Proibição de utilização de certos aparelhos Artigo 83º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Ao condutor, é proibido utilizar, durante a marcha do veículo, telemóvel ou qualquer tipo de equipamento ou aparelho susceptível de prejudicar a condução 12

13 Utilização de acessórios de segurança NOVO!! Segundo dados estatísticos da DNVT, até ao dia ocorreram acidentes (média 30 dia) dos quais resultaram vítimas mortais (média 6 dia) e ficaram feridas (média 28 dia). Com o Novo Código de Estrada Introduz-se a obrigatoriedade do uso de acessórios de segurança nomeadamente o cinto de segurança e capacete de protecção como elementos fundamentais para a diminuição de lesões em caso de acidente. 13

14 Utilização de acessórios de segurança Artigo 81º Antes Com o NOVO CÓDIGO! O condutor e passageiros transportados em automóveis são obrigados a usar os cintos e demais acessórios de segurança 14

15 Utilização de acessórios de segurança Artigo 81º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Oscondutoresepassageirosdeciclomotores,motociclos,comou sem carro lateral, triciclos e quadriciclos devem proteger a cabeça usando capacete de modelo oficialmente aprovado, devidamente ajustado e apertado. 15

16 NOVO!! Condução sob influência de álcool ou de substâncias legalmente consideradas como entorpecentes Com o Novo Código de Estrada Entra em vigor a proibição da condução sob influência de álcool ou de substâncias entorpecentes. 16

17 Condução sob influência de álcool ou de substâncias legalmente consideradas como entorpecentes Artigo 80º Antes É proibido conduzir sob influência de álcool 17 Com o NOVO CÓDIGO!

18 Condução sob influência de álcool ou de substâncias legalmente consideradas como entorpecentes Artigo 80º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido conduzir sob influência de substâncias legalmente consideradas como entorpecentes. 18

19 Limites gerais de velocidade NOVO!! Segundo dados estatísticos da DNVT as regras do Código da Estrada que regulam os limites de velocidade têm uma percentagem de não observância na ordem dos 19% por parte dos condutores constituindo uma das maiores causas de acidentes. Com o Novo Código de Estrada Ficam estabelecidos novos limites de velocidade consoante o veículo e a via em que se desenvolve a circulação nomeadamente para auto-estradas e vias reservadas a automóveis e motociclos. É possibilitada a fiscalização de velocidade através de radares. 19

20 Limites gerais de velocidade Artigo 27º Veículos Dentro da localidade Fora da localidade Vias reservadas a automóveis e motociclos Auto-estrada Motociclos: De cilindrada superior a 50 cm³ sem carro lateral Com carro lateral ou com três rodas ou com reboque De cilindrada não superior a

21 Limites gerais de velocidade Artigo 27º Veículos Dentro da localidade Fora da localidade Vias reservadas a automóveis e motociclos Auto-estrada Automóveis ligeiros de passageiros e mistos Sem reboque Com reboque Automóveis ligeiros de mercadorias Sem reboque Com reboque

22 Limites gerais de velocidade Artigo 27º Veículos Dentro da localidade Fora da localidade Vias reservadas a automóveis e motociclos Auto-estrada Automóveis pesados de passageiros Sem reboque Com reboque Automóveis pesados de mercadorias Sem reboque ou com semireboque 22 Com reboque

23 23

24 Infracções pela prática de excesso de velocidade Excesso de velocidade até 30 Km/h sobre os limites impostos Aplicável a automóvel ligeiro e motociclo Excesso de velocidade superior a 30 km/h e até 60 km/h sobre os limites impostos Excesso de velocidade superior a 60 km/h sobre os limites impostos Contravenção Multa Contravenção grave - Multa + Inibição de conduzir de 1 a 12 meses Contravenção Muito Grave Multa + Inibição de conduzir de 2 a 24 meses 24

25 Infracções pela prática de excesso de velocidade Aplicável a outro veículo a motor que não seja automóvel ligeiro nem motociclo Excesso de velocidade até 20 Km/h sobre os limites impostos Excesso de velocidade superior a 20 km/h e até 40 km/h sobre os limites impostos Excesso de velocidade superior a 40 km/h sobre os limites impostos Contravenção Multa Contravenção grave - Multa + Inibição de conduzir de 1 a 12 meses Contravenção Muito Grave Multa + Inibição de conduzir de 2 a 24 meses 25

26 Cedência de passagem NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É substituído o conceito de direito de prioridade pela expressão dever de ceder a passagem. Todo o condutor deve interiorizar que mesmo nas circunstâncias em que a prioridade lhe é conferida, deve agir com a maior prudência, a fim de evitar o acidente. 26

27 Cedência de passagem Artigo 29º Dever de ceder a passagem Direito de prioridade O condutor com prioridade de passagem deve observar as cautelas necessárias à segurança do trânsito. Direito relativo 27

28 Proibição de paragem e estacionamento NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Criam-se novas regras que limitam o direito do condutor imobilizar o veículo que conduz com vista à paragem ou estacionamento, com o objectivo de melhorar o ordenamento da circulação rodoviária. 28

29 Proibição de paragem e estacionamento Artigo 49º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido parar ou estacionar: a) Nas pontes, rotundas, túneis, passagens de nível, passagens inferiores ou superiores e em todos os lugares de insuficiente visibilidade; 29

30 Proibição de estacionamento Artigo 50º Antes 30 Com o NOVO CÓDIGO! É proibido estacionar: a) Nas vias em que impeça a formação de uma ou mais filas de trânsito, conforme este se faça num só ou nos dois sentidos;

31 Transporte de pessoas NOVO!! Segundo dados estatísticos da DNVT do total de vítimas mortais em acidente rodoviário 41% são passageiros. Segundo dados da mesma fonte, do total de feridos resultantes de acidente rodoviário 57% eram passageiros. Com o Novo Código de Estrada Há o fomento de regras no que diz respeito à entrada e saída de passageiros, da lotação dos veículos e impedimento de transportar passageiros fora dos assentos tendo como base primordial a segurança e a protecção da vida do condutor e passageiros. 31

32 Transporte de pessoas Artigo 54º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido o transporte de pessoas em número que exceda a lotação do veículo ou de modo a comprometer a sua segurança ou a segurança da condução. É igualmente proibido o transporte de passageiros fora dos assentos, bem como o transporte de pessoas juntamente com carga 32

33 Transporte de crianças em automóvel NOVO!! Segundo dados estatísticos da DNVT do total de vítimas mortais em acidente rodoviário 19% dessas são crianças/adolescentes até aos 15 anos de idade. Segundo dados estatísticos da DNVT do total de feridos em acidente rodoviário 19% dessas vítimas são crianças/adolescentes até aos 15 anos de idade. Com o Novo Código de Estrada Introduzem-se novas regras, elevando os padrões de segurança para os passageiros com índice de fragilidade superior. Passa a ser obrigatória a utilização de sistemas de retenção para crianças. 33

34 Transporte de crianças em automóvel Artigo 55º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido o transporte de crianças, com idade inferior a 12 anos e com menos de 1,5 metros de altura, no banco da frente. O transporte de crianças nas condições acima referidas deve fazerse no banco da retaguarda, utilizando o sistema de retenção adaptado ao seu tamanho e peso. 34

35 Transporte de carga NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É proibido o transporte de pessoas juntamente com carga, salvo excepções previstas em Regulamento. Éobrigatórioquenotransportedemercadorias,acarganão ultrapasse a caixa de carga do veículo, salvo as excepções para alguns transportes, mediante autorização especial emitida pela DNVT. 35

36 Transporte de carga Artigo 56º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido o trânsito de veículos ou animais carregados por tal forma que possam constituir perigo ou embaraço para os outros utentes da via ou danificar os pavimentos, instalações, obras de arte e imóveis marginais. 36

37 Imobilização forçada por avaria ou acidente NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Adiantam-se novos comportamentos para os intervenientes em acidente com vista à protecção destes. A reparação de veículos na via deixa de ser permitida, a não ser que seja indispensável para a remoção do veículo ou se tratem de avarias de fácil reparação. 37

38 Imobilização forçada por avaria ou acidente Artigo 86º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Sempre que ocorra uma situação de imobilização forçada de um veículo em consequência de avaria ou acidente, o condutor deve proceder imediatamente ao seu regular estacionamento ou, não sendo isso viável, retirar o veículo da faixa de rodagem 38

39 Sinal de pré-sinalização de perigo NOVO!! Com o Novo Código de Estrada E instituída a obrigatoriedade de utilização do triângulo de pré-sinalização eocolete retrorreflector. 39

40 Sinal de pré-sinalização de perigo Artigo 87º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Todos os veículos a motor em circulação devem estar equipados com o sinal de pré-sinalização de perigo e um colete, ambos retrorreflectores e de modelo oficialmente aprovado. 40

41 Trânsito de peões NOVO!! Segundo dados estatísticos da DNVT 29% das vítimas mortais na estrada e 24% dos feridos são utentes da via que se deslocam a pé. Com o Novo Código de Estrada Os peões, enquanto utentes de elevada fragilidade, devem observar novos comportamentos com o objectivo de uma convivência mais harmoniosa na partilha do meio ambiente rodoviário. 41

42 Trânsito de peões Artigo 97º Antes Os peões devem transitar pelos passeios, pistas ou passagens a eles destinados 42 Com o NOVO CÓDIGO! Os peões devem transitar pela direita dos locais que lhes são destinados.

43 Poluição em geral NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É proibida a poluição sonora, do ar e do solo, não podendo os proprietários ou os condutores utilizar um veículo que emita sons ou fumos superiores a determinados níveis fixados em regulamento, bem como, derrame de óleo e de outras substâncias, para o solo. 43

44 Poluição em geral Artigo 78º e 79º Antes Com o NOVO CÓDIGO! É proibido o trânsito de veículos a motor que emitam fumos ou gases em quantidade superior a fixar em regulamento ou que derramem óleo ou quaisquer outras substâncias. É proibido o trânsito de veículos a motor que emitam ruídos superiores aos limites máximos fixados em regulamento internacional sobre ruído 44

45 Condução profissional de veículos de transporte NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Fica estabelecido que podem ser determinados, para os condutores profissionais de veículos de transporte, os tempos de descanso e de condução. Aos condutores profissionais que transportem mercadorias perigosas pode ser exigido curso de formação. 45

46 Condução profissional de veículos de transporte Artigo 82º Com o NOVO CÓDIGO! Por razões de segurança, podem ser definidos, para os condutores profissionais de veículos de transporte, os tempos de condução e descanso e, bem assim, pode ser exigida a presença de mais de uma pessoa habilitada para a condução de um mesmo veículo. Aos condutores profissionais que transportem perigosas, podem ser exigidos cursos de formação 46 mercadorias

47 Ordem de prioridade entre sinais NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Estatui-se uma hierarquia para os sinais. Neste âmbito os sinais do agente regulador de trânsito prevalecem sobre todos os outros. 47

48 Ordem de prioridade entre sinais Artigo 7º 1º Ordens do agente regulador de trânsito 48 2º Sinalização temporária 3º Sinalização luminosa 4º Sinais verticais 5º Marcas rodoviárias ou sinalização horizontal 6º Regras gerais de trânsito

49 Veículos NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É introduzida uma nova classificação de veículos tendo por finalidade uma melhor organização de tipologia de viaturas. 49

50 Veículos Artigo 103º e seguintes Automóveis Classes: Ligeiros e Pesados Tipos: Mercadorias, Passageiros, Mistos, Tractores e Especiais Motociclos, Ciclomotores e Quadriciclos Veículos Veículos agrícolas Outros veículos a motor Reboques e semireboques Tractor agrícola, Máquina agrícola, Moto cultivador e Tractocarro Veículo sobre carris, Máquina industrial 50 Velocípedes

51 Inspecções de veículos NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Prevê-se o regime de inspecções periódicas obrigatórias e estatui que essas inspecções possam ser efectuadas por Centros de inspecções devidamente credenciados para o efeito. É proibida a circulação de veículos com características diferentes das estabelecidas, bem como, o registo e matrícula de veículos com volante do lado direito. 51

52 Inspecções de veículos Artigo 114º Antes Com o NOVO CÓDIGO! Todos os veículos a motor e os seus reboques devem ser sujeitos a inspecção, nos termos fixados em regulamento 52

53 Obtenção de títulos de condução NOVO!! Com o Novo Código de Estrada São introduzidos novos requisitos para obtenção de carta de condução nomeadamente idade mínima conforme a categoria de carta de condução pretendida, aptidão física, mental e psicológica, escolaridade mínima. Criam-se condições especiais para condutores profissionais. 53

54 Obtenção de títulos de condução Artigo 124º Idade mínima (18 anos ou 21 se for para profissional) Aptidão física, mental e psicológica Escolaridade mínima da 6ª classe Residência em território nacional Não esteja a cumprir nenhuma medida de inibição ou proibição de conduzir ou interdição de concessão da carta de condução 54 Aprovação no exame de condução

55 Condições especiais para condutores de serviço público Artigo 125º A qualidade de condutor de serviço público de passageiros é averbada na carta de condução profissional, mediante as seguintes condições: Idade mínima de 25 anos e máximo de 60 Escolaridade mínima a 8ª classe Dois anos de prática de condução de transporte de mercadorias 55 Certificado de curso de formação

56 Manobras perigosas e inibição de conduzir NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É introduzida uma nova classificação de contravenções. Para além da multa inerente às contravenções praticadas é acessoriamente aplicada inibição de conduzir de 1 a 12 meses ou de 2 a 24 meses consoante sejam graves ou muito graves respectivamente. 56

57 Manobras perigosas e inibição de conduzir Artigo 137º 57

58 Registo de infracções do condutor NOVO!! Com o Novo Código de Estrada É instituído e organizado o registo de infracções do condutor, com acesso por parte deste sempre que o solicite, em que constam os crimes e as contravenções e respectivas sanções. Passa a vigorar a carta de condução por pontos. 58

59 Registo de infracções do condutor Artigo 142º R.I.C. Carta de condução por pontos; Contravenção grave = 1 ponto Contravenção muito grave = 2 pontos 59

60 Cassação do título de condução Artigos 143º 60 Em face da gravidade da infracção praticada e da personalidade do condutor; O condutor seja considerado dependente ou com tendência para abusar de bebidas alcoólicas ou de substâncias legalmente consideradas como entorpecentes; Num período de cinco anos se verificar um total acumulado de 6 pontos no registo de infracções do condutor.

61 Seguro Obrigatório NOVO!! Com o Novo Código de Estrada Todos os veículos a motor em circulação e seus reboques necessitam de possuir um seguro de responsabilidade civil para circular na via pública. 61

62 4. Perguntas e respostas 62

63 5. Mais informações em: 63

Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1

Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1 Infracções mais frequentes ao Código da Estrada, coimas e sanções Pág. 1 Infracções ÁLCOOL / ESTUPEFACIENTES Condução com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 0,5 g/l e inferior a 0,8 g/l.

Leia mais

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor.

A carta de condução de automóveis pesados habilita a conduzir: Automóveis ligeiros. Motociclos. Qualquer tipo de veículos com motor. A carta de condução de automóveis ligeiros habilita a conduzir: Automóveis de passageiros com lotação até 12 lugares. Motociclos até 125cc. Tractores agrícolas com equipamentos cujo peso máximo não exceda

Leia mais

PARAGEM E ESTACIONAMENTO

PARAGEM E ESTACIONAMENTO FICHA TÉCNICA PARAGEM E ESTACIONAMENTO Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 3 Nível Táctico; Nível 4 Nível Operacional Tema 5 - Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 - Domínio

Leia mais

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS

CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS FICHA TÉCNICA CONTRA-ORDENAÇÕES RODOVIÁRIAS Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 1 Nível Atitudinal Tema 1 Conhecimento de si próprio como Condutor; Tema 2 Atitudes e Comportamentos;

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA Resumo das principais regras rodoviárias alteradas pela Proposta de Lei n.º 131/XII

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA Resumo das principais regras rodoviárias alteradas pela Proposta de Lei n.º 131/XII 1. Foi criado o conceito de «Utilizadores vulneráveis»: Peões e velocípedes, em particular, crianças, idosos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida ou pessoas com deficiência. (artigo 1.º) Tendo em

Leia mais

Prova de Conhecimentos. Questões de carater geral. (de entre 6 questões serão sorteadas 2 questões)

Prova de Conhecimentos. Questões de carater geral. (de entre 6 questões serão sorteadas 2 questões) PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONSTITUIÇÃO DE RELAÇÃO JURÍDICA DE EMPREGO PÚBLICO POR TEMPO INDETERMINADO, TENDO EM VISTA O PREENCHIMENTO DE UM POSTO DE TRABALHO NA CARREIRA/CATEGORIA DE ASSISTENTE

Leia mais

VELOCIDADE FICHA TÉCNICA. Tema 2 - Atitudes e Comportamentos; Tema 5 - Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 - Domínio das Situações de Trânsito

VELOCIDADE FICHA TÉCNICA. Tema 2 - Atitudes e Comportamentos; Tema 5 - Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 - Domínio das Situações de Trânsito FICHA TÉCNICA VELOCIDADE Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 3 Nível Táctico Tema 2 - Atitudes e Comportamentos; Tema 5 - Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 - Domínio das Situações

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

CEDÊNCIA DE PASSAGEM

CEDÊNCIA DE PASSAGEM FICHA TÉCNICA CEDÊNCIA DE PASSAGEM Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 3 Nível Táctico Tema 5 Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 Domínio das Situações de Trânsito Princípio

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA Actualmente uma das principais preocupações mundiais é a luta contra a sinistralidade rodoviária, Portugal infelizmente detém uma taxa de sinistralidade das mais negras

Leia mais

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução

Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho. Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução Portaria n.º 508-A/97 de 21 de Julho Regulamenta as Provas Práticas do Exame de Condução A forma de avaliação dos candidatos a condutores, através da realização das provas teóricas e técnica, está definida

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Responsabilidade pelas Infracções)

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Responsabilidade pelas Infracções) Responsabilidade pelas infracções São responsáveis pelas infracções: o agente sobre o qual recai o facto constitutivo dessa infracção. as pessoas colectivas ou equiparadas. o condutor do veículo quando

Leia mais

Ministério da Administração Interna CÓDIGO DA ESTRADA CÓDIGO DA ESTRADA

Ministério da Administração Interna CÓDIGO DA ESTRADA CÓDIGO DA ESTRADA Decreto-Lei n.º 265-A/2001 de 28 de Setembro Com as alterações introduzidas pela Lei n.º 20/2002 de 21 de Agosto 1 TíTULO I Disposições gerais CAPíTULO I Princípios gerais Artigo 1.º Definições legais

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I. Disposições gerais CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 1.º. Definições legais

CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I. Disposições gerais CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 1.º. Definições legais CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I Disposições gerais CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 1.º Definições legais Para os efeitos do disposto no presente Código e legislação complementar, os termos seguintes têm

Leia mais

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d)

Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. a) Certo. b) Errado. c) d) 39 BA 82.60.9 Sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao veículo de tracção animal. 38 BA 82.60.10 Nesta situação, sou obrigado a parar e a ceder a passagem ao velocípede. 40 BA 82.60.11_a Ao saír do

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA 2014

CÓDIGO DA ESTRADA 2014 CÓDIGO DA ESTRADA 2014 CÓDIGO DA ESTRADA 2014 2 Este documento é uma transcrição do texto da Lei n.º 72/2013, de 3 de setembro, que é a décima terceira alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei

Leia mais

Ante projecto de decreto regulamentar que estabelece um regime experimental de circulação «Segway» em espaços públicos.

Ante projecto de decreto regulamentar que estabelece um regime experimental de circulação «Segway» em espaços públicos. Ante projecto de decreto regulamentar que estabelece um regime experimental de circulação «Segway» em espaços públicos. Promover a crescente sustentabilidade ambiental e a eficiência energética das deslocações

Leia mais

ANEXO. (a que se refere o artigo 11.º da lei) CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I. Disposições gerais CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 1.

ANEXO. (a que se refere o artigo 11.º da lei) CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I. Disposições gerais CAPÍTULO I. Princípios gerais. Artigo 1. ANEXO (a que se refere o artigo 11.º da lei) CÓDIGO DA ESTRADA TÍTULO I Disposições gerais CAPÍTULO I Princípios gerais Artigo 1.º Definições legais Para os efeitos do disposto no presente Código e legislação

Leia mais

MUDANÇA DE DIRECÇÃO. Tema 5 Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 Domínio das Situações de Trânsito

MUDANÇA DE DIRECÇÃO. Tema 5 Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 Domínio das Situações de Trânsito MANUAL DO ENSINO DA CONDUÇÃO FT [] [56] [6] FICHA TÉCNICA MUDANÇA DE DIRECÇÃO Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível Nível Táctico Tema 5 Conhecimento das Regras de Trânsito; Tema 6 Domínio

Leia mais

Educação e Prevenção Rodoviária. Conduzo a bicicleta em segurança!

Educação e Prevenção Rodoviária. Conduzo a bicicleta em segurança! Educação e Prevenção Rodoviária Conduzo a bicicleta em segurança! Andar de bicicleta é muito divertido, mas deves aprender algumas regras de segurança. Podes divertir-te no parque ou no jardim, nas ciclovias

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Principais alterações introduzidas pelo Decreto Lei nº 37/2014)

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Principais alterações introduzidas pelo Decreto Lei nº 37/2014) 2.º, n.º 2 3.º, n.º 2, f) 3.º, n.º 2, i) 3.º, n.º 2, m) 3.º, n.º 3, d) 3.º, n.º 4, a) 3.º, n.º 4, e) A emissão de um título de condução pelo IMT passa a determinar a revogação automática do anterior. Por

Leia mais

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO. DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE TIMOR LESTE GOVERNO DECRETO LEI N.º 8/2003, de 18 de Junho 2003 REGULAMENTO DE ATRIBUI ÇÃO E USO DOS VEÍCULOS DO ESTADO O Governo decreta, nos termos da alínea d) do artigo 116.º

Leia mais

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE INFRAÇÃO O veículo estacionado, afastado da guia da calçada (meio fio) a mais de um metro, faz do seu condutor um infrator cuja punição será: 1 retenção do veículo e multa, infração média. 2 apreensão do veículo

Leia mais

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem.

A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar, mas apenas se assinalar a marcha de urgência. Avançar. Ceder-me a passagem. A ambulância deve: Avançar. Ceder a passagem apenas ao meu veículo. Ceder a passagem apenas ao veículo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CUBA LIVRO VIII REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO E RECOLHA DE VEÍCULOS. Nota Justificativa

CÂMARA MUNICIPAL DE CUBA LIVRO VIII REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO E RECOLHA DE VEÍCULOS. Nota Justificativa CÂMARA MUNICIPAL DE CUBA LIVRO VIII REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO E RECOLHA DE VEÍCULOS Nota Justificativa O reconhecido aumento da densidade do parque automóvel, com a consequente rarefacção do espaço

Leia mais

TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O

TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O DIRECÇ Ã O DOS SERVIÇ OS PARA OS ASSUNTOS DE TRÁ FEGO TESTE DE TEORIA DE CONDUÇ Ã O Fascículo I Sinais de Trânsito ADVERTÊNCIA Encontram-se publicadas, nestes 5 fascículos, todas as perguntas, e repectivas

Leia mais

A Lei n.º 72/2013, de 03.09., aprovou mais de 60 alterações ao Código da Estrada, de que se destacam as seguintes:

A Lei n.º 72/2013, de 03.09., aprovou mais de 60 alterações ao Código da Estrada, de que se destacam as seguintes: Janeiro 2014 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DA ESTRADA A Lei n.º 72/2013, de 03.09., aprovou mais de 60 alterações ao Código da Estrada, de que se destacam as seguintes: Introdução de Novos Conceitos: Utilizadores

Leia mais

PROJECTO DE LEI Nº 581/X ALTERA AS NORMAS PARA VELOCÍPEDES SEM MOTOR DO CÓDIGO DA ESTRADA. Exposição de Motivos

PROJECTO DE LEI Nº 581/X ALTERA AS NORMAS PARA VELOCÍPEDES SEM MOTOR DO CÓDIGO DA ESTRADA. Exposição de Motivos PROJECTO DE LEI Nº 581/X ALTERA AS NORMAS PARA VELOCÍPEDES SEM MOTOR DO CÓDIGO DA ESTRADA Exposição de Motivos A invenção do motor de explosão e do automóvel particular trouxe alterações radicais à nossa

Leia mais

CÓDIGO DA ESTRADA. Lei n.º 72/2013, de 3 de setembro

CÓDIGO DA ESTRADA. Lei n.º 72/2013, de 3 de setembro CÓDIGO DA ESTRADA Lei n.º 72/2013, de 3 de setembro PREFÁCIO O Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de maio, foi alterado pela Lei n.º 72/2013, de 3 de setembro, a qual teve na

Leia mais

ANO de 2013. Sinistralidade Rodoviária. Observatório de Segurança Rodoviária 23-06-2014. Relatório - Anual

ANO de 2013. Sinistralidade Rodoviária. Observatório de Segurança Rodoviária 23-06-2014. Relatório - Anual ANO de Sinistralidade Rodoviária Observatório de Segurança Rodoviária -- ÍNDICE DEFINIÇÕES... EVOLUÇÃO GLOBAL.... Acidentes com : /... ACIDENTES E VÍTIMAS........... Acidentes Acidentes Acidentes Acidentes

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO ÍNDICE

CÂMARA MUNICIPAL DE MONTIJO ÍNDICE ÍNDICE PROJECTO DE REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO DE VEÍCULOS ABANDONADOS... 3 NOTA JUSTIFICATIVA... 3 CAPÍTULO I... 4 ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 4 Artigo 1º - Âmbito de aplicação... 4 Artigo 2º- Lei habilitante...

Leia mais

UMA MAIOR SEGURANÇA PARA PEÕES

UMA MAIOR SEGURANÇA PARA PEÕES UMA MAIOR SEGURANÇA PARA PEÕES INTRODUÇÃO Nas Grandes Opções do Plano para 2005 2009 o Governo consagrou uma política orientada na redução, para metade, da sinistralidade, bem como na melhoria da segurança

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA

CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA CÂMARA MUNICIPAL DE VILA FRANCA DE XIRA REGULAMENTO Nº 08/2004 REGULAMENTO MUNICIPAL PARA VEÍCULOS ABANDONADOS 1/10 Aprovação nos Órgãos Municipais Câmara Municipal: Regulamento...................... 04/09/29

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO. Regulamento de Uso de Veículos

INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO. Regulamento de Uso de Veículos INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Regulamento de Uso de Veículos Aprovado em Plenário de CG de 11 de Abril de 2013 1 INDICE Índice - Regulamento de Uso de Veículos 2 Secção I Disposições Gerais Artigo 1.º Objecto.

Leia mais

PLANO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA

PLANO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA PST. PLANO DE SINALIZAÇÃO TEMPORÁRIA (Descrição da Obra) Empreitada: descrição da empreitada Dono da Obra: identificação do dono da obra Edição / Revisão / Código: PST. Entidade Executante/Construtor:

Leia mais

Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis

Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis DECRETO N.º 136/X Regula a instalação e utilização de sistemas de videovigilância em táxis A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo

Leia mais

Regulamento de ocupação e utilização de vias públicas por motivo de obras. Artº 1º Do licenciamento

Regulamento de ocupação e utilização de vias públicas por motivo de obras. Artº 1º Do licenciamento Regulamento de ocupação e utilização de vias públicas por motivo de obras Artº 1º Do licenciamento 1. A ocupação ou utilização de vias ou locais públicos com quaisquer materiais, objectos, equipamentos

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS REGULAMENTO MUNICIPAL DE REMOÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMÓVEIS Nota Justificativa a) Designação - Regulamento Municipal de Remoção de Veículos Abandonados. b) Motivação do projecto - a alínea u) do n.º 1 do artigo

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO MUNICIPAL DE TRÂNSITO DO CONCELHO DE ALJUSTREL NOTA JUSTIFICATIVA Atendendo ao aumento de número de viaturas em circulação, à alteração da circulação em algumas vias e locais, à existência

Leia mais

REGULAMENTO SOBRE DISTRIBUIÇÃO, AFIXAÇÃO E INSCRIÇÃO DE MENSAGENS DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA CONCELHO DE CAMINHA

REGULAMENTO SOBRE DISTRIBUIÇÃO, AFIXAÇÃO E INSCRIÇÃO DE MENSAGENS DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA CONCELHO DE CAMINHA CÂMARA MUNICIPAL DE CAMINHA REGULAMENTO SOBRE DISTRIBUIÇÃO, AFIXAÇÃO E INSCRIÇÃO DE MENSAGENS DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA DO CONCELHO DE CAMINHA 1992 1 REGULAMENTO SOBRE DISTRIBUIÇÃO, AFIXAÇÃO E INSCRIÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO PARA A ZONA DE TRANSITO CONDICIONADO DO CENTRO DA CIDADE DE SÃO JOÃO DA MADEIRA. Nota justificativa

REGULAMENTO DE CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO PARA A ZONA DE TRANSITO CONDICIONADO DO CENTRO DA CIDADE DE SÃO JOÃO DA MADEIRA. Nota justificativa REGULAMENTO DE CIRCULAÇÃO E ESTACIONAMENTO PARA A ZONA DE TRANSITO CONDICIONADO DO CENTRO DA CIDADE DE SÃO JOÃO DA MADEIRA Nota justificativa As recentes obras realizadas no Centro Cívico da Cidade de

Leia mais

Município de Alvaiázere

Município de Alvaiázere Empreitada de: Requalificação urbana da envolvente à Casa do Povo de Alvaiázere, incluindo parte da rua José Augusto Martins Rangel e rua Colégio Vera Cruz Dono de Obra: Município de Alvaiázere 1 SUMÁRIO

Leia mais

Decreto-Lei n.º 272/89 de 19 de Agosto

Decreto-Lei n.º 272/89 de 19 de Agosto Decreto-Lei n.º 272/89 de 19 de Agosto Estabelece regras de aplicação e o regime sancionatório das normas comunitárias sobre regulamentação social e aparelho de controlo no domínio dos transportes rodoviários

Leia mais

A CRIANÇA E O AMBIENTE RODOVIÁRIO

A CRIANÇA E O AMBIENTE RODOVIÁRIO A educação rodoviária deve começar o mais cedo possível. Ensine, com antecedência, as normas básicas de segurança rodoviária ao seu filho. Para ele, os pais constituem referências e modelos que procura

Leia mais

DESPACHO ISEP/P/28/2010

DESPACHO ISEP/P/28/2010 DESPACHO DESPACHO ISEP/P/28/2010 REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Considerando: 1. O disposto no n.º 2 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 170/2008, de 26

Leia mais

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal REGULAMENTO INTERNO DE USO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS Artigo 1º Objectivo O Regulamento Interno de Uso de Veículos Municipais visa definir o regime de utilização

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS APROVADO 25 de Junho de 2010 O Presidente, ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO (Paulo Parente) REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto Nos termos do n.º 2 do

Leia mais

SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO

SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO SINAIS DE PERIGO SINAIS DE CEDÊNCIA DE PASSAGEM SINAIS DE OBRIGAÇÃO SINAIS DE PROIBIÇÃO C1 - Sentido proibido C2 - Trânsito proibido C3a - Trânsito proibido a automóveis e motociclos com carro C3b - Trânsito

Leia mais

Lei n.º 13/2006 de 17 de Abril. Transporte colectivo de crianças

Lei n.º 13/2006 de 17 de Abril. Transporte colectivo de crianças Lei n.º 13/2006 de 17 de Abril Transporte colectivo de crianças A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo

Leia mais

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES. Regulamento Municipal de Remoção de Veículos Automóveis do Concelho de Lagoa. Preâmbulo

MUNICÍPIO DE LAGOA AÇORES. Regulamento Municipal de Remoção de Veículos Automóveis do Concelho de Lagoa. Preâmbulo Regulamento Municipal de Remoção de Veículos Automóveis do Concelho de Lagoa Preâmbulo Cabe às Câmaras Municipais, nos termos do Código da Estrada aprovado pelo Decreto-Lei nº114/94, de 3 de Maio, revisto

Leia mais

SEGURANÇA RODOVIÁRIA DESLOCAÇÕES CASA-ESCOLA

SEGURANÇA RODOVIÁRIA DESLOCAÇÕES CASA-ESCOLA SEGURANÇA RODOVIÁRIA DESLOCAÇÕES CASA-ESCOLA Sandra Nascimento 12 Julho 2010 www.apsi.org.pt Seminário Sustentabilidade nas Deslocações Casa-Escola Castelo Branco, Julho 2011 A APSI Promover a união e

Leia mais

Portaria n.º 851/94 de 22 de Setembro. Características das Luzes dos Veículos

Portaria n.º 851/94 de 22 de Setembro. Características das Luzes dos Veículos Portaria n.º 851/94 de 22 de Setembro Características das Luzes dos Veículos O n.º 2 do artigo 80.º, do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio, determina que, por regulamento,

Leia mais

Código da Estrada (Decreto-Lei nº 44/2005 de 23 de Fevereiro e Legislação Complementar)

Código da Estrada (Decreto-Lei nº 44/2005 de 23 de Fevereiro e Legislação Complementar) Decreto-Lei nº 44/2005 de 23 de Fevereiro Diário da República I Série A, nº 38 de 23/02/2005 A segurança rodoviária é hoje uma preocupação não só em Portugal, como em toda a Europa e no mundo. Um relatório

Leia mais

Regulamento Municipal sobre Bloqueamento, Remoção e Depósito de Veículos. Preâmbulo

Regulamento Municipal sobre Bloqueamento, Remoção e Depósito de Veículos. Preâmbulo Regulamento Municipal sobre Bloqueamento, Remoção e Depósito de Veículos Preâmbulo O presente regulamento visa regular a recolha, remoção e depósito de veículos em fim de vida abandonados na via pública,

Leia mais

Princípio geral Regra geral Realização da manobra Obrigação de facultar ultrapassagem Proibição de ultrapassar e exceções

Princípio geral Regra geral Realização da manobra Obrigação de facultar ultrapassagem Proibição de ultrapassar e exceções FICHA TÉCNICA ULTRAPASSAGEM Níveis GDE: Nível 3 Nível Tático Temas Transversais: Tema 5 Conhecimento das Regras de Trânsito Tema 6 Domínio das Situações de Trânsito Síntese informativa: Princípio geral

Leia mais

Segurança e Higiene do Trabalho

Segurança e Higiene do Trabalho Guia Técnico Segurança e Higiene do Trabalho Volume XXVIII Prevenção de acidentes com veículos na Construção Civil Parte 1 um Guia Técnico de Copyright, todos os direitos reservados. Este Guia Técnico

Leia mais

Regulamento geral das zonas de estacionamento privativo para veículos automóveis em domínio público PREÂMBULO

Regulamento geral das zonas de estacionamento privativo para veículos automóveis em domínio público PREÂMBULO Regulamento geral das zonas de estacionamento privativo para veículos automóveis em domínio público PREÂMBULO De acordo com as disposições combinadas previstas na alín. u), do nº1, alín. f), do nº2 e na

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro;

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro; RESOLUÇÃO Nº 14/98 Estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação e dá outras providências. O Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN, usando da competência que lhe confere

Leia mais

A função das guias é tornar os limites da faixa de rodagem mais visíveis. Concorda com esta afirmação? Não. Sim.

A função das guias é tornar os limites da faixa de rodagem mais visíveis. Concorda com esta afirmação? Não. Sim. À distância a que me encontro do sinal, devo: Aumentar a velocidade, para continuar a marcha sem imobilizar o veículo. Parar. Reduzir a velocidade, com o objectivo de imobilizar o veículo perto do sinal.

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGANÇA

CÂMARA MUNICIPAL DE BRAGANÇA Regulamento n.º 324/2007, publicado no Diário da Republica, II série, n.º 233, de 4 de Dezembro. REGULAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO CONDICIONADO DA CIDADE DE BRAGANÇA Tendo em consideração a necessidade

Leia mais

Código da Estrada. Gerado automaticamente em 04-Jan-2011 referente a 07-Set-2010 a partir do LegiX. Não dispensa a consulta do Diário da República.

Código da Estrada. Gerado automaticamente em 04-Jan-2011 referente a 07-Set-2010 a partir do LegiX. Não dispensa a consulta do Diário da República. Código da Estrada Aprovado pelo Decreto-Lei n o 114/94, de 16 de Março. A entrada em vigor do presente diploma ficou dependente da aprovação de normas regulamentares, com excepção dos artigos 1 o a 3 o

Leia mais

Decreto Regulamentar n.º 22-A/98 de 1 de Outubro

Decreto Regulamentar n.º 22-A/98 de 1 de Outubro Decreto Regulamentar n.º 22-A/98 de 1 de Outubro A revisão do Código da Estrada, feita através do Decreto-Lei n.º 2/98, de 3 de Janeiro, introduziu alterações relevantes no significado dos sinais de trânsito.

Leia mais

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂMARA MUNICIPAL

M U N I C Í P I O D E V A L E N Ç A C ÂMARA MUNICIPAL NORMAS DE FUNCIONAMENTO DAS ZONAS DE ESTACIONAMENTO DA COROADA As zonas de estacionamento da Coroada, adiante designadas por parques ou Parques da Coroada, são parte integrante das áreas de estacionamento

Leia mais

Estacionamento tem novas regras em vigor

Estacionamento tem novas regras em vigor Estacionamento tem novas regras em vigor A presente edição do Almada Informa contém o Regulamento Geral de Estacionamento e Circulação das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada. O mesmo é complementado

Leia mais

FORMAÇÃO OPERACIONAL

FORMAÇÃO OPERACIONAL PL ANUAL DE FORMAÇÃO FORMAÇÃO OPERACIONAL REGULAMENTAÇÃO SOCIAL TEMPOS DE CONDUÇÃO E REPOUSO E UTILIZAÇÃO DO TACÓGRAFO Conhecer a regulamentação social nos transportes rodoviários no âmbito Regulamento

Leia mais

Regulamento de Uso de Veículos. Secção I Disposições Gerais

Regulamento de Uso de Veículos. Secção I Disposições Gerais Regulamento de Uso de Veículos Secção I Disposições Gerais Artigo 1.º Objecto Nos termos do n.º 2 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 170/2008, de 26 de Agosto, que define o novo regime jurídico do Parque

Leia mais

SISTEMAS DE RETENÇÃO PARA CRIANÇAS

SISTEMAS DE RETENÇÃO PARA CRIANÇAS SISTEMAS DE RETENÇÃO PARA CRIANÇAS As crianças são seres humanos delicados que confiam em nós, adultos, para que cuidemos delas com toda a segurança. E nós, adultos, será que correspondemos a essa confiança?

Leia mais

Criança como passageiro de automóveis. Tema seleccionado.

Criança como passageiro de automóveis. Tema seleccionado. www.prp.pt A Educação pré-escolar é a primeira etapa da educação básica e é uma estrutura de apoio de uma educação que se vai desenvolvendo ao longo da vida. Assim, é fundamental que a Educação Rodoviária

Leia mais

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS

REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS REGULAMENTO DOS PARQUES DE ESTACIONAMENTO MUNICIPAIS Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente/Divisão de Trânsito, Espaço Público e Viaturas Mod. 238/SQ 1 1 PREÂMBULO Considerando a necessidade da Câmara

Leia mais

TRANSPORTE DE CRIANÇAS Veículos ligeiros CAE Rev_3 49320 (veículos ligeiros) ou 49392 (veículos pesados)

TRANSPORTE DE CRIANÇAS Veículos ligeiros CAE Rev_3 49320 (veículos ligeiros) ou 49392 (veículos pesados) O conteúdo informativo disponibilizado pela presente ficha não substitui a consulta dos diplomas legais referenciados e da entidade licenciadora. FUNCHAL TRANSPORTE DE CRIANÇAS Veículos ligeiros CAE Rev_3

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 107/2006 de 8 de Junho

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 107/2006 de 8 de Junho MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto-Lei n.º 107/2006 de 8 de Junho O n.º 3 do artigo 117.º do Código da Estrada, revisto e republicado pelo Decreto-Lei n.º 44/2005, de 23 de Fevereiro, remete para

Leia mais

Regulamento. Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande. 06 de Abril de 2013

Regulamento. Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande. 06 de Abril de 2013 CLUBE AUTOMÓVEL DA MARINHA GRANDE Regulamento Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande 06 de Abril de 2013 02 02 2013 Índice 1. Introdução e objectivos...

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 5.026, DE 2013 (Do Sr. Leopoldo Meyer)

PROJETO DE LEI N.º 5.026, DE 2013 (Do Sr. Leopoldo Meyer) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 5.026, DE 2013 (Do Sr. Leopoldo Meyer) Acrescenta inciso ao art. 105 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL DE UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS

REGULAMENTO MUNICIPAL DE UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS REGULAMENTO MUNICIPAL DE UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS (Aprovado na 17.ª Reunião Ordinária de Câmara Municipal, realizada em 9 de Setembro de 2009) REGULAMENTO MUNICIPAL DE UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS

Leia mais

DEZ ESTRATÉGIAS PARA MANTER AS CRIANÇAS EM SEGURANÇA NO AMBIENTE RODOVIÁRIO. #SalveVidasdeCrianças

DEZ ESTRATÉGIAS PARA MANTER AS CRIANÇAS EM SEGURANÇA NO AMBIENTE RODOVIÁRIO. #SalveVidasdeCrianças DEZ ESTRATÉGIAS PARA MANTER AS CRIANÇAS EM SEGURANÇA NO AMBIENTE RODOVIÁRIO #SalveVidasdeCrianças OS FACTOS 186 300 crianças com idade < 18 anos morrem no Mundo * anualmente por lesões e traumatismos em

Leia mais

TEXTO DE APOIO À EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA DO TEMA

TEXTO DE APOIO À EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA DO TEMA TEXTO DE APOIO À EXPLORAÇÃO PEDAGÓGICA DO TEMA TEMA SELECCIONADO A CAMINHO DA ESCOLA IDENTIFICAÇÃO DAS COMPONENTES DA RUA / ESTRADA A Educação Rodoviária é um processo ao longo da vida do cidadão como

Leia mais

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq

qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq qwertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklzxcvbnmqwertyuiopasd fghjklzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklzx cvbnmqwertyuiopasdfghjklzxcvbnmq Infrações, Penalidades e Medidas Administrativas wertyuiopasdfghjklzxcvbnmqwertyui

Leia mais

Revisão do Código da Estrada

Revisão do Código da Estrada Revisão do Código da Estrada Documento para consulta Gabinete para a Reforma Jurídica e Conselho Consultivo da Reforma Jurídica O presente documento encontra-se disponível no portal do Governo da RAEM(www.gov.mo)

Leia mais

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS

CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS CURSO PARA CONDUTORES DE VEÍCULOS DE TRANSPORTE DE PRODUTOS PERIGOSOS Carga horária: 50 (cinqüenta) horas aula Requisitos para matrícula Ser maior de 21 anos; Estar habilitado em uma das categorias B,

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS 2014 Regulamento Interno para o uso da viatura do CCD PM Cascais Página 1 Artigo 1º Objeto O presente regulamento interno estabelece as normas

Leia mais

UTENTES DA VIA MAIS VULNERÁVEIS

UTENTES DA VIA MAIS VULNERÁVEIS FICHA TÉCNICA UTENTES DA VIA MAIS VULNERÁVEIS Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 1 Nível Atitudinal; Nível 3 Nível Táctico Tema 2 - Atitudes e Comportamentos; Tema 6 - Domínio das

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo)

PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 4.993, DE 2013 (Do Sr. Ademir Camilo) Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para dispor sobre Treinamento

Leia mais

Minuta - Regulamento de Uso de Veículos

Minuta - Regulamento de Uso de Veículos Minuta - Regulamento de Uso de Veículos Minuta - Regulamento de Uso de Veículos... 1 Secção I Disposições Gerais... 3 Artigo 1.º - Objeto... 3 Artigo 2.º - Âmbito... 3 Artigo 3.º - Caracterização da frota...

Leia mais

Regulamento Geral. das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada

Regulamento Geral. das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada Regulamento Geral das Zonas de Estacionamento de Duração Limitada Capitulo I Dos Princípios Gerais Artigo 1º Lei Habilitante O presente Regulamento é elaborado e aprovado ao abrigo das competências conferidas

Leia mais

Referencial do Curso Condução Económica e Segurança Rodoviária

Referencial do Curso Condução Económica e Segurança Rodoviária Referencial do Curso Condução Económica e Segurança Rodoviária [2010] 1. DATA DE INICIO: De acordo com o Plano de Formação. 2. DATA DE FIM: De acordo com o Plano de Formação. 3. MÓDULOS: Modulo 1 - Condução

Leia mais

Despacho n.º 5392/99 (2ª série) de 16 de Março. Classificação das deficiências observadas nas inspecções de veículos

Despacho n.º 5392/99 (2ª série) de 16 de Março. Classificação das deficiências observadas nas inspecções de veículos Despacho n.º 5392/99 (2ª série) de 16 de Março Classificação das deficiências observadas nas inspecções de veículos A classificação de deficiências nas inspecções periódicas obrigatórias aos veículos automóveis

Leia mais

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas por Partes,

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas por Partes, ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E A REPÚBLICA DEMOCRÁTICA E POPULAR DA ARGÉLIA SOBRE TRANSPORTES INTERNACIONAIS RODOVIÁRIOS E DE TRÂNSITO DE PASSAGEIROS E MERCADORIAS A República Portuguesa e a República

Leia mais

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Uma maior segurança para os peões)

ESCOLA DE CONDUÇÃO INVICTA (Uma maior segurança para os peões) Introdução O Decreto Lei nº176/2004, de 23 de Julho, alterou a orgânica do XV Governo Constitucional e, no âmbito do respectivo programa, consagrou uma política orientada para a continuidade da implementação

Leia mais

ANEXO. A República Portuguesa e o Principado de Andorra, de ora em diante designados por Partes Contratantes:

ANEXO. A República Portuguesa e o Principado de Andorra, de ora em diante designados por Partes Contratantes: Resolução da Assembleia da República n.º 14/2003 Acordo entre a República Portuguesa e o Principado de Andorra Relativo a Transportes Internacionais Rodoviários de Passageiros e de Mercadorias Aprova o

Leia mais

! " # $ $! $ % $ " &! "!

!  # $ $! $ % $  &! ! !"#" $%!&'($!))#$&) * )'+ &'&"#'%,*!$ !"#$$!$ %$"&!"!" '% NOTA JUSTIFICATIVA Atentas as alterações legislativas ao Código da Estrada decorrentes da entrada em vigor do Decreto-Lei n.º 44/2005 de 23 de

Leia mais

Regulamento de acesso de viaturas aos arruamentos geridos através de pilaretes retráteis automáticos no Município do Funchal Enquadramento

Regulamento de acesso de viaturas aos arruamentos geridos através de pilaretes retráteis automáticos no Município do Funchal Enquadramento Regulamento de acesso de viaturas aos arruamentos geridos através de pilaretes retráteis automáticos no Município do Funchal Enquadramento Na Cidade do Funchal existem diversos arruamentos destinados apenas

Leia mais

NOÇÃO DE ACIDENTE E INCIDENTE

NOÇÃO DE ACIDENTE E INCIDENTE FICHA TÉCNICA NOÇÃO DE ACIDENTE E INCIDENTE Níveis GDE Temas Transversais Síntese informativa Nível 1 Nível Atitudinal Tema 1 - Conhecimento de si próprio como Condutor; Tema 2 - Atitudes e Comportamentos

Leia mais

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61

Tabela das Multas. Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades R$ 191,54 R$ 574,61 Tabela das Multas 7 pontos na CNH Infração Gravíssima Valor/Multa Tipos de Penalidades Dirigir com a carteira já vencida há mais de 30 dias Recolhimento da carteira e retenção do veículo Não reduzir a

Leia mais

1. EXAME TEÓRICO DE HABILITAÇÃO INFRAÇÕES

1. EXAME TEÓRICO DE HABILITAÇÃO INFRAÇÕES 1. XM TÓRIO HILITÇÃO INFRÇÕS Nome:. PF:.. - ata: / /. 01 02 03 (T rtigo 218, inciso I alínea a-) Transitar em velocidade superior a máxima permitida em uma via arterial até vinte por cento, é uma infração:

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 757/X ESTABELECE MEDIDAS DE INCENTIVO À PARTILHA DE VIATURAS

PROJECTO DE LEI N.º 757/X ESTABELECE MEDIDAS DE INCENTIVO À PARTILHA DE VIATURAS Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 757/X ESTABELECE MEDIDAS DE INCENTIVO À PARTILHA DE VIATURAS Exposição de motivos Existiam 216 milhões de passageiros de carros na UE a 25 em 2004, tendo o número

Leia mais

Interpelação oral. Um afamado escritor de Hong Kong referiu que a Tailândia é o ponto

Interpelação oral. Um afamado escritor de Hong Kong referiu que a Tailândia é o ponto Interpelação oral Um afamado escritor de Hong Kong referiu que a Tailândia é o ponto turístico mais procurado pelos finlandeses para passarem as suas férias, porque adoram o sol, e que ao questionar um

Leia mais

Ministério dos Petróleos

Ministério dos Petróleos Ministério dos Petróleos Decreto executivo nº. 80/04 de 27 de Julho Havendo necessidade de estabelecer as condições a que devem obedecer os meios de transporte aéreo de produtos petrolíferos; Sendo necessário

Leia mais

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste

Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Autoridade Bancária e de Pagamentos de Timor-Leste Banking and Payments Authority of Timor-Leste Av a Bispo Medeiros, PO Box 59, Dili, Timor-Leste Tel. (670) 3 313 718, Fax. (670) 3 313 716 RESOLUÇÃO DO

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA N. o 191 20 de Agosto de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 5871 Artigo 17. o Entidades com protocolos em vigor As entidades que à altura do início da vigência do presente Regulamento tenham protocolos

Leia mais

GUIA DA LEGISLAÇÃO COMUNITÁRIA INDÚSTRIA AUTOMÓVEL

GUIA DA LEGISLAÇÃO COMUNITÁRIA INDÚSTRIA AUTOMÓVEL GUIA DA LEGISLAÇÃO COMUNITÁRIA INDÚSTRIA AUTOMÓVEL AFIA Setembro 2010 Guia elaborado no âmbito do INO_COOP Programa de dinamização de factores intangíveis de competitividade das empresas fornecedoras da

Leia mais