Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LETTIERY NAVES JUNQUEIRA Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail Anápolis Dezembro,

2 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO LETTIERY NAVES JUNQUEIRA Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Departamento de Sistemas de Informação da Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual de Goiás, como requisito parcial para obter o grau de Bacharel em Sistemas de Informação. Orientador: Prof. Ms. Lena Lúcia de Moraes Anápolis Dezembro,

3

4

5 FICHA CATALOGRÁFICA JUNQUEIRA, Lettiery Naves. Computação em nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail. [Anápolis]. (UEG / UnUCET, Bacharelado em Sistemas de Informação, ). Monografia.Universidade Estadual de Goiás, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas. Departamento de Sistemas de Informação.. Computação em nuvem. Segurança de redes de computadores REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA JUNQUEIRA, Lettiery Naves. Computação em nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail. Anápolis,. 44 p. Monografia Curso de Sistemas de Informação, UnUCET, Universidade Estadual de Goiás. CESSÃO DE DIREITOS NOME DO AUTOR: Lettiery Naves Junqueira TÍTULO DO TRABALHO: Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail. GRAU/ANO: Graduação /. É concedida à Universidade Estadual de Goiás permissão para reproduzir cópias deste trabalho, emprestar ou vender tais cópias para propósitos acadêmicos e científicos. O autor reserva outros direitos de publicação e nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida sem a autorização por escrito do autor. Lettiery Naves Junqueira Rua R-8 Qd. Lt. Jardim Águas Claras CEP Niquelândia GO Brasil

6 LISTA DE QUADROS Quadro Resumo dos domínios de nível estratégico do CSA... 6 Quadro Resumo dos domínios de nível tático dos CSA... 7

7 LISTA DE GRÁFICOS Gráfico PI - Níveis de percepção de segurança no webmail e no programa de instalado localmente por operação realizada... Gráfico PI - Notas atribuídas ao nível de segurança percebido no webmail por dispositivo... 4 Gráfico PI - Notas atribuídas ao nível de prejuízo percebido na violação de informações do webmail por agente...5 Gráfico 4 NPI - Níveis de percepção de segurança no webmail e no programa de instalado localmente por operação realizada... 6 Gráfico 5 NPI - Nível de percepção de segurança nas mensagens confidenciais no webmail... 7 Gráfico 6 NPI - Nível de percepção de segurança nas mensagens confidenciais no programa de instalado localmente... 7 Gráfico 7 IN - Níveis de percepção de segurança no webmail e no programa de instalado localmente por operação realizada... 9 Gráfico 8 IN - Notas atribuídas ao nível de segurança percebido no webmail por dispositivo... Gráfico 9 IS - Níveis de percepção de segurança no webmail e no programa de instalado localmente por operação realizada... Gráfico IS - Nível de percepção de segurança nas mensagens confidenciais no webmail... Gráfico IS - Nível de percepção de segurança nas mensagens confidenciais no programa de instalado localmente... Gráfico IS - Motivos de escolha do webmail... Gráfico IS - Motivos de escolha do programa de instalado localmente...

8 LISTA DE FIGURAS Figura Arquitetura da computação em nuvem... Figura Artigo Computação em Nuvem: Fatores de Segurança do Serviço Esperados Pelo Usuário de Webmail... 49

9 LISTA DE TABELAS Tabela Cronograma de atividades proposto no projeto do Trabalho de Conclusão de Curso... 4

10 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS Siglas API ARPANET BSA CIO COMTEC CSA HP IaaS IBM IDC IN IS L NPI PaaS PI SaaS SLA SOA TCC TI UnuCET W Descrição Application Programming Interface Advanced Research Projects Agency Network Business Software Alliance Chief Information Officer Comunidade Tecnológica de Goiás Cloud Security Alliance Hewlett-Packard Infrastructure as a Service International Business Machines International Data Corporation Idade Inferior (Inferior a anos) Idade Superior (Superior a anos) Programa de instalado localmente Não Profissional de Informática Platform as a Service Profissional de Informática Software as a Service Service Level Agreement Service-Oriented Architecture Trabalho de Conclusão de Curso Tecnologia da Informação Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas Webmail

11 RESUMO O presente trabalho objetiva a apresentação de um relatório de pesquisa realizado na área de segurança de serviços de webmail. Com o advento da computação em nuvem, fazse necessário uma discussão sobre os fatores se segurança esperados neste serviço, uma vez que ela se apresenta como um paradigma que reorganiza a forma de estruturação do processamento de informações. O relatório está delimitado aos usuários de webmail, que formam um conjunto diversificado para a coleta de dados em campo. A pesquisa é baseada em referenciais teóricos de autores renomados e apresenta um questionário como ferramenta. A conclusão apresenta os fatores de segurança esperados pelos usuários de webmail, de acordo com suas percepções, comparativamente com um serviço de disponibilizado por um programa instalado localmente, dispositivos móveis e impactos causados pela transposição do processamento do computador pessoal para a nuvem. Palavras-chave: Computação em nuvem, Segurança de redes de computadores, Webmail.

12 ABSTRACT This paper aims to present a research report conducted in the area of security webmail services. With the advent of cloud computing, it is necessary to a discussion of the safety factors is expected this service, since it is presented as a paradigm that reorganizes the way of structuring the processing of information. The report is bounded to webmail users who form a diverse set for data collection in the field. The research is based on theoretical and renowned author presents a questionnaire as a tool. The conclusion presents the factors of safety expected by webmail users, according to their perceptions, compared with an service provided by a program installed locally, mobile devices and impacts caused by the implementation of the processing of personal computer to the cloud. Keywords: Cloud computing, Security of computer networks, Webmail.

13 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... CAPÍTULO COMPUTAÇÃO EM NUVEM Breve histórico Conceitos e características Computação em nuvem e desenvolvimento sustentável Tecnologias de computação em nuvem Nuvem pública e privada Classificação quanto aos modelos de distribuição Arquitetura... CAPÍTULO SEGURANÇA EM SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO EM NUVEM... A segurança em redes de computadores.... Segurança em computação em nuvem... 4 CAPÍTULO DESENHO TEÓRICO E METODOLÓGICO DA PESQUISA Problema da pesquisa Questões respondidas pela pesquisa Objetivo geral Tipo da pesquisa: quanto aos fins e quanto aos meios Universo e amostra/seleção dos sujeitos Instrumentos e procedimentos de coleta de dados....7 O questionário... CAPÍTULO 4 APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS DA PESQUISA Profissionais de Informática (PI) Não profissionais de Informática (NPI) Idade até anos (IN) Idade acima de anos (IS) Questões subjetivas... CONCLUSÃO... 5 RECOMENDAÇÕES... 8 REFERÊNCIAS... 9 APÊNDICES... 4

14 INTRODUÇÃO A computação em nuvem está em fase de disseminação, em que ainda nem todos os pontos sobre a segurança do serviço foram esclarecidos. As empresas do mundo da informática, como Google, Microsoft, Yahoo, Salesforce.com e IBM (International Business Machines), investem para manter os dados dos usuários protegidos de ataques e violações de privacidade (VELTE, A.T.; VELTE, T.J.; ELSENPETER, R., ). Aqui no Brasil, a baixa qualidade da infra-estrutura das redes de comunicação dificulta o desenvolvimento deste conceito. O país ficou em útimo colocado em uma pesquisa da BSA (Business Software Alliance), em que foram medidas políticas nas áreas de seguraça, privacidade de dados e combate a crimes de computação. O país marcou apenas 5, de pontos possíveis, e foi visto como uma ameaça ao desenvolvimento do conceito (IMASTERS, ). Isso torna o país um alvo atraente para os criminosos. No Estado de Goiás, as nuvens são também uma tendência, juntamente com tecnologias que aumentam a mobilidade e agilidade nas empresas, como infra-estruturas de comunicação sem-fio. A Comunidade Tecnológica de Goiás (Comtec) ressalta que possui um plano estratégico de inovação para o Estado, que inclui conceitos de computação em nuvem. Este plano tem como tarefa disseminar a inovação nas empresas, incentivando o empreendedorismo e realizando workshops (BORGES, ). A primeira empresa em Goiás a oferecer comercialmente uma imensa nuvem computacional foi a SoftHost. Muitas organizações que não tinham perfil à aquisição de servidores dedicados estão agora migrando suas demandas às soluções dedicadas em nuvem desta empresa. As empresas goianas identificam nela um atendimento personalizado e suporte técnico mais presente. Segundo o Comtec, as preocupações com o gerenciamento e segurança das informações, por parte dos empresários de Goiás, estão diminuindo à medida que são percebidos os benefícios da praticidade das aplicações (PORFIRIO, ). Ao se deparar com uma nova tecnologia, a primeira preocupação dos usuários é a segurança (TAURION, ). O dado pessoal é bem estratégico, a partir do qual se pode criar produtos e serviços novos, obtendo vantagens com a sua posse. Para Velte, A.T., Velte, T.J. e Elsenpeter, R. (), a migração dos dados para a nuvem subtrai do usuário um nível de controle. Teoricamente, não há como saber o que terceiros irão fazer com as informações, devendo-se estar atento e entender bem o contrato de prestação de serviços que o provedor assina com o cliente.

15 Uma pesquisa realizada pelo IDC (International Data Corporation) com 44 executivos de TI (Tecnologia da Informação) sobre serviços de nuvem, demonstrou que a segurança é o assunto mais recorrente nas pautas de suas discussões: 74,5% falavam sobre o assunto, seguido por disponibilidade, com 58,5%, desempenho e integração com a TI doméstica, com 58%, e habilidade para customização, com 5%, além de outros. O uso de uma nova tecnologia com confiança e tranquilidade é responsável por sua disseminação e popularização. Assim, pode-se dizer que segurança é um item fundamental para torná-la acessível. A computação em nuvem sinaliza um novo paradigma computacional transformando toda a indústria de computação, como a energia elétrica transformou toda a nossa sociedade (TAURION, 9, p. ). A presente pesquisa mostra quais fatores de seguraça causam preocupação no usuário de webmail, fornecendo parâmetros para o indústria se especializar no desenvolvimento de novas soluções, mais confiáveis, robustas e populares. Isso talvez não apenas para webmail, mas também para outros serviços em nuvem, como armazenamento de arquivos, compras, transações e desenvolvimento de aplicativos e sistemas. Os fatores podem ser entendidos como os elementos que contribuem para um determinado resultado (MELHORAMENTOS, 9). Dessa forma, os fatores identificados correspondem aos componentes constituintes de uma percepção de segurança favorável para os usuários de webmail. Sua identificação é uma tarefa muito importante. Os usuários precisam confiar que seu trabalho e seus dados estarão tão seguros na nuvem quanto em seu próprio computador (TAURION, 9). Por isso, fez-se necessário descobrir quais são esses fatores, e em quais níveis cada um deles causam preocupação no uso da computação em nuvem, através de uma pesquisa prática, de campo, com os usuários de webmail, que é um serviço de correio eletrônico através da Internet. Esta pesquisa foi realizada comparando-se operações realizadas neste serviço e no programa de instalado localmente. A escolha do webmail se justifica por ser um serviço relativamente simples, popular, que abrange um conjunto diversificado de usuários, que podem variar de leigos a profissionais de informática, estudantes a doutores, com fins pessoais a com fins profissionais. O webmail faz parte de soluções de computação em nuvem conhecidas como SaaS (Software as a Service). SaaS pressupõe que o usuário faça uso de um serviço pronto e

16 empacotado, disponibilizado por um fornecedor. Outras possibilidades na nuvem são o desenvolvimento de aplicações e ambienes operacacionais. Conhecimentos e técnicas modernas transpõem cada vez mais o trabalho para ferramentas automatizadas, poupando a energia para ser usada no desenvolvimento de novas ferramentas, gerando novos conhecimentos, num ciclo contínuo de aperfeiçoamento. Isso faz com que a sociedade humana se desenvolva como um todo. Computação em nuvem pode ser entendida como uma nova ferramenta, que facita o tratamento com informações digitalizadas. Tais informações podem ser manipuladas de tal forma que não se pode ter certeza da autoria do que está publicado, do que está visível a um usuário. Daí a necessidade fundamental da proteção e segurança dos dados. Atender à necessidade de usários é importante porque são estes que ditam as necessidades do mercado. O mercado, por sua vez, é o combustível para o desenvolvimento. Assim, a importância deste trabalho reside na exploração da necessidade destes usuários, mais especificamente as necessidades de segurança surgidas com o advento de uma nova ferramenta (tecnologia), utilizando como exemplo um usuário específico (do webmail). A observação dos conhecimentos existentes orienta em qual caminho seguir, e possibilita o debate e a reflexão sobre as ideias, a fim de aprimorá-las. Para isso, foi realizado um levantamento bibliográfico nas áreas de computação em nuvem e segurança de redes de computadores. Logo após, foi realizada a pesquisa de campo através do questionário. Na literatura sobre computação em nuvem pode-se encontrar diversos estudos sobre os impactos causados nas empresas com sua implantação. Por isso, o estudo sobre o impacto causado nos usuários, com a transposição do processamento e armazenamento das informações do coputador pessoal para a nuvem, é inovador. No primeiro capítulo, há um estudo sobre a computação em nuvem, que inclui o histórico, sua estruturação e funcionamento, e os benefícios e preocupações surgidos com sua utilização. No segundo capítulo, há um estudo sobre a segurança dos sistemas de computação em nuvem, com a discussão sobre os agentes maliciosos, criptografia, auditoria de sistemas e políticas de normatização de sistemas em nuvem. No terceiro capítulo, há uma descrição dos procedimentos e instrumentos utilizados na pesquisa de campo, incluindo o questionário. No quarto capítulo ocorre a apresentação dos resultados encontrados. Logo após, a conclusão apresenta as considerações surgidas após a análise dos resultados.

17 4 CAPÍTULO COMPUTAÇÃO EM NUVEM Este capítulo aborda o histórico da computação em nuvem, suas definições e características, as tecnologias que serviram de base para sua concepção, e o seu funcionamento.. Breve histórico A história da computação em nuvem teve início nos anos sessenta do século passado. Segundo Mohamed (9), as idéias concernetes a este conceito existem desde os primórdios da própria Internet. Desenvolvendores da ARPANET (Advanced Research Projects Agency Network) já haviam pensado que todos deveriam estar conectados entre si, acessando programas e dados de qualquer site e de qualquer lugar. Na mesma época, o pesquisador John McCarthy propôs a idéia de que a computação deveria ser organizada na forma de um serviço de utilidade pública, em que uma agência de serviços o disponibilizaria e cobraria uma taxa para seu uso. Porém, o desenvolvimento do conceito ganhou força no início dos anos, devido a iniciativas de grandes empresas. No início desta década, empresas como Google e Amazon, de forma independente umas das outras, criaram imensos parques computacionais, baseados no conceito de nuvem, para operarem seus próprios negócios. Uma vez tendo desenvolvido estas imensas infraestruturas, descobriram que poderiam gerar novos negócios com elas, criando então as ofertas de serviços de computação em nuvem, disponibilizando-os para o mercado (TAURION, 9, p. ).. Conceitos e características Um paradigma é importante porque desenvolve a idéia de padronização para o desenvolvimento. O trabalho em conjunto com uma diretriz faz chegar a objetivos comuns, gerando sinergia na construção dos resultados.

18 5 Recentemente, em computação vem se desenvolvendo um novo paradigma. É a chamada computação em nuvem. Taurion (9) diz que a disseminação de um paradigma acontece quando é encontrado valor para o negócio. O novo modelo deve trazer benefícios econômicos e financeiros em relação ao modelo atual. Na computação em nuvem isso pode se encontrado nas propriedades: Pagamento somente do que se usa; Elasticidade (que vai ser discutida em parágrafo posterior); Concentração nos negócios da empresa. Dentre os itens que podem alavancar um paradigma, pode-se citar: A facilidade de uso. Na computação em nuvem é claramente observado, como, por exemplo, nos serviços de , edição de documentos e redes sociais; Confiança do usuário no serviço. Ocorre somente com o tempo, em demonstrações de estabilidade; O impacto social. A computação em nuvem promove redução dos custos, e isso abre o campo de desenvolvimento de novas tecnologias em países emergentes, ou seja, é promovida uma democratização no poder de criação de valor agregado. Uma definição simples de computação em nuvem, segundo Alecrim (8), é a utilização, de qualquer lugar e independentemente de plataforma, das mais variadas aplicações, por meio da Internet, com a mesma facilidade de tê-las instaladas nos computadores. Aprofundando, Taurion (9) diz que nuvem em TI significa que toda uma rede de computadores estaria disponível ao usuário para executar seus programas, sem que ele precise saber exatamente qual ou quais os computadores estão fazendo o trabalho. Isto é, computadores diferentes, com ambientes operacionais diversos, trabalhem colaborativamente como se fossem um único e poderoso computador virtual. O usuário deve fazer o login, autenticar-se na rede e se adequar às políticas de segurança dos componentes da nuvem. Ele precisa confiar que seu trabalho e seus dados estarão tão seguros na nuvem quanto em seu próprio computador. O usuário não precisará se preocupar com a estrutura para execução da aplicação: hardware, backup, controle de segurança, manutenção, entre outros, estes ficam a cargo do

19 6 fornecedor de serviço. Dependendo do fornecedor, o usuário pode contar com alta disponibilidade, já que, por exemplo, se um servidor parar de funcionar, os demais que fazem parte da estrutura continuam a oferecer o serviço (Alecrim, 8). As características da computação em nuvem podem ser demonstradas por Taurion (9), que são demonstradas nos itens a seguir. Negociação e alocação de serviços através de um portal de auto-serviço. A contratação da infra-estrutura de processamento é feita por meio do portal, dispensando a necessidade de deslocamento, contatos telefônicos, reuniões, e outros procedimentos burocráticos; Os recursos são provisionados e alocados de acordo com a demanda. Eles são disponibilizados de forma quase instantânea, e também são devolvidos desta forma. A contratação pode ser feita a qualquer momento e em que quantidade desejar. Não é necessária a aquisição de todo um parque de processamento, nem realizar configurações no sistema; Compartilhamento de recursos pelo provedor. A nuvem também beneficia este, promovendo o uso racional dos recursos de processamento. Um mesmo serviço pode ser disponibilizado a outro cliente do provedor, assim que o cliente anterior liberar sua utilização. Não é necessário o desenvolvimento de todo um sistema novo para o cliente; O usuário paga pelos recursos utilizados, sem fazer investimentos prévios. Não é necessário realizar um investimento inicial em equipamentos e configurações destes para começar a trabalhar. O pagamento é feito por ciclos de utilização dos recursos do provedor, conforme a quantidade utilizada, como nas contas de água e luz; Uso da Internet como interface de acesso. O único requisito de infraestrutura é um equipamento simples com conexão à Internet.. Computação em nuvem e desenvolvimento sustentável Todas as características deste novo conceito estão alinhadas à ideia de desenvolvimento sustentável, em que a humanidade se reorganiza, visando a manutenção de

20 7 sua espécie. A ameaça de escassez de recursos leva o homem a pensar em novos meios de produção, visando economia alinhada à maior produtividade. Dessa forma, como descrito por Taurion (9), o modelo econômico do consumidor de TI atual, orientado às despesas com capitais, está se deslocando para o modelo de despesas operacionais, ou seja, está-se eliminando o investimento prévio em recursos. A computação em nuvem cria um ecossistema de operação, em que as maneiras de gerenciar e entregar TI sofrem mudanças drásticas. A escolha da plataforma de execução se desloca de características técnicas para variáveis como custo, nível de segurança, disponibilidade, confiabilidade, privacidade e reputação do provedor. Tudo isso é feito através de um portal de auto-serviço, ou seja, o próprio usuário realiza a contratação dos recursos que quiser. Um caso interessante em que a aplicabilidade deste novo paradigma pode ser constatada são ocasiões específicas em que a demanda computacional cresce muito, como em um comércio eletrônico que lança promoções bem chamativas em curto período de tempo. A alocação de recursos com o provedor de serviços ocorre de forma automática, de acordo com a quantidade de usuários, e logo após a diminuição destes, os recursos são liberados e usados para alocação por outras empresas conforme a demanda. O pagamento é feito somente pelo que foi usado. Os recursos são compartilhados pelo provedor com outras empresas. Dessa forma, os dois ganham, o a sustentabilidade é usada na prática. Seria inviável o investimento em servidores que logo após ficariam ociosos. Esta alocação dinâmica de recursos é que permite a economia de escala e possibilita que o provedor oferte seus serviços com preços mais baratos que no modelo de hospedagem pura e simples. Na computação tradicional o computador pessoal foi desenvolvido para ser o centro de desenvolvimento de trabalho. Assim, os aplicativos desenvolvidos tem uma enorme quantidade de funções, muitas das quais a maioria dos usuários não usam. Não havia muita necessidade de trocas de arquivos, nem preocupação com o sincronismo de versão de documentos, pois trabalhavam de forma independente. Hoje é fundamental a colaboração de ideias, e o compartilhamento de arquivos está no cerne da proposta de computação em nuvem. O usuário não está preso a um computador, e pode acessar um arquivo em um notebook, smartphone, ou tablet, de qualquer lugar do mundo, pois o arquivo não está no disco rígido, mas sim na Internet. A versão acessada é sempre a última e não há problemas de sincronismo e conciliação de versões.

21 8.4 Tecnologias de computação em nuvem A computação em nuvem está baseada nos conceitos SOA (Service-Oriented Architecture), virtualização e computação em grade. Para Koch (6), SOA é uma estratégia de programação que visa orientação a serviços. Trata-se da estruturação de trechos de códigos para que possam ser reutilizados como componentes significativos e determinados à realização de uma tarefa específica. A criação de uma biblioteca de componentes torna mais prática e rápida a construção de uma aplicação, pois, em vez de ter que escrever todo o código, o esforço é concentrado na junção e articulação de componentes existentes. Estes podem ser utilizados na construção de outra aplicação. Um exemplo de componente pode ser um código que é responsável por imprimir relatórios. Segundo a HP - Hewlett-Packard (9), virtualização é o processo de executar vários sistemas operacionais em um único equipamento. Uma máquina virtual é um ambiente operacional completo que se comporta como se fosse um computador independente. Com a virtualização, um servidor pode manter vários sistemas operacionais em uso. Além do hardware do servidor que hospeda os sistemas virtualizados, esses ambientes virtuais não têm nada mais em comum. Não existe interdependência entre os sistemas virtuais nem regras que ditem qual sistema você pode usar em um ambiente virtual, apenas é necessária a compatibilidade do software de máquinas virtuais. O servidor pode hospedar vários sistemas operacionais, sejam eles iguais, similares ou completamente diferentes. Não é preciso que o administrador tenha um hardware particular pronto para virtualização, pois o software simula o hardware, de forma que o sistema operacional opera sobre esse software. Pitanga (4), diz que computação em grade é a realização de processamento paralelo em máquinas heterogêneas distribuídos em diferentes lugares físicos. Isso permite a criação de um supercomputador virtual, acelerando a execução de várias aplicações paralelas. O funcionamento desta tecnologia ocorre com a quebra de pacotes de dados e o seu envio para diferentes usuários. Estes pacotes serão processados quando as máquinas destes usuários estiverem ociosas. Um exemplo interessante do poder deste processamento está no trabalho do projeto World Community Grid. Este projeto já registrou mais de milhão de computadores que realizaram, em quatro anos, o equivalente a 88 mil anos de processamento de dados em diversas áreas. Voluntários dessa comunidade doam, a cada semana, o equivalente a,4 mil

22 9 anos do tempo de suas máquinas para pesquisas sobre o combate ao câncer, à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida e à dengue, além de análises relacionadas a um arroz mais nutritivo e ao dobramento de proteínas (CARPANEZ, 8)..5 Nuvem pública e privada A nuvem pode ter uma característica pública ou privada. Uma nuvem pública é aquela em que a responsabilidade de operação está a cargo de um provedor, os servidores podem estar localizados em qualquer lugar do mundo, e não se pode saber exatamente em que lugar um arquivo está armazenado. É uma nuvem aberta e de difícil cumprimento de restrições regulatórias. Pode ser acessada apenas em um simples computador com um browser, e não é necessário investimentos com mais nada. Uma nuvem privada é aquela que os servidores residem no data center de uma empresa. Com isso, os controles e procedimentos podem ser executados com maior efetividade. É uma nuvem fechada e seu acesso é efetuado somente pelos equipamentos cadastrados dentro do firewall. A elasticidade é alcançada dentro dos limites de servidores existentes. Sua implantação requer um investimento em servidores e sistemas operacionais. Porém, seu funcionamento elimina a burocracia e demora de resposta da empresa na solicitação de um usuário de capacidade de processamento para desenvolvimento de uma tarefa (TAURION, 9)..6 Classificação quanto aos modelos de distribuição Existem basicamente três modelos de distribuição de computação em nuvem: software como um serviço (SaaS), plataforma como um serviço (PaaS - Platform as a Service) e infraestrutura como um serviço (IaaS - Infrastructure as a Service). Segundo Sousa, Moreira e Machado (), no SaaS são distribuídos sistemas de softwares com propósitos específicos que estão disponíveis para os usuários através da Internet. Estes softwares são acessíveis a partir de vários dispositivos por meio de uma interface simples, como um browser. No SaaS, o usuário não administra ou controla a infraestrutura subjacente, incluindo rede, servidores, sistemas operacionais, armazenamento

23 ou mesmo as características individuais da aplicação. Como o software está na Internet, ele pode ser acessado pelos usuários de qualquer lugar e a qualquer momento, permitindo maior integração entre unidades de uma mesma empresa ou outros serviços de software. Assim, novos recursos podem ser incorporados automaticamente aos sistemas de software sem que os usuários percebam estas ações, tornando transparente a evolução e atualização dos sistemas. Um exemplo desta aplicação é o GoogleDocs. A PaaS oferece uma infraestrutura de alto nível de integração para implementar e testar aplicações na nuvem. O usuário não administra ou controla a infraestrutura subjacente, incluindo rede, servidores, sistemas operacionais ou armazenamento, mas tem controle sobre as aplicações implantadas e, possivelmente, as configurações das aplicações hospedadas nesta infraestrutura. A PaaS fornece um sistema operacional, linguagens de programação e ambientes de desenvolvimento para as aplicações, auxiliando a implementação de sistemas de software, já que contém ferramentas de desenvolvimento e colaboração entre desenvolvedores. Em geral, os desenvolvedores dispõem de ambientes escaláveis, mas eles têm que aceitar algumas restrições sobre o tipo de software que se pode desenvolver, como a limitação de ambiente de desenvolvimento e sistema de gerenciamento de banco de dados utilizado. Um exemplo desta aplicação é o Google App Engine. O IaaS é a parte responsável por prover toda a infraestrutura necessária para a PaaS e o SaaS. O principal objetivo do IaaS é tornar mais fácil e acessível o fornecimento de recursos, tais como servidores, rede, armazenamento e outros recursos de computação fundamentais para construir um ambiente sob demanda, que podem incluir sistemas operacionais e aplicativos. A IaaS possui algumas características, tais como uma interface única para administração da infraestrutura, API (Application Programming Interface) para interação com hosts, switches, balanceadores, roteadores e o suporte para a adição de novos equipamentos de forma simples e transparente. Em geral, o usuário não administra ou controla a infraestrutura da nuvem, mas tem controle sobre os sistemas operacionais, armazenamento e aplicativos implantados, e, eventualmente, seleciona componentes de rede, tais como firewalls. Um exemplo desta aplicação é o Amazon Elastic Cloud Computing.

24 .7 Arquitetura Segundo Sousa, Moreira e Machado (), o funcionamento da computação em nuvem está baseado em uma arquitetura de camadas. Cada uma delas trata de uma particularidade na disponibilização dos recursos. A camada de mais baixo nível é a de infraestrutura física, que contem centros de dados, clusters, desktops e outros recursos de hardware, podendo ter recursos heterogêneos. Uma camada de middleware é responsável por gerenciar a infraestrutura física e tem por objetivo fornecer um núcleo lógico de uma nuvem. Esta camada abrange as negociações de qualidade do serviço, gerenciamento dos SLAs (Service Level Agreements Acordos de Nível de Serviço Nível mínimo de operação do serviço garantido pelo provedor ao contratante), serviços de cobrança, serviços para verificar aceitação de requisições baseado na qualidade do serviço e preço, serviços para cálculo e gerenciamento de virtualização, entre outros. No nível acima da camada de middleware, encontra-se a camada responsável por prover suporte para a construção de aplicações e que contem ferramentas ou ambientes de desenvolvimento. Estes ambientes possuem interfaces Web., componentes, recursos de programação concorrente e distribuída, suporte a estações de trabalho, bibliotecas de programação e linguagens de programação. Esta camada de desenvolvimento não é utilizada pelos usuários finais, e sim, pelos usuários mais experientes, aqueles que desenvolvem as soluções para computação em nuvem. Por fim, encontra-se a camada das aplicações de computação em nuvem. Esta camada é de interesse do usuário, pois é por meio dela que eles utilizam os aplicativos. As camadas abaixo desta são responsáveis pelas características de escalabilidade, disponibilidade, ilusão de recursos infinitos e alto desempenho.

25 Figura Arquitetura da computação em nuvem

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1, Tiago Piperno Bonetti 1, Ricardo Germano 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC.

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. 1 2 1. Uma nova modalidade de prestação de serviços computacionais está em uso desde que a computação em nuvem começou a ser idealizada. As empresas norte-

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Fernando Seabra Chirigati Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Introdução Grid x Nuvem Componentes Arquitetura Vantagens

Leia mais

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Computação em Nuvem Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE Andressa T.R. Fenilli 1, Késsia R.C.Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil andressa.trf@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo. Computação em

Leia mais

a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible

a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible a identidade como o novo perímetro: adotando a nuvem, a plataforma móvel e a mídia social com segurança agility made possible A transformação da TI e as identidades em evolução Diversas tendências da tecnologia,

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 CLOUD COMPUTING Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 Resumo: Este artigo tem como objetivo falar da computação

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Computação em Nuvem Introdução Centralização do processamento Surgimento da Teleinformática Década de 60 Execução de programas localmente Computadores

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar)

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) COMPUTAÇÃO EM NUVEM Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Mih_nai@hotmail.com juliocesar@unipar.br Resumo. Este artigo contém a definição e citação

Leia mais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais Computação em Nuvem Computação em nuvem: gerenciamento de dados Computação em nuvem (Cloud Computing) é uma tendência recente de tecnologia cujo objetivo é proporcionar serviços de Tecnologia da Informação

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet.

Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 COMPUTAÇÃO EM NUVEM Leonardo André Junges 1 Neimar Sierota 2 Palavras-chave: Tecnologia da Informação, Armazenamento, Nuvem, Internet. 1 INTRODUÇÃO Nos dias atuais encontramos tudo ou praticamente tudo

Leia mais

TEORIA GERAL DE SISTEMAS

TEORIA GERAL DE SISTEMAS TEORIA GERAL DE SISTEMAS Vulnerabilidade dos sistemas e uso indevido Vulnerabilidade do software Softwares comerciais contém falhas que criam vulnerabilidades na segurança Bugs escondidos (defeitos no

Leia mais

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens)

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens) O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Introdução A expressão cloud computing começou a ganhar força em 2008, mas, conceitualmente, as ideias por trás da denominação existem há muito mais tempo.

Leia mais

Capítulo 17 Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem. Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem

Capítulo 17 Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem. Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem Capítulo 17 Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem 1 C A P Í T U L O 1 7 Considerações quanto à Segurança na Computação na Nuvem 2 Certificação Security+ Da Prática Para o Exame SY0-301

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)?

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? Introdução A denominação Cloud Computing chegou aos ouvidos de muita gente em 2008, mas tudo indica que ouviremos esse termo ainda por um bom tempo. Também

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing 1. Introdução Vamos dizer que você é um executivo de uma grande empresa. Suas responsabilidades incluem assegurar que todos os seus empregados tenham o software e o hardware de que precisam para fazer

Leia mais

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Bruno Sanchez Lombardero Faculdade Impacta de Tecnologia São Paulo Brasil bruno.lombardero@gmail.com Resumo: Computação em nuvem é um assunto que vem surgindo

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 12 Computação em Nuvem Sumário Introdução Arquitetura Provedores

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

Acelere a sua jornada à nuvem

Acelere a sua jornada à nuvem Boletim técnico Acelere a sua jornada à nuvem Arquitetura de nuvem convergente da HP Índice Uma nova computação para a empresa... 2 Evolua a sua estratégia de TI para incluir serviços da nuvem... 2 A nova

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Cloud Computing (Computação nas Nuvens) 2 Cloud Computing Vocês

Leia mais

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral

Março/2005 Prof. João Bosco M. Sobral Plano de Ensino Introdução à Segurança da Informação Princípios de Criptografia Segurança de Redes Segurança de Sistemas Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador)

Leia mais

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING)

UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) UMA INTRODUÇÃO SIGNIFICATIVA SOBRE COMPUTAÇÃO NAS NUVENS (CLOUD COMPUTING) Thiago Batista de Oliveira¹, Júlio César Pereira¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil thiagoolyveira@gmail.com,juliocesarp@unipar.br

Leia mais

Computação em Nuvem & OpenStack

Computação em Nuvem & OpenStack Computação em Nuvem & OpenStack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Ação Computação em Nuvem: Charles Christian Miers André Rover de Campos Glauber Cassiano Batista Joinville Roteiro Definições

Leia mais

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados?

Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Segurança nas Nuvens Onde Coloco Meus Dados? Expectativa de 20 minutos Uma abordagem prática e sensata de usar os Serviços em Nuvem de forma segura. Segurança nas Nuvens O que é? Quais as Vantagens das

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

Soluções em Mobilidade

Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Soluções em Mobilidade Desafios das empresas no que se refere a mobilidade em TI Acesso aos dados e recursos de TI da empresa estando fora do escritório, em qualquer lugar conectado

Leia mais

como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem?

como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem? RESUMO DA SOLUÇÃO CA CloudMinder como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem? agility made possible O CA CloudMinder fornece recursos de gerenciamento de identidades

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

CA Automation Suite for Data Centers

CA Automation Suite for Data Centers FOLHA DE PRODUTOS: CA Automation Suite for Data Centers CA Automation Suite for Data Centers agility made possible "A tecnologia ultrapassou a capacidade de gerenciamento manual em todas as grandes empresas

Leia mais

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 0 CLOUD COMPUTING 1 1. Introdução Com o grande avanço da tecnologia de processadores,

Leia mais

Endpoint Security Platform

Endpoint Security Platform AKER Endpoint Security Platform Proteção de endpoints dentro e fora da empresa Ataques virtuais a redes corporativas têm se tornado cada vez mais comuns. Sob constante ameaça, as empresas passaram a utilizar

Leia mais

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA

Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA 2011 Relatório sobre Segurança da Informação nas Empresas RESULTADOS DA AMÉRICA LATINA SUMÁRIO Introdução... 4 Metodologia... 6 Resultado 1: Cibersegurança é importante para os negócios... 8 Resultado

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS TM RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS A visão da computação em nuvem por Aad van Schetsen, vicepresidente da Compuware Uniface, que mostra por que

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa

SISTEMAS DISTRIBUIDOS. Prof. Marcelo de Sá Barbosa Prof. Marcelo de Sá Barbosa Introdução Visão geral das técnicas de segurança Algoritmos de criptografia Assinaturas digitais Criptografia na prática Introdução A necessidade de proteger a integridade e

Leia mais

Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS

Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS + segurança + economia + liberdade + disponibilidade + sustentabilidade + flexibilidade Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS As camadas da nuvem Nossa missão com este white paper

Leia mais

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02

CLOUD. tendências CLOUD. entendendo e contratando assertivamente. Agosto/2012 INFORMATIVO TECNOLÓGICO DA PRODESP EDIÇÃO 02 tendências CLOUD EDIÇÃO 02 Agosto/2012 CLOUD O conceito de nuvem é nebuloso Como uma organização pode contratar assertivamente Serviços em Cloud? Quais são os principais riscos de um contrato de Cloud

Leia mais

GVGO Grupo 3. Perguntas & Respostas. Peer-to-Peer & Cloud Computing. Peer to Peer

GVGO Grupo 3. Perguntas & Respostas. Peer-to-Peer & Cloud Computing. Peer to Peer Perguntas & Respostas Peer to Peer GVGO Grupo 3 Peer-to-Peer & Cloud Computing 1. O BitTorrent (rede P2P desestruturada) utiliza um tracker centralizado para cada swarm. Cite três propriedades que as redes

Leia mais

Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa

Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa Nuvem UFRGS: IaaS como ferramenta de apoio à pesquisa Éverton Didoné Foscarini, Rui de Quadros Ribeiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Centro de Processamento de Dados Rua Ramiro Barcelos, 2574

Leia mais

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública chaves para o gerenciamento de serviços efetivo agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução: modelos de

Leia mais

Soluções de Segurança IBM

Soluções de Segurança IBM Soluções de Segurança IBM Security Framework As organizações frequentemente adotam uma abordagem orientada à tecnologia para a segurança. Porém, proteger só a tecnologia não oferece proteção para os processos

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange

PROPOSTA COMERCIAL. Produto: Exchange PROPOSTA COMERCIAL Produto: Exchange Sumário SOBRE A LOCAWEB 3 INFRAESTRUTURA DO DATA CENTER 4 SOLUÇÕES PROPOSTAS 5 BENEFÍCIOS LOCAWEB 6 CONDIÇÕES COMERCIAIS 7 PRAZOS E DEMAIS CONDIÇÕES 8 www.locaweb.com.br/exchange

Leia mais

Estudo de Caso: SERPRO Computação em Nuvem Utilização de Redes Privadas, Públicas e. Híbridas no âmbito de Governo

Estudo de Caso: SERPRO Computação em Nuvem Utilização de Redes Privadas, Públicas e. Híbridas no âmbito de Governo Estudo de Caso: SERPRO Computação em Nuvem Utilização de Redes Privadas, Públicas e Híbridas no âmbito de Governo Palestrante: José Gomes Junior Superintendente Centro de dados 30/05/2014 Líder em soluções

Leia mais

Sistema IBM PureApplication

Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistema IBM PureApplication Sistemas de plataforma de aplicativos com conhecimento integrado 2 Sistema IBM PureApplication A TI está vindo para o centro estratégico dos negócios

Leia mais

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br

João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br. José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br João Bosco Beraldo - 014 9726-4389 jberaldo@bcinfo.com.br José F. F. de Camargo - 14 8112-1001 jffcamargo@bcinfo.com.br BCInfo Consultoria e Informática 14 3882-8276 WWW.BCINFO.COM.BR Princípios básicos

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações

Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Segurança da Informação Segurança de Redes Segurança de Sistemas Segurança de Aplicações Símbolos Símbolos: S 1, S 2,..., S n Um símbolo é um sinal (algo que tem um caráter indicador) que tem uma determinada

Leia mais

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios IBM Global Technology Services White Paper IBM Resiliency Services Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios Escolha o provedor de serviços gerenciados certo para mitigar riscos à reputação

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade IV PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Sobre esta aula Tendências e práticas emergentes em TI Outsourcing: objetivos e riscos Computação na nuvem

Leia mais

Tecnologia da Informação UNIDADE 3

Tecnologia da Informação UNIDADE 3 Tecnologia da Informação UNIDADE 3 *Definição * A segurança da informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que possuem para a organização. *Definição

Leia mais

Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI

Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI Tecnologia da Informação UNIDADE 3:Estrutura organizacional de TI * A segurança da informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor que possuem para a organização.

Leia mais

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ

TRIBUTAÇÃO NA NUVEM. Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ TRIBUTAÇÃO NA NUVEM Tax Friday 21 de outubro de 2011 AMCHAM - RJ PROGRAMA 1. INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS APLICÁVEIS 2. PRINCIPAIS OPERAÇÕES E ASPECTOS TRIBUTÁRIOS POLÊMICOS INTRODUÇÃO À

Leia mais

monitoramento unificado

monitoramento unificado DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA monitoramento unificado uma perspectiva de negócios agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução 3 Seção 1: ambientes de computação emergentes atuais 4 Seção 2: desafios

Leia mais

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho

Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Virtualização Microsoft: Data Center a Estação de Trabalho Estudo de Caso de Solução para Cliente Universidade Utiliza Virtualização para Criar Data Center Com Melhor Custo-Benefício e Desempenho Visão

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Introdução a Computação nas Nuvens

Introdução a Computação nas Nuvens Introdução a Computação nas Nuvens Professor: Rômulo César Dias de Andrade. E-mail: romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br PROFESSOR... Mini CV: NOME: RÔMULO

Leia mais

Automatizando o Data Center

Automatizando o Data Center Este artigo examina uma arquitetura alternativa que suporte a automação do data center e o provisionamento dinâmico sem a virtualização do sistema operacional. por Lori MacVittie Gerente Técnico de Marketing,

Leia mais

Hospedagem Virtualizada

Hospedagem Virtualizada Conheça também Desenvolvimento de sistemas Soluções de Segurança Soluções com o DNA da Administração Pública Há 43 anos no mercado, a Prodesp tem um profundo conhecimento da administração pública e também

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Computação Aula 01-02: Introdução 2o. Semestre / 2014 Prof. Jesus Agenda da Apresentação Definição e surgimento de Sistemas Distribuídos Principais aspectos de Sistemas Distribuídos

Leia mais

Transformação da Indústria

Transformação da Indústria Conceitos Transformação da Indústria Hoje Cloud Anos 2000 Web Anos 1990 Cliente / Servidor Anos 1970 e 80 Mainframe Novas possibilidades O momento atual do país é favorável para que as empresas passem

Leia mais

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Computação em Nuvens IaaS com Openstack Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Nuvens Computacionais IaaS com Openstack Nuvens Computacionais Serviços em nuvens

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

imited Edition IMULADO

imited Edition IMULADO J tudent 1 Exame Simulado imited Edition IMULADO 1. Identifique as características da computação em nuvem? a) A computação em nuvem entrega uma ampla gama de serviços. b) A computação em nuvem é adquirida

Leia mais

2 Computação na Nuvem

2 Computação na Nuvem 18 2 Computação na Nuvem 2.1 Definição A ideia essencial da computação na nuvem é permitir um novo modelo onde o consumo de recursos computacionais, e.g., armazenamento, processamento, banda entrada e

Leia mais

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem White paper Para provedores de nuvem Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem Introdução: os novos desafios dos clientes estimulam a adoção da nuvem Em um ambiente de negócios dinâmico,

Leia mais

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One.

Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Bem-vindo à apresentação do SAP Business One. Neste tópico, responderemos à pergunta: O que é o Business One? Definiremos o SAP Business One e discutiremos as opções e as plataformas disponíveis para executar

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança.

Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda ManagedOfficeProtection Mais que antivírus, solução em segurança. Net View & Panda Managed Office Protection É fato, tanto pequenas e médias e grandes empresas enfrentam os mesmos riscos

Leia mais

CARTILHA DE BOAS PRÁTICAS EM SEGURANÇA CIBERNÉTICA GRUPO DE TRABALHO DE SEGURANÇA CIBERNÉTICA

CARTILHA DE BOAS PRÁTICAS EM SEGURANÇA CIBERNÉTICA GRUPO DE TRABALHO DE SEGURANÇA CIBERNÉTICA CARTILHA DE BOAS PRÁTICAS EM SEGURANÇA CIBERNÉTICA GRUPO DE TRABALHO DE SEGURANÇA CIBERNÉTICA A FIESP esclarece que as informações apresentadas na presente Cartilha são apenas sugestões para auxiliar as

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

EMC FORUM 2015. Copyright 2015 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1

EMC FORUM 2015. Copyright 2015 EMC Corporation. Todos os direitos reservados. 1 EMC FORUM 2015 1 EMC FORUM 2015 Identifying the right kind of hybrid cloud for your business Presenter name 2 O SOFTWARE ESTÁ REDEFININDO TODAS AS EMPRESAS OS NEGÓCIOS ESTÃO MUITO MAIS DINÂMICOS EQUIPE

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Computing: O que é. O que faz. As vantagens. E tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não

Leia mais

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Nº 96080 - Adário de Assunção Fonseca Muatelembe Nº 96118 - Castelo Pedro dos Santos Nº 96170 - Feliciano José Pascoal

Leia mais

Segurança em PHP. Márcio Pessoa. Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças

Segurança em PHP. Márcio Pessoa. Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças Segurança em PHP Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças Márcio Pessoa Novatec capítulo 1 Conceitos gerais No primeiro capítulo serão

Leia mais

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589

Segurança Internet. Fernando Albuquerque. fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Segurança Internet Fernando Albuquerque fernando@cic.unb.br www.cic.unb.br/docentes/fernando (061) 273-3589 Tópicos Introdução Autenticação Controle da configuração Registro dos acessos Firewalls Backups

Leia mais

SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs. Uma empresa da CA Technologies

SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs. Uma empresa da CA Technologies www.layer7.com SEGURANÇA E GERENCIAMENTO DE APIs Uma empresa da CA Technologies Uma empresa da CA Technologies COMPONENTES DE APIs PARA A EMPRESA ABERTA A Layer 7 oferece soluções de segurança e gerenciamento

Leia mais

Artigo. Riscos de Segurança em Cloud Computing Questões de segurança e gestão de riscos. Parte 3

Artigo. Riscos de Segurança em Cloud Computing Questões de segurança e gestão de riscos. Parte 3 Universidade Federal de Santa Catarina UFSC Centro Tecnológico - CTC Departamento de Informática e Estatística - INE Curso Ciências da Computação CCO Disciplina Redes de Computadores I - INE5414 Professor

Leia mais

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais

+ liberdade. O real valor do backup em nuvem Cloud Backup. Dualtec. Cloud Builders

+ liberdade. O real valor do backup em nuvem Cloud Backup. Dualtec. Cloud Builders + segurança + economia + liberdade + disponibilidade + sustentabilidade + flexibilidade O real valor do backup em nuvem Cloud Backup Seja nas pequenas, médias ou grandes empresas, realizar backups é uma

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

TÍTULO: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E ESTRUTURA DA SOLUÇÃO DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM IMPLANTADA EM UMA EMPRESA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TÍTULO: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E ESTRUTURA DA SOLUÇÃO DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM IMPLANTADA EM UMA EMPRESA DO ESTADO DE SÃO PAULO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E ESTRUTURA DA SOLUÇÃO DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM IMPLANTADA EM UMA EMPRESA

Leia mais

Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem

Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem Uma Proposta de Framework de Comparação de Provedores de Computação em Nuvem Igor G. Haugg Bolsista PIBITI/CNPq Orientador: Dr. Rafael Z. Frantz Área de Pesquisa Integração de Aplicações Empresariais Computação

Leia mais