MESTRADO EM CONTABILIDADE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MESTRADO EM CONTABILIDADE 2006-2007"

Transcrição

1 MESTRADO EM CONTABILIDADE PROGRAMA DAS DISCIPLINAS 1

2 DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 1º TRIMESTRE Financial Reporting e Normas Internacionais - Harmonização contabilística internacional - Estrutura conceptual da informação financeira (Framework do IASC) - Estrutura das demonstrações financeiras (NIC 1) - Balanço - Demonstrações dos resultados por natureza e por funções (NIC 8, 18, 20, 33 e 35) - Anexo ao balanço e à demonstração dos resultados - Demonstração dos fluxos de caixa (NIC 7) - Demonstração das alterações do capital próprio - Informação financeira por segmentos (NIC 14) - Informação financeira intercalar (NIC 34) Contabilidade de Activos e Passivos não Financeiros - Activos tangíveis (NIC 16) - Activos intangíveis (NIC 38) - Custos de empréstimos (NIC 23) - Imparidade de activos (NIC 36) - Existências (NIC 2) - Contratos de construção (NIC 11) - Provisões e contingências (NIC 37) - Impostos correntes e diferidos (NIC 12) - Acontecimentos após a data do balanço (NIC 10) Contabilidade e Controlo de Gestão - O Papel da Contabilidade de Gestão nas Organizações - Introdução aos Conceitos e Objectivos dos Custos - Imputação dos Custos Indirectos - Custeio Baseado nas Actividades (ABC) e Gestão Baseada nas Actividades - Tomada de Decisão e Informação Relevante - Decisões sobre Preços e Gestão de Custos - Custeio dos Inventários e Análise da Capacidade - Análise da Rendibilidade dos Clientes e Análise do Desvio de Vendas - Qualidade, Tempo e Teoria dos Constrangimentos - Gestão de Inventários, Just-in-Time e Backflush Costing - Orçamento Global e Responsibility Accounting - Orçamentos Flexíveis, Desvios e Controlo de Gestão (Custos Variáveis) - Orçamentos Flexíveis, Desvios e Controlo de Gestão (Custos Fixos) - Estratégia, Balanced Scorecard e Análise da Rendibilidade Estratégica - Preços de Transferência e Considerações Multinacionais - Medição do Desempenho, Remunerações e Considerações Multinacionais 2º TRIMESTRE Contabilidade dos Instrumentos Financeiros - Activos financeiros (NIC 32, 39 e 40) - Produtos derivados (NIC 32 e 39) 2

3 - Fundos de pensões (NIC 19 e 26) - Operações de capital próprio - Passivos financeiros (NIC 32 e 39) - Efeito das alterações das taxas de câmbio (NIC 21) Concentração de Empresas e Consolidação de Contas - Métodos aplicáveis nas concentrações de actividades empresarias (NIC 22) - Pressupostos para a elaboração das demonstrações financeiras consolidadas (NIC 27) - Procedimentos de consolidação (NIC 21, 22, 27 e 29) - Conversão cambial das demonstrações expressas em moeda estrangeira - Valorização de activos e passivos ao justo valor - Tratamento contabilístico do goodwill adquirido e dos interesses minoritários - Anulação das operações intra-grupo - Contabilização dos investimentos em empresas associadas (NIC 28) - Contabilização dos investimentos em empreendimentos conjuntos (NIC 31) Cost Management Systems - O desenvolvimento do controlo de gestão - O modelo de Kaplan: Four Stages Model - Críticas aos sistemas dos estádios I e II - Os sistemas do estádio III: Systems for Learning and Improvement - Sistemas orientados para a gestão de custos: target costing, life-cycle costing, business process re-engineering, total quality management, value chain analysis e benchmarking - Activity-based cost systems: unit-level, batch-level, product-sustaining, facility-sustaining activities, resources cost drivers e activity cost drivers - Activity-based management operacional e estratégico: curva de Whale, customer costing, supplier relationships, vendor-sustaining costs, redesign de produtos e services e optimização dos processos - O estádio IV: integração dos sistemas de controlo de gestão e entreprise Resource Planning (ERP) systems DISCIPLINAS OPTATIVAS DO 3ºTRIMESTRE Análise e Avaliação de Empresas - Análise de performance histórica - Análise do cash flow - Análise de indicadores de mercado - Criação de valor e avaliação - Economic value added e Market value added - Análise de sensibilidade - Análise de operações de reestruturação empresarial - Análise de operações internacionais - Análise de instituições financeiras Auditoria Financeira - Natureza, objectivo e âmbito - Estrutura conceptual - Responsabilidades e planeamento da auditoria - Controlo interno - O controlo interno e o processo de auditoria 3

4 - Testes de controlo, testes substantivos e procedimentos analíticos - Situações específicas - Relatórios e pareceres - A auditoria em Portugal e no mundo: perspectivas futuras Contabilidade das Instituições Financeiras e de Seguros - Enquadramento legal e institucional da actividade financeira - Estudo e análise das demonstrações financeiras - Aspectos parcelares das demonstrações financeiras - Crédito - Carteiras de títulos - Operações extra-patrimoniais - Outras situações - Enquadramento legal e institucional da actividade seguradora - Caracterização da actividade seguradora - Estudo e análise das demonstrações financeiras - Estudo das principais operações - Provisões técnicas - Investimentos - Margem de solvência Contabilidade de Gestão das Instituições Públicas - Planeamento e controlo na gestão das organizações do Sector Público - A função central do orçamento na ligação entre o planeamento e o controlo - A preparação do orçamento - Técnicas orçamentais: orçamentos por programas e orçamentos de base zero. - O Orçamento de Estado em Portugal - Instrumento de gestão da Administração Central - Noções gerais sobre o Orçamento de Estado em Portugal - Processo orçamental: preparação, aprovação, execução, acompanhamento e controlo - Economia, eficácia e eficiência - Técnica do value for money para alcançar mudanças nos serviços públicos - Os indicadores de gestão enquanto instrumento de controlo nos organismos públicos - O cálculo do custo dos serviços públicos - Problemática da afectação dos custos indirectos e Custeio Baseado nas Actividades - Contabilidade de Custos nos planos de contas de contabilidade pública em Portugal - O Plano Oficial de Contabilidade do Ministério da Saúde (POCMS) - A contabilidade das organizações sem fins lucrativos Contabilidade Pública e das Organizações sem Fins Lucrativos - Quadro conceptual da contabilidade pública - O sector público em Portugal: definição e caracterização - A organização orçamental, financeira e patrimonial do sector público - A contabilidade pública em Portugal - O Plano Oficial de Contabilidade Pública (POCP) - O POCP e a execução orçamental - O POCP e a contabilidade financeira e patrimonial 4

5 - O POCP e a contabilidade de gestão - A normalização contabilística sectorial em Portugal - O Plano Oficial de Contabilidade das Autarquias Locais (POCAL) - O Plano Oficial de Contabilidade do Sector da Educação (POC - Educação) Fiscalidade Empresarial - O sistema fiscal português - A fiscalidade e os gestores e accionistas - IRC das sociedades comerciais - Leasing, ALD e leaseback - Mais-valias fiscais e reinvestimento - Dupla tributação económica - Dupla tributação internacional - Sociedades-mãe e lucro consolidado - Fusões, cisões e entradas de activos - Transparência fiscal - Fiscalidade dos instrumentos financeiros - IVA - Regimes de tributação - Método de apuramento do imposto - Limitações ao direito de dedução - Reporte e reembolso do imposto - Tributação das transacções - Reclamações e recursos Teoria da Contabilidade - Retrospectiva da Evolução do Estudo da Contabilidade - Paradimas Teóricos da Contabilidade e Taxonomia de Investigação - Abordagens Tradicionais na Investigação - As Teorias Universais - Outras Teorias - Pressões para a Mudança - O Gap entre a Teoria e a Prática - Desenvolvimentos Recentes na Investigação em Contabilidade - Críticas às Teorias Neoclássicas - Modelos Interpretativistas - Teorias Radicais - Outros Desenvolvimentos - A Importância do Contexto Organizacional e Social no Estudo da Contabilidade - A Contabilidade como uma Ciência Multi-Paradigmática 5

Programas das Unidades Curriculares Mestrado em Contabilidade

Programas das Unidades Curriculares Mestrado em Contabilidade Programas das Unidades Curriculares Mestrado em Contabilidade Contabilidade de Gestão Avançada O papel da Contabilidade de Gestão nas organizações; Introdução aos conceitos e objectivos dos custos; Imputação

Leia mais

COMISSÃO DE INSCRIÇÃO

COMISSÃO DE INSCRIÇÃO COMISSÃO DE INSCRIÇÃO JURI DE EXAME PROVA DE EXAME Artigo 13.º do Regulamento de Inscrição e Exame ANO 2007 2º Grupo de Matérias DATA PROGRAMAS DETALHADOS DOS MÓDULOS QUE INTEGRAM O EXAME DO 2º GRUPO DE

Leia mais

Introdução à Contabilidade 2014/2015. Financeira

Introdução à Contabilidade 2014/2015. Financeira Introdução à Contabilidade 2014/2015 Financeira 2 Sumário 1. O papel da contabilidade nas organizações. 2. A contabilidade externa vs a contabilidade interna. 3. Os diversos utilizadores da contabilidade.

Leia mais

Formação para executivos, quadros médios e superiores Novembro de 2014

Formação para executivos, quadros médios e superiores Novembro de 2014 www.pwc.pt/academy Formação para executivos, quadros médios e superiores Novembro de 2014 Formação profissional para profissionais. Mobilizar e capacitar profissionais Valorizar conhecimentos, experiências

Leia mais

As novas regras de concentração de actividades empresariais

As novas regras de concentração de actividades empresariais Índice ABREVIATURAS 11 Parte 1 Conceitos gerais Capítulo 1 As novas regras de concentração de actividades empresariais 1. Introdução 15 2. Regulamentação das concentrações de actividades empresariais 18

Leia mais

DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA

DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA DINÂMICA DO PROCESSO DE ADAPTAÇÃO A BOLONHA SITUAÇÃO ACTUAL CRITÉRIOS DE RECONHECIMENTO SITUAÇÃO PRÉ - BOLONHA ADAPTAÇÃO A BOLONHA DISCIPLINAS CHAVE DISCIPLINAS INSTRUMENTAIS DISCIPLINAS CHAVE DISCIPLINAS

Leia mais

PROGRAMA DAS CADEIRAS

PROGRAMA DAS CADEIRAS MESTRADO EXECUTIVO EM GESTÃO COM ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS PROGRAMA DAS CADEIRAS 1º CICLO ESTRATÉGIA TRONCO COMUM Compreender a importância do raciocínio estratégico, mais formal ou menos formal Desenhar

Leia mais

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ementário e Bibliografia do curso de. Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

OTOC - Exame de Avaliação Profissional Conteúdos Programáticos

OTOC - Exame de Avaliação Profissional Conteúdos Programáticos OTOC - Exame de Avaliação Profissional Conteúdos Programáticos Contabilidade Geral 1. Fundamentos da Contabilidade Financeira 1.1. A contabilidade financeira 1.1.1. Objeto e divisões da Contabilidade 1.1.2.

Leia mais

Trabalho de Grupo. Contabilidade Geral 1. Ano lectivo 2007/2008 1º Semestre

Trabalho de Grupo. Contabilidade Geral 1. Ano lectivo 2007/2008 1º Semestre Trabalho de Grupo Contabilidade Geral 1 Ano lectivo 2007/2008 1º Semestre 1 1 Objectivo Pretende-se com o presente trabalho que os alunos procedam a uma análise sintética do Novo Sistema de Normalização

Leia mais

Impostos Diferidos e o SNC

Impostos Diferidos e o SNC Impostos Diferidos e o SNC Na vigência do anterior Plano Oficial de Contabilidade (POC) a Directriz Contabilistica (DC) nº 28, da Comissão de Normalização Contabilística (CNC) veio, em tempo, estabelecer

Leia mais

CAPÍTULO II - A CONTABILIZAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE OS LUCROS SITUAÇÃO INTERNACIONAL

CAPÍTULO II - A CONTABILIZAÇÃO DO IMPOSTO SOBRE OS LUCROS SITUAÇÃO INTERNACIONAL AGRADECIMENTOS... NOTA PRÉVIA... ABREVIATURAS... RESUMO... PREFÁCIO... INTRODUÇÃO... BREVE ABORDAGEM DA PROBLEMÁTICA E OBJECTIVOS DO ESTUDO... METODOLOGIA... PLANO DA INVESTIGAÇÃO... PARTE I - AS RELAÇÕES

Leia mais

PLANO DE CONTAS PARA AS EMPRESAS DE SEGUROS

PLANO DE CONTAS PARA AS EMPRESAS DE SEGUROS PLANO DE CONTAS PARA AS EMPRESAS DE SEGUROS Índice 1. Introdução 2. Considerações sobre as opções tomadas 3. Disposições gerais 4. Quadro de contas 5. Lista e âmbito das contas 6. Tabelas 7. Contas individuais

Leia mais

Desafios da Gestão Financeira

Desafios da Gestão Financeira Desafios da Gestão Financeira Agenda Gestão de Parques Habitacionais Sistema de Normalização Contabilística aplicável às Administrações Públicas (SNC-AP) Gestão de Parques Habitacionais Sistema de Gestão

Leia mais

PLANO DE CONTAS EMPRESAS DE SEGUROS PARA AS. Aprovado pela Norma Regulamentar n.º 4/2007-R, de 27 de Abril

PLANO DE CONTAS EMPRESAS DE SEGUROS PARA AS. Aprovado pela Norma Regulamentar n.º 4/2007-R, de 27 de Abril PLANO DE CONTAS PARA AS EMPRESAS DE SEGUROS Aprovado pela Norma Regulamentar n.º 4/2007-R, de 27 de Abril Índice 1. Introdução 2. Considerações sobre as opções tomadas 3. Disposições gerais 4. Quadro de

Leia mais

MESTRADO EM FINANÇAS 2006 2007 PROGRAMA DAS CADEIRAS

MESTRADO EM FINANÇAS 2006 2007 PROGRAMA DAS CADEIRAS MESTRADO EM FINANÇAS 2006 2007 PROGRAMA DAS CADEIRAS DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS 1º TRIMESTRE Derivados e Gestão de Risco -Forwards de Taxa de Juro e de Câmbio -Futuros Financeiros: - taxa de câmbio - acções

Leia mais

Enquadramento Página 1

Enquadramento Página 1 No âmbito do processo de adopção plena das Normas Internacionais de Contabilidade e de Relato Financeiro ("IAS/IFRS") e de modo a apoiar as instituições financeiras bancárias ("instituições") neste processo

Leia mais

NORMA CONTABILÍSTICA E DE RELATO FINANCEIRO 15 INVESTIMENTOS EM SUBSIDIÁRIAS E CONSOLIDAÇÃO

NORMA CONTABILÍSTICA E DE RELATO FINANCEIRO 15 INVESTIMENTOS EM SUBSIDIÁRIAS E CONSOLIDAÇÃO NORMA CONTABILÍSTICA E DE RELATO FINANCEIRO 15 INVESTIMENTOS EM SUBSIDIÁRIAS E CONSOLIDAÇÃO Esta Norma Contabilística e de Relato Financeiro tem por base a Norma Internacional de Contabilidade IAS 27 Demonstrações

Leia mais

CURSO SECTOR NÃO LUCRATIVO REGIME FISCAL E CONTABILÍSTICO (ESFL)

CURSO SECTOR NÃO LUCRATIVO REGIME FISCAL E CONTABILÍSTICO (ESFL) CURSO SECTOR NÃO LUCRATIVO REGIME FISCAL E CONTABILÍSTICO (ESFL) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 03 2. DESENVOLVIMENTO A. Proposta pedagógica B. Investimento C. Condições de participação 03 03 04 04 3. FICHA DE INSCRIÇÃO

Leia mais

Índice PARTE A ENQUADRAMENTO DA ACTIVIDADE FINANCEIRA NOTA PRÉVIA À 2ª EDIÇÃO 19 PREFÁCIO 21 INTRODUÇÃO 23

Índice PARTE A ENQUADRAMENTO DA ACTIVIDADE FINANCEIRA NOTA PRÉVIA À 2ª EDIÇÃO 19 PREFÁCIO 21 INTRODUÇÃO 23 introdução 7 Índice NOTA PRÉVIA À 2ª EDIÇÃO 19 PREFÁCIO 21 INTRODUÇÃO 23 PARTE A ENQUADRAMENTO DA ACTIVIDADE FINANCEIRA Capítulo 1 INTRODUÇÃO À ACTIVIDADE FINANCEIRA 1. Evolução da actividade bancária

Leia mais

Rogério João Lunkes Contabilidade Gerencial Um Enfoque na Tomada de Decisão Visual Books Sumário Prefácio 1 1 Aspectos Fundamentais da Contabilidade Gerencial 3 1 1 A Evolução da Contabilidade Gerencial

Leia mais

Solução e Tecnologia

Solução e Tecnologia Solução e Tecnologia Introdução VER OFERTA sobre BSCC BI Novabase, simpler and happier. Tornamos a vida das pessoas e das empresas mais simples e mais feliz. #1 Serviços BI em Portugal +170 Consultores

Leia mais

NORMA CONTABILISTICA E DE RELATO FINANCEIRO 2 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA. Objectivo ( 1) 2 Âmbito ( 2) 2 Definições ( 3 a 6) 2

NORMA CONTABILISTICA E DE RELATO FINANCEIRO 2 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA. Objectivo ( 1) 2 Âmbito ( 2) 2 Definições ( 3 a 6) 2 NORMA CONTABILISTICA E DE RELATO FINANCEIRO 2 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Esta Norma Contabilística e de Relato Financeiro tem por base a Norma Internacional de Contabilidade IAS 7 Demonstrações de

Leia mais

NCRF 25 Impostos sobre o rendimento

NCRF 25 Impostos sobre o rendimento NCRF 25 Impostos sobre o rendimento Esta Norma Contabilística e de Relato Financeiro tem por base a Norma Internacional de Contabilidade IAS 12 - Impostos sobre o Rendimento, adoptada pelo texto original

Leia mais

SUMÁRIO. PARTE A - Fundamentos da Contabilidade Analítica e de Gestão... 25

SUMÁRIO. PARTE A - Fundamentos da Contabilidade Analítica e de Gestão... 25 SUMÁRIO PARTE A - Fundamentos da Contabilidade Analítica e de Gestão......... 25 Capítulo I - Âmbito e objectivos da Contabilidade Analítica e de Gestão...... 27 Capítulo II - Conceitos fundamentais da

Leia mais

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio!

Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP. Otimize a Gestão do Seu Negócio! Soluções de Gestão Integradas SENDYS ERP Otimize a Gestão do Seu Negócio! Universo da Solução de Gestão SENDYS ERP Financeira Recursos Humanos Operações & Logística Comercial & CRM Analytics & Reporting

Leia mais

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações

Enquadramento Page 1. Objectivo. Estrutura do documento. Observações. Limitações Objectivo No âmbito do processo de adopção plena das Normas Internacionais de Contabilidade e de Relato Financeiro ("IAS/IFRS") e de modo a apoiar as instituições financeiras bancárias ("instituições")

Leia mais

C O N T A B I L I D A D E

C O N T A B I L I D A D E Licenciatura em Gestão de Recursos Humanos ISCSP (UTL), Lisboa C O N T A B I L I D A D E Pedro V Matos ISEG-UTL 1 Análise Financeira e Contabilidade 2 1 Função Financeira O que é a Função Financeira? Consiste

Leia mais

O futuro da normalização contabilística para o sector público João Baptista da Costa Carvalho

O futuro da normalização contabilística para o sector público João Baptista da Costa Carvalho conferência Normalização contabilística: presente e futuro O futuro da normalização contabilística para o sector público João Baptista da Costa Carvalho Lisboa,15/12/2011 Índice Reforma da Contabilidade

Leia mais

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação

RELATÓRIO & CONTAS Liquidação Fundo Especial de Investimento Aberto CAIXA FUNDO RENDIMENTO FIXO IV (em liquidação) RELATÓRIO & CONTAS Liquidação RELATÓRIO DE GESTÃO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATÓRIO DO AUDITOR EXTERNO CAIXAGEST Técnicas

Leia mais

Contabilidade Normas Internacionais Futura Normalização Contabilística. 1 de Março de 2007

Contabilidade Normas Internacionais Futura Normalização Contabilística. 1 de Março de 2007 Contabilidade Normas Internacionais 1 de Março de 2007 O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas (William George Ward) 1. Influência do meio envolvente

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC) 5ª Edição

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC) 5ª Edição CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC) 5ª Edição Instituto Politécnico do Cávado e do Ave Escola Superior de Gestão Março de 2009 JUSTIFICAÇÃO DO CURSO No âmbito do processo

Leia mais

RISCO DE TESOURARIA. Gestão de Operações de SAIBA COMO REALIZAR UMA GESTÃO EFICIENTE, REDUZIR OS RISCOS E CONTROLAR O CASH FLOW O SEU FORMADOR

RISCO DE TESOURARIA. Gestão de Operações de SAIBA COMO REALIZAR UMA GESTÃO EFICIENTE, REDUZIR OS RISCOS E CONTROLAR O CASH FLOW O SEU FORMADOR INSCREVA-SE EM 912 570 003 www.formiventos.com Curso Prático Gestão de Operações de RISCO DE TESOURARIA SAIBA COMO REALIZAR UMA GESTÃO EFICIENTE, REDUZIR OS RISCOS E CONTROLAR O CASH FLOW Lisboa, 18,19

Leia mais

ABC da Gestão Financeira

ABC da Gestão Financeira ABC da Gestão Financeira As demonstrações financeiras são instrumentos contabilísticos que reflectem a situação económico-financeira da empresa, evidenciando quantitativamente os respectivos pontos fortes

Leia mais

Impacto fiscal das normas IAS/IFRS Especial ênfase no sector não financeiro e não segurador. Domingos Cravo GETOC ISCA UA Out2007

Impacto fiscal das normas IAS/IFRS Especial ênfase no sector não financeiro e não segurador. Domingos Cravo GETOC ISCA UA Out2007 Impacto fiscal das normas IAS/IFRS Especial ênfase no sector não financeiro e não segurador Domingos Cravo GETOC ISCA UA Out2007 1 2 Plano da Apresentação 1. As IAS/IFRS no ordenamento contabilístico Comunitário

Leia mais

Paula Gomes dos Santos 1

Paula Gomes dos Santos 1 Paula Gomes dos Santos 1 O Novo Modelo Contabilístico das Entidades Públicas Reclassificadas que aplicam SNC: Um Novo Desfio aos TOC Paula Gomes dos Santos AGENDA Compreender os diferentes conceitos de

Leia mais

MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS

MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS PROGRAMA DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: NOVAS TENDÊNCIAS EM CONTABLIDADE DE GESTÃO Semestre 1º ECT s 6 Área Científica: Docente: CONTABILIDADE HUMBERTO RIBEIRO

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE BANCÁRIA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE BANCÁRIA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE BANCÁRIA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Contabilidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04

Ciências Contábeis. Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 01 - ADMINISTRAÇÃO Fase: II Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à Administração. Antecedentes históricos da Administração. Escolas de Administração. Administração e suas perspectivas. Variáveis

Leia mais

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA AUDITOR CERTIFICADO PROGRAMA DAS MATÉRIAS

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA AUDITOR CERTIFICADO PROGRAMA DAS MATÉRIAS Grupo I Matérias enquadramento geral 1 Economia Geral e da Empresa 1.1 Modelos económicos. Circuito Económico e Fronteira de Possibilidades de Produção. 1.2 Medição da Atividade Económica e das Variáveis

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S

PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S PÓS-GRADUAÇÃO EM CONTROLO DE GESTÃO E FISCALIDADE PARA PME S CÂMARA DO COMÉRCIO DE ANGRA DO HEROÍSMO E INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Angra do Heroísmo 2010/2011 1 Objectivos Este curso de pós-graduação

Leia mais

CONTABILIDADE CONTROLO DE GESTÃO AUDITORIA

CONTABILIDADE CONTROLO DE GESTÃO AUDITORIA CONTABILIDADE CONTROLO DE GESTÃO AUDITORIA í ndice CONTABILIDADE Executive Training ET Controlo de Gestão p. 96 E s p ecialistas Facturação de operações triangulares p. 90 Contabilidade dos impostos diferidos

Leia mais

O MEP nos Investimentos em Associadas e Subsidiárias

O MEP nos Investimentos em Associadas e Subsidiárias O MEP nos Investimentos em Associadas e Subsidiárias Enquadramento em SNC Influência e Controlo Controlo exclusivo a sociedade dominante tem mais de 50% dos direitos de voto da filial; Controlo conjunto

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A BRUSQUE (SC) 2014 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO... 4 02 CONTABILIDADE INTRODUTÓRIA I... 4 03 MATEMÁTICA... 4 04 METODOLOGIA CIENTÍFICA... 4 05 NOÇÕES

Leia mais

Contabilidade Financeira I

Contabilidade Financeira I Contabilidade Financeira I A Empresa e a Contabilidade A Empresa e a Contabilidade Tópicos: A Noção e Objecto; Contabilidade Financeira vs Contabilidade de Gestão. A Utilizadores; Importância; Características.

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL. Nota prévia... 21. Capítulo I Introdução

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL. Nota prévia... 21. Capítulo I Introdução ÍNDICE GERAL Nota prévia... 21 Capítulo I Introdução Breves considerações sobre a História da Contabilidade... 27 Definição e divisões da Contabilidade... 30 A Empresa, os mercados e os fluxos... 34 O

Leia mais

26 de Junho de 2015 DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA FINANCEIRO

26 de Junho de 2015 DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA FINANCEIRO Apresentação ao mercado do modelo de adopção plena das IAS/IFRS e outras matérias inerentes ao processo de adopção plena das IAS/IFRS no sector bancário nacional DEPARTAMENTO DE REGULAÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Leia mais

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição

Controlo de Gestão. 2ª Edição. Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013. www.pwc.pt/academia. Academia da PwC. 2ª edição www.pwc.pt/academia Controlo de Gestão 2ª Edição Lisboa, 8 e 15 de Maio de 2013 Academia da PwC 2ª edição Este curso permite-lhe compreender melhor os princípios do controlo de gestão, com especial enfoque

Leia mais

CAPÍTULO I A ORGANIZAÇÃO DA CONTABILIDADE ÍNDICE

CAPÍTULO I A ORGANIZAÇÃO DA CONTABILIDADE ÍNDICE CAPÍTULO I A ORGANIZAÇÃO DA CONTABILIDADE ÍNDICE A ORGANIZAÇÃO ÍNDICE DA CONTABILIDADE Capítulo I - A ORGANIZAÇÃO DA CONTABILIDADE 1. As necessidades de Informação nas empresas... 27 2. O ciclo contabilístico...

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO:

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO: CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO: SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (SNC) Apresentação A Comissão de Normalização Contabilística aprovou em Julho de 2007 o projecto do novo Sistema de Normalização Contabilística

Leia mais

NCRF 3 Adopção pela primeira vez das normas contabilísticas e de relato financeiro (NCRF)

NCRF 3 Adopção pela primeira vez das normas contabilísticas e de relato financeiro (NCRF) NCRF 3 Adopção pela primeira vez das normas contabilísticas e de relato financeiro (NCRF) Esta Norma Contabilística e de Relato Financeiro tem por base a Norma Internacional de Relato Financeiro IFRS 1

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL. Nota prévia... 21. Capítulo I Introdução

ÍNDICE GERAL ÍNDICE GERAL. Nota prévia... 21. Capítulo I Introdução ÍNDICE GERAL Nota prévia... 21 Capítulo I Introdução Breves considerações sobre a História da Contabilidade... 27 Definição e divisões da Contabilidade... 30 A Empresa, os mercados e os fluxos... 34 O

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA NO SECTOR NÃO LUCRATIVO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA NO SECTOR NÃO LUCRATIVO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA NO SECTOR NÃO LUCRATIVO Instituto Politécnico do Cávado e do Ave Escola Superior de Gestão 1 JUSTIFICAÇÃO DO CURSO No âmbito do processo de harmonização

Leia mais

Evolução da Contabilidade de Gestão: Da Revolução Industrial ao Time-Driven ABC

Evolução da Contabilidade de Gestão: Da Revolução Industrial ao Time-Driven ABC Evolução da Contabilidade de Gestão: Da Revolução Industrial ao Time-Driven ABC XIII Congresso Internacional de Custos Alfândega do Porto, 18-19 Abril 2013 Maria João Major, PhD Maria.joao.major@iscte.pt

Leia mais

CÓDIGO DE CONTAS DO SNC

CÓDIGO DE CONTAS DO SNC CÓDIGO DE CONTAS DO SNC 1 MEIOS FINANCEIROS LÍQUIDOS 11 Caixa 12 Depósitos à ordem 13 Outros depósitos bancários 14 Outros instrumentos financeiros 141 Derivados 1411 Potencialmente favoráveis 1412 Potencialmente

Leia mais

INSTRUMENTOS DE GESTÃO PREVISIONAL

INSTRUMENTOS DE GESTÃO PREVISIONAL INSTRUMENTOS DE GESTÃO PREVISIONAL 2012 ÍNDICE 1. NOTA INTRODUTÓRIA... 3 2. PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS 2012-2014... 6 3. PLANO DE GESTÃO PREVISIONAL 2012... 7 3.1. PLANO DE TESOURARIA... 8 3.2.

Leia mais

Módulo Introdutório Economia Social

Módulo Introdutório Economia Social PLANO CURRICULAR CONTEUDOS PROGRAMÁTICOS Módulo Introdutório Economia Social. As Organizações Sem Fins Lucrativos. demonstrações. definições. classificações. Um Sector com uma força económica significativa.

Leia mais

Licenciatura em Gestão

Licenciatura em Gestão Departamento de Gestão Licenciatura em Gestão Novo Plano de Estudos versão de 21 de Março de 2002 Meio Envolvente Licenciados em Gestão: capacidade de decisão e aprendizagem e flexibilidade Actual plano

Leia mais

UFCD 6222 - Introdução ao código de contas e normas contabilísticas

UFCD 6222 - Introdução ao código de contas e normas contabilísticas UFCD 6222 - Introdução ao código de contas e normas contabilísticas C O M P I L A Ç Ã O D E M A T E R I A I S Conteúdo programático Código das contas Meios Financeiros Líquidos Contas a receber e a pagar

Leia mais

newsletter Nº 82 NOVEMBRO / 2013

newsletter Nº 82 NOVEMBRO / 2013 newsletter Nº 82 NOVEMBRO / 2013 Assuntos em Destaque Resumo Fiscal/Legal Outubro de 2013 2 Contabilização dos Subsídios do Governo e Divulgação de Apoios do Governo 3 Revisores e Auditores 7 LEGISLAÇÃO

Leia mais

MODELOS DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS OBSERVAÇÕES E LIGAÇÃO ÀS NCRF. 1. Conjunto completo de demonstrações financeiras

MODELOS DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS OBSERVAÇÕES E LIGAÇÃO ÀS NCRF. 1. Conjunto completo de demonstrações financeiras MODELOS DE DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS OBSERVAÇÕES E LIGAÇÃO ÀS NCRF 1. Conjunto completo de demonstrações financeiras Nos termos do previsto no ponto 2.1.4. das Bases para a Apresentação das Demonstrações

Leia mais

NOVOS DESAFIOS NA GESTÃO DA UL:

NOVOS DESAFIOS NA GESTÃO DA UL: NOVOS DESAFIOS NA GESTÃO DA UL: O PAPEL DA ANALÍTICA Carla Catalão Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa O POC EDUCAÇÃO NOÂMBITODA NOVA GESTÃO PÚBLICA A Reforma da Contabilidade Pública em Portugal

Leia mais

Custeio Baseado nas Actividades

Custeio Baseado nas Actividades Custeio Baseado nas Actividades João Carvalho das Neves Professor Catedrático, ISEG Lisboa Professor Convidado, Accounting & Control, HEC Paris Sócio de Neves, Azevedo Rodrigues e Batalha, SROC Email:

Leia mais

Projecto Cidadania - 3º Barómetro

Projecto Cidadania - 3º Barómetro Projecto Cidadania - 3º Barómetro 1. A carga fiscal em 2012 será maior do que em 2011: Sim Não Average Para as famílias? 106 (98.1%) 2 (1.9%) 1.02 108 100.0% Para as empresas? 75 (70.8%) 31 (29.2%) 1.29

Leia mais

O curso será realizado em blended learning, misto é com formação presencial e formação a distância.

O curso será realizado em blended learning, misto é com formação presencial e formação a distância. 1 - Objectivo Geral Com este curso pretende-se capacitar os participantes com saberes e competências em conceitos, métodos e técnicas de gestão agrícola para acompanharem os agricultores nas suas acções

Leia mais

Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Conferência "Assumir a Mudança" 4 de Junho 2009

Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Conferência Assumir a Mudança 4 de Junho 2009 Principais alterações legislativas em sede de IRC em consequência do SNC Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Conferência "Assumir a Mudança" 4 de Jorge Figueiredo Agenda 1. Razão da mudança

Leia mais

2. Regra geral, o IVA não dedutível deve ser registado na conta 68111 : a) Verdadeira; b) Falsa Justificação:

2. Regra geral, o IVA não dedutível deve ser registado na conta 68111 : a) Verdadeira; b) Falsa Justificação: 1. A aplicação do princípio da prudência está exclusivamente relacionada com o registo de perdas de imparidade em activos e provisões : a) Verdadeira; b) Falsa 2. Regra geral, o IVA não dedutível deve

Leia mais

PÁGINA INTENCIONALMENTE DEIXADA EM BRANCO

PÁGINA INTENCIONALMENTE DEIXADA EM BRANCO 1 Índice Volume II 5 Relatório do Conselho Geral e de Supervisão 12 Parecer do Conselho Geral e de Supervisão incluíndo declaração de conformidade 14 Relatório da Comissão para as Matérias Financeiras

Leia mais

Noções de Contabilidade

Noções de Contabilidade Noções de Contabilidade 1 1. Noção de Contabilidade A contabilidade é uma técnica utilizada para: registar toda a actividade de uma empresa (anotação sistemática e ordenada da qualidade e quantidade de

Leia mais

apresentação corporativa

apresentação corporativa apresentação corporativa 2 Índice 1. Apresentação da BBS a) A empresa b) Evolução c) Valores d) Missão e Visão 2. Áreas de Negócio a) Estrutura de Serviços b) Accounting/Tax/Reporting c) Management & Consulting

Leia mais

As recentes alterações das normas contabilísticas no âmbito da concentração de actividades empresariais (SNC e IFRS)

As recentes alterações das normas contabilísticas no âmbito da concentração de actividades empresariais (SNC e IFRS) As recentes alterações das normas contabilísticas no âmbito da concentração de actividades empresariais (SNC e IFRS) Por Carlos António Rosa Lopes O IASB aprovou em 2008 alterações à IFRS 3 sobre concentração

Leia mais

Classe 2. Contas a Receber e a Pagar. Classe 2 - Contas a Receber e a Pagar. Abordagem contabilística, fiscal e auditoria EDUARDO SÁ SILVA

Classe 2. Contas a Receber e a Pagar. Classe 2 - Contas a Receber e a Pagar. Abordagem contabilística, fiscal e auditoria EDUARDO SÁ SILVA Exerce funções de docente no Instituto Superior de Contabilidade e Administração do Porto (ISCAP) e na Escola Superior de Ciências Empresarias de Valença (ESCE). Exerce igualmente funções de técnico oficial

Leia mais

CURSO DE GESTÃO DE VENDAS (15 horas)

CURSO DE GESTÃO DE VENDAS (15 horas) CURSO DE GESTÃO DE VENDAS Inedem- Apotec Outono 2007 25 e 26 de Setembro 9h00 às 18h30 Dirigido a gestores da área financeira com necessidade de ferramentas informáticas de elevada eficácia na avaliação

Leia mais

Corporate Governance & Reporting. A adopção do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) A caminho da convergência internacional

Corporate Governance & Reporting. A adopção do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) A caminho da convergência internacional Corporate Governance & Reporting A adopção do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) A caminho da convergência internacional Compreendemos portanto que a normalização contabilística nacional deve

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO. Acção de Formação Fiscalidade

DOCUMENTAÇÃO. Acção de Formação Fiscalidade DOCUMENTAÇÃO Acção de Formação Fiscalidade Painel Fiscalidade ENQUADRAMENTO FISCAL IRS IVA EBF IRC INCIDÊNCIA BASE DO IMPOSTO RENDIMENTOS ISENTOS DETERMINAÇÃO DA MATÉRIA COLECTÁVEL DETERMINAÇÃO DO RENDIMENTO

Leia mais

Emitente: CONSELHO DIRECTIVO. Norma Regulamentar n.º 05/2005-R. Data: 18/03/2005

Emitente: CONSELHO DIRECTIVO. Norma Regulamentar n.º 05/2005-R. Data: 18/03/2005 Emitente: CONSELHO DIRECTIVO Norma Regulamentar n.º 05/2005-R Data: 18/03/2005 Assunto: APLICAÇÃO DAS NORMAS INTERNACIONAIS DE CONTABILIDADE EMPRESAS DE SEGUROS, SOCIEDADES GESTORAS DE FUNDOS DE PENSÕES

Leia mais

3 NOTAS DE ENQUADRAMENTO. Na preparação do presente código de contas teve-se em atenção o seguinte:

3 NOTAS DE ENQUADRAMENTO. Na preparação do presente código de contas teve-se em atenção o seguinte: 3 NOTAS DE ENQUADRAMENTO CONSIDERAÇÕES GERAIS Na preparação do presente código de contas teve-se em atenção o seguinte: Tomar como referência o código de contas constante do POC e proceder apenas às alterações

Leia mais

OFERTA COBRANÇAS E RECUPERAÇÃO EXTRA-JUDICIAL DE INCOBRÁVEIS

OFERTA COBRANÇAS E RECUPERAÇÃO EXTRA-JUDICIAL DE INCOBRÁVEIS COBRANÇAS E RECUPERAÇÃO EXTRA-JUDICIAL DE INCOBRÁVEIS Directores financeiros, Directores Comerciais responsáveis de controlo de crédito, membros de equipas de cobranças, credit managers. Prevenir a cobrança

Leia mais

344 Contabilidade e Fiscalidade

344 Contabilidade e Fiscalidade 344 Contabilidade e Fiscalidade A Inspeção Tributária nas Empresas Empresários, Diretores, Técnicos Oficiais de Contas. Não existentes. Formação Continua. Destinatários Requisitos de acesso Modalidade

Leia mais

LAKE FUND SGPS, SA. Demonstrações Financeiras Individuais. Exercício 2014

LAKE FUND SGPS, SA. Demonstrações Financeiras Individuais. Exercício 2014 Exercício 2014 Índice Demonstrações financeiras individuais para o exercício findo em Balanço Individual em 5 Demonstração dos Resultados Individuais em 6 Demonstração dos Fluxos de Caixa Individuais em...7

Leia mais

MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE)

MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE) MBA CONTROLES INTERNOS (COMPLIANCE) Disciplinas Carga horária Gestão de Pessoas 12 Ética Empresarial 15 Cálculos Financeiros 18 Estatística 30 Contabilidade Societária e para Instituições Financeiras (com

Leia mais

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO PROGRAMA DAS MATÉRIAS

ORDEM PROFISSIONAL DE AUDITORES E CONTABILISTAS CERTIFICADOS EXAME PARA CONTABILISTA CERTIFICADO PROGRAMA DAS MATÉRIAS Grupo I Matérias de base contabilístico-financeira 1 Contabilidade Geral e Financeira 1.1 Conceitos fundamentais, Método contabilístico e Sistema de Processamento da Informação Contabilística 1.1.1 A Contabilidade

Leia mais

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DEPARTAMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL REFERENCIAL DE FORMAÇÃO ORGANIZADO COM BASE EM UNIDADES DE FORMAÇÃO CAPITALIZÁVEIS E MÓDULOS Área de Formação: 345 Gestão

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO CONTROLO DE GESTÃO E FINANÇAS EMPRESARIAIS

PÓS-GRADUAÇÃO CONTROLO DE GESTÃO E FINANÇAS EMPRESARIAIS PÓS-GRADUAÇÃO CONTROLO DE GESTÃO E FINANÇAS EMPRESARIAIS 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO CONTROLO DE GESTÃO E FINANÇAS EMPRESARIAIS COORDENAÇÃO Prof. Doutor Eduardo Barbosa do Couto Mestre António Samagaio APRESENTAÇÃO

Leia mais

INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA - IES DECLARAÇÃO ANUAL. PERGUNTAS & RESPOSTAS Anexo A. Formulários ANEXO A

INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA - IES DECLARAÇÃO ANUAL. PERGUNTAS & RESPOSTAS Anexo A. Formulários ANEXO A Formulários ANEXO A 90) QUAL É A UNIDADE MONETÁRIA A CONSIDERAR PARA PREENCHIMENTO DA IES? O preenchimento deve ser efetuado em euros, com duas casas decimais. 91) COMO DEVO PREENCHER O QUADRO 02-A? Este

Leia mais

Ciclo de Formações em Prestação de Contas

Ciclo de Formações em Prestação de Contas Ciclo de Formações em Prestação de Contas A prestação de informação financeira, exige uma constante actualização, quer gerada pela experiência prática de diferentes casos, cada vez mais complexos e não

Leia mais

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China

Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Paulo Núncio Sócio da Garrigues Lisboa Fiscalidade para empresas Portuguesas que pretendem investir na China Ordem dos Economistas Lisboa, 23 de Março de 2011 Investir na China internacionalização Internacionalização

Leia mais

Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro NCRF

Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro NCRF Sistema de Normalização Contabilística Após leitura e análise das Normas Contabilísticas e de Relato Financeiro (NCRF), a entrarem em vigor já em Janeiro próximo, senti me na obrigação de escrever este

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CONTABILIDADE E GESTÃO PÚBLICA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CONTABILIDADE E GESTÃO PÚBLICA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM CONTABILIDADE E GESTÃO PÚBLICA A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL INSTITUTO POLITÉCNICO

Leia mais

NCRF 2 Demonstração de fluxos de caixa

NCRF 2 Demonstração de fluxos de caixa NCRF 2 Demonstração de fluxos de caixa Esta Norma Contabilística e de Relato Financeiro tem por base a Norma Internacional de Contabilidade IAS 7 - Demonstrações de Fluxos de Caixa, adoptada pelo texto

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais CONTABILIDADE FINANCEIRA II

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Faculdade de Ciências Económicas e Empresariais CONTABILIDADE FINANCEIRA II CONTABILIDADE FINANCEIRA II Equipa Docente: Data: 28 de Março de 2007 Cristina Neto de Carvalho Duração: 2 horas e 30 minutos Gioconda Magalhães Sílvia Cortês Joana Peralta Sofia Pereira Luiz Ribeiro 1ª

Leia mais

Novo Sistema de Normalização Contabilística

Novo Sistema de Normalização Contabilística Acção de Formação Novo Sistema de Normalização Contabilística Novo Sistema de Normalização Contabilística Programa: 16 horas Formador: Dr. Vitor de Almeida Apresentação das demonstrações financeiras Estrutura

Leia mais

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010

Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo. Data de Apresentação:14 de Abril de2010 Incentivos Fiscais: SIFIDE Internacionalização Investimento Produtivo Data de Apresentação:14 de Abril de2010 1 Agenda 1 SIFIDE 2 Internacionalização 3 Investimento Produtivo 2 Incentivos Fiscais SIFIDE

Leia mais

Agenda Evolução de mapas legais Obrigado AGENDA Evolução do Normativo Contabilístico Nacional SNC Demonstrações Financeiras A nova terminologia Dificuldades de transição Siglas SNC: Sistema de Normalização

Leia mais

CONTABILIDADE E FISCALIDADE

CONTABILIDADE E FISCALIDADE PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE 2015-2016 2 PÓS-GRADUAÇÃO CONTABILIDADE E FISCALIDADE COORDENAÇÃO Prof. Doutor Eduardo Barbosa do Couto Mestre António Samagaio APRESENTAÇÃO Este curso de Pós-Graduação

Leia mais

Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC)

Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC) César Gonçalves Novo Sistema de Normalização Contabilística (SNC) Conferência O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas (William George Ward) Slide 2

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 6148 Diário da República, 1.ª série N.º 175 9 de Setembro de 2009

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. 6148 Diário da República, 1.ª série N.º 175 9 de Setembro de 2009 6148 Diário da República, 1.ª série N.º 175 9 de Setembro de 2009 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Portaria n.º 1011/2009 de 9 de Setembro O Decreto -Lei n.º 158/2009, de 13 de Julho,

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA. Objectivo. Metodologia de Análise Os rácios Financeiros Qualidade dos Indicadores Sinais de Perigo METODOLOGIA DE ANÁLISE

GESTÃO FINANCEIRA. Objectivo. Metodologia de Análise Os rácios Financeiros Qualidade dos Indicadores Sinais de Perigo METODOLOGIA DE ANÁLISE GESTÃO FINANCEIRA MÓDULO III Objectivo Metodologia de Análise Os rácios Financeiros Qualidade dos Indicadores Sinais de Perigo METODOLOGIA DE ANÁLISE ASPECTOS A NÃO ESQUECER o todo não é igual à soma das

Leia mais

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO

CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO (5.ª Edição) Actualização N.º 5 Códigos Tributários Edição de Bolso 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGOS TRIBUTÁRIOS EDIÇÃO DE BOLSO Actualização N.º 5 BDJUR EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA,

Leia mais

2003 / 2007 SaeR, Lda. Consultor de Estratégia e Competitividade

2003 / 2007 SaeR, Lda. Consultor de Estratégia e Competitividade Habilitações Académicas Qualificações Licenciatura em Gestão de Empresas pelo Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade Técnica de Lisboa, concluída em 1995. Frequência do 3º ano da licenciatura

Leia mais