VacClad-W VacClad-W. Conjuntos de Manobra e Controle de Média Tensão Medium Voltage Switchgear and Controlgear

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VacClad-W VacClad-W. Conjuntos de Manobra e Controle de Média Tensão Medium Voltage Switchgear and Controlgear"

Transcrição

1 VacClad-W VacClad-W Cojutos de Maobra e Cotrole de Média Tesão Medium Voltage Switchgear ad Cotrolgear Soluções flexíveis, cofiáveis e seguras a partir de coceitos testados e padroizados. Safe, reliable ad flexible solutios based o a stadard ad tested desig.

2 Grupo Elétrico da Eato Operações a América Latia: O Grupo Elétrico da Eato é líder mudial em cotrole e distribuição de eergia elétrica, sistemas de eergia iiterrupta, produtos e serviços para automação idustrial. A Eato forece soluções especificas para os clietes de diferetes segmetos: idustrial, govero, cocessioárias de eergia, comercial, residecial, IT e mercado OEM. As soluções em PowerChai Maagemet da Eato ajudam as empresas a coseguirem vatages competitivas através do gereciameto pró-ativo do sistema de eergia durate todo seu ciclo de vida. Salas Elétricas Eletroceter Trasformador Média Tesão Medium Voltage Trasformer Cetro de Cotrole de M Motor Ceter Cotrol Lo Motores Elétricos Electric Motor Chave de Trasferê e Paralelismo Parallelig Switchg Ger Ge Estas soluções, icluido equipametos para distribuição, geração e qualidade de eergia, serviços completos de egeharia e os sistemas de gestão da iformação, são cocebidos e fabricados para trabalhar em cojuto para produzir maior cofiabilidade, maior seguraça, uso efetivo do capital, eficiêcia do custo operacioal e redução de riscos. Este é o maior beefício do Gereciameto da sua Cadeia de Eergia (PowerChai Maagemet ) O portfolio de soluções Eato iclui: Produtos Equipametos para Distribuição de Eergia Equipametos para Cotrole de Eergia Equipametos para Qualidade de Eergia Trasformador Média Tesão Medium Voltage Trasformer Moitoração Moitorig Re Chaves Está Static Sw UPS Modular Modular UPS PDU Power Distributio Uit Serviços Auditorias em PowerChai Comissioameto e Startup de equipametos Implemetação de projetos Turkey Serviços de campo, mauteção e peças sobressaletes Gereciameto da Iformação Medidores Gateways Software Gerador Geerator Chave de Trasferêcia e Paralelismo Parallelig Switchgear Cojuto de Maobra Média Tesão Medium Voltage Switchgear Trasformador Baixa Tesão Low Voltage Trasformer Cojuto de Maobra Baixa Tesão Low Voltage Switchgear B B Sistemas DC Netw Nossa fábrica local e a equipe de Egeharia e Elétricos matém o ível de qualidade e agilida Local Eato facilities ad egieerig services support service level agreemets ad disaster Electrical Group - PCSO - Divisão América Latia Electrical Group - PCSO - Lati America Divisio Mexico Plat Costa Rica Plat Puerto Rico Plat Veezuela ACE Aftermarket Ceter of Excellece Brazil Plat Rio de Jaeiro Br War EATON CORPORATION VacClad - W

3 Eato s Electrical Group Operatios i Lati America: Motores Baixa Tesão ow Voltage Eato s Electrical Group is a global leader i electrical cotrol, power distributio, uiterruptible power supply ad idustrial automatio products ad services. Eato ca provide customer-drive solutios i differet segmets: idustrial, govermet, utility, commercial, residetial, IT ad OEM market. Cojuto de Maobra Média Tesão Medium Voltage Switchgear Trasformador Baixa Tesão Low Voltage Trasformer êcia gear Paiel de Cotrole e Automação Low Voltage Switchgear rador erator Gerador Auxiliar Roll-up Geerator RPP emote Power Pael áticas RemoteRPP Power Pael witch Servidores Severs Eato s portfolio of solutios icludes: Products Distributio equipmet Power Quality equipmet Cotrol equipmet o Baterias Batteries IFS Wirig Closet UPS UPS Auto-Tie Static Auto-Tie UPS UPS s de Eergia CC work Power The PowerChai philosophy adopted by Eato helps eterprise achieve competitive advatage through proactive maagemet of power systems as a strategic, itegrated asset throughout its lifecycle. With Eato s distributio, geeratio ad power quality equipmet: full scale egieerig services; ad iformatio maagemet systems, the power system is positioed to deliver powerful results; greater reliability, operatig cost efficiecies, effective use of capital, ehaced safety, ad risk mitigatio. That s the great value of PowerChai Maagemet. Services PowerChai Audits Equipmet startup ad commissioig Turkey project implemetatio Maiteace, field service ad parts Iformatio Maagemet Meters Gateways Software e Serviços em Sistemas ade o atedimeto. s help r recovery. razil - São Paulo re House & Logistic Ceter EATON CORPORATION VacClad - W 3

4 VacClad-W Cojutos de Maobra e Cotrole de MT Desevolvidos a partir das famílias ANSI C37 e IEC 671 VacClad-W MV Switchgear & Cotrolgear Assembly Desig per ANSI C37 ad IEC 671 families A família VacClad-W da Eato para Cojutos de Maobra e Cotrole de MT permite o cotrole e proteção cetralizados de equipametos e circuitos de distribuição e coversão de eergia elétrica em média tesão de istalações idustriais, comerciais e de utilidades que evolvam motores, geradores, alimetadores e lihas de trasmissão e distribuição. A família VacClad-W foi desevolvida e esaiada coforme as seguites ormas técicas: ANSI C NEMA SG-. IEC IEC NBR IEC CSA C. No. 31-M89. EEMAC G8-3.. O projeto e a costrução dos produtos VacClad-W represetam o resultado de aos de pesquisas cotiuas e melhorias sistemáticas com base em desevolvimetos cotíuos e o uso das melhores práticas adotadas em todo o mudo. O uso de dois compartimetos de maobra por colua ( -high ) é padroizado até 7kV. Os arrajos com a utilização de um úico compartimeto de maobra por colua ( 1-high ) podem ser forecidos quado for ecessário. Eato s VacClad-W Family for Medium-voltage Switchgear ad Cotrolgear applicatios provides cetralized cotrol ad protectio of medium voltage power equipmets i circuits i idustrial, commercial ad utility istallatios ivolvig geerators, motors, feeder circuits ad trasmissio ad distributio lies. VacClad-W products were developed ad tested by the followig stadards: ANSI C NEMA SG-. IEC IEC NBR IEC CSA C. No. 31-M89. EEMAC G8-3.. The desig ad costructio of VacClad-W products represet the result of years of cotiuous research ad improvemet based upo the cotiuous developmets ad use of best practices cocepts adopted aroud the world. Two-high power compartmets are stadard up to 7 kv. Oe-high arragemets ca be furished whe required. VacClad-W Cojuto de Maobra e Cotrole Switchgear ad Cotrolgear 4 EATON CORPORATION VacClad - W

5 As características pricipais são: Tesões omiais (baseado a prática IEC para freqüêcia de 60 Hz): 4.76 kv 8. kv 1.0 kv 7.0 kv.0 kv The mai features are: Rated Voltages (based o IEC s 60 Hz practice): 4.76 kv 8. kv 1.0 kv 7.0 kv.0 kv Corretes omiais de curto-circuito e de curta-duração (1 / 3s): 4.76 kv: - ka -.0 ka -.0 ka 8. kv: - ka 1.0 kv: ka - ka -.0 ka ka -.0 ka Corretes omiais de regime para os circuitos de etrada e saídas: 0 A (somete para o cotator a vácuo, SL-D) 10 A, A, 310 A (disjutores a vácuo para e 1 kv) 00 A com vetilação forçada (disjutores a vácuo para e 1 kv) 10 A, A (disjutores a vácuo para 7 kv) 0 A, 10 A, 1600 A, A, 00 A (disjutores a vácuo para kv) A com vetilação forçada (disjutores a vácuo para kv) Corretes omiais de regime para o barrameto pricipal: 10 A, A, 310 A, 00 A (estruturas de e 1 kv) 10 A, A (estruturas de 7 kv) 0 A, 10 A, 1600 A, A, 00 A, A (estruturas de kv) Ivólucro metálico, guilhotias metálicas e barreiras metálicas etre seções verticais e etradas e saídas (filosofias metal-clad, pela ANSI, e LSCB-PM, pela IEC). O CCM de MT com os cotatores à vácuo SL-D é classificado pela IEC como LSCB-PI. Uidades extraíveis e fixas. Guilhotias metálicas para as uidades de maobra extraíveis com disjutores à vácuo VCP-W. Guilhotias isolates para as uidades de maobra extraíveis com cotatores à vácuo SL-D. Dois compartimetos de potêcia por colua vertical ( -high ) para CCM de kv e CDC de a 7 kv. Estruturas resistetes aos efeitos de um arco itero ou do tipo Metal-Clad Stadard (ão-resistete). Classificação para Arco Itero (até 0 ka eficazes / 0. segudos) : Tipo pela ANSI C IAC B FLR, pela IEC Projetos para Partidas Suaves ( Soft-starters ) e Variadores de Velocidade ( AFD ) até 7, kv com uidades Ampgard (usado colua especial de trasição projeto com estruturas ão resistetes a arco itero). Acessórios tipo MOC (cotatos atuados pelo mecaismo do disjutor) e TOC (cotatos atuados pelo carro do disjutor) para as celas com disjutores (aumetado a dispoibilidade de cotatos auxiliares e a idicação de posição do disjutor a cela). Quatro posições defiidas para as uidades extraíveis: iserida, teste, extraída e removida. Possibilidade de aterrameto de potos de coexão dos elemetos de maobra de potêcia, através do uso de chaves de aterrametos (com itertravametos) ou por elemetos removíveis com Dispositivo de Teste e Aterrameto. Tomada de cotrole automática para os disjutores extraíveis. Perfil de içameto para cada uidade de trasporte. Etrada de cabos: superior ou iferior. Short-circuit Iterruptig ad Short-time (1 / 3s) Currets: 4.76 kv: - ka -.0 ka -.0 ka 8. kv: - ka 1.0 kv: ka - ka -.0 ka ka -.0 ka Cotiuous Curret Icomig ad Outgoig Circuits: 0 A (oly value for SL-D vacuum cotactors) 10 A, A, 310 A ( ad 1 kv desigs) 00 A Forced cooled ( ad 1 kv desigs) 10 A, A (7 kv desigs) 0 A, 10 A, 1600 A, A, 00 A ( kv desigs) A Forced cooled ( kv desigs) Cotiuous Curret Mai busbar: 10 A, A, 310 A, 00 A ( ad 1 kv desigs) 10 A, A (7 kv desigs) 0 A, 10 A, 1600 A, A, 00 A, A ( kv desigs) Metallic eclosure, metallic shutters ad metallic barriers betwee vertical sectios ad icomig / outgoig uits (ANSI metal-clad desigig IEC LSCB-PM). The MV MCC with SL-D vacuum cotactors is LSCB-PI. Draw-out ad fixed uits. Metallic shutters for circuit-breaker draw-out uits (VCP-W Vacuum Circuitbreakers) Isolatig shutters for cotactor draw-out uits (SL-D Vacuum Cotactors). Two-high desig for vertical colum of kv Switchgear ad Cotrolgear ad 1 ad 7 kv Switchgear. Arc ad No-arc resistat desigs. Arc resistat classificatio (up to 0 ka rms / 0. secods) : Type per ANSI C IAC B FLR per IEC Soft-starters ad AFD Ampgard uits for 7, kv desig (usig special trasitio colum o-arc resistat desig). MOC (Mechaism Operated Cell Cotacts) ad TOC (Truck Operated Cell Cotacts) for circuit-breaker cells (icreasig of available auxiliary cotacts ad positio idicatio). Four-defied positios for draw-out uits: coected, test, discoected ad removed. Groudig possibility by icorporated Earthig Switch (with iterlocks) or removable Groud ad Test Device. Automatic cotrol plug for withdrawable circuit-breakers. Liftig agles for each trasport uit. Cables coectio: top or bottom. EATON CORPORATION VacClad - W

6 Características Elétricas Básicas dos Modelos de e 1 kv: Tesão Nomial: 4,76 / 8, / 1,0 / 17, kv eficazes. Tesão Suportável Nomial de Impulso atmosférico: 60 / kv (valor de crista). Tesão Suportável Nomial à Freqüêcia Idustrial: 0 / kv (valor eficaz). Tesões de Operações (exemplos): 4,16 / 7, / 13,8 kv eficazes. Freqüêcia Nomial: 0 / 60 Hz. Correte Nomial de Regime Cotíuo: Barrameto Horizotal (Pricipal): 10 / / 310 / 00 A. Barrameto Vertical (Distribuição): - 0 A para uidades com cotator (SL-D VC) / / 310 A para uidades com disjutor CDC Correte Suportável Nomial de Curta Duração valores eficazes simétricos: 3.0 /.0 / 0.0 /.0 ka. Valor de Crista da Correte Suportável Nomial: 6.0 / 97.0 / / ka. Duração Nomial de Curto-circuito (tato para os circuitos pricipais e de aterrameto): 1.0 / 3.0 segudos. Graus de Proteção: IP0 / IP31 / IP41 / IP4. Basic Electric Characteristics of ad 1 kv Desigs: Rated Voltage: 4.76 / 8. / 1.0 / 17. kv rms. Rated Lightig Impulse Withstad Voltage (BIL): 60 / kv (crest value). Rated Power Frequecy Withstad Voltage ( ): 0 / kv (crest value). Operatioal Voltage (referece values): 4.16 / 7. / 13.8 kv rms. Rated Frequecy: 0 / 60 Hz. Rated Normal Curret: Horizotal (Mai) Busbar: 10 / / 310 / 00 A. Vertical (Distributio) Busbar: - 0 A for MCC (SL-D VC) / / 310 A for SWGR Rated Short-time withstad curret symmetrical RMS values: 3.0 /.0 / 0.0 /.0 ka. Rated Peak Withstad Curret (crest values): 6.0 / 97.0 / / ka. Rated Duratio of Short-circuit (for mai ad earthig circuits): 1.0 / 3.0 secods. Degree of Protectio: IP0 / IP31 / IP41 / IP4. 6 EATON CORPORATION VacClad - W

7 O Grupo Elétrico da Eato vem fabricado cojutos de maobra e cotrole de média tesão há mais de 60 aos além de disjutores à vácuo há mais de 30 aos. Dezeas de milhares de disjutores à vácuo da Eato estão em uso uma eorme variedade de aplicações e tem defiido as referêcias e os padrões de desempeho por aos. Eato s electrical busiess has bee maufacturig metal-clad switchgear for over 60 years, ad vacuum circuit breakers for over 30 years. Tes of thousads of Eato vacuum circuitbreakers, used i a wide variety of applicatios, have bee settig idustry performace stadards for years. Tedo a cofiabilidade como meta fudametal, os egeheiros da Eato simplificaram o projeto VacClad-W a fim de miimizar problemas e obter um desempeho livre de problemas. Ateção especial foi dedicada a qualidade dos materiais e a filosofia de seguraça humaa e patrimoial. With reliability as fudametal goal, Eato egieers have simplified the VacClad-W desig to miimize problems ad gai trouble-free performace. Special attetio was give to material quality ad safety philosophy. Os Cojutos de Maobra e Cotrole VacClad-W da Eato represetam tecologias testadas e garatidas para: Seguraça de operação. Seguraça dos operadores. Máxima Cofiabilidade. Flexibilidade. Facilidade de Operação. The VacClad-W Switchgears ad Cotrolgears tried ad tested techology from Eato: Safe i operatio. Safe for operators. Extremely reliable. Flexible. Easy to operate A família VacClad-W da Eato é um sistema uiversal de cojutos de maobra e cotrole de média tesão. Adequado para aplicações como cetro de cotrole de motores em processos idustriais e em subestações primárias (estações pricipais de distribuição). Costruído de acordo com os coceitos Metal-clad pela ANSI (LSC-B / PM pela IEC) e equipado com disjutores e cotatores a vácuo. Eato s VacClad-W Family is a medium-voltage uiversal Switchgear ad Cotrolgear system. It is suitable for applicatio as motor cotrol cetre i process idustry ad i primary substatios (mai distributio statios). They are built accordig to ANSI s metal-clad cocepts (IEC LSC-B / PM) ad equipped with vacuum circuit-breakers or cotactors. EATON CORPORATION VacClad - W 7

8 Subestações Primárias Primary substatios Os disjutores a vácuo (), tipo VCP-W, são empregados como alimetadores de etradas e saídas em subestações primárias (estações pricipais de distribuição). Os disjutores a vácuo são motados em estruturas removíveis para um fácil seccioameto e isolação das partes fixas (coceito extraível). Os elemetos extraíveis correm detro dos cojutos de maobra e cotrole sobre trilhos e roletes metálicos. Após a remoção do disjutor de sua respectiva cela, através do uso do dispositivo de içameto, é fácil mover o equipameto sobre suas rodas. Por seguraça, o disjutor, tato a posição teste quato iserida e, também, durate a sua movimetação, fica aterrado, automaticamete, através de cotatos de pressão por molas e uma barra de cobre prateada a base da cela. O disjutor é movimetado tato para a posição iserida quato de volta para a extraída através do uso de uma maivela removível. Vacuum circuit-breakers ( s), type VCP-W, are used as icomig ad outgoig feeders i primary substatios (mai distributio statios). The s are mouted o a truck for easy isolatio from the fixed parts (draw-out cocept). The truck rus iside the gear o metal guides ad rollers. After the removal of the uit from the gear by the use of a liftig device, it is easy to move o its wheels. I both the test ad iserted positios, ad durig the rackig i ad out processes, the truck is automatically earthed via a earthig sprig-charged cotacts ad a silver-platted copper bar i the base of the cell. The truck is drive ito the service positio ad back by a exterally operated by a leverig crak. Cetro de Cotrole de Motores (CCM) Motor cotrol ceters (MCC) Medidores PowerXpert PowerXpert Meters Os cojutos de cotrole podem ser usados em aplicações idustriais, com motores e trasformadores sedo maobrados e protegidos por cotatores a vácuo (VC). Os cotatores tipo SL-D com fusíveis limitadores de correte (CLF) em série podem ser forecidos a cofiguração de duas uidades por colua ( -high ). Assim, o sistema VacClad-W pode ser forecido com cotatores a vácuo para maobra e cotrole de motores, trasformadores e bacos de capacitores. Cada uidade é motada em uma estrutura removível com fusíveis e trasformador de cotrole, se desejado. As uidades podem ser agrupadas em arrajos aleatórios juto às celas de disjutores ou outros compartimetos (TP, trasformador auxiliar, etc.). Supressores de surto podem, também, serem motados os compartimetos de cabos. As uidades são equipadas com os elemetos mais moderos de proteção e cotrole (por exemplo, relé MP-00 sistema itegrado de proteção e moitoração de motores) com a operação, proteção e comuicação baseadas em tecologia de microprocessadores. Relés de Proteção de Motores MP- e MP-00 MP- & MP-00 Motor Protectio Relays Cotrolgear ca be used i idustrial applicatios, with motors ad trasformers beig switched ad protected by vacuum cotactors (VC s). Type SL-D cotactors with curret limitig fuses (CLF) i series ca be provided i a two-high cofiguratio. So, for motor starters, trasformers ad capacitor baks, the VacClad-W ca be provided with vacuum cotactor uits. Each uit is mouted o its ow truck with fuses ad cotrol trasformer, if required. They ca be assembled i radom cofiguratios with feeder ad other compartmets (VT s, CPT s, etc.). Surge arresters ca also be mouted at the cable compartmet. The cotactor uits are also equipped with the state-of-the-art cotrol ad protectio equipmet (e.g. MP-00 relay a itegrated moitor ad protectio system for motors) with operatio, protectio ad commuicatio equipmet based o microprocessor techology 8 EATON CORPORATION VacClad - W

9 Automação Automatio O VacClad-W pode se equipado com os mais moderos relés de proteção, medidores e sistema de automação para iterligação com sistemas supervisórios (SCADA) ou de cotrole (DCS Distributed Cotrol Systems ). Diferetes tipos de sistemas de comuicação poderm ser utilizados (PowerXpert, PoweNet, Modbus RTU, Modbus TCP, DeviceNet, Profibus, etc.). O cojuto pode, também, ser forecido com base os requisitos da orma IEC6180. The VacClad-W ca be equipped with state of the art protectio relays ad automatio for likup to SCADA or Distributed Cotrol Systems. Differet types of commuicatio systems ca be used (e.g. PowerXpert, PoweNet, Modbus RTU, Modbus TCP, DeviceNet, Profibus, etc.).the system ca, also, be supplied with basis o the IEC6180 requiremets. Chaves de Aterrameto Earthig switch Apesar do projeto básico do VacClad-W ser baseado o uso de dispositivos dedicados a teste e aterrameto ( Groudig ad Testig Device ), motados em estruturas dedicadas e extraíveis, permitido o aumeto da seguraça; uma chave de aterrameto com capacidade de fechameto em curto-circuito podem ser motada em cada compartimeto de saída de disjutor ou cotator. Para aplicações ode ão existe possibilidade de fechameto em codições de curto-circuito, existe, também, uma versão dedicada para as celas com cotatores, que é adaptada para a descarga das capacitâcias de cabos e motores. Although the basic desig of this family was established o the use of Groudig ad Testig Device (removable equipmet for safety icreasig), a fault-make earthig switch for cable groudig ca be mouted i each compartmet with circuit-breaker or cotactor. For coditios where there is o chace for closig o short-circuit cofiguratios, there is a reduced capacity (motor / cable capacitaces dischargig) versio for cotactor cells oly. Soluções Itegradas Itegrated Solutio Caso o usuário ecessite de uma solução itegrada em um sala elétrica, a Eato pode forecer cojutos VacClad-W detro de um Eletroceter (sala pré-fabricada e itegrada mecâica e eletricamete). A vatagem esta aplicação é que a motagem e outras atividades em campo ficam restritas ao míimo ecessário. Em tais casos, toda a motagem itera é feita e ispecioada as próprias istalações da fábrica da Eato. O Eletroceter forece ótimas codições de acomodação dos equipametos. Quado solicitado, o cojuto pré-fabricado pode ser forecido com sistemas de ilumiação, ar codicioado, combate de icêdio e/ou sala de cotrole separada. If the customer eeds a itegrated solutio i electrical room, Eato ca supply the VacClad-W lie-up iside a Electroceter (pre-fabricated electrical a mechaically itegrated room). The advatage here is that assembly ad other work o site is restricted to a miimum. I such cases, the etire istallatio is assembled ad ispected i the Eato s Assemblies Plat. The Electroceter provides good housig coditios for the istallatio. O request, the cotaier ca be provided with lightig, air coditioig, ad/or a separate cotrol room. EATON CORPORATION VacClad - W 9

10 ABB ABB ABB ABB ABB ABB ABB ABB Arrajos Típicos para cojutos AR (IAC) com duto coletor de gases: Examples of Typical Arragemets for AR switchgear with gas duct: Vista Frotal Frot View Vista Lateral em corte Side View Travessa de Içameto Ver Nota Ver Nota (U.T.) (U.T.) (x) Cu#6"x3/8" Tampa para Despressurização (1x) Cu#4"x1/4" (1x) Cu#4"x1/4" 10.4 Ver Detalhe "Y" Tampa Aparafusada 80.6 (U.T.) Duto de Passagem de Cabos do Comp. Superior 89T xi TC1//3 IED STC 1.1 IED9 STC H3 H1 CS BT1 DE H4 H6 H3 H4 H6 H H H1 H H 86. CS 86.9 BT BT1 BT TC4 R S T 10A.S 413 H6 H 86.7 H3 H1 H4 H CS 1.3 H6 H H3 H1 H4 H CS DE TC1//3 IED7 STC7 IED11 STC11 BT1 BT BT1 BT 817 TC4 RA 10A 89T.I Cubículo 1 Cubículo Ver Detalhe "Y" (1x) Cu# "x1/4" Barra Terra (1x) Cu#4"x1/4" Vide Detalhes "E"(18.4), "F"(19.1) e "G"(19.4) Arrajo com duas uidades por colua Two-high Arragemet Disjutores com chaves de aterrameto Circuit-breakers with earthig-switches Diagrama Uifilar Simplificado: Simplified Oe-lie Diagram: 10 EATON CORPORATION VacClad - W

11 Arrajos dispoíveis das coluas dos cojutos de maobra e cotrole: Available Arragemets for Switchgear ad Cotrolgear Colums: 0 VC 10 A 0 A VC Drawout Auxiliary 310 A (00 A - FC) 0 A VC 0 A VC 10 A A Vetilatio Area ad Drawout Auxiliary 10 A 10 A A Drawout Auxiliary 10 A 0 A VC A 10 A Drawout Auxiliary 10 A Drawout Auxiliary Cotrol Compartmet 0 A Drawout Auxiliary Drawout Auxiliary 10 A 310 A A Notas: 1. Este arrajo aida ão está dispoível para aplicações resistetes a arco itero (IAC).. Os projetos resistetes a arco itero podem ser forecidos com ou sem câmara coletora e duto exaustor de gases (cotatar a Eato para verificar as possibilidades). 3. Dimesões Básicas: a / 8. / 17. kv: i. Largura: mm ii. Altura: mm iii. Profudidade: mm b. 7.0 kv: i. Largura: mm ii. Altura: mm iii. Profudidade: mm (1-high) c..0 kv: i. Largura: mm ii. Altura:.0 mm iii. Profudidade: mm Notes: 1. This arragemet is ot available for Arc-resistat applicatios.. Arc resistat desigs ca be used with or without exhaustig-gas collectig chamber /dischargig gas-duct (cotact Eato to idetify the possibilities). 3. Basic Dimesios: a / 8. / 17. kv: i. Width: mm ii. Height: mm iii. Depth: mm b. 7.0 kv: i. Width: mm ii. Height: mm iii. Depth: mm (1-high) c..0 kv: i. Width: mm ii. Height:.0 mm iii. Depth: mm EATON CORPORATION VacClad - W 11

12 Coceito de duas uidades por colua ( -high ) vistas gerais: Two-high cocept geeral views: Cabos de força Power Cables Compartimeto do Barrameto Busbar Sectio Duto de cabos Cable Duct Cotrole Cotrol Compartimetos para disjutores e auxiliares Circuit-breaker ad auxiliary cells Compartimeto dos cabos de força Cables Compartmets Colua típica com dois disjutores por altura (Exemplo com saída superior de cabos) Two-high Typical Colum (Showig Top Etry for Power Cables) Disjutor a posição iserido Circuit-breaker i the coected positio Disjutor removido sobre trilhos CB i the removed positio over the extesio rails Disjutor a posição de teste / extraído Circuit-breaker i the test / withdraw positio 1 EATON CORPORATION VacClad - W

13 O Disjutor e o Cotator a Vácuo The vacuum circuit-breaker ad cotactor Os disjutores a vácuo, tipo VCP-W, e os cotatores a vácuo, tipo SL-D, foram desevolvidos e são fabricados pela Eato, possuido, etre outras, as seguites características: Dimesões reduzidas, ocupado pouco espaço Livres de explosão Adequados para umerosas maobras Nehum subproduto de extição de arco extero durate os chaveametos Rápida recuperação de dielétrico, garatido iterrupção do circuito o primeiro zero de correte Necessidade de baixa mauteção Vida útil loga The vacuum circuit-breakers, type VCP-W, ad vacuum cotactors, type SL-D, were developed ad are maufactured by Eato ad has the followig features, amog may others: Small dimesios, takes up little space Explosio-free Suitable for umerous operatios No exteral switchig pheomea Rapid dielectric recovery esures circuit iterruptio at the first curret-zero Low maiteace requiremets Log service life Haste Fixa Fixed Stem Cotatos Cotacts Proteção do fole Bellows Shield Haste Móvel Movable Stem Disjutor VCP-W VCP-W Circuit-breaker Vista em corte de um iterruptor a vácuo Cut-away View of Vacuum Iterrupter Cela do disjutor (Vista Itera) Circuit-breaker cell (Iteral View) 1kV DHP - VR kv W - VAC kv DHP - VR /1kV VCP - WR Series 9 Cotator a vácuo SL-D SL-D Vacuum Cotactor kv VCP - W kv W - VAC kv VCP - WR Series 0 /1kV VCP - WR /1kV VCP - W Outdoor /1kV VCPW - SE 7kV VCP - W /1kV VCP - W /1kV VCPW - ND Família dos Disjutores VCP-W VCP-W Circuit-breaker Family EATON CORPORATION VacClad - W 13

14 Acessórios: Stadard Accessories: Maivela de iserção /extração Leverig Crak Dispositivo de Içameto Liftig Yoke Trilhos extesores Extesio Rails 14 EATON CORPORATION VacClad - W

15 Arrajos dispoíveis das celas dos cojutos resistetes a arco itero para 4.76 / 8. / 1.0 kv (IAC B FLR) Basic Power cell arragemets for 4.76 / 8. / 1.0 kv Arc-resistat desig (IAC B FLR) U - Tesão Máxima / Up - NBI (kv) U - Rated Voltage / Up - BIL (kvrms / kvpk) I - Correte Nomial das Saídas (A) I - Feeder Rated Curret (A) Cotator / Fusível Cotactor / Fuses Disjutor Circuit-breaker Capacidade de curto-circuito Short-circuit Capacity Correte (ka ef./sim.) ka (rms-sym) Potêcia (MVA) MVA Arco Itero (ka ef.) Iteral Arc Level (ka rms) IAC B - FLR / 0,s IAC B - FLR (00 ms) Arrajo de Saídas por colua Outgoig Colum Arragemets 1 por colua 1-High (sigle tier) por colua -High (double tier) 4,76 / x x / 0 41 x x x x x / x x x 00 0 x x x x / 00 0 x 8, / x x x x / x 1,0 / x x x x / x x x 70 0 x x / 70 0 x x x x x / x x x x x / x EATON CORPORATION VacClad - W 1

16 VCP-W - Disjutor de Média Tesão a Vácuo Dimesões até 17,kV - mm Cutler-Hammer ,0 71, Norma ANSI - Características Nomiais em Base Simétrica 1 Idetificação Características Nomiais Disjutor Classe Tesão Tesão de Isolação Correte Tipo Nomial Tesão Fator de Tesão Suportável de Máxima Faixa de Tesão Tesão 0VCP-W0 0VCP-W30 7VCP-W00 10VCP-W00 10VCP-W70 10VCP-W VC-W100 Frequêcia Impulso K x Valor,7K x Valor 1,6K x Valor Idustrial Atmosférico Eficaz Eficaz Eficaz (1 miuto) Simétrico de Simétrico de Simétrico de Curto Circuito Curto Circuito Curto Circuito E K Y E/K kv MVA kv rms kv rms ka Pico Amperes ka rms Ciclos Segudos kv rms ka rms ka Pico ka rms Kg Classe Nomial de MVA Trifásico de Curto Circuito Correte Nomial em Serviço Cotíuo a 60Hz Tempo de Capacidade de Iterrupção Iterrupção em Nomial Curto Circuito Simétrica (a tesão máxima) Tempo de Retardameto de Abertura permitido Máxima Tesão Dividido por K Valores de Correte Correte de Correte de Curta Estabelecimeto Duração Valor de Pico Admissivel Correte de Estabelecimeto Valor Eficaz Assimétrico Peso Norma IEC Características Nomiais em Base Simétrica 6 Idetificação Características Nomiais Disjutor Tipo Classe de Tesão Tesão de Isolação Correte Nomial Suportável a frequêcia idustrial por 1 miuto Suportável de impulso (1,x0seg.) Valor de Crista Correte de Iterrupção Nomial Correte de Curta Duração Correte de Estabelecimeto Correte de Maobra de Cabos em Vazio Peso VCP-W VCP-W3 VCP-W 7VCP-W 7VCP-W3 7VCP-W 10VCP-W 10VCP-W3 10VCP-W 17VCP-W 17VCP-W3 17VCP-W 17VCP-W0 kv rms ka Pico ka Peak Amperes 0, 10, 10, 10, 0, 10, 10, 10, 0, 10, 10, 10, 10, 10, 10, 10,, 10,, 10,, ka rms ka rms ka Pico Amperes Kg Normas ANSI aplicadas C , C e C Ciclo de Operações CO-1 segudos. Tempos de Operação: abertura 30-4 ms, fechameto 4-60 ms e re-fechameto 18 ciclos (300ms). Disjutores especiais com alta capacidade de estabelecimeto (mometâeo) para aplicações especiais. 3 Cosulte o Maual de Aplicação 3-6 para maiores iformações. 4 6 Dispoível tempo de iterrupção opcioal de 3 ciclos. Dispoível correte de curta duração de 3 segudos. Tempo de iterrupção de 3 ciclos em 0/60Hz. Sequêcia de Operação: 0-3 miutos-co-3 miutos-co 16 EATON CORPORATION VacClad - W

17 VCP-W - Medium Voltage Breaker Ratig Chart Dimesios util 17,kV - mm Cutler-Hammer ,0 71, ANSI Stadards Type VCP-W Vacuum Circuit Breaker Rated o Symmetrical Curret Ratig Basis 1 Idetificatio Rated Values Circuit Nomial Nomial Voltage Isulatio Level Curret Iterruptig Permissible Maximum Curret Values Breaker Voltage 3-Phase Maximum Voltage Withstad Cotiuous Short Time Trippig Voltage Maximum Type Class MVA Voltage Rage Test Voltage Curret Circuit Delay Divided Symmetrical Class Iterruptig Factor at 60 Hz Curret by K (at Rated Capability Maximum kv) 0VCP-W0 0VCP-W30 7VCP-W00 10VCP-W00 10VCP-W70 10VCP-W VC-W100 Power Impulse K Times,7K Times 1,6K Times Frequecy Rated Short Rated Short Rated Short (1 Miute) Circuit Circuit Circuit Curret Curret Curret E K Y E/K kv MVA kv rms kv rms ka Peak Amperes ka rms Cycles Secods kv rms ka rms ka Peak ka rms Kg Closig ad Latchig Capability Closig ad Latchig Capability Mometary Weight IEC Stadards Type VCP-W Vacuum Circuit Breaker Rated o Symmetrical Curret Ratig Basis 6 Idetificatio Rated Values Circuit Voltage Isulatio Level Normal Short Short Short Breaker Class Power Impulse Curret Circuit Time Circuit Type Frequecy Withstad Breakig (3 Secod) Makig Curret Curret Curret Cable Chargig Breakig Curret Weight VCP-W VCP-W3 VCP-W 7VCP-W 7VCP-W3 7VCP-W 10VCP-W 10VCP-W3 10VCP-W 17VCP-W 17VCP-W3 17VCP-W 17VCP-W0 kv rms kv Peak kv Peak Amperes 0, 10, 10, 10, 0, 10, 10, 10, 0, 10, 10, 10, 10, 10, 10, 10,, 10,, 10,, ka rms ka rms kv Peak Amperes Kg Applicable ANSI stadards C , C , ad C Operatig duty cycle CO-1 secods-co. Operatig time values: opeig 30-4 ms, closig 4-60 ms ad reclosig 18 cycles (300 ms). Nostadard circuit breakers with High Close ad Latch (mometary) ratig for special applicatios. 3 Cosult Applicatio Data 3-6 for further iformatio. 4 6 Optioal iterruptig time of 3 cycles is available. Also 3 secod short time curret carryig capability. Iterruptig time is 3 cycles at 0/60 Hz. Rated operatig sequece: O-3 miutes-co-3 miutes-co. EATON CORPORATION VacClad - W 17

18 Disjutor para Gerador VCP-WG Média Tesão A Liha de Disjutores em Média Tesão VCP-WG da Eato vai além dos requisitos para aplicações severas descritos pelo IEEE para circuitos com geradores, icluido: - Cofiguração de Circuito elétrico de Gerador; - Alto ível de correte omial; - Projetado e esaiado para codições especiais de circuito com Geradores; - Faltas alimetadas pelo trasformador; - Faltas alimetadas pelo Gerador; - Altos valores de TCTR (Taxa de Crescimeto da Tesão de Restabelecimeto); - Tesão do Esaio de Maobra em Discordâcia de Fase. Disjutor para Gerador Coforme C Tesão Máxima Fator K Frequêcia Nível de Isolação Nomial: Tesão Suportável de Impulso (1,x0 s) Tesão Suportável a frequêcia Idustrial (1 mi) Correte Nomial Ciclos de Operação Local da Falta Correte de Curto Circuito Tempo de Iterrupção (3 ciclos) Tempo Míimo de Abertura Compoete DC Atraso de zero de Correte (Tempo logo de Arco) Fator de Assimétria (S) (ref.) Capacidade de Iterrupção Assimétrica (ref.) Capacidade de Estabelecimeto Correte de Curto-Circuito Tempo de Correte de Curta Duração Tesão de Restabelecimeto Trasitória TCTR 6 Pico (E) Tempo de Pico (T) Tempo de Subida (t) (ref.) Tesão esaio de Maobra Discordâcia de Fase Correte de Abertura Compoete DC Máxima Correte de Estabelecimeto Correte de Estabelecimeto a Máxima Tesão Tesão de Restabelecimeto Trasitória TCTR Pico (E) Tempo de Pico (T) Tempo de Subida (t) (ref.) Operações Mecâicas (Operações sem carga) Valores Testados Modelo 10VCP-WG 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO 0kA ka 0ms 0ms 1 (3 ciclos) (3 ciclos) 3ms 3ms 7% 13% /a 7ms 1,46,16 73kA rms 4kA rms 137kA Pico 0kA 3s 3,kV/ s 1,6kV/ s 7kV 8kV 8,8 s 19,3 s 7,7 s 17,0 s 1,kV ka 0,7 86kA, Pico 4kA, Pico 3,4kV/ s 39kV 1,0 s 13,0 s.000 Valores Testados Modelo 10VCP-WG 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO ka 31,kA 0ms 0ms 1 (3 ciclos) (3 ciclos) 30ms 30ms 76% 13% /a ms 1,47 9,kA rms 3,7kV/ s 9kV 8,9 s 7,8 s,16 67,9kA rms 173kA Pico ka 3s 1,6kV/ s 8kV 19,9 s 17, s 1,6kV 31,kA 0,7 86kA, Pico 4kA, Pico 3,4kV/ s 4kV 14,9 s 13,0 s.000 ka 0ms 1 ( ciclos) 30ms 110% 16ms 3 1,8 74kA rms 1,6kV/ s 8kV 19,3 s 17,0 s Valores Testados Modelo 10VCP-WG 7 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO 7kA ka 83ms 83ms 1 ( ciclos) ( ciclos) 4ms 4ms 8% 130% /a ms 0, 47kA rms 0,kV/ s 8kV 6 s 7 s,09 83,7kA rms 06kA Pico 7kA 1s 0,6kV/ s 8kV 0 s 44 s 1,6kV ka 0,7 110kA, Pico 60kA, Pico 4 3,3kV/ s 39kV 13,0 s 11,4 s kA 83ms 1 ( ciclos) 4ms 110% ms 1,8 9,kA rms 0,7 kv/ s 8kV 47 s 41 s 1 Assumido Assimetria < 100% Estas capacidades de TCTR requerem capacitores de amortecimeto da TRT, a maioria dos circuitos de geradores, coforme observado o último parágrafo da seção da C37.013: O sistema com TRT que exceda os valores padroizados, deve ser modificado de forma a reduzir a TRT. Isto é obtido através da colocação de resistores de baixo valor ohmico em paralelo com o dispositivo pricipal de iterrupção do disjutor para gerador ou pela colocação de capacitores em seus termiais, geralmete o lado do trasformador. 3 O disjutor foi capaz de provocar a atecipação dos zeros de correte o circuito de teste de ka. 4 Testes efetuados por esaio direto, sedo que a taxa da TRT foi meor. Capacitores de ateuação da TRT ão são ecessários esta codição. Os valores de pico da TRT podem ser meores os casos de correte altamete assimétricas. 6 TCTR - Taxa de Crescimeto da Tesão de Restabelecimeto. 18 EATON CORPORATION VacClad - W

19 VCP-WG Circuit Breakers Geerator Geerator Circuit Breaker Step-up Trasformer High Voltage Circuit Breaker Cutler-Hammer VCP-WG Circuit Breakers go above ad beyod the strict service duty requiremets set forth by IEEE for geerator circuit applicatios, iclidig: - Geerator Circuit Cofiguratio; - High Cotiuous Curret Levels; - Uique Fault Curret Coditios Trasformer-fed Faults Geerator-fed Faults - Uique Voltage Coditios Very Fast RRRV Out-of-Phase Switchig Geerator Circuit Breaker Ratigs Assiged C Maximum Voltage Voltage Rage Factor (K) (ref.) Rated Frequecy Dielectric Withstad Voltages: Lightig Impulse Withstad (1. x 0 s) Power Frequecy Withstad (1 Miute) Cotiuous Curret Operatig Duty Cycle Locatio of Fault Correte de Curto Circuito Short-Circuit Curret (3 Cycles) Miimum Opeig Time dc Compoet Delayed Curret Zeroes (Very Log Arcig Time) Asymmetry Factor (S) (ref.) Asymmetrical Iterruptig Capability (ref.) Close ad Latch Capability Short-time Curret Duratio of Short-time Curret Trasiet Recovery Voltage RRRV Peak (E) Time-to-Peak (T) Rise Time (t3) (ref.) Out-of-Phase Switchig Duty Voltage Breakig Curret dc Compoet Max. Makig Curret (V~0) Makig Curret at Max. Voltage Trasiet Recovery Voltage RRRV Peak (E) Time-to-Peak (T) Rise Time (t3) (ref.) Mechaical Edurace (No-Load Operatios) Valores Testados Modelo 10VCP-WG 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO 0kA ka 0ms 0ms 1 (3 ciclos) (3 ciclos) 3ms 3ms 7% 13% /a 7ms 1,46,16 73kA rms 4kA rms 137kA Pico 0kA 3s 3,kV/ s 1,6kV/ s 7kV 8kV 8,8 s 19,3 s 7,7 s 17,0 s 1,kV ka 0,7 86kA, Pico 4kA, Pico 3,4kV/ s 39kV 1,0 s 13,0 s.000 Valores Testados Modelo 10VCP-WG 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO ka 31,kA 0ms 0ms 1 (3 ciclos) (3 ciclos) 30ms 30ms 76% 13% /a ms 1,47 9,kA rms 3,7kV/ s 9kV 8,9 s 7,8 s,16 67,9kA rms 173kA Pico ka 3s 1,6kV/ s 8kV 19,9 s 17, s 1,6kV 31,kA 0,7 86kA, Pico 4kA, Pico 3,4kV/ s 4kV 14,9 s 13,0 s.000 ka 0ms 1 ( ciclos) 30ms 110% 16ms 3 1,8 74kA rms 1,6kV/ s 8kV 19,3 s 17,0 s Valores Testados Modelo 10VCP-WG 7 1kV 1,0 60Hz kv kv A (00VF) CO - 30mi - CO 7kA ka 83ms 83ms 1 ( ciclos) ( ciclos) 4ms 4ms 8% 130% /a ms 0, 47kA rms 0,kV/ s 8kV 6 s 7 s,09 83,7kA rms 06kA Pico 7kA 1s 0,6kV/ s 8kV 0 s 44 s 1,6kV ka 0,7 110kA, Pico 60kA, Pico 4 3,3kV/ s 39kV 13,0 s 11,4 s kA 83ms 1 ( ciclos) 4ms 110% ms 1,8 9,kA rms 0,7 kv/ s 8kV 47 s 41 s 1 Assumig Asymmetry <100%. This RRRV Capability will require TRV capacitors i most geerator circuits, as 3 Breaker was able to force curret zeroes earlier i ka test circuit. oted i the last paragraph i Sectio of C Tests performed with Direct Testig Circuit, so TRV rate was lower. TRV capacitors A system with a TRV that exceeds the rated values must be modified i such a are ot required for this duty. way as to lower the TRV. This is achieved by placig a low ohmic resistor i parallel TRV peak values may be suppressed whe curret is highly asymmetric. with the mai iterruptig device of the geerator circuit breaker, or by coectig capacitors to its termials, usually o the trasformer side. EATON CORPORATION VacClad - W 19

20 Na idústria elétrica, a Eato é líder mudial em serviços e produtos para cotroles elétricos, distribuição de eergia, UPS, bem como produtos e serviços para automação idustrial. Através de sua avaçada egeharia de produto, com métodos de fabricação de padrão global, além de serviços e suporte técico, a Divisão Elétrica de Negócios da Eato desevolve soluções com foco os clietes, através de marcas de reome como: Cutler-Hammer, Powerware, Durat, Heiema, Holec e MEM, que atedem globalmete às diferetes ecessidades dos mercados idustriais, cocessioárias de eergia, residecial, comercial, TI e OEM. A Eato Corporatio é um fabricate idustrial diversificado com vedas de US$ 1,4 bilhões em 008. A Eato é líder mudial em sistemas elétricos e compoetes para cotrole, distribuição e qualidade de eergia. Também é líder em serviços e sistemas hidráulicos para equipametos idustriais, móveis e aéreos; sistemas de direção iteligete para ecoomia de combustível e seguraça em camihões; sistemas de cotrole de ar para motores automotivos, bem como soluções iteligetes para ecoomia de combustível e aumeto da performace e seguraça em motores e outros sistemas. A Eato cota com 7 mil profissioais e comercializa seus produtos para clietes em mais de 10 países. Para iformações adicioais sobre a liha completa de produtos Eato, visite o site Filiais de Vedas: Grade São Paulo Iterior de São Paulo e Cetro-Oeste Tel.: Fax: Tel: Mias Gerais e Norte Tel.: Fax: Rio de Jaeiro, Espírito Sato e Nordeste Tel.: Fax: Paraá Tel.: Fax: Sata Cataria Rio Grade do Sul Tel.: Fax: Tel.: Fax: Eato Corporatio Todos os direitos reservados Impresso o Brasil Pub. N BR versão 01-03/11 Março/011

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

Disjuntores de média tensão IEC a vácuo de 12kV, 17.5kV e 24kV. Disjuntores W-VACi Uma escolha segura de uma fonte confiável

Disjuntores de média tensão IEC a vácuo de 12kV, 17.5kV e 24kV. Disjuntores W-VACi Uma escolha segura de uma fonte confiável Disjuntores de média tensão IEC a vácuo de 12kV, 17.5kV e 24kV Disjuntores W-VACi Uma escolha segura de uma fonte confiável Potência para os negócios no mundo todo Automotivo A Eaton fornece energia para

Leia mais

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis RECo Lie Coversores para Eergias Reováveis Com ivestimetos cotíuos o sector da ivestigação e do desevolvimeto, a FRIEM FRIEM é líder as ovas tecologias aplicadas a coversores de alta potêcia a díodos,

Leia mais

LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DE TRANSFORMADORES E OTIMIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEDADES RURAIS

LOCALIZAÇÃO ÓTIMA DE TRANSFORMADORES E OTIMIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEDADES RURAIS LOCALIZAÇÃO ÓTIMA E TRANSFORMAORES E OTIMIZAÇÃO E INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM PROPRIEAES RURAIS *ROGÉRIO SILVA A CUNHA (BSC) - JOSÉ ROBERTO CAMACHO (PH) SEBASTIÃO CAMARGO GUIMARÃES JR. (R.) *UNIVERSIAE FEERAL

Leia mais

VALORES por unidade (pu)

VALORES por unidade (pu) VALORES por uidade (pu) 13,8/230kV 230/69kV Como trabalhar um circuito com múltiplas tesões? As impedâcias deem ser referidas ao lado de alta ou baixa (o trafo)? Solução: ormalizar os alores para uma base

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA?

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA? AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? Desevolvemos soluções para automação idustrial em idustrias gerais, telecomado e telemetria para supervisão e cotrole remotos, com desevolvimeto e fabricação de

Leia mais

SOLUTION. No-Break. Série Premium. No-Break. Digital Signal Processor

SOLUTION. No-Break. Série Premium. No-Break. Digital Signal Processor SOLUTION No-Break Série Premium No-Break Digital Sigal Processor C E Iovação, qualidade, tecologia e cofiabilidade. arcas das soluções C Comados Lieares A E P R E S A Com mais de 27 aos de atuação, a C

Leia mais

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES EM ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à corrosão,

Leia mais

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES C O P O S I T I O N No-break S é r i e P r e m i u m No-Break para Rack C E Iovação, qualidade, tecologia e cofiabilidade. arcas das soluções C Comados Lieares A E P R E S A Com mais de 30 aos de atuação,

Leia mais

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaesch Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção

Leia mais

VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE MOTORES ELÉCTRICOS

VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE MOTORES ELÉCTRICOS VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE OTORES ELÉCTRICOS ACCIONAENTOS A VELOCIDADE VARIÁVEL Rede Coversor de potecia otor Carga Dispositivo de cotrolo Parâmetros O coversor estático trasforma a eergia eléctrica de

Leia mais

Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo nas Redes de Distribuição Atendidas por Subestações de Diferentes Fontes

Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo nas Redes de Distribuição Atendidas por Subestações de Diferentes Fontes a 5 de Agosto de 006 Belo Horizote - MG Modelagem e Aplicação do Programa ATP para Estudos de Paralelismo as Redes de Distribuição Atedidas por Subestações de Diferetes Fotes M.Sc. Daiel P. Berardo AES

Leia mais

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges*

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges* LAYOUT Fabrício Quadros Borges* RESUMO: O texto a seguir fala sobre os layouts que uma empresa pode usar para sua arrumação e por coseguite ajudar em solucioar problemas de produção, posicioameto de máquias,

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

Problema de Fluxo de Custo Mínimo

Problema de Fluxo de Custo Mínimo Problema de Fluo de Custo Míimo The Miimum Cost Flow Problem Ferado Nogueira Fluo de Custo Míimo O Problema de Fluo de Custo Míimo (The Miimum Cost Flow Problem) Este problema possui papel pricipal etre

Leia mais

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas S W IFT-DUO SWIFT Sistemas de medição por vídeo para medição e ispeção precisas S W IFT-DUO Sistemas de medição por vídeo 2 eixos, ideais para medir recursos em 2D de peças pequeas e itricadas Variação

Leia mais

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw

REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES DE ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema de câmeras baseados em computador

Leia mais

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico.

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico. CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o 045 APROVADA EM AGO/03 N o 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Resposabilidade 4 Documetos Complemetes 5 Siglas

Leia mais

CAPÍTULO 2 2 - NORMAS RELATIVAS A FATOR DE POTÊNCIA E DISTORÇÃO HARMÔNICA

CAPÍTULO 2 2 - NORMAS RELATIVAS A FATOR DE POTÊNCIA E DISTORÇÃO HARMÔNICA FASCÍCULO / harmôicos Este texto foi preparado como um curso de extesão: Ifluêcia dos Harmôicos as Istalações Elétricas Idustriais. Trata-se de um curso voltado para profissioais atuates o setor elétrico

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL O Lie com a ecessidade de sua empresa CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema

Leia mais

MODELO MATEMÁTICO PARA ANALISAR O DESEMPENHO DOS MOTORES ELÉTRICOS EM MÁQUINAS DE PROCESSAMENTO DE ARROZ

MODELO MATEMÁTICO PARA ANALISAR O DESEMPENHO DOS MOTORES ELÉTRICOS EM MÁQUINAS DE PROCESSAMENTO DE ARROZ MODELO MATEMÁTO ARA ANALAR O DEEMENHO DO MOTORE ELÉTRO EM MÁQUNA DE ROEAMENTO DE ARROZ LUZ G.. ORTO, RENATO. REE Departameto de Egeharia Elétrica, Faculdade de Egeharia de Bauru Uiversidade Estadual aulista

Leia mais

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção Iclui NOVA opção de captura de imagem Sistemas de Visualização Estéreo Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de ispeção. Tecologia ótica pateteada para visualização livre de

Leia mais

Dispositivo de Proteção Contra Surto (DPS) Proteção certa para equipamentos eletro-eletrônicos

Dispositivo de Proteção Contra Surto (DPS) Proteção certa para equipamentos eletro-eletrônicos Dispositivo de Proteção Contra Surto (DPS) Proteção certa para equipamentos eletro-eletrônicos Potência para os negócios no mundo todo Automotivo A Eaton fornece energia para centenas de produtos atendendo

Leia mais

nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais

nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais ovacao revista iformativa trimestral da Eutectic Castoli º 1-213 aotecologia a ossa vida e a soldagem de revestimeto E mais: Ecoomia de Eergia Automação Aplicativos Adroid Aplicações Idustriais editorial

Leia mais

Painéis de Distribuição TTA xenergy. Conecte-se ao futuro

Painéis de Distribuição TTA xenergy. Conecte-se ao futuro Painéis de Distribuição TTA xenergy Conecte-se ao futuro Potência para os negócios no mundo todo Automotivo A Eaton fornece energia para centenas de produtos atendendo a demanda mundial do mercado atual

Leia mais

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE-

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- MA DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL PAULO HENRIQUE C. PEREIRA 1, ALBERTO COLOMBO 2, GIOVANNI FRANCISCO RABELO 2. 1.

Leia mais

PROTÓTIPO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE

PROTÓTIPO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE ROTÓTIO DE MODELO DE DIMENSIONAMENTO DE ESTOQUE Marcel Muk E/COE/UFRJ - Cetro de Tecologia, sala F-18, Ilha Uiversitária Rio de Jaeiro, RJ - 21945-97 - Telefax: (21) 59-4144 Roberto Citra Martis, D. Sc.

Leia mais

Inspeção e medição em Full HD Excelente sistema de inspeção de vídeo digital, projetado para captura de imagens, documentação e medição fáceis

Inspeção e medição em Full HD Excelente sistema de inspeção de vídeo digital, projetado para captura de imagens, documentação e medição fáceis Ispeção e medição em Full HD Excelete sistema de ispeção de vídeo digital, projetado para captura de images, documetação e medição fáceis Realize ispeções, ampliações e medições em Full HD com o Makrolite

Leia mais

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda 1 Uma Metodologia de Busca Otimizada de Trasformadores de Distribuição Eficiete para qualquer Demada A.F.Picaço (1), M.L.B.Martiez (), P.C.Rosa (), E.G. Costa (1), E.W.T.Neto () (1) Uiversidade Federal

Leia mais

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar A durabilidade e a cofiabilidade da Rubbermaid são icomparáveis. Feitos Para Durar Duráveis. Cofiáveis. Apresetado um ovo padrão de excelêcia em gereciameto de resíduos e trasporte de materiais. Desde

Leia mais

Sistemas Integrados Electro/Centers. Electro/Centers. Nós integramos um mundo de energia para você.

Sistemas Integrados Electro/Centers. Electro/Centers. Nós integramos um mundo de energia para você. Sistemas Integrados Electro/Centers Electro/Centers Nós integramos um mundo de energia para você. Potência para os negócios no mundo todo A Eaton fornece energia para centenas de produtos atendendo a demanda

Leia mais

RESISTORES E RESISTÊNCIAS

RESISTORES E RESISTÊNCIAS ELETICIDADE CAPÍTULO ESISTOES E ESISTÊNCIAS No Capítulo estudamos, detre outras coisas, o coceito de resistêcia elétrica. Vimos que tal costitui a capacidade de um corpo qualquer se opôr a passagem de

Leia mais

Instrumento de medição de vídeo

Instrumento de medição de vídeo Istrumeto de medição de vídeo para medições precisas com 3 eixos 50 aos de experiêcia óptica comprovada reuidos em um efetivo istrumeto de medição de vídeo sem cotato e com 3 eixos Eficiete e ituitivo

Leia mais

Monitoração e Diagnósticos de Pára-Raios a ZnO

Monitoração e Diagnósticos de Pára-Raios a ZnO Moitoração e Diagósticos de Pára-Raios a ZO E. T. Waderley Neto, E. G. da Costa, R. T de Souza, E. C. T de Macedo, UFCG. M. J. A. Maia, Chesf. Abstract Surge arresters are part of the protectio system

Leia mais

(1) Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2) E. J. Robba Consultoria & Cia. Ltda.

(1) Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2) E. J. Robba Consultoria & Cia. Ltda. Otimização da Qualidade de Forecimeto pela Localização de Dispositivos de Proteção e Seccioameto em Redes de Distribuição Nelso Kaga () Herá Prieto Schmidt () Carlos C. Barioi de Oliveira () Eresto J.

Leia mais

Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014

Anais do XX Congresso Brasileiro de Automática Belo Horizonte, MG, 20 a 24 de Setembro de 2014 Belo Horizote, MG, 20 a 24 de Setembro de 204 BANCADA DIDÁTICA DE CARGAS MECÂNICAS APLICADA EM MIT ACIONADO POR INVERSOR DE FREQUÊNCIA FELIPPE DOS S. E SILVA *, VANDEIR P. MARINS *, CÁSSIO A. DE OLIVEIRA

Leia mais

CIRCUITOS SEQUÊNCIAIS

CIRCUITOS SEQUÊNCIAIS Coelh ho, J.P. @ Sistem mas Digita ais : Y20 07/08 CIRCUITOS SEQUÊNCIAIS O que é um circuito it sequêcial? Difereça etre circuito combiatório e sequecial... O elemeto básico e fudametal da lógica sequecial

Leia mais

Conjuntos de manobra e controle de potência

Conjuntos de manobra e controle de potência 30 Capítulo IV Conjuntos de manobra e controle de média tensão em invólucros metálicos Características construtivas Por Luiz Felipe Costa* Conforme o capítulo 4 da IEC 62271-200 e a NBR correspondente,

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Disjuntor em Caixa Moldada LZM. Design é compacto, já o controle da energia é enorme.

Disjuntor em Caixa Moldada LZM. Design é compacto, já o controle da energia é enorme. Disjuntor em Caixa Moldada LZM Design é compacto, já o controle da energia é enorme. Potência para os negócios no mundo todo Automotivo A Eaton fornece energia para centenas de produtos atendendo a demanda

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov.

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov. Gerêcia de Projetos de Software CMM & PMBOK José Igácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.et Ferada Schmidt Bocoli ferada-bocoli@procergs.rs.gov.br CMM Capability Maturity Model http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio

Leia mais

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br

Série Quasar. Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente. www.altus.com.br Série Quasar Quadro Geral de Baixa Tensão Quadro de Distribuição Centro de Controle de Motores Inteligente www.altus.com.br Na medida exata para seu negócio Modular: ampla variedade de configurações para

Leia mais

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum

Otimização e complexidade de algoritmos: problematizando o cálculo do mínimo múltiplo comum Otimização e complexidade de algoritmos: problematizado o cálculo do míimo múltiplo comum Custódio Gastão da Silva Júior 1 1 Faculdade de Iformática PUCRS 90619-900 Porto Alegre RS Brasil gastaojuior@gmail.com

Leia mais

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

PARABÉNS! ASSISTÊNCIA TÉCNICA DADOS DA EMPRESA. Assistência Técnica Autorizada Cozil MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Soluções em Engenharia Civil

Soluções em Engenharia Civil ENGECRAM K Soluções em Egeharia Civil 35 aos A ENGECRAM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA foi costituída em 13 de dezembro de 1977, resultado de um ideal de prestar serviços a área de egeharia civil.

Leia mais

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL

O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL O SETOR DE PESQUISAS DE MARKETING,OPINIÃO E MÍDIA NO BRASIL THE SECTOR OF MARKETING RESEARCH,OPINION AND MEDIA IN BRAZIL RESUMO Com base em dados da ABEP, o artigo faz um relato da evolução do setor de

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Josiae Costa Durigo Uiversidade Regioal do Noroeste do Estado do Rio Grade do Sul - Departameto

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA 5. INTRODUÇÃO É freqüete ecotrarmos problemas estatísticos do seguite tipo : temos um grade úmero de objetos (população) tais que se fossem tomadas as medidas

Leia mais

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992

Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Subestações Introdução: O que é uma Subestação? Definição NBR 5460 / 1992 Parte de um sistema de potência, concentrada em um dado local, compreendendo primordialmente as extremidades de linhas de transmissão

Leia mais

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA A SEGURANÇA FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DA VOLVO Ao lado da qualidade e do respeito ao meio ambiete, a seguraça é um dos valores corporativos que orteiam todas as ações

Leia mais

MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR

MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR César Atoio Aparicio S. João Lirai Joas de Carvalho Departameto de Eergia Mecâica, Uiversidade de São Paulo São Carlos Av. do Trabalhador São-carlese, 400,

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Egeharia - Campus de Guaratiguetá esquisa Operacioal Livro: Itrodução à esquisa Operacioal Capítulo 6 Teoria de Filas Ferado Maris fmaris@feg.uesp.br Departameto de rodução umário Itrodução

Leia mais

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos

Anexo VI Técnicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Manutenção na Gestão de Activos Físicos Aexo VI Técicas Básicas de Simulação do livro Apoio à Decisão em Mauteção a Gestão de Activos Físicos LIDEL, 1 Rui Assis rassis@rassis.com http://www.rassis.com ANEXO VI Técicas Básicas de Simulação Simular

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE

MINISTÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E AMBIENTE Instituto do Ambiente PROCEDIMENTOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENTE MINISÉRIO DAS CIDADES, ORDENAMENO DO ERRIÓRIO E AMBIENE Istituto do Ambiete PROCEDIMENOS ESPECÍFICOS DE MEDIÇÃO DE RUÍDO AMBIENE Abril 2003 . Equadrameto O presete documeto descreve a metodologia a seguir

Leia mais

ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Alexadre Stamford da Silva Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção PPGEP / UFPE Uiversidade Federal

Leia mais

ENGENHARIA ECONÔMICA AVANÇADA

ENGENHARIA ECONÔMICA AVANÇADA ENGENHARIA ECONÔMICA AVANÇADA INTRODUÇÃO MATERIAL DE APOIO ÁLVARO GEHLEN DE LEÃO gehleao@pucrs.br 1 1 Itrodução à Egeharia Ecoômica A egeharia, iserida detro do cotexto de escassez de recursos, pode aplicar

Leia mais

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES Margaret Souza Schmidt Jobim (); Helvio Jobim Filho (); Valdeci Maciel (3) () Uiversidade Federal

Leia mais

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1

MAC122 Princípios de Desenvolvimento de Algoritmos EP no. 1 MAC122 Pricípios de Desevolvimeto de Algoritmos EP o. 1 Prof. Dr. Paulo Mirada 1 Istituto de Matemática e Estatística (IME) Uiversidade de São Paulo (USP) 1. Estrutura dos arquivos de images o formato

Leia mais

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil Carteiras de Míimo VAR ( Value at Risk ) o Brasil Março de 2006 Itrodução Este texto tem dois objetivos pricipais. Por um lado, ele visa apresetar os fudametos do cálculo do Value at Risk, a versão paramétrica

Leia mais

SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO

SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO XPS - POLIESTIRENO EXTRUDADO SOLUÇÃO EM ISOLAMENTO TÉRMICO RESISTÊNCIA TÉRMICA ECONOMIA DE ENERGIA DURABILIDADE RESISTÊNCIA MECÂNICA SUSTENTABILIDADE SPUMAPAC INOVAÇÃO SEMPRE Fudada em 1970, a Spumapac

Leia mais

Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio. ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1

Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio. ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1 Serviços de Média Tensão LCS PPMV Portifólio ABB Group 6 de março de 2013 Slide 1 PPMV Service Escopo Upgrade & Retrofit Retrofit Cubículo MT Retrofit Disjuntores MT Retrofit Contatores MT Retrofit de

Leia mais

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem INF 6 Estatística I JIRibeiro Júior CAPÍTULO 8 - Noções de técicas de amostragem Itrodução A Estatística costitui-se uma excelete ferrameta quado existem problemas de variabilidade a produção É uma ciêcia

Leia mais

DETERMINAÇÃO DOS PARÂMETROS DO CIRCUITO EQUIVALENTE DO MIT ATRAVÉS DE DADOS DE CATÁLOGOS DE FABRICANTE

DETERMINAÇÃO DOS PARÂMETROS DO CIRCUITO EQUIVALENTE DO MIT ATRAVÉS DE DADOS DE CATÁLOGOS DE FABRICANTE DETERMINAÇÃO DOS ARÂMETROS DO CIRCUITO EQUIVALENTE DO MIT ATRAVÉS DE DADOS DE CATÁLOGOS DE FABRICANTE José Tarcísio Assução 1 ; Tereza Cristia Bessa Nogueira Assução Uiversidade Federal de São João del-rei,

Leia mais

4 Teoria da Localização 4.1 Introdução à Localização

4 Teoria da Localização 4.1 Introdução à Localização 4 Teoria da Localização 4.1 Itrodução à Localização A localização de equipametos públicos pertece a uma relevate liha da pesquisa operacioal. O objetivo dos problemas de localização cosiste em determiar

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO DE ESTUDO DE PRODUÇÃO TÉRMICA E FONTES NÃO CONVENCIONAIS - GPT

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO DE ESTUDO DE PRODUÇÃO TÉRMICA E FONTES NÃO CONVENCIONAIS - GPT XX SNPEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E RANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉRICA XXX.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Refe - PE GRUPO GP GRUPO DE ESUDO DE PRODUÇÃO ÉRMICA E FONES NÃO CONVENCIONAIS - GP OBENÇÃO E ANÁLISE

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO

OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO OTIMIZAÇÃO DA OPERAÇÃO DE TORRES DE RESFRIAMENTO Kelle Roberta de Souza (1) Egeheira Química pela UNIMEP, Especialista em Gestão Ambietal pela UFSCar, Mestre em Egeharia e Tecologia Ambietal pela Uiversidad

Leia mais

Modelagem Conceitual Entidade-Relacionamento. Projeto de Sistemas de Informação. Processo de Software. Fernanda Baião UNIRIO

Modelagem Conceitual Entidade-Relacionamento. Projeto de Sistemas de Informação. Processo de Software. Fernanda Baião UNIRIO Modelagem Coceitual Etidade-Relacioameto Ferada Baião UNIRIO Material parcialmete extraído a partir das otas de aula de Maria Luiza M. Campos, Araldo Vieira e Maria Cláudia Cavalcati Projeto de Sistemas

Leia mais

PÁRA-RAIOS PARA BAIXA TENSÃO MODELO NLB-Z TIPO FE NLBZ-FE

PÁRA-RAIOS PARA BAIXA TENSÃO MODELO NLB-Z TIPO FE NLBZ-FE PÁRA-RAIOS PARA BAIXA TESÃO MODELO LB-Z TIPO FE LBZ-FE REVISÃO - R04 DATA - 26/09/2006 PAGIA - 1 de 10 PÁRA-RAIOS PARA BAIXA TESÃO MODELO LB-Z TIPO FE PÁRA-RAIOS LB-Z FE Invólucro em material termoplástico,

Leia mais

Análise no domínio dos tempos de sistemas representados no Espaço dos Estados

Análise no domínio dos tempos de sistemas representados no Espaço dos Estados MEEC Mestrado em Egeharia Electrotécica e de Computadores MCSDI Guião do trabalho laboratorial º 3 Aálise o domíio dos tempos de sistemas represetados o Espaço dos Estados Aálise o domíio dos tempos de

Leia mais

Monitoração e Diagnósticos de Pára-Raios a ZnO

Monitoração e Diagnósticos de Pára-Raios a ZnO 70 IEEE LATIN AMERICA TRANSACTIONS, VOL. 4, NO. 3, MAY 006 Moitoração e Diagósticos de Pára-Raios a ZO E. T. Waderley Neto, E. G. da Costa, R. T de Souza, E. C. T de Macedo, UFCG. M. J. A. Maia, Chesf.

Leia mais

ESTUDO DE SELETIVIDADE DAS PROTEÇÕES DE SOBRECORRENTE DE UM SISTEMA ELÉTRICO

ESTUDO DE SELETIVIDADE DAS PROTEÇÕES DE SOBRECORRENTE DE UM SISTEMA ELÉTRICO UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAÍBA FACULDADE DE ENGENHARIAS, ARQUITETURA E URBANISMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA / ELETRÔNICA VANESSA FERNANDES NOGUEIRA ORIENTADOR:

Leia mais

www.partnervision.com.br

www.partnervision.com.br www.partervisio.com.br SERVIÇOS E SUPORTE PROCESSOS E INICIATIVAS PRODUTOS DE SOFTWARE SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA Software para o Desevolvimeto de Coteúdo e Processos Para Otimizar o Desevolvimeto de Produtos

Leia mais

Robusta. Flexível. A HMi muda a forma como você faz interface.

Robusta. Flexível. A HMi muda a forma como você faz interface. Interface de operação HMi Robusta. Flexível. A HMi muda a forma como você faz interface. A Eaton é líder global em tecnologia de componentes e sistemas elétricos para qualidade, distribuição e controle

Leia mais

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST Sistema Computacioal para Medidas de Posição - FATEST Deise Deolido Silva, Mauricio Duarte, Reata Ueo Sales, Guilherme Maia da Silva Faculdade de Tecologia de Garça FATEC deisedeolido@hotmail.com, maur.duarte@gmail.com,

Leia mais

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório Um armazeameto de amostra completo e rastreável para o seu laboratório LIVRETO Armazeameto de Amostra, Mauseio e Gestão PRODUÇÃO NA HOLANDA E NOS ESTADOS UNIDOS MOLDE POR INJEÇÃO E MONTAGEM EM SALA LIMPA

Leia mais

PLANEJAMENTO DE CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO A PARTIR DA ANÁLISE DO NÍVEL DE SERVIÇO E DA CAPACIDADE PRODUTIVA

PLANEJAMENTO DE CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO A PARTIR DA ANÁLISE DO NÍVEL DE SERVIÇO E DA CAPACIDADE PRODUTIVA PLANEJAMENTO DE CENTRAIS DE DISTRIBUIÇÃO A PARTIR DA ANÁLISE DO NÍVEL DE SERVIÇO E DA CAPACIDADE PRODUTIVA Taylor Motedo Machado Uiversidade de Brasília/Mestrado em Trasportes Campus Uiversitário - SG-12,

Leia mais

Programa de Formação Técnica Continuada. Proteção Diferencial

Programa de Formação Técnica Continuada. Proteção Diferencial Programa de Formação Técica Cotiuada Proteção Diferecial Ídice 1.0 O choque elétrico 1.1 Itrodução...1 1.2 As estatísticas técicas e médicas...1 1.3 Termiologia...2 1.4 Os limites de sesibilidade e suportabilidade...2

Leia mais

MAK 3003 Sampling Stand Alone

MAK 3003 Sampling Stand Alone MAK 3003 Samplig Stad Aloe Service maual SA 121108 BARTEC BENKE GmbH Schulstraße 30 D-94239 Gotteszell Telefoe +49(0)9929)-301-0 Fax +49(0)9929)-301-112 E-mail: gotteszell@bartec-beke.de Iteret: www.bartec-beke.de

Leia mais

Unidade V - Desempenho de Sistemas de Controle com Retroação

Unidade V - Desempenho de Sistemas de Controle com Retroação Uidade V - Desempeho de Sistemas de Cotrole com Retroação Itrodução; Siais de etrada para Teste; Desempeho de um Sistemas de Seguda Ordem; Efeitos de um Terceiro Pólo e de um Zero a Resposta Sistemas de

Leia mais

PG Progressão Geométrica

PG Progressão Geométrica PG Progressão Geométrica 1. (Uel 014) Amalio Shchams é o ome cietífico de uma espécie rara de plata, típica do oroeste do cotiete africao. O caule dessa plata é composto por colmos, cujas características

Leia mais

17,5kV P/V-17 Painel de Distribuição CA em Caixa Metálica. MSA CONTROL Indústria Elétrica Ltda.

17,5kV P/V-17 Painel de Distribuição CA em Caixa Metálica. MSA CONTROL Indústria Elétrica Ltda. GE Energy Management Industrial Solutions MSA CONTROL - (11) 3961-1171 - comercial@msacontrol.com.br Gear 17,5kV P/V-17 Painel de Distribuição CA em Caixa Metálica MSA CONTROL Indústria Elétrica Ltda.

Leia mais

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo.

a taxa de juros i está expressa na forma unitária; o período de tempo n e a taxa de juros i devem estar na mesma unidade de tempo. UFSC CFM DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MTM 5151 MATEMÁTICA FINACEIRA I PROF. FERNANDO GUERRA. UNIDADE 3 JUROS COMPOSTOS Capitalização composta. É aquela em que a taxa de juros icide sempre sobre o capital

Leia mais

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade Caledário de ispecções em Mauteção Prevetiva Codicioada com base a Fiabilidade Rui Assis Faculdade de Egeharia da Uiversidade Católica Portuguesa Rio de Mouro, Portugal rassis@rassis.com http://www.rassis.com

Leia mais

Capítulo 2 Análise Descritiva e Exploratória de Dados

Capítulo 2 Análise Descritiva e Exploratória de Dados UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS C E N T R O D E C I Ê N C I A S E X A T A S E D E T E C N O L O G I A D E P A R T A M E N T O D E E S T A T Í S T I C A INTRODUÇÃO AO PLANEJAMENTO E ANÁLISE ESTATÍSTICA

Leia mais

REALOCAÇÃO DE CABINAS POLICIAS NOS BAIRROS DE LEBLON E IPANEMA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO - RJ

REALOCAÇÃO DE CABINAS POLICIAS NOS BAIRROS DE LEBLON E IPANEMA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO - RJ REALOCAÇÃO DE CABINAS POLICIAS NOS BAIRROS DE LEBLON E IPANEMA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO - RJ Jea Eduardo Glazar Mestrado do Programa de Egeharia de Produção - COPPE / UFRJ. ea@pep.ufr.br Herique Meirelles

Leia mais

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w Ifluêcia do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimetos a determiação de,w iogo M. R. Mateus CONTRAruído Acústica e Cotrolo de Ruído, Al. If.. Pedro, Nº 74-1º C, 3030 396 Coimbra Tel.: 239 403 666;

Leia mais

FLUXO DE CARGA CONTINUADO CONSIDERANDO O CONTROLE DE INTERCÂMBIO ENTRE ÁREAS

FLUXO DE CARGA CONTINUADO CONSIDERANDO O CONTROLE DE INTERCÂMBIO ENTRE ÁREAS Aais do XIX Cogresso Brasileiro de Automática, CBA 2012. FLUXO DE CARA CONTINUADO CONSIDERANDO O CONTROLE DE INTERCÂMBIO ENTRE ÁREAS HEBERT AILA CARHUALLANQUI, DILSON AMANCIO ALES LASEP, DEE, UNESP Av.

Leia mais

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO X GRUPO DE ESTUDO DE SOBRETENSÕES E COORDENAÇÃO DE ISOLAMENTO GSC

SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO X GRUPO DE ESTUDO DE SOBRETENSÕES E COORDENAÇÃO DE ISOLAMENTO GSC SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GSC 30 14 a 17 Outubro de 2007 Rio de Jaeiro - RJ GRUPO X GRUPO DE ESTUDO DE SOBRETENSÕES E COORDENAÇÃO DE ISOLAMENTO GSC ESTUDOS

Leia mais

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA Edso Talamii CEPAN, Uiversidade Federal do Rio Grade do Sul, Av. João Pessoa, 3,

Leia mais

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso Detecção de Perdas com WaterGEMS usado AG - Case de Sucesso Ego. Jua Carlos Gutiérrez, M.Sc. Regioal Egieer - Water ad Wastewater Solutios Jua.Gutierrez@Betley.com Problema Mudial: cotrole e redução de

Leia mais

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem

Modelando o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Aprendizagem 1 Modelado o Tempo de Execução de Tarefas em Projetos: uma Aplicação das Curvas de Apredizagem RESUMO Este documeto aborda a modelagem do tempo de execução de tarefas em projetos, ode a tomada de decisão

Leia mais

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 60 Sumário CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 5.1. Itrodução... 62 5.2. Tabelas de trasição dos flip-flops... 63 5.2.1. Tabela de trasição do flip-flop JK... 63 5.2.2. Tabela de

Leia mais

QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO

QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO QUALIDADE APLICADA EM LABORATÓRIO DE METROLOGIA: INCERTEZA DE MEDIÇÃO EM BLOCOS PADRÃO Dr. Olívio Novaski Uiversidade Estadual de Campias - UNICAMP - DEF CP 6122 CEP 13083-970 CAMPINAS - SP - BRASIL MSc.

Leia mais

Suporte e Consultoria. KuboIC. Suporte Avançado

Suporte e Consultoria. KuboIC. Suporte Avançado Suporte e Cosultoria A KuboIT é uma empresa de serviços que atua o mercado acioal e iteracioal de seguraça da iformação. A KuboIT foi formada com base as ecessidades das pequeas, médias e grades empresas

Leia mais

Aplicação da Norma IEEE std 551-2006 no Dimensionamento de Disjuntores de Baixa Tensão

Aplicação da Norma IEEE std 551-2006 no Dimensionamento de Disjuntores de Baixa Tensão Aplicação da Norma IEEE std 551-2006 no Dimensionamento de Disjuntores de Baixa Tensão Fernando A. Grigoletto GQEE - Grupo de Estudos da Qualidade da Energia Elétrica UNIFEI - Universidade Federal de Itajubá

Leia mais

VBWK Módulo de Entrada em MT para Instalações em Alvenaria. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

VBWK Módulo de Entrada em MT para Instalações em Alvenaria. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas VBWK Módulo de Entrada em MT para Instalações em Alvenaria Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Solução Integrada para Instalações em Alvenaria O kit de entrada em média tensão VBWK

Leia mais

PAINÉIS COMPACTOS DE MÉDIA TENSÃO SÉRIE BEPAC MINISYS

PAINÉIS COMPACTOS DE MÉDIA TENSÃO SÉRIE BEPAC MINISYS PAINÉIS COMPACTOS DE MÉDIA TENSÃO SÉRIE BEPAC MINISYS IND. E COM. S./A MATRIZ Rua Cantagalo, 2187-03319-901 - Tatuapé - São Paulo - SP Fone: (011) 2942-4500 - Fax: (011) 2294-9371 - ligação gratuíta -

Leia mais

Usina de Inovações Brasil Novembro 2008 SIPLUX E SIVACON S4

Usina de Inovações Brasil Novembro 2008 SIPLUX E SIVACON S4 Usina de Inovações Brasil Novembro 2008 SIPLUX E SIVACON S4 Painéis de distribuição e Centro de Controle de Motores para todas as aplicações em Baixa Tensão. O que se espera de um painel de Baixa tensão?

Leia mais