Sistema de Registro de Ocorrências OCOMON

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Registro de Ocorrências OCOMON"

Transcrição

1 Sistema de Registro de Ocorrências OCOMON Manual do Usuário Tecnologia da Informação SECONCI-SP São Paulo, Agosto de 2009

2 2 Conteúdo 1 Introdução Sobre o Ocomon Perfil Técnico Usando o Ocomon Como acessar o Ocomon Barra Principal Alteração de Senha Como abrir um novo chamado Área Responsável Problema Descrição do Problema Unidade Etiqueta do Equipamento Contato e Ramal Local Como acompanhar os chamados Abertos por mim Ciclo de Vida das Ocorrências Novidades da nova versão do Ocomon Inclusão de anexos Adição de assentamento pelo solicitante Reabertura de chamados Informação de SLA Classificação de prioridade Consulta à configuração do equipamento pelo número de patrimônio Consulta às ocorrências registradas pelo número de patrimônio Preenchimento automático do Local Agendamento de ocorrências Consulta dos equipamentos (patrimônios) por Local Bibliografia Anexo A Relacionamento entre Área Responsável e Problema Serviços de TI e Infraestrutura para as Unidades Próprias do SECONCI-SP Serviços de Suporte de Informática (para unidades próprias do SECONCI-SP) Suporte e Operação dos Sistemas Assistenciais (para unidades próprias do SECONCI-SP)... 19

3 Serviços de Infraestrutura e Manutenção Predial (Unidades próprias do SECONCI-SP) Serviços de TI e Infraestrutura para a Microrregião Serviços de Suporte de Informática (Sede da Microrregião e AMAs) Serviços de Infraestrutura e Manutenção Predial (Sede da Microrregião e AMAs) Serviços de Impressão (somente para Unidade Central) Reposição de suprimentos de impressoras Alldora (somente Unidade Central) Central de Serviços de Impressão (somente Unidade Central) Serviços de TI para os Sistemas Administrativos Corporativos Suporte e Operação dos Sistemas Administrativos (para unidades próprias do SECONCI-SP e unidades administradas pelo SECONCI-SP OSS) Outros problemas de outras áreas responsáveis... 26

4 4 1 Introdução O Ocomon é uma ferramenta livre, isto é, sem custos de licenciamento, adotada em Julho de 2008, para suportar o processo de registro e acompanhamento de ocorrências encaminhadas para a área de TI da Unidade Central. Posteriormente, no início de 2009, o uso da ferramenta se expandiu para uso também pela área de Infraestrutura da Unidade Central. Em junho de 2009, a equipe de TI da Microrregião também passou a usar a ferramenta. Na época em que o Ocomon foi escolhido para implantação na Unidade Central, outras ferramentas com a mesma finalidade foram analisadas, incluindo OneOrZero (já em uso na época pelo HGIS e HRC). O HEVA naquela ocasião, e ainda hoje, já utilizava um sistema mais simples, desenvolvido internamente, para registro dos chamados (o mesmo que até recentemente era utilizado na Unidade Central para solicitação de serviços para a área de Infraestrutura). Entre todos os analisados, o Ocomon: Foi o mais flexível do ponto de vista de configuração, o que é fundamental para que possa refletir as particularidades do funcionamento da área de TI; Foi o de mais fácil e simples utilização, o que é fundamental para assegurar que o processo de abertura de chamado pelo usuário seja tão simples quanto intuitivo. Era o único em Língua Portuguesa; É web, o que significa que poderia ser acessado de qualquer local que tenha internet disponível, possibilitando seu acesso a partir de todas as unidades operacionais do SECONCI-SP, próprias, Hospitais, AMAs, etc. Outra característica importante do Ocomon é a oferta rica de informações para medição do desempenho da equipe de TI, através de indicadores, assim como para a gestão da área. Seus relatórios auxiliam na identificação das ocorrências mais comuns, das de maior volume, e permitem que ações direcionadas sejam tomadas para melhorar a qualidade dos serviços prestados pela TI e a motivação dos profissionais da área. Antes de abordar a parte prática de uso da ferramenta Ocomon, este material pretende esclarecer algumas particularidades das áreas que o utilizam como ferramenta de trabalho, sobre a atuação de seus profissionais e sobre conceitos que de alguma forma determinam a maneira como o Ocomon é utilizado nesta Organização: TI e Infraestrutura. 1.1 Sobre o Ocomon 1 O Ocomon surgiu em Março de 2002 como projeto pessoal do programador Franque Custódio, tendo como características iniciais o cadastro, acompanhamento, controle e consulta de ocorrências de suporte e tendo como primeiro usuário o Centro Universitário La Salle (UNILASALLE). A partir de então, o sistema foi assumido pelo Analista de Suporte Flávio Ribeiro que adotou a ferramenta e desde então a tem aperfeiçoado e implementado diversas características buscando atender a questões de ordem prática, operacional e gerencial de áreas de suporte técnico como Help desks e Service Desks. Em Maio de 2003 surgiu a primeira versão do módulo de inventário (Invmon), e a partir daí e todas as informações de atendimentos começaram as estar vinculadas ao respectivo equipamento, acrescentando grande praticidade e valor ao sistema de atendimento. Com a percepção da necessidade crescente de informações mais relacionadas com à questão de qualidade no suporte, no início de 2004 foram adicionadas características de gerenciamento de SLAs 2, mudando de forma sensível a maneira como o gerenciamento de chamados 1 Texto extraído do site do Ocomon, ver referências bibliográficas 2 SLA Service Level Agreement, em português Acordo de nível de Serviço

5 5 vinha acontecendo e obtendo crescente melhoria da qualidade final de acordo com os indicadores fixados para os serviços realizados. Hoje é possível responder questões como: volume de chamados por período; tempo médio de resposta e solução para os chamados; percentual de chamados atendidos e resolvidos dentro do SLA; tempo dos chamados decomposto em cada status de atendimento; usuários mais ativos; principais problemas; reincidência de chamados por equipamento; estado real do parque de equipamentos; como e onde estão distribuídos os equipamentos; vencimento das garantias dos equipamentos;além de uma série outras questões pertinentes à gerência próativa do setor de suporte. No início de 2005, os dois sistemas: Ocomon e Invmon foram finalmente 100% integrados ganhando um novo layout e permanecendo com o nome único de OCOMON. Tendo então sua utilização baseada em dois módulos principais: Módulo de Ocorrências; Módulo de Inventário; Principais funções do módulo de ocorrências: abertura de chamados de suporte por área de competência; vínculo do chamado com a etiqueta de patrimônio do equipamento; busca rápida de informações referentes ao equipamento (configuração, localização, histórico de chamados, garantia..) no momento da abertura do chamado; envio automático de para as áreas de competência; acompanhamento do andamento do processo de atendimento das ocorrências; encerramento das ocorrências; controle de horas válidas; definições de níveis de prioridades para os setores da empresa; gerenciamento de tempo de resposta baseado nas definições de prioridades dos setores; gerenciamento de tempo de solução baseado nas definições de categorias de problemas; controle de dependências para o andamento do chamado; base de conhecimento; consultas personalizadas; relatórios gerenciais; controle de SLAs; Principais funções do módulo de inventário: cadastro detalhado das informações (configuração) de hardware do equipamento; cadastro de informações contábeis do equipamento (valor, centro de custo,localização, reitoria, fornecedor..);

6 6 cadastro de modelos de configuração para carga rápida de informações de novos equipamentos; cadastro de documentações relacionadas aos equipamentos (manuais, termos de garantia, mídias..); controle de garantias dos equipamentos; histórico de mudanças (de localidades) dos equipamentos; controle de licenças de softwares; busca rápida das informações de chamados de suporte para o equipamento; busca rápida de informações dos equipamentos; buscas por histórico de mudanças (localização); consultas personalizadas; estatísticas técnicas e gerenciais do parque de equipamentos; relatórios gerenciais; Perfil Técnico O Ocomon foi concebido sob a visão de software opensource sob o modelo GPL 3 de licenciamento, utilizando tecnologias e ferramentas livres para o seu desenvolvimento e manutenção. Linguagem: PHP versão: a partir da 4.3x até a 5x, HTML, CSS, Javascript; Banco de dados: MySQL versão: A partir da 4.1x; Autenticação de usuários: a autenticação de usuários pode ser feita tanto na própria base do sistema quanto através de uma base LDAP em algum ponto da rede. 2 Usando o Ocomon 2.1 Como acessar o Ocomon O Ocomon pode ser acessado através do navegador (browser) padrão. Para iniciar o navegador, dê um clique duplo sobre o ícone do Internet Explorer. No local destinado à digitação da página que se quer acessar, digite www3.seconci-sp.org.br e tecle Enter. Na tela de login do Ocomon, digite seu usuário e senha de acesso, depois clique no botão login. 3 GPL - General Public License (Licença Pública Geral) é a designação da licença para software livre idealizada por Richard Stallman no final da década de 1980.

7 7 A criação de um usuário obedece a política de permissão de acessos da Organização. Caso não tenha usuário para acessar o sistema, informe-se sobre como obtê-lo. Dica: Os usuários da Unidade Central também podem acessar o Ocomon pela Intranet Barra Principal A barra principal do Ocomon traz informações básicas da sessão em curso, como o nome do usuário que está conectado, as opções de menu para as funcionalidades do sistema às quais o usuário tem permissão de acessar e a palavra Logoff, em destaque, que serve para finalizar a sessão e desconectar o usuário Alteração de Senha Todos os usuários de sistema são criados com a senha padrão No primeiro acesso ao sistema o usuário deve alterar sua senha de acesso para uma senha preferencialmente composta por letras e números. Além desta primeira troca, é recomendável trocar periodicamente a senha, para sua própria segurança. Para alterar a senha, na aba Ocorrências, selecionar a opção Senha. Na tela que se abre, informar a senha atual no campo Senha atual e a senha nova nos campos Nova senha e Confirmar. Tecle em Alterar. Na próxima vez que se conectar ao sistema já deverá informar a nova senha.

8 8 Atenção: A dupla digitação da nova senha é uma segurança para você e garante que você digitou corretamente a senha idealizada. Não use Copiar-Colar. 2.2 Como abrir um novo chamado Para registrar um novo chamado, na aba Ocorrências, selecionar o menu Abrir Chamado. Preencha os campos da tela de Abertura de Ocorrências e ao final clique no botão OK. Atenção: o botão OK só é habilitado quando todas as informações obrigatórias tiverem sido preenchidas. O preenchimento adequado e completo dos campos é muito importante porque estas informações, além de serem usadas para análise e resolução do problema de forma mais rápida, são a fonte de cálculos de muitas métricas e indicadores. A seguir as recomendações básicas para correto preenchimento de cada campo Área Responsável O campo Área Responsável [A] indica para qual equipe a ocorrência é direcionada. Importante: A correta identificação da Área Responsável é fundamental para que a ocorrência seja direcionada para a equipe certa. Para determinar qual a área responsável por atender determinada ocorrência é preciso responder a duas perguntas principais: 1. Qual é o tipo de demanda que leva ao registro da ocorrência? 2. Qual é a equipe que atende a unidade operacional do solicitante para este tipo de demanda?

9 9 A próxima figura ilustra como é feito o encaminhamento da ocorrência à equipe e ao profissional mais preparado para atendê-la, tanto sob o ponto de vista do conhecimento específico necessário quanto da sua localização geográfica. É a Área Responsável indicada no momento da abertura do chamado o que determina o caminho que o chamado percorrerá para seu atendimento Como determinar a Área Responsável Por exemplo: Supondo que um computador da Unidade de Santos tenha sua fonte queimada, o chamado deverá ser registrado para a área UC-TI-Suporte porque trata-se de um problema com computador e ocorreu numa unidade própria do SECONCI, ou seja, dev ser encaminhado para a equipe de Suporte da TI da UC. Da mesma forma, se a queima de fonte tivesse ocorrido num computador da sede da Microrregião, o chamado deveria ser registrado para a área Microrregião-TI-Suporte. O quadro a seguir ajuda a determinar a área responsável conforme o tipo de demanda.

10 Problema No campo Problema [B] indique o tipo de incidente objeto desta ocorrência. O campo Problema do Ocomon tem a função de organizar as demandas dentro da Área de Responsabilidade. A correta classificação do Problema acelera a resolução da ocorrência à medida que possibilita que ela seja rapidamente direcionada ao profissional mais preparado para atendê-la. A lista de Problemas atualmente configurada no Ocomon está no Anexo A deste documento Descrição do Problema No campo Descrição do problema [C] descreva o máximo de informações possível sobre o incidente. Lembre-se que quanto mais detalhes puder descrever, mais fácil e rápida será a identificação e aplicação de uma solução. Exemplos de descrições incompletas, que devem ser evitadas: Exemplo1: Solicito criar dois formulários com linhas digitáveis. Exemplo2: Está pedindo senha de acesso. Exemplo3: O outlook com a configuração irregular Exemplo4: Demora/doc em PDF. Dificuldades c/ arquivos em PDF... etc... Exemplos de descrições adequadas: Exemplo1: BOM DIA, PRECISO BAIXAR O PROGRAMA DA RECEITA DCTF (DCTF 1.5) PARA EMITIR A DECLARAÇÃO MENSAL DO MÊS, ESTOU COM URGENCIA OBRIGADO. SEGUE O SITE Unidade Exemplo2: Estou tentando acessar a pasta: k/dfe/listanegra - quando clico no documento OBOE_ xls aparece a seguinte mensagem: o documento pode ser somente leitura ou estar criptografado - clicando em OK aparece outra mensagem: não é possível acessar OBOE_ No campo Unidade [D] deve ser informada a unidade operacional que registra a ocorrência. Esta informação é muito útil para extração de métricas e identificação de problemas que possam estar afetando uma determinada unidade. Exemplos de Unidades: Unidade Central, Unidade de Piracicaba, Microrregião, AMA Ignácio, HEVA, etc Etiqueta do Equipamento Na Etiqueta do equipamento [E] deve ser informado o número do patrimônio SECONCI escrito na etiqueta do equipamento que está sendo afetado pelo incidente (no caso de computadores, impressoras, equipamentos médicos, etc.). Caso a ocorrência não se refira a um equipamento, preencha com o número do patrimônio do computador que está sendo utilizado para abertura do chamado. Importante: Informar corretamente o número do patrimônio permite que se faça um acompanhamento do volume de chamados abertos para um determinado equipamento, possibilitando identificar o momento em que o mesmo precisa ser substituído. Não tenha preguiça de preencher esta informação, ela é muito importante! Procure a etiqueta de patrimônio colada no equipamento. Geralmente a etiqueta de patrimônio possui um código de barras, com um número bem abaixo, e fica colada na superfície do equipamento, em local visível. O campo Etiqueta

11 11 do Equipamento deve ser preenchido com o número que aparece bem embaixo do código de barras da etiqueta do patrimônio. Importante: Se o equipamento estiver sem etiqueta de patrimônio, entre em contato com a área de Contabilidade. Todos os equipamentos devem ter etiqueta de patrimônio. Se ele está sem, é provável que tenha descolado e caído. Ajude a equipe de Contabilidade a cuidar do patrimônio! ` Contato e Ramal Em Contato [F] e Ramal [G] deve-se preencher com o nome e o ramal da pessoa que deverá ser contatada pelo atendimento (caso esteja abrindo chamado a pedido de outra pessoa o solicitante deve colocar o nome e o ramal dessa outra pessoa) Local O Local [H] informado deve ser o Local onde se encontra a máquina onde está acontecendo o problema. Importante: O Local é uma informação muito importante para acelerar o atendimento, especialmente quando a ocorrência precisar de atendimento presencial. Além disso, permite que se faça um acompanhamento do volume de chamados abertos por uma determinada localidade, possibilitando identificar, por exemplo, necessidades de treinamento, revisão de equipamentos, e outras ações de melhoria. 2.3 Como acompanhar os chamados Abertos por mim Assim que uma ocorrência for registrada no sistema, uma mensagem é apresentada na tela, informando que o chamado foi aberto com sucesso e mostrando o número do chamado registrado. Este número pode ser usado para acompanhamento do chamado. Para consultar os chamados abertos por você, na aba Home, clique em Abertos por mim. Do lado direito da tela serão mostrados todos os chamados abertos por você. Basta clicar sobre o número do chamado para ver mais detalhes sobre ele.

12 12 É possível acompanhar o status de atendimento do chamado, saber quem é o operador que o está atendendo, além de poder visualizar todo o histórico de atendimento desse chamado. Dica: No Ocomon os termos assentamento e comentário são usados para indicar registros de comentários, observações e informações sobre o atendimento do chamado. Consulte os assentamentos do seu chamado para saber o histórico de atendimento. Na tela com os detalhes sobre o chamado é possível visualizar seu status de atendimento. No exemplo a seguir o chamado encontra-se Encerrado. A visualização dos chamados Abertos por mim permite consultar tanto os chamados ativos quanto os inativos (que são os Encerrados e Cancelados). Os chamados ativos são apresentados na parte superior à direita. Quando não houver chamados ativos, uma mensagem é apresentada, informando que não há chamados ativos.

13 13 Os chamados inativos são apresentados na parte inferior à direita, logo abaixo dos ativos. É possível navegar pelos chamados, através do recurso de paginação, utilizando-se os botões: << Vai para a primeira página < Vai para a página anterior > Vai para a próxima página >> Vai para a última página Atenção: O botão Todas apresenta todas as ocorrências na mesma página, porém seu uso não é recomendado porque dependendo do volume de chamados apresentados na página, o sistema pode apresentar problemas de desempenho, refletidos em lentidão e até mesmo travamento Ciclo de Vida das Ocorrências

14 Novidades da nova versão do Ocomon A versão 2.0RC5 do Ocomon, em operação a partir de Outubro de 2009, traz novas funcionalidades que serão adotadas no SECONCI-SP Inclusão de anexos É possível anexar um arquivo, de tamanho limitado, ao chamado. Esta funcionalidade permitirá que, quando for necessário enviar o print de uma tela, este possa ser anexado à ocorrência. Na abertura do chamado é possível que o próprio solicitante anexe este arquivo. São aceitos documentos doc,.txt,.jpg,.xls,.htm,.ppt Adição de assentamento pelo solicitante É possível que o solicitante, no decorrer do atendimento do chamado, insira seus comentários ou respostas. Isso permitirá ao analista de TI solicitar mais informações sobre o problema ao solicitante quando as informações escritas no momento da abertura forem muito vagas ou insuficientes.

15 Reabertura de chamados É possível reabrir um chamado depois que o mesmo tenha sido encerrado. Esta funcionalidade combinada com a anterior permite reabrir e documentar o motivo da reabertura. A reabertura de um chamado é permitida quando, por quaisquer motivos, o objeto da ocorrência não tiver sido completamente solucionado (Importante: a reincidência de um problema sobre um mesmo equipamento que, após ter sido constatada sua resolução, deve ser objeto de um novo chamado) Informação de SLA Ao abrir o chamado é apresentado o tempo previsto para atendimento da ocorrência. Este tempo é a meta de atendimento pela equipe responsável, em condições normais de trabalho, podendo variar para mais ou para menos Classificação de prioridade É possível definir a prioridade da ocorrência registrada. Somente problemas que indisponibilizem integralmente ou que comprometam sensivelmente um sistema ou serviço devem ter prioridades Máxima ou Alta registradas, caso contrário, se todas forem registradas com prioridade máxima, quando houver uma que de fato seja máxima, a equipe não conseguirá diferenciá-la e dar-lhe o tratamento adequado.

16 Consulta à configuração do equipamento pelo número de patrimônio Através do botão é possível visualizar as informações de memória, HD, processador e dados contábeis do computador cujo número de patrimônio estiver informado no campo Etiqueta do equipamento Consulta às ocorrências registradas pelo número de patrimônio Através do botão é possível visualizar as informações de ocorrências passadas registradas para o equipamento cujo número de patrimônio estiver informado no campo Etiqueta do equipamento.

17 Preenchimento automático do Local Através do botão é possível carregar o local do equipamento cujo número de patrimônio estiver informado no campo Etiqueta do equipamento [B], situado na unidade informada no campo Unidade [A] Agendamento de ocorrências É possível agendar uma ocorrência para uma data futura. Esta é uma opção útil para registro de reservas de projetores, para desativação de com prazo determinado, para solicitação de computador para funcionários novos (com previsão de data de admissão futura), etc.

18 Consulta dos equipamentos (patrimônios) por Local É possível visualizar a lista de equipamentos de um determinado Local (esta funcionalidade está disponível apenas para algumas unidades). 3 Bibliografia APM Group Ltd. (s.d.). Acesso em 09 de 07 de 2009, disponível em The Official ITIL Website: Ribeiro, F. (s.d.). Acesso em 09 de 07 de 2009, disponível em Ocomon: Wikipedia. (s.d.). GNU General Public License. Acesso em 09 de 07 de 2009, disponível em Wikipedia:

19 19 4 Anexo A Relacionamento entre Área Responsável e Problema Esta seção tem por base a lista de Problemas configurados no Ocomon em Jul-09. Esta lista pode sofrer alterações conforme novas necessidades das áreas que utilizam a ferramenta. 4.1 Serviços de TI e Infraestrutura para as Unidades Próprias do SECONCI-SP Serviços de Suporte de Informática (para unidades próprias do SECONCI-SP) Registrar a ocorrência para a Área Responsável UC-TI-Suporte e em Problema, informar o tipo de problema existente ou o serviço desejado. O atendimento destas ocorrências é realizado pela equipe de TI da Unidade Central. ÁREA RESPONSÁVEL PROBLEMA ARQUIVO-Compartilhamento ARQUIVO-Cópia ou restauração ARQUIVO-Problema COMPUTADOR-Com defeito COMPUTADOR-Novo (Expansão da área) COMPUTADOR-Remanejamento DUVIDAS-Equipamentos e sistemas -Configuração -Desativação programada - 30 dias -Lista de distribuição -Não envia ou não recebe IMPRESSORA-Com defeito IMPRESSORA-Configuração ou instalação IMPRESSORA-Remanejamento INTERNET-Bloqueio de Acesso INTERNET-Problema NOTEBOOK-Reservar PROJETOR-Reservar REDE-Mapeamento drive com problema SCANNER-Problema SENHA-Desbloqueio / alteração SOFTWARE-Instalação ou desinstalação USUÁRIO-Cancelar USUARIO-Manutenção de Perfil USUÁRIO-Novo VIRUS-Problema ou Suspeita Suporte e Operação dos Sistemas Assistenciais (para unidades próprias do SECONCI-SP) Registrar a ocorrência para a Área Responsável UC-TI-Sistemas Assistenciais e em Problema, informar o módulo do sistema de informação a que se refere a ocorrência. O atendimento destas ocorrências é realizado pela equipe de analistas de sistemas da TI da Unidade Central que tem foco nos sistemas de informação assistenciais utilizados pela

20 20 própria Unidade Central do SECONCI-SP e por suas unidades do Litoral e do Interior do Estado: Caché, Matrix, Infosaude, Sistema de Senhas, etc.. ÁREA RESPONSÁVEL PROBLEMA CACHE-Informação CACHE-Instalação / Configuração CACHE-Novo Deselvolvimento CACHE-Permissão de acesso CACHE-Problema CATRACA-Problema INFO-Contratos-Informação INFO-Contratos-Instalação INFO-Contratos-Novo desenvolvimento INFO-Contratos-Permissão de acesso INFO-Contratos-Problema INFO-MO-Informação INFO-MO-Instalação INFO-MO-Novo desenvolvimento INFO-MO-Permissão de acesso INFO-MO-Problema MATRIX-Problema PAINEL ELETRONICO-Problema Serviços de Infraestrutura e Manutenção Predial (Unidades próprias do SECONCI-SP) Registrar a ocorrência para a Área Responsável e em Problema, informar o tipo de serviço desejado. O atendimento destas ocorrências é realizado pela equipe de manutenção predial da Unidade Central. ÁREA RESPONSÁVEL PROBLEMA CIVIL (Prazo desejado: 01 dia) CIVIL (Prazo desejado: 02 dias) CIVIL (prazo desejado: 1 semana) ELETRICA (Prazo desejado: 01 dia) ELETRICA (Prazo desejado: 02 dias) ELETRICA (Prazo desejado: 1 semana) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 01 dia) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 02 dias) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 1 semana) HIDRAULICA (Prazo desejado: 01 dia) HIDRAULICA (Prazo desejado: 02 dias) HIDRAULICA (Prazo desejado: 1 semana) MOBILIARIO (Prazo desejado: 01 dia)

21 21 MOBILIARIO (Prazo desejado: 02 dias) MOBILIARIO (Prazo desejado: 1 semana) REDE (Prazo desejado: 01 dia) REDE (Prazo desejado: 02 dias) REDE (Prazo desejado: 1 semana) Rede-Instalação/Manutenção de ponto REFRIGERACAO (Prazo desejado: 01 dia) REFRIGERACAO (Prazo desejado: 02 dias) REFRIGERACAO (Prazo desejado: 1 semana) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 01 dia) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 02 dias) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 1 semana) TELEFONIA (Prazo desejado: 01 dia) TELEFONIA (Prazo desejado: 02 dias) TELEFONIA (Prazo desejado: 1 semana) Para identificar em que categoria se encaixa uma demanda de infrestrutura e manutenção predial, considerar as definições e exemplos: Civil: demandas relacionadas a obras, sejam novas ou manutenções, internas ou externas. Por exemplo: mudanças no layout de uma sala, construção de uma parede, instalação de uma divisória, reparo de uma trinca com gesso, etc.. Elétrica: demandas relacionadas às instalações elétricas e fornecimento de energia. Por exemplo: Instalação de tomadas, troca de espelhos, reparo em cabos de equipamentos, projetos de iluminação, alimentação com geradores, redundância de fornecimento de energia, estudo de capacidade elétrica para ligação de novos equipamentos, etc.. Hidráulica: demandas relacionadas às instalações hidráulicas existentes ou solicitação de novas. Por exemplo: reparo de vazamentos, troca de bóias e válvulas, instalação de tubulações, manutenção de metais e encanamento de pias e torneiras, etc.. Rede: demandas relacionadas ao cabeamento para transporte de sinais de rede e internet. Por exemplo: movimentação de um ponto de rede, instalação de mais pontos de rede em área já existente, desativação de pontos, passagem de cabos para nova área, etc.. Refrigeração: demandas relacionadas aos aparelhos de ar condicionado e sistema de refrigeração. Por exemplo: instalação e regulagem de ar condicionado. Som/Imagem: demandas relacionadas aos aparelhos de som e imagem. Por exemplo: instalação de telões, aparelhos de vídeo, aparelhagem de som para eventos, etc.. Telefonia: demandas relacionadas ao serviço de telefonia (voz e internet). Por exemplo: Instalação de ramais, configuração de PABX, programação de Siga-me, etc.. Equipamentos: demandas relacionadas à calibragem, manutenção preventiva e corretiva de equipamentos, exceto computadores e impressoras.

22 22 Mobiliário: demandas relacionadas a planejamento, padronização, montagem, desmontagem e manutenção de mobiliário de escritório e consultórios, como macas, mesas, cadeiras, divisórias, estantes, apoios, etc Serviços de TI e Infraestrutura para a Microrregião Serviços de Suporte de Informática (Sede da Microrregião e AMAs) Registrar a ocorrência para a Área Responsável Microrregião-TI-Suporte e em Problema, informar o tipo de problema existente ou o serviço desejado. O atendimento destas ocorrências é realizado pela equipe de TI da microrregião de Penha/Ermelino Matarazzo. ÁREA RESPONSÁVEL PROBLEMA ARQUIVO-Compartilhamento ARQUIVO-Cópia ou restauração ARQUIVO-Problema COMPUTADOR-Com defeito COMPUTADOR-Novo (Expansão da área) COMPUTADOR-Remanejamento DUVIDAS-Equipamentos e sistemas -Configuração -Desativação programada - 30 dias -Lista de distribuição -Não envia ou não recebe IMPRESSORA-Com defeito IMPRESSORA-Configuração ou instalação IMPRESSORA-Remanejamento INTERNET-Bloqueio de Acesso INTERNET-Problema NOTEBOOK-Reservar PROJETOR-Reservar REDE-Mapeamento drive com problema SCANNER-Problema SENHA-Desbloqueio / alteração SOFTWARE-Instalação ou desinstalação USUÁRIO-Cancelar USUARIO-Manutenção de Perfil USUÁRIO-Novo VIRUS-Problema ou Suspeita Serviços de Infraestrutura e Manutenção Predial (Sede da Microrregião e AMAs) Registrar a ocorrência para a Área Responsável e em Problema, informar o tipo de serviço desejado. O atendimento destas ocorrências é realizado pela equipe de manutenção predial da microrregião de Penha/Ermelino Matarazzo. ÁREA RESPONSÁVEL PROBLEMA

23 23 CIVIL (Prazo desejado: 01 dia) CIVIL (Prazo desejado: 02 dias) CIVIL (prazo desejado: 1 semana) ELETRICA (Prazo desejado: 01 dia) ELETRICA (Prazo desejado: 02 dias) ELETRICA (Prazo desejado: 1 semana) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 01 dia) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 02 dias) EQUIPAMENTOS (Prazo desejado: 1 semana) HIDRAULICA (Prazo desejado: 01 dia) HIDRAULICA (Prazo desejado: 02 dias) HIDRAULICA (Prazo desejado: 1 semana) MOBILIARIO (Prazo desejado: 01 dia) MOBILIARIO (Prazo desejado: 02 dias) MOBILIARIO (Prazo desejado: 1 semana) REDE (Prazo desejado: 01 dia) REDE (Prazo desejado: 02 dias) REDE (Prazo desejado: 1 semana) Rede-Instalação/Manutenção de ponto REFRIGERACAO (Prazo desejado: 01 dia) REFRIGERACAO (Prazo desejado: 02 dias) REFRIGERACAO (Prazo desejado: 1 semana) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 01 dia) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 02 dias) SOM/IMAGEM (Prazo desejado: 1 semana) TELEFONIA (Prazo desejado: 01 dia) TELEFONIA (Prazo desejado: 02 dias) TELEFONIA (Prazo desejado: 1 semana) Para identificar em que categoria se encaixa uma demanda de infrestrutura e manutenção predial, considerar as definições e exemplos: Civil: demandas relacionadas a obras, sejam novas ou manutenções, internas ou externas. Por exemplo: mudanças no layout de uma sala, construção de uma parede, instalação de uma divisória, reparo de uma trinca com gesso, etc.. Elétrica: demandas relacionadas às instalações elétricas e fornecimento de energia. Por exemplo: Instalação de tomadas, troca de espelhos, reparo em cabos de equipamentos, projetos de iluminação, alimentação com geradores, redundância de fornecimento de energia, estudo de capacidade elétrica para ligação de novos equipamentos, etc..

MANUAL SISTEMA OCOMON

MANUAL SISTEMA OCOMON MANUAL SISTEMA OCOMON Como acessar o Ocomon O Ocomon pode ser acessado através do navegador (browser) padrão. Abra-o e digite o endereço, seguido de enter : http://suporteunicamp.microhard.com.br/ Na tela

Leia mais

Ocomon & Invmon: Ferramentas para gerência de suporte de helpdesk

Ocomon & Invmon: Ferramentas para gerência de suporte de helpdesk Ocomon & Invmon: Ferramentas para gerência de suporte de helpdesk Flávio Ribeiro Centro de Informática Centro Universitário La Salle (Unilasalle) Av. Victor Barreto,2288 Canoas RS Brasil flavio@unilasalle.edu.br

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados

MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001. Versão 001. Copyright - Todos os direitos reservados MANUAL DO AGENTE VERSÃO 001 Versão 001 MOEBIUS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. PROCEDIMENTO PARA AUMENTO DA PERFORMANCE...4 3. ACESSO AO SISTEMA...5 4. PALAVRAS CHAVE...6 5. PAGINA INICIAL...7 6. STATUS DO

Leia mais

SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário

SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário SISTEMA PARA ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário 1 Apresentação... 3 1- Introdução... 4 2- Acessando GLPI:... 5 3- Abrindo chamado:... 6 3.1-

Leia mais

ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha

ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha ADAPTAÇÃO: Diogo Victor Gonçalves Mancini Robert Bonifácio da Rocha 1 SUMÁRIO: Apresentação...3 Introdução...5 Acessando GLPI...6 Abrindo chamado...8 Anexando arquivo a um chamado...9 Acompanhamento de

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário

SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário SISTEMA DE ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS DE INFORMÁTICA GLPI ( GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA ) Manual do Usuário Setor de Tecnologia da Informação 2012 AUTORES Aurélio Ricardo Batú Maicá Laura

Leia mais

Guia do usuário GLPI. Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani

Guia do usuário GLPI. Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani Guia do usuário GLPI Versão 0.78.5 Modificada- Thiago Passamani 1 -O que é GLPI? GLPI(Gestionnaire Libre de Parc Informatique ) é a uma sigla em Francês, que significa Gestão de Parque de Informática Livre.

Leia mais

http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk

http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk O Sistema de Helpdesk da Superintendência de Informática do IM (SIIM) só pode ser acessada a partir da rede institucional local (não tem acesso pela Rede Wireless) e o endereço de acesso é http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk.

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

Trabalho de Sistema de Informações. Instalação e configuração aplicativo Ocomon

Trabalho de Sistema de Informações. Instalação e configuração aplicativo Ocomon Trabalho de Sistema de Informações Aluno: Paulo Roberto Carvalho da Silva Instalação e configuração aplicativo Ocomon O trabalho tem como objetivo o estudo de caso,a instalação, configuração e funcionamento

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.1 NRC Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo o processo de atendimento

Leia mais

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas

Manual de Utilização ZENDESK. Instruções Básicas Manual de Utilização ZENDESK Instruções Básicas Novembro/2013 SUMÁRIO 1 Acesso à ferramenta... 3 2 A Ferramenta... 4 3 Tickets... 8 3.1 Novo Ticket... 8 3.2 Acompanhamentos de Tickets já existentes...

Leia mais

Sistema de Helpdesk. Acessar o Sistema. Tela de Logon do Sistema

Sistema de Helpdesk. Acessar o Sistema. Tela de Logon do Sistema Sistema de Helpdesk O sistema de Helpdesk é voltado para o gerenciamento de chamados de suporte ao usuário, permite abertura, consultar, encaminhamento, encerramento das ocorrências. O sistema gerência

Leia mais

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM

MANUAL DO SERVICE DESK SYSTEM Manual do Sumário Conhecendo o SERVICE DESK SYSTEM... 3 - A tela de Acesso ao sistema:... 3 - A tela do sistema após o acesso(exemplo):... 3 OCORRÊNCIAS... 4 - Abertura de chamados:... 4 - Atendendo um

Leia mais

Manual de usuário - GLPI Página 1

Manual de usuário - GLPI Página 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIENCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Versão: 1.1 - DTI Manual de usuário

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DO M3

MANUAL DO USUÁRIO DO M3 MANUAL DO USUÁRIO DO M3 1 CADASTROS 1.1 Clientes Abre uma tela de busca na qual o usuário poderá localizar o cadastro dos clientes da empresa. Preencha o campo de busca com o nome, ou parte do nome, e

Leia mais

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados

Manual de usuário do Ocomon. Sistemas de Gerenciamento De Chamados Manual de usuário do Ocomon Sistemas de Gerenciamento De Chamados Podemos acessar o sistema por meio do portal do e-doc no menu Chamados onde o endereço é o http://www.edocsergipe.se.gov.br Home Início

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

Contact Center CPqD. Operação. Manual do Cliente. Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011

Contact Center CPqD. Operação. Manual do Cliente. Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011 Contact Center CPqD Operação Manual do Cliente Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0 Março de 2011 Contact Center CPqD Operação Manual do Cliente Versão do produto: 1.0 Edição do documento: 3.0

Leia mais

Modelo de Gerenciamento de Suporte e Entrega de Serviços de Tecnologia da Informação: Estudo de Caso

Modelo de Gerenciamento de Suporte e Entrega de Serviços de Tecnologia da Informação: Estudo de Caso Modelo de Gerenciamento de Suporte e Entrega de Serviços de Tecnologia da Informação: Estudo de Caso Adilson Ricardo da Silva Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores, Centro Universitário

Leia mais

1. O que é GLPI? 2. Processo de atendimento

1. O que é GLPI? 2. Processo de atendimento 1. O que é GLPI? GLPI (Gestionnaire Libre de Parc Informatique) é a uma sigla em Francês, que significa Gestão de Parque de Informática Livre. Essa é uma ferramenta de helpdesk (suporte ao usuário) para

Leia mais

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço)

Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 1. Login Para realizar o acesso à ferramenta de suporte FAPAM, basta acessar o endereço: http://www.fapam.edu.br/helpdesk/ Usuário: Número da Chapa - FAPAM Senha: Dígitos do CPF (sem pontos ou traço) 2.

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

OCOMON PRIMEIROS PASSOS

OCOMON PRIMEIROS PASSOS OCOMON PRIMEIROS PASSOS O OCOMON ainda não possui um arquivo de Help para atender a todas questões relacionadas ao sistema. Esse arquivo serve apenas para dar as principais instruções para que você tenha

Leia mais

Controle Patrimonial WEB

Controle Patrimonial WEB Cccc Controle Patrimonial WEB Manual Unidade de Guarda Conteúdo 1. Acessar o Controle Patrimonial - Web... 4 1.1. Login... 4 1.2. Esquecer sua senha?... 5 2. Alterar a senha... 6 3. Cadastrar novo usuário...

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB

SISTEMA PATRIMÔNIO WEB UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Subcomissão de Patrimônio - GEFIM REITORIA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO COMPATRIM/GEFIM SISTEMA PATRIMÔNIO WEB Manual do usuário v.1.1 Sumário Introdução... 4 Fluxo das Principais

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão A BRA-POR Definições das observações Utilizamos o estilo de observação a seguir ao longo deste manual do usuário: As observações ensinam como agir em determinada situação

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014

Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS. Curitiba, Julho de 2014 Apresentando o novo modelo de atendimento Centro Marista de Serviços - CMS Curitiba, Julho de 2014 Vamos à prática: Como abrir um chamado? Entre na ferramenta com seu login e senha de rede (a mesma que

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 SCM Sistema de Controle de Manutenção MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO...1 2 USUÁRIOS E PERFIS...1 3 UTILIZAÇÃO DO SISTEMA...1 4 VISÃO GERAL DO SISTEMA...2 4.1 Fluxo normal...2 4.2 Fluxo

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 Atendente... 3 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 Atendente... 3 1. Abrindo uma nova Solicitação... 3 1. Consultando Solicitações... 5 2. Fazendo uma Consulta Avançada... 6 3. Alterando dados da

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

Manual de Utilização do GLPI

Manual de Utilização do GLPI Manual de Utilização do GLPI Perfil Usuário Versão 1.0 NTI Campus Muzambinho 1 Introdução Prezado servidor, o GLPI é um sistema de Service Desk composto por um conjunto de serviços para a administração

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012

Version Notes (Notas da versão) Versão 4.10.1.8-05-12-2012 Florianópolis, 05 de dezembro de 2012. Abaixo você confere as características e funcionalidades da nova versão 4.10.1.8-05-12-2012 do Channel. Para quaisquer dúvidas ou na necessidade de maiores esclarecimentos,

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Manual de uso Web Desk TI

Manual de uso Web Desk TI 2012 Manual de uso Web Desk TI Documento para treinamento de uso do sistema. http://servicos.up.com.br/webdeskti Universidade Positivo Departamento de Informática Sistemas v1.0 1 Acesso e Autenticação

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale.

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Responsabilidades As informações neste tópico são as responsabilidades, descritas de

Leia mais

Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida Controle de Contatos Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica I Vida Controle de Contatos Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... de Contatos Pessoais 2 Part II Configuração 2 1 Configuração...

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0)

MANUAL DE UTILIZAÇÃO. HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) MANUAL DE UTILIZAÇÃO HELP SUPORTE e HELP - REMOTO (Versão de usuário: 2.0) 1 Sumário 1 Introdução...3 2 O que é o HELP Suporte?...3 3 Cadastro no Help Suporte...3 4 Como Acessar e Utilizar o HELP SUPORTE...3

Leia mais

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca

Manual de Usuário. Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca Manual de Usuário Gestion Libre de Parc Informatique (Gestão Livre de Parque de Informática) Versão 1.0 Afonso Ueslei da Fonseca Manual do Usuário GLPI 1. Introdução 3 2. Acessando o GLPI 4 3. Entendendo

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão 0 BRA-POR Definições das observações Utilizamos o ícone a seguir ao longo deste manual do usuário: Os ícones de ensinam como agir em determinada situação ou fornecem

Leia mais

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet

Versão 1.0 09/10. Xerox ColorQube 9301/9302/9303 Serviços de Internet Versão 1.0 09/10 Xerox 2010 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Direitos reservados de não publicação sob as leis de direitos autorais dos Estados Unidos. O conteúdo desta publicação não pode

Leia mais

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015

jfinanç as Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 jfinanças Pessoal Versão 2.0 - Fevereiro/2015 Índice 1 INTRODUÇÃO E VISÃO GERAL... 1 2 INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INICIAL DO JFINANÇAS PESSOAL... 2 2.1 Download... 3 2.2 Instalação do jfinanças Pessoal...

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

Guia de Uso para Registro de Chamado Usuário Externo

Guia de Uso para Registro de Chamado Usuário Externo Guia de Uso para Registro de Chamado Usuário Externo Guia de Uso para Registro de Chamado Usuário Externo O é a ferramenta de abertura e acompanhamento de chamados, com os recursos: Sistema de Ajuda online

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão A BRA-POR Definições das observações Utilizamos o estilo de observação a seguir ao longo deste manual do usuário: ensina como agir em determinada situação ou fornece

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GLPI PERFIL TÉCNICO Versão 2.0 DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA E TELECOMUNICAÇÕES PREFEITURA DE GUARULHOS SP 1 Objetivo: Esse manual tem como objetivo principal instruir os

Leia mais

ÍNDICE. 1. SAM Sistema de Auto Atendimento Millennium. 2. Apresentação. 3. Acessos 3.1. Via Internet 3.2. Via link direto

ÍNDICE. 1. SAM Sistema de Auto Atendimento Millennium. 2. Apresentação. 3. Acessos 3.1. Via Internet 3.2. Via link direto ÍNDICE 1. SAM Sistema de Auto Atendimento Millennium 2. Apresentação 3. Acessos 3.1. Via Internet 3.2. Via link direto 4. Inclusão de chamados 4.1. Incluindo um novo chamado 5. Analisando chamados em aberto

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI

GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI MANUAL DO USUÁRIO GLPI 1- Introdução... 2 2- Acessando GLPI... 3 3- Alterando a senha... 3 4- Abrindo um chamado... 4 5- Acompanhando um

Leia mais

ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME

ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME ITIL V3 (aula 8) AGENDA: REVISÃO FERRAMENTAS EXAME Revisão dos livros - ITIL Incident Management (Gerenciamento de incidentes) reduzir o tempo de indisponibilidade (downtime) dos serviços Problem Management

Leia mais

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com.

A.S. Sistemas Rua Prof. Carlos Schlottfeldt, 10A Clélia Bernardes Viçosa MG CEP 36570-000 Telefax: (31) 3892 7700 dietpro@dietpro.com. Sumário Principais Características...5 Configuração necessária para instalação...6 Conteúdo do CD de Instalação...7 Instruções para Instalação...8 Solicitação da Chave de Acesso...22 Funcionamento em Rede...26

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

CA SERVICE DESK MANAGER

CA SERVICE DESK MANAGER CA SERVICE DESK MANAGER GUIA RÁPIDO: Abertura de Chamado pelo Portal Web (Ferramenta Service Desk ) 1. CA SERVICE DESK MANAGER... 3 2. CONHECENDO AS TELAS INICIAIS... 4 2.1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01 RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01 EMITENTE Diretoria do Patrimônio Aprovada pela Diretoria Reunião de 14/07/2004 Revisão nº 01 Aprovada pela Diretoria Reunião de 24/08/2010 ASSUNTO Solicitação de Serviços

Leia mais

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo

Versão 3.0 CARBON SYSTEM. Manual do Software Controla Tudo. Manual do Controla Tudo Versão 3.0 CARBON SYSTEM Manual do Software Controla Tudo Manual do Controla Tudo SOFTWARE PARA CONTROLE DE PONTO VIA IMPRESSÃO DIGITAL OU DÍGITOS Manual do Controla Tudo Versão 3.0 Carbon System Rua Coronel

Leia mais

---------------- ------------------- ------------------- --------------------- ----------------------- --------

---------------- ------------------- ------------------- --------------------- ----------------------- -------- A/C: Área de Usuários (Abertura de Chamados ) Para ampla divulgação na SRRO!!! Visando agilizar os atendimentos foi disponibilizado varias formas de solicitação de chamados técnicos para a área de TI.

Leia mais

P2D PRONTUÁRIO UNIVERSAL SISTEMA OFICIAL DO CBO CERTIFICADO PELO CFM-SBIS

P2D PRONTUÁRIO UNIVERSAL SISTEMA OFICIAL DO CBO CERTIFICADO PELO CFM-SBIS P2D PRONTUÁRIO UNIVERSAL SISTEMA OFICIAL DO CBO CERTIFICADO PELO CFM-SBIS Estamos comprometidos a ajudá-lo a criar um fluxo de trabalho prático com o P2D. Para tanto, preparamos essas 10 dicas com as melhores

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP

SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK. Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP SISTEMA DE CONTROLE DE HELP DESK Frederico Calazans Barbosa UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP Antonio Carlos da Cunha Migliano UBC - Universidade Braz Cubas Mogi das Cruzes/ SP RESUMO Este

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário

Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas SESAU Coordenadoria Setorial de Gestão a Informática - CSGI Sistema de HelpDesk da SESAU Guia do Usuário Maceió 06/02/2012 Técnico Responsável: Bruno Cavalcante

Leia mais

WF Processos. Manual de Instruções

WF Processos. Manual de Instruções WF Processos Manual de Instruções O WF Processos é um sistema simples e fácil de ser utilizado, contudo para ajudar os novos usuários a se familiarizarem com o sistema, criamos este manual. Recomendamos

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

Estrutura de Relacionamento:

Estrutura de Relacionamento: 1 Índice Por que ter Guia de Relacionamento e Suporte?... 3 Qual a Estrutura de Relacionamento com o Cliente?... 3 Agente de Atendimento (CAT):... 3 Gerente de Contas (GC):... 3 Gerente de Serviço (GS):...

Leia mais

PÁGINA INICIAL: ACESSO RESTRITO www.centralcdf.com.br/adm. Inserir seu Login e Senha. Clicar em ACESSAR.

PÁGINA INICIAL: ACESSO RESTRITO www.centralcdf.com.br/adm. Inserir seu Login e Senha. Clicar em ACESSAR. TREINAMENTO SISTEMA PÁGINA INICIAL: ACESSO RESTRITO www.centralcdf.com.br/adm Inserir seu Login e Senha. Clicar em ACESSAR. HOME PAGE Após acessar com o seu login e senha. Entrará na Home Page do sistema.

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Sistema de Chamados Protega

Sistema de Chamados Protega SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. REALIZANDO ACESSO AO SISTEMA DE CHAMADOS... 4 2.1 DETALHES DA PÁGINA INICIAL... 5 3. ABERTURA DE CHAMADO... 6 3.1 DESTACANDO CAMPOS DO FORMULÁRIO... 6 3.2 CAMPOS OBRIGATÓRIOS:...

Leia mais

gsd - Service Desk Manual do Usuário versão 1

gsd - Service Desk Manual do Usuário versão 1 gsd - Service Desk Manual do Usuário versão 1 Sumário Introdução 1 Conceitos iniciais 2 Perfis de utilização 2 Parametrização do aplicativo - configuração 2 Prazo de atendimento 2 Prazo de conclusão 3

Leia mais

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO

BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO BACKUP ONLINE PASSOS PARA CONFIGURAÇÃO INICIAL DO PRODUTO Criação de Conta de Usuário...03 Edição da Conta de Usuário...10 Download do Backup Online Embratel...10 Descrição dos Conjuntos de Cópia de Segurança...19

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

http://web.asplan.com.br/aspnet

http://web.asplan.com.br/aspnet MANUAL DE IMPLANTAÇÃO ASPNET 2.0 Cliente http://web.asplan.com.br/aspnet Revisão 10/2010 1. COMO ACESSAR O ASPNET O cadastramento dos usuários Clientes é de responsabilidade dos setores do Escritório Contábil,

Leia mais

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO

LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO LASERTECK SOFTECK MANUAL DO USUÁRIO 2013 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 REQUISITOS DO SISTEMA... 3 3 INSTALAÇÃO... 3 4 COMO COMEÇAR... 3 5 FORMULÁRIOS DE CADASTRO... 4 6 CADASTRO DE VEÍCULO... 6 7 ALINHAMENTO...

Leia mais

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE

DIF-e - MANUAL DE ORIENTAÇÃO AO CONTRIBUINTE Página 1 de REVISÃO DATA VERSÃO DO HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES SISTEMA 00 1.0 Emissão inicial. Página 2 de Sumário 1. Introdução... 4 2. Modelo Conceitual... 4 3. Programa Cliente... 5 3.1 Telas de Configuração...

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento)

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Cadastro das Instituições e Comissões de Ética no Uso de Animais CIUCA Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Versão 1.01 (Módulo I Cadastro)

Leia mais

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14 portal@up.com.br Apresentação Este manual contém informações básicas, e tem como objetivo mostrar a você, aluno, como utilizar as ferramentas do Portal Universitário e, portanto, não trata de todos os

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais