Anexo II Termo de Referência. CONSULTOR (5 vagas) Instrutores para formação de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anexo II Termo de Referência. CONSULTOR (5 vagas) Instrutores para formação de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas"

Transcrição

1 Anexo II Termo de Referência CONSULTOR (5 vagas) Instrutores para formação de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas Projeto: a consultoria será realizada no âmbito do projeto BRA/15/003 Organização dos I Jogos Mundiais Indígenas. Objetivo: O presente Termo de Referência tem por objetivo contratar instrutores para atuarem na capacitação de voluntários em preparação a sua atuação nos I Jogos Mundias dos Povos Indígenas Período total: 80 dias Local: Palmas - TO JUSTIFICATIVA: A. Sobre os I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas Os I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMI) acontecerão de 20 de outubro a 1 de novembro de 2015 em Palmas (TO) com a presença de mais de dois mil atletas indígenas de 30 (trinta) países. Além dos indígenas das Américas, também estarão presentes os povos da Austrália, Japão, Noruega, Canadá, Estados Unidos e Filipinas. Do Brasil, 24 (vinte e quatro) etnias devem participar da competição. No total, cerca de indígenas deverão estar representados nos Jogos. O evento é composto por esportes indígenas, que se dividem em jogos tradicionais demonstrativos ou jogos nativos de integração e por esportes ocidentais competitivos, que também têm a característica de unificação das etnias e povos indígenas. Paralelamente às atividades esportivas, ocorrerão atividades culturais que serão lideradas pelos povos indígenas e celebrarão a diversidade e a cultura nativa. Os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas serão uma oportunidade única de fortalecimento da cultura indígena, trazendo benefícios a curto e longo prazo para a região. 1

2 Os Jogos dos Povos Indígenas foram concebidos para edificar e fortalecer políticas públicas capazes de instituir mecanismos de valorização das etnias, resgatando, divulgando e respeitando a diversidade cultural e as tradições indígenas. As atividades esportivas e culturais dos jogos pretendem ampliar a convivência já instituída nos jogos nacionais entre os diferentes grupos étnicos desses países, dando aos participantes a oportunidade de conhecer, interagir e se socializar com os costumes, hábitos e culturas da população indígena de diversas partes do mundo. A programação contempla jogos esportivos indígenas, atividades culturais, passeios turísticos e gastronomia. Espera-se que aproximadamente 100 mil pessoas participem do evento, criando um conjunto de atividades que possibilitam a interação e inter-relação de etnias diversificadas. Os 13 dias de evento incluem visitação a pontos turísticos, três dias de ambientação, um festival cultural, gastronomia, uma feira de artesanato e 10 dias de programação desportiva (jogos nativos de integração, jogos tradicionais demonstrativos e jogos ocidentais), shows e apresentações. Os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas oferecem uma oportunidade de celebração envolvendo o povo brasileiro e estrangeiro, com vivências culturais diversificadas e focadas no respeito, na valorização e na busca pelo conhecimento, propiciando maior harmonia e respeito entre os povos. Eles propiciam, além disso, um ambiente em que a paz e o respeito mútuo se conectam para apresentar ao mundo a história do povo indígena brasileiro e suas possibilidades, instalados em uma modernidade que não omite a historicidade cultural. O evento vem se permeando pela lógica da ação, reflexão, ação, registrada na memória de seus participantes e organizadores, em filmes, vídeos e livros que permitem avaliar seu papel, sua estrutura e sua lógica de funcionamento, que difere em muito dos eventos esportivos tradicionais, considerando a especificidade e diversidade do povo indígena brasileiro. O objetivo geral dos Jogos é fomentar, divulgar e preservar a cultura indígena por meio de manifestações culturais desportivas, ambientais e artísticas, compartilhando os valores tradicionais dos povos indígenas no cenário internacional. B. Sobre o Programa de Voluntariado dos I JMPI O programa de voluntariado dos I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas oferece a oportunidade de vivência e colaboração voluntária à realização dos Jogos. Os voluntários poderão: Atuar como attaché, o que significa acompanhar uma delegação no dia a dia, auxiliando nas necessidades gerais desta; 2

3 Auxiliar na organização e realização das atividades esportivas; Contribuir com a realização da programação cultural; Apoiar o trabalho da equipe de relações públicas/comunicação; Dar suporte à infraestrutura e organização de materiais do evento; Atuar como intérprete prestando suporte de comunicação com os convidados internacionais; Dentre outras ações relacionadas à realização do evento. A atuação no programa de voluntariado oferece aos colaboradores uma oportunidade única de engajamento nos I JMPI, participando deste importante momento de fomento e celebração da cultura indígena. Estima-se a atuação de cerca de 450 voluntários durante os I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Cada grupo de aproximadamente 20 voluntários contará com um monitor, que será responsável por acompanhar a frequência, pontualidade e desempenho dos voluntários, assim como orientá-los para plena execução das atividades designadas. Cada grupo de cerca de 10 monitores será acompanhado por um coordenador de voluntários, devendo o monitor manter comunicação constante com o supervisor de voluntários responsável, reportando progresso e eventuais dificuldades cotidianas durante o período de realização dos Jogos. Os coordenadores, por sua vez, deverão manter comunicação constante com a equipe organizadora do programa do voluntariado dos I JMPI. Os voluntários receberão formação de cerca de 20 horas/aula (podendo ser realizada no período diurno e/ou noturno), prevista para o período de 28/09 a 09/10. Os voluntários não residentes em Palmas-TO tem sua capacitação prevista para o período de 15 a 17/10/2015. A formação contemplará principalmente conteúdos relacionados ao voluntariado, cultura e história indígena, assim como temas específicos relacionados aos I JMPI. 2. ATIVIDADES: O instrutor será responsável por ministrar os conteúdos da formação de voluntários, conforme metodologia e programa desenvolvido pela coordenação do programa de voluntariado dos I JMPI. Dentre as atividades previstas no escopo de trabalho do (a) instrutor(a), destacam-se: participar de capacitação de cerca de 20 horas/aula, a ser oferecida pela organização dos I JMPI, para orientações específicas para sua atuação como instrutor; Ministrar conteúdos do programa de capacitação de voluntários durante o período de formações; acompanhar a frequência e desempenho dos voluntários alocados a suas turmas de formação; 3

4 elaborar relatório final de formação de voluntários sob sua responsabilidade; participar de reuniões de feed-back/ avaliação do programa de formação de voluntários. 3. PRODUTO: 1. Relatório final de formação de voluntários, incluindo ao menos: relatório de participação em capacitação para desempenho de suas funções; relação de voluntários formados em cada turma sob sua responsabilidade; folhas de frequência às formações, assinadas pelos voluntários; descrição das atividades de formação de voluntários realizadas; análise geral sobre o programa de formação de voluntários, com sugestão de pontos de sucesso e elementos a serem revistos em eventual replicação da experiência. 4. CRONOGRAMA DE ENTREGA DOS PRODUTOS E PAGAMENTOS: PRODUTO Valor (R$) Pagamento (%) Produto ,00 100% Total 2.500,00 100% Data esperada de entrega Até 10 dias após término das formações O prazo de vigência do contrato será de 80 dias a partir da assinatura do contrato. Os pagamentos serão realizados mediante apresentação e aprovação do produto. Somente serão pagos os produtos que efetivamente atenderem tecnicamente às demandas exigidas neste Termo de Referência e que tiverem a qualidade exigida para a consultoria. 5. DISPONIBILIDADE O(A) candidato(a) deve ter disponibilidade para: início imediato dos trabalhos em Palmas - TO; 4

5 participar de capacitação para atuação como instrutor, prevista para o período de 27/08 a 03/09, em Palmas TO; disponibilidade em tempo integral no período de 28/09 a 09/10 e 15 a 17/10, em Palmas TO, para atuar como instrutor de formação de voluntários dos I JMPI. 6. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL Requisitos obrigatórios: Nível superior completo; Experiência anterior em voluntariado; Fluência em português; Experiência anterior em capacitação/formação; Requisitos desejáveis: Experiência anterior em atividades relacionadas a povos indígenas; Experiência anterior com voluntariado em grandes eventos; Experiência anterior em formação de voluntários. 7. DA CANDIDATURA Os candidatos deverão enviar: currículos (preferencialmente no formato P11, disponível em ); carta de apresentação; e ficha de candidatura (anexo I). Os documentos de candidatura deverão ser enviados ao indicando no título da mensagem Instrutor voluntariado I JMPI. Será automaticamente desclassificado o candidato que não enviar a documentação completa acima exigida. Apenas os candidatos pré-selecionados serão contatados. Data limite para envio de candidaturas: 20 de Agosto de

6 NOME COMPLETO: Endereço completo: Anexo I FICHA DE CANDIDATURA EDUCADORES VOLUNTARIADO I JMPI 2015 Bairro: Cidade/UF: CEP: Telefone de contato Fixo: ( ) Celular: ( ) Facebook (opcional): QUESTIONÁRIO 1. Você presta ou prestou serviço como voluntário? ( ) sim ( ) não Em caso afimativo, descreva sua experiência: 2. Você é uma pessoa com deficiência? ( ) sim ( ) não Em caso afirmativo, indicar necessidades: ( ) Braille ( ) Escrita ampliada ( ) Libras ( ) Outros (informar): 3. Você é indígena? ( ) sim ( ) não Em caso afirmativo, indicar a etnia: 4. Qual a sua motivação em atuar como educador de voluntários dos JMPI 2015 (máximo de 100 palavras): 6

7 5. Descreva a sua experiência com a temática de coordenação, liderança e trabalho em equipe (máximo de 100 palavras) 6. Descreva a sua experiência na área de formação e com a metodologia participativa: 7. Que idioma(s) você domina? Especifique o nível de proficiência: IDIOMA INICIANTE INTERMEDIÁRIO AVANÇADO ÁRABE CHINÊS ESPANOL FRANCÊS INGLÊS RUSSO OUTROS: 8. Você conhece a lingua de sinais: ( ) sim ( ) não Em caso afirmativo, informe qual: 9. Marque entre as opções abaixo as suas 2 principais características: Organização Pontualidade Assiduidade Proatividade capacidade de trabalho em equipe envolvimento com causas coletivas Entusiasmo Extroversão Liderança 7

Anexo II Termo de Referência. CONSULTOR (30 vagas) Monitores para acompanhamento de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas

Anexo II Termo de Referência. CONSULTOR (30 vagas) Monitores para acompanhamento de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas Anexo II Termo de Referência CONSULTOR (30 vagas) Monitores para acompanhamento de voluntários dos I Jogos Mundiais Indígenas Projeto: a consultoria será realizada no âmbito do projeto BRA/15/003 Organização

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE COLABORADORES VOLUNTÁRIOS PARA I EDIÇÃO DOS JOGOS MUNDIAIS DOS POVOS INDÍGENAS

EDITAL DE SELEÇÃO DE COLABORADORES VOLUNTÁRIOS PARA I EDIÇÃO DOS JOGOS MUNDIAIS DOS POVOS INDÍGENAS EDITAL DE SELEÇÃO DE COLABORADORES VOLUNTÁRIOS PARA I EDIÇÃO DOS JOGOS MUNDIAIS DOS POVOS INDÍGENAS O Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA), por meio da Coordenação de Extensão e Assuntos

Leia mais

Os Jogos dos Povos Indígenas.

Os Jogos dos Povos Indígenas. Os Jogos dos Povos Indígenas. 1ª - Goiânia/GO: 1996 Os Jogos dos Povos Indígenas é um evento de competição esportiva criado em 1996 através de uma iniciativa indígena brasileira, do Comitê Intertribal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS EDITAL nº 45/2015 CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES MODALIDADE:

Leia mais

CAPÍTULO I: DA NATUREZA E FINALIDADE

CAPÍTULO I: DA NATUREZA E FINALIDADE REGULAMENTO DOS NÚLCLEOS DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS E INDÍGENAS (NEABIs) DO IFRS Aprovado pelo Conselho Superior do IFRS, conforme Resolução nº 021, de 25 de fevereiro de 2014. CAPÍTULO I: DA NATUREZA

Leia mais

EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID EDITAL PIBID-FUNEC SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID A FUNEC Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul, através

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO DE MONITORIA VOLUNTÁRIA DO CONEXÃO MUNDO 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO

REGULAMENTO DO PROJETO DE MONITORIA VOLUNTÁRIA DO CONEXÃO MUNDO 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO REGULAMENTO DO PROJETO DE MONITORIA VOLUNTÁRIA DO CONEXÃO MUNDO 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO Art. 1º O Programa Conexão Mundo é uma parceria SESI-DN/SENAI-DN e a ONG americana US-Brazil Connect que tem

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) N.º e Título do Projeto BRA 06/005 A Educação Como Fator de Coesão Social Natureza do Serviço Modalidade Localidade de Trabalho Consultoria Produto Brasília/DF Objetivo da Contratação

Leia mais

EDITAL 020/2014 DE CHAMAMENTO 2014

EDITAL 020/2014 DE CHAMAMENTO 2014 EDITAL 020/2014 DE CHAMAMENTO 2014 A GUAYÍ, Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, sediada na Rua José do Patrocínio 611, Bairro Cidade Baixa, Porto Alegre, RS, CEP 90050-003, torna público

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA MODALIDADE PRODUTO Número e Título do Projeto Função no Projeto: Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação)

Leia mais

Seleção de Tutores para Polo Regional Nordeste Setentrional da Rede Nacional de Formação para Inclusão Digital nas Comunidades Telecentros.

Seleção de Tutores para Polo Regional Nordeste Setentrional da Rede Nacional de Formação para Inclusão Digital nas Comunidades Telecentros. PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES - TELECENTROS.BR REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL POLO REGIONAL NORDESTE SETENTRIONAL EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Seleção de

Leia mais

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário Ministério do Esporte Cartilha do Voluntário O Programa O Brasil Voluntário é um programa de voluntariado coordenado pelo Governo Federal, criado para atender à Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2014 - Voluntário

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2014 - Voluntário TERMO DE REFERÊNCIA Nº 002/2014 - Voluntário A Caritas Arquidiocesana de São Paulo (CASP), entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA)

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ESPECIALIZADA (PESSOA FÍSICA) Contrato por Produto Nacional CONSULTOR SÊNIOR Número e Título do Projeto: BRA/09/004 Fortalecimento da CAIXA no seu processo

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Letras - Inglês Obs.: Para proposta

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014 FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL DEINTER PROEXT 2014 EDITAL 02/2014 SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA PROGRAMA DE EXTENSÃO O Departamento de

Leia mais

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Introdução Por ocasião da escolha dos Emirados de Sharjah como capital da cultura islâmica em 2014, e patrocínio

Leia mais

Edital de apoio à participação no Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística.

Edital de apoio à participação no Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística. Edital de apoio à participação no Seminário Ibero-Americano da Diversidade Linguística. 1. Introdução O Seminário Ibero-americano da Diversidade Linguística pretende ser um marco na discussão de políticas

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA SELEÇÃO DE COORDENADORES DE TURMAS ETAPA 2014

ORIENTAÇÕES PARA SELEÇÃO DE COORDENADORES DE TURMAS ETAPA 2014 ORIENTAÇÕES PARA SELEÇÃO DE COORDENADORES DE TURMAS ETAPA 2014 A Coordenadora Geral do Programa Todos Pela Alfabetização TOPA, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no Art. 10 da

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 015/2015/USJ

EDITAL INTERNO Nº 015/2015/USJ EDITAL INTERNO Nº 015/2015/USJ ABRE INSCRIÇÕES PARA SELEÇÃO DE DISCENTE (S) PARA ATUAR COMO VOLUNTÁRIO/A EM PROJETO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JUNTO AO NÚCLEO DE ESTUDOS AFRO-BRASILEIRO E INDÍGENA (NEABI).

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO E.E. PROFª ALICE MADEIRA JOÃO FRANCISCO SANTA EUDÓXIA-DISTRITO DE SÃO CARLOS RUA

Leia mais

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO

ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO ORIENTAÇÕES: NORMAS E PRAZOS PARA INSCRIÇÃO DE PROJETOS PARA A IV MOSTRA REGIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DA REDE ESTADUAL DE ENSINO 1 INTRODUÇÃO A Política Estadual de Educação Ambiental tem como princípios

Leia mais

1. O Fórum Educação e Sociedade : O Fórum Educação e Sociedade é organizado por entidades brasileiras e francesas e tem por objetivo:

1. O Fórum Educação e Sociedade : O Fórum Educação e Sociedade é organizado por entidades brasileiras e francesas e tem por objetivo: Chamada para Seleção das Candidaturas de Alunos para participar do Forum Educação e Sociedade desenvolvido em parceria pela Rede Brasil (França), Fiocruz e Rede Federal de Educação Tecnológica a ser realizado

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA

PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA OOBJETIVO PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI E UNIVERSIDAD NACIONAL DE CUYO PROJETO DE INTEGRAÇÃO ACADÊMICA ENTRE BRASIL E ARGENTINA 1.1 O Programa de Mobilidade Acadêmica

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015.

1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVO E FOCO TEMÁTICO INSCRIÇÕES 14º DIA DO VOLUNTARIADO 2015. REV.: 03 Pág.: 1 de 6 A Manaus Ambiental torna público que estão abertas as inscrições para a seleção de Instituições e Projetos Sociais para o 14º Dia do Voluntariado. A empresa realizará o processo de

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA DA SAÚDE Edital PPGPS Nº 01/2015 para Seleção de Candidatos ao PNPD 2015 PROCESSO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS PARA EDUCAÇÃO DO CAMPO E DIVERSIDADE COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

Leia mais

Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais. Edital No. 010/2014

Reitoria Coordenadoria de Relações Internacionais. Edital No. 010/2014 Edital No. 010/2014 COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS/ SETI - Programa de mobilidade internacional com Utah/EUA Considerando o Memorando de Entendimento entre a Secretaria de Educação do Estado

Leia mais

EDITAL PIBID-FUNEC - Nº 001/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID

EDITAL PIBID-FUNEC - Nº 001/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID EDITAL PIBID-FUNEC - Nº 001/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID A FUNEC Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS - UEMG ESCOLA DE DESIGN ED COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO NUCLEO INTEGRADOR DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - NIPP PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA VOLUNTÁRIA 2008 Aprovado pelo

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E ASSESSORIA AOS

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E ASSESSORIA AOS ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA E ASSESSORIA AOS TRABALHADORES RURAIS E MOVIMENTOS POPULARES CNPJ: 03.256.366/0001-14 Inscrição Municipal: 1.3842-142 Endereço: Rua Dom Antônio Monteiro, Nº 257 Bairro

Leia mais

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário.

visitas às instituições sociais. Os colaboradores voluntários também foram consultados, por meio da aplicação de um questionário. 1. Apresentação O Voluntariado Empresarial é um dos canais de relacionamento de uma empresa com a comunidade que, por meio da atitude solidária e proativa de empresários e colaboradores, gera benefícios

Leia mais

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações?

SESI. Empreendedorismo Social. Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? SESI Empreendedorismo Social Você acredita que sua idéia pode gerar grandes transformações? REGULAMENTO SESI Empreendedorismo Social A inovação social é o ponto de partida para um novo modelo que atende

Leia mais

EDITAL Nº 005/2014 - FUNDAEPE

EDITAL Nº 005/2014 - FUNDAEPE EDITAL Nº 005/2014 - FUNDAEPE A FUNDAÇÃO DIAMANTINENSE DE APOIO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO FUNDAEPE torna público, para conhecimento dos interessados, os procedimentos e normas que regulamentam a reabertura

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Licitação RH/2012/032

UNICEF BRASIL Edital de Licitação RH/2012/032 UNICEF BRASIL Edital de Licitação RH/2012/032 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida empresas e consultores

Leia mais

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras

Ideias Criativas em Práticas Inovadoras Ideias Criativas em Práticas Inovadoras O Concurso Inovação na Gestão Pública Federal é promovido anualmente, desde 1996, pela Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em parceria com o Ministério

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as normas para inscrição

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA - PROCESSO SELETIVO DE SUPERVISORES DE TUTORIA E TUTORES DO PÓLO REGIONAL SUL DA REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL

CHAMADA PÚBLICA - PROCESSO SELETIVO DE SUPERVISORES DE TUTORIA E TUTORES DO PÓLO REGIONAL SUL DA REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL CHAMADA PÚBLICA - PROCESSO SELETIVO DE SUPERVISORES DE TUTORIA E TUTORES DO PÓLO REGIONAL SUL DA REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL DO PROGRAMA TELECENTROS.BR - EDITAL N.º 001/2010- REDE MARISTA

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE UM CONSULTOR PARA PRESTAR APOIO ÀS ACTIVIDADES ELEITORAIS EM MOÇAMBIQUE Local de trabalho: Maputo, Moçambique Duração do contrato: Três (3) meses: Novembro 2011

Leia mais

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007

Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 Programa Centros Associados para o Fortalecimento da Pós-Graduação Brasil/Argentina - (CAFP/BA) Edital CGCI n. 028 /2007 1 Do programa e objetivo 1.1 O Programa CAFP/BA (Centros Associados para o Fortalecimento

Leia mais

Edital nº 01/2010. Anexo Nº I. Termo de Referência para a Consultoria Por Produto

Edital nº 01/2010. Anexo Nº I. Termo de Referência para a Consultoria Por Produto Edital nº 01/2010 Anexo Nº I Termo de Referência para a Consultoria Por Produto 1. Objetivos do Projeto 1.1 Geral Incorporar o conceito de Logística de redes colaborativas solidárias às metodologias e

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011

TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 TERMO DE REFERÊNCIA SE-001/2011 Objeto da contratação Consultor sênior Título do Projeto Projeto BRA 07/010 Designação funcional Duração do contrato Consultoria por produto 04 meses Data limite para envio

Leia mais

Formulário de inscrição para Unidades Escolares:

Formulário de inscrição para Unidades Escolares: Presidência da República Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas 1. Contextualização: Formulário de inscrição para Unidades Escolares: a) Descreva

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA COORDENADOR/A DE CAPACITAÇÃO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

SELEÇÃO. Edital DG nº010-2014.2. Programa de Mobilidade Acadêmica

SELEÇÃO. Edital DG nº010-2014.2. Programa de Mobilidade Acadêmica SELEÇÃO Edital DG nº010-2014.2 Programa de Mobilidade Acadêmica Edital DG nº 010 / 2014.2 - Programa de Mobilidade Acadêmica PROGRAMA DE MOBILIDADE ACADÊMICA FACULDADE INTERNACIONAL SIGNORELLI E UNIVERSIDAD

Leia mais

Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de

Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de TERMO DE REFERÊNCIA Título do Projeto Gênero, Raça e Etnia Designação funcional Tipo de contrato Duração do contrato Programa Interagencial de Promoção da Igualdade de Consultoria por produto SSA 5 meses

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Fortalecimento da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior

Leia mais

EDITAL Nº 007/2014 INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE ESTUDOS DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

EDITAL Nº 007/2014 INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE ESTUDOS DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA EDITAL Nº 007/2014 INSCRIÇÃO PARA SELEÇÃO DE ORIENTADORES DE ESTUDOS DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA A Prefeitura Municipal de Cachoeirinha, através da Secretária Municipal de Educação,

Leia mais

APOIO E FOMENTO ÁS INICIATIVAS DE FINANÇAS SOLIDÁRIAS COM BASE EM BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO

APOIO E FOMENTO ÁS INICIATIVAS DE FINANÇAS SOLIDÁRIAS COM BASE EM BANCOS COMUNITÁRIOS DE DESENVOLVIMENTO INSTITUTO PALMAS DE DESENVOLVIMENTO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA Av. Val Paraíso, 698, Conjunto Palmeira Fortaleza-CE CEP 60870-440 bancopalmas@bancopalmas.org.br / 55 85 3459-4848 CNPJ 05705438/0001-99 APOIO

Leia mais

Contratação De Consultor/a Técnico/a - Elaboração de Subsídios para Participação de Jovens nas Conferências das Nações Unidas sobre as Mulheres.

Contratação De Consultor/a Técnico/a - Elaboração de Subsídios para Participação de Jovens nas Conferências das Nações Unidas sobre as Mulheres. TERMO DE REFERÊNCIA Contratação De Consultor/a Técnico/a - Elaboração de Subsídios para Participação de Jovens nas Conferências das Nações Unidas sobre as Mulheres. Data limite para o envio das candidaturas:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA PROGRAMA DE MONITORIA DOS CURSOS INTEGRADOS, SUBSEQUENTES

Leia mais

UNIR FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL

UNIR FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL UNIR FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA CAMPUS DE JI-PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL EDITAL SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO PÚBLICA PARA FORMAÇÃO DA EQUIPE DE ATUAÇÃO NO PROGRAMA SABERES INDÍGENAS

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES - TELECENTROS.BR

PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES - TELECENTROS.BR PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À INCLUSÃO DIGITAL NAS COMUNIDADES - TELECENTROS.BR REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL PROGRAMANDO O FUTURO - POLO REGIONAL CENTRO-OESTE DA REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, BACHARELADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA. Todos os profissionais do Grupo Camargo Corrêa, locados em todas as unidades e países onde o Grupo atua.

POLÍTICA CORPORATIVA. Todos os profissionais do Grupo Camargo Corrêa, locados em todas as unidades e países onde o Grupo atua. 1 Objetivos Estimular a participação cidadã dos profissionais das empresas do Grupo Camargo Corrêa em ações de voluntariado empresarial por meio do do Instituto Camargo Corrêa; Contribuir com o desenvolvimento

Leia mais

DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO

DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO Este roteiro de elaboração do Documento Técnico do Projeto tem por objetivo subsidiar a apresentação de propostas para desenvolvimento do Programa Luta pela Cidadania, que

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO BSC E MÓDULO 2 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORGANIZACIONAL (PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

EDITAL INTERNO N 06 /2012 EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMA DE ESTÁGIO REMUNERADO NO EXTERIOR.

EDITAL INTERNO N 06 /2012 EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMA DE ESTÁGIO REMUNERADO NO EXTERIOR. CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS EDITAL INTERNO N 06 /2012 EDITAL INTERNO DE SELEÇÃO DE ALUNOS DE CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMA

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE LETRAS UNITINS IDIOMAS

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE LETRAS UNITINS IDIOMAS FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E PÓS-GRADUAÇÃO DIRETORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE LETRAS UNITINS IDIOMAS Edital nº 004/2011 Seleção Simplificada de Candidatos para Bolsas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA Autorizada pelo Decreto Federal nº 77.496 de 27/04/76 Reconhecida pela Portaria Ministerial nº 874/86 de 19/12/86 Recredenciada pelo Decreto Estadual 9.271 de

Leia mais

EDITAL: PROCESSO 0SELETIVO 2013/2

EDITAL: PROCESSO 0SELETIVO 2013/2 EDITAL: PROCESSO 0SELETIVO 2013/2 A Empresa Júnior do Curso de Administração da Universidade do Estado do Amazonas, Efetiva UEA Empresa Júnior, através da Diretoria de Gestão de Pessoas e Responsabilidade

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO E CERTIFICAÇÃO EM GERENCIAMENTO DE PROJETO 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo de Gestão do

Leia mais

REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA

REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA REGULAMENTO DE MONITORIA FAESA Página 1 de 11 1. CONCEITO / FINALIDADE : A monitoria consiste na atividade de apoio aos alunos das disciplinas de oferta regular do currículo as quais os coordenadores de

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação da criança e do adolescente, os dados de seu município, os resultados da

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA PESQUISADOR/A ESPECIALISTA 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID/UNIFEI PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA CRITÉRIOS E NORMAS A Coordenadora Institucional do Programa Institucional de

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013 PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013 PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 3 a 30 de junho de 013 PROJETO BRA/04/09 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. TRILHAS Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

EDITAL ANUAL DE BOLSA EXTENSÃO ALOCAÇÃO DE BOLSAS A PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO E SELEÇÃO DE BOLSISTAS 2014/2015

EDITAL ANUAL DE BOLSA EXTENSÃO ALOCAÇÃO DE BOLSAS A PROGRAMAS E PROJETOS DE EXTENSÃO E SELEÇÃO DE BOLSISTAS 2014/2015 FAPAC - Faculdade Presidente Antônio Carlos. INSTITUTO TOCANTINENSE PRES. ANTÔNIO CARLOS PORTO LTDA. Rua 02, Quadra 07, S/Nº, Jardim dos Ipês, Porto Nacional TO, CEP 77500-000 Fone: (63) 3363-9600 - CNPJ

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL

PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL PROGRAMA MUNICIPAL DE VOLUNTARIADO INTERNACIONAL SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SECRETARIA MUNICIPAL ADJUNTA DE RECURSOS HUMANOS O PROGRAMA O Programa Municipal de Voluntariado

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto REVISTA

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto REVISTA TERMO DE REFERÊNCIA Contrato por Produto REVISTA 1. Função no Projeto: Contratação de consultor para consultoria técnica especializada para elaboração de pareceres de avaliação dos artigos submetidos à

Leia mais

EDITAL Nº 88/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIMI 2015/2

EDITAL Nº 88/2015 PROGRAD SELEÇÃO DE MONITORES PIMI 2015/2 UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE PROGRAMAS ESPECIAIS EM EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE MONITORIA Av. NS 15, 109 Norte, sala 219, Bloco IV 77001-090 Palmas/TO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA A ESCOLA POPULAR DE COMUNICAÇÃO CRÍTICA ESPOCC TURMAS 2014 O Observatório de Favelas torna pública, por meio desta chamada, as normas do processo de seleção de alunos para

Leia mais

EDITAL ITA DE EMPREENDEDORISMO. São José dos Campos

EDITAL ITA DE EMPREENDEDORISMO. São José dos Campos EDITAL ITA DE EMPREENDEDORISMO 2013 São José dos Campos 2013 SUMÁRIO 1 DENOMINAÇÃO, OBJETIVO E GOVERNANÇA... 4 1.1 Denominação... 4 1.2 Objetivo do Desafio... 4 1.3 Conceito... 4 1.3.1 Desenvolvimento

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA PESQUISADOR/A ESPECIALISTA REFÚGIO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE CURSISTAS PARA O CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM CONSELHOS ESCOLARES NA MODALIDADE À DISTÂNCIA UFES/SEB/DAGE

EDITAL DE SELEÇÃO DE CURSISTAS PARA O CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM CONSELHOS ESCOLARES NA MODALIDADE À DISTÂNCIA UFES/SEB/DAGE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE EDUCAÇÃO NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS EM POLÍTICAS EDUCACIONAIS NEPE/UFES CURSO DE EXTENSÃO FORMAÇÃO CONTINUADA EM CONSELHOS ESCOLARES EDITAL 04/2015 EDITAL

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE DIVINÓPOLIS INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS. PROJETO CAPOEIRA Das senzalas à universidade

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE DIVINÓPOLIS INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS. PROJETO CAPOEIRA Das senzalas à universidade FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE DIVINÓPOLIS INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE DIVINÓPOLIS PROJETO CAPOEIRA Das senzalas à universidade DIVINÓPOLIS, MARÇO 2013 PROGRAMA DE APOIO À EXTENSÃO - PAEx Projeto Capoeira:

Leia mais

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO EDITAL CED/EAD/UFRGS 02/ 2014 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 05/2014 O Instituto Aliança com o Adolescente, associação civil sem fins lucrativos e qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP, MJ nº 08015.013735/2002-16,

Leia mais

BOLSA CAPES EMBAIXADA AMERICANA FULBRIGHT CERTIFICAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS PARA PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA

BOLSA CAPES EMBAIXADA AMERICANA FULBRIGHT CERTIFICAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS PARA PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA BOLSA CAPES EMBAIXADA AMERICANA FULBRIGHT CERTIFICAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS PARA PROFESSORES DE LÍNGUA INGLESA Edital nº. 52/2010/CAPES 1. DA APRESENTAÇÃO A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA EDITAL DE SELEÇÃO. Projeto de Extensão Educação para o trânsito: a comunicação contribuindo para a cidadania.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA EDITAL DE SELEÇÃO. Projeto de Extensão Educação para o trânsito: a comunicação contribuindo para a cidadania. 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA EDITAL DE SELEÇÃO Projeto de Extensão Educação para o trânsito: a comunicação contribuindo para a cidadania. A Coordenação do Projeto de Extensão Educação para o trânsito:

Leia mais

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo

SANTA CATARINA. 1. Preâmbulo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO COLABORADOR EM ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DO ESCOLAR DE SANTA CATARINA EDITAL 004/2013 PROCESSO SELETIVO PARA COMPOSIÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CENTRO COLABORADOR

Leia mais

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1

MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 NÚMERO DE VAGAS: 45 (Quarenta e cinco) vagas. PREVISÃO DE INÍCIO DAS AULAS Abril de 2014 APRESENTAÇÃO / JUSTIFICATIVA MBA EM CONSULTORIA E GESTÃO DE NEGÓCIOS 2014.1 O MBA EM CONSULTORIA & GESTÃO DE NEGÓCIOS,

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO

Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK. Apresentação. Objetivo do programa

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK. Apresentação. Objetivo do programa PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP UK Apresentação O Programa Top UK, está com inscrições abertas para alunos de graduação. Em parceria com o Santander Universidades UK, será realizado um programa exclusivo

Leia mais

V - promover a cooperação internacional na área de ciência, tecnologia e inovação;

V - promover a cooperação internacional na área de ciência, tecnologia e inovação; DECRETO Nº 7.642, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011 * Programa Ciência sem Fronteiras. * Institui o Programa Ciência sem Fronteiras. A Presidenta da República, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84,

Leia mais

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016

EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 EDITAL DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO JORNALISMO ESPORTIVO E NEGÓCIOS DO ESPORTE 1º Semestre de 2016 As FACULDADES INTEGRADAS RIO BRANCO, na forma regimental torna público o presente Edital, estabelecendo as

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS SANTANDER TOP CHINA - 4ª edição Apresentação O Programa Top China, está com inscrições abertas para alunos e professores de graduação. A edição 2012 do Programa manterá o tema Urbanismo,

Leia mais

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351

NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: INSTRUTORIA INTERNA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 463, de 10/09/2012 VIGÊNCIA: 10/09/2012 NORMA DE INSTRUTORIA INTERNA NOR 351 01/07 ÍNDICE 1. FINALIDADE...

Leia mais

EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST

EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST EXEMPLO DE PLANEJAMENTO PARA O PROCESSO DE CAPACITAÇÃO DE MONITORES DO PST Apresentação Este exemplo de planejamento do processo de capacitação dos monitores do PST deve servir como uma proposta inicial

Leia mais

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação.

Normas de regulamentação para a certificação de. atualização profissional de títulos de especialista e certificados de área de atuação. Normas de regulamentação para a certificação de atualização profissional de título de especialista e certificado de área de atuação Em decorrência do convênio celebrado entre a Associação Médica Brasileira

Leia mais

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática

1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta Linha de Ação Temática ANEXO TEMÁTICO 5: Tema Prioritário V - Projetos Comunitários Linha de Ação Temática 5.1 Projetos Comunitários (comunidades tradicionais e povos indígenas) 1. Objetivos da Chamada de Projetos para esta

Leia mais

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015)

Edital de Seleção. Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário. (Turma 2015) Edital de Seleção Curso de Formação Inicial Continuada em Manejo Florestal Comunitário (Turma 2015) Belém Pará Novembro de 2014 Realização Página 2 de 9 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 4 3.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COORDENAÇÃO DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA/UFPI EDITAL Nº 15 /2014 SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE FORMADORES DO PACTO NACIONAL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA

Leia mais

REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013

REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013 REITORIA DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE (UNIBH) DIRETORIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA E PESQUISA EDITAL Nº 03/2013 Seleção de Bolsistas para o programa de Extensão Escola de Idiomas UniBH O Reitor

Leia mais

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO:

EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: EIXO VI VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO: FORMAÇÃO, REMUNERAÇÃO, CARREIRA E CONDIÇÕES DE TRABALHO: PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS 1. Profissionais da educação: formação inicial e continuada 1.1. Implantar

Leia mais

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG. Edital do Processo Seletivo 2010

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG. Edital do Processo Seletivo 2010 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA C.E.S.A.R/SAMSUNG Edital do Processo Seletivo 2010 Fevereiro / 2010 CONTEÚDO 1. APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA... 3 2. INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO SELETIVO... 4 2.1 PÚBLICO-ALVO... 4

Leia mais

Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos

Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos Gestão escolar e certificação de diretores das Escolas Públicas Estaduais de Goiás: alguns apontamentos Profª Edvânia Braz Teixeira Rodrigues Coordenadora de Desenvolvimento e Avaliação Secretaria de Estado

Leia mais