EXPEDIENTE CORECON-PR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXPEDIENTE CORECON-PR"

Transcrição

1

2 EDITORIAL ARTIGO EXPEDIENTE CORECON-PR Conselho Regional de Economia 6ª Região - PR - Corecon Rua Professora Rosa Saporski, nº989 - Mercês - Curitiba - Paraná Fone: (41) Redação: Evidência Comunicação Integrada - (41) Jornalistas: Ines Dumas e Fabiana Lima Presidente: Eduardo Moreira Garcia Vice-presidente: José Augusto Soavinski Conselheiros Efetivos: Antonio Agenor Denardi, Ario Taborda Dergint, Carlos Magno Andrioli Bittencourt, Sergio Guimarães Hardy, Andréa Cristhine Prodohl Kovalczuk, Carlos Alberto Gandolfo, João Carlos Leonello, Mauricio Cadenas Prado, Breno Pascualote Lemos, Sergio Lopes. Conselheiros Suplentes: Cesar Reinaldo Rissete, Eduardo Andre Cosentino, Elhana Marcelino Farias, Kalil Karam Netto, Cid Cordeiro da Silva, Ricardo Kureski, Ronaldo Antunes da Silva, Vanya Trevisan Marcon Heimoski, Edmundo Rodrigues da Veiga Neto, Kanitar Aymore Saboia Cordeiro, Nivaldo Candido da Silva. Conselheiros Federais Efetivos: Kanitar Aymore Saboia Cordeiro, Odisnei Antonio Bega. Conselheiros Federais Suplentes: Antonio Agenor Denardi, Antonio Eduardo Nogueira. Gerente executivo: Amarildo de Souza Santos. Passadas as comemorações do Dia do Economista, continuamos nossas discussões sobre a viabilidade da instalação de estrutura(s) física(s) no interior, com funcionários contratados, fiscalizando e auxiliando os Economistas paranaenses do interior. Na última reunião plenária foi aprovado o CORECON Acadêmico. O novo site já está no ar, não com todas as funções prontas, pois parte do antigo site está migrando para o novo, mas até o final de outubro estará completo. Participamos do Simpósio Nacional de Conselhos de Economia, fórum que deveria ser o mais importante para o Comparando os dados da RAIS 2010 (1.598 empregos) com os registros do CORECON-PR para aquele ano, observamos uma grande diferença eram registrados (3.578 Ativos e 80 remidos), uma diferença de 129%. Isso demonstra as limitações da RAIS, conforme já mencionado acima. Limifuturo da nossa profissão, mas que, infelizmente, não trouxe ao debate o nosso mais importante problema, a nova Lei da Profissão do Economista. Neste informe mostramos as principais ações de comemoração ao Dia do Economista, um artigo que traça o perfil dos economistas do Paraná com base na RAIS de 2010, comparando sua evolução com os números do CORE- CON-PR. Na economia mundial, a crise europeia não apresenta luz no final do túnel. Soluções contracionistas apenas agravam a situação da população, que paga pela inconsequência do mercado financeiro mundial. O Brasil, frente à nova enxurrada de dinheiro no mercado mundial, busca lutar com as armas que possui, controlando o câmbio e elevando as alíquotas de importados. Ações necessárias devido à crise, porém não podem ser duradouras, pois não podemos voltar à época das substituições das importações. Mais uma vez louvamos a forma como o governo federal tem buscado reduzir os juros, tanto via SELIC, quanto utilizando os bancos públicos. Esperamos que o free lunch brasileiro acabe, tanto para os rentistas externos, quanto internos. Boa leitura. Eduardo Moreira Garcia Presidente do CORECON-PR Perfil dos Economistas Paranaenses em 2010 Diferentemente de outras profissões, o mercado dos economistas abrange uma ampla gama de ocupações. Este, entre outros motivos, leva os profissionais a não se identificarem como Economistas quando questionados em pesquisas e censos, apesar de utilizarem os conhecimentos adquiridos na sua formação nas várias áreas de atuação. Por este motivo, existe uma grande dificuldade em se traçar o perfil dos Economistas, os dados disponíveis são dispersos e de baixa confiabilidade. Com base nos dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) de 2010, no Brasil, o código 2512 da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), apresentava um total de empregos formais na classificação Economista. Já os dados apresentados pelo CENSO de 2010 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentam o número de Economistas, uma diferença de 17,2%. Observando o número de Economistas registrados no sistema CO- FECON/CORECON s chega-se ao número estimado de 70 mil estimado, pois o COFECON não possui este número exato. Já economistas em condição de votar, ou seja, em dia com as suas obrigações, são , demonstrando a grande disparidade entre os números. Os dados da RAIS se refe- rem apenas aos Economistas no mercado formal de trabalho e registrados na ocupação de Economistas da CBO, mas, apesar de suas limitações, acabam sendo um indicador importante. O presente artigo vai apresentar o perfil dos Economistas no Estado do Paraná com base nos dados da RAIS de 2010 e traçar um paralelo entre a evolução destes dados e a evolução dos registros de economistas no CORE- CON-PR entre os anos de 2003 e A RAIS apresentava, para os Economistas no Brasil, um salário médio de R$ 5.678,91 em dez/2010. No Paraná existiam Economistas, representando 5,26% do total do Brasil, com salário médio de R$ 5.862,49, sendo 3,23% superior à média nacional. Entre os estados brasileiros, o Paraná é o quarto com maior número de Economistas, ficando atrás apenas dos estados de São Paulo ( empregos), Rio de Janeiro (4.576 empregos) e Minas Gerais (2.576 empregos). tações que decorrem do fato da RAIS abranger os trabalhadores celetistas e estatutários e não conseguir captar os economistas que estão registrados em outras ocupações, ficando de fora também destes números os economistas empregados sem carteira assinada, autônomos e empresários. Nos últimos anos observa-se nos dados da RAIS um aumento significativo do número de Economistas, no período de 2003 a 2010, de 62,52% no Brasil, passando de para empregos, e de 105,13% no Paraná, passando de 779 para empregos. No salário médio também se observa um aumento, no Brasil foi de 52,32%, passando de R$ 3.738,31 para R$ 5.678,91, enquanto que o INPC do período de 2004 a 2010 apresentou uma variação de 42,27%, representando um aumento real de 7,06%. No Paraná o aumento foi maior (58,54%), passando de R$ 3.697,79 para R$ 5.862,49, aumento real de 11,44%. A evolução dos registros no CORECON- -PR aponta um crescimento de 4,44% no período de 2003 a 2010, muito inferior ao apresentado nos dados das RAIS de O gráfico abaixo apresenta a evolução do crescimento da RAIS e dos registrados no CORECON- -PR no período observado. Taxas de Crescimento anual de registros da RAIS e CORECON-PR Na evolução dos registros do CORE- CON-PR, a dinâmica apresenta algumas especificidades que podem explicar a diferença entre estes dados. No Conselho de Economia, todos os anos existem novos economistas registrados, economistas que entram na condição de remidos, solicitações de cancelamentos por não exercício da profissão e transferências para outros CORECONs do país. O quadro abaixo apresenta o número de economistas nestas situações para o período em referência. 2 3

3 ARTIGO Quadro da Evolução dos Economistas CORECON-PR Detalhando os dados do Paraná da RAIS por microrregião, verifica-se uma forte concentração na microrregião de Curitiba, que em 2010 possuía Economistas, que representavam 83,29% do total do Estado. Este número é consequência de vários fatores, entre eles podemos destacar a forte concentração econômica no município, por ser a sede de grandes empresas como as estatais Copel e Sanepar e estarem registrados todos os servidores públicos estaduais. Após a microrregião de Curitiba, podemos destacar as microrregiões de Maringá, Londrina e Ponta Grossa, que possuíam respectivamente 49, 44 e 39 Economistas em Quanto aos dados dos Economistas por grupo de atividade da CNAE Classificação Nacional de Atividades Econômicas, constatamos uma concentração em algumas atividades, sendo as mais representativas a Administração do Estado e da Política Econômica e Social (22,65%); Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica (5,69%); e na Fabricação de Automóveis, Caminhonetes e Utilitários (4,94%), que juntas concentram praticamente um terço da categoria (33,28%), sendo duas delas ligadas diretamente ao setor público. Observa-se que a maioria dos Economistas paranaenses são homens (54,57%), o salário médio das mulheres (R$ 4.947,34) é 25,32% inferior ao salário dos homens (R$ 6.624,41), diferença superior à verificada no total do Estado (18,63%). A faixa etária predominante é de 30 a 39 anos (31,60%), seguida pelas faixas de 50 a 64 anos (23,28%) e de 25 a 29 anos (20,59%), concentrando nessas três faixas mais de 75% dos Economistas. No tempo de emprego na empresa, constata-se uma concentração na faixa de mais de 120 meses (10 anos), representando mais de um terço dos Economistas (34,04%), seguida pelas faixas de 60 a 119,9 meses (5 a 10 anos) com 12,58% e de 12,0 a 23,9 meses (1 a 2 anos) com 11,51%. Com relação ao tamanho da empresa, verificamos que há uma concentração em duas faixas, nas empresas com mais de vínculos (29,22%) e com 100 a 249 vínculos (21,03%), totalizando mais da metade dos Economistas (50,25%). Na questão salarial, observamos uma distribuição mais equilibrada, na qual podemos destacar as faixas de até 5 salários mínimos (24,03%), de 5,01 a 7,00 salários mínimos (18,34%) e de mais de 20 salários mínimos (15,89%), mas a maioria dos Economistas tinha, em dezembro de 2010, um salário médio inferior a 10 salários mínimos (57,17%), com salário médio de R$ 2.816,84. Apesar da grande diferença entre os dados da RAIS e os números do CO- RECON-PR, estas informações são importantes no sentido de entender a realidade dos Economistas no Estado do Paraná. Observa-se que, apesar do crescimento recente no número de Economistas com base na RAIS, estes não se refletem no crescimento dos registros no CORECON- -PR, crescimento este fortemente influenciado pelo número de remidos e cancelamentos. Mesmo considerando apenas os novos economistas registrados em comparação com o número de novos economistas da RAIS, a correlação é baixa. Economistas Eduardo Moreira Garcia (presidente do Corecon-Pr) e Sandro Silva (Dieese). José da Silveira Filho, Janete Lopes, Rosangela Pontili, Luciano D Agostini, Eduardo Moreira Garcia (presidente do Corecon) e George Tada. Economistas graduados no Paraná recebem Prêmio Brasil de Economia Os economistas George Tada, Rosangela Pontili, Janete Lopes, Luciano D Agostini e José da Silveira Filho, que concluíram a graduação em instituições de ensino superior do Paraná, receberam o Prêmio Brasil de Economia em solenidade realizada durante a abertura do Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE) no dia 12 de setembro, em Belo Horizonte (MG). O grande destaque ficou por conta do economista formado pela Universidade Estadual de Maringá, George Felipe Rezendes Tada, que obteve a primeira colocação na categoria Monografia de Graduação, com o tema Crédito Bancário e Desenvolvimento Regional no Período 2004 a 2009: O Enfoque Pós-Keynesiano da Não-Neutralidade da Moeda. As economistas Rosangela Maria Pontili e Janete Leige Lopes, professoras da Fecilcam, alcançaram a segunda colocação, mas na categoria Artigo Técnico ou Científico, e receberam a menção honrosa pelo artigo Trabalho Infantil e Pobreza da População Feminina Brasileira: Uma Discussão da Inter-Relação entre estes dois fatores. O economista Luciano Luiz Manarin D Agostini recebeu menção honrosa pela conquista do segundo lugar na categoria Livro de Economia pela obra Econometria Temporal Multivariada. Nesta categoria também recebeu menção honrosa pelo terceiro lugar com o livro Aquarela do Brasil: do Café ao Plano Real o economista José da Silveira Filho. Acadêmicos representaram o Paraná na Gincana Brasileira de Economia Nos dias 13 e 14 de setembro, o CO- RECON-PR esteve representado na II Gincana Brasileira de Economia pelos alunos da Fecilcam de Campo Mourão, Marcelo José da Mata e Flavia Ieger, e pelos estudantes da Unioeste Francisco Beltrão, William Eidt e Ana Claudia Kuntz. A disputa, que envolveu acadêmicos de economia de diversas regiões do país, aconteceu em Belo Horizonte. 4 5

4 PRÊMIO CORECON-PR e BRDE entregam Prêmios em Ponta Grossa lução do Emprego nos Municípios Canavieiros Frente à Economia Paranaense ( ). Orientador: Carlos Alberto Gonçalves Junior UNIOESTE/ TOLEDO 2º - Gisele Esser Os Sentimentos Econômicos e a Tomada de Decisões Empresariais: O Caso dos Empresários de Palotina (PR). Orientador: Jandir Ferrera de Lima UNIOESTE/TOLEDO 3º - Fabiana Macedo Biondaro Um Comparativo dos Indicadores Econômicos e Sociais para Medir a Dinâmica do Desenvolvimento dos Municípios de Londrina (PR) e Joinville (SC) no Período de 2000 a Orientador: Paulo Roberto Santana Borges FECILCAM 4º - Marcia Terezinha Michelon Crescimento Econômico e Demográfico no Estado do Paraná: Uma Análise de 1980 a Orientador: Ricardo Rippel UNIOESTE/TOLEDO 5º - Mariane Maria Bortolotto Análise da Evolução do Setor de Autopeças no Estado do Paraná. Orientador: Lucir Reinaldo Alves UNIOESTE/TOLE- DO CATEGORIA ECONOMIA PURA E APLI- CADA: 1º - Tiago Jazynski Uma Avaliação do Desempenho de Grandes e Pequenos Fundos de Investimentos em Ações. Orientador: Emerson Martins Hilgemberg UEPG 2º - Samuel Costa Peres Inserção Externa e Desenvolvimento Econômico: Um Estudo das Experiências dos Bric no Período Pós-Bretton Woods. Orientadora: Eliane Cristina de Araujo Sbardellati UEM. 3º - Mateus Ramalho Ribeiro da Fonseca Taxa de Sacrifício do Controle Inflacionário no Brasil: Análise Teórica e Evidências Empíricas. Orientadora: Eliane Cristina de Araujo Sbardellati UEM 4º - Cassiano Ricardo Dalberto Uma Análise das Economias de Aglomeração e seus Efeitos Sobre os Salários Industriais Brasileiros. Orientador: Jefferson Andronio Ramundo Staduto UNIOESTE/TOLEDO 5º - Francielly Aparecida Costa Trabalhador Rural X Pobreza: Existe uma Correlação? Uma Análise Estatística e Econométrica para o Brasil. Orientadora: Janete Leige Lopes FECILCAM Com objetivo de estimular e valorizar a produção científica ligada à economia paranaense pura e aplicada, além de incentivar a pesquisa e a investigação econômica pelos profissionais da área, o Conselho Regional de Economia do Paraná (CORECON PR) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) realizaram, dia 31 de agosto, o 7.º Prêmio BRDE de Desenvolvimento e o 22.º Prêmio Paraná de Economia. A premiação foi realizada no auditório da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e, após o anúncio dos vencedores, o público presente acompanhou a palestra do economista e coordenador da Universidade Positivo e da graduação e MBA da FAE Business School, Lucas Dezordi, com o tema O crescimento econômico sustentável do Brasil uma análise da oferta e demanda agregada. O primeiro lugar no Prêmio BRDE de Desenvolvimento, que propôs aos concorrentes o desafio de inscreverem um artigo sobre a análise do papel do BRDE no desenvolvimento do Paraná, com foco na atuação do banco na indução do crescimento da economia, foi conquistado por Lucir Reinaldo Alves, com o artigo vencedor O BRDE e o Financiamento do Desenvolvimento do Estado do Paraná. Na segunda colocação ficaram Josélia Elvira Teixeira e Elcio Jean Wolf, que inscreveram o artigo Uma abordagem sobre presença do BRDE como indutor da industriali- zação do Paraná no período de 1964 a 1980, e a terceira colocação foi da dupla Jandir Ferrera de Lima e Augusta Pelinski Raiher, com o artigo O BRDE e o Crescimento e Desenvolvimento Econômico Regional Paranaense: Evidências Empíricas. Os três artigos premiados dividiram o valor de R$ 10 mil. O Prêmio Paraná de Economia, que tem a finalidade de valorizar a produção científica e proporciona a reflexão de alto nível sobre temas ligados à realidade da economia paranaense e à economia pura e aplicada, teve como grande vencedor na categoria Economia Paranaense Djeison Giovan Hassemer, com o tema Evolução do emprego nos municípios canavieiros frente à economia paranaense ( ), da Unioeste/Toledo. Já na categoria Economia Pura e Aplicado, o primeiro lugar ficou com Tiago Jazynski, com o tema Uma avaliação do desempenho de grandes e pequenos fundos de investimentos em ações. No Prêmio Paraná foram premiados os cinco primeiros classificados em cada categoria e o prêmio de R$ 9 mil foi dividido entre os três primeiros colocados. Durante a solenidade estiveram entre os presentes o gerente de Planejamento da agência paranaense da instituição financeira do BRDE, Thiago Tosatto, e o presidente do CORECON-PR, Eduardo Moreira Garcia, que também é analista de projetos do BRDE-PR. É um momento especial, de reconhecimento dos trabalhos feitos por acadêmicos e professores com o intuito de produzir conhecimento através da pesquisa. Ganha o Paraná, que pode utilizar os dados e as informações produzidas para planejar sua economia e colher bons resultados, disse Tosatto. A importância dos prêmios entregues têm reflexos em todo o Brasil. O conteúdo gerado tem impacto, é de qualidade e serve para balizar ações que serão realizadas no âmbito econômico. Para exemplificar, basta citar que a monografia aqui premiada em 2011 e escrita pelo economista George Felipe Rezendes Tada, formado pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), também conquistou o Prêmio Brasil de Economia, lembrou Garcia. PRÊMIO BRDE PREMIADOS 1º - Lucir Reinaldo Alves O BRDE e o Financiamento do Desenvolvimento do Estado do Paraná. 2º - Josélia Elvira Teixeira e Elcio Jean Wolf Uma Abordagem sobre a presença do BRDE como Indutor da Industrialização do Paraná no Período de º - Jandir Ferrera de Lima e Augusta Pelinski Raiher O BRDE e o Crescimento e Desenvolvimento Econômico Regional Paranaense: Evidências Empíricas. PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA CATEGORIA ECONOMIA PARANAEN- SE: 1º - Djeison Giovan Hassemer Evo- CORECON-PR realizou com sucesso o EnTenda de Economia em sete cidades Economistas, estudantes e professores de economia comemoram o Dia do Economista, celebrado em 13 de agosto, em uma ação conjunta em prol da sociedade, contribuindo com o projeto EnTenda de Economia, uma iniciativa do CORE- CON-PR para orientar a população para o consumo consciente. Em tendas montadas em diversas cidades do Estado, os consumidores puderam tirar dúvidas sobre como equilibrar as contas, como sair das dívidas, sobre investimentos, financiamentos de automóveis, imóveis, portabilidade, entre outros. As primeiras cidades a realizarem o evento foram Francisco Beltrão e Apucarana, que promoveram o atendimento para a população no sábado, dia 11 de agosto. No dia 13, o evento foi realizado em Curitiba, Cascavel, Londrina, Ponta Grossa e Maringá. A cidade de Campo Mourão ainda irá receber o evento, com data a confirmar. O evento, que tem como objetivo despertar o interesse da população por assuntos econômicos e ainda destacar a importância do economista perante a sociedade, foi realizado com sucesso e grande atenção por parte da mídia, ganhando destaque nos principais noticiários estaduais e de cada região. Além dos aconselhamentos, o CORECON-PR distribuiu, com o apoio dos estudantes e economistas, a 3ª edição da cartilha EnTENDA de Economia Dicas para o Consumo Consciente, que traz orientações para auxiliar o consumidor a organizar suas contas, inclusive, neste ano, com informações sobre portabilidade. 6 7

5 PLENÁRIA Entrega do 22º Prêmio Paraná de Economia e VII Prêmio BRDE de Desenvolvimento; SINCE, Prêmio Brasil de Economia e II Gincana Nacional de Economia. Moreira Garcia, faz um relato sobre as atividades realizadas pelo CORECON-PR: Entenda de Economia, 4º Prêmio Economista Paranaense do ano, 22º Prêmio Paraná de Economia e VII Prêmio BRDE de Desenvolvimento, bem como a participação do CORECON-PR no SINCE, realizado em Belo Horizonte no período de 12 a 14 de setembro Encaminhamento da proposta de lei para prefeituras e câmaras de vereadores, em conjunto com o sindicato, para as cidades com segundo turno e, após as eleições, para todos os candidatos eleitos. a proposta de lei para prefeituras e câmaras de vereadores, a serem enviadas em conjunto com o SINDECON- -PR para as cidades com segundo turno e, após as eleições, para todos os candidatos eleitos. Encaminhamento homologado pelo plenário Assuntos Gerais: Notícias do COFECON: Face às ausências dos Conselheiros Federais, não foram realizadas as notícias Informe sobre o pedido de demissão do Assessor Jurídico Carlos Antonio Centenaro: O presidente informa o pedido de demissão do Assessor Jurídico Carlos Antonio Centenaro, em virtude do mesmo ter sido aprovado em concurso público Pedido de patrocínio da ANGE para o XXVII Congresso da ANGE: Pedido indeferido, em virtude de não termos mais, para este exercício, orçamento para eventos nacionais Pedido de Patrocínio da UEL para o I Ciclo de Estudos Econômicos: Fica homologado e liberado o pedido, no valor de R$ 1.500,00, conforme a resolução do CORECON-PR 018/ Pedido de Patrocínio da FAE para o I Encontro Aberto de Ciências Econômicas: Fica homologado e liberado o pedido, no valor de R$ 1.500,00, conforme a resolução do CORECON-PR 018/ Próxima reunião plenária em 06 de novembro de 2012 (terça-feira). Para maiores informações sobre a plenária acesse PLENÁRIA No dia 28 de setembro de 2012, foi realizada a 6ª Reunião Ordinária de 2012, do Conselho Regional de Economia do Paraná. Entre os assuntos discutidos e aprovados, estiveram os seguintes itens: 1 - Aprovação da Ata da 5ª Reunião Ordinária de 2012, realizada em 10 de agosto de Ata aprovada pela plenária do CORE- CON. 2 - Comissão de Fiscalização: Inscrições/cancelamentos; Processos da fiscalização. O Presidente da Comissão, conselheiro José Augusto Soavinski, relata aos presentes os processos de registros e cancelamentos, os quais são deferidos ou indeferidos pela plenária do CORECON. 3 - Eleições 2012 Informe sobre a inscrição de chapa. O Presidente da Comissão Eleitoral, conselheiro Ario Taborda Dergit, informa ao plenário que recebemos a inscrição de uma chapa para as Eleições 2012 do CORECON-PR, denominada Novos Desafios, bem como os pedidos de candidaturas para Delegados Regionais do CORECON. 4 - Comissão Especial para Acompanhamento, Conferência e Desfazimen- tos dos Bens: 4.1 Desafetação de bens inservíveis. Portaria 014/2012. O Presidente da Comissão, Conselheiro Nivaldo Candido da Silva, apresenta lista de bens inservíveis do CORECON- -PR para a desafetação dos mesmos. Homologada pelo plenário através da Portaria 14/ CORECON Acadêmico Apresentação e aprovação do Regulamento. Regulamento do CORECON ACADÊ- MICO PARANÁ é apresentando pelo Presidente do CORECON-PR, Eduardo Moreira Garcia, sendo homologado pelo Plenário. 6 - Proposta para abertura de sub sedes do CORECON-PR., estudo para abertura de duas subsedes do CORECON-PR no interior do Estado. Após explanação, fica definido que a proposta terá andamento através da comissão criada para esta finalidade. 7 - Criação do núcleo de coordenadores do curso de economia. a proposta para criação do Núcleo dos Coordenadores do Curso de Economia, o qual é homologado pelo plenário. 8 - Programa de Recuperação de Créditos. a resolução 014/2012, que dispõe sobre regras para a conciliação com devedores perante o Conselho, com base na resolução 1.876/2012 do CO- FECON. Resolução homologada pelo plenário. 9 - Alterações nos valores das diárias Resolução 13/2012 aprovação em ad referendum do Plenário. a resolução 013/2012, que aprova os valores das diárias, com o objetivo de indenizar os membros (efetivos e suplentes) e servidores do Conselho Regional de Economia do Paraná, quando de seus deslocamentos fora da sede de sua representação a serviço. Resolução homologada em ad referendum pelo plenário Informe sobre as atividades desenvolvidas: Entenda de Economia; º Prêmio Economista Paranaense do ano; FISCALIZAÇÃO 2012 Em continuidade, a fiscalização vem dedicando empenho especial quanto ao setor privado, objetivando obter os planos de cargos das diversas empresas a fim de apurar as funções que estão sendo desenvolvidas por profissionais não habilitados e, desta maneira, convidando-os a regularizarem a situação. Embora mencionada a preocupação com o setor privado, não estão esquecidos outros segmentos, como profissionais que estão atuando nas diversas varas, como cíveis, federais e trabalhistas, na condição de perito economista. Está programado também o trabalho junto às diversas prefeituras do Estado do Paraná, com o objetivo de identificar os profissionais que estejam atuando de forma ilegal. Há de se destacar atenção especial para os concursos públicos, dos quais são acompanhados os diversos editais. Destacamos que é fundamental contarmos com a colaboração dos profissionais, denunciando situações de irregularidades, para que o CORECON-PR, possa mais e mais desenvolver a sua finalidade, que é a fiscalização da profissão. Até a presente data, foram abertos 102 processos de exercício ilegal da profissão, sendo um a cada 1,8 dia útil de trabalho. Deve ser mencionado que, além destas atuações, o setor de fiscalização do CORECON-PR tem acompanhado os processos de pedido de cancelamento, com o propósito de confirmar se aqueles que solicitam baixa estão realmente envolvidos em outras áreas. 8

6 CORECON PRESTA CONTAS CONVÊNIOS O CORECON-PR tem parcerias e convênios que oferecem descontos e vantagens especiais para os economistas registrados junto ao Conselho. Confira a lista abaixo. Para maiores informações acesse: convenios. Na foto os premiados, Marcelo Curado, Eduardo Moreira Garcia (presidente do Corecon), Carlos Kruger Passos e o jornalista José Wille. Corecon-PR entrega o 4º Prêmio Economista Paranaense do Ano no Madalosso Com a finalidade de valorizar o trabalho realizado por economistas que se destacam no setor acadêmico e no mercado, bem como jornalistas e comentaristas econômicos pelo trabalho desenvolvido pela classe, o Conselho Regional de Economia do Paraná Corecon-PR realizou a entrega do 4º Prêmio Economista Paranaense do Ano, no dia 13 de agosto, data em que se comemorou o Dia do Economista. O evento que foi promovido no restaurante Madalosso,em Curitiba/ PR, reuniu autoridades, imprensa, economistas e convidados. Aos primeiros colocados nas categorias Economista Paranaense do Ano, Jornalista Econômico do Ano e Economista Acadêmico do Ano foi concedido um troféu como homenagem pelo destaque na votação. O economista e consultor econômico Carlos Artur Kruger Passos foi o grande vencedor da categoria Economista Paranaense do Ano, que também teve como finalistas os economistas Norberto Anacleto Ortigara, Secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento e Joel Malucelli, empresário do grupo J. Malucelli. Marcelo Curado, economista e professor da Universidade Federal do Paraná, conquistou o primeiro lugar na categoria Economista Acadêmico do Ano. Nesta categoria, foram finalistas os economistas Lucas Dezordi (Professor da Universidade Positivo e FAE Business School) e Susana Gasparovic Kasprzak (Professora da UNIOESTE / Cascavel). Na categoria Jornalista Econômico do Ano, José Wille, da rádio CBN e TV Bandeirantes, foi o homenageado com o maior número de votos. A repórter do jornal Tribuna do Paraná, Magaléa Mazziotti e Wilson Soler, apresentador do Bom dia Paraná, da RPC TV foram finalistas na categoria.» Qualicorp» ISAE-FGV» Adepar» Departamento PECCA da UFPR» CCAA» City Hotel» Villa Real» Costa Blanca» Guarde Mais Self Storage SITE DO CORECON OFERECE NOVOS SERVIÇOS O CORECON-PR está reformulando seu site para melhorar a navegabilidade dos internautas e, dessa forma, torná-lo mais atrativo. Ele terá um portal mais objetivo e que facilite para os economistas registrados localizarem rapidamente os conteúdos de seu interesse. Novos serviços também estão sendo disponibilizados, como o fórum de discussões, páginas das delegacias, guia de serviços, ouvidoria e ofertas de trabalho. Em breve todos estarão disponíveis. Além disso, para acessar o site não será mais necessária a utilização do hífen. O endereço ficou: org.br. Alunos da Unicentro visitam o Banco Central, BRDE e CORECON No dia 28 de setembro, acadêmicos do curso de economia da Unicentro de Guarapuava estiveram em Curitiba-PR para uma visita ao Banco Central (BA- CEN), ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e à sede do CORECON-PR. A primeira visita foi ao Banco Central, onde eles acompanharam uma apre- sentação realizada pelos profissionais do BACEN sobre o funcionamento da instituição, dos trabalhos que são desenvolvidos, dados de mercado sobre as principais frentes de importação e exportação do Paraná, de como o banco programa a inserção de novas notas, os cuidados, o recolhimento de notas desgastadas e o processo de destruição, além de como o dinheiro é colocado em circulação. Eles também assistiram a uma palestra sobre a história do dinheiro e visitaram o Museu de Valores, localizado na própria sede paranaense do Banco Central. No período da tarde puderam conhecer como é o trabalho prático do economista no BRDE, entendendo as oportunidades de colocação profissional e os trabalhos desenvolvidos pelo economista no banco. Ainda no próprio BRDE, ouviram uma palestra com o presidente do CORECON-PR, o economista Eduardo Moreira Garcia, que falou sobre a profissão do economista, oportunidades de atuação e sobre o papel do CORECON-PR. Os acadêmicos encerraram a programação com a visita ao Conselho para conhecer suas instalações e os trabalhos que são desenvolvidos pelos profissionais da entidade.

7 ECONOMISTA ESPAÇO DO ECONOMISTA Políticas Públicas e Desenvolvimento Local O economista Christian Luiz da Silva, coordenador do Programa de Pós- -Graduação em Planejamento e Governança Pública da UTFPR, lançou recentemente pela Editora Vozes o livro Políticas Públicas e Desenvolvimento Local: instrumentos e proposições de análise para o Brasil. A obra contribui para a aquisição de conhecimentos de maneira didática, que podem favore- cer a estruturação de informações de maneira pragmática para que o leitor possa exercer seu papel como estudante, pesquisador, administrador ou participante de temas relacionados à política pública e ao processo de desenvolvimento local, com instrumentos e proposições de análise da ação pública nas comunidades brasileiras. Econometria Temporal Multivariada De autoria do economista Luciano D Agostini, o livro Econometria Temporal Multivariada é destinado a macroeconometristas interessados em saber como modelos monetários e métodos numéricos multivariados de Vetores Autorregressivos (VAR) com e sem restrição paramétrica, da estatística clássica, e Vetores Autorregressivos Bayesianos (BVAR), da linha bayesiana, são usados para previsões. CORECON-PR lança campanha de conciliação com inadimplentes O Conselho Regional de Economia do Paraná, com o objetivo de possibilitar aos inadimplentes a não execução fiscal dos débitos pendentes perante a Justiça Federal, oferece condições de parcelamento e isenção de até 100% dos juros e da multa para economistas e empresas. Consulte o setor de cobrança do Corecon-PR e verifique as condições de parcelamento e isenções através do telefone ou s:

PARCERIAS E CONVÊNIOS

PARCERIAS E CONVÊNIOS EDITORIAL Caros Economistas Já estamos com metade do mandato vencido. Buscamos realizar o nosso plano de trabalho e, para isso, criamos uma comissão para estudar a viabilidade da compra de imóvel(is) no

Leia mais

REGULAMENTO DO 19º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA

REGULAMENTO DO 19º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA 1 REGULAMENTO DO 19º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA I - DO OBJETIVO Artigo 1º - O Prêmio Paraná de Economia é instituído pelo Conselho Regional de Economia 6ª Região Paraná (CORECON-PR), em duas categorias:

Leia mais

ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 6ª - REGIÃO - PARANÁ, REALIZADA EM 13 DE FEVEREIRO DE 2012. Ao décimo terceiro dia

ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 6ª - REGIÃO - PARANÁ, REALIZADA EM 13 DE FEVEREIRO DE 2012. Ao décimo terceiro dia 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO REGIONAL

Leia mais

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

CONSELHO TEMÁTICO DA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA ASSUNTOS TRATADOS Cartilha sobre produtos e serviços bancários para Micro e Pequenos Empresários Apresentação dos cases de sucesso e fracasso no setor da Construção Civil Notícias sobre o Fórum Permanente

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 455, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 455, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 455, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2014 Aprova o Regulamento do PRÊMIO GUERREIRO RAMOS DE GESTÃO PÚBLICA, e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO, no uso da competência

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.926, DE 30 DE JANEIRO DE 2015 Aprova o Regulamento da V Gincana Nacional de Economia - 2015. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ

Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Realização: Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da UFSC, em convênio com a Federação Nacional dos Jornalistas FENAJ Apoio: Fórum Nacional de Professores de Jornalismo FNPJ Associação Brasileira

Leia mais

1ª GINCANA PARANAENSE DE ECONOMIA DO CORECON-PR. Regulamento

1ª GINCANA PARANAENSE DE ECONOMIA DO CORECON-PR. Regulamento 1ª GINCANA PARANAENSE DE ECONOMIA DO CORECON-PR Regulamento CAPÍTULO I OBJETIVOS ART 1º - OBJETIVOS GERAIS 1. O Torneio Gincana Paranaense - CORECON-PR é uma competição de caráter educacional, promovida

Leia mais

Resolução nº 004/2015

Resolução nº 004/2015 Resolução nº 004/2015 Dispões sobre o regulamento do Torneio Paranaense de Economia do CORECONPR. O Conselho Regional de Economia da 6ª Região Paraná, no uso das atribuições legais e regulamentares conferidas

Leia mais

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB

O PAPEL DA AGÊNCIA DE JORNALISMO DA UEPG NO FOMENTO À PRODUÇÃO DE NOTÍCIAS INSTITUCIONAIS NA WEB 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA O PAPEL DA

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013.

RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013. RESOLUÇÃO CRM-TO Nº 91/2013, de 13 de dezembro de 2013. Dispõe sobre a criação e atribuições das delegacias regionais e dos delegados e dá outras providências. O Conselho Regional de Medicina do Estado

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.908, DE 28 DE MARÇO DE 2014. Aprova o Regulamento da IV Gincana Nacional de Economia - 2014. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011)

RESOLUÇÃO CRM-PR N º 150/2007 (Publicado no Diário Oficial da União, Seção 1, de 24/04/2007 p. 86) (Revogada pela Resolução CRMPR 181/2011) CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO PARANÁ RUA VICTÓRIO VIEZZER. 84 - CAIXA POSTAL 2.208 - CEP 80810-340 - CURITIBA - PR FONE: (41) 3240-4000 - FAX: (41) 3240-4001 - SITE: www.crmpr.org.br - E-MAIL: protocolo@crmpr.org.br

Leia mais

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010

Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 Curitiba, 25 de agosto de 2010. SUBSÍDIOS À CAMPANHA SALARIAL COPEL 2010 DATA BASE OUTUBRO 2010 1) Conjuntura Econômica Em função dos impactos da crise econômica financeira mundial, inciada no setor imobiliário

Leia mais

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS

SECRETARIA DA JUSTIÇA E DA DEFESA DA CIDADANIA FUNDAÇÃO DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS Resultados dos estudos sobre a redução de taxas de juros praticadas por bancos públicos e privados. Orientações aos consumidores. Face aos diversos anúncios de redução de juros veiculados na mídia a partir

Leia mais

CREA-JÚNIOR UM FUTURO PROMISSOR

CREA-JÚNIOR UM FUTURO PROMISSOR CREA-JÚNIOR UM FUTURO PROMISSOR LOMBARDO, Antonio lombardo@net.em.com.br, lombardo@crea-mg.com.br Universidade de Itaúna, Departamento de Engenharia Mecânica Campus Verde Universidade de Itaúna 35.680-033

Leia mais

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM

Relatório de Comunicação e Engajamento COE. Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Relatório de Comunicação e Engajamento COE Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais APEAM Declaração de Apoio Continuo do Presidente 21/08/2015 Para as partes interessadas: Tenho o prazer de confirmar

Leia mais

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO. Encerramento das inscrições. Cerimônia de premiação dos vencedores

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO. Encerramento das inscrições. Cerimônia de premiação dos vencedores PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2015 REGULAMENTO Calendário ATIVIDADES DATA Lançamento no site Encerramento das inscrições Anúncio oficial dos finalistas Cerimônia de premiação dos vencedores 03 de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO

REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO REGIMENTO INTERNO ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MANUTENÇÃO Capítulo I da Finalidade Art. 1o. - Este Regimento Interno complementa e disciplina disposições do Estatuto da Associação Brasileira de Manutenção

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3362 Data: 21/08/2012 Folha: 01/02

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3362 Data: 21/08/2012 Folha: 01/02 Ata da Sessão Plenária nº 3362 Data: 21/08/2012 Folha: 01/02 1. PRESENÇAS: 1.1. Conselheiros Titulares: Adm. Wagner Siqueira Presidente Adm. Carlos Roberto Fernandes de Araujo V.P. de Administração e Finanças

Leia mais

REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA

REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA I - DO OBJETIVO REGULAMENTO DO 26º PRÊMIO PARANÁ DE ECONOMIA Artigo 1º - O Prêmio Paraná de Economia é instituído pelo Conselho Regional de Economia 6ª Região Paraná (CORECONPR) em duas modalidades, a

Leia mais

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO

PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO PRÊMIO DE JORNALISMO FAEPA/SENAR-PB 2012 REGULAMENTO Calendário ATIVIDADES Lançamento e Abertura das Inscrições Encerramento das Inscrições Anúncio Oficial dos Finalistas Cerimônia de Premiação dos Vencedores

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial LEX

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. BKR-Lopes, Machado Orientador Empresarial LEX VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial LEX Jovem Empreendedor Programa de Crédito Orientado Comitês de Aprovação Regulamento Operacional CARTA-CIRCULAR

Leia mais

CONSELHEIROS EFETIVOS (2016-218)

CONSELHEIROS EFETIVOS (2016-218) Chapa: TRABALHANDO SEMPRE CONSELHEIROS EFETIVOS (2016-218) ANA CLÁUDIA ARRUDA LAPROVÍTERA SEBRAE É doutora em Desenvolvimento Urbano MDU/UFPE e mestre em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais-

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social

GUIA DE ORIENTAÇÕES Serviços da Assessoria de Comunicação Social A Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) da Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG é uma unidade de apoio e assessoramento da Instituição, diretamente ligada ao Gabinete da Reitoria, que dentre suas

Leia mais

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015

Prêmio Ouvidorias Brasil. Edição 2015 Prêmio Ouvidorias Brasil Edição 2015 1. Inscrições a) Quem poderá participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015? Poderá se inscrever e participar do Prêmio Ouvidorias Brasil edição 2015 organizações

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO-MG CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTO DE SAÚDE: 6627803

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO-MG CADASTRO NACIONAL DE ESTABELECIMENTO DE SAÚDE: 6627803 REGULAMENTO VI CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SÃO TIAGO CAPITULO I DA REALIZAÇÃO Art. 1º A VI Conferência Municipal de Saúde de São Tiago é convocada e presidida pelo Prefeito Municipal e, na sua ausência

Leia mais

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade

FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade FIPECAFI e CFC renovam convênio de capacitação de profissionais de Contabilidade A FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras) e o CFC (Conselho Federal de Contabilidade)

Leia mais

XVI MOSTRA ABMR&A DE COMUNICAÇÃO EM MARKETING RURAL E AGRONEGÓCIO REGULAMENTO. Período de Inscrições: 24 de Agosto a 30 de Setembro de 2010.

XVI MOSTRA ABMR&A DE COMUNICAÇÃO EM MARKETING RURAL E AGRONEGÓCIO REGULAMENTO. Período de Inscrições: 24 de Agosto a 30 de Setembro de 2010. XVI MOSTRA ABMR&A DE COMUNICAÇÃO EM MARKETING RURAL E AGRONEGÓCIO REGULAMENTO Período de Inscrições: 24 de Agosto a 30 de Setembro de 2010. A Mostra ABMR&A de Comunicação em Marketing Rural e Agronegócio

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver.

REGULAMENTO CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO 1. APRESENTAÇÃO. alternativa de autoemprego e geração de renda para sobreviver. CONCURSO MEU SONHO MEU NEGÓCIO PROJETO DE INCENTIVO AO PEQUENO NEGÓCIO 7ª EDIÇÃO, 2015 Realização: SEBRAE/SC e RICTV Record REGULAMENTO 1. APRESENTAÇÃO O concurso MEU SONHO MEU NEGÓCIO é um projeto realizado

Leia mais

EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Campus Campo Mourão - DIRPPG-CM 2º. Semestre 2013

EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação - Campus Campo Mourão - DIRPPG-CM 2º. Semestre 2013 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação-Campus Campo Mourão 1 EDITAL/CHAMADA DE INSCRIÇÃO N 05/2013 Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC)

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC) CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE NITERÓI (COMCITEC) COMCITEC Gestão Plenárias Conferência Eventos Legislação QUEM SOMOS? O COMCITEC é um órgão autônomo que atua em estreita articulação com

Leia mais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais

BOLETIM. Produto Interno Bruto paulista continua no patamar de um trilhão de reais patamar de um trilhão Em ano atípico, o PIB do Estado de São apresentou redução real em 2009, mas ampliou sua participação no PIB brasileiro. Em 2009, o PIB, calculado pela Fundação Seade em parceria com

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE - (FITEJ)

REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE - (FITEJ) REGIMENTO INTERNO DA FUNDAÇÃO INSTITUTO TECNOLÓGICO DE JOINVILLE - (FITEJ) CAPÍTULO I NATUREZA E FINALIDADES Art 1º. A Fundação Instituto Tecnológico de Joinville, doravante denominada FITEJ, entidade

Leia mais

MANUAL GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO

MANUAL GERENCIAMENTO DE RISCO DE MERCADO 1 - INTRODUÇÃO Define-se como risco de mercado a possibilidade de ocorrência de perdas resultantes da flutuação nos valores de mercado de posições detidas pela Cooperativa, o que inclui os riscos das operações

Leia mais

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA

TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR DIRETA De: Gabinete do Vereador Jimmy Pereira Para: Ação Jovem Brasil Resposta à solicitação de Informações para a formação do Índice de Transparência da Câmara do Rio TRANSPARÊNCIA QUANTO À ATUAÇÃO PARLAMENTAR

Leia mais

UM PROJETO PARA OS 645 MUNICÍPIOS PAULISTAS BENEFÍCIOS AOS ANUNCIANTES

UM PROJETO PARA OS 645 MUNICÍPIOS PAULISTAS BENEFÍCIOS AOS ANUNCIANTES UM PROJETO PARA OS 645 MUNICÍPIOS PAULISTAS BENEFÍCIOS AOS ANUNCIANTES O Estado de São Paulo é Centro econômico e industrial mais importante da América do Sul Abrange uma área de 247.898 km2 Maior PIB

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DA PARAÍBA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE GESTÃO AMBIENTAL REGIMENTO INTERNO A Comissão Institucional de Gestão Ambiental CIGA, do Ministério Público

Leia mais

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006

Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Curso de Formação de Conselheiros em Direitos Humanos Abril Julho/2006 Realização: Ágere Cooperação em Advocacy Apoio: Secretaria Especial dos Direitos Humanos/PR Módulo III: Conselhos dos Direitos no

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL Curso: Tecnologia Social e Educação: para além dos muros da escola Resumo da experiência de Avaliação do Programa "Apoio

Leia mais

EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS DA FUNDAÇÃO FORLUMINAS DE SEGURIDADE SOCIAL FORLUZ

EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS DA FUNDAÇÃO FORLUMINAS DE SEGURIDADE SOCIAL FORLUZ EXTRATO DA ATA DA 263ª REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS Data: 17 de agosto de 2010 Horário: 15:10 as 16:20 horas Sumário dos Fatos Ocorridos 1. Apresentação Rio Bravo: A equipe da Rio Bravo apresentou

Leia mais

ATA DA TERCEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 6ª - REGIÃO - PARANÁ, REALIZADA EM 10 DE MAIO DE 2013. Ao décimo dia do mês de

ATA DA TERCEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO REGIONAL DE ECONOMIA 6ª - REGIÃO - PARANÁ, REALIZADA EM 10 DE MAIO DE 2013. Ao décimo dia do mês de 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 ATA DA TERCEIRA REUNIÃO ORDINÁRIA DO

Leia mais

Fevereiro/2015. Período. 1 a 28 de fevereiro de 2015

Fevereiro/2015. Período. 1 a 28 de fevereiro de 2015 Fevereiro/2015 Período 1 a 28 de fevereiro de 2015 Unidades do Museu da Energia terão horários diferentes durante o Carnaval O feriado do Carnaval pode ser uma excelente oportunidade para o público conhecer

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME

REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME REGULAMENTO PRÊMIO ESTADÃO PME 1. O PRÊMIO O Prêmio ESTADÃO PME é uma iniciativa pioneira e única do Grupo Estado e tem como objetivos valorizar as melhores histórias de pequenas e médias empresas e estimular

Leia mais

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O Prêmio OAB-GO de Jornalismo é um concurso jornalístico instituído pela Seção de Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil para premiar matérias

Leia mais

Conselho Nacional de Controle Interno

Conselho Nacional de Controle Interno Veículo: Site Congresso em Foco Data: 13/07/2012 Editoria: Lei de Acesso Coluna: - Página: - Só 12% das prefeituras dão atenção a transparência Uma mesma pergunta foi feita às administrações de 133 cidades

Leia mais

RESOLUÇÃO CFO-156/2015

RESOLUÇÃO CFO-156/2015 DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO SEÇÃO 1, DE 23/03/2015 PÁGINAS: 79 e 80 RESOLUÇÃO CFO-156/2015 Estabelece novos procedimentos para o prêmio Brasil Sorridente, em consonância com a atual conjuntura sanitária nacional.

Leia mais

PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES. Lançamento do PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES 2015

PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES. Lançamento do PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES 2015 PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES Lançamento do PRÊMIO DE MONOGRAFIA ECONOMISTA JAIRO SIMÕES 2015 ABRIL/2015 COMISSÃO TÉCNICA: Prêmio Monografia Economista Jairo Simões Econ. Gildásio Santana

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento

III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento Pesquisa Sebrae: Empresários participantes do III FOMENTA Nacional (2010) e efeitos do evento Brasília, Novembro 2012 * *Conhecer o perfil das empresas participantes do III Fomenta Nacional; *Investigar

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS

Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS Relatório da assessoria de imprensa do CORECON/RS Eleição e posse dos dirigentes presidente e vice-presidente do CORECON/RS Data: 15 de janeiro Hora: 12 horas Local: Sede do Conselho Regional de Economia

Leia mais

Novas Regras Básicas para Estrutura e Funcionamento do FBEI

Novas Regras Básicas para Estrutura e Funcionamento do FBEI 1 Novas Regras Básicas para Estrutura e Funcionamento do FBEI 1. Finalidade O FBEI é uma instância de organização e articulação interinstitucional, suprapartidária, que agrega diversos órgãos, organizações

Leia mais

Serviço Público Federal. Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG) da UFRGS

Serviço Público Federal. Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG) da UFRGS Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PROPG) da UFRGS EDITAL 001/2012: Missão científica de curta duração no exterior para estudantes dos Programas de Pós-Graduação da UFRGS PROGRAMA DE ESTÍMULO À INSERÇÃO INTERNACIONAL

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA GERIATRIA E GERONTOLOGIA - LIG Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A LIGA DE GERIATRIA E GERONTOLOGIA é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob a supervisão

Leia mais

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários

ESTATUTO DAS LIGAS ACADÊMICAS Diretoria de Extensão e Assuntos Comunitários ESTATUTO DA LIGA ACADÊMICA DE ESPORTES E SAÚDE - LIES Capítulo I - Da Natureza e Finalidade ART. 1º - A Liga Acadêmica de Esportes e Saúde é uma entidade sem fins lucrativos, com duração ilimitada, sob

Leia mais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais

2. A EMPEC 3. UPDATE. 4. Disposições Gerais Índice 1. Agradecimentos... 03 2. A EMPEC... 04 3. UPDATE... 04 4. Disposições Gerais... 04 5. Critérios de Participação... 05 6. Regulamento... 06 7. Inscrições... 06 8. Pagamento... 07 9. Etapas do Concurso...

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Contribuição Sindical Patronal

Contribuição Sindical Patronal Contribuição Sindical Patronal Aspectos Legais O recolhimento da contribuição sindical é obrigatório conforme se verifica nos artigos 578, 579 e 580 da Consolidação das Leis do Trabalho: TÍTULO V - DA

Leia mais

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO DE CRÉDITO

MANUAL DE GERENCIAMENTO DO RISCO DE CRÉDITO 1 - INTRODUÇÃO As exposições sujeitas ao risco de crédito são grande parte dos ativos da COGEM. Por isso, o gerenciamento do risco dessas exposições é fundamental para que os objetivos da Cooperativa sejam

Leia mais

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação.

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação. Normas de regulamentação para a certificação de atualização profissional de título de especialista e certificado de área de atuação Em decorrência do convênio celebrado entre a Associação Médica Brasileira

Leia mais

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS ABERTURA Pessoa da cooperativa que não fará parte da mesa verifica o número de associados presentes certificando o quorum

Leia mais

Programa Nacional de Educação Fiscal A vivência da Educação Fiscal em Maringá - PR

Programa Nacional de Educação Fiscal A vivência da Educação Fiscal em Maringá - PR Programa Nacional de Educação Fiscal A vivência da Educação Fiscal em Maringá - PR Apresentação: Marcos Luchiancenkol Delegacia da Receita Federal Maringá-PR Ações que antecederam a Implantação do Programa

Leia mais

I. Da Instituição e Objetivos:

I. Da Instituição e Objetivos: Regulamento I. Da Instituição e Objetivos: 1.1. O, abreviadamente CEME, é órgão integrante da FACIAP FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS E EMPRESARIAIS DO PARANÁ, subordinando-se ao seu estatuto e às

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO Objetivo: O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs e inventores

Leia mais

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo

V Prêmio AMRIGS de Jornalismo 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1 Conceitos V Prêmio AMRIGS de Jornalismo REGULAMENTO O Prêmio AMRIGS de Jornalismo, quinta edição, é uma iniciativa da Associação Médica do Rio Grande do Sul, com o apoio do

Leia mais

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética

Relatório de Atividades 2014. Comissão de Ética Comissão de Ética Introdução As ações desenvolvidas pela Comissão de Ética em 2014 foram pautadas nos parâmetros do Questionário de Avaliação da Ética elaborado pela Comissão de Ética Pública (CEP) que

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014

ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 ATA DA REUNIÃO DE DIRETORIA EM 03.04.2014 Ao terceiro dia de abril do ano de dois mil e quatorze, às dez horas, reuniu-se, ordinariamente, a diretoria da AJUT Associação dos Servidores na Justiça do Trabalho

Leia mais

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI

ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE MINAS GERAIS DIRETOR GERAL: RUBENSMIDT RIANI CREDENCIAMENTO DE DOCENTE ESP-MG Nº 022/2014 Curso de Qualificação para Conselheiros Municipais e Distritais de Saúde e

Leia mais

O Programa de Educação Financeira do Banco Central

O Programa de Educação Financeira do Banco Central O Programa de Educação Financeira do Banco Central (voto BCB 303, de 6/11/03) 1 Evolução das ações educativas do BCB 1990 Programa de Desenvolvimento e Modernização 2003 Programa de Educação Financeira

Leia mais

ELEIÇÕES GERAIS 2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ELEIÇÕES GERAIS 2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO ELEIÇÕES GERAIS 2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SECCIONAL DO ACRE, nos termos dos artigos 63 a 67 da Lei nº 8.906/94 (Estatuto da Advocacia e da OAB) e dos artigos 128 a 137-C

Leia mais

NÚCLEO DE PESQUISA DE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM BRASILEIRA (Nuphebras) REGULAMENTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADES

NÚCLEO DE PESQUISA DE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM BRASILEIRA (Nuphebras) REGULAMENTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO, SEDE E FINALIDADES Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Enfermagem Anna Nery Departamento de Enfermagem Fundamental NÚCLEO DE PESQUISA DE HISTÓRIA DA ENFERMAGEM BRASILEIRA (Nuphebras) REGULAMENTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO,

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ

ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ ESTATUTO SOCIAL DA COMISSÃO ESTADUAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA DO ESTADO DO PARANÁ CAPÍTULO I DA SOCIEDADE, DENOMINAÇÃO, NATUREZA, SEDE, PRAZO E FINALIDADES Artigo 1 - A Comissão Estadual de Residência Médica

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO GRUPO DE EXCELÊNCIA DE ESTUDOS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA [GEAP], DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012, COM INÍCIO ÀS 20H00 E TÉRMINO ÀS 22H30.

ATA DE REUNIÃO DO GRUPO DE EXCELÊNCIA DE ESTUDOS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA [GEAP], DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012, COM INÍCIO ÀS 20H00 E TÉRMINO ÀS 22H30. ATA DE REUNIÃO DO GRUPO DE EXCELÊNCIA DE ESTUDOS EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA [GEAP], DE 26 DE NOVEMBRO DE 2012, COM INÍCIO ÀS 20H00 E TÉRMINO ÀS 22H30. Presentes:- Bruno Luis Lima de Carvalho, Murilo Lemos

Leia mais

8) Qual o papel da administradora?

8) Qual o papel da administradora? 1) Como funciona o consórcio? R= Consórcio é um sistema que reúne em grupo pessoas físicas e/ou jurídicas com interesse comum para compra de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento, onde o valor

Leia mais

Regulamento Interno. de Estágios

Regulamento Interno. de Estágios Regulamento Interno de Estágios Índice Apresentação... 3 Capítulo 1 Caracterização e objetivo do estágio... 3 Capítulo 2 - Oferta de vagas de estágio... 4 Capítulo 3 - Duração do estágio... 5 Capítulo

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO E NORMAS E COMISSÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL Parecer nº 217/2005 Processo SE nº 64.436/19.00/04.0 Constata a oferta

Leia mais

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf)

Carta da Indústria 2014 (PDF 389) (http://arquivos.portaldaindustria.com.br/app/conteudo_18/2013/06/06/481/cartadaindstria_2.pdf) www.cni.org.br http://www.portaldaindustria.com.br/cni/iniciativas/eventos/enai/2013/06/1,2374/memoria-enai.html Memória Enai O Encontro Nacional da Indústria ENAI é realizado anualmente pela CNI desde

Leia mais

Edição Nº 15 Florianópolis, 10 de outubro de 2012. SEM/SC: mudanças no cronograma do Programa de Capacitação Museológica

Edição Nº 15 Florianópolis, 10 de outubro de 2012. SEM/SC: mudanças no cronograma do Programa de Capacitação Museológica SEM/SC: mudanças no cronograma do Programa de Capacitação Museológica A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Sistema Estadual de Museus (SEM/SC), comunica mudanças nas datas e alguns locais

Leia mais

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA

REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA REGULAMENTO DESAFIO CRIATIVOS DA ESCOLA O Desafio Criativos da Escola é um concurso promovido pelo Instituto Alana com sede na Rua Fradique Coutinho, 50, 11 o. andar, Bairro Pinheiros São Paulo/SP, CEP

Leia mais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais

no Brasil O mapa da Acreditação A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais O mapa da Acreditação no Brasil A evolução da certificação no país, desafios e diferenças entre as principais metodologias Thaís Martins shutterstock >> Panorama nacional Pesquisas da ONA (Organização

Leia mais

POP - Prêmio Opinião Pública

POP - Prêmio Opinião Pública POP - Prêmio Opinião Pública O Prêmio Nacional de Opinião Pública foi criado pelo Conrerp 2ª Região - SP/PR em 1979, tendo sua primeira edição oficial no ano de 1980. Nestes 25 anos, o POP já contemplou

Leia mais

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02

ATA DE REUNIÃO. Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 Ata da Sessão Plenária nº 3409 Data: 19/02/2013 Folha: 01/02 1. PRESENÇAS: 1.1. Conselheiros Titulares: Adm. Wagner Siqueira Presidente Adm. Jorge Humberto Moreira Sampaio V.P. de Planej. e Desenvolv.

Leia mais

4ª GINCANA PERNAMBUCANA DE ECONOMIA CORECON-PE REGULAMENTO

4ª GINCANA PERNAMBUCANA DE ECONOMIA CORECON-PE REGULAMENTO 4ª GINCANA PERNAMBUCANA DE ECONOMIA CORECON-PE REGULAMENTO CAPÍTULO I OBJETIVOS Art. 1º - OBJETIVOS GERAIS 1. O Torneio Gincana Pernambucana de Economia - Corecon-PE é uma competição de caráter educacional,

Leia mais

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil

MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Junho, 2006 Anglo American Brasil MANUAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS Junho, 2006 Anglo American Brasil 1. Responsabilidade Social na Anglo American Brasil e objetivos deste Manual Já em 1917, o Sr. Ernest Oppenheimer, fundador

Leia mais

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO:

NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: NORMAS DE DILIGÊNCIA TÉCNICA DE VERIFICAÇÃO: Considerando: - A Lei nº 12.232/10 estabelece no seu art. 4º que, para participar de licitações públicas, as agências

Leia mais

REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA

REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA REGULAMENTO 1º PRÊMIO SPORT INFRATECH DE INFRAESTRUTURA ESPORTIVA 1. OBJETIVOS O 1º Prêmio Sport Infratech de Infraestrutura Esportiva visa reconhecer o esforço de organizações e profissionais envolvidos

Leia mais

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração

Congresso Brasileiro. Regulação da Mineração Congresso Brasileiro sobre a Regulação da Mineração O caminho para a maturação regulatória Avaliação das propostas governamentais e consequências para a cadeia produtiva Aplicabilidade Jurídica da Legislação

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais

Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais Scup e Política: vitória nas urnas pelas redes sociais A campanha do prefeito de Duque de Caxias Alexandre Aguiar Cardoso, natural de Duque de Caxias, cidade da região metropolitana do Rio de Janeiro,

Leia mais

REGULAMENTO. VII Prêmio ANATEC

REGULAMENTO. VII Prêmio ANATEC REGULAMENTO VII Prêmio ANATEC O PRÊMIO ANATEC é uma realização da ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE EDITORES DE PUBLICAÇÕES, com organização da GARRIDO MARKETING. Este projeto tem amplitude nacional e é dirigido

Leia mais

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO

PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO FINEP DE INOVAÇÃO 15ª EDIÇÃO REGULAMENTO 1. Objetivo O Prêmio FINEP de Inovação foi criado para reconhecer e divulgar esforços inovadores realizados por empresas, instituições sem fins lucrativos

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física

TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física TERMOS DE REFERÊNCIA Pessoa Física Coordenação Campanha Pequim+20 Localização: Prazo para candidatura: Tipo de contrato Nível do Posto Idioma(s) necessário: Data esperada de início: Data esperada de fim:

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2003 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB)

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) REGULAMENTO DO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE BRASÍLIA (NEPEC/UCB) CAPÍTULO I - DO NEPEC E SEUS OBJETIVOS Artigo 1º - O presente Regulamento disciplina as atribuições,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DA PAUTA MÍNIMA DE ATIVIDADES COMO DESENVOLVER A PAUTA MÍNIMA DE ATIVIDADES

DESENVOLVIMENTO DA PAUTA MÍNIMA DE ATIVIDADES COMO DESENVOLVER A PAUTA MÍNIMA DE ATIVIDADES COMO DESENVOLVER A PAUTA MÍNIMA DE ATIVIDADES Geóg.. Cacilda Redivo Gestora CREAjr-PR TÓPICOS: Porque o Programa CREAjr-PR? Estrutura Organizacional Breve histórico da PMA PMA Atores Passo a passo Conselheiros

Leia mais

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009

PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 PESQUISA O USO DO E-MAIL MARKETING NAS CORPORAÇÕES BRASILEIRAS 4ª EDIÇÃO - 2009 REALIZAÇÃO TABULAÇÃO Quem Somos A WBI BRASIL é uma empresa especializada em planejamento de marketing digital, que presta

Leia mais