A ESEC para o Novo Aluno...

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A ESEC para o Novo Aluno..."

Transcrição

1 Praça Heróis do Ultramar Solum, Coimbra, Portugal Tel: (+ 35) / 22 Fax: (+ 35) A ESEC para o Novo Aluo... CONTEÚDO A ESEC Serviços Directores de Curso Iformações Úteis Mapas da ESEC (salas/serviços)

2 Missão Promover uma formação de aluos de elevado ível, adaptada às ecessidades da sociedade modera, aliado a compoete teórica e prática. Pólo I - Pólo II A ESEC tem vários blocos (salas e serviços) a fucioar em dois pólos:» Pólo I situa-se a praça Heróis do Ultramar Solum.» Pólo II situa-se a rua Luís de Camões travessa Teixeira de Pascoais localizado uma perpedicular à Aveida Dias da Silva. A deslocação etre o Pólo I e o Pólo II pode ser feita através das lihas de autocarro 37 e 7T. Morada Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) Praça Heróis do Ultramar - Solum, Coimbra, Portugal Pólo II - Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) Rua Luís de Camões - Travessa Teixeira de Pascoais Coimbra Tel.: Fax: Homepage: Serviços GAA - Gabiete de Apoio ao Aluo - Apoio psicológico em situação de stress ou asiedade, as dificuldades pessoais, familiares ou de relacioameto iterpessoal. - Apoio o acolhimeto e itegração escolar, a itegração de aluos com ecessidades educativas especiais. - Apoio a orgaização do estudo e gestão do tempo. - Promoção de acções de sesibilização. Seguda-Feira a Quita-Feira 0h00-2h00 4h00-6h00 Sexta-Feira 6h00-20h00 2

3 CDI (Biblioteca) Cetro de Documetação e Iformação - Serviços de leitura e empréstimo. - Empréstimo iterbibliotecas. - Aquisição e localização de bibliografia. - Cosulta de catálogos e bases de dados. - Pesquisas a Iteret. - Fotocópias. - Normas e orietações ao utilizador. Periodo escolar Seg. a Sex. 9h 22h Sab. 9h - 3h Férias Seguda a Sexta-Feira 9.00 h h CEMEIA Cetro de Meios Audiovisuais - Forecimeto de recursos e material audiovisual, requisição de equipametos, materiais cosumíveis. - Serviços de edição de áudio e vídeo e tratameto de imagem audiovisual: Laboratórios de Fotografia, Televisão e Rádio. - Área de formação e diamização. - Apoio técico os evetos e outras acções que decorram o auditório. Periodo de Aulas Mahã: 09.30h h Tarde: 3.30h h Férias Mahã: 09.30h h Tarde: 3.30h h Tesouraria - Recebe dos aluos todo o tipo de pagametos. Seguda a Quarta-Feira 0h00 7h00 Quita e Sexta-Feira 0h00-20h00 Gabiete de Comuicação e Relações Públicas - Apoio a orgaização de iiciativas o âmbito do Plao de Actividades da ESEC. - Estabelece cotactos com a comuicação social. - Orgaiza e coordea a produção de material iformativo e promocioal. - Divulga os cursos de formação iicial, os cursos livres e a formação pós-graduada da ESEC. - Acompaha a implemetação dos projectos istitucioais e colabora a diamização dos protocolos istitucioais h30 2h30 4h00 7h00 4

4 GRI Gabiete de Relações Iteracioais - Iforma os aluos sobre os programas de mobilidade Leoardo da Vici e Sócrates/Erasmus. - Promove a iteracioalização da ESEC, quer em termos de cooperação e mobilidade académica, quer o campo da I &D, assumido uma postura de prestação de serviços à comuidade docete e discete e aos trabalhos de ivestigação de atureza iteracioal. -- Seg. a Sexta. 0h00 3h00 4h00 7h00 NESP Núcleo de Estágios e Saídas Profissioais - Orgaiza os processos de Estágios Curriculares e Saídas Profissioais. - Apoia a itegração dos aluos da ESEC o mercado de trabalho, quer o estágio curricular, quer a procura do primeiro emprego h00 2h30 4h00 7h00 Gabiete da Qualidade - Resposável pela codução dos processos de Auto-Avaliação, Certificação e Acreditação da ESEC e dos seus cursos h30 2h30 4h30 7h00 NDSIM Núcleo de Desevolvimeto de Sistemas Iteractivos e Multimédia - Desevolve projectos de atureza iformática e/ou multimédia a ESEC. - Mauteção da ESECweb e págias relacioadas. - Criação e mauteção de websites (estáticos ou diâmicos). - Cocepção de posters, flyers, brochuras e outros, solicitados a sua maioria para divulgação de actividades, projectos ou serviços da ESEC. 0h00 3h00 4h00 7h00 5

5 Gabiete de Mestrados - Gestão técica e admiistrativa dos processos relacioados com a Formação Pós-graduada coferete ou ão de grau, a saber: cursos de Mestrado (2º Ciclo), Pós-graduação, Formação especializada e Cursos de Especialização Tecológica (CET). -- 3ª e 4ª Feira - 5h00-8h00 5ª e 6ª Feira - 6h00-20h00 º Sábado de cada mês - 9h - 3h UAP - Uidade de Apoio a Projectos - Gestão de Projectos Fiaciados, Co-Fiaciados e ão Fiaciados, desempehado fuções tais como: Cadidaturas de Projectos da ESEC, aos programas de apoio; Gestão fiaceira de Projectos; Assessoria aos Projectos. -- Seguda a Sexta: 0h - 2h00 4h00-6h00 Catia Pequeo almoço: 8h5 9h30 Almoço: 2h 4h Jatar: 9h 2h Opção: Peixe / Care / Dieta Nota: As sehas de refeição devem ser adquiridas a catia até às 0h do próprio dia. Bar 8h00-9h00 Reprografia do Aluo 8h30 2h00 6

6 Directores de Curso Aimação Socioeducativa Doutora Lucília Salgado - Arte e Desig Mestre Rosa Oliveira - Comuicação e Desig Multimédia Mestre Ricardo Rodrigues - Comuicação Orgaizacioal Doutora Joaa Ferades - Comuicação Social Mestre Carla Patrão - Desporto e Lazer Doutor Sérgio Damásio - Educação Básica Doutora Lola Xavier - Gerotologia Social Doutora Aabela Paão - Lígua Gestual Portuguesa Mestre Isabel Correia - Música Doutora Mª do Amparo Carvas - Teatro e Educação Mestre Orquidea Bispo - Turismo Doutora Adília Ramos - 7

7 Horário de atedimeto dos docetes Cada docete dispõe de um gabiete ode, em horário de atedimeto, pode receber os aluos. Mais iformações podem ser obtidas juto do docete. Password e Logi A password e logi permitem ao aluo ter acesso a todos os recursos iformáticos da ESEC, utilizar os computadores das salas de iformática, aceder à Iteret e à rede Wireless, cosultar processo idividual, pagar propias, cosultar sumários das aulas, pesquisar bibliografia e materiais de apoio das aulas, cosultar o da ESEC, etc. Os aluos que tiverem problemas a utilização do logi e/ou password, recebidos o acto da matrícula, devem dirigir-se ao CIC. Cartão de Utilizador da Biblioteca Mediate o preechimeto de uma ficha, o aluo deve proceder à sua iscrição como leitor, apresetado o B.I. e morada. Após a trasferêcia desses dados para a base de leitores ser-lhe-á forecido um CARTÃO DE LEITOR. Existem gabietes que se destiam a trabalho de grupo e/ou estudo. O aluo deve cohecer o regulameto de fucioameto do serviço em Salas de Iformática A sala de iformática 4 tem computadores dispoíveis para utilização dos aluos (aberta das 9h às 23h). Existe empréstimo de portáteis a aluos para apresetação de trabalhos ou utilização o auditório. A requisição é feita o CEMEIA. É Fudametal... Cosultar o site da escola Aqui ecotra toda a iformação dos cursos, disciplias, sumários das aulas, bibliografia, plao de pagameto de propias, regulametos da escola, serviços, etc. Cosultar outras iformações em => Iformações para... => Novos Aluos 8

8 Mapas da ESEC (Salas/Serviços) 9

9 LEGENDA Escadas ENTRADA ZONA - Cave - Salas 7, 8, 9 e 0 - Gabiete de docete PLANTA PISO - (CAVE) CANTINA BAR LEGENDA NDSIM Núcleo de Desig de Sistemas Multimédia CIC - Iformática Catia Bar Escadas CIC ZONA Sala de Iformática Sala Maria Alice Gouveia Gabiete de docetes (Educação Física e Desporto) Giásio Salas 4, 5 e 6 Sala de Iformática 2 NDSiM PLANTA PISO

10 LEGENDA Escadas ZONA - Salas, 2 e 3 - Salas 2 e 3 - WC wc Escadas de acesso ao Sótão ode existem Gabietes de docetes (Comuicação, Ciêcias Sociais e Turismo) e o Gabiete da Qualidade. PLANTA PISO 2 NOTA: PÓLO II Rés-do-chão - Oficia de Madeiras - Salas 2, 3 e 4 - Sala de docetes - Gabiete de docetes (Educação Visual e Tecológica) º Piso - Salas 5, 6, 7, 8, 9 e 20 - Sala de Iformática 5 Exterior - Pavilhões de Teatro, 2 e 3.

SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL

SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL SERVIÇOS DE AÇÃO SOCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA GABINETE DE AÇÃO SOCIAL 1 ESAC ESEC ESTGOH ESTSC ISCAC ISEC Serviços de Ação Social do IPC MISSÃO Os Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA ESCOLAR/ CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA ESCOLAR/ CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMARATE REGIMENTO DE FUNCIONAMENTO DA BIBLIOTECA ESCOLAR/ CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS I HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO O horário de funcionamento da biblioteca deve ser tendencialmente

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Ano 1º Semestre 1º. Teóricas

INSTITUTO POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA. Ano 1º Semestre 1º. Teóricas Departameto Gestão Disciplia Matemática I Curso Gestão de Empresas Ao 1º Semestre 1º Grupo Docete Resposável Teóricas Carga horária semaal Teórico Práticas Nuo Coceição 3h 3h/5h Práticas/ Lab. Semiários

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Dezembro de 2007 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão 1 (Costrução de modelo ER - Peso 3) Deseja-se costruir um sistema WEB que armazee

Leia mais

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST

Sistema Computacional para Medidas de Posição - FATEST Sistema Computacioal para Medidas de Posição - FATEST Deise Deolido Silva, Mauricio Duarte, Reata Ueo Sales, Guilherme Maia da Silva Faculdade de Tecologia de Garça FATEC deisedeolido@hotmail.com, maur.duarte@gmail.com,

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 2009 PROJECTO EM SIMULAÇÃO EMPRESARIAL Índice Introdução 1 Recursos Humanos afectos ao PSE... 3 1.1 Caracterização...

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2014/2015 Índice Direção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré requisitos

Leia mais

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA A SEGURANÇA FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DA VOLVO Ao lado da qualidade e do respeito ao meio ambiete, a seguraça é um dos valores corporativos que orteiam todas as ações

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO... 3 1. A EQUIPA EDUCATIVA... 3 2. COMPETÊNCIAS

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA SANTIAGO DO CACÉM MEDIATECA REGULAMENTO

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA SANTIAGO DO CACÉM MEDIATECA REGULAMENTO ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA SANTIAGO DO CACÉM MEDIATECA REGULAMENTO I - SETORES CONSTITUINTES A Direção de Instalações designada genericamente por Mediateca compreende cinco setores/áreas de intervenção:

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae In pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Morada Institucional Rosa, Julieta Alves () Faculdade de Economia CIEO 8005 139 Faro Telefone(s) 289 800 900 (ext. 7161) 289 244 406

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Dezembro de 2008 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão (Costrução de modelo ER) Deseja-se projetar uma base de dados que dará suporte a

Leia mais

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu

Faculdade de Engenharia Investigação Operacional. Prof. Doutor Engº Jorge Nhambiu Programação Diâmica Aula 3: Programação Diâmica Programação Diâmica Determiística; e Programação Diâmica Probabilística. Programação Diâmica O que é a Programação Diâmica? A Programação Diâmica é uma técica

Leia mais

INFORMATIVO GERAL ÍNDICE MATRÍCULAS

INFORMATIVO GERAL ÍNDICE MATRÍCULAS INFORMATIVO GERAL MATRÍCULAS ÓRGÃO OFICIAL DE COMUNICAÇÃO INTERNA DO COLÉGIO CURSO MARTINS ÍNDICE 2015 1)Caledário de Matrículas/2015 ----------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Dispensa e Redução de Contribuições

Dispensa e Redução de Contribuições Dispesa Temporária do Pagameto de Cotribuições Dec - Lei º 89/95, de 6 de Maio Dec - Lei º 34/96, de 18 de Abril Dec - Lei º 51/99, de 20 de Fevereiro Lei º 103/99, de 26 de Julho Taxa Cotributiva Dec

Leia mais

REGULAMENTO DA BOLSA DE ALIMENTAÇÃO 2013/14 1.º SEMESTRE

REGULAMENTO DA BOLSA DE ALIMENTAÇÃO 2013/14 1.º SEMESTRE REGULAMENTO DA BOLSA DE ALIMENTAÇÃO 2013/14 1.º SEMESTRE 1 PREÂMBULO A Associação Académica da Universidade da Madeira (AAUMa) tem uma missão ampla e variada, onde está prevista a participação na definição

Leia mais

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO

1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1- CONTEXTO E CARACTERIZAÇÃO GERAL DO AGRUPAMENTO 1.1- Enquadramento territorial e contexto físico O Concelho da Moita onde se localiza o Agrupamento de escolas Fragata do Tejo está situado na região de

Leia mais

PRESTAÇÃO = JUROS + AMORTIZAÇÃO

PRESTAÇÃO = JUROS + AMORTIZAÇÃO AMORTIZAÇÃO Amortizar sigifica pagar em parcelas. Como o pagameto do saldo devedor pricipal é feito de forma parcelada durate um prazo estabelecido, cada parcela, chamada PRESTAÇÃO, será formada por duas

Leia mais

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil

Carteiras de Mínimo VAR ( Value at Risk ) no Brasil Carteiras de Míimo VAR ( Value at Risk ) o Brasil Março de 2006 Itrodução Este texto tem dois objetivos pricipais. Por um lado, ele visa apresetar os fudametos do cálculo do Value at Risk, a versão paramétrica

Leia mais

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo

Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo Acesso à Educação para Filhos de Imigrantes Folheto Informativo 1 INTRODUÇÃO O Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas em colaboração com o Secretariado Entreculturas elaborou esta brochura

Leia mais

SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO

SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO CAPÍTULO 08 SISTEMA DE MEDIÇÃO DE DESEMPENHO Simplificação Admiistrativa Plaejameto da Simplificação Pré-requisitos da Simplificação Admiistrativa Elaboração do Plao de Trabalho Mapeameto do Processo Mapeameto

Leia mais

PLANO TIC 2009-2010. O Coordenador TIC Virgílio Freitas [1]

PLANO TIC 2009-2010. O Coordenador TIC Virgílio Freitas [1] PLANO TIC 2009-2010 O Coordenador TIC Virgílio Freitas [1] ESCOLA EB1/PE Visconde Cacongo URL: http://escolas.madeira-edu.pt/eb1pevcacongo Email: eb1pevcacongo@madeira-edu.pt IDENTIFICAÇÃO DO COORDENADOR

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

indíce CFIUTE - Centro de Formação Interação UBI Tecido Empresarial Portfólio de Espaços Caracterização do CFIUTE 3 Mensagem da Direção do CFIUTE 4

indíce CFIUTE - Centro de Formação Interação UBI Tecido Empresarial Portfólio de Espaços Caracterização do CFIUTE 3 Mensagem da Direção do CFIUTE 4 2 indíce Caracterização do CFIUTE 3 Mensagem da Direção do CFIUTE 4 Coordenação do CFIUTE 5 Instalações Piso 0 6 Piso -1 7 Piso -2 8 Ficha de Pedido de Informações 9 3 caracterização do cfiute A Universidade

Leia mais

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li

O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li O QUE SÃO E QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS MEDIDAS DE TENDÊNCIA CENTRAL EM ESTATÍSTICA PARTE li Média Aritmética Simples e Poderada Média Geométrica Média Harmôica Mediaa e Moda Fracisco Cavalcate(f_c_a@uol.com.br)

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2014/2015 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges*

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges* LAYOUT Fabrício Quadros Borges* RESUMO: O texto a seguir fala sobre os layouts que uma empresa pode usar para sua arrumação e por coseguite ajudar em solucioar problemas de produção, posicioameto de máquias,

Leia mais

UFF - Universidade Federal Fluminense

UFF - Universidade Federal Fluminense UFF - Universidade Federal Fluminense Em Niterói, a UFF e seus vários campi confundem-se com a geografia da cidade, localizados em vários bairros - Centro, São Domingos, Ingá, Santa Rosa, Vital Brasil

Leia mais

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial

SIME Sistema de Incentivos à Modernização Empresarial SIME Sistema de Icetivos à Moderização Empresarial O presete documeto pretede fazer um resumo da Portaria.º 687/2000 de 31 de Agosto com as alterações itroduzidas pela Portaria.º 865-A/2002 de 22 de Julho,

Leia mais

Um lugar de encontro...sempre!

Um lugar de encontro...sempre! Um lugar de encontro...sempre! Caro leitor e amigo, Em Novembro continuamos com um programa bastante diversificado, abrangendo várias faixas etárias e áreas temáticas. Destacamos as actividades para pais

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov.

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK. José Ignácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.net Fernanda Schmidt Bocoli fernanda-bocoli@procergs.rs.gov. Gerêcia de Projetos de Software CMM & PMBOK José Igácio Jaeger Neto jaeger@via-rs.et Ferada Schmidt Bocoli ferada-bocoli@procergs.rs.gov.br CMM Capability Maturity Model http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio

Leia mais

UnP. conquistam 2º lugar em premiação nacional. Congresso Científico do Campus Natal terá palestra do filósofo Clóvis de Barros Filho

UnP. conquistam 2º lugar em premiação nacional. Congresso Científico do Campus Natal terá palestra do filósofo Clóvis de Barros Filho UP 28 de setembro a 11 de outubro de 2014 Ao ix Nº 308 atal-mossoró/rn comuicação Págia 5 Ney Douglas cursos de comuicação coquistam 2º lugar em premiação acioal pesquisa e extesão Cogresso Cietífico do

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

TAXA DE JUROS DE LONGO PRAZO

TAXA DE JUROS DE LONGO PRAZO TAXA DE JUROS DE LONGO PRAZO Ídice 1. Regulametação e Vigêcia...pág.2 2. Metodologia de Cálculo da TJLP...pág.2 3. Aplicabilidade da TJLP...pág.3 4. Metodologia de Cálculo dos Cotratos do BNDES atrelados

Leia mais

ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR ALOCAÇÃO DE VAGAS NO VESTIBULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR Alexadre Stamford da Silva Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção PPGEP / UFPE Uiversidade Federal

Leia mais

Biblioteca Escola Superior Agrária. Venha descobrir a Biblioteca da Escola Superior Agrária em apenas 5 minutos

Biblioteca Escola Superior Agrária. Venha descobrir a Biblioteca da Escola Superior Agrária em apenas 5 minutos Venha descobrir a Biblioteca da em apenas 5 minutos Biblioteca da Missão Tem por missão recolher, conservar, organizar e disponibilizar, aos alunos, docentes, investigadores, funcionários e comunidade

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014. Escritório das Américas Polo de desenvolvimento

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014. Escritório das Américas Polo de desenvolvimento RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2014 Escritório das Américas Polo de desevolvimeto QUEM SOMOS? A AGENCE UNIVERSITAIRE DE LA FRANCOPHONIE A Agece Uiversitaire de la Fracophoie (AUF) coglomera as Uiversidades, grades

Leia mais

Manual do Candidato ANOS 1965-2015 VESTIBULAR. Dias 11 ou 14/07/15

Manual do Candidato ANOS 1965-2015 VESTIBULAR. Dias 11 ou 14/07/15 Maual do Cadidato FAÇA SEU FUTURO COM QUEM TEM HISTÓRIA ANOS 1965-2015 VESTIBULAR Dias 11 ou 14/07/15 Apresetação Espaço Acadêmico uas ideias têm espaço. A iteração aluo/professor é a palavra-de- Sordem

Leia mais

INSTITUTO DE PROMOÇÃO SOCIAL DA BAIRRADA

INSTITUTO DE PROMOÇÃO SOCIAL DA BAIRRADA INSTITUTO DE PROMOÇÃO SOCIAL DA BAIRRADA Proposta de regulamento da BIBLIOTECA escolar I - CONCEITO A Biblioteca Escolar é um núcleo de organização pedagógica da Escola e deve ser entendida como um centro

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

Pós-Graduação. Contabilidade e Finanças. Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Edital 1ª Edição 2012

Pós-Graduação. Contabilidade e Finanças. Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Edital 1ª Edição 2012 Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Contabilidade e Finanças Edital 1ª Edição 2012 3ª Fase Enquadramento O Sines Tecnopolo apresenta, em parceria

Leia mais

ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA 1 1. O CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho

CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE. Perfil de Desempenho CURSO PROFISSIONAL DE TÉCNICO DE COMUNICAÇÃO, MARKETING, RELAÇÕES PÚBLICAS E PUBLICIDADE Perfil de Desempenho O Técnico de Comunicação,, Relações Públicas e Publicidade é o profissional qualificado, apto

Leia mais

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil

Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Curso de Educação e Formação em Desenho Assistido por Computador / Construção Civil Saída Profissional: Operador CAD Certificação ao nível do 9º Ano / Nível II Laboral Bem-Vindo/a à FLAG! A FLAG é uma

Leia mais

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR

CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR CENTRO DE ALTO RENDIMENTO DO JAMOR Documento orientador de integração de Praticantes Critérios de financiamento às Federações Desportivas 2014/2015 O Centro de Alto Rendimento do Jamor (CAR Jamor) é uma

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008 AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Agosto 08 de Comunicação e Design Multimédia 08 ÍNDICE 1. Introdução 5 2. População e Amostra 5 3. Apresentação de Resultados 6 3.1. Opinião dos alunos

Leia mais

BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES

BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES BIBLIOTECA MUNICIPAL DAS CALDAS DA RAINHA PERGUNTAS FREQUENTES CARTÃO DE LEITOR 1- Efectuar a inscrição como leitor? Para poder efectuar a inscrição como leitor, tem de residir no concelho. Os não residentes

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL MATEMÁTICA FINANCEIRA COM MICROSOFT EXCEL 2 OBJETIVO Trasmitir ao participate as formas de evolução do diheiro com o tempo as aplicações e empréstimos e istrumetos para aálise de alterativas de ivestimetos,

Leia mais

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística

Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica. Sines Tecnopolo. Pós-Graduação. Gestão Logística Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Sines Tecnopolo Pós-Graduação Gestão Logística Edital 1ª Edição 2012 1 Enquadramento Tem vindo a ser reconhecida, por políticas governamentais

Leia mais

CUSTOS AMBIENTAIS E RESPONSABILIDADE SOCIAL NA BIOSSEGURANÇA

CUSTOS AMBIENTAIS E RESPONSABILIDADE SOCIAL NA BIOSSEGURANÇA CUSTOS AMBIENTAIS E RESPONSABILIDADE SOCIAL NA BIOSSEGURANÇA MARIANO YOSHITAKE Adelmo Ferado Ribeiro Schidler Júior Adriao Moitiho Pito Iracema Raimuda Brito das Neves Aselmo Teixeira Motes Resumo: O objetivo

Leia mais

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira

Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Auto-avaliação da Licenciatura em Gestão e Administração Hoteleira Relatório Resumo Junho de 2012 Índice 1. Objectivo... 3 2. Enquadramento... 3 3. Trabalho realizado... 3 4. Dados síntese da Licenciatura

Leia mais

Área de Consultoria. Mais de 100 filiais e 800 profissionais na Europa e América. www.infosn.com 214 143 334. Edição Portuguesa

Área de Consultoria. Mais de 100 filiais e 800 profissionais na Europa e América. www.infosn.com 214 143 334. Edição Portuguesa Mais de 100 filiais e 800 profissioais a Europa e América www.ifos.com 214 143 334 Catálogo de Servicios Cosultoría Edição Portuguesa Catálogo de Serviços Área de Cosultoria Edição Portuguesa Catálogo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO Fundada a 30 de Maio de 1950 Única Associação das Agências de Viagens em Portugal Medalha de Ouro de Mérito Turístico de Portugal Medalha de Ouro

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS

CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS CONTRIBUIÇÕES DA MODELAGEM MATEMÁTICA PARA O ENSINO MÉDIO: ÂNGULO DE VISÃO DAS CORES DO ARCO-ÍRIS Profª. Drª. Vailde Bisogi UNIFRA vailde@uifra.br Prof. Rodrigo Fioravati Pereira UNIFRA prof.rodrigopereira@gmail.com

Leia mais

PLANO TIC. O Coordenador TIC. E g í d i a F e r n a n d e s F e r r a z G a m e i r o 2 0 0 8-2 0 0 9

PLANO TIC. O Coordenador TIC. E g í d i a F e r n a n d e s F e r r a z G a m e i r o 2 0 0 8-2 0 0 9 PLANO TIC 2 0 0 8-2 0 0 9 O Coordenador TIC E g í d i a F e r n a n d e s F e r r a z G a m e i r o [1] ESCOLA EB1/PE Santa Cruz http://escolas.madeira-edu.pt/eb1pescruz eb1pescruz@madeira-edu.pt IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros

Pixel. Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros Certified Quality System in compliance with the standard UNI EN ISO 9001:2000. Certificate n SQ.41823. Pixel Aprenda Italiano em Florença Cursos Individuais para Estrangeiros CURSOS INDIVIDUAIS PARA ESTRANGEIROS

Leia mais

Plano de Aula. Teste de Turing. Definição. Máquinas Inteligentes. Definição. Inteligência Computacional: Definições e Aplicações

Plano de Aula. Teste de Turing. Definição. Máquinas Inteligentes. Definição. Inteligência Computacional: Definições e Aplicações Potifícia Uiversidade Católica do Paraá Curso de Especialização em Iteligêcia Computacioal 2004/2005 Plao de Aula Iteligêcia Computacioal: Defiições e Aplicações Luiz Eduardo S. Oliveira, Ph.D. soares@ppgia.pucpr.br

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala 0 Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz Escola EB 2,3 Dr. João de Barros Escola EB 1 de Abadias Escola EB1 da Gala Regulamento das Bibliotecas Escolares Centro de Recursos Educativos

Leia mais

ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 1.1. METODOLOGIA... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES EMPREGADORAS... 4

ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 1.1. METODOLOGIA... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES EMPREGADORAS... 4 2 ÍDICE ÍDICE... 2 1. COSIDERAÇÕES IICIAIS... 3 1.1. METODOLOGIA... 3 2. CARACTERIZAÇÃO DAS ISTITUIÇÕES EMPREGADORAS... 4 3. FORMAS HABITUAIS DE RECRUTAMETO... 5 4. PESO DOS DIPLOMADOS DO IST FACE AOS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE PSICOLOGIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1 -

Leia mais

ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA ESTUDAR NO CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA 1. O CENTRO REGIONAL DO PORTO DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

Leia mais

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia

Instituto Superior da Maia ISMAI CET. Realização de Eventos Multimédia Instituto Superior da Maia ISMAI CET Realização de Eventos Multimédia CoordenadorA Professora Doutora Célia Sousa Vieira cvieira@ismai.pt fundamentos e Objectivos A área de formação deste CET reside nos

Leia mais

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt

Junta de Freguesia de Carnaxide www.jf-carnaxide.pt UNIVERSIDADE SÉNIOR DE CARNAXIDE - APRENDIZAGEM E LAZER ARTIGO 1º Aspectos Gerais REGULAMENTO 1- A Universidade Sénior de Carnaxide - Aprendizagem e Lazer, adiante designada por USCAL, tem por objectivo

Leia mais

ISPA Instituto Universitário

ISPA Instituto Universitário ISPA Instituto Universitário Marketing na Saúde Uma ferramenta para todos os profissionais de saúde. "Está na altura de dominar melhor o mercado" 18 e 25 de Outubro 2014, ISPA (12 horas intensivas) Destinatários

Leia mais

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013

ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 ASSOCIACAO EDUCACIONAL DE ENSINO SUPERIOR UNIAO DAS FACULDADES DOS GRANDES LAGOS RELATÓRIO GERAL DE REPOSTA DE PROFESSORES. 2º SEMESTRE DE 2013 1.1 Organização Institucional Q1 Cumprimento da missão da

Leia mais

ava l ia^ao i ntegrada das escolas organiza4ao e g est^o en sino p^blico rote iro

ava l ia^ao i ntegrada das escolas organiza4ao e g est^o en sino p^blico rote iro Nt--')` Educacao ava l ia^ao i tegrada das escolas orgaiza4ao e g est^o e sio p^blico rote iro INSPEcO-GERL EUcO FIH TENI Titulo valiacao Itegrada das Escolas: Orgaizacao e Gestao. Esio Publico - Roteiro

Leia mais

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova

Fundamentos de Bancos de Dados 3 a Prova Fudametos de Bacos de Dados 3 a Prova Prof. Carlos A. Heuser Julho de 2008 Duração: 2 horas Prova com cosulta Questão (Costrução de modelo ER - Peso 2 Deseja-se costruir um sistema WEB que armazee a comuicação

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Nome(s) próprio(s) / Apelido(s) Morada(s) Endereço(s) de correio electrónico Nicola Freitas Av. Nossa Senhora da Hora, nº1162, 4525-308 Gião (Portugal) Telefone(s)

Leia mais

MESTRADO EM FISIOLOGIA MOLECULAR DE PLANTAS 4ª EDIÇÃO

MESTRADO EM FISIOLOGIA MOLECULAR DE PLANTAS 4ª EDIÇÃO Escola de Ciências MESTRADO EM FISIOLOGIA MOLECULAR DE PLANTAS 4ª EDIÇÃO UNIVERSIDADE DO PORTO UNIVERSIDADE DO MINHO FACULDADE DE CIÊNCIAS ESCOLA DE CIÊNCIAS DEPARTAMENTO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA DE BIOLOGIA

Leia mais

Q U E R E S S E R V O L U N T Á R I O?

Q U E R E S S E R V O L U N T Á R I O? Q U E R E S S E R V O L U N T Á R I O? Da importância do desenvolvimento de competências interpessoais na prática, da necessidade de uma formação mais humana, da crescente consciencialização da injustiça

Leia mais

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND

Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Ficha de Inscrição e identificação do Voluntário PND Dados de Identificação: Nome Completo: Data de nascimento: / / Local: Sexo: F M Estado Civil: Numero de BI ou Cartão de Cidadão Segurança Social: Numero

Leia mais

Contabilidade e Fiscalidade

Contabilidade e Fiscalidade www. indeg. iscte-iul. pt ARTICULA OS PRINCIPAIS TEMAS DE RELEVÂNCIA ATUAL E FUTURA NA ÁREA DA ATRAVÉS DE UMA ESTRUTURA PROGRAMÁTICA SÓLIDA E ABRANGENTE NA ÁREA CIENTÍFICA DA CONTABILIDADE Contabilidade

Leia mais

GUARDA UNIDA SPORT CLUBE. Secção de Ténis de Campo Escola de Ténis

GUARDA UNIDA SPORT CLUBE. Secção de Ténis de Campo Escola de Ténis GUARDA UNIDA SPORT CLUBE Secção de Ténis de Campo Escola de Ténis Guarda 2009 GUARDA UNIDA SPORT CLUBE 2 Guarda Unida Sport Clube Secção de Ténis Director responsável: Mário Cameira Serra* Corpo Técnico:

Leia mais

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2

1. O Cartão ACP Master...2. 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 GUIA DO UTILIZADOR Cartão ACP Master Ídice 1. O Cartão ACP Master...2 2. Precauções a ter com o seu Cartão ACP Master...2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão...3 4. Ode

Leia mais

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007

PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 PLANO TIC ano lectivo 2006/2007 O Coordenador TIC João Teiga Peixe Índice Índice...2 1. Introdução... 3 2. Objectivos... 3 3. Sectores Afectos... 4 1. Salas de Aulas... 4 2. Administrativo... 4 3. Outras

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

design de jogos digitais o essencial da licenciatura

design de jogos digitais o essencial da licenciatura design de jogos digitais o essencial da licenciatura ÍNDICE ciclo de estudos plano de estudos metodologias de ensino perfil de saída candidaturas ipb virtual Dados do ciclo de estudos ciclo de estudos

Leia mais

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7

Cód. Curso Área CNAEF Curso ESEC. Técnicas de Intervenção Social em Toxicodependências Técnico de Intervenção Social em Toxicodependência 1/7 7224 Acolhimento em Instituição 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa 7257 Acompanhamento de Crianças e Jovens 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa

Leia mais

Consolidando a Caminhada

Consolidando a Caminhada Pe. João Cecoello Silvae V. Cecato Erestia B. Flores Cosolidado a Camihada O Ã Ç I EDIÇÃO ED 2ª O ED I Ç Ã Pastoral da Sobriedade CNBB - Coordeação Nacioal Pastoral da Sobriedade um orgaismo da CNBB Sobriedade

Leia mais

Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades

Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades Ensino Superior Particular e Cooperativo - Universidades Universidade Atlântica Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões Universidade Fernando Pessoa Universidade Independente Universidade Internacional

Leia mais

Centro Empresarial AIMinho

Centro Empresarial AIMinho Domiciliação de empresas Eventos e negócios Espaços para ações de formação Centro Empresarial AIMinho Um espaço polivalente para o seu negócio O Centro Empresarial AIMinho é um espaço de excelência localizado

Leia mais

Código de Conduta Empresarial Fazendo a diferença com Integridade

Código de Conduta Empresarial Fazendo a diferença com Integridade Código de Coduta Empresarial Fazedo a difereça com Itegridade Uma Mesagem do Presidete da Hospira Prezados Colegas da Hospira, Gostaria de lhes apresetar o Código de Coduta Empresarial da Hospira. Na Hospira,

Leia mais

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística

Lista 9 - Introdução à Probabilidade e Estatística UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Lista 9 - Itrodução à Probabilidade e Estatística Desigualdades e Teoremas Limites 1 Um ariro apota a um alvo de 20 cm de raio. Seus disparos atigem o alvo, em média, a 5 cm

Leia mais

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado:

Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Departamento de Educação Física F e Desporto SEMINÁRIO Educação Física e Desporto O Processo Bolonha, Estágios e Saídas Profissionais 26 de Junho de 2007 Os Cursos de Licenciatura e de Mestrado: Jorge

Leia mais

Cód. Curso Área CNAF Curso ESEC. Arte e Design. Produção Assistida por Computador - Indústrias de Mobiliário. Arte e Design.

Cód. Curso Área CNAF Curso ESEC. Arte e Design. Produção Assistida por Computador - Indústrias de Mobiliário. Arte e Design. 7224 Acolhimento em Instituição 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa 7257 Acompanhamento de Crianças e Jovens 761 - Serviços de Apoio a Crianças e Jovens Animação Socioeducativa

Leia mais

1.2. Todo o utilizador pode contribuir para o desenvolvimento dos serviços prestados pela Biblioteca com sugestões ou com a sua participação.

1.2. Todo o utilizador pode contribuir para o desenvolvimento dos serviços prestados pela Biblioteca com sugestões ou com a sua participação. ANO LETIVO 2012-2013 GESTÃO REGULAMENTO DA BIBLIOTECA E DO AUDITÓRIO 1. Regras Gerais 1.1. Todo o utilizador deve contribuir para que exista na Biblioteca um ambiente adequado ao estudo, ao trabalho individual

Leia mais

o maior evento da área de Gestão de pessoas e recursos Humanos do Estado do paraná espera por você!

o maior evento da área de Gestão de pessoas e recursos Humanos do Estado do paraná espera por você! VI Cosulpar o maior eveto da área de Gestão de pessoas e recursos Humaos do Estado do paraá espera por você! Dias 24, 25 e 26 de outubro de 2011 Curitiba paraá Três evetos em uma mesma oportuidade. Cofira

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE ENFERMAGEM 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor 1 - O professor comparece com regularidade

Leia mais

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA

UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA UNIVERSIDADE DE RIO VERDE CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTOAVALIAÇÃO 2011 2012 FACULDADE DE FISIOTERAPIA 1 Dimensão 2 - Acadêmico avaliando professor POTENC. PTO. A MELHOR. FRAGIL. 1

Leia mais

Horário das aulas: De 2.ª a 6.ª feira das 07:30 às 19:30.

Horário das aulas: De 2.ª a 6.ª feira das 07:30 às 19:30. 12º Não é permitido aos Pais e Encarregados de Educação contactarem pessoalmente, ou através do telefone e, docentes e/ou alunos, durante os tempos letivos. 13º Os serviços cobertos pela anuidade obrigatória

Leia mais

Suporte e Consultoria. KuboIC. Suporte Avançado

Suporte e Consultoria. KuboIC. Suporte Avançado Suporte e Cosultoria A KuboIT é uma empresa de serviços que atua o mercado acioal e iteracioal de seguraça da iformação. A KuboIT foi formada com base as ecessidades das pequeas, médias e grades empresas

Leia mais

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção Iclui NOVA opção de captura de imagem Sistemas de Visualização Estéreo Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de ispeção. Tecologia ótica pateteada para visualização livre de

Leia mais

www.partnervision.com.br

www.partnervision.com.br www.partervisio.com.br SERVIÇOS E SUPORTE PROCESSOS E INICIATIVAS PRODUTOS DE SOFTWARE SOLUÇÕES PARA A INDÚSTRIA Software para o Desevolvimeto de Coteúdo e Processos Para Otimizar o Desevolvimeto de Produtos

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae Europass Curriculum Vitae Informação pessoal Nome(s) próprio(s) / Apelido(s) Morada(s) Endereço(s) de correio electrónico Rua D. Fernando, 96, 4430-082 Vila Nova de Gaia (Portugal) Telefone(s) 227115820

Leia mais

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N Estudaremos este capítulo as equações diereciais lieares de ordem, que são de suma importâcia como suporte matemático para vários ramos da egeharia e das ciêcias.

Leia mais

SERVIÇOS DE ACÇÃO SOCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA APOIOS A CONCEDER ACÇÃO SOCIAL

SERVIÇOS DE ACÇÃO SOCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA APOIOS A CONCEDER ACÇÃO SOCIAL SERVIÇOS DE ACÇÃO SOCIAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA APOIOS A CONCEDER ACÇÃO SOCIAL GABINETE DE ACÇÃO SOCIAL ESAC ESEC ESTGOH ESTSC ISCAC ISEC SAS IPC GABINETE DE ACÇÃO SOCIAL ESAC Localização: sede

Leia mais

Matemática Financeira I 3º semestre 2013 Professor Dorival Bonora Júnior Lista de teoria e exercícios

Matemática Financeira I 3º semestre 2013 Professor Dorival Bonora Júnior Lista de teoria e exercícios www/campossalles.br Cursos de: dmiistração, Ciêcias Cotábeis, Ecoomia, Comércio Exterior, e Sistemas de Iformação - telefoe (11) 3649-70-00 Matemática Fiaceira I 3º semestre 013 Professor Dorival Boora

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Josiae Costa Durigo Uiversidade Regioal do Noroeste do Estado do Rio Grade do Sul - Departameto

Leia mais