UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ CAMILE ARIANE DA SILVA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ CAMILE ARIANE DA SILVA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARANÁ CAMILE ARIANE DA SILVA A INFLUÊNCIA DOS JOGOS NA ABORDAGEM CRÍTICO SUPERADORA NA CONSCIENTIZAÇÃO DA PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS CURITIBA 2012

2 A INFLUÊNCIA DOS JOGOS NA ABORDAGEM CRÍTICO SUPERADORA NA CONSCIENTIZAÇÃO DA PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS Curitiba 2012

3 CAMILE ARIANE DA SILVA A INFLUÊNCIA DOS JOGOS NA ABORDAGEM CRÍTICO SUPERADRORA NA CONSCIENTIZAÇÃO DA PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Educação Física da Faculdade de Ciências Biológicas e da saúde da Universidade Tuiuti do Paraná, como requisito parcial para obtenção do grau de Licenciatura em Educação Física. Orientadora: Profª.Ms. Alessandra Dal- Lin. CURITIBA 2012

4 TERMO DE APROVAÇÃO Camile Ariane da Silva A INFLUÊNCIA DOS JOGOS NA ABORDAGEM CRÍTICO SUPERADORA NA CONSCIENTIZAÇÃO DA PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS Este trabalho foi julgado e aprovado para obtenção do título de Licenciatura no Curso de Educação Física da Universidade Tuiuti do Paraná. Curitiba,... de junho de Licenciatura em Educação Física Universidade Tuiuti do Paraná Orientador(a): Profª Ms. Alessandra Dal-Lin UTP - FACBS Prof. UTP - FACBS Prof. UTP - FACBS

5 DEDICATÓRIA Primeiramente a Deus por tudo que me proporciona na vida, aos meus pais, que me deram a vida e me ensinaram a vivê-la com dignidade, as minhas irmãs por me ajudarem em todos os momentos. Ao meu namorado, pelo carinho compreensão e companheirismo.

6 AGRADECIMENTOS Agradeço primeiramente a Deus, por me ensinar que o importante não é me tornar uma mulher de sucesso mas sim, uma mulher de valor, aos meus pais que me iluminaram nos caminhos obscuros com afeto e dedicação, pra que os trilhá-se sem medo e cheia de esperança. Agradeço à todos da minha família que estiveram comigo em muitos momentos difíceis e não me deixaram desistir desse sonho. Agradeço ao meu namorado Henrique, por toda caminhada que fizemos juntos até o dia de hoje, e pelas próximas que virão. À todos os meus amigos e colegas de sala, em especial a Taís que sempre esteve ao meu lado, em todos esses anos de estudo. Aos professores que sempre foram um exemplo de dedicação, de doação, de dignidade pessoal e sobretudo, de amor, a minha orientadora Alessandra Dal- Lin que me transmitiu seus conhecimentos, sua experiência e me apoiou nas dificuldades. A todos os participantes da pesquisa que quando convidados aceitaram participar da mesma, dedicando seu tempo para realização das atividades. O meu muito obrigado a todos, pois sem vocês essa pesquisa não poderia ser concluída.

7 Educação gera conhecimento, conhecimento gera sabedoria, e, só um povo sábio pode mudar seu destino (Samuel Lima).

8 RESUMO Este trabalho teve como objetivo conscientizar os alunos de um Colégio Estadual a partir de jogos sobre a importância da prevenção das drogas. Para fundamentar a pesquisa foram adotados jogos na abordagem Crítico Superadora que visa levar o aluno a fazer uma releitura dos problemas sociais a partir dos temas da cultura corporal. Diante disso, foram elaborados jogos que levassem os alunos a entenderem sobre as drogas e suas consequências para o organismo. A pesquisa foi realizada em um Colégio Estadual do bairro Tatuquara em Curitiba, onde foi aplicado um questionário antes e depois da intervenção de três jogos. Através da pesquisa pode se concluir que os alunos assimilaram o conteúdo de drogas abordado nos jogos de forma satisfatória. Assim, constata-se por meio desse estudo que os jogos são um instrumento pedagógico que favorecem a conscientização sobre a importância da prevenção ao uso de drogas. Palavras-Chaves: Drogas, Educação Física, Jogos, abordagem críticosuperadora.

9 SUMÁRIO INTRODUÇÃO JUSTIFICATIVA PROBLEMA OBJETIVOS Objetivo Geral Objetivos Específicos FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA CONCEITO E HISTÓRICO DAS DROGAS TIPOS DE DROGAS Pertubadoras Estimulantes Depressoras DROGAS E A EDUCAÇÃO DROGAS E O ESPORTE JOGOS Conceito e características dos jogos ABORDAGEM CRÍTICO SUPERADORA PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS TIPOS DE ESTUDO INSTRUMENTOS DE COLETAS DE DADOS POPULAÇÃO/ AMOSTRA PROCEDIMENTOS LIMITAÇÕES RESULTADOS E DISCUSSÕES CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS APÊNDICE ANEXO

10

11 9 1. INTRODUÇÃO 1.1 JUSTIFICATIVA Tendo em vista que as drogas são um fenômeno social que independem da classe social ou nível de conhecimento que a pessoa tenha, intervenções nas áreas educacionais, biológicas, sociais aplicadas e religiosas vem sendo utilizadas como recursos de prevenção e educação. A partir dos fatos e tragédias apresentadas nos diferentes veículos de comunicação de massa, torna-se fundamental empreender estudos e projetos mais rigorosos frente a um problema sério que tem se alastrado para dentro dos muros da escola. Para tentar minimizar esse problema, diferentes projetos e ações com o objetivo de diminuir o consumo de drogas vem sendo desenvolvidos em favelas, associações, igrejas e escolas. Muitos desses projetos tem apresentado resultados favoráveis, como no caso TLC Escolar (Treinamento de Liderança Cristã) onde há registros de vários adolescentes que já deixaram de usar ou de vender drogas, bem como de adolescentes que chegaram ao óbito por causa do uso ou venda de drogas. A Educação Física por fazer parte da área biológica e educacional vem intensificando seus estudos em relação aos diferentes problemas sociais que acometem a realidade. Na obra Metodologia do Ensino da Educação Física (COLETIVO DE AUTORES, 1992), os autores propõem uma Educação Física que leve o aluno a fazer uma releitura dos problemas sociais a partir dos temas da cultura corporal que são: dança, ginástica, jogo, lutas e esporte. Nesse estudo foi desenvolvido o processo de releitura do conhecimento acerca da conscientização das drogas a partir do tema JOGO. Um dos motivos que me levou a escolher esse tema para a pesquisa foi o envolvimento do meu irmão no mundo das drogas, que me possibilitou uma visão real sobre esse problema social. Por isso optei em realizar esse estudo utilizando jogos dentro da escola para que os alunos saibam desde pequenos o perigo que as drogas trazem para a vida e para a sociedade. Diante disso, este estudo tem como objetivo verificar se por meio de jogos, contextualizados na abordagem Crítico Superadora, os alunos adquirem mais consciência das implicações do uso de drogas na sua saúde e na sua vida.

12 PROBLEMA Será que os jogos na abordagem crítico superadora possibilitam a melhoria na conscientização dos alunos do 9 ano do Ensino Fundamental acerca do tema drogas? 1.3 OBJETIVOS OBJETIVO GERAL Verificar se os jogos na abordagem crítico superadora possibilitam a melhoria na conscientização dos alunos do 9 ano do Ensino Fundamental acerca do tema drogas OBJETIVOS ESPECIFICOS - Identificar qual o papel do jogo na releitura dos problemas sociais; - Utilizar a teoria crítico superadora na construção de jogos que enfatizem o tema droga; - Adaptar e aplicar os jogos; - Aplicar o questionário antes e depois da aplicação dos jogos; - Analisar os resultados;

13 11 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1CONCEITO E HISTÓRICO DAS DROGAS O termo drogas possui diferentes significados dependendo da cultura e do tempo histórico no qual foi elaborado. A etimologia do termo droga vem do latim drogia,do irânico daruk e do árabe durâwa e do celta druko (VARGAS, 2008, p.42). Ainda, em flamengo ou no holandês antigo droog,que quer dizer folhas secas. No português do Brasil, a evolução do uso popular da palavra droga comprova que sua utilização tende a uma conotação negativa (PROCÓPIO,1999, p.20). A droga significa algo ruim que faz mal considerada algo com uma qualidade ruim. Diferentes tipos de drogas segundo Machado, (2010, p.54) já eram usadas pelos primitivos que utilizavam alguns vegetais para cura de doenças e ação anestésica. Há mais de 4000 anos a.c os Sumerianos (atual Irã), utilizavam a papoula de ópio como a a planta da alegria,que traduzia o contato com os Deuses.Outros povos queimavam a maconha e inalavam o vapor dentro de suas tendas, muitas culturas utilizavam essas drogas para obter algo,que para eles era de suma importância.( Drogasdeabuso1, 2001). Outra cultura antiga que se utilizava das drogas como tratamento eram os sumérios na Mesopotâmia, cinco mil anos antes de Cristo, tratavam de enfermidades com infusões á base papoula (PROCÓPIO, 1999, p.21). Segundo Procópio (1999, p.21) o ópio era muito consumido pelos romanos, mas para cristianismo a planta era considerada algo infernal, relacionada a bruxaria. Com a expansão das rotas comerciais, ele se torna uma droga universal. Em 1843, inventada a seringa hipodérmica, o hábito da droga se alastra.a morfina injetada em militares feridos durante a Guerra Civil nos Estados Unidos da América destranca as portas para o vício no continente.em 1870, casas para fumar ópio foram abertas na Califórnia. Em 1898, os Estados Unidos da América adquiriam as ilhas Filipinas dos espanhóis e resolveram proibir locais de fumar ópio. (PROCÓPIO, 1999, p.21). Outro fato histórico sobre as drogas, explicitado por Vargas 2008, foi a loucura dos europeus pelas especiarias, ou seja, os europeus teriam um contato de muitos anos com o povo do oriente, e eles gostavam muito dos pratos temperados, onde teriam pegado gosto pelas especiarias exóticas. Pode-se considerar as

14 12 especiarias como algo que fosse diferente perante a sociedade, algo de quem tinha poder. As especiarias nunca foram apenas instrumentos de ostentação e signos de distinção social; elas também compreendiam valores de sonho-os mesmos valores atribuídos ao Oriente, terra misteriosa e distante, horizonte onírico sobre o qual os Ocidentes projetaram toda sorte de desejos e de utopias. (VARGAS, 2008, p. 44). Segundo Vargas (2008, p.44), os europeus não teriam apenas momentos de riquezas em alguns momentos dos século XII e XIII a pobreza e a escassez permaneceram por alguns anos. A Europa vivia nesse momento algo mágico, onde o feitiço, as orgias e os cultos para o demônio eram comuns entre o povo europeu e por isso se utilizavam de rituais onde alguns tipos de drogas, ainda em ervas, eram utilizados como fonte de poder. Paraíso e inferno terreais, Cocanha e sabá parecem ser, ao menos até certo ponto, as duas faces de uma mesma moeda: aquela que fez da Europa da época, como sugere Camporesi (1996), um grande laboratório de sonhos por meio o qual o mundo foi virado upside-down. (VARGAS, 2008, p. 44). De acordo com Procópio (1999, p.22) outro fato histórico foi a volta dos soldados da Guerra do Vietnã, que voltaram viciados em heroína. Os colonizadores também descobrem a importância da folha da coca para os maias e astecas, eles afirmavam que a planta era sagrada. No Brasil o chá do Santo Daime foi descoberto por um seringueiro chamado José Gabriel da Costa, ele ensinou a receita com índios da fronteira do Brasil com a Bolívia. A ayahuasca tem dois alcalóides, ou seja, a harmalina do cipó e a dimetiltriptamina que vem da chacrona,nome da folha que mistura na infusão. Sob o efeito dessas bebidas, os adeptos têm alucinações, com descobertas novas que dizem fazer de si mesmos. (PROCÓPIO, 1999, p.22). Diante disso percebe-se que o uso de drogas além de ser antigo, estava muitas vezes vinculado a rituais religiosos, crenças de cura e curiosidade. As plantas eram consideradas sagradas e profanas ao mesmo tempo dependendo da interpretação cultural de diferentes povos.

15 TIPOS DE DROGAS As drogas por terem efeitos diferentes no organismo, causando mais ou menos dependência, podem ser encontradas como as drogas lícitas que são liberadas pela lei, e as ilícitas proibidas pela lei. Também podem ser classificadas em três grupos; as perturbadoras, as estimulantes e as depressoras Pertubadoras Maconha A maconha também é uma droga muito conhecida pelos jovens e adultos, sendo considerada umas das drogas mais populares do mundo. O cigarro de maconha é chamado vulgarmente chamado de baseado. Apesar do senso comum achar que a maconha não causa danos para a saúde, um cigarro (baseado) médio contém de 2,5mg a 5mg do THC.(SIELSKI, 1999,p.56). A maconha é composta por folhas e flores secas da Cannabis sativa.da seiva desta planta origina-se o haxixe ( pasta),pouco usado em nosso país.ambas tem como princípio ativo o THC (tetrahidrocanabinol), sendo o haxixe dez vezes mais potente.o THC tem propriedades analgésicas,hipnótica e espasmolítica. Os usuários de maconha e haxixe buscam uma sensação de calma, relaxamento e bem-estar, acompanhada de aguçamento da percepção sensorial com intensificação dos sons e da visão, que adquirem um caráter fantástico. Outros efeitos são a hilaridade, angústia, tremores, sudorese, prejuízo da memória e da atenção, alteração da percepção espacial e temporal, delírios e alucinações. Os olhos ficam avermelhados, a boca seca, o coração dispara e ocorre broncodilatação. (LEMOS, 2008, p. 59). Constata-se dessa forma, que a maconha possibilita prejuízo na saúde. Portanto, a cultura popular que se instaurou de que a maconha por ser uma erva não causa danos à saúde é falaciosa. Lsd e Ecstasy Esse tipo de drogas é classificada como sintética e são frequentemente utilizadas em festas noturnas (baladas) e nas raives onde os usuários ficam muitas horas em situação de alteração de consciência, ausência de sono e euforia..

16 14 Segundo Lemos (2008, p.59) O Lsd é considerado apenas como um ácido, já o ecstasy é considerado uma metanfetamina, sendo uma droga sintética, utilizada também, como moderador de apetite. O efeito desejado pelo usuário é a boa viajem,caracterizada por uma sensação de euforia e excitação acompanhada por ilusões e alucinações auditivas e visuais agradáveis. Ocorrem distorções nas percepções do ambiente (cores, formas e sons) e sinestesias (estímulos olfativos e táteis parecem visíveis e cores podem ser ouvidas). Concomitantemente há dilatação da pupila, taquicardia e sudorese (efeitos simpáticos). Contudo, podem ocorrer viagens ruins, desagradáveis, com delírios persecutórios, comportamento violento, ansiedade (semelhante á síndrome do pânico),depressão, surtos psicóticos, medo de enlouquecer e de morrer.(lemos, 2008, p.59). Diante disso, percebe-se que o uso desse tipo de drogas influência diretamente a saúde do usuário. A busca do prazer e das sensações agradáveis das festas oportuniza aos jovens a curiosidade de experimentar esse tipo de drogas, facilitando dessa forma sua iniciação Estimulantes Tabaco O tabaco também conhecido como o famoso cigarro, está a venda em muitos lugares e todas as pessoas podem compra-lo livremente inclusive menores de idade, apesar de ser proibida a venda. Como sabe-se o cigarro por ser uma droga liberada pelo governo, facilita o acesso de jovens para o seu uso, mesmo sabendo que o cigarro faz mal a saúde, por causa da substância conhecida como nicotina. A nicotina é a principal droga ativa em plantas da espécie Nicotiana. A nicotina é um veneno potente que pode causar a morte. Apesar disso, seu uso só perde para o da cafeína. A nicotina é considerada uma droga de passagem que pode fazer com que alguns adolescentes comecem a usar excessivamente álcool, maconha e outras drogas. (LONGENECKER, 2002,p. 80). Segundo Sielski (1999, p.44) muitos brasileiros perdem a vida pelo uso do cigarro, passando de de mortes, e muitas dessas pessoas são amigos ou até mesmo parentes, mais ou menos 1/3 da população é dependente do

17 15 cigarro,e esse número infelizmente irá aumentar,pois as pessoas ficam tão dependentes da nicotina,que suas mentes criam barreiras onde elas acham impossíveis se livrar do vício. A dependência da nicotina é comparada com a da cocaína.pode ser gostosa,mas é uma praga, porque escraviza o fumante e vai minando toda a saúde aos poucos, continuamente. (SIELSKI, 1999, p.45). Conforme Sielski (1999, p.45) muitos são os efeitos causados pelo uso do tabaco como: pressão arterial alta, relaxamento, pouco apetite e aumento dos batimentos cardíacos. O uso contínuo provoca dependência psicológica e física, causando doenças vasculares, bronquite, efisema, risco aumentado de câncer de boca, pulmão, faringe, laringe (cordas vocais), esôfago, bexiga, intestino, pâncreas, além de diminuir a produção de espermatozóides e alterar as funções sexuais (por diminuição da circulação local).os sintomas da abstinência são: ansiedade, irritabilidade, tremores finos, aumento do apetite, insônia, dor de cabeça, constipação ou diarréia, dificuldade de concentração, etc.(sielski, 1999, p.45). Apesar do tabaco ser liberado as consequências para a saúde da população usuária são visíveis tanto do ponto de vista da mídia, como também nas próprias embalagens do cigarro que no verso mostram casos verídicos de pessoas que tiveram câncer por causa do uso do tabaco. O que é uma contradição, pois sabe-se que o uso do tabaco é prejudicial e mesmo assim é liberado. Cocaína Segundo Leite (1999, p.15), a cocaína é uma planta derivada da coca que aqui no Brasil é encontrada na região noroeste da Amazônia. Existem muitas espécies, mais a coca é a mais usada e cultivada pelos traficantes, pois possuí uma quantidade significativa de cocaína. Após o tamanho ideal da planta para colheita elas são secadas ao sol, pois com a chuva o alcalóide é destruído. A cocaína é usada de várias maneiras, uma delas é usada em pó, ela é inspirada pelo usuário, após o uso os efeitos começam a aparecer após 30 segundos e 2 minutos. Muitos traficantes adicionam talco, farinha, açúcar para aumentar a quantidade da cocaína e assim aumentam o seu lucro. Aparentemente, a euforia só ocorre durante o aumento da concentração da cocaína no sangue; após atingir a estabilidade e o nível sérico começar a

18 16 cair, os efeitos psíquicos observados são depressão, ansiedade, cansaço, irritabilidade e principalmente fissura intensa por mais cocaína.(leite, 1999, p. 26). Conforme Leite, (1999, p.27) antes do crack se tornar popular havia uma outra forma de usar a cocaína é chamada também de pasta de coca,onde os usuários fumam e misturam a pasta no cigarro, na maconha essa pasta de coca é misturada a algumas substâncias como querosene, ácido sulfúrico e carbonato de sódio e assim a cocaína junto com essas substâncias se torna mais potente e assim o usuário acaba ficando dependente mais rápido. A absorção da cocaína fumada é tão rápida que equivale ao uso endovenoso. Os efeitos observados são taquicardia, hipertensão, taquipnéia e hipertermia; pupilas dilatadas, tensão muscular, tremores e sudorese intensa são efeitos comuns do consumo (LEITE, 1999, p. 27). Assim, enquanto a pasta de coca é um produto intermediário na produção da cocaína, o crack é obtido a partir do produto final. (LEITE, 1999, p.27). Para obter a pedra do crack a cocaína é misturada ao bicarbonato de sódio com água, e depois é aquecida, e assim se obtém o alcalino da cocaína que está cada vez mais conhecido o crack. O consumo de crack causa um aumento rápido de cocaína no sangue, produzindo imediatamente os efeitos psíquicos, com pico em cinco minutos. A intensidade da euforia obtida parece contribuir para o potencial de dependência da droga; é também proporcional á fissura pela droga que surge logo que os efeitos começaram a dissipar-se, 10 a 20 minutos depois, levando á nova administração.os efeitos desagradáveis são igualmente mais intensos, contribuindo também para a readministração. As diversas readministrações podem acarretar períodos de consumo de horas a dias, geralmente até o esgotamento do suprimento da droga. ( LEITE,1999,p. 28). Anfetaminas As anfetaminas são muito conhecidas no mundo todo, são usadas pelos motoristas como rebite, muito usadas na perda de apetite, consumidas pelas mulheres em busca de um emagrecimento rápido e sem esforço. Segundo Sielski, (1999, p.48) As anfetaminas são drogas sintéticas, fabricadas em laboratórios, na década de 30 descobriram que eram muito úteis na prevenção da gripe, aumento da pressão arterial, e outras doenças respiratórias. Elas são consideradas pílulas que aumentam a disposição, e assim os usuários

19 17 aumentavam sua energia. Aqui no Brasil as anfetaminas eram mais conhecidas como pílulas emagrecedoras, e enfim os laboratórios e farmácias de manipulação criaram as formulas de emagrecer,e junto com a anfetaminas eram misturadas outras drogas e assim aumentando o risco da dependência da anfetamina. Os efeitos das anfetaminas são semelhantes aos da cocaína: excitabilidade, euforia, aumento da energia, hiperatividade, redução do sono, diminuição do apetite, desinibição, loquacidade, irritabilidade, secura de lábios, da boca e do nariz, dilatação das pupilas, respiração mais rápida, taquicardia, hipertensão arterial. O uso continuo (dependência) provoca perda de peso, depressão, desnutrição, paranóia, alucinações e delírios, reações de susto, medo e desconfiança exagerados. Os sintomas da falta (abstinência) são: fome e sono prolongados, irritabilidade, apatia, depressão, idéias suicidas, alucinações e delírios, surto psicótico com pânico. (SIELSKI, 1999, p. 49). Infelizmente, no Brasil, entre jovens estudantes, as anfetaminas são a quinta droga mais utilizada, depois do álcool, tabaco, inalantes e tranqüilizantes (SIELSKI, 1999, p.49) Depressoras Álcool O álcool é uma outra droga muito conhecida, e está a venda em qualquer lugar, todos as pessoas tem acesso ao seu consumo. Muitos estabelecimentos seguem a lei e não vendem bebida alcoólica para menores de 18 anos, mas sabese que a muitos casos onde a bebida é vendida livremente sem fiscalização. Infelizmente muitos filhos aprendem a beber com seus pais, pois para muitas pessoas a cerveja, vinho ou a cachaça é algo que não pode faltar na hora das refeições ou em datas comemorativas, e assim os filhos acabam achando que beber é normal, e assim se tornaram os alcoólatras do futuro. Segundo Bryan, (1996, p.8) Se o individuo tomar uma dose de bebida alcoólica, após 10 á 15 minutos ele já terá saído do estômago e entrado na corrente sanguínea, a primeira sensação será um calor e uma sensação agradável, e depois de algumas doses, o álcool já terá chegado ao cérebro, onde suas funções começaram a falhar provocando falta de coordenação motora, visão embaçada,a fala fica mais lenta.

20 18 Tudo isso porque o álcool é uma droga mágica, ela atua nos dois pólos do nosso humor, permitindo que em pequenas doses provoque relaxamento, desinibição, alegria, prazer. Em doses maiores produz euforia, diminuição dos reflexos, labilidade e descontrole emocional, fala arrastada, agressividade. ( SIELSKI, 1999, p. 43). Ainda, o uso contínuo do álcool provoca a dependência física,reconhecida pela OMS desde 1967 como sendo uma doença (SIELSKI, 1999, p.44). Inalantes e Solventes Segundo Lemos (2008, p.57). Os solventes e inalantes, são consideradas substâncias inflamáveis muitas delas conhecidas por todos no dia a dia, como por exemplo: cola de sapateiro, acetona, gasolina, esmalte, lança perfume, clorofila e éter e outras tintas. O termo solvente quer dizer substância capaz de dissolver coisas, e inalante, é toda substância que pode ser inalada, ou seja, aspirada pelo nariz ou pela boca ( SIELSKI, 1999, p.52). Os efeitos sobre o SNC caracterizam quatro fases distintas. 1. Fase de Excitação: euforia, tontura, pertubações auditivas e visuais, náuseas, espirros, tosse, salivação e face avermelhada. 2. Fase de Depressão Leve: Confusão mental, desorientação, voz pastosa, visão turva, perda do autocontrole, dor de cabeça, palidez, delírios auditivos. 3. Fase de Depressão Moderada: redução do estado de alerta, incoordenação ocular e da marcha, inibição dos reflexos motores, fala enrolada e alucinações. 4. Fase de Depressão Profunda: inconsciência, delírios, convulsões e morte. (LEMOS, 2008, p. 57). Diante das características específicas de cada tipo de drogas, pode-se perceber que independente do tipo, todas elas causam mais ou menos dependência ou, mais ou menos problemas para o organismo dos usuários. Nesse sentido as iniciativas educacionais são necessárias, pois se a criança desde cedo souber as consequências das drogas para a sua vida, refletiriam com mais consciência sobre o uso de qualquer tipo de droga.

21 DROGAS E EDUCAÇÃO: As drogas são consideradas no mundo todo um problema social. No Brasil as drogas estão sendo usadas por jovens de diferentes classes sociais, não é novidade casos de violência, acidentes e mortes entre jovens usuários de drogas, mudando o cenário psicológico de seus familiares e amigos. A escola infelizmente é considerada um alvo fácil para a venda de drogas, pois muitos alunos estão conhecendo a vida e a curiosidade é um ponto forte dos estudantes e é ai que muito desses alunos experimentam e muitas vezes perdem suas vidas, usando drogas ou trabalhando para o tráfico de drogas. No Brasil existem muitos projetos escolares voltados para a prevenção das drogas, onde os alunos praticam atividades dentro da escola mais em horários diferentes, ou seja, no contra turno para evitar o contato com as drogas. Um exemplo é o projeto bola cheia, onde os alunos jogam bola a noite, exatamente no horário onde muito deles estariam na rua, e com o projeto eles acabam deixando de utilizar as drogas e se envolvendo com o esporte de forma sadia e prazerosa. Tendo em vista que as escolas são alvos dos traficantes, muitos alunos sem perceberem que estão sendo influenciados acabam por fazer parte do grupo consumindo bebida alcoólica e cigarros durante o recreio da escola. Diante dessa constatação, as estratégias de prevenção ao uso de drogas na escola precisa ser constante pois, escola é lugar para educar, prevenir, ensinar, dialogar, claro que falar é fácil, falar sobre droga na escola ou até mesmo em casa não é tarefa fácil, mais é obrigação do professor abordar esses assuntos e a direção terá que estar preparada e atenta a esses acontecimentos dentro da escola. Segundo Malheiros (2008, p.104) a história da educação básica no Paraná, ressalta que a escola é um desafio para as políticas públicas. O importante é construir uma escola responsável com interesse pelo desenvolvimento social, onde os pais,professores e alunos e todos que fazem parte da escola, se interessem para ampliar seus conhecimentos e discutam assuntos que são considerados problemas para a sociedade como as drogas,e assim todos participam inclusive a comunidade escola. Portanto, é na escola pública que o processo de reflexão se desenvolve pela prática dialógica e problematizadora, favorecendo diferentes leituras de mundo e possibilitando condições para que sejam produzidas as bases de uma nova sociedade que se contraponha ao modelo gerador de

22 20 desigualdade e exclusão social que impera nas políticas educacionais de inspiração neoliberal. (MALHEIROS, 2008, p.105 apud PARANÁ, 2006). Conforme Malheiros (2008, p.105) os professores na sua formação não tiveram preparo pedagógico para abordar alguns tipos de assuntos na escola como a prevenção das drogas,e com isso a dificuldade para lidar com alguns problemas dentro da sala de aula, é um desafio. Porém, alguns cursos de formação já incluíram algumas disciplinas voltadas, para o conhecimento de drogas e suas conseqüências. Portanto, é fundamental a formação adequada dos professores, pois em decorrência de sua formação incipiente tendem a desenvolver um trabalho acrítico, abordando a questão as drogas baseados em crenças pessoais, incorrendo muitas vezes em preconceitos e discriminações ou então, se valendo de um discurso que apela mais para uma argumentação baseada em repressão e medo (...) (CRUZ, 2002, p.203). De acordo Malheiros (2008, p.107) a escola pública tem o dever de abordar a prevenção das drogas na escola. Contudo, na escola as drogas acabam sendo um tema abordado apenas pela disciplina de ciências e biologia, onde eles estudam os efeitos do uso das drogas no organismo. Essa abordagem trata as drogas como um fenômeno isolado, sem refletir sobre os contextos e os determinantes sociais, políticos, históricos, ulturais,ético-raciais,religiosos e éticos envolvidos. ( MALHIEROS, 2008, p.107). Segundo Malheiros (2008, p.110) o tema droga para ser discutido na escola se torna um quebra-cabeça, onde vários assuntos se unem para se criar um debate, onde haja um principio, meio e fim, e assim alunos e professores possam criar seus princípios e se tornem críticos em relação aos temas que se relacionem as drogas. Como por exemplo: Drogas-ações e efeitos, Mídia e drogas, Preconceito e discriminação aos usuários de drogas, Legislação, Narcotráfico e Violência, esses são alguns temas que o autor coloca como essenciais para a abordagem do tema droga dentro da escola, com ações pedagógicas interdisciplinares será mais fácil conscientizar os alunos sobre a prevenção do uso de drogas. Assim, constata-se que a escola é um lugar importante, para ajudar os alunos a entenderem a importância da prevenção das drogas, e isso vai ajudar os alunos a se prevenirem das drogas dentro e fora da escola.

23 DROGAS E O ESPORTE: O esporte no Brasil é muito conhecido e praticado por jovens e adultos, como sabe-se as pessoas procuram o esporte ou a atividade física para manter uma vida saudável, manter o corpo em forma, no caso dos adolescentes muitos são incentivados por amigos e pelo pais,e assim todos encontram na atividade uma maneira de se distrair e liberar as energias. Mais infelizmente no Brasil e em outros países a muitos casos de uso de esteróides anabolizantes e de suplementos alimentares, que muitas vezes são usados sem a prescrição médica, não é novidade os casos de pessoas que acabaram se prejudicando pelo uso dessas drogas onde algumas ficam com seqüelas e no caso do esporte de alto-rendimento muito atletas são proibidos de participar de alguns eventos pelo uso indevido ou acima do permito, e assim acabam sendo pegos pelo exame antidoping. Segundo o Comitê Olímpico Internacional (COI), doping é definido como o uso de qualquer substancia endógena ou exógena em quantidades ou vias anormais com a intenção de aumentar o desempenho do atleta em uma competição. (SILVA, 2002, p.237). Conforme Silva (2002, p.236), os esteróides anabolizantes já eram utilizados a alguns séculos atrás onde eram utilizados como forma para diminuir a impotência sexual. Na Segunda Guerra Mundial alguns androgênios eram usados em caso de pacientes em estado terminal, como queimaduras, traumatismos e outros. E foi somente na década de 50 que os médicos começaram a utilizar com mais aceitação esses procedimentos. Alguns desses anabolizantes para os médicos são muito utilizados para corrigir anormalidades como por exemplo: tratamento da osteoporose,da anemia causada por falhas na medula óssea ou nos rins,do câncer de mama avançado,em garotos com estatura exagerada (SILVA, 2002, p.237). Segundo Silva (2002, p.237) a utilização dos esteróides no esporte também é muito antiga, em 1932 foi sintetizada a testosterona e em 1936 consideraram que os hormônios sexuais poderiam ajudar no desempenho do atleta, e muitos outros foram sendo descobertos e utilizados pelos atletas. Como sabe-se muitos desses esteroides ajudam no aumento da forca muscular, no rendimento do

DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS. Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas

DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS. Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS São substancias psicoativas que agem no Sistema Nervoso Central. Produz

Leia mais

O que são drogas? Drogas Naturais Drogas Sintéticas Drogas Semi-sintéticas. Drogas. Prof. Thiago Lins do Nascimento. tiagolinsnasc@gmail.

O que são drogas? Drogas Naturais Drogas Sintéticas Drogas Semi-sintéticas. Drogas. Prof. Thiago Lins do Nascimento. tiagolinsnasc@gmail. Drogas Prof. Thiago Lins do Nascimento tiagolinsnasc@gmail.com 2014 1 / 41 Sumário O que são drogas? 1 O que são drogas? O que são drogas? 2 Maconha Nicotina 3 Ecstasy Anfetaminas 4 Cocaína Crack Krokodil

Leia mais

INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS

INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro Grupamento de Socorro de Emergência Seção de Desastres INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS Edna Maria de Queiroz Capitão Médica CBMERJ Médica HUAP / UFF

Leia mais

DROGAS DE ABUSO. Profa. Dra. Eline Matheus

DROGAS DE ABUSO. Profa. Dra. Eline Matheus DROGAS DE ABUSO DROGAS QUE ATUAM NO SNC ESTIMULANTES DEPRESSORES DROGAS ESTIMULANTES COCAÍNA (CRACK & OXI) ANFETAMÍNICOS EFEDRINA ALUCINÓGENOS ANABOLIZANTES COCAÍNA Corte cerebral pós-mortem de um adicto

Leia mais

AULA 23 Drogas: produtos alucinógenos ou substância tóxicas que leva a dependência; Drogas psicoativas: entra na corrente sanguínea e atinge o SNC; Ação depressiva: diminui a atividade das células nervosas.

Leia mais

Álcool, Drogas e o Jovem

Álcool, Drogas e o Jovem Álcool, Drogas e o Jovem Sub-Secretaria de Políticas sobre Drogas do Estado de Minas Gerais Amadeu Roselli Cruz Primavera de 2012 1 Jovens e Conflitos com a Família 1. Escola 2. Limpeza do corpo 3. Limpeza

Leia mais

Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas

Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas PÚLBLICO ALVO: Toda a comunidade escolar e a sociedade local de modo geral. APRESENTAÇÃO: Todos concordam que a Escola tem um papel fundamental em nossa sociedade,

Leia mais

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Perturbadores do SNC ObjeDvos Conhecer as formas de apresentação e de uso Compreender o mecanismo de

Leia mais

DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS. Vulnerabilidades, riscos e formas de prevenção

DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS. Vulnerabilidades, riscos e formas de prevenção DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS Vulnerabilidades, riscos e formas de prevenção DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS DROGAS qualquer substância capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em mudanças fisiológicas

Leia mais

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa Capa ツVivo Feliz Sem Drogas Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo o uso indevido de drogas Capa fim MUNICIPIO DE ITAPEVA SP Secretaria Municipal de Defesa Social Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo

Leia mais

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco Tabaco Álcool Medicamentos Cocaína Heroína Cannabis Ecstasy ÁLCOOL Características da substância O álcool contido nas bebidas é cientificamente designado como etanol, sendo produzido através da fermentação

Leia mais

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox Informativo Semanal O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo.

Leia mais

Alienação das drogas

Alienação das drogas Alienação das drogas Que relação podemos fazer entre os personagens mortos-vivos da ficção e os usuários de drogas em geral. São substâncias, naturais ou sintéticas que, introduzidas no organismo, podem

Leia mais

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA

TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA TEMA: O LÚDICO NA APRENDIZAGEM DA LEITURA E DA ESCRITA RESUMO Os educadores têm se utilizado de uma metodologia Linear, que traz uma característica conteudista; É possível notar que o Lúdico não se limita

Leia mais

Maconha. Alessandro Alves. Conhecendo a planta

Maconha. Alessandro Alves. Conhecendo a planta Maconha Alessandro Alves Entenda bem. A maconha é a droga ilícita mais utilizada no mundo. Está entre as plantas mais antigas cultivadas pelo homem. Na China seus grãos são utilizados como alimento e no

Leia mais

Valores educacionais do Olimpismo

Valores educacionais do Olimpismo Valores educacionais do Olimpismo Aula 3 Busca pela excelência e equilíbrio entre corpo, vontade e mente Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Detalhar o valor busca pela excelência 2 Apresentar estratégias

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA

EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA Q U E S T Õ E S E R E F L E X Õ E S Suraya Cristina Dar ido Mestrado em Educação Física, na Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo, SP, 1987 1991 Doutorado em

Leia mais

?- Período em que participavam das aulas.

?- Período em que participavam das aulas. Iniciativa Apoio como foi a campanha HISTÓRIAS EX ALUNOS 1997 2013 as perguntas eram relacionadas ao:?- Período em que participavam das aulas. - Impacto que o esporte teve na vida deles. - Que têm feito

Leia mais

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição

Fonte: Jornal Carreira & Sucesso - 151ª Edição IDENTIFICANDO A DEPRESSÃO Querida Internauta, Lendo o que você nos escreveu, mesmo não sendo uma profissional da área de saúde, é possível identificar alguns sintomas de uma doença silenciosa - a Depressão.

Leia mais

HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS

HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS HISTÓRIA E PERSPECTIVAS DE VIDA DE ALCOOLISTAS Jéssica Molina Quessada * Mariana Caroline Brancalhão Guerra* Renata Caroline Barros Garcia* Simone Taís Andrade Guizelini* Prof. Dr. João Juliani ** RESUMO:

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO

A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO A IMPORTÂNCIA DO LÚDICO NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS NOS ANOS INICIAIS RESUMO Marcelo Moura 1 Líbia Serpa Aquino 2 Este artigo tem por objetivo abordar a importância das atividades lúdicas como verdadeiras

Leia mais

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como

Desenvolvimento motor do deficiente auditivo. A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada a outras deficiências, como Texto de apoio ao Curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Desenvolvimento motor do deficiente auditivo A deficiência auditiva aparece, por vezes, associada

Leia mais

EDUCAÇÃO FÍSICA PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNEE): construindo a autonomia na escola

EDUCAÇÃO FÍSICA PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNEE): construindo a autonomia na escola EDUCAÇÃO FÍSICA PARA PORTADORES DE NECESSIDADES ESPECIAIS (PNEE): construindo a autonomia na escola Autora: CAMILA SOUZA VIEIRA Introdução A presente pesquisa tem como temática Educação física para Portadores

Leia mais

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE Diga não às drogas apresentação A droga oferece um único caminho: começa pela busca do prazer e da euforia e acaba no inferno para manter o vício.

Leia mais

Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio

Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio Messiano Ladislau Nogueira de Sousa Médico Psiquiatra com aperfeiçoamento em terapia psicanalítica Abril, 2014 Sumário Conceitos

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund*

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1 Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1. Suporte para lideranças Discuta que ajuda os líderes podem necessitar para efetuar o seu papel efetivamente. Os seguintes podem fornecer lhe algumas idéias:

Leia mais

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia Drogas de Abuso Equipe de Biologia Drogas Qualquer substância capaz de alterar o funcionamento do organismo ilícitas lícitas Drogas de abuso Drogas utilizadas sem indicação médica, tendo por objetivo alterar

Leia mais

É assustador observarmos o elevado índice de crianças que são vítimas da prostituição, as quais são exploradas sexualmente em troca de alguma forma

É assustador observarmos o elevado índice de crianças que são vítimas da prostituição, as quais são exploradas sexualmente em troca de alguma forma É assustador observarmos o elevado índice de crianças que são vítimas da prostituição, as quais são exploradas sexualmente em troca de alguma forma de sustento ou amparo, e está situação vem ocorrendo

Leia mais

Paulo de Lima. Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ).

Paulo de Lima. Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ). Tema 04: Dimensão Sócio- Política- Ecológica (Processo de participação- conscientização. Qual a minha relação com a sociedade? ). Titulo 03: Droga, Álcool e cidadania Paulo de Lima (Mestrando em Educação

Leia mais

OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO

OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO Dário Fernando Treméa Kubiak 1 Jesus N. Durgant Alves 2 Mara Regina Nieckel da Costa 3 RESUMO Este artigo objetiva

Leia mais

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com

LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO. Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LIDERAR PESSOAS A BASE DA CONSTRUÇÃO DE UMA EQUIPE DE SUCESSO Prof. Paulo Henrique Ribeiro paulo@topassessoria.com LI ESTAMOS PASSANDO PELA MAIOR TRANSFORMAÇÃO NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE. VALORIZAR PESSOAS

Leia mais

3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do corpo Ervas entorpecentes

3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do corpo Ervas entorpecentes CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Doenças, Sono e Trânsito ObjeBvos Relacionar sintomas de doenças e efeitos de medicamentos com o perigo

Leia mais

Leia sem moderação. Alcoolismo

Leia sem moderação. Alcoolismo Leia sem moderação. Alcoolismo ALCOOLISMO O alcoolismo é uma doença grave causada pela ingestão contínua de bebidas alcoólicas. A pessoa torna-se prisioneira do ato de beber, sofrendo conseqüências sociais,

Leia mais

Neste texto você vai estudar:

Neste texto você vai estudar: Prevenção ao uso de drogas Texto 1 - Aspectos gerais relacionados ao uso de drogas Apresentação: Neste texto apresentamos questões gerais que envolvem o uso de drogas com o objetivo de proporcionar ao

Leia mais

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação.

Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer. A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Como saber que meu filho é dependente químico e o que fazer A importância de todos os familiares no processo de recuperação. Introdução Criar um filho é uma tarefa extremamente complexa. Além de amor,

Leia mais

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 0 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Renato da Guia Oliveira 2 FICHA CATALOGRÁFICA OLIVEIRA. Renato da Guia. O Papel da Contação

Leia mais

A Música No Processo De Aprendizagem

A Música No Processo De Aprendizagem A Música No Processo De Aprendizagem Autora: Jéssica Antonia Schumann (FCSGN) * Coautor: Juliano Ciebre dos Santos (FSA) * Resumo: O presente trabalho tem por objetivo investigar sobre a importância em

Leia mais

FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL

FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO CURSO DE EXTENSÃO PROJETO NOSSA ESCOLA PESQUISA SUA OPINIÃO - PÓLO RS CURSO ESCOLA E PESQUISA: UM ENCONTRO POSSÍVEL ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ILDO MENEGHETTI

Leia mais

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A Sociedade muda (acentuando o problema das drogas nos últimos 30 anos) Ao

Leia mais

PROJETO ONG PEDRA BRUTA Lapidando talentos: A sexualidade e a integração do grupo para adolescentes.

PROJETO ONG PEDRA BRUTA Lapidando talentos: A sexualidade e a integração do grupo para adolescentes. MARCELA GARCIA MANOCHIO PROJETO ONG PEDRA BRUTA Lapidando talentos: A sexualidade e a integração do grupo para adolescentes. Projeto de Estágio extracurricular em Processos Educativos, desenvolvido para

Leia mais

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO

Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO 486 Eixo Temático ET-13-010 - Educação Ambiental CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL: PROCESSO, AÇÃO, TRANSFORMAÇÃO Samuel Brito Ferreira Santos 1 ; Rebecca Ruhama Gomes Barbosa 2 ; Adeilton Padre de Paz

Leia mais

Uso de substâncias psicoativas em crianças e adolescentes

Uso de substâncias psicoativas em crianças e adolescentes Uso de substâncias psicoativas em crianças e adolescentes Alessandro Alves A pré-adolescência e a adolescência são fases de experimentação de diversos comportamentos. É nessa fase que acontece a construção

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA RELAÇÃO DE RESUMOS DE MONOGRAFIAS E ARTIGOS DE PÓS- GRADUAÇÃO Lato sensu Curso: Língua Inglesa/2005 Nome Aluno(a) Título Monografia/Artigo Orientador/Banca Annelise Lima

Leia mais

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar

Colégio La Salle São João. Professora Kelen Costa Educação Infantil. Educação Infantil- Brincar também é Educar Colégio La Salle São João Professora Kelen Costa Educação Infantil Educação Infantil- Brincar também é Educar A importância do lúdico na formação docente e nas práticas de sala de aula. A educação lúdica

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

Metodologia do Ensino de Educação Física Conteúdos da Educação Física Ginástica. Contextualização

Metodologia do Ensino de Educação Física Conteúdos da Educação Física Ginástica. Contextualização Metodologia do Ensino de Educação Física Conteúdos da Educação Física Ginástica Teleaula 2 Prof. Me. Marcos Ruiz da Silva tutoriapedagogia@grupouninter.com.br Pedagogia Contextualização A combinação de

Leia mais

ESTUDAR E BRINCAR OU BRINCAR E ESTUDAR? ESTUDAR E BRINCAR OU BRINCAR E ESTUDAR?

ESTUDAR E BRINCAR OU BRINCAR E ESTUDAR? ESTUDAR E BRINCAR OU BRINCAR E ESTUDAR? ESTUDAR E BRINCAR OU BRINCAR E ESTUDAR? O que dizem as crianças sobre o brincar e a brincadeira no 1 ano do Ensino Fundamental? Resumo JAIRO GEBIEN - UNIVALI 1 Esta pesquisa visa investigar os momentos

Leia mais

O JOGO NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA DE FORMAÇÃO DOCENTE EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO PIBID RESUMO

O JOGO NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA DE FORMAÇÃO DOCENTE EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO PIBID RESUMO O JOGO NO ENSINO FUNDAMENTAL: EXPERIÊNCIA DE FORMAÇÃO DOCENTE EM EDUCAÇÃO FÍSICA NO PIBID Heloisa Braga dos Santos Christian Vieira de Souza RESUMO Este artigo foi elaborado com o objetivo de relatar a

Leia mais

Núcleo de Educação Infantil Solarium

Núcleo de Educação Infantil Solarium 0 APRESENTAÇÃO A escola Solarium propõe um projeto de Educação Infantil diferenciado que não abre mão do espaço livre para a brincadeira onde a criança pode ser criança, em ambiente saudável e afetivo

Leia mais

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas:

Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas Resultados das pesquisas: Governo lança campanha de prevenção dos riscos do consumo de bebidas alcoólicas O Ministério da Saúde lançou, nesta sexta-feira (10) no Rio de Janeiro (RJ), uma campanha publicitária alertando sobre os

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 INVESTIGAÇÃO MATEMÁTICA: UMA EXPERIÊNCIA DE ENSINO Bruno Rodrigo Teixeira 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL bruno_matuel@yahoo.com.br Camila Rosolen 2 Universidade Estadual de Londrina - UEL camilarosolen@yahoo.com.br

Leia mais

O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? DIOGO SÁ DAS NEVES

O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? DIOGO SÁ DAS NEVES 1 O BRINCAR E SUA FUNÇÃO NA INTERVENÇÃO PSICOPEDAGÓGICA EM INSTITUIÇÕES ESCOLARES: O QUE DIZEM OS PSICOPEDAGOGOS? Introdução DIOGO SÁ DAS NEVES A Psicopedagogia compromete-se primordialmente com o sistema

Leia mais

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS APRESENTAÇÃO: A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC) por meio da Diretoria de Programas sobre Drogas (DPSD) do

Leia mais

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde

O Currículo das Séries Iniciais e a Educação para a Saúde Nas séries iniciais do ensino fundamental, o currículo enfatiza a assimilação de conceitos e busca desenvolver as estruturas cognitivas. Ele procura fornecer aos alunos condições necessárias para aprendizagens

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião

Família. Escola. Trabalho e vida econômica. Vida Comunitária e Religião Família Qual era a profissão dos seus pais? Como eles conciliavam trabalho e família? Como era a vida de vocês: muito apertada, mais ou menos, ou viviam com folga? Fale mais sobre isso. Seus pais estudaram

Leia mais

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH

O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH O que é Distúrbio Bipolar Bipolar Disorder Source - NIMH Distúrbio Bipolar, também conhecido como mania e depressão, é uma desordem do cérebro que causa mudanças não previstas no estado mental da pessoa,

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO JOGO XADREZ NO AMBIENTE ESCOLAR

A IMPORTÂNCIA DO JOGO XADREZ NO AMBIENTE ESCOLAR A IMPORTÂNCIA DO JOGO XADREZ NO AMBIENTE ESCOLAR Introdução OBERJAN ROCHA KOZAN FABIANA LEIFELD RAFAEL TRENTIN SCREMIN FACULDADE SANT ANA, PONTA GROSSA/ PARANÁ/ BRASIL oberjan_15@hotmail.com O objeto de

Leia mais

Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil

Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil Proposta de inserção da Cronobiologia na educação infantil 1. Apresentação 2.Inserção da Cronobiologia na pré-escola 3.Inserção da Cronobiologia no fundamental ciclo I 4.Referências. 1. Apresentação Este

Leia mais

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação.

20 Anos de Tradição Carinho, Amor e Educação. Colégio Tutto Amore Colégio Sapience Carinho, Amor e Educação. Trabalhamos com meio-período e integral em todos os níveis de ensino. www.tuttoamore.com.br Nossa História No ano de 1993 deu-se o ponto de

Leia mais

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho.

A pessoa dependente do álcool, além de prejudicar a sua própria vida, acaba afetando a sua família, amigos e colegas de trabalho. O que é Alcoolismo? Alcoolismo é a dependência do indivíduo ao álcool, considerada doença pela Organização Mundial da Saúde. O uso constante, descontrolado e progressivo de bebidas alcoólicas pode comprometer

Leia mais

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA Autor: Marusa Fernandes da Silva marusafs@gmail.com Orientadora: Profª. Ms. Mônica Mª N. da Trindade Siqueira Universidade de Taubaté monica.mnts@uol.com.br Comunicação oral:

Leia mais

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com 803 AS CONTRIBUIÇÕES DO LÚDICO PARA O DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR Rafaela Reginato Hosokawa, Andréia Cristiane Silva Wiezzel Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de

Leia mais

SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Evite o cigarro apresentação Depois que foi identificado como problema de saúde pública, o cigarro tem sido combatido em campanhas de comunicação,

Leia mais

A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1

A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1 1 A Terra dos Bons Pensamentos Manual do Professor 1 A história é apropriada para crianças de 5-12 anos e se passa em duas ilhas imaginárias. O livro é útil para debater três eixos ou temas: 1. Prevenção

Leia mais

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA

OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1 OBSERVANDO A PRÁTICA DOCENTE E O APRENDIZADO DAS CRIANÇAS EM UMA CRECHE MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE PRISCILLA SILVESTRE DE LIRA OLIVEIRA 1. Introdução: Compreendendo que a Educação Infantil é uma etapa

Leia mais

Dicas aos pais para evitar que seus filhos entrem nas drogas

Dicas aos pais para evitar que seus filhos entrem nas drogas Dicas aos pais para evitar que seus filhos entrem nas drogas Colunista Capitão Marcelo Sançana Comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar Segundo estudos científicos, até os dezoito anos de idade, o

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FISICA NAS SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA LEILA REGINA VALOIS MOREIRA

A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FISICA NAS SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA LEILA REGINA VALOIS MOREIRA 1 A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO FISICA NAS SÉRIES INICIAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA LEILA REGINA VALOIS MOREIRA INTRODUÇÃO O tema a ser estudado tem como finalidade discutir a contribuição da Educação Física enquanto

Leia mais

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G)

MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) MATEMATICANDO, BRINCANDO, APRENDENDO E PRODUZINDO ANA PAULA TOMAZ (Finan - G) DIVA TOGNON (Finan - G) Resumo: Este artigo procurou abordar o ensino da matemática na Educação Infantil através de brincadeiras,

Leia mais

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA!

QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! QUANDO TODO MUNDO JOGA JUNTO, TODO MUNDO GANHA! NOSSA VISÃO Um mundo mais justo, onde todas as crianças e todos os adolescentes brincam, praticam esportes e se divertem de forma segura e inclusiva. NOSSO

Leia mais

Palavras-chave: Aquecimento global, Mídias, Tecnologias, Ecossistema.

Palavras-chave: Aquecimento global, Mídias, Tecnologias, Ecossistema. Aquecimento Global e Danos no Manguezal Pernambucano SANDRA MARIA DE LIMA ALVES 1 - sandrali@bol.com.br RESUMO Este artigo procura enriquecer a discussão sobre o fenômeno do aumento da temperatura na terra

Leia mais

AS MANIFESTAÇÕES DE VIOLÊNCIA E A CONSTRUÇÃO DE VALORES HUMANOS NO PROJETO ESPORTE NA COMUNIDADE, NA LOCALIDADE DE MONDUBIM.

AS MANIFESTAÇÕES DE VIOLÊNCIA E A CONSTRUÇÃO DE VALORES HUMANOS NO PROJETO ESPORTE NA COMUNIDADE, NA LOCALIDADE DE MONDUBIM. AS MANIFESTAÇÕES DE VIOLÊNCIA E A CONSTRUÇÃO DE VALORES HUMANOS NO PROJETO ESPORTE NA COMUNIDADE, NA LOCALIDADE DE MONDUBIM. ALISON NASCIMENTO FARIAS. 1 LÚCIA REJANE DE ARAÚJO BARONTINI. 2 UNIVERSIDADE

Leia mais

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento.

1. Você escolhe a pessoa errada porque você espera que ela mude após o casamento. 10 Maneiras de se Casar com a Pessoa Errada O amor cego não é uma forma de escolher um parceiro. Veja algumas ferramentas práticas para manter os seus olhos bem abertos. por Rabino Dov Heller, Mestre em

Leia mais

A importância do tratamento contra a aids

A importância do tratamento contra a aids dicas POSITHIVAS A importância do tratamento contra a aids Por que tomar os medicamentos (o coquetel) contra o HIV? A aids é uma doença que ainda não tem cura, mas tem tratamento. Tomando os remédios corretamente,

Leia mais

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013

Atividades Pedagógicas. Outubro 2013 Atividades Pedagógicas Outubro 2013 EM DESTAQUE Acompanhe aqui um pouco do dia-a-dia de nossos alunos em busca de novos aprendizados. ATIVIDADES DE SALA DE AULA GRUPO IV A GRUPO IV B GRUPO IV C GRUPO IV

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão FORMULÁRIO DE AÇÃO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO: CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES DA PRIMEIRA INFÂNCIA,

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA COM A MODELAGEM MATEMÁTICA POR MEIO DO ESTUDO DA RITALINA NO ORGANISMO

UMA EXPERIÊNCIA COM A MODELAGEM MATEMÁTICA POR MEIO DO ESTUDO DA RITALINA NO ORGANISMO UMA EXPERIÊNCIA COM A MODELAGEM MATEMÁTICA POR MEIO DO ESTUDO DA RITALINA NO ORGANISMO Renata Karoline Fernandes Universidade do Norte do Paraná/Universidade Estadual de Londrina renatakaroline@hotmail.com

Leia mais

VALÊNCIAS FÍSICAS. 2. VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO: Tempo que é requerido para ir de um ponto a outro o mais rapidamente possível.

VALÊNCIAS FÍSICAS. 2. VELOCIDADE DE DESLOCAMENTO: Tempo que é requerido para ir de um ponto a outro o mais rapidamente possível. VALÊNCIAS FÍSICAS RESISTÊNCIA AERÓBICA: Qualidade física que permite ao organismo executar uma atividade de baixa para média intensidade por um longo período de tempo. Depende basicamente do estado geral

Leia mais

TABACO. Uma questão de hábito ou uma questão de óbito? Pare de fumar enquanto é tempo!

TABACO. Uma questão de hábito ou uma questão de óbito? Pare de fumar enquanto é tempo! TABACO Uma questão de hábito ou uma questão de óbito? Pare de fumar enquanto é tempo! O cigarro contém: NICOTINA [substância também presente nos insecticidas] EFEITOS IMEDIATOS: TREMOR DAS MÃOS AUMENTO

Leia mais

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis)

Blog http://conquistadores.com.br. + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (mini e-book grátis) Blog http://conquistadores.com.br CONQUISTADORES + dinheiro + mulheres + sucesso social (Este

Leia mais

Por uma pedagogia da juventude

Por uma pedagogia da juventude Por uma pedagogia da juventude Juarez Dayrell * Uma reflexão sobre a questão do projeto de vida no âmbito da juventude e o papel da escola nesse processo, exige primeiramente o esclarecimento do que se

Leia mais

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO

CONSELHO DE CLASSE DICIONÁRIO CONSELHO DE CLASSE O Conselho de Classe é um órgão colegiado, de cunho decisório, presente no interior da organização escolar, responsável pelo processo de avaliação do desempenho pedagógico do aluno.

Leia mais

Roteiro VcPodMais#005

Roteiro VcPodMais#005 Roteiro VcPodMais#005 Conseguiram colocar a concentração total no momento presente, ou naquilo que estava fazendo no momento? Para quem não ouviu o programa anterior, sugiro que o faça. Hoje vamos continuar

Leia mais

Aspectos da Consciência

Aspectos da Consciência Consciência Aspectos da Consciência Consciência Muitos livros definem a consciência como a percepção atual do indivíduo em relação a estímulos externos e internos isto é, de eventos do ambiente e de sensações

Leia mais

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS

A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS A INCLUSÃO DOS DIREITOS HUMANOS NAS TURMAS DO EJA POR MEIO DAS NOVAS TECNOLOGIAS Gisllayne Rufino Souza UFPB gisllayne.souza@gmail.com Profa. Dra. Marlene Helena de Oliveira França UFPB/Centro de Educação/Núcleo

Leia mais

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL

DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL DOENÇAS CARDÍACAS NA INSUFICIÊNCIA RENAL As doenças do coração são muito freqüentes em pacientes com insuficiência renal. Assim, um cuidado especial deve ser tomado, principalmente, na prevenção e no controle

Leia mais

Lição 5. Instrução Programada

Lição 5. Instrução Programada Instrução Programada Lição 5 Na lição anterior, estudamos a medida da intensidade de urna corrente e verificamos que existem materiais que se comportam de modo diferente em relação à eletricidade: os condutores

Leia mais

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES

OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES OS DOZE TRABALHOS DE HÉRCULES Introdução ao tema A importância da mitologia grega para a civilização ocidental é tão grande que, mesmo depois de séculos, ela continua presente no nosso imaginário. Muitas

Leia mais

Educação familiar e escolar para o terceiro milênio. nosso tema

Educação familiar e escolar para o terceiro milênio. nosso tema Prefácio As pessoas já têm mil noções feitas bem antigas! com relação à palavra educação. Os pais e a escola têm de ensinar para as crianças, em palavras e só com palavras, quase tudo sobre os conhecimentos

Leia mais

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO

A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino INTRODUÇÃO A Interdisciplinaridade como Metodologia de Ensino O bom professor é o que consegue, enquanto fala trazer o aluno até a intimidade do movimento de seu pensamento. Paulo Freire INTRODUÇÃO A importância

Leia mais

XADREZ NAS ESCOLAS: ESPORTE, CIÊNCIA OU ARTE.

XADREZ NAS ESCOLAS: ESPORTE, CIÊNCIA OU ARTE. Resumo XADREZ NAS ESCOLAS: ESPORTE, CIÊNCIA OU ARTE. OLIVEIRA, Vanessa Duarte de PUCPR vane_do@hotmail.com CARVALHO, João Eloir PUCPR j.eloir@uol.com.br Eixo Temático: Educação, arte e movimento Agência

Leia mais