Curriculum Vitae resumido dos docentes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curriculum Vitae resumido dos docentes"

Transcrição

1 Curriculum Vitae resumido dos docentes José Annes Marinho Engenheiro Agrônomo, formado pela Universidade de Passo Fundo, RS; MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, RJ e pós-graduação em Proteção de plantas pela Universidade Federal de Viçosa. Experiência no setor privado, durante nove anos, em áreas de pesquisa, desenvolvimento de mercado, regulamentação federal e estadual, experiência na gestão do campo. Atualmente ocupa o cargo de Gerente de Educação da ANDEF. Eduardo Spers Engenheiro Agrônomo pela UNESP, Doutor em Administração e Mestre em Economia Aplicada pela USP com pós-doutorado na Universidade de Wageningen (Holanda). Docente da área de marketing e estratégia do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP, e coordenador do MarkEsalq (www.markesalq.com.br). Docente do Mestrado em Gestão Internacional da Escola Superior de Propaganda e Marketing (EPSM, Pesquisador do Centro de Conhecimento em Agronegócios (PENSA, da Fundação Instituto de Administração (FIA). Joaquim Alvarenga Neto Engenheiro Agrônomo formado pela Faculdade de Ciências Agronômicas da UNESP, campus de Botucatu, e Master of Business Administration, condecorado Magna Cum Lauda pelo BABSON COLLEGE - USA. Atua como consultor e palestrante. Especialista em empreendedorismo e gestão de negócios. Atua desde 1992 em empresas no Brasil e no exterior. Foi assistente de pesquisa agrícola no Instituto Volcani Center, em Israel. Foi professor nos cursos de graduação e MBA da Universidade Cruzeiro do Sul e do SENAC SP. Criou programas de treinamento em gestão, planejamento de negócios e liderança para grupos abertos e in-company, tendo já alcançando mais de 500 participantes em todo país. Atuou como consultor em projetos de gestão estratégica e finanças para empresas como: SAKATA Seed Corp; Galvani Engenharia, State Street Global Advisors (Boston, USA), entre outras. É docente no Instituto YCON de Formação Continuada, desde É sócio-diretor da Alvarenga Neto Consultoria Empresarial.

2 Eduardo Daher Bacharel em Economia pela USP; Graduado e Pós-graduado em Marketing pela FGV. Experiência Profissional: 20 anos na COPAS Companhia Paulista de Fertilizantes; 15 anos na Publics Norton Agência de publicidade, com ênfase junto ao núcleo de comercialização rural; Diretor Executivo da ANDA Associação da Indústria de Fertilizantes desde o ano de 2003 até abril de 2010, reunindo as 122 empresas de fertilizantes do Brasil. Em 15 de abril de 2010 assumiu o cargo de Diretor Executivo da ANDEF Associação Nacional de Defesa Vegetal, como novo desafio junto ao mercado de agronegócios no Brasil. Também é fundador, ex-presidente e Conselheiro Membro da ABMR&A Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio; Conselheiro Membro da FUNDEPAG Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio; Membro do Conselho Superior do Agronegócio FIESP. Atualmente é Diretor da Associação Brasileira do Agronegócio - ABAG Luiz Antonio Pinazza Diretor Técnico da Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG) desde Engenheiro Agrônomo, formado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (Esalq/USP) de Piracicaba/SP, com pós-graduação e Mestrado em Economia Rural pela Esalq. Presidente da Câmara Temática de Insumos Agropecuários do Ministério da Agricultura. Atua também como editor da Revista Agroanalysis, da Fundação Getúlio Vargas FGV, onde é professor no curso de MBA em Gestão Estratégica do Agronegócio, em São Paulo. Durante 15 anos trabalhou na Agroceres. Flavio Zambrone Médico Toxicologista. Doutor em Medicina pela Unicamp; especialista em Toxicologia e Farmacologia Clinica pela Universidade de Sorbonne, Paris- França. Diretor presidente da Planitox, Presidente do Instituto Brasileiro de Toxicologia. Ex-professor da Unicamp. Luiz Carlos Castanheira Engenheiro Agrônomo formado em 1972 pela Faculdade de Agronomia de Pinhal; Engenheiro de Segurança do Trabalho formado em 1977 pela UNICAMP. Professor dos cursos de formação de Engenheiros de Segurança, PUCC (Pontifícia Universidade Católica de Campinas), e UNICAMP; Professor Titular do Depto. de Ciências Sociais da PUCC Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Engenheiro do Centro de Fiscalização de Insumos Agrícolas, da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, da

3 Secretaria da Agricultura do Est. de São Paulo. Consultor autônomo para a área de Segurança do Trabalho Jeffrey Abrahams Graduado em Agronomia pela California State Polytechnic University, em Pomona/CA, EUA, e pós Graduado em Administração Rural pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo. Possui 16 anos de experiência como consultor de recrutamento de executivos. Sócio Fundador da Abrahams Executive Search desde Sócio da Tasa Worldwide por oito anos. Possui 23 anos de experiência em posições executivas nos setores de Agronegócio, Biotecnologia, Farma, Serviços Financeiros, Mídia & Entretenimento. Experiência em planos de expansão, startups e reestruturações em empresas multinacionais e nacionais. Coach certificado pela Integrated Coaching Association. Sucesso em Marketing/Vendas. Membro do Conselho Global da Agilium Worldwide. Membro da Amcham e Ahk (Câmara Alemã de Comércio). Guilherme Luiz Guimarães Engenheiro Agrônomo formado pela ESALQ em 1971, com Mestrado em Nutrição Animal e Pastagens (especialização em Bioquímica) pela ESALQ em 1979 e Doutorado pela UNICAMP em Engenharia Agrícola (especialização em Água e Solo), em Gestor Ambiental pela UNICAMP em Foi professor de Bioquímica de Plantas e Animais na ESALQ/USP, de 1975 a Diversos cursos realizados no Brasil e no Exterior; há 35 anos trabalhando com Regulamentação, Toxicologia e Meio Ambiente voltado para o uso de produtos fitossanitários; participou direta ou indiretamente de todas as normativas relacionadas com este tema desde Há mais de 12 anos participa ativamente do Grupo de Trabalho sobre Resíduos de Pesticidas, com grande envolvimento em assuntos relacionados com o Codex Alimentarius e União Européia; ativa participação em grupos de trabalho e forças-tarefa dentro do setor privado e junto ao Governo Federal (Mercosul, IBAMA, ANVISA, MAPA, CONAMA entre outros). Atualmente é Gerente Técnico e de Regulamentação Federal da Associação Nacional de Defesa Vegetal ANDEF. Carlos Marçal Zuppi da Conceição Engenheiro Agrônomo formado em 1968 pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Trabalhou na área de Defesa Fitossanitaría na BAYER (janeiro/69 a junho/89) e na ANDEF (junho/89 a abril/2008). Tutor da Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior - ABEAS, no Curso de Pós-graduação em Proteção de Plantas / UFV de 1989 até Participou da Comissão de Defesa Sanitária Vegetal do Estado de Goiás e da Câmara Setorial de Agrotóxico do Estado de Minas Gerais. Autor do Livro O que Engenheiros Agrônomos devem saber para orientar o uso de produtos fitossanitários 3 edições. Engenheiro Agrônomo do Ano 1993 tendo recebido a Homenagem Honra ao Mérito Profissional distinguido pelo Clube dos Agrônomos de

4 Campinas SP. Homenagens recebidas: pela Sociedade de Nematologia, 1994; Sociedade Brasileira de Herbicidas, em 1997; Sociedade Brasileira de Fitopatologia, em 2000, Sociedade Brasileira de Ciências das Plantas Daninhas, em 2002; Sociedade Brasileira de Entomologia, em 2006; da Associação de Engenheiros Agrônomos de São Paulo (AEASP) a Medalha Fernando Costa, como Profissional da Iniciativa Privada de 2006; Sociedade Brasileira de Horticultura, em 2007; Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas, em 2008; Sociedade Brasileira de Entomologia, em Título de Sócio Honorário da Sociedade Brasileira de Milho e Sorgo. Paraninfou formandos em Faculdades de Agronomia por 10 (dez) ocasiões. Durante o período que trabalhou na ANDEF (Junho/89 a abril 2008) realizou mais de 400 (quatrocentos) treinamentos, envolvendo profissionais em Ciências Agrárias, credenciando cerca de Instrutores/Multiplicadores. Hamilton Humberto Ramos Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984), mestrado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995) e doutorado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000). Atualmente é pesquisador científico e Diretor Geral do Instituto Agronômico, de Campinas (IAC), professor-tutor do curso de proteção de plantas da Universidade Federal de Viçosa e professor convidado da Faculdade de Agronomia Dr. Francisco Maeda. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em tecnologia de aplicação de Produtos Fitossanitários, atuando principalmente nos seguintes temas: agrotóxicos, pulverização, pulverizador, tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários, segurança e saúde no trabalho com agrotóxicos e avaliação da exposição do trabalhador no trabalho com agrotóxicos. Luis César Pio Engenheiro Agrônomo graduado pela UNESP Campus Jaboticabal SP. Especialista em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa MG. Pós-graduado em Gestão Empresarial/Marketing (MBA) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/FAECA). Especialista em Máquinas Agrícolas: Projetos, Aplicativos e Regulagem pela Universidade Federal de Lavras MG. Fundador da empresa Herbicat Ltda., onde desempenha o cargo de Diretor. Atua como tutor do Curso de Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa/MG, módulo Tecnologia de Aplicação e Equipamentos. Realiza inúmeras palestras, cursos e treinamentos para universidades, multinacionais, produtores, cooperativas, associações, etc, e faz parte de comissões julgadoras e bancas em trabalhos. É co-autor dos livros: Cana-de-Açúcar (capítulo 23 Aplicação de produtos fitossanitários), Citros (capítulo 25 Tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários em citros), O QUE ENGENHEIROS AGRÔNOMOS devem saber para orientar o uso de PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS (capítulo 5 Tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários), Soja: Tecnologia de produção II (capítulo 12

5 Tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários em soja) e de vários artigos técnicos para jornais e revistas. Margarida Fumiko Ito Bióloga pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, SP, em Mestrado em Agronomia, área de Fitopatologia, em 1986, pela ESALQ/USP. Doutorado em Agronomia, área de Fitopatologia, em 1994, pela ESALQ/USP. Pesquisadora Científica no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fitossanidade (IAC), desde 1978, na área de Fitopatologia. Publicou 56 artigos em periódicos especializados e 217 trabalhos em Anais de eventos. Possui 42 itens de produção técnica. Autora da publicação Soja - Principais doenças causadas por fungos, bactérias e nematoides, Fundação Cargill, Campinas, p. Orientou três dissertações de Mestrado e 36 trabalhos de Iniciação Científica na área de Fitopatologia. Recebeu quatro prêmios. Coordena dois projetos de pesquisa, nas culturas de feijoeiro e de soja. Atua na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia. Em suas atividades profissionais interagiu com 160 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Diretora do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fitossanidade (IAC). Carlos Alberto Mathias Azania Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal de São Carlos (1998), mestrado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000) e doutorado em Agronomia (Produção Vegetal) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004). No ano de 2005 passou a ser Pesquisador Científico no Instituto Agronômico de Campinas, no Centro de cana, e atualmente encontra-se como PqC IV. Publicou 27 artigos científicos e 5 capítulos de livro. A partir 2008 ingressou no quadro de docentes do Curso de Pós- Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical, área de concentração em Tecnologia da Produção Agrícola, do Instituto Agronômico de Campinas. Orientou 3 dissertações de mestrado, 2 trabalhos de conclusão de curso de graduação, 6 estágios de iniciação científica e 12 estágios de outra natureza. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitotecnia, atuando principalmente nos temas cana-de-açúcar, plantas daninhas e herbicidas. Christina Dudienas Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz ESALQ (1981), mestrado em Fitopatologia pela ESALQ (1990) e doutorado em Agronomia pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal FCAV/UNESP (2002). É pesquisadora científica do Instituto Agronômico de Campinas desde Publicou 33 artigos em periódicos especializados e 93 trabalhos em anais de eventos. Participou de 40 eventos no Brasil. Recebeu três prêmios

6 e/ou homenagens. Atua na área de Agronomia, com ênfase em Fitopatologia, principalmente em manejo das doenças da cultura do milho. Cesar Pagotto Stein Concluiu o doutorado em Entomologia [ESALQ] pela Universidade de São Paulo em Atualmente é pesquisador cientifico do Instituto Agronômico, Campinas. Publicou 12 artigos em periódicos especializados e 26 trabalhos em anais de eventos. Possui 2 capítulos de livros publicados. Participou de 22 eventos no Brasil. orientou 9 trabalhos de iniciação cientifica. Em suas atividades profissionais interagiu com 48 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. Atua nas áreas de Entomologia, Biologia de insetos, parasitoide, controle biológico, Hemiptera, resistência a pragas. Patrícia Cia Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998), Mestrado em Agronomia (Horticultura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2002) e Doutorado em Fitopatologia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (2006). Atualmente é Pesquisadora Científica do Instituto Agronômico, no Centro de Engenharia e Mecanização, e docente do curso de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical, do IAC, na área de concentração Tecnologia da Produção Agrícola. Tem experiência na área de Tecnologia de Pós-Colheita, com ênfase em Patologia de Pós-Colheita, atuando principalmente nos seguintes temas: fisiologia, indução de resistência, fungos, controle. Carlos Eduardo Rossi Graduado em Engenharia Agronômica pela Faculdade de Agronomia e Zootecnica Manoel Carlos Gonçalves (1987), mestrado e doutorado em Entomologia - área de concentração Nematologia pela ESALQ / Universidade de São Paulo (1995/2002). Atualmente é Pesquisador Científico V do Instituto Agronômico, de Campinas (IAC). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Nematologia, atuando principalmente nos seguintes temas: resistência de plantas aos nematóides de galha e Nematologia em sistemas de cultivo orgânico. Herbete Pereira da Silva Graduação em Engenharia Agronômica pela ESALQ / USP (1981); Mestrado em Fitopatologia pela ESALQ / USP. (1984); Doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Faculdade de Ciências Agrárias de Jaboticabal / UNESP.(2002) e Doutorado em Fitopatologia pela ESALQ / USP.(2000). MBA em Gestão Empresarial

7 pela Fundação Getúlio Vargas (2006) e Curso de Pós- Graduação Lato sensu em Proteção Vegetal pela Universidade Federal de Viçosa-UFMG (1995). Experiência profissional: AGROGENETICA SEMENTES - Diretor de Pesquisa; AGROMEN SEMENTES: Pesquisador Senior em Genética e Melhoramento de Plantas; SYNGENTA SEEDS: Gerente de Pesquisa de Produção; SEMENTES DOW AGROSCIENCES (ZENECA SEMENTES): Pesquisador Senior e Gerente Administrativo da Estação de Pesquisa da Sementes Dow AgroSciences ( ) e da Zeneca Sementes ( ); SEMENTES AGROCERES: Pesquisador em Patologia Vegetal; EMBRAPA/ CNPMA. Professor convidado da FCAVJ/UNESP na disciplina de Mestrado e Doutorado: Resistência genética de Plantas á Doenças; Professor do Centro Universitário Moura Lacerda Ribeirão Preto - S.P :Melhoramento Genético Vegetal e Agricultura Geral. Co-orientador de 10 teses de Mestrado e Doutorado na ESALQ/USP,FCAVJ/UNESP e UFLA na área de Genética Molecular e resistência genética de milho. Publicação de 66 trabalhos científicos em revistas nacionais e Internacionais. Laércio Zambolim Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, em 1970; Mestrado em Microbiologia Agrícola em 1973 pela UFV; PhD em Plant Pathology pela University of Florida, Florida, Estados Unidos em Pós-Doctor em Biotecnologia de plantas na University of Wisconsin, Madison, Wisconsin, Estados Unidos em Pós-Doctor em Manejo Integrado de Doenças de Plantas na University of California, Davis, California, Estados Unidos em Estágio de curta duração sobre Resistencia da soja à ferrugem causada por Phakopsora pachyrrhizi na Estação Experimental de Beltsville, Maryland, Estados Unidos em Estágio de curta duração sobre Biotecnologia do Cafeeiro - Ferrugem na Estação Experimental de Montpellier, França em Estágio de curta duração sobre Ferrugem do cafeeiro no Centro de Investigação das Ferrugens do Cafeeiro CIFC em Oeiras, Portugal 2005 e Coordenador Nacional do Curso Proteção de Plantas pós graduação Latu sensu desde Pesquisador científico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais de 1973 a Professor Titular do Departamento de Fitopatologia na área de Manejo Integrado de Doenças de Plantas, UFV, Viçosa, Minas Gerais, de 1980 até hoje. Orientador de 35 alunos de Mestrado e de 25 de Doutorado em Fitopatologia da UFV. Orientador de 350 monografias na área de fitossanidade do curso Proteção de Plantas da UFV. Autor de 25 livros na área da fitossanidade em hortaliças, grãos, fruteiras e café e de 35 capítulos de livros na área de fitossanidade. Autor do livro Fitopatologia essencial- agentes causais lançado em 2012, em dois capítulos.

8 Adriana Parada Dias da Silveira Graduada em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz ESALQ/USP (1980), mestrado em Microbiologia Agrícola pela ESALQ (1984) e doutorado em Solos e Nutrição de Plantas pela ESALQ (1990). É pesquisadora científica do Instituto Agronômico (IAC), em Campinas, desde Atualmente é Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Subtropical do IAC e docente da área de concentração Gestão de Recursos Agroambientais. Publicou 38 artigos em periódicos especializados, um e-book e sete capítulos de livro. Já orientou 15 dissertações de mestrado e 3 teses de doutorado. Atua na área de Microbiologia do Solo e Agrícola, com ênfase em micorriza arbuscular, atividade microbiana do solo, interação microbiana, fixação biológica do N, bactérias promotoras do crescimento de plantas.

CURRÍCULO RESUMIDO DOS DOCENTES

CURRÍCULO RESUMIDO DOS DOCENTES CURRÍCULO RESUMIDO DOS DOCENTES Alessandro Ramos Costa Empresário do ramo de serviços, fundador e diretor da empresa Mercador Assessoria Empresarial Ltda. Empresa de consultoria organizacional e Mercador

Leia mais

Curriculum docentes MBA Fitossanidade

Curriculum docentes MBA Fitossanidade Curriculum docentes MBA Fitossanidade Alessandro Ramos Costa Empresário do ramo de serviços, fundador e diretor da empresa Mercador Assessoria Empresarial Ltda. empresa de consultoria organizacional e

Leia mais

Curso - MBA em Fitossanidade

Curso - MBA em Fitossanidade Curso - MBA em Fitossanidade 1. Objetivo O curso de MBA-IAC em Fitossanidade objetiva reunir conhecimentos sobre Fitossanidade, segurança na agricultura, gestão de pessoas e comunicação, com abordagem

Leia mais

Engenheiros Agrônomos e Florestais, Biólogos, profissionais de nível superior da área de Fitossanidade.

Engenheiros Agrônomos e Florestais, Biólogos, profissionais de nível superior da área de Fitossanidade. OBJETIVO O curso de MBA-IAC em Fitossanidade objetiva reunir conhecimentos sobre Fitossanidade, segurança na agricultura, gestão de pessoas e comunicação, com abordagem teórica e prática. O curso trará

Leia mais

MÓDULO 01: CONCEITOS EM MACROECONOMIA Docente: Silvio J. C. Fernandes 15/02/2016 a 28/02/2016

MÓDULO 01: CONCEITOS EM MACROECONOMIA Docente: Silvio J. C. Fernandes 15/02/2016 a 28/02/2016 MÓDULO 01: CONCEITOS EM MACROECONOMIA Docente: Silvio J. C. Fernandes 15/02/2016 a 28/02/2016 (20 horas) Macroambiente Economia Brasileira e Internacional. Economia Internacional Europa, EUA, China e Emergentes.

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

E-mail: Currículo lattes:

E-mail: Currículo lattes: CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Especialista) Regime de Trabalho: Tempo Parcial Área de Conhecimento:

Leia mais

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal

Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta. Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Bem estar animal em cursos de pós-graduação: uma proposta Marcos Macari Departamento de Morfologia e Fisiologia Animal Unesp Campus de Jaboticabal Crescimento populacional - Estimativa de uma população

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO s INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Administração Rural e Agronegócios

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014 CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL ANO - 2014 Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Mestre) Regime de Trabalho: Horista Área de Conhecimento:

Leia mais

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Etapas para a Certificação do Café: Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Fiscal Federal Agropecuária

Leia mais

Cláudio Lopes de Souza Jr. Depto de Genética-ESALQ/USP clsouza@esalq.usp.br. Setembro-2008

Cláudio Lopes de Souza Jr. Depto de Genética-ESALQ/USP clsouza@esalq.usp.br. Setembro-2008 Cláudio Lopes de Souza Jr. Depto de Genética-ESALQ/USP clsouza@esalq.usp.br Setembro-2008 . Participação no PIB. Produção e Produtividade. Contribuição do Melhoramento Genético Vegetal. Exemplos: Cerrados

Leia mais

E-mail: giuliana@unicentro.br

E-mail: giuliana@unicentro.br GIULIANA GELBCKE KASECHER BOTELHO Possui graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná (1999), mestrado em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Paraná (2001) e doutorado

Leia mais

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma:

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma: 5.2 Objetivo do Curso Capacitar o aluno para que se torne um profissional com habilidades para produzir mais e melhor, com competência para gerenciar e gerar tecnologias que reduzam os impactos negativos

Leia mais

Forest Stewardship Council FSC Brasil

Forest Stewardship Council FSC Brasil São Paulo, 19 de dezembro de 2014. Edital de convocação Candidatura para Grupo Consultivo Nacional de Manejo Integrado de Pragas (GCNMIP) O Conselho Brasileiro de Manejo Florestal FSC Brasil, é uma organização

Leia mais

Contribuições das Instituições Brasileiras de Ensino na Formação e Capacitação em Patologia de Sementes na Última Década

Contribuições das Instituições Brasileiras de Ensino na Formação e Capacitação em Patologia de Sementes na Última Década Contribuições das Instituições Brasileiras de Ensino na Formação e Capacitação em Patologia de Sementes na Última Década Norimar D Ávila Denardin Carlos Alberto Forcelini XIX - CONGRESSO BRASILEIRO DE

Leia mais

Coordenador de Mesa: Pedro Maia e Silva Engenheiro Agrônomo e Consultor Técnico

Coordenador de Mesa: Pedro Maia e Silva Engenheiro Agrônomo e Consultor Técnico Programação Técnica da FRUTAL 2006 Frutas e Agroindústria SEMINÁRIO SETORIAL I: Certificação x Alimentos Seguros Coordenador de Mesa: Pedro Maia e Silva Engenheiro Agrônomo e Consultor Técnico Local: Mini-Auditório

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS.

PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS. PERGUNTAS FREQUENTES E RESPOSTAS. O QUE É IMPORTANTE VOCÊ SABER SOBRE AGROTÓXICOS, CIÊNCIA E TECNOLOGIA. O que são os AGROTÓXICOS? Agrotóxicos, pesticidas, produtos fitossanitários, defensivos agrícolas

Leia mais

Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade de São Paulo Fundada em 1934 Melhor universidade da América Latina (Times HigherEducation) Entre as 200 melhores universidades de mundo / 50ª

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS

RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS RELATÓRIO TÉCNICO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS Intituição: Embrapa Cerrados / Centro de Pesquisa Agropecuária do Projeto: IV Reunião Técnica de Pesquisas em Maracujazeiro Responsável:

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO NA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL PROGRAMA DE APOIO A ESTUDANTES DE DOUTORADO DO EXTERIOR (PAEDEX) CONVOCATÓRIA 2015 APRESENTAÇÃO O Programa

Leia mais

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES Campus Graduação na área de Artes Ministrar aulas em disciplinas relacionadas à área de Artes em geral. Desenvolver projetos e atividades extra-curriculares nas Artes

Leia mais

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde BLOCO I ANFITEATRO A 78 carteiras c/ PG - EA Manutenção e Lubrificação de Máquinas Agrícolas PG -EA Ensaio de Máquinas Agrícolas Radiação Solar- SALA 2 SALA 3 SALA 4 50 carteiras c/ SALA 7 SALA 8 SALA

Leia mais

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011)

de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Seminário 4 Produção Orgânica: Organização produtiva versus Perspectiva de negócios na Amazônia (Versão 24/10/2011) Objetivo: Oferecer conhecimentos e informações para fortalecer as relações comerciais

Leia mais

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP Apresentação ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP A Agronomia está intimamente ligada à produção de alimentos, sejam estes de origem animal ou vegetal. Compete ao Engenheiro Agrônomo produzir, conservar, transformar

Leia mais

Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café

Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil): Norma Técnica Específica da Produção Integrada do Café Marcus Vinícius Martins M.Sc. em Agronomia Coordenador de Produção Integrada da Cadeia Agrícola Secretaria

Leia mais

Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária Situação Atual e Propostas para a Indução de Melhorias Através da Inovação Tecnológica

Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária Situação Atual e Propostas para a Indução de Melhorias Através da Inovação Tecnológica Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária Situação Atual e Propostas para a Indução de Melhorias Através da Inovação Tecnológica E V A L D O F E R R E I R A V I L E L A E V A L D O V I L E L A @ G

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Gerência e Monitoramento Ambiental

Leia mais

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, indica que as pessoas que não

Leia mais

MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq - Curso EAD

MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq - Curso EAD MBA em Gestão de Projetos USP/Esalq - Curso EAD Carga Horária: 360 horas/aula + 40 horas/aula Monografia Duração: 18 meses Início das aulas: 19 de setembro Período: Segundas-feiras das 19h às 23h (ao vivo).

Leia mais

Tabela de Cursos de Mestrado e Doutorado no Brasil

Tabela de Cursos de Mestrado e Doutorado no Brasil Tabela de Cursos de Mestrado e Doutorado no Brasil Universidade 1 Universidade Federal de UFRR Norte Agronomia http://www.posagro.ufrr.br/ 0 Roraima Desenvolvimento Regional da Amazônia http://www.necar.ufrr.br/index.php?

Leia mais

CARLOS BARROS DE MOURA ALEX SILVA

CARLOS BARROS DE MOURA ALEX SILVA CARLOS BARROS DE MOURA Presidente e Consultor Sênior de Barros de Moura & Associados, Corretagem de Seguros Ltda. Tem mais 40 anos de experiência na indústria de seguros, como executivo de empresas seguradoras,

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério Educação Secretaria Educação Profissional e Tecnológica Instituto Feral Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Gran do Sul CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS - EDITAL nº 011/2013 ANEXO I -

Leia mais

V ENCONTRO DE TECNOLOGIA Período: 21, 22 E 23/ 10 /2014 AGENDA

V ENCONTRO DE TECNOLOGIA Período: 21, 22 E 23/ 10 /2014 AGENDA V ENCONTRO DE TECNOLOGIA Período: 21, 22 E 23/ 10 /2014 AGENDA 21/10/14 08H30 Prof. Dr. Lincoln Nogueira Marcellos Solenidade de abertura Diretor da Fatec Ipiranga 21/10/14 09H00 Leandro Silva Queiroz

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL PROGRAMA DE BOLSAS PARA ESTUDOS DE DOUTORADO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASIL PROGRAMA DE APOIO A ESTUDANTES DE DOUTORADO DO EXTERIOR (PAEDEX) CONVOCATÓRIA 2012 APRESENTAÇÃO O Programa

Leia mais

Proposta de Consultoria. Seguro Agrícola no Brasil: Relação Custo/Benefício. GT Seguro Agrícola

Proposta de Consultoria. Seguro Agrícola no Brasil: Relação Custo/Benefício. GT Seguro Agrícola Proposta de Consultoria Seguro Agrícola no Brasil: Relação Custo/Benefício GT Seguro Agrícola Outubro de 2011 Proposta Atendendo à solicitação da GT Seguro Agrícola da CT de Seguros do Agronegócio do Mapa,

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Justificativa: A agricultura familiar é responsável por parte considerável da produção agrícola do país, abastecendo principalmente

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica

Leia mais

dezembro-2005 janeiro-2005 a Período: Programa de Fomento à Pós-Graduação - PROF Valor (R$ Mil) Valor (R$ Mil) Valor Total (R$ Mil) Bolsistas

dezembro-2005 janeiro-2005 a Período: Programa de Fomento à Pós-Graduação - PROF Valor (R$ Mil) Valor (R$ Mil) Valor Total (R$ Mil) Bolsistas Ministério da Educação - MEC Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES Número de Bolsistas e Valores Pagos (Médias), Segundo os Programas de Pós-Grad. Níveis: Mestrado

Leia mais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais

O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais O papel do engenheiro agrônomo no desenvolvimento das plantas medicinais Alexandre Sylvio Vieira da Costa 1 1.Engenheiro Agrônomo. Professor Universidade Vale do Rio Doce/Coordenador Adjunto da Câmara

Leia mais

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º.

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º. 1º. Período Introdução ao Cálculo 60 Luciana Alvarenga Santos Graduação em Engenharia Civil, Mestrado em Estruturas de Concreto. Química Geral 60 Nayara Penoni Graduação em Química e Mestrado em Agroquímica.

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU AGRONOMIA/ENTOMOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO REGULAMENTO

Leia mais

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/

Links para Pesquisa. http://www.scielo.br. http://www.periodicos.capes.gov.br/ Links para Pesquisa Descrição Scielo Artigos científicos: Capes Artigos e publicações Livros digitais Publicações Revistas Eletrônicas: Ciência & Ensino Revista Ciências do Ambiente On Line Revista Eletrônica

Leia mais

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica 2

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR

ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR Campus Araras/SP ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR MEC Ministério da Educação Ministro: Aloizio Mercadante SESu Secretaria de Ensino Superior Secretário: Amaro Henrique Pessoa Lins UFSCar Universidade Federal de

Leia mais

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Gestão 2010/2011 Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Presidente Maurício Mendes - CEO da Informa Economics FNP Vice- Presidente Jacques Paciullo Neto Diretor Comercial da Rede Globo

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO UNIVERSIDADE ESDUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE AGRONOMIA ENSALAMENTO TEMPORÁRIO NO CAMPUS SAN CRUZ 1ª SÉRIE 1º SEMESTRE DE 2011 09h 10min Citologia DEBIO Citologia DEBIO Informática TC DECOMP

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA UFOB ANEXO I QUADRO GERAL DE VAGAS POR CAMPUS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA UFOB ANEXO I QUADRO GERAL DE VAGAS POR CAMPUS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DA BAHIA UFOB ANEXO I QUADRO GERAL DE VAGAS POR CAMPUS CAMPUS BARRA Área do Conhecimento: Entomologia Agrícola Titulação: Graduação em Agronomia e doutorado em Entomologia

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO MARANHÃO-IESMA UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO MARANHÃO-UNISULMA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Especialização em Logística Imperatriz - MA 2011 INFORMAÇÕES

Leia mais

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS

Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Treinamento RLM Corte Campo Grande MS Data: 12 e 13 de novembro de 2015 Patrocínio Apoio Introdução Desenvolvido na Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" ESALQ, USP, Piracicaba, este software

Leia mais

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos

25/06/2015 PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal DESENVOLVIMENTO DE PRODUTO. Sinonímias: Agrotóxicos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Câmpus de Jaboticabal Depto. Fitossanidade Tecnologia de Aplicação Introdução Cultivo de plantas graníferas (culturas anuais) na safra 2014/15: Área de 57,21 milhões de ha

Leia mais

QUEM SOMOS MISSÃO WORKSHOP O QUE FAZEMOS A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL. Associação Brasileira de Sementes e Mudas

QUEM SOMOS MISSÃO WORKSHOP O QUE FAZEMOS A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL. Associação Brasileira de Sementes e Mudas Associação Brasileira de Sementes e Mudas WORKSHOP AMOSTRAGEM, TESTES E ESTATÍSTICA SEMENTES, PLANTAS E GRÃOS Associação Brasileira de Sementes e Mudas A INDÚSTRIA DE SEMENTES NO BRASIL ILSI International

Leia mais

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008

Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial. Recife, 04 de dezembro de 2008 Culturas de Suporte Fitossanitário Insuficiente Cenário Mundial Recife, 04 de dezembro de 2008 Lei 7.802/1989 artigo 3º Agrotóxicos só poderão ser produzidos, importados, exportados, manipulados comercializados

Leia mais

3.1. Curso: Auxiliar de Recursos Humanos

3.1. Curso: Auxiliar de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO PROGRAMA DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO - PRONATEC EDITAL PROFESSOR INTERNO - Nº 09/2014

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Instituto Phytus Santa Maria Rua Duque de

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS PERFIL 1 215090 Física para 1 04 220612 Tópicos em Matemática I 04 220663 Introdução a 04 220671 Fundamentos de Química 04 220680

Leia mais

CREDENCIAMENTO. 8h às 9h

CREDENCIAMENTO. 8h às 9h Data: 23 a 24 de setembro/2014(terça-feira, quarta-feira) Horário: 8h às 18h Local: Centro de Eventos do Ceará -Pavilhão Oeste -Avenida Washington Soares, 999 -Edson Queiroz - Fortaleza/CE Dia:23 de setembro/2014

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PROTEÇÃO DE PLANTAS

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PROTEÇÃO DE PLANTAS REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PROTEÇÃO DE PLANTAS Art. 1º - O presente Regimento normatiza o oferecimento, pela, do curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Proteção de Plantas,

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS RESUMO HISTÓRICO DA UFV

INFORMAÇÕES GERAIS RESUMO HISTÓRICO DA UFV INFORMAÇÕES GERAIS RESUMO HISTÓRICO DA UFV Com o incremento da produção agropecuária em Minas Gerais, o então presidente do Estado, Arthur da Silva Bernardes, tomou a iniciativa de criar uma escola que

Leia mais

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES

NOSSA EMPRESA NOSSOS GESTORES NOSSA EMPRESA A ViaGestão é uma empresa prestadora de soluções, composta por profissionais com ampla experiência no mercado, aliada a grande vivência didática em diversas áreas da gestão empresarial. Temos

Leia mais

C O R P O D O C E N T E CORPO DOCENTE

C O R P O D O C E N T E CORPO DOCENTE CRP DCENTE Relação atual dos professores do Campus Rio Paranaíba da Universidade Federal de Viçosa, em ordem alfabética, incluindo dados funcionais e titulação. C R P D C E N T E 162 Corpo Docente UFV

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Alan Teixeira da Silva (Graduado) Regime de Trabalho: Horista Área de conhecimento: Engenharia Qualificação Profissional: Engenharia de Telecomunicações

Leia mais

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas)

(O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) ROTEIRO BÁSICO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO ANUAL SOBRE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA (O relatório deve conter, no mínimo 3 páginas e no máximo 5 páginas) Nome do Grupo: Programa de Educação Continuada em Economia

Leia mais

CONVOCATÓRIA 2011/2012

CONVOCATÓRIA 2011/2012 PROGRAMA DE BOLSAS PARA CURSAR ESTUDOS DE DOUTORADO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP) DO BRASL PROGRAMA DE APOIO A ESTUDANTES DE DOUTORADO DO EXTERIOR (PAEDEX) CONVOCATÓRIA 2011/2012 APRESENTAÇÃO

Leia mais

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias Aquiles Simões Universidade Federal do Pará COMPREENDER UMA REALIDADE AGRÁRIA EM SUA DIVERSIDADE, OS DIFERENTES MODOS

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

manual de boas práticas

manual de boas práticas manual de boas práticas PARCERIAS E AGRADECIMENTOS Informações sobre os autores do Manual de Boas Práticas: 1. Chuva e produtividade em sistema adensado José Holanda Campelo Júnior Engenheiro Agrônomo

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE AGRONOMIA DO IFES CAMPUS SANTA TERESA

CORPO DOCENTE DO CURSO DE AGRONOMIA DO IFES CAMPUS SANTA TERESA SECRETARIA EDUCAÇÃO SUPERIOR INSTITUTO FERAL DO ESPÍRITO SANTO CORPO DOCENTE DO CURSO AGRONOMIA DO IFES DOCENTE ADRIANO GOLDNER COSTA ALBERTO CHAMBELA NETO ANANIAS OLIVEIRA LIMA ANTONIO ELIAS SOUZA DA

Leia mais

Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos

Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos Coordenação do Curso: Ana Paula Silva Fernando A. Santos Um curso com tradição e com futuro Mais de 700 Engenheiros a trabalhar em todo o país Um curso acreditado pela Ordem dos Engenheiros Uma formação

Leia mais

FATE-SP Faculdade de Teologia de São Paulo - SP. Concluído em: 26 de novembro de 2009.

FATE-SP Faculdade de Teologia de São Paulo - SP. Concluído em: 26 de novembro de 2009. Curriculum Vitae Resumido Alexandre Dezem Bertozzi Licenciando em Física pelo Unisalesiano-SP 2009; Bacharel em Teologia pela Fate-SP 2009; Licenciado em Matemática pelo Centro Universitário Claretiano

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM INOVAÇÕES EDUCATIVAS E ENSINO VIRTUAL CORPO DOCENTE

PÓS-GRADUAÇÃO EM INOVAÇÕES EDUCATIVAS E ENSINO VIRTUAL CORPO DOCENTE PÓS-GRADUAÇÃO EM INOVAÇÕES EDUCATIVAS E ENSINO VIRTUAL CORPO DOCENTE Ana Christina Duarte Pires Engenheira Agrônoma formada pela Universidade Federal de Pelotas (1989), possui mestrado em Agronomia pela

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação

MANUAL DO CANDIDATO. Pós-graduação MANUAL DO CANDIDATO Pós-graduação Prezado(a) Candidato(a), Agradecemos o interesse pelos nossos cursos. Este manual contém informações básicas pertinentes ao curso, tais como: objetivos do curso e das

Leia mais

ANEXO I - TABELA DE COEFICIENTE DE RENDIMENTO MÍNIMO PARA O ESTUDANTES

ANEXO I - TABELA DE COEFICIENTE DE RENDIMENTO MÍNIMO PARA O ESTUDANTES ANEXO I - TABELA DE COEFICIENTE DE RENDIMENTO MÍNIMO PARA O ESTUDANTE CURSO COEFICIENTE Nº DE ESTUDANTES Administração 69.5 127 Administração (Campus Florestal) 61.1 47 Administração - Integral (Campus

Leia mais

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil

Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Seminário Legislação de Agrotóxicos, Receituário Agronomico, Comercialização e Uso - Aspectos Técnicos e Legais Legislação Federal e o Sistema de Registro de Agrotóxicos no Brasil Engº Agrº Júlio Sérgio

Leia mais

Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos

Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Corel 2005 Alimento é coisa séria! Uma cartilha para manipuladores de alimentos Esse livro foi composto na tipologia True type Comic

Leia mais

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional Missão do Curso A função primordial do Engenheiro Agrônomo consiste em promover a integração do homem com a terra através da planta e do animal, com empreendimentos de interesse social e humano, no trato

Leia mais

Fabrinni M. dos Santos, João F. Neves, M. Cristina Prata Neves, Gabrielle K. Robbs e Paschoal G. Robbs

Fabrinni M. dos Santos, João F. Neves, M. Cristina Prata Neves, Gabrielle K. Robbs e Paschoal G. Robbs Implantando e Implementando Sistemas de Segurança de Alimentos Boas Práticas de Fabricação, Procedimentos Padrão de Higiene Operacional (PPHO) / Procedimentos Operacionais Padronizados (POP) e Sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAMPA Florida - EUA

UNIVERSIDADE DE TAMPA Florida - EUA -------------------------------------------------------- MBA EXECUTIVO INTERNACIONAL UNIVERSIDADE DE TAMPA Florida - EUA -------------------------------------------------------- 2010 A FUNDAÇÃO GETULIO

Leia mais

DIA: 06/10/2009 PALESTRANTE PALESTRA HORÁRIO LOCAL Nº. VAGAS FORMAÇÃO PROFISSIONAL

DIA: 06/10/2009 PALESTRANTE PALESTRA HORÁRIO LOCAL Nº. VAGAS FORMAÇÃO PROFISSIONAL ABERTURA: 05/10 às 19:30h PROGRAMAÇÃO DO EVENTO: Palestras, mini-cursos, oficinas e consultoria do SEBRAE, Feira de Empreendedorismo e Feira de Pequenos Animais DIA: 06/10/2009 PALESTRANTE PALESTRA HORÁRIO

Leia mais

Filme Institucional: Clique aqui. Apresentação Institucional

Filme Institucional: Clique aqui. Apresentação Institucional Filme Institucional: Clique aqui Apresentação Institucional Presidente Gestão 2010/2011 Maurício Mendes CEO da Informa Economics FNP Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Vice- Presidente Jacques Paciullo

Leia mais

Tecnologia Agrícola e Irrigação

Tecnologia Agrícola e Irrigação Introdução Telecomunicações, agropecuária, softwares e segurança não são os únicos setores da tecnologia israelense que estão marcando presença no panorama internacional nas duas últimas décadas. Os agrônomos

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃOTÉCNICA CENTRAL- BRASILEIRA DE FEIJÃO CTCBF

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃOTÉCNICA CENTRAL- BRASILEIRA DE FEIJÃO CTCBF REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃOTÉCNICA CENTRAL- BRASILEIRA DE FEIJÃO CTCBF Capítulo I DA DEFINIÇÃO, DAS FINALIDADES E DOS OBJETIVOS Art. 1º. A Comissão Técnica Central-brasileira de Feijão - CTCBF - é o

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO E CONSERVAÇÃO DE ECOSSISTEMAS NATURAIS E AGRÁRIOS EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/II

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MANEJO E CONSERVAÇÃO DE ECOSSISTEMAS NATURAIS E AGRÁRIOS EDITAL DE PROCESSO SELETIVO 2013/II MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CAMPUS FLORESTAL INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS INSTITUTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Campus Universitário Florestal, MG - 35690-000 Telefone

Leia mais

CEPPG Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós Graduação 1

CEPPG Coordenação de Extensão, Pesquisa e Pós Graduação 1 1 Nome do curso: Área: O Curso: Objetivos: Diferenciais: Público Alvo: Ementa Disciplinas MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS EM TURISMO: EVENTOS, LAZER, VIAGENS E HOTELARIA. Ciências Sociais O curso foi desenvolvido

Leia mais

FACILITADORES ADAUTO BENTIVEGNA FILHO ARMANDO PASSERI

FACILITADORES ADAUTO BENTIVEGNA FILHO ARMANDO PASSERI NÚCLEO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL ADALBERTO PANZAN FACILITADORES ADAUTO BENTIVEGNA FILHO Advogado, Assessor da Presidência e Coordenador jurídico do SETCESP; pós-graduado em direito processual; especialista

Leia mais

CORPO TÉCNICO PROGRAMAS DE FORMAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO, TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL E GESTOR DA QUALIDADE

CORPO TÉCNICO PROGRAMAS DE FORMAÇÃO: SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADO, TECNOLOGIA E GESTÃO AMBIENTAL E GESTOR DA QUALIDADE RICARDO CALDAS GESTOR TÉCNICO SGQ Graduado em Administração de Empresas; Auditor Líder em Sistemas de Gestão da Qualidade conforme a norma ISO 9001; Coordenador Técnico da SGS ICS Certificadora Ltda; Atuando

Leia mais

JOÃO SARDINHA GESTOR TÉCNICO SGI Formado em MBA em Gestão e Tecnologias Ambientais, Engenharia Mecânica, Engenharia de Segurança do Trabalho. Atua há mais 26 anos nas áreas de engenharia do produto, qualidade,

Leia mais

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CORPO DOCENTE DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Alan Teixeira da Silva (Graduado) Regime de Trabalho: Horista Área de conhecimento: Engenharia Qualificação Profissional: Engenharia de Telecomunicações

Leia mais

TABLA DE PROGRAMAS ELEGIBLES PARA BECAS OEA GCUB 2013

TABLA DE PROGRAMAS ELEGIBLES PARA BECAS OEA GCUB 2013 TABLA DE PROGRAMAS ELEGIBLES PARA BECAS OEA GCUB 2013 N.º Región Universidad Nivel Áreas Sitio web Inicio Duración 1 Norte Roraima (UFRR) Agronomia www.posagro.ufrr.br Marzo/2014 2 años Desenvolvimento

Leia mais

Formação Profissional

Formação Profissional Formação Profissional PROFISSIONALIZANTE (nível médio) SENAI qualificação profissional 1. Formação Básica - CARPINTARIA E MARCENARIA 2. Formação Avançada - SISTEMA WOOD FRAME (construção e processo fabril)

Leia mais

MEDICINA VETERINÁRIA. 1 Aline Mesquita Galvão Moura. Tempo Integral. 2 Ana Paula Prudente Jacintho. Mestre. Tempo Integral.

MEDICINA VETERINÁRIA. 1 Aline Mesquita Galvão Moura. Tempo Integral. 2 Ana Paula Prudente Jacintho. Mestre. Tempo Integral. MEDICINA VETERINÁRIA Nº. Nome do docente Formação 1 Aline Mesquita Galvão Moura 2 Ana Paula Prudente Jacintho 3 André Luiz Baptista Galvão 4 Bruno Fornitano Cholfe 5 Camila Garcel Pancote 6 Carla Daniela

Leia mais

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO

EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO EXPLORAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO CARACTERIZAÇÃO DO CERRADO BRASILEIRO É o maior bioma brasileiro depois da Amazônia, com aproximadamente 2 milhões de km² e está concentrado na região Centro Oeste do Brasil;

Leia mais

EQUIPE DE PROFESSORES

EQUIPE DE PROFESSORES EQUIPE DE PROFESSORES 1º SEMESTRE - 2015 Parceria: CORPO DOCENTE EM GESTÃO DO VAREJO Antônio Ricardo Monteiro Marinho Doutorando em Administração, Mestre em Administração pelo Programa de Pós-Graduação

Leia mais

Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013. Celso Rubens Vieira e Silva- BA

Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013. Celso Rubens Vieira e Silva- BA Associados Homenageados Concessão Título de Associado Emérito 2013 Carlos Alberto Basílio de Oliveira - RJ Celso Rubens Vieira e Silva- BA Margarida Maria Fernandes da Silva Moraes - SP Marialva Tereza

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03/2015 ELEIÇÕES DE REPRESENTANTES DISCENTES DE GRADUAÇÃO NOS COLEGIADOS DA UFV

EDITAL DE CONVOCAÇÃO Nº 03/2015 ELEIÇÕES DE REPRESENTANTES DISCENTES DE GRADUAÇÃO NOS COLEGIADOS DA UFV MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA SECRETARIA DE ÓRGÃOS COLEGIADOS Campus Universitário Viçosa, MG 36570-000 Telefone: (31) 3899-2127 - Fax: (31) 3899-1229 - E-mail: soc@ufv.br EDITAL

Leia mais

Oportunidades Rumo à Rio + 20

Oportunidades Rumo à Rio + 20 Seminário 02 Economia verde na Amazônia: Desafios e Oportunidades Rumo à Rio + 20 (Versão 24/10/2011) Objetivo: Analisar as oportunidades e os desafios para a economia verde e debater o atual modelo de

Leia mais