Hoje, 45% do trigo recebido na Capal já foi comercializado.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Hoje, 45% do trigo recebido na Capal já foi comercializado."

Transcrição

1 Informativo Capal Edição 44 31/outubro/2014 Pouquíssimo trigo ainda se vê nas lavouras. Aproximadamente 95% da safra já foi colhida e muitas áreas estão novamente em fase de plantio. Avaliando os números, percebemos que a produção foi bastante satisfatória, alcançando números maiores do que o estimado. O trigo no campo O panorama sobre a safra de trigo, segundo o departamento de assistência técnica da Capal: A safra de trigo 14/14 na região onde a Cooperativa atua inicialmente mostrou dificuldades de semeadura durante o período de 15 de abril até a 15 de maio devido a falta de chuvas, após esse período foi possível a implantação da cultura. Produção de trigo total (tonelada bruto. até 30/10) Previsto ,00 Realizado ,83 O desenvolvimento vegetativo, florescimento e frutificação ocorreram dentro da normalidade. Apesar das chuvas em períodos críticos e do ataque de algumas doenças, o saldo foi positivo para a cultura. Alguns fatores proporcionaram a boa produtividade alcançada pelos produtores: tecnologia de semeadura com redução do número de plantas/ha, fertilização conforme recomendações técnicas, controle fitossanitário com acompanhamento técnico dessas aplicações mediante a real necessidade. Hoje, 45% do trigo recebido na Capal já foi comercializado. 1

2 O trigo no mercado $ De acordo com o gerente comercial da Capal, Eliel Magalhães Leandro, os preços pagos nesta safra não estão sendo satisfatórios para o produtor, se comparados com os dos dois últimos anos, quando eram mais atrativos. Em síntese, estamos vendo alta produtividade e baixos preços. Boa parte dos grãos já foi vendida, tanto para o Moinho Herança Holandesa, da Intercooperação, como para outros que mantém operações com a Capal. Também aconteceram vendas para tradings, que através do PEPRO (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor) têm comprado para exportação. Essa operação foi realizada no Paraná e em São Paulo, onde atuamos com recebimento. Mesmo diante dos preços praticados hoje no mercado, a Capal já registra a venda de 45% do volume recebido. Os números de produção Produção (toneladas bruto) Unidade Previsto Realizado Arapoti Wenceslau Braz Itararé Taquarivaí Taquarituba TOTAL Recorde de recebimento de trigo Em 08/10/2014 recebemos em Arapoti 4.295,31 ton de trigo. Maior produção de trigo recebida em um só dia até hoje na Capal. 2

3 Palestra GESTÃO DA PROPRIEDADE em Wenceslau Braz A palestra, focada em pecuaristas, abordou fortemente o tema Gestão da Propriedade e foi ministrada pelo responsável pela área de economia rural da Fundação ABC, Tobias Jan Katsman. O encontro contou com 25 participantes, produtores e pessoas ligadas a gestão da propriedade, como esposas e funcionários. O momento foi de extrema importância para o produtor, pois agrega conhecimento em uma nova área, que é essencial para o andamento das atividades na propriedade. A gestão e a análise dos dados ajuda o produtor a controlar as despesas e otimizar os recursos. A cooperada da cidade de Ibaiti, Carolina Rodrigues Vieira, participou da palestra e achou excelente. Ela está com um projeto para avaliar a viabilidade da pecuária leiteira e conta que a palestra foi muito útil nesse momento. As informações dadas na palestra foram muito esclarecedoras e podem com certeza ajudar no dia a dia da propriedade. São um subsídio para o produtor e colaboram com os resultados, afirma a associada. Paulo Acosta, parceiro de Carolina nas atividades da propriedade, esteve também na palestra, absorvendo da mesma forma conhecimento importante para ser aplicado no campo. Para o gerente da filial Wenceslau Braz, Marcelo Alvarez Ferreira, estas palestras são um ponto de apoio para o cooperado e a Capal está buscando cada vez mais desenvolvimento para o seu público. Percebemos que com o grande e crescente número de cooperados pecuaristas veio também a necessidade de mais informação. A gestão financeira da propriedade é um ponto importantíssimo para a atividade rural e o produtor precisa saber disso. Precisa também aprender a fazê-la e conhecer algumas dicas específicas que facilitem esse processo, diz Marcelo. Estamos buscando novas palestras e treinamentos para dar suporte ao produtor nas suas maiores necessidades, conclui. CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA Neste mês de novembro acontece a campanha contra a febre aftosa, para vacinação de todo o rebanho. Garanta a proteção dos seus animais. Lembre-se: vacinas só serão vendidas para retirada em caixas de isopor ou térmicas. 3

4 Sejam bem vindos! A Capal dá boas vindas aos 55 cooperados admitidos no mês de setembro. Unidade Carlópolis-PR Heinz Engel Vagner José de Souza Valdir de Lima Arlindo Xavier de Barros Hans Christian Nick João Aguera Sobrinho Lourival Cuenca Sanches Paulo Massaaki Tanaka Reinaldo Aparecido da Silva Unidade Wenceslau Braz-PR Ágas Rogério de Paula Alex Blanco Cardoso Dinorah Rodrigues Vieira Edilaino Cássio de Carvalho Idiane Munhoz do Carmo Taquarituba-SP Hamilton Cesar Bortotti Josimar Pereira de Oliveira Luiz Antônio de Araújo Luiz Garcia Ronivaldo Soares Leite Associação Brasileira dos Cistercienses Gilberto Ferreira da Silva Adauto Benedito Pio Inês Aparecida Bueno João Donizetti de Carvalho Tiago de Almeida Machado Willians Ricardo Rocha Unidade Itararé-SP Mario Luiz Corrêa de Oliveira Otávio José Messias Paulo Corrêa Mendes Samuel Patrick de Assis Taquarivaí-SP Alesandra de Andrade Carlos Eduardo Mattos Barreto Denilso Ferreira de Lima Flavio de Almeida Macedo Florival Machado de Carvalho André Cerello da Paixão Eduardo Ribeiro da Silva Edson Yano Valdinei da Silva Oliveira Joaquim Távora PR Anilton Pegoraro Cláudio Roberto Cirilo da Silva José Carlos da Silva Lucio Paulo Ferreira de Andrade Maria Cristina Cunha Batista Pedro José Borges Roque Soares Adilson Pereira Vidal Cleonice Fátima dos Santos Bagatim Arapoti-PR Eduardo Vollweiter Heinrick Vollweiter Lucio Cunha Drinko Silvane Bosch Vivian Bosch da Rocha Neiva Mara Frandini Pedro Luiz Nicolau 4

5 Matriz recebe visita de agricultores da Alemanha Nesta semana a Capal recebeu a visita de um grupo de agricultores da Alemanha. O grupo, formado por 23 pessoas, visitou algumas empresas e pontos turísticos do país. Na Capal, os produtores tiveram a oportunidade de ouvir sobre o cooperativismo na sua essência e conheceram a história da Cooperativa e sua estrutura. Os visitantes foram recebidos pelo presidente da Capal, Erik Bosch e pelo superintendente, Adilson Fuga. O presidente contou um pouco da história da Capal e da imigração holandesa, ressaltando as dificuldades enfrentadas no início, pela precariedade de recursos e tecnologia, e mostrou como foram superadas com um trabalho sério e dedicado dos produtores e fundadores da Cooperativa. Adilson apresentou a estrutura da Capal, o modelo exclusivo de gestão, a área de atuação e os números mais relevantes que mostram o forte crescimento dos últimos dez anos. Na sequencia, conheceram a área operacional. Daniel Rosenthal, condutor e tradutor durante a visita, comentou sobre a impressão do grupo. Após a visita houve uma discussão sobre a apresentação na cooperativa, na qual todos foram unânimes em afirmar que o cooperativismo na Capal segue os princípios originais deste tipo de organização. Foi traçado um paralelo com as cooperativas da Alemanha e a experiência mostra que as instituições daquele país não seguem os preceitos cooperativistas como deveriam, visando lucro exclusivamente, e nem sempre usando os interesses dos sócios como missão prioritária da cooperativa. Muitas delas fecharam e hoje são empresas comuns, sendo hoje o antigo sócio simplesmente um cliente e não mais o protagonista do negócio, conta Daniel, e complementa: o Dr. Stefan Gündel, que organizou a vinda do grupo para o Brasil, e é o chefe do departamento que planeja as atividades agrícolas regionais, vai levar as boas práticas do cooperativismo da Capal para apreciação e divulgação nas Secretarias da Agricultura dos estados de Berlin, Brandenburg e Mecklenburg Vorpommern. Para a Capal, visitas como esta são uma grande oportunidade para difundir os princípios cooperativas e mostrar como é possível ser fiel aos seus valores e premissas, promovendo crescimento para o homem do campo e garantindo a sustentabilidade da atividade. Foto de Leendert Kok Enfardando palha de trigo no fim de tarde. Chácara Bela vista Arapoti-PR Espaço FOTO Continue enviando suas fotos para Ipê roxo, em Arapoti-PR 5

6 CONVITE PALESTRA SOBRE QUALIDADE DO LEITE Em Taquarituba (Unidade Operacional), no dia 06 de novembro (quinta-feira) 13 h O palestrante Flavio Augusto Madureira vai falar sobre higienização e desinfecção do sistema de ordenha Treinamento de identificação e monitoramento de insetos-pragas nas culturas da soja e milho A Fundação ABC através do setor de Entomologia realiza nos dias 26, 27 e 28 de novembro, no CDE Arapoti, treinamento de identificação e monitoramento de insetos-pragas nas culturas da soja e milho exclusivamente para associados, gerentes de fazenda e assistência técnica ligados a Fundação ABC. O treinamento tem como objetivo demonstrar e identificar os principais insetos-pragas de ocorrência nas culturas da soja e milho, bem como as técnicas de monitoramento dos mesmos, visando auxiliar na implementação do manejo integrado de pragas (MIP) na área de atuação da Fundação ABC. Informações adicionais como crescimento e desenvolvimento das culturas (estádios fenológicos), ciclo de vida das pragas, inimigos naturais, danos ocasionados e o momento adequado de realizar o controle também serão abordados. Para participar é necessário fazer a inscrição pela internet, no seguinte endereço: É onde os interessados podem encontrar mais informações. As vagas são limitadas. CLASSIFICADOS VENDE-SE Gol I Motion 2011 Automático 1.6 Mi Total Flex 8V 4 portas. Cor cinza Km rodados. Único dono. Preço FIPE: R$ ,00 Preço venda: R$ ,00 Tratar com Jonas VENDE-SE: Feno de aveia. Tratar com Leen Kok VENDE-SE Vacas leiteiras da raça holandesa e jersolanda. 11 vacas, algumas produzindo e outras secas prenhas. Endereço: Nova Brasilia - Carlópolis-PR Valor a ser negociado Tratar com Daniel Avanço ou Anuncie aqui produtos para venda ou locação. Envie os dados para ou ligue Entre em contato conosco! Para enviar sugestões, fotos ou classificados você pode usar o ou o telefone Responsável Alessandra Heuer 6

7 Informações do mercado agropecuário MILHO FUTURO MILHO FUTURO CIF Guarujá/SP para entrega Outubro/2014 e pagamento Novembro/2014 CIF Guarujá/SP para entrega novembro/2014 e pagamento dezembro/2014 Comprador: R$ 25,70 Vendedor: sem indicação Comprador: R$ 25,80 Vendedor: sem indicação MILHO SOJA TRIGO MILHO SOJA Comprador: R$ 24,00/24,50 Itararé/Taquarituba/Taquarivaí-Sp Vendedor: R$ 26,00 Disponível CIF Santos R$ 64,50 Entrega abril/2015 pagamento maio/2015 CIF Guarujá R$ 60,40 R$ 520,00 FOB SP Superior (falling number mínimo de 250) R$ 380,00 (T-2) Intermediário R$ 360,00 (T-3) Comprador: R$ 23,50/24,00 Arapoti/Wenceslau Braz PR Vendedor: R$ 26,00 Disponível CIF Ponta Grossa R$ 63,00 Entrega abril/2015 e pagamento maio/ CIF Ponta Grossa/PR R$ 57,50 TRIGO Superior Intermediário R$ 520,00 FOB (Nominal) R$ 380,00 (T-2) R$ 360,00 (T-3) FEIJÃO PREÇOS NA BOLSINHA SÃO PAULO 27/10/14 28/10/14 Variedade Carioca Min. Máx. Min. Máx. 29/10/14 Min. Máx. 30/10/14 Min. Máx. 31/10/14 Carioca Pérola ,00 120,00 S/Cot S/Cot S/Cot 120,00 S/Cot S/Cot S/Cot S/Cot Carioca Pérola ,00 110,00 S/Cot S/Cot 100,00 105,00 100,00 105,00 100,00 105,00 Bola Cheia ,00 95,00 S/Cot 95,00 S/Cot 95,00 S/Cot 95,00 S/Cot 95,00 Bola Cheia ,00 85,00 80,00 85,00 80,00 85,00 80,00 85,00 80,00 85,00 Bola Cheia ,00 70,00 S/Cot 70,00 S/Cot 70,00 S/Cot 70,00 S/Cot S/Cot Bola Cheia ,00 50,00 45,00 50,00 40,00 45,00 40,00 45,00 S/Cot S/Cot Min. Máx. Indicadores financeiros US$ Comercial Venda (31/10) Poupança 31/10 a 30/11 TJLP R$ 2,408 Nova - 0,6171 Antiga 0,6171 5,00 % a.a O dólar fechou em queda pelo terceiro dia seguido nesta quinta-feira, caindo mais de 2% e voltando a R$2,40, com investidores animados pela surpreendente alta da Selic, que alimentou expectativas de fluxo positivo ao Brasil e de que a condução da política econômica pode tomar rumo mais favorável aos olhos do mercado. A política econômica do governo de Dilma Rousseff, reeleita no domingo, recebeu fortes críticas por causar inflação elevada e baixo crescimento, em meio a uma política fiscal pouco transparente. A moeda norte-americana caiu 2,45%, a R$2,4079 na venda, após chegar a R$2,3932 na mínima da sessão, com queda de 3,05% 7

8 Suínos Apesar dos altos patamares de preços da carne suína no mercado interno, as cotações externas estão ainda mais atrativas, favorecendo os embarques e garantindo a solidez do valor interno. A baixa oferta mundial de suínos, o embargo russo à carne dos Estados Unidos e da Europa e o dólar valorizado são os principais motivadores da alta nos preços de exportação. O bom desempenho dos embarques, inclusive, é um dos principais fatores de suporte dos preços no mercado interno. Além disso, a baixa oferta de animais para abate reforça esses aumentos. Do lado da demanda doméstica, porém, compradores tem se mantido retraídos, resultado de um mercado no atacado e varejo com pouca liquidez. A cada dia se reforça a competitividade entre os frigoríficos para fecharem volumes. O setor vive um paradoxo: frigoríficos resistentes a novos reajustes, e produtores defendendo-os em função da demanda existente e as ofertas de cevados reduzidas no mercado físico do interior paulista. Milho Os contratos futuros do milho encerraram a sessão desta quinta-feira em terreno negativo, visto que algumas posições chegaram a fechar o pregão em terreno positivo. Nos primeiros momentos do dia, o mercado do cereal chegou a operar com ganhos generalizados em meio a compras de oportunidade, mas reverteram os movimentos em decorrência de informações oriundas do campo afirmando evolução da colheita do cereal nos EUA, sobretudo pela perspectiva de que os trabalhos evoluam, já que as condições climáticas estão favoráveis no país. O menor desempenho das vendas externas de milho dos EUA também fragilizaram os preços do cereal, mas o movimento do dia teve caráter técnico, uma vez que o mercado também repercutiu a fuga por parte de alguns investidores dos papeis de commodities por títulos do governo em função da decisão do FED nesta semana. No mercado interno a fragilidade da paridade de exportação chegou a neutralizar os movimentos de alta, mas a demanda doméstica pelo produto, sobretudo em importantes polos de produção de proteína animal, manteve o ambiente de preços firmes. A Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) encerrou as operações com trigo desta quinta-feira com preços mais baixos. Após oscilar durante a sessão e operar em alta no meio-pregão, o mercado realizou lucros e encerrou a quinta feira no território negativo. Trigo Soja Mercado doméstico - destaque para realização do quarto leilão de Pepro (Prêmio Equalizador pago ao Produtor). No acumulado das quatro operações o governo já garantiu o escoamento de 458,9 mil toneladas de cereal das regiões de produção. Essa retirada, juntamente com a elevação do custo de importação é o que vem garantindo recuperações nos referenciais de preços do mercado doméstico brasileiro. Após três sessões consecutivas de ganhos acentuados, os contratos futuros da soja negociados em Chicago registraram quedas generalizadas, pressionados por movimentos de liquidações e realização de lucro. Boletins meteorológicos recentes sinalizaram clima mais seco no Meio Oeste dos EUA para os próximos dias, o que deverá colaborar para colheita da safra recorde de soja no país. Além de um clima ameno nos EUA, as previsões de chuvas mais intensas em várias regiões produtoras de soja no Brasil também deram o tom baixista ao mercado da oleaginosa. Porém, de certa forma, os movimentos do dia tiveram aspecto técnico, visto que paralelamente, o mercado da soja, assim como para as demais commodities, foi derrubado por fuga de fundos de investimentos motivada pela migração para ativos mais seguros, como títulos do governo norteamericano, depois da posição adotado pelo Banco Central dos EUA. Mercado interno - as tradings e indústrias processadoras também se ausentaram dos negócios de olho nas previsões de chuvas mais abundantes no Brasil, o que deverá agilizar os trabalhos de plantio, e clima mais ameno nos EUA. Com isso os preços cederam, mas não foram reportados acordos significativos entre as praças nacionais. 8

Programa Descarte Certo

Programa Descarte Certo Informativo Capal Edição 41 10/outubro/2014 Programa Descarte Certo Coleta responsável de resíduos veterinários Na última semana foi realizada a segunda coleta do Programa Descarte Certo nas cidades do

Leia mais

Cooperativas levam cultura e solidariedade ao interior paulista

Cooperativas levam cultura e solidariedade ao interior paulista Cooperativas levam cultura e solidariedade ao interior paulista Através do Programa Mosaico Teatral, do SESCOOP/SP, a Capal promoveu ações que levaram cultura e soliedariedade ao interior do estado de

Leia mais

FÁBRICA DE RAÇÃO GARANTE CERTIDÕES DE QUALIDADE

FÁBRICA DE RAÇÃO GARANTE CERTIDÕES DE QUALIDADE FÁBRICA DE RAÇÃO GARANTE CERTIDÕES DE QUALIDADE Nos últimos dias, a fábrica de ração da Capal passou por um processo de auditoria externa, realizada pelo Ministério da Agricultura. A auditoria tinha dois

Leia mais

Palestra reforça a importância do CAR - Cadastro Ambiental Rural

Palestra reforça a importância do CAR - Cadastro Ambiental Rural Palestra reforça a importância do CAR - Cadastro Ambiental Rural Nesta semana foram realizadas palestras nas unidades da Capal, para reforçar a importância do Cadastro Ambiental Rural CAR. Ricardo Iarochinski,

Leia mais

Análise da captação de leite nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul

Análise da captação de leite nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul Informativo Capal Edição 50 12/dezembro/2014 Análise da captação de leite nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul Região Sudeste e Centro-Oeste Em São Paulo e Minas Gerais, a regularidade das chuvas melhorou

Leia mais

Responsabilidade Social

Responsabilidade Social Informativo Capal Edição 49 11/dezembro/201 Responsabilidade Social Em 201 a Capal realizou diversas ações sociais e apoiou causas importantes nas cidades onde atua. Entre as mais recentes está a doação

Leia mais

Milho Período: 11 a 15/05/2015

Milho Período: 11 a 15/05/2015 Milho Período: 11 a 15/05/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0203 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

A produção de forragens de qualidade é um ponto fundamental para atingir boa eficiência animal

A produção de forragens de qualidade é um ponto fundamental para atingir boa eficiência animal A produção de forragens de qualidade é um ponto fundamental para atingir boa eficiência animal Em diferentes sistemas de produção o principal volumoso é a silagem de milho. A silagem de milho pode apresentar

Leia mais

Terceira turma de pós-graduação in company é iniciada

Terceira turma de pós-graduação in company é iniciada Terceira turma de pós-graduação in company é iniciada Na última sexta-feira a Capal deu início à terceira turma de pós graduação in company, em parceria com o Sescoop-PR e a FAE Business School. O curso

Leia mais

Milho Período: 16 a 20/03/2015

Milho Período: 16 a 20/03/2015 Milho Período: 16 a 20/03/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,2434 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

ESPAÇO FOTO. Informativo Capal Edição 44 06/novembro/2015. Curso em Itararé Diagnóstico e prevenção da mastite bovina

ESPAÇO FOTO. Informativo Capal Edição 44 06/novembro/2015. Curso em Itararé Diagnóstico e prevenção da mastite bovina Curso em Itararé Diagnóstico e prevenção da mastite bovina Doze produtores da filial Itararé participaram, na última semana, de um curso sobre mastite bovina. O curso, ministrado por Ivany, instrutora

Leia mais

Milho Período: 22 a 26/06/2015

Milho Período: 22 a 26/06/2015 Milho Período: 22 a 26/06/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0885 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 21/06/2013 a 27/06/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

Fundação ABC convida para o 3º Forratec. Informativo Capal Edição 35 04/setembro/2015

Fundação ABC convida para o 3º Forratec. Informativo Capal Edição 35 04/setembro/2015 Informativo Capal Edição 35 04/setembro/2015 Fundação ABC realiza Manhã de Campo sobre culturas de inverno em Castro e produtores fazem manifestação contra a invasão da Fazenda Cipó, área de pesquisa Nesta

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Fechamento Máxima Mínimo Variação set/13 144,45 150,00 143,95-4,05 120,60 124,25 119,35-2,85 dez/13 148,50

Leia mais

Vazio Sanitário da soja - entenda sua importância

Vazio Sanitário da soja - entenda sua importância Informativo Capal Edição 20 22/MAIO/2015 Vazio Sanitário da soja - entenda sua importância O chamado vazio sanitário é o período de ausência total de plantas vivas de soja na lavoura, excluindo-se as áreas

Leia mais

Cafe. Trazendo alegria e renda ao produtor. Informativo Capal Edição 23 12/junho/2015

Cafe. Trazendo alegria e renda ao produtor. Informativo Capal Edição 23 12/junho/2015 Cafe Trazendo alegria e renda ao produtor Para Sérgio Luis Lemos Wahl, produtor da região de Carlópolis, o trabalho no campo tem trazido alegria e renda, além da grata satisfação de perceber que a produção

Leia mais

TRIGO Período de 02 a 06/11/2015

TRIGO Período de 02 a 06/11/2015 TRIGO Período de 02 a 06//205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço Atual PR 60 kg 29,56 35,87 36,75 36,96 Semana Atual

Leia mais

Milho Período: 13 a 17/07/2015

Milho Período: 13 a 17/07/2015 Milho Período: 13 a 17/07/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,1507 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

Apresentamos nosso novo site!

Apresentamos nosso novo site! Apresentamos nosso novo site! A partir de agora, o associado tem mais uma forma de estar por dentro dos assuntos da sua Cooperativa. O novo site é muito mais dinâmico e moderno, representando bem o momento

Leia mais

Informativo Capal Edição 33 21/agosto/2015

Informativo Capal Edição 33 21/agosto/2015 O valor bruto da produção (VBP) agropecuária de 2015 somou R$ 469,7 bilhões no acumulado de janeiro a julho, com aumento de 0,63% em relação aos R$ 466,7 bilhões do mesmo período do ano passado. Atingiu,

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas quarta-feira, 18 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 133,50 0,00 0,00-4,85 SET13 111,05 114,75 111,10-3,75

Leia mais

Mais uma facilidade para você, associado! A Capal conta agora com uma nova ferramenta de comunicação com seus associados: MENSAGEM SMS

Mais uma facilidade para você, associado! A Capal conta agora com uma nova ferramenta de comunicação com seus associados: MENSAGEM SMS Informativo Capal Edição 40 09/ outubro/2015 OUTUBRO ROSA Cada atitude rosa que tomamos neste mês, é como uma bandeira que levantamos contra o câncer de mama. Faça parte dessa campanha! Não perca nenhuma

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL - CAR Não deixe para última hora!

CADASTRO AMBIENTAL - CAR Não deixe para última hora! CADASTRO AMBIENTAL - CAR Não deixe para última hora! Prazo O prazo estipulado pelo Governo Federal para a realização do CAR vai até 5 de maio de 201 e a queda no ritmo dos cadastros preocupa o órgão ambiental.

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas CAFÉ CAFÉ Bolsas BM&F ICE FUTURES Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação Contrato Fechamento Máxima Mínimo Variação SET13 136,80 136,50 135,80-1,80 SET 113,50 115,70 113,25-1,45

Leia mais

Milho Período: 19 a 23/10/2015

Milho Período: 19 a 23/10/2015 Milho Período: 19 a 23/10/2015 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços médios semanais apresentados nas praças de

Leia mais

Capal ultrapassa a marca dos 2 mil associados

Capal ultrapassa a marca dos 2 mil associados Capal ultrapassa a marca dos 2 mil associados A Capal, cada vez alcançando maior área de atuação, comemora este mês a conquista de seus mais de dois mil associados. A expansão que vem sendo vista principalmente

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: ABRIL/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 05/07/2013 a 11/07/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA SEMANA DE 21 A 25 DE SETEMBRO de 2009 Semana de preço estável no mercado de Boi Gordo no Rio Grande do Sul, com o preço encerrando a semana a R$ 4,61/kg carcaça.

Leia mais

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Super-safra norte-americana Em seu boletim de oferta e demanda mundial de setembro o Usda reestimou para cima suas projeções para a safra 2007/08.

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná

Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná Assunto: falta de recursos do governo federal para agricultura do Paraná A FAEP tem solicitado ao governo federal que libere os recursos anunciados de R$ 5,6 bilhões na Política de Garantia de Preços Mínimos

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 03/05/2013 a 09/05/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas segunda-feira, 23 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 134,55 0,00 0,00 0,00 DEZ13 117,75 121,95 121,50-1,25

Leia mais

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA

3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA BOLSA DE CHICAGO 3,8 milhões de hectares de lavouras ruins nos EUA Chuvas diminuíram nesta semana, mas ainda acumularam grandes volumes em pontos já muitos úmidos do Meio-Oeste 3 EUA Lavouras De Soja Ruins

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas quinta-feira, 12 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 140,25 0,00 0,00 4,40 SET13 116,45 116,00 114,00

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Abril de 2014 Milho: Os preços no mercado brasileiro ficaram estáveis e até mesmo um pouco mais baixos em algumas praças. A incerteza dos produtores quanto à produtividade do milho

Leia mais

A balança comercial do agronegócio brasileiro

A balança comercial do agronegócio brasileiro A balança comercial do agronegócio brasileiro Antonio Carlos Lima Nogueira 1 Qual é a contribuição atual dos produtos do agronegócio para o comércio exterior, tendo em vista o processo atual de deterioração

Leia mais

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado

Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado AGROSSÍNTESE Produção de grãos na Bahia cresce 14,64%, apesar dos severos efeitos da seca no Estado Edilson de Oliveira Santos 1 1 Mestre em Economia, Gestor Governamental da SEAGRI; e-mail: edilsonsantos@seagri.ba.gov.br

Leia mais

Fique de olho na programação e participe!

Fique de olho na programação e participe! Está chegando a nossa Expoleite! É com alegria que convidamos nossos associados a prestigiarem o evento, que tem por finalidade mostrar o potencial da região e os avanços tecnológicos e genéticos na pecuária

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 20/07/2012 a 02/08/2012 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Emerson Juliano

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: MARÇO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

SOJA NEGOCIA POUCO EM NOVEMBRO POR DÓLAR E CHICAGO EM BAIXA

SOJA NEGOCIA POUCO EM NOVEMBRO POR DÓLAR E CHICAGO EM BAIXA Panorama Geral dos Mercados Agrícolas Ano IV n o 194 30 de novembro de 2015 www.sistemafaep.org SOJA NEGOCIA POUCO EM NOVEMBRO POR DÓLAR E CHICAGO EM BAIXA O mercado brasileiro de soja teve uma comercialização

Leia mais

Associados Capal fazem bonito na ExpoFrísia

Associados Capal fazem bonito na ExpoFrísia Associados Capal fazem bonito na ExpoFrísia Os cooperados Capal, Adriaan Frederik Kok, Korstiaan Bronkhorst, Nicolaas Arian Bronkhorst, Pedro Elgersma e Teodoro Kok participaram no julgamento de animais

Leia mais

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 Mercado Internacional Em 2007, a produção anual de milho atingiu quase 720 milhões de tonelada (Tabela 1), quando os Estados Unidos,

Leia mais

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA.

GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. EFEITOS DA CRISE FINANCEIRA GLOBAL SOBRE A AGRICULTURA BRASILEIRA. GUSTAVO ROBERTO CORRÊA DA COSTA SOBRINHO E JOSÉ MACIEL DOS SANTOS Consultores Legislativos da Área X Agricultura e Política Rural MARÇO/2009

Leia mais

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado

AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado AGROMENSAL CEPEA/ESALQ Informações de Mercado Mês de referência: JULHO/2011 CEPEA - SOJA I - Análise Conjuntural II - Séries Estatísticas 1. Diferenciais de preços 2. Estimativa do valor das alternativas

Leia mais

Capal realiza 14 edição da SIPAT

Capal realiza 14 edição da SIPAT Capal realiza 14 edição da SIPAT A Capal realizou a 14 edição da SIPAT- Semana Interna de Prevenção a Acidentes de Trabalho, em parceira com a Ceral. A programação tinha como objetivo promover a reflexão

Leia mais

Taquarituba e Joaquim Távora promovem palestras para pecuaristas

Taquarituba e Joaquim Távora promovem palestras para pecuaristas Taquarituba e Joaquim Távora promovem palestras para pecuaristas Palestra: Distúrbios entéricos em bezerros e suas soluções - Joaquim Távora Foi realizada na última terça-feira, ministrada por Juliano

Leia mais

Conjuntura Macroeconômica e Setorial

Conjuntura Macroeconômica e Setorial Conjuntura Macroeconômica e Setorial O ano de 2012 foi um ano desafiador para a indústria mundial de carnes. Apesar de uma crescente demanda por alimentos impulsionada pela contínua expansão da renda em

Leia mais

Acompanhamento da Safra 2012/13 no MS

Acompanhamento da Safra 2012/13 no MS Acompanhamento da Safra 2012/13 no MS Circular Técnico nº 20 No acompanhamento da cultura do milho 2ª safra de Mato Grosso do Sul foram visitadas 52 propriedades entre os dias 22 e 25 de abril de 2013

Leia mais

Informativo Capal Edição especial Expoleite 21/08/15

Informativo Capal Edição especial Expoleite 21/08/15 Informativo Capal Edição especial Expoleite 21/08/15 43 Expoleite recebe cerca de seis mil visitantes e reforça sua tradição Com a visita de mais de 6 mil pessoas, a 43 edição da Expoleite Arapoti, realizada

Leia mais

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO

CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO CRESCIMENTO DO AGRONEGÓCIO SEGUE FIRME NO ANO O Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro estimado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio

Índice de Confiança do Agronegócio Índice de Confiança do Agronegócio Terceiro Trimestre 2014 Principais Resultados:» Índice de Confiança do Agronegócio» Índice da Indústria (antes e depois da porteira)» Índice do Produtor Agropecuário

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas sábado, 14 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 139,00 0,00 0,00-0,70 SET13 115,55 115,70 115,70-0,70

Leia mais

Commodities Agrícolas

Commodities Agrícolas Commodities Agrícolas sexta-feira, 13 de setembro de 2013 CAFÉ CAFÉ Bolsas Venc Ajuste Máx BM&F Mín Variação Venc Ajuste ICE FUTURES Máx Mín Variação SET13 139,70 0,00 0,00-0,55 SET13 116,25 116,10 115,75-0,20

Leia mais

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO

RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO PANORAMA. A informação é nossa, a decisão é sua! GR. Boi Gordo Mercado Físico RS Período Gráfico DIÁRIO PANORAMA RELATÓRIO DE COMMODITIES BOI GORDO SEMANA DE 10 A 14 DE AGOSTO de 2009 Semana de nova estabilidade no preço do Boi Gordo no mercado físico do Rio Grande do Sul, fechando a semana em R$ 5,28/kg

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção

Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Alta do dólar reforça aumento dos custos de produção Por Prof. Dr. Sergio De Zen e Graziela Correr; Equipe Pecuária de Corte Se, de um lado, a forte alta do dólar frente ao Real tem contribuído para elevar

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.650 Parceiros Rurais. Edição nº 25 - Fevereiro de 2016. Nesta Edição. Página 2.

Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.650 Parceiros Rurais. Edição nº 25 - Fevereiro de 2016. Nesta Edição. Página 2. I N F O R M A T I V O Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.650 Parceiros Rurais. Edição nº 25 - Fevereiro de 2016. Nesta Edição Agricultura O exemplo de nossos vizinhos... Página 2

Leia mais

TRIGO Período de 12 a 16/10/2015

TRIGO Período de 12 a 16/10/2015 TRIGO Período de 2 a 6/0/205 Tabela I - PREÇO PAGO AO PRODUTOR (em R$/60 kg) Centro de Produção Unid. 2 meses Períodos anteriores mês (*) semana Preço Atual PR 60 kg 29,5 34,0 35,42 35,94 Semana Atual

Leia mais

04 de maio de 2012 Edição nº. 469

04 de maio de 2012 Edição nº. 469 O relatório Boi na Linha, da Scot Consultoria, na edição dessa sexta feira resumiu bem o status quo do mercado pecuário nesse início de maio A seca que vem afetando as pastagens há algum tempo somado a

Leia mais

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra

Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra Ano 8 Edição 15 - Setembro de 2015 Alta do dólar eleva preços, atrasa aquisições de insumos e reduz poder de compra A forte valorização do dólar frente ao Real no decorrer deste ano apenas no período de

Leia mais

Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10

Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10 Renda agropecuária dos Estados Unidos deve cair 13,8% em 2014, di... Página 1 de 10 RuralBR Agricultura Pecuária Canal Rural Tempo Cotação Blogs Especiais Últimas Notícias C2Rural Lance Rural Agricultura

Leia mais

O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O SETOR DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 E OS CENÁRIOS DE LONGO PRAZO Carlos Cogo Agosto/2012 LA NIÑA PROVOCA FORTES QUEBRAS EM SAFRAS DE GRÃOS O

Leia mais

Edição 40 (Março/2014)

Edição 40 (Março/2014) Edição 40 (Março/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação oficial acelera por alimentos e transportes (Fonte: Terra) O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) avançou 0,73% em março

Leia mais

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio

2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Edição 08 - Janeiro de 2015 2014: Um ano de vitórias para o agronegócio Esta edição do Boletim do Agronegócio Internacional dedica atenção especial à análise do comércio exterior do setor em 2014. A agricultura

Leia mais

REGIONAL CENTRO-OESTE

REGIONAL CENTRO-OESTE REGIONAL CENTRO-OESTE SOJA DESPONTA NO CENTRO-OESTE, REDUZINDO ÁREAS DE MILHO VERÃO E ALGODÃO A produção de soja despontou no Centro-Oeste brasileiro nesta safra verão 2012/13, ocupando áreas antes destinadas

Leia mais

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Produção mundial deve recuar em 2007/08 Segundo o relatório de oferta e demanda divulgado pelo Usda em setembro

Leia mais

Contratos Derivativos. Futuro de Soja Brasil

Contratos Derivativos. Futuro de Soja Brasil Contratos Derivativos Futuro de Soja Brasil Futuro de Soja Brasil Proteja o seu preço e administre os riscos da produção O produto A produção de soja atende a uma cadeia de diversos produtos acabados derivados

Leia mais

Agronegócio Internacional

Agronegócio Internacional Boletim do Agronegócio Internacional Agronegócio Internacional Recordistas de vendas no valor total exportado pelo Brasil jan-jul 2014/2013 Edição 03 - Agosto de 2014 O agronegócio representou 44% das

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.625 Parceiros Rurais. Edição nº 20 - Setembro de 2015. Nesta Edição. Página 2.

Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.625 Parceiros Rurais. Edição nº 20 - Setembro de 2015. Nesta Edição. Página 2. I N F O R M A T I V O Este Informativo é uma publicação mensal, enviado para 21.625 Parceiros Rurais. Edição nº 20 - Setembro de 2015. Nesta Edição Agricultura Página 2 O Dragão está em xeque? Prezados

Leia mais

Nº13. www.castrolanda.coop.br/circular. Nº 13 Publicação Semanal da Cooperativa Castrolanda I Março, 29-2012. Políticas de Crédito Cotações

Nº13. www.castrolanda.coop.br/circular. Nº 13 Publicação Semanal da Cooperativa Castrolanda I Março, 29-2012. Políticas de Crédito Cotações www.castrolanda.coop.br/circular Nº13 Nº 13 Publicação Semanal da Cooperativa Castrolanda I Março, 29-2012 Previdência Privada Novilhas UPN Grupo de Estudos - suinocultores Políticas de Crédito Cotações

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL JUNHO

CONJUNTURA MENSAL JUNHO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL JUNHO ANO 1 Nº2 O preço mundial da commodity apresenta movimento de alta em nível mundial, impulsionado principalmente pelas condições climáticas adversas nos Estados

Leia mais

A crise atual da agricultura brasileira e da gaúcha* Este texto faz uma análise da evolução recente da agricultura brasileira e da gaúcha, baseada

A crise atual da agricultura brasileira e da gaúcha* Este texto faz uma análise da evolução recente da agricultura brasileira e da gaúcha, baseada Análise setorial Agropecuária A crise atual da agricultura brasileira e da gaúcha* Vivian Fürstenau** Economista da FEE Introdução Este texto faz uma análise da evolução recente da agricultura brasileira

Leia mais

Ano V - Edição 34 Agosto 2014

Ano V - Edição 34 Agosto 2014 da pecuária de leite Ano V - Edição 34 Agosto 2014 PODER DE COMPRA AUMENTA NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014 Por Pedro de Lima, equipe Gado de Leite Cepea O poder de compra do pecuarista de leite esteve maior,

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Edição 44 (Abril/2014)

Edição 44 (Abril/2014) Edição 44 (Abril/2014) Cenário Econômico: Prévia da inflação tem maior alta desde janeiro de 2013 O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial,

Leia mais

O MERCADO DE TRIGO. O balanço mundial de trigo, ao longo das safras analisadas, é visualizado na

O MERCADO DE TRIGO. O balanço mundial de trigo, ao longo das safras analisadas, é visualizado na O MERCADO DE TRIGO 1. INTRODUÇÃO O Brasil é o maior importador mundial de trigo e a sua dependência se torna acentuada à medida que os estoques públicos e privados se reduzem. A safra 2007/08 apresenta-se

Leia mais

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com. Agronegócio Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.br GRÃOS Produção (milhões de T. USDA - Fevereiro de 2014; Projeções

Leia mais

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014

RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 1 Senhores Associados: RELATÓRIO DA GESTÃO 2014 Temos a satisfação de apresentar o Relatório da Gestão e as Demonstrações Contábeis da CREDICOAMO Crédito Rural Cooperativa, relativas às atividades desenvolvidas

Leia mais

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010

O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE divulgou a pouco o primeiro prognóstico para a safra de 2011: www.ibge.gov.br Em 2011, IBGE prevê safra de grãos 2,8% menor que a de 2010 O IBGE realizou, em outubro, o primeiro prognóstico para

Leia mais

CLIPPING 06/02/2014 Acesse: www.cncafe.com.br

CLIPPING 06/02/2014 Acesse: www.cncafe.com.br CLIPPING Acesse: www.cncafe.com.br Após altas, produtor não deve exercer opção de venda de café Valor Econômico Tarso Veloso e Carine Ferreira Após a sequência de altas do café arábica na bolsa de Nova

Leia mais

O SULCO COMO O BRASIL VAI INVESTIR NO ARMAZENAMENTO DE SUA SUPERSAFRA. PRIMAVERA 2013. JohnDeere.com.br

O SULCO COMO O BRASIL VAI INVESTIR NO ARMAZENAMENTO DE SUA SUPERSAFRA. PRIMAVERA 2013. JohnDeere.com.br 10 - Precisão na pecuária 14 - Trigo com tecnologia 18 - Turistas no pomar 10 14 18 PRIMAVERA 2013 O SULCO JohnDeere.com.br COMO O BRASIL VAI INVESTIR NO ARMAZENAMENTO DE SUA SUPERSAFRA. capa 1 2 RICARDO

Leia mais

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo

O que esperar do mercado de leite no Brasil e no mundo O que esperar Desenvolver do do mercado de de leite no no e fortalecer Brasil e o e no agronegócio no mundo O que esperar do mercado de leite no Rafael Ribeiro de Lima Filho zootecnista Scot Consultoria

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

Tendências para o mercado de ovos e outras commodities Lygia Pimentel é médica veterinária e consultora pela Agrifatto

Tendências para o mercado de ovos e outras commodities Lygia Pimentel é médica veterinária e consultora pela Agrifatto Tendências para o mercado de ovos e outras commodities Lygia Pimentel é médica veterinária e consultora pela Agrifatto Para analisar qualquer mercado é importante entender primeiramente o contexto no qual

Leia mais

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM

POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Diretoria de Política Agrícola e Informações - Dipai Superintendencia de Gestão da Oferta - Sugof POLÍTICA de GARANTIA de PREÇOS MÍNIMOS - PGPM Por: Carlos Eduardo Tavares Maio de 2012 RAZÃO DA POLÍTICA

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS POLITICA de GARANTIA de PREÇOS MINIMOS 04 de maio de 2009 RAZÃO DA POLÍTICA AGRÍCOLA CARACTERÍSTICA DA PRODUÇÃO Concentrada no tempo Consumo ao longo do ano Perecibilidade Baixo valor agregado Alta dispersão

Leia mais

MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO

MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO MERCADO DE TRIGO CONJUNTURA E CENÁRIO NO BRASIL E NO MUNDO Paulo Magno Rabelo (1) A análise de desempenho da produção de trigo no mundo desperta apreensões fundamentadas quanto aos indicadores de área

Leia mais

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura

Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura Desempenho Recente e Perspectivas para a Agricultura A safra de grãos do país totalizou 133,8 milhões de toneladas em 2009, de acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de dezembro,

Leia mais

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia

6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia 6 A cadeia de suprimentos da soja no Mato Grosso sob o ponto de vista dos atores da cadeia Complementando o que foi exposto sobre a gerência da cadeia de suprimentos analisada no Capítulo 3, através de

Leia mais

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos

Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Subsídios para uma nova política agropecuária com gestão de riscos Evandro Gonçalves Brito Diretoria de Agronegócios / Banco do Brasil Uberlândia (MG), 18 de novembro de 2010. Desafios Globais Os dez maiores

Leia mais

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus

ANGUS: Fábio Schuler Medeiros. Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus ANGUS: Rentabilidade e mercado Fábio Schuler Medeiros Médico Veterinário, D. Sc Gerente Nacional do Programa Carne Angus Certificada Associação Brasileira de Angus Nossos Questionamentos... Como está a

Leia mais

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de

redução dos preços internacionais de algumas commodities agrícolas; aumento dos custos de Desempenho da Agroindústria No fechamento do primeiro semestre de 2005, a agroindústria registrou crescimento de 0,3%, taxa bastante inferior à assinalada pela média da indústria brasileira (5,0%) no mesmo

Leia mais