AS 50 MAIORES EMPRESAS DE SOFTWARE DO BRASIL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS 50 MAIORES EMPRESAS DE SOFTWARE DO BRASIL"

Transcrição

1 AS 50 MAIORES EMPRESAS DE SOFTWARE DO BRASIL Levantamento realizado pela MBI, em colaboração com a Assespro-SP, o Instituto de Tecnologia de Software de São Paulo (ITS) e a Advance Marketing

2 Sumário 1. Mercados Mercado brasileiro Mercado externo 4 2. Profissionais Profissionais por área Total de profissionais 7 3. Banco de dados 8 4. Plataformas de desenvolvimento 9 5. Sistemas operacionais Principal plataforma de sistema operacional Distribuição por plataforma Tomada de decisão Grau de influência na escolha Código aberto Prioridade para utilização de código aberto Velocidade do desenvolvimento Outros componentes Parcerias Parcerias formais Vendas Vendas em software Manutenção de software Faturamento Variação de faturamento Expectativa Informações adicionais e conclusões 24 2

3 1. Mercado O objetivo da pesquisa é mostrar o perfil das 50 maiores empresas de software do país. As empresas estatais e estrangeiras foram propositalmente excluídas. Desta forma, todas as companhias consideradas possuem 100% de capital nacional. Além disso, têm, em média, possuem 20 anos, o que significa que foram fundadas entre 1978 e Prioritariamente, a pesquisa considera empresas que trabalham com produtos de software e não cujo foco é apenas a prestação de serviços. Apesar de não citar os valores de faturamento, as empresas foram selecionadas a partir de rankings e informações publicadas pela imprensa. Alguns números são estimativas. 1.1 Mercado brasileiro A questão inicial abordada pela pesquisa é sobre os mercados nos quais as empresas de software nacional atuam. Apesar de a grande maioria das empresas exportar nenhum produto que comercializa no mercado doméstico, a pesquisa mostra que 13 das 50 empresas, ou seja, 26% da amostra, exportam alguma coisa. Quando comparado com quatro anos atrás, esse dado é uma evolução. Em 2003, esse percentual era de apenas 3%. Qual é percentual das vendas de software de sua empresa representado pelo Brasil? 25% 1 2,0% 60% 1 2,0% 80% 1 2,0% 90% 3 6,0% 95% 4 8,0% 98% 1 2,0% 99% 2 4,0% 100% 36 72,0% Confidencial 1 2,0% 1.2 Mercado Externo 3

4 Qual é percentual das vendas de software de sua empresa representado por cada um destes países? México 2% 1 2,0% 3% 1 2,0% 5% 1 2,0% 25% 1 2,0% Espanha 3% 1 2,0% 25% 1 2,0% Venezuela 5% 1 2,0% 10% 1 2,0% Peru 10% 1 2,0% Uruguai 10% 1 2,0% Portugal Argentina 1% 1 2,0% 2% 3 6,0% 3% 1 2,0% 5% 3 6,0% 10% 1 2,0% 25% 1 2,0% Chile 1% 1 2,0% 2,5% 1 2,0% 2% 2 4,0% 5% 1 2,0% Outros países EUA 3 6,0% Rússia 1 2,0% Angola 1 2,0% A pesquisa relaciona todos os países que foram citados e o volume que este país significa para as empresas brasileiras. Entre as empresas consultadas, duas atuam na Espanha, três vendem para Portugal, duas para o Chile, duas para Venezuela. Os países onde há mais presença das empresas brasileiras são o México (4) e Argentina (10). O percentual das vendas em ambos os casos chega a 25%. A pesquisa revela a presença significativa das empresas brasileiras no mercado ibero americano. Entre os demais países, houve apenas cinco citações: três empresas citaram os EUA, uma citou a Rússia e uma a Angola. Se de um lado o levantamento mostra uma evolução com relação à quantidade de empresas que exporta, de outro, todos os mercados apresentam um nível de exigência similar ao verificado no mercado interno. Atualmente, o Brasil representa 60% do mercado da América Latina. 2. Profissionais 4

5 De acordo com a pesquisa, as 50 maiores empresas de software nacional possuem, ao todo, profissionais, o equivalente a uma média de 350 pessoas por empresa. Apesar de não ser um número pequeno, quando comparado com as multinacionais, também não são grandes empresas. A partir desta informação é possível estimar o volume recursos que essas empresas geram a partir do número de profissionais ocupados. A estimativa é que a indústria nacional de software gere, em média, R$ 100 mil de receita/ano por profissional ocupado. No cenário global, esse número chega a US$ 1 bilhão, o que significa que, mesmo se juntar as 50 maiores empresas nacionais, o Brasil não ficaria entre as dez maiores empresas de software do mundo. A idade média das empresas, em conjunto com o faturamento, sinaliza que as empresas nacionais não acompanham o que acontece no mercado mundial Profissionais por área Quantas pessoas na sua empresa estão alocadas primordialmente a atividades deste tipo? Desenvolvimento 65% Suporte técnico 25% Comercial 18% Administrativo 15% Marketing 6% Para saber a distribuição dos profissionais, a pesquisa considera a indicação percentual de pessoas que atuam em cada área. A maioria dos profissionais atua na área técnica. A parte de desenvolvimento inclui codificação, programação. Já a área de suporte técnico inclui aquelas envolvidas com as questões técnicas, mas que não participam diretamente com desenvolvimento. 5

6 2.2. Total de profissionais O número de pessoas que atua nessas empresas não é uniforme. Há apenas três empresas que empregam mais de 750 pessoas. A grande maioria está na faixa de 25 a 250 pessoas. De 25 a % De 110 a % De 300 a % Acima de 750 6% 3. Banco de dados A pesquisa também trata das plataformas tecnológicas. A pergunta feita às empresas consultadas diz respeito aos bancos de dados que são suportados na hora de implantar o software nos clientes. Em geral, as empresas fazem escolhas de mais de uma plataforma. A soma deles supera a marca de 100 ou 200. Para quais sistemas gerenciadores de bancos de dados o software que sua empresa desenvolve possui suporte? 6

7 Oracle 9i ou anterior 68% SQL % Oracle 10g 54% SQL 7.0 ou anterior 52% DB/2 24% Outros 16% Sybase 16% PostgreSQL 10% MySQL 8% Informix 8% Progress 6% Access 2% Microsoft e a Oracle polarizam o mercado de banco de dados não só das grandes empresas de software, como na indústria de software no geral, incluindo o mercado de clientes. Em terceiro lugar, com 24%, fica o DB/2. Depois o item Outros, que é a soma de todos que foram citados apenas uma vez, e uma série de outros produtos. Chama a atenção que os produtos gratuitos têm uma participação bem modesta. 4. Plataformas de desenvolvimento A primeira observação em relação ao item anterior é a fragmentação. Neste caso, há, por exemplo, no caso do Visual Basic e do Delphi, uma divisão por versões. Ao somar esses percentuais e considerar como um único produto, certamente, a posição do ranking se altera. Por outro lado, é interessante observar que há pelo menos uma dúzia de outros produtos que foram citados uma vez. Considerando, por exemplo, todas as soluções que são específicas da Microsoft, o resultado será superior ao mundo Java. De qualquer forma, a pesquisa mostra que há uma disputa bem interessante: de outro lado, é coerente com o cenário onde as soluções livres ou gratuitas não são importantes; por outro lado, há na lista ambientes que supostamente já morreram, como o Clipper ou Cobol. Quais linguagens de programação o software que sua empresa desenvolve utiliza? 7

8 Java Outros 24,0% 46,0% C e/ou C++ Visual Basic 6 ou anterior Visual Basic.net Delphi Versão 7 Delphi até versão 6 C# 20,0% 20,0% 18,0% 16,0% 16,0% 16,0% ASP Delphi Versão 8 Clipper JScript ou JavaScript FoxPro ASP.NET Cobol PHP Power Bird 12,0% 10,0% 10,0% 8,0% 6,0% 6,0% 6,0% 4,0% 4,0% 5. Sistemas operacionais 5.1. Principal plataforma de sistema operacional Qual a principal plataforma de sistema operacional usada no ambiente de desenvolvimento da empresa? Windows 90% Mainframe 2% Linux 8% 8

9 No que s refere ao ambiente interno de desenvolvimento, o destaque é para a presença do Mainframe, destacado por uma das empresas consultadas. A maioria esmagadora usa plataforma Windows e os 8% restantes usam Linux. Interessante observar que outros sistemas operacionais derivados do Unix, como o Macintosh, não aparecem no levantamento, o que pode indicar a falência das empresas que usavam essas plataformas. É importante destacar que, nada impede que uma empresa utilize em alguma atividade o Linux, mas não tenha essa plataforma como principal. Esta resposta mostra apenas a principal plataforma usada no ambiente de desenvolvimento, dentro da própria empresa Distribuição por plataforma Sobre o sistema operacional dos clientes, os destaques são Linux e o Unix, que significa que o custo de licenciamento é algo importante a economizar. Agora, pensando nos sistemas operacionais usados pelos clientes da sua empresa, qual é a distribuição por plataforma? Windows 74% Linux 18% Unix 8% 5.3. Tomada de decisão 9

10 Uma outra questão importante reúne as principais características do processo de decisão a respeito da adoção dessas plataformas tecnológicas. A pesquisa elencou uma série de fatores que poderiam influenciar a decisão. Cada empresa avaliou cada um desses fatores com notas de 0 a 10. É interessante observar que os três primeiros itens não são técnicos, ao contrário do quarto e o quinto item. Avalie com uma nota de 0 a 10 como cada um dos seguintes fatores foi avaliado por sua empresa na tomada de decisão para a escolha desta plataforma: Alinhamento com as tendências do seu mercado Facilidade de uso e produtividade da equipe Custo da mão-de-obra disponível Segurança da plataforma Portabilidade do código No primeiro item, quando se fala em alinhamento para tendências do mercado, a idéia era que as pessoas refletissem sobre o posicionamento estratégico. Este item apareceu como sendo o fator mais importante na tomada de decisão. O segundo e o terceiro ponto destacados são questões relacionadas ao funcionamento interno das empresas. Quando falamos em facilidade de uso, em produtividade e custo da mão de obra, estamos falando em fatores que envolvem diretamente o resultado. Quanto mais produtivo o desenvolvedor, menos tempo a empresa vai gastar para completar o software. 10

11 5.4. Grau de influência na escolha Avalie com uma nota de 0 a 10 o grau de influência nessa escolha, que é exercido por cada uma das seguintes áreas da sua empresa: Presidência/diretoria 7,74 Arquitetos de software 7,26 Equipe de desenvolvimento 6,92 Equipe comercial 5,72 Uma outra questão em relação ao processo de decisão é quem são os players envolvidos na tomada de decisão. Como resultado, a diretoria ou a presidência aparece como a mais influente. Em segundo lugar, apareceram os arquitetos de software, o que é bem interessante. Alguns anos atrás, a grande maioria das empresas provavelmente responderia que não tem arquiteto. Hoje, pelo menos, todo mundo tem essa função. Em terceiro lugar, temos equipe de desenvolvimento, e em quarto lugar, aparece a área comercial. Esta informação reforça a indicação do gráfico anterior, onde a maioria das empresas se orienta pelo mercado. Se as empresas fossem mais pró-ativas, no sentido de antever estratégia própria da empresa, o peso da área comercial deveria ser maior. A área comercial deveria ser a primeira a ficar sabendo dos planos dos clientes, pois é o comercial que faz o contato com eles. O marketing apareceu discretamente, por isso, não aparece no gráfico. Outra questão importante é a de que a maioria dos dirigentes dessas empresas sejam majoritariamente técnicos. 11

12 6. Código aberto 6.1. Prioridade para utilização de código aberto Em relação às tecnologias mais recentes, a pesquisa buscou identificar qual o grau de importância que a empresas dão ao uso de tecnologias abertas, o que inclui webservices, certificação digital e ao ODF/Open XML. O Webservices apresentou média de 6,02. Isso significa que as empresas não estão muito preocupadas se o fornecedor do código é proprietário ou o código é aberto. Numa escala de 0 a 10, qual é a prioridade que sua empresa tem em relação à utilização de código aberto para: WebServices 6,02 Certificação Digital 4,06 ODF/OpenXML 3, Velocidade do desenvolvimento A pesquisa buscou identificar se os empresários acreditam que a disponibilidade maior de recursos na forma de código aberto facilitaria a velocidade do desenvolvimento. Isto é, se houvesse iniciativas fomentando o desenvolvimento de componentes de código aberto, se isto teria um impacto significativo na velocidade de desenvolvimento de um software. Entre as possibilidades de respostas, o único item que apresentou média acima de cinco foi a questão de componentes de construção de interface com o usuário. Essa resposta mostra que, aparentemente, as empresas acreditam que soluções em código não aberto são melhores. 12

13 Além disso, indica que a preocupação, até a nível político, de incentivar o desenvolvimento de soluções com código aberto não está em linha com as estimativas das empresas. Qual o grau do impacto sobre a velocidade do desenvolvimento na sua empresa que seria causado pela disponibilidade dos seguintes componentes de código aberto: Componentes de construção de interface com o usuário 5,42 Componentes de acesso a banco de dados 4,96 Componentes de autenticação e segurança 4,66 Componentes de acesso off-line aos sistemas 3, Outros componentes A pesquisa também incluiu uma pergunta sobre quais outros componentes teriam prioridade para as empresas. A resposta é bem conclusiva: 82% disseram simplesmente nenhum; 12% citaram uma categoria que tinha aparecido antes. Fora isso, a pesquisa indica duas respostas com outras alternativas: uma empresa citou manipulação e geração de relatórios e a outra citou um componente específico do mundo Java. Qual outro tipo de componente sua empresa daria prioridade maior que os três acima, se disponível em código aberto? 13

14 Nenhum 82% WebServices 12% Componentes de manipulação e geração de relatórios 2% Confidencial 2% JCA 2% 7. Parcerias 7.1. Parcerias formais O objetivo foi identificar a questão das alianças com as grandes companhias globais de softwares e de plataformas tecnológicas. Os três maiores players ficaram na liderança. Com quais fornecedores/players de mercado sua empresa mantém alianças ou parcerias FORMAIS? Microsoft Oracle 44% 62% IBM 32% Outros 8% SAP 8% Borland 4% Cisco 2% Compuware FEA 2% 2% 14

15 As empresas desta amostra, em média, têm mais de um parceiro. Por isso a soma é bem maior que 50. A média é de 1,6 mais ou menos. As alianças consideradas não são, necessariamente, tecnológicas. Por exemplo, a IBM não desenvolve aplicativos, por isso, quem é aliado IBM certamente tem, além da questão técnica, uma conotação comercial. NO caso da Oracle e da Microsoft, além de serem fornecedores de plataforma, são fornecedores de aplicativos. Essa questão sobre aplicativo ou plataforma tecnológica talvez explique porque a SAP ficou em 4º lugar. A SAP não tem, ou pelo menos não é conhecida por ter, uma plataforma tecnológica. Na prática, o mercado ainda não reconhece a SAP como uma plataforma de desenvolvimento. Nenhuma dessas empresas é parceira da SAP em função dessa plataforma tecnológica. Eles são parceiros no sentido de complementar a oferta, dos pontos que a SAP não consegue atender particularidades no mercado nacional. 8. Vendas 8.1. Vendas em software Qual é o percentual das vendas da sua empresa que provêm exclusivamente de software comercializado como produto? De 4 a 7,99% 4% De 8 a 15,99% 4% De 16 a 31,99% 10% De 32 a 49,99% 10% De 50 a 69,99% 8% De 70 a 89,99% 10% 38% Acima de 90% Outro aspecto analisado é em relação às vendas das empresas. Neste ponto, há uma polêmica: o que é serviço ou o que é produto. Mas, considerando a visão das próprias empresas, apenas 40% delas disseram que mais de 90% das vendas é proveniente de produto, o que significa que o restante viria de serviço, o que inclui treinamento, integração etc. Nas empresas que tem mais da metade da receita proveniente da venda de produto, na opinião das próprias empresas, esse percentual fica em 56%. No conceito global de venda de software, um produto é 15

16 algo que outra empresa pode implantar, treinar usuário, vender, atender sem que ninguém da equipe de desenvolvimento tenha que estar envolvido. Esse é o modelo que a Oracle, a IBM, a Microsoft e muitas outras empresas menores que atuam a nível global Manutenção de software Por sua vez, da receita total com produtos de software, qual é o percentual originado em contratos de manutenção de software? Até 12,49% 4% De 12,5 a 24,99% 2% De 25 a 37,49% 8% De 37,5 a 49,99% 24% De 50 a 62,49% 14% De 62,5 a 74,99% 6% De 75 a 87,49% 10% De 87,5 a 100% 14% Considerando as quatro últimas faixas, que são aquelas acima de 50%, chega-se a 44%. Isso significa que, quase metade das empresas tem metade ou mais das receitas a partir de contratos de manutenção. É natural que, se pretende crescer agressivamente a carteira de clientes, a receita com manutenção passe a ser uma parcela menor que a metade do faturamento da empresa. O que quer dizer que, se a empresa quer crescer, ela tem que fazer com que o percentual destes contratos sobre a receita total da empresa diminua. 9. Faturamento 16

17 9.1. Variação de faturamento A maior parcela das empresas informa ter crescido de 10% a 25% no último ano. No entanto, 6% informaram ter reduzido de 10% a 25% e 16% ficaram estáveis. Se o mercado como um todo continua crescendo, mesmo que não de forma tão agressiva, uma empresa que está encolhendo, está em dificuldades. Qual foi a variação do faturamento de anual de 2006, em comparação ao de 2005? Cresceu entre 10 e 25% 24% Se manteve relativamente estável ( Cresceu ou diminuiu menos que 5%) 16% Cresceu entre 25 e 50% 14% Cresceu entre 5 e 10% 8% Diminuiu entre 10 e 25% 6% 9.2. Expectativa A última questão foi com relação à expectativa para Apesar de as estimativas sempre incluírem certo otimismo, pelo menos uma das empresas consultadas admite planejar encolher. 17

18 E para 2007, qual é a expectativa de variação do faturamento anual da empresa em relação ao obtido em 2006? Crescerá entre 10 e 25% 28% Crescerá entre 25 e 50% 26% Se manteve relativamente estável ( Cresceu ou diminuiu menos que 5%) 8% Crescerá entre 5 e 10% 6% Crescerá entre 50 e 100% 4% Diminuirá entre 10 e 25% 2% 10. Informações adicionais e conclusões Consolidações no setor de serviços O processo de consolidação é uma realidade. A questão chave é a razão que impulsiona a consolidação mais rápida das empresas que estão focadas em serviço. Essa razão é exatamente a questão da produtividade média por cabeça. As empresas que vendem só serviço apresentam um peso muito grande da folha de pagamento em relação a receita, ao contrário das empresas que vendem produtos. Quando a margem é tão pequena a necessidade de se obter ganhos de escala para justificar a operação da empresa é muito maior. Entende-se que seja essa a razão pela qual essa consolidação está se dando muito mais rápida no ambiente das empresas que basicamente vendem serviços. 18

19 Modelo de negócios Menos da metade das empresas possui uma inteligência competitiva ou uma estratégia de mercado, o que ocasiona problemas na administração. As empresas ainda não perceberam a nova realidade do mercado. E para isso só tem uma saída: trabalhar usando o mesmo modelo das empresas que deram certo. Se uma empresa faz ERP para orquestra sinfônica, que só tem 500 clientes no mundo em potencial, será monopolista deste mercado, o que é melhor do que ser sócio de uma empresa que dê faturamento de R$ 1 bilhão baseado na colocação de mão-de obra. Transformar idéia em produto Para transformar uma grande idéia em produto no mercado de TI é preciso fazer marketing e vendas. A grande maioria das empresas que tem uma idéia implementada como software tem dificuldades técnicas para, de fato, transformar isso em produto. Há vários exemplos de idéias de empresas brasileiras que se perderam, que Desenvolvedores Os desenvolvedores representam algo como 2/3 dos profissionais das empresas. Esse número, se comparar com a indústria mundial de software, é muito grande. Empresas como Oracle, Misrosoft e IBM têm milhares de desenvolvedores, só que a força fracassaram, que foram compradas por empresas maiores e o produto não teve continuidade. Produto de fato possui várias características. Uma é a questão multilíngua, outra é a capacidade de instalação, outra é a capacidade de customização por terceiro. de trabalho dessas empresas está na casa das dezenas de milhares, ou centenas. Ou seja, os desenvolvedores representam, se muito, 15% a 20%. A grande maioria das pessoas trabalha em outras áreas, como vendas, marketing, planejamento, logística, desenvolvimento de canais. Acesso ao capital e BNDES Hoje há capital sobrando. Há vários fundos de investimento esperando bons planos de negócios. O próprio BNDES, o Prosoft, está sendo renovado porque tem muito dinheiro que não foi alocado. Só que, para conseguir esses recursos, é preciso um bom plano de negócio. A grande questão é se as lideranças das empresas têm essa habilidade. Esse conhecimento, no entanto, pode ser contratado em forma de consultoria. Prosoft O Prosoft possui três modalidades. 1) Prosoft de exportação, onde se financia a venda da exportação. Neste caso não há exigência de plano de negócio. Tem que se certificar quem é o cliente lá fora que está comprando; 2) Prosoft empresa, que necessita de um plano de negócios; 3) Prosoft comercialização, onde o BNDES 19

20 financia a compra do software pelo cliente da empresa de software. Há várias empresas entre essas 50 que utilizam essa modalidade de financiamento. Esse é o mais fácil, porque quem tem que apresentar garantia é o comprador. Certificações de qualidade Cerca da metade das 50 empresas entrevistadas possuem certificações de qualidade. Neste ponto o Brasil é muito forte por uma única razão: o mercado interno comprador é muito exigente. Se compararmos o Brasil com o México, o grau de certificação das empresas mexicanas é muito menor, cerca de 1/3 das brasileiras. Novos nichos de mercado É preciso procurar novos nichos para investir, como por exemplo, a TV digital. A forma como a TV digital está sendo implementada no Brasil, indiretamente, gera uma reserva no mercado. Porém, são pouquíssimas, talvez três ou quatro empresas brasileiras estejam envolvidas no projeto que, de fato, vão tirar proveito dessa oportunidade. O mercado potencial é muito grande. E grande maioria das empresas não está examinando. Existem muitos nichos de mercado. Recursos do Finep As empresas pequenas reclamam que as grandes recebem dinheiro para desenvolverem seus produtos. Porém, as grandes empresas têm toda uma estrutura para cumprir o ritual para conseguir os recursos, enquanto as empresas pequenas param no primeiro obstáculo. Faz parte da evolução da empresa e quem está liderando tem que ter consciência disso e buscar meios alternativos. Há financiamentos disponíveis a partir de R$ 5 mil, via Sebrae, até R$ 5 milhões, caso a empresa precise. Aplicativo em Java Quem usa JAVA tem um custo maior e produtividade maior. Se a empresa está usando é porque tem cliente que exige. Quem trabalha com JAVA também vende mais caro. 20

Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil

Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil Pesquisa de mercado junto às 50 maiores empresas de software do Brasil Pesquisa desenvolvida pela MBI Em colaboração com: Assespro São Paulo Instituto de Tecnologia de Software de São Paulo (ITS) MBI é

Leia mais

Localização (UF) da sede das empresas participantes da pesquisa:

Localização (UF) da sede das empresas participantes da pesquisa: SIBSS-SOFTEX: Relatório Pesquisa Junto às Empresas Filiadas Total de Empresas Participantes da Pesquisa: 280 ITS Total de Empresas Cadastradas pelo 263 Total de Empresas Participantes do 11 CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business.

Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. SOLUÇÕES E-BUSINESS PERSONALIZADAS Apresentação Apresentamos a divisão Portal Moveleiro Tecnologia, habilitada para o desenvolvimento de projetos alinhados a estratégias de e-business. Atuando há 4 anos

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

ISHIFT: Informação em Movimento

ISHIFT: Informação em Movimento ISHIFT: Informação em Movimento Contato: www.ishift.com.br +55 51 32798159 contato@ishift.com.br Somos uma empresa completa de produtos e serviços ligados à tecnologia, que procura apresentar soluções

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Gestão Administrativa

Gestão Administrativa Sistemas de Gestão Administrativa Flávia Silva (Chefe do Serviço de Informática da Diretoria de Administração da Fiocruz) Diná Herdi de Medeiros Araújo (Analista de Sistemas do Serviço de Informática da

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

2009/04 - Pesquisa sobre Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas

2009/04 - Pesquisa sobre Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas 2009/04 - Pesquisa sobre Metodologias de Desenvolvimento de Sistemas Pesquisa realiada pelo site http://www.mbi.com.br/ Esta pesquisa foi focada em grandes e médias empresas que possuem equipes de desenvolvimento

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS

MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS MERCADO BRASILEIRO DE SOFTWARE PANORAMA E TENDÊNCIAS 2009 Introdução Resumo Executivo Apesar das turbulências que marcaram o ano de 2008, com grandes variações nos indicadores econômicos internacionais,

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI, Chefe do IMQ e Fundador do GVcia Diretor Executivo e Diretor Geral da FGV-EAESP (1999-2007) Fernando.Meirelles @ fgv.br 23ª Pesquisa

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar

Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de aperfeiçoamento do setor Hermes Management Consulting T: +54 11 4393 2019 www.hermesmc.com.ar Análise dos custos nas agências de viagem e formas de

Leia mais

PROSOFT. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES

PROSOFT. Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Programa para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação PROSOFT Agosto / 2008 1 Definições:

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI, Chefe do IMQ e Fundador do GVcia Diretor Executivo e Diretor Geral da FGV-EAESP (1999-2007) Fernando.Meirelles @ fgv.br 24ª Pesquisa

Leia mais

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO

ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC-008/2008 1 ANEXO III PERFIL DOS PROFISSIONAIS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PARA MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO 1. INFORMAÇÕES GERAIS E CARACTERÍSTICA DO ATUAL AMBIENTE CORPORATIVO

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Resultados do Censo do Setor de TI 2013. 11 de junho de 2014 Vitória (ES)

Resultados do Censo do Setor de TI 2013. 11 de junho de 2014 Vitória (ES) Resultados do Censo do Setor de TI 2013 11 de junho de 2014 Vitória (ES) Agenda Pra quê esse Censo? Participação 2013 Resultados sobre Principais Temas Conclusões Para quê esse Censo? Histórico do Censo

Leia mais

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA

INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA INTERESSADOS DEVERÃO CADASTRAR CURRICULO NO SITE www.superato.com.br. TÉCNICO EM INFORMÁTICA Estamos selecionando para CECRED - Cooperativa de Crédito de Blumenau. Cursando Sistemas da Informação ou Ciências

Leia mais

Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis

Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis Resultados de Pesquisa sobre utilização empresarial de Plataformas Móveis Apresentação Esta pesquisa sobre a utilização empresarial de Plataformas Móveis, teve como público-alvo profissionais de TI e executivos

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI e Fundador do GVcia Fernando.Meirelles @ fgv.br 25ª Pesquisa Anual do Uso de TI, 2014 Pesquisa Pesquisa anual realizada pelo CIA -

Leia mais

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação

A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação A Internacionalização de Empresas de Tecnologia da Informação ENAServ 2014 Encontro Nacional do Comércio Exterior de Serviços Sergio Paulo Gallindo São Paulo, 29 de maio de 2014 Porque Internacionalizar?

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números

ERP. Agenda ERP. Enterprise Resource Planning. Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Enterprise Resource Planning 1 Agenda Origem Funcionalidades Integração Projeto Caso de Sucesso Projeto ERP em Números ERP Com o avanço da TI as empresas passaram a utilizar sistemas computacionais

Leia mais

Soluções em Tecnologia da Informação

Soluções em Tecnologia da Informação Soluções em Tecnologia da Informação Curitiba Paraná Salvador Bahia A DTS Sistemas é uma empresa familiar de Tecnologia da Informação, fundada em 1995, especializada no desenvolvimento de soluções empresariais.

Leia mais

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo

Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Utilização do SGBD PostgreSQL no Metrô São Paulo Versão 2 Novembro /2006 1 Elaborado por: Gerência de Informática e Tecnologia da Informação Gustavo Celso de Queiroz Mazzariol - gqueiroz@metrosp.com.br

Leia mais

Sistemas ERP. Conceitos Iniciais

Sistemas ERP. Conceitos Iniciais Sistemas ERP Prof. Breno Barros Telles do Carmo Conceitos Iniciais Sistema de Informação adquirido em forma de pacotes comerciais de software que permite a integração de dados de sistemas de informação

Leia mais

Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) www.datametrica.com.br faleconosco@datametrica.com.br 81.3316.2600

Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) www.datametrica.com.br faleconosco@datametrica.com.br 81.3316.2600 Perfil geral do Porto Digital (atualizado para Dezembro/2010) Dados Gerais do Porto Digital 191 Empresas *Empresas de TIC: Empresas de software e serviços de TIC; **Serviços associados: Empresas que prestam

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s

W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç ã o p a r a s u p o r t a r a p l i c a ç õ e s c r í t i c a s Av Eng. Luiz Carlos Berrini 1645, 8 andar, 04571-000 Brooklin Novo, São Paulo SP Brazil. Tel: 55 11 5508-3400 Fax: 55 11 5508 3444 W H I T E P A P E R S e r v i d o r e s U n i x - A m e l h o r o p ç

Leia mais

Otimismo desenvolvedoras de softwares

Otimismo desenvolvedoras de softwares Otimismo nas nuvens Ambiente favorável alavanca negócios das empresas desenvolvedoras de softwares, que investem em soluções criativas de mobilidade e computação em nuvem para agilizar e agregar flexibilidade

Leia mais

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo

Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo DOCUMENTO DE ESTRATÉGIA Gerenciamento de Mainframe de Última Geração Gerenciamento de Mainframe de Última Geração - resumo Mainframe como tendência principal para o direcionamento de produtos de TI empresariais

Leia mais

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL

Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL 2011 Pesquisa Virtualização e Evolução para a Nuvem RESULTADOS BRASIL ÍNDICE Evolução de TI... 4 Metodologia... 6 Foco... 8 Conclusão 1: As diferenças entre expectativas e realidade revelam a evolução

Leia mais

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte

Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte IBM Global Technology Services Manutenção e suporte técnico Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável de Suporte Uma abordagem inovadora em suporte técnico 2 Crescendo e Inovando com um Parceiro Confiável

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente:

Unidade IV ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS. Software livre se refere à liberdade dos usuários com relação ao software, mais precisamente: ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Unidade IV DEFINIR A MELHOR SOLUÇÃO DE BANCO DE DADOS PARA AS NECESSIDADES DA EMPRESA.1 O uso das tecnologias.1.1 O software livre 1 A tecnologia de banco de dados, assim

Leia mais

SETOR: SOFTWARE PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública.

SETOR: SOFTWARE PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública. PROJETO DE INVESTIMENTO PIM Nº 31 Desenvolvimento de software destinado à informatização da gestão pública. Descrição da oportunidade de negócio Existe uma grande demanda de transformação tecnológica por

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 1/3

Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 1/3 Como identificar, vender e comercializar com os prospectos de pequenas empresas Parte 1/3 A pequena empresa é um mercado massivo em importante crescimento, que alcançou uma maturidade em termos de oportunidade

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI e Fundador do GVcia Diretor Executivo e Diretor Geral da FGV-EAESP (1999-2007) Fernando.Meirelles @ fgv.br 22ª Pesquisa Anual do Uso

Leia mais

NÃO MORRA ABRAÇADO AO SEU CLIENTE FELIZ

NÃO MORRA ABRAÇADO AO SEU CLIENTE FELIZ NÃO MORRA ABRAÇADO AO SEU CLIENTE FELIZ conheça seus custos e estabeleça seu preço de venda com lucro Prof. Dr. Edgard Bruno Cornachione Júnior Departamento de Contabilidade e Atuária FEA/USP 2a. PLENÁRIA

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

Cloud Ability PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

Cloud Ability PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Cloud Ability PLANO DE GERENCIAMENTO DE RECURSOS HUMANOS Preparado por Erik de Oliveira Souza Diretor Presidente Versão: 1.0 Aprovado por João Victor Alves Barbosa Diretor Financeiro Data: 06-Nov-12 Douglas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DA CIA

PROCESSO SELETIVO DA CIA ANEXO 2 CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO PARA CLASSIFICAÇÃO FOLHA 01 PS 01/07 TCB1 - Técnico de Computação com ênfase em Análise e Projeto no ambiente tecnológico Mainframe IBM referentes aos 5 (cinco) itens abaixo,

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Francisco José da Silva e Silva. fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA

Francisco José da Silva e Silva. fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA O Profissional de Informática e as Novas Exigências do Mercado de Trabalho Francisco José da Silva e Silva fssilva@deinf.ufma.br Depto. de Informática, UFMA Agenda Profissionais de informática: funções

Leia mais

Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06

Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06 Apresentação Índice EMPRESA... 03 ESPECIALIDADES... 03 TRABALHOS REALIZADOS... 04 PRODUTOS... 05 SERVIÇOS... 06 2 EMPRESA CDN&T Informática e Suporte Ltda, empresa que atua a mais de 15 anos no mercado

Leia mais

A profissionalização. Para se ter uma idéia da importância que a área de comunicação tem na Tintas Coral, somente em 2005 foram

A profissionalização. Para se ter uma idéia da importância que a área de comunicação tem na Tintas Coral, somente em 2005 foram estudo de caso - Tintas Coral :: 47 A profissionalização das cores na web Para se ter uma idéia da importância que a área de comunicação tem na Tintas Coral, somente em 2005 foram destinados R$ 8 milhões

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES PROVA DE CONHECIMENTO SOBRE GERÊNCIA DE PORTFÓLIO DE PROJETOS EMAIL: 19/03/2010-2 HORAS DE DURAÇÃO (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 Q2 Q3 Q4 TOTAL INSTRUÇÕES Você será avaliado: Pela correção e profundidade

Leia mais

10 Dicas para uma implantação

10 Dicas para uma implantação 10 Dicas para uma implantação de Cloud Computing bem-sucedida. Um guia simples para quem está avaliando mudar para A Computação em Nuvem. Confira 10 dicas de como adotar a Cloud Computing com sucesso.

Leia mais

Tecnologia de Informação

Tecnologia de Informação Tecnologia de Informação Fernando S. Meirelles Professor Titular de TI e Fundador do GVcia Fernando.Meirelles @ fgv.br 26ª Pesquisa Anual do Uso de TI, 2015 Pesquisa Pesquisa anual realizada pelo CIA -

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO PROVA DE CONHECIMENTO SOBRE O MR-MPS-SV 10/12/2012 4 HORAS DE DURAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO

IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO PROVA DE CONHECIMENTO SOBRE O MR-MPS-SV 10/12/2012 4 HORAS DE DURAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO PROVA DE CONHECIMENTO SOBRE O MR-MPS-SV 10/12/2012 4 HORAS DE DURAÇÃO EMAIL: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO Q1 (0,5) Q2 (0,5) Q3 (1,0) Q4 (1,0) Q5 (1,0) TOTAL (10,0) Q6 (1,0) Q7 (2,0) Q8 (1,0) Q9 (1,0) Q10

Leia mais

Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria

Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria Caso de Sucesso Com a Informatica, a Vale potencializa as relações de parceria As inovações na forma como integramos e gerenciamos a relação com parceiros estão ajudando a reduzir o custo dos relacionamentos

Leia mais

Id: 35719 (34 years)

Id: 35719 (34 years) Foto não disponível Id: 35719 (34 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 05/09/1981 País: Mozambique, Região: Maputo, Cidade: Maputo Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO:

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Computação em Nuvem Apresentação Executiva

Computação em Nuvem Apresentação Executiva Expresso em Nuvem - Lançamento 2010 Computação em Nuvem Apresentação Executiva Apresentador: Wilton Mota Março de 2010 Institutional Presentation of SERPRO Agenda Institucional SERPRO; Conceitos de Computação

Leia mais

E R P. Enterprise Resource Planning. Sistema Integrado de Gestão

E R P. Enterprise Resource Planning. Sistema Integrado de Gestão E R P Enterprise Resource Planning Sistema Integrado de Gestão US$ MILHÕES O MERCADO BRASILEIRO 840 670 520 390 290 85 130 200 1995-2002 Fonte: IDC P O R Q U E E R P? Porque a única coisa constante é a

Leia mais

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica

Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação. Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Sucesu RS A Tecnologia a Favor da Inovação Serviços de Cloud Computing para operações de missão crítica Fernando Bittar Diretor de Novos Negócios ITM IT Management Contexto do Mercado de Cloud Computing

Leia mais

Marcus Vinicius Russo Roberto

Marcus Vinicius Russo Roberto Marcus Vinicius Russo Roberto Produtor de Tecnologia 1 de Março de 1985 São Paulo - SP (11) 8928-1479 contato@vinirusso.info www.vinirusso.info Propriedades Minha especialidade é a pesquisa e o encontro

Leia mais

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br

INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br INTERESSADOS ENVIAR CURRÍCULO E PRETENSÃO SALARIAL PARA rebeca@holdenrh.com.br/vanessa@holdenrh.com.br Vagas Holden TI: Analista de Desenvolvimento Java Sênior Consultor SAP FI DBA SQL Server DBA Oracle

Leia mais

A Intel espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas

A Intel espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas Microsoft Office System Estudo de caso da solução do cliente A espera uma redução de 20% nos custos de audioconferências com solução de comunicações unificadas Visão geral País ou região: Estados Unidos

Leia mais

Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015. Pretensão salarial. Resumo do Currículo. Cargo de interesse

Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015. Pretensão salarial. Resumo do Currículo. Cargo de interesse Marcelo Vidigal Dias (Currículo Profissional) Data da última alteração: 26/05/2015 Perfil do currículo: Profissional Data de nascimento: 22/10/1972 Endereço: Rua Igarapava, 191 Bairro: Jardim dos Gravatás

Leia mais

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia

Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia P ORTFÓ FÓLIO Apresentação do Portfólio da ITWV Soluções Inteligentes em Tecnologia versão 1.1 ÍNDICE 1. A EMPRESA... 3 2. BI (BUSINESS INTELLIGENCE)... 5 3. DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS... 6 3.1. PRODUTOS

Leia mais

www.titecnologia.net CRESCIMENTO CONTÍNUO E SUSTENTÁVEL

www.titecnologia.net CRESCIMENTO CONTÍNUO E SUSTENTÁVEL www.titecnologia.net CRESCIMENTO CONTÍNUO E SUSTENTÁVEL Evento www.titecnologia.net www.titecnologia.net Temas 1. Projeção de crescimento do mercado de tecnologia 2. Onde se encontrarão as oportunidades

Leia mais

Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com

Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com Sede global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.508.872.8200 Fax.508.935.4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O R e d H a t E n t e r p r i s e L i n u x e m u s o : V a r e j i

Leia mais

Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo. Organização e Realização

Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo. Organização e Realização Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo Organização e Realização Perfil do Público Alvo Empresários e executivos de MPE de Software e Serviços

Leia mais

5 Case Stara. Cristiano Buss *

5 Case Stara. Cristiano Buss * Cristiano Buss * Fundada em 1960, a Stara é uma fabricante de máquinas agrícolas. De origem familiar, está instalada em Não-Me-Toque, no norte do Estado; Em seis anos, cresceu 11 vezes, com baixo nível

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Visão Geral A Logica Adviser SAP A Logica Adviser SAP é formada por profissionais com ampla experiência no mercado SAP. Sua essência está baseada nos princípios da: Qualidade

Leia mais

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS

Case de Sucesso. Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS Case de Sucesso Integrando CIOs, gerando conhecimento. TERRA NETWORKS APERFEIÇOA FERRAMENTA DE BI PARA O AUTOCONHECIMENTO DE SEUS NEGÓCIOS Perfil Terra é parte da Telefônica Digital, braço da Telefônica

Leia mais

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013.

Introdução. A Internet de Todas as Coisas está pronta para gerar pelo menos US$ 613 bilhões em lucros empresariais mundiais no. ano de 2013. Internet de Todas as Coisas (IoE). 10 principais descobertas da Pesquisa Índice de valor da IoE da Cisco com 7.500 responsáveis pela tomada de decisão em 12 países Joseph Bradley Jeff Loucks Andy Noronha

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Por uma internet mais criativa e dinâmica

Por uma internet mais criativa e dinâmica 1 de 9 1/10/2010 08:17 ASSINE 0800 703 3000 ÍNDICE PRINCIPAL Canais Fóruns Multimídia Blogs Shop Eventos Pro Banco de Currículos Por uma internet mais criativa e dinâmica Faça Login ou Cadastre-se E-mail:

Leia mais

Aprenda as melhores práticas para construir um completo sistema de teste automatizado

Aprenda as melhores práticas para construir um completo sistema de teste automatizado Aprenda as melhores práticas para construir um completo sistema de teste automatizado Renan Azevedo Engenheiro de Produto de Teste e Medição -Américas Aprenda as melhores práticas para construir um completo

Leia mais

A importância das exportações de serviços e da internacionalização das empresas brasileiras

A importância das exportações de serviços e da internacionalização das empresas brasileiras A importância das exportações de serviços e da internacionalização das empresas brasileiras Guido Mantega Presidente - BNDES 25 o ENAEX- Novembro/2005 www.bndes.gov.br 1 Inserção do Brasil na Globalização

Leia mais

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los.

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los. Ao longo de vários anos de trabalho com CRM e após a execução de dezenas de projetos, penso que conheci diversos tipos de empresas, culturas e apesar da grande maioria dos projetos darem certo, também

Leia mais

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO

VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO VALOR E PARTICIPAÇÃO DAS EXPORTAÇÕES, POR FATOR AGREGADO E PAÍS DE DESTINO 1 - CHINA 2 - ESTADOS UNIDOS 2014 34.292 84,4 4.668 11,5 1.625 4,0 6.370 23,6 5.361 19,8 13.667 50,6 2013 38.973 84,7 5.458 11,9

Leia mais

EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado.

EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado. Nome: Nº Série: EDITORES DE TEXTO Capítulo 1: Avaliação técnica e econômica dos principais editores de texto do mercado. Habilidades: Pesquisar novas ferramentas e aplicativos de informática para a área

Leia mais

A ewave do Brasil é uma empresa de TI provedora de soluções de software.

A ewave do Brasil é uma empresa de TI provedora de soluções de software. A ewave do Brasil é uma empresa de TI provedora de soluções de software. Segue abaixo os perfis para os quais a ewave está recrutando. Caso tenha interesse em participar do processo seletivo ou alguém

Leia mais

LASAP. Visão Geral. LASAP Institucional

LASAP. Visão Geral. LASAP Institucional LASAP Visão Geral A LASAP A LASAP é formada por profissionais com ampla experiência no mercado SAP. Sua essência está baseada nos princípios da: Qualidade e Pontualidade na entrega dos projetos Inovação

Leia mais

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor

PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER SUCCESS STORY PromonLogicalis: mais de 10 mil equipamentos gerenciados com CA Nimsoft Monitor CUSTOMER PROFILE Empresa: PromonLogicalis Indústria: Tecnologia da Informação e Comunicações Funcionários:

Leia mais

Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios

Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios Soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios Criamos informação e conhecimento, através de nossa suíte de soluções em Tecnologia e Sistemas para Gestão de Negócios, ajudando as pessoas a tomarem

Leia mais

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding

IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding IBM Cognos Business Intelligence Scorecarding Unindo a estratégia às operações com sucesso Visão Geral O Scorecarding oferece uma abordagem comprovada para comunicar a estratégia de negócios por toda a

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes

CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes CRM - gestão eficiente do relacionamento com os clientes Mais que implantação, o desafio é mudar a cultura da empresa para documentar todas as interações com o cliente e transformar essas informações em

Leia mais

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim

Arquitetura Cliente/Servidor. Uma visão. analítica sobre Bancos de Dados. Banco de Dados. Prof. Enzo Seraphim Arquitetura Cliente/Servidor Uma visão Banco de Dados analítica sobre Bancos de Dados Prof. Enzo Seraphim Modelo Cliente Servidor Protocolo Cliente Faz pedido de serviços ao Servidor Servidor Processa

Leia mais

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado

Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Mídias sociais nas empresas O relacionamento online com o mercado Maio de 2010 Conteúdo Introdução...4 Principais conclusões...5 Dados adicionais da pesquisa...14 Nossas ofertas de serviços em mídias sociais...21

Leia mais

Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral

Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral Imprensa São Paulo, 16 de junho de 2015 Digitalização pode impulsionar competitividade brasileira, segundo estudo feito pela Siemens e pela Fundação Dom Cabral O estudo foi baseado em uma pesquisa realizada

Leia mais

IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Análise das exigências das empresas sobre a qualificação técnica dos profissionais de TI

IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Análise das exigências das empresas sobre a qualificação técnica dos profissionais de TI IETEC - INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Análise das exigências das empresas sobre a qualificação técnica dos profissionais de TI Hugo Cunha Goeking Maroni Augusto Gonçalves Belo Horizonte Agosto / 2015

Leia mais

SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS / LÍDER DE PROJETOS

SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS / LÍDER DE PROJETOS SUPERÀTO DIVULGA: ANALISTA DE SISTEMAS Superior completo em Sistemas de Informação, Ciências da Computação ou áreas afins; CONHECIMENTOS: OO (Orientação Objeto) UML ASP.Net (Framework 2.0 e/ou superior)

Leia mais

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO

Virtualização. O conceito de VIRTUALIZAÇÃO Virtualização A virtualização está presente tanto no desktop de um entusiasta pelo assunto quanto no ambiente de TI de uma infinidade de empresas das mais variadas áreas. Não se trata de "moda" ou mero

Leia mais

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center

Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Otimização do Gerenciamento de Datacenters com o Microsoft System Center Aviso de Isenção de Responsabilidade e Direitos Autorais As informações contidas neste documento representam a visão atual da Microsoft

Leia mais

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês

clientes milhões relatórios mil linhas detalhados +de +de +de +de recuperados em negociações gerenciadas por mês por mês A TeleGestão, especialista em gestão de telecomunicações, dedica-se há mais de 20 anos ao desafio de adequar recursos de telefonia ao perfil corporativo de diversos setores. As soluções da TeleGestão,

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques

Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques Pesquisa sobre: Panorama da Gestão de Estoques Uma boa gestão de estoques comprova sua importância independente do segmento em questão. Seja ele comércio, indústria ou serviços, o profissional que gerencia

Leia mais

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange 15 de Fevereiro 2006 1 A TIVIT nasce da fusão entre a modernidade e o

Leia mais

Informações Adicionais Possui veículo: Sim Portador de deficiencia fisica: Sim CID Q713 Portador de necessidades especiais: Não

Informações Adicionais Possui veículo: Sim Portador de deficiencia fisica: Sim CID Q713 Portador de necessidades especiais: Não Dados Pessoais Nome Completo: Aldeir de Oliveira Pereira Data de Nascimento: 16/03/1966 Estado civil: Casado Filhos: 02 CPF: 57469830634 RG/Passaporte: M 3935032 Sexo: Masculino CID Q713 Informações Adicionais

Leia mais

Menores, mas com potencial de gigantes

Menores, mas com potencial de gigantes Menores, mas com potencial de gigantes 12 KPMG Business Magazine Empresas do mercado empreendedor ganham força com a expansão do consumo nos países emergentes O ano de 2008 foi um marco na história econômica

Leia mais