Gerenciamento de citros e custos de produção. Leandro Aparecido Fukuda Farmatac - Bebedouro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gerenciamento de citros e custos de produção. Leandro Aparecido Fukuda Farmatac - Bebedouro"

Transcrição

1 Gerenciamento de citros e custos de produção Leandro Aparecido Fukuda Farmatac - Bebedouro

2 FARM FARM ATAC Pesquisa Consultoria (Produção e econômica) Produção Convênio com EECB Estação de pesquisa 08 Agrônomos 01 Administrador de empresas Mudas cítricas Mudas de seringueira

3 Clientes FARMATAC Citrosuco Louis Dreyfus Montecitrus Agrindus Cambuhy Southern Garden (EUA) Agropecuária Gibran Balestra (Inhumas Goias) Fazenda Alpes Bebedouro Vicente Garcia Família Caldeira Bebedouro Fioresecitrus

4 OBJETIVO Discutir sobre administração dos custos de produção de citros

5 Consumo de suco

6 Consumo de suco

7 Exportações Brasileiras de suco FCOJ equivalente.

8 Exportação de suco Congelado - FCOJ CitrusBR

9 CitrusBR Exportações Brasileira de NFC

10 CitrusBR Exportação Brasileira de outros sucos

11 Mercado Interno Questionamento Farm - Nós estamos produzindo a fruta que o mercado necessita no momento? - Estamos com o modelo de apresentação do produto adequado? - A qualidade de frutos apresentado ao mercado atende a necessidade do consumidor? - Quais os investimentos que necessitamos para atingir estes mercados?

12 N_propriedades Mil plantas Distribuição dos números de citros < a a a a a 499 >500 N_plantas CDA São Paulo Propriedade Planta

13 Cenário Ameaças Estoque de suco elevado (?) Possibilidade de sobra de laranja no campo. Aumento do Greening e Cancro citrico. Preços ainda serão baixos nestes ano (2013). Aumento das barreiras fitossanitárias nos EUA. Aumento dos custos de colheita e frete. Aumento dos plantios nos EUA.

14 Cenário Oportunidades Crescimento do mercado nos primeiros 02 meses do ano. Quebra de safra em torno de 22%. Queda da taxa antidumping (OMC). Grande erradicação de pomares inviáveis (60 mil ha). Aumento dos danos do Greening na Flórida. Aumento do mercado do NFC e mercado interno de fruta fresca. Industria voltada para qualidade frutas como nunca visto.

15 CUSTOS DE PRODUÇÃO DE LARANJA Cancro C.V.C. Pinta preta Frete e colheita Greening Estrelinha Custos diretos 1. Insumos agrícolas 2. Custo de máquinas 3. Custo de mão-de-obra Custos indiretos 1. Custo administrativo 2. Custos indiretos com M.O. 3. Custo de estruturas

16 Gerenciamento e planejamento Não somos capazes de gerenciar o que não temos controle

17 Gerenciamento e planejamento Talhao Variedade Número de Idade plantas Área Estimativa CTO* R$/cx R$/ha 1 Laranja Natal , ,32 8, ,89 2 Laranja Pera Rio , ,52 12, ,12 3 Laranja Natal , ,33 7, ,85 4 Laranja Pera Rio , ,48 11, ,80 5 Laranja Pera Rio , ,10 12, ,55 6 Laranja Natal , ,27 6, ,68 7 Laranja Natal , ,80 6, ,54 8 Laranja Natal , ,44 7, ,30 9 Laranja Pera Rio , ,74 7, ,58 10 Laranja Valencia , ,05 8, ,70 11 Laranja Natal , ,07 6, ,60 12 Laranja Hamlin , ,64 10, ,94 13 Laranja Natal , ,09 6, ,45 14 Laranja Natal , ,18 6, ,88 15 Laranja Valencia , ,17 8, ,09 16 Laranja Pera Rio , ,41 7, ,42 17 Laranja Valencia Americana , ,90 6, ,21 18 Laranja Valencia , ,39 6, ,68 19 Laranja Natal , ,13 7, ,06 20 Laranja Natal , ,49 5, ,53 21 Laranja Natal , ,65 6, ,96

18 Produção total de frutos (cx) R$ Gerenciamento e planejamento Pico de custo 12, , ,00 6, , ,00-8,32 6,92 6,48 6,24 10,01 7,28 7,79 6, R$/cx Produção -

19 Produção total de frutos (cx) R$ Gerenciamento e planejamento , ,00 7,00 6, ,00 4, , ,32 7,60 7,29 7,98 8,41 7,25 7,23 6, R$/cx Produção 2,00 1,00 -

20 Capacidade de investimento 100% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% Máximo Investimento Produção Cx/ha (produção) cx/ha

21 Sistema administrativo de citros Sistema de produção de citros Área de investimentos Produção Financiamentos e reservas de capital do produtor Deslocamento de lucro líquido das área em produção. Receita liquida mantida pela produção de citrus. (Resultado) -Iniciante - Situação emergencial Situação mais confortável.

22 CUSTOS X DESPESAS R$/ha Custo = Total Despesas Fator de produção Caixas/ha Chave do sucesso

23 Variação de custo de produção Talhao Variedade Idade Número de plantas Área Estimativa Cx/ha CTO* R$/cx R$/ha 81 Laranja Valencia , ,59 7, ,71 82 Laranja Valencia , ,03 12, ,63 83 Laranja Rubi , ,32 18, ,81 84 Laranja Natal , ,83 9, ,33 85 Laranja Natal , ,74 11, ,27 86 Laranja Natal , ,33 11, ,39 87 Laranja Natal , ,41 11, ,17 88 Laranja Natal , ,37 11, ,38 1 Laranja Natal , ,17 11, ,12 2 Laranja Natal , ,87 14, ,48 3 Laranja Natal , ,08 39, ,67 TO* R$/cx R$/ha ,59 7, , ,03 12, , ,32 18, , ,83 9, ,33

24 2060, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,16 Variação de despesa 9000, , , , , , , , , , Média de R$/ha Cx/ha Área 2880 ha

25 2181, , , , , , , , , , , , , ,87 Variação de despesas 10000, , , , , , , , , , , R$/ha Produt Área 1002 ha

26 0,00 7,65 5,73 7,18 5,32 5,27 6,14 5,94 6,82 6,50 12,74 10,88 12,90 39,59 Variação de custos , ,00 35,00 30,00 25,00 20, , , , R$/cx Cx/ha 0,00

27 CURVA DE PRODUTIVIDADE y = 0,103x 3-9,3234x ,57x + 81,046 R² = 0, (Tudo) Polinômio ((Tudo))

28 Custo de produção

29 Custo de produção - total 11% 8% 10% 21% 50% Combustível C. Indireto Insumos Mão de Obra Máquinas Média R$/ha 4.864,65

30 Custo de produção Despesas indiretas. VIAGEM TELEFONIA MÓVEL TELEFONIA FIXA OUTROS IMPOSTOS, TAXAS OU MULTAS MATERIAL DE SERVIÇO E EPI MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS MANUTENÇÃO DE IRRIGAÇÃO MANUTENÇÃO DE IMPLEMENTOS MANUTENÇÃO DE AUTOMÓVEIS FRETES E CARRETOS FITOSSANIDADE FERRAMENTAS E OFICINA ENERGIA ELETRICA DESPESAS GERAIS DE CONSUMO DESPESAS DE COLHEITA DESPESAS COM FUNCIONARIOS CONTABILIDADE/ESCRITÓRIO CONSTRUÇÃO DE BENFEITORIAS CONSERVAÇÃO DE BENFEITORIAS COMBUSTÍVEL DOS AUTOMÓVEIS ASSISTÊNCIA AGRONÔMICA AQUISIÇÃO DE MUDAS AQUISIÇÃO DE AUTOMOVEIS ANALISES TÉCNICAS ADMINISTRAÇÃO 2,01 10,71 4,11 5,94 3,59 2,79 13,20 0,24 19,52 2,21 17,97 5,14 7,81 14,74 30,35 5,90 39,04 11,15 2,12 10,84 70,27 116,22 116,30 166,65 350,14 0,00 50,00 100,00 150,00 200,00 250,00 300,00 350,00 400,00 Média R$/ha 1.021,57

31 Custo de produção - Insumos 0% 20% 10% 2% 1% 10% 14% Curto prazo (desembolso) 43% ACARICIDA ADJUVANTE CORRETIVO FERTILIZANTE FUNGICIDA HERBICIDA INSETICIDA OUTROS Média R$/ha 2.415,06

32 Custo de produção - Alvo 10% 0% 5% 11% 1% 11% 0% 1% ABSORVENTE DE H20 0% 3% 3% 1% 5% 1% 34% 13% 1% ÁCARO DA FERRUGEM ÁCARO DA LEPROSE ÁCARO MEXICANO (VERMELHO) ÁCARO RAJADO ADUBAÇÃO BICHO FURÃO PSILIDEO COCHONILHA PARLATÓRIA CORRETIVO ERVA DANINHA FOLIAR GOMOSE LARVA MINADORA PINTA PRETA PODRIDÃO FLORAL (ESTRELINHA) PULGÃO Média R$/ha 2.415,06

33 Custo de produção Mão de obra 69 SERVIÇOS INDIRETOS 67 SERVIÇO DE PLAINA 58 MANUTENÇÃO OU CONSTRUÇÃO DE CERCA 57 SERVIÇOS COM COMPOSTAGEM 44 LIMPEZA DE BARRACÃO E DEMAIS ÁREAS 42 FITOSSANIDADE 41 DISTRIBUINDO (MUDAS, PRODUTOS, ETC) 36 AGUAÇÃO 32 MANUTENCAO DE BENFEITORIAS 25 ROÇAGEM 23 PULVERIZAÇÃO 21 PODA 20 PLANTIO 19 MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS (MAQ/IMPL) INSPEÇÃO HLB (GREENING) 16 HERBIDIZAÇÃO 11 ERRADICAÇÃO 10 DESBROTAS 08 COMBATE À FORMIGAS/LEBRES/COELHOS 07 COLHEITA/CARREGAMENTO 06 CARREADORES (CONSTR E MANUT) 05 CAPINA MANUAL 04 CALAGEM 01 ADUBAÇÃO 1,4 0,0 0,2 0,3 0,8 0,5 0,9 0,2 0,3 1,0 0,0 0,3 1,9 1,6 2,4 1,0 2,0 1,9 2,7 4,3 HH/ha 7,9 0,0 5,0 10,0 15,0 20,0 25,0 12,5 15,7 19,4 HH/ha 79,34

34 Custo de produção Mão de obra 14,0 12,0 12,1 10,0 8,0 6,0 9,9 7,1 7,5 7,5 8,2 7,4 7,4 8,1 8,5 10,0 6,4 4,0 2,0 0,0 % de mão-de-obra (79,34 HH)

35 Custo de produção Máquina 69 SERVIÇOS INDIRETOS 67 SERVIÇO DE PLAINA 58 MANUTENÇÃO OU CONSTRUÇÃO DE CERCA 57 SERVIÇOS COM COMPOSTAGEM 44 LIMPEZA DE BARRACÃO E DEMAIS ÁREAS 42 FITOSSANIDADE 41 DISTRIBUINDO (MUDAS, PRODUTOS, ETC) 38 SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS 36 AGUAÇÃO 32 MANUTENCAO DE BENFEITORIAS 25 ROÇAGEM 23 PULVERIZAÇÃO 20 PLANTIO INSPEÇÃO HLB (GREENING) 16 HERBIDIZAÇÃO 11 ERRADICAÇÃO 10 DESBROTAS 07 COLHEITA/CARREGAMENTO 06 CARREADORES (CONSTR E MANUT) 05 CAPINA MANUAL 04 CALAGEM 01 ADUBAÇÃO 0,39 0,04 0,02 0,09 0,47 0,23 0,23 0,07 0,02 0,10 0,94 0,91 0,28 0,70 0,10 0,75 1,98 1,73 3,03 HM/ha 6,53 8,12 15,55 0,00 2,00 4,00 6,00 8,00 10,00 12,00 14,00 16,00 18,00 HM/ha 42,27

36 Custo de produção - Máquina 14,0 12,0 10,0 8,0 6,0 7,8 8,5 10,1 9,4 7,9 7,2 7,0 12,5 8,0 6,0 8,1 7,5 4,0 2,0 0,0 % Máquina (42,27 HM)

37 Simulação de resultados 2013 Preço da caixa (R$) R$ 10,00 R$ 10,00 R$ 10,00 R$ 10,00 Produtividade cx/ha Custo operacional de produção R$ 4.864,00 R$ 5.107,20 R$ 5.362,56 R$ 5.630,69 Colheita e frete (R$ 4,00) R$ 4.000,00 R$ 4.800,00 R$ 5.600,00 R$ 6.400,00 Oportunidade R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 900,00 Remuneração do capital (12% aa) R$ 786,18 R$ 815,36 R$ 846,01 R$ 878,18 Investimento R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 Total de despesas R$ ,68 R$ ,06 R$ ,07 R$ ,37 Total de receita R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Resultado liquido -R$ 2.237,68 -R$ 1.310,06 -R$ 396,07 R$ 503,63 Resultado operacional R$ 349,82 R$ 1.277,44 R$ 2.191,43 R$ 3.091,13

38 Simulação de resultados Preço da caixa (R$) R$ 12,00 R$ 12,00 R$ 12,00 R$ 12,00 Produtividade cx/ha Custo operacional de produção R$ 4.864,00 R$ 5.107,20 R$ 5.362,56 R$ 5.630,69 Colheita e frete (R$ 4,00) R$ 4.000,00 R$ 4.800,00 R$ 5.600,00 R$ 6.400,00 Oportunidade R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 900,00 R$ 900,00 Remuneração do capital (12% aa) R$ 786,18 R$ 815,36 R$ 846,01 R$ 878,18 Investimento R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 R$ 1.687,50 Total de despesas R$ ,68 R$ ,06 R$ ,07 R$ ,37 Total de receita R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 R$ ,00 Resultado liquido -R$ 237,68 R$ 1.089,94 R$ 2.403,93 R$ 3.703,63 Resultado operacional R$ 2.349,82 R$ 3.677,44 R$ 4.991,43 R$ 6.291,13

39 Portal de orçamento - Orion

40 Considerações O ano de 2013 será difícil para composição do fluxo de caixa. Somente produtores diferenciados conseguirão ficar no setor. Redução muito grande de área novamente em Grandes oportunidades para quem conseguir atravessar A produtividade ainda será o grande item da administração. O mercado do NFC e mercado interno será o grande valor agregado da citricultura. O grande ganho das crises sempre foram a implementação de tecnologia.

41 Obrigado

Metodologia de cálculo do modelo de parametrização e de divisão de riscos e retorno da cadeia citrícolabrasileira. Consecitrus.

Metodologia de cálculo do modelo de parametrização e de divisão de riscos e retorno da cadeia citrícolabrasileira. Consecitrus. Metodologia de cálculo do modelo de parametrização e de divisão de riscos e retorno da cadeia citrícolabrasileira Consecitrus Novembro de 2012 1 Conceitos básicos: objetivo O objetivo do presente trabalho

Leia mais

RETRATO DA CITRICULTURA PAULISTA E TENDÊNCIAS FUTURAS. Antonio Juliano Ayres

RETRATO DA CITRICULTURA PAULISTA E TENDÊNCIAS FUTURAS. Antonio Juliano Ayres RETRATO DA CITRICULTURA PAULISTA E TENDÊNCIAS FUTURAS Antonio Juliano Ayres ETRATO DA CITRICULTURA PAULISTA E TENDÊNCIAS FUTURAS - Cenário Atual - Inventário de Árvores - Estimativa de Safra - Tendências

Leia mais

Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br

Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br 8 o Dia do HLB Cordeirópolis/SP 12 de Março 2015 Agronegócio Citrícola Brasileiro Agronegócio Citrícola Brasileiro 2010 PIB: US$ 6,5 bilhões (Ext. 4,39 + Int. 2,15)

Leia mais

COMPARATIVO ENTRE UMA LAVOURA IRRIGADA E DE SEQUEIRO NO RS

COMPARATIVO ENTRE UMA LAVOURA IRRIGADA E DE SEQUEIRO NO RS COMPARATIVO ENTRE UMA LAVOURA IRRIGADA E DE SEQUEIRO NO RS LEVANTAMENTO REALIZADO POR FARSUL/CEPEA 19/05/2014 PROPRIEDADE TÍPICA: MUINCÍPIO DE CRUZ ALTA Característica da Propriedade: 44 ha Reserva Legal

Leia mais

Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012

Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012 11 Custo de Produção da Cultura da Soja Safra 2011/2012 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso 1 2 11.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez mais requerem um grau de conhecimento

Leia mais

PRODUÇÃO INTEGRADA DE CAFÉ. Caderno de informações gerais

PRODUÇÃO INTEGRADA DE CAFÉ. Caderno de informações gerais PRODUÇÃO INTEGRADA DE CAFÉ Caderno de informações gerais Propriedade Nome do Proprietário: Nome da Propriedade: Cidade: Telefone: ( ) Organização PIC a que pertence: Número de registro na PIC: Ano Agrícola:

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2013/14 MATO GROSSO - Outubro/2012

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2013/14 MATO GROSSO - Outubro/2012 MATO GROSSO - Outubro/2012 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.208.516 3.159.861 1.615.657 617.912 1.747.076 8.349.020 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.190,90 R$ 1.178,31

Leia mais

PROGRAMAÇÃO. 6 de junho - segunda-feira DIA DO CITRICULTOR

PROGRAMAÇÃO. 6 de junho - segunda-feira DIA DO CITRICULTOR PROGRAMAÇÃO 6 de junho - segunda-feira DIA DO CITRICULTOR Coordenação: Lenice M. do Nascimento, Centro de Citricultura/IAC 13:30 Recepção de autoridades 14:00 Hasteamento de bandeiras e execução do Hino

Leia mais

Cadeia de Valor do Suco de Laranja Projeto GOLLS

Cadeia de Valor do Suco de Laranja Projeto GOLLS Cadeia de Valor do Suco de Laranja Projeto GOLLS Prof. Manoel A. S. Reis, Ph.D FGV-EAESP and Gvcelog Mesa Redonda - A Cadeia LogísticaPortuária e Impactos Sociais na Baixada Santista UniSantos - Universidade

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS DISTRIBUIÇÃO DA PRODUÇÃO DE LARANJA NO CINTURÃO CITRÍCOLA 49% Farelo 85% laranja para indústria 45% Suco 98%

Leia mais

CITRICULTOR INDEPENDENTE RECEBE MENOS QUE O PREÇO MÍNIMO HÁ TRÊS SAFRAS

CITRICULTOR INDEPENDENTE RECEBE MENOS QUE O PREÇO MÍNIMO HÁ TRÊS SAFRAS CAPA Por Margarete Boteon, Larissa Gui Pagliuca, Fernanda Geraldini Palmieri, Carolina Camargo Nogueira Sales e Renato Garcia Ribeiro Mesmo com preços maiores, Após três anos de preços em patamares baixos,

Leia mais

Programa do Evento. Patrocinio: Realização:

Programa do Evento. Patrocinio: Realização: Relato sobre o Workshop Futuro da Citricultura Mundial Evento GCONCI, realizado 24 de junho de 2010 Mauricio Mendes Brasília, 17 de Agosto de 2010 Programa do Evento Patrocinio: Realização: Inspirado no

Leia mais

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 09 Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 1 Carlos DirceuPitol Luiz2 Broch1 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso2 9.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez requerem

Leia mais

Apoio à Citricultura Paulista: subvenção ao prêmio de seguro de sanidade 1

Apoio à Citricultura Paulista: subvenção ao prêmio de seguro de sanidade 1 Análises e Indicadores do Agronegócio ISSN 1980-0711 Apoio à Citricultura Paulista: subvenção ao prêmio de seguro de sanidade 1 A expansão do agronegócio brasileiro nos últimos anos tem sido marcante,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. ADM Agrícola

APRESENTAÇÃO. ADM Agrícola APRESENTAÇÃO ADM Agrícola Tela Inicial do ADM Agrícola Principais Recursos CONTROLE OPERACIONAL PLANEJAMENTO / CONTROLES FINANCEIRO Registro de todas as atividades agrícolas Custo de toda a fazenda Custo

Leia mais

INVESTIMENTO E RETORNO NA FRUTICULTURA. Prof. Dr. Ricardo Antonio Ayub 1 e Mariane Gioppo 2

INVESTIMENTO E RETORNO NA FRUTICULTURA. Prof. Dr. Ricardo Antonio Ayub 1 e Mariane Gioppo 2 INVESTIMENTO E RETORNO NA FRUTICULTURA Prof. Dr. Ricardo Antonio Ayub 1 e Mariane Gioppo 2 1 Universidade Estadual de Ponta Grossa - Professor Doutor Associado Departamento de Fitotecnia e Fitossanidade

Leia mais

Cadeia Agroindustrial de Citros

Cadeia Agroindustrial de Citros Cadeia Agroindustrial de Citros O impulso da citricultura no Brasil, especialmente em sua principal região produtora São Paulo -, deveu-se à instalação das indústrias de suco de laranja concentrado na

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2014/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2014

CUSTO DE PRODUÇÃO DE MILHO - SAFRA 2014/2015 MATO GROSSO - Janeiro/2014 MATO GROSSO - Janeiro/2014 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 257.129 1.458.698 519.693 170.289 601.101 3.006.910 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.049,89 R$ 1.141,83 R$

Leia mais

O formato das listas está ilustrado como exemplo na figura a seguir ( Cadastro de Talhão ):

O formato das listas está ilustrado como exemplo na figura a seguir ( Cadastro de Talhão ): GUIA GERAL DE UTILIZAÇÃO DA PLANILHA DE IMPORTAÇÃO A tela inicial da planilha de importação é: As informações de cabeçalho são sobre quais dados a planilha de importação se refere: Nome da Fazenda, Nome

Leia mais

Capítulo XV Custos e Rentabilidade

Capítulo XV Custos e Rentabilidade Capítulo XV Custos e Rentabilidade Marcelo do Amaral Santana Clóvis Oliveira de Almeida José da Silva Souza As estimativas de custos de produção e de rentabilidade para uma cultura podem proporcionar informações

Leia mais

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura

Instrumento de Defesa Sanitária. Programa de Seguro Sanitário da Citricultura Instrumento de Defesa Sanitária Programa de Seguro Sanitário da Citricultura 1 Reportagem com comentários do Dr. Lourival Monaco e Dr. Juliano Ayres do FUNDECITRUS O setor produtivo e pesquisadores estimam

Leia mais

INVENTÁRIO DE ÁRVORES E ESTIMATIVA DE SAFRA DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/ SUDOESTE MINEIRO

INVENTÁRIO DE ÁRVORES E ESTIMATIVA DE SAFRA DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/ SUDOESTE MINEIRO INVENTÁRIO DE ÁRVORES E ESTIMATIVA DE SAFRA DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/ SUDOESTE MINEIRO PESQUISA DE ESTIMATIVA DE SAFRA (PES) Coleta e divulgação de dados sobre a produção de citros

Leia mais

1,20 Fungicidas Transporte Interno 0,80 Colheita Mecanizada 1,20 Subtotal Mão de Obra Limpeza de máq. e

1,20 Fungicidas Transporte Interno 0,80 Colheita Mecanizada 1,20 Subtotal Mão de Obra Limpeza de máq. e CUSTOS DE PRODUÇÃO O objetivo é dar suporte para o uso dos coeficientes técnicos e outros subsídios necessários para o cálculo do custo e para a análise financeira da produção de sementes. Os custos podem

Leia mais

DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA. Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br

DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA. Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br DESAFIOS PARA A CITRICULTURA DE MESA BRASILEIRA Camilo Lázaro Medina clmedina@conplant.com.br DESAFIOS PARA A FRUTICULTURA DE MESA BRASILEIRA Importância: 73% do volume de produção brasileira se destinam

Leia mais

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC

Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura. Programa ABC para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na

Leia mais

ESTIMATIVA DA SAFRA DE LARANJA 2015/16 DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/SUDOESTE MINEIRO

ESTIMATIVA DA SAFRA DE LARANJA 2015/16 DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/SUDOESTE MINEIRO ESTIMATIVA DA SAFRA DE LARANJA 2015/16 DO CINTURÃO CITRÍCOLA DE SÃO PAULO E TRIÂNGULO/SUDOESTE MINEIRO 2 2 ÁRVORES DE LARANJA EM POMARES ADULTOS POR REGIÃO 1 ÁRVORES DE LARANJA EM POMARES EM FORMAÇÃO POR

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2014/2015 MATO GROSSO - Novembro/2013

CUSTO DE PRODUÇÃO DE SOJA - SAFRA 2014/2015 MATO GROSSO - Novembro/2013 MATO GROSSO - Novembro/2013 R$ 0,00 R$ 0,00 Nordeste Médio-Norte Oeste Centro-Sul Sudeste Mato Grosso 1.344.084 3.224.679 1.686.704 641.603 1.774.382 8.671.453 DESPESAS COM INSUMOS R$ 1.007,21 R$ 1.530,19

Leia mais

Safra 2013/2014. Primeira Estimativa. Maio/2013. São Paulo e Triângulo Mineiro. Acompanhamento da Safra de Laranja 2013/14 1

Safra 2013/2014. Primeira Estimativa. Maio/2013. São Paulo e Triângulo Mineiro. Acompanhamento da Safra de Laranja 2013/14 1 Safra 2013/2014 Primeira Estimativa São Paulo e Triângulo Mineiro Maio/2013 Acompanhamento da Safra de Laranja 2013/14 1 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) Companhia Nacional de

Leia mais

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc.

Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus. URI GOLDSTEIN, M.Sc. Custos de Implantação e Amortização de Sistemas de Irrigação Localizada em Citrus URI GOLDSTEIN, M.Sc. A Globalização e a Abertura Comercial Quais as estratégias? Competição em custos Eficiência tecnológica

Leia mais

Eng Agr Dr Humberto Vinicius Vescove FORBB Serviços na Área de Agricultura

Eng Agr Dr Humberto Vinicius Vescove FORBB Serviços na Área de Agricultura Eng Agr Dr Humberto Vinicius Vescove FORBB Serviços na Área de Agricultura Índice Evolução da área irrigada de citros no Estado de São Paulo e Triângulo Mineiro. Resultados de pesquisa. Respostas em produtividade

Leia mais

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA

PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA PROJETO CAMPO FUTURO CUSTO DE PRODUÇÃO DO CAFÉ EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES-BA Os produtores de Luís Eduardo Magalhães se reuniram, em 09/04, para participarem do levantamento de custos de produção de café

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais

ADENSAMENTO DE PLANTIO: ESTRATÉGIA PARA A PRODUTIVIDADE E LUCRATIVIDADE NA CITRICULTURA.

ADENSAMENTO DE PLANTIO: ESTRATÉGIA PARA A PRODUTIVIDADE E LUCRATIVIDADE NA CITRICULTURA. ADENSAMENTO DE PLANTIO: ESTRATÉGIA PARA A PRODUTIVIDADE E LUCRATIVIDADE NA CITRICULTURA. Eduardo Sanches Stuchi Pesquisador Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical Diretor Científico da Estação Experimental

Leia mais

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015 Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo Conhecimento do custo de produção Profissionais X amadores Avaliação da viabilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC Programa ABC Linha de Crédito para Agricultura de Baixa Emissão de Carbono Sidney

Leia mais

METODOLOGIA E RESULTADOS DO LEVANTAMENTO DE CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO

METODOLOGIA E RESULTADOS DO LEVANTAMENTO DE CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO METODOLOGIA E RESULTADOS DO LEVANTAMENTO DE CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO Maria Aparecida Nogueira Serigatto Braghetta Equipe Projeto Arroz Cepea/Esalq-USP Economista e Mestre em Direito Ambiental

Leia mais

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos 33ª Semana da Citricultura O Mercado Externo de Sucos e a Agenda Setorial

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos 33ª Semana da Citricultura O Mercado Externo de Sucos e a Agenda Setorial Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos 33ª Semana da Citricultura O Mercado Externo de Sucos e a Agenda Setorial São Paulo, 09 de junho de 2011. CONSUMO QUADRO GERAL O suco de laranja representa

Leia mais

Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br. 36a Semana da Citricultura 02 a 05 de Junho de 2014 Cordeirópolis (SP)

Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br. 36a Semana da Citricultura 02 a 05 de Junho de 2014 Cordeirópolis (SP) Gilberto Tozatti tozatti@gconci.com.br 36a Semana da Citricultura 02 a 05 de Junho de 2014 Cordeirópolis (SP) Revista Citricultura Atual... Uma Centena de Boas Informações Fatores impactantes na Florida

Leia mais

Levantamento de pragas na cultura da laranja do pomar do IFMG- campus Bambuí

Levantamento de pragas na cultura da laranja do pomar do IFMG- campus Bambuí Levantamento de pragas na cultura da laranja do pomar do IFMG- campus Bambuí Luan Cruvinel Miranda (1) ; Mateus Murilo Rosa (1) ; Ricardo Monteiro Corrêa (2) (1) Estudante de Agronomia. Instituto Federal

Leia mais

O CÁLCULO DO CUSTO TOTAL DE PRODUÇÃO COMO CRITÉRIO PARA A AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE CULTURAS ANUAIS

O CÁLCULO DO CUSTO TOTAL DE PRODUÇÃO COMO CRITÉRIO PARA A AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE CULTURAS ANUAIS O CÁLCULO DO CUSTO TOTAL DE PRODUÇÃO COMO CRITÉRIO PARA A AVALIAÇÃO ECONÔMICA DE CULTURAS ANUAIS 1. INTRODUÇÃO Este texto visa apresentar uma metodologia para o cálculo do custo total de produção de produtos

Leia mais

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik

IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA. Alexandre Mudrik IX Curso de Atualização Lavoura Cafeeira RESULTADOS DA AGRICULTURA DE PRECISÃO NA CAFEICULTURA Alexandre Mudrik AGRICULTURA DE PRECISÃO GERENCIAMENTO DE PRECISÃO Prestação de Serviços em Agricultura de

Leia mais

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO A economia brasileira tem passado por rápidas transformações nos últimos anos. Neste contexto ganham espaço novas concepções, ações

Leia mais

Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima

Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima Identificação e Monitoramento de Pragas Regulamentadas e seus Inimigos Naturais na Cultura da Laranja Lima 08 ÁCAROS ÁCARO DA FERRUGEM (Phyllocoptruta oleivora) Foto: FUNDECITRUS Sadio Com sintoma

Leia mais

Currículo. Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas - ESALQ/USP 2013. Doutorando em Engenharia de Sistemas Agrícolas ESALQ/USP

Currículo. Mestre em Engenharia de Sistemas Agrícolas - ESALQ/USP 2013. Doutorando em Engenharia de Sistemas Agrícolas ESALQ/USP Gestão Financeira e Custo de Produção de Cana-de-açúcar Taquaritinga/SP Outubro/21 João Henrique Mantellatto Rosa PECEGE/ESALQ/USP jhmrosa@pecege.esalq.usp.br Currículo Formação: Engenheiro Agrônomo ESALQ

Leia mais

Secretaria de Política Agrícola - SPA. safra 2012/2013 de laranja

Secretaria de Política Agrícola - SPA. safra 2012/2013 de laranja Secretaria de Política Agrícola - SPA Apoio àcomercialização da safra 2012/2013 de laranja Resumo conjuntural -Excedente de produção (SP e MG): de 40 a 80 Mi cx; -Estoque elevado de suco: 535 mil toneladas

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA

O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA O BANCO QUE FAZ MAIS PELA AMAZÔNIA CRÉDITO COMO SOLUÇÃO PARA PRODUZIR COM SUSTENTABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL BNDES PRODUSA Objetivos Disseminar o conceito de agronegócio responsável e sustentável, agregando

Leia mais

LARANJA FAZ BEM PARA VOCÊ, PARA QUEM PRODUZ E PARA O BRASIL.

LARANJA FAZ BEM PARA VOCÊ, PARA QUEM PRODUZ E PARA O BRASIL. LARANJA FAZ BEM PARA VOCÊ, PARA QUEM PRODUZ E PARA O BRASIL. Três em cada cinco copos de suco de laranja bebidos no mundo são produzidos no Brasil. Nos países com inverno rigoroso, os consumidores não

Leia mais

Aplicação de árvore de decisão para a produção de laranja: uma proposição de plano na fazenda Recanto das Águas

Aplicação de árvore de decisão para a produção de laranja: uma proposição de plano na fazenda Recanto das Águas 196 Aplicação de árvore de decisão para a produção de laranja: uma proposição de plano na fazenda Recebimento dos originais: 10/09/2012 Aceitação para publicação: 17/12/2013 Resumo Anderson Rodrigues Sampaio

Leia mais

Efeito dos custos dos insumos na rentabilidade dos projetos florestais

Efeito dos custos dos insumos na rentabilidade dos projetos florestais Ativos do Campo - Nº 04/2013 Efeito dos custos dos insumos na rentabilidade dos projetos florestais Mesmo sendo as plantações florestais intensivas em utilização de mão de obra, sobretudo em regiões montanhosas,

Leia mais

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau

II Simpósio de Mecanização. na Cultura do Cacau PRODECAU BRASIL - MAPA - CEPLAC II Simpósio de Mecanização na Cultura do Cacau Instalação de: 12 fábricas de chocolate; 12 usinas de beneficiamento de borracha; 325 unidades de extração de óleo de pequeno

Leia mais

EVOLUÇ ÃO DA PRODUTIVIDADE NA CITRICULTURA PAULISTA

EVOLUÇ ÃO DA PRODUTIVIDADE NA CITRICULTURA PAULISTA EVOLUÇ ÃO DA PRODUTIVIDADE NA CITRICULTURA PAULISTA Denise Viani Caser Antonio Ambrosio Amaro 2 - INTRODUÇÃO 2 No decorrer de sua história, a citricultura brasileira mostrou fases de expansão e de retração,

Leia mais

ARMAZENAGEM NO SETOR CEREALISTA. Brasília outubro de 2012

ARMAZENAGEM NO SETOR CEREALISTA. Brasília outubro de 2012 ARMAZENAGEM NO SETOR CEREALISTA Brasília outubro de 2012 Agricultura e Armazenagem Produzir até 2050, de forma sustentável e ordenada, + 1 bilhão de toneladas de grãos e + 200 milhões de toneladas de carne,

Leia mais

O papel do citricultor no combate ao Greening. Cícero Augusto Massari

O papel do citricultor no combate ao Greening. Cícero Augusto Massari O papel do citricultor no combate ao Greening Cícero Augusto Massari Os envolvidos Inseto vetor Greening bactéria hospedeiro Infecção e evolução dos sintomas Doença de evolução rápida em plantas jovens

Leia mais

IV Simpósio Brasileiro de Citricultura

IV Simpósio Brasileiro de Citricultura IV Simpósio Brasileiro de Citricultura 14 e 15 de OUTUBRO de 2010 JULHO 2010 ESALQ/USP PIRACICABA 1. Introdução O GELQ 2011 Grupo de Estudo Luiz de Queiroz é composto por alunos do quarto ano da (ESALQ-USP).

Leia mais

Defensivos agrícolas e custos na produção

Defensivos agrícolas e custos na produção Mercado Defensivos agrícolas e custos na produção Evaristo Marzabal Neves, Luciano Rodrigues e Heitor Luis Gut Gastaldi * de citros Estudos recentes evidenciam a importância do controle fitossanitário

Leia mais

Custo de Produção de Mandioca no Estado de São Paulo: Mandioca industrial (maio/04) e de mesa (junho/04) *

Custo de Produção de Mandioca no Estado de São Paulo: Mandioca industrial (maio/04) e de mesa (junho/04) * Custo de Produção de Mandioca no Estado de São Paulo: Mandioca industrial (maio/04) e de mesa (junho/04) * Lucilio Rogerio Aparecido Alves ** Fábio Isaias Felipe *** Geraldo Sant Ana de Camargo Barros

Leia mais

Proposta de uma ferramenta para avaliação econômica do cultivo de eucalipto: Estudo de caso no Vale do Paraíba (SP).

Proposta de uma ferramenta para avaliação econômica do cultivo de eucalipto: Estudo de caso no Vale do Paraíba (SP). UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL E EXTENSÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO FLORESTAL TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Proposta de uma ferramenta para avaliação econômica do

Leia mais

Banco do Brasil. Programa ABC

Banco do Brasil. Programa ABC Banco do Brasil Programa ABC Junho de 2015 Plano ABC Conceito Crédito orientado para promover a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) na agricultura, conforme preconizado na Política Nacional

Leia mais

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA Holambra, 25 de Outubro de 2007 Fertilizantes: Análise Mercadológica Produto: Insumo Bem homogêneo Bem

Leia mais

REESTIMATIVA DE SAFRA DE LARANJA E DESAFIOS DA CITRICULTURA NO ESTADO DE SP E TRIÂNGULO MINEIRO. Antonio Juliano Ayres Gerente Geral

REESTIMATIVA DE SAFRA DE LARANJA E DESAFIOS DA CITRICULTURA NO ESTADO DE SP E TRIÂNGULO MINEIRO. Antonio Juliano Ayres Gerente Geral REESTIMATIVA DE SAFRA DE LARANJA E DESAFIOS DA CITRICULTURA NO ESTADO DE SP E TRIÂNGULO MINEIRO Antonio Juliano Ayres Gerente Geral - Perfil da Citricultura - Reestimativa de Safra - Cenário da Citricultura

Leia mais

BNDES ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAS 1 - AO1 LARANJA GERÊNCIA SETORIAL DE AGROINDÚSTRIA

BNDES ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAS 1 - AO1 LARANJA GERÊNCIA SETORIAL DE AGROINDÚSTRIA BNDES ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAS 1 - AO1 GERÊNCIA SETORIAL DE AGROINDÚSTRIA Data: 25/3/96 N o 7 LARANJA Introdução O mercado mundial de suco de frutas movimenta em torno de US$ 4,3 bilhões/ano, sendo

Leia mais

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos Consumo Mundial de Suco de Laranja

Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos Consumo Mundial de Suco de Laranja Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos Consumo Mundial de Suco de Laranja Câmara Setorial da Citricultura Brasília, 6 de setembro de 2011. TRANSPARÊNCIA E INFORMAÇÃO AGO/2010 OUT/2010 NOV-DEZ/2010

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

Pesquisa, Consultoria e Treinamento Agrícola Ltda. Soluções para Manejo de Pragas, Plantas Daninhas, Biotecnologia Aplicada e Monitoramento Ambiental

Pesquisa, Consultoria e Treinamento Agrícola Ltda. Soluções para Manejo de Pragas, Plantas Daninhas, Biotecnologia Aplicada e Monitoramento Ambiental Pesquisa, Consultoria e Treinamento Agrícola Ltda. Soluções para Manejo de Pragas, Plantas Daninhas, Biotecnologia Aplicada e Monitoramento Ambiental Estações Experimentais de Pesquisa EEGJaboticabal EEGUberlândia

Leia mais

SUSTENTABILIDADE Pesquisas e manejo no campo se voltam para práticas mais naturais, econômicas e sem desperdício

SUSTENTABILIDADE Pesquisas e manejo no campo se voltam para práticas mais naturais, econômicas e sem desperdício ANO VII I Nº 29 I ABRIL DE 2015 I WWW.FUNDECITRUS.COM.BR APOSTA NA SUSTENTABILIDADE Pesquisas e manejo no campo se voltam para práticas mais naturais, econômicas e sem desperdício REVISTA CITRICULTOR 1

Leia mais

Prof. Luiz Fernando Paulillo Prof. Hildo Meirelles de Souza Filho

Prof. Luiz Fernando Paulillo Prof. Hildo Meirelles de Souza Filho Prof. Luiz Fernando Paulillo Prof. Hildo Meirelles de Souza Filho Concentração industrial crescente e redução do nº de processadoras de suco ao longo das décadas; Integração vertical industrial para trás

Leia mais

Reabilitação experimental de lavouras de café abandonadas como pequenas unidades de produção familiar em Angola CFC/ICO/15 (AEP: INCA)

Reabilitação experimental de lavouras de café abandonadas como pequenas unidades de produção familiar em Angola CFC/ICO/15 (AEP: INCA) PJ 29 fevereiro 2012 Original: inglês 29/12 Add. 1 (P) P Comitê de Projetos/ Conselho Internacional do Café 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido Resumo dos relatórios de andamento apresentados pelas Agências

Leia mais

Viabilidade Econômica da Cultura do Trigo, em Mato Grosso do Sul, na Safra 2012

Viabilidade Econômica da Cultura do Trigo, em Mato Grosso do Sul, na Safra 2012 174 ISSN 1679-0472 Abril, 2012 Dourados, MS Fotos - lavoura: Nilton P. de Araújo; percevejo: Foto: Narciso Claudio da Lazzarotto S. Câmara Viabilidade Econômica da Cultura do Trigo, em Mato Grosso do Sul,

Leia mais

São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do. cultivo da terra, da criação de animais e da

São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do. cultivo da terra, da criação de animais e da 1 São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados produtos agropecuários com vistas à obtenção de produtos que venham

Leia mais

Pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para modelos sustentáveis de agricultura.

Pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para modelos sustentáveis de agricultura. FUNDAÇÃO MOKITI OKADA Mokiti Okada - CPMO Pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para modelos sustentáveis de agricultura. Leandro de Almeida Amado Engenheiro Agrônomo, MSc Assistente Técnico Outubro

Leia mais

MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO

MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO MARGENS ESTREITAS PARA O PRODUTOR DE ALGODÃO Custos Algodão A produção de algodão no Brasil está crescendo de forma expressiva, devido à boa competitividade dessa cultura frente a outras concorrentes em

Leia mais

Adoção de novas tecnologias pelo pequeno citricultor familiar: um estudo em empreendimentos de Bebedouro-SP

Adoção de novas tecnologias pelo pequeno citricultor familiar: um estudo em empreendimentos de Bebedouro-SP Adoção de novas tecnologias pelo pequeno citricultor familiar: um estudo em empreendimentos de Bebedouro-SP Profª. Ms.Vanda Marques Burjaili Romeiro (IMESB) vandaromeiro@mdbrasil.com.br Prof. Dr. Edmundo

Leia mais

Plantando laranjas, enterrando citricultores!

Plantando laranjas, enterrando citricultores! Plantando laranjas, - Ano 9 - Número 47 enterrando citricultores! Em parceria com a Cutrale, a Coca-Cola compra quase um terço da safra de laranja da Flórida, apoiando mais de 400 produtores locais. A

Leia mais

GESTÃO DE CUSTOS O CONTROLE DOS GASTOS É ESSENCIAL PARA GARANTIR A RENDA DO BATATICULTOR

GESTÃO DE CUSTOS O CONTROLE DOS GASTOS É ESSENCIAL PARA GARANTIR A RENDA DO BATATICULTOR GESTÃO DE CUSTOS O CONTROLE DOS GASTOS É ESSENCIAL PARA GARANTIR A RENDA DO BATATICULTOR Por João Paulo Bernardes Deleo e Álvaro Legnaro Colaboração: Carlos Alexandre Almeida e Jefferson Luiz de Carvalho

Leia mais

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR)

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE

Leia mais

O que é o seguro Sanitário da Citricultura?

O que é o seguro Sanitário da Citricultura? O que é o seguro Sanitário da Citricultura? Éuma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo através da Secretária da Agricultura e Abastecimento que instituiu o Seguro Sanitário da Citricultura. Banco

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa Índice de Confiança do Agronegócio Realização Parceiros Pesquisa Motivações Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio, como indústria de insumos, cooperativas,

Leia mais

Intenções de Investimento

Intenções de Investimento Intenções de Investimento Segundo Trimestre 2014 Principais Resultados:» Preocupações atuais» Intenções de investimento em: Tecnologia / Custeio Maquinas e Equipamentos Gestão de Pessoas Infraestrutura

Leia mais

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia 6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia Complementando o que foi exposto sobre a gerência da cadeia de suprimentos analisada no Capítulo 3, através de

Leia mais

A ÁRVORE DO FUTURO PLANTIO DE MUDAS GENETICAMENTE MODIFICADAS MARCA NOVA FASE DAS PESQUISAS DE RESISTÊNCIA A DOENÇAS

A ÁRVORE DO FUTURO PLANTIO DE MUDAS GENETICAMENTE MODIFICADAS MARCA NOVA FASE DAS PESQUISAS DE RESISTÊNCIA A DOENÇAS ano VI n o 23 fevereiro de 2014 www.fundecitrus.com.br A ÁRVORE DO FUTURO PLANTIO DE MUDAS GENETICAMENTE MODIFICADAS MARCA NOVA FASE DAS PESQUISAS DE RESISTÊNCIA A DOENÇAS fevereiro de 2014 EDITORIAL Caminhos

Leia mais

Comunicado152. Introdução

Comunicado152. Introdução Comunicado152 ISSN 1809-502X Técnico Dezembro, Cruz das Almas, BA 2012 Foto: Eduardo Sanches Stuchi Trifoliata Flying Dragon : Porta-enxerto para plantios adensados e irrigados de laranjeiras doces de

Leia mais

Campo Consultoria, Serviços e Treinamento Agrícola. sjscampo.consultoria@hotmail.com (14) 3769-1153

Campo Consultoria, Serviços e Treinamento Agrícola. sjscampo.consultoria@hotmail.com (14) 3769-1153 Campo Consultoria, Serviços e Treinamento Agrícola sjscampo.consultoria@hotmail.com (14) 3769-1153 Engº Agrº M.Sc. Roberto Salva MsC, Universidade Estadual Julio Mesquita Fº - Jaboticabal, 2004; Especialização

Leia mais

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS

AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS IX SIMPÓSIO NACIONAL CERRADO BRASÍLIA 12 A 17 DE OUTUBRO DE 2008 AGRICULTURA DE PRECISÃO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS ANTÔNIO MARCOS COELHO OBJETIVOS : INTRODUÇÃO - CONCEITOS E DEFFINIÇÕES: PRECISÃO NA AGRICULTURA

Leia mais

Planejamento e Gestão do Negócio Agrícola. Aparecido Porto da Costa E-mail: aparecidoport@hotmail.com

Planejamento e Gestão do Negócio Agrícola. Aparecido Porto da Costa E-mail: aparecidoport@hotmail.com Planejamento e Gestão do Negócio Agrícola Aparecido Porto da Costa E-mail: aparecidoport@hotmail.com Introdução Organização Sistema aberto sucesso Ambiente 2 Conceitos Básicos Planejar Criar esquemas para

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES

RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES RELATÓRIO SOBRE INDICADORES DE RESULTADOS - ORIENTAÇÕES PARA PEQUENOS AGRICULTORES APLICÁVEL A PARTIR DA COLHEITA DE 2014 Visão Geral Este documento explica como usar os modelos fornecidos pela BCI, para

Leia mais

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos

VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos VIII Simpósio Técnicas de Plantio e Manejo de Eucalipto para Usos Múltiplos Linhas de crédito para o setor florestal Homero José Rochelle Engº Agrônomo ESALQ 1979 Plano de Safra 2014/2015 MAPA - Ministério

Leia mais

Agrícola ISO 9001 OHSAS 18001 ISO 22000 ISO 14001

Agrícola ISO 9001 OHSAS 18001 ISO 22000 ISO 14001 Agrícola ISO 9001 OHSAS 18001 ISO 22000 ISO 14001 1 Tema: PREPARO REDUZIDO E PLANTIO DIRETO Local: Ribeirão Preto - SP Palestrante: Hilário 2 LOCALIZAÇÃO Latitude: 20º28 41 S UAM Longitude: 47º52 21 W

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social Outubro 2009 BH COPA 2014 Agenda Resumo Institucional Os Projetos que Apoiamos Formas de Atuação Condições de Financiamento Fechamento Agenda Resumo

Leia mais

Simpósio: Apoio ao uso Balanceado de Potássio na Agricultura Brasileira

Simpósio: Apoio ao uso Balanceado de Potássio na Agricultura Brasileira Simpósio: Apoio ao uso Balanceado de Potássio na Agricultura Brasileira Como criar novos patamares de produtividade na cultura da soja. O que é necessário ser feito para aumentar a produtividade média

Leia mais

Fruticultura. A Cultura do Abacaxi. Nome Cultura do Abacaxi Produto Informação Tecnológica Data Setembro - 2000 Preço - Linha Fruticultura Resenha

Fruticultura. A Cultura do Abacaxi. Nome Cultura do Abacaxi Produto Informação Tecnológica Data Setembro - 2000 Preço - Linha Fruticultura Resenha 1 7 10/16/aaaa 11:31 Fruticultura A Cultura do Abacaxi Nome Cultura do Abacaxi Produto Informação Tecnológica Data Setembro - 2000 Preço - Linha Fruticultura Resenha Informações resumidas sobre a Cultura

Leia mais

BASF Cana Crescer a cada desafio

BASF Cana Crescer a cada desafio BASF Cana Crescer a cada desafio Pag. 1 Pag. 2 Soluções integradas por todo o ciclo da cana-de-açúcar. Pag. 3 Cada dia nos desafia a crescer. Pag. 4 Buscar oportunidades para produzir mais, melhor e com

Leia mais

Janeiro / Fevereiro / Março / 2008 Revista Ciência & Prática 1

Janeiro / Fevereiro / Março / 2008 Revista Ciência & Prática 1 Janeiro / Fevereiro / Março / 2008 Revista Ciência & Prática 1 2 Janeiro / Fevereiro / Março / 2008 Revista Ciência & Prática ÍNDICE Índice Fábio Catelan Variedades Pág. 18 Peculiaridades da cultura da

Leia mais

Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br

Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br Empresa de nutrição, fisiologia vegetal e fertilidade do solo. ONDINO CLEANTE BATAGLIA ondino@conplant.com.br A ORIGEM 2003 APOSENTADORIAS NO IAC ONDINO BATAGLIA PEDRO FURLANI ÂNGELA FURLANI BERNARDO VAN

Leia mais

Benefícios Corporativo do Orçamento e Custo com Rastreabilidade em um Único Sistema

Benefícios Corporativo do Orçamento e Custo com Rastreabilidade em um Único Sistema Benefícios Corporativo do Orçamento e Custo com Rastreabilidade em um Único Sistema 1. SIA Sistema de Inteligência Agrícola Farm Operations; Fazendo uma analogia com um sistema interfaceado; 2. Solução

Leia mais

Boletim Ativos do Café - Edição 15 / Dezembro 2013 Preços do café intensificam a descapitalização na cafeicultura brasileira em 2013

Boletim Ativos do Café - Edição 15 / Dezembro 2013 Preços do café intensificam a descapitalização na cafeicultura brasileira em 2013 Boletim Ativos do Café - Edição 15 / Dezembro 2013 Preços do café intensificam a descapitalização na cafeicultura brasileira em 2013 Entre janeiro/13 e novembro/13 o Coffea arabica (Arábica) apresentou

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais