SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ. Coletânea dos 100 trabalhos selecionados no Concurso de Redaçao para Universitarios brasileiros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ. Coletânea dos 100 trabalhos selecionados no Concurso de Redaçao para Universitarios brasileiros"

Transcrição

1

2 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ Coletânea dos 100 trabalhos selecionados no Concurso de Redaçao para Universitarios brasileiros One hundred selected composition compilation from the Composition Contest for Brazilian college students Recueil des cent textes sélectionnés dans le concours de rédaction parmis les étudiants universitaires brésiliens Rio de Janeiro - Brasil 2004/2005 UNESCO Organizaçâo das Naçôes Unidas para a Educaçâo, a Ciencia e a Cultura Representaçâo no Brasil SAS, Quadra 5 - Bloco H, Lote 6, Ed. CNPq/ IB1CT/UNESCO, 9 o andar Brasilia - DF - Brasil Tel.: (55 61) Fax: (55 61) FOLHA DIRIGIDA Rua do Riachuelo, Centro Rio de Janeiro - RJ - Brasil Tel.: (55 21) Fax: (55 21)

3 UNESCO FOLHA DIRIGIDA Os autores sao responsáveis pela escolha e pela apresentacáo dos fatos contidos nesta publicacáo e pelas opinióes aqui expressas, que nao sao necessariamente as da UNESCO e nao oomprometem a Organizaçâo. As designaçôes empregadas e a apresentacáo do material nao implicam a expressáo de qualquer opiniáo que seja, por parte da UNESCO, no que diz respeito ao status legal de qualquer país, territorio, cidade ou área, ou de suas autoridades, ou no que diz respeito à delimitaçao de suas fronteiras ou de seus limites. The authors are responsible for the choice and presentation of facts contained in this publication and for the opinions expressed therein, which are not necessarily those of UNESCO and do not compromise the organization in any way. The terms used and the presentation of material do not imply the expression of any opinion whatsoever on the part of UNESCO concerning the legal status of any country, territory, town, or area, or that of its authorities, or in regard to the location of their frontiers or limits. Les auteurs sont responsables du choix et de la présentation des faits contenus en cette publication et des avis exprimés là-dedans, ce qui ne sont pas nécessairement ceux de l'unesco et ne compromettent pas l'organisation de quelque façon. Les termes utilisés et la présentation du matériel n'impliquent pas l'expression d aucune opinion quelconques de la part de l'unesco au sujet du statut juridique de tout pays, territoire, ville, ou secteur, ou celui de ses autorités, ou en vue de l'endroit de leurs frontières ou limites. ISBN EDITORA FOLHA DIRIGIDA

4 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ Representante da UNESCO no Brasil Representative of UNESCO in Brazil Représentant de l'unesco au Brésil Jorge Werthein Conselho Editorial da UNESCO Publishing Council of UNESCO Brazil Conseil d'édition d'unesco Brésil Jorge Werthein Cecilia Braslavsky Juan Carlos Tedesco Adama Ouane Célio da Cunha Comité para a Área de Ciencias Sociais e Desenvolví mentó Social Committee for Social Sciences and Development Area Commitee pour les Sciences Sociales et le Développement Julio Jacobo Waiselfisz Carlos Alberto Vieira Marlova Jovchelovitch Noleto Equipe UNESCO Escritorio Antena no Rio de Janeiro Team of UNESCO's Antena Office in Rio de Janeiro Equipe du Bureau Antenne d'unesco à Rio de Janeiro Pedro Lessa Coordenador do Escritorio Maria Cecilia Oswaldo Cruz Assessora para a Area de Cultura e Desenvolvimento George Patino Assessor de Comunicaçâo Victor D'Almeida Oliveira Produtor

5 UNESCO FOLHA DIRIGIDA Conselho Editorial da Folha Dirigida Publishing Council of Folha Dirigida Conseil d'édition de Folha Dirigida Adolfo Martins Afonso Faria Elenice Magalhies Rogério Rangel Paulo Chico Equipe da Folha Dirigida Folha Dirigida's Team Équipe de Folha Dirigida Afonso Faria Coordenador do Projeto Elenice Magalhâes Coordenaçao Editorial Marcelo Fraga Julio Nogueira Producto Gráfica Rogério Rangel Diretor Editorial Paulo Chico Diretor do Departamento de Educaçâo Andréa Ribeiro Martins Diretora de Planejamento Avaliaçâo e Selecáo dos Textos Evaluation and Selection of Texts Evaluation et Sélection des Textes Equipe da Fundaçao Cesgranrio

6 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ Avaliaçao e Classificaçâo dos Finalistas Evaluation and Classification of die Finalists Évaluation et Classification des Finalistes Evanildo Bechara Academia Brasileira de Letras Rubem Cesar Fernandes Movimento Viva Rio Geraldo de Menezes - Uniáo Brasileira de Escritores Marlova Jovchelovitch Noleto - UNESCO Maria de Lourdes Pinheiro de Aguiar Freiré - Fundaçâo Cesgranrio Afonso Faria - Folha Dirigida Relaçao, em Ordem Alfabética, dos Cinco Universitarios Classificados para Fazer a Entrega do Livro à Direcáo Geral da UNESCO em Paris List in Alphabetical Order of the 5 Students Classified to Lead the Book to the General Direction of UNESCO in Paris Liste en l'ordre Alphabétique des 5 Etudiants Classifies pour Mener le Livre à la Direction Générale de l'unesco à Paris Fernanda Mulin de Assis Leticia Barboza Silva Pénélope Thais da Cunha Toledo Rita de Cassia Cortes Pedro Dias Walace Ferreira Traduçao / Translation / Traduction Bettina Dungs (Verslo em inglés / English version / Version anglais) Michelle Pistolesi (Versáo em francés / French version / Version en français) Apoio / Partnership / Appui Fundaçâo Cesgranrio 5

7 UNESCO FOLHA DIRIGIDA ABSTRACT This book displays the best 100 essays on solidarity written by college students from the State of Rio de Janeiro. The essays were selected from a writing competition held by UNESCO-Brazil and Folha Dirigida. "Solidarity: Write your Part", wich has usually been a competition held at basic education level, has now incorporated all universities of the State of Rio de Janeiro in an attempt to stimulate critical reflection and better understand the thought-process of the next generation to occupy important and influential positions in society. The texts disclose important and revealing reflections that are sensive in social and historical nature, and that mirror the conditions of die State in wich they were originated. They deal with various themes, but diey all carry a common thread in constructing a culture of peace.

8 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ APRESENTAÇÂO Esta antología é urna iniciativa do jornal "Folha Dirigida" e da UNESCO Brasil, que trazem à luz o resultado do segundo concurso de redaçâo promovido entre universitarios do estado do Rio de Janeiro. Esta proposta, iniciada em 2003, tern com objetivo fomentar urna reflexáo acerca de temas universais relevantes. Os textos selecionados, totalizando 100 de um universo de , expressam a interpretaçâo, o sentimento e a visâo desse segmento sobre o tema "Solidariedade". A Solidariedade vincula o individuo à vida e aos interesses de um grupo social preocupado com o outro; é a relaçâo de responsabilidade entre pessoas unidas por causas comuns, de tal sorte que cada elemento se sinta na obrigaçao moral de vivenciar, apoiar e identificar-se com as dificuldades e o sofrimento humano. É legitimada pela espontaneidade e empenho em encaminhar soluçôes a problemas alheios e ilustra a consciência de que qualquer cidadao, independente de classe social, sexo, etnia e credo pode estar exposto a situaçôes aflitivas. A Solidariedade caracteriza urna das dimensóes mais representativas do ser humano, manifestando-se pela prática da ética e pela expressao de valores consolidados por geraçôes, seja ñas suas concepçoes religiosas, sociológicas ou políticas. Constatamos ñas redacóes desses universitarios a preocupaçâo crescente com os problemas sociais provocados por um sistema precario que provoca a exclusao e a desigualdade. O sistema das Naçôes Unidas, desde a sua criaçâo em 1945, busca fomentar mecanismos que promovam atitudes solidarias entre os diversos povos, promovendo através de cooperaçao técnica acumulada a maximizaçao de resultados dos seus recursos na defesa 7

9 UNESCO FOLHA DIRIGIDA dos principios da Dedaraçâo Universal dos Direitos Humanos. Suas metas direcionam como os organismos internacionais devem estabelecer prioridades para agir em situaçôes de sofrimento vivenciadas pela humanidade. Devemos compreender que a crise atual pressupóe a reconstruçâo da Solidariedade. O Manifesto pela Paz, lançado pela UNESCO em 2000, com o objetivo de promover a conscientizaçâo e o compromisso individual exalta a sua importancia, em seu artigo 6 o, "Redescubrir a Solidariedade". Todos podem agir no espirito da cultura de paz dentro do contexto da propria familia, do local de trabalho, do bairro, da cidade ou da regiáo, tornando-se um mensageiro da tolerancia, da solidariedade e do diálogo. A Representaçâo da UNESCO no Brasil se une aos universitarios do estado do Rio de Janeiro e convoca a todos para que nao desistam de cultivar a Paz e a Solidariedade, porque nelas estao o sentimento de consagraçao e doaçâo ao próximo, o nosso patrimonio humanitario. Jorge \íferthein Representante da UNESCO no Brasil 8

10 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ INTRODUCTION This anthology is an enterprise of the Folha Dirigida newspaper and UNESCO Brazil, presenting the result of the second essay contest carried out among university students from the State of Rio de Janeiro. Introduced in 2003, its goal is to foment reflections on relevant universal issues. Selected among essays, these 100 compositions express the interpretation, feeling and view of this segment about the subject "Solidarity." Solidarity links individuals to the life and interests of social groups that care about others; it is a relation of responsibility between people united by common causes, where each person feels the moral obligation to experience, support and identify with the human hardships and sufferings of others. It is legitimated by spontaneity and by the awareness that any citizen, regardless of social class, gender, ethnicity or belief can be exposed to distressing situations. Solidarity characterizes one of the human being's most expressive dimensions, manifested through the practice of moral principles and the expression of values consolidated through generations, be them in their religious, sociological or political conceptions. These university students' essays reveal an increasing concern about the existing social problems caused by a precarious system that engenders exclusion and inequality. Since its creation in 1945, the United Nations seeks to foment mechanisms to promote attitudes of solidarity among peoples. Through accrued technical cooperation it endorses the maximization of attained results, guarding the principles of the Universal Declaration of Human Rights, and aims to guide how international organizations should establish priorities to act on distressing situations experienced by humanity. 9

11 UNESCO FOLHA DIRIGIDA We should understand that the current crisis presupposes the reconstruction of Solidarity. The Manifest for Peace, launched by UNESCO in 2000, aiming to promote individual awareness and involvement, exalts its importance in its 6th article: "Rediscovering Solidarity." Every one of us can act in the spirit of the culture of peace within the context of our own families, workplaces, neighborhoods, cities or regions, becoming messengers of tolerance, solidarity and dialogue. UNESCO's Representation in Brazil joins the State of Rio de Janeiro's university students and convokes everyone to keep on cultivating Peace and Solidarity, for in them are found the feeling of commitment and benevolence toward others - our humanitarian patrimony. Jorge Werthein Director of UNESCO in Brazil 10

12 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ PRÉSENTATION Cette anthologie est une initiative du journal "Folha Dirigida" et de l'unesco Brésil, qui publient le résultat du deuxième concours de rédaction promu entre les étudiants universitaires de l'état de Rio de Janeiro. Cette proposition, qui a débuté en 2003, a pour objectif d'inciter une réflexion autour de thèmes universels importants. Les textes sélectionnés, s'élevant à 100 sur un total de , expriment l'interprétation, le sentiment et la vision de ce segment sur le thème "Solidarité". La Solidarité lie l'individu à la vie et aux intérêts d'un groupe social préoccupé par l'autre ; c'est le rapport de responsabilité entre personnes unies par des causes communes, de telle manière que chaque élément se sente dans l'obligation morale de vivre, aider et s'identifier avec les difficultés et la souffrance humaine. Il est rendu légitime par la spontanéité et l'intérêt à apporter des solutions aux problèmes d'autrui et illustre la conscience de n'importe quel citoyen, indépendamment de la classe sociale, du sexe, de l'ethnie et de la croyance, peut être exposé à des situations affligeantes. La Solidarité caractérise une des dimensions les plus représentatives de l'être humain en se manifestant par la pratique de l'éthique et par l'expression de valeurs consolidées par des générations, que ce soit dans ses conceptions religieuses, sociologiques ou politiques. Nous constatons dans les rédactions de ces universitaires la préoccupation croissante par rapport aux problèmes sociaux provoqués par un système précaire qui provoque l'exclusion et l'inégalité. Le système des Nations-Unies, depuis sa création en 1945, cherche à inciter des mécanismes qui génèrent des attitudes solidaires entre les divers peuples, proposant au travers de la coopération technique accumulée la maximisation de résultats de ses recours de défense des principes de la Déclaration Universelle des Droits de l'homme. Ses buts 11

13 UNESCO FOLHA DIRIGIDA orientent sur la façon dont les organismes internationaux doivent établir des priorités pour agir dans des situations de souffrance vécues par l'humanité. Nous devons comprendre que la crise actuelle présuppose la reconstruction de la Solidarité. Le manifeste pour la Paix, lancé par l'unesco en 2000, dans l'objectif de promouvoir la prise de conscience et l'engagement individuel exalte son importance, dans son article 6, "Redécouvrir la Solidarité". Tous peuvent agir dans l'esprit de la culture de paix dans le contexte de la propre famille, du lieu de travail, du quartier, de la ville ou de la région, en devenant messager de la tolérance, de la solidarité et du dialogue. La représentation de l'unesco au Brésil se joint aux universitaires de l'etat de Rio de Janeiro et convoque tout le monde à ne pas désister de cultiver la Paix et la Solidarité, car en elles existe le sentiment de consécration et de donation au prochain, notre patrimoine humanitaire. Jorge Werthein Représentant de l'unesco au Brésil 12

14 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ SOLIDARIEDADE Vivemos num mundo amedrantado pela violencia e desestabilizado pela excludência social, que clama por urna reconstrucáo. Urna reconstruçâo que vai depender do idealismo dos jovens. De seu talento. De suas convicçôes. De seu trabalho. De sua solidariedade. Vivemos num mundo carente de fraternidade. De justiça. De afeto. De dignidade. De ética. De humanidade. Vivemos num mundo marcado pelo desequilibrio. Pela violencia. Pelo conformismo. Pela impiedade. Pela miseria. Pelo desalentó. Vivemos num mundo de assimetrias sociais. De riqueza e de pobreza. De conhecimento e ignorancia. De doutor e analfabeto. De banquete e de fome. De opressor e de oprimido. Vivemos num mundo emoldurado pelas angustias. Pelas perplexidades. Pelos temores. Pelas révoltas. Pelas desesperanças. Vivemos num mundo de utopias fracassadas. De sonhos adiados. De batalhas perdidas. De conquistas incertas. Vivemos num mundo de desencontros. Da economía com a ética social. Da política com a distribuicáo de rendas. Da tecnologia com o desemprego. Da globalizaçao com o humanismo. Vivemos num mundo carente de novas utopias. De novas esperanças. De novos sonhos. De novas idéias. De novas batalhas. Vivemos num mundo dependente da juventude, urna juventude que carregue no peito o sentimento de coragem e de luta. E, no coraçao, o sentimento de afeto e solidariedade. Vivemos num mundo em que, a preocupante realidade do hoje é o amanha com que sonhamos ontem. E a realidade esperançosa do amanha será o ontem que estamos sonhan- 13

15 UNESCO FOLHA DIRIGIDA do hoje. Um amanhá a ser erguido pela nova geraçâo. Pela força de sua energia. Pelo vigor de suas crenças. Pelo calor de sua inconformidade. Vivemos num mundo que clama por essa tarefa desafiadora da juventude. Urna tarefa para atenuar injustiças. Para aperfeiçoar a convivencia. Para afugentar as trevas. Para buscar novas solucóes sociais. Para eliminar a miseria, a fome e a exclusáo. Vivemos num mundo que anseia por um pacto de consciências e coraçoes. Que clama por urna ética sob urna nova ótica. Urna ética que nao produza um eco apenas oco. Urna ética que repercuta, de forma efetiva, na vida daqueles que estáo soterrados pela pirámide social. Vivemos num mundo que deseja justiça e, nao, violencia. Deseja paz e, nao, guerra. Emprego e, nâo, robotizaçâo. Compreensao crítica e, nâo, consciência mutilada. Vivemos num mundo a ser reconstruido pela juventude para concretizaçao de velhos sonhos. Sonhos, nâo apenas da conquista material, mas da conquista de valores éticos, moráis e humanos. Vivemos num mundo que precisa garantir abrigo, alimento, educaçâo e vida a todos. E dignidade. Vivemos num mundo em que a juventude precisa resistir. Ousar. Avançar. E impedir a barbarie que se materializa, da forma mais machucante, nos milhoes de crianças atiradas à sarjeta. Sem rosto e sem esperança. Vivemos num mundo, enfim, que precisa cada vez mais da força e dos ideáis da juventude. Urna juventude que saiba soletrar, com a boca, com o coraçao e, sobretudo, com a consciência este vocábulo táo decisivo e táo carente nos dias atuais: solidariedade. Adolfo Martins Presidente da Folha Dirigida 14

16 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ SOLIDARITY We are living in a world that is frightened by violence and unbalanced by social exclusion, crying out for reconstruction. A reconstruction that will depend on the idealism of the youth. Of their talent. Of their convictions. Of their work. Of their solidarity. We are living in a world that is in need of fraternity. Of justice. Affection. Dignity. Ethics. Humanity. We are living in a world marked by unbalance. By violence. Resignation. Extreme poverty. Discouragement. We are living in a world of social asymmetries. Of richness and poverty. Knowledge and ignorance. Doctors and illiterates. Banquets and hunger. Oppressors and oppressed. We are living in a world framed by anguish. By perplexity. Fear. Rebellion. Despair. We are living in a world of failed utopias. Of postponed dreams. Lost battles. Uncertain conquests. We are living in a world of divergences. Between economy and social ethics. Politics and income distribution. Technology and unemployment. Globalism and humanism. We are living in a world needy of new utopias. Of new hopes. New dreams. New ideas. New battles. We are living in a world, reliant of youth, a youth carrying the feeling of courage and resistance within their chest. And the feeling of affection and solidarity in their heart. We are living in a world in which todays worrying reality is the tomorrow we dreamt of yesterday. And the hopeful reality of tomorrow will be the yesterday we are dreaming of today. A tomorrow to be erected by the new generation. By the strength of their energy. By the vitality of their beliefs. By the warmth of their inconformity. 15

17 UNESCO FOLHA DIRIGIDA We are living in a world that longs for this challenging task for the youth. The task to attenuate injustices. Improve the living togetherness. Drive darkness away. Seek new social solutions. Eliminate poverty, hunger and exclusion. We are living in a world that longs for a pact of consciences and hearts. That longs for ethics under a new view. And not only empty echoed ethics. Ethics reflecting, effectively, in the lives of those buried by the social pyramid. We are living in a world that longs for justice, not violence. That longs for peace, not war. For employment, not automation. Critical comprehension, not mutilated consciousness. We are living in a world to be reconstructed by the youth to fulfill old dreams. Not only dreams of achieving material goals, but attaining ethical, moral and humane values. We are living in a world that needs to guarantee shelter, food, education and life for everyone. And dignity. We are living in a world in which the youth needs to resist. Dare. Advance. Prevent from the barbarism materializing itself in the most harmful way, in the millions of thrownaside children of no face or hope. We are living in a world, finally, that increasingly needs the strength and ideals of the youth. A youth that knows how to spell, with the mouth, with the heart, and above all, with conscience, such decisive and needy word in the current days: solidarity. Adolfo Martins Président de Folha Dirigida 16

18 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ SOLIDARITÉ Nous vivons dans un monde effrayé par la violence et déstabilisé par l'exclusion sociale, qui implore une reconstruction. Une reconstruction qui va dépendre de l'idéalisme des jeunes. De leur talent. De leurs convictions. De leur travail. De leur solidarité. Nous vivons dans un monde en manque de fraternité. De justice. D'affection. De dignité. D'éthique. D'humanité. Nous vivons dans un monde marqué par le déséquilibre. Par la violence. Par le conformisme. Par le manque de piété. Par la misère. Par le découragement. Nous vivons dans un monde d'assymétries sociales. De richesse et de pauvreté. De connaissance et d'ignorance. De diplômés et d'analphabètes. De banquet et de faim. D'oppresseur et d'opprimé. Nous vivons dans un monde encadré par les angoisses. Par les perplexités. Par les craintes. Par les révoltes. Par les désespoirs. Nous vivons dans un monde d'utopies ruinées. De rêves ajournés. De batailles perdues. De conquêtes incertaines. Nous vivons dans un monde de divergences. De l'économie avec l'éthique sociale. De la politique avec la distribution de revenus. De la technologie avec le chômage. De la globalisation avec l'humanisme. Nous vivons dans un monde en manque de nouvelles utopies. De nouveaux espoirs, De nouveaux rêves. De nouvelles idées. De nouvelles batailles. Nous vivons dans un monde dépendant de la jeunesse, une jeunesse qui porte dans la poitrine le sentiment de courage et de lutte. Et, dans le coeur, le sentiment d'affection et de solidarité. 17

19 UNESCO FOLHA DIRIGIDA Nous vivons dans un monde où, la réalité préoccupante d'aujourd'hui est le lendemain auquel nous rêvions hier. Et la réalité pleine d'espoir de demain sera l'hier auquel nous rêvons aujourd'hui. Un lendemain à ériger par la nouvelle génération. Par la force de son énergie. Par la vigueur de ses croyances.par la chaleur de son inconformisme. Nous vivons dans un monde qui implore cette tâche de défi de la jeunesse. Une tâche pour atténuer les injustices. Pour perfectionner la vie en société. Pour chasser l'ignorance. Pour chercher de nouvelles solutions sociales. Pour éliminer la misère, la faim et l'exclusion. Nous vivons dans un monde qui aspire à un pacte de consciences et de coeurs. Qui exige une éthique sous une nouvelle optique. Une éthique qui ne produise pas un écho à peine creux. Une éthique qui répercute, de manière effective, dans la vie de ceux qui sont, enterrés par la pyramide sociale. Nous vivons dans un monde qui désire la justice et non pas la violence. Qui désire la paix et non la guerre. Emploi et non robotisation. Compréhension critique et non conscience mutilée. Nous vivons dans un monde qui doit être reconstruit par la jeunesse pour concrétiser de vieux rêves. Des rêves non seulement de conquête matérielle, mais de conquête de valeurs éthiques, morales et humaines. Nous vivons dans un monde qui a besoin d'assurer à tous, abri, alimentation, éducation et vie. Et dignité. Nous vivons dans un monde où la jeunesse a besoin de résister. Oser. Avancer. Et empêcher la sauvagerie qui se matérialise, de manière plus blessante, chez des millions d'enfants jetés dans le caniveau. Sans visage et sans espoir. Nous vivons dans un monde, enfin, qui a chaque fois plus besoin de la force et des idéaux de la jeunesse. Une jeunesse qui sache épeler, avec la bouche, avec le coeur, et surtout, avec la conscience ce mot si décisif et si absent de nos jours : solidarité. Adolfo Martins Président de la Folha Dirigida 18

20 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ INDICE / CONTENT / INDEX Adriana de Almeida Abrantes 23 Faculdade Maraes Junior Adriana Stella Chammas 26 Escola Superior de Propaganda e Marketing - ESPM Alan Jones Macedo Souza 29 Faculdade de Direito de Campos Alessandra Nogueira da Silva 32 Universidade Federal Fluminense - UFF Alexandre Kronemberger de Mendonça 36 Universidade Estácio de Sá Aline do Carmo Rochedo 40 Centro Universitario Moacyr Sreder Bastos Aline Libório de Castro 44 Universidade Federal Fluminense - UFF André Carneiro Ramos 47 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Antonio Marcos Conçoives Pimentel 52 Universidade Federal Fluminense - UFF Bruno Azevedo da Costa 57 Faculdade de Filosofía de Campos Bruno Leal Pastor de Carvalho 60 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Carlos Alexandre de Carvalho 64 Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ Carlos Henrique Macena Babosa 67 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Carlos Santos de Oliveira 71 Universidade Veiga de Almeida Catarina Maria de Lima Pimentel Pereira Cil 75 Universidade Federal Fluminense - UFF Christianne Basilio e Silva 79 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Clarice Zeitel Vianna Silva 83 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Cristiane de Oliveira Alves 87 Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/Rio Daniella Baroncelli de Vasconcellos Ramos 92 Universidade Candido Mendes Eduardo Maciel Monteiro 95 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Eliete Marcelino Dias Andrade 100 Universidade Federal Fluminense - UFF Fábio Dona Barboza 103 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Fabricia da Silva Barros 108 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Fernanda Mulin de Assis 112 Universidade Estácio de Sí Fernanda Stiffens 116 Faculdade SENAI/CET1QT Fernanda Teixeira Schinesck 120 Universidade Santa Úrsula Flavio Aniceto dos Santos 124 Universidade Candido Mendes Gabriel Damasceno Bento da Silva 128 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

21 UNESCO FOLHA DIRIGIDA Gabriela Fonseca Saliba 132 Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitaçâo - 1BMR Gilcimai de Abrantes Moreita 135 Faculdades Silva Serpa Giovánia Cristina de Almeida Alves 139 Centro Universitario Plínio Leite Gisèle Marques Alves dos Santos 143 Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/Rio Graziela Gama de Carvalho 147 UniverCidade Gustavo Lopes Galindo 151 Universidade Estácio de Sá Hilda Kátia Lopes da Costa 155 Fundaçâo Educacional Serra dos Órgáos - FESO Isabela Ciarlini de Azevedo 159 Universidade Federal Fluminense - UFF Joaquim Cerqueira Neto 163 Universidade Candido Mendes Jorge Luiz Barbosa 167 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ José Roberto Vieira de Resende 171 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Jucilene Braga Alves Mauricio Nogueira 176 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Kelson dos Santos Araújo 179 UniverCidade Laone Lago 183 Faculdade de Direito Evandro Lins e Silva Leonardo Carvalho 187 Universidade Federal Fluminense - UFF Leticia Barboza Silva 191 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Lorena Braga Sales 195 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Luciana Rosa Batista 198 Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO Luiz Henrique dos Santos Moraes 201 Fundaçâo Educacional Serra dos Órgáos - FESO Luiz Felipe dos Santos Silva 204 Faculdade Machado de Assis Manuela Souza Siqueira Cordeiro 208 Faculdade de Direito de Campos Marcela Davino de Azevedo 211 Universidade Federal Fluminense - UFF Marcella Negreiros Guimaráes 215 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Marcelo Moraes Caetano 219 Universidade Estácio de Sá Marcos Pereira de Andrade Júnior 224 Universidade Estácio de Sá María Beatriz de Oliveira Marques 227 Universidade Gama Filho Maria Ribeiro Drummond 230 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Mariana Vieira Motta 234 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Marinilce de Lima Cordeiro dos Santos 238 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Mauricio Campos de Azevedo Brito 243 CEFET/RJ Melissa Jardim de Souza 248 Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Michelle Silva dos Santos 252 Faculdades Integradas Padre Humberto Michelle Thieme de Carvalho Moura 256 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Miriam Decothé Andrade 260 Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Monique Silva de Brito 263 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Natalie Teixeira Reinoso 266 Pontificia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/Rio 20

22 SOLIDARIEDADE SOLIDARITY SOLIDARITÉ Nazra Conêa da Silva Simáo 269 Instituto Metodista Bennett Nivea Oliveira 273 Universidade Gama Filho Odirley da Silva Soares 276 Centro Universitario Augusto Motta - UNISUAM Paula de Rezende Gallino 279 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Penelope Thais da Cunha Toledo 282 Universidade Federal Fluminense - UFF Priscilla da Silva Lima 286 UniverCidade Priscila Mariano da Rocha 290 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Priscila Pórtela Macedo 293 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Rafael Guimaráes Barboza 296 UniverCidade Raphael Gracindo Roubach 300 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Rebecca Roquetti Fernandes 304 Universidade Candido Mendes Renata Cristina Gonçalves de Mello 307 Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO Renato Alves e Silva 310 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Rinaldo Ferreira Marinho 313 Centro Universitario Carioca - UNICARIOCA Rita de Cássia Cortes Pedro Dias 317 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Robson Carlos de Souza 321 UniverCidade Rodrigo Jorge Ribeiro Neves 325 Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO Romulo Fulgoni Branco 329 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Ronídia da Silva Gusmáo 333 Universidade Candido Mendes Rosane Gonçalves 336 Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF Rossana Maria Miranda Vasconcelos 339 1SECENSA Samanta Susyan Santos Soto 342 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Samon Noyama 346 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Sandra Regina de Souza Marcelino 349 Universidade Veiga de Almeida Sara Salles de Azevedo 354 Universidade Esrácio de Sá Shirley Mariano da Costa Sanchez 358 Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO Silvia Helena da Gloria Borges 361 Centro Universitario de Barra Mansa - UBM Solange Isabel das Graças Cirico Costa 365 Faculdades Unificadas Serra dos Orgaos - FESO Tatiane Soares de Paulo da Silva 369 Universidade Iguaçu - UNIG Thayse Sena Gonçalves Negreiros 373 Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO Vanessa Carvalho Pacheco 377 Universidade Federal Fluminense - UFF Vania Motta dos Santos 380 Centro Universitario Augusto Motta - UNISUAM Victor Albuquerque Borges Quaresma Gonçalves 384 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Virgilio de Lima Pereira 388 Universidade Estadual do Norte Fluminense - UENF Walace Ferreira 391 Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Wesley Soares Guedes de Moraes 396 Universidade Federal Fluminense - UFF 21

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015

Bárbara Rodrigues da Silva 3ALEN, 2015 Pets reality There are about 30 millions abandoned pets only in Brazil. Among these amount, about 10 millions are cats and the other 20 are dogs, according to WHO (World Health Organization). In large

Leia mais

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire.

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Caros pais, A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Esta iniciativa insere-se no âmbito de um projeto

Leia mais

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE?

Visitor, is this is very important contact with you. WATH DO WE HERE? Visitor, is this is very important contact with you. I m Gilberto Martins Loureiro, Piraí s Senior Age Council President, Rio de Janeiro State, Brazil. Our city have 26.600 habitants we have 3.458 senior

Leia mais

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire

Cultural Identity of Young Volunteers Differences and understanding Empowering People. Volunteer Profile Questionnaire Volunteer Profile Questionnaire 1 Índice 1 VOLUNTEER PROFILE QUESTIONNAIRE... 1.1 Country... 1. AGE... 1. GENDER... 1..1 GENDER vs... 1. Qualification... 1..1 QUALIFICATION GREECE VS PORTUGAL... 1. Are

Leia mais

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica.

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. 2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). Présenta@on, notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine

Leia mais

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO PROJECTO PROVAS EXPERIMENTAIS DE EXPRESSÃO ORAL DE LÍNGUA ESTRANGEIRA - 2005-2006 Ensino Secundário - Inglês, 12º ano - Nível de Continuação 1 1º Momento GUIÃO Domínio de Referência: CIDADANIA E MULTICULTURALISMO

Leia mais

Searching for Employees Precisa-se de Empregados

Searching for Employees Precisa-se de Empregados ALIENS BAR 1 Searching for Employees Precisa-se de Empregados We need someone who can prepare drinks and cocktails for Aliens travelling from all the places in our Gallaxy. Necessitamos de alguém que possa

Leia mais

A ESCOLA COMO TRANSFORMADOR SOCIAL

A ESCOLA COMO TRANSFORMADOR SOCIAL A ESCOLA COMO TRANSFORMADOR SOCIAL MORAIS, Rafael Oliveira Lima Discente do curso de Pedagogia na Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva RESUMO O profissional que entender que é importante

Leia mais

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado Mateus Geraldo Xavier Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral Dissertação de Mestrado Programa de Pós-graduação em Teologia do Departamento de Teologia

Leia mais

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação

Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Renata Céli Moreira da Silva Responsabilidade Social no Ensino em Administração: um estudo exploratório sobre a visão dos estudantes de graduação Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa

Leia mais

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy

Compartilhando Energia Humana. Sharing Human Energy Compartilhando Energia Humana Sharing Human Energy A Chevron Brasil tem como estratégia e valor um plano de investimento social voltado para o incentivo à qualificação profissional e ao empreendedorismo

Leia mais

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS

01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS 01-A GRAMMAR / VERB CLASSIFICATION / VERB FORMS OBS1: Adaptação didática (TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS) realizada pelo Prof. Dr. Alexandre Rosa dos Santos. OBS2: Textos extraídos do site: http://www.englishclub.com

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM.

ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS. Prova-modelo. Instruções. Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. ACFES MAIORES DE 23 ANOS INGLÊS Prova-modelo Instruções Verifique se o exemplar da prova está completo, isto é, se termina com a palavra FIM. A prova é avaliada em 20 valores (200 pontos). A prova é composta

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA COMUNIDADE NO CONTEXTO EDUCACIONAL

A IMPORTÂNCIA DA COMUNIDADE NO CONTEXTO EDUCACIONAL A IMPORTÂNCIA DA COMUNIDADE NO CONTEXTO EDUCACIONAL SANTOS, Ananda Ribeiro dos Discente do Curso de Pedagogia da Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva CERDEIRA, Valda Aparecida Antunes Docente

Leia mais

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese

Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Portuguese Lesson A Welcome to Lesson A of Story Time for Portuguese Story Time is a program designed for students who have already taken high school or college courses or students who have completed other

Leia mais

NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL

NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL Silvia Néli Falcão Barbosa NAS TRAMAS DO COTIDIANO: ADULTOS E CRIANÇAS CONSTRUINDO A EDUCAÇÃO INFANTIL Dissertação de Mestrado DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO Programa de Pós-Graduação em Educação Rio de Janeiro

Leia mais

Conteúdo Programático Anual

Conteúdo Programático Anual INGLÊS 1º BIMESTRE 5ª série (6º ano) Capítulo 01 (Unit 1) What s your name? What; Is; My, you; This; Saudações e despedidas. Capítulo 2 (Unit 2) Who s that? Who; This, that; My, your, his, her; Is (afirmativo,

Leia mais

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60

PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 PALESTRA 1 DINÂMICA E ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA DE DOCUMENTAÇÃO E DAS BIBLIOTECAS DO CPII. VAGAS: 60 Professor Responsável: MARTA REGINA DE JESUS Dias / Hora / Local: 6a. Feira - 09/08 das 9:00 às 12:00h

Leia mais

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Leonardo Carvalho Braga A Justiça Internacional e o Dever de Assistência no Direito dos Povos de John Rawls DISSERTAÇÃO DE MESTRADO INSTITUTO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Programa de Pós-Graduação em Relações

Leia mais

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores

A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores A tangibilidade de um serviço de manutenção de elevadores Tese de Mestrado em Gestão Integrada de Qualidade, Ambiente e Segurança Carlos Fernando Lopes Gomes INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS Fevereiro

Leia mais

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO

CERTIFICADO DE ATIVIDADE DE EXTENSÃO Certificamos para os devidos que ESTEVÃO JÚNIOR participou da atividade de extensão de Simulado da OAB, promovida pelas Faculdades Kennedy de Minas Gerais, no dia 07 de outubro de 2015, com carga horária

Leia mais

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET

BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET BR-EMS MORTALITY AND SUVIVORSHIP LIFE TABLES BRAZILIAN LIFE INSURANCE AND PENSIONS MARKET 2015 1 e-mail:mario@labma.ufrj.br Tables BR-EMS, mortality experience of the Brazilian Insurance Market, were constructed,

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening )

NOTA: Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web. 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) Professor(a): Bispo, Suzamara Apª de Souza Nome: n.º 3º Web Barueri, / / 2009 Trimestre: 3ª Postagem Exercícios de reposição ( listening ) NOTA: ACTIVITY ONE: Put the verses in order according to what

Leia mais

Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo

Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC Elisangela da Silva Bernado Formação continuada de professores em escolas organizadas em ciclo Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como

Leia mais

ADRIANA CONCEICAO GRIGOLETO CE GOMES FREIRE DE ANDRADE, RUA SAO MAURICIO, 87,, PENHA, RIO DE JANEIRO - RJ / SALA: 5, PRÉDIO: UNICO - ANDAR: 1

ADRIANA CONCEICAO GRIGOLETO CE GOMES FREIRE DE ANDRADE, RUA SAO MAURICIO, 87,, PENHA, RIO DE JANEIRO - RJ / SALA: 5, PRÉDIO: UNICO - ANDAR: 1 Nome Local de Prova - PEDAGOGIA ADRIANA CONCEICAO GRIGOLETO CE GOMES FREIRE DE ANDRADE, RUA SAO MAURICIO, 87,, PENHA, RIO DE JANEIRO - RJ / SALA: 5, PRÉDIO: UNICO - ANDAR: 1 ALINE DE LIMA SANTOS CE GOMES

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair In America

WELCOME Entrevista Au Pair In America WELCOME Entrevista Au Pair In America MÓDULO 2. ENTREVISTA ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas do Skype com

Leia mais

APROVADOS PROCESSO SELETIVO FACULDADE ASA INICIO DAS AULAS EM FEVEREIRO 2015. ÓRDEM ALFABÉTICA.

APROVADOS PROCESSO SELETIVO FACULDADE ASA INICIO DAS AULAS EM FEVEREIRO 2015. ÓRDEM ALFABÉTICA. APROVADOS PROCESSO SELETIVO FACULDADE ASA INICIO DAS AULAS EM FEVEREIRO 2015. ÓRDEM ALFABÉTICA. Adamastor Jose Feliciano Neto Adriano Mendes dos Santos Alex Rodrigues Carneiro Aline Pereira Marciel Aline

Leia mais

Mestrado em Tradução. Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES. Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR DOUTOR PIERRE LEJEUNE

Mestrado em Tradução. Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES. Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR DOUTOR PIERRE LEJEUNE Mestrado em Tradução Tradução da primeira parte de Droit de la Famille de Dominique Fenouillet Relatório do Projecto de Tradução ANA CRISTINA LOPES SOARES Trabalho de projecto orientado pelo PROFESSOR

Leia mais

Claudia Fenerich. Pra que serve a filosofia, professor? Diálogos sobre ética. Dissertação de Mestrado

Claudia Fenerich. Pra que serve a filosofia, professor? Diálogos sobre ética. Dissertação de Mestrado Claudia Fenerich Pra que serve a filosofia, professor? Diálogos sobre ética Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do título de Mestre pelo Programa de Pós-Graduação

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013. Carlos Souza & Cristina Silva ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE COIMBRA Coimbra, May 2013 Carlos Souza & Cristina Silva Population: 10,6 million. According to INE (National Institute of Statistics) it is estimated that more than 2 million

Leia mais

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades

GUIÃO A. Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho. 1º Momento. Intervenientes e Tempos. Descrição das actividades Ano: 9º Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho GUIÃO A 1º Momento Intervenientes e Tempos Descrição das actividades Good morning / afternoon / evening, A and B. For about three minutes, I would like

Leia mais

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?.

WORKING CHILDREN. a) How many children in Britain have part-time jobs?. b) What do many Asian children do to make money in Britain?. Part A I. TEXT. WORKING CHILDREN Over a million school children in Britain have part-time Jobs. The number is growing, too. More and more teenagers are working before school, after school or on weekends.

Leia mais

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio como requisito

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

Guião M. Descrição das actividades

Guião M. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Inovação Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO Guião M Intervenientes

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

E S P A Ç. O L i. awesome hotel

E S P A Ç. O L i. awesome hotel E S P A Ç O L i b r i s awesome hotel PT EN FR Portefólio Portfolio Portefeuille www.espacolibris.com www.espacolibris.com www.espacolibris.com Í N D I C E PT EN FR I N D E X I N D E X Quem somos About

Leia mais

COMO APRENDEU CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA QUEM HOJE PRODUZ CIÊNCIA?

COMO APRENDEU CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA QUEM HOJE PRODUZ CIÊNCIA? Mônica de Cassia Vieira Waldhelm COMO APRENDEU CIÊNCIAS NA EDUCAÇÃO BÁSICA QUEM HOJE PRODUZ CIÊNCIA? O papel dos professores de ciências na trajetória acadêmica e profissional de pesquisadores da área

Leia mais

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa ISSN: 1980-7686 suporte@mocambras.org Universidade de São Paulo Brasil SOUSA, Lázaro Mariano de Reseña de "A África Ensinando

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE REITORIA DE ENSINO DE PÓS GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE REITORIA DE ENSINO DE PÓS GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO VICE REITORIA DE ENSINO DE PÓS GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS FORMAÇÃO DE EQUIPES DE ALUNOS QUE PARTICIPARÃO DOS 5º JOGOS MUNDIAIS

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

Saulo de Souza Ladeira. Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas. Dissertação de Mestrado

Saulo de Souza Ladeira. Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas. Dissertação de Mestrado Saulo de Souza Ladeira Técnica, território e ensino a distância: Articulações histórico-teóricas Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pósgraduação em Geografia da PUC-Rio como

Leia mais

Local de Prova LICEU FRANCO BRASILEIRO, RUA DAS LARANJEIRAS, 13/15,, LARANJEIRAS, RIO DE JANEIRO - RJ / SALA: 18, PRÉDIO: B - ANDAR: TER

Local de Prova LICEU FRANCO BRASILEIRO, RUA DAS LARANJEIRAS, 13/15,, LARANJEIRAS, RIO DE JANEIRO - RJ / SALA: 18, PRÉDIO: B - ANDAR: TER LOCAIS DE PROVA - ENADE 2011 ARQUITETURA E URBANISMO ALINE ROCHA GONCALVES ANA CARLA GONZALEZ DE ARAUJO ANA CAROLINA SOUZA RODRIGUES DA SILVA ANITA LUIZA DE SOUSA SOARES CARLA DA SILVA SOUZA CARLOS JOSE

Leia mais

Catalogue des nouvelles acquisitions

Catalogue des nouvelles acquisitions Bulletin Bibliographique Edition Nº 03 Bissau, 18/06/2013 CID Centre d Information et Documentation Nations Unies, Guine-Bissau www.gw.one.un.org www.cidnubissau.net Catalogue des nouvelles acquisitions

Leia mais

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes

Lesson 6 Notes. Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job. Language Notes Lesson 6 Notes Eu tenho um irmão e uma irmã Talking about your job Welcome to Fun With Brazilian Portuguese Podcast, the podcast that will take you from beginner to intermediate in short, easy steps. These

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015.

Belo Horizonte, 28 de setembro 2015. Certifico que, Ademir dos Santos Ferreira, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Certifico que, Almir Junio Gomes Mendonça, participou da palestra Logística Urbana, ministrada pelo Engenheiro

Leia mais

ABRÃO TAVARES DA SILVA JÚNIOR ADRIANA PINHEIRO QUARESMA ADRIANO SANTOS DE MESQUITA ALESSANDRA OLIVEIRA DOS SANTOS ALINE COSTA DA SILVA

ABRÃO TAVARES DA SILVA JÚNIOR ADRIANA PINHEIRO QUARESMA ADRIANO SANTOS DE MESQUITA ALESSANDRA OLIVEIRA DOS SANTOS ALINE COSTA DA SILVA PROCESSO SELETIVO 2016 EDITAL Nº 01/2015 PPGDOC/IEMCI/UFPA RESULTADO DA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES (Incluindo análise de recursos e novas inscrições recebidas via correios conforme previsto no edital)

Leia mais

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA

CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA CURSO TURNO NOME DO ALUNO CLASSIFICAÇÃO STATUS ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANA CLÁUDIA ARAUJO DA MOTA 0 Desclassificado ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA noturno ANDRÊSSA CAIXETA SOUZA 0 Desclassificado

Leia mais

PÚBLIO, Marcelo Abilio

PÚBLIO, Marcelo Abilio PÚBLIO, Marcelo Abilio Né le 10 juin 1975 à Sorocaba-SP (Brésil) m.publio@gmail.com Situation actuelle Depuis 2013 : Enseignant-Chercheur en photographie, audiovisuel et cinéma d animation à l'université

Leia mais

ENSINO MÉDIO 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS

ENSINO MÉDIO 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS SÍNTESE DA AULA DE INGLÊS ENSINO MÉDIO I VOCABULÁRIO IMPORTANTE: 1. MEMBROS DA FAMÍLIA 2. ALIMENTOS 3. DIAS DA SEMANA 4. MESES 5. ESTAÇÕES DO ANO 6. NUMERAIS CARDINAIS E ORDINAIS II - PERSONAL PRONOUNS

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

Hospital Sofia Feldman

Hospital Sofia Feldman Hospital Sofia ldman Relatório de Remuneração de Médicos Referente a Mês/Ano: 07/2015 NOME DO TRABALHADOR ROBERTO SALES MARTINS VERCOSA PAULO MAX GARCIA LEITE LUCAS BARBOSA DA SILVA JOAO BATISTA MARINHO

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

FRANCÊS INSTRUÇÕES 1 - ESTA PROVA CONTÉM 1 (UM) TEXTO SEGUIDO DE QUESTÕES DE COMPREENSÃO 2 - ESCOLHA E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA, SEMPRE DE ACORDO COM O TEXTO EXISTE-T-IL DES RECETTES POUR ÊTRE HEUREUX?

Leia mais

SELEÇÃO TUTORES A DISTÂNCIA 2015 2 NOTA FINAL CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UNIRIO

SELEÇÃO TUTORES A DISTÂNCIA 2015 2 NOTA FINAL CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA UNIRIO / NÃO ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE ANA PAULA SANTOS DE SOUZA 7,50 9,00 9,50 8,67 ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE JOSÉ MAURO DE OLIVEIRA BRAZ 4,50 8,50 9,00 7,33 ADOLESCÊNCIA E JUVENTUDE JONAS SALES DOS SANTOS 6,50

Leia mais

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 18, DE 15 DE OUTUBRO DE 2007

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 18, DE 15 DE OUTUBRO DE 2007 MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 18, DE 15 DE OUTUBRO DE 2007 RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº 17, DE 08 DE OUTUBRO DE 2007 - RESULTADO DO CURSO DE FORMAÇÃO

Leia mais

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level

Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental. Parent Academy Digital Citizenship. At Elementary Level Parent Academy Digital Citizenship At Elementary Level Treinamento para Pais Cidadania digital No Nível Fundamental Pan American School of Bahia March 18 and 29, 2016 Digital Citizenship Modules Cyberbullying

Leia mais

Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Tarde

Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Tarde Escola : Centro Profissionalizante Jornalista Cristiano Donato Curso : Francês Turno : Colocação : 25 Aluno : Matheus Rodrigues Cavalcante Colocação : 26 Aluno : Ana Paula Santos Lira Colocação : 27 Aluno

Leia mais

Guião A. Descrição das actividades

Guião A. Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Ponto de Encontro Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: Um Mundo de Muitas Culturas Duração da prova: 15 a 20 minutos 1.º MOMENTO

Leia mais

Composição social e cognitiva de turmas e desempenho em Leitura e Matemática: como evoluem as desigualdades educacionais?

Composição social e cognitiva de turmas e desempenho em Leitura e Matemática: como evoluem as desigualdades educacionais? Elisangela da Silva Bernado Composição social e cognitiva de turmas e desempenho em Leitura e Matemática: como evoluem as desigualdades educacionais? Tese de Doutorado Tese apresentada ao Departamento

Leia mais

Certificado. Prof. Thomas Buck Coordenador da Agência de Inovação. Prof. Marcelo Dultra Coordenador da Incubadora de Negócios

Certificado. Prof. Thomas Buck Coordenador da Agência de Inovação. Prof. Marcelo Dultra Coordenador da Incubadora de Negócios Certificamos que GLAUBER ARAUJO ALENCAR CARTAXO participou da PALESTRA INOVAÇÃO UNIFACS/ LANÇ. CONCURSO DE JOGOS (10h30min às 12h), na abertura da I Semana de Empreendedorismo e Inovação da UNIFACS, promovida

Leia mais

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado

Andrew is an engineer and he works in a big company. Sujeito Predicado (e) Suj. Predicado Inglês Aula 01 Título - Frases básicas em Inglês As orações em Inglês também se dividem em Sujeito e Predicado. Ao montarmos uma oração com um sujeito e um predicado, montamos um período simples. Estas

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você)

(Eu) sempre escrito em letra maiúscula, em qualquer posição na frase. (Tu, você) Nome: nº. 6º.ano do Ensino fundamental Professoras: Francismeiry e Juliana TER 1º BIMESTRE PERSONAL PRONOUNS (Pronomes pessoais) O que é pronome pessoal? O pronome pessoal substitui um nome, isto é um

Leia mais

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 1ª Etapa: Análise Curricular INSTRUÇÕES GERAIS PARA TODOS OS CANDIDATOS a) O candidato deverá chegar ao local com uma hora de antecedência do i nício

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS - UNIMONTES COMISSÃO TÉCNICA DE CONCURSOS - COTEC

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MONTES CLAROS - UNIMONTES COMISSÃO TÉCNICA DE CONCURSOS - COTEC Cargo: 003 - PROFESSOR FORMADOR Curso Técnico em Agronegócio - Introdução ao Agronegócio 01Vaga(s) M6594004 LEANDRO MACHADO FONSECA 2,00 136 28/09/1975 1 2 Página 1 de 40 Cargo: 004 - PROFESSOR FORMADOR

Leia mais

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design

A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Marcelo Vianna Lacerda de Almeida A eficiência do signo empresarial e as estratégias de legitimação do campo do design Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Design

Leia mais

WELCOME Entrevista Au Pair Care

WELCOME Entrevista Au Pair Care WELCOME Entrevista Au Pair Care MÓDULO 2. ENTREVISTA-PERGUNTAS EXTRAS ENTREVISTA FÓRMULA PARA O SUCESSO Passo 1 Vai ser uma conversa informal, então relaxe! Parte 2 Algumas perguntas vão ser as mesmas

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Prova Escrita de Inglês 6º Ano de Escolaridade Prova 06 / 2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 90 minutos. 2014 Prova 06/ 2.ª F.

Leia mais

Marina Costa Cruz Peixoto. Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes

Marina Costa Cruz Peixoto. Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes Marina Costa Cruz Peixoto Responsabilidade Social e Impacto no Comportamento do Consumidor: Um caso da indústria de refrigerantes DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO Programa de Pós-Graduação

Leia mais

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks

LÍNGUA INGLESA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Reading - Typographic Marks Conteúdo: Reading - Typographic Marks Habilidades: Utilizar as Marcas Tipográficas para facilitar a compreensão e também chamar a atenção do leitor. Typographic Marks O que são marcas tipográficas? As

Leia mais

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br

Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br A Importância Estratégica do Software Livre Rubens Queiroz de Almeida queiroz@unicamp.br O que é o GNU/Linux? Richard Stallman Free Software Foundation Linus Torvalds Kernel Linux Linux é uma implementação

Leia mais

DIÁRIO DE BORDO CONTINGENTE PORTUGUÊS. 22 a 25 de Abril de 2011

DIÁRIO DE BORDO CONTINGENTE PORTUGUÊS. 22 a 25 de Abril de 2011 DIÁRIO DE BORDO CONTINGENTE PORTUGUÊS. 22 a 25 de Abril de 2011 2 MENSAGEM DO CHEFE DE CONTINGENTE Meus caros Caminheiros, Companheiros e Dirigentes... Mais uma vez, uns quantos de nós, terão oportunidade

Leia mais

Hoje trago um texto traduzido para vocês com um tema quentíssimo para todos os certames: O programa Mais Médicos.

Hoje trago um texto traduzido para vocês com um tema quentíssimo para todos os certames: O programa Mais Médicos. Hi, students! Hoje trago um texto traduzido para vocês com um tema quentíssimo para todos os certames: O programa Mais Médicos. Além disso, tenho uma super novidade para vocês: minha página no facebook!

Leia mais

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública

Desenvolvimento e Mudanças na Gestão Pública UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CEAD / UNIRIO PROGRAMA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PNAP CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE ORGANIZAÇÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CLASSIFICAÇÃO GERAL POR CURSO

PROCESSO SELETIVO RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 CLASSIFICAÇÃO GERAL POR CURSO Inscrição GILBRAN COSTA GUIMARÃES 003020851100087 662,64 Cirurgia Geral 1 * MARCELA SILVA VIEIRA 003027851100098 655,49 Cirurgia Geral 2 * GUTENBERG DINIZ BORBOREMA 003021851100096 619,4 Cirurgia Geral

Leia mais

Erasmus Student Work Placement

Erasmus Student Work Placement Erasmus Student Work Placement EMPLOYER INFORMATION Name of organisation Address Post code Country SPORT LISBOA E BENFICA AV. GENERAL NORTON DE MATOS, 1500-313 LISBOA PORTUGAL Telephone 21 721 95 09 Fax

Leia mais

Lista de candidatos aprovados na Triagem Processo Seletivo 001/15 Almenara. Cargo: 001/15 Ensino Médio. Araxá

Lista de candidatos aprovados na Triagem Processo Seletivo 001/15 Almenara. Cargo: 001/15 Ensino Médio. Araxá Lista de candidatos aprovados na Triagem Processo Seletivo 001/15 Almenara GILBERTO CARDOSO OTONI 45,0 Aprovado (a) ROMULO BATISTA RODRIGUES - Ausente Araxá JANAÍNA MARIA LEMOS - Ausente JANAÍNA MARIA

Leia mais

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013

WWW.ADINOEL.COM Adinoél Sebastião /// Inglês Tradução Livre 75/2013 PASSO A PASSO DO DYNO Ao final desse passo a passo você terá o texto quase todo traduzido. Passo 1 Marque no texto as palavras abaixo. (decore essas palavras, pois elas aparecem com muita frequência nos

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO

COMANDO DA AERONÁUTICA ESCOLA DE ESPECIALISTAS DE AERONÁUTICA SUBDIVISÃO DE ADMISSÃO E DE SELEÇÃO Questão: 26 30 41 A questão 26 do código 02, que corresponde à questão 30 do código 04 e à questão 41 do código 06 Nº de Inscrição: 2033285 2041257 2030195 2033529 2032517 2080361 2120179 2120586 2037160

Leia mais

Como dizer quanto tempo leva para em inglês?

Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Como dizer quanto tempo leva para em inglês? Você já se pegou tentando dizer quanto tempo leva para em inglês? Caso ainda não tenha entendido do que estou falando, as sentenças abaixo ajudarão você a entender

Leia mais

RESULTADO OFICIAL CONCURSO VESTIBULAR/2012 - FUNEDI/UEMG - 04/12/2011 LISTAGEM DE CANDIDATOS APROVADOS - CONSULTAR A SITUAÇÃO DO CURSO COM CP

RESULTADO OFICIAL CONCURSO VESTIBULAR/2012 - FUNEDI/UEMG - 04/12/2011 LISTAGEM DE CANDIDATOS APROVADOS - CONSULTAR A SITUAÇÃO DO CURSO COM CP CONCURSO VESTIBULAR/0 - FUNEDI/UEMG - 0//0 ADNA RODRIGUES CAETANO 0 ALEF NASCIMENTO REIS ALESSANDRA DE SOUSA OLIVEIRA 0 ALEX DIAS CHAGAS 0 ALEXANDRE SOUZA FERNANDES 0 ANA FLÁVIA DE OLIVEIRA ANA PAULA DA

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil

Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil Josy Fischberg Criança e jornalismo: um estudo sobre as relações entre crianças e mídia impressa especializada infantil Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem

Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem Importância do desenvolvimento da competência ética nos estudantes de enfermagem Importance du développement de la compétence éthique chez les étudiants infirmiers Maria Susana Pacheco (Escola Superior

Leia mais

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego

AMIGOS DO PROJECTO. Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego Ler é sonhar pela mão de outrem. Fernando Pessoa, Livro do Desassossego AMIGOS DO PROJECTO O projecto Ler Mais e Escrever Melhor nasceu a 17 de Julho de 2008. Encontra-se numa fase de vida a infância que

Leia mais

Relatório de Resultado por Curso 3,00 54,00 56,00 60,00 70,00 58,00 9,00 10,00 11,00 12,00 21,00

Relatório de Resultado por Curso 3,00 54,00 56,00 60,00 70,00 58,00 9,00 10,00 11,00 12,00 21,00 Av. Professor Mário Werneck, 25 Buritis 3050 Belo Horizonte/MG 1º Vestibular e Exame de Seleção de 15 do IFMG Campus Santa Luzia Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo 54 139 13 5423 3 57 191 117 2 2 172

Leia mais

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra

SEYMOUR PAPERT Vida e Obra SEYMOUR PAPERT Vida e Obra Eva Firme Joana Alves Núria Costa 1 de Março de 1928 -EUA Activista - movimento anti-apartheid 1954-1958 - Universidade de Cambridge (matemática). 1958-1963 - Centro de Epistemologia

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado Turma : A 2002 1 Ana Catarina Loureiro Silva S 171 2 André Eduardo Dias Santos S 173 3 Ângelo Rafael Costa e Silva S S 2007 4 Bruno da Silva Gonçalves S 20 5 Catarina Daniela

Leia mais

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 OFERTA 2737 433133 2737 435006 2737 433645 2737 431145 2737 411431 2737 447993 2737 432457 2737 412330 2737 415973 2737 427952 2737 417413 2737 417268

Leia mais

Descrição das actividades

Descrição das actividades Proposta de Guião para uma Prova Grupo: Em Acção Disciplina: Inglês, Nível de Continuação, 11.º ano Domínio de Referência: O Mundo do Trabalho Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião D 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

A programação infantil na televisão brasileira sob a perspectiva da criança

A programação infantil na televisão brasileira sob a perspectiva da criança Mônica Monteiro da Costa Boruchovitch A programação infantil na televisão brasileira sob a perspectiva da criança DISSERTAÇÃO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Leia mais

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL A: Tous les acteurs de la filière du Commerce Equitable certifiés pour la mangue, la banane, la pulpe d araza / Produtores e Comerciantes certificados da manga, da banana e da polpa de araza de CJ Tous

Leia mais

A formação do engenheiro para as próximas décadas

A formação do engenheiro para as próximas décadas Seminário Inovação Pedagógica na Formação do Engenheiro Universidade de São Paulo Maio de 2003 A formação do engenheiro para as próximas décadas Henrique Lindenberg Neto Escola Politécnica da Universidade

Leia mais