PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA"

Transcrição

1 INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA 1

2 Governador do Estado de Minas Gerais Aécio Neves da Cunha Secretária de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana Maria Emília Rocha Mello Presidente da Copasa Mauro Ricardo Machado Costa Diretor Financeiro, Administrativo e de Relações com Investidores George Hermann Rodolfo Tormin Diretor Técnico e de Meio Ambiente Carlos Gonçalves de Oliveira Sobrinho Diretor de Operação Centro-Norte Geraldo David Alcântara Diretor de Operação Leste Carlos Megale Filho Diretor de Operação Metropolitana Juarez Amorim Diretor de Operação Sudoeste Cássio Drummond de Paula Lemos

3 COPASA INSTITUCIONAL E MERCADOLÓGICA Superintendência de Comunicação Belo Horizonte novembro/2003 1

4 2003. Companhia de Saneamento de Minas Gerais. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte. Editor: Copasa/Superintendência de Comunicação - SPCA Diagramação, revisão ortográfica e capa: Asa Comunicação Ltda. Distribuição e informação: Superintendência de Comunicação - SPCA - Rua Mar de Espanha, 525/2 andar Belo Horizonte - MG - CEP: Fone: (31) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS - COPASA Programa de Comunicação Institucional e Mercadológica: aprovado pelo Conselho de Administração em 16/06/2003. Belo Horizonte, xxp. 1. COPASA - Comunicação institucional. 2. COPASA - Ação mercadológica. I. Título. CDU: (083.97) Catalogação na publicação: Biblioteca Prof. Ysnard Machado Ennes - Copasa. Tiragem: exemplares - Impresso no Brasil/Printed in Brazil. 2

5 SUMÁRIO Apresentação Visão da Comunicação Diretrizes da Política de Comunicação Objetivos da Política de Comunicação Imagem da Copasa Públicos da Copasa a - Governo Federal b - Governo Estadual c - Poder Legislativo d - Poder Judiciário e - Ministério Público f - Poderes Municipais g - Clientes reais, factíveis e potenciais h - Associações e sindicatos de classe i - Comunicados locais/regionais e conselhos j - Imprensa l - Instituições religiosas e comunidade escolar m - Fornecedores/parceiros n - Relações institucionais

6 o - Interno p - Demais órgãos e entidades públicas e privadas ligadas ao setor de saneamento Ferramentas para a consolidação da estratégia de comunicação Manuais de procedimento Manual de identidade visual Manual de recepção a visitantes Manual de gerenciamento de crises Cartilha de comunicação da SPCA Publicações permanentes Publicações periódicas, de caráter técnico e informativo Revista Copasa Jornal Gota D Água Relatório anual de administração Portfolio Copasa Uso de espaços Galeria de Ex-Presidentes Ponto de encontro Jornal Mural Conselho de Comunicação

7 6.5 - Internet e Intranet Site institucional Intranet Negocinho virtual institucional e de atendimento Relacionamento com a imprensa Releases Mailing list Hot sites Entrevistas Cobertura interna Encontros com a imprensa Entrevistas coletivas Proposição de pauta Artigos do Presidente e dos técnicos Novo clipping Clipping eletrônico Análise de clipping Banco de imagem Copasa on-line Comunicação de paralisação de sistemas

8 Relacionamento com o cliente Ampliação do banco de dados Avaliar, por intermédio dos clientes, a qualidade dos serviços Uniformizar o atendimento telefônico ao cliente Ampliar parcerias com áreas operacionais Ampliar a utilização da Internet no atendimento Fale com o Presidente Outras iniciativas Projeto Chuá Prêmio Copasa/Abes de Atitude Ambiental Conheça a Copasa Copasa nossa casa A Copasa é nossa vizinha Presença Copasa Serviços Copasa Display Malas diretas e folhetos institucionais Brindes Pins e bottons Pesquisas internas e externas Videoteca

9 Galeria de arte Copasa Galeria de arte dos empregados da Copasa Coral Copasa Concursos internos de arte Museu da Água Copasa voluntária Protetor do meio ambiente Planejamento publicitário Política de patrocínios Projeto Adesão Água de qualidade Pague em dia Carta do Presidente Café da manhã com o Presidente Prata da casa Aniversário da Copasa Padronização dos comunicados normalmente utilizados pelas áreas comercial e operacional Comunicação de obras Comunicação em situações de crise Programa de redução de custos Programa de redução de perdas Divulgação de atos e fatos relevantes

10 APRESENTAÇÃO Este documento apresenta o Programa de Comunicação Institucional e Mercadológica da Copasa, contemplando diretrizes, objetivos, imagem, públicos, ações e ferramentas para a sua consolidação. Sua elaboração atende o item 1.9 do Plano de Ação 2003 (1), que serviu como uma das bases para o seu desenvolvimento. Durante o 1º Fórum Copasa "Estratégias para um novo tempo", as diretrizes para a Política de Comunicação foram submetidas à discussão de parceiros, clientes e órgãos afins, recebendo sugestões e comentários. As diversas contribuições e contatos realizados durante este fórum, o Planejamento Estratégico (2) e o Plano de Ação 2003 (1) da Copasa deram origem a várias das ações propostas no Programa de Comunicação Institucional e Mercadológica, que torna-se importante ferramenta para acelerarmos o processo de transformação da Copasa na melhor empresa de saneamento do Brasil. 1 - COPASA. Plano de ação 2003; aprovado pelo Conselho de Administração em 26/03/2003. Belo Horizonte, p. 2 - COPASA. Planejamento estratégico; aprovado pelo Conselho de Administração em 16/06/2003. Belo Horizonte, p. 8

11 1. VISÃO DA COMUNICAÇÃO Uma sólida Estratégia de Comunicação Institucional e Mercadológica constitui seguramente um instrumento eficaz para que as empresas consigam defender o que têm de mais importante sua marca, que é a síntese não de um, mas de um conjunto de diferenciais. A marca cria uma identidade para a empresa e, quando forte, passa a fazer parte da vida das pessoas e, assim, tem mais condição de durar no tempo, de atravessar e superar limites e fronteiras espaciais e estabelecer parâmetros competitivos na disputa com possíveis concorrentes. Sempre atenta a esses princípios, a Copasa entende que o processo de construção de sua imagem e, por conseqüência, de sua marca, deve ser preocupação de todos: dirigentes, empregados e prestadores de serviços. À Superintendência de Comunicação cabe o papel de conduzir esse processo, de acordo com as diretrizes emanadas pela Diretoria. Na visão da empresa, a Comunicação deve ser vista como ferramenta decisiva para fazer da Copasa a melhor empresa de saneamento do Brasil. Esta Estratégia de Comunicação Institucional e Mercadológica foi elaborada com base no Planejamento Estratégico e no Plano de Ação 2003 implementados pela empresa, bem como fundamentada em experiências que a Superintendência de Comunicação vem acumulando ao longo dos últimos anos. 9

12 2. DIRETRIZES DA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO - Construir e manter um relacionamento pró-ativo, transparente, ético, de credibilidade e de parcerias com todos os públicos. - Padronizar os instrumentos institucionais de comunicação, levando-se em conta as peculiaridades regionais. - Integrar as ações de comunicação social com o sistema central do Governo Estadual. - Manter sistema permanente de avaliação da imagem da empresa, das ações empreendidas por ela e da satisfação dos clientes com os serviços que lhes são prestados. - Fortalecer e consolidar a imagem de empresa associada ao Governo Estadual. - Manter canais adequados de comunicação com públicos previamente identificados e priorizados. - Divulgar todas as ações, obras e serviços para as populações beneficiadas e outros públicos de interesse. - Atuar em parceria com órgãos e entidades públicas e privadas. 10

13 3. OBJETIVOS DA POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO - Abrir canais de comunicação com os diversos públicos e mantê-los desobstruídos. - Incentivar, motivar e valorizar os empregados. - Promover a imagem institucional da empresa. - Conferir à empresa uma situação de destaque que a diferencie positivamente de outras empresas de serviços públicos. - Fazer da empresa um modelo e uma referência positiva no relacionamento comunitário. - Atuar em programas de educação sanitária e ambiental que facilitem a prestação dos serviços. - Dar visibilidade à qualidade dos produtos e serviços da empresa. - Facilitar e incentivar programas e ações de preservação do meio ambiente e dos recursos hídricos. - Manter elevado o nível de satisfação dos clientes. - Uniformizar os procedimentos de relacionamento e comunicação de tal forma que criem um padrão de relacionamento reconhecido e valorizado nas áreas de atuação da empresa. 11

14 4. IMAGEM DA COPASA A Comunicação Social da Copasa deve manter-se permanentemente atenta à importância de desenvolver ações que levem os públicos interno e externo a identificar nela as seguintes características: - empresa de caráter público; - empresa com rede de atendimento ágil, moderna e próxima de seus clientes; - empresa com quadro funcional qualificado e comprometido com a comunidade; - empresa promotora de intercâmbios e de troca de experiências relacionados a conhecimentos científicos em saneamento e meio ambiente; - empresa permanentemente preocupada com a adequação das ações de saneamento às inovações tecnológicas; - empresa prestadora de serviços de qualidade; - empresa orientada para o social; - empresa atuante na preservação e na recuperação do meio ambiente. 12

15 5. PÚBLICOS DA COPASA a) Governo Federal - Presidência da República - Ministério de Assistência Social - Ministério das Cidades - Ministério de Ciência e Tecnologia - Ministério da Fazenda - Ministério da Integração Nacional - Ministério do Meio Ambiente - Ministério de Minas e Energia - Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão - Ministério da Saúde - Ministério do Turismo - BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - Casa Civil - CEF - Caixa Econômica Federal - Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social - Eletrobrás - Centrais Elétricas Brasileiras S.A. - Funasa - Fundação Nacional de Saúde - Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - ANA - Agência Nacional de Águas 13

16 b) Governo Estadual - Advocacia Geral do Estado (Procuradoria) - Cemig - Companhia Energética de Minas Gerais - Comig - Companhia Mineradora de Minas Gerais - Corpo de Bombeiros - Feam - Fundação Estadual do Meio Ambiente - IEF - Instituto Estadual de Florestas - Igam - Instituto Mineiro de Gestão das Águas - Polícia Florestal - Polícia Militar de Minas Gerais - Secretarias de Estado - Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional e de Política Urbana - Demais órgãos e entidades da administração direta e indireta do Governo Estadual c) Poder Legislativo - Assembléia Legislativa - Câmara Federal - Senado Federal - Tribunal de Contas do Estado - Tribunal de Contas da União 14

17 d) Poder Judiciário - Corregedoria Geral de Justiça - Justiça Federal - Tribunal de Alçada - Tribunal de Justiça - Tribunal de Justiça Militar - Tribunal Regional Eleitoral - Tribunal Regional do Trabalho e) Ministério Público f) Poderes Municipais - Prefeitos, secretários municipais, Conselhos Municipais de Meio Ambiente (Codema), vigilância sanitária e vereadores g) Clientes reais, factíveis e potenciais h) Associações e sindicatos de classe - Abas - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas - Abes - Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental - Abimaq - Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos - Aesbe - Associação das Empresas de Sanemento Básico Estaduais - Amec - Associação Mineira de Engenharia Consultiva - AMM - Associação Mineira de Municípios - Asfamas - Associação Brasileira dos Fabricantes de Materiais e Equipamento para Saneamento - Assemae - Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento 15

18 - CDL - Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte - CRA - Conselho Regional de Administração - Crea - Conselho Regional de Engenharia,Arquitetura e Agronomia de Minas Gerais - Federaminas - Federação das Associações Comerciais, Indústrias, Agropecuárias e de Serviços do Estado de Minas Gerais - Fiemg - Federação das Indústrias de Minas Gerais - Saemg - Sindicato dos Administradores do Estado de Minas Gerais - Senge - Sindicato dos Engenheiros do Estado de Minas Gerais - Sicepot - Sindicato da Indústria da Construção Pesada do Estado de Minas Gerais - Sindagua - Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos do Estado de Minas Gerais - Sinduscon - Sindicato da Construção Civil de Minas Gerais - STTRBH - Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de BH e Região i) Comunidades locais/regionais e conselhos - Conselho Estadual de Saúde - Conselhos Municipais de Saúde - Líderes comunitários - Movimentos populares em saúde e meio ambiente j) Imprensa Jornais, emissoras de rádio e TV de toda Minas Gerais, imprensa especializada nos setores de meio ambiente, saneamento e saúde, órgãos nacionais de penetração junto aos diversos públicos de interesse, boletins voltados aos públicos de interesse 16

19 l) Instituições religiosas e comunidade escolar m) Fornecedores/parceiros n) Relações Institucionais - Acionistas - Aidis - Asociación Interamericana de Ingeniería Sanitaria y Ambiental - BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento - Bird - Banco Mundial - Comitês de Bacias Hidrográficas - CVM - Comissão de Valores Mobiliários - Debenturistas - ONGs ligadas à causa ambiental - Opas - Organização Pan-Americana da Saúde - Universidades o) Interno - Funcionários, familiares, organizações das quais fazem parte consultores e colaboradores eventuais p) Demais órgãos e entidades públicas e privadas ligadas ao setor de saneamento 17

20 6 - FERRAMENTAS PARA A CONSOLIDAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO Para a consolidação desta estratégia de comunicação, a Copasa utilizará as seguintes ferramentas: MANUAIS DE PROCEDIMENTO Manual de identidade visual Descrição: manual de aplicação da marca Copasa em seus diversos usos. Operacionalização: padronização da utilização da marca Copasa em todo o Estado de Minas Gerais, para criar uma referência que reforce o nome da empresa. Implantação: 60 dias. Responsáveis: SPCA; Diretorias Operacionais, Técnica, de Meio Ambiente, Financeira Administrativa e de Relacionamento com Acionistas; Governo do Estado e parceiros externos Manual de recepção a visitantes Descrição: manual para orientação sobre as normas e os procedimentos que deverão ser seguidos pelos profissionais da empresa envolvidos com a recepção de visitantes. Operacionalização: distribuição para todas as unidades da empresa envolvidas com recepção e acompanhamento de visitantes, com reuniões de apresentação para as superintendências operacionais. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA, Presidência e Diretorias. 18

21 Manual de gerenciamento de crises Descrição: manual com os procedimentos que serão adotados para enfrentar momentos de crise que possam comprometer a imagem da empresa. Operacionalização: distribuição para todas as unidades da empresa, com reuniões de apresentação e discussão com as superintendências operacionais. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA, Presidência e Diretorias Cartilha de Comunicação da SPCA Descrição: cartilha com a relação detalhada dos produtos e serviços de comunicação oferecidos pela SPCA, com informações para o público interno sobre como solicitá-los e quando utilizá-los. Operacionalização: distribuição para todas as unidades da empresa, com reunião de apresentação para as superintendências Implantação: 90 dias. Responsável: SPCA. 19

22 6.2 - PUBLICAÇÕES PERMANENTES Publicações periódicas, de caráter técnico e informativo Descrição: publicações elaboradas com o objetivo de divulgar as ações da empresa e de dar apoio a projetos especiais definidos como estratégicos pela alta direção da empresa, como: Informativo Copasa, Boletim Eletrônico Copasa, Qualidade Copasa, Copasa no Parlamento e Publicações especiais e estratégicas. Operacionalização: definição, em parceria com os gestores das ações estratégicas, da necessidade de criação de informativos especiais que apóiem a implantação dos projetos; criação de conselhos editoriais para as diversas publicações da empresa, com vistas a ampliar o número de produtos e otimizar resultados. Implantação: 120 dias. Responsáveis: SPCA, gestores de ações estratégicas, Presidência, Diretorias, Subsecretaria de Comunicação Social do Governo do Estado e outros parceiros externos. 20

23 Revista Copasa Descrição: revista com tratamento gráfico moderno e leve, colorida, com textos simples e interessantes relacionados à empresa, ao setor de saneamento e a aspectos de interesse geral sobre água, saúde e meio ambiente, inclusive temas e matérias internacionais. Publicação focada nos públicos interno e externo. Periodicidade: mensal. Operacionalização: desenvolvimento de projeto gráfico e editorial, implantação de conselho editorial, definição de pauta com visão estratégica da Presidência e Diretorias e distribuição aos públicos relevantes. Implantação: 60 dias. Responsáveis: SPCA, Presidência, Diretorias e parceiros externos Jornal Gota d Água Descrição: boletim interno para funcionários. Periodicidade: semanal. Operacionalização: modernização de layout e reavaliação do projeto editorial; consolidação do boletim como veículo estratégico na relação da empresa com seus funcionários; lançamento do novo Gota d Água. Implantação: 30 dias. Responsável: SPCA. 21

24 Relatório Anual de Administração Descrição: importante ferramenta de consolidação dos novos conceitos da Copasa em busca da excelência, o relatório serve, ao mesmo tempo, ao propósito de prestar contas das atividades realizadas a cada ano. Periodicidade: anual. Operacionalização: reunião de todos os dados de gestão, prévia definição das características gráficas, layout para a aprovação da Presidência. Implantação: distribuição tão logo concluído o balanço de Responsáveis: Presidência, SPCA, DRFA e parceiros externos Portfolio Copasa Descrição: publicação de apresentação da Copasa, produzida em material impresso, vídeo, CD ROM e E-Card, na qual constarão a missão e as principais diretrizes da empresa, com dados de maior perenidade que permitam uma vida útil maior do portfolio. Deve-se transformar em veículo de venda da instituição. Operacionalização: definição do conteúdo, layout, tiragem, edição e distribuição dirigida. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA, Presidência, Diretorias e parceiros externos. 22

25 6.3 - USO DE ESPAÇOS Galeria de Ex-Presidentes Descrição: galeria criada no hall do auditório do edifício-sede da empresa para abrigar a exposição permanente de fotos dos ex-presidentes da Copasa. Operacionalização: afixação das fotos já existentes no novo espaço, organização das solenidades de inauguração e de apresentação de cada nova foto de ex-presidente para atualização constante da galeria. Implantação: imediata. Responsáveis: SPCA e parceiros internos Ponto de encontro Descrição: aproveitamento do auditório da Copasa como espaço de cultura, arte, lazer e informação para a promoção de projetos culturais voltados para a revelação de talentos artísticos entre os empregados (nas áreas de música, teatro, cinema, contação de estórias, literatura, dança) e para a apresentação de filmes, peças de teatro e palestras dirigidas aos públicos interno e externo sobre assuntos ligados ao saneamento, ao meio ambiente, à saúde, à cultura e outros de interesse geral. 23

26 Periodicidade: corrente. Operacionalização: contato com as Diretorias, áreas técnicas e outras unidades da empresa para identificar temas de interesse; estímulo à revelação de talentos internos por meio de concursos e festivais artísticos; busca de parcerias com artistas, instituições e associações comunitárias para a promoção de eventos externos. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA, parceiros internos e externos Jornal Mural Descrição: modernização e padronização dos quadros de avisos existentes em todas as unidades da Copasa, de forma a permitir que este canal de comunicação seja explorado em toda sua potencialidade. Operacionalização: proposição de novo layout para os quadros de aviso, além da identificação e cadastramento de parceiros em cada unidade da empresa para possibilitar a padronização dos quadros, da apresentação e do conteúdo das mensagens, do tempo médio de exposição e das responsabilidades pela colocação e pela retirada dos materiais a serem divulgados. Implantação: 60 dias. Responsáveis: SPCA e parceiros internos. 24

27 6.4 - CONSELHO DE COMUNICAÇÃO Descrição: criação de grupos cujos integrantes sejam representativos de todas as áreas da empresa, devidamente capacitados por treinamento, para a identificação de oportunidades e necessidades de comunicação no âmbito de toda a empresa. Operacionalização: realização de reuniões com diretores e superintendentes para estruturação dos grupos de trabalho, a partir da definição de perfis, atribuições e forma de atuação dos integrantes do Conselho de Comunicação. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA, Diretorias e Superintendências. 25

28 6.5 - INTERNET E INTRANET Site institucional Descrição: projeto atraente e moderno de site de serviços, que ofereça facilidade de navegação e possibilite interatividade dos clientes com a empresa. Para o público de língua portuguesa, o conteúdo será mais amplo, com destaque para os temas ligados à água e ao meio ambiente. Nas áreas estratégicas de venda da imagem institucional, o conteúdo também será apresentado em inglês e espanhol. Operacionalização: criação de Grupo de Trabalho e contratação de empresa especializada para desenvolver o novo site institucional e estabelecer mecanismos para sua atualização e modernização permanentes. Implantação: 150 dias. Responsáveis: SPCA e SPIN. 26

29 Intranet Descrição: intranet moderna e atraente, utilizada como ferramenta de multiplicação de informações estratégicas para o corpo funcional e o gerenciamento da empresa e de agilidade para o processo de informação interna da Copasa. Periodicidade: diária. Operacionalização: desenvolvimento de programa de informática para atualização e modernização da Intranet. Implantação: 150 dias. Responsáveis: SPCA e SPIN Negocinho virtual Descrição: criação do Negocinho Virtual, espécie de classificados em que os próprios anunciantes escrevem seus anúncios. Exclusivo para os empregados da Copasa, que só terão seus anúncios divulgados após validação pela SPCA/DVRI. Periodicidade: diária. Operacionalização: desenvolvimento de programa de informática e de projeto gráfico e estabelecimento de regras básicas de acesso. Implantação: 90 dias. Responsáveis: SPCA e SPIN. 27

30 institucional e de atendimento Descrição: respostas e soluções para os s institucionais e de serviços. Operacionalização: revisão de processos de encaminhamento de s institucionais e de serviços na empresa. Implantação: 30 dias. Responsáveis: SPCA, SPIN, SPCM, Superintendências Operacionais, Diretorias e Presidência RELACIONAMENTO COM A IMPRENSA Releases Descrição: produção de textos jornalísticos para divulgação na imprensa. Operacionalização: estabelecimento de rotinas de cobertura e produção de matérias de interesse específico de acordo com as características, os interesses e as oportunidades dos diferentes veículos de comunicação; estabelecimento de formas de descentralização das rotinas de relacionamento para o interior. Implantação: em 60 dias será modificado o modelo atual. Responsáveis: SPCA, parceiros internos e externos. 28

31 Mailing list Descrição: sistema atualizado de cadastramento e acompanhamento dos veículos de comunicação nas áreas de cobertura e interesse da Copasa e de outros públicos-alvo. Operacionalização: proposta de modelo de acompanhamento e de atualização dos veículos e profissionais de imprensa e de outros públicos-alvo. Implantação: 60 dias. Responsáveis: SPCA e Superintendências Regionais Hot sites Descrição: criação de links exclusivos para a divulgação de grandes eventos, de datas especiais e de novidades na gestão para imprimir velocidade e atratividade ao site da Copasa. Periodicidade: quando necessário. Operacionalização: padronização do hot site; estabelecimento das necessidades e proposta de pré-programação. Implantação: 60 dias. Responsáveis: SPCA, Presidência, SPIN, parceiros internos e externos. 29

Política de. [ comunicação] Forluz

Política de. [ comunicação] Forluz Política de [ comunicação] Forluz Índice Apresentação...4 Missão da Forluz...5 Condições para aplicação deste documento...6 Objetivos da Política de Comunicação...7 Diretrizes da Política de Comunicação...8

Leia mais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais

Companhia de Saneamento de Minas Gerais Planejam Estratégico 14,5x21 8/9/03 16:39 Page 2 Companhia de Saneamento de Minas Gerais Planejam Estratégico 14,5x21 8/9/03 16:39 Page 4 Planejamento Estratégico Aprovado pelo Conselho de Administração

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho

Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho # Tantas # Edição 01 # Ano 01 Assessoria de imprensa Conquista de espaço editorial Publicações Informação direta ao seu público Comunicação interna Muito além do jornalzinho Editorial Missão e Valores

Leia mais

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal

Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal Plano de COMUNICAÇÃO do Planejamento Estratégico da Justiça Federal PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA Introdução É importante ressaltar que um plano de comunicação tem a finalidade de tornar conhecida

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação

Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social (Dirco) Políticas Públicas de Comunicação Universidade Federal de Uberlândia Diretoria de Comunicação Social Políticas Públicas de Comunicação...a presença ativa duma universidade, revigorada ao contato de seu núcleo mais vivo e ciosa do seu espaço

Leia mais

A empresa não é uma ilha

A empresa não é uma ilha A empresa não é uma ilha Relacionamento implica em comunicação. A empresa com as rédeas da sua comunicação. Comunicação social tem ferramentas que ajudam na construção de empresas de alta performance.

Leia mais

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul

Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil. Região do Rio Grande do Sul Diretrizes da Comissão Regional de Imagem e Comunicação Dos Escoteiros do Brasil Após um mais de ano de trabalho e experiências adquiridas a CRIC apresenta à diretoria regional as diretrizes que regem

Leia mais

Relatório de Gestão Setorial 2010

Relatório de Gestão Setorial 2010 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial 2010 Cruz das Almas BA 2010 ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO RELATÓRIO DE ATIVIDADES Período: Janeiro

Leia mais

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO

UESB ASSESSORIA DE COMUNICACAO ASSESSORIA DE COMUNICACAO Assessoria de Comunicacão 14. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO No ano de 2007, a Assessoria de Comunicação (Ascom) da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia deu prosseguimento ao

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 010/2013

ATO NORMATIVO Nº 010/2013 ATO NORMATIVO Nº 010/2013 Organiza as ações de comunicação social, no âmbito do Ministério Público do Estado da Bahia. OPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL

CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL CHAMADA PARA APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL Considerações Gerais Para comemorar os cinco anos do Programa de Regionalização

Leia mais

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado.

Este briefing contém atividades que deverão ser desenvolvidas durante o convênio supracitado. Briefing Prestação de Serviços de Comunicação e Marketing para o Instituto Nacional do Plástico Programa de Incentivo à Exportação Think Plastic Brazil Introdução Este briefing propõe e organiza as ações

Leia mais

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015

Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 Coordenação-Geral de Comunicação e Editoração (CGCE) Diretoria de Comunicação e Pesquisa (DCP) Maio/2015 A proposta de plano de comunicação elaborada pela Coordenação- Geral de Comunicação e Editoração

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009 OBJETO: Contratação de serviços de desenvolvimento de software para criar o Website da Sudam, utilizando a linguagem de programação PHP, com o Banco

Leia mais

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Módulo 4: Captação de recursos (parte 1) André Fonseca Santo André / maio 2009 Captação de recursos Fases anteriores à captação Preparação do projeto

Leia mais

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP

Ficha Técnica. Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Referência Ficha Técnica Plano de comunicação Resolução n 1.025, de 30 de outubro de 29 Supervisão Comissão de Organização, Normas e Procedimentos CONP Elaboração Projeto ART e Acervo Técnico - Equipe

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 03/08/2010 Pág.01 POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO DA CEMIG COM A COMUNIDADE Substitui a NO-02.15 de 23/06/2009 1. INTRODUÇÃO 1.1 A Política de Comunicação da CEMIG com a Comunidade explicita as diretrizes que

Leia mais

PROPOSTA DE ESTRUTURAÇÃO

PROPOSTA DE ESTRUTURAÇÃO U N I R I O UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO REITORA MALVINA TUTTMAN PROPOSTA DE ESTRUTURAÇÃO COORDENAÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL (COMSO) Fernanda Soares Coordenadora Gabriel Melo Assistente

Leia mais

www.elloconsultores.com.br www.ellomkt.com.br www.feirasindustriais.com.br O portal Feiras Industriais É de propriedade da Ello Consultores

www.elloconsultores.com.br www.ellomkt.com.br www.feirasindustriais.com.br O portal Feiras Industriais É de propriedade da Ello Consultores www.elloconsultores.com.br www.ellomkt.com.br www.feirasindustriais.com.br O portal Feiras Industriais É de propriedade da Ello Consultores WWW.ELLOCONSULTORES.COM.BR CONSULTORIA DE MARKETING MARKETING

Leia mais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais

Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE. Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Educação Financeira e Previdenciária Case - Fundação CEEE Magdarlise Dal Fiume Germany Gerente Relações Institucionais Programa de Educação Financeira e Previdenciária - Criação Aprovado pela PREVIC em

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK - Equipe de Comunicação Multimídia e Relações Públicas: Márcio Lobato Nayanne Pacheco 1. - OBJETIVO: A presente proposta objetiva estruturar

Leia mais

O Jornal. A Contagem TV. Distribuição. Estatísticas. Por quê? Público Alvo. Publicidade. Contatos

O Jornal. A Contagem TV. Distribuição. Estatísticas. Por quê? Público Alvo. Publicidade. Contatos w w w. d i a r i o d e c o n t a g e m. c o m. b r w w w. c o n t a g e m t v. c o m. b r O JORNAL DIÁRIO DE CONTAGEM ONLINE é um site de notícias atualizado diariamente e é o primeiro jornal da região

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 08 1 / 6 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto a imprensa sediada na capital e no interior de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho IMPRENSA IT. 36 07 1 / 8 1. OBJETIVO Administrar o fluxo de informações e executar ações de comunicação junto aos públicos interno e externo do Crea GO de forma transparente, ágil, primando pela veracidade

Leia mais

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA

Planos estratégicos de comunicação 2013/2014 Programa Áreas Protegidas da Amazônia - ARPA 1. Plano de Comunicação interna 1.1 Aspectos estruturantes 1.1.1 Objetivo O objetivo maior do plano de comunicação interna é fortalecer a gestão do Programa Arpa, a coesão entre parceiros e agentes diretamente

Leia mais

as cores locais formando um mosaico de sucesso

as cores locais formando um mosaico de sucesso 3º PRÊMIO DE COMUNICAÇÃO DO SISTEMA UNIMED Regulamento O presente regulamento tem a finalidade de estabelecer as normas aplicáveis ao Prêmio de Comunicação do Sistema Unimed, relativas aos participantes,

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 013/2010 PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA GESTÃO COMERCIAL E VENDAS Contatos Luiz Augusto Gonçalves

Leia mais

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência

TOPE [EA]². Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Assessoria de imprensa voltada à divulgação da ciência Camila Delmondes Assessoria de Relações Públicas e Imprensa Faculdade de Ciências Médicas Unicamp Divulgação Cientifica e Cultural Laboratório de

Leia mais

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL

RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL RESUMO O HOMEM E O RIO: EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARA A SUSTENTABILIDADE DO RIO PARAÍBA DO SUL UNITAU - Universidade de Taubaté CBH-PS Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Paraíba do Sul Trabalho realizado

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS 1. Objeto: 1.1.1. Contratação de empresa para prestação, sob demanda, de serviços de planejamento, organização, coordenação, execução, fiscalização e avaliação de eventos com a viabilização de infra-estrutura

Leia mais

Documentos produzidos pelo Prossiga

Documentos produzidos pelo Prossiga Documentos produzidos pelo Prossiga CHASTINET, Yone. Prossiga: Programa de Trabalho para o exercício do 2º semestre de 1999 e 1º semestre de 2000. Rio de Janeiro, p.1-20, maio 1999. (MCT/CNPq/Prossiga

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000023 - COMUNICACAO SOCIAL - JORNALISMO Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 Apresentação Nossa história Objetivos, Atribuições e Compromisso Nosso Método de Trabalho Manifestações dos Usuários 1. Quantidade 2. Tipos 3. Percentual

Leia mais

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ)

Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Proposto por: Analisado por: Aprovado por: Equipe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Chefe do Gabinete do Corregedor-Geral da Justiça (CGJ) Corregedor- Geral da Justiça 1 OBJETIVO Estabelecer

Leia mais

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA

CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA CONCORRÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA Período de Execução: 2012 www.reedalcantara.com.br BRIEFING Reed Exhibitions PERFIL A Reed Exhibitions A Reed Exhibitions é a principal organizadora

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO

planejamento de comunicação 2011 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1. INFORMAÇÕES DA ORGANIZAÇÃO 1 Nome da Organização: Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé 2 Data da Fundação: 15 de novembro de 1992 3 Localização: R. D. Pedro II 1892, sala 7 - Bairro Nossa Sra.

Leia mais

Comunicação dirigida nas organizações: o caso da GPS Net 1. Franciele PIMENTA 2 Joseane Curtis REINAÇO 3

Comunicação dirigida nas organizações: o caso da GPS Net 1. Franciele PIMENTA 2 Joseane Curtis REINAÇO 3 Comunicação dirigida nas organizações: o caso da GPS Net 1 Franciele PIMENTA 2 Joseane Curtis REINAÇO 3 Marcela Guimarães e SILVA 4 Universidade Federal do Pampa, Rio Grande do Sul, RS Resumo: A atividade

Leia mais

UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI

UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI UHE SANTO ANTÔNIO DE JARI PLANO DE TRABALHO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PCS Plano de Trabalho ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1 2. OBJETIVO... 1 2.1. Objetivos Específicos... 1 3. PÚBLICO ALVO... 2 4. METAS... 2 5.

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS 00170.001380/2009-94 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL SECRETARIA DE GESTÃO, CONTROLE E NORMAS OFÍCIO-Circular nº 13 /2010/SGCN/SECOM-PR Brasília, 13 de janeiro de 2010. A Sua Excelência

Leia mais

Formas de Comprovação de Contrapartidas

Formas de Comprovação de Contrapartidas Formas de Comprovação de Contrapartidas A entidade patrocinada deverá comprovar o cumprimento das contrapartidas estabelecidas no contrato de patrocínio nas formas definidas abaixo: Contrapartidas de Imagem

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente.

A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. .a agência A LB Comunica desenvolve estratégias e ações de marketing e comunicação, feitas sob medida para a realidade e as necessidades de cada cliente. Nosso compromisso é auxiliar empresas e organizações

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2013

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2013 Cruz das Almas BA 2014 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida.

A Dehlicom tem a solução ideal em comunicação para empresas de todos os portes, sob medida. A Dehlicom Soluções em Comunicação é a agência de comunicação integrada que busca divulgar a importância da comunicação empresarial perante as empresas e todos os seus públicos, com atendimento personalizado

Leia mais

PROJETO ESTRUTURAÇÃO DE PROMOTORIAS DE JUSTIÇA QUE EFETUAM ATENDIMENTO AO PÚBLICO

PROJETO ESTRUTURAÇÃO DE PROMOTORIAS DE JUSTIÇA QUE EFETUAM ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROJETO ESTRUTURAÇÃO DE PROMOTORIAS DE JUSTIÇA QUE EFETUAM ATENDIMENTO AO PÚBLICO RESUMO GERAL: A qualidade do serviço de atendimento ao público, no contexto da realidade brasileira, tanto no âmbito estatal

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DS Documento de Suporte

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DS Documento de Suporte 51 / 192 8. DEPARTAMENTO DE APOIO AO COLEGIADO 8.1. Função: Gerente de Apoio ao Colegiado Planejar, supervisionar e orientar as atividades do Depto. sob sua responsabilidade, definindo metas mensais e

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001616 - TECNOLOGIA EM FOTOGRAFIA E IMAGEM Nivel: Superior Area Profissional: 0006 - COMUNICACAO Area de Atuacao: 0110 - EDITORACAO/COMUNICACAO

Leia mais

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS

PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS PROGRAMA CIDADES SUSTENTÁVEIS 2014 1 Índice 1. Contexto... 3 2. O Programa Cidades Sustentáveis (PCS)... 3 3. Iniciativas para 2014... 5 4. Recursos Financeiros... 9 5. Contrapartidas... 9 2 1. Contexto

Leia mais

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES

NOSSA MISSÃO NOSSA ASPIRAÇÃO NOSSOS CLIENTES NOSSA MISSÃO Estimular e apoiar as organizações para o desenvolvimento e evolução de sua gestão, por meio da disseminação dos Fundamentos e Critérios de Excelência, para que se tornem sustentáveis, cooperativas

Leia mais

PLANO DE TRABALHO COMUNICAÇÃO ANVISA - 2015 12

PLANO DE TRABALHO COMUNICAÇÃO ANVISA - 2015 12 PLANO DE TRABALHO COMUNICAÇÃO ANVISA - 2015 12 Este plano de trabalho foi elaborado para orientar o trabalho e os projetos da Ascom/Anvisa durante o ano de 2015. Trata-se de um instrumento destinado a

Leia mais

4-8 TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO MAIO 2015. d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP. www.feiplastic.com.br. facebook.

4-8 TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO MAIO 2015. d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP. www.feiplastic.com.br. facebook. 4-8 MAIO 2015 d a s 11 h à s 2 0 h Anhembi São Paulo - SP TRANSFORME BONS NEGÓCIOS EM SUCESSO www.feiplastic.com.br Apoio Institucional: facebook.com/feiplastic Organização e Promoção: O EVENTO Com a ampliação

Leia mais

Pesquisa para Análise de Canais de Comunicação Realizada em julho e agosto/2013

Pesquisa para Análise de Canais de Comunicação Realizada em julho e agosto/2013 Pesquisa para Análise de Canais de Comunicação Realizada em julho e agosto/2013 Objeto: Relatório de tabulação resultante da pesquisa para análise dos canais de comunicação do Ministério Público do Estado

Leia mais

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO. 1 APRESENTAÇÃO DE CASOS/EXEMPLOS DE SUCESSO NA IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA DE REGIONALIZAÇÃO DO TURISMO ROTEIROS DO BRASIL 8º SALÃO DE TURISMO DO ESPÍRITO SANTO E 3º SALÃO DE ARTESANATO DO ESPÍRITO SANTO.

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio Política de Patrocínio A Política de Patrocínio da Taurus compreende uma ação de integração e comunicação com a sociedade, objetivando consolidar sua imagem, vinculando-a ao cumprimento de sua missão,

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA A 1ª Conferência Nacional de Defesa Civil e Assistência Humanitária CNDC ocorreu entre os dias 23 e 25 de março

Leia mais

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores Levar todas as informações decisivas da empresa, de forma rápida e simples; jornalmural divulgar aos colaboradores conceitos e informações funcionais e institucionais; reconhecer o trabalho das áreas e

Leia mais

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões

Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões Curadoria e montagem de exposições de arte: um campo de diversas profissões As oportunidades de trabalho e as novas profissões ligadas à arte contemporânea têm crescido muito nos últimos anos, impulsionadas

Leia mais

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita

Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita BIÊNIO 2014/2016 Chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados é eleita Associados de todo o Brasil elegeram, nos dias 5 e 6 de junho, a chapa Universalizando atitudes, consolidando resultados

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015. Ato de aprovação: Decreto nº. 18.435 de 19 de agosto de 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015. Ato de aprovação: Decreto nº. 18.435 de 19 de agosto de 2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA SCS nº 01/2015 "Dispõe sobre os procedimentos para campanha institucional, de utilidade pública, acompanhamento de eventos e ouvidoria. Versão: 01. Aprovação em: 19 de agosto de 2015.

Leia mais

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II

Centro Comunitário Vila Gaúcha. Projeto Experimental II Centro Comunitário Vila Gaúcha Projeto Experimental II Apresentação da Empresa O Centro Comunitário Vila Gaúcha presta atendimento regular em Educação Infantil, Serviço de Apoio Sócio Educativo, Trabalho

Leia mais

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES

EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES EVENTO COM OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DIRECIONADAS PARA EMPREENDEDORES A Feira do Empreendedor é promovida pelo Sebrae desde 1992 em todos os estados do país. É considerado o maior evento presencial de

Leia mais

RELATORIO MIDIA ESPONTANEA atualizado 18 nov 2014 Levantamento: LIDE MULTIMIDIA Número de jornalistas participantes: 350 sendo 100 profissionais de mídia nacional Volume total de mídia conquistada: 40.015

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

Plano de trabalho ABMES 2013

Plano de trabalho ABMES 2013 1. Apoio às IES de pequeno porte (eventos presenciais e a distância) Diretoria, Assessoria, Consultores e IES apoiadoras Realizar seminário na com o objetivo de identificar a situação atual das PMIES Contratar

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada 5 1. Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO ESTADO DO PIAUÍ Governador do Estado do Piauí: Dr. Francisco de Assis de Moraes Souza Vice- Governador do Estado do Piauí: Dr. Osmar Ribeiro de Almeida Júnior Secretário

Leia mais

Política de Comunicação Integrada

Política de Comunicação Integrada Política de Comunicação Integrada agosto 2009 Política de Comunicação Integrada 4 1 Objetivos Promover a comunicação integrada entre as empresas Eletrobras e dessas com os seus públicos de relacionamento,

Leia mais

Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia

Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia Política de Comunicação Fundação Luterana de Diaconia Missão da FLD Apoiar e acompanhar programas e projetos de grupos organizados da sociedade civil que fortaleçam o protagonismo das pessoas e suas comunidades,

Leia mais

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre

Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre Planejamento Estratégico 2011 para implementação de Software Livre FÓRUM DE SOFTWARE LIVRE - 2010 Valdir Barbosa Agenda Plano estratégico 2011 para uso de Software Livre Diretrizes Objetivos e indicadores

Leia mais

Números 2013 Assessoria de Comunicação Icict / Fiocruz

Números 2013 Assessoria de Comunicação Icict / Fiocruz Números 2013 Assessoria de Comunicação Icict / Fiocruz Janeiro a Dezembro Rio de Janeiro, dezembro de 2013 Números do Icict 2013 Assessoria de Comunicação do Icict/Fiocruz 2 Assessoria de Comunicação do

Leia mais

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA

MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL SECRETARIA NACIONAL DE DEFESA CIVIL TERMO DE REFERÊNCIA A 1ª Conferência Nacional de Defesa Civil e Assistência Humanitária CNDC ocorreu entre os dias 23 e 25 de março

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor RH/2013/015 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

MIDIA KIT FLORESTAL - INDUSTRIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - CELULOSE E PAPEL - BIOMASSA

MIDIA KIT FLORESTAL - INDUSTRIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - CELULOSE E PAPEL - BIOMASSA MIDIA KIT FLORESTAL - INDUSTRIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - CELULOSE E PAPEL - BIOMASSA 2015 Conceito Madeira Total De informações comerciais & conteúdo técnico à melhor canal de negócios do país, MADEIRA TOTAL

Leia mais

A Conciliação. A Campanha 2015. Objetivos da Campanha

A Conciliação. A Campanha 2015. Objetivos da Campanha A Conciliação A Semana Nacional da Conciliação é uma ação institucional do CNJ que ocorre desde 2008. Essa iniciativa, já consolidada, conta com a participação de demais tribunais brasileiros e terá logomarca

Leia mais

ATO EXECUTIVO DA REITORIA, de 16/03/2001 ATO EXECUTIVO

ATO EXECUTIVO DA REITORIA, de 16/03/2001 ATO EXECUTIVO ATO EXECUTIVO DA REITORIA, de 16/03/2001 Explicita áreas de atuação, competências e atribuições da DIRETORIA EXECUTIVA DE GESTÃO DA CULTURA E DA DIVULGAÇÃO INSTITUCIONAL (DEGCD), órgão integrante da REITORIA

Leia mais

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP

PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP PROPOSTA PARA O AVANÇO DO MODELO DE GESTÃO DA SABESP OUTUBRO, 2002 ASSOCIAÇÃO DOS PROFISSIONAIS UNIVERSITÁRIOS DA SABESP - APU INTRODUÇÃO A Associação

Leia mais

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA

EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura EDITAL 02/2008 - PROJETO 914BRA1109 SELECIONA Consultor por Produto para Projeto da Organização das Nações Unidas para a Educação, a

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

Programa de Comunicação Interna e Externa

Programa de Comunicação Interna e Externa Programa de Comunicação Interna e Externa Aprovado na Reunião do CONASU em 21/01/2015. O Programa de Comunicação Interna e Externa das Faculdades Integradas Ipitanga FACIIP pretende orientar a execução

Leia mais

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades:

As ações do Pacto serão delineadas de acordo com as seguintes prioridades: Finalidade A conservação da biodiversidade e de demais atributos da Mata Atlântica depende de um conjunto articulado de estratégias, incluindo a criação e a implantação de Unidades de Conservação, Mosaicos

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ RESOLUÇÃO Nº 937/2012 - PGJ O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso de suas atribuições legais e com fundamento no art. 19, XX, da Lei Complementar nº 85, de 27 de dezembro de 1999, Considerando

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS MPR/ASCOM-001-R00 PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO DIGITAL 09/2015 PÁGINA INTENCIONALMENTE EM BRANCO 2 30 de setembro de 2015. Aprovado, Gabriela de Souza Leal 3 PÁGINA INTENCIONALMENTE

Leia mais

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia

Área de Comunicação. Tecnologia em. Produção Multimídia Área de Comunicação Produção Multimídia Curta Duração Produção Multimídia Carreira em Produção Multimídia O curso superior de Produção Multimídia da FIAM FAAM forma profissionais preparados para o mercado

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS

PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME/RS PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO DA ESTRATÉGIA DA JME APRESENTAÇÃO Este projeto trata do Planejamento de Comunicação da Estratégia da Justiça Militar do Estado do

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS, EXPOSIÇÕES,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Manual com normas para solicitação de produção e publicação de material informativo jornalístico no site, lista de

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I Formulário para Solicitação de Patrocínio Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/GO: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio

Leia mais