ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS"

Transcrição

1 ANEXO II MEMORIAL DESCRITIVO PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM CRUZ ALTA/RS Página 1 de 7

2 I. OBJETIVO O presente documento visa estabelecer os requisitos, condições e diretrizes técnicas e administrativas necessárias à aquisição de um elevador acessível a Portadores de Necessidades Especiais - PNEs a ser instalado na nova sede da Procuradoria da República no município de Cruz Alta/RS, situado na Rua Venâncio Aires, nº 1818, Centro, Cruz Alta RS. II. OBJETO Fornecimento, transporte e Instalação de 1(um) elevador elétrico de passageiros para Portadores de Necessidades Especiais (PNEs), em conformidade com a NBR 5090, com a Lei Federal , com o DECRETO Nº e com NBR NM-207/99, incluindo o transporte até o local de destino, III. DESCRIÇÃO A SER RESPEITADA PELO FORNECEDOR: 1) Velocidade: m/minuto. 2) Capacidade: 225kg.. 3) Tipo de máquina: moto-freio 3 cv, alimentação trifásica 220/380v, frequencia 60 Hz e redutor sem fim; coroa com rolamento cônico, auxiliado p/ contra-peso. 4) Contra-peso: posicionado na lateral ou fundo em blocos de concreto armado. 5) 3 paradas, 3 entradas. 6) Percurso: 600cm 7) Guias do carro: Perfil T trefilado T70. 8) Guias do contra-peso: Perfil T dobrado CW12. 9) Freio de emergência: Freio de segurança de ação instantânea contra ruptura ou afrouxamento de cabos. 10) Botoeiras de pavimento em aço inox, com botões NEO prateados, redondos e com inserto braille. 2(dois) cj em cada andar. 11) Botoeira de cabina tipo totem. 12) Corrimão tubular em aço inox polido. 13) Subteto em aço inox, com acrílico leitoso. 14) Rodateto em aço inox. 15) Rodapé em aço inóx. Página 2 de 7

3 16) Iluminação de emergência. 17) Inversor de frequência. 18) Iluminação da cabina fluorescente. 19) Sinalização luminosa nas botoeiras. 20) Ventilação mecânica. 21) Largura da cabina: 90cm 22) Profundidade da cabina: 130 cm. 23) Altura da cabina: 205 cm. 24) Acabamento da cabina: aço inox escovado. 25) Configuração das portas: pavimento e cabina: automática abertura lateral 02 folhas. 26) Largura das portas de pavimento: 80cm. 27) Altura das portas de pavimento: 200 cm. 28) Largura das portas da cabina: 80 cm. 29) Altura das portas da cabina: 200 cm. 30) Acabamento das portas da cabina: aço inox escovado. 31) Acabamento das portas dos pavimentos: aço inox escovado. 32) Indicação luminosa de posição e movimento na botoeira de cabina. 33) Comando: coletivo e seletivo. 34) Sistema de controle de carga da cabina (pesador de carga) OBRA CIVIL EXISTENTE: O elevador será instalado em poço existente com as seguintes dimensões: 35) Largura do vão de porta de pavimento: 108 cm. 36) Altura do vão de porta de pavimento: 230cm. 37) Profundidade do poço interno: 163 cm. 38) Largura do poço interno: 142 cm. 39) Desnível - pavimento térreo/fundo do poço: 65 cm. 40) Altura casa de máquinas 170 cm. Página 3 de 7

4 1. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS Os componentes a serem empregados no elevador devem ser novos e fornecido completo, perfeitamente adaptável ao local existente, contemplando todas as características para atender as exigências das normas técnicas atinentes, principalmente a NBR NM-207/99, bem como atender as prescrições legais exigíveis pelos órgãos locais (municipais, estaduais e federais). O elevador é destinado ao transporte preferencial de pessoas portadoras de necessidades especiais (PNEs), podendo também transportar cargas, eventualmente. A contratada deve prever, às suas custas, a instalação de todo e qualquer item que julgar necessário para garantir o funcionamento e a compatibilidade do elevador ao local existente, no que diz respeito aos itens eletromecânicos do elevador (painel, botoeira, trilhos, quadro de comando, fiações, disjuntores, fusíveis, relés, eletrodutos rígidos com instalação sobreposta na alvenaria, etc). Todas as alterações de caráter obra civil (alvenaria, reboco, pintura, furações, cortes, eletrodutos embutidos na alvenaria, etc), que for necessária, será de responsabilidade da contratante. Para tanto, a contratada deverá, anterior a fabricação do elevador, definir todas as alterações civis necessárias de modo que a contratante possa ter tempo hábil a realizar as alterações necessárias. 2. IMPLANTAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO 2.2. EMISSÃO DE ART A contratada deverá emitir Anotação de Responsabilidade Técnica - ART, com engenheiro mecânico responsável técnico pelo PROJETO, FABRICAÇÃO e INSTALAÇÃO dos elevadores. Este custo deverá ser absorvido pela contratada. Página 4 de 7

5 2.3. RETIRADA DE RESTO DE MATERIAIS DO PRÉDIO A contratada deverá retirar e dar destinação ambientalmente legalizada a qualquer resto ou sobra de material que seja de sua responsabilidade. Deve ser realizada a LIMPEZA permanente do local TRANSPORTE DE MATERIAIS E FERRAMENTAS O transporte do material para obra e a movimentação dentro da edificação, assim como acondicionamento dos materiais e ferramentas, será de inteira responsabilidade da contratada ISOLAR LOCAIS DE TRABALHO Todos os locais de trabalho devem ser isolados. As portas dos andares devem ser isoladas durante a execução das obras com TAPUMES DE PROTEÇÃO, de forma a fechar todo o vão em frente a porta de andar (piso ao teto), evitando a passagem de poeira e sujeiras provenientes da instalação. Devem ser isolados todos os locais que possam ter acesso ou contato com os usuários ou público em geral GARANTIA DOS PRODUTOS E SERVIÇOS tração - Garantia de 5 (cinco) anos: CJ. MÁQUINA DE TRAÇÃO e CABOS DE AÇO de - Garantia de 1 (um) ano: Demais componentes Todos os componentes devem ter garantia mínima de 01 (um) ano, exceto ao CJ MÁQUINA DE TRAÇÃO e seus CABOS DE AÇO de tração que devem possuir garantia mínima de 05 (cinco) anos, a contar da entrega DEFINITIVA do objeto contratado. A garantia deve abranger todo e qualquer defeito de fabricação ou desgaste do equipamento por uso, excetuadas as situações a seguir: Página 5 de 7

6 3.7. PROTEÇÃO CONTRA RUÍDOS ELETRÔNICOS O Painel de comando deve possuir Filtros eletrônicos na entrada de alimentação elétrica, destinado a eliminar correntes harmônicas e evitar que a rádio interferência criada pela operação do comando eletrônico dos elevadores interfira ou perturbe a operação de outros dispositivos instalados no edifício ESTACIONAMENTO PREFERENCIAL O SOFTWARE do painel de comando deve possuir uma programação que decorrido um lapso de tempo pré-estabelecido, mínimo de 30 (trinta) segundos sem que ocorram chamadas para o elevador, este se desloca para o andar térreo (entrada principal do edifício), estrategicamente posicionado para atendimento otimizado da próxima chamada. Quando o elevador estiver parado nos andares, sem chamadas para atendimento, o mesmo deve permanecer com as portas abertas LÓGICA DE ATENDIMENTO DAS CHAMADAS A lógica de atendimento do elevador deve ser AUTOMÁTICO COLETIVO SELETIVO NA SUBIDA E DESCIDA, ou seja, as botoeiras dos andares intermediários devem possuir botão de chamada de subida e de descida, e dos andares finais (inferior e superior) devem possuir somente 1 (um) botão NOMENCLATURA DOS PAVIMETOS A nomenclatura dos pavimentos deverá atender o seguinte: P para o pavimento térreo, 2 para o segundo pavimento e 3 para o terceiro (ultimo) pavimento. 4. REDE ELÉTRICA PARA O PAINEL DE COMANDO E MOTOR DE TRAÇÃO 4.1. CABOS DE ALIMENTAÇÃO DO PAINEL DE COMANDO Página 6 de 7

7 Na casa de máquinas, a partir dos cabos alimentadores fornecidos pela contratante, a contratada deverá executar o Painel de Comando e instalar a tubulação (eletro-duto ou calha elétrica) CABOS DE ALIMENTAÇÃO DO MOTOR Na casa de máquinas, a partir do Painel de Comando do Elevador, executar rede elétrica para alimentação do MOTOR DE TRAÇÃO. Instalar tubulação (eletro-duto ou calha elétrica) e novos cabos elétricos, do modelo indicado para elevadores, do tipo flexível, com isolação anti-chama. A seção dos cabos deve ser compatível com o requerido para a potência do MOTOR e suas proteções LIMITADOR DE VELOCIDADE Instalar limitador de velocidade na casa de máquinas, componente com funcionamento eletromecânico, destinado a monitorar e controlar a velocidade do elevador, acionando o sistema de segurança no caso de sobre velocidade da cabina. O limitador de velocidade é o componente responsável pelo acionamento do FREIO DE SEGURANÇA da cabina. IV. VERIFICAÇÃO FINAL Será procedida cuidadosa verificação, por parte da Fiscalização, das perfeitas condições de funcionamento, realizando todos os testes indicados na norma NM-207/99, obrigatórios ao recebimento provisório. Porto Alegre, 26/08/2014. Evaldo Hildebrando Cardoso Neto Analista do MPU / Perícia / Engenharia Civil Página 7 de 7

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E

E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E E L E V A D O R A C E S S I B I L I D A D E REV DEZ/2011 Imagens meramente ilustrativas. Com mais de 15 anos de mercado, a Daiken apresenta a experiência e a tecnologia de uma empresa que é referência

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Pernambuco

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Pernambuco MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria da República em Pernambuco TERMO DE GARANTIA MPF/PRPE N.º 01/2013 DO OBJETO E DA GARANTIA A sociedade empresária ELEVADORES OTIS LTDA. inscrita no Cadastro Nacional

Leia mais

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA

COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA CIVIL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR PARA A ESTAÇÃO DE PASSAGEIROS DO TERMINAL DE PASSAGEIROS DO PORTO DE FORTALEZA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS COMPANHIA DOCAS DO CEARÁ Secretaria de

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER

ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER ANEXO II ESPECIFICAÇÕES DOS EQUIPAMENTOS E ROTINAS DE MANUTENÇÃO 1. Identificação: ED. SEDE ELEVADORES ATLAS SCHINDLER 1.1. Elevador nº 1 Uso privativo dos juízes 1.2. Elevador nº 2 Uso de Serviço (Cargas)

Leia mais

Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador)

Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador) Anexo VI - Memorial Para Sistemas Mecânicos (Elevador) Nota: As especificações técnicas abaixo são um modelo a ser adaptado para cada caso. ELEVADOR ELÉTRICO AUTOMÁTICO PARA TRANSPORTE DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Leia mais

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA

SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA 2 SHORT TRAVEL STANDARD SH ST ALVENARIA Com um conceito que busca facilidades, desenvolvemos uma plataforma cabinada, compacta e moderna, perfeita para o tipo de aplicação em estrutura de alvenaria. Com

Leia mais

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material

Divisão Administrativa e Financeira Seção de Suprimento e Material 1. OBJETIVO O presente memorial descritivo tem por finalidade indicar os serviços a serem executados estabelecendo Normas, Especificação de Serviços e Materiais nos aspectos pertinentes às particularidades

Leia mais

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES Objetivo: Analisar as condições de funcionamento e segurança dos seus equipamentos 09/11/2014 Autor: LUIZ BARATTA - SENGE / RJ 1 NORMAS ABNT ABNT NBR 5665:1983 ERRATA

Leia mais

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 1 TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO O objeto de Termo de Referência consiste na contratação de empresa especializada na prestação de serviços de reforma e modernização do sistema de transporte vertical

Leia mais

elevador access acionamento hidráulico

elevador access acionamento hidráulico elevador access acionamento hidráulico SET/2013 elevador access Indicado para permitir acesso a desníveis de até 7m Acesso a pavimentos (entre andares) em edificações residenciais e comerciais como bancos,

Leia mais

ELEVADORES VERSATILIDADE, TECNOLOGIA E BELEZA PARA PERCURSOS DE ATÉ 12 METROS

ELEVADORES VERSATILIDADE, TECNOLOGIA E BELEZA PARA PERCURSOS DE ATÉ 12 METROS ELEVADORES VERSATILIDADE, TECNOLOGIA E BELEZA PARA PERCURSOS DE ATÉ 12 METROS Disponível para aplicação residencial unifamiliar ou exclusivo para acessibilidade em locais públicos Capacidade: 3 pessoas

Leia mais

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos

REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores panorâmicos Porto Alegre, 18 de junho de 2012. A Assembleia Legislativa do RS Porto Alegre, RS REF: Layout Elevadores e Torre Metálica Elaboração de Anteprojeto de torre metálica para instalação de 02(dois) elevadores

Leia mais

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego

Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Transporte Vertical Normas Brasileiras e Cálculo de Tráfego Elevadores de Passageiros Conhecimentos iniciais: Normas da ABNT NORMA NBR - 5666 Elevadores Elétricos - Terminologia NORMA NBR - NM 207 Elevadores

Leia mais

EL2000. Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade. Guia de especificação para o modelo 2913. Revisão: Novembro de 2008

EL2000. Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade. Guia de especificação para o modelo 2913. Revisão: Novembro de 2008 EL000 Elevadores Residenciais e de Uso Restrito para Acessibilidade Guia de especificação para o modelo 913 Revisão: ovembro de 008 EL 000 Elevador Residencial Unifamiliar A Montele fabrica há 5 anos o

Leia mais

Manual de Referência Técnica

Manual de Referência Técnica Manual de Referência Técnica Apresentação O Elevador Pneumático ELEVAC, fabricado pela MHM,indústria brasileira, com patente registrada, é um sistema de transporte vertical pneumático, sem cabos, pistões

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO 1 MANUAL DE REFERÊNCIA TÉCNICA - ELEVAC 200 APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, é um sistema de

Leia mais

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Para Substituição dos Elevadores da SMOV

ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Para Substituição dos Elevadores da SMOV ANEXO XII ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Para Substituição dos Elevadores da SMOV 1. OBJETO Trata a presente do Projeto Básico de fornecimento e substituição de três(3) elevadores do tipo elétrico sendo dois

Leia mais

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES

INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES INSTALAÇÃO E SEGURANÇA NOS ELEVADORES Objetivo: Analisar as condições de funcionamento e segurança dos seus equipamentos 19/06/2015 Autor: LUIZ BARATTA - SENGE / RJ 1 HISTÓRICO Estima-se que no Brasil

Leia mais

Elevador de Cremalheira. ELC001-F - Catálogo Técnico 2015

Elevador de Cremalheira. ELC001-F - Catálogo Técnico 2015 Elevador de Cremalheira ELC001-F - Catálogo Técnico 2015 Conheça o Elevador de Cremalheira ELC001-F! Porque utilizar o Elevador de Cremalheira ELC001-F em minha obra? Vivemos em uma época em que a maioria

Leia mais

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO

ANEXO I CONDIÇÕES GERAIS DE CONTRATAÇÃO 1 PRODUTOS 1.1 Serviço de manutenção preventiva mensal e corretiva, quando necessário, para o elevador da Unidade Operacional da Anatel no Estado de Santa Catarina UO031, situada à Rua Saldanha Marinho,

Leia mais

Manual de Referência Técnica Elevac 200

Manual de Referência Técnica Elevac 200 Apresentação O Elevador Pneumático Elevac, fabricado pela Elevac Tecnologia em Elevadores, indústria brasileira, com patente registrada, é um sistema de transporte vertical pneumático, sem cabos, pistões

Leia mais

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico

plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico plataforma elevatória até 4m modelos ac08 ac11 acionamento hidráulico JUL/2011 Acionamento Hidráulico Atende às normas NBR 9050 e NBR15655-1 Movimentação por botão de pressionamento constante ou joystick

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200

Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 Manual de Referência Técnica ELEVAC 200 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s APRESENTAÇÃO O Elevador Pneumático Elevac-200, com patente registrada, fabricado

Leia mais

Processo n. 130.238/09 CONTRATO N. 2010/017.1

Processo n. 130.238/09 CONTRATO N. 2010/017.1 Processo n. 130.238/09 CONTRATO N. 2010/017.1 PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO CELEBRADO ENTRE A CÂMARA DOS DEPUTADOS E A THYSSENKRUPP ELEVADORES S.A., PARA O FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE 16 (DEZESSEIS) ELEVADORES

Leia mais

Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores

Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores Aula 5 : Circulação Vertical Escadas, Rampas e Elevadores Escadas Escada é o elemento de composição arquitetônica cuja função é proporcionar a possibilidade de circulação vertical entre dois ou mais pisos

Leia mais

CO Miconic BX VVVF A Modernização definitiva à sua disposição. Modernização Schindler

CO Miconic BX VVVF A Modernização definitiva à sua disposição. Modernização Schindler CO Miconic BX VVVF A Modernização definitiva à sua disposição. Modernização Schindler A solução mais completa do mercado. Os elevadores projetados há alguns anos não contavam com dispositivos para evitar

Leia mais

ANEXO XII - Especificações Técnicas para Substituição dos Elevadores da SMOV

ANEXO XII - Especificações Técnicas para Substituição dos Elevadores da SMOV ANEXO XII - Especificações Técnicas para Substituição dos Elevadores da SMOV 1. OBJETO Trata a presente do Projeto Básico de fornecimento e substituição de três(3) elevadores do tipo elétrico sendo dois

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS ELEVADOR A CABO ELEVADOR DE CREMALHEIRA Elevador de cremalheira e pinhão Maior custo compra / aluguel; Maior padrão de segurança;

Leia mais

ANEXO XIV - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA SUBSTITUIÇÃO DOS ELEVADORES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO SMOV PRÉDIO CENTRAL

ANEXO XIV - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA SUBSTITUIÇÃO DOS ELEVADORES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO SMOV PRÉDIO CENTRAL ANEXO XIV - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA SUBSTITUIÇÃO DOS ELEVADORES DA SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E VIAÇÃO SMOV PRÉDIO CENTRAL 1. OBJETO Trata a presente do Projeto Básico de fornecimento e substituição

Leia mais

PL6 FOI SUBSTITUÍDA PELA PL7 PARA QUE CONTINUE ATENDENDO ÀS NOVAS NORMAS

PL6 FOI SUBSTITUÍDA PELA PL7 PARA QUE CONTINUE ATENDENDO ÀS NOVAS NORMAS APRESENTAÇÃO DE NOSSAS PLATAFORMAS ELEVATÓRIAS A DWA apresenta uma solução econômica para quem tem duplex, desníveis acentuados, acessos para pessoas que necessitam de auxílio na locomoção e outras soluções

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 www.henrimak.com.br vendas@henrimak.com.br / henrimak@henrimak.com.br TEL.: 21 3391-4646 / 21 3449-4112 CEL.: 7852-4626 / ID: 645*16704 A EMPRESA A HenrimaK foi fundada

Leia mais

TALHA ELÉTRICA STANDARD, BAIXA ALTURA E TIPO GUINCHO. ZL EQUIPAMENTOS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TALHA ELÉTRICA STANDARD, BAIXA ALTURA E TIPO GUINCHO.

TALHA ELÉTRICA STANDARD, BAIXA ALTURA E TIPO GUINCHO. ZL EQUIPAMENTOS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS TALHA ELÉTRICA STANDARD, BAIXA ALTURA E TIPO GUINCHO. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. DESCRIÇÃO. As talhas elétricas de cabo de aço, projetada e fabricadas pela ZL Equipamentos, são equipamentos robustos movidos à eletricidade trifásicos, foram desenvolvidas para

Leia mais

ANEXO TÉCNICO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AQUISIÇÃO DE ELEVADOR CONVENCIONAL

ANEXO TÉCNICO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AQUISIÇÃO DE ELEVADOR CONVENCIONAL ANEXO TÉCNICO CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA AQUISIÇÃO DE ELEVADOR CONVENCIONAL AQUISIÇÃO DE ELEVADOR CONVENCIONAL PARA SER INSTALADO NO EDÍFICIO DO ESCRITÓRIO REGIONAL DA ANATEL EM FORTALEZA-CE.

Leia mais

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO

FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO Rua Rishin Matsuda, 562 Vila Santa Catarina CEP 04371-000 São Paulo SP Tel. 11 5563-6477 Fax 11 5563-3107 www.elevadoreszenit.com.br FICHA TÉCNICA ELEVADOR DE CARGA VERTCARGO ORIENTAÇÃO ELEVADORES CARGAS

Leia mais

elevador de cremalheira

elevador de cremalheira elevador de cremalheira Equipamento moderno e de alta tecnologia; Grande versatilidade para a elevação de pessoas e cargas em alturas mais elevadas; Segurança e economia de tempo no deslocamento de pessoas

Leia mais

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores?

Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Transporte Vertical em Edifícios Como projetar edifícios com elevadores? Nós movimentamos 1 bilhão de pessoas a cada dia... Grupo Schindler Grupo Schindler - Fundado por Robert Schindler, em 1874, na Suíça

Leia mais

Manual de Referência Técnica ELEVAC 250

Manual de Referência Técnica ELEVAC 250 Manual de Referência Técnica ELEVAC 250 t e c n o l o g i a em e l e v a d o r e s ESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO A Plataforma Elevac 250 traz comodidade e praticidade para todas as pessoas com dificuldades permanentes

Leia mais

Pontes Rolantes - Aplicações

Pontes Rolantes - Aplicações Pontes Rolantes Pontes rolantes são máquinas transportadoras utilizadas, em meio industrial, no içamento e locomoção de cargas de um local para o outro. Conta com três movimentos independentes ou simultâneos

Leia mais

elevador de cremalheira metax.com.br

elevador de cremalheira metax.com.br elevador de cremalheira metax.com.br elevador de cremalheira Equipamento moderno e de alta tecnologia; Grande versatilidade para a elevação de pessoas e cargas em alturas mais elevadas; Segurança e economia

Leia mais

PLANILHA DE PROPOSTA

PLANILHA DE PROPOSTA 0001 012186 INVERSOR DE FREQUENCIA 144 AMPERES / 220 VCA Inversor de freqüência para aplicação em motor elétrico trifásico com corrente nominal de serviço 140A, tensão nominal 220V, temperatura de funcionamento

Leia mais

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos.

Sistemas para Estacionamento e Vagas de Garagem DUPLIKAR. Projetamos e desenvolvemos inúmeras soluções para estacionamentos. A Empresa A Duplikar é representante autorizado da marca Engecass, queremos apresentar uma solução caso tenha necessidades de aumentar suas vagas de garagem. A Engecass é uma indústria Brasileira, fabricante

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I CONSIDERAÇÕES INICIAIS: a) Este roteiro serve como base às obras de Fornecimento e instalação de plataforma de percurso vertical para o Bloco B da Unidade Operacional

Leia mais

Manual Ref. Técnica Plataforma Elevac 250

Manual Ref. Técnica Plataforma Elevac 250 Apresentação 1 A Plataforma Elevac traz comodidade e praticidade para todas as pessoas com dificuldades permanentes ou temporárias de locomoção. Ideal para clínicas, escolas, hospitais, hotéis e quaisquer

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL

NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC) SINALIZAÇÃO PARA ABANDONO DE LOCAL ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ATIVIDADES TÉCNICAS - DAT NORMAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS INSTRUÇÃO NORMATIVA (IN 013/DAT/CBMSC)

Leia mais

MEC I. Índice. Aplicação 4/5. Introdução. Cabina Top. Opcionais Top. Cabina Gold. Opcionais Gold. Painéis de Operação. Botoeiras e Indicadores

MEC I. Índice. Aplicação 4/5. Introdução. Cabina Top. Opcionais Top. Cabina Gold. Opcionais Gold. Painéis de Operação. Botoeiras e Indicadores MEC I MR/MRL Índice Introdução 4/5 Cabina Top 6 Opcionais Top 7 Cabina Gold 8 Opcionais Gold 9 Painéis de Operação 10 Botoeiras e Indicadores 11 Portas de Pavimento 12 Produtos 13 Informações Importantes

Leia mais

Salvamento em Elevadores

Salvamento em Elevadores Assunto: EM ELEVADORES 1/14 1. FINALIDADE Padronizar e minimizar a ocorrência de desvios na execução de tarefas fundamentais para o funcionamento correto do processo de atendimento de ocorrências emergenciais

Leia mais

Série Elevadores Comerciais

Série Elevadores Comerciais Série Elevadores Comerciais Equipamentos de alto desempenho para edifícios comerciais. Número de Paradas: Até 32 Paradas Grupo de Elevadores: Multiplex - Até 8 Elevadores Velocidades: Até 360 m / min.

Leia mais

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA.

HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. HTS ELEVADORES IND. E COM. LTDA. ELEVADORES DE OBRA ELEVADOR DE OBRA ELEVADOR DE OBRA Controle automático digital Eficiência de consumo: quando o a velocidade ou carga está abaixo da condição de regime

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª Marivaldo Oliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de

Leia mais

Simbologia de instalações elétricas

Simbologia de instalações elétricas Simbologia de instalações elétricas Os símbolos gráficos usados nos diagramas unifilar são definidos pela norma NBR5444, para serem usados em planta baixa (arquitetônica) do imóvel. Neste tipo de planta

Leia mais

ANEXO II AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO N.º 50/2005 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS COMPONENTES DE CADA ELEVADOR DA ANATEL.

ANEXO II AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO N.º 50/2005 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS COMPONENTES DE CADA ELEVADOR DA ANATEL. ANEXO II AO EDITAL DE PREGÃO AMPLO N.º 50/2005 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DOS COMPONENTES DE CADA ELEVADOR DA ANATEL. PAINEL DE CONTROLE Responsável pelo processamento, interfaceamento e monitoração de todos

Leia mais

Manual de Uso Seguro do Elevador

Manual de Uso Seguro do Elevador Manual de Uso Seguro do Elevador Propriedade da RIS Consultoria. Permitida a reprodução desde que integral, sem revisões e citada a fonte. O Elevador é uma caixa pendurada por cabos de aço com um contrapeso.

Leia mais

MANUAL TÉCNICO JIRAU PASSANTE ELÉTRICO

MANUAL TÉCNICO JIRAU PASSANTE ELÉTRICO MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO Introdução 03 Descrição da plataforma 04 Instruções de montagem 08 Informações de segurança 12 INTRODUÇÃO O ANDAIME SUSPENSO ELÉTRICO JIRAU é recomendado para trabalhos em altura

Leia mais

Laudo de Acessibilidade

Laudo de Acessibilidade Laudo de Acessibilidade Vistoriado por Arq. Eduardo Ronchetti de Castro CREA 5061914195/D Considerações legais elaboradas por Dr. Luis Carlos Cocola Kassab - OAB/SP 197.829 Rua Marechal Deodoro, 1226 Sala

Leia mais

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados

MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimentos e Cuidados MANUAL DO USO DE ELEVADORES ÍNDICE: I Procedimento e Cuidados II Verificação pelo usuário do funcionamento seguro do elevador III Procedimentos a evitar na utilização do elevador IV Orientação para a escolha

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

Artigo Técnico: Startup de Elevadores

Artigo Técnico: Startup de Elevadores Artigo Técnico: Startup de Elevadores Problemas enfrentados no início de operação de elevadores instalados em edifícios existentes modernização ou substituição dos equipamentos em edificações habitadas.

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Municipio de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO Obra: OBRAS CIVIS, REFORMA E INSTALAÇÕES - PMAT PAVIMENTO TÉRREO E SUPERIOR DA PREFEITURA MUNICIPAL Local: Rua Osvaldo Aranha-nº 634 Venâncio Aires EXECUÇÃO E SERVIÇOS A execução dos

Leia mais

Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício

Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício Schindler 5300 Personalidade. Muito espaço. Sofisticação e modernidade para os elevadores de seu edifício Elevadores de Passageiros Schindler Espaço Schindler 5300 significa espaço Ampliamos a cabina de

Leia mais

Portifólio Informe Técnico de Projeto

Portifólio Informe Técnico de Projeto Portifólio Informe Técnico de Projeto Ponte Rolante de Aciaria Cliente Área de Negócio Ano de Execução Ficha Técnica Sinobras Turn Key 2011 Tecnologia em Sistemas Industriais e Serviços Fornecimento de

Leia mais

de Prevenção de Acidentes) para melhorar as condições de segurança e trabalho na construção Civil.

de Prevenção de Acidentes) para melhorar as condições de segurança e trabalho na construção Civil. FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Portuária e Construção Civil AULA 4 Prof.ª MarivaldoOliveira COMPETÊNCIAS QUE TRABALHAREMOS NESTE MÓDULO Lançar mão dos recursos e técnicas de prevenção

Leia mais

Simbologia de instalações elétricas

Simbologia de instalações elétricas Simbologia de instalações elétricas Os símbolos gráficos usados nos diagramas unifilar são definidos pela norma NBR5444, para serem usados em planta baixa (arquitetônica) do imóvel. Neste tipo de planta

Leia mais

Criando tecnologia para um mundo real.

Criando tecnologia para um mundo real. Criando tecnologia para um mundo real. S E G U R O Tecnologia projetada para trabalhar por você. Requisitos especiais de energia elétrica. Blecautes frequentes. Cronogramas de obra. Há muitas coisas a

Leia mais

TUTORIAL PARA PREPARO DE AMBIENTE DE RECEPÇÃO DE PLATAFORMA HIDRÁULICA TIPO PL-G DA DWA

TUTORIAL PARA PREPARO DE AMBIENTE DE RECEPÇÃO DE PLATAFORMA HIDRÁULICA TIPO PL-G DA DWA 2014 DWA CONSTRUÇÕES ELETROMECÂNICAS LTDA. TUTORIAL PARA PREPARO DE AMBIENTE DE RECEPÇÃO DE PLATAFORMA HIDRÁULICA TIPO PL-G DA DWA Orientação ao construtor para preparo do ambiente que irá receber a plataforma

Leia mais

ELEVADOR DE CREMALHEIRA. metax.com.br

ELEVADOR DE CREMALHEIRA. metax.com.br ELEVADOR DE CREMALHEIRA metax.com.br elevador de cremalheira Equipamento moderno e de alta tecnologia; Grande versatilidade para transporte de pessoas e cargas em níveis mais elevados; Segurança e economia

Leia mais

Sem mais para o momento e agradecendo a atenção dispensada. Atenciosamente. AFONSO C. GAPPO Engº CREA Nº38219-D RJ

Sem mais para o momento e agradecendo a atenção dispensada. Atenciosamente. AFONSO C. GAPPO Engº CREA Nº38219-D RJ CARTA Nº 11.0529/10 Rio de Janeiro, 19 de novembro de 2010. À RENTA ENGENHARIA Av. das Américas, nº 1155/17º andar Barra da Tijuca. Rio de Janeiro/RJ. At.: Sra. Tanit Marinho ASS.: Transporte Vertical

Leia mais

CATÁLOGO de elevadores

CATÁLOGO de elevadores CATÁLOGO de elevadores A Ortobras é reconhecida no Brasil e no mundo pela qualidade de seus produtos, investindo constantemente em atualizações tecnológicas e projetos sustentáveis. Localizada em Barão

Leia mais

ANEXO I PROJETO BÁSICO MODERNIZAÇÃO INTEGRAL DOS ELEVADORES DO EDIFÍCIO BRASÍLIA LOCALIZADO NO SETOR BANCÁRIO SUL- BRASÍLIA/ DF- SEDE DO BRB

ANEXO I PROJETO BÁSICO MODERNIZAÇÃO INTEGRAL DOS ELEVADORES DO EDIFÍCIO BRASÍLIA LOCALIZADO NO SETOR BANCÁRIO SUL- BRASÍLIA/ DF- SEDE DO BRB CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC- 001/2006 1 ANEXO I PROJETO BÁSICO MODERNIZAÇÃO INTEGRAL DOS ELEVADORES DO EDIFÍCIO BRASÍLIA LOCALIZADO NO SETOR BANCÁRIO SUL- BRASÍLIA/ DF- SEDE DO BRB Este Projeto é um descritivo

Leia mais

Estética Otis. Sofisticação e beleza para seu empreendimento.

Estética Otis. Sofisticação e beleza para seu empreendimento. Estética Estética Otis. Sofisticação e beleza para seu empreendimento. A Otis desenvolve produtos de alta tecnologia que renovam conceitos do mercado de sistemas de transportes verticais, fazendo da marca

Leia mais

ATENÇÃO: OS ENCAIXES SUPERIORES DOS GUARDA-CORPOS JUNTO ÀS CABECEIRAS DO ANDAIME E/OU AO CABIDE DE UNIÃO DEVERÃO SER TRAVADOS COM UM PARAFUSO DE

ATENÇÃO: OS ENCAIXES SUPERIORES DOS GUARDA-CORPOS JUNTO ÀS CABECEIRAS DO ANDAIME E/OU AO CABIDE DE UNIÃO DEVERÃO SER TRAVADOS COM UM PARAFUSO DE ATENÇÃO: OS ENCAIXES SUPERIORES DOS GUARDA-CORPOS JUNTO ÀS CABECEIRAS DO ANDAIME E/OU AO CABIDE DE UNIÃO DEVERÃO SER TRAVADOS COM UM PARAFUSO DE PROTEÇÃO. ESTA MEDIDA É OBRIGATÓRIA E DEVE SER FEITA ANTES

Leia mais

JUSTIFICATIVA 1. DO OBJETO. Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro. Tel: +55 (21) 2532-2661

JUSTIFICATIVA 1. DO OBJETO. Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro. Tel: +55 (21) 2532-2661 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA RELATIVA À MANUTENÇÃO DE ELEVADORES, PLATAFORMAS DE CADEIRANTES E MONTA- CARGA A SEREM EXECUTADOS

Leia mais

PRODUTOS SUSTENTÁVEIS

PRODUTOS SUSTENTÁVEIS PRODUTOS SUSTENTÁVEIS ObjETIVOS A ThyssenKrupp Elevadores, em sintonia com as tendências mundiais em transporte vertical, está focada em sua responsabilidade socioambiental. Por isso, desenvolve produtos

Leia mais

Schindler 3600 Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores.

Schindler 3600 Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores. Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores. Elevadores de Passageiros Schindler . Viagens muito mais rápidas, suaves e confortáveis para um número

Leia mais

ANEXO 04 TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO 04 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO 04 TERMO DE REFERÊNCIA CONCESSÃO DE USO DE 02 (DUAS) ÁREAS, TOTALIZANDO 71.400,00 M², LOCALIZADAS NA ÁREA EXTERNA DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SALVADOR/BA DEPUTADO LUIS EDUARDO MAGALHÃES, DESTINADAS

Leia mais

REGULAMENTO CENTRO DE EVENTOS FIERGS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

REGULAMENTO CENTRO DE EVENTOS FIERGS INSTALAÇÕES ELÉTRICAS No caso das instalações elétricas existentes nos espaços não comportarem a carga elétrica a ser ligada pelo evento, é necessário que a Contratante apresente os documentos e respeite as condições mínimas

Leia mais

Quadro de Comando 24V SMD CAN ISO 9001. 32 bits. A modernização necessária para seu elevador! 240m/min. Até 48. Componentes. Alimentação.

Quadro de Comando 24V SMD CAN ISO 9001. 32 bits. A modernização necessária para seu elevador! 240m/min. Até 48. Componentes. Alimentação. Quadro de Comando Componentes SMD Processador 32 bits Alimentação 24V Até 48 Comunicação CAN pavimentos Velocidade até Apenas conexões* 240m/min 27 Empresa com Duplex, Triplex e Quadriplex ISO 9001 A modernização

Leia mais

TK Elevadores. Americas Business Unit

TK Elevadores. Americas Business Unit TK Elevadores Americas Business Unit tk synergy um mundo, uma empresa, uma solução. O elevador que se adapta a qualquer prédio. Para obras novas ou de modernização, a ThyssenKrupp Elevadores desenvolveu

Leia mais

SISTEMA DE MEDIÇÃO E LEITURA CENTRALIZADA SMLC

SISTEMA DE MEDIÇÃO E LEITURA CENTRALIZADA SMLC SISTEMA DE MEDIÇÃO E LEITURA CENTRALIZADA SMLC Especificação para implantação de infra-estrutura Diretoria de Redes Gerência de Engenharia da Distribuição Coordenação de Engenharia SISTEMA DE MEDIÇÃO E

Leia mais

Soluções em mobilidade vertical para hospitais. Quando o que mais importa é confiabilidade e eficiência. Elevadores hospitalares Schindler

Soluções em mobilidade vertical para hospitais. Quando o que mais importa é confiabilidade e eficiência. Elevadores hospitalares Schindler Soluções em mobilidade vertical para hospitais. Quando o que mais importa é confiabilidade e eficiência. Elevadores hospitalares Schindler Ambientes onde precisão e confiabilidade são requisitos mínimos.

Leia mais

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br

SOLUÇÕES PARA FACHADA. metax.com.br SOLUÇÕES PARA FACHADA metax.com.br Passarela para pedestres Estes equipamentos são utilizados em locais onde a instalação do andaime fachadeiro obstrui a passagem de via, ou seja, a fachada do prédio não

Leia mais

Schindler 3300 Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores

Schindler 3300 Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores Schindler 3300 Muito espaço. Visual perfeito. Suavidade. Você terá uma experiência inesquecível em nossos elevadores Elevadores de Passageiros Schindler Espaço Schindler 3300 significa espaço Ampliamos

Leia mais

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso

plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso plataforma elevatória ac 02 acionamento por fuso OUT / 2011 plataforma elevatória ac 02 Indicação Indicada para permitir acesso a desníveis de até 2m. Acesso a mezaninos, entradas de edifícios residenciais

Leia mais

E L E V A D O R E S Indústria e Comércio de Elevadores de Passageiros e Cargas

E L E V A D O R E S Indústria e Comércio de Elevadores de Passageiros e Cargas ELEVADORES MISSÃO Desenvolver soluções inteligentes para transporte vertical de passageiros e cargas, melhorando continuamente nossos processos e o sistema de gestão da qualidade, visando satisfazer e

Leia mais

DTGHV_20130524. Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág.

DTGHV_20130524. Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. DT_20130524 GUILHOTINA HIDRÁULICA DE ÂNGULO VARIÁVEL MARCA NEWTON LINHA Características e especificações técnicas sujeitas a alterações sem prévio aviso./ Fotos meramente ilustrativas. pág. 1/5 DT_20130524

Leia mais

FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016

FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016 FÓRUM NORDESTE SOBRE CONDIÇÕES E MEIO AMBIENTE DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO JOÃO PESSOA, 24/02/2016 NOVAS EXIGÊNCIAS LEGAIS APLICÁVEIS AOS ELEVADORES DE OBRAS ANTONIO PEREIRA DO NASCIMENTO SRTE-SP

Leia mais

LAUDO. ELY GOMES DOS SANTOS Engenheiro de Operação Eletrotécnica Engenheiro de Segurança do Trabalho Técnico em Mecânica

LAUDO. ELY GOMES DOS SANTOS Engenheiro de Operação Eletrotécnica Engenheiro de Segurança do Trabalho Técnico em Mecânica ILUSTRÍSSIMO SENHOR DIRETOR DO AMERICAN PARK LTDA - ME ELY GOMES DOS SANTOS, Engenheiro de Operação modalidade Eletrotécnica, Engenheiro de Segurança do Trabalho e, infra assinado, Responsável Técnico

Leia mais

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS

ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS ANEXO XI - PADRÃO TÉCNICO PARA VEÍCULO TÁXI ACESSÍVEL 1. OBJETIVO REQUISITOS MÍNIMOS BÁSICOS Este documento tem como objetivo estabelecer as características básicas aplicáveis aos veículos produzidos para

Leia mais

0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais

0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais 0. Servidor SGI 1100 - Instruções iniciais Este guia contém as seguintes informações básicas sobre a configuração do sistema, desde a retirada da embalagem até a inicialização do Servidor SGI 1100: Retirada

Leia mais

LOCAÇÃO E VENDA. Tecnologia e Inovação em Movimento Vertical

LOCAÇÃO E VENDA. Tecnologia e Inovação em Movimento Vertical LOCAÇÃO E VENDA Tecnologia e Inovação em Movimento Vertical 1 Equipamentos 100% nacionais Faça parte desse novo conceito em tecnologia! BALANCIM ELÉTRICO Plataformas de encaixe rápido. Cabos de Aço galvanizados

Leia mais

Segurança Operacional em Máquinas e Equipamentos

Segurança Operacional em Máquinas e Equipamentos Segurança Operacional em Máquinas e Equipamentos Manfred Peter Johann Gerente de Vendas da WEG Automação A crescente conscientização da necessidade de avaliação dos riscos na operação de uma máquina ou

Leia mais

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS

NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS ANEXO XVIII AO DECRETO N o 3.950, de 25 de janeiro de 2010. NORMA TÉCNICA N o 18 SISTEMAS DE CHUVEIROS AUTOMÁTICOS 1. OBJETIVO Esta Norma Técnica visa a adequar o texto da norma NBR 10897, que dispõe sobre

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Mini Sirene Eletrônica Audiovisual Um Toque Iluminação a LED - Para Pequenas e Médias Áreas - Código: AFMSF A sirene audiovisual de alarme código AFMSF é um equipamento que deve ser instalado no teto ou

Leia mais

Impactos da nova NR-18 em equipamentos de Transporte Vertical Rack Elevadores - Marketing. www.rackelevadores.com.br

Impactos da nova NR-18 em equipamentos de Transporte Vertical Rack Elevadores - Marketing. www.rackelevadores.com.br Impactos da nova NR-18 em equipamentos de Transporte Vertical Rack Elevadores - Marketing A Rack Elevadores 1 2 200 Empregados: 05 Engenheiros Técnicos 70 em produção 30 em montagem e manutenção 40 em

Leia mais

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0)

NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1. Instalações e áreas de trabalho. NR 12 - Máquinas e Equipamentos (112.000-0) 12.1.1. Os pisos dos locais de trabalho onde se instalam máquinas e equipamentos devem ser vistoriados e limpos, sempre

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO CONDOMINIO TORRES DO IGUATEMI MB8586

RELATÓRIO TÉCNICO CONDOMINIO TORRES DO IGUATEMI MB8586 RELATÓRIO TÉCNICO CONDOMINIO TORRES DO IGUATEMI MB8586 PALÁCIO DE CRISTAL 1853 ELISHA OTIS CRIADOR DO ELEVADOR DE SEGURANÇA FABRICA DA ELEVADORES OTIS SÃO BERNADO DO CAMPO SP 1 O que é um Elevador? Controle;

Leia mais

PLANILHA DE MANUTENÇÃO

PLANILHA DE MANUTENÇÃO Andaime Suspenso Elétrico PLANILHA DE MANUTENÇÃO A inspeção inicial deve ser realizada antes da entrada em operação do guincho, após uma nova montagem, pelos responsáveis pela manutenção do equipamento.

Leia mais

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS

CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS CPR MG COMITÊ PERMANENTE REGIONAL NR-18 APLICADA AOS CANTEIROS DE OBRAS DEFINIÇÃO DE GRUA: GUINDASTE UNIVERSAL DE TORRE PARA TRANSPORTE DE CARGAS, TANTO NA HORIZONTAL COMO NA VERTICAL SINALIZAÇÃO E ISOLAMENTO

Leia mais

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE

1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE 1ª RETIFICAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 413/2014 - CPL 04 SESACRE OBJETO: Aquisição de Equipamentos, Mobiliários, Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos, para atender as Necessidades

Leia mais

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO

IECETEC. Acionamentos elétricos AULA 1 PROJETO ELÉTRICO AULA 1 PROJETO ELÉTRICO 1- Introdução 2- Normas técnicas Todo projeto deve ser concebido a luz de uma norma técnica. No Brasil, a normatização é de responsabilidade da Associação Brasileira de Normas Técnica

Leia mais

ortobras A vida não para ELEVADOR RESIDENCIAL USO RESTRITO

ortobras A vida não para ELEVADOR RESIDENCIAL USO RESTRITO ELEVADOR RESIDENCIAL USO RESTRITO ELEVADOR RESIDENCIAL USO RESTRITO O elevador de uso restrito é unifamiliar, adaptado para uso de pessoas com mobilidade reduzida. Pode ser instalado em residências, edifícios

Leia mais