PROF. JOÃO PAULO DE BRITO GONÇALVES REDES DE COMPUTADORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROF. JOÃO PAULO DE BRITO GONÇALVES REDES DE COMPUTADORES"

Transcrição

1 PROF. JOÃO PAULO DE BRITO GONÇALVES REDES DE COMPUTADORES CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 2010

2 Governo Federal Ministro de Educação Fernando Haddad IFES - Instituto Federal do Espírito Sando Reitor Dênio Rebello Arantes Pró-Reitora de Ensino Cristiane Tenan Schlittler dos Santos Coordenadora do CEAD Centro de Educação a Distância Yvina Pavan Baldo Coordenadoras da UAB Universidade Aberta do Brasil Danielli Veiga Carneiro Sondermann Elton Curso de Licenciatura em Informática Coordenação de Curso Jonathan Toczek Designer Instrucional Edmundo Rodrigues Júnior Professor Especialista/Autor João Paulo de Brito Gonçalves Catalogação da fonte: Rogéria Gomes Belchior - CRB 12/417 S593 Simões, Sério Nery Sistema Operacionais I./ Sérgio Nery Simões. - Vitória: IFES, p. : il 1.Sistemas operacionais (Computadores). I. Instituto Federal do Espírito Santo. II. Título DIREITOS RESERVADOS IFES - Instituto Federal do Espírito Santo Av. Vitória Jucutuquara Vitória ES - CEP - (27) Créditos de autoria da editoração Capa: Juliana Cristina da Silva Projeto gráfico: Juliana Cristina e Nelson Torres Iconografia: Nelson Torres Editoração eletrônica: Duo Translations Revisão de texto: Esther Ortlibe Faria de Almeida COPYRIGHT É proibida a reprodução, mesmo que parcial, por qualquer meio, sem autorização escrita dos autores e do detentor dos direitos autorais.

3 Olá, Aluno(a)! É um prazer tê-lo conosco. O Ifes Instituto Federal do Espírito Santo oferece a você, em parceria com as Prefeituras e com o Governo Federal, o Curso de Licenciatura em Informática, na modalidade a distância. Apesar de este curso ser ofertado a distância, esperamos que haja proximidade entre nós, pois, hoje, graças aos recursos da tecnologia da informação ( s, chat, videoconferência, etc.) podemos manter uma comunicação efetiva. É importante que você conheça toda a equipe envolvida neste curso: coordenadores, professores especialistas, tutores a distância e tutores presenciais, porque quando precisar de algum tipo de ajuda, saberá a quem recorrer. Na EaD Educação a Distância, você é o grande responsável pelo sucesso da aprendizagem. Por isso, é necessário que se organize para os estudos e para a realização de todas as atividades, nos prazos estabelecidos, conforme orientação dos Professores Especialistas e Tutores. Fique atento às orientações de estudo que se encontram no Manual do Aluno! A EaD, pela sua característica de amplitude e pelo uso de tecnologias modernas, representa uma nova forma de aprender, respeitando, sempre, o seu tempo. Desejamos-lhe sucesso e dedicação! Equipe do Ifes

4 ICONOGRAFIA Veja, abaixo, alguns símbolos utilizados neste material para guiá-lo em seus estudos Fala do Professor Conceitos importantes. Fique atento! Atividades que devem ser elaboradas por você, após a leitura dos textos. Indicação de leituras complemtares, referentes ao conteúdo estudado. Destaque de algo importante, referente ao conteúdo apresentado. Atenção! Reflexão/questionamento sobre algo importante referente ao conteúdo apresentado. Espaço reservado para as anotações que você julgar necessárias.

5 REDES DE COMPUTADORES Cap. 1 - conceitos básicos de redes de computadores Introdução às redes de computadores Protocolos e serviços de redes Modelo cliente-servidor Modelo ponto-a-ponto Protocolos Classificação de escala das redes LANs MANs WAN Topologias de rede Topologia em estrela Topologia em anel Topologia de barramento Topologia em malha Topologias mistas Modos de transmissão em redes Modelos de referência Modelo OSI Modelo TCP/IP 29 Cap. 2 - A CAMADA FÍSICA A Função da camada física Meios de transmissão Fios de cobre Fibra óptica Rádio Satélite Microondas Infravermelho Usando a corrente elétrica para enviar bits Enviando sinais através de longas distâncias 43

6 Cap. 3 - A camada de Enlace A função da camada de enlace Detecção e correção de erros Comunicação por adaptadores Protocolos de enlace de acesso múltiplo Ethernet CSMA/CD Endereçamento em redes Ethernet O protocolo ARP Hubs e comutadores Protocolos de enlace ponto-a-ponto 68 Cap. 4 - A camada de REDE A função da camada de rede O protocolo IP Endereçamento IP Classes de endereços Classe A Classe B Classe C Classes e endereços especiais Roteamento Tabelas de roteamento O Protocolo ICMP 87 Cap. 5 - A camada de TRANSPORTE A função da camada de transporte O Protocolo UDP O Protocolo TCP Estabelecimento de conexão no TCP Retransmissão adaptativa Controle de fluxo Controle de congestionamento TCP x UDP 108 Cap. 6 - A camada de APLICAÇÃO DNS FTP Correio eletrônico Envio de 118

7 6.3.2 Recebimento de Web DHCP Configuração de redes 123 Cap. 7 - Tópicos avançados em redes de computadores Segurança em redes Redes Multimídia Aúdio e Vídeo de fluxo contínuo Armazenados Aúdio e Vídeo de fluxo contínuo ao Vivo Áudio e Vídeo interativos em tempo real Qualidade de serviço na internet Gerência de redes 136

8

9 APRESENTAÇÃO Olá! Meu nome é João Paulo de Brito Gonçalves, responsável pela disciplina Redes de Computadores. Atuo como professor do IFES-Campus Cachoeiro há dois anos e meio e já lecionei em outras instituições de ensino superior (FACIG, UNIPAC e DOCTUM). Sou graduado em Ciência da Computação (2003) pela UFJF e Mestre em Informática (2006) pelo IME. Atualmente faço pós-graduação em Administração em Redes Linux pela Universidade Federal de Lavras. Minhas áreas de interesse são: Redes de Computadores, com ênfase em serviços de rede, Sistemas Operacionais, com ênfase em virtualização e Organização e Arquitetura de Computadores. Já atuei como professor especialista na Licenciatura em Informática com a disciplina Introdução à Informática. Nesta disciplina, você conhecerá o funcionamento das Redes de Computadores, presentes hoje em dia em praticamente todas as atividades computacionais do nosso dia-a-dia. Visto que as redes de computadores são, antes de mais nada, sistemas computacionais interligados, são necessários para esta disciplina os conceitos tanto de hardware quanto de software vistos em disciplinas anteriores. Estes conceitos foram abordados pelas disciplinas Introdução à Informática, Sistemas Operacionais e Laboratório e Montagem de Computadores. O objetivo deste material é auxiliá-lo no estudo da disciplina Redes de Computadores, por meio de dicas e sugestões que destacam os pontos mais importantes a serem estudados. Aqui você encontrará conceitos com os quais trabalharemos ao longo de todo o Curso, o que não dispensa a utilização do livro-texto-referência para a confecção deste trabalho, que traz diversos exemplos adicionais e um aprofundamento maior em vários aspectos. Para auxiliá-lo nos estudos serão disponibilizadas várias simulações, que mostrarão na prática os conceitos da disciplina. Além disso, a disciplina trabalhará com o uso de vários comandos existentes no sistema operacional Microsoft Windows, de forma que você possa ver na prática um pouco sobre os conceitos de redes e faça as devidas associações entre teoria e prática. Assim, desejo-lhe bastante sucesso!!! Prof. João Paulo de Brito Gonçalves Bons estudos!

10

11 conceitos básicos de redes de computadores Prezado aluno, é com muita satisfação que lhe dou as boas-vindas ao estudo das redes de computadores, um assunto extremamente presente em nossa vida moderna desde o advento da Internet. Esta grande rede de computadores modificou de forma tão radical a forma como trabalhamos, nos divertimos e nos relacionamos que hoje é imaginável nossa vida sem a presença dela. Neste capítulo, você entrará em contato com os conceitos mais básicos envolvendo redes de computadores, mas que se fazem presentes tanto na Internet como em redes pequenas que ligam apenas dois computadores. O primeiro capítulo abordará conceitos teóricos, mas em breve você terá contato com conceitos práticos que complementarão seu conhecimento da disciplina. Desta forma, desejo-lhe bons estudos! 1.1 Introdução às redes de computadores Hoje, as redes de computadores estão presentes em praticamente todas as atividades ligadas a computadores que realizamos. Quando tiramos dinheiro de um caixa eletrônico em um banco, lemos um ou compramos uma passagem de avião, nós o fazemos através de uma rede de computadores. Mas nem sempre foi assim. As redes surgiram da necessidade de compartilhar informações e periféricos em tempo real e, com isso, aumentar a produtividade dos usuários que pertenciam a um grupo de trabalho e reduzir os custos inerentes a hardware. Antes do seu surgimento, funcionários de uma empresa trabalhavam de forma isolada em seus computadores ou, no máximo, interagiam via terminais sem processamento em grandes mainframes. Quando um usuário precisasse utilizar um arquivo que estava no computador de outro, por exemplo, era assim que acontecia: João, deslocava-se até o computador de Maria interrompendo momentaneamente o seu trabalho, copiava o arquivo em questão, voltava ao seu computador

12 12 Capítulo 1 e utilizava o arquivo que ele copiou para o disquete. Se João quisesse imprimir o arquivo em que estivesse trabalhando, mas a impressora estivesse ligada no computador de Pedro, ele deveria salvar o arquivo em um disquete no seu computador, ir até o computador de Pedro (novamente interromper momentaneamente o trabalho de Pedro), abrir o referido arquivo e imprimi-lo. Se Maria quisesse imprimir, deveria esperar João acabar de usar a impressora de Pedro. Não é difícil observar quanto tempo se perdia e como a produtividade era impactada com operações tão simples. O uso de redes traz uma economia na aquisição de hardware. No caso descrito acima, se João, Maria e Pedro precisassem imprimir seus documentos sem estarem ligados em rede, seria necessário a aquisição de 3 impressoras. Mas somente 1 impressora será necessária se eles estiverem em uma rede. A figura 1.1 mostra um exemplo de rede usando uma impressora compartilhada. Figura 1.1 Rede de computadores utilizando impressora compartilhada Baseados neste simples exemplo, podemos derivar uma definição para as redes de computadores: Uma rede de computadores pode ser definida como um grupo de computadores que são conectados entre si, de forma a proporcionar comunicação e compartilhamento de recursos de forma simultânea e utilizando um meio de transmissão comum. Licenciatura em Informática

13 Conceitos Básicos de Redes de Computadores 13 Estes computadores são autônomos, ou seja, funcionam perfeitamente individualmente. Eles são apenas conectados, então, visando a vários objetivos. Sendo assim, uma rede de computadores tem como objetivos principais: - compartilhamento de recursos: uma vez que a rede possibilita que os recursos de um computador possam ser acessados pelos demais, então ela abre a possibilidade de se compartilhar esse recurso. Esse recurso pode ser, por exemplo, uma pasta ou diretório contendo arquivos ou um banco de dados de uso comum, uma área de grande espaço de armazenamento no disco rígido, ou algum hardware caro e inexistente nos outros computadores como uma impressora, um gravador de DVD, um processador de última geração, etc., o que geraria economia financeira. - confiabilidade: uma vez que a rede possibilita que os computadores possam trocar mensagens e dados de uma maneira fácil e eficiente, pode-se utilizar a rede como um mecanismo para aumentar a confiabilidade do sistema como um todo. Imaginemos que os usuários mantêm arquivos importantes em seus computadores, como, por exemplo, programas, relatórios, planilhas, documentos, imagens, enfim, produtos do trabalho dos mesmos que podem conter informações importantes para o negócio da empresa. Imagine o desastre que ocorreria quando o disco-rígido da estação de trabalho de um funcionário falha ao ser ligado no início do expediente do dia seguinte, e justamente naquele disco estejam todos os relatórios e planos a serem apresentados a um cliente, ou futuro cliente, importante. Neste caso, o uso de uma rede de computadores pode ser útil para ajudar a diminuir os danos. Uma estratégia possível nesses casos é agregar um computador seguro ao ambiente, acessível pelas estações de trabalho dos funcionários e na qual cada um cria cópias de segurança de sua produção diária ao final do expediente. Chamamos esse computador de seguro porque ele pode ser composto de elementos de hardware e software mais tolerantes a falhas e, dessa maneira, ser menos propenso à perda de informações. Caso não seja possível o uso deste computador confiável na rede, a simples duplicação dos arquivos em outras máquinas da rede já diminuiria o risco de perda total de arquivos importantes. - comunicação: o princípio básico do uso das redes de computadores é possibilitar a comunicação entre usuários muitas vezes geograficamente distantes. Por meio dela, usuários podem trocar arquivos, mensagens e comandos, o que geralmente acelera o processo de tomada de decisão benificiando organizações e usuários. Muito provavelmente, a comunicação é principal razão que vem à sua cabeça quando você pensa em uma rede de computadores. Redes de Computadores

14 14 Capítulo 1 As formas como as redes prestam serviços aos usuários das mesmas pode variar. Na próxima seção será mostrado o conceito de serviço de rede e como ele pode ser fornecido. 1.2 Protocolos e serviços de redes Para reduzir a complexidade do projeto de rede, a maioria das redes atualmente é organizada em uma série de camadas ou níveis, cada uma delas construída sobre a outra. O número de camadas, bem como o conteúdo e a função de cada uma delas difere de rede para rede. Entretanto, em todas as redes assim estruturadas, o propósito de cada camada é oferecer certos serviços para as camadas mais altas, ocultando destas os detalhes de como os serviços oferecidos são, de fato, implementados. Você deve entender o conceito de sistema em camadas como uma forma de dividir um problema em partes menores. Em nossa vida prática, também temos vários problemas que tentamos dividir em partes menores para que sejam mais facilmente resolvíveis. Uma analogia humana interessante é, por exemplo, uma viagem de ônibus. Quando vamos viajar de ônibus, passamos por várias camadas sem nem percebamos. Por exemplo: a primeira camada é dirigir-se ao guichê da empresa de ônibus comprar a passagem. Desta forma, é selecionado um destino, uma rota a ser seguida, um lugar no ônibus e um horário. Após isto, você passa por mais uma camada, que é guardar a bagagem no ônibus, e depois por mais outra, que é entregar a passagem ao motorista. Por último, após sentar-se no ônibus, você finalmente é levado até o seu destino, ou seja, sai de uma cidade com destino à outra. Desta forma, você percebe que, para cumprir um propósito (fazer uma viagem de ônibus), você passa por várias etapas (camadas) das quais participaram várias pessoas diferentes. Em redes de computadores, os dados também passam por várias etapas antes de saírem de um computador com destino à outro. Estas etapas, às quais chamamos de camadas, também contribuem para que os dados cheguem corretamente ao destino de forma confiável e são efetuadas por uma série de serviços, tal como várias pessoas participaram da sua viagem de ônibus no exemplo anterior. Desta forma, podemos definir serviço como: Um serviço é um conjunto de operações que uma camada oferece para a camada imediatamente superior a ela. O serviço define quais operações a camada está preparada para oferecer a seus usuários, mas não especifica de forma alguma como essas operações são implementadas. Licenciatura em Informática

15 Conceitos Básicos de Redes de Computadores 15 Logo, por este conceito, vemos que um serviço fornece operações para a camada imediatamente superior a ela. Desta forma, a camada acima de todas fornece serviços ao usuário final da rede. Estes serviços podem variar na finalidade e na forma como estes serviços são fornecidos para o usuário. Geralmente existem duas formas básicas de uma máquina em uma rede prestar um serviço à outra. São o modelo cliente-servidor e o modelo ponto-a-ponto Modelo cliente-servidor Nas arquiteturas cliente-servidor existem, necessariamente, dois tipos de computadores: os clientes e os servidores. Os computadores servidores são máquinas que prestam serviços a outras máquinas que os requisitam, chamadas de clientes. Desta forma, necessariamente, o computador que inicia o contato é o cliente que espera um serviço de um outro computador chamado de servidor. O computador servidor pode ser uma máquina comum que executa um processo (programa em execução) servidor e o computador cliente pode ser uma máquina com a mesma configuração da máquina servidora, mas que executa um processo cliente. Grande parte dos serviços fornecidos pela Internet são feitos através do modelo cliente-servidor. Existem vários tipos de programas servidores, como por exemplo: - Servidores de arquivo e impressão Os dados ficam armazenados no servidor e quando precisam ser utilizados por uma estação, esses dados são transferidos para a memória da estação e usados localmente. - Servidores de aplicação Possui uma porção servidora responsável por processar os pedidos enviados pela porção cliente que fica na estação. Diferentemente do servidor de arquivos, somente o que é requisitado é passado para a estação e não a massa de dados inteira. Um bom exemplo seria a pesquisa em um banco de dados. - Servidores de correio Um tipo de servidor de aplicação. O princípio é o mesmo, mas muda o tipo da aplicação. Agora, o servidor provê as mensagens eletrônicas de correio da rede, ou seja, s. - Servidores de serviço de diretório Responsáveis pela validação do usuário na rede. Normalmente, redes são agrupadas em grupos lógicos chamados domínios. O usuário é confrontado com uma base de usuários e, baseado nisso, é permitido o seu ingresso no domínio e a utilização dos recursos do mesmo. Redes de Computadores

16 16 Capítulo 1 - Servidores de Backup - Como todos os dados importantes da rede agora estão centralizados, um backup é fundamental, já que, uma vez que os dados são importantes, eles não podem ser perdidos devido a falhas de hadware. Há meios de agendar backups periódicos e que são executados automaticamente. Nunca é demais lembrar que esses backups devem ser agendados para serem realizados em horários em que a rede estiver praticamente sem utilização. A grande vantagem de se ter um servidor dedicado é a velocidade de resposta às solicitações do cliente (computador do usuário ou estações de trabalho), o que acontece porque, além de ele ser especializado na tarefa em questão, normalmente não executa outras tarefas. Em redes nas quais o desempenho não é um fator importante, pode-se ter servidores não-dedicados, isto é, micros servidores que são usados também como estação de trabalho. A figura 1.2 mostra como seria uma rede no modelo cliente-servidor. Clientes Servidor Figura 1.2 Rede no modelo cliente-servidor Licenciatura em Informática

17 Conceitos Básicos de Redes de Computadores Modelo ponto-a-ponto No modelo ponto-a-ponto, não existe o conceito de processos com funções definidas e distintas como no modelo cliente-servidor. Nesta abordagem, todos os processos participantes da comunicação podem atuar sendo clientes e também servidores, e existe um uso mínimo (ou nenhum) de servidores dedicados. Nas redes do modelo ponto-a-ponto, todos os usuários podem compartilhar qualquer um de seus recursos da maneira que escolher. Esses recursos incluem dados em pastas compartilhadas, impressoras, placa de fax e assim por diante. As redes ponto-a-ponto também são usadas nas redes de compartilhamento de arquivos (Gnutella, Torrent e E-mule), que são usadas para compartilhamento de arquivos de música, vídeo, etc. Nestas redes, cada usuário age como cliente (quando acessa um arquivo em outro computador) e servidor (quando tem seus arquivos acessados por outro usuário). Na figura 1.3, um exemplo de rede ponto-a-ponto. Fonte Pare (peers) Figura 1.3 Rede ponto-a-ponto Redes de Computadores

18 18 Capítulo Protocolos Independente do modelo usado na rede (cliente-servidor ou ponto-aponto), os computadores em uma rede geralmente se comunicam utilizando um conjunto de regras rígidas, que permeiam todos os passos na comunicação. A este conjunto de regras damos o nome de protocolos. Na interação humana também temos vários protocolos os quais nos guiam no processo de socialização com outros indivíduos e permitem que esta socialização seja produtiva. Se as regras de um protocolo forem quebradas de forma inesperada, nós nos sentimos desconfortáveis e, muitas vezes, ficamos desestimulados a prosseguirmos com a interação. Desta forma, um protocolo é um conjunto de regras previamente estabelecidadas para a comunicação, seja entre seres humanos ou em computadores. Por exemplo: se uma pessoa nos dá Bom dia! e respondemos Não sei o que você vê de bom nele!, imediatamente a pessoa encerrará a conversa. Isso porque nossa resposta fere as regras de convivência previamente estabelecidas, nas quais mesmo que seu dia não seja dos melhores, você geralmente responde Bom dia!. O que pode variar é a entonação, de acordo com o fato de seu dia estar realmente sendo bom ou não... Desta forma, uma rede, se um computador responde de forma inesperada ferindo às regras definidas em um protocolo, isso também pode causar o fim da comunicação. Computadores possuem seus próprios protocolos de comunicação, e estes são, em geral bem mais formais e rígidos. No contexto das redes de computadores, podemos então definir protocolo como: Um protocolo é a definição do formato, ordem das mensagens enviadas e recebidas pelos computadores da rede e as ações tomadas quando da transmissão ou recepção de mensagens. 1.3 Classificação de escala das redes As redes de computadores podem ser classificadas em três grandes grupos, de acordo com seu tamanho e função. Eles são LANs (Local Área Network- Rede de Área Local), MANs (Metropolitan Area Network- Rede de área metropolitana) e WANs (Wide Area Network Rede de Vasta Área). Esta classificação leva em consideração, em grande parte, a distância geográfica existente entre os computadores destas redes. Na figura 1.4, podemos ver uma tabela que mostra a classificação das redes de acordo com a distância. Licenciatura em Informática

19 Conceitos Básicos de Redes de Computadores 19 Distância de um computador até outro computador Computadores localizados no mesmo Tipo de Rede 10 m Sala Rede Local 100 m Edifício Rede Local 1 km Campus Rede Local 10 km Cidade Rede Metropolitana 100 km País Rede geograficamente distribuída km Continente Rede geograficamente distribuída km Planeta Internet Figura 1.4 Classificação das redes em relação à distância geográfica Em cada uma dessas classificações, temos um conjunto de soluções tecnológicas distintas pois esses tipos de rede destinam-se a aplicações distintas e, muitas vezes, a distância geográfica envolvida impede o uso de certas tecnologias. Veremos cada uma delas a seguir LANs Uma LAN é a unidade fundamental de qualquer rede de computadores. Pode abranger desde um ambiente com apenas dois computadores conectados até centenas de computadores e periféricos que se espalham por vários andares de um prédio. Uma LAN está confinada a uma área geográfica limitada. São utilizadas para se conectar computadores pessoais e estações de trabalho em escritórios e fábricas, com a finalidade de compartilhar recursos e permitir o intercâmbio de informações MANs Esta rede de caráter metropolitano liga computadores e utilizadores numa área geográfica maior que a abrangida pela LAN, mas menor que a área abrangida pela WAN. Uma MAN normalmente resulta da interligação de várias LANs, cobrindo uma área geográfica de média dimensão, tipicamente um campus ou uma cidade/região e podem ser redes de domínio privado ou público. Elas podem estar inclusas a uma rede WAN. As MANs podem suportar serviços de comunicação variados, sendo que uma situação comum é que as mesmas estejam relacionadas com as operadoras de TV a cabo. A figura 1.5 mostra um exemplo de rede MAN no âmbito de uma cidade. Redes de Computadores

20 20 Capítulo 1 Prédio E Rede Metropolitana - MAN Prédio A Prédio D Prédio B Prédio C Figura 1.5 Exemplo de MAN WAN Uma WAN é feita da interconexão de duas ou mais LANs, sendo que estas LANs podem estar localizadas em prédios diferentes separados por uma rua, ou estarem localizadas em vários países ao redor do mundo. As WAN normalmente são de caráter público, geridas por um operador de telecomunicações. Diferentemente da LAN, elas não estão limitadas a uma área geográfica e contêm uma coleção de computadores cuja tarefa básica é executar os programas dos usuários ou o sistema e os aplicativos de um negócio. Os computadores de uma WAN são interconectados através de uma rede de comunicação. Cuja tarefa é transportar mensagens de um remetente para um destinatário (computador de origem para um computador de destino). Devido à sua enorme popularidade nos dias atuais, o melhor exemplo de rede WAN é, sem dúvida, a Internet, com seus milhões de computadores interligados ao redor do globo. A figura 1.6 mostra um exemplo de WAN ligando várias MANs de cidades diferentes. Licenciatura em Informática

21 Conceitos Básicos de Redes de Computadores 21 MAN - Campus de São Carlos Prédio D Rede Metropolitana Prédio C Prédio Pédi A MAN - Campus de São Paulo Prédio B Prédio F Rede WAN Rede Metropolitana Prédio A Prédio D Prédio B Prédio C LAN - Campus de Baurú Figura Exemplo de WAN ligando várias MANs 1.4 Topologias de rede O termo topologia, ou, mais especificamente, topologia da rede, diz respeito ao layout físico da rede, ou seja, como computadores, cabos e outros componentes estão ligados na rede. Topologia é o termo-padrão que muitos profissionais usam quando se referem ao design ou desenho básico da rede. Antes que computadores possam compartilhar recursos e executar qualquer tarefa de comunicação, eles devem estar conectados, e cabos geralmente são utilizados para fazer essa conexão entre eles. A topologia pode determinar como os computadores se comunicam na rede. Diferentes topologias necessitam de diferentes métodos de comunicação os quais têm grande influência na rede. A seguir, veremos as principais topologias de rede existentes. Redes de Computadores

22 22 Capítulo Topologia em estrela Uma rede usa uma topologia de rede em estrela se todos os computadores se prendem a um ponto central. Uma vez que uma rede em estrela se assemelha a uma roda, o centro de uma rede em estrela é frequentemente chamado de hub ou concentrador. Um hub típico consiste em um dispositivo eletrônico que aceita informações de um computador remetente e os entrega ao destino apropriado. A grande vulnerabilidade destas redes é que elas podem ser paralisadas se houver uma falha no dispositivo central. A figura 1.7 mostra uma organização de rede na forma de estrela, com o dispositivo concentrador situado no centro. Concentrador Figura 1.7 Topologia em estrela Topologia em anel Na topologia em anel, os computadores são organizados de forma que sejam conectados em um laço fechado um cabo conecta o primeiro computador a um segundo, outro cabo conecta o segundo computador a um terceiro, e assim por diante, até que um cabo conecte o computador final de volta ao primeiro. O nome anel surge porque alguém pode Licenciatura em Informática

23 Conceitos Básicos de Redes de Computadores 23 imaginar que os computadores e os cabos que os conectam são organizados na forma de um círculo. O anel apresenta a excepcional qualidade de não apresentar um ponto de falha único. Se um dos canais de comunicação falhar, a rede pode, em teoria, reconfigurar-se de modo que a comunicação entre os nós mantenha-se, ainda que distâncias de comunicação mais longas e maiores atrasos surjam e façam com que o desempenho geral caia. Na figura 1.8, podemos visualizar uma rede com a topologia de anel. Figura 1.8 Topologia em forma de anel Topologia de barramento Uma rede que usa uma topologia de barramento normalmente consiste em um único cabo longo no qual os computadores se acoplam. Qualquer computador acoplado a um barramento pode enviar um sinal através do cabo, e todos os computadores receberão este sinal. Uma grande desvantagem do barramento é o fato de que, ele em si, é um ponto de falha único e, neste caso, se o barramento apresentar problemas e falhar, todos os computadores sentirão os efeitos dessa falha e ficarão impedidos de se comunicarem. Redes de Computadores

24 24 Capítulo 1 Figura 1.9 Topologia em forma de barramento Topologia em malha Nessa topologia, os computadores são ligados uns aos outros por vários segmentos de cabos. Essa configuração oferece redundância e confiabilidade, pois se um dos cabos falhar, o tráfego fluirá por outro cabo. Porém, essas redes possuem instalação dispendios, devido ao uso de grande quantidade de cabeamento. Por isso, essa topologia pode, em teoria, ser empregada e ela possui características excepcionais, porém, na prática, ela revela-se extremamente cara e dificilmente é implementada. Figura 1.10 Topologia em malha Licenciatura em Informática

25 Conceitos Básicos de Redes de Computadores Topologias mistas Topologias mistas são aquelas obtidas da combinação das topologias básicas e são empregadas visando, obter o melhor de duas ou mais topologias. Por exemplo: uma rede em anel torna mais fácil aos computadores coordenarem o acesso e detectarem se a rede está operando corretamente. Porém, uma rede inteira em anel é desativada se um dos cabos é cortado. Uma topologia em estrela ajuda a proteger a rede de danos em um único cabo, já que cada cabo conecta somente uma máquina. Um barramento exige menos fios do que uma estrela, mas tem a mesma desvantagem de um anel: uma rede é desativada se alguém corta acidentalmente o cabo principal. Desta forma, é possível formar redes estrela-barramento, estrela-anel, visando a somar as vantagens de duas abordagens. 1.5 Modos de transmissão em redes As redes de difusão, ou também chamadas de redes de canais de difusão, são aquelas que empregam uma tecnologia singular para realizar a transmissão de mensagens entre as suas máquinas. Elas se utilizam de um subsistema de transmissão de mensagens único e compartilhado, ao qual todas as estações conectam-se. Esse subsistema é também denominado de canal de transmissão. Quando ocorre uma transmissão, todas as máquinas conectadas ao canal de transmissão ouvem a chegada dessa mensagem, porém, pelo fato de que a mensagem carrega consigo um campo de endereçamento contendo o endereço da estação destinatária, somente ela irá copiar e processar a mensagem, sendo que as demais irão ignorá-la ou descartá-la. Para que esse mecanismo funcione, toda máquina deve, ao ouvir o início da transmissão de uma mensagem, verificar se o código no campo de endereçamento corresponde ao seu próprio endereço ou não. As redes usualmente permitem a transmissão de mensagens com formas de endereçamento especiais, codificando-se os bits de endereço de destino com padrões específicos. Há três formas possíveis de endereçamento em redes: Unicast - Quando uma mensagem é transmitida na modalidade unicast, o seu campo de endereço de destino contém o endereço de uma única e específica máquina da rede. Ao ser transmitida, apenas ela irá copiar e processar a mensagem, sendo que as demais irão ignorá-la Redes de Computadores

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal:

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal: Redes - Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Comunicação sempre foi, desde o início dos tempos, uma necessidade humana buscando aproximar comunidades distantes.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Rede É um conjunto de computadores chamados de estações de trabalho que compartilham recursos de hardware (HD,

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação das mensagens

Leia mais

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES 1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES Objetivos da Aula Aprender os conceitos básicos para compreensão das próximas aulas. Na maioria dos casos, os conceitos apresentados serão revistos com maior

Leia mais

Projeto de Redes. Topologias padrão Principais componentes Utilizações Adequadas

Projeto de Redes. Topologias padrão Principais componentes Utilizações Adequadas Definir: Identificar as diferentes Topologias Objetivos: Descrever Vantagens/Desvantagens Topologia Adequada A topologia impacta sobre: Tipo de equipamentos utilizados A capacidade de cada equipamento

Leia mais

Unidade 1. Bibliografia da disciplina. Introdução. O que compartilhar? Exemplo 12/10/2009. Conceitos básicos de Redes de Computadores

Unidade 1. Bibliografia da disciplina. Introdução. O que compartilhar? Exemplo 12/10/2009. Conceitos básicos de Redes de Computadores Faculdade INED Unidade 1 Conceitos básicos de Redes de Computadores Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados, Sistemas para Internet e Redes de Computadores Disciplina: Fundamentos de Redes Prof.:

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula Complementar - MODELO DE REFERÊNCIA OSI Este modelo se baseia em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo em direção a padronização dos protocolos

Leia mais

Unidade 1. Bibliografia da disciplina 15/11/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores

Unidade 1. Bibliografia da disciplina 15/11/2008. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Redes de Computadores Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 1 Conceitos básicos de Redes de Computadores 2

Leia mais

Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos

Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos Capítulo VI Telecomunicações: Redes e Aplicativos Uma rede nada mais é do que máquinas que se comunicam. Estas máquinas podem ser computadores, impressoras, telefones, aparelhos de fax, etc. Se interligarmos

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores é um conjunto de equipamentos que são capazes de trocar informações e compartilhar recursos entre si, utilizando protocolos para se comunicarem e

Leia mais

5.2 MAN s (Metropolitan Area Network) Redes Metropolitanas

5.2 MAN s (Metropolitan Area Network) Redes Metropolitanas MÓDULO 5 Tipos de Redes 5.1 LAN s (Local Area Network) Redes Locais As LAN s são pequenas redes, a maioria de uso privado, que interligam nós dentro de pequenas distâncias, variando entre 1 a 30 km. São

Leia mais

4. Rede de Computador

4. Rede de Computador Definição Uma rede de computadores é formada por um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos, interligados por um sub-sistema de comunicação, ou seja, é quando

Leia mais

Evolução na Comunicação de

Evolução na Comunicação de Evolução na Comunicação de Dados Invenção do telégrafo em 1838 Código Morse. 1º Telégrafo Código Morse Evolução na Comunicação de Dados A evolução da comunicação através de sinais elétricos deu origem

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Redes de Computadores Prof. Dr. Rogério Galante Negri Rede É uma combinação de hardware e software Envia dados de um local para outro Hardware: transporta sinais Software: instruções que regem os serviços

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores... 1 Mobilidade... 1 Hardware de Rede... 2 Redes Locais - LANs... 2 Redes metropolitanas - MANs... 3 Redes Geograficamente Distribuídas - WANs... 3 Inter-redes... 5 Software de Rede...

Leia mais

1 Lista de exercícios 01

1 Lista de exercícios 01 FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ 2007 1 Lista de exercícios 01 1) No desenvolvimento e aperfeiçoamento realizado em redes de computadores, quais foram os fatores que conduziram a interconexão de sistemas abertos

Leia mais

Introdução a redes de computadores UNESP - São José do Rio Preto andre.proto@sjrp.unesp.br O que será abordado O que é uma rede Transmissão de dados em meios físicos Tipos de transmissão Classificação

Leia mais

REDES DE 16/02/2010 COMPUTADORES

REDES DE 16/02/2010 COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Delfa M. HuatucoZuasnábar 2010 2 A década de 50 - Uso de máquinas complexas de grande porte operadas por pessoas altamente especializadas e o enfileiramento de usuários para submeter

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 1 Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br - O que é a Internet? - Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais - Executando aplicações

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 1. Conceitos básicos, Classificação e Topologias de Redes Prof. Ronaldo

Leia mais

switches LAN (rede de comunicação local)

switches LAN (rede de comunicação local) O funcionamento básico de uma rede depende de: nós (computadores) um meio de conexão (com ou sem fios) equipamento de rede especializado, como roteadores ou hubs. Todas estas peças trabalham conjuntamente

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática Aula 06 Redes de Computadores francielsamorim@yahoo.com.br 1- Introdução As redes de computadores atualmente constituem uma infraestrutura de comunicação indispensável. Estão

Leia mais

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes Conceitos de Redes Locais A função básica de uma rede local (LAN) é permitir a distribuição da informação e a automatização das funções de negócio de uma organização. As principais aplicações que requerem

Leia mais

Meio Físico. Mensagem. Protocolo. Emissor e Receptor. Data Terminal Equipment Data Communications Equipment

Meio Físico. Mensagem. Protocolo. Emissor e Receptor. Data Terminal Equipment Data Communications Equipment Emissor Receptor Meio Físico Mensagem Protocolo Emissor e Receptor Data Terminal Equipment Data Communications Equipment (DTE) + (DCE) Meio Físico Mensagem ( pacote ) O meio físico É o elemento que transmite

Leia mais

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1.

Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. Exercícios de Redes de Computadores Assuntos abordados: Conceitos gerais Topologias Modelo de referência OSI Modelo TCP/IP Cabeamento 1. (CODATA 2013) Em relação à classificação da forma de utilização

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Introdução a Redes de Computadores Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Novembro de 2012 1 / 25 O que é Redes de Computadores? É a infra-estrutura de hardware

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes Noções de Redes: Estrutura básica; Tipos de transmissão; Meios de transmissão; Topologia de redes;

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Por que redes de computadores? Tipos de redes Componentes de uma rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Quando o assunto é informática, é impossível não pensar em

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

Modelo OSI. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução

Modelo OSI. Prof. Alexandre Beletti Ferreira. Introdução Modelo OSI Prof. Alexandre Beletti Ferreira Introdução Crescimento das redes de computadores Muitas redes distintas International Organization for Standardization (ISO) Em 1984 surge o modelo OSI Padrões

Leia mais

O modelo ISO/OSI (Tanenbaum,, 1.4.1)

O modelo ISO/OSI (Tanenbaum,, 1.4.1) Cenário das redes no final da década de 70 e início da década de 80: Grande aumento na quantidade e no tamanho das redes Redes criadas através de implementações diferentes de hardware e de software Incompatibilidade

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Topologias Tipos de Arquitetura Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 REDES LOCAIS LAN -

Leia mais

REDES INTRODUÇÃO À REDES

REDES INTRODUÇÃO À REDES REDES INTRODUÇÃO À REDES Simplificando ao extremo, uma rede nada mais é do que máquinas que se comunicam. Estas máquinas podem ser computadores, impressoras, telefones, aparelhos de fax, etc. Ex: Se interligarmos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 08/2013 Material de apoio Conceitos Básicos de Rede Cap.1 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica.

Leia mais

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana

Placa de Rede. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. MAN (Metropolitan Area Network) Rede Metropolitana Rede de Computadores Parte 01 Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

Modelos de Redes em Camadas

Modelos de Redes em Camadas Modelos de Redes em Camadas Prof. Gil Pinheiro 1 1. Arquitetura de Sistemas de Automação Sistemas Centralizados Sistemas Distribuídos Sistemas Baseados em Redes Arquitetura Cliente-Servidor 2 Sistemas

Leia mais

Tecnologia da Informação Apostila 02

Tecnologia da Informação Apostila 02 Parte 6 - Telecomunicações e Redes 1. Visão Geral dos Sistemas de Comunicações Comunicação => é a transmissão de um sinal, por um caminho, de um remetente para um destinatário. A mensagem (dados e informação)

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Introdução Fabricio Breve Onde estão as redes? Caixa Eletrônico Terminais conectados a um computador central Supermercados, farmácias, etc... Vendas Caixa Estoque Etc... Por que Redes?

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose)

Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) Cap 01 - Conceitos Básicos de Rede (Kurose) 1. Quais são os tipos de redes de computadores e qual a motivação para estudá-las separadamente? Lan (Local Area Networks) MANs(Metropolitan Area Networks) WANs(Wide

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Rede de Computadores

Rede de Computadores Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Rede de Computadores Prof. Aquiles Burlamaqui Nélio Cacho Luiz Eduardo Eduardo Aranha ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso

Leia mais

Introdução a Ciência da Computação REDES DE COMPUTADORES

Introdução a Ciência da Computação REDES DE COMPUTADORES Introdução a Ciência da Computação REDES DE COMPUTADORES Professor: Carlos Henrique E-mail: carlos_hvr@yahoo.com.br Definição Inicial Tipos de Redes Servidores Arquitetura de Protocolos Topologia de Redes

Leia mais

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano Redes de Dados Aula 1 Introdução Eytan Mediano 1 6.263: Redes de Dados Aspectos fundamentais do projeto de redes e análise: Arquitetura Camadas Projeto da Topologia Protocolos Pt - a Pt (Pt= Ponto) Acesso

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 2 - MODELO DE REFERÊNCIA TCP (RM TCP) 1. INTRODUÇÃO O modelo de referência TCP, foi muito usado pela rede ARPANET, e atualmente usado pela sua sucessora, a Internet Mundial. A ARPANET é de grande

Leia mais

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral RCO2 LANs, MANs e WANs Visão geral 1 LAN, MAN e WAN Classificação quanto a alcance, aplicação e tecnologias Distâncias: WAN: : distâncias arbitrariamente longas MAN: : distâncias médias (urbanas) LAN:

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Introdução a Redes de Computadores Prof. Esbel Tomás Valero Orellana Usos de Redes de Computadores Uma rede de computadores consiste de 2 ou mais computadores e/ou dispositivos

Leia mais

ATIVIDADE 1. Definição de redes de computadores

ATIVIDADE 1. Definição de redes de computadores ATIVIDADE 1 Definição de redes de computadores As redes de computadores são criadas para permitir a troca de dados entre diversos dispositivos estações de trabalho, impressoras, redes externas etc. dentro

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Software

Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Software Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Software Disciplina: Redes de Computadores 2. Arquiteturas de Redes: Modelo em camadas Prof. Ronaldo Introdução n Redes são

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Conceito, características e classificação das Redes de Computadores; Topologias; Meios físicos de transmissão; Equipamentos de Rede; Segurança;

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br

Redes de Computadores. Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br Redes de Computadores Prof. José Gonçalves Pereira Filho Departamento de Informática zegonc@inf.ufes.br Classificação de Redes Redes de Computadores Conjunto de nós processadores capazes de trocar informações

Leia mais

Módulo 2 Comunicação de Dados

Módulo 2 Comunicação de Dados URCAMP - CCEI - Curso de Informática Transmissão de Dados Módulo 2 Comunicação de Dados cristiano@urcamp.tche.br http://www.urcamp.tche.br/~ccl/redes/ Para SOARES (995), a transmissão de informações através

Leia mais

09/06/2011. Profª: Luciana Balieiro Cosme

09/06/2011. Profª: Luciana Balieiro Cosme Profª: Luciana Balieiro Cosme Revisão dos conceitos gerais Classificação de redes de computadores Visão geral sobre topologias Topologias Barramento Anel Estrela Hibridas Árvore Introdução aos protocolos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Conteúdo 1 Topologia de Redes 5 Escalas 5 Topologia em LAN s e MAN s 6 Topologia em WAN s 6 2 Meio Físico 7 Cabo Coaxial 7 Par Trançado 7 Fibra Óptica 7 Conectores 8 Conector RJ45 ( Par trançado ) 9 Conectores

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Conceito de Redes Redes de computadores são estruturas físicas (equipamentos) e lógicas (programas, protocolos) que permitem que dois ou mais computadores

Leia mais

Introdução Redes de Computadores. Filipe Raulino

Introdução Redes de Computadores. Filipe Raulino <filipe.raulino@ifrn.edu.br> Introdução Redes de Computadores Filipe Raulino Introducão A comunicação sempre foi uma necessidade básica da humanidade. Como se comunicar a distância? 2 Evolução da Comunicação

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro

Introdução às Redes de Computadores. Por José Luís Carneiro Introdução às Redes de Computadores Por José Luís Carneiro Portes de computadores Grande Porte Super Computadores e Mainframes Médio Porte Super Minicomputadores e Minicomputadores Pequeno Porte Super

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull

Informática Aplicada I. Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull Informática Aplicada I Sistemas Operacionais Projeto e Implementação Andrew S. Tanenbaum Albert S. woodhull 1 Conceito de Sistema Operacional Interface: Programas Sistema Operacional Hardware; Definida

Leia mais

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto Introdução Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 1. Introdução i. Conceitos e Definições ii. Tipos de Rede a. Peer To Peer b. Client/Server iii. Topologias

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores São dois ou mais computadores ligados entre si através de um meio.a ligação pode ser feita recorrendo a tecnologias com fios ou sem fios. Os computadores devem ter um qualquer dispositivo

Leia mais

Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora

Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora 1. Em que consiste uma rede de computadores? Refira se à vantagem da sua implementação. Uma rede de computadores é constituída por dois ou mais

Leia mais

Topologias e abrangência das redes de computadores. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com

Topologias e abrangência das redes de computadores. Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Topologias e abrangência das redes de computadores Nataniel Vieira nataniel.vieira@gmail.com Objetivos Tornar os alunos capazes de reconhecer os tipos de topologias de redes de computadores assim como

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Revisão da Aula 1. Redes LAN e WAN. Aprofundamento nos Serviços de

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES PARTE - III 1 REDE DE COMPUTADORES III 1. Introdução MODELO OSI ISO (International Organization for Standardization) foi uma das primeiras organizações a definir formalmente

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Redes de Computadores Possibilita a conexão entre vários computadores Troca de informação Acesso de múltiplos usuários Comunicação de dados

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Introdução à tecnologia de redes Redes de Computadores Século XX - Era da Informação -> invenção do computador. No início, os

Leia mais

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS Aulas : Terças e Quintas Horário: AB Noite [18:30 20:20hs] PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS 1 Conteúdo O que Rede? Conceito; Como Surgiu? Objetivo; Evolução Tipos de

Leia mais

Tipos de Rede. Maria João Bastos MegaExpansão 16-03-2010

Tipos de Rede. Maria João Bastos MegaExpansão 16-03-2010 2010 Tipos de Rede Maria João Bastos MegaExpansão 16-03-2010 REDES Em computação, rede de área local (ou LAN, acrónimo de local área network) é uma rede de computador utilizada na interconexão de equipamentos

Leia mais

1 Redes de comunicação de dados

1 Redes de comunicação de dados 1 Redes de comunicação de dados Nos anos 70 e 80 ocorreu uma fusão dos campos de ciência da computação e comunicação de dados. Isto produziu vários fatos relevantes: Não há diferenças fundamentais entre

Leia mais

Disciplina : Transmissão de Dados

Disciplina : Transmissão de Dados Disciplina : Transmissão de Dados Paulo Henrique Teixeira Overwiew Conceitos Básicos de Rede Visão geral do modelo OSI Visão geral do conjunto de protocolos TCP/IP 1 Conceitos básicos de Rede A largura

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Agenda Motivação Objetivos Histórico Família de protocolos TCP/IP Modelo de Interconexão Arquitetura em camadas Arquitetura TCP/IP Encapsulamento

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry REDES DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Fundamentos em Informática Mundo Globalizado Acelerado desenvolvimento tecnológico

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Motivação Realidade Atual Ampla adoção das diversas tecnologias de redes de computadores Evolução das tecnologias de comunicação Redução dos

Leia mais

O QUE É REDES DE COMPUTADORES?

O QUE É REDES DE COMPUTADORES? REDES DE COMPUTADORES Wagner de Oliveira O QUE É REDES DE COMPUTADORES? É a conexão de dois ou mais computadores através de um meio de comunicação (cabos, linhas telefônicas, etc.) Possibilita o compartilhamento

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas

Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Modelo de referência OSI. Modelo TCP/IP e Internet de cinco camadas Conhecer os modelo OSI, e TCP/IP de cinco camadas. É importante ter um padrão para a interoperabilidade entre os sistemas para não ficarmos

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores

Introdução às Redes de Computadores Introdução às Redes de Computadores Evolução na comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades distantes Sinais de fumaça Pombo-Correio Telégrafo (século XIX)

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Informática I Aula 22 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Critério de Correção do Trabalho 1 Organização: 2,0 O trabalho está bem organizado e tem uma coerência lógica. Termos

Leia mais

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede

Placa de Rede. Rede de Computadores. Tipos de Redes LAN (Local Area Network) Rede local. Placa de Rede Rede de Computadores Prof. André Cardia Email: andre@andrecardia.pro.br MSN: andre.cardia@gmail.com Placa de Rede Uma placa de rede (NIC), ou adaptador de rede, oferece capacidades de comunicações nos

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT. Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT. Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY SLOAN SCHOOL OF MANAGEMENT 15.565 Integração de Sistemas de Informação: Fatores Tecnológicos, Estratégicos e Organizacionais 15.578 Sistemas de Informação Global:

Leia mais

MÓDULO 7 Modelo OSI. 7.1 Serviços Versus Protocolos

MÓDULO 7 Modelo OSI. 7.1 Serviços Versus Protocolos MÓDULO 7 Modelo OSI A maioria das redes são organizadas como pilhas ou níveis de camadas, umas sobre as outras, sendo feito com o intuito de reduzir a complexidade do projeto da rede. O objetivo de cada

Leia mais

Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo

Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo Arquitetura de Redes: Camadas de Protocolos (Parte I) Prof. Eduardo Introdução O que é Protocolo? - Para que os pacotes de dados trafeguem de uma origem até um destino, através de uma rede, é importante

Leia mais

INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES. Dois ou mais computadores conectados um ao outro por um meio de transmissão.

INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES. Dois ou mais computadores conectados um ao outro por um meio de transmissão. INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES O que é uma Rede? Dois ou mais computadores conectados um ao outro por um meio de transmissão. Uma Rede de Computadores é constituída por vários computadores conectados

Leia mais

Figura 1 - Comparação entre as camadas do Modelo OSI e doieee. A figura seguinte mostra o formato do frame 802.3:

Figura 1 - Comparação entre as camadas do Modelo OSI e doieee. A figura seguinte mostra o formato do frame 802.3: Introdução Os padrões para rede local foram desenvolvidos pelo comitê IEEE 802 e foram adotados por todas as organizações que trabalham com especificações para redes locais. Os padrões para os níveis físico

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

Uma LAN proporciona: Topologias. Tipos de rede:

Uma LAN proporciona: Topologias. Tipos de rede: Tipos de rede: Estritamente falando, uma rede local ou LAN (Local Area Network) é um grupo de computadores que estão conectados entre si dentro de uma certa área. As LANs variam grandemente em tamanho.

Leia mais

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO TOPOLOGIAS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento

UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO TOPOLOGIAS. Profº Erinaldo Sanches Nascimento UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO TOPOLOGIAS Profº Erinaldo Sanches Nascimento Objetivos Examinar as várias maneiras para projetar a infraestrutura de cabo para

Leia mais