Análise do Questionário 2008 NOTÁRIOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Análise do Questionário 2008 NOTÁRIOS"

Transcrição

1 Análise do Questionário NOTÁRIOS

2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. NÍVEIS DE SERVIÇO PRESTADOS POR CANAL DE ACESSO Serviço prestado no canal internet Apreciação global do serviço Qualidade das funcionalidades on-line existentes Benefícios da utilização da internet Dificuldades sentidas durante a utilização da Internet Serviço prestado nos canais não internet Canal Canal presencial Canal telefónico Conclusões por parâmetro de análise Qualidade Rapidez Resolução de problemas Apreciação global SUGESTÕES EFECTUADAS CONCLUSÕES 28 ÍNDICE DE GRÁFICOS 30 Direcção-Geral dos Impostos Pág. 2 de 31

3 1. INTRODUÇÃO À semelhança das iniciativas realizadas em anos anteriores e em articulação com o programa Sistema Integrado de Apoio ao Contribuinte (SIAC), a DGCI disponibilizou para preenchimento um conjunto de questionários de satisfação com o objectivo de recolher a opinião dos seus principais grupos de utentes relativamente às interacções que mantiveram com a Administração Fiscal durante o ano de. Neste contexto, foi realizado um questionário dedicado aos notários, com o objectivo de identificar, entre outros: Padrões de utilização do canal internet, nomeadamente, índices de utilização e dificuldades sentidas; Padrões de utilização dos canais complementares ao canal internet; Índices de satisfação no relacionamento com a Administração Fiscal, incluindo a avaliação dos níveis de serviço existentes; Medidas a implementar para melhorar e flexibilizar as relações entre os notários e a Administração Fiscal. O presente relatório tem como objectivo analisar as respostas ao referido questionário, que foi disponibilizado no site das declarações electrónicas, entre os dias 3 e 21 de Novembro de. Neste contexto, procedeu-se igualmente ao envio de s solicitando o preenchimento do questionário a todos os notários que, no referido site, manifestaram o desejo de receber informações provenientes da Administração Fiscal. Durante o referido período, foram recebidas 198 respostas, o que corresponde a cerca de 50% do universo global dos notários inscritos na Ordem dos Notários 1 em Novembro de. Em comparação com o questionário efectuado em 2007, o volume de respostas cresceu 164%. O gráfico 1 ilustra a situação descrita. 1 De acordo com informação fornecida telefonicamente pela Ordem dos Notários, no início do mês de Novembro de existiam cerca de 400 notários inscritos. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 3 de 31

4 Núm de Respostas Quest Quest. Gráfico 1 Evolução do número de respostas ao questionário 2. NÍVEIS DE SERVIÇO PRESTADOS POR CANAL DE ACESSO Seguidamente, procede-se à análise dos níveis de serviço prestados através dos diferentes canais de acesso (internet, 2, telefónico e presencial). Sendo o canal internet o meio privilegiado de contacto entre a Administração Fiscal e os seus utentes, o mesmo é analisado com maior detalhe que os restantes Serviço prestado no canal internet Apreciação global do serviço O canal internet tem vindo a assumir cada vez maior relevância no desenrolar da actividade dos notários: se, por um lado, existem obrigações que só podem ser satisfeitas através deste canal, por outro, assiste-se à disponibilização no mesmo de um leque crescente de serviços, nomeadamente de consulta, com o objectivo de simplificar e apoiar o exercício da actividade notarial. Neste contexto, torna-se imperativo conhecer as opiniões dos notários relativamente à sua utilização. Assim, através da análise do gráfico 2, pode concluir-se que o canal 2 Inclui as trocas de informação por entre os notários e a Administração Fiscal, que se optou por separar do canal internet. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 4 de 31

5 internet foi avaliado de forma muito positiva, tendo sido a Rapidez e a Qualidade as características mais valorizadas, enquanto a Resolução de Problemas foi aquela que obteve a classificação menos favorável. A Apreciação Global indica que cerca de 86% dos notários avalia o nível de serviço deste canal como sendo bom ou muito bom. 100% 90% 80% 0,51% 0,00% 2,40% 0,00% 11,22% 12,76% 25,15% 14,29% 70% 60% 53,57% 54,08% 55,61% 50% 49,70% 40% 30% 20% 10% 34,69% 33,16% 22,75% 30,10% 0% Rapidez Qualidade Resolução de Problemas Apreciação Global Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 2 Avaliação do nível de serviço do canal internet Fazendo uma análise evolutiva (gráfico 3), conclui-se que o parâmetro Rapidez foi o que registou uma evolução mais favorável, justificando assim os investimentos que têm sido realizados ao nível das infra-estruturas de suporte a este canal. Quanto à Resolução de Problemas, apesar de ser o parâmetro menos bem avaliado no questionário de, registou melhorias face à classificação obtida no questionário anterior. Já relativamente à Qualidade, nota-se um decréscimo na satisfação. Considerando a Apreciação Global do canal internet, conclui-se que, apesar do índice de satisfação ser muito elevado, decresceu face aos resultados evidenciados no questionário efectuado em Direcção-Geral dos Impostos Pág. 5 de 31

6 Apreciação Global - Quest. 30,10% 55,61% 14,29% 0,00% Apreciação Global - Quest ,54% 50,00% 0,00% 9,46% Resolução Problemas - Quest. 22,75% 49,70% 25,15% 2,40% Resolução Problemas - Quest ,70% 50,00% 22,73% 7,58% Qualidade - Quest. 33,16% 54,08% 12,76% 0,00% Qualidade - Quest ,24% 45,95% 0,00% 10,81% Rapidez - Quest. 34,69% 53,57% 0,51% 11,22% Rapidez - Quest ,19% 45,95% 13,51% 1,35% 0,00% 25,00% 50,00% 75,00% 100,00% Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 3 Comparação do nível de serviço do canal internet Relativamente à cobertura via internet das interacções que os notários efectuaram com a Administração Fiscal, pode verificar-se pelo gráfico 4 que cerca de 38% destes profissionais executaram mais de 75% das obrigações decorrentes da sua actividade através do referido canal e cerca de 23% declararam tê-lo utilizado para cumprirem 50% a 75% dessas obrigações. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 6 de 31

7 Mais de 75% dos contactos 100% 37,88% Entre 25% a 50% dos contactos 22,22% 0% 23,23% 16,67% Entre 50% a 75% dos contactos Menos de 25% dos contactos Internet Gráfico 4 Interacções efectuadas com a Administração Fiscal Em comparação com os resultados apurados no questionário efectuado em 2007, verificou-se em um decréscimo generalizado no número de interacções que os notários efectuaram com a Administração Fiscal através da internet, conforme se evidencia na tabela infra: Quest. Quest Mais de 75% dos contactos 37,88% 44,00% Entre 50% a 75% dos contactos 23,23% 20,00% Entre 25% a 50% dos contactos 16,67% 16,00% Menos de 25% dos contactos 22,22% 20,00% Tabela 1 Interacções efectuadas com a Administração Fiscal via internet Qualidade das funcionalidades on-line existentes Para a Administração Fiscal é fundamental conhecer com detalhe as necessidades dos seus utentes de modo a identificar áreas prioritárias de intervenção, melhorar o número de aplicações e serviços disponíveis e aumentar o grau de satisfação com os serviços que presta. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 7 de 31

8 O gráfico 5 ilustra os serviços utilizados pelos notários, na internet, durante. É de salientar que: A Entrega do Modelo 11 foi efectuada por cerca de 99% dos notários; e Cerca de 98% destes profissionais afirmaram ter acedido à Consulta das Cadernetas Prediais. Consulta às Cadernetas Prediais 2,02% 97,98% Entrega de Modelo 11 1,01% 98,99% Outros Serviços 45,96% 54,04% 0% 25% 50% 75% 100% Não utilizou a internet Utilizou a internet Gráfico 5 Utilização do canal internet em Por outro lado, cerca de 46% dos notários utilizam o canal internet para a realização de outros serviços, de que se destacam os seguintes: Consulta aos Documentos Únicos de Cobrança (DUC) de IMT; Liquidação de IMT; Emissão de guias para pagamento de Imposto do Selo; Declaração de entrega de Imposto do Selo retido; Confirmação do nome do contribuinte através do NIF; e Consulta/emissão de certidões e de declarações várias (certidão de liquidação de IRS, autorização de consulta à situação contributiva, etc.). Direcção-Geral dos Impostos Pág. 8 de 31

9 Em comparação com o questionário efectuado em 2007, e tal como apresentado na tabela seguinte, verifica-se um aumento superior a 12 pontos percentuais na utilização da Consulta às Cadernetas Prediais, sendo este serviço utilizado pela quase totalidade dos notários que responderam ao questionário. Quest. Quest Entrega de Modelo 11 98,99% 94,67% Consulta às Cadernetas Prediais 97,98% 85,33% Outros Serviços 45,96% 41,33% Tabela 2 Serviços utilizados através da internet Quanto à qualidade percepcionada dos serviços disponíveis, destaca-se a Consulta às Cadernetas Prediais, que foi classificada como boa ou muito boa por cerca de 94% dos notários que a utilizaram 3 (gráfico 6). O nível de satisfação com a Entrega de Modelo 11 é também muito elevado, situando-se perto dos 88%. Para estas duas funcionalidades é de salientar a quase inexistência de respostas negativas. Consulta às Cadernetas Prediais 55,15% 39,18% 5,15% 0,52% 11,73% Entrega de Modelo 11 31,63% 56,63% 0,00% Outros Serviços 18,68% 52,75% 23,08% 5,49% 0% 25% 50% 75% 100% Muito boa Boa Razoável Má Gráfico 6 Qualidade dos serviços prestados via internet 3 As respostas dos notários que não utilizaram o canal internet foram excluídas desta análise. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 9 de 31

10 Os outros serviços utilizados pelos notários foram também considerados de elevada qualidade, já que foram classificados por cerca de 71% destes como sendo bons ou muito bons Benefícios da utilização da internet O gráfico 7 apresenta os benefícios que os notários associam à utilização da internet. Da sua análise, verifica-se que o benefício mais valorizado é a possibilidade de Consulta às Cadernetas Prediais, que foi considerado muito importante por cerca de 90% dos notários. Os três benefícios subsequentes, Rapidez de acesso às funcionalidades disponíveis, Consulta à informação simples, rápida e com qualidade e Possibilidade de entrega através de um ficheiro de XML, são características inerentes ao canal internet com acentuada importância na simplificação da actividade notarial. Consulta às Cadernetas Prediais 89,4% 8,6% 2,0% Rapidez de acesso às funcionalidades disponíveis 83,3% 16,2% 0,5% Consulta à informação simples, rápida e com qualidade 75,8% 23,2% 1,0% Possibilidade de entrega através de um ficheiro de XML 61,1% 27,8% 11,1% Facilidade no preenchimento da Modelo 11 62,1% 32,8% 5,1% Consulta do Documento Único de Cobrança do IMT 56,6% 34,3% 9,1% Outros benefícios 18,7% 8,6% 72,7% 0% 25% 50% 75% 100% Muito Importante Importante Pouco Importante Gráfico 7 Benefícios da utilização da internet Os notários que consideraram importante ou muito importante a funcionalidade Outros Benefícios apontaram os descritos em seguida como sendo os mais relevantes: Direcção-Geral dos Impostos Pág. 10 de 31

11 Possibilidade de entrega desmaterializada de documentos; Disponibilidade permanente; Inexistência de custos relacionados com a emissão de certidões; e Possibilidade de efectuar consultas diversas, nomeadamente ao NIF, a certidões e à declaração para liquidação e emissão do DUC de cobrança do IMT; Dificuldades sentidas durante a utilização da internet No que se refere às dificuldades sentidas com a utilização da internet, pode concluirse, pela análise do gráfico 7, que são as questões técnicas associadas à utilização deste canal que mais dificultam o quotidiano dos notários. De facto, a Indisponibilidade e a Lentidão do sistema foram consideradas difíceis de ultrapassar, respectivamente, por cerca de 45% e 38% destes profissionais. Contudo, e tal como referido no ponto Apreciação Global do Serviço, foi a rapidez o parâmetro que evoluiu mais favoravelmente em comparação com o questionário efectuado em Assim, conclui-se que há que continuar a melhorar as infra-estruturas, de forma a garantir bons tempos de resposta e a inexistência de períodos de indisponibilidade. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 11 de 31

12 Indisponibilidade do sistema 54,5% 45,5% Lentidão do sistema 62,1% 37,9% Obter informação pretendida Perceber as regras e conteúdo dos formulários Complexidade das aplicações 87,9% 88,9% 88,9% 12,1% 11,1% 11,1% Encontrar o serviço pretendido Utilizar o serviço 91,9% 97,5% 8,1% 2,5% Outras dificuldades 88,9% 11,1% 0,0% 20,0% 40,0% 60,0% 80,0% 100,0% Sem dificuldade ou Fácil de ultrapassar Difícil de ultrapassar Gráfico 8 Dificuldades sentidas durante a utilização da internet Relativamente às restantes rubricas, é de realçar que, para todas elas, mais de 88% dos notários ou não sentiram dificuldades ou, sentindo-as, consideraram-nas fáceis de ultrapassar. Este facto evidencia o à-vontade da generalidade dos notários com a utilização da internet. Relativamente a Outras dificuldades sentidas como difíceis de ultrapassar por 11% dos notários, foram destacadas as seguintes: Necessidade de uma ajuda mais completa ao nível dos formulários e do preenchimento das declarações; Falta de resposta às questões colocadas através da internet; Impossibilidade de pedir a isenção do IMI, em nome do adquirente de imóvel para habitação própria e permanente; Impossibilidade de liquidar o IMT nas partilhas e divisões, de conceder isenção de IMT (à semelhança do que acontece na compra e venda) relativamente às partilha e divisões, com prédios destinados exclusivamente a habitação própria e permanente e liquidar o IMT de prédios rústicos; Direcção-Geral dos Impostos Pág. 12 de 31

13 Foram ainda referidas dificuldades no acesso ao help-desk sempre que surgiram dúvidas ou necessidades de esclarecimento. A análise evolutiva, que se apresenta na tabela seguinte, permite concluir que se tornou mais fácil Obter a informação pretendida e Perceber as regras e conteúdos dos formulários. Quanto à Lentidão do sistema também evoluiu positivamente, sendo que a percentagem de notários que a considera como uma dificuldade inexistente ou fácil de ultrapassar aumentou mais de 2 pontos percentuais. Todavia, a Indisponibilidade do sistema evoluiu negativamente, tendo a percentagem de notários que a considerou difícil de ultrapassar aumentado mais de 8 pontos percentuais. Sentiu-se, também, um agravar da Complexidade das aplicações e em Encontrar o serviço pretendido. Dificuldades inexistentes ou fáceis de ultrapassar Quest. Quest Variação Indisponibilidade do sistema 54,5% 62,7% -8,20% Lentidão do sistema 62,1% 60,00% 2,10% Obter informação pretendida 87,9% 85,3% 2,60% Perceber as regras e conteúdos dos formulários 88,9% 88,0% 0,90% Complexidade das aplicações 88,9% 93,3% -4,40% Encontrar o serviço pretendido 91,9% 96,0% -4,10% Utilizar o serviço 97,5% --- Outras dificuldades 88,9% 92,0% -3,10% Tabela 3 Parâmetros sem dificuldade ou fáceis de ultrapassar 2.2. Serviço prestado nos canais não internet Canal Neste canal, os dois parâmetros com classificação mais elevada foram a Qualidade e a Rapidez de serviço com, respectivamente, cerca de 60% e 54% dos notários a considerarem-nos como Bons ou Muito Bons. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 13 de 31

14 Quanto à Resolução de Problemas, foi o parâmetro com avaliação menos positiva, com cerca de 10% dos notários a avaliarem negativamente este serviço. Daqui se pode inferir que, embora este canal seja rápido e tenha qualidade, precisa de ser melhorado se se pretender que esteja ao mesmo nível dos restantes canais, enquanto ponto de acesso para a obtenção de esclarecimentos e resolução de problemas. A Apreciação Global indica que cerca de 56% dos notários avalia o nível de serviço do canal como sendo Bom ou Muito Bom. 100% 10,57% 7,38% 10,17% 6,40% 90% 80% 70% 34,96% 32,79% 43,22% 37,60% 60% 50% 40% 30% 20% 47,97% 53,28% 38,98% 47,20% 10% 0% 6,50% 6,56% 7,63% 8,80% Rapidez Qualidade Resolução de Problemas Apreciação Global Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 9 Avaliação do nível de serviço do canal A análise comparativa com o questionário anterior, apresentada no gráfico 10, permite concluir que a Apreciação Global se manteve sensivelmente inalterada. Contudo, registaram-se aumentos de satisfação nos parâmetros em análise, especialmente no que respeita à Qualidade (cerca de 8 pontos percentuais). Direcção-Geral dos Impostos Pág. 14 de 31

15 Apreciação Global - Quest. 8,80% 47,20% 37,60% 6,40% Apreciação Global - Quest ,70% 47,83% 32,61% 10,87% Resolução Problemas - Quest. 7,63% 38,98% 43,22% 10,17% Resolução Problemas - Quest ,09% 31,82% 40,91% 18,18% Qualidade - Quest. 6,56% 53,28% 32,79% 7,38% Qualidade - Quest ,36% 40,91% 38,64% 9,09% Rapidez - Quest. 6,50% 47,97% 34,96% 10,57% Rapidez - Quest ,64% 34,09% 38,64% 13,64% 0,00% 25,00% 50,00% 75,00% 100,00% Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 10 Comparação do nível de serviço do canal Canal presencial Em termos globais, cerca de 45% dos notários avaliaram o nível de serviço do canal presencial como sendo Bom ou Muito Bom. Quanto aos parâmetros Rapidez, Qualidade e Resolução de Problemas, entre 40 e 48% dos notários consideraram como Bom ou Muito Bom o serviço prestado através deste canal. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 15 de 31

16 100% 17,92% 11,05% 9,64% 12,07% 90% 80% 70% 60% 42,20% 41,28% 41,57% 42,53% 50% 40% 30% 20% 29,48% 36,63% 33,73% 32,76% 10% 0% 10,40% 11,05% 15,06% 12,64% Rapidez Qualidade Resolução de Problemas Apreciação Global Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 11 Avaliação do nível de serviço do canal presencial Em comparação com o questionário anterior, o nível de serviço do canal presencial registou melhorias nas quatro variáveis objecto de avaliação, sendo de destacar: O aumento de cerca de 15 pontos percentuais verificado ao nível da Resolução de Problemas ; e O aumento de cerca de 12 pontos percentuais observado ao nível da Qualidade. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 16 de 31

17 Apreciação Global - Quest. 12,64% 32,76% 42,53% 12,07% Apreciação Global - Quest ,04% 35,21% 49,30% 8,45% Resolução Problemas - Quest. 15,06% 33,73% 41,57% 9,64% Resolução Problemas - Quest ,35% 26,47% 54,41% 11,76% Qualidade - Quest. 11,05% 36,63% 41,28% 11,05% Qualidade - Quest ,04% 28,17% 56,34% 8,45% Rapidez - Quest. 10,40% 29,48% 42,20% 17,92% Rapidez - Quest ,82% 29,41% 47,06% 14,71% 0,00% 25,00% 50,00% 75,00% 100,00% Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 12 Comparação do nível de serviço do canal presencial Canal telefónico Este canal é classificado de forma quase idêntica em três dos quatro parâmetros analisados, a saber: Qualidade, Resolução de Problemas e Apreciação Global, com cerca de 48% dos notários a classificarem-nos como Bons ou Muito Bons. A Rapidez aparece menos bem avaliada, com cerca de 44% de respostas com as referidas classificações. Estes valores poderão estar relacionados com os problemas que os notários dizem sentir quando contactam o help-desk e que são analisados mais à frente. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 17 de 31

18 100% 20,86% 13,37% 13,37% 15,22% 90% 80% 70% 60% 50% 40% 35,29% 37,97% 35,87% 38,50% 30% 34,22% 38,50% 35,33% 35,29% 20% 10% 0% 9,63% 10,16% 13,59% 12,83% Rapidez Qualidade Resolução de Problemas Apreciação Global Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 13 Avaliação do nível de serviço do canal telefónico Em comparação com o questionário realizado em 2007, pode verificar-se que os quatro parâmetros analisados registaram melhorias, sendo as mais significativas as relativas à Resolução de Problemas (cerca de 16 pontos percentuais) e à Qualidade (cerca de 15 pontos percentuais). O aumento do nível de serviço registado nestes parâmetros encontra-se relacionado como os aumentos verificados na cortesia e simpatia do atendimento, bem como na qualidade da informação prestada, que serão analisados em seguida. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 18 de 31

19 Apreciação Global - Quest. 12,83% 35,29% 38,50% 13,37% Apreciação Global - Quest ,25% 33,33% 44,93% 14,49% Resolução Problemas - Quest. 13,59% 35,33% 35,87% 15,22% Resolução Problemas - Quest ,45% 22,39% 49,25% 17,91% Qualidade - Quest. 10,16% 38,50% 37,97% 13,37% Qualidade - Quest ,35% 28,99% 49,28% 17,39% Rapidez - Quest. 9,63% 34,22% 35,29% 20,86% Rapidez - Quest ,33% 27,78% 36,11% 27,78% 0,00% 25,00% 50,00% 75,00% 100,00% Muito bom Bom Razoável Mau Gráfico 14 Comparação do nível de serviço do canal telefónico Relativamente ao ano de, constata-se que o help-desk foi contactado por cerca 29% dos notários (gráfico 15). 29,29% 70,71% Sim Não Gráfico 15 Contactos com o help-desk Em relação ao questionário do 2007, e tal como apresentado na tabela seguinte, verificou-se uma diminuição de cerca de 9 pontos percentuais no número de contactos efectuados. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 19 de 31

20 Quest. Quest Sim 29,29% 38,57% Não 70,71% 61,43% Tabela 4 Contactos com o help-desk No que se refere ao número de tentativas efectuadas até estabelecer contacto com o help-desk, verifica-se que apenas 10% dos notários o conseguem fazer com uma única chamada, cerca de 41% consegue o contacto após duas ou três chamadas e cerca de 36% em mais de três chamadas. No entanto, 12% dos notários não conseguiram estabelecer qualquer contacto com a Administração Fiscal através do help-desk. 12,07% 10,34% 36,21% 41,38% Uma vez Mais de três vezes Duas a três vezes Não foi atendido Gráfico 16 Número de tentativas para contactar o help-desk Após o estabelecimento do contacto com o help-desk, verifica-se que cerca de 73% dos notários conseguem resolver o seu problema em um ou dois contactos. Contudo, 27% necessita de três ou mais para conseguir o mesmo resultado. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 20 de 31

21 27,45% 72,55% Entre 1 e 2 Mais de 3 Gráfico 17 Número de contactos até à resolução do problema A qualidade do atendimento prestado pelo help-desk, foi valorizada muito positivamente, tendo a cortesia e a simpatia sido assinaladas por cerca de 94% dos notários e a informação obtida sido considerada clara, útil e esclarecedora por cerca de 82% destes. O atendimento foi efectuado com cortesia e simpatia? 94,12% 5,88% A informação prestada foi esclarecedora? 82,35% 17,65% A informação prestada foi clara e útil? 82,35% 17,65% 0% 50% 100% Sim Não Gráfico 18 Atendimento prestado pelo help-desk Constata-se que a qualidade do atendimento prestado pelo help-desk aumentou por comparação com o questionário efectuado em 2007, o que se pode aferir pelo aumento do grau de satisfação dos notários, representado no gráfico seguinte. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 21 de 31

22 Quest. - Atendimento efectuado com cortesia e simpatia 94,12% 5,88% Quest Atendimento efectuado com cortesia e simpatia 85,71% 14,29% Quest. - Informação prestada foi esclarecedora 82,35% 17,65% Quest Informação prestada foi esclarecedora 61,90% 38,10% Quest. - Informação prestada foi clara e útil 82,35% 17,65% Quest Informação prestada foi clara e útil 76,19% 23,81% 0% 25% 50% 75% 100% Sim Não Gráfico 19 Evolução da qualidade de atendimento do help-desk Das três características apresentadas, destaca-se a de que a Informação prestada foi esclarecedora, que sofreu um aumento de respostas positivas na ordem dos 20 pontos percentuais Conclusões por parâmetro de análise Qualidade A observação do gráfico 20 evidencia que, relativamente a este aspecto, o canal internet foi o mais bem classificado, tendo sido considerado Bom ou Muito Bom por cerca de 87% dos notários. Seguiram-se o , o telefone e, em último lugar, o atendimento presencial, respectivamente com 60%, 49% e 48% de respostas classificando a qualidade do serviço prestado através destes canais como Bom ou Muito Bom. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 22 de 31

23 100% 0,0% 12,8% 7,4% 11,0% 13,4% 75% 54,1% 32,8% 41,3% 38,0% 50% 25% 53,3% 36,6% 38,5% 33,2% 0% 6,6% 11,0% 10,2% Internet Serviços/Direcções de Finanças Telefone Muito Bom Bom Razoável Mau Gráfico 20 Nível de serviço do canal internet Qualidade Rapidez Como está patente no gráfico 21, o canal internet foi considerado Bom ou Muito Bom em termos de rapidez por cerca de 88% dos notários. 100% 0,5% 11,2% 10,6% 17,9% 20,9% 75% 35,0% 53,6% 42,2% 35,3% 50% 25% 48,0% 29,5% 34,2% 34,7% 0% 6,5% 10,4% 9,6% Internet Serviços/Direcções de Finanças Telefone Muito Bom Bom Razoável Mau Gráfico 21 Nível de serviço do canal internet Rapidez Direcção-Geral dos Impostos Pág. 23 de 31

24 Apesar das principais dificuldades sentidas na utilização deste canal se relacionarem com a indisponibilidade e a lentidão do sistema, conclui-se que a grande maioria dos notários considera que a prestação de serviços neste canal é muito rápida. Relativamente aos restantes canais, destaca-se o que foi considerado, em termos de rapidez, como Bom ou Muito Bom por cerca de 55% dos notários, tendo o telefone e o atendimento presencial obtido, respectivamente, cerca de 44% e 40% de respostas com as referidas classificações Resolução de problemas À semelhança do sucedido com os outros parâmetros, o canal internet foi também o mais bem classificado em termos de resolução de problemas. Assim, cerca de 72% dos notários classificaram como Boa ou Muito Boa a resolução de problemas através deste canal, como pode ser observado no gráfico % 2,4% 25,1% 10,2% 9,6% 15,2% 75% 43,2% 41,6% 35,9% 50% 49,7% 25% 39,0% 33,7% 35,3% 0% 22,8% 7,6% Internet Serviços/Direcções de Finanças 15,1% 13,6% Telefone Muito Bom Bom Razoável Mau Gráfico 22 Nível de serviço do canal internet Resolução de Problemas Os canais telefónico e presencial têm classificações muito semelhantes, tendo ambos sido classificados como Bons ou Muito Bons em cerca de 49% dos casos. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 24 de 31

25 Relativamente a estes dois canais e à capacidade para resolver problemas através deles, foram efectuados diversos comentários pelos notários, dos quais se destacam: A necessidade de criação de uma linha telefónica para prestação de apoio especializado; A dificuldade de contactar o help-desk; e A inexistência de uniformidade no atendimento presencial. O canal foi o menos bem classificado no que respeita à resolução de problemas, com cerca de 47% de respostas a classificá-lo de Bom ou Muito Bom, concluindose que há espaço para a introdução de melhorias no mesmo Apreciação global O canal internet foi considerado como sendo o que globalmente propicia maior satisfação, tendo sido 4 classificado como Bom ou Muito Bom por 86% dos notários. Relativamente aos restantes canais, verifica-se que o é considerado Bom ou Muito Bom por cerca de 56% dos notários, enquanto os restantes canais têm classificações menos positivas, com 48% para o canal telefone e 45% para o atendimento presencial. 4 Para esta análise, considerou-se apenas o conjunto de notários que utilizou o canal em causa. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 25 de 31

26 100% 0,0% 14,3% 6,4% 12,1% 13,4% 75% 55,6% 37,6% 42,5% 38,5% 50% 25% 47,2% 32,8% 35,3% 0% 30,1% 8,8% 12,6% 12,8% Internet Serviços/Direcções de Finanças Telefone Muito Bom Bom Razoável Mau Gráfico 23 Nível de serviço do canal internet Apreciação Global 3. SUGESTÕES EFCTUADAS (i) Seguidamente, apresentam-se as melhorias sugeridas relativamente à obtenção de um tratamento personalizado: Nomeação de um elemento de ligação com a Administração Fiscal para o aconselhamento e esclarecimento de questões fiscais, nomeadamente as relacionadas com a aplicação de legislação em determinadas situações; Criação pela Administração Fiscal de uma linha telefónica específica para os notários; Disponibilização de um manual/serviço de boas-vindas on-line, que indique especificamente para os notários quais as funcionalidades existentes no site das declarações electrónicas; Acesso rápido à legislação e às instruções administrativas respeitantes à actividade notarial. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 26 de 31

27 (ii) Relativamente ao alargamento dos serviços disponíveis on-line ou à melhoria dos já existentes, foram efectuadas as seguintes propostas: Alargamento das funcionalidades do perfil de notário para possibilitar a realização de todo o tipo de actos em nome do cliente, evitando a deslocação deste aos Serviços de Finanças; Acesso a todas as funcionalidades disponíveis nas Conservatórias; Envio pela internet de pedidos relativos à isenção de IMI, com digitalização de documentos anexos; Pagamento e liquidação de todos os tipos de IMT (prédios rústicos, partilhas ou permutas, etc.), assim como emissão dos respectivos comprovativos de pagamento; Prolongamento do limite para pagamento do DUC de IMT; Acesso a todas as cadernetas prediais, incluindo as rústicas, e possibilidade de pesquisa através de outra informação que não o número da matriz; Acesso às actualizações dos valores patrimoniais dos prédios rústicos para efeitos de IMT e IMI (acesso aos coeficientes de actualização); Inclusão nas certidões de teor do valor patrimonial para efeitos de IMT; Inscrição de prédios (urbanos e rústicos) em nome do adquirente logo após a transmissão do imóvel; Simplificação do pagamento do Imposto de Selo e do IMT; Consulta ao imposto de selo; Ajuda ao preenchimento dos formulários; Disponibilização para consulta no site das declarações electrónicas de todas as circulares ou outro tipo de comunicações relacionadas com a actividade dos notários. Direcção-Geral dos Impostos Pág. 27 de 31

28 Foi, ainda, realçada a importância de diminuir o tempo de espera para contactar o help-desk e de uma maior rapidez na obtenção de respostas. 4. CONCLUSÕES I. A internet constitui o canal preferido de interacção entre os notários e a Administração Fiscal. O alargamento dos serviços disponíveis e a obrigatoriedade de entrega da Modelo 11 pela internet tornam este canal uma ferramenta indispensável para o quotidiano dos notários, sendo de destacar os elevados níveis de satisfação com a sua utilização, já que foi globalmente avaliado como bom ou muito bom por cerca de 86% dos referidos profissionais. II. Apesar da elevada satisfação demonstrada, nota-se, contudo, um ligeiro decréscimo face aos valores obtidos no questionário realizado em 2007, reflexo do aumento do grau de exigência dos notários quanto à qualidade do serviço prestado. III. A cada vez maior familiarização com a utilização do canal internet levou a que os notários expressassem a necessidade de alargar os serviços que este disponibiliza, destacando-se o envio pela internet dos pedidos relativos à isenção de IMI e o acesso às cadernetas prediais dos prédios rústicos. Neste âmbito, a consulta às cadernetas prediais foi inclusivamente considerada como o benefício mais importante na utilização do canal internet. IV. Deverá, no entanto, ser dedicada uma especial atenção à resolução dos problemas de lentidão e indisponibilidade do sistema, que dificultam a actividade dos notários e foram consideradas difíceis de ultrapassar por cerca de 38% e 45% destes, respectivamente. V. No que respeita aos canais não internet, o foi o que obteve uma apreciação global mais positiva, seguindo-se o telefone e, por fim, o atendimento presencial. Contudo, é necessário melhorar os tempos de resposta quer do canal telefónico quer do . Direcção-Geral dos Impostos Pág. 28 de 31

Análise do Questionário aos Notários 2006/2007. Resumo

Análise do Questionário aos Notários 2006/2007. Resumo Análise do Questionário aos Notários 2006/2007 Resumo Nos três últimos anos a Administração Fiscal tem vindo a efectuar estudos qualitativos de periodicidade anual com o objectivo de conhecer o grau de

Leia mais

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2006/2007. Resumo

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2006/2007. Resumo Análise do Questionário aos Utentes Internet 2006/2007 Resumo Nos três últimos anos a Administração Fiscal tem vindo a efectuar estudos qualitativos de periodicidade anual com o objectivo de conhecer o

Leia mais

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo À semelhança de 2005, a Administração Fiscal encontra-se a realizar um diagnóstico da sua relação com os utentes, cidadãos e empresas, com

Leia mais

Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo

Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo A Administração Fiscal iniciou em 2005 a realização de estudos qualitativos com periodicidade anual, com o objectivo de aferir a satisfação dos utentes,

Leia mais

Simplificação nas PMEs

Simplificação nas PMEs Simplificação nas PMEs Aproveitamento das Novas Tecnologias DGITA Portal Declarações Electrónicas Dezembro 2007 Simplificação nas PMEs - Aproveitamento das Novas Tecnologias 1 Agenda O que é a DGITA? Estratégia

Leia mais

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet)

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet) S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES (canal internet) Março 2012 Índice 1 ENQUADRAMENTO...5 2 INTRODUÇÃO... 6 3 IDENTIFICAÇÃO E

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CANAL INTERNET AT 2014

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CANAL INTERNET AT 2014 AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CANAL INTERNET AT Março 2015 AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES CANAL INERNET AT AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CANAL INTERNET AT Autoridade

Leia mais

Análise do Questionário aos Utentes da Internet

Análise do Questionário aos Utentes da Internet Análise do Questionário aos Utentes da Internet Índice 1. INTRODUÇÃO 4 2. IDENTIFICAÇÃO DO UNIVERSO DE ANÁLISE 5 3. FORMAS DE CONTACTO COM A ADMINISTRAÇÃO FISCAL 8 3.1 Caracterização das Formas de Contacto

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2013 (canal internet)

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2013 (canal internet) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2013 Março 2014 AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2013 Autoridade Tributária e Aduaneira Ministério das Finanças Classificação: 010.10.01 Rua da Prata nº

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

CASA PRONTA. Perguntas & Respostas

CASA PRONTA. Perguntas & Respostas CASA PRONTA Perguntas & Respostas 1. O que é o balcão Casa Pronta? O Casa Pronta é um balcão único onde é possível realizar todas as operações relativas à compra e venda de casa (prédios urbanos). Neste

Leia mais

VAI PERMUTAR A SUA CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE!

VAI PERMUTAR A SUA CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! VAI PERMUTAR A SUA CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! As normas da compra e venda são aplicáveis aos outros contratos onerosos pelos quais se alienam bens ou se estabeleçam encargos sobre eles, na medida

Leia mais

No Site do Instituto de Registos e Notariado (www.irn.mj.pt) poderão obter se os Contactos dos Serviços de Registo Predial.

No Site do Instituto de Registos e Notariado (www.irn.mj.pt) poderão obter se os Contactos dos Serviços de Registo Predial. VAI PERMUTAR A SUA CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! As normas da compra e venda são aplicáveis aos outros contratos onerosos pelos quais se alienam bens ou se estabeleçam encargos sobre eles, na medida

Leia mais

Desformalização, eliminação e simplificação de actos

Desformalização, eliminação e simplificação de actos Desformalização, eliminação e simplificação de actos Em 5 de Julho de 2005, o Senhor Primeiro-Ministro apresentou o Programa de Investimentos em Infraestruturas Prioritárias. O projecto de Desmaterialização,

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE Relatório de Apreciação Ref.ª IT 08/82/2007 1. Introdução No Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR) a qualidade é encarada como

Leia mais

Desformalização, eliminação e simplificação de actos

Desformalização, eliminação e simplificação de actos Desformalização, eliminação e simplificação de actos Em 5 de Julho de 2005, o Senhor Primeiro-Ministro apresentou o Programa de Investimentos em Infraestruturas Prioritárias. O projecto de Desmaterialização,

Leia mais

A presente norma tem por objecto a definição dos procedimentos a adoptar no que respeita à análise dos pedidos de pagamento (PP).

A presente norma tem por objecto a definição dos procedimentos a adoptar no que respeita à análise dos pedidos de pagamento (PP). 1. OBJECTO A presente norma tem por objecto a definição dos procedimentos a adoptar no que respeita à análise dos pedidos de pagamento (PP). 2. ENQUADRAMENTO JURÍDICO Decreto-Lei n.º 37-A/2008, de 5 de

Leia mais

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo

INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO 2010 Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. METODOLOGIA... 3 3. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS... 4 1. RESULTADOS

Leia mais

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Direção de Gestão de Informação e Comunicação Centro de Informação e Conhecimento Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Lisboa, janeiro de 2015 Introdução

Leia mais

Observatório Nacional de Recursos Humanos

Observatório Nacional de Recursos Humanos RUBRICA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados nacionais agregados de 211 O Observatório Nacional de Recursos Humanos (ONRH) celebra este ano 1 anos de existência.

Leia mais

FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO

FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO relatório de contas 2 FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS BALANÇO FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS 3 4 FEUP - 2010 RELATÓRIO DE CONTAS DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS POR NATUREZAS DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: Reunir informação: Para o correcto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os

Leia mais

NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO

NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO NOTAS PRÉVIAS I - DE APRESENTAÇÃO 1. O presente estudo dá continuidade ao trabalho de natureza estatística relativo às declarações do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (DR Modelo 22 de

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS

CONTALIVRE CONTABILIDADE, AUDITORIA E GESTÃO DE EMPRESAS,LDA CIRCULAR Nº 1/2014 IRS CIRCULAR Nº 1/2014 Com a aprovação do orçamento do estado para o ano de 2014 publicado pela lei nº 83-C/2013 de 31/12, o governo introduziu várias alterações legislativas significativas em matérias fiscais

Leia mais

Análise do Questionário aos Serviços de Finanças 2005/2006

Análise do Questionário aos Serviços de Finanças 2005/2006 Análise do Questionário aos Serviços de Finanças 2005/2006 Julho de 2006 Índice 1. INTRODUÇÃO...4 2. IDENTIFICAÇÃO DO UNIVERSO DE ANÁLISE... 5 3. PROCESSO DE ATENDIMENTO...7 3.1 - Os Utentes... 7 3.1.1

Leia mais

1. Legislação Aplicável

1. Legislação Aplicável VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! Compra e venda é o contrato pelo qual se transmite a propriedade de uma coisa ou outro direito, mediante um preço Art.º 874.º do Código Civil 1. Legislação

Leia mais

MANUAL DE APOIO AOS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

MANUAL DE APOIO AOS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS MANUAL DE APOIO AOS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS A prestação de contas é matéria que deve respeitar o quadro normativo em vigor actualmente (consultar nota final deste manual). No POCAL Simplificado,

Leia mais

Projecto de Implementação da. Modelo 11

Projecto de Implementação da. Modelo 11 Projecto de Implementação da Reforma da Tributação do Património Modelo 11 MANUAL DO UTILIZADOR VERSÃO 1.0 DGITA Lisboa, 2004 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 1.1 Principais Funcionalidades da Aplicação...2 1.2

Leia mais

RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES

RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES ANO LECTIVO 2011/2012 ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação do Funcionamento das Unidades Curriculares... 4 1º Semestre - Resultados

Leia mais

Relatório de Clientes Mistério. Agência para a Modernização Administrativa

Relatório de Clientes Mistério. Agência para a Modernização Administrativa Relatório de Clientes Mistério Agência para a Modernização Administrativa Ano de 2010 Índice Parte I Enquadramento... 2 1. Objectivos do Cliente Mistério... 2 Parte II Metodologia de Intervenção... 3 Parte

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Avaliação da Satisfação dos Utentes dos Serviços de Saúde Índice RESUMO EXECUTIVO...

Leia mais

Registos: Seguramente

Registos: Seguramente Registos: Seguramente mais simples 2005-2008 Três anos de simplificação na Justiça Desmaterialização, eliminação e simplificação de actos e processos na Justiça O projecto Desmaterialização, eliminação

Leia mais

Prémio Excelência no Trabalho 2015

Prémio Excelência no Trabalho 2015 FAQ Frequently Asked Questions Índice Prémio Excelência no Trabalho 2015 INSCRIÇÃO... 2 COMUNICAÇÃO INTERNA... 4 QUESTIONÁRIO DIRIGIDO AOS COLABORADORES... 5 INQUÉRITO À GESTÃO DE TOPO... 7 TRATAMENTO

Leia mais

Obter Recibos Electrónicos

Obter Recibos Electrónicos Obter Recibos Electrónicos Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Início > Os seus serviços > Obter > Recibos verdes electrónicos>emitir Recibo Acto isolado Início > Os

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura Para o correto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os seguintes documentos,

Leia mais

Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008

Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008 Relatório Resumo Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008 Fevereiro de 2009 Departamento de Qualidade e Comunicação sofia.viegas@apemeta.pt Índice: 2 1. Enquadramento 3 2. Avaliação da

Leia mais

Sucursal na Hora. Vida mais simples para as empresas

Sucursal na Hora. Vida mais simples para as empresas Sucursal na Hora Vida mais simples para as empresas Vida mais simples para as empresas A Justiça deve estar ao serviço do desenvolvimento económico e do investimento. Por isso, o Ministério da Justiça

Leia mais

Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura

Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura Recomendações gerais para o preenchimento do Formulário de Candidatura ANTES do preenchimento da candidatura: o que precisa saber/fazer? Consultar as Normas do Programa e as Perguntas mais Frequentes disponíveis

Leia mais

PREÇOS MAIS BARATOS E TRANSPARENTES NA COMPRA DE CASA

PREÇOS MAIS BARATOS E TRANSPARENTES NA COMPRA DE CASA PREÇOS MAIS BARATOS E TRANSPARENTES NA COMPRA DE CASA 31 de Julho de 2008 O Ministério da Justiça esclarece o seguinte: 1. Na generalidade das situações, os preços do registo predial diminuíram em comparação

Leia mais

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR:

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Setembro 2013 Agradecimentos

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Residentes com o Meio Envolvente

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação da Satisfação dos Residentes com o Meio Envolvente Avaliação da Satisfação dos Residentes com o Meio Envolvente 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação da Satisfação dos Residentes com o Meio Envolvente

Leia mais

MOD.3. Peça a sua senha em:

MOD.3. Peça a sua senha em: MOD.3 2 008 Envie a declaração de rendimentos pela internet: > É gratuito > É disponibilizada ajuda no preenchimento, evitando erros > Evita filas de espera e deslocações Peça a sua senha em: www.e-financas.gov.pt

Leia mais

Perguntas & Respostas

Perguntas & Respostas Perguntas & Respostas 1. O que é a Casa Simples - Casa Segura? A Casa Segura consiste num atendimento personalizado e altamente qualificado, sem balcões, com boas instalações e adequada tecnologia de ponta,

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

Faturação simplificada: Principais alterações

Faturação simplificada: Principais alterações Faturação simplificada: Principais alterações Informação elaborada pela Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas Atualizado em 22 11 2012 Nota: Agradece-se que coloque qualquer dúvida ou sugestão através

Leia mais

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE

MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE MÓDULO III HELP DESK PARA FORMAÇÃO ONLINE Objectivos gerais do módulo No final do módulo, deverá estar apto a: Definir o conceito de Help Desk; Identificar os diferentes tipos de Help Desk; Diagnosticar

Leia mais

ANEXOS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

ANEXOS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ANEXOS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Conforme preceitua o Decreto Lei n.º 54-A/99 de 22 de Fevereiro, com as devidas alterações, os anexos às Demonstrações Financeiras visam facultar aos órgãos autárquicos

Leia mais

Impacto das Novas Tecnologias na Contabilidade. A. Domingues de Azevedo

Impacto das Novas Tecnologias na Contabilidade. A. Domingues de Azevedo Tecnologias na Contabilidade 1 SUMÁRIO 1. Introdução Impacto das Novas 2. Impacto das Novas Tecnologias na Economia e na Sociedade a) A Empresa na Hora b) A Empresa On-line c) A informação Empresarial

Leia mais

RELATÓRIO. Avaliação da satisfação dos utilizadores do BAV. Relatório. Resultados do inquérito de satisfação do Balcão de Atendimento Virtual

RELATÓRIO. Avaliação da satisfação dos utilizadores do BAV. Relatório. Resultados do inquérito de satisfação do Balcão de Atendimento Virtual Relatório Resultados do inquérito de satisfação do Balcão de Atendimento Virtual Direcção Municipal da Presidência Gabinete do Munícipe Divisão Municipal de Gestão da Qualidade Porto, 29 de Junho de 2011

Leia mais

IRSIRSIRSIRSIRS. www.e-financas.gov.pt. mod.3 2006. Envie a declaração de rendimentos pela internet. Peça a sua senha em: www.e-financas.gov.

IRSIRSIRSIRSIRS. www.e-financas.gov.pt. mod.3 2006. Envie a declaração de rendimentos pela internet. Peça a sua senha em: www.e-financas.gov. DIRECÇÃO-GERAL DOS IMPOSTOS IRSIRSIRSIRSIRS IRSIRSIRSIRSIRS IRSIRSIRSIRSIRS I R S mod.3 2006 Envie a declaração de rendimentos pela internet. Peça a sua senha em: www.e-financas.gov.pt - Declarações entregues

Leia mais

NOTA DE APRESENTAÇÃO

NOTA DE APRESENTAÇÃO NOTA DE APRESENTAÇÃO 1. O presente estudo dá continuidade ao trabalho de natureza estatística relativo às liquidações das declarações do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares iniciado e divulgado

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º Diploma: CIVA Artigo: 29º, 36º e 40º Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Faturas - Mediadores de seguros que pratiquem operações isentas Processo: nº 4686, por despacho de 2013-05-15, do SDG do IVA, por delegação

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA

CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA CÓDIGO DE CONDUTA DOS COLABORADORES DA FUNDAÇÃO CASA DA MÚSICA Na defesa dos valores de integridade, da transparência, da auto-regulação e da prestação de contas, entre outros, a Fundação Casa da Música,

Leia mais

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015

Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 Preenchimento da Declaração Modelo 3 de IRS de 2015 O NOVO BANCO vem prestar alguns esclarecimentos que considera úteis para o preenchimento da declaração Modelo 3 de IRS, tomando por base a informação

Leia mais

Documentos. Para instrução da candidatura a Bolsa de Estudo. Ano Lectivo 2010/2011. Serviços de Acção Social. Instituto Politécnico da Guarda

Documentos. Para instrução da candidatura a Bolsa de Estudo. Ano Lectivo 2010/2011. Serviços de Acção Social. Instituto Politécnico da Guarda Serviços de Acção Social Ano Lectivo 2010/2011 Instituto Politécnico da Guarda Documentos Para instrução da candidatura a Bolsa de Estudo As Bolsas de Estudo são co-financiadas pelo Fundo Social Europeu

Leia mais

PARECER N.º 28/CITE/2005

PARECER N.º 28/CITE/2005 PARECER N.º 28/CITE/2005 Assunto: Parecer prévio nos termos do n.º 1 do artigo 45.º do Código do Trabalho e dos artigos 79.º e 80.º da Lei n.º 35/2004, de 29 de Julho Processo n.º 26 FH/2005 I OBJECTO

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA O Sistema de Certificação de Entidades Formadoras, consagrado na Resolução do Conselho de Ministros nº 173/2007, que aprova

Leia mais

COMENTÁRIOS DA UGT AO DOCUMENTO PACTO PARA O EMPREGO GRUPO DE TRABALHO PARA A QUALIFICAÇÃO E O EMPREGO

COMENTÁRIOS DA UGT AO DOCUMENTO PACTO PARA O EMPREGO GRUPO DE TRABALHO PARA A QUALIFICAÇÃO E O EMPREGO COMENTÁRIOS DA UGT AO DOCUMENTO PACTO PARA O EMPREGO GRUPO DE TRABALHO PARA A QUALIFICAÇÃO E O EMPREGO O documento em apreciação realiza uma síntese adequada da quase totalidade dos temas discutidos na

Leia mais

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008

O e-gov em Portugal. Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O e-gov em Portugal Fórum Vale do Minho Digital Melgaço 30 de Setembro de 2008 O Plano Tecnológico é uma estratégia de mudança da base competitiva através do conhecimento, tecnologia e inovação 2 Conhecimento

Leia mais

Simplificar as operações de reestruturação empresarial: ajudar as empresas a ultrapassar a crise internacional e a manter postos de trabalho

Simplificar as operações de reestruturação empresarial: ajudar as empresas a ultrapassar a crise internacional e a manter postos de trabalho Simplificar as operações de reestruturação empresarial: ajudar as empresas a ultrapassar a crise internacional e a manter postos de trabalho 14 de Maio de 2009 Perguntas e respostas 1. Quais os objectivos

Leia mais

VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE!

VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! Compra e venda é o contrato pelo qual se transmite a propriedade de uma coisa ou outro direito, mediante um preço Art.º 874.º do Código Civil 1. Legislação

Leia mais

Relatório de evolução da atividade seguradora

Relatório de evolução da atividade seguradora Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 214 I. Produção e custos com sinistros 1. Análise global 2. Ramo Vida 3. Ramos Não Vida a. Acidentes de Trabalho b. Doença c. Incêndio e Outros

Leia mais

Acórdão nº 202 /05-6.Dez-1ªS/SS

Acórdão nº 202 /05-6.Dez-1ªS/SS Transitou em julgado em 09/01/06 Acórdão nº 202 /05-6.Dez-1ªS/SS Proc. nº 2 179/05 1. A Direcção-Geral de Informática e Apoio aos Serviços Tributários e Aduaneiros (DGITA) remeteu para fiscalização prévia

Leia mais

A PARO QUIA WEB. Inscrições Online PAROQUIANO

A PARO QUIA WEB. Inscrições Online PAROQUIANO A PARO QUIA WEB Inscrições Online PAROQUIANO Manual do processo de Inscrições Online nomeadamente de: Baptismo, Processo de Casamentos e inscrições na Catequese. Índice Introdução... 2 Registo... 3 Registo

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

capítulo 7 Relacionamento com o consumidor de seguros e de fundos de pensões

capítulo 7 Relacionamento com o consumidor de seguros e de fundos de pensões capítulo 7 Relacionamento com o consumidor de seguros e de fundos de pensões 147 Relacionamento com o consumidor de seguros e de fundos de pensões 7.1 Considerações gerais Com vista a fomentar e facilitar

Leia mais

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros SUMÁRIO Produção de seguro directo No terceiro trimestre de, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma contracção na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes

Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes Gabinete de Estudos da FESETE Julho 09 1 Introdução Foi efectuada uma análise a um conjunto de empresas das indústrias de

Leia mais

Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004

Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004 Casa Agrícola do Exemplo Relatório de Auditoria de Gestão - 2004 Índice 1. Introdução 3 2. Qualidade dos Dados 4 3. Análise das Sugestões feitas na Auditoria de 2003 6 4. Processos e Fluxos de Informação

Leia mais

Obrigações Fiscais conexas com a Actividade Notarial - Funcionalidades do Portal das Finanças

Obrigações Fiscais conexas com a Actividade Notarial - Funcionalidades do Portal das Finanças Obrigações Fiscais conexas com a Actividade Notarial - Funcionalidades do Portal das Finanças as - Coimbra - 29 de Maio de 2010 Lisboa - 10 de Julho de 2010 Porto - 11 de Dezembro de 2010 Pedro Duarte

Leia mais

Novo Formato de Logins Manual de Consulta

Novo Formato de Logins Manual de Consulta Gestão Integrada de Acessos Novo Formato de Logins Manual de Consulta Gestão Integrada de Acessos Histórico de Alterações Versão Descrição Autor Data 1.0 Versão inicial DSI/PPQ 2014-07-11 Controlo do documento

Leia mais

Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado

Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado Sessão de Encerramento da Campanha Nacional Contra o Trabalho Não Declarado Lisboa 7 de Abril de 2015 O FENÓMENO DO TRABALHO NÃO DECLARADO A CCP partilha da opinião, expressa num recente parecer do Comité

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9, nº 28. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: 9, nº 28. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA 9, nº 28 Seguros enquadramento da actividade de call center na prestação de serviços a empresas seguradoras e correctoras de seguros - despacho do SDG dos

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO Artigo 1º Âmbito Ao abrigo do n.º 1 do artigo 8.º da Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, o presente regulamento estabelece os procedimentos

Leia mais

Avaliação geral de prédios urbanos

Avaliação geral de prédios urbanos Avaliação geral de prédios urbanos Foi publicada a Lei n 60-A/2011, de 30/11, que aditou os artigos 15 o -A a 15 -P ao Decreto-Lei n 287/2003, de 12/11, que regulamentam o regime da Avaliação Geral de

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA PROGRAMA EUROSTARS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FINANCEIRA INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO ACOMPANHAMENTO FINANCEIRO COMPONENTES DO RELATÓRIO A verificação da execução financeira dos projectos EUROSTARS é suportada

Leia mais

Princalculo Contabilidade e Gestão

Princalculo Contabilidade e Gestão COMUNICAÇÃO EXTERNA Junho/2013 REGIME DOS BENS EM CIRCULAÇÃO A obrigação é a partir de quando? 1 de Julho de 2013 Quem está obrigado? Os que no ano anterior tiveram um volume de negócios superior a 100.000

Leia mais

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo PROCEDIMENTOS GERAIS PARA O REGISTO DE EMPRESAS EM PORTUGAL As sociedades estrangeiras podem praticar as suas actividades em Portugal através da constituição de uma representação permanente no território

Leia mais

A DEMOLIÇÃO DAS OBRAS ILEGAIS INSTRUÇÕES PARA. Março de 2013. Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. Linha de informação

A DEMOLIÇÃO DAS OBRAS ILEGAIS INSTRUÇÕES PARA. Março de 2013. Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes. Linha de informação INSTRUÇÕES PARA A DEMOLIÇÃO DAS OBRAS ILEGAIS Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes Março de 2013 Linha de informação 8590 3800 Estas instruções serão actualizadas periodicamente

Leia mais

DESTAQUE I. INTRODUÇÃO

DESTAQUE I. INTRODUÇÃO DESTAQUE Maio de 2011 REGIME JURÍDICO DAS AGÊNCIAS DE VIAGENS E TURISMO DECRETO-LEI N.º 61/2011, DE 6 DE MAIO I. INTRODUÇÃO A presente nota incide sobre as principais alterações introduzidas no regime

Leia mais

CONCLUSÕES. Conclusões 413

CONCLUSÕES. Conclusões 413 CONCLUSÕES Conclusões 413 Conclusões 414 Conclusões 415 CONCLUSÕES I - Objectivos do trabalho e resultados obtidos O trabalho realizado teve como objecto de estudo a marca corporativa e a investigação

Leia mais

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DO GABINETE DE AÇÃO SOCIAL 2013

ESTUDO DE AVALIAÇÃO DO GABINETE DE AÇÃO SOCIAL 2013 ESTUDO DE AVALIAÇÃO DO GABINETE DE AÇÃO SOCIAL 2013 RELATÓRIO Realização: Alexandre Boavida Vicente Ana Cristina Santos Ana Paula Fontinha Bruno Miguel Ramos Coordenação: Alexandra Tavares de Moura 1)

Leia mais

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS

A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS A QUEM PODE DAR ORDENS PARA INVESTIMENTO COMO E ONDE SÃO EXECUTADAS NOVEMBRO DE 2007 CMVM A 1 de Novembro de 2007 o

Leia mais

Extinção da empresa por vontade dos sócios

Extinção da empresa por vontade dos sócios Extinção da empresa por vontade dos sócios A dissolução de uma sociedade por deliberação dos sócios pode fazer-se de várias formas, designadamente de forma imediata, com liquidação simultânea, com partilha,

Leia mais

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa.

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. GUIA COMPRA DE CASA Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. O BPI sintetizou algumas informações que o ajudarão a tomar a melhor decisão. 1 - Quais os custos a considerar na escolha

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO 1 de 6 Considerando que o Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP), procurando agilizar e simplificar os procedimentos legais exigíveis, quer para a denominação de origem (DO) Porto, quer

Leia mais

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA DIRECÇÃO NACIONAL Plataforma eletrónica Versão 2 Departamento de Segurança Privada Março de 2014 Manual do Utilizador dos Serviços Online do SIGESP Versão 2. (Março de 2014)

Leia mais

CRM. Serviços. Bilhetica. Aplicações. Cartão do Cidadão

CRM. Serviços. Bilhetica. Aplicações. Cartão do Cidadão Serviços CRM Cartão do Cidadão Bilhetica plicações 1 O cartão do cidadão - Para uma Cidade Digital que pretende ter o cidadão no seu umbigo, é importante que exista um número único de identificação do

Leia mais

VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE!

VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! VAI COMPRAR CASA? PRESTE ATENÇÃO AO SEGUINTE! Compra e venda é o contrato pelo qual se transmite a propriedade de uma coisa ou outro direito, mediante um preço Art.º 874.º do Código Civil 1. Legislação

Leia mais

A implementação do balcão único electrónico

A implementação do balcão único electrónico A implementação do balcão único electrónico Departamento de Portais, Serviços Integrados e Multicanal Ponte de Lima, 6 de Dezembro de 2011 A nossa agenda 1. A Directiva de Serviços 2. A iniciativa legislativa

Leia mais

Regulamento n.º 1/2008, de 12 de Maio de 2008

Regulamento n.º 1/2008, de 12 de Maio de 2008 Regulamento n.º 1/2008, de 12 de Maio de 2008 Fundos de Investimento Imobiliário Registo e Autorização de Peritos Avaliadores B.O n.º 18 - I Série Regulamento nº 1/2008 12 de Maio Fundos de Investimento

Leia mais

Relatório. Turística

Relatório. Turística Relatório anual de avaliação de curso Gestão do Lazer e da Animação Turística 2008 2009 Estoril, Março 200 Francisco Silva Director de Curso de GLAT Conteúdo Introdução... 3 2 Dados do Curso... 3 3 Avaliação

Leia mais

CALENDÁRIO FISCAL Novembro de 2015

CALENDÁRIO FISCAL Novembro de 2015 DATA DE CUMPRIMENTO DAS OBRIGAÇÕES FISCAIS Até ao dia 02 IUC Liquidação, por transmissão eletrónica de dados, e pagamento do Imposto Único de Circulação (IUC), relativo aos veículos cujo aniversário da

Leia mais

EVOLUÇÃO DO SEGURO DE SAÚDE EM PORTUGAL

EVOLUÇÃO DO SEGURO DE SAÚDE EM PORTUGAL EVOLUÇÃO DO SEGURO DE SAÚDE EM PORTUGAL Ana Rita Ramos 1 Cristina Silva 2 1 Departamento de Análise de Riscos e Solvência do ISP 2 Departamento de Estatística e Controlo de Informação do ISP As opiniões

Leia mais

FI CHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis/Estatuto dos Benefícios Fiscais

FI CHA DOUTRINÁRIA. Diploma: Código do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis/Estatuto dos Benefícios Fiscais FI CHA DOUTRINÁRIA Diploma: Código do Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis/Estatuto dos Benefícios Fiscais Artigo: Assunto: 49.º EBF Fundos de Investimento Imobiliário e Isenção de

Leia mais

Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional

Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional Secção II 1* Fundos e sociedades de investimento imobiliário para arrendamento habitacional Artigo 102.º Objecto É aprovado o regime especial aplicável aos fundos de investimento imobiliário para arrendamento

Leia mais