Sistema de Gestão - ERP

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Gestão - ERP"

Transcrição

1 Empresas BERTOLINI Por prestar serviços em região de difícil acesso a Transportes Bertolini Ltda (www.tbl.com.br) obrigou-se a requisitar no mercado de fornecedores equipamentos de alta resistência e performance. Encontrou a solução para suas necessidades fabricando a maior parte dos equipamentos utilizados: semirreboques, balsas, empurradores, etc. Para atender o mercado de clientes e suas particularidades de transporte, foram criadas outras empresas que se especializaram em tarefas distintas: Transportes de cargas perigosas, cargas indivisíveis, carga a granel, armazéns gerais, industrias, etc. sendo a BECONAL uma destas empresas. Objetivo Selecionar um sistema integrado de gestão empresarial (ERP) que contemple toda a cadeia de gestão da indústria de construção naval que será implementado na BECONAL. O ERP deve contemplar todos os módulos para a gestão administrativa, financeira, contábil, fiscal, patrimonial, suprimentos, almoxarifados, PCP, documentos e obrigações fiscais, gestão de projetos (concepção e execução) entre outros. BECONAL - Bertolini Construção Naval da Amazônia Ltda. É um estaleiro localizado em Manaus capacitado para a fabricação de diversificados equipamentos para navegação hidroviária. Tem planta industrial de m2 em terreno de m2. Domina a tecnologia do aço e alumínio na construção das embarcações, com produção celular (painéis e blocos). A capacidade de processamento de aço é de 1500 t/mês. Dados Cadastrais - Razão Social: BERTOLINI CONSTRUÇÃO NAVAL DA AMAZÔNIA LTDA. - Endereço: Rua Raimundo Nonato de Castro, 01 - Bairro Santo Agostinho - Manaus AM - CEP CNPJ: / Insc. Est.: e Suframa: Nire: Fone: (92) Segmento: Construção de Embarcações de grande porte para transporte de passageiros, cargas, estruturas flutuantes e estruturas metálicas diversas. - Faturamento em 2012: R$ 48 milhões - Previsão de Faturamento em 2013: R$ 70 milhões - Previsão de Faturamento em 2014: R$ 140 milhões - Indústria incentivada com projetos aprovados na Suframa, SEPLAN e Sudam. - Incentivo Federal: II e IPI (suspenso). PIS/COFINS (isento aquisição). IRPJ (redução de 75%). Incentivo Estadual: ICMS (incentivo de 7% e 12% - entrada) + (crédito ao estímulo de 100% e 55%). Contribuições: FTI (1% insumo nacional e 2% insumo importado). FMPE (6% sobre o crédito ao estímulo). UEA (10% sobre o crédito ao estímulo). Taxa SUFRAMA: de 0,5% à 3% sob matéria prima. 1

2 Alguns Produtos Industrializados pela BECONAL 2

3 Processo de Seleção As empresas interessadas em participar devem enviar informações detalhadas de todos os módulos propostos, requisitos de infraestrutura para seu funcionamento, consumo de link de dados por usuário/seção ativa, tecnologias utilizadas para o desenvolvimento do produto (linguagem de programação, banco de dados, arquitetura, etc.), forma de licenciamento, valor do licenciamento, relação de clientes e contato (se possível no mesmo segmento de mercado da BECONAL), bem como informações adicionais que julgarem importantes para o processo de seleção. Contato Esclarecimento e envio das informações solicitadas, devem ser direcionados para o Sr. Vanderlei Roman Fone (54) Requisitos O objetivo é a informatização de todos os processos relacionados a indústria da construção naval, sejam eles, administrativos, produção, projetos, engenharia, etc. Incluímos abaixo a relação de requisitos/tarefas relacionadas por alguns gestores (algumas informações podem ter sido citadas por mais de um gestor). O sistema / ERP proposto não deve limitar-se a estas informações, mas apenas utiliza-las como referência para entendimento do negócio. 3

4 Requisitos e Atividades na Visão do Gestor Fonte: Gestor Contábil / Fiscal Processos Fiscal, Contábil, patrimonial O sistema deverá atender a todas as exigências das normas legais fiscais e contábeis, a seguir destacamos as principais: Declarações Municipais - GISS Online. Declarações Estaduais - SINTEGRA. - DAM. - GIA/anual. - DIA (Declaração de Ingresso no Amazonas). Declarações Federais - DST (Declaração de Saída Temporária). - DCI-ZFM (Declaração do Controle de Internação da ZFM). - FCONT. - DACON. - DCTF. - DIPJ. - PERDCOMP. - DIRF. - LALUR. - IN MANAD. - SISCOMEX. - SISCOSERV. - EFD ICMS/IPI/CIAP (contemplando a Escrituração Livro Registro de Controle da Produção e do Estoque). - EFD Contribuições. - ECD. - EFD IRPJ. - Indicadores da SUFRAMA (Salários, Encargos, Benefícios, Impostos, Imobilizado, nº de empregados por faixas salariais). - CEIPIM (Informações SEPLAN: Informar Salários, Encargos, benefícios, Impostos, Imobilizado e total de investimentos). Geração de Livros Fiscais - Livro Registro de Entrada. - Livro Registro de Saída. - Livro Registro de Apuração do ICMS. - Livro Registro de Diferencial de Alíquota. 4

5 - Livro Registro de Produção e Estoque. - Livro Registro de Inventário. Geração de Livros Contábeis - Balancete. - Balancete e Balanço Consolidado. - Balanço. - DRE/DVA/Fluxo de Caixa/Mutações do PL/Notas Explicativas. - Diários (Geral, Clientes, Fornecedores). - Razão (Geral, Clientes, Fornecedores). Geração/Emissão de NF-e, NFS-e - Controle do XML (recebido e emitido). - Importação XML para lançamentos Fiscais/Contábeis. Contabilidade - Integrações contábeis com fiscal, custo e estoque. - Integrações contas a pagar e contas a receber. - Integrações bancárias. - Sistema de Estoque. - Sistema Patrimonial. - Sistema de Empréstimos (cálculo juros, correção monetária e amortizações). - GISS Online (Prefeitura Manaus). Patrimonial Parâmetros necessários: - Na entrada de bens patrimoniais, com as taxas de depreciação permitidas pela legislação (Depreciação Fiscal). - Na entrada de bens, fazer o cálculo da depreciação societária (atender ao CPC nº. 27). - Conter campo para reavaliações dos bens. - Conter campo para ajustes ao valor de mercado dos bens. - Conter campo para remensuração dos valores dos bens. - Conter campo para inclusão de sub-item ao bem principal. - Conter campo para baixa total ou parcial do bem. - Sistema deverá ser integrado com a contabilidade (Entradas e Baixas de lançamentos na contabilidade integrando com o Sistema Patrimonial). - Conter lançamentos da Depreciação fiscal e societária. - Conter lançamentos de reversão da depreciação fiscal e societária. - Conter relatórios gerenciais, por item, grupo, movimentações, etc. - Conter relatórios fiscais de Adições/Exclusões Depreciações Societárias e Depreciações Fiscais. 5

6 Fonte: Gestor Administrativo Processos Administrativos - Portaria. - Almoxarifado (estoque, requisições, transferências, etc.). - Inventário. - PCP. - SESMT. - Gestão da qualidade. - Gestão ambiental. - Gestão de resíduos. - Inspeção de materiais e produtos. - Matérias. - Plano de ações. - Auditorias (planejamento, cronograma, execução, etc.). - Projetos (elaboração e gestão). - Indicadores departamentais e gerais. - Orçamento. - Elaboração preço de venda. - Agenda, e pauta de reuniões. - Plano de atendimento a emergências. - Contas a receber. - Contas a pagar. - Faturamento. - Suprimentos (compras, cotações, etc.). - Entradas, saídas, transferências de notas fiscais. - Fiscal. - Controle de fretes. - Controle de licenças e alvarás. - Despesas de viagens. Fonte: Gestor Financeiro (Custos, Orçamentos) Controle de Produção (PCP) O sistema deve fazer o controle de produção (ordem de produção) onde possam ser extraídas as seguintes informações: - Tempo de produção padrão e real (por equipe ou colaborador, equipamento, peças ou lote produzidos). - Identificação do local ou recursos em que foi executada a operação por Centro de Custos (CC). - Deve-se chegar ao total de horas homem e de horas máquina em cada recurso ou etapa definido nos roteiros de produção. - O apontamento da ordem de produção deve conter a produção total, boas e perdas (para produtos intermediários). - Controle de movimentação de materiais. 6

7 - Controle de movimentação de estoque contábil, que possibilite a movimentação tanto por Ordem de produção (Matéria Prima), quanto por requisição de material (Gastos gerais de Produção). Os custos com gastos gerais de fabricação devem ser classificados por CC. Modulo de custos O módulo de custos deve estar integrado aos módulos: - Engenharia com Informações dos produtos (arvore do produto, roteiro de produção, materiais e quantidades utilizados, etc.). - Contabilidade: extração das informações de custos e despesas por conta e CC. Fornecer informações referente custo integrado contábil. - Deve ser possível criar grupos de contas e classificações (fixas e variáveis). - Os CC devem ser classificados por tipo (produtivos, apoio, adm.). - Deve ser possível utilizar critérios de rateios para alocação dos cc não produtivos aos produtivos. - Possuir ficha de custos detalhados do produto (MP, PRODUÇÃO, APOIO e ADM.). - Possuir ferramentas de precificação, para produtos padrão e novos. - Estoque: movimentação de entrada e saída de materiais compondo os custos dos produtos industrializados. Apontamento dos materiais por ordem de produção. - Calcular os custos padrão e real de todos os produtos (produzidos e não produzidos). - Custo real: baseado nos apontamentos das ordens de produção (materiais e tempos). - Custo padrão: baseado na árvore de produtos e roteiro de produção. - Produção: extração dos dados de controle de produção (tempos, equipes, colaboradores, equipamentos utilizados, CC, materiais, etc.). - Este módulo deve compor os custos dos produtos, agregando a eles os custos de matéria prima, gastos gerais de fabricação (custo horário das operações), custo de mão de obra direta (custo horário das operações) e indireta (rateios). No caso de produtos acabados, deve incorporar os custos dos produtos intermediários. - Deve fornecer relatórios e consultas dos custos dos produtos intermediários e finais (venda). Estes custos devem ser especificados em custos de matéria prima, gastos gerais de produção, mão de obra direta e custos indiretos. - Deve fornecer relatórios de análise das vendas, apresentando o resultado consolidado por cliente e/ou produto. Este relatório deve apresentar a margem de contribuição (levando em conta apenas os custos variáveis matérias-primas), a margem bruta (levando em conta todos os custos diretos (matéria-prima, mão de obra direta e GGF) e a margem de lucro (onde se considera também os custos indiretos)). - Deve fornecer uma lista de preços, já incorporando aos custos, as despesas administrativas, e MARK UP. - Relatórios para análise de custos na opção Excel. Módulo de Orçamento Para elaboração e acompanhamento do orçamento devem estar disponíveis as seguintes ferramentas: - A elaboração do orçamento deve ser mensal num período mínimo de 12 meses. E que seja possível à projeção (calculo sistema) por mais um ano. - Ser integrado ao módulo de Engenharia (orçamento de matéria prima a partir de uma quantidade orçada), Contabilidade (extrair os valores contabilizados no período), 7

8 Patrimonial (dados de depreciação de equipamentos), Estoque (custo da matéria prima). - Orçamento deve ser feito por conta contábil, unidade e se possível por CC e/ou área operacional e administrativa. - Índices de Reajuste: Possibilitar a inclusão do mês e do percentual de reajuste para as contas a serem orçadas. - Relatórios analíticos das despesas (base contábil). - Relatórios comparativos entre o orçado e realizado e de um mês com o outro. Possibilitar a geração destes relatórios em Excel. - Deve fornecer um DRE gerencial, tanto do orçado como do realizado, e o comparativo entre eles (valor e %). - Programa para rateio de despesas, dividir custos como energia elétrica, agua, etc. entre todos os setores que façam a utilização. - O sistema deve possibilitar a criação de mais de um cenário (pessimista, realista e otimista) para despesas e faturamento. - Possibilidade de integrar dados do sistema da folha de pagamento - Divisão entre custos diretos e indiretos, fixos e variáveis. - Contas de empenho de despesas. - Possibilitar a aderência entre o sistema de compras e estoque para limitação de compras conforme valores do orçamento. (FLUXO DE CAIXA) Fonte: Gestor Indústria / Produção PCP - Planejamento e Controle da Produção - Acompanhamento de documentos enviados pelas sociedades classificadoras e certificadoras. - Emissão de Licenças de construção junto as entidades certificadoras. - Emissão de documentos pertinentes para solicitação do PRÉ REB. - Cadastramento de novos produtos e alteração, junto ao Finame BNDES. - Elaboração de Índice de Nacionalização para obtenção financiamento junto ao BNDES. - Elaboração de cronograma físico financeiro para obtenção de financiamento. - Informar o ADM, a conclusão de eventos para liberação de recursos. - Controle de cascos do estaleiro Beconal. - Programar a produção, para o projeto a ser fabricado, acompanhando diariamente para analisar o andamento e reprogramar caso seja necessário. - Elaboração de Cronograma de Construção. - Supervisionar todo o ciclo produtivo. - Supervisionar a alimentação das linhas de produção. - Solicitar manutenções corretivas de maquinas e equipamentos. - Alimentar as linhas de produção. - Requisitar matéria-prima e consumíveis ao setor de almoxarifado. - Realizar reuniões de programação diárias com os encarregados e líderes. - Solicitar material para abastecer os setores de pré-fabricação, corte e dobra e máquina de jato. - Responsável pelo setor de auditorias da ISO 9001:2008, setor da Produção. 8

9 - Avaliar recursos existentes, equipamentos, matéria-prima em função das tarefas. - Analisar recursos em função de tarefas futuras. - Coordenar execução e programação de resultados de serviços externos da construção naval. - Supervisionar o PCM. - Ver necessidades de compra de maquinas e equipamentos. - Ver necessidade de aluguel de maquinas e equipamentos. - Acompanhar junto ao RH a contratação, promoções e movimentação interna dos colaboradores. - Programar férias dos colaboradores, conforme a necessidade de produção. - Organograma dos setores de produção. - Realizar e programar serviços para atender todo o grupo TBL (obras externas). - Controle de Homem hora por obras. - Elaboração de planilhas de custo de obras, realizando o rateio de HH e energia para cada obra. - Solicitar manutenção de equipamentos (corretiva e preventiva). - Registro de presença dos líderes nas reuniões diárias. - Receber solicitação de programação para fabricação de balsas. - Emissão de ART junto ao CREA para obras em andamento. - Emissão de ordens de produção. - Lista de atividades para o setor operacional (movimentação diária). - Controle de custos das obras. - Contratação de serviços terceirizados. Departamento de Engenharia Procedimentos para Certificação de Embarcações (Alguns outros procedimentos podem ser solicitados, dependendo do porte da Embarcação). - Emite a Declaração de Engenheiro Responsável, utiliza processador de textos. - Confecciona o Memorial Descritivo da Embarcação, utiliza processador de textos. - Emite a Anotação de Responsabilidade Técnica ART da Embarcação, utiliza internet. - Confecciona a Planilha de Pesos e Centros da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Notas para Arqueação da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Notas para Borda Livre da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Tabela de Cotas da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Curvas Hidrostáticas da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Curvas Cruzadas da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Curvas de Bonjean da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona a Planilha de Estudo de Estabilidade Preliminar da Embarcação, utiliza o MS Excel. - Confecciona o Plano de Linhas da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona o Plano de Arranjo Geral da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona o Plano de Linhas da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona o Plano de Perfil Estrutural da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona o Plano de Seção Mestra da Embarcação, utiliza o Autocad. 9

10 - Confecciona o Plano de Capacidades da Embarcação, utiliza o Autocad. - Emite o Protocolo de Entrega de Documentos, para envio à Certificadora, utiliza processador de textos. Procedimentos para construção das Embarcações (Podem haver outros procedimentos, dependendo do porte da Embarcação). - Confecciona o detalhamento construtivo das cavernas da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona a expansão do chapeamento do casco, utiliza o Autocad. - Confecciona os desenhos dos painéis e elementos construtivos da Embarcação, utiliza o Autocad. - Confecciona o levantamento de materiais necessários para a fabricação da Embarcação, utiliza o Autocad e MS Excel. - Confecciona o plano de corte de todos os elementos construtivos a serem cortados na Máquina de corte à Plama, utiliza o Autocad e OmniWin. - Confecciona a lista de materiais para a Embarcação, utiliza o MS Excel. - Emite todos os desenhos construtivos para a Produção. - Controla a emissão dos desenhos através da Lista de Distribuição, utiliza MS Excel. - Confecciona o Data Book das Embarcações, utiliza processador de textos e Corel Draw. - Confecciona o Layout e Identidade Visual da Embarcação, utiliza o Corel Draw. - Confecciona as telas para programação do Sistema Interativo de Automação da Embarcação, utiliza o Corel Draw. Procedimentos gerais do Setor - Confecciona Propostas de Fornecimento, utiliza processador de textos. - Projeta dispositivos para auxílio à produção, utiliza o Autocad e Inventor. - Estuda a viabilidade de novos processos e técnicas de produção. - Realiza o contato e desenvolve novos fornecedores. - Controla o cronograma de atividades da Engenharia, utiliza o MS Excel. - Trabalha na otimização da Linha de Produção do Novo Estaleiro Beconal, utiliza MS Excel, Autocad, Inventor, processador de textos e Corel Draw. - Consulta frequentemente o saldo em estoque de chapas e perfis, para otimizar o aproveitamento e informar alterações. Produto Cada produto é um protótipo que tem que dar certo na primeira tentativa. Por esta característica o estaleiro não trabalham com linha de produção, mas com um modelo chama de Produção Celular, que dentro de um processo industrial dá o máximo de capacidade de customização. O estaleiro leva isso ao extremo, utilizando a mesma área e mesmas ferramentas para gerar produtos totalmente diferentes. Existem alguns projetos que fazemos em série, como alguns empurradores e as balsas graneleiras, porem isso não pode ser considerado como regra. 10

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti

Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Palestrante: Anderson Aleandro Paviotti Perfil do Palestrante: Contador, Consultor e Professor Universitário Colaborador do Escritório Santa Rita desde 1991 Tributação das Médias e Pequenas Empresas Como

Leia mais

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes.

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes. DOMPER CONSULTORIA E SISTEMAS LTDA Rua Dr. Flores, 273 Sala 30-1 andar Ed. Frozzi CEP: 95.200-000 - Vacaria RS Fone (54) 3232-6119 / (54) 3232-8484 / (54) 3232-1471 CNPJ: 08.020.035/0001-02 IE: 154/0101158

Leia mais

Tabela Comparativa de funcionalidades

Tabela Comparativa de funcionalidades Sage Sage Gestão Contábil A evolução A do do escritório Tabela Comparativa de funcionalidades Sage Folha de Pagamento A disponibilidade da funcionalidade dependerá da modalidade do pacote 1 Gerenciador

Leia mais

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS.

ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. ABERTURA DAS CONTAS DA PLANILHA DE RECLASSIFICAÇÃO DIGITAR TODOS OS VALORES POSITIVOS. I. BALANÇO ATIVO 111 Clientes: duplicatas a receber provenientes das vendas a prazo da empresa no curso de suas operações

Leia mais

1 APRESENTAÇÃO. Visão Ser reconhecida como a mais sustentável, eficiente e renomada empresa de contabilidade do país.

1 APRESENTAÇÃO. Visão Ser reconhecida como a mais sustentável, eficiente e renomada empresa de contabilidade do país. A Solução Contábil 1 APRESENTAÇÃO A Internet Accounting, empresa do Grupo Partwork, com mais de 17 anos de mercado, agradece pelo contato e confiança depositada. Nosso A Solução objetivo é oferecer Contábil

Leia mais

THOTAU Sistema Integrado de Gestão Empresarial Funcionalidades Disponíveis Essencial Profissional Empresarial Completo Controle de Pessoas X X X X

THOTAU Sistema Integrado de Gestão Empresarial Funcionalidades Disponíveis Essencial Profissional Empresarial Completo Controle de Pessoas X X X X Controle de Pessoas --- Cadastro de Usuários do Sistema --- Cadastro de Funcionários, Vendedores e Terceiros --- Cadastro de Clientes, Fornecedores, Representantes e Transportadores --- Classificações

Leia mais

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO

AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO AUDITORIA FISCO-CONTÁBIL DAS DEMONSTRAÇÕES ELETRÔNICAS COMPLIANCE FISCAL ELETRÔNICO Nossos serviços de auditoria das Obrigações Eletrônicas utilizam ferramentas que permitem auditar os arquivos enviados

Leia mais

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil

Excelência. Recursos. Faturamento/Financeiro Faturamento Contas a Receber Contas a Pagar Fiscal Contábil Competência Sistemas para Transportadoras e Soluções Você e sua Empresa em perfeita sintonia Excelência Recursos Tms EXPERIÊNCIA O sistema é composto por módulos que controlam e integram os processos operacionais

Leia mais

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66

4 Fatos Contábeis que Afetam a Situação Líquida: Receitas, Custos, Despesas, Encargos, Perdas e Provisões, 66 Apresentação Parte I - CONCEITOS FUNDAMENTAIS DE CONTABILIDADE, 1 1 Introdução ao Estudo da Ciência Contábil, 3 1 Conceito, 3 2 Objeto, 3 3 Finalidade, 4 4 Técnicas contábeis, 4 5 Campo de aplicação, 5

Leia mais

Cargo Descrição e Requisitos Benefícios

Cargo Descrição e Requisitos Benefícios Vitória, 25 de Junho de 2012. A Selecta, empresa de Recrutamento e Seleção, divulga as vagas de emprego em aberto, com destaque para: Vendedor Externo, Assistente de Crédito e Cobrança, Auxiliar Administrativo,

Leia mais

ÍNDICE. Estruturação e Organização da Matéria Prima...

ÍNDICE. Estruturação e Organização da Matéria Prima... ÍNDICE Apuração de Custos Estruturação e Organização I - Custos de Produção Custos Diretos Estruturação para a Apuração de Custo Matérias Primas, Produtos Químicos... Estruturação e Organização da Matéria

Leia mais

ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO

ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO ANEXO II ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DE PROJETO TÉCNICO ECONÔMICO FINANCEIRO PARA PLEITOS DE INCENTIVO TRIBUTÁRIO 1 CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA 1.1. Razão Social: 1.2. Endereços: Fone: - Escritório - Fábrica 1.3.

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA

DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA DEMONSTRAÇÃO DO VALOR ADICIONADO - DVA Sumário 1. Considerações Iniciais 2. Estrutura da Demonstração do Valor Adicionado 2.1 - Grupo de Receita Bruta - Outras Receitas 2.2 - Grupo de Insumos Adquiridos

Leia mais

www.audicgroup.com.br DR SPED

www.audicgroup.com.br DR SPED www.audicgroup.com.br DR SPED a EMPRESA A Audic Group no Brasil tem o compromisso com os seus clientes de buscar a satisfação por eles desejada, para tanto dedica-se na identificação dos problemas, na

Leia mais

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque ERP Visão Funcional ERP Visão de Materiais: Compras Estoque MRP Parâmetros: Estoque de Segurança Lead time Fornecedor Lead time Compras Ponto de Reabastecimento Previsão de Consumo Previsão de Vendas Planejamento

Leia mais

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte

Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Planejamento e Controle do Lucro Empresas de Pequeno e Médio Porte Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira darianer@fia.com.br www.fia.com.br/proced Profa. Dariane Reis Fraga Castanheira 1 Objetivo Planejamento

Leia mais

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar

1.1.2.07.001 Empréstimos a empregados 1.1.2.07.002 Empréstimos a terceiros 1.1.2.08 Tributos a Compensar 1.1.2.08.001 IR Retido na Fonte a Compensar A seguir um modelo de Plano de Contas que poderá ser utilizado por empresas comerciais, industriais e prestadoras de serviços, com as devidas adaptações: 1 Ativo 1.1 Ativo Circulante 1.1.1 Disponível 1.1.1.01

Leia mais

Projetos SPED. Edmar de Oliveira Frazão

Projetos SPED. Edmar de Oliveira Frazão Projetos SPED Edmar de Oliveira Frazão Sumário Nf-e Nota Fiscal Eletrônica Nf-e Nota Fiscal Eletrônica versão 2.0 CT-e Conhecimento Eletrônico NFS-e NF de Serviço Eletrônico CF-e Cupom Fiscal Eletrônico

Leia mais

O Utility foi desenvolvido para atender de forma simples e integrada os setores de Vendas, Produção, Financeiro e Gerencial.

O Utility foi desenvolvido para atender de forma simples e integrada os setores de Vendas, Produção, Financeiro e Gerencial. UTILITY ERP 1.0 www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer recursos que irão facilitar o gerenciamento da

Leia mais

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS

INTHEGRA TALENTOS HUMANOS INTHEGRA TALENTOS HUMANOS OPORTUNIDADES DE TRABALHO Acesse e Cadastre-se: www.inthegrath.com.br RUA GENERAL OSORIO, 97 FUNDINHO 34-3234-6400 Analista Contábil (ITH 3173): Cursando Superior em Ciências

Leia mais

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

ANEXO I OBJETO. OBJETO: Contratação de empresa para realização de auditoria do exercício de 2014.

ANEXO I OBJETO. OBJETO: Contratação de empresa para realização de auditoria do exercício de 2014. ANEXO I OBJETO OBJETO: Contratação de empresa para realização de auditoria do exercício de 2014. Prestação de serviços de auditoria para exame das demonstrações contábeis e financeiras do exercício de

Leia mais

Contabilidade Financeira e Gerencial. Conceitos Básicos: bens, direitos e balanço patrimonial

Contabilidade Financeira e Gerencial. Conceitos Básicos: bens, direitos e balanço patrimonial Contabilidade Financeira e Gerencial Conceitos Básicos: bens, direitos e balanço patrimonial Demonstração de Resultados A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa,

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão de Manufatura

Sistema Integrado de Gestão de Manufatura O Conceito Competitiva. Rentável. Produtiva. Não é assim que você quer ver a sua empresa? Nós também. A SIGMA SERVICES sabe que o sucesso da sua empresa depende basicamente das decisões que você toma e

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS

PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS PREFEITURA MUNICIPAL DE PELOTAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO CARTA-CONSULTA ANEXO II AO DECRETO 4744 PROGRAMA DESENVOLVER PELOTAS I A EMPRESA 1.1. Caracterização e Outras Informações Razão social:

Leia mais

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY

TREINAMENTOS DEAK IN COMPANY A DEAK Sistemas define como Treinamentos Básicos In Company a apresentação dos diversos módulos que compõem o ERP aos usuários. O Objetivo é apresentar cada módulo do ERP através de suas telas, campos

Leia mais

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO.

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. Um dos principais pilares da economia, o agronegócio é marcado pela competitividade. Com 15 anos de experiência, a SIAGRI é uma das mais completas empresas

Leia mais

ACR Consultoria Empresarial

ACR Consultoria Empresarial ACR S/C Ltda. Rua Vespasiano, 334 1 Andar Salas 5 a 8 Vila Romana São Paulo SP - Brasil CEP 05044-050 Tronco-Chave: 11 55 3801.3092 www.acrconsultoria.com.br Terceirização Transferência da responsabilidade

Leia mais

FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa)

FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) FENICIA GESTÃO ERP Enterprise Resource Planning (Planejamento dos Recursos da Empresa) O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua

Leia mais

INTELIGÊNCIA PARA O MERCADO DE ESQUADRIAS

INTELIGÊNCIA PARA O MERCADO DE ESQUADRIAS INTELIGÊNCIA PARA O MERCADO DE ESQUADRIAS www.facebook.com/esquadgroup www.youtube.com/esquadgroup www.esquadgroup.com.br +55 15 3035-8250 comercial@esquadgroup.com.br Rua Ernestina Vieira Neves, 366 Jd

Leia mais

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS 11 MODELO DE PLANO DE CONTAS Apresentamos a seguir uma sugestão de plano de contas, para as empresas de construção civil, utilizável também por aquelas que trabalham com obras por empreitada MODELO DE

Leia mais

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26

6 Balanço Patrimonial - Passivo - Classificações das Contas, 25 Exercícios, 26 Prefácio 1 Exercício Social, 1 Exercícios, 2 2 Disposições Gerais, 3 2.1 Demonstrações financeiras exigidas, 3 2.2 Demonstrações financeiras comparativas, 4 2.3 Contas semelhantes e contas de pequenos,

Leia mais

Adicionais. Grupo Acert - 1

Adicionais. Grupo Acert - 1 MÓDULOS Adicionais Grupo Acert - 1 ÍNDICE 1 - ESTOQUE 1.1- Balanço de Estoque 03 2 - FATURAMENTO/FINANCEIRO 2.1- Pagamento Eletrônico (Fornecedores) 2.2- Plug-in Cheque Custódia 06 07 3 - FISCAL e CONTÁBIL

Leia mais

EXTRATIVISTA E BENEFICIAMENTO

EXTRATIVISTA E BENEFICIAMENTO Segmento MANUFATURA EXTRATIVISTA E BENEFICIAMENTO As soluções de software de gestão para o segmento de manufatura da TOTVS são especialistas na extração de resultados para o seu subsegmento. Um conjunto

Leia mais

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto

9 Plano de Marketing 9.1 Estratégias de Produto 1 Sumário Executivo (O que é o plano de negócios) 2 Agradecimentos 3 Dedicatória 4 Sumário ( tópicos e suas respectivas páginas) 5 Administrativo - Introdução (O que foi feito no módulo administrativo)

Leia mais

PRODUTEC INTEGRAÇÃO INTELIGENTE

PRODUTEC INTEGRAÇÃO INTELIGENTE PRODUTEC INTEGRAÇÃO INTELIGENTE Com duas décadas e meia no mercado, a garantia de excelência e segurança são marcas registradas dos produtos e serviços Produtec. Direcionados à gestão empresarial, as soluções

Leia mais

GESTÃO ADMINISTRATIVA

GESTÃO ADMINISTRATIVA GESTÃO ADMINISTRATIVA A Andrade s Consultoria em Gestão Empresarial é uma empresa que desenvolve projetos de consultoria customizados de acordo com as necessidades de cada cliente. Nossos projetos são

Leia mais

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1

MÓDULO. Básico. Grupo Acert - 1 MÓDULO Básico Grupo Acert - 1 ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

TAX TAX COMPLIANCE. Controles do Fisco x Contribuinte. 10 de junho de 2013

TAX TAX COMPLIANCE. Controles do Fisco x Contribuinte. 10 de junho de 2013 TAX TAX COMPLIANCE Controles do Fisco x Contribuinte 10 de junho de 2013 Sistemas de Fiscalização/Arrecadação da RFB Sistemas da RFB: HARPIA - Sistema de inteligência artificial desenvolvido pela Secretaria

Leia mais

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP

Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP Sistema de Gestão Empresarial Freedom ERP O que é o Freedom ERP? É um software livre para Gestão Empresarial. Pode ser utilizado em estabelecimentos comerciais, varejistas, atacadistas e industriais. Dividido

Leia mais

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais.

Observação: As caixas em vermelho representam módulos adicionais. Fenícia Gestão ERP Introdução O FENÍCIA GESTÃO ERP é uma solução integrada, personalizável, de gerenciamento corporativo, que se destaca pela sua robustez aliada ao alto grau de tecnologia e conhecimento

Leia mais

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1-

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1- Módulo de Gestão de Custos -1- A crescente necessidade das empresas, em melhorar o desempenho dos seus projetos, leva automaticamente a uma melhor gestão dos processos de Controle de Custo. O vem para

Leia mais

GESTÃO OTIMIZE A SOFTWARE DA SUA EMPRESA ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu!

GESTÃO OTIMIZE A SOFTWARE DA SUA EMPRESA ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! /superainfo Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro 85.501-037 Pato Branco - Paraná O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! OTIMIZE A GESTÃO DA SUA EMPRESA SOFTWARE ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS O Supera

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos MP627 Alterações Fiscais sobre o Ajuste a Valor Presente

Parecer Consultoria Tributária Segmentos MP627 Alterações Fiscais sobre o Ajuste a Valor Presente 11/03/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 4 3. Análise da Legislação... 5 a. Ajuste a Valor Presente no Contas a Receber... 5 b. Ajuste

Leia mais

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora.

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Requisição de materiais/serviços

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos

SIG Sistema Integrado de Gestão. SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos SIG Sistema Integrado de Gestão SIPAC -Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAA, SGPP, SIGRH, SIGADMIN, SIGED. Conceitos

Leia mais

Manual - Relatórios Gerenciais.

Manual - Relatórios Gerenciais. Manual - Relatórios Gerenciais. Perguntas que temos que responder quase que diariamente sobre: Vendas Financeiro Produção Emissão: 04/02/2014 Revisão: 28/05/2015 Revisado por: Juliana 1 Área de Vendas

Leia mais

Otimize seus negócios e ganhe produtividade

Otimize seus negócios e ganhe produtividade Otimize seus negócios e ganhe produtividade Diferenciais O software Fenícia ERP é uma solução completa, especialmente desenvolvida para atender a pequenas e médias empresas que cobre todos os processos

Leia mais

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras

Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica. Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras MÓDULO Básico ÍNDICE Clientes / Fornecedores Comercial Expedição Estoque Compras 03 04 05 06 07 Faturamento Finanças Controle de Crédito Sintegra Cobrança Eletrônica 08 09 10 10 11 Esta apresentação exemplifica

Leia mais

Proposta Nº 1.832/13 Sistema de compras e controle de estoques

Proposta Nº 1.832/13 Sistema de compras e controle de estoques São Paulo, 19 de novembro de 2013. A ARC Comércio e Serviço de Eletro Eletrônico Fortaleza / CE -------------------------------------------------- A/C Sr Abelardo Oliver Proposta Nº 1.832/13 Sistema de

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

Guia de Recursos e Funcionalidades

Guia de Recursos e Funcionalidades Guia de Recursos e Funcionalidades Sobre o Treasy O Treasy é uma solução completa para Planejamento e Controladoria, com o melhor custo x benefício do mercado. Confira alguns dos recursos disponíveis para

Leia mais

Tributos sobre o Lucro Seção 29

Tributos sobre o Lucro Seção 29 Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Tributos em orçamentos

Tributos em orçamentos Tributos em orçamentos Autores: Camila de Carvalho Roldão Natália Garcia Figueiredo Resumo O orçamento é um dos serviços mais importantes a serem realizados antes de se iniciar um projeto. É através dele

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE CONTAS A PAGAR 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Concorrência nº 22/2008

Concorrência nº 22/2008 Concorrência nº 22/2008 Brasília, 20 de julho de 2009. A Comissão Permanente de Licitação (CPL) registra a seguir perguntas de empresas interessadas em participar do certame em referência e respostas da

Leia mais

Ferramenta Fiscal e Tributária para Médias Empresas

Ferramenta Fiscal e Tributária para Médias Empresas Ferramenta Fiscal e Tributária para Médias Empresas Redução de exposição fiscal, processos automatizados, ganho de produtividade e economia fiscal que a sua empresa merece. Thomson Reuters Visão Geral

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTABILIDADE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO DE CONTABILIDADE 6/06/205 PCO-0. INTRODUÇÃO O Manual de tem por objetivo estabelecer procedimento para registro e análise das informações contábeis, bem como, a elaboração e divulgação das Demonstrações Financeiras da

Leia mais

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos

Pessoal, ACE-TCU-2007 Auditoria Governamental - CESPE Resolução da Prova de Contabilidade Geral, Análise e Custos Pessoal, Hoje, disponibilizo a resolução da prova de Contabilidade Geral, de Análise das Demonstrações Contábeis e de Contabilidade de Custos do Concurso para o TCU realizado no último final de semana.

Leia mais

Administração Financeira: princípios,

Administração Financeira: princípios, Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Ana Paula Mussi Szabo Cherobim Antônio Barbosa Lemes Jr. Claudio Miessa Rigo Material de apoio para aulas Administração Financeira:

Leia mais

Projeto SPED de A a Z

Projeto SPED de A a Z Consultoria e Treinamentos Apresentam: Projeto SPED de A a Z SPED Decreto nº 6.022 22/01/07 Instituir o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) Promover a integração dos fiscos; Racionalizar e uniformizar

Leia mais

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão

ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS. Prof. Mário Leitão ANALISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Prof. Mário Leitão Estrutura das Demonstrações Financeiras A análise das demonstrações financeiras exige conhecimento do que representa cada conta que nela figura. Há

Leia mais

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas

01. Módulo de Cadastros: 01.1 Telas O GERIR ERP é um software ERP (enterprise resource planning), voltado empresas de pequeno e médio porte. Produto voltado para ambiente Windows XP ou superior, desenvolvido em Visual Studio by Microsoft,

Leia mais

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS.

Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Software para distribuidoras de medicamentos SIMPLICIDADE E EFICIÊNCIA NA GESTÃO DAS DISTRIBUIDORAS DE MEDICAMENTOS. Sobre o MedOne GESTÃO SIMPLIFICADA, EFICIÊNCIA GARANTIDA. Gestão simplificada, segurança

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CIA CAT. DE ÁGUAS E SANEAMENTO - CASAN Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Fluxo de Caixa 6 Demonstração das Mutações

Leia mais

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração)

Sistema de Informações Gerenciais (Roteiro de Demonstração) #.1.1 Disponibilizar informações de interesse do administrador, através de integração com diversos sistemas da administração municipal; Arquivos > Customização do Sistema #.1.2 #.1.3 #.1.4 #.1.5 Permitir

Leia mais

2. Classificar atos e fatos contábeis.

2. Classificar atos e fatos contábeis. MÓDULO II Qualificação Técnica de Nível Médio de ASSISTENTE FINANCEIRO II.1 PROCESSOS DE OPERAÇÕES CONTÁBEIS Função: Planejamento de Processos Contábeis 1. Interpretar os fundamentos e conceitos da contabilidade.

Leia mais

ÁREA ADMINISTRATIVA / CONTÁBIL

ÁREA ADMINISTRATIVA / CONTÁBIL ÁREA ADMINISTRATIVA / CONTÁBIL AUX. FATURAMENTO Escolaridade: Superior completo ou em andamento, (administração, contabilidade e/ou áreas afins) Experiência: Desejável experiência com rotinas administrativas,

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) Grant Thornton - Brasil Junho de 2015 Agenda Considerações Iniciais; Obrigatoriedade de Transmissão; Penalidades (Multas); Informações a serem Transmitidas; Recuperação

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS LEVANTADAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A COMIGO, com base na colaboração recíproca a que se obrigam seus associados, objetiva

Leia mais

Banrisul Armazéns Gerais S.A.

Banrisul Armazéns Gerais S.A. Balanços patrimoniais 1 de dezembro de 2012 e 2011 Nota Nota explicativa 1/12/12 1/12/11 explicativa 1/12/12 1/12/11 Ativo Passivo Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 17.891 18.884 Contas

Leia mais

II Congresso: Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público SISTEMÁTICA DE CUSTOS DO SEBRAE

II Congresso: Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público SISTEMÁTICA DE CUSTOS DO SEBRAE SEBRAE II Congresso: Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público SISTEMÁTICA DE CUSTOS DO SEBRAE Domingos Poubel de Castro Domingos.poubel@globo.com 0800 570 0800 / www.sebrae.com.br FASES

Leia mais

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível

Graficamente, o Balanço Patrimonial se apresenta assim: ATIVO. - Realizável a Longo prazo - Investimento - Imobilizado - Intangível CONTABILIDADE GERAL E GERENCIAL AULA 03: ESTRUTURA DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS TÓPICO 02: BALANÇO PATRIMONIAL. É a apresentação padronizada dos saldos de todas as contas patrimoniais, ou seja, as que representam

Leia mais

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens:

EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS. Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: EFD PIS/COFINS NOVIDADES G5 PHOENIX 1 CADASTRO DE ITENS Foram acrescentados os seguintes campos no Cadastro de Itens: 1.1 Subtela Cod.Grupo Bebidas Frias. Teclando ctrl+enter neste campo o sistema abre

Leia mais

amo vc FICHA TÉCNICA Indústria

amo vc FICHA TÉCNICA Indústria amo vc 2014 FICHA TÉCNICA Indústria Gerenciar uma indústria uma tarefa complexa, pois além de acompanhar produção é preciso monitorar seu inventário, suas metas de venda e comissões. Além disso seu financeiro

Leia mais

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade?

1 - Por que a empresa precisa organizar e manter sua contabilidade? Nas atividades empresariais, a área financeira assume, a cada dia, funções mais amplas de coordenação entre o operacional e as expectativas dos acionistas na busca de resultados com os menores riscos.

Leia mais

Projeto SPED no Sistema USIMINAS. Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e

Projeto SPED no Sistema USIMINAS. Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e Projeto SPED no Sistema USIMINAS Emanuel da Silva Franco Jr Coordenador do Projeto SPED/NF-e Agenda O Sistema USIMINAS Premissas do Projeto SPED Um pouco de Tecnologia O Projeto na USIMINAS Fatores Críticos

Leia mais

Etapas para a elaboração do Balanço Patrimonial e consequentemente, das Demonstrações Financeiras.

Etapas para a elaboração do Balanço Patrimonial e consequentemente, das Demonstrações Financeiras. Etapas para a elaboração do Balanço Patrimonial e consequentemente, das Demonstrações Financeiras. Prof. MSc. Wilson Alberto Zappa Hoog Resumo: Apresenta-se uma breve análise sobre as vinte etapas para

Leia mais

1º Software de Gestão integrado para o mercado de esquadrias

1º Software de Gestão integrado para o mercado de esquadrias 1º Software de Gestão integrado para o mercado de esquadrias O SOFTWARE FAKTORY TRANSFORMA SUA EMPRESA INTEGRANDO SEU AMBIENTE TÉCNICO E GERENCIAL. O Software Faktory é o primeiro sistema de gestão com

Leia mais

MTA 06 - ACADEMIA MASTERSAF TAX ANALYSER

MTA 06 - ACADEMIA MASTERSAF TAX ANALYSER MTA 06 - ACADEMIA MASTERSAF TAX ANALYSER PÚBLICO-ALVO Membros de equipe de projeto Consultores Profissionais da áea fiscal interessados em conhecer e fazer parte das soluções Mastersaf. PRÉ-REQUISITOS

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORAMENTO FISCAL, CONTABIL E DEPARTAMENTO PESSOAL.

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORAMENTO FISCAL, CONTABIL E DEPARTAMENTO PESSOAL. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORAMENTO FISCAL, CONTABIL E DEPARTAMENTO PESSOAL. OBJETIVO DOS TRABALHOS a) Revisão e diagnóstico sobre os procedimentos legais aplicáveis as operações financeiras e fiscais

Leia mais

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL

INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL INSTRUMENTO DE APOIO GERENCIAL 0405 05 IDENTIFICAÇÃO: Título: ORÇAMENTO EMPRESARIAL Atributo: ADMINISTRAÇÃO EFICIENTE Processo: PLANEJAMENTO E CONTROLE ORÇAMENTÁRIO O QUE É : É um instrumento de planejamento

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Registro de Inventário, Saldos em Processo

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Registro de Inventário, Saldos em Processo Registro de Inventário, Saldos em Processo 23/12/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1 Livro Registro de Inventário...

Leia mais

ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR BALANÇO EM 31 DE MARÇO 2009 E 2008 (Em milhares de Reais)

ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR BALANÇO EM 31 DE MARÇO 2009 E 2008 (Em milhares de Reais) ATIVO ELETROBRÁS PARTICIPAÇÕES S/A - ELETROPAR CIRCULANTE Disponibilidades Aplicação Financeira 27.880 14.201 Caixa e Bancos 18 65 27.898 14.266 Contas a Receber Eletronet 59.145 59.145 Empresas Cedentes

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 6. Apresentação. Demonstração do Balanço Patrimonial. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Necessidade e Função

Contabilidade Pública. Aula 6. Apresentação. Demonstração do Balanço Patrimonial. Demonstração dos Fluxos de Caixa. Necessidade e Função Contabilidade Pública Aula 6 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Demonstração do Balanço Patrimonial Necessidade e Função Demonstração dos Fluxos de Caixa Demonstração do Resultado Econômico Contextualização

Leia mais

Bloco K SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA? E-book

Bloco K SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA? E-book Bloco K SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA? www.rech.com.br Rua Tupanciretã, 460 - Bairro Ideal Novo Hamburgo - RS CEP: 93.334-480 51 3582-4001 - comercial@rech.com.br O que é o Bloco K? Projeto do SPED para elaboração

Leia mais

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III Prof. Marcelo A. Trindade Departamento de Engenharia Mecânica Escola de Engenharia de São Carlos - USP Sala 2º andar Prédio Engenharia Mecatrônica (ramal

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01176-2 VULCABRAS SA 50.926.955/0001-42 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/1999 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

SERVICE LEVEL AGREEMENT

SERVICE LEVEL AGREEMENT SERVICE LEVEL AGREEMENT SERVIÇOS PRESTADOS CERTIDÃO NEGATIVA ESTADUAL/ MUNICIPAL/ FEDERAL Este serviço consiste em fornecer a Certidão Negativa de Débitos Estadual/Municipal aos clientes e Assessorias

Leia mais

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso

SPED PIS E COFINS SPED PIS E COFINS. Sistema Questor SPED PIS E COFINS - SPED PIS E COFINS - 0brigatoriedade. Objetivos do Curso Sistema Questor SPED PIS E COFINS SPED Sistema Público de Escrituração Digital EFD Escrituração Fiscal Digital Instrutor: - Jocenei Friedrich Apoio: - Sejam todos bem-vindos Objetivos do Curso Conhecer

Leia mais

Adicionais. Grupo Acert - 1

Adicionais. Grupo Acert - 1 MÓDULOS Adicionais Grupo Acert - 1 ÍNDICE 1 - FISCAL e CONTÁBIL 1.1- AcertNF-e (Emissor NF-e) 1.2- Escrita Fiscal 1.3- Contabilidade 03 06 08 Grupo Acert - 2 ódulo 1.1 Sobre o Emissor de NF-e (Nota Fiscal

Leia mais

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL

MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL MANUAL DE CADASTRO DOS CLIENTES DA EMPRESA CONTÁBIL IMPORTANTE Prezado Cliente, Atendimento On-Line (Via Internet). Estivemos trabalhando no desenvolvimento de uma ferramenta de atendimento que permitisse

Leia mais

O que é o PMAT e qual o seu objetivo

O que é o PMAT e qual o seu objetivo BNDES PMAT O que é o PMAT e qual o seu objetivo É uma modalidade de financiamento do BNDES, que tem como objetivo auxiliar na modernização da administração tributária e a melhoria da qualidade do gasto

Leia mais