DÉCADAS. :: Ganhadores PRÊMIO SUCESU 40 ANOS. Parabenizamos todos os ganhadores do Prêmio. Fato Premiado Motivo DÉCADA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DÉCADAS. :: Ganhadores PRÊMIO SUCESU 40 ANOS. Parabenizamos todos os ganhadores do Prêmio. Fato Premiado Motivo DÉCADA 1966-1975"

Transcrição

1 :: Ganhadores PRÊMIO SUCESU 40 ANOS Parabenizamos todos os ganhadores do Prêmio. DÉCADAS Fato Premiado DÉCADA Construção do "Patinho Feio" Criação da Serpro - Serviço Federal de Processamento de Dados Criação do Departamento de Informática da PUC- Rio Primeiro bacharelado em computação do país Primeira transmissão de dados via modem no Brasil Fundação da SUCESU-RJ (1965) Fundação da Procergs em 1972 Fundação da COBRA USP - ESCOLA POLITÉCNICA SERPRO PUC-Rio UNICAMP USP SUCESU-RJ PROCERGS COBRA O Patinho Feio é tido como o primeiro computador, documentado e com estrutura de computação clássica, desenvolvido no Brasil. O Patinho feio se tornou um marco inicial porque gerou massa crítica para a consolidação da indústri de informática no Brasil. Empresa pública criada para modernizar e dar agilidade a setores estratégicos da administração pública O Departamento de Informática da PUC-Rio foi o primeiro a ser criado no país. Como também fora na PUC-Rio que foi instalado, em 1960, o primeiro computador de grande porte da América Latina. Foi cirado em 1969 o Primeiro bacharelado em computação do país pela Unicamp. O curso foi idealizado pelo Professor Rubens Murillo Marques e incentivado por Zeferino Vaz - o fundador da Unicamp. Ao longo de sua história, a USP foi pioneira nas opções que fez para a sua informatização, foi a primeira transmissão de dados via modem no Brasil Fundação da SUCESU-RJ, que deu origem a todo o movimento subseqüente... e à própria festa dos 40 Anos Participação da empresa em praticamente todos os fatos relevantes do desenvolvimento do mercado de TIC no RS. A COBRA teve participação muito grande nos projetos do computador brasileiro e ajudou a criar uma geração de

2 Criação da Rede Nacional de Comunicação de Dados Realização do I Congresso Nacional de Informática EMBRATEL SUCESU-RJ pesquisadores que depois migrou para diversas outras funções no governo e na iniciativa privada, influenciando todo o movimento tecnológico poster. Iniciou-se aí, um salto qualitativo na formação de redes de computadores e a conseqüente disponibilização de serviços digitais. Foi o primeiro evento de grande porte dedicado à área e que inclusive sobrevive até os dias de hoje. Foi, durante algum tempo, o ponto de encontro dos profissionais de todo o país, fonte de conhecimento e troca de experiências. Fato Premiado DÉCADA Fundação SBC - Sociedade Brasileira de Computação URNA ELETRÔNICA Primeiro microcomputador nacional Criação da Assespro Primeira versão do WINDOWS SBC DESEMBARGADOR CARLOS PRUDÊNCIO COBRA ASSESPRO Microsoft A SBC é uma instituição acadêmica que incentiva e desenvolve pesquisa científica na área da computação no Brasil. A urna eletrônica nasceu em 1982 de uma idéia do Desembargador Carlos Prudêncio e, em 1988, foi inserida em um projeto conjuntamente com o irmão Roberto na cidade de Brusque, quando ainda era Juiz de Direito e Juiz Eleitoral. Lançado o COBRA 300, primeiro microcomputador nacional. ASSESPRO, Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, Software e Internet foi fundada em 23 de junho de 1976 para representar mercadologicamente e politicamente as empresas de processamento eletrônico de dados. A Microsoft lança a primeira versão do Windows, que seria o programa operacional mais famoso do mundo.

3 Primeiro CAIXA ELETRÔNICO do Brasil Dados por Telefone Publicação do primeiro livro sobre o tema Redes e Comunicação de Dados Criaçao da DATASUL Introdução da Informática na Engenharia de Projetos e Construção Civil BRADESCO EMBRATEL Professora Liane Tarouco DATASUL Nicolo Mazzola Devido ao pioneirismo tecnológico do Bradesco, Marília teve o primeiro CAIXA ELETRÔNICO do Brasil, que ficava localizado na Rua Prudente de Moraes, ao lado da saída do estacionamento do banco. Em início de junho a EMBRATEL lançou o novo serviço de comunicações de dados, que permitirá acesso a banco de dados diversos, tais como os de bolsa de valores, reservas de passagens e verificações de crédito A década de 70 viu surgir e se desenvolver o Teleprocessamento no Brasil. Grandes mainframes eram instalados no país e terminais começavam a ser interconectados via linhas telefônicas e usando modem de baixa velocidade (300 BPS, 1200 BPS). Fundou em 1978 a Datasul com foco em sistemas de manufatura e, em 1985, reescreveu seus sistemas para os PC s aumentando o número de usuários. Coordenou a área informática dos projetos do Metrô-SP, Barragem de Sobradinho, Aeroporto Internacional do Galeão, Itaipú entre outros.

4 Fato Premiado DÉCADA Exploração comercial da INTERNET Criação do Comitê Gestor da Internet no Brasil Lançamento do Projeto RNP- Rede Nacional de Pesquisa Declaração de Imposto de Renda por meio eletrônico Nascimento da internet acadêmica no Brasil 1º FENASOFT Primeiro provedor comercial de internet no Brasil Criação do CDI MCT CGI Tadao Takahashi Secretaria da Receita Federal Fapesp Idealizador da 1ª FENASOFT, Max Gonçalves Aleksandar Mandic Comitê para Democratização da Informática Somente em 1995 é que foi possível, pela iniciativa do Ministério das Telecomunicações e Ministério da Ciência e Tecnologia, a abertura ao setor privado da Internet para exploração comercial da população brasileira. Para tornar efetiva a participação da Sociedade nas decisões envolvendo a implantação, administração e uso da Internet, constitui-se o CGI. Termos acesso à rede mundial de computadores se deve a este projeto pioneiro no Brasil. Em 1991 a Receita Federal atraves do Serpro, instituiu o programa de preenchimento da Declaração de Rendimento do Imposto de Renda a ser utilizado por micro computadores e gravada em disquete. Atualmente é transmitida via Internet. Nasce a Internet Acadêmica no Brasil É inaugurado primeiro link de conexão com o exterior, interligando Fapesp e Universidade de Chicago EUA. Feira Nacional do Software, no Riocentro, Rio de Janeiro. Aleksandar Mandic, de São Paulo, conhecido pelo Sr. Internet no Brasil, transforma a Mandic BBS no provedor de acesso Mandic, o primeiro provedor comercial de internet no Brasil. As bases para o surgimento do CDI começaram a se consolidar em 1993, quando o então empresário e professor de informática Rodrigo Baggio idealizou o uso do computador como um canal de comunicação entre jovens de diferentes grupos sociais.

5 Fundação da ABES Lançamento do serviço definitivo de acesso comercial da Internet ABES EMBRATEL Fundada em São Paulo a ABES - Associação Brasileira das Empresas de Software. Lançamento do serviço definitivo de acesso comercial à Internet abrindo as portas da comunicação on line a população brasileira. Fato Premiado DÉCADA Imposto de Renda via Internet Medida Provisória 2.200/01 que institui o documento eletrônico como tendo mesmo valor que o em papel Google Acesso a Internet grátis URNAS - votação eletronica Criação da Frente Parlamentar de Informática Receita Federal Ex-Presidente Fernando Henrique Cardoso Google IG Tribunal Superior Eleitoral Dep. Júlio Semeghine Em 1997, mais um marco tecnológico do imposto de renda: a entrega via internet. Para facilitar ainda mais o cumprimento de obrigações tributárias, foi criado um programa específico para transmissão de declarações, o Receitanet. Com a medida, a desmaterialização dos processos na esfera pública e privada passa a ser possível e inicia-se um processo inexorável de transformação da sociedade em uma sociedade sem papel. As inovadoras tecnologias de busca do Google conectam milhões de pessoas ao redor do mundo, com informações diárias. Fundado em 1998 pelos estudantes de doutorado em Stanford, Larry Page e Sergey Brin, o Google é hoje um dos buscadores mais valorizados do mundo. Primeiro provedor gratuito de acesso à internet no Brasil. Com a implantação das urnas eletronicas em 1996, as eleições passaram a ser mais ágeis, rápidas e a apuração transparente e segura. Com a Missão de organizar a discussão dos assuntos de interesse das empresas de tecnologia é criada a Frente Parlamentar de Informática com 55 deputados e 15 senadores.

6 Cirurgia através do Computador Backbone da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa Criação da ANATEL Internet Banking Incor RNP Rede Nacional de Ensino a Pesquisa ANATEL BRADESCO Um paciente submete-se a um eletrocardiograma em um hospital e recebe o diagnóstico feito pelo especialista de outro centro médico. Outro é operado pela equipe residente enquanto a cirurgia é acompanhada, em tempo real, por profissionais instalados em outro local. Com o backbone da RNP entra em operação também em formato comercial, permitindo o surgimento de milhares de provedores de acesso. Criada a Agência Nacional das Telecomunicações Anatel A primeira aplicação de Internet Banking foi desenvolvida pelo Bradesco, caminho trilhado a seguir pela grande maioria dos bancos brasileiros. JÚRI POPULAR HARDWARE IBM PC Há 40 anos, ninguém poderia imaginar que haveria, pelo menos nas empresas, um computador em cada mesa. É só lembrarmos do início dos anos 60, quando computador era coisa de gênios encastelados em CPDs gelados. ENTIDADE/EMPRESA Secretaria da Receita Federal - SERPRO Inovadora na Declaração de Imposto de Renda. Elaboração, armazenamento, criptografia e envio, recibo. SOFTWARE GOOGLE O Google se tranformou em um ícone para busca de conteúdo diversos na internet. PERSONALIDADE LIANE TAROUCO A década de 70 viu surgir e se desenvolver o Teleprocessamento no Brasil. Publicou o primeiro livro sobre o tema redes e comunicação de dados.

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática

Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação. Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação Parte 4 - Programas Prioritários em Informática Rede Nacional de Pesquisa Ministério da Ciência e Tecnologia Resultados da Lei de Informática - Uma Avaliação

Leia mais

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações.

mudanças qualitativas radicais na vida econômica, social e política das nações. PRONUNCIAMENTO DO MINISTRO EDUARDO CAMPOS NA SOLENIDADE DE INSTALAÇÃO DA III ASSEMBLÉIA GERAL DA ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PARLAMENTARES PARA A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (IPAIT), NA CÂMARA DOS DEPUTADOS,

Leia mais

26/2/2014. Numero de Web Sites no mundo. 1993 1996 1999 Agosto/2002

26/2/2014. Numero de Web Sites no mundo. 1993 1996 1999 Agosto/2002 História da Internet? No final dos anos 50, os EUA formaram uma instituição de investigação, a qual designaram por ARPA (Advanced Research Projec Agency). O objectivo desta instituição, parte integrante

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web 2010

Introdução à Tecnologia Web 2010 IntroduçãoàTecnologiaWeb2010 Internet ÓrgãosRegulamentadores ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger Internet Órgãosregulamentadores Índice 1 Breve Histórico da Internet... 2 2 Surgimento

Leia mais

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Data:17 de Julho de 2009 Índice 01 Evolução da Internet - História (comercialização dos Backbones)

Leia mais

Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF

Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF Conjunto de soluções garante uma série de benefícios aos mais de 27 milhões de contribuintes do IRPF Perfil A Secretaria da Receita Federal do Brasil RFB desempenha funções essenciais para que o Estado

Leia mais

INTERNET E PROGRAMAÇÃO WEB

INTERNET E PROGRAMAÇÃO WEB História da Internet A Internet surgiu a partir de pesquisas militares do governo dos Estados Unidos nos períodos áureos da Guerra Fria. Na década de 1960, quando dois blocos ideológicos e politicamente

Leia mais

Estudo de Caso Mandic BBS. 2. Mandic BBS

Estudo de Caso Mandic BBS. 2. Mandic BBS Estudo de Caso Mandic BBS 2. Mandic BBS Aleksandar Mandic nasceu no Brasil em 1954, filho de emigrantes sérvios. Cursou escola técnica, em São Paulo e ingressou na Siemens Brasil em 1975, onde atuou na

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Desafios para a melhoria da infraestrutura: Ampliação das comunicações móveis Diagnóstico Fonte: Cetic.br Tic Domicílios Diagnóstico Fonte: Cetic.br Tic Domicílios Diagnóstico

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

ANEXO I-a ARQUITETURA DA REDE INFOSUS II

ANEXO I-a ARQUITETURA DA REDE INFOSUS II ANEXO I-a ARQUITETURA DA REDE INFOSUS II 1. Descrição da rede INFOSUS II A Rede INFOSUS II, Infovia Integrada do Sistema Único de Saúde (SUS), consistirá em infra-estrutura de telecomunicações, a ser utilizada

Leia mais

Sinopse... 2. Saudação... 3. Internet... 6 a 11. Usenet... 12 a 13. Protocolo... 14 a 15. Navegador... 16 a 19. Web... 20

Sinopse... 2. Saudação... 3. Internet... 6 a 11. Usenet... 12 a 13. Protocolo... 14 a 15. Navegador... 16 a 19. Web... 20 ÍNDICE Sinopse... 2 Saudação... 3 Internet... 6 a 11 Usenet... 12 a 13 Protocolo... 14 a 15 Navegador... 16 a 19 Web... 20 Internet explorer... 21 a 27 Download.... 28 a 32 E-mail... 33 a 38 Exercícios...

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

AÇÕES GOVERNAMENTAIS DE FOMENTO PARA O SETOR DE TI NA BAHIA

AÇÕES GOVERNAMENTAIS DE FOMENTO PARA O SETOR DE TI NA BAHIA AÇÕES GOVERNAMENTAIS DE FOMENTO PARA O SETOR DE TI NA BAHIA PARQUE TECNOLÓGICO DA BAHIA ÁREAS DE ATUAÇÃO BIOTECNOLOGIA E SAÚDE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ENERGIAS E ENGENHARIAS TECNOCENTRO

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais

O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais Mercado Mundial de Banda Larga Fonte: I DC/ Barômetro Cisco Mercado de Banda Larga no Brasil Distribuição Geográfica Dez/ 2007 7,49 milhões conexões crescimento

Leia mais

Informática Aplicada

Informática Aplicada Informática Aplicada Internet Aula 4 Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2014 APRESENTAÇÃO A Internet é um grande conjunto de redes de computadores interligadas

Leia mais

A CONTABILIDADE E O AVANÇO DA TECNOLOGIA. http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/contabilidadeetecnologia.htm

A CONTABILIDADE E O AVANÇO DA TECNOLOGIA. http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/contabilidadeetecnologia.htm A CONTABILIDADE E O AVANÇO DA TECNOLOGIA Reinaldo Luiz Lunelli Texto do site: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/contabilidadeetecnologia.htm Com o passar dos anos, a contabilidade tem sofrido

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional. Tecnologia. Tecnologia. Tecnologia 29/07/2009

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional. Tecnologia. Tecnologia. Tecnologia 29/07/2009 Núcleo de Pós Graduação Pitágoras A Tecnologia da Informação no contexto Organizacional MBA Gestão em TI Disciplina: Administração de Suporte e Automação Professor: Fernando Zaidan Agosto - 2009 Tecnologia

Leia mais

P&D A Chave do Sucesso na Indústria de TI

P&D A Chave do Sucesso na Indústria de TI P&D A Chave do Sucesso na Indústria de TI Março/2006 Grande Empresa Brasileira de Soluções Integradas Automação Bancária Automação Comercial Soluções Software Micros e Mobiles Servidores e Redes Auto-atendimento

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Secretaria de Inclusão Digital 1º Fórum Regional de Cidades Digitais Foz do Rio Itajaí Itajaí, 26 de março de 2015 _cidades digitais construindo um ecossistema de inovação e

Leia mais

Apresentação. Grupo Edumed

Apresentação. Grupo Edumed Apresentação Grupo Edumed O Grupo Edumed Grupo empreendedor na área de tecnologias de ponta em educação e saúde Fundado por Renato M.E. Sabbatini, em agosto de 2000 Entidade sem fins lucrativos, de ensino,

Leia mais

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU

Auditoria e Segurança da Informação GSI536. Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Auditoria e Segurança da Informação GSI536 Prof. Rodrigo Sanches Miani FACOM/UFU Introdução Auditoria e Segurança da Informação(GSI521) Segurança da informação Visão Geral Expansão e disseminação do uso

Leia mais

III Assembléia Geral da IPAIT. As Tecnologias da Informação e Comunicação a serviço da inclusão social: o panorama brasileiro

III Assembléia Geral da IPAIT. As Tecnologias da Informação e Comunicação a serviço da inclusão social: o panorama brasileiro III Assembléia Geral da IPAIT As Tecnologias da Informação e Comunicação a serviço da inclusão social: o panorama brasileiro Dep. Luiz Piauhylino Câmara dos Deputados Brasil Panorama brasileiro das TI

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Conceitos Gerais. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Conceitos Gerais. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb ConceitosGerais ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ConceitosGerais Índice 1 História da Internet... 2 a) No Mundo...

Leia mais

Troca de Tráfego : criando uma infraestrutura Internet melhor e mais barata (http://ptt.br). Milton Kaoru Kashiwakura mkaoruka@nic.

Troca de Tráfego : criando uma infraestrutura Internet melhor e mais barata (http://ptt.br). Milton Kaoru Kashiwakura mkaoruka@nic. Troca de Tráfego : criando uma infraestrutura Internet melhor e mais barata (http://ptt.br). Milton Kaoru Kashiwakura mkaoruka@nic.br Agenda O CGI.br e o NIC.br O que é a Internet? E o protocolo IP? Quais

Leia mais

Nunca foi tão fácil utilizar

Nunca foi tão fácil utilizar Nunca foi tão fácil utilizar o Conectividade Social da CAIXA O que antes era feito com a autenticação de disquetes e precisava do antigo programa CNS para o relacionamento com a CAIXA e prestação de informações

Leia mais

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações CIDADES DIGITAIS CONSTRUINDO UM ECOSSISTEMA DE COOPERAÇÃO E INOVAÇÃO Cidades Digitais Princípios

Leia mais

Julio Semeghini. porta-voz do setor

Julio Semeghini. porta-voz do setor Julio Semeghini porta-voz do setor de TIC há 12 anos. Vamos avançar juntos! Participe! Tecnologia: ferramenta estratégica para promover o emprego qualificado e o desenvolvimento do Brasil Mário Covas e

Leia mais

Apresentação: Félix Valois TRE-TO fvalois@tre-to.gov.br

Apresentação: Félix Valois TRE-TO fvalois@tre-to.gov.br Solução de Software Livre para Transmissão de Boletins de Urnas via Internet Apresentação: Félix Valois TRE-TO fvalois@tre-to.gov.br O que é a Solução? É uma solução de software livre que possibilita o

Leia mais

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA

AUTOR(ES): IANKSAN SILVA PEREIRA, ALINE GRAZIELE CARDOSO FEITOSA, DANIELE TAMIE HAYASAKA, GABRIELA LOPES COELHO, MARIA LETICIA VIEIRA DE SOUSA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: TECNOLOGIA E SUA INFLUÊNCIA NA QUALIDADE DA GESTÃO CONTÁBIL. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

Dia das Meninas nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) 2014 Girls in ICT Day 2014. 24 de abrilde 2014 Brasília DF Brasil

Dia das Meninas nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) 2014 Girls in ICT Day 2014. 24 de abrilde 2014 Brasília DF Brasil Dia das Meninas nas Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) 2014 Girls in ICT Day 2014 24 de abrilde 2014 Brasília DF Brasil Anatel - Agência Nacional de Telecomunicações A Agência Nacional de Telecomunicações

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Sumário 1. Perfil do país 2. Dados Setoriais 3. Programa Nacional de Banda Larga 4. Marco Civil da Internet Perfil do País 30,0% Taxa de analfabetismo (população com mais de 15 anos de idade) 20,0% 10,0%

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor Rede de Computadores Arquitetura ClienteServidor Coleção de dispositivos de computação interconectados que permitem a um grupo de pessoas compartilhar informações e recursos É a conexão de dois ou mais

Leia mais

Audiência Pública "Plano Nacional de Banda Larga

Audiência Pública Plano Nacional de Banda Larga Audiência Pública "Plano Nacional de Banda Larga Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal 09 de março de 2010 Plenário nº 03 da Ala Senador Alexandre Costa Imagine

Leia mais

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública

V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação. Política de Informação Pública V CINFORM Encontro Nacional de Ciência da Informação Política de Informação Pública Salvador, 28 a 30 de junho de 2004 Política de Informação Pública Inclusão Digital de Micro e Pequeno Empresa Telecentros

Leia mais

SUMÁRIO. Informática Informação X Comunicação Sistemas de Informação Tipos de computadores

SUMÁRIO. Informática Informação X Comunicação Sistemas de Informação Tipos de computadores A ERA DA COMPUTAÇÃO SISTEMAS DE COMPUTADOR Wagner de Oliveira SUMÁRIO Informática Informação X Comunicação Sistemas de Informação Tipos de computadores Computadores de grande porte Computadores de médio

Leia mais

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010 Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 05 de maio de 2010 Sumário 1. Importância Estratégica 2. Diagnóstico 3. Objetivos e Metas 4. Ações 5. Investimento 6. Governança e Fórum Brasil Digital 2 1. Importância

Leia mais

EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60

EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60 INTRODUÇÃO REDES EVOLUÇÃO DOS SIST. DE COMPUTAÇÃO DÉC. DE 50 E 60 Computadores eram máquinas grandes e complexas, operadas por pessoas altamente especializadas; Não havia interação direta entre usuários

Leia mais

Tecnologia nos Municípios Brasileiros

Tecnologia nos Municípios Brasileiros PREFEITURA DE ITABORAÍ SECRETARIA DE FAZENDA ASSCT&I & (COBRA/BANCO DO BRASIL) DIRETORIA DE SISTEMAS INTEGRADOS Tecnologia nos Municípios Brasileiros O TERMO CIDADE DIGITAL Uma Cidade Digital muitas vezes

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação

Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Ciências da Educação Departamento de Ciência da Informação Daniela Sardá da Conceição Juliana Ribeiro Letícia Jansen Gonçalves IMPLEMENTAÇÃO SOFTWARE EMPRESA

Leia mais

CATEGORIAS E TIPOS DE TI

CATEGORIAS E TIPOS DE TI CATEGORIAS E TIPOS DE TI 1 SISTEMAS INFORMÁTICOS 1.1 MAINFRAMES Um mainframe é um computador de grande porte, dedicado normalmente ao processamento de um volume grande de informações. Os mainframes são

Leia mais

CONCEITOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

CONCEITOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CONCEITOS EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Referência Tecnologia da Informação para Gestão : Transformando os negócios na Economia Digital. Bookman, sexta edição, 2010. The Economics Of The Cloud, Microsoft,

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES REDE DE COMPUTADORES Evolução histórica das redes de computadores Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 Objetivos de Aprendizagem Ao final deste módulo você estará apto a conceituar

Leia mais

Como surgiu a Internet?

Como surgiu a Internet? Como surgiu a Internet? A internet nada mais é do que a conexão de várias redes de computadores interligadas entre si. O surgimento das primeiras redes de computadores datam a época em que o planeta estava

Leia mais

A RNP e as Mudanças na Internet

A RNP e as Mudanças na Internet Seminário Serviços e Sistemas de Informação Tecnológica Junho de 1998 Ari Frazão Jr. Consultor de Redes da RNP A Índice: Rede Internet A RNP A Nova Geração da Internet O Brasil Rumo à Internet2 A Ação

Leia mais

Certificado Digital Usos e Aplicações

Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital Usos e Aplicações Certificado Digital: Onde usar? O certificado digital é um documento eletrônico que proporciona agilidade em muitas das atividades realizadas atualmente por seu titular.

Leia mais

A Evolução dos Sistemas Operacionais

A Evolução dos Sistemas Operacionais Capítulo 3 A Evolução dos Sistemas Operacionais Neste capítulo, continuaremos a tratar dos conceitos básicos com a intensão de construirmos, agora em um nível mais elevado de abstração, o entendimento

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 3 Sistema de Informação Conceito, Componentes e Evolução Professora: Cintia Caetano INTRODUÇÃO Conceito: Um Sistema de Informação (SI) é um sistema cujo elemento

Leia mais

Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior

Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior Desenvolvimento de um Planejamento Estratégico de Tecnologia de Informação: o caso de uma Instituição Federal de Ensino Superior Ângela F. Brodbeck (Escola de Administração) Jussara I. Musse (Centro de

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 04 DE NOVEMBRO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010

EQPS Belo Horizonte. Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 EQPS Belo Horizonte Política de Software e Serviços: Política Industrial & Plano de Ação C,T&I 2007-2010 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da Ciência e Tecnologia Secretaria

Leia mais

INFORMÁTICA BÁSICA AULA 02. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com

INFORMÁTICA BÁSICA AULA 02. Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 02 Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 04/06/2014 2 SUMÁRIO O computado Componentes

Leia mais

Aplicação Prática de Lua para Web

Aplicação Prática de Lua para Web Aplicação Prática de Lua para Web Aluno: Diego Malone Orientador: Sérgio Lifschitz Introdução A linguagem Lua vem sendo desenvolvida desde 1993 por pesquisadores do Departamento de Informática da PUC-Rio

Leia mais

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET DEFINIÇÕES BÁSICAS A Internet é um conjunto de redes de computadores interligados pelo mundo inteiro, ue têm em comum um conjunto de protocolos e serviços. O ue permite a

Leia mais

TI no Século XXI. Cesar Bezerra Teixeira 2006

TI no Século XXI. Cesar Bezerra Teixeira 2006 TI no Século XXI Cesar Bezerra Teixeira 2006 Sumário Propósito; Histórico; Tendências Atuais; O Futuro; 2 Propósito Cesar Bezerra Teixeira 2006 3 Propósito Apresentar um histórico da TI e as tendências

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI e Fundador do GVcia Fernando.Meirelles @ fgv.br 26ª Pesquisa Anual do Uso de TI, 2015 Pesquisa Pesquisa anual realizada pelo CIA -

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE III: Infraestrutura de Tecnologia da Informação Atualmente, a infraestrutura de TI é composta por cinco elementos principais: hardware, software,

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde

Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET. Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Experiência: CADASTRAMENTO DE PRÉ-PROJETOS PELA INTERNET Fundo Nacional de Saúde FNS Ministério da Saúde Responsável: Hernandes Pires do Reis Consultor da Divisão de Manutenção e Suporte a Sistemas Endereço:

Leia mais

Telecomunicações e Teleprocessamento

Telecomunicações e Teleprocessamento Telecomunicações e Teleprocessamento Telecomunicações Telecomunicações podem ser definidas como comunicações por meios eletrônicos, normalmente a grandes distâncias. Como veículos de transmissão podem

Leia mais

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO Gustavo Cançado de Azevedo O autor relaciona educação e tecnologia, tomando como ponto de partida a maneira com que os avanços

Leia mais

PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU

PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU ISSN 1984-9354 PLATAFORMA DIGITAL DE INFORMAÇÕES: ESTUDO DE CASO NO PARQUE TECNOLÓGICO ITAIPU Simone Aparecida Pinto Romero, Jhonny Marcos Acordi Mertz, Marcos Daniel de Moraes Insfran, Rodrigo Bueno Otto

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO I

INFORMÁTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO I CEAP CENTRO DE ENSINO SUPERIOR ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS Surgimento da Informática INFORMÁTICA APLICADA À ADMINISTRAÇÃO I Unidade I Prof Célio Conrado www.celioconrado.com celio.conrado@gmail.com Já nos

Leia mais

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1, Tiago Piperno Bonetti 1, Ricardo Germano 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Material adicional: Sistemas de Informação livro Osistema de Informação : Enfoque Gerencial... livro O Analista de Negócios e da Informação... 1. Conceito de Sistema A palavra sistema envolve, de fato,

Leia mais

Serviços Cloud e a Modernização da AP

Serviços Cloud e a Modernização da AP Jorge Lopes - NOSi Serviços Cloud e Modernização da AP MODELO INTEGRADO DE GOVERNAÇÃO ELETRÓNICA Promover a governança eletrônica como a melhor oportunidade para desencadear a transformação organizacional

Leia mais

Exclusão Digital: Desafios no Contexto Internacional e Ações no Contexto Interno

Exclusão Digital: Desafios no Contexto Internacional e Ações no Contexto Interno Exclusão Digital: Desafios no Contexto Internacional e Ações no Contexto Interno Ivan Moura Campos Coordenador, Comitê Gestor da Internet Brasil Director, ICANN Sócio-Diretor, Akwan Information Technologies

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI, Chefe do IMQ e Fundador do GVcia Diretor Executivo e Diretor Geral da FGV-EAESP (1999-2007) Fernando.Meirelles @ fgv.br 23ª Pesquisa

Leia mais

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010

Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Política de Software e Serviços: Ações MCT 2007-2010 Encontro da Qualidade e Produtividade em Software - EQPS Manaus, novembro/2007 Antenor Corrêa Coordenador-Geral de Software e Serviços Ministério da

Leia mais

REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito privado

REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito privado Autorização Legislativa - Lei nº 12.439 de 18 de outubro de 2007 Assembleia de Fundação em 14/12/2007 REGIME: Sociedade por ações de capital fechado, economia mista e com personalidade jurídica de direito

Leia mais

InternetSul. Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul. Fabiano André Vergani Presidente InternetSul

InternetSul. Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul. Fabiano André Vergani Presidente InternetSul Porto Alegre Wireless Junho/2009 InternetSul Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul Fabiano André Vergani Presidente InternetSul Organização 1. Conapsi Quem somos; 2. Breve Histórico

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

02. A extensão padrão para arquivos de áudio digital no ambiente Windows é:

02. A extensão padrão para arquivos de áudio digital no ambiente Windows é: Prova sobre informática para concursos. 01 A definição de Microcomputador é: a) Equipamento com grade capacidade de memória principal (256 Megabytes), vários processadores, alta velocidade de processamento.

Leia mais

Software Livre em Empresas. Cesar Bezerra Teixeira

Software Livre em Empresas. Cesar Bezerra Teixeira Software Livre em Empresas Cesar Bezerra Teixeira 2004 Objetivo Apresentar tópicos diversos, para implantação de uma política de utilização de software livre, em empresas. Cesar Bezerra Teixeira 2 Sumário

Leia mais

NAVEGANDO NA INTERNET

NAVEGANDO NA INTERNET UNIDADE 2 NAVEGANDO NA INTERNET OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade você deverá ser capaz de: Definir a forma de utilizar um software de navegação; Debater os conteúdos disponibilizados

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e

9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e 9. Quais as características a tecnologia de conexão à Internet denominada ADSL A) Conexão permanente, custo variável, linha telefônica liberada e velocidade maior do que as linhas tradicionais. B) Conexão

Leia mais

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO

PLANO DE AULA 1 AULA. 01. CURSO: Manutenção de Micro CARGA HORÁRIA: 4 Horas/Aula INSTRUTOR: DANILO BONTEMPO DE MELO ARAÚJO 1 AULA -Sensibilização e contextualização do programa -Apresentação do Professor e alunos -Apresentação do material didático -Apresentação dos métodos de avaliação -Contrato de Convivência - Gerar Interação

Leia mais

DIGITALCRED. www.credifibra.com.br

DIGITALCRED. www.credifibra.com.br DIGITALCRED www.credifibra.com.br A CREDIFIBRA inova mais uma vez e disponibiliza aos seus clientes de varejo uma solução de crédito pioneira! O DIGITALCRED O DIGITALCRED O DIGITALCRED é uma ferramenta

Leia mais

Experiência: Concessão de bolsas de doutorado no CNPq: o primeiro julgamento sem papel

Experiência: Concessão de bolsas de doutorado no CNPq: o primeiro julgamento sem papel Experiência: Concessão de bolsas de doutorado no CNPq: o primeiro julgamento sem papel CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho Nacional

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA Módulo A REDES DE COMPUTADORES Introdução ARPANET E SURGE UMA REDE... Na década de 60, militares desejavam criar um meio de comunicação que fosse robusto e não tivesse ponto

Leia mais

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN. A Internet e suas aplicações

Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN. A Internet e suas aplicações Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do RN A Internet e suas aplicações Histórico da rede Iniciativa dos militares norte-americanos Sobrevivência de redes de comunicação e segurança em caso

Leia mais

Portifólio Empresarial

Portifólio Empresarial Portifólio Empresarial 23/02/11 Rua Jasmim, 609 Santa Catarina - Joinville - SC - Brasil CEP: 89233-040 Fone/Fax: (47) 3025 1010 - contato@execom.inf.br +55 (47) 3025-1010 - Opção 5 comercial@execom.inf.br

Leia mais

,Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social

,Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social ,Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Comunicação Social Aline Camargo Fabiana Fernandes Ledinara Cesília Censi Luciane Padilha Aragon Patrícia Lima da Silva Vera Pitta Análise

Leia mais

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves

CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves TI CURSO: Superior de Tecnologia em Gestão Comercial Disciplina: Sistemas de Informação no Varejo Período Letivo: 3º Semestre Professora: Mariana Alves Fuini Pergunta 3: o que a TI abrange e como ela é

Leia mais

Prodasen - 33 anos de história

Prodasen - 33 anos de história 70 Informática e parlamento Mário Simões Prodasen - 33 anos de história A SERVIÇO DA MODERNIZAÇÃO DO SENADO E DO LEGISLATIVO BRASILEIRO No início eram trevas e Deus disse: faça-se o bit. E todos viram

Leia mais

Meios Físicos de Comunicação

Meios Físicos de Comunicação Meios Físicos de Comunicação Aula 4 Cabeamento Estruturado Meios Físicos de Comunicação - Cabeamento Estruturado 1 Conteúdo Cabeamento Não Estruturado Normas Meios Físicos de Comunicação - Cabeamento Estruturado

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS AEJ - ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL DE JAÚ CNPJ 05.311.136/0001-36 FACULDADE JAUENSE PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS JAÚ/2012 MANUTENÇÃO E ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DA FAJAU

Leia mais

Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais. A experiência da Assembleia de Minas

Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais. A experiência da Assembleia de Minas Planejamento estratégico, Portal e Redes Sociais A experiência da Assembleia de Minas Um pouco de história 1979: início da informatização 1995: lançamento do Portal da Assembleia de Minas segunda casa

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

Objetivos. Missão. Simplicidade. Transparência. Segurança no Negócio. Qualidade. Produtividade. Respeito pelo Ser Humano.

Objetivos. Missão. Simplicidade. Transparência. Segurança no Negócio. Qualidade. Produtividade. Respeito pelo Ser Humano. Intelbras S.A. Objetivos Missão Ser uma empresa competitiva internacionalmente, atuando no mercado de telecomunicações, mantendo padrões de qualidade e rentabilidade que satisfaçam clientes, colaboradores

Leia mais

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS

PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS PLANO DE ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DOS EQUIPAMENTOS 1. INTRODUÇÃO As Faculdades mantidas pelo Instituto Educacional de Assis IEDA (Escola de Educação Física de Assis, Faculdade de Administração de Assis,

Leia mais

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord 1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network O

Leia mais

- Aula 2 ESTÁGIOS DA EVOLUÇÃO DA ARQUITETURA DOS COMPUTADORES

- Aula 2 ESTÁGIOS DA EVOLUÇÃO DA ARQUITETURA DOS COMPUTADORES - Aula 2 ESTÁGIOS DA EVOLUÇÃO DA ARQUITETURA DOS COMPUTADORES 1. INTRODUÇÃO Centenas de tipos diferentes de computadores foram projetados e construídos ao longo do ciclo evolutivo dos computadores digitais.

Leia mais