RELATÓRIO FINAL DE ATIVIDADES PIBIC ou PIBITI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO FINAL DE ATIVIDADES PIBIC ou PIBITI"

Transcrição

1 Universidade Federal da Bahia Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica P IBIC UFBA RELATÓRIO FINAL DE ATIVIDADES PIBIC ou PIBITI Nome do Bolsista Titulo do Plano Título do Projeto Nome do Orientador Grupo de Pesquisa (opcional) Palavras Chave (até 3) Período de Execução Cleber Pinelli Teixeira Projeto MecaTeam 2008: Capacitação do Agente Autônomo Concorrente para Realização de Planos no Âmbito do Futebol de Robôs Projeto MecaTeam Augusto Cesar Pinto Loureiro da Costa MecaTeam Inteligência Artificial, Sistemas Multi Agente, Futebol de Robôs AGOSTO DE 2008 A JULHO DE 2009

2 1. Resumo A RoboCup, ''Robot World Cup'', é uma iniciativa de um grupo internacional de pesquisadores em Inteligência Artificial e Robótica que propõe um problema padrão a ser solucionado: uma partida de futebol de robôs. Esta iniciativa permite que diversas técnicas destas áreas sejam testadas e, principalmente, comparadas. O futebol de robôs reúne grande parte dos desafios presentes em problemas eminentemente distribuídos do mundo real, tais como, veículos autônomos, busca de informação em bases de dados distribuídos, planejamento da geração de energia elétrica, recomposição de linhas de transmissão, controle de tráfego aéreo e urbano etc. Sendo assim, o futebol de robôs apresentase como um laboratório para pesquisa e ensino em automação industrial, Robótica e Inteligência Artificial. O projeto MecaTeam teve seu início na UFBA em 2003 e desde então vem sendo utilizado para extrair temas para orientação de trabalhos de Iniciação Científica no Curso de Bacharelado em Ciência da Computação e dissertações no Programa de Pós graduação em Mecatrônica. 2. Introdução e objetivos do projeto O MecaTeam é um time de futebol de robôs simulado que vem evoluindo gradativamente. Em 2007 durante a iniciação cientifica provida pelo programa Permanecer, a meta cumprida foi a proposta de uma mudança na arquitetura do time, utilizando programação multi thread, dividindo sua arquitetura em três camadas. O presente Plano de Trabalho propôs uma continuidade ao projeto que consiste na capacitação das bases de conhecimento dos agente que controlam os robôs do MecaTeam 2008 a realização autônoma de planos. Tais planos contém o conhecimento necessário para identificar o estado corrente do jogo, selecionar o objetivo do robô, e como base no estado corrente e no objetivo e nas habilidades do robôs, escolher o comportamento que será utilizado pelo robô. A figura acima à esquerda evidencia a arquitetura do agente autônomo concorrente, que tem sido desenvolvida gradativamente, onde o nível reativo é tratado pelo Uva Base (time base disponibilizado pelo Uva Trilearn), o nível instintivo é tratado por um sistema baseado em conhecimento mostrado na figura à direita, e o nível cognitivo que foi resultado do ultimo Plano,

3 onde utilizando programação multi thread conseguimos criar um novo nível, que consiste nas bases estratégicas que os agentes deverão ter para desempenhar as tarefas em grupo. O objetivo atual foi modelar as bases instintivas que servirão de alicerce para o próximo Plano que deverá focar nas bases cognitivas. A capacitação dos agentes, consiste em popular a base de fatos do agente, que são as informações colhidas do modelo de mundo consideradas pelo especialista relevantes a serem utilizadas, como por exemplo, quem é o oponente mais próximo, quem tem a posse de bola etc. E modelar as regras que determinam a escolha do comportamento a ser executado em dado momento. Após a realização destas atividades, os agentes deverão apresentar um comportamento mais inteligente. 3. Atividades executadas no período Tarefas finalizadas: Melhorar drible dos agentes; Melhorar marcação do time; Estudar os TDP's dos times que participaram da ultima competição; Melhorar defesa do time baseado nos times que participaram das eliminatórias; Modificação das bases de regras do instintivo, que precisavam se adequar com a criação do nível cognitivo; Preparação do time para a Competição Latino Americana de Robótica; Utilização mais eficiente do carrinho (apenas em situação de emergência); Modificar formação do time, testar e adaptar às regras; Gerar versão MecaTeam Base, para que outras equipes possam reutilizar a nossa arquitetura; Estabelecer e testar a comunicação entre os agentes, utilizando o próprio modelo do Uva; Tarefas em andamento/finalizando: Melhorar comportamento do goleiro; Criação de estratégias e planos que envolvem um grupo de agentes, diferentemente do raciocínio instintivo; Criação de jogadas ensaiadas; Adaptação do time para as novas mudanças do servidor 13, pois houveram mudanças bastante significativas; Criar um modelo de decisão de mensagens a serem comunicadas pelos agentes; Preparar apresentação para a recepção dos calouros (para agosto), com o intuito de motivar os mesmos, a participar do projeto, demonstrando as vantagens em participar de atividades de Iniciação Científica; Preparação para a Competição Brasileira de Robótica 2009 (para setembro); 4. Dificuldades e soluções A maior dificuldade é por haver apenas um bolsista no projeto, o que acaba gerando diversas pendências no andamento do mesmo, pois em um time de futebol de robôs existe muito a se fazer. As duas principais tarefas são trabalhar com técnicas sofisticadas que possam gerar artigos científicos e a capacitação do time para obter boa participação nas competições. Os times que mais se destacam nas competições são normalmente as que possuem equipes razoavelmente grandes e consolidadas.

4 A única forma de superar essa dificuldade foi por já estar habituado ao projeto, pois venho trabalhando desde 2007, onde já vinha buscando embasamento suficiente para conseguir prosseguir no projeto mesmo que não houvessem mais integrantes para ajudar. 5. Resultados e Discussão O MecaTeam propõe uma arquitetura diferenciada com três níveis decisórios (cognitivo, instintivo e reativo), que foi resultado de planos anteriores que hoje vem sendo melhorado e mantido de forma a continuar no páreo em relação aos melhores times brasileiros. Na competição Latino Americana de Futebol de robôs, o MecaTeam foi o 3º colocado, resultado bastante relevante e motivador que conseguimos obter após a realização de trabalho árduo, e continuamos com a idéia de mantermos o time competitivo ao longo dos anos. Em setembro deste ano nós participaremos da Competição Brasileira de Robótica, com grandes condições de chegarmos as finais, pois o time vem sendo capacitado durante a vigência deste projeto, onde foram feitos estudos que puderam amadurecer melhor as idéias no que tange o problema do futebol de robôs, manipulando resultados científicos e práticos. 6. Considerações finais A execução deste Plano de Trabalho foi muito importante para a continuidade do projeto como um todo, pois pudemos concluir as pendências do Plano anterior, assim como criar um amadurecimento maior para executar o Plano seguinte que terá como alicerce tudo que foi feito até o momento. A principal meta no momento é tentar superar o ultimo resultado obtido na competição brasileira que ocorrerá em setembro, onde podemos afirmar ter um time competitivo o bastante. 7. Referências bibliográficas Remco de Boer and Jelle R. Kok. The Incremental Development of a Synthetic Multi Agent System: The UvA Trilearn 2001 Robotic Soccer Simulation Team. Master's Thesis, University of Amsterdam, The Netherlands,2002. KOK, J. R.; VLASSIS, N.; GROEN, F. Team description uva trilearn In: RoboCup 2003 Symposium. [S.l.: s.n.], BITTENCOURT, G. Inteligência Artificial Ferramentas e Teorias. [S.l.]: Editora da UFSC, ISBN , 362 p., Florianópolis, SC, 2 edição, 2001 Costa, A. L. d., Bittencourt, G., Gonçalves, E. M. N., and Silva, L. R. (2003). Expert Coop++: Ambiente para desenvolvimento de sistemas multiagente. IV ENIA Encontro Nacional de Inteligência Artificial, páginas XXIII Congresso da Sociedade Brasileira de Computação. Pinelli, C.; de Santana Júnior, O. V. & Costa, A. L. MecaTeam 2008: Programação concorrente para futebol de robôs simulado, VIII ERBASE (Escola Regional de Computação Bahia Alagoas Sergipe), 2008

5 de Santana Júnior, O. V.; Chavez, C. & Costa, A. L. MecaTeam Framework: Uma Infra estrutura para Desenvolvimento de Agentes de Futebol de Robôs Simulado, VIII ERBASE (Escola Regional de Computação Bahia Alagoas Sergipe), Participação em reuniões científicas e publicações Participação na V Competição Latino Americana de Robótica (Larc), 2008, e premiação de 3º Colocado na Competição. 9. Anexos Pelo fato de o projeto ser uma continuidade de um projeto anterior no qual houve publicação em evento regional, o plano propôs apenas a capacitação dos agentes o que evidencia apenas um trabalho técnico, diferente de outrora. Daí não tivemos contribuição suficiente para gerar resultados teóricos, mas sim práticos.

OXENTE TEAM: IMPLEMENTAÇÃO DE HABILIDADES DE JOGO EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO UTILIZANDO OTIMIZAÇÃO HEURÍSTICA

OXENTE TEAM: IMPLEMENTAÇÃO DE HABILIDADES DE JOGO EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO UTILIZANDO OTIMIZAÇÃO HEURÍSTICA OXENTE TEAM: IMPLEMENTAÇÃO DE HABILIDADES DE JOGO EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO UTILIZANDO OTIMIZAÇÃO HEURÍSTICA Ana Cláudia Fiorin Pianesso pianesso@ufba.br João Paulo Rocha Portela de Sousa

Leia mais

MecaTeam 2006: Um Sistema Multiagente Reativo para o futebol de robôs simulado

MecaTeam 2006: Um Sistema Multiagente Reativo para o futebol de robôs simulado MecaTeam 2006: Um Sistema Multiagente Reativo para o futebol de robôs simulado Orivaldo Vieira Santana Júnior e Augusto Loureiro da Costa 1 Universidade Federal da Bahia (UFBA) Departamento de Ciência

Leia mais

SISTEMA ESPECIALISTA FUZZY PARA POSICIONAMENTO DOS JOGADORES APLICADO AO FUTEBOL DE ROBÔS

SISTEMA ESPECIALISTA FUZZY PARA POSICIONAMENTO DOS JOGADORES APLICADO AO FUTEBOL DE ROBÔS SISTEMA ESPECIALISTA FUZZY PARA POSICIONAMENTO DOS JOGADORES APLICADO AO FUTEBOL DE ROBÔS JOSÉ R. F. NERI, CARLOS H. F. SANTOS Grupo de Pesquisas em Robótica(GPR), Centro de Engenharias e Ciências Exatas(CECE),

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE CONTROLADORES FUZZY PARA ROBÔS JOGADORES DE FUTEBOL SIMULADO DO TIPO ATACANTE

DESENVOLVIMENTO DE CONTROLADORES FUZZY PARA ROBÔS JOGADORES DE FUTEBOL SIMULADO DO TIPO ATACANTE DESENVOLVIMENTO DE CONTROLADORES FUZZY PARA ROBÔS JOGADORES DE FUTEBOL SIMULADO DO TIPO ATACANTE Hugo da Luz Silva 1, Marco Simões 1, 2, Helder Guimarães Aragão 2 1 Núcleo de Arquitetura de Computadores

Leia mais

Prof. Dr. Erivelton Geraldo Nepomuceno. Prof. Dr. Marcos Santos de Oliveira. André Luiz Carvalho Ottoni. Carlos Manuel Viriato Neto

Prof. Dr. Erivelton Geraldo Nepomuceno. Prof. Dr. Marcos Santos de Oliveira. André Luiz Carvalho Ottoni. Carlos Manuel Viriato Neto Prof. Dr. Erivelton Geraldo Nepomuceno Prof. Dr. Marcos Santos de Oliveira André Luiz Carvalho Ottoni Carlos Manuel Viriato Neto Fernanda Felipe de Oliveira Setembro, 2011 1. Introdução ao futebol de robôs

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia (UNEB) Rua Silveira Martins, 2555, Cabula. Salvador BA Brasil. Rua Theodomiro Batista, 422, Rio Vermelho BA Brasil

Universidade do Estado da Bahia (UNEB) Rua Silveira Martins, 2555, Cabula. Salvador BA Brasil. Rua Theodomiro Batista, 422, Rio Vermelho BA Brasil BAHIA-PV: O TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS EM AMBIENTE DE REALIDADE AUMENTADA HUGO SILVA 1, FÁBIO FERREIRA 2, MARCO A. C. SIMÕES 1,2,3, JESSICA MEYER 1, HELDER ARAGÃO 3, RICARDO LIMA 3 1 Núcleo de Arquitetura

Leia mais

FURGBOL-SIM 2D: ARQUITETURA DE AGENTE AUTÔNOMO CONCORRENTE SOB UM MODELO DE ORGANIZAÇÃO MULTIAGENTE MOISE +

FURGBOL-SIM 2D: ARQUITETURA DE AGENTE AUTÔNOMO CONCORRENTE SOB UM MODELO DE ORGANIZAÇÃO MULTIAGENTE MOISE + FURGBOL-SIM 2D: ARQUITETURA DE AGENTE AUTÔNOMO CONCORRENTE SOB UM MODELO DE ORGANIZAÇÃO MULTIAGENTE MOISE + Eder Mateus Nunes Gonçalves, Silvia Silva da Costa Botelho Departamento de Física/Eletro-Eletrônica

Leia mais

APRENDIZADO POR REFORÇO ACELERADO POR HEURÍSTICAS NO DOMÍNIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO

APRENDIZADO POR REFORÇO ACELERADO POR HEURÍSTICAS NO DOMÍNIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO APRENDIZADO POR REFORÇO ACELERADO POR HEURÍSTICAS NO DOMÍNIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO LUIZ A. CELIBERTO JR *, REINALDO A. C. BIANCHI *, JACKSON P. MATSUURA Departamento de Sistemas e Controle, Instituto

Leia mais

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer

Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer 1 Módulo de captura de imagens do sistema Scisoccer Rafael Antonio Barro [1] Jailton Farias de Carvalho [2] Resumo: Este artigo descreve como funciona o módulo de captura de imagens do software Sci-soccer,

Leia mais

UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide

UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide - SEPesq UniRitter tecnológica: integrando Engenharias para desenvolvimento de um robô humanoide 1. Introdução Diego Augusto de Jesus Pacheco Giovani Geremia Segundo Vargas (2012) é perceptível que uma

Leia mais

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM

19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM 19 Congresso de Iniciação Científica CAPACITAÇÃO EM SISTEMA CAD DE GRANDE PORTE E EM SISTEMA PDM Autor(es) ANDRE BERTIE PIVETTA Orientador(es) KLAUS SCHÜTZER Apoio Financeiro PIBITI/CNPQ 1. Introdução

Leia mais

Sistema de vídeo conferência e monitoramento baseado em sistemas abertos estudo de caso

Sistema de vídeo conferência e monitoramento baseado em sistemas abertos estudo de caso Sistema de vídeo conferência e monitoramento baseado em sistemas abertos estudo de caso Roberto Amaral (Mestre) Curso de Ciência da Computação Universidade Tuiuti do Paraná Mauro Sérgio Vosgrau do Valle

Leia mais

A INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E EMPRESA ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO CIENTÍFICA NO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTACAO DO UNICENP

A INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E EMPRESA ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO CIENTÍFICA NO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTACAO DO UNICENP A INTEGRAÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E EMPRESA ATRAVÉS DA COOPERAÇÃO CIENTÍFICA NO CURSO DE ENGENHARIA DA COMPUTACAO DO UNICENP José Carlos da Cunha e-mail: cunha@unicenp.br Centro Universitário Positivo UnicenP,

Leia mais

Controle Inteligente de Robos Móveis: Aplicações da Inteligência Artificial nas Pesquisas em Robótica

Controle Inteligente de Robos Móveis: Aplicações da Inteligência Artificial nas Pesquisas em Robótica ! #" $ %'&(#(& Controle Inteligente de Robos Móveis: Aplicações da Inteligência Artificial nas Pesquisas em Robótica ) * +, -,. /01 2 + 3 /4 5 6 5 7 8 5 9: ; < = < 6 >? @ 8 6 8 @ 5 6 > A 7 ) - + B * 3

Leia mais

USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento

USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento USO DA ROBÓTICA PARA O ESTUDO DE ALGORITMOS Pesquisa em andamento Larissa Rozza Peluso 1 ; Cátia dos Reis Machado 2 RESUMO A aprendizagem do conteúdo da disciplina de Algoritmos e Programação de Computadores

Leia mais

Visão computacional no reconhecimento de formas e objetos

Visão computacional no reconhecimento de formas e objetos Visão computacional no reconhecimento de formas e objetos Paula Rayane Mota Costa Pereira*, Josemar Rodrigues de Souza**, Resumo * Bolsista de Iniciação Científica da Faculdade de Tecnologia SENAI CIMATEC,

Leia mais

CLIPAGEM IMPRESSO. Cliente: COPA DE ROBÓTICA COLÉGIO SANTA EMÍLIA

CLIPAGEM IMPRESSO. Cliente: COPA DE ROBÓTICA COLÉGIO SANTA EMÍLIA Recife recebe um campeonato de robôs em Olinda nessa quinta (26). O evento será no Colégio Santa Emília, com entrada gratuita ao público. A 1ª Copinha de Robótica contará com alunos de 8 a 14 anos. O torneio

Leia mais

UNIOESTE. 32 cursos de graduação Cascavel Foz do Iguaçu Toledo Marechal Cândido Rondon Francisco Beltrão

UNIOESTE. 32 cursos de graduação Cascavel Foz do Iguaçu Toledo Marechal Cândido Rondon Francisco Beltrão I Roadshow Londrina 12/09/2014 UNIOESTE 32 cursos de graduação Cascavel Foz do Iguaçu Toledo Marechal Cândido Rondon Francisco Beltrão 30 cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado) Mais 600 doutores

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM MECATRÔNICA

Leia mais

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco

Sistemas Inteligentes. Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco Sistemas Inteligentes Aula: Agentes Inteligentes Flávia Barros & Patricia Tedesco 1 Ao final desta aula a gente deve... Entender o que é um Agente Racional (inteligente)? Distinguir entre os vários tipos

Leia mais

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Inteligência Artificial As organizações estão ampliando significativamente suas tentativas para auxiliar a inteligência e a produtividade de seus trabalhadores do conhecimento com ferramentas e técnicas

Leia mais

Construção de Robôs Jogadores de Futebol

Construção de Robôs Jogadores de Futebol Construção de Robôs Jogadores de Futebol Wânderson de Oliveira Assis Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Instrumentação, Automação e Controle Alessandra Dutra Coelho, Marcelo Marques Gomes, Cláudio

Leia mais

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV

3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV 3Uy5HLWRULDSDUD$VVXQWRVGH 3HVTXLVDH3yV*UDGXDomRGD8)3( 5HODWyULRGH$WLYLGDGHV $'0,1,675$d 2 Aprovação junto ao CCEPE da Resolução no. 01/2000 que regulamenta o sistema de Pós-Graduação ODWRVHQVX da UFPE,

Leia mais

Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo

Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo Automação, Controle e Otimização em Sistemas de Produção de Petróleo Departamento de Automação e Sistemas Universidade Federal de Santa Catarina Apresentação da Rede Temática GeDIg, Março de 2008 Sumário

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro

Leia mais

3.1. Título: Módulo Gerador de Planos de Rotas para um Sistema de Navegação Autônoma Baseado na Arquitetura AuRA

3.1. Título: Módulo Gerador de Planos de Rotas para um Sistema de Navegação Autônoma Baseado na Arquitetura AuRA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ Curso de Bacharelado em Ciência da Computação UNIOESTE - Campus de Cascavel MODELO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

INF 1771 Inteligência Artificial

INF 1771 Inteligência Artificial INF 1771 Inteligência Artificial Aula 02 Agentes Inteligentes Edirlei Soares de Lima Agentes Inteligentes Um agente é algo capaz de perceber seu ambiente por meio de sensores e de

Leia mais

Adicionando valor na produção

Adicionando valor na produção Adicionando valor na produção Em um mercado global altamente competitivo e em constantes transformações, a otimização do resultado dos processos de produção é fundamental. Pressões ambientais e de custo,

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: PLANO DE CURSO Curso: Educação Física Disciplina: Teoria e Metodologia das Modalidades Coletivas - II Professor: Renan José Guedes Alcoforado Pereira Código: Carga Horária: 100

Leia mais

Modelagem Comportamental de Sistemas Multiagentes

Modelagem Comportamental de Sistemas Multiagentes Modelagem Comportamental de Sistemas Multiagentes Marcelo Santos Linder 1, Augusto Loureiro da Costa 2 1 Colegiado de Engenharia da Computação Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF) CEP

Leia mais

TÍTULO: FUTEBOL DE ROBÔS INTELIGENTES: ESTUDO E ELABORAÇÃO DE UMA SIMULAÇÃO PARA O TORNEIO DA ROBOCUP.

TÍTULO: FUTEBOL DE ROBÔS INTELIGENTES: ESTUDO E ELABORAÇÃO DE UMA SIMULAÇÃO PARA O TORNEIO DA ROBOCUP. TÍTULO: FUTEBOL DE ROBÔS INTELIGENTES: ESTUDO E ELABORAÇÃO DE UMA SIMULAÇÃO PARA O TORNEIO DA ROBOCUP. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE

Leia mais

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA - PJTC/CAPES/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES ORIENTADORES EDITAL Nº 01/2015

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA - PJTC/CAPES/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES ORIENTADORES EDITAL Nº 01/2015 PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA - PJTC/CAPES/2015 SELEÇÃO DE PROFESSORES ORIENTADORES EDITAL Nº 01/2015 O Departamento de Apoio Acadêmico (DAA), da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), da Universidade

Leia mais

Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito

Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito Páginas Amarelas como ferramenta para mapeamento do conhecimento tácito 1. INTRODUÇÃO O setor de energia sofreu, nos últimos anos, importantes modificações que aumentaram sua complexidade. Para trabalhar

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP FACULDADE DE TECNOLOGIA FT PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Projeto Gene: Ambiente de Apoio à Aprendizagem de Genética Baseado em Tamagotchi

Leia mais

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala

Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Reconhecimento de Dados Biométricos em Larga Escala Profa. Fabíola Gonçalves Pereira Greve DCC - UFBA Departamento de Ciência da Computação Grupo de Algoritmos e Computação Distribuída http:// Equipe Profa.

Leia mais

Uso do ambiente SIMULA para Simulação do Domínio de Resgate RoboCup

Uso do ambiente SIMULA para Simulação do Domínio de Resgate RoboCup Uso do ambiente SIMULA para Simulação do Domínio de Resgate RoboCup Reinaldo Bianchi e Anna Helena Reali-Costa Laboratório de Técnicas Inteligentes Departamento de Engenharia da Computação Universidade

Leia mais

AGENTES INTELIGENTES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

AGENTES INTELIGENTES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com AGENTES INTELIGENTES Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Agentes Inteligentes Um agente é tudo o que pode ser considerado capaz de perceber seu ambiente por meio de sensores e de agir sobre

Leia mais

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012

COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 COMUNICADO n o 001/2012 ÁREA DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA NOVOS APCNS 2012 Brasília, 22 de Maio de 2012 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2012 ANO

Leia mais

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS

SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS 769 SISTEMA VIRTUAL PARA GERENCIAMENTO DE OBJETOS DIDÁTICOS Mateus Neves de Matos 1 ; João Carlos Nunes Bittencourt 2 ; DelmarBroglio Carvalho 3 1. Bolsista PIBIC FAPESB-UEFS, Graduando em Engenharia de

Leia mais

Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD

Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD Autor: Robson da Silva Lopes 1, Orientadora: Prof a. Dr a. Márcia Aparecida Fernandes 1 1 Programa de Pós-Graduação em Ciência da

Leia mais

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS

FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 FDQ-TOOL UMA FERRAMENTA PARA A ANÁLISE DA QUALIDADE DA MÉTRICA DE ESFORÇO DO PDS Marcos Mitsuo Ashihara 1, Nelson Tenório Jr 2, Rita Cristina Galarraga

Leia mais

Um Ambiente Gráfico para Desenvolvimento de Software de Controle para Robôs Móveis Utilizando Simulação 3D

Um Ambiente Gráfico para Desenvolvimento de Software de Controle para Robôs Móveis Utilizando Simulação 3D Um Ambiente Gráfico para Desenvolvimento de Software de Controle para Robôs Móveis Utilizando Simulação 3D Cardoso Marchezi e Hans-Jorg Andreas Schneebeli VIII Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente

Leia mais

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA COMPETIÇÃO DE ROBÔS

FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA COMPETIÇÃO DE ROBÔS FACULDADE SANTO AGOSTINHO DIREÇÃO DE ENSINO COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA EDITAL N 06/2015.2 COMPETIÇÃO DE ROBÔS 1. Da Apresentação A COMPETIÇÃO DE ROBÔS será um evento realizado durante

Leia mais

Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab.

Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab. Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul Campo Grande - MS

Leia mais

Realização. Apoio. Patrocínio

Realização. Apoio. Patrocínio Realização Apoio Patrocínio Ações Indutoras na Área de Defesa MCT/FINEP 4ª CNCTI AÇÕES FINEP NA ÁREA DE VANT Seminário Internacional de Veículos Aéreos Não Tripulados A Missão da FINEP Promover e financiar

Leia mais

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO SOBRE O CURSO A revolução tecnológica das últimas décadas, especialmente na área de informática, tem alterado nossa sociedade. O Engenheiro de Computação é um profissional que

Leia mais

HANDFULT: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA ESTADUAL PROFº JOSINO MACEDO

HANDFULT: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA ESTADUAL PROFº JOSINO MACEDO HANDFULT: RELATO DE EXPERIÊNCIA DO PIBID EDUCAÇÃO FÍSICA NA ESCOLA ESTADUAL PROFº JOSINO MACEDO Resumo TEIXEIRA, Ana Cláudia Alves 1 - UFRN JESUS, Edna Nascimento de² - UFRN Este artigo é um relato de

Leia mais

Sociedade da Informação

Sociedade da Informação Sociedade da Revolução Tecnológica Revolução industrial: ampliação dos músculos m dos homens em forma de equipamentos Mecanização ão. Responsável por mudanças as nas formas de produção existentes Revolução

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE

CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE CONSTRUÇÃO DE VEÍCULO MECATRÔNICO COMANDADO REMOTAMENTE Roland Yuri Schreiber 1 ; Tiago Andrade Camacho 2 ; Tiago Boechel 3 ; Vinicio Alexandre Bogo Nagel 4 INTRODUÇÃO Nos últimos anos, a área de Sistemas

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER

RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER RECUPERANDO INFORMAÇÃO SOBRE TEXTOS PUBLICADOS NO TWITTER Autores: Miguel Airton FRANTZ 1 ;; Angelo Augusto FROZZA 2, Reginaldo Rubens da SILVA 2. Identificação autores: 1 Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

GIA- Grupo de Inteligência Artificial GVPA Grupo de Pesquisas em Veículos Autônomos

GIA- Grupo de Inteligência Artificial GVPA Grupo de Pesquisas em Veículos Autônomos MScFarleiHeinen-farlei@exatas.unisinos.br Dia Fernando da Computação UNOCHAPECÓ, Osório-osorio@exatas.unisinos.br http://inf.unisinos.br/~osorio/ Cursos Março de 2004 Informática Colaboradores: Prof.Dr.Christian

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. 2013 a 2020

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA. 2013 a 2020 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA 2013 a 2020 Comissão: Élice Fernando de Melo Erivelton Geraldo Nepomuceno Lane Maria Rabelo Baccarini Leonidas Chaves Resende Márcio Falcão

Leia mais

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG*

CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* CURSOS DE EXTENSÃO NA MODALIDADE EAD NA EMC/UFG* ALVES, Ricardo Henrique Fonseca 1 ; DEUS JÚNIOR, Getúlio Antero de 2 ; CASTRO, Marcelo Stehling de 3 ; LEMOS, Rodrigo Pinto 4 Palavras-chave: Ensino a Distância

Leia mais

Implementação de um Time para a categoria RoboCup Soccer Simulation 3D

Implementação de um Time para a categoria RoboCup Soccer Simulation 3D Anais do XXVI Congresso da SBC EnRI l III Encontro de Robótica Inteligente 14 a 20 de julho de 2006 Campo Grande, MS Implementação de um Time para a categoria RoboCup Soccer Simulation 3D Luiz Antonio

Leia mais

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO

OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO ISSN 2177-9139 OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EXATAS: UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO ENSINO PÚBLICO E PRIVADO André Martins Alvarenga - andrealvarenga@unipampa.edu.br Andressa Sanches Teixeira - andressaexatas2013@gmail.com

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

Uma Experiência com Agentes Inteligentes e Jogos de Cartas

Uma Experiência com Agentes Inteligentes e Jogos de Cartas 1 Uma Experiência com Agentes Inteligentes e Jogos de Cartas Anita Maria da R. Fernandes Daniel de Oliveira Helton Machado Kraus Universidade do Vale do Itajaí Universidade do Vale do Itajaí Universidade

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE INFORMÁTICA DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 1, de 1 de março de

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE APRENDIZADO MULTI- AGENTE EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS

IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE APRENDIZADO MULTI- AGENTE EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS IMPLEMENTAÇÃO DE ALGORITMOS DE APRENDIZADO MULTI- AGENTE EM UM TIME DE FUTEBOL DE ROBÔS Aluno: Maurício Pedro Silva Gonçalves Vieira Orientador: Karla Figueiredo Introdução Uma partida de futebol robótico

Leia mais

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização

DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização DIMENSÃO 2: - Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação e extensão - Respectivas normas de operacionalização 2.1 - GRADUAÇÃO 2.1.1. Descrição do Ensino de Graduação na UESC Cursos: 26 cursos regulares

Leia mais

Projetos de Eletrônica. Curso de Habilitação Técnica em Eletrônica Turma 2012-2014

Projetos de Eletrônica. Curso de Habilitação Técnica em Eletrônica Turma 2012-2014 Projetos de Eletrônica Curso de Habilitação Técnica em Eletrônica Turma 2012-2014 Autores ALCENIR SOUZA EDGAR FERREIRA JORGE LIMA LÍCIA PEIXOTO LUCIANO NUNES MÁRCIO MORAES PATRÍCIA SANTOS RICARDO BACURI

Leia mais

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS

PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS AVANÇADO DE ARACATI PROJETO Pró-INFRA/CAMPUS IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÃO PARA AUTOMATIZAR O DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE UTILIZANDO A LINGUAGEM C#.NET

Leia mais

Mestrado em Informática, tendo Inteligência Artificial como área de pesquisa.

Mestrado em Informática, tendo Inteligência Artificial como área de pesquisa. André Montevecchi Graduado em Sistemas de Informação. Mestrado em Informática, tendo Inteligência Artificial como área de pesquisa. andre@montevecchi.com.br 1 Agenda Introdução Teste de Turing Robótica

Leia mais

Frederico Miguel Santos

Frederico Miguel Santos Frederico Miguel Santos DEE ISEC DETI/IEETA - UA Sumário 1. RoboCup 1. descrição / objectivos 2. MSL - futebol,,porquê? 2. CAMBADA 1. descrição / objectivos 2. evolução 3. hardware 4. software: coordenação

Leia mais

APRENDIZADO POR REFORÇO APLICADO AO DESENVOLVIMENTO DE AGENTES HUMANOIDES NO DOMINIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO

APRENDIZADO POR REFORÇO APLICADO AO DESENVOLVIMENTO DE AGENTES HUMANOIDES NO DOMINIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO APRENDIZADO POR REFORÇO APLICADO AO DESENVOLVIMENTO DE AGENTES HUMANOIDES NO DOMINIO DO FUTEBOL DE ROBÔS SIMULADO PRISCILA A. BERTON 1, REINALDO A. C. BIANCHI 1. 1. Inteligência Artificial Aplicada a Automação,

Leia mais

LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE EDITAL DE DISTRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE EDITAL DE DISTRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA LIGA DE ENSINO DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO UNIVERSITÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE EDITAL DE DISTRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA BOLSA PIBIC E BOLSA INSTITUCIONAL PROCESSO SELETIVO 2015-2016

Leia mais

Oficinas do Grupo de Estudos: Uma Aprendizagem Colaborativa entre estudantes e professores dos cursos de Computação da USC

Oficinas do Grupo de Estudos: Uma Aprendizagem Colaborativa entre estudantes e professores dos cursos de Computação da USC Oficinas do Grupo de Estudos: Uma Aprendizagem Colaborativa entre estudantes e professores dos cursos de Computação da USC Elaine Cecília Gatto Universidade Sagrado Coração, Bauru/SP e-mail: elaine.gatto@usc.br

Leia mais

EDITAL/PC Nº. 01/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA PROEXT 2014

EDITAL/PC Nº. 01/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA PROEXT 2014 EDITAL/PC Nº. 01/2014 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA PROEXT 2014 INCLUSÃO DIGITAL COM HARDWARE E SOFTWARE LIVRE: AUTOMAÇÃO, ROBÓTICA E INTELIGÊNCIA COMPUTACIONAL. A Universidade Federal do Oeste do

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª série Empreendedorismo Administração A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I DO PROGRAMA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I DO PROGRAMA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA CAPÍTULO I DO PROGRAMA O Programa de Iniciação Científica visa ser um espaço-tempo de inserção do estudante de graduação em atividades de pesquisa científica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO Fundação Instituída nos termos da Lei nº 5.152, de 21/10/1966 São Luís - Maranhão. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Eletricidade - Curso de Mestrado e de Doutorado

Leia mais

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO SOBRE O CURSO Com a revolução tecnológica, não é só o mundo que muda, mas a área de tecnologia também. O Engenheiro de Computação é um profissional fundamental para que essa evolução

Leia mais

Uma Arquitetura de Controle Distribuída para um Sistema de Visão Computacional Propositada.

Uma Arquitetura de Controle Distribuída para um Sistema de Visão Computacional Propositada. Uma Arquitetura de Controle Distribuída para um Sistema de Visão Computacional Propositada. Reinaldo A. C. Bianchi 1 Anna H. R. C. Rillo 2 1 Divisão de Automação e Inteligência Artificial - Laboratório

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL PLANO DE TRABALHO FUTEBOL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

SALA DE REUNIÕES DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS, em Manaus, 19 de março de 2013. JOSÉ ALDEMIR DE OLIVEIRA Presidente

SALA DE REUNIÕES DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS, em Manaus, 19 de março de 2013. JOSÉ ALDEMIR DE OLIVEIRA Presidente UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO N.º 18/2013 - CONSUNIV Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia de Controle e Automação, bacharelado, oferecido em Manaus e

Leia mais

Programa SENAI Programa Estadual de Qualificação (Contrato SENAI SERT) PLANO DE CURSO

Programa SENAI Programa Estadual de Qualificação (Contrato SENAI SERT) PLANO DE CURSO Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento Regional de São Paulo Programa SENAI Programa Estadual de Qualificação (Contrato SENAI SERT) PLANO DE CURSO Área Profissional: INDÚSTRIA Qualificação

Leia mais

I - Proposta do Programa

I - Proposta do Programa Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior SERVIÇO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE 04 Ano Base 01_02_03 SERVIÇO SOCIAL / ECONOMIA DOMÉSTICA CAPES Período de Avaliação: 01-02-03 Área

Leia mais

TCC04040 Inteligência Artificial. Inteligência Artificial

TCC04040 Inteligência Artificial. Inteligência Artificial Inteligência Artificial Aula 2 Profª Bianca Zadrozny TCC04040 Inteligência Artificial Página web: http://www.ic.uff.br/~bianca/ia Material: Livro texto: Inteligência Artificial, Russell & Norvig, Editora

Leia mais

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1. Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3

INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1. Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3 INTEGRAÇÃO DE APLICAÇÕES UTILIZANDO WEB SERVICE 1 Kellen Kristine Perazzoli 2 ; Manassés Ribeiro 3 INTRODUÇÃO Atualmente empresas de diversos portes estão encontrando nos web services soluções para seus

Leia mais

2 Trabalhos Relacionados

2 Trabalhos Relacionados Trabalhos Relacionados 18 2 Trabalhos Relacionados Neste capítulo são apresentados os trabalhos: (i) Agent Reputation and Trust Testbed (ART-Testbed) [3] [4]; (ii) Agente ZeCariocaLES [10]; (iii) Trading

Leia mais

Painel V: O Ensino de Engenharia de Telecomunicações

Painel V: O Ensino de Engenharia de Telecomunicações Painel V: O Ensino de Engenharia de Telecomunicações Vicente Sousa, Marcio Rodrigues DCO/UFRN Natal, 10/10/2013 Universidade Federal do Rio Grande do Norte 1 (UFRN) Agenda Necessidade do Curso de Engenharia

Leia mais

eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento

eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento Novos padrões para a medição eletrônica: Parceria Inmetro com o desenvolvimento Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial Inmetro Ditec Cgint - Incubadora Samuel Valle - Eng.º

Leia mais

INF 1771 Inteligência Artificial

INF 1771 Inteligência Artificial Edirlei Soares de Lima INF 1771 Inteligência Artificial Aula 02 Agentes Inteligentes Agentes Inteligentes Um agente é algo capaz de perceber seu ambiente por meio de sensores e de

Leia mais

SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA

SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA SOFTWARES LIVRES: UMA REDE PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA NA REGIÃO CARBONÍFERA Ms. Jeferson Fernando de Souza Wolff RESUMO O computador, como ferramenta pedagógica para ensino e aprendizagem

Leia mais

Segurança e Escalabilidade em WebLab no Domínio de Redes de Computadores

Segurança e Escalabilidade em WebLab no Domínio de Redes de Computadores Segurança e Escalabilidade em WebLab no Domínio de Redes de Computadores Autor: Daniel Vieira de Souza 1, Orientador: Luís Fernando Faina 1 1 Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação Universidade

Leia mais

PDI GERAL DO CEFET/RJ

PDI GERAL DO CEFET/RJ PDI GERAL DO CEFET/RJ Princípios que devem nortear o estabelecimento de políticas e ações no CEFET/RJ e que devem constar do PDI: Institucionalidade/identidade de UT (estabelecimento de um modelo diferenciado

Leia mais

Autor(es) BARBARA STEFANI RANIERI. Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS, ANDERSON BELGAMO. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1.

Autor(es) BARBARA STEFANI RANIERI. Orientador(es) LUIZ EDUARDO GALVÃO MARTINS, ANDERSON BELGAMO. Apoio Financeiro PIBIC/CNPQ. 1. 19 Congresso de Iniciação Científica ESPECIFICAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DE UMA FERRAMENTA AUTOMATIZADA DE APOIO AO GERSE: GUIA DE ELICITAÇÃO DE REQUISITOS PARA SISTEMAS EMBARCADOS Autor(es) BARBARA STEFANI

Leia mais

FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo

FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo FURB - Universidade Regional de Blumenau TCC - Trabalho de Conclusão de Curso Acadêmico: Fernando Antonio de Lima Orientador: Oscar Dalfovo Roteiro Introdução Sistemas de Informação - SI Executive Information

Leia mais

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS MBA Contabilidade & Direito Tributário. Parceria: IPOG/Sinduscon-RS O IPOG em parceria com o CRC-RS, traz à Porto Alegre o MBA em Contabilidade & Direito Tributário, que já é sucesso, com mais de 20 turmas

Leia mais

AUTONOMIA TECNOLÓGICA E SEGURANÇA CIBERNÉTICA: DESAFIOS PARA A COOPERAÇÃO ENTRE AS FORÇAS ARMADAS E O SETOR PRIVADO NO COMPLEXO INDUSTRIAL BRASILEIRO

AUTONOMIA TECNOLÓGICA E SEGURANÇA CIBERNÉTICA: DESAFIOS PARA A COOPERAÇÃO ENTRE AS FORÇAS ARMADAS E O SETOR PRIVADO NO COMPLEXO INDUSTRIAL BRASILEIRO MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO AUTONOMIA TECNOLÓGICA E SEGURANÇA CIBERNÉTICA: DESAFIOS PARA A COOPERAÇÃO ENTRE AS FORÇAS ARMADAS E O SETOR PRIVADO NO COMPLEXO INDUSTRIAL BRASILEIRO 1 / 23 OBJETIVO

Leia mais