Mestrado em Gestão Dissertação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mestrado em Gestão Dissertação"

Transcrição

1 JOGO A DINHEIRO NA INTERNET: ESTUDO EXPLORATÓRIO PARA A CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DE JOGO ONLINE, ESPECIALIZADO NAS POPULAÇÕES DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS E CIÊNCIAS SOCIAIS Rui Miguel de Carvalho Saldanha Magalhães Mestrado em Gestão Dissertação Orientador: Prof. Doutor Henrique Lopes Universidade Católica Portuguesa de Lisboa Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais Director do Centro de Investigação e Estudos Aplicados Instituto Superior de Educação e Ciências Abril 2011

2 JOGO A DINHEIRO NA INTERNET: ESTUDO EXPLORATÓRIO PARA A CARACTERIZAÇÃO DO CONSUMO DO JOGO ONLINE Especializado nas populações de estudantes universitários de ciências tecnológicas e ciências sociais Rui Magalhães -

3 Dedicado à minha mulher, Cristina e aos nossos filhos. Madalena, a nossa princesa. Rodrigo, o nosso príncipe. Afonso, o nosso anjo da guarda.

4 O que eu faço é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor. Madre Teresa de Calcutá

5 RESUMO A introdução da Internet, nas actividades de jogo, trouxe mudanças significativas nas características dos jogadores. Este estudo examinou algumas das diferenças entre jogadores e não jogadores, numa população de estudantes universitários de ciências tecnológicas e de ciências sociais. Com base na literatura colocaram-se as seguintes hipóteses: (H1) Características estatisticamente diferenciadoras entre jogadores Internet e não-jogadores Internet; (H2) Dependência entre a prevalência de jogo online e a área de estudo; (H3) Dependência entre a prevalência de problema do jogo online e a área de estudo; (H4) Relação entre a intensidade de utilização de Internet e a intensidade de jogo online; (H5) Relação entre a intensidade de utilização de Internet e o problema do jogo online; (H6) Diferença entre o gasto médio mensal em jogo online dos estudantes de ciências tecnológicas e dos estudantes de ciências sociais. Analisaram-se os dados de uma amostra de estudantes que responderam a um questionário online. Confirmaram-se as hipóteses H1 e H3. Apurou-se que a prevalência do jogo online se situa entre os 1,5% e os 5,5% e que, no universo de jogadores, a prevalência de problema do jogo online é de 12,2% para jogadores patológicos e de 26,8% para jogadores de risco. Observou-se que o estudante jogador online se caracteriza por ser homem, jovem adulto com idade entre os 21 e os 23 anos, solteiro, estudante como ocupação principal, ter rendimentos familiares brutos anuais declarados entre os e os , encontrar-se no nível de estudos licenciatura e ser da região de Lisboa. Palavras-Chave para Pesquisa: Internet, online, remoto, casino, jogos de fortuna ou azar. Classificação no sistema Journal of Economic Literature: M3; Z1. Citação: Magalhães, R. M. (2011). Jogo a Dinheiro na Internet: Estudo exploratório para a caracterização do consumo de Jogo Online, especializado nas populações de estudantes universitários de ciências tecnológicas e ciências sociais. Dissertação de Mestrado não publicada, Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Instituto Universitário de Lisboa, ISCTE Business School, 2011.

6 ABSTRACT It has been noted that the introduction of the Internet to gambling activities brought significant changes in some of the fundamental gamblers characteristics. This study examined some of the differences between Internet gamblers and non-internet gamblers, carried out on a group of college students studying technological sciences and social sciences. Based on past literature it was hypothesized: (H1) Characteristics statistically differentiating Internet gamblers from non-internet gamblers; (H2) Dependence between online gambling prevalence and study area; (H3) Dependence between online gambling problem prevalence and study area; (H4) Relationship between Internet use intensity and online gambling intensity; (H5) Relationship between Internet use intensity and online gambling problem; (H6) Difference between the monthly average expenditure on online gambling made by students studying technological sciences and students studying social sciences. Data was analyzed from a group of students who attended the online survey. Two hypotheses were confirmed: H1 e H3. The online gambling prevalence s between 1,5% 5,5% and the gamblers online gambling problem prevalence is 12,2% for pathological gamblers and 26,8% for risk gamblers. Our findings indicated that the college student who gambles online is male, young adult with age between years old, single, is primarily a student, declared family annual income between , an undergraduate and originally from Lisbon. Keywords: Internet, online, remote, casino, gambling. Journal of Economic Literature (JEL) Classification System: M3; Z1. Citation: Magalhães, R. M. (2011). Internet Gambling: Exploratory study for the characterization of the online gambling consumption, specialized on the college students of technological and social sciences. Unpublished Master of Science dissertation, Superior Institute of Enterprise and Work Sciences, Lisbon University Institute, ISCTE Business School, 2011.

7 AGRADECIMENTOS À Kicas minha companheira de vida e de mais esta jornada. Muito obrigado, meu amor! Aos meus baixinhos, Madalena e Rodrigo por toda a sua compreensão e paciência nos momentos em que tiveram que partilhar o pai com a tese. Obrigado por toda a força que me dão. Que todo o tempo que, embora presente, não estive a brincar convosco, sirva de exemplo para as vossas vidas. Essa será a minha maior recompensa! Ao Afonso que lutou mais do que a vida lhe permitiu e que, embora estando ausente fisicamente, está sempre presente dandome, nessa presença, a força para tentar ser melhor todos os dias, lutar sempre e não desistir! Aos meus pais, Ana e António e aos meus sogros, Mimi e Silvestre, por toda a amizade, disponibilidade e apoio incondicional. Ao Professor Doutor Henrique Lopes pela sua douta orientação. Pela competência com que orientou este estudo, pelo tempo que generosamente me dedicou, transmitindo-me os melhores e mais úteis ensinamentos, com paciência e lucidez e, sobretudo, pela confiança que em mim depositou. Bem-haja! Estou-lhe muito grato. A todos os representantes das instituições que colaboraram nesta investigação o meu sincero agradecimento (Instituto Superior Técnico, Observatório do Jogo Remoto, PokerPT.com e Universidade Católica Portuguesa). A todos os amigos que me ajudaram a difundir os questionários. A todos os que contribuíram com o seu preenchimento. Muito obrigado!

8 ÍNDICE SUMÁRIO EXECUTIVO vii INTRODUÇÃO xi REVISÃO BILIOGRÁFICA DE SUPORTE 1 1. História do Jogo na Internet 1 2. Situação Mundial Actual Sítios e empresas proprietárias de jogo online Jurisdições de jogo online Software para jogo online Métodos de pagamento online Receitas do jogo online Situação Portuguesa Actual Sítios e empresas proprietárias de jogo online Jurisdições de jogo online Software para jogo online Métodos de pagamento online Receitas do jogo online Enquadramento Jurídico do Jogo na Internet Regulamentação Mundial em diferentes jurisdições Legislação Portuguesa Problemáticas do Jogo na Internet Jogo na Internet praticado por grupos proibidos Falta de práticas de jogo responsável Práticas de negócio batoteiras, ilegais ou irresponsáveis Jogadores com práticas de jogo batoteiras ou ilegais Dificuldade em desenvolver standards para a Indústria Prevalência do Jogo na Internet Características Demográficas dos Jogadores Online Preferências e Padrões de Jogo dos Jogadores Online Comportamentos associados ao Jogo na Internet O Futuro do Jogo na Internet 50 i

9 DESENVOLVIMENTO DO ESTUDO Metodologia Método de recolha de dados Plataforma e procedimento Questionário Tratamento e Análise dos Dados Tratamento dos dados Análise de dados Amostra Ferramenta de tratamento estatístico Hipóteses do estudo Resultados Estatísticas descritivas e caracterização Taxa de prevalência de jogo online Taxa de prevalência de jogadores online c/ problemas Características demográficas dos jogadores online Modo de utilização da Internet pelos jogadores online Consumo de substâncias pelos jogadores online Comportamentos associados ao jogo na Internet Padrões de jogo e preferências dos jogadores online Percepção social perante o fenómeno do jogo online Análise estatística multivariada e testes de hipóteses Características estatisticamente diferenciadoras entre jogadores Internet e os não-jogadores Internet Teste de independência da prevalência de jogo online e área de estudo Teste de independência da prevalência de problema do jogo online e área de estudo Correlação entre intensidade de utilização da Internet e intensidade de jogo online Correlação entre intensidade de utilização da Internet e problema do jogo online Diferença entre as médias de gasto mensal em jogo online 102 ii

10 4. Discussão dos Resultados Prevalência de jogo na Internet Características demográficas dos jogadores online Preferências e padrões de jogo dos jogadores online Comportamentos associados ao jogo na Internet Problema do jogo online Conclusão Limitações à Investigação Sugestões para Estudos Futuros 119 BIBLIOGRAFIA 121 ANEXOS ANEXO A: Questionário sobre Jogo Online 131 ANEXO B: Questionário sobre Jogo Online (cópia dos ecrãs) 154 ANEXO C: Questionário sobre Jogo Online (fluxogramas) 198 iii

11 Lista de Tabelas TABELA 1: Distribuição por tipologia dos sítios de jogo online 7 TABELA 2: Top 10 das empresas proprietárias de sítios de jogo online 8 TABELA 3: Top 20 das jurisdições de jogo online 9 TABELA 4: Top 10 das empresas de desenvolvimento de software para jogo online 10 TABELA 5: Distribuição por tipologia dos sítios de jogo online em Portugal 16 TABELA 6: Top 10 das empresas proprietárias de sítios de jogo online 17 TABELA 7: Jurisdições que aceitam jogo proveniente de Portugal 18 TABELA 8: Top 10 das empresas de desenvolvimento de software para jogo online 19 TABELA 9: Informação jurídico-regulamentar do jogo na Internet por zonas/países 25 TABELA 10: Taxa de prevalência do jogo online a nível Internacional 43 TABELA 11: Sistematização da amostragem probabilística 61 TABELA 12: Taxa de prevalência do problema de jogo online 69 TABELA 13: Taxa de prevalência de jogadores online com problemas 69 TABELA 14: Comparativo das características demográficas dos jogadores online 71 TABELA 15: Comparativo do modo de utilização da Internet pelos jogadores online 74 TABELA 16: Comparativo do consumo de substâncias pelos jogadores online 77 TABELA 17: Vantagens do jogo na Internet sobre o jogo em locais físicos 78 TABELA 18: Outras vantagens do jogo na Internet sobre o jogo em locais físicos 79 TABELA 19: Desvantagens do jogo na Internet sobre o jogo em locais físicos 80 TABELA 20: Outras desvantagens do jogo na Internet sobre o jogo em locais físicos 81 TABELA 21: Razões de escolha de um sítio de jogo online 82 TABELA 22: Padrões comportamentais relacionados com o jogo online 86 TABELA 23: Preferências relacionadas com o jogo online 89 TABELA 24: Relação do jogador online com jogos sem apostas em dinheiro 91 TABELA 25: Percepção do indivíduo perante o fenómeno social do jogo online 93 TABELA 26: Conhecimento social da dependência de jogo online 95 TABELA 27: Regressão logística das características diferenciadoras entre jogadores Internet e não-jogadores Internet 98 TABELA 28: Correlação multivariada para o problema do jogo online 102 TABELA 29: Prevalência de jogo online em diferentes jurisdições internacionais 104 iv

12 Lista de Figuras FIGURA 1: Gráfico da distribuição absoluta da tipologia dos sítios de jogo online 7 FIGURA 2: Gráfico da distribuição relativa da tipologia dos sítios de jogo online 8 FIGURA 3: Gráfico da distribuição relativa da receita por tipologia de jogo online 12 FIGURA 4: Gráfico de estimativas das receitas globais para o jogo na Internet 13 FIGURA 5: Gráfico da distribuição do total global das receitas do jogo online em FIGURA 6: Gráfico da representatividade do jogo online no mercado de jogo global 15 FIGURA 7: Gráfico da distribuição absoluta da tipologia dos sítios de jogo online em Portugal 16 FIGURA 8: Gráfico da distribuição relativa da tipologia dos sítios de jogo online em Portugal 17 FIGURA 9: Gráfico da evolução, em valor absoluto, das receitas de jogo online em Portugal 20 FIGURA 10: Gráfico do crescimento relativo das receitas de jogo online em Portugal 21 FIGURA 11: Gráfico da representatividade do jogo online no mercado de jogo em Portugal 22 FIGURA 12: Gráfico da distribuição do total global das receitas do jogo online em Portugal 23 FIGURA 13: Sistematização bidimensional p/ tratamento dos dados amostrais 54 FIGURA 14: Gráfico de evolução das respostas recebidas por estado do questionário 56 FIGURA 15: Scree plot das razões de escolha explicativas da variabilidade total 83 FIGURA 16: Gráfico de associação de razões de escolha e componentes principais 84 FIGURA 17: enviado para participação no questionário sobre jogo online 131 FIGURA 18: Página principal do questionário sobre jogo online 132 v

13 Lista de Acrónimos e Abreviaturas AADAC ACP CAD CEN CESOP CPGI CTS CWA DSM-IV ECA EUA EUR GAAP H2GC INE ISCTE ISEC IST JAD JEL JND KMO MBA NDR NSW OCDE PPGM PvP SOGS UCP URL USD Serviços de Saúde de Alberta (EUA) Análise de Componentes Principais Dólar Canadiano Comité Europeu de Normalização Centro de Estudos e Sondagens de Opiniões (Universidade Católica Portuguesa) Canadian Problem Gambling Index Canadian Telephone Survey - Questionário Telefónico Canadiano CEN Workshop Agreement Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4th. Edition European Casino Association Estados Unidos da América Euro Generally Accepted Accounting Principles - Princípios Contabilísticos Geralmente Aceites H2 Gambling Capital Instituto Nacional de Estatística Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Instituto Superior de Educação e Ciências Instituto Superior Técnico Jogo com apostas em dinheiro Journal of Economic Literature Jogo sem apostas em dinheiro Kaiser-Meyer-Olkin Measure of Sampling Adequacy Master in Business Administration - Pós-Graduação/Mestrado em Gestão de Empresas Non-Delivery Report - Relatório de falha de entrega de uma mensagem de correio electrónico New South Wales Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico Problem & Pathological Gambling Measure - Escala de Medida de Jogo Patológico Jogo Player versus Player South Oaks Gambling Screen - Escala de Medida de Jogo Patológico Universidade Católica Portuguesa Uniform Resource Locator - Endereço de um recurso de Internet United State Dollar (Dólar Americano) vi

14 SUMÁRIO EXECUTIVO O jogo 1 baseado na Internet teve início nos anos 90, nos Estados Unidos da América (EUA), expandindo-se posteriormente para a Europa. Com maior enfoque na segunda metade desta década, à medida que o acesso à Internet se expandiu pelos locais de trabalho e residências particulares, os jogadores portugueses foram expostos a uma nova realidade de oportunidades de jogo. Cada uma das formas de jogo tradicional disponível, até então, quer através dos lotos e lotarias, quer nas propriedades dos casinos 2, gradual e rapidamente apareceu disponível na Internet em formato electrónico. Deste modo, o jogo passou a estar facilmente acessível a qualquer pessoa que dispusesse de uma ligação à Internet e meios de transferência electrónica de dinheiro. Mediados de forma virtual, os jogos de casino - slot machines, bingos, lotarias, apostas desportivas e em corridas de cavalos - assim como, os jogos de perícia, estão todos expeditamente acessíveis, com novos tipos de jogo e novos canais de jogo remoto (e.g., televisão interactiva, dispositivos móveis) a serem continuamente disponibilizados. Enquanto o jogo de fortuna ou azar na Internet se torna cada vez mais intenso e em muitos países uma actividade legal, a sua expansão é um fenómeno que está rapidamente a ultrapassar, quer a compreensão por parte das pessoas, quer muitas das leis que se supõe regulem a actividade do jogo. Consequentemente, encontramos uma situação em que não há o conhecimento suficiente do jogo online 3, incluindo as características dos jogadores, a dinâmica do comportamento do jogo na Internet, a ligação potencial entre o jogo na Internet e a problemática do jogo em si e qual a mais apropriada regulamentação e legislação a definir com respeito ao jogo na Internet. À luz de ambiguidades e lacunas que existem na literatura científica e legal, o presente trabalho compreende um exame a estudantes universitários, de ciências tecnológicas e de ciências sociais, parte deles jogadores na Internet. A primeira parte do trabalho providencia contexto e suporte teórico para a presente investigação, integrando uma revisão compreensiva da história do jogo na Internet, da situação actual no Mundo e em Portugal, das jurisdições e regulamentações, bem como, da problemática do jogo online. 1 Neste estudo a menção à palavra Jogo refere-se Jogo de Fortuna ou Azar com apostas em dinheiro. 2 Casinos Terrenos, por justaposição para com os Casinos Online. Neste documento sempre que for feita referência a Casino, refere-se a uma Propriedade de Casino Terreno (Casino Físico). Os Casinos Online serão referidos como Casino Internet. 3 Neste estudo a menção à palavra Jogo Online refere-se Jogo de Fortuna ou Azar, com apostas em dinheiro, executado através da Internet. vii

15 A segunda parte discute os resultados do questionário aplicado que coleccionou um conjunto de informação relativa às características demográficas, ao modo e intensidade de utilização da Internet e ao relacionamento dos estudantes universitários observados com o jogo online. As conclusões principais deste estudo são: Prevalência de Jogo na Internet A taxa de prevalência do jogo online encontra-se no intervalo entre 1,5% e 5,5%; A taxa de prevalência e a prática de jogo online são independentes da área de estudo; A intensidade de utilização de Internet não está correlacionada com a intensidade de jogo online. Características Demográficas dos Jogadores Online As características que melhor predizem que um estudante universitário é jogador online são: a) ter elevada classificação SOGS, i.e. ser jogador de risco ou jogador patológico; b) ser do género masculino; c) ter elevado gasto médio mensal em jogo online; d) não se encontrar no nível de estudos doutoramento; e) ter consumido bebidas alcoólicas nos últimos 6 meses; Demograficamente, os jogadores observados, caracterizam-se por serem homens, jovens adultos com idades compreendidas entre os 21 e os 23 anos, solteiros, estudantes como ocupação principal, com rendimentos familiares brutos anuais declarados entre os e os , encontrando-se no nível de estudos licenciatura e provenientes da região de Lisboa. Preferências e Padrões de Jogo dos Jogadores Online Os estudantes universitários são utilizadores Internet multifuncionais e de forte intensidade; A grande maioria joga jogos online sem apostas em dinheiro; Encontraram-se correlações positivas, com moderada associação entre os dois modos de jogo online (sem e com apostas em dinheiro), nomeadamente, no que diz respeito à intensidade de jogo e à idade de iniciação; viii

16 A prática de jogo online ocorre, maioritariamente, em casa, com intensidade mínima, durante o período da noite, em modo solitário e não interferindo, na grande maioria dos estudantes, com os seus hábitos alimentares ou de descanso; Observou-se que cerca de 1/3 dos jogadores, estudantes da área de ciências sociais, indicou que a prática de jogo online interfere com os seus hábitos alimentares e de descanso; A maioria dos estudantes universitários começou a jogar online sozinho em casa por auto-motivação; Na área de ciências sociais, um em cada quatro estudantes indicou ter migrado do jogo em casinos tradicionais para o jogo na Internet. Comportamentos associados ao Jogo na Internet O poker online é o jogo que recolhe a maioria das preferências, seguido das apostas desportivas e/ou em corridas e dos jogos de casino; Os gastos médios mensais em jogo na Internet situam-se entre os 5 e os 20 e são idênticos em ambas as áreas de estudo; O meio de pagamento mais frequentemente utilizado é o Multibanco (MBnet); A maioria dos estudantes universitários reconhece vantagens e desvantagens do jogo na Internet sobre o jogo em locais físicos; As desvantagens foram referidas por mais indivíduos do que as vantagens; As vantagens mais comummente identificadas foram a conveniência e a disponibilidade 24 horas por dia; As desvantagens referidas com maior frequência foram a falta de contacto cara-a-cara, a maior propensão para problemas de dependência, a dificuldade em validar a justeza dos jogos, a atmosfera física e social mais pobre e a preocupação acerca da segurança dos depósitos de dinheiro e o pagamento efectivo de prémios; Os vectores principais, na motivação de escolha de um sítio de jogo online, são a Segurança e o Marketing. Problema do Jogo Online A taxa de prevalência de problema do jogo online entre os estudantes universitários é de 0,7% referente a jogadores patológicos e de 1,5% referente a dos jogadores de risco; ix

17 Entre os estudantes universitários, que jogam na Internet, a taxa de prevalência de jogadores com problema do jogo online é de 12,2% para jogadores patológicos e de 26,8% para jogadores de risco; A taxa de prevalência é dependente da área de estudos. Os estudantes universitários da área de ciências tecnológicas, que jogam na Internet, apresentam uma taxa de prevalência de problema do jogo online (35,7%) inferior à taxa registada para os seus congéneres da área de ciências sociais (58,3%); O problema do jogo online não está correlacionado com a intensidade de utilização da Internet; Existe uma correlação positiva, de fraca associação, entre o problema do jogo online e a intensidade de jogo na Internet; Palavras-Chave: Internet, online, remoto, casino, jogos de fortuna ou azar. Classificação no sistema Journal of Economic Literature: M3; Z1. Citação: Magalhães, R. M. (2011). Jogo a Dinheiro na Internet: Estudo exploratório para a caracterização do consumo de Jogo Online, especializado nas populações de estudantes universitários de ciências tecnológicas e ciências sociais. Dissertação de Mestrado não publicada, Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Instituto Universitário de Lisboa, ISCTE Business School, x

18 INTRODUÇÃO O Jogo continua envolvido historicamente numa roupagem de mistério, tabus e interesses de toda a espécie, que teima em resistir a uma análise séria, objectiva e ponderada. Na verdade, o mundo do jogo é um grande desconhecido, constituindo ao mesmo tempo um problema muito delicado e sensível e de profundas e diárias repercussões socioeconómicas. Daí a dificuldade de que se reveste falar de assunto tão complexo ( ) Manuel Telles (1984) A discussão pública sobre o jogo online é cada vez mais premente. Consequência dos avanços tecnológicos e da modernização da sociedade, o jogo online é, hoje, nas suas mais diversas formas, uma realidade incontornável. Como tal, não devemos ignorá-la ou fingir que não existe. Pelo contrário, urge estudar e investigar o fenómeno para encontrar respostas capazes de debelar os problemas consequentes que se colocam na sociedade actual. Por opção, não se pretendeu abordar, no presente trabalho, uma discussão sobre os quadros legais e o enquadramento jurídico relativo ao jogo online a dinheiro. O objectivo da investigação passou, no essencial, por centrar a massa de leitura na literatura existente internacionalmente sobre o jogo a dinheiro na Internet. A literatura académica, bem como, a maioria dos estudos existentes, sobre jogo a dinheiro na Internet, estão baseados em amostras relativamente pequenas de estudantes (e.g. n = 148, n = 473). Na presente investigação, conseguiu-se gerar uma amostra bastante mais alargada, de indivíduos, com o propósito de conduzir um estudo exploratório das suas características, preferências e propensão para patologias relacionadas com o jogo a dinheiro na Internet. Baseado na revisão literária, o presente estudo tentou condensar os sucessos e as lições aprendidas noutras investigações, tendo um total de estudantes universitários respondido ao questionário, dos quais 82 foram identificados como indivíduos jogadores a dinheiro na Internet. xi

19 O objectivo deste estudo e investigação é providenciar um foco numa área onde existe conhecimento insuficiente: os comportamentos e as características dos estudantes universitários, de ciências tecnológicas e de ciências sociais, que jogam a dinheiro na Internet. Os resultados do estudo tentarão responder aos seguintes temas-chave: 1. Taxa de prevalência de jogo online entre os estudantes universitários; 2. Características demográficas dos estudantes universitários que jogam online; 3. Comportamento dos estudantes universitários no consumo de jogo online; 4. Padrões de jogo online entre os estudantes universitários (e.g., tipos de jogos, frequência, intensidade, valores gastos e momento do dia em que jogam); 5. Jogo online patológico entre os estudantes universitários (taxa de prevalência e características preditivas); 6. Relação do jogo online com hábitos de utilização da Internet dos estudantes universitários e diferenciação por área de estudo. Com este trabalho almeja-se contribuir para uma investigação que ajude a compreender o fenómeno do jogo online, através da tentativa da sua caracterização. xii

20 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA DE SUPORTE 4 1. HISTÓRIA DO JOGO NA INTERNET 5 Quando a utilização comercial e pública da Internet começou, em meados dos anos 90, rapidamente se tornou aparente que esta seria também um meio utilizado para o jogo. Dois outros desenvolvimentos contribuíram para este cenário. O primeiro foi a criação de software de jogo pela Microgaming em 1994/1995. O segundo foi a definição de protocolos de comunicações encriptados, pela empresa CryptoLogic, em 1995, o que permitiu transacções monetárias seguras online. Em 1995, alguns sítios (e.g., Gaming Club) começaram a oferecer online jogos de casino, sem contudo existirem transacções de dinheiro real. De acordo com Rommey (1995) alguns correctores de apostas desportivas (e.g. Intertops Casino, Sports Book, Ladbrokes) criaram também sítios na rede em que listavam as suas probabilidades e disponibilizavam números de telefone para chamadas gratuítas, onde os jogadores podiam fazer as suas apostas. O primeiro caso registado em que houve, de facto, uma aposta real de dinheiro através da Internet pelo público em geral foi a compra online de bilhetes de lotaria à International Lottery no Liechtenstein para uma extracção manual que ocorreu em 7 de Outubro de Seguiu-se uma rápida expansão, com muitos novos sítios de jogo online, nomeadamente, de apostas desportivas e em corridas, assim como, de jogos de casino, com as suas operações em países das Caraíbas ou da América Central, onde existe uma legislação de jogo mais permissiva, baixas cargas fiscais e uma menor fiscalização e aplicação da lei. Em Janeiro de 1996, o InterCasino, sediado em Antígua, tornou-se o primeiro Casino Internet a aceitar apostas online (4 Online Gambling.com, 2006; Business Wire, 2005). Em 1996 e 1997, outras ilhas nas Caraíbas (Antilhas Holandesas; Turcos e Caicos; República Dominicana; Granada; São Cristóvão e Neves) e países da América Central (Costa Rica; 4 Na ausência de referências bibliográficas e documentos organizados cientificamente, recorreu-se a documentação de organizações sectoriais aceites, no momento, como referências válidas no sector. 5 Informação adaptada, revista e actualizada de Wood e Williams (2009). 6 Em 1983 a primeira transacção online de acções foi proporcionada pela E*Trade Financial (E*Trade, 2006). Contudo, as transacções online continuaram a ser algo fora do comum até à Internet se tornar mais acessível pelo público em geral e até as empresas mais representativas começarem a oferecer comércio online (e.g., Charles Schwab em 1996). 1

21 Belize; Panamá) iniciaram processos de licenciamento ou, pelo menos, de hospedagem de apostas desportivas e/ou corridas, assim como, de casinos online. No Reino Unido, a Eurobet iniciou em 1996 a oferta de apostas online desportivas e/ou corridas (Eurobet, 2007). No norte da Austrália, a Centrebet, iniciou também em 1996 a sua oferta de apostas desportivas online, contando com mais três correctores de apostas desportivas e/ou corridas em operação no final de 1997 (Senate Information Technologies Committee, 2000). Mais algumas lotarias online emergiram, quando a Finlândia atribuiu a licença de operação de lotarias online à National Lottery of Finland em 1996 (Van der Gasst, 2001), e quando a tribo Coeur d Alene no Idaho iniciou a sua lotaria online em Fevereiro de Os anos seguintes viram outras jurisdições entrarem no jogo, sendo as mais notáveis Gibraltar em 1998 e o território Kahnewake Mohawk no Quebeque em Em finais de 1996 era estimado que cerca de 15 sítios online aceitassem apostas em dinheiro, aumentando para mais de 200 em finais de 1997, 650 em finais de 1999 e em finais de 2002 (Schwartz, 2006). Actualmente existem sítios de jogo online (Casino City, 2011). As receitas aumentaram num padrão similar. Hammer (2001) estimou que o jogo na Internet gerava 2,2 mil milhões de dólares americanos (USD) em 2000, comparados com os apenas 300 milhões alguns anos antes. Actualmente as receitas provenientes do jogo online estimamse em 24,4 mil milhões de USD (Christiansen Capital Advisors, 2010). A maioria dos novos sítios de jogo na Internet, assim como a expansão a que se tem assistido nos últimos anos, encontra suporte em empresas que não estão associadas com operações de Casinos. Esta situação deve-se, em grande parte, ao facto das questões legais relacionadas com o jogo online se encontrarem em zonas cinzentas de indefinição e, por esta razão, os operadores dos Casinos não quererem enveredar em acções que pudessem de alguma forma colocar em perigo as suas licenças e concessões de jogo 8. Houve, contudo, algumas excepções em alguns países Europeus, que permitiram às suas concessões de Casinos alargar a sua 7 As Ilhas Maurícias e a Suazilândia foram também jurisdições que iniciaram a hospedagem de sítios. 8 Processos-crime levados a cabo contra algumas das empresas mais visíveis de jogo online com ligações a países com uma legislação clara quanto à proibição de jogo online reforçaram esta tendência. Em Portugal podese ilustrar esta situação com o Acórdão do Tribunal de Justiça de Setembro de 2009, no caso que opôs a Santa Casa da Misericórdia à empresa Bwin International. 2

Jogos Santa Casa Um exemplo a seguir

Jogos Santa Casa Um exemplo a seguir Jogos Santa Casa Um exemplo a seguir 2º Forum da Responsabilidade das Organizações Novembro 2006 Jogos Santa Casa Um exemplo a seguir Henrique Lopes (Prof. Responsável pelo Estudo) A história do jogo a

Leia mais

Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online

Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online Contributo da ANAon para a Legislaça o do Jogo Online Associação Nacional de Apostadores Online Argumentação principal: A ANAon (Associação Nacional de Apostadores On-line) é uma associação sem fins lucrativos,

Leia mais

TELEDIAGNÓSTICO DO CASINO ONLINE UNIBET

TELEDIAGNÓSTICO DO CASINO ONLINE UNIBET TELEDIAGNÓSTICO DO CASINO ONLINE UNIBET 9 PRÁTICAS RESPONSÁVEIS CARACTERIZADAS POR UM AMBIENTE SEGURO E FIÁVEL O Casino Online UNIBET e as Normas para a Estrutura de Administração e Imputabilidade 9.1.

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS 1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS - Quem explora o site Pixel4Winner.com? - Onde está sedeada a sociedade anónima? - Posso ter confiança no site Pixel4Winner.com? - A participação a uma lotaria

Leia mais

We acknowledge financial support from FCT Fundação para a Ciência e a Tecnologia

We acknowledge financial support from FCT Fundação para a Ciência e a Tecnologia Business Research Unit (UNIDE-IUL) / Instituto Universitário de Lisboa Ed. ISCTE-IUL, Av. Forças Armadas 1649-026 Lisbon Portugal Phone: 210 464 019 E-mail: bru-unide@iscte.pt Internet: http://www.bru-unide.iscte.pt/

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013. Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2013 Healthcare Human Resources & Life Sciences Specialists in human resources recruitment www.michaelpage.pt Human Resources Estudo de Remuneração 2013 Apresentamos-lhe os Estudos

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS)

Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) Taxa de Empréstimo Estatísticas Financeiras Internacionais (FMI - IFS) África do Sul: Taxa predominante cobrada pelos bancos de contas garantidas prime. Alemanha: Taxa sobre crédito de conta-corrente de

Leia mais

Plano de Aula 1. Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo

Plano de Aula 1. Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo Plano de Aula 1 Nível de Ensino: Básico e Secundário. Tópico : Finanças Tema: Consumo Competências - Comparar as taxas associadas aos diferenets cartões de crédito. - Comparar as taxas com a inflação.

Leia mais

Bingo! Lavagem de dinheiro através de jogos de azar on-line Resumo executivo do McAfee Labs

Bingo! Lavagem de dinheiro através de jogos de azar on-line Resumo executivo do McAfee Labs Bingo! Lavagem de dinheiro através de jogos de azar on-line Resumo executivo do McAfee Labs Bingo! Lavagem de dinheiro através de jogos de azar on-line Resumo executivo do McAfee Labs 1 Introdução Bingo!

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional.

introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional. introdução Olá, eu chamo-me Paulo Rebelo e sou apostador profissional. O ensino é uma das minhas paixões, pois é muito gratificante poder transmitir aos meus alunos a experiência que adquiri ao longo de

Leia mais

PARCEIROS Modelo de Negócio

PARCEIROS Modelo de Negócio PARCEIROS Modelo de Negócio YouBIZ Telecom O YouBIZ Telecom é um negócio da empresa YouBIZ, parceira da. Somos uma empresa líder no canal de Marketing de Rede, com uma quota de mercado superior a 85%.

Leia mais

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág.

EMPRESAS VIRTUAIS. Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes. PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. Pág. EMPRESAS VIRTUAIS Autor: Pedro Miguel da Silva Fernandes Pág. 1 (de 5) PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com EMPRESAS VIRTUAIS Actualmente, vivemos numa época de grandes mudanças

Leia mais

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 Introdução 3ª edição do European cities hotel forecast; enquadrada pela 2ª vez; Colaboração da

Leia mais

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012

Human Resources Human Resources. Estudos de Remuneração 2012 Human Resources Human Resources Estudos de Remuneração 2012 3 Michael Page Page 4 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração 2012, realizados pela Michael Page. O objectivo dos nossos Estudos de Remuneração

Leia mais

2007 Prentice Hall 4-1

2007 Prentice Hall 4-1 Capítulo 4 Desenho da Pesquisa Exploratória: Dados Secundários 4-1 Sumário do Capítulo 1) Introdução; 2) Informação Secundária versus Primária; 3) Vantagens e Usos da Informação Secundária; 4) Desvantagens

Leia mais

Banco Popular, Espanha

Banco Popular, Espanha Banco Popular, Espanha Tecnologia avançada de automação do posto de caixa para melhorar a eficiência e beneficiar a saúde e segurança dos funcionários O recirculador de notas Vertera contribuiu para impulsionar

Leia mais

Serviços. Conquistar. quando identificou a oportunidade de negócio que constituía a Internet enquanto meio para agilizar

Serviços. Conquistar. quando identificou a oportunidade de negócio que constituía a Internet enquanto meio para agilizar Serviços Conquistar um lugar à mesa nas reservas on-line Até há bem pouco tempo Portugal não contava com um serviço especializado para reservar mesas em restaurantes através da Internet. Este ano ganhou

Leia mais

Advisory Human Capital & Tax Services Family Business. Pensar a Família, Pensar o Negócio

Advisory Human Capital & Tax Services Family Business. Pensar a Família, Pensar o Negócio Advisory Human Capital & Tax Services Family Business Pensar a Família, Pensar o Negócio Realidade das Empresas Familiares Na PricewaterhouseCoopers há muito que reconhecemos nas empresas familiares um

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação As políticas nacionais para a Sociedade do Conhecimento: literacia/competências digitais e inclusão social Graça Simões Agência para a Sociedade do Conhecimento UMIC Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Classificação e Tipologias de Inovação. A Inovação como um Processo Empresarial.

Classificação e Tipologias de Inovação. A Inovação como um Processo Empresarial. Classificação e Tipologias de Inovação. A Inovação como um Processo Empresarial. 1 Conteúdo Conceitos e definições segundo a NP 4456:2007 A inovação no mundo e em Portugal 2 Objectivos Situar a problemática

Leia mais

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS

BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS BARÓMETRO TRIMESTRAL DO COMÉRCIO ELECTRÓNICO EM PORTUGAL 2º TRIMESTRE DE 2014 RELATÓRIO DE RESULTADOS Índice Introdução 03 Ficha Técnica 05 Sumário Executivo 06 Relatório de Resultados 07 Entidades Inquiridas

Leia mais

Síntese de Resultados Janeiro de 2004

Síntese de Resultados Janeiro de 2004 A Imprensa na Internet Síntese de Resultados Janeiro de 2004 Netsonda - Consultadoria, Sondagens e Estudos de Mercado, Lda. Travessa. do Jasmim, 10, 1º Tel: 213 429 318 netsonda@netsonda.pt 1200-230 Lisboa

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

BWIN: PÁGINA DE JOGO RESPONSÁVEL

BWIN: PÁGINA DE JOGO RESPONSÁVEL OBSERVATÓRIO TRANSNACIONAL DE JOGO REMOTO Transparência Responsabilidade Social Corporativa A protecção dos consumidores exige a fixação de parâmetros rigorosos que garantam a idoneidade dos operadores.

Leia mais

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA

Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Amares Anos 60 Festas de S. António Foto Kim Amares Amares na actualidade Arquivo BE ESA Meio século pode ser um tempo relativamente curto em termos históricos, mas é um tempo suficiente para provocar

Leia mais

Mercado Único Digital Conferência ANACOM "Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015

Mercado Único Digital Conferência ANACOM Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015 Mercado Único Digital Conferência ANACOM "Regulação no novo ecossistema digital. Centro Centro Cultural de Belém (CCB) Lisboa, 22 de Setembro 2015 Mário Campolargo Director, NET Futures European Commission

Leia mais

Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas

Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas Os Cursos de Especialização Tecnológica Em Portugal Nuno Mangas Fórum novo millenium Nuno Mangas Covilhã, 22 Setembro 2011 Índice 1 Contextualização 2 Os CET em Portugal 3 Considerações Finais 2 Contextualização

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

RENTABILIDADE E RISCO NOS MERCADOS FINANCEIROS. Série Estudos nº10

RENTABILIDADE E RISCO NOS MERCADOS FINANCEIROS. Série Estudos nº10 RENTABILIDADE E RISCO NOS MERCADOS FINANCEIROS Luís Portugal Série Estudos nº10 2 de Março de 2010 Actuarial - Consultadoria 1 Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. EVOLUÇÃO DOS ÍNDICES... 3 3. RENTABILIDADE E

Leia mais

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes.

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes. SERVIÇO MB Way O que é o MB Way? O MB Way é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço num MULTIBANCO,

Leia mais

Comunicado à imprensa. Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em 2014

Comunicado à imprensa. Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em 2014 Comunicado à imprensa Os investimentos e a gestão da Reserva Financeira em A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) torna público os valores totais dos activos da Reserva Financeira da Região Administrativa

Leia mais

sabi bvdinfo.com Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas

sabi bvdinfo.com Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas sabi Informação financeira de empresas espanholas e portuguesas A gama clássica da BvD a solução ideal para pesquisa e análise de dados financeiros bvdinfo.com Uma base de dados com informação empresarial

Leia mais

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital U. Lusófona, 11 Jul 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia

Leia mais

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um

Executive MBA, e auniversidade de Oxford, que. conquista um terceiro lugar em Gestão, um posição em Economia e MBA e em terceiro nos mestrados de Empreendedorismo e Gestão. A Universidade de Stanford também aparece muito bem cotada, com dois primeiros lugares, em Gestão e em Recursos Humanos,

Leia mais

RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA

RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA RESULTADOS DO INQUÉRITO À COMUNIDADE GEOGRÁFICA A Associação Portuguesa de Geógrafos (APG) promoveu um inquérito online entre 5 de Novembro e 21 de Dezembro de 2009 com o objectivo de auscultar a comunidade

Leia mais

MBA Master Business Administration

MBA Master Business Administration MBA Master Business Administration Objectivos O Master pretende complementar os conhecimentos teóricos e práticos de gestão em geral, proporcionando informação sobre as técnicas de gestão e de apoio à

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados

Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados Cursos de Formação em Alternância na Banca Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados Relatório Cursos terminados entre 2006 e 2009 Projecto realizado em parceria e financiado pelo Instituto de Emprego

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa

Uma Rede de apoio à competitividade das empresas. 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Uma Rede de apoio à competitividade das empresas 30 de abril de 2014, ISCTE-IUL, Lisboa Quem somos Quem somos? Onde estamos? Criada pela Comissão Europeia no âmbito do Programa Quadro para a Competitividade

Leia mais

5.7.6 Internet/Intranet 176 5.7.7 Gestão logística 177 CAPÍTULO 6. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE WORKFLOW 181 6.1 Métodos de Desenvolvimento 181

5.7.6 Internet/Intranet 176 5.7.7 Gestão logística 177 CAPÍTULO 6. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE WORKFLOW 181 6.1 Métodos de Desenvolvimento 181 SUMÁRIO SUMÁRIO PREFÁCIO AGRADECIMENTOS VII XI XIII INTRODUÇÃO CAPÍTULO 1. ORGANIZAR WORKFLOWS 1 1.1 Ontologia da gestão de workflows 1.2 Trabalho 1 1 1.3 Processos de Negócio 3 1.4 Distribuir e Aceitar

Leia mais

UNIBET: INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA

UNIBET: INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA OSERVATÓRIO TRANSNACIONAL DE JOGO REMOTO Transparência Responsabilidade Social Corporativa A protecção dos consumidores exige a fixação de parâmetros rigorosos que garantam a idoneidade dos operadores.

Leia mais

Banda larga: o fosso entre os países da Europa com melhores e piores desempenhos está a diminuir

Banda larga: o fosso entre os países da Europa com melhores e piores desempenhos está a diminuir IP/08/1831 Bruxelas, 28 de Novembro de 2008 Banda larga: o fosso entre os países da Europa com melhores e piores desempenhos está a diminuir De acordo com um relatório publicado hoje pela Comissão Europeia,

Leia mais

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt &RPpUFLRHOHFWUyQLFRSULQFLSDLVTXHVW}HVHVXDGLYXOJDomRHP 3RUWXJDO SRU 5RGULJR$OEHUWR$OPHLGD%DSWLVWD Departamento de Engenharia Informática Universidade de Coimbra 3030 Coimbra, Portugal ralberto@student.dei.uc.pt

Leia mais

Apresentação. Olá! O meu nome é Paulo Rebelo e sou apostador profissional.

Apresentação. Olá! O meu nome é Paulo Rebelo e sou apostador profissional. Apresentação Olá! O meu nome é Paulo Rebelo e sou apostador profissional. Ao longo dos últimos anos, tem aumentado o interesse em redor das apostas. A imprensa tem-se interessado pelo meu trabalho pelo

Leia mais

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução

Bom dia, Senhoras e Senhores. Introdução Bom dia, Senhoras e Senhores Introdução Gostaria de começar por agradecer o amável convite que o Gabinete do Parlamento Europeu em Lisboa me dirigiu para participar neste debate e felicitar os organizadores

Leia mais

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos 2012 1 2 Sobre a COSEC O que é o Seguro de Créditos

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO

EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO Standard Eurobarometer European Commission EUROBARÓMETRO 68 OPINIÃO PÚBLICA NA UNIÃO EUROPEIA OUTONO 2007 RELATÓRIO NACIONAL Standard Eurobarometer 68 / Autumn 2007 TNS Opinion & Social SUMÁRIO EXECUTIVO

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA

A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA A GESTÃO DAS VENDAS COMO UMA FONTE DE VANTAGEM COMPETITIVA DE QUE FORMA OS GESTORES DE VENDAS ADICIONAM VALOR À SUA ORGANIZAÇÃO? Desenvolver Gestores de Vendas eficazes tem sido uma das grandes preocupações

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Questões mais frequentes FAQs Maio/2012 Versão 2.0 DDO É obrigatório adoptar o novo formato para envio da informação de Folhas de Férias estabelecido na legislação em vigor

Leia mais

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt

ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015. Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt ESTUDO DE REMUNERAÇÃO 2015 Healthcare Tax & Legal& Life Sciences Specialists in tax & legal recruitment www.michaelpage.pt Tax & Legal Estudo de Remuneração 2015 Apresentamos-lhe os Estudos de Remuneração

Leia mais

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO

População Portuguesa. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO População Portuguesa Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação 2002 DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO INQUÉRITO...3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...3

Leia mais

Prémio Excelência no Trabalho 2015

Prémio Excelência no Trabalho 2015 FAQ Frequently Asked Questions Índice Prémio Excelência no Trabalho 2015 INSCRIÇÃO... 2 COMUNICAÇÃO INTERNA... 4 QUESTIONÁRIO DIRIGIDO AOS COLABORADORES... 5 INQUÉRITO À GESTÃO DE TOPO... 7 TRATAMENTO

Leia mais

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Direção de Gestão de Informação e Comunicação Centro de Informação e Conhecimento Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Lisboa, janeiro de 2015 Introdução

Leia mais

Questionário de Qualificação

Questionário de Qualificação Questionário de Qualificação Dados do Cliente: Por favor preencha, e devolva-nos, este questionário o mais cedo possível por fax. Este questionário foi concebido para alcançar duas coisas: 1) para me ajudar

Leia mais

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017 ESTUDO IDC/ACEPI Economia Digital em Portugal 2009-2017 ECONOMIA DIGITAL NO MUNDO (2012) 2.5 mil milhões de internautas no mundo 850 mil milhões de euros 300 mil milhões de euros Europa maior mercado de

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica

Prémio Inovação em Intervenção Psicológica Prémio Inovação em Intervenção Psicológica ABRIL 2015 Índice 03 05 11 1. Programa OPP Inovação em Intervenção Psicológica 1.1. Prémio Inovação em Intervenção Psicológica 1.2. Summer Camp - Inovação em

Leia mais

REGULAMENTO EUROPEAN SLOT CHAMPIONSHIP Pré-Qualificações e Qualificação Casino Estoril / Casino Lisboa

REGULAMENTO EUROPEAN SLOT CHAMPIONSHIP Pré-Qualificações e Qualificação Casino Estoril / Casino Lisboa REGULAMENTO EUROPEAN SLOT CHAMPIONSHIP Pré-Qualificações e Qualificação Casino Estoril / Casino Lisboa I Normas Gerais 1.ª (Conceito) 1. O European Slot Championship é uma iniciativa que envolve a realização

Leia mais

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL

GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL GRUPO DE TRABALHO PORTUGUÊS PARA O INVESTIMENTO SOCIAL Reunião de sub-grupo 3 Outubro 2015 REUNIÃO INTERMÉDIA 7 de Novembro de 2014 GRUPO DE TRABALHO PARA O INVESTIMENTO SOCIAL O Grupo de Trabalho (GT)

Leia mais

1. THE GROUP TODAY INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA

1. THE GROUP TODAY INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA 1 INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA 3. PRIORIDADES ESTRATÉGICAS 3.1 Concretizar o Potencial da Biedronka 3.2 Assegurar o Crescimento de Longo Prazo 1. THE GROUP TODAY 4. EXPLORAR TODO O POTENCIAL

Leia mais

Epidemiologia de Dependência de Jogo a Dinheiro em Portugal

Epidemiologia de Dependência de Jogo a Dinheiro em Portugal Epidemiologia de Dependência de Jogo a Dinheiro em Portugal Novembro de 2009 Henrique Lopes, PhD 10 Conclusões Principais 1. A taxa de prevalência de dependência de jogo a dinheiro em Portugal é idêntica

Leia mais

Apresentam-se, neste documento, os tópicos que se seguem.

Apresentam-se, neste documento, os tópicos que se seguem. Apresentam-se, neste documento, os tópicos que se seguem. O que é o Failure Score? O que prevê o Failure Score? Qual é a disponibilidade do Failure Score? Como é calculado o Failure Score? Qual o desempenho

Leia mais

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto

André Criação e Atendimento. Edson E-commerce e Atendimento. Juciellen Web Design e Programação. Talita Planejamento e Projeto Integrantes André Criação e Atendimento Edson E-commerce e Atendimento Juciellen Web Design e Programação Talita Planejamento e Projeto Vanessa Criação e Conteúdo Briefing Histórico da Empresa - Características

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2012 06 de novembro de 2012 60% das pessoas dos 16 aos 74 anos utilizam Internet

Leia mais

ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE

ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE ACEF/1112/20852 Relatório final da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Fundação Minerva - Cultura - Ensino E Investigação

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE LETRAS Mestrado em Ciências da Documentação e da Informação Variante de Arquivo A EXTERNALIZAÇÃO DE SERVIÇOS DE ARQUIVO GESTÃO E CUSTÓDIA DE DOCUMENTOS CONTRIBUTO PARA

Leia mais

Transparência Fiscal TROCA AUTOMÁTICA DE INFORMAÇÕES FINANCEIRAS

Transparência Fiscal TROCA AUTOMÁTICA DE INFORMAÇÕES FINANCEIRAS Transparência Fiscal TROCA AUTOMÁTICA DE INFORMAÇÕES FINANCEIRAS Troca automática de informações Uma verdadeira revolução está em curso relativamente à troca de informações financeiras em matéria fiscal.

Leia mais

PROJECTO DE COMUNICAÇÃO

PROJECTO DE COMUNICAÇÃO PROJECTO DE COMUNICAÇÃO VITÓRIA SPORT CLUBE Visão O objectivo e desafio do Departamento de Comunicação visa ajudar a congregar os actos comunicativos de todos aqueles que fazem parte do Clube e transmitir

Leia mais

Inclusão Financeira Digital. Setembro 2015

Inclusão Financeira Digital. Setembro 2015 Inclusão Financeira Digital Setembro 2015 2 A inclusão financeira tem vindo a conquistar ao longo dos últimos anos um lugar de destaque no panorama mundial. Este facto é demonstrado tanto pelo foco que

Leia mais

COMO OS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS AVALIAM OS SEUS CUSTOS Tomás Patrocínio Universidade de Lisboa, Instituto de Educação

COMO OS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS AVALIAM OS SEUS CUSTOS Tomás Patrocínio Universidade de Lisboa, Instituto de Educação COMO OS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS AVALIAM OS SEUS CUSTOS Tomás Patrocínio Universidade de Lisboa, Instituto de Educação Resumo Como tem sido descrito na literatura (e.g., Johnstone, 1986;

Leia mais

Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda.

Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda. Ilustratown - Informação Tecnológica, Lda. 01. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2 01. Apresentação da empresa A é uma software house criada em 2006. A Ilustratown tem por objetivo o desenvolvimento e implementação

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2013 38% DAS PESSOAS COM IDADE ENTRE 16 E 74 ANOS CONTACTAM COM ORGANISMOS

Leia mais

MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial. Raquel Melo 1

MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial. Raquel Melo 1 MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial Raquel Melo 1 Índice Objectivos do estudo Sociedade da Informação nas Empresas Definição, Objectivos

Leia mais

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL Súmula dos dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, IPCTN, 2007 I DESPESA 1. Despesa em I&D nacional total

Leia mais

TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015

TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015 TURISMO DE PORTUGAL HORIZONTE 2015 João Cotrim de Figueiredo 10 Out 2014 Turismo: crescimento e resiliência No século do Turismo? Mais de 1.100 milhões de turistas em 2014 OMT prevê crescimento médio anual

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE PERDAS E VALOR NO CONTEXTO DE UM SECTOR EMERGENTE: O CASO DAS EMPRESAS AMERICANAS DA NOVA ECONOMIA. Ana Paula Bernardino Matias Gama

A RELAÇÃO ENTRE PERDAS E VALOR NO CONTEXTO DE UM SECTOR EMERGENTE: O CASO DAS EMPRESAS AMERICANAS DA NOVA ECONOMIA. Ana Paula Bernardino Matias Gama Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa A RELAÇÃO ENTRE PERDAS E VALOR NO CONTEXTO DE UM SECTOR EMERGENTE: O CASO DAS EMPRESAS AMERICANAS DA NOVA ECONOMIA Ana Paula Bernardino Matias Gama

Leia mais

COMUNICADO RELATIVAMENTE À SITUAÇÃO DOS BOLSEIROS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO REINO UNIDO E AMÉRICA DO NORTE

COMUNICADO RELATIVAMENTE À SITUAÇÃO DOS BOLSEIROS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO REINO UNIDO E AMÉRICA DO NORTE COMUNICADO RELATIVAMENTE À SITUAÇÃO DOS BOLSEIROS DA FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA NO REINO UNIDO E AMÉRICA DO NORTE Londres e Boston, 3 de Agosto de 2012 Exmo. Senhor Presidente do Conselho Diretivo

Leia mais

República de Moçambique. Ministério Das Finanças

República de Moçambique. Ministério Das Finanças República de Moçambique Ministério Das Finanças CEDSIF Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças TERMOS DE REFERÊNCIA PARA O OBJECTO 1 E/OU OBJECTO 2 MAPUTO, Setembro de 2012 2 Introdução

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

BRIEFING. Europeu e Concorrência

BRIEFING. Europeu e Concorrência SETEMBRO 2009 01 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DECIDE: LEGISLAÇÃO PORTUGUESA APLICÁVEL AOS JOGOS SOCIAIS DO ESTADO É COMPATÍVEL COM O DIREITO COMUNITÁRIO Em Portugal, os jogos de fortuna ou azar estão sujeitos a

Leia mais

REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL

REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL REGULAMENTO PASSATEMPO #PARTILHAMOSFUTEBOL 1. DEFINIÇÕES 1.1. Passatempo: Iniciativa que visa premiar os participantes com maior pontuação que se candidatem a receber um bilhete para um jogo do Campeonato

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR

nº 3 Novembro 2009 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR nº 3 Novembro 29 MERCADOS O VINHO NOS E.U.A. BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR O VINHO NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA BREVE CARACTERIZAÇÃO DO SECTOR Índice 1. INTRODUÇÃO 2 2. PRODUÇÃO 3 3. EXPORTAÇÃO 5 4.

Leia mais

Marketing. Objectivos. Sistema de informação de mercado. Recolha de Informação sobre Mercados e Concorrência

Marketing. Objectivos. Sistema de informação de mercado. Recolha de Informação sobre Mercados e Concorrência Marketing Recolha de Informação sobre Mercados e Concorrência Prof. José M. Veríssimo 1 Objectivos Identificar os componentes principais do sistema de informação de marketing. Discutir a forma com as empresas

Leia mais

Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida

Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida Barómetro Travelstore American Express 2011 Sergio Almeida Director de Negócio Travelstore American Express Um estudo cujas respostas das empresas que participaram gerou uma doação à 1. Amostra 2. Caracterização

Leia mais

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento

4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 4º Congresso brasileiro de meios eletrônicos de pagamento Solução Made by Um cartão à medida de cada cliente, São Paulo - Brasil, 15/10/2009 São Paulo, 15-10-2009 1 Agenda Overview Os mercado de meios eletrônicos de pagamento em Portugal Posicionamento da Caixa

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES Porque devemos utilizar a empresa Tungsten-Network para enviar as nossas facturas? Para além das vantagens indicadas anteriormente, a facturação electrónica é o método preferido pela

Leia mais