SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados"

Transcrição

1 SQL (Structured Querie Language) SQL é mais que uma linguagem de interrogação estruturada. Inclui características para a definição da estrutura de dados, para alterar os dados de uma base de dados, e para especificar esquemas de segurança. Estas características agrupam-se do seguinte modo: DDL Data Definition Language DML Data Manipulation Language DCL Data Control Language Numa base de dados relacional, toda a informação está logicamente organizada em tabelas. Podemos considerar a existência de dois tipos de tabelas numa base de dados: as tabelas base que efectivamente estão armazenadas num suporte físico da base de dados as tabelas virtuais que só existem em resultado da execução de um conjunto de comandos de consulta, executados sobre as tabelas base. A palavra inglesa querie designa uma consulta à base de dados e consiste na execução de uma ou mais operações sobre tabelas. As queries ou consultas podem ser executadas sobre as tabelas base ou sobre as tabelas virtuais que resultam de outras consultas. Do ponto de vista lógico, o resultado de uma consulta (querie) é uma tabela. A diferença entre uma tabela base e uma tabela virtual é basicamente a seguinte: as tabelas base existem fisicamente como estruturas de dados; as tabelas virtuais (resultados de queries) existem apenas como um conjunto de comandos que permitem extrair informação da base de dados. Pág. 1 de 16

2 Noções Elementares São válidos os seguintes operadores aritméticos: Soma + Subtracção - Multiplicação * Divisão / Os operadores lógicos são: AND, OR e NOT. Predicados Um predicado é uma condição que pode ser realizada para produzir um valor verdadeiro, falso ou desconhecido. São eles: Comparação (=, <, >, <>, <=, =>) Entre (... BETWEEN... AND..., IN, NOT IN) LIKE NULL Quantificadores (ALL, SOME, ANY) EXISTS, NOT EXISTS As cláusulas são expressões realizadas em tabelas que se usam para derivar tabelas, tais como FROM, WHERE, GROUP BY, HAVING e ORDER BY. Pág. 2 de 16

3 Linguagem de Manipulação de Dados (DML Data Manipulation Language) É utilizada para efectuar operações de selecção, ordenação, cálculo de informação guardada em tabelas, entre outras. Select Queries Cláusula SELECT Permite extrair informação de uma Base de Dados (DB Data Base). Sintaxe: SELECT <lista_campos> FROM <lista_tabelas> Consulta todos os autores da tabela Autores: SELECT Autor FROM Autores Consulta todos os campos da tabela Autores: SELECT * FROM Autores Consulta todos os autores visualizando o dobro da sua idade: SELECT Autor, Idade * 2 AS [Idades] FROM Autores Cláusula WHERE Permite estabelecer condições entre campos da tabela(s) ou até mesmo envolvendo input s digitados pelo utilizador. Sintaxe: SELECT <lista_campos> FROM <lista_tabelas> WHERE <critério> as listas são separadas por vírgulas se desejarmos seleccionar todos os campos usamos * Pág. 3 de 16

4 Uma consulta à tabela no sentido de obter apenas os elementos relativos às editoras situadas na cidade de Lisboa: SELECT Pubid, Nome AS [Nome Editora], Morada, Cod_Postal, Cidade, Telefone FROM Editoras WHERE Cidade= Lisboa Consulta o nome e morada de todas as editoras da cidade de Lisboa: SELECT Nome, Morada FROM Editoras WHERE Cidade= Lisboa Consulta o Nome, Região e Cidade quando a região toma o valor CA e a cidade é Lisboa: SELECT Nome, Região, Cidade FROM Editoras WHERE Região= CA AND Cidade= Lisboa Utilizar na cláusula WHERE LIKE Destina-se a comparar strings com padrão. Consulta os nomes de todos os autores que tenham Lopes no nome: SELECT Autor FROM Autores WHERE Autor LIKE *Lopes* Consulta o(s) código(s) e descrição(ões) do(s) produto(s) quando na descrição está envolvida a palavra sumos: SELECT Prod_Cod, Prod_Descrição FROM Produtos WHERE Prod_Descrição LIKE *sumos* Pág. 4 de 16

5 Utilizar na cláusula WHERE BETWEEN AND Consulta todos os nomes e cidades onde o campo Pubid toma valores entre 10 e 20: SELECT Nome, Cidade FROM Editoras WHERE Pubid BETWEEN 10 AND 20 Utilizar na cláusula WHERE IN Consulta todos os nomes e cidades onde o campo região toma valores no conjunto ( NY, CA, AK ): SELECT Nome, Cidade FROM Editoras WHERE Região IN ( NY, CA, AK ) Cláusula WHERE na ligação de duas ou mais tabelas Sintaxe: SELECT <tabela1.colunaa>, <tabela2.colunaa> FROM <tabela1>, <tabela2> WHERE <tabela1.colunaa> = <tabela2.colunaa> Consulta todas as linhas da tabela Títulos e da tabela Autores com o mesmo campo Au_ID. Se existir algum título para o qual não foi introduzido código de um Autor, o mesmo não aparecerá (se o código do autor não for chave primária). SELECT Titulos.Titulo, Autores.Autor FROM Titulos, Autores WHERE Titulos.Au_ID = Autores.Au_ID Esta operação designa-se por INNER JOIN, como se verá na devida altura. Pág. 5 de 16

6 Cláusula AS Permite alterar o cabeçalho (titulo) que irá aparecer na listagem obtida. SELECT Titulos.Titulo AS [Titulo do Livro], Autores.Autor AS [Autor do Livro] FROM Titulos.Autores WHERE Titulos.Au_ID = Autores.Au_ID Funções agregadas COUNT(<nome_campo>) Devolve o número de linhas em que o campo <nome_campo> não é nulo MAX(<nome_campo>) Devolve o maior valor para o campo <nome_campo> MIN(<nome_campo>) Devolve o menor valor para o campo <nome_campo> SUM(<nome_campo>) Devolve a soma dos conteúdos do campo <nome_campo> AVG(<nome_campo>) Devolve a média dos conteúdos do campo <nome_campo> FIRST(<nome_campo>) Devolve o valor do primeiro registo da tabela ou Querie LAST(<nome_campo>) Devolve o valor do último registo da tabela ou Querie Devolve o número de elementos da tabela Produtos: SELECT COUNT(Prod_Codigo) AS [Total] FROM Produtos Se não for mencionado o Nome da coluna [Total], é por defeito Expr1000. Como tal, é conveniente atribuir um título à coluna. Pág. 6 de 16

7 Devolve o menor, o maior e o preço médio dos livros: SELECT COUNT(Unidades) AS [Nº Elementos], MIN(Preço_Unidades) AS Min, MAX(Preço_Unidades) AS Max, AVG(Preço_Unidades) AS Média FROM Preços_Livros Consulta os livros com menor preço SELECT titulo, anopublicação, preço FROM titulos, preços WHERE titulos.codpreco = precos.codpreco AND Preco = (SELECT Min(preco) FROM precos) Cláusula INNER JOIN Estabelece ligação entre duas ou mais tabelas através de campos chave. SELECT titulos.titulo, autores.autor FROM titulos, autores.titulos INNER JOIN autores ON titulos.au_id = autores.au_id Poderíamos escrever o mesmo comando com uma cláusula WHERE (talvez mais prático). SELECT titulos.titulo, titulos.isbn, autores.autor, editoras.nome FROM titulos, autores, editoras WHERE editoras.editid = titulos.editid AND titulos.au_id = autores.au_id Pág. 7 de 16

8 Cláusulas LEFT JOIN e RIGHT JOIN Uma cláusula RIGHT JOIN inclui todos os registos da segunda tabela (à direita), mesmo que não exista nenhuma relação com a primeira tabela (à esquerda). Listar todas as editoras, mesmo que não tenham nenhum titulo publicado: SELECT titulos.titulo, editoras.nome FROM titulos, editoras titulos RIGHT JOIN editoras ON titulos.editid = editoras.auid A cláusula LEFT JOIN inclui todos os registos da primeira tabela (à esquerda), mesmo que não exista nenhuma relação com a segunda tabela (à direita). Listar todos os titulos, mesmo os que não tenham editoras: SELECT titulos.titulo, editoras.nome FROM titulos, editoras titulos LEFT JOIN editoras ON titulos.editid = editoras.auid Predicado ALL ALL Se não incluir um dos predicados referidos, ALL é assumido e todos os registos que verificam as condições são devolvidos. Dois exemplos equivalentes: SELECT ALL FROM titulos, autores WHERE editoras.editid = titulos.editid SELECT * FROM titulos, autores WHERE editoras.editid = titulos.editid Pág. 8 de 16

9 Predicado DISTINCT Esta cláusula omite todos os registos que contêm dados duplicados nos campos seleccionados. Por outras palavras, se o querie contiver um campo com o mesmo valor em mais do que uma linha, a cláusula DISTINCT elimina todos os duplicados. Lista as editoras que têm pelo menos um titulo publicado: SELECT editoras.nome FROM titulos, editoras WHERE editoras.editid = titulos.edit.id Este querie devolve tantas linhas quantos os títulos que existem na tabela de títulos. Para eliminar a repetição do nome das editoras, usa-se: SELECT DISTINCT editoras.nome FROM titulos, editoras WHERE editoras.editid = titulos.edit.id Predicado DISTINCTROW Omite dados baseados em registos duplicados, mas não referentes a campos duplicados. SELECT DISTINCTROW titulos.titulo, titulos.anoedicao, autores.autor, editoras.nome AS Editora FROM editoras, titulos.(editoras RIGHT JOIN titulos ON editoras.editid = titulos.editid) LEFT JOIN autores ON titulos.au_id = autores.au_id WHERE (editoras.nome = [Insira Nome]) ORDER BY titulos.titulo Observa que na sexta linha existe [Insira Nome]. Isto significa que é solicitado ao utilizador que insira um nome para depois efectuar-se a comparação. Deste modo, quando se utiliza uma string entre parêntesis rectos que não seja o nome de um campo, o SQL solicita ao utilizador que insira um valor (string ou não) pelo teclado. Pág. 9 de 16

10 Cláusula ORDER BY Permite ordenar a listagem pelo campo referido, por ordem crescente: SELECT au_id, autor FROM autores ORDER BY autor Consulta as regiões e cidades por ordem descendente e ascendente respectivamente: SELECT regiao, cidade FROM editoras ORDER BY regiao DESC, cidade ASC Cláusulas TOP n e TOP n PERCENT Estas cláusulas servem para limitar o número de registos num conjunto de resultados. TOP n Devolve os primeiros n registos. Quando utilizamos a cláusula TOP por vezes recorre-se ao uso da cláusula ORDER BY. SELECT TOP 5 * FROM precos_livros ORDER BY unidades DESC TOP n PERCENT Devolve os primeiros n porcentos de registos. SELECT TOP 5 PERCENT * FROM preco_livros ORDER BY unidades DESC Pág. 10 de 16

11 Cláusula GROUP BY Agrupar os resultados das queries segundo um determinando critério. GROUP BY <coluna1>, <coluna2>,..., <colunan> Consulta o número de elementos da tabela Produtos para cada categoria de Produto: SELECT prod_categoria AS Categoria, COUNT(prod_categoria) AS [Nº Elementos] FROM Produtos GROUP BY prod_categoria A cláusula GROUP BY especifica o modo como queremos agrupar o resultado da função agregada. Consulta o menor preço, maior preço e preço médio dos produtos por categoria: SELECT prod_categoria AS Categoria, COUNT(prod_categoria) AS [Nº Elementos], MIN(prod_preco) AS Min, MAX(prod_preco) AS Max, AVG(prod_preco) AS Média FROM Produtos GROUP BY prod_categoria SELECT ISBN AS Código, COUNT(au_ID) AS [Nº Elementos] FROM Titulos GROUP BY ISBN Pág. 11 de 16

12 Cláusula HAVING Podemos utilizar a cláusula HAVING para aplicar um filtro ao resultado de um querie ao contrário da cláusula WHERE que aplica um filtro a toda(s) a(s) tabela(s) envolvida(s). Vejamos o mesmo querie com a aplicação de um filtro, para limitar as categorias de produtos a bolachas e aperitivos. SELECT prod_categoria AS Categoria, COUNT(prod_categoria) AS [Nº Elementos], MIN(prod_preco) AS Min, MAX(prod_preco) AS Max, AVG(prod_preco) AS Média FROM Produtos GROUP BY prod_categoria HAVING prod_categoria IN [ Bolachas, Aperitivos ] Podemos formatar os resultados numéricos obtidos (Visual Basic): SELECT prod_categoria AS categoria, FORMAT(COUNT(prod_categoria), 000 ) AS [Nº Elementos] FORMAT(MIN(prod_preco), $00 ) AS Min, FORMAT(MAX(prod_preco), $00 ) AS Max, FORMAT(AVG(prod_preco), $00 ) AS Média FROM Produtos GROUP BY prod_categoria Vejamos exemplos que involvem mais que uma tabela: Consulta o nome dos autores e o númerode titulos publicados pelos mesmos: SELECT autores.autor, COUNT(titulos.titulo) FROM titulos, autores WHERE titulos.au_id = autores.au_id GROUP BY autores.autor Pág. 12 de 16

13 Consulta os autores que escrevam mais de um titulo SELECT autores.autor, COUNT(titulos.titulo) FROM titulos, autores WHERE titulos.au_id = autores.au_id GROUP BY autores.autor HAVING COUNT(titulos.titulo)>1 Revisão: SELECT titulos.titulo, titulos.anoedicao, autores.autor, editoras.nome AS Editora FROM editoras, titulos, autores, (editoras RIGHT JOIN titulos ON editoras.editid = titulos.editid) LEFT JOIN autores ON titulos.au_id = autores.au_id ORDER BY titulos.titulo Observe que o nome de um campo quando possui um ou mais espaços, deve estar envolvido entre parêntesis rectos. Pág. 13 de 16

14 Nomes Alternativos para Tabelas Um nome alternativo para uma tabela deve ser definido na cláusula FROM. O nome alternativo pode depois ser usado tanto na cláusula SELECT como na cláusula WHERE. Por exemplo: para abreviar o nome da tabela autores para au, escreve-se: SELECT au.autor, COUNT(titulos.titulo) FROM titulos, autores AS au WHERE titulos.au_id = au.au_id ACTION QUERIES As Action Queries não devolvem um conjunto de registos. Apenas modificam o conteúdo de uma ou mais tabelas. Comando INSERT INTO O comando INSERT serve para inserir novas linhas, ou parte de novas linhas, numa tabela. Sintaxe: INSERT INTO <destino> [IN <externaldatabase>][(<campo1>[,<campo2>...)]] SELECT [<origem>.]<campo1>[,<campo2>[,...] FROM <expressão> INSERT INTO <destino> [(<campo1>[,<campo2>,...])] VALUES (<valor1>[,<valor2>,...]) Existem duas maneiras principais de o utilizar: Selecciona todos os registos da tabela Novo Cliente e adiciona-o à tabela Clientes: INSERT INTO Clientes SELECT [Novo Cliente].* FROM [Novo Cliente] Pág. 14 de 16

15 Selecciona todos os registos da tabela Ajudantes que verificam a condição DataSalario < Now()-30 e adiciona-os à tabela empregados: INSERT INTO Empregados SELECT Ajudantes.* FROM Ajudantes WHERE [Data Salário] < Now() - 30 Insere um registo na tabela autores co os valores especificados: INSERT INTO autores(au_id, autor, idade) VALUES (11, Francisco Manuel,30) Outro processo equivalente será: INSERT INTO autores(au_id, autor, idade) SELECT 11, Francisco Manuel, 30 Actualizar Registos Usa-se a cláusula UPDATE para actualizar um registo numa tabela. Sintaxe: UPDATE <tabela> SET <coluna1> = <valor1> SET <coluna2> = <valor2>... SET <colunan> = <valorn> WHERE <critério> Aumenta os preços dos produtos da categoria Bebidas em 3%: UPDATE produtos SET prodpreco = 1.03 * prodpreco WHERE prodcategoria = Bebidas A cláusula especifica a operação a efectuar nas colunas. Pág. 15 de 16

16 Atribui ao campo relatorio o valor 5 em todos os registos onde a condição relatorio = 2 se verifica: UPDATE Empregados SET relatorio = 5 WHERE relatorio = 2 Apaga Registo(s) A cláusula DELETE é utilizada para eliminar registos. Remover os registos cujos empregados sejam do tipo Provisório DELETE * FROM empregados WHERE tipo = Provisório Remover todos os empregados e os seus registos de (remover numa relação do lado N) DELETE pagamentos.* FROM empregados, pagamentos, empregados INNER JOIN pagamentos ON empregados.empregadoid = pagamento.empregadoid WHERE tipo = Provisório Nota: O comando DELETE apaga o registo e não valores isolados da tabela. Pág. 16 de 16

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte Programação SQL INTRODUÇÃO II parte Programação SQL SELECT; INSERT; UPDATE; DELETE. Este conjunto de comandos faz parte da sublinguagem denominada por DML Data Manipulation Language (Linguagem de manipulação

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE SQL é uma linguagem de consulta estruturada, do inglês Structured Query Language. É uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as:

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as: Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão 10ºB Prof. Pedro Lopes S i s t e m a s d e I n f o r m a ç ã o M ó d u l o : L i n g u a g e m S Q L T e s t e s u m a t i v o d u r a ç ã o 8 0 m i

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) (Structured Query Language) I DDL (Definição de Esquemas Relacionais)... 2 I.2 Domínios... 2 I.3 Criação de Tabelas... 2 I.4 Triggers... 4 II DML Linguagem para manipulação de dados... 5 II.2 Comando SELECT...

Leia mais

Programação SQL. Manipulação de Dados. DML Data Manipulation Language

Programação SQL. Manipulação de Dados. DML Data Manipulation Language Programação SQL Manipulação de Dados DML Data Manipulation Language Manipulação de Dados (DML) Os comandos INSERT, UPDATE, DELETE, são normalmente classificados como pertencendo a uma sublinguagem da linguagem

Leia mais

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados

Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Tarefa Orientada 13 Agrupamento e sumário de dados Objectivos: Funções de agregação Agrupamento e sumário de dados Funções de agregação Nesta tarefa orientada iremos formular consultas que sumariam os

Leia mais

António Rocha Nuno Melo e Castro

António Rocha Nuno Melo e Castro António Rocha Nuno Melo e Castro SQL- Strutured Query Language é a linguagem mais usada nas bases dados relacionais. Originalmente desenvolvida pela IBM Actualmente é um standard, o mais recente é o SQL:2003

Leia mais

DML - SELECT Agrupando Dados

DML - SELECT Agrupando Dados DML - SELECT Agrupando Dados 1. Apresentação Já conhecemos os comandos básicos de manipulação de dados: insert; delete; update e select. O comando de consulta select utilizado até aqui era aplicado sobre

Leia mais

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Compreender e utilizar a linguagem SQL, na construção e manutenção de uma base de dados.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS Compreender e utilizar a linguagem SQL, na construção e manutenção de uma base de dados. PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 12.ºH CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO MULTIMÉDIA ANO LECTIVO 2013/2014 6. LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO IV Pré-requisitos: - Planificar e estruturar bases

Leia mais

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL

SQL TGD/JMB 1. Projecto de Bases de Dados. Linguagem SQL SQL TGD/JMB 1 Projecto de Bases de Dados Linguagem SQL SQL TGD/JMB 2 O que é o SQL? SQL ("ess-que-el") significa Structured Query Language. É uma linguagem standard (universal) para comunicação com sistemas

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela

Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela Tarefa Orientada 10 Obter informação a partir de uma tabela Objectivos: Consultar dados de uma tabela Utilizar operadores aritméticos, relacionais, lógicos, de concatenação de cadeias de caracteres, LIKE

Leia mais

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 2.3. Linguagens Relacionais SQL Structured Query Language Linguagem para o modelo relacional: Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 Adoptada em 1987 como um standard internacional

Leia mais

Principais Instruções em SQL. Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados.

Principais Instruções em SQL. Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados. Principais Instruções em SQL Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados. Atenção: Esta apostila foi desenvolvida com o auxílio on-line do banco MS-ACCESS,

Leia mais

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL Banco de Dados Exercícios SQL 1 TRF (ESAF 2006) 32. Analise as seguintes afirmações relacionadas a Bancos de Dados e à linguagem SQL: I. A cláusula GROUP BY do comando SELECT é utilizada para dividir colunas

Leia mais

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais.

Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. Structured Query Language (SQL) SQL é uma linguagem normalizada (ANSI) para consultas e actualizações de bases de dados relacionais. A instrução SELECT As consultas a uma base de dados relacional fazem-se

Leia mais

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003 Bases de Dados Introdução à linguagem SQL História Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R Renomeada para SQL (Structured Query Language) Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89,

Leia mais

3) Palavra-chave distinct (select-from). Obter apenas os pibs distintos entre si.

3) Palavra-chave distinct (select-from). Obter apenas os pibs distintos entre si. NOME: BRUNO BRUNELI BANCO DE DADOS - ADS create database ProducaoMinerais use ProducaoMinerais create table Mineral( nome varchar(15) primary key, preco real) create table Pais( nome varchar(30) primary

Leia mais

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Objectivos: Criação de tabelas teste Comando INSERT INTO Inserção de dados Comando INSERT Actualização de dados Comando UPDATE Eliminação de dados Comando DELETE

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

PROGRAMA. Aquisição dos conceitos teóricos mais importantes sobre bases de dados contextualizados à luz de exemplos da sua aplicação no mundo real.

PROGRAMA. Aquisição dos conceitos teóricos mais importantes sobre bases de dados contextualizados à luz de exemplos da sua aplicação no mundo real. PROGRAMA ANO LECTIVO: 2005/2006 CURSO: LICENCIATURA BI-ETÁPICA EM INFORMÁTICA ANO: 2.º DISCIPLINA: BASE DE DADOS DOCENTE RESPONSÁVEL PELA REGÊNCIA: Licenciado Lino Oliveira Objectivos Gerais: Aquisição

Leia mais

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL Objetivos Revisando a sintaxe SQL SELECT, UPDATE, INSERT, DELETE Manipulando expressões Funções matemáticas, etc Condições de Pesquisa Funções de Agregação

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Fundamentos de SQL Structured Query Language Aula2 Apresentado por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Uma expressão básica em SQL consiste em três cláusulas: select, from e where.

Uma expressão básica em SQL consiste em três cláusulas: select, from e where. Introdução a Banco de Dados O.K. Takai; I.C.Italiano; J.E. Ferreira. 67 8 A Linguagem SQL A linguagem SQL é um padrão de linguagem de consulta comercial que usa uma combinação de construtores em Álgebra

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL)

Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Linguagem de Consulta Estruturada (SQL) Conceitos sobre a versão ANSI da SQL, a sublinguagem de definição de dados (DDL) e a sublinguagem de manipulação de dados (DML) Prof. Flavio Augusto C. Correia 1

Leia mais

Tarefa Orientada 16 Vistas

Tarefa Orientada 16 Vistas Tarefa Orientada 16 Vistas Objectivos: Vistas só de leitura Vistas de manipulação de dados Uma vista consiste numa instrução de SELECT que é armazenada como um objecto na base de dados. Deste modo, um

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas.

Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas. MySQL 101 Recapitulando Os dados no MySQL são armazenado em tabelas. Uma tabela é uma colecção de informação relacionada e consiste em colunas e linhas. As bases de dados são úteis quando necessitamos

Leia mais

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER

EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER EXEMPLOS DE COMANDOS NO SQL SERVER Gerenciando Tabelas: DDL - DATA DEFINITION LANGUAG Criando uma tabela: CREATE TABLE CLIENTES ID VARCHAR4 NOT NULL, NOME VARCHAR30 NOT NULL, PAGAMENTO DECIMAL4,2 NOT NULL;

Leia mais

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5

Bases de Dados 2005/2006. Aula 5 Bases de Dados 2005/2006 Aula 5 Sumário -1. (T.P.C.) Indique diferenças entre uma tabela e uma relação. 0. A base de dados Projecto 1. SQL Join (variantes) a. Cross Join b. Equi-Join c. Natural Join d.

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) PRONATEC - Programador de Sistemas Banco de Dados 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas utilize o comando INSERT INTO INSERT INTO tabela [ ( coluna [, coluna,...] ) ] VALUES

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 3 Linguagem SQL Linguagem de manipulação de dados (DML) DISCIPLINA: Banco de

Leia mais

Linguagem de Consulta - SQL

Linguagem de Consulta - SQL Complementos da Linguagem SQL - Eliminando Tuplas Repetidas Exemplo: Obter o código das editoras que têm livros publicados CodEditora Titulo Publicacao... 04 Banco de Dados 1989 02 Análise 2000 01 XML

Leia mais

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida UFCD 787 Administração de base de dados Elsa Marisa S. Almeida 1 Objectivos Replicação de base de dados Gestão de transacções Cópias de segurança Importação e exportação de dados Elsa Marisa S. Almeida

Leia mais

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DML Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br SQL - DML Os exemplos da aula serão elaborados para o esquema de dados a seguir: Empregado(matricula, nome, endereco, salario, supervisor,

Leia mais

Bases de Dados. DML Data Manipulation Language Parte 1

Bases de Dados. DML Data Manipulation Language Parte 1 Bases de Dados DML Data Manipulation Language Parte 1 DML Data Manipulation Language Diz respeito à manipulação dos dados. É utilizada para: Inserir dados numa tabela(tuplos) Remover dados de uma tabela(tuplos)

Leia mais

Tarefa Orientada 14 Subconsultas

Tarefa Orientada 14 Subconsultas Tarefa Orientada 14 Subconsultas Objectivos: Subconsultas não correlacionadas Operadores ALL, SOME e ANY Subconsultas correlacionadas Operador EXISTS Subconsultas incluídas na cláusula FROM de uma consulta

Leia mais

1. SQL Instrumental...2 1.1 Select...3 1.2 Delete...13 1.3 Update... 1.4 Insert... 1.5 Group by... 1.6 Having... 1.7 Unnion All...

1. SQL Instrumental...2 1.1 Select...3 1.2 Delete...13 1.3 Update... 1.4 Insert... 1.5 Group by... 1.6 Having... 1.7 Unnion All... SQL 1. SQL Instrumental...2 1.1 Select...3 1.2 Delete...13 1.3 Update... 1.4 Insert... 1.5 Group by... 1.6 Having... 1.7 Unnion All... 2. Servidor... 2.1 Ativando log no Broker... 2.2 Leitura do log no

Leia mais

Introdução ao SQL Avançado

Introdução ao SQL Avançado Introdução ao SQL Avançado Introdução as consultas, manipulação e a filtragem de dados com a linguagem SQL Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão

Leia mais

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados

EXERCÍCIOS PRÁTICOS. Banco de Dados EXERCÍCIOS PRÁTICOS Banco de Dados Introdução ao uso do SQL Structured Query Language, considerando tanto DDL Data Definition Language quanto DML Data Manipulation Language. Banco de Dados selecionado:

Leia mais

PROGRAMA. Objectivos Gerais :

PROGRAMA. Objectivos Gerais : PROGRAMA ANO LECTIVO : 2005/2006 CURSO : ENGENHARIA MULTIMÉDIA ANO: 2.º DISCIPLINA : SISTEMA DE GESTÃO DE BASE DE DADOS DOCENTE RESPONSÁVEL PELA REGÊNCIA : Licenciado Lino Oliveira Objectivos Gerais :

Leia mais

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO Tutorial SQL Fonte: http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=2973 Para começar Os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Relacionais (SGBDr) são o principal mecanismo de suporte ao armazenamento

Leia mais

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language)

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language) SQL BÁSICO Prof. Suelane Garcia Introdução 2 Linguagem SQL (Structured Query Language) Linguagem de Consulta Estruturada padrão para acesso a Banco de Dados. Usada em inúmeros Sistemas de Gerenciamento

Leia mais

SQL BANCO DE DADOS. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de Consulta Estruturada

SQL BANCO DE DADOS. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de consulta SQL. Linguagem de Consulta Estruturada Revisão de tpicos anteriores BANCO DE DADOS Linguagem de consulta SQL Roberto Duarte Fontes Brasília - DF roberto@fontes.pro.br Projeto de banco de dados Modelagem Conceitual (independe da implementação)

Leia mais

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL

FEAP - Faculdade de Estudos Avançados do Pará PROFª LENA VEIGA PROJETOS DE BANCO DE DADOS UNIDADE V- SQL Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação. O Departamento de Pesquisas da IBM desenvolveu a SQL como forma de interface para

Leia mais

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS)

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL SQL, é uma linguagem de programação que foi desenvolvida para questionar bases de dados relacionais

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 INTRODUÇÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 Leonardo Pereira leonardo@estudandoti.com.br Facebook: leongamerti http://www.estudandoti.com.br Informações que precisam ser manipuladas com mais segurança

Leia mais

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS LINGUAGEM SQL PARA CSULTAS EM MICROSOFT ACCESS Objetivos: Neste tutorial serão apresentados os principais elementos da linguagem SQL (Structured Query Language). Serão apresentados diversos exemplos práticos

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências

Bases de Dados 2007/2008. Aula 1. Referências Bases de Dados 2007/2008 Aula 1 Sumário 1. SQL Server 2000: configuração do acesso ao servidor. 1.1. SQL Server Service Manager. 1.2. SQL Server Enterprise Manager. 1.3. SQL Query Analyzer. 2. A base de

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Estrutura Básica de consultas SQL: A cláusula SELECT; A cláusula FROM; A cláusula WHERE. Operação com cadeias

Leia mais

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] FROM [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda.

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] <campos> FROM <tabela> [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda. SQL comando SELECT Uma das tarefas mais requisitadas em qualquer banco de dados é obter uma listagem de registros armazenados. Estas tarefas são executadas pelo comando SELECT Sintaxe: SELECT [DISTINCT]

Leia mais

Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios

Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios Linguagem de Banco de Dados DML Exercícios 1. A partir do modelo conceitual abaixo e das descrições das tabelas, crie o modelo físico e implanteo no banco de dados. 2. Acrescente os dados, conforme descrito

Leia mais

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS

ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS ANÁLISE E PROJETO DE BANCO DE DADOS SQL FELIPE G. TORRES SQL A linguagem SQL (Struct Query Language) é utilizada como padrão em bancos de dados relacionais. Seu desenvolvimento foi originalmente no início

Leia mais

Projeto de Banco de Dados

Projeto de Banco de Dados Projeto de Banco de Dados SQL-Consultas Comando SELECT Prof. Luiz Antônio Vivacqua C. Meyer (la.vivacqua@gmail.com) Sintaxe Geral SELECT [ALL/DISTINCT] coluna1, coluna2,..., colunan FROM nome_tabela1,

Leia mais

Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados Fundamentos do Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cláudio Luís V. Oliveira Janeiro de 2010 Definição "Um sistema cujo objetivo principal é gerenciar o acesso, a correta manutenção e a integridade dos

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language)

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language) Básico da Linguagem SQL Definição de Esquemas em SQL SQL(Structured Query Language) Desenvolvida como a linguagem de consulta do protótipo de SGBD Sistema R (IBM, 1976). Adotada como linguagem padrão de

Leia mais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais 1 LINGUAGEM SQL SQL Server 2008 Comandos iniciais SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação.

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

SQL (Linguagem de Consulta Estruturada)

SQL (Linguagem de Consulta Estruturada) SQL (Linguagem de Consulta Estruturada) M.Sc. Cristiano Mariotti mscmariotti@globo.com Introdução à SQL 1 Visão Geral Introdução Comandos de Definição de Dados Comandos de Manipulação de Dados Introdução

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2 Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Introdução Como vimos, um SGBD possui duas linguagens: DDL: Linguagem de Definição de Dados. Usada

Leia mais

Treinamento sobre SQL

Treinamento sobre SQL Treinamento sobre SQL Como Usar o SQL Os dois programas que você mais utilizara no SQL Server são: Enterprise Manager e Query Analyzer. No Enterprise Manager, você pode visualizar e fazer alterações na

Leia mais

Principais Instruções em SQL

Principais Instruções em SQL Instrução Principais Instruções em SQL Instrui o programa principal do banco de dados para retornar a informação como um conjunto de registros. Sintaxe [predicado { * tabela.* [tabela.]campo1 [AS alias1]

Leia mais

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS LINGUAGEM SQL PARA CSULTAS EM MICROSOFT ACCESS Objetivos: Neste tutorial serão apresentados os principais elementos da linguagem SQL (Structured Query Language). Serão apresentados diversos exemplos práticos

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA MARÇO 1997 2 1 - CONCEITOS GERAIS DE 1.1 - Conceitos Banco de Dados - Representa

Leia mais

Banco de Dados. Structured Query Language SQL. Prof. Walteno Martins Parreira Jr 1. www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.

Banco de Dados. Structured Query Language SQL. Prof. Walteno Martins Parreira Jr 1. www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo. Banco de Dados Structured Query Language SQL Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Comandos SQL Os comandos do SQL são classificados em três grupos,

Leia mais

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL 1.264 Aula 7 Introdução ao SQL Linguagem Estruturada de Consulta (SQL) Aula 7 SELECT, INSERT, DELETE, UPDATE Junções Aula 8 Subconsultas Visões (tabelas virtuais) Índices Transações Segurança Desempenho

Leia mais

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Apesar do QUERY no nome, não é apenas de consulta,

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação Enfoques de SQL Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Valeria Times Bernadette Loscio Linguagem interativa de consulta (ad-hoc): usuários podem definir consultas independente

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS

IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS IMPLEMENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS MODULO 2 LINGUAGEM SQL CONTEÚDO 2. LINGUAGEM SQL 2.1 Linguagens de Definição de Dados (DDL) 2.1.1 Criação de tabela: CREATE 2.1.2 Alteração de Tabela: ALTER 2.1.3 Exclusão

Leia mais

COMANDOS PARA CONSULTA VIA SQL NO ACCESS

COMANDOS PARA CONSULTA VIA SQL NO ACCESS COMANDOS PARA CONSULTA VIA SQL NO ACCESS 1 Introdução ao SQL: SQL (Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada) é uma linguagem desenvolvida para permitir que qualquer pessoa, mesmo não

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

Sumário 1 0.1 Introdução 1 0.2 Breve História da Linguagem SQL l 0.3 Características da Linguagem SQL 3 0.4 A Composição deste Livro 3

Sumário 1 0.1 Introdução 1 0.2 Breve História da Linguagem SQL l 0.3 Características da Linguagem SQL 3 0.4 A Composição deste Livro 3 ÍNDICE o -INTRODUÇÃO Sumário 1 0.1 Introdução 1 0.2 Breve História da Linguagem SQL l 0.3 Características da Linguagem SQL 3 0.4 A Composição deste Livro 3 0.5 Sistemas Utilizados 6 0.5.1 Access 2003 (Microsoft)

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127 Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL. Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind

Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL. Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind SQL (01) Sistemas de Bases de Dados Relacionais Introdução ao SQL Interrogações diversas sobre a Base de Dados Northwind /* Introdução ao SQL - Parte I =========================== Folha de Exercícios Resolução

Leia mais

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União

Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Tarefa Orientada 12 Junção Externa, Auto-Junção e União Objectivos: Junção externa (Outer JOIN) Junção externa à esquerda (LEFT Outer JOIN) Junção externa à direita (RIGHT Outer JOIN) Junção externa completa

Leia mais

Consultas SQL Parte II

Consultas SQL Parte II CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA COMPONENTE CURRICULAR: BANCO DE DADOS PROFESSOR (A): Josiane Ferri TURMA: 11/1 - Tarde Consultas SQL Parte II Outras cláusulas que o comando select apresenta são DISTINCT,

Leia mais

Linguagem SQL - Structured Query Language

Linguagem SQL - Structured Query Language Linguagem SQL - Structured Query Language Breve introdução aos comandos: insert delete update select Alguns casos práticos: 1 Marca nome país nºpontos Carro nºcarro peso potência velocidademáxima Piloto

Leia mais

Linguagem SQL - Structured Query Language

Linguagem SQL - Structured Query Language Linguagem SQL - Structured Query Language Breve introdução aos comandos: insert delete update select Alguns casos práticos: 1 Piloto Carro Marca Corrida Circuito Classificação #piloto nome morada idade

Leia mais

SQL. Structured Query Language. Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.

SQL. Structured Query Language. Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti. SQL Structured Query Language Copyright 2003 2014 Prof. Edison Andrade Martins Morais http://www.edison.eti.br prof@edison.eti.br Sumário 1.CREATE TABLE... 5 1.1. Sintaxe... 5 1.2. A instrução CREATE TABLE

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 Exercícios Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 1. A linguagem SQL apresenta uma série de comandos que permitem a definição dos dados, chamada de DDL (Data Definition Language). Assinale a alternativa

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Esta classe se aplica aos usuários do Banco de Dados Oracle8i,

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico

Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico Editora Carlos A. J. Oliviero Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico Orientado por Projeto 1a Edição 2 Reimpressão São Paulo 2011 Érica Ltda. Noções Livrarse Preparação muitas muita Sumário

Leia mais