Guia de Utilização. emeg - Avaliação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Utilização. emeg - Avaliação"

Transcrição

1 Guia de Utilização emeg - Avaliação

2 O GUIA

3 O Guia Este guia foi desenvolvido para auxiliar na utilização do software emeg dentro do processo de avaliação de Prêmios que utilizam o MEG Modelo de Excelência em Gestão como base. O guia tem como alvo todos os envolvidos no processo de avaliação (Examinador Sênior e Examinador). IMPORTANTE: Verifique no início de cada tópico a qual destes papéis se refere a explicação. Boa Leitura!

4 INFORMAÇÕES PRELIMINARES

5 CÓPIA DE SEGURANÇA

6 A Cópia de Segurança A cópia de segurança é um arquivo que contém todas as informações da avaliação feita. Este arquivo é gerado diretamente pelo software e somente poderá ser lido por ele, sendo que para restauração deverá estar autenticado com o examinador da própria avaliação.nunca muda a extensão do arquivo. Aconselha-se que a cópia de segurança seja gerada sempre que um item de uma etapa seja concluído, pois, caso haja algum problema com o próximo item, é possível retornar a avaliação para o item anterior.

7 Utilizando a opção cópia de Segurança Para utilizar a opção de cópia de segurança da avaliação, selecione a opção existente.

8 Utilizando a opção cópia de Segurança Para criar uma cópia de segurança, escolha a opção Salvar Avaliação. Escolha o local que deseja salvar o arquivo e confirme. Para restaurar uma cópia de segurança, escolha a opção Recuperar Avaliação. Selecione o arquivo que deseja restaurar e confirme. Lembre-se que ao restaurar uma cópia de segurança, os dados anteriores são automaticamente substituídos. A extensão do arquivo de segurança sempre é.bava e nunca deverá ser renomeada.

9 TROCA DE ARQUIVOS

10 Troca de Arquivos A troca de arquivos ocorre diversas vezes durante a utilização do software no processo de avaliação. O objetivo destes eventos é proporcionar uma comunicação entre os examinadores, integrando os comentários da avaliação individual de cada um.. Os arquivos gerados seguem uma nomenclatura padrão para cada item da etapa: nome_identificação do examinador.. A extensão padrão dos arquivos de troca é.aex. Não altere a extensão nem o nome padrão do arquivo Os arquivos gerados poderão ser lidos somente pelo software emeg.

11 Agregando Arquivos Sempre que houver a agregação de arquivo, a mesma deverá ocorrer da seguinte forma: Selecione o arquivo para agregação e confirme. Confirme a operação e aguarde a agregação terminar.

12 Gravando Arquivos Sempre que houver a gravação de arquivo, a mesma deverá ocorrer da seguinte forma: Confirme a operação.. Escolha o local desejado e confirme. Aguarde até a finalização do Processo.

13 EXPORTANDO OS RELATÓRIOS

14 Exportando os Relatórios É possível exportar os relatórios gerados para formato PDF e Excel. Para realizar esta operação selecione o local desejado..

15 ITENS OFF-LINE

16 Itens Off-line Existem itens nas Etapas da avaliação que serão executados offline, ou seja, fora do contexto de utilização do sistema. O sistema indicará os itens onde o processo deverá ocorrer fora do sistema (off-line), ampliando a visibilidade no controle do processo. ) e ao selecioná- Os itens off-line são indicados pelo símbolo ( los, uma mensagem informativa será exibida.

17 UTILIZANDO O SOFTWARE

18 ACESSANDO O SOFTWARE

19 Acessando o Software Para acessar o software emeg, informe o número de examinador, senha e número da candidata contida na carta de designação. Cuidado com as letras maiúsculas e minúsculas!

20 Primeiro Acesso No primeiro acesso, serão solicitados dados cadastrais da Empresa Candidata e do Examinador. Informe o nome da candidata que será avaliada Informe seus dados para identificação Verifique o Identificador da Candidata, caso esteja errado comunique imediatamente os gestores do Prêmio

21 ETAPA I ANÁLISE DO RELATÓRIO DA GESTÃO

22 Iniciando a avaliação Os itens da etapa seguem uma determinada lógica e devem ser executados na ordem em que aparecem. Etapa 1

23 Estudo do Relatório Etapa 1 Este item ocorre off-line. Os examinadores da banca deverão analisar o relatório de Gestão da Candidata.

24 Comentários Individuais Para produção de comentários e pontuações individuais, selecione esta opção. Etapa 1

25 Comentários Individuais Filtros dos itens dos critérios 2. Filtros de critérios 3. Filtros de marcadores a) PV Ponto de verificação b) VV Verificar Visita c) Exibir notas de PV d) Sinalizadores(-, --, +, ++). Etapa 1 Sempre verifique os filtros da avaliação.

26 Comentários Individuais Selecionando os filtros desejados, será apresentada a tela abaixo:. Etapa 1 Selecione Adicionar Comentários para iniciar a produção da avaliação.

27 Produzindo Comentários Selecione Adicionar Comentários para iniciar a produção da avaliação Marcadores a) Seleção de Sinalizadores b) Adeq Adequação c) Proa - Proatividade d) Abra Abrangência e) Cont Continuidade f) Refi Refinamento g) Coer Coerência h) Inte Interrelacionamento i) Coop Cooperação. 2. VV Verificar Visita 3. PV Ponto de Verificação. Etapa 1 Verifique se o critério selecionado corresponde ao comentário produzido.

28 Produzindo Comentários Após a produção do comentário:. Etapa 1

29 Comentários Resumidos A tela abaixo apresenta um resumo de todos os comentário.. Etapa 1 Para edição do comentário, clique sobre o resumo do mesmo.

30 Pontuação. Etapa 1

31 Pontuação Para realização da pontuação do critério selecionado, marque a porcentagem dos subfatores escolhendo entre as opções de 0% a 100%. Etapa 1 Devido algumas mudanças nos Critérios de Excelência, algumas faixas de pontuação não estão habilitadas.

32 Pontuação Individual Para marcar a pontuação individual selecione o botão Pontuação Individual indicado na figura.. Etapa 1

33 Pontuação Individual Esta tela apresenta uma visão geral das pontuações de cada critério avaliado. Impressão de Pontuação Individual Etapa 1 Para pontuar um critério, selecione a partir da lista, clicando duas vezes sobre o item desejado.

34 Impressão de Relatório de Comentários Etapa 1

35 Impressão de Relatório de Comentários Seleção para impressão de relatório Etapa 1 A impressão do relatório somente ocorrerá se todos os critérios já avaliados estiverem pontuados.

36 Geração de Arquivo de Comentário Individual Examinador Etapa 1 Para o examinador, a geração de arquivo de comentários individuais corresponde ao item 3 da primeira etapa

37 Agregação de Comentários Individuais Examinador Sênior Nesta etapa o Examinador Sênior deverá agregar todos os arquivos de comentários individuais dos examinadores. Etapa 1 Os arquivos a serem agregados deverão possuir a extensão.aex

38 Gravação dos Comentários Individuais Agregados Examinador Sênior Após a agregação de todos os dados dos examinadores, deverá ser gerado um novo arquivo, com todos os comentários agregados, para envio aos examinadores. Etapa 1 A gravação deverá ocorrer da mesma forma já descrita e o arquivo deve ser enviado a todos os examinadores

39 Recebimento de Arquivo de Comentários Agregados Examinador Após o recebimento do arquivo agregado pelo examinador, a importação de todos os comentários deverá ocorrer no item 4 da etapa 1. Etapa 1

40 Ajuste da Pontuação Individual Com todos os comentários da Banca agregados, poderão ser feitas comparações e ajustes nos comentários feitos. Etapa 1 Cada Examinador poderá alterar somente os Comentários e Pontuação feitos por ele mesmo

41 Ajuste da Pontuação Individual Aparecerão todos os comentários feitos pela banca, identificados por cores e pelas iniciais de cada examinador. Etapa 1 Para alteração nos comentários e pontuações, utilize as opções da mesma forma utilizada na produção dos comentários.

42 Relatório de Comparação Seleção de critérios para geração de relatórios O relatório gerado apresenta uma comparação entre os comentários dos examinadores da banca. Etapa 1

43 Gravação de Arquivos Comentários Ajustados Examinador Após o ajuste dos comentários, deverá gerar o arquivo de comentários e pontuações ajustadas para envio ao Examinador Sênior Etapa 1

44 Agregação de Comentários Ajustados Nesta etapa o Examinador Sênior deverá agregar todos os arquivos de comentários ajustados dos examinadores. Examinador Sênior Etapa 1 O s arquivos a serem agregados deverão possuir a extensão.aex

45 Envio de Dados para FNQ O envio dos comentários da banca examinadora são enviados a FNQ para agregar a base de conhecimento já existente. Examinador Sênior Etapa 1 O envio dos dados para a FNQ é de grande importância. Necessário Internet.

46 Gravação de Arquivo para Depuração Após o envio para a FNQ, será gerado um novo arquivo para envio aos examinadores depurarem a Avaliação. Examinador Sênior Etapa 1

47 Recebimento de Arquivo para Depuração Examinador Após o recebimento do Arquivo do examinador Sênior, o mesmo deverá ser agregado ao sistema para continuidade do processo. Etapa 1

48 Depuração dos Comentários Redundantes Cada examinador deverá realizar a depuração de comentários redundantes, sendo que deverão respeitar os comentários dos critérios que foram designados. A designação deverá vir do Examinador Sênior e todos da Banca deverão respeitar e depurar somente os itens que houve designação. Etapa 1

49 Depuração dos Comentários Redundantes Serão exibidos todos os comentários da avaliação, sendo que cada examinador deverá realizar a depuração, selecionando uma das opções existentes. Etapa 1 Neste item é possível alterar todos os comentários existentes. Para isto para selecionar o comentário desejado.

50 Depuração dos Comentários Redundantes Para mudar o status do comentário, basta mudar o campo de seleção. É possível realizar esta alteração tanto no detalhe do comentário, como também o próprio comentário e marcadores. Etapa 1

51 Visualizando Comentários Resumidos Nesta Visualização, pode-se ter um apanhado geral da situação dos comentário. Existe também uma opção para visualização dos comentários completos. Etapa 1

52 Relatório de Comentários Individuais Depurados Verifique todos os filtros antes de solicitar o relatório Etapa 1

53 Gravação de dados de Comentários depurados Examinador Após a depuração dos comentários designados, o examinador deverá gerar um arquivo para agregação do examinador sênior. Etapa 1

54 Integração de Comentários depurados Examinador Sênior Nesta etapa, deverão ser integrados os arquivos dos comentários depurados pelos examinadores. Etapa 1

55 Integração de Comentários depurados Examinador Sênior Após a escolha do arquivo a ser importando pelo sistema, será apresentada a seguinte tela: Selecione os critérios que correspondem aos comentários que foram depurados pelo examinador cujo arquivo está sendo importado. Etapa 1 Tenha cuidado na seleção dos critérios, pois o sistema considerará sempre o ultimo arquivo que foi importado

56 Geração de Relatório de Avaliação Depurado Examinador Sênior Neste item o examinador sênior poderá gerar um relatório de avaliação com os comentários depurados pela banca examinadora. Etapa 1

57 Geração de Relatório de Avaliação Depurado Examinador Sênior Verifique todos os filtros antes de solicitar o relatório Etapa 1

58 Geração de Relatório de Preparação de Consenso Virtual Examinador Sênior Para auxiliar no consenso virtual, o examinador sênior poderá gerar um relatório com as pontuações de todos os examinadores separadas por subfator Etapa 1

59 Geração de Relatório de Preparação de Consenso Virtual Examinador Sênior Ordene conforme desejar através dos filtros. Etapa 1

60 Realização de Ciclo de Alinhamento Examinador Sênior Etapa 1 Este item ocorre off-line. Lembrete para envio do de alinhamento para a banca examinadora contendo o relatório de preparação de consenso virtual.

61 Realização de Reunião de Consenso Virtual Examinador Sênior Etapa 1 Este item ocorre off-line. Realização do Consenso Virtual com os examinadores para alinhamento das notas.

62 Registro de Notas de Consenso Virtual Examinador Sênior Nesta opção poderão ser registradas as notas de consenso virtual obtidas após a reunião realizada com a banca examinadora Etapa 1

63 Registro de Notas de Consenso Virtual Examinador Sênior A pontuação e comentários de consenso virtual são realizados selecionando o critérios desejado. Média média da pontuação da Banca Examinadora Mediana mediana da pontuação da Banca Examinadora Variação Variação das pontuações da Banca Examinadora %Cons pontuação obtida em consenso Etapa 1

64 Registro de Notas de Consenso Virtual Examinador Sênior A pontuação de consenso virtual ocorre da mesma forma que a pontuação dos comentários individuais. Após a pontuação, nesta tela poderá ser registrado a discussão do consenso virtual. Etapa 1

65 Envio de Notas de Consenso Virtual para a FNQ Examinador Sênior O envio das notas de consenso virtual é necessários para a avaliação da banca de juízes. Este item é mandatório no processo. Etapa 1 O envio dos dados para a FNQ é de grande importância e é necessário estar conectado a internet..

66 Aguardando designação para Etapa de Visita ou finalizar o RA da Etapa I Examinador Sênior O Examinador deverá aguardar se será designado ou não para a próxima Etapa e, caso não seja designado, deverá devolver o material da candidata examinada. Etapa 1

67 Exportação do Relatório de Avaliação Etapa 1 Examinador Sênior Quando uma candidata é eliminada, o examinador poderá exportar um relatório com todos os comentários depurados para finalizar o RA da empresa.

68 Exportação do Relatório de Avaliação Etapa 1 Examinador Sênior Selecione o filtro desejado para geração do relatório e confirme. O sistema irá gerar um relatório de avaliação no formato Word para finalização.

69 Devolução de material de candidata eliminada para a FNQ. Examinador Sênior Este item ocorre off-line. A banca examinadora deve devolver todo o material recebido para a FNQ.

70 ETAPA DE PRÉ-VISITA REUNIÕES DE CONSENSO

71 Teleconferência de planejamento da visita com a Candidata Examinador Sênior Pré-Visita Este item ocorre off-line. O examinador sênior deverá realizar o planejamento junto com a Candidata.

72 Impressão de relatório para Reunião de Consenso Examinador Sênior Para acompanhamento nas reuniões de consenso, o sistema oferece a opção para impressão dos relatórios. Pré-Visita

73 Impressão de Relatório de Comentários Depurados Examinador Sênior Verifique todos os filtros antes de solicitar o relatório Pré-Visita

74 Impressão de Ranking Examinador Sênior Verifique todos os filtros antes de solicitar o relatório. Verifique também a ordenação desejada. Pré-Visita

75 Condução de Reunião de Consenso Examinador Sênior A condução das reuniões de consenso deverão ocorrer por parte do Examinador Sênior. Esta atividade ocorre off-line, ou seja, fora do sistema. Pré-Visita O Examinador também participa dessa reunião.

76 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Examinador Sênior Neste item, serão registradas as pontuações e discussões obtidas nas reuniões de consenso. Pré-Visita

77 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Examinador Sênior A pontuação e comentários de consenso são realizados selecionando o critérios desejado. Média média da pontuação da Banca Examinadora Mediana mediana da pontuação da Banca Examinadora Variação Variação das pontuações da Banca Examinadora %Cons pontuação obtida em consenso Pré-Visita

78 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Examinador Sênior A pontuação de consenso ocorre da mesma forma da pontuação dos comentários individuais Após a pontuação, existira esta tela para o descrição do consenso. Pré-Visita

79 Relatório de Pontuação de Consenso Examinador Sênior Serão apresentadas todas as pontuações obtidas na reunião de consenso. Pré-Visita

80 Relatório de Percentuais de Consenso Examinador Sênior Serão apresentados todos os percentuais obtidos na reunião de consenso. Pré-Visita

81 Relatório de Discussão de Consenso Examinador Sênior Serão apresentados todos os comentários de discussões obtidos na reunião de consenso. Pré-Visita

82 Relatório de Ranking Examinador Sênior Será apresentado o Ranking das pontuações de consenso. Pré-Visita

83 Relatório de Comentários Individuais Examinador Sênior Verifique todos os filtros antes de solicitar o relatório. Pré-Visita

84 Produção de RA O Examinador Sênior deverá produzir o RA de Consenso nesta etapa. Examinador Sênior Pré-Visita

85 Produção de RA Examinador Sênior Para selecionar um comentário para RA, escolha a opção Sel. RA. Neste momento, os comentários ainda poderão ser depurados. Pré-Visita Ao selecionar o botão Fechar, a seleção de comentários já será salva.

86 Selecionando Comentários pela 2º vez Examinador Sênior Para selecionar ou retirar comentários de RA, após o primeiro acesso, é necessário acessar a opção Selecionar Comentários de RA. Pré-Visita É necessário salvar os comentários após as alterações

87 Relatório de Comentário para RA Examinador Sênior Pré-Visita

88 Envio dos Dados para FNQ Examinador Sênior Neste item, os dados até então trabalhados, poderão ser enviados para a FNQ. Pré-Visita

89 ETAPA DE VISITA VISITA, PÓS- VISITA E CONCLUSÕES FINAIS

90 Cadastro de Locais de Visita Examinador Sênior No início desta Etapa, o Examinador Sênior poderá cadastrar os locais de visita da Candidata. Visita

91 Cadastro de Locais de Visita Examinador Sênior Listagem de Locais de Visita Cadastrados Inclusão de Novo Local de Visita Visita

92 Cadastro de Contatos para Entrevista Examinador Sênior Neste item, o examinador Sênior poderá cadastrar os contatos para visita. Visita

93 Cadastro de Contatos para Entrevista Examinador Sênior Listagem de Contatos para entrevista Novo Contato para entrevista Visita

94 Produção de Ponto de Verificação Examinador Sênior Após o cadastros dos dados de visita pelo Examinador Sênior, deverá ser gerado pontos de verificações para utilização nos locais de visitas. Visita

95 Produção de Ponto de Verificação Examinador Sênior A tela para produção de pontos de verificação é semelhante às telas de comentários já apresentadas neste manual. Fique atento principalmente aos filtros de cada um dos critérios. Visita

96 Produção de Ponto de Verificação Ao selecionar a opção Ponto de Verificação, será apresentada uma tela com a listagem de todos os pontos já existentes. Para um novo Ponto de Verificação, selecione Novo Examinador Sênior Visita Redija o ponto de verificação e escolha os dados da visita a partir da opção Contato

97 Produção de Ponto de Verificação Examinador Sênior Ao selecionar esta opção, serão apresentados os comentários resumidos da avaliação. Verifique que nesta visão existe a opção para acessar os pontos de verificação de cada comentário. Visita

98 Produção de Ponto de Verificação Examinador Sênior Nesta opção, serão exibidos os Pontos de Verificação padrão do sistema. A partir desta exibição, o Examinador Sênior poderá atribuir contatos para verificação em visita, selecionando o Ponto de Verificação desejado. Os contatos disponíveis serão aqueles que foram cadastrados previamente pelo Examinador Sênior. Visita

99 Produção de Ponto de Verificação A impressão de formulário de Pontos de Verificação estará disponível nesta opção. Para imprimir será necessária a seleção de um Examinador. Observe que ao modificar a opção de visualização, os filtros também mudam. Examinador Sênior Visita

100 Produção de Ponto de Verificação Examinador Sênior A impressão de formulário de levantamento de Pontos de Verificação estará disponível nesta opção. Para imprimir, será necessária a seleção de um Examinador e Ponto de Verificação do mesmo. Observe que ao modificar a opção de visualização, os filtros também mudam. Nesta opção, poderá ser definido o tempo, em minutos, para cada Ponto de Verificação na visita. Visita

101 Impressão de Relatórios para Visita Examinador Sênior Nesta opção poderão ser impressos os relatório para utilização durante a visita a Candidata. A utilização dos filtros e impressão ocorrem da mesma forma já apresentada anteriormente. Visita

102 Condução / Participação de Visitas Esta opção ocorre off-line ao sistema, onde o Examinador Sênior deverá conduzir as visitas juntamente com os examinadores, que deverão participar dessa condução. Visita Para o Examinador, este item corresponde ao 1.

103 Condução / Participação de Reunião de Consenso Pós-Visita Esta opção ocorre off-line ao sistema. O Examinador Sênior deverá conduzir a reunião de consenso pós-visita juntamente com os examinadores, que deverão participar da mesma. Visita Para o Examinador, este item corresponde ao 2.

104 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Nesta opção deverão ser registradas as pontuações de cada critério obtidas nas reuniões de Consenso Pós-Visita. Visita

105 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Média média da pontuação da Banca Examinadora Mediana mediana da pontuação da Banca Examinadora Variação Variação das pontuações da Banca Examinadora %Cons pontuação obtida em consenso %Visita pontuação obtida após visita Visita Para realizar a Pontuação em um critério, selecione o mesmo. Verifique que existem informações que foram obtidas em outras reuniões de consenso já realizadas.

106 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Pontue novamente o critério de acordo com o consenso obtido nas reuniões de pósvisita Após a confirmação da pontuação, insira a observação necessária. Visita

107 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Para impressão da Discussão de Consenso de Pós- Visita, selecione esta opção Visita

108 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Selecione esta opção para a impressão da Pontuação de Consenso Pós-Visita. Visita

109 Registro de Pontuação e Discussão de Consenso Pós Visita Examinador Sênior Selecione esta opção para a impressão dos Percentuais de Consenso Pós-Visita Visita

110 Envio de Dados para a FNQ Examinador Sênior Visita Nesta fase, o Examinador Sênior deverá enviar todos os dados de RA final da Candidata à FNQ.

111 Geração do Relatório de Avaliação - Visita Examinador Sênior Visita Neste item, o Examinador Sênior poderá exportar o R.A. - Visita. O relatório será gerado em Word e a banca poderá finalizar o processo a partir dele.

112 Apresentação do Desempenho da Candidata da Reunião de Juízes Examinador Sênior Visita Esta é uma etapa off-line.

113 Devolução de material da Candidata para a FNQ Visita Esta opção deverá ocorrer off-line ao sistema. Todo o material utilizado na avaliação deverá ser devolvido para a FNQ. Para o Examinador, este item corresponde ao item 3.

114 IMPRESSÕES DE GRÁFICOS E RELATÓRIOS

115 Impressões de Gráficos e Relatórios Nesta opção de menu, os examinadores da banca avaliadora poderão imprimir relatórios e visualizar gráficos que poderão auxiliar em todos o processo de avaliação. As opções aqui contidas neste menu já forma apresentadas no decorrer deste manual, pois fazem parte do processo avaliativo.

116 OPÇÕES AUXILIARES E CONFIGURAÇÕES

117 Opções Auxiliares e Configurações Nesta opção de menu, os examinadores terão acesso a funcionalidades auxiliares e algumas configurações do software 3.0

118 Manutenção dos Cadastros de Examinadores Examinador Sênior Nesta opção, o Examinador Sênior poderá alterar os dados dos examinadores da banca e exportar os mesmos para agregação.

119 Manutenção dos Cadastros de Examinadores Examinador Sênior Para editar os dados de um examinador, selecione o desejado nesta lista. Ao selecionar o botão Exportar, será gerado um arquivo para atualização dos dados pelos examinadores.

120 Manutenção dos cadastros de Examinadores Examinador Nesta opção, o Examinador poderá alterar seus dados pessoais e agregar as alterações realizadas pelo Sênior.

121 Manutenção dos cadastros de Examinadores Examinador Altere os dados necessários e salve. Para importar o arquivo enviado pelo Examinador Sênior, escolha a opção Importar Examinadores

122 Atualização do tempo de trabalho Off-Line Nesta opção os examinadores poderão atualizar o tempo de trabalho offline no processo de avaliação. Esta informação é importante para fins de métricas.

123 Totais Gerais Nesta opção, os examinadores poderão visualizar os totais gerais de suas avaliações, como quantidade de comentários realizados, horas online no software etc.

124 Etapas da Avaliação Examinador Sênior Nesta opção, o Examinador Sênior poderá informar se a Candidata de sua avaliação foi eliminada ou está na fase de pós-visita.

125 Gerenciamento de Arquivos Recebidos Examinador Sênior Nesta opção, o Examinador Sênior poderá verificar quais arquivos sua avaliação recebeu dos examinadores.

126 Informações da Avaliação Esta opção exibe as informações da avaliação que está em andamento.

127 Configurar Proxy Nesta opção, os examinadores poderão realizar configurações de proxy caso as mesmas sejam necessárias. Estas configurações são utilizadas para o envio dos dados para a FNQ, que necessita de acesso a internet.

128 Configurar Proxy Caso seja necessária estas informações, insira as mesmas nos campos destinados. Caso esteja utilizando uma rede que necessita destes dados, verifique com o responsável pela administração da mesma.

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013

Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Principais Novidades Abril/2013 a Junho/2013 Sumário 1. Ambiente Group Shopping... 3 2. Alteração na Tela de Contratos e Controle de Edições... 7 3. Propagação de Contratos... 10 4. Configuração de Impressora

Leia mais

www.siteware.com.br Versão 2.6

www.siteware.com.br Versão 2.6 www.siteware.com.br Versão 2.6 Sumário Apresentação... 4 Login no PortalSIM... 4 Manutenção... 5 Unidades... 5 Unidades... 5 Grupos de CCQ... 5 Grupos de unidades... 6 Tipos de unidades... 6 Sistema de

Leia mais

Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no

Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no Backup (cópia de segurança) e restauração de informações no Pag.2 Backup (cópia de segurança) Após acessar a Intranet da Unimep, para abrir o Ambiente Virtual de Aprendizagem-Moodle, clique sobre seu link

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO

SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Macaé, Outubro de 2010 SECTEC / COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO Página 1 de 38 Controle de Revisões Data Comentário Responsável 01/10/2010 Revisão e correção de texto Marcos Lemos 01/10/2010 Correção

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.

ACESSAR O SISCONV. O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov. ACESSAR O SISCONV O ACESSO AO SISCONV É EFETUADO A PARTIR DO LOGIN NO SITE DO CBMDF PELO USUÁRIO CADASTRADO: https://www.cbm.df.gov.br/ TELA PARA LOGIN CLICAR NO BOTÃO VIATURAS SERÁ DIRECIONADO PARA TELA

Leia mais

Manual NOV - PDV. Versão 1.0

Manual NOV - PDV. Versão 1.0 Manual NOV - PDV Versão 1.0 Sumário 01 Captura de Nota Fiscal...3 02 Remessa de Entrada...6 03 Remessa de Saída......9 04 Pedido Normal...12 05 Pedido Especial...16 06 Nota Fiscal Avulsa...18 07 Controle

Leia mais

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

WORD. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 WORD Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 WORD Mala direta Cartas Modelo Mesclar Etiquetas de endereçamento Formulários Barra

Leia mais

Moodle - CEAD Manual do Estudante

Moodle - CEAD Manual do Estudante Moodle - CEAD Manual do Estudante Índice Introdução 3 Acessando o Ambiente 4 Acessando o Curso 5 Navegando no Ambiente do Curso 5 Box Participantes 5 Box Atividades 5 Box Buscar nos Fóruns 5 Box Administração

Leia mais

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42

Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4. Agenda Online... 10. Reservas de Salas... 26. Tarefas... 42 Sumário: Fluxo Operacional... 3 Contatos... 4 Passo a passo para visualização de contatos... 5 Passo a passo para filtragem da lista de contatos... 6 Como ordenar a lista de contatos... 7 Como gerar uma

Leia mais

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual

Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Este arquivo está disponível em: http://www.unesc.net/diario/manual Diário On-line Apresentação ----------------------------------------------------------------------------------------- 5 Requisitos Básicos

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp

Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp 1 2 Passo a Passo Créditos Adicionais Digite o endereço no seu navegador de internet: www.spmd.maceio.al.gov.br/sisplagem/asp Para acessar ao sistema DIGITE CPF E SENHA. Clique em ENVIAR para entrar. Depois

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização DIGITAÇÃO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Supervisão de Licitações Índice 1. Instalação do Programa 2. Utilização do Digitação de Propostas 2.1. Importar um arquivo 2.2. Realizar

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital

Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Passo a Passo na Ferramenta Inventários no SIGLA Digital Inventários Página 1 de 6 Utilizado para fazer o inventário de todos os produtos cadastrados no sistema SIGLA Digital 1 Começando o Cadastro 11

Leia mais

Manual do Usuário ZKPatrol1.0

Manual do Usuário ZKPatrol1.0 Manual do Usuário ZKPatrol1.0 SOFTWARE Sumário 1 Introdução de Funções... 3 1.2 Operação Básica... 4 1.3 Seleção de idioma... 4 2 Gerenciamento do Sistema... 5 2.1 Entrar no sistema... 5 2.2 Sair do Sistema...

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2

Manual de Utilização COPAMAIL. Zimbra Versão 8.0.2 Manual de Utilização COPAMAIL Zimbra Versão 8.0.2 Sumário ACESSANDO O EMAIL... 1 ESCREVENDO MENSAGENS E ANEXANDO ARQUIVOS... 1 ADICIONANDO CONTATOS... 4 ADICIONANDO GRUPOS DE CONTATOS... 6 ADICIONANDO

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais

Manual Projudi Perfil Promotor Juizados Especiais Acesso: Manual Projudi Perfil Promotor PERFIL PROMOTOR Informar nome do Usuário e Senha de acesso ao sistema. 1 O promotor deve clicar na promotoria em que estiver habilitado 2 Área do Promotor: Nesta

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral

Índice. Manual Backup Online. 03 Capítulo 1: Visão Geral Índice 03 Capítulo 1: Visão Geral 04 Capítulo 2: Conta de Usuário 04 Criação 08 Edição 09 Grupo de Usuários 10 Informações da Conta 12 Capítulo 3: Download do Backup Online Embratel 16 Capítulo 4: Cópia

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos

American Express @ Work Guia de Primeiros Passos American Express @ Work Guia de Primeiros Passos Utilize o American Express @ Work para gerenciar a Conta do Associado e da sua Empresa, realizar manutenções nas Contas, acessar Relatórios de forma rápida,

Leia mais

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Atenção: Os requerimentos de segunda oportunidade, matrícula em disciplina, rematrícula, matrícula em dependência e trabalhos orientados só poderão ser abertos

Leia mais

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha!

INTRODUÇÃO. A Claireconference agradece pela escolha! 1 ÍNDICE 1. IMPLEMENTAÇÃO 4 1.1 PAINEL DE CONTROLE 4 1.1.1 SENHA 4 1.1.2 CRIAÇÃO DE USUÁRIOS DO LYNC 5 1.1.3 REDEFINIR SENHA 7 1.1.4 COMPRAR COMPLEMENTOS 9 1.1.5 UPGRADE E DOWNGRADE 10 1.1.5.1 UPGRADE

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata

MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL. Teledata MANUAL DO SISTEMA GT WEB CALL Teledata Indíce analítico 1. Prefácio...3 2. Funcionalidades...3 3. Abrir chamados...7 4. Atribuir chamados...9 5. Consultar chamados...10 6. Fechar chamados...12 7. Relatórios...15

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIFAP MACAPÁ-AP 2013 S U M Á R I O 1 Tela de Login...2 2 Acessando ao submenu cadastro de avaliação

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma

Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma Manual de Instalação e Utilização do Pedido Eletrônico Gauchafarma 1. INSTALAÇÃO Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Empari Sistemas www.empari.com.br

MANUAL DO USUÁRIO. Empari Sistemas www.empari.com.br MANUAL DO USUÁRIO Empari Sistemas www.empari.com.br Sumário Instalação... 2 Primeira Configuração... 5 Período de experimentação... 8 Configurar Busca de Licitações... 9 Tela de Configuração do LicitaPlus+...

Leia mais

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências...

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências... Índice Introdução OAB Online............................................ 4 Sistema OAB On-line Acesso ao Sistema........................................ 9 Publicações............................................

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

DECLARAÇÕES DE PRODUTO

DECLARAÇÕES DE PRODUTO CERTIFICADO DE ORIGEM ON LINE FIERGS MANUAL DE OPERAÇÕES DECLARAÇÕES DE PRODUTO Inovação tecnológica através do uso de Ferramenta de WEB para maximização da qualidade e eficiência no atendimento, com redução

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Manual do Assinador de Documentos

Manual do Assinador de Documentos Manual do Usuário Manual do Assinador de Documentos PROJUDI Template Versão 1.1 SUMÁRIO 1. Requisitos Básicos... 3 2. Atualizar a Versão do Java... 3 2.1 Adicionar Site à Lista de Exceções... 10 3. Baixar

Leia mais

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores

Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores Manual UNICURITIBA VIRTUAL para Professores 1 2 2015 Sumário 1 Texto introdutório... 3 2 Como Acessar o UNICURITIBA VIRTUAL... 3 3 Tela inicial após login... 3 3.1) Foto do perfil... 4 3.2) Campo de busca...

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1

MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento. Toledo PR. Versão 2.0 - Atualização 26/01/2009 Depto de TI - FASUL Página 1 MANUAL DO USUÁRIO SORE Sistema Online de Reservas de Equipamento Toledo PR Página 1 INDICE 1. O QUE É O SORE...3 2. COMO ACESSAR O SORE... 4 2.1. Obtendo um Usuário e Senha... 4 2.2. Acessando o SORE pelo

Leia mais

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes.

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Manual do MySuite O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Esta ferramenta visa agilizar e priorizar o suporte técnico, criando um canal de interatividade no

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

Importação de Itens através de Planilha de Dados

Importação de Itens através de Planilha de Dados Importação de Itens através de Planilha de Dados Introdução Ao possuir uma planilha com dados de itens que podem ser cadastrados ou atualizados no sistema, é possível efetuar a importação da mesma após

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

Manual de Operações Básicas. Thiago Passamani

Manual de Operações Básicas. Thiago Passamani Manual de Operações Básicas Thiago Passamani 1 - Entrando e saindo do sistema O Zimbra Suíte de Colaboração é um software de correio eletrônico open source com suporte para e-mail, contatos, calendário

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções

Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Cadastro Avaliação 2013 Manual de Instruções Manual de instruções Cadastro Avaliação 2013 Caro Usuário, Este manual contém todas as instruções necessárias para preenchimento dos dados de sua escola e alunos.

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Utilização e filtros e visualização de informações em listagem ordens de serviço SUMÁRIO Área do Cliente... 2 ACESSANDO O DATASERVICE... 2 MÓDULO 01 ORDEM DE SERVIÇO... 3 Visão Geral...

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação OBJETIVO Formalizar o processo de utilização do Sistema Web de Acesso aos Procedimentos da Qualidade disponibilizado no site http://www.sandregas.com.br ABRANGÊNCIA Destina-se a todos os colaboradores

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Sistema on-line Sistema on-line O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de

Leia mais

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO

BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO Envio de Remessas Online BEM VINDOS AO DHL WEB SHIPPING GUIA DE USO webshipping.dhl.com ACESSE O DHL WEB SHIPPING DE QUALQUER LUGAR DO MUNDO. Ideal para qualquer empresa com acesso à internet, o DHL Web

Leia mais

Nova Central de Atendimento Logicorp

Nova Central de Atendimento Logicorp 1. INICIAR O NAVEGADOR DE INTERNET Acessar a página da Logicorp no link: http://www.logicorp.net.br/index.html 2. ACESSANDO A ÁREA DE ATENDIMENTO DO NOSSO SITE Na parte superior clique em Atendimento.

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015

REMOÇÃO 2015 Versão 10/04/2015 Versão 10/04/2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 ACESSANDO O SISTEMA... 04 CONSULTA DE VAGAS... 06 CRIAR SOLICITAÇÃO PARA REMOÇÃO 2015... 09 PREENCHENDO A COMARCA/FORO... 10 ALTERANDO A SOLICITAÇÃO CADASTRADA...

Leia mais

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital

Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Página 1 de 7 Passo a Passo do Checkout no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Utilizado para vendas no balcão por ser uma venda rápida, mais simples, onde não é necessário

Leia mais

Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE

Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA FERRAMENTA OFFICE ONLINE WORD ONLINE EXCEL ONLINE POWER POINT ONLINE Página 2 Sumário Como começar usar?... 03 Iniciando o uso do OneDrive.... 04 Carregar ou Enviar os

Leia mais

Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web

Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO - UFMA NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI GERÊNCIA DE REDES - GEREDES Webmail UFMA Tutorial de Operações Básicas do Usuário Cliente Web São Luís 2014 1. INICIANDO...

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb

Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Dezembro/2012 2 Manual de Utilização das Funções Básicas do Sistema ClinicWeb Sumário de Informações do Documento Título do Documento: Resumo:

Leia mais

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24 Página 1 de 24 SISTEMA DE CALENDÁRIO ESCOLAR O Sistema de Calendário Escolar é a primeira etapa de uma grande evolução que ocorrerá nos sistemas de informatização da Secretaria de Estado da Educação. As

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal.

A barra de menu a direita possibilita efetuar login/logout do sistema e também voltar para a página principal. MANUAL DO SISCOOP Sumário 1 Menu de Navegação... 3 2 Gerenciar País... 5 3- Gerenciamento de Registro... 8 3.1 Adicionar um registro... 8 3.2 Editar um registro... 10 3.3 Excluir um registro... 11 3.4

Leia mais

Manual de Conversão para PDF Envio de Arquivos ao Diário Oficial

Manual de Conversão para PDF Envio de Arquivos ao Diário Oficial Manual de Conversão para PDF Manual de Conversão para PDF 3 Conversão para PDF Microsoft Office 2003 Instalação da impressora PDF O pacote de aplicativo Office 2003 não possui nativamente o recurso de

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais