PC Fundamentos Revisão 4

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PC Fundamentos Revisão 4"

Transcrição

1 exatasfepi.com.br PC Fundamentos Revisão 4 André Luís Duarte...mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão.is 40:31

2 Fundamentos Sistema de numeração Tipos primitivos Expressões Tabela verdade Precedência de operações Constantes e variáveis Operador de atribuição 2

3 Sistema de numeração O ser humano usa sistemas de numeração e representação de linguagem para se comunicar No brasil usamos, geralmente, o sistema de numeração decimal e a língua portuguesa 3

4 Língua portuguesa As palavras na língua portuguesa são construídas a partir de um alfabeto prédefinido que é composto de 26 caracteres alfabéticos de a z tanto na forma minúscula quanto na forma maiúscula 4

5 Sistema de numeração decimal É o sistema que mais utilizamos no nosso dia-a-dia É o sistema que utiliza a base dez Composta pelos símbolos ou dígitos de 0 9 O principio fundamental é que dez unidade de qualquer ordem, formam uma unidade de ordem imediatamente superior 5

6 Exemplo Números 0 zero, 12 doze, 794 setecentos e noventa e quatro Formação de ordem superior 9 unidades + 1 unidade formam uma unidade de nível superior = uma dezena (10) 6

7 Formação dos números Combinação dos dez dígitos Apresentação de um número pode mudar, mas o valor numérico representado pela combinação de seus dígitos não

8 Sistema de numeração binária Sistema utilizado pelo hardware do computador para executar as tarefas Composto pelos símbolos 0 e 1 Estão relacionados à ausência (0) ou presença (1) de sinal elétrico Cada dígito é chamado de bit (binary digit) 8

9 Sistema de numeração binária Um conjunto de oito (8) bits compõem um (1) byte, que é uma unidade de completa de informação Os bits são geralmente usados para representar velocidade de transmissão de dados Os bytes são geralmente usados para representar capacidade de armazenamento de dados 9

10 Representação binária Um byte pode ser representado na sua forma completa ou simplificada Valor decimal Os números 0 afrente do primeiro dígito 1 não possuem valor significativo 10

11 Conversão de base Podemos converter tanto um número decimal em sua representação binária como o inverso Para converter um número decimal em sua representação binária, basta: Dividir o número decimal e seus quociente sucessivamente por 2 até que o quociente seja zero Pegar a sequencia inversa de todos os restos obtidos 11

12 Conversão decimal binário =

13 Exercícios de fixação Converta os números na base 10 em suas respectivas representações na base

14 Conversão binário decimal Para essa conversão, devemos atribuir a cada dígito um valor de base 2 e um expoente variando de 0 a 7 (8 dígitos) Calculamos o valor de cada expoente e multiplicamos pelo valor binário em cada posição Finalmente somamos todos os produtos obtidos 14

15 Conversão binário decimal 15

16 Conversão binário decimal 16

17 Exercícios de fixação Converta os números na base 2 em suas respectivas representações na base

18 Tipos primitivos Tipos primitivos são os tipos usados para representar os dados Podem ser: Inteiro Real Caractere Lógico 18

19 Inteiro Todo dado numérico que pertença ao conjunto dos números inteiros relativos (negativos, nulo ou positivos) Exemplo..., -12,..., -3,..., 0,... 3, 4,... 19

20 Real Todo dado numérico que pertença ao conjunto dos números reais (negativos, nulo ou positivos) Exemplo..., ,..., -3.0,..., 0.0, ,..., 4.775,... 20

21 Caractere Todo dado que pertença ao conjunto dos símbolos alfabéticos, numéricos e alfanuméricos São representados sempre entre aspas duplas Exemplo A, b, W, c,... 1, 4, -12, #, $,,,,,... 21

22 Caractere Podemos ter também o que chamamos de cadeia de caractere que é uma sequência de vários caracteres juntos Exemplo André Luís Duarte, 1234, TESTE 123 #algoritmo 22

23 Lógico Todo dado que puder assumir apenas duas situações denominadas biestáveis Exemplo Aberto / Fechado (Open / Closed) Ligado / Desligado (On / Off) Entrada / Saída (In / Out) 1 / 0 Verdadeiro / Falso (V / F) 23

24 Exercícios de fixação Identifique os tipos de dados para cada item 12 A 2,45 17 True True André André

25 Expressões Usaremos três tipos de expressões básicas em nossos estudos: Expressão aritmética Expressão relacional Expressão lógica 25

26 Operadores Representam uma classe de operações que podem ser realizadas sobre constantes e/ou variáveis Vamos dividi-los em: Aritméticos Relacionais Lógicos 26

27 Expressão aritmética Uma expressão é considerada aritmética quando temos somente operadores aritméticos, constantes e variáveis numéricas envolvidas nela O resultado de uma expressão aritmética é sempre um número e depende dos tipos básicos envolvidos 27

28 Operadores aritméticos São os operadores usados para realizar as operações básicas aritméticas da matemática: Adição Subtração Multiplicação Divisão Potenciação Radiciação Resto da divisão Quociente da divisão 28

29 Operadores aritméticos Usado para indicar uma operação aritmética envolvendo um ou mais operandos O resultado de uma operação aritmética entre dois números é sempre um número 29

30 Operadores aritméticos O resultado de uma operação aritmética entre dois números é sempre um número inteiro ou real dependendo de duas situações: Tipos de dados envolvidos Operação realizada 30

31 Tipos de dados envolvidos Exemplos: Inteiro (+,-,*) Inteiro = Inteiro Inteiro (+,-,*) Real = Real Real (+,-,*) Real = Real Caractere + Caractere = Caractere 31

32 Operações realizadas Exemplos: Inteiro (/, rad, pot) Inteiro = Real Inteiro (/, rad, pot) Real = Real Real (/, rad, pot) Real = Real Inteiro div Inteiro = Inteiro Inteiro mod Inteiro = Inteiro div e mod nunca podem ser usados com valores do tipo Real 32

33 Adição Representado pela cruz (+), adiciona o valor do elemento à esquerda do operador ao valor do elemento à direita do operador Exemplo 1+2, x+4, a+b 33

34 Subtração Representado pelo traço (-), subtrai o valor do elemento à esquerda do operador ao valor do elemento à direita do operador Exemplo 21-4, x-y, a-10 34

35 Multiplicação Representado pelo asterisco (*), multiplica o valor do elemento à esquerda do operador pelo valor do elemento à direita do operador Exemplo 2*34, 8*x, j*z 35

36 Divisão Representado pela barra de divisão (/), divide o valor do elemento à esquerda do operador pelo valor do elemento à direita do operador Exemplo 1/2, 21/y, b/a 36

37 Potenciação Representado pela palavra pot, eleva o valor do primeiro parâmetro pela potência do valor do segundo parâmetro Exemplo pot(3,2), pot(x,2), pot(b,c) 37

38 Radiciação Representado pela palavra rad, calcula a raiz quadrada do valor passado como parâmetro Exemplo rad(9), rad(a), rad(x) 38

39 Resto da divisão Representado pela palavra mod, calcula o resto da divisão entre inteiros Exemplo 13 mod 2, x mod 4, a mod b 39

40 Quociente da divisão Representado pela palavra div, calcula o quociente da divisão entre inteiros Exemplo 13 div 2, x div 3, a div b 40

41 Exercícios de fixação Indique o tipo de dados resultantes de cada expressões, dados: x = 2, y = -1, z = x/2 8-y x*y pot(y,z) rad(z) z/x z/y pot(y,x) 15 mod 2 15 div 2 17 mod 3 14 mod 7 41

42 Exercícios de fixação Calcule o resultados das expressões dados: x = 2, y = -1, z = x/2 8-y x*y pot(y,z) rad(z) z/x z/y pot(y,x) 15 mod 2 15 div 2 17 mod 3 14 mod 7 42

43 Expressão relacional Uma expressão é considerada relacional quando temos a presença de operadores relacionais envolvidos na expressão O resultado de uma expressão relacional é sempre um valor lógico verdadeiro (V) ou falso (F) 43

44 Operadores relacionais São os operadores usados para relacionar valores entre si: = - igual a (2 = 3.44, a = 7, x = y) > - maior que (8 > 10, x > 7, a > b) < - menor que (12.77 < 2, y < 123, n < m) >= maior ou igual a (4,5 >= 2.1, 67 >= z, a >= x) <= - menor ou igual a (0 <= -3.5, u <= -2.4, l <= k) <> - diferente de (8 <> 8, a <> b, -x <> 9.6) 44

45 Exercícios de fixação Calcule o resultados das expressões dados: x = 2, y = -3, z = 10 3<12 2>=5 x<>2 8=y y>x z <= 33.5 y<x z>=x z<>y y=-3 45

46 Expressão lógica Uma expressão é considerada lógica quando temos a presença de operadores lógicos Negação: not (não)(,~) Conjunção: and (e)( ) Disjunção: or (ou)( ) O resultado de uma expressão lógica é sempre um valor lógico verdadeiro (V) ou falso (F) 46

47 Negação A negação de um valor lógico é o valor contrário A operação de negação é uma operação unária (aplicada sobre um operando) Exemplo not(v) = F not(f) = V 47

48 Conjunção A conjunção é verdadeira se e somente se os operandos são verdadeiros A operação de conjunção é uma operação binária (aplicada sobre dois operandos) Exemplo V and V = V V and F = F F and F = F 48

49 Disjunção A disjunção é falsa se, e somente se ambos os operandos forem falsos A operação de disjunção é uma operação binária (aplicada sobre dois operandos) Exemplo V or V = V V or F = V F or F = F 49

50 Tabela verdade Tabela verdade é um resumo das combinações possíveis para operações lógicas básicas OP VL RS VL OP VL RS VL OP VL RS NOT V F V AND V V V OR V V NOT F V V AND F F V OR F V F AND V F F OR V V F AND F F F OR F F 50

51 Exercícios de fixação Calcule o resultados das expressões dados: x = verdadeiro, y = falso x and F not(y) F or V y and not(x) x or y F or y V or x not(x and y) 51

52 Expressões compostas As expressões aritméticas, relacionais e lógicas podem ser combinadas entre si para formarem expressões mais complexas Para calcular expressões complexas devemos definir uma regra de precedência de operações 52

53 Precedência entre expressões Parênteses mais interno Expressões aritméticas Expressões relacionais Expressões lógicas 53

54 Precedência entre operadores aritméticos Parênteses mais interno pot rad * / div mod

55 Precedência entre operadores relacionais Operadores relacionais não possuem precedência uns sobre os outros Estes são resolvidos da esquerda para a direita na medida em que aparecem na expressão Os parênteses mais interno tem precedência sobre qualquer operador relacional 55

56 Precedência entre operadores lógicos Parênteses mais interno not and or 56

57 Exercícios de fixação Calcule o resultados das expressões dados: x = 5, y = -1 e a = F 2 * x y + 3 / (x + (y 1)) 2 + y < x mod 2 a and (15 / x >= 3) x <> y or not(a) not(x + y <> 5-1) and a 57

58 Exercícios de fixação Calcule o resultados das expressões dados: x = 2.5, y = -1 e a = V 2 * x (y / 2) = > x * y and not(a) a and not(8 / -2 <= -(y + 10 / (x 0.5))) not(rad(x * 40) <> pot(y,2) * 10) and a or F not(a) and F or (a and not(a)) 58

59 Constantes e variáveis Todo dado processado pelo computador deve estar armazenado em algum local Inicialmente iremos trabalhar com dados armazenados na memória RAM Dessa forma, para processarmos um dado no computador devemos colocá-lo na memória RAM 59

60 Constantes e variáveis Podemos considerar a memória RAM como uma matriz que armazena informações em suas posições (células) Cada posição da memória pode ser acessada através de seu endereço Logo se queremos saber qual o valor do dado armazenado na posição 0x0DFE devemos ler essa posição 60

61 Constantes e variáveis A 0B 0C 0D... FA FB FC FD FE FF 01 A A D N 0B -21 0C F FD 1 1 BA FF 43 FE EA 0A 87 FF

62 Constantes e variáveis Imagine que você precisa entregar uma coisa para o professor André

63 Constantes e variáveis Com o endereço pode ajudar Rua Albino de Souza Cardoso, 94 63

64 Constantes e variáveis Onde mora o André Luís Duarte? Em uma região pequena, encontrar uma pessoa pelo nome ou apelido pode ser mais fácil do que com o seu endereço 64

65 Constantes e variáveis Sistema manipulam de forma mais rápida números e endereços Pessoas manipulam de forma mais fácil nomes e palavras Imagine ter que guardar onde você armazenou o valor 12 na memória para depois usá-lo? 65

66 Constantes e variáveis Por isso podemos relacionar à uma posição de memória um nome Suponha que á posição 0x0DFE foi dado o nome idade, logo, para saber o valor armazenado em 0x0DFE basta saber o que está armazenado na posição idade 66

67 Constantes e variáveis D... FA FF... A FD 1 43 idade FE FF

68 Dado constante Todo dado primitivo é um valor constante, ou seja, não pode ser alterado em nenhum momento Por exemplo: A falso 68

69 Constante Posição de memória constante é uma posição que possui nome, endereço e conteúdo e permite somente a operação de leitura Essa posição será denominada daqui para frente de constante Obs.: A constante deve ser iniciada em algum momento no programa mas depois disso não poderá ser alterada 69

70 Variável Posição de memória variável é uma posição que possui nome, endereço e conteúdo e permite operação de leitura e escrita Essa posição será denominada daqui para frente de variável 70

71 Formação de identificadores Já que podemos dar nomes para posições de memórias constantes e variáveis, quais nomes são válidos? As regras para formação de identificadores são: Devem começar com uma letra Podem ser seguidos por outras letras, números ou o caractere underline (_) Não devem possui caracteres alfanuméricos Não podem ser nomes reservados como pot, rad, div, mod, escreva, leia, etc 71

72 Diagrama de sintaxe Exemplos: Idade, N1, x, salario_bruto, Media_1, Raiz 72

73 Exercícios de fixação Dado os seguintes identificadores, assinale válido ou inválido para cada um Andre pot André pot_2 X1 div_a 1X N_#1 _Num1 B22_2 salário_bruto 73

74 Dica Sempre que possível use nomes nos identificadores que expliquem a sua função dentro do programa Assim, por exemplo, para criar um algoritmo que calcule as raízes da equação de segundo grau qual conjunto de identificadores seria melhor e porque? x, y, z, w, k, j a, b, c, delta, x1, x2 num_1, num_2, num_3, num_4, num_5 num_6 74

75 Operador de atribuição Usaremos um operador muito importante para a programação chamado de operador de atribuição Em algoritmo esse operador é representado pela seta à esquerda ( ) que dependendo da ferramenta de criação será (<-) 75

76 Operador de atribuição O operador de atribuição calcula a expressão à sua direita e armazena o resultado na variável à sua esquerda Uma das formas de escrever em uma posição de memória é usando o operador de atribuição Exemplo x pot(2,2) letra a Result 10 > 3 76

77 Exercícios de fixação Calcule o resultado das seguintes expressões dado ano_nascimento = 1986, a = 0, b = 1, c = 3 idade 2015 ano_nascimento delta pot(b,2) 4 * a * c resultado pot(2,2) <> rad(4) / (6 mod c) N a < b and b < c or not(true) 77

78 Exercícios de fixação Represente a ação do operador de atribuição do exercício anterior na forma matricial representando a memória do computador 78

79 Resposta idade 29 delta A resultado N F

80 Lixo de memória A memória RAM é uma memória volátil, o que significa que quando o computador é desligado os dados do meu programa são perdidos (e não apagados) Isso significa que quando o computador é novamente ligado, toda a memória está ocupada com dados anteriores ao desligamento que para nós é lixo 80

81 Lixo de memória Por isso, sempre que formos usar uma posição de memória, é uma boa prática inicializarmos ela com algum valor coerente Pense na seguinte situação: Salario resultado Qual seria o resultado dessa operação levando-se em conta o estado da memória no exemplo anterior? 81

82 Estado da memória anterior 29 A resultado F

83 Resultado da operação na memória 29 A resultado salario F

84 Lixo de memória Levando em consideração o estado anterior da memória, teríamos que o salário receberá o valor gerando uma incoerência no programa Para corrigir isso deveríamos ter algo como: resultado 2500 salario resultado

85 Estado da memória anterior 29 A resultado F

86 Estado da memória anterior 29 A resultado salario F

87 Lixo de memória Via de regra, sempre que uma variável estiver do lado direito do operador de atribuição e não foi acessada por um comando leia (descrito no próximo capítulo) antes de ser usada, ela deve ser inicializada 87

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá.

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá. INTRODUÇÃO A lógica de programação é extremamente necessária para as pessoas que queiram trabalhar na área de programação, seja em qualquer linguagem de programação, como por exemplo: Pascal, Visual Basic,

Leia mais

Representação de Dados e Sistemas de Numeração

Representação de Dados e Sistemas de Numeração 1 Representação de Dados e Sistemas de Numeração Sistema de numeração decimal e números decimais (base 10) Sistema de numeração binário e números binários (base 2) Conversão entre binário e decimal Sistema

Leia mais

3 Sistemas de Numeração:

3 Sistemas de Numeração: 3 Sistemas de Numeração: Os computadores eletrônicos têm como base para seu funcionamento a utilização de eletricidade. Diferente de outras máquinas que a presença ou ausência de eletricidade apenas significam

Leia mais

Exemplo de Subtração Binária

Exemplo de Subtração Binária Exemplo de Subtração Binária Exercícios Converta para binário e efetue as seguintes operações: a) 37 10 30 10 b) 83 10 82 10 c) 63 8 34 8 d) 77 8 11 8 e) BB 16 AA 16 f) C43 16 195 16 3.5.3 Divisão binária:

Leia mais

SISTEMAS DIGITAIS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

SISTEMAS DIGITAIS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 1 - SISTEMA DE NUMERAÇÃO BINÁRIA E DECIMAL Todos os computadores são formados por circuitos digitais, onde as informações e os dados são codificados com dois níveis de tensão, pelo que o seu sistema

Leia mais

2. Sistemas de Numeração, Operações e Códigos. 2. Sistemas de Numeração, Operações e Códigos 1. Números Decimais. Objetivos.

2. Sistemas de Numeração, Operações e Códigos. 2. Sistemas de Numeração, Operações e Códigos 1. Números Decimais. Objetivos. Objetivos 2. Sistemas de Numeração, Operações e Códigos Revisar o sistema de numeração decimal Contar no sistema de numeração binário Converter de decimal para binário e vice-versa Aplicar operações aritméticas

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Sistemas de Numeração Um numeral é um símbolo ou grupo de símbolos que representa um número em um determinado instante da evolução do homem. Tem-se que, numa determinada escrita ou época, os numerais diferenciaram-se

Leia mais

Trabalho compilado da Internet Prof. Claudio Passos. Sistemas Numéricos

Trabalho compilado da Internet Prof. Claudio Passos. Sistemas Numéricos Trabalho compilado da Internet Prof. Claudio Passos Sistemas Numéricos A Informação e sua Representação O computador, sendo um equipamento eletrônico, armazena e movimenta as informações internamente sob

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação 1 Estruturas de dados Representação computacional das informações do problema ser resolvido Informações podem ser de

Leia mais

Curso: Técnico de Informática Disciplina: Redes de Computadores. 1- Apresentação Binária

Curso: Técnico de Informática Disciplina: Redes de Computadores. 1- Apresentação Binária 1- Apresentação Binária Os computadores funcionam e armazenam dados mediante a utilização de chaves eletrônicas que são LIGADAS ou DESLIGADAS. Os computadores só entendem e utilizam dados existentes neste

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores

Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos Estrutura Sequencial Parte 1 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda Etapas de ação do computador; TDP Tipos de Dados Primitivos; Variáveis; Constantes;

Leia mais

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática 5 TIPOS DE DADOS Todo o trabalho realizado por um computador é baseado na manipulação das informações contidas em sua memória. De um modo geral estas informações podem ser classificadas em dois tipos:

Leia mais

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Atualizado em Prof. Rui Mano E mail: rmano@tpd.puc rio.br SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Sistemas de Numer ação Posicionais Desde quando se começou a registrar informações sobre quantidades, foram criados diversos

Leia mais

Hardware de Computadores

Hardware de Computadores Sistema Binário Hardware de Computadores O sistema binário é um sistema de numeração posicional em que todas as quantidades são representadas, utilizando-se como base as cifras: zero e um (0 e 1). Os computadores

Leia mais

3. Tipos de Dados, Constantes e Variáveis.

3. Tipos de Dados, Constantes e Variáveis. 3. Tipos de Dados, Constantes e Variáveis. O computador realiza a sua tarefa trabalhando as informações contidas em sua memória, essas podem ser classificadas em dois tipos básicos: as instruções e os

Leia mais

Aula 4 Pseudocódigo Tipos de Dados, Expressões e Variáveis

Aula 4 Pseudocódigo Tipos de Dados, Expressões e Variáveis 1. TIPOS DE DADOS Todo o trabalho realizado por um computador é baseado na manipulação das informações contidas em sua memória. Estas informações podem ser classificadas em dois tipos: As instruções, que

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Dados X O computador nada mais é do que uma máquina de processar dados eletronicamente, com alta velocidade de processamento. Por meio de entrada de dados, ele executa instruções,

Leia mais

Escola Secundária c/3º CEB José Macedo Fragateiro. Curso Profissional de Nível Secundário. Componente Técnica. Disciplina de

Escola Secundária c/3º CEB José Macedo Fragateiro. Curso Profissional de Nível Secundário. Componente Técnica. Disciplina de Escola Secundária c/3º CEB José Macedo Fragateiro Curso Profissional de Nível Secundário Componente Técnica Disciplina de Sistemas Digitais e Arquitectura de Computadores 29/21 Módulo 1: Sistemas de Numeração

Leia mais

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES 3.1 - IDENTIFICADORES Os objetos que usamos no nosso algoritmo são uma representação simbólica de um valor de dado. Assim, quando executamos a seguinte instrução:

Leia mais

Introdução aos cálculos de datas

Introdução aos cálculos de datas Page 1 of 7 Windows SharePoint Services Introdução aos cálculos de datas Aplica-se a: Microsoft Office SharePoint Server 2007 Ocultar tudo Você pode usar fórmulas e funções em listas ou bibliotecas para

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES

ARQUITETURA DE COMPUTADORES ARQUITETURA DE COMPUTADORES Sistema de Numeração Prof Daves Martins Msc Computação de Alto Desempenho Email: daves.martins@ifsudestemg.edu.br Sistemas Numéricos Principais sistemas numéricos: Decimal 0,

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Professor Menezes SISTEMA DE NUMERAÇÃO 1-1 Sistemas de Numeração Observe que alguns números decimais a possuem uma representação muito curiosa no sistema binário: 1 decimal = 1 binário; 2 decimal = 10

Leia mais

Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara. Carga Horária: 60h

Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara. Carga Horária: 60h Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara Carga Horária: 60h Representação da Informação Um dispositivo eletrônico, armazena e movimenta as informações internamente

Leia mais

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo INF01040 Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação s Seqüenciais Sumário Elaboração de um programa/algoritmo Formas de representação de um algoritmo Elementos manipulados em um programa/algoritmo

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Sistemas de Numeração Representação da Informação para seres humanos Números (1,2,3,4...) Letras (a,a,b,b,c,c...) Sinais de pontuação (:,;...) Operadores aritméticos (+,-,x,/) Representação da Informação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO BÁSICA DE COMPUTADORES E LINGUAGEM DE MONTAGEM. Conceitos Básicos ORGANIZAÇÃO BÁSICA DE COMPUTADORES E LINGUAGEM DE MONTAGEM

ORGANIZAÇÃO BÁSICA DE COMPUTADORES E LINGUAGEM DE MONTAGEM. Conceitos Básicos ORGANIZAÇÃO BÁSICA DE COMPUTADORES E LINGUAGEM DE MONTAGEM Conceitos Básicos 1-1 BITs e BYTEs Bit = BInary digit = vale sempre 0 ou elemento básico de informação Byte = 8 bits processados em paralelo (ao mesmo tempo) Word = n bytes (depende do processador em questão)

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Introdução à Lógica de Programação Sistemas Numéricos As informações inseridas em um computador são traduzidos em dados, ou seja, em sinais que podem ser manipulados pelo computador. O computador trabalha

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Apresentar o funcionamento do computador Apresentar a função da memória e dos dispositivos

Leia mais

centena dezena unidade 10 2 10 1 10 0 275 2 7 5 200 + 70 + 5 275

centena dezena unidade 10 2 10 1 10 0 275 2 7 5 200 + 70 + 5 275 A. Sistemas de Numeração. Para se entender a linguagem do computador (o Código de Máquina), é necessário conhecer um pouco da teoria dos números. Não é uma tarefa tão difícil quanto pode parecer. Sabendo-se

Leia mais

Aula 3 - Sistemas de Numeração

Aula 3 - Sistemas de Numeração UEM Universidade Estadual de Maringá DIN - Departamento de Informática Disciplina: Fundamentos da Computação Profª Thelma Elita Colanzi Lopes thelma@din.uem.br Aula 3 - Sistemas de Numeração O ser humano,

Leia mais

Codificação 1. Introdução. C 2 R r {! + codificação

Codificação 1. Introdução. C 2 R r {! + codificação Codificação 1. Introdução A unidade básica de memória é o digito binário (bit). Para representar diferentes em memória é necessário que o bit armazene pelo menos 2 valores. A informação pode ser armazenada

Leia mais

Sistemas de Numerações.

Sistemas de Numerações. Matemática Profº: Carlos Roberto da Silva; Lourival Pereira Martins. Sistema de numeração: Binário, Octal, Decimal, Hexadecimal; Sistema de numeração: Conversões; Sistemas de Numerações. Nosso sistema

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Representação de Dados

Representação de Dados Representação de Dados Propriedades Domínio - Valores que um tipo de dado pode assumir; Gama de variação - N.º de valores que um dado pode assumir; Precisão Distância entre dois valores consecutivos Operações

Leia mais

Curso de Hardware Aula 01 Tema: Sistema de Medidas Por: Edmilson de Oliveira Reis Revisado em: 02/03/2012

Curso de Hardware Aula 01 Tema: Sistema de Medidas Por: Edmilson de Oliveira Reis Revisado em: 02/03/2012 Curso de Hardware Aula 01 Tema: Sistema de Medidas Por: Edmilson de Oliveira Reis Revisado em: 02/03/2012 Unidades de Medida de Armazenamento Esses detalhes refletem na quantidade de informação armazenada

Leia mais

Algoritmos Computacionais ( Programas )

Algoritmos Computacionais ( Programas ) Algoritmos Computacionais ( Programas ) A partir deste tópico, consideramos a utilização do universo Computacional na solução de problemas. Para tanto devemos lembrar que a transposição de problemas do

Leia mais

13 Números Reais - Tipo float

13 Números Reais - Tipo float 13 Números Reais - Tipo float Ronaldo F. Hashimoto e Carlos H. Morimoto Até omomentonoslimitamosaouso do tipo inteiro para variáveis e expressões aritméticas. Vamos introduzir agora o tipo real. Ao final

Leia mais

Sistema de Numeração e Códigos. Sistemas de Informação CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos

Sistema de Numeração e Códigos. Sistemas de Informação CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos Sistema de Numeração e Códigos Sistemas de Informação CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos Objetivos Converter um número de um sistema de numeração (decimal, binário ou hexadecimal) no seu equivalente

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DE DADOS E SISTEMAS DE NUMERAÇÃO

REPRESENTAÇÃO DE DADOS E SISTEMAS DE NUMERAÇÃO REPRESENTAÇÃO DE DADOS E SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Profs. M.Sc. Lucio M. Duarte e Ph.D. Avelino Zorzo 1 Faculdade de Informática - PUCRS 1 REPRESENTAÇÃO DE DADOS Acredita-se que a criação de números veio com

Leia mais

ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Sistemas de Numeração. 1 Arquitetura de Computadores

ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Sistemas de Numeração. 1 Arquitetura de Computadores ARQUITETURA DE COMPUTADORES Sistemas de Numeração 1 Sistemas de Numeração e Conversão de Base Sistema Decimal É o nosso sistema natural. Dígitos 0,1,2,3,4,5,6,7,8 e 9. Números superiores a 9; convencionamos

Leia mais

Projeto e Desenvolvimento de Algoritmos

Projeto e Desenvolvimento de Algoritmos Projeto e Desenvolvimento de Algoritmos Variáveis Adriano Cruz e Jonas Knopman Índice Objetivos Introdução Modelo de Memória Armazenamento de Dados Numéricos Dados Inteiros Dados Reais Armazenamento de

Leia mais

Apostila de Fundamentos de Programação I. Prof.: André Luiz Montevecchi

Apostila de Fundamentos de Programação I. Prof.: André Luiz Montevecchi Apostila de Fundamentos de Programação I Prof: André Luiz Montevecchi Introdução O mundo atual é dependente da tecnologia O uso intenso de diversos aparatos tecnológicos é parte integrante do nosso dia-a-dia

Leia mais

Fabio Bento fbento@ifes.edu.br

Fabio Bento fbento@ifes.edu.br Fabio Bento fbento@ifes.edu.br Eletrônica Digital Sistemas de Numeração e Códigos 1. Conversões de Binário para Decimal 2. Conversões de Decimal para Binário 3. Sistema de Numeração Hexadecimal 4. Código

Leia mais

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares

Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Programação Elementar de Computadores Jurandy Soares Básico de Computadores Computador: dispositivos físicos + programas Dispositivos físicos: hardware Programas: as instruções que dizem aos dispositivos

Leia mais

Circuitos Digitais. Conteúdo. Sistema de Numeração e Códigos :: Conversões de Binário para Decimal SISTEMA DE NUMERAÇÃO E CÓDIGOS

Circuitos Digitais. Conteúdo. Sistema de Numeração e Códigos :: Conversões de Binário para Decimal SISTEMA DE NUMERAÇÃO E CÓDIGOS Ciência da Computação Sistemas de Numeração e Conversões Prof. Sergio Ribeiro Material adaptado das aulas do Prof. José Maria da UFPI Conteúdo Conversões de binário para decimal. Conversões de decimal

Leia mais

Cálculo Numérico Aula 1: Computação numérica. Tipos de Erros. Aritmética de ponto flutuante

Cálculo Numérico Aula 1: Computação numérica. Tipos de Erros. Aritmética de ponto flutuante Cálculo Numérico Aula : Computação numérica. Tipos de Erros. Aritmética de ponto flutuante Computação Numérica - O que é Cálculo Numérico? Cálculo numérico é uma metodologia para resolver problemas matemáticos

Leia mais

Aula 6 Aritmética Computacional

Aula 6 Aritmética Computacional Aula 6 Aritmética Computacional Introdução à Computação ADS - IFBA Representação de Números Inteiros Vírgula fixa (Fixed Point) Ponto Flutuante Para todos, a quantidade de valores possíveis depende do

Leia mais

Aula 6. Sistemas de Numeração. SEL 0414 - Sistemas Digitais. Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira

Aula 6. Sistemas de Numeração. SEL 0414 - Sistemas Digitais. Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira Aula 6 Sistemas de Numeração SEL 0414 - Sistemas Digitais Prof. Dr. Marcelo Andrade da Costa Vieira Sistemas de Numeração 1. SISTEMA DECIMAL Composto por 10 símbolos ou numerais; Base 10 0, 1, 2, 3, 4,

Leia mais

PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE. Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br

PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE. Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br PRONATEC FUNDAMENTOS DE HARDWARE Prof. Kilmer Pereira kilmer_pereira@yahoo.com.br Processamento de Dados Etapas do Processamento de Dados Dado: inserido no computador Processamento: organização, transformação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MÓDULO 13

ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MÓDULO 13 ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES MÓDULO 13 Índice 1. Circuitos Digitais - Continuação...3 1.1. Por que Binário?... 3 1.2. Conversão entre Bases... 3 2 1. CIRCUITOS DIGITAIS - CONTINUAÇÃO 1.1. POR QUE BINÁRIO?

Leia mais

1. Sistemas de numeração

1. Sistemas de numeração 1. Sistemas de numeração Quando mencionamos sistemas de numeração estamos nos referindo à utilização de um sistema para representar uma numeração, ou seja, uma quantidade. Sistematizar algo seria organizar,

Leia mais

Laboratório de Programação I

Laboratório de Programação I Laboratório de Programação I Introdução à Programação em Visual Basic Fabricio Breve Objetivos Ser capaz de escrever programas simples em Visual Basic Ser capaz de usar os comandos de entrada e saída Familiarizar-se

Leia mais

Aula 2 Modelo Simplificado de Computador

Aula 2 Modelo Simplificado de Computador Aula 2 Modelo Simplificado de Computador Um computador pode ser esquematizado de maneira bastante simplificada da seguinte forma: Modelo Simplificado de Computador: Memória Dispositivo de Entrada Processador

Leia mais

CAPÍTULO 6 ARITMÉTICA DIGITAL

CAPÍTULO 6 ARITMÉTICA DIGITAL CAPÍTULO 6 ARITMÉTICA DIGITAL Introdução Números decimais Números binários positivos Adição Binária Números negativos Extensão do bit de sinal Adição e Subtração Overflow Aritmético Circuitos Aritméticos

Leia mais

Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados)

Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados) Algoritmos e Programação Conceitos e Estruturas básicas (Variáveis, constantes, tipos de dados) Os algoritmos são descritos em uma linguagem chamada pseudocódigo. Este nome é uma alusão à posterior implementação

Leia mais

Introdução à Engenharia de

Introdução à Engenharia de Introdução à Engenharia de Computação Tópico: Sistemas de Numeração José Gonçalves - LPRM/DI/UFES Introdução à Engenharia de Computação Introdução O número é um conceito abstrato que representa a idéia

Leia mais

Capítulo 2. Numéricos e Códigos. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados.

Capítulo 2. Numéricos e Códigos. 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. Capítulo 2 Sistemas Numéricos e Códigos slide 1 Os temas apresentados nesse capítulo são: Conversão entre sistemas numéricos. Decimal, binário, hexadecimal. Contagem hexadecimal. Representação de números

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Engenharia Disciplina de Lógica Computacional Aplicada. Prof. Dr.

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Engenharia Disciplina de Lógica Computacional Aplicada. Prof. Dr. Índice 1. SISTEMAS NUMÉRICOS 1.1 Caracterização dos Sistemas Numéricos 1.2 Sistemas Numéricos em uma Base B Qualquer 1.2.1 Sistema de Numeração Decimal 1.2.2. Sistema de Numeração Binário 1.2.3 Sistema

Leia mais

Unidade: Arquitetura de computadores e conversão entre

Unidade: Arquitetura de computadores e conversão entre Unidade: Arquitetura de computadores e conversão entre Unidade bases I: numéricas 0 Unidade: Arquitetura de computadores e conversão entre bases numéricas 1 - Conceitos básicos sobre arquitetura de computadores

Leia mais

Arquitetura de Computadores

Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores Prof. Fábio M. Costa Instituto de Informática UFG 1S/2004 Representação de Dados e Aritimética Computacional Roteiro Números inteiros sinalizados e nãosinalizados Operações

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria)

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) PC PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) Aula 01 Prof. Ricardo Veras (prof.rveras@gmail.com) ALGORITMOS "Seqüência ordenada de passos, que deve ser seguida para a realização de um tarefa" "Algoritmo é um

Leia mais

1 Modelo de computador

1 Modelo de computador Capítulo 1: Introdução à Programação Waldemar Celes e Roberto Ierusalimschy 29 de Fevereiro de 2012 1 Modelo de computador O computador é uma máquina capaz de manipular informações processando seqüências

Leia mais

Lista de Exercícios Sistemas de Numeração

Lista de Exercícios Sistemas de Numeração Lista de Exercícios Sistemas de Numeração 1- (Questão 5 BNDES Profissional Básico Análise de Sistemas - Suporte ano 010) Um administrador de sistemas, ao analisar o conteúdo de um arquivo binário, percebeu

Leia mais

Universidade do Minho Departamento de Electrónica Industrial. Sistemas Digitais. Exercícios de Apoio - I. Sistemas de Numeração

Universidade do Minho Departamento de Electrónica Industrial. Sistemas Digitais. Exercícios de Apoio - I. Sistemas de Numeração Universidade do Minho Departamento de Electrónica Industrial Sistemas Digitais Exercícios de Apoio - I Sistemas de Numeração CONVERSÃO ENTRE SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Conversão Decimal - Binário Números Inteiros

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Todos direitos reservados. Proibida a reprodução, mesmo parcial, por qualquer processo mecânico, eletrônico, reprográfico, etc., sem a autorização, por escrito, do(s) autor(es) e da editora. LÓGICA DE

Leia mais

ULA Sinais de Controle enviados pela UC

ULA Sinais de Controle enviados pela UC Solução - Exercícios Processadores 1- Qual as funções da Unidade Aritmética e Lógica (ULA)? A ULA é o dispositivo da CPU que executa operações tais como: Adição Subtração Multiplicação Divisão Incremento

Leia mais

Aula 2 Variáveis. Precisamos armazenar os tipos de dados da aula anterior (inteiros, reais, literais e lógicos) em memória. Como fazer?

Aula 2 Variáveis. Precisamos armazenar os tipos de dados da aula anterior (inteiros, reais, literais e lógicos) em memória. Como fazer? Aula 2 Variáveis 1. Introdução Computadores precisam manipular informações. Por conseguinte, precisam armazená-las em sua memória. Para isso, usamos a abstração de variáveis. 2. Sistemas de numeração Explicar

Leia mais

Linguagens de programação

Linguagens de programação Prof. André Backes Linguagens de programação Linguagem de Máquina Computador entende apenas pulsos elétricos Presença ou não de pulso 1 ou 0 Tudo no computador deve ser descrito em termos de 1 s ou 0 s

Leia mais

Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador

Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador Capítulo 2 Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador 2.0 Índice 2.0 Índice... 1 2.1 Sistemas Numéricos... 2 2.1.1 Sistema Binário... 2 2.1.2 Sistema Octal... 3 2.1.3 Sistema

Leia mais

Sistemas numéricos. Prof. Leandro Tonietto Introdução a computação e suas aplicações Curso de Segurança da Informação UNISINOS ago-09

Sistemas numéricos. Prof. Leandro Tonietto Introdução a computação e suas aplicações Curso de Segurança da Informação UNISINOS ago-09 Sistemas numéricos Prof. Leandro Tonietto Introdução a computação e suas aplicações Curso de Segurança da Informação UNISINOS ago-09 Introdução Tempos remotos... A necessidade de contar!! Animais, alimentos

Leia mais

Jaime Evaristo Sérgio Crespo. Aprendendo a Programar Programando numa Linguagem Algorítmica Executável (ILA)

Jaime Evaristo Sérgio Crespo. Aprendendo a Programar Programando numa Linguagem Algorítmica Executável (ILA) Jaime Evaristo Sérgio Crespo Aprendendo a Programar Programando numa Linguagem Algorítmica Executável (ILA) Segunda Edição Capítulo 2 Versão 08042010 2. Introdução à Linguagem Algorítmica 2.1 Variáveis

Leia mais

Em um sistema de numeração de base b qualquer, um número positivo é representado pelo polinômio:

Em um sistema de numeração de base b qualquer, um número positivo é representado pelo polinômio: ELETRÔNICA DIGITAl I 1 SISTEMAS DE NUMERAÇÃO INTRODUÇÃO A base dos sistemas digitais são os circuitos de chaveamento (switching) nos quais o componente principal é o transistor que, sob o ponto de vista

Leia mais

Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara. Carga Horária: 60h

Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara. Carga Horária: 60h Sistema de Numeração e Conversão entre Sistemas. Prof. Rômulo Calado Pantaleão Camara Carga Horária: 60h Representação de grandeza com sinal O bit mais significativo representa o sinal: 0 (indica um número

Leia mais

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO

SISTEMAS DE NUMERAÇÃO Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry SISTEMAS DE NUMERAÇÃO DISCIPLINA: Fundamentos em Informática SISTEMAS DE NUMERAÇÃO E REPRESENTAÇÃO DE DADOS

Leia mais

Desenvolvido por: Juarez A. Muylaert Filho - jamf@estacio.br Andréa T. Medeiros - andrea@iprj.uerj.br Adriana S. Spallanzani - spallanzani@uol.com.

Desenvolvido por: Juarez A. Muylaert Filho - jamf@estacio.br Andréa T. Medeiros - andrea@iprj.uerj.br Adriana S. Spallanzani - spallanzani@uol.com. UAL é uma linguagem interpretada para descrição de algoritmos em Português. Tem por objetivo auxiliar o aprendizado do aluno iniciante em programação através da execução e visualização das etapas de um

Leia mais

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões Programação de Computadores I Aula 05 Programação: Tipos, Variáveis e Expressões José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/56 Valores Valor é uma entidade

Leia mais

Fundamentos em Informática (Sistemas de Numeração e Representação de Dados)

Fundamentos em Informática (Sistemas de Numeração e Representação de Dados) 1 UNIVERSIDADE DO CONTESTADO / UnC CAMPUS CONCÓRDIA/SC CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Fundamentos em Informática (Sistemas de Numeração e Representação de Dados) (Apostila da disciplina elaborada pelo

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 4 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D)

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 AULA TEÓRICA 4 PROF. MARCELO LUIZ SILVA (R E D) Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas - ICEB Departamento de Computação - DECOM INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO BCC 201 TURMAS 31, 32 E 33 2015-2 1 AULA TEÓRICA 4

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. José Geraldo 1.1 Introdução A Lógica é forma de organizar os pensamentos e demonstrar o raciocínio de maneira correta. A utilização da lógica é a melhor maneira de solucionar

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Sistemas Numéricos e Armazenamento de dados Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Outubro de 2006 Sistema de base dez O sistema de numeração

Leia mais

Representação de Dados

Representação de Dados Representação de Dados Introdução Todos sabemos que existem diferentes tipos de números: fraccionários, inteiros positivos e negativos, etc. Torna-se necessária a representação destes dados em sistema

Leia mais

Informática Aplicada à Química. Sistemas de Numeração Representação de Dados

Informática Aplicada à Química. Sistemas de Numeração Representação de Dados Informática Aplicada à Química Sistemas de Numeração Representação de Dados Representando Dados Bit Byte Palavra Bit (b) Abreviação de binary digit (dígito binário). Dois valores possíveis: e 1. Nunca

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa.

Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções. Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Linguagem e Técnicas de Programação I Operadores, expressões e funções Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Operadores básicos Toda linguagem de programação, existem

Leia mais

Algoritmo e Programação

Algoritmo e Programação Algoritmo e Programação Professor: José Valentim dos Santos Filho Colegiado: Engenharia da Computação Prof.: José Valentim dos Santos Filho 1 Ementa Noções básicas de algoritmo; Construções básicas: operadores,

Leia mais

Capítulo 1 Erros e representação numérica

Capítulo 1 Erros e representação numérica Capítulo 1 Erros e representação numérica Objetivos Esperamos que ao final desta aula, você seja capaz de: Pré-requisitos Identificar as fases de modelagem e os possíveis erros nelas cometidos; Compreender

Leia mais

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson.

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios Aula 01 Slide 1 BIBLIOGRAFIA SCHILDT H. C Completo e Total, Makron Books. SP, 1997. Curso de linguagem C da UFMG. ZIVIANI,

Leia mais

Conversão de Bases e Aritmética Binária

Conversão de Bases e Aritmética Binária Conversão de Bases e Aritmética Binária Prof. Glauco Amorim Sistema de Numeração Decimal Dígitos Decimais: 0 2 3 4 5 6 7 8 9 Potências de base 0 0 0 2 0 0 3 4 0 0 00 000 0 000 Sistema de Numeração Binário

Leia mais

Componentes da linguagem C++

Componentes da linguagem C++ Componentes da linguagem C++ C++ é uma linguagem de programação orientada a objetos (OO) que oferece suporte às características OO, além de permitir você realizar outras tarefas, similarmente a outras

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA. CC 2º Período

PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA. CC 2º Período PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CC 2º Período PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA Aula 06: Ponteiros Declarando e utilizando ponteiros Ponteiros e vetores Inicializando ponteiros Ponteiros para Ponteiros Cuidados a serem

Leia mais

Deste modo, por razões tecnológicas e conceituais, os números binários e a álgebra boole-ana formam a base de operação dos computadores atuais.

Deste modo, por razões tecnológicas e conceituais, os números binários e a álgebra boole-ana formam a base de operação dos computadores atuais. 25BCapítulo 2: Números e Aritmética Binária Os computadores armazenam e manipulam a informação na forma de números. Instruções de programas, dados numéricos, caracteres alfanuméricos, são todos representados

Leia mais

Sistemas de Numeração

Sistemas de Numeração Universidade Tecnológica Federal do Paraná Bacharelado em Ciência da Computação IC3A Introdução à Ciência da Computação Sistemas de Numeração Marcos Silvano O. Almeida Baseado no material do prof. Rogério

Leia mais

Aula 5. Simplificação de funções lógicas (cont.) Sistemas de numeração

Aula 5. Simplificação de funções lógicas (cont.) Sistemas de numeração Aula 5 Simplificação de funções lógicas (cont.) Sistemas de numeração Mapa de Karnaugh Exemplo: N=4 variáveis, M=2 4 =16 combinações Extracção da expressão do circuito, pelos maxtermos: extracção pelos

Leia mais

Algoritmos e Programação. Prof. Tarcio Carvalho

Algoritmos e Programação. Prof. Tarcio Carvalho Algoritmos e Programação Prof. Tarcio Carvalho Conceito de Lógica A utilização da lógica na vida do indivíduo é constante, visto que é ela quem possibilita a ordenação do pensamento humano. Exemplo: A

Leia mais

Representação de Dados Inteiros com sinal

Representação de Dados Inteiros com sinal Representação de Dados Inteiros com sinal 1 Representação de Inteiros Com n bits, podemos ter 2 n valores distintos Considerando só inteiros não-negativos (unsigned) a faixa de valores é [0, 2 n -1] Considerando

Leia mais

EQUAÇÃO DO 1º GRAU. 2 melancias + 2Kg = 14Kg 2 x + 2 = 14

EQUAÇÃO DO 1º GRAU. 2 melancias + 2Kg = 14Kg 2 x + 2 = 14 EQUAÇÃO DO 1º GRAU EQUAÇÃO: Para resolver um problema matemático, quase sempre devemos transformar uma sentença apresentada com palavras em uma sentença que esteja escrita em linguagem matemática. Esta

Leia mais

1 - Processamento de dados

1 - Processamento de dados Conceitos básicos sobre organização de computadores 2 1 - Processamento de dados O que é processamento? O que é dado? Dado é informação? Processamento é a manipulação das informações coletadas (dados).

Leia mais

Sistemas de Numeração. Professor: Rogério R. de Vargas INFORMÁTICA 2014/2

Sistemas de Numeração. Professor: Rogério R. de Vargas INFORMÁTICA 2014/2 INFORMÁTICA Sistemas de Numeração Professor: Rogério R. de Vargas 2014/2 Sistemas de Numeração São sistemas de notação usados para representar quantidades abstratas denominadas números. Um sistema numérico

Leia mais

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Lógica Aula 2 Técnicas de Programação Criando algoritmos Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Criando

Leia mais

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU Prof. Dr. Sergio Pilling (IPD/ Física e Astronomia) I Representação dos números, aritmética de ponto flutuante e erros em máquinas

Leia mais

CURSO: Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação. DISCIPLINA: Circuitos Lógicos I Z520234

CURSO: Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação. DISCIPLINA: Circuitos Lógicos I Z520234 FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO CURSO: Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação. DISCIPLINA: Circuitos Lógicos I Z520234 2 a Série de Exercícios - Resolução Sistemas de Numeração

Leia mais