Tópicos de eletrostática:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tópicos de eletrostática:"

Transcrição

1 Tópicos de eletrostática: campo elétrico, potencial elétrico, capacitores e trabalho de uma carga EM_V_FIS_03 Este tópico apresenta grandezas elétricas com uma grande vinculação com as grandezas mecânicas trabalho e energia É preciso tomar muito cuidado com os sinais e as unidades das grandezas envolvidas Potencial elétrico O conceito de potencial elétrico não é simples: a forma mais conveniente de expressarmos o potencial elétrico é dizendo que ele representa a energia potencial por unidade de carga, lembrando que a energia potencial representa um trabalho Se o trabalho representa a diferença de energia potencial entre dois pontos, podemos escrever: W ab = E Pa E Pb e dividindo-se todos os termos W ab E Pa E Pb por uma carga q vem: = onde q q q E Pa representa a energia puntiforme por unidade q 596 de carga para o ponto a, isto é, o potencial elétrico do ponto a (V a ) e E Pb representa a energia puntiforme q por unidade de carga do ponto b, isto é, o potencial elétrico do ponto b V b (V b ) A partir dessa expressão, podemos definir a unidade SI de potencial elétrico: ela representa a razão entre o joule (J) e o coulomb (C); essa unidade de potencial é chamada volt (símbolo V); apesar de usarmos letras iguais para potencial e volt, lembre-se de que o primeiro é uma grandeza física e o segundo, uma unidade Potencial elétrico em função da carga geradora Podemos também definir o potencial de um ponto em função da carga que gera campo nesse ponto ponto A Q d 1

2 Como o trabalho representa, em síntese, a ideia da força pelo deslocamento, podemos escrever: V = F d e usando a expressão da força da lei de q K Q q d Coulomb temos: d V = ou fazendo as sim- q plificações: V A = K Q d Definimos, então, o potencial de um ponto como sendo a razão entre o produto da constante eletrostática pela carga que gera campo em um ponto pela distância entre esse ponto e a carga geradora de campo Observa-se que as equações de intensidade de campo e potencial elétrico são bastante parecidas, mas essas grandezas apresentam uma diferença fundamental: enquanto o campo elétrico é uma grandeza vetorial, o potencial elétrico é uma grandeza escalar, ou seja, a soma de campos obedece à regra do paralelogramo e a soma de potenciais não Potencial em um ponto, gerado por várias cargas Consideremos as cargas Q A > 0, Q b < 0 e Q C > 0, colocadas às distâncias d A, d B e d C de um ponto M Capacitância Observa-se que, eletrizando-se um condutor isolado e inicialmente neutro, podemos montar uma tabela: com uma carga Q ele adquire um potencial 1 V 1 ; com uma carga Q ele adquire um potencial V ; com uma carga Q ele adquire um potencial V ; 3 3 com uma carga Q ele adquire um potencial V n n Verificamos que as razões Q 1 V 1, Q V, Q 3 V 3,, Q n V n são sempre iguais, podemos escrever Q V = constante; essa constante é chamada de capacitância; definimos, então, a capacitância de um condutor como o escalar determinado pela razão entre sua carga e seu potencial elétrico, isto é, numericamente, a capacitância indica a quantidade de eletricidade necessária para elevar de uma unidade, o potencial do condutor A unidade de capacitância, no SI, é definida como: U(C) = U (Q) U (V) U (C) SI = C V Capacitância de um condutor esférico = farad (F) Sendo o potencial de uma esfera dado por V = K Q R podemos, utilizando a equação anterior, escrever: C esfera = Q K Q R ou : C esfera = R K O potencial no ponto M será dado por: V M = V A + V B + V C ou V M = K Q a d a V M = K K Q B d B Q A d a + K Q C d C Q B d B + Q C d C 597 o que nos leva a concluir que a capacitância só depende das dimensões lineares do condutor e do meio onde ele está, independendo da carga que ele adquiriu, do potencial e do material de que é feito Observamos, também, que o farad seria a capacitância de uma esfera de raio numericamente igual a m ou km, no ar ou vácuo; se notarmos que a Terra tem raio numericamente igual a 6, km percebemos que essa unidade é muito grande, usando, portanto, submúltiplos na prática EM_V_FIS_03

3 Capacitores ou condensadores Chamamos condensação elétrica ao fenômeno de acúmulo de eletricidade à superfície de um condutor cuja capacitância foi aumentada pela proximidade de outro condutor eletrizado, separado do primeiro por um dielétrico e carregado com uma carga de sinal contrário a do primeiro condutor Os dispositivos nos quais se realiza a condensação elétrica são chamados condensadores ou capacitores e os condutores eletrizados são chamados de armaduras; o condutor primitivamente carregado é o indutor e o outro, que se carrega por indução, é chamado de induzido Nas figuras abaixo mostramos os símbolos de capacitores: Plano, de armaduras variáveis: muito usado em rádios, para fazer a sintonia das estações transmissoras; apresenta dois grupos de armaduras planas interligadas, um fixo e outro móvel e o ar como dielétrico Variando-se a área de condensação S varia-se a capacitância do condensador fixo móvel móvel fixo c) Esférico: Uma esfera (indutor) interna de raio R e outra (induzido) externa de raio R 1 : R 1 Q + vácuo capacitância fixa capacitância variável R Q - Convém lembrar que a carga de um capacitor é a carga Q de sua armadura positiva Tipos de capacitores a) Plano: apresenta duas placas, planas e paralelas, cada uma de área A e separadas por um dielétrico de espessura d; se considerarmos como dielétrico o vácuo teremos, para este capacitor, C 0 = A 0 d, onde é a permissividade elétrica do vácuo ( 8, ) F 0 M vácuo Nesse caso, a capacitância é dada por: C 0 = 4 0 R 1 R R 1 R d) Cilíndrico: Dois cilindros de comprimento, o interno (indutor) de raio R e o outro (induzido) externo de raio R 1 : Área A Q + R 1 R d A experiência nos mostra que; substituindo-se o vácuo por outro dielétrico, a capacitância do condensador fica multiplicada por uma constante chamada constante dielétrica do isolante e é representada por k Isto é, vácuo Neste caso, a capacitância é dada por: Q EM_V_FIS_03 C = k C C 0 = 0 In R 1 R 3

4 Associação de capacitores Q + eq Q eq Podemos associar os capacitores de duas maneiras clássicas: a) em série caracteriza-se por apresentar quedas sucessivas de potencial; nesta associação todos os capacitores têm a mesma carga e o potencial total é a soma dos potenciais dos capacitores Q + Q Q + Q Q + Q Q + C 1 C C 3 C n V1 V V 3 V n V Substituindo-se todos os capacitores por um único C eq, tal que mantenham-se a carga e o potencial totais Q + Q V Como V = V 1 + V + V V n e V = Q = C Q eq + Q + Q + + Q e dividindo-se todos os C 1 C C 3 C n termos por Q (a carga é sempre a mesma) tem-se: 1 C eq = 1 C C + C eq 1 C C n Q V C eq Como Q eq = Q 1 + Q + + Q n e Q = VC VC eq = V 1 C 1 + V C + + V n C n e dividindo-se todos os termos por V (o potencial é sempre o mesmo) tem-se: C eq = C 1 + C + + C n Potencial de equilíbrio Em módulos anteriores estudamos a ligação entre condutores mas, considerávamos, sempre, condutores iguais Vamos, agora, estudar a ligação entre quaisquer condutores A situação pode ser considerada, por analogia, com a situação dos vasos comunicantes: quando pegamos vários vasos, de diferentes formas e capacidades, que estejam ligados entre si, observa-se que, colocando-se um líquido neles, o nível do líquido será o mesmo em todos eles; processo semelhante ocorre com relação à eletricidade; colocando-se condutores em contato entre si, haverá passagem de cargas elétricas até que eles adquiram um potencial comum chamado potencial de equilíbrio (V ); vamos considerar dois condutores diferentes, de capacitâncias eq C e C carregados, inicialmente, com cargas Q e 1 1 Q ; eles apresentarão os potenciais V e V 1 em paralelo caracteriza-se por apresentar o mesmo potencial em todos os capacitores Nesta associação cada capacitor tem a sua carga, e a carga total é a soma de todas essas cargas Q + 1 Q 1 C 1 Vamos ligar esses condutores através de um fio longo e fino Q + Q C Q + n Q n C n 4 V Substituindo-se todos os capacitores por um único C eq, tal que mantenham-se a carga e o potencial totais 599 Como a capacitância está ligada às dimensões físicas do condutor, ela é constante; as cargas elétricas se redistribuirão gerando as novas cargas Q 1 e Q mas, de acordo com o princípio de conservação das cargas teremos, obrigatoriamente: Q + Q = Q + Q 1 1 EM_V_FIS_03

5 Lembrando que Q = VC podemos escrever: V 1 C 1 + V C = V 1 C 1 + V C e considerando V 1 = V = V eq vem V 1 C 1 + V C = V eq C 1 + V eq C ou V 1 C 1 + V C = V eq ( C 1 + C ) e portanto V eq = V 1 C 1 + V C C 1 + C Quando os condutores são iguais, temos C 1 = C e consequentemente: V eq = V + V 1 ou seja, o potencial de equilíbrio é a média aritmética dos potenciais iniciais; pelo mesmo motivo, as cargas finais de dois condutores idênticos, ligados entre si, são obrigatoriamente iguais e cada uma delas vale Q = Q 1 + Q Superfície equipotencial Consideremos uma esfera carregada com carga Q gerando um campo; os pontos equidistantes do seu centro apresentarão o mesmo potencial dado por V = KQ d e constituirão uma superfície esférica concêntrica com a esfera geradora, chamada superfície equipotencial Consideremos os pontos da superfície S A que estão submetidos ao potencial dado por V 1 = V Ed onde d representa a distância entre S A e a superfície geradora positiva; como todos esses pontos estão à mesma distância, eles apresentam o mesmo potencial, constituindo, portanto, uma superfície equipotencial Diferença de potencial Analisando o esquema anterior podemos dizer que a superfície S A apresenta um potencial V 1 e a superfície S B apresenta um potencial V ; chamamos diferença de potencial (ddp) à diferença V 1 V = V 1 ; a unidade de ddp é a mesma de potencial elétrico, isto é, o volt (V) Trabalho no campo uniforme Consideremos um ponto M pertencente à equipotencial S A e um ponto N pertencente à equipotencial S B e vamos observar o que acontece quando transportamos uma carga q do ponto M até o ponto N o trabalho, nesse transporte, é igual à diferença de energia potencial elétrica inicial e final ou W MN = E elet M E elet N ; como a energia potencial elétrica vale o produto da carga pelo potencial do ponto, temos W MN = q V M q V N ou, colocando q em evidência W MN = q ( V M V N ), isto é, o trabalho de M para N corresponde ao produto da carga pela ddp entre os pontos M e N Vamos considerar, agora, um campo entre duas placas planas e paralelas carregadas com cargas de sinais opostos (campo uniforme) d EM_V_FIS_03 V E V Observamos, portanto, que o trabalho entre dois pontos de um campo uniforme só depende do valor da carga, que é constante, e da ddp entre esses dois pontos, isto é, se tivéssemos feito o transporte da carga de M para P, o trabalho seria o mesmo já que, V N = V P, o que demonstra que a força elétrica é conservativa, pois o trabalho entre esses dois pontos independe da trajetória 5

6 Relação entre ddp e intensidade de campo Podemos observar, também, pelo esquema anterior que, como o campo é uniforme, a carga sofrerá a ação de uma força constante e sendo o trabalho de uma força constante dado por W MN = F d cos, tendo = 0 MN podemos escrever W MN = q E d ; substituindo o trabalho pelo valor dado na equação anterior teremos: MN q (V M V N ) = q E d e eliminando-se q (V V ) N M M N = E d ; a unidade de intensidade de campo, então, NM pode ser escrita: U(E) = U(ddp) U(d) Energia de carga e descarga ou U (E) SI = V m Quando ligamos um condutor eletrizado positivamente à Terra, considerada por convenção como potencial zero, observa-se que, sendo a capacitância constante, a perda de carga gera uma diminuição de potencial elétrico Fazendo-se o gráfico do processo de eletrização de um corpo, teremos: A tangente do ângulo representa a capacitância e a área do triângulo Q0V representa a energia (trabalho) gasta nessa eletrização; essa área é dada por: QV área W = ou como Q = CV W = CV ou ainda `` S 1 o potencial é nulo; o campo elétrico é nulo; 3 colocando-se uma carga puntiforme +q, com liberdade de movimento, ela fica em equilíbrio + Q Q A M B Podemos afirmar que: a) c) d) e) apenas a afirmativa 1 é correta apenas a afirmativa é correta apenas a afirmativa 3 é correta as afirmativas 1 e são corretas as afirmativas 1 e 3 são corretas P Solução: A Como as cargas são iguais em módulo e de sinais opostos e sendo o ponto P equidistante delas, a soma (escalar) dos potenciais gerados em P será nulo (afirmativa 1 correta) Os campos gerados em 9 também são, pela mesma razão, iguais em módulo; como a soma das intensidades de campo é vetorial, o campo gerado em P é diferente de zero (afirmativa errada) Como o campo em P não é nulo, se aí colocarmos uma carga com liberdade de movimento, ele ficará submetida a uma força F, isto é, não ficará em equilíbrio (afirmativa 3 errada) Portanto, opção A (UFF) Q é uma carga elétrica puntiforme Sabe-se que no ponto P a intensidade do campo elétrico e o potencial elétrico são, respectivamente, E e V r Q r P 6 1 W = Q C Duas cargas puntiformes, +Q e Q, são colocadas nos pontos A e B No ponto P, da mediatriz de AB: 601 Assim, é correto afirmar que, no ponto S, a intensidade do campo e o potencial elétrico são, respectivamente, iguais a: a) E e V E e V 4 4 EM_V_FIS_03

7 `` c) E e V 4 d) E e V e) 4E e V Solução: E Para o ponto P: K Q V = e E = r Para o ponto S: V = K Q e E = r K Q r K Q r ou V = K Q r e E = 4 K Q r `` 5 c) d) e) é nulo é infinito é negativo Solução: C Como o trabalho de transporte de uma carga entre dois pontos N e M vale W NM = q(v N V M ) e pertencendo eles a uma mesma equipotencial, a ddp V NM é nula e, portanto, o trabalho é nulo (PUC) São dadas as linhas de força e as superfícies equipotenciais de um campo uniforme portanto: V = V e E = 4 E 3 `` (Lavras) Um eletrotécnico, na montagem de um rádio, necessita de um capacitor de 7pF, mas só dispõe de capacitores de 10pF e pf; determine o número mínimo de capacitores que devem ser usados para conseguir tal efeito a) 6 5 c) 4 d) 3 e) Solução: D Para diminuir a capacitância, fazemos uma associação em série: `` Sabendo-se que: V A = 1,0 10 e V B = 8,0 10 V, determine: (1) A intensidade de campo elétrico () O potencial elétrico no ponto C (3) O trabalho da força elétrica que atua numa carga q = 1,0 C, ao ser deslocada do ponto A até o ponto C Solução: (1) Como o desenho apresenta linhas de força retilíneas, paralelas e equidistantes, temos um campo uniforme; usando-se V AB = E d AB entre A e B teremos: = E 0,10 E = 00 V m EM_V_FIS_ pF 10pF 10p 10p Essa associação nos dá: C1 = 10p + 10p = 5pF Fazendo, agora, a associação em paralelo: Logo: C total = 5p + p = 7pF 5pF pf (UFPA) O trabalho para deslocar uma carga elétrica sobre uma superfície equipotencial: a) depende do valor de carga depende da distância que a carga terá de percorrer 60 () Igualmente V AC = E d AC 100 V C = 00 0,30 ou V C = 40 V (3) Aplicando-se W AC = q (V A V C ) teremos W AC = 1 (100 40) ou W AC = 60 μj 6 (Cesgranrio) Uma partícula de massa 1, kg e carga 1, C é lançada na direção de um campo elétrico uniforme de intensidade 1, V/m A velocidade mínima de lançamento para que ela percorra 0cm a partir da posição de lançamento, é de: a) 14m/s 0m/s c) 6m/s d) 3m/s e) 38 m/s 7

8 `` Solução: B Podemos observar que, se a questão pede a velocidade mínima de uma carga negativa é porque ela está sendo jogada no mesmo sentido do campo; consideraremos o ponto de partida A e ela deverá atingir B com velocidade nula (condição de mínimo para va) Aplicando-se WAB = q(va VB) e lembrando da dinâmica que W = EC podemos, igualando, escrever: 1 (Unirio) A figura abaixo mostra como estão distanciadas entre si, duas cargas elétricas puntiformes, Q e 4Q, no vácuo Pode-se afirmar que o módulo do campo elétrico (E) é nulo no ponto: ECB ECA = q ( V A V B ) ou ECB ECA = q E x d A B mv B mv A = q E da B e sendo v B = 0 mv A = q E d A B ; usando os valores dados mv A = VA = 10 ou a) A B c) C d) D VA = 4 10 ou v A = 0m/s e) E 7 (UFRJ) A membrana que envolve cada uma de nossas células musculares tem uma espessura d igual a 5, m Quando o músculo está relaxado, há uma diferença de potencial de 9,0 10 V ao longo da espessura da membrana; tal diferença deve-se a um acúmulo de cargas positivas na parede externa da membrana e de cargas negativas em sua parede interna (Cesgranrio) Na figura abaixo, M, N e P são pontos de um campo elétrico uniforme A diferença de potencial VM VP = 30V e a diferença de potencial VN VP = 40V Qual é o valor da diferença de potencial (VN VM) entre os pontos N e M? a) 10V 0V c) 30V d) 50V e) 70V `` Solução: Fazendo V = E d e substituindo pelos valores dados vem 9 10 = E E = ou 5 10 E = 1, V m Como o campo elétrico vai, sempre, das cargas positivas para as negativas ele estará apontando para o interior da célula 8 3 (Fuvest) Duas esferas metálicas A e B estão próximas uma da outra A esfera A está ligada à Terra, cujo potencial é nulo, por um fio condutor A esfera B está isolada e carregada com carga +Q Considere as seguintes afirmações: 603 EM_V_FIS_03 Nessas condições, calcule o módulo do campo elétrico médio E no interior de membrana e indique se E aponta para dentro ou para fora da célula

9 EM_V_FIS_ I II O potencial da esfera A é nulo A carga total da esfera A é nula III A força elétrica total sobre a esfera A é nula Está correto apenas o que se afirma em: a) I II c) I e II d) II e III e) I, II e III (UFRS) A diferença de potencial entre duas grandes placas paralelas, separadas de 10-8 m, é de 1V Qual a intensidade da força elétrica que atua numa partícula de carga igual a C, que se encontra entre essas placas? -11 a),4 10 N N -9 c),4 10 N -7 d) 1, 10 N -6 e) 6 10 N (UFF) A 60m de uma linha de transmissão de energia elétrica, submetida a 500kV, o campo elétrico dentro do corpo humano é, aproximadamente, 3, V/m Esse campo atua num certo íon, de carga 3, C, no cromossomo dentro de uma célula A força elétrica exercida sobre o íon é cerca de: -5 a) 9,0 10 N -14 1,5 10 N -13 c) 1,0 10 N -1 d) 1,5 10 N 13 e) 1,0 10 N (Fuvest) Um capacitor a vácuo é constituído por duas placas paralelas e ilimitadas separadas de uma distância x Uma das placas potencial V e a outra -V O campo elétrico no interior do capacitor tem intensidade igual a: a) V/x V/x c) V/x d) zero e) V/x (Unificado) A figura abaixo representa as linhas de um campo elétrico uniforme A ddp entre os pontos A e B vale 4V Assim, a intensidade desse campo elétrico, em V/m, vale: a) c) 10 d) 150 e) 00 (UFF) Ligaram-se 10 capacitores de capacitâncias iguais a 1,0µF, associados em paralelo, a uma ddp de 1, V Após estarem carregados, foram desligados da fonte de tensão e ligados a uma resistência O calor obtido(total) no processo de descarga, foi: a) 5,0 10 joules,0 10 joules c) 4,0 10 joules d) 1,0 10 joules e) 3,0 10 joules 9 (UNIFEI) Duas cargas elétricas são colocadas ao longo de um eixo x; 6µC em x = 10m e 3µC em x = 5m Encontre os pontos ao longo do eixo x onde o potencial elétrico é zero 10 (UFRJ) Na figura estão representadas uma carga puntiforme q e algumas superfícies equipotenciais, com raios múltiplos de uma distância D a) Calcule a razão E 1 / E entre o módulo E 1, do campo elétrico no ponto 1 e o módulo E do campo elétrico no ponto ; Calcule a razão V /V entre o potencial V, no ponto e o potencial V no ponto 9

10 11 (Unificado) Uma carga elétrica positiva se desloca no interior de um campo elétrico uniforme, desde um ponto A até um ponto D, realizando trabalho, como mostra a figura abaixo A seguir são propostas três trajetórias para essa carga Trajeto ABD, cujo trabalho realizado vale T 1 Trajeto AD, cujo trabalho realizado vale T Trajeto ACD, cujo trabalho realizado vale T 3 Sobre os valores de T 1, T e T3, é correto afirmar que: a) T = T < T 1 3 T = T = T 1 3 c) T = T > T 1 3 d) T > T > T 1 3 e) T > T > T (FEI) A ddp entre dois pontos A e B é V V = 10V, A B o trabalho realizado pela força elétrica no transporte de uma carga q =,0µC de A para B é em Joules: -4 a) c) 10-5 d) e) (UFF) A figura representa um campo elétrico uniforme de intensidade 1, N/CUma partícula com carga elétrica q =, C e massa m = 1, kg é abandonada no ponto X A velocidade da partícula ao passar pelo ponto Y, distante 5, m de X, é, em m/s, aproximadamente igual a: Qual a intensidade da força elétrica que atua numa partícula de carga igual a C, que se encontra entre essas placas? -11 a),4 10 N N -9 c),4 10 N -7 d) 1, 10 N -6 e) 6 10 N 15 (UFPE) A figura abaixo indica duas placas planas, paralelas e infinitas com distribuição uniforme de cargas elétricas As superfícies equipotenciais do campo estão indicadas pelas linhas tracejadas assim como os potenciais correspondentes Qual o trabalho necessário para deslocar um elétron (carga = e) do ponto A ao ponto B? a) e 3V e V c) e V d) zero e) e V 16 (Unificado) Um feixe de elétrons, com velocidade V, penetra no espaço entre duas placas condutoras entre as quais é mantida uma diferença de potencial constante, com a polarização mostrada na figura Qual dos gráficos propostos a seguir melhor representada a energia cinética E dos e em função da distância x percorrida por eles depois de atravessarem a primeira placa: e x x y E a) 10 a) 0,50 1,0 c) 14 d) 40 e), (UFRS) A diferença de potencial entre duas grandes placas paralelas, separadas de 10-8 m, é de 1V 605 c) EM_V_FIS_03

11 d) e) 17 (UFF) Quatro cargas de mesmo módulo estão dispostas nos vértices de um quadrado, conforme mostra a figura Dos gráficos abaixo, assinale o que melhor representa o potencial elétrico V ao longo do eixo x a) + q 0 - q + q - q x 19-5 a) c) d) e) (PUC-SP) Considere o campo elétrico criado por: I Duas placas metálicas planas e paralelas, distanciadas de 1,0cm, sujeitas a uma ddp de 100V II Uma esfera metálica oca de raio,0cm carregada com,5µc de carga positiva a) Quais as características básicas dos dois campos elétricos? A que distância do centro da esfera um elétron so- freria a ação de uma força elétrica de módulo igual à que agiria sobre ele entre as placas paralelas? 0 Que diferença de potencial deve ser aplicada para produzir um campo elétrico capaz de acelerar um elétron à velocidade de 10 7 m/s? m e = k g e q e = 1, C c) d) 1 (Unirio) Uma superfície plana e infinita, positivamente carregada, origina um campo elétrico de módulo 6, N/C Considere que os pontos B e C da figura são equidistantes da superfície carregada e, além disso, considere também que a distância entre os pontos A e B é de 3,0m, e entre os pontos B e C é de 4,0m e) EM_V_FIS_03 18 (ENaval-RJ) A figura representa algumas superfícies equipotenciais de um campo eletrostático e os valores dos potenciais correspondentes O trabalho realizado pelo campo para levar uma carga q = C do ponto A ao ponto B, através da trajetória y, vale, em joules: 606 Com isso, os valores encontrados para a diferença de potencial elétrico entre os pontos A, B e C, ou seja: V AB, V BC e V AC são, respectivamente, iguais a: a) zero; 3, V; 1, V 8 1,8 10 V; zero; 3, V 11

12 8 c) 1,8 10 V; 1, V; 3, V c) III somente 8 d) 1,8 10 V; 3, V; zero d) I somente 8 e) 1,8 10 V; zero; 1, V e) I e III somente (USS) Um pêndulo elétrico, formado por um fino fio de seda de 0cm de comprimento e por uma pequena esfera de material dielétrico de massa m=5,0g e carga q = 50µC, é colocado no interior de um campo elétrico uniforme estabelecido por duas placas metálicas, paralelas, distantes 40cm uma da outra e conectadas a uma bateria de fem igual a V Na situação de equilíbrio, a bolinha permanece a 1cm da linha vertical que passa pelo ponto de sustentação do pêndulo (figura) 4 (UFF) Q é uma carga elétrica puntiforme Sabe-se que no ponto P a intensidade do campo elétrico e o potencial elétrico são, respectivamente, E e V Assim, é correto afirmar que no ponto S a intensidade do campo e o potencial elétrico são respectivamente iguais a: a) c) d) E V e E V e 4 4 E V e 4 E e V e) 4E e V Assim, considerando g = 10m/s, é correto afirmar que a fem V vale, aproximadamente: a) 0,10kV 5 (ITA) Há quatro maneiras possíveis de se ligar três capacitores idênticos: 0,15kV c) 0,0kV d) 0,5kV e) 0,30kV 3 (Unificado) Nas figuras, três cargas positivas e pontuais, q, são localizadas sobre a circunferência de um círculo de raio R de três maneiras diferentes As afirmações seguintes se referem ao potencial eletrostático em O, centro da circunferência (o zero dos potenciais está no infinito): I O potencial em O nas figuras 1 e 3 é dirigido para baixo II O potencial em O tem o mesmo valor (não nulo) nos três casos III O potencial em O na figura é nulo Está(ão) certa(s) a(s) afirmação(ões): 6 Qual dos valores, na tabela a seguir, representa corretamente as capacitâncias das associações? 1) ) 3) 4) a) 3C 3C 3C 3C C/3 3C 3 C C 3 c) 3C C/3 C/ C d) 3C C/3 C 3C 3 e) C C/3 C C (UFF) O esquema da figura representa uma rede cujo ponto b está ligado à terra e o ponto a mantido num potencial de + 600V Qual a carga do capacitor C 3? a) I e II somente II somente a) 0,1 10 C -3 1,6 10 C EM_V_FIS_03

13 7 8-3 c) 0, 10 C -3 d) 0,8 10 C -3 e) 0,5 10 C (UERJ) Entre duas placas condutoras, planas e paralelas, separadas por uma distância d = 4, m, existe um campo elétrico uniforme de intensidade E = 6, V/m As placas podem ser colocadas na horizontal (situação A) ou na vertical (situação B), em um local onde g = 10m/s Uma pequena esfera, de massa m = 8, kg e carga elétrica positiva q = 1, C, encontra-se suspensa entre as placas por meio de um fio isolante, inextensível e de massa desprezível a) Explique por que, na situação B, a esfera se inclina para a direita e determine a diferença de potencial elétrico entre as placas Calcule a razão entre as trações nos fios para as situações A e B (Fuvest) O campo elétrico no interior de um capacitor de placas paralelas é uniforme dado pela fórmula E = U, onde U é a ddp entre as placas, e D é a distância D entre elas A figura representa uma gota de óleo, de massa M e carga positiva Q, entre as placas horizontais do capacitor, no vácuo A gota encontra-se em equilíbrio sob a ação das forças gravitacional e elétrica 10 (Unicamp) Considere uma molécula diatômica iônica Um átomo tem carga q = 1, C, e o outro tem carga oposta A distância interatômica de equilíbrio é de, m No Sistema Internacional é igual a 9, Na distância de equilíbrio, a força de atração entre as cargas é anulada por outras forças internas da molécula Pede-se: a) A resultante das outras forças internas que anula a força de atração entre as cargas Considerando que, para distâncias interatômicas maiores que a distância de equilíbrio, as outras forças internas são desprezíveis, determine a energia necessária para separar completamente as duas cargas, isto é, para dissociar a molécula em dois íons 11 (UFRJ) Em um condutor em equilíbrio eletrostático, o campo elétrico próximo às pontas é bem mais intenso do que em outros pontos de sua superfície (veja figura 1) Este fenômeno é conhecido como o poder das pontas Podemos explicá-lo com um modelo simples: considere uma esfera condutora A, de raio igual a 10R, submetida a um potencial elétrico constante igual a V 0 e uma pequena esfera B, também condutora de raio igual a R, ligada à primeira por um fio condutor muito fino (veja figura ) EM_V_FIS_03 9 Suponha as esferas suficientemente afastadas de modo a) Determine a relação entre U, D, M, Q e g; que possamos desprezar os efeitos da indução de cargas entre elas e considerar a distribuição das cargas Reduzindo a distância entre as placas para D/3 e nas esferas uniformes Nestas condições calcule: aplicando uma ddp U 1, verifica-se que cada gota adquire uma aceleração para cima, de módulo igual a) A razão Q /Q entre as cargas da esfera A e da A B U ao da aceleração da gravidade (g) Qual a razão 1 esfera B? U A razão E (UFRJ) Duas cargas, Q e 4Q, estão fixas num eixo /E entre o módulo do campo elétrico na A B superfície da esfera A e na superfície da esfera B graduado nos pontos de abscissas e 8, respectivamente 1 (E Naval-RJ) Na configuração abaixo estão representadas as linhas de força e as superfícies equipotenciais a) Determine a abscissa do ponto desse eixo onde o de um campo elétrico uniforme de intensidade igual a campo elétrico é nulo 10 V/m: Em que ponto do eixo é nulo o potencial elétrico devido às cargas?

14 14 d) 40m/s e) 600m/s (UFRJ) Considere duas cargas pontuais +Q e Q fixas e uma terceira carga pontual q > 0, localizadas num ponto A equidistante das duas primeiras, como mostra a figura Considere as afirmativas abaixo: I II A separação d entre as superfícies equipotenciais vale 0,m O trabalho realizado pela força elétrica para deslocar uma carga q = 6µC de A para C vale J III O trabalho realizado pela força elétrica para deslocar uma carga q = 6µC de A para B é maior que o realizado de A para C IV O trabalho realizado pela força elétrica para deslocar qualquer carga elétrica de D para A é nulo V A energia potencial elétrica de uma carga localizada no ponto C é maior que a da mesma carga localizada no ponto B São corretas: a) I, II, III e IV II, IV e V c) III e V d) I, II e IV e) I, II, III e V 13 (PUC-Rio) Duas placas condutoras paralelas são submetidas a uma diferença de potencial de 1,0 volt A distância entre as placas é de 0,50cm, conforme indica a figura O campo elétrico entre essas placas é uniforme 1,0V A 0,5cm B a) Determine a direção e o sentido da força resultante de origem elétrica sobre a carga q Justifique sua resposta Verifique se o trabalho realizado pela força resultan- te de origem elétrica sobre a carga q, enquanto ela se desloca no ponto A até outro ponto B, também equidistante de +Q e Q, é positivo, negativo ou nulo Justifique sua resposta 15 (Unirio) Uma carga pontual Q 1 > 0 é deslocada ao longo de um contorno fechado circular, unicamente sob a ação de uma carga pontual Q < 0 fixa, colocada no centro da circunferência a) Qual o valor do trabalho total realizado sobre a car- ga Q 1 em um período completo? Expresse a força centrípeta em função das cargas Q 1 e Q, da constante elétrica K e do raio R da circunferência descrita por Q 1 16 (Fuvest) Consideremos a região situada entre duas placas planas, paralelas e uniformemente carregadas com cargas de mesmo módulo e sinais contrários Dentro dessa região há um filamento F que, aquecido emite elétrons com velocidades iniciais praticamente nulas A ddp entre as placas é 300V e a distância entre as placas é 3,0cm Dados: Q e = 1, C e m e = 9, kg, desprezando-se os efeitos gravitacionais e admitindo que haja vácuo na região entre as placas, perguntase: 14 Uma partícula de massa = 1, kg, carregada eletricamente com uma carga de +6, C, parte do repouso da placa A Desprezando a ação da gravidade e supondo não haver perda de energia, a velocidade com que tal partícula atingirá a placa B terá módulo igual a: a) 1m/s 40m/s c) 100m/s 609 a) Com que energia cinética os elétrons atingem a placa positiva? Qual o valor do campo elétrico na região entre as placas? EM_V_FIS_03

15 17 (Unirio) No esquema da figura abaixo, apresenta-se as superfícies equipotenciais e as linhas de força no campo de uma carga elétrica puntiforme Q fixa Sendo K = Nm /C, determine: 1 (Fuvest) O gráfico descreve o potencial elétrico numa região do espaço em função da distância à origem Um próton desloca-se nesta região Considere o valor da carga do próton 1, C a) o valor de Q o valor do campo elétrico em B c) o trabalho realizado pela força elétrica sobre a car- ga q =, C para levá-la de A para C 18 (Vunesp) Uma partícula de carga q positiva e massa m, tais que m/q = 1, kg/coulomb, penetra perpendicularmente com velocidade v = 4, m/s, por um orifício, entre duas placas planas e paralelas (ver figura) a) Qual o trabalho realizado sobre o próton quando ele passa da posição 0,01m a 0,05m? Esboce o gráfico do módulo do campo elétrico em função da distância (UFF) Um sistema é composto por duas placas e uma grade metálicas, dispostas paralelamente como na figura abaixo V 1 V g V As placas estão submetidas aos potenciais V 1 e V, com V > V 1, separadas por uma distância d Qual deve ser a diferença de potencial V = V V 1, para que a partícula chegue na placa com velocidade nula? 19 (PUC Minas) Uma massa de kg move-se do ponto A ao ponto B Suponha que a massa sofra a ação de uma força elétrica constante de 10-4 N para a esquerda, ao longo de todo o deslocamento As placas e a grade são planas e suas dimensões lineares são muito maiores que a distância d Os potenciais elétricos na placa 1, na grade e na placa valem V 1, V g e V, respectivamente, sendo V 1 > V g = V Uma partícula de massa m e carga q > 0 é abandonada próximo ao centro da placa 1, indo atingir a placa sem colidir com a grade Determine: a) a intensidade do campo elétrico que acelera a par- tícula a placa 1 e a grade; a velocidade com que a partícula atinge a placa EM_V_FIS_03 a) Que trabalho é realizado pela força elétrica para mover a massa de A para B? Considerando a massa com uma carga elétrica de +3, C, sua energia potencial elétrica aumentou, diminuiu ou permaneceu inalterada? 0 (UFSCar) Duas cargas positivas, Q e q, encontram-se inicialmente em repouso, presas por hastes rígidas e separadas por uma distância r A carga q é então liberada, enquanto a outra carga permanece em repouso Determine a energia cinética da partícula de carga q quando esta se encontra a uma distância r da outra carga (k é a constante elétrica)

16 14 E 15 E 16 A 1 B 17 A A 18 B 3 A 19 4 E 6 C a) Placas planas paralelas: campo elétrico uniforme esfera metálica carregada: campo inversamente proporcional ao quadro da distância 7 d = 1,50m 5 A D 0 U = 81,5V 8 A 9 x = 0m e x = 40m 10 a) E 11 B E 1 B 3 B 13 C 4 E 611 EM_V_FIS_03 4

17 5 D a) O deslocamento é de sentido contrário ao da força, logo o trabalho é negativo, 6 E τ = J 7 O corpo com carga positiva, deslocou-se no sentido oposto ao do campo Concluímos que a energia potencial elétrica aumentou a) 400V TA/TB = 1,4 8 0 Temos que = EC = Uq = kqq kq kq q = r r r 1 a) U = a) = 1, J 9 E (N/C) a) xa = 4 5x104 x1 = 0 e x = 3, 10 d (m) 0,05 0 0,03 a) E = V V1 d v = q (v1 v) m a) 5, N 1, J 11 a) 1 B 13 A 14 a) Vertical e para baixo O trabalho é nulo, pois nos pontos considerados a diferença de potencial é nula 15 a) O trabalho realizado é nulo FC = FA = KQ1Q R 16 a) = 3, 10-17J E = V/m 17 a) Q = C KQ d E == 180 N/C EM_V_FIS_03 c) 10-8J 18 U = V

18 EM_V_FIS_03

19 EM_V_FIS_

20 0 615 EM_V_FIS_03

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE

Lista de Eletrostática da UFPE e UPE Lista de Eletrostática da UFPE e UPE 1. (Ufpe 1996) Duas pequenas esferas carregadas repelem-se mutuamente com uma força de 1 N quando separadas por 40 cm. Qual o valor em Newtons da força elétrica repulsiva

Leia mais

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA

RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO FÍSICA RECUPERAÇÃO TURMAS: 2º ANO Professor: XERXES DATA: 22 / 11 / 2015 RECUPERAÇÃO FINAL FORÇA ELÉTRICA (LEI DE COULOMB) FÍSICA Para todas as questões, considere a constante eletrostática no vácuo igual a 9.10

Leia mais

ELETROSTÁTICA: EXERCÍCIOS

ELETROSTÁTICA: EXERCÍCIOS ELETROSTÁTICA: EXERCÍCIOS 1. (Uerj) Duas partículas de cargas +4Q e -Q coulombs estão localizadas sobre uma linha, dividida em três regiões I, II e III, conforme a figura abaixo. Observe que as distâncias

Leia mais

Lista de Eletrostática - Mackenzie

Lista de Eletrostática - Mackenzie Lista de Eletrostática - Mackenzie 1. (Mackenzie 1996) Uma esfera eletrizada com carga de + mc e massa 100 g é lançada horizontalmente com velocidade 4 m/s num campo elétrico vertical, orientado para cima

Leia mais

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática

Prof. Rogério Porto. Assunto: Eletrostática Questões COVEST Física Elétrica Prof. Rogério Porto Assunto: Eletrostática 1. Duas esferas condutoras A e B possuem a mesma carga Q. Uma terceira esfera C, inicialmente descarregada e idêntica às esferas

Leia mais

FÍSICA 3ª Série LISTA DE EXERCÍCIOS/ELETROSTÁTICA Data: 20/03/07

FÍSICA 3ª Série LISTA DE EXERCÍCIOS/ELETROSTÁTICA Data: 20/03/07 1. O campo elétrico de uma carga puntiforme em repouso tem, nos pontos A e B, as direções e sentidos indicados pelas flechas na figura a seguir. O módulo do campo elétrico no ponto B vale 24V/m. O módulo

Leia mais

CAPACIDADE ELÉTRICA. Unidade de capacitância

CAPACIDADE ELÉTRICA. Unidade de capacitância CAPACIDADE ELÉTRICA Como vimos, a energia elétrica pode ser armazenada e isso se faz através do armazenamento de cargas elétricas. Essas cargas podem ser armazenadas em objetos condutores. A capacidade

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Upe 2013) Considere a Terra como uma esfera condutora, carregada uniformemente, cuja carga total é 6,0 μ C, e a distância entre o centro da Terra e um ponto P na superfície da Lua é de aproximadamente

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r Exercícios Potencial Elétrico 01. O gráfico que melhor descreve a relação entre potencial elétrico V, originado por uma carga elétrica Q < 0, e a distância d de um ponto qualquer à carga, é: 05. Duas cargas

Leia mais

Problemas de eletricidade

Problemas de eletricidade Problemas de eletricidade 1 - Um corpo condutor está eletrizado positivamente. Podemos afirmar que: a) o número de elétrons é igual ao número de prótons. b) o número de elétrons é maior que o número de

Leia mais

TURMA: 3º ANO: Campo Elétrico

TURMA: 3º ANO: Campo Elétrico DISCIPLINA: FÍSICA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO

Leia mais

Primeira lista de física para o segundo ano 1)

Primeira lista de física para o segundo ano 1) Primeira lista de física para o segundo ano 1) Dois espelhos planos verticais formam um ângulo de 120º, conforme a figura. Um observador está no ponto A. Quantas imagens de si mesmo ele verá? a) 4 b) 2

Leia mais

Considerando que = 9,0

Considerando que = 9,0 LISTA 4 POTENIAL ELÉTRIO 01 - (FEPES DF) onsidere uma carga puntiforme positiva q fixa num ponto do espaço. Verifica-se que o campo elétrico em um ponto P 1, a uma distância R dessa carga, tem módulo E

Leia mais

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb

Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade e Lei de Coulomb Introdução à Eletricidade Eletricidade é uma palavra derivada do grego élektron, que significa âmbar. Resina vegetal fossilizada Ao ser atritado com um pedaço

Leia mais

Exercícios de Eletrização

Exercícios de Eletrização Exercícios de Eletrização 1-Um corpo inicialmente neutro recebe 10 milhões de elétrons. Este corpo adquire uma carga de: (e = 1,6. 10 19 C). a) 1,6. 10 12 C b) 1,6. 10 12 C c) 16. 10 10 C d) 16. 10 7 C

Leia mais

ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE

ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE 1. (Pucrj 013) Duas cargas pontuais q1 3,0 μc e q 6,0 μc são colocadas a uma distância de 1,0 m entre si. Calcule a distância, em metros, entre a carga q 1 e a posição, situada entre

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO. Introdução. Campo de uma carga elétrica puntiforme. Sentido do campo elétrico E =

CAMPO ELÉTRICO. Introdução. Campo de uma carga elétrica puntiforme. Sentido do campo elétrico E = CAMPO ELÉTRICO Introdução O campo elétrico é a região do espaço que fica ao redor de uma carga elétrica. Em um ponto do espaço existe um campo elétrico se uma carga elétrica, denominada carga de prova,

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO

LISTA DE EXERCÍCIOS CAMPO MAGNÉTICO 1. (Fuvest 96) A figura esquematiza um ímã permanente, em forma de cruz de pequena espessura, e oito pequenas bússolas, colocadas sobre uma mesa. As letras N e S representam, respectivamente, pólos norte

Leia mais

TD DE FÍSICA 2 Questões de Potencial elétrico e Trabalho da Força Elétrica PROF.: João Vitor

TD DE FÍSICA 2 Questões de Potencial elétrico e Trabalho da Força Elétrica PROF.: João Vitor 1. (Ita) Considere as afirmações a seguir: I. Em equilíbrio eletrostático, uma superfície metálica é equipotencial. II. Um objeto eletrostaticamente carregado induz uma carga uniformemente distribuída

Leia mais

Aula de Véspera - Inv-2008

Aula de Véspera - Inv-2008 01. Um projétil foi lançado no vácuo formando um ângulo θ com a horizontal, conforme figura abaixo. Com base nesta figura, analise as afirmações abaixo: (001) Para ângulos complementares teremos o mesmo

Leia mais

AULA 3 FORÇA ELÉTRICA. O conceito de força é a capacidade de provocar a mudança de intensidade, direção e sentido da velocidade.

AULA 3 FORÇA ELÉTRICA. O conceito de força é a capacidade de provocar a mudança de intensidade, direção e sentido da velocidade. AULA 3 FORÇA ELÉTRICA O conceito de força é a capacidade de provocar a mudança de intensidade, direção e sentido da velocidade. - Um objeto em repouso (v= 0) entra em movimento, mediante a aplicação de

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada

COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada COLÉGIO NOSSA SENHORA DE FÁTIMA ALUNO(A): Nº PROF.: André Harada DISCIPLINA: Física II SÉRIE: 2ª Ensino Médio TURMA: DATA: 1. (Uerj 2000) Duas partículas de cargas +4Q e -Q coulombs estão localizadas sobre

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática. Pré Universitário Uni-Anhanguera 01 - (MACK SP)

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática. Pré Universitário Uni-Anhanguera 01 - (MACK SP) Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física Eletrostática 01 - (MACK SP) Fixam-se as cargas puntiformes q 1 e q 2, de

Leia mais

Sobriedade e objetividade nessa caminhada final e que a chegada seja recheado de SUCESSO! Vasco Vasconcelos

Sobriedade e objetividade nessa caminhada final e que a chegada seja recheado de SUCESSO! Vasco Vasconcelos Prezado aluno, com o intuito de otimizar seus estudos para a 2ª fase do Vestibular da UECE, separamos as questões, por ano, por assunto e com suas respectivas resoluções! Vele a pena dar uma lida e verificar

Leia mais

POTENCIAL ELÉTRICO E FORÇA ELÉTRICA

POTENCIAL ELÉTRICO E FORÇA ELÉTRICA POTENCIAL ELÉTRICO E FORÇA ELÉTRICA 1. No movimento de A para B (figura) ao longo de uma linha de campo elétrico, o campo realiza 3,94 x 10-19 J de trabalho sobre um elétron. Quais são as diferenças de

Leia mais

Um capacitor é um sistema elétrico formado por dois condutores separados por um material isolante, ou pelo vácuo.

Um capacitor é um sistema elétrico formado por dois condutores separados por um material isolante, ou pelo vácuo. Capacitores e Dielétricos Um capacitor é um sistema elétrico formado por dois condutores separados por um material isolante, ou pelo vácuo. Imaginemos uma configuração como a de um capacitor em que os

Leia mais

Unidade 12 - Capacitores

Unidade 12 - Capacitores Unidade 1 - Capacitores Capacidade Eletrostática Condutor Esférico Energia Armazenada em um capacitor Capacitor Plano Associação de Capacitores Circuitos com capacitores Introdução Os primeiros dispositivos

Leia mais

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará.

-----> V = 73,3V. Portanto: V2 = 73,3V e V1 = 146,6V, com isso somente L1 brilhará acima do normal e provavelmente queimará. TC 3 UECE 01 FASE POF.: Célio Normando Conteúdo: Lâmpadas Incandescentes 1. A lâmpada incandescente é um dispositivo elétrico que transforma energia elétrica em energia luminosa e energia térmica. Uma

Leia mais

Física II Eng. Química + Eng. Materiais

Física II Eng. Química + Eng. Materiais Física II Eng. Química + Eng. Materiais Carga Eléctrica e Campo Eléctrico Lei de Gauss Potencial Eléctrico Condensadores 1. Nos vértices de um quadrado ABCD, com 10 cm de lado, estão colocadas cargas pontuais

Leia mais

Departamento de Ciências da Natureza Física Prof. Rafael

Departamento de Ciências da Natureza Física Prof. Rafael 1. (FCC-Londrina-PR) Uma carga elétrica pontual de +1, x 1-6 C situa-se num dos vértices de um triângulo equilátero de,3m de lado. Com centro no segundo vértice, se localiza uma esfera isolante com diâmetro

Leia mais

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx

Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de Admissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Soluções das Questões de Física do Processo Seletivo de dmissão à Escola Preparatória de Cadetes do Exército EsPCEx Questão Concurso 009 Uma partícula O descreve um movimento retilíneo uniforme e está

Leia mais

Física: Eletromagnetismo

Física: Eletromagnetismo Física: Eletromagnetismo Questões de treinamento para a banca Cesgranrio elaborada pelo prof. Alex Regis Questão 01 Está(ão) correta(s): Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se

Leia mais

Hoje estou elétrico!

Hoje estou elétrico! A U A UL LA Hoje estou elétrico! Ernesto, observado por Roberto, tinha acabado de construir um vetor com um pedaço de papel, um fio de meia, um canudo e um pedacinho de folha de alumínio. Enquanto testava

Leia mais

FÍSICA 3. Capacitância e Dielétricos

FÍSICA 3. Capacitância e Dielétricos FÍSICA 3 Capacitância e Dielétricos Prof. Alexandre A. P. Pohl, DAELN, Câmpus Curitiba Ementa Carga Elétrica Campo Elétrico Lei de Gauss Potencial Elétrico Capacitância Corrente e resistência Circuitos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA ELETRIZAÇÃO. Eletricidade

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA ELETRIZAÇÃO. Eletricidade UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA ELETRIZAÇÃO Eletricidade ELETROSTÁTICA Carga elétrica Força elétrica Campo elétrico Trabalho e potencial elétrico Capacitância eletrostática ELETRODINÂMICA Corrente

Leia mais

(www.inpe.br/webelat/homepage/menu/el.atm/perguntas.e.respostas.php. Acesso em: 30.10.2012.)

(www.inpe.br/webelat/homepage/menu/el.atm/perguntas.e.respostas.php. Acesso em: 30.10.2012.) 1. (G1 - ifsp 2013) Raios são descargas elétricas de grande intensidade que conectam as nuvens de tempestade na atmosfera e o solo. A intensidade típica de um raio é de 30 mil amperes, cerca de mil vezes

Leia mais

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR IME - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Um pequeno refrigerador para estocar vacinas está inicialmente desconectado da rede elétrica e o ar em seu interior encontra-se

Leia mais

Prof. André Motta - mottabip@hotmail.com_ 4.O gráfico apresentado mostra a elongação em função do tempo para um movimento harmônico simples.

Prof. André Motta - mottabip@hotmail.com_ 4.O gráfico apresentado mostra a elongação em função do tempo para um movimento harmônico simples. Eercícios Movimento Harmônico Simples - MHS 1.Um movimento harmônico simples é descrito pela função = 7 cos(4 t + ), em unidades de Sistema Internacional. Nesse movimento, a amplitude e o período, em unidades

Leia mais

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r

1 P r o j e t o F u t u r o M i l i t a r w w w. f u t u r o m i l i t a r. c o m. b r Exercícios Capacitores e) 12,5 J 1-Capacitores são elementos de circuito destinados a: a) armazenar corrente elétrica. b) permitir a passagem de corrente elétrica de intensidade constante. c) corrigir

Leia mais

POTENCIAL ELÉTRICO. por unidade de carga

POTENCIAL ELÉTRICO. por unidade de carga POTENCIAL ELÉTRICO A lei de Newton da Gravitação e a lei de Coulomb da eletrostática são matematicamente idênticas, então os aspectos gerais discutidos para a força gravitacional podem ser aplicadas para

Leia mais

Exercícios Campo elétrico

Exercícios Campo elétrico Exercícios ampo elétrico 1. (Uem) Assinale o que for correto. 01) argas elétricas positivas, abandonadas em repouso em uma região do espaço, onde existe um campo elétrico uniforme, deslocam-se para a região

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Potencial Elétrico e Energia Potencial Elétrica

Exercícios com Gabarito de Física Potencial Elétrico e Energia Potencial Elétrica Exercícios com Gabarito de Física Potencial Elétrico e Energia Potencial Elétrica 1) (Fuvest-1995) Um sistema formado por três cargas puntiformes iguais, colocadas em repouso nos vértices de um triângulo

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 3 o ano Disciplina: Física - Magnetismo 01 - (PUC SP) Na figura abaixo temos a representação de dois

Leia mais

RESULTADO 1. (ITA-1969) Três superfícies planas circulares isoladas possuem cargas distribuídas conforme indica a figura:

RESULTADO 1. (ITA-1969) Três superfícies planas circulares isoladas possuem cargas distribuídas conforme indica a figura: Fundamentos da física - Ramalho, Nicolau e Toledo Edição Histórica - vestibular ITA SUA BUSCA Assunto: Eletrostática RESULTADO 1. (ITA-1969) Três superfícies planas circulares isoladas possuem cargas distribuídas

Leia mais

Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história CORPOS ELETRIZADOS E NEUTROS CARGA ELÉTRICA

Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história. Um pouco de história CORPOS ELETRIZADOS E NEUTROS CARGA ELÉTRICA Um pouco de história O conhecimento de eletricidade data de antes de Cristo ~ 600 a.c. Ambar, quando atritado, armazena eletricidade William Gilbert em 1600 conseguiu eletrizar muitas substâncias diferentes

Leia mais

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( )

( ) ( ) ( ( ) ( )) ( ) Física 0 Duas partículas A e, de massa m, executam movimentos circulares uniormes sobre o plano x (x e representam eixos perpendiculares) com equações horárias dadas por xa ( t ) = a+acos ( ωt ), ( t )

Leia mais

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme

FORÇA MAGNÉTICA. Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme FORÇA MAGNÉTICA Força magnética sobre cargas em um campo magnético uniforme Em eletrostática vimos que quando uma carga penetra em uma região onde existe um campo elétrico, fica sujeita a ação de uma força

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico 1) (AFA-001) Baseando-se na Lei de Coulomb e na definição de campo elétrico de uma carga puntiforme, podemos estimar, qualitativamente, que o campo elétrico

Leia mais

ELETROSTÁTICA. Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com

ELETROSTÁTICA. Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com ELETROSTÁTICA Ramo da Física que estuda as cargas elétricas em repouso. www.ideiasnacaixa.com Quantidade de carga elétrica Q = n. e Q = quantidade de carga elétrica n = nº de elétrons ou de prótons e =

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico

Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico Exercícios com Gabarito de Física Campo Elétrico 1) (AFA-001) Baseando-se na Lei de Coulomb e na definição de campo elétrico de uma carga puntiforme, podemos estimar, qualitativamente, que o campo elétrico

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ----

Valores eternos. MATÉRIA PROFESSOR(A) ---- ---- Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física I PROFESSOR(A) Raphael ANO SEMESTRE DATA 2º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Em um determinado local do espaço, existe

Leia mais

tem Note e adote: ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE 3,2 10 kg, permanecia com velocidade constante no interior da câmara. Essa esfera carga do elétron 1,6 10 C

tem Note e adote: ELETROSTÁTICA 3ª SÉRIE 3,2 10 kg, permanecia com velocidade constante no interior da câmara. Essa esfera carga do elétron 1,6 10 C 1. (Mackenzie 015) Uma esfera metálica A, eletrizada com carga elétrica igual a 0,0 μc, é colocada em contato com outra esfera idêntica B, eletricamente neutra. Em seguida, encosta-se a esfera B em outra

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA EXERCÍCIOS NOTAS DE AULA I Goiânia - 014 1. Um capacitor de placas paralelas possui placas circulares de raio 8, cm e separação

Leia mais

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR

TC 3 UECE - 2013 FASE 2 MEDICINA e REGULAR TC 3 UECE - 03 FASE MEICINA e EGULA SEMANA 0 a 5 de dezembro POF.: Célio Normando. A figura a seguir mostra um escorregador na forma de um semicírculo de raio = 5,0 m. Um garoto escorrega do topo (ponto

Leia mais

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45

= R. Sendo m = 3,3. 10 27 kg, V = 3,0. 10 7 m/s e R = 0,45m, calcula-se a intensidade da força magnética. 3,3. 10 27. (3,0. 10 7 ) 2 = (N) 0,45 37 a FÍSICA Em um cíclotron tipo de acelerador de partículas um deutério alcança velocidade final de 3,0 x 10 7 m/s, enquanto se move em um caminho circular de raio 0,45m, mantido nesse caminho por uma

Leia mais

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014

Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 Resolução Comentada CEFET/MG - 2 semestre 2014 01 - A figura mostra um sistema massa-mola que pode oscilar livremente, sem atrito, sobre a superfície horizontal e com resistência do ar desprezível. Nesse

Leia mais

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a:

Valores eternos. MATÉRIA. PROFESSOR(A) Hermann ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência equivalente entre os terminais A e B é igual a: Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA Física III PROFESSOR(A) Hermann ANO SEMESTRE DATA 3º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. Para a associação da figura, a resistência

Leia mais

Exercícios com Gabarito de Física Movimento de Cargas no Interior de um Campo Elétrico

Exercícios com Gabarito de Física Movimento de Cargas no Interior de um Campo Elétrico Exercícios com Gabarito de Física Movimento de Cargas no Interior de um Campo Elétrico 1) (AFA-003) Um elétron desloca-se na direção x, com v velocidade inicial 0. Entre os pontos x 1 e x, existe um campo

Leia mais

Capítulo 4 Trabalho e Energia

Capítulo 4 Trabalho e Energia Capítulo 4 Trabalho e Energia Este tema é, sem dúvidas, um dos mais importantes na Física. Na realidade, nos estudos mais avançados da Física, todo ou quase todos os problemas podem ser resolvidos através

Leia mais

Trabalho e Potencial de uma carga elétrica

Trabalho e Potencial de uma carga elétrica Trabalho e Potencial de uma carga elétrica 1. (Uem 2011) Uma carga puntual positiva, 6 q 2 10 C 6 Q 510 C, está disposta no vácuo. Uma outra carga puntual positiva,, é abandonada em um ponto A, situado

Leia mais

UERJ UFF UFRJ UFRRJ UNIRIO

UERJ UFF UFRJ UFRRJ UNIRIO UERJ UFF UFRJ UFRRJ UNIRIO 1. (Unirio 1995) A figura a seguir mostra como estão distanciadas, entre si, duas cargas elétricas puntiformes, Q e 4Q, no vácuo. Pode-se afirmar que o módulo do campo elétrico

Leia mais

RESUMO 2 - FÍSICA III

RESUMO 2 - FÍSICA III RESUMO 2 - FÍSICA III CAMPO ELÉTRICO Assim como a Terra tem um campo gravitacional, uma carga Q também tem um campo que pode influenciar as cargas de prova q nele colocadas. E usando esta analogia, podemos

Leia mais

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s

1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s SIMULADO DE FÍSICA ENSINO MÉDIO 1) Calcular, em m/s, a velocidade de um móvel que percorre 14,4Km em 3min. a) ( ) 70m/s b) ( ) 80 m/s c) ( ) 90m/s d) ( ) 60m/s 2) Um avião voa com velocidade constante

Leia mais

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2.

E irr = P irr T. F = m p a, F = ee, = 2 10 19 14 10 19 2 10 27 C N. C kg = 14 1027 m/s 2. FÍSICA 1 É conhecido e experimentalmente comprovado que cargas elétricas aceleradas emitem radiação eletromagnética. Este efeito é utilizado na geração de ondas de rádio, telefonia celular, nas transmissões

Leia mais

LISTA UERJ 2014 LEIS DE NEWTON

LISTA UERJ 2014 LEIS DE NEWTON 1. (Pucrj 2013) Sobre uma superfície sem atrito, há um bloco de massa m 1 = 4,0 kg sobre o qual está apoiado um bloco menor de massa m 2 = 1,0 kg. Uma corda puxa o bloco menor com uma força horizontal

Leia mais

d) F 4 ; F 9 e F 16 e) 4F; 6F e 8F Dado: Lei de COULOMB F = K.Q Q d CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - Vol. II 39

d) F 4 ; F 9 e F 16 e) 4F; 6F e 8F Dado: Lei de COULOMB F = K.Q Q d CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS - Vol. II 39 Aula n ọ 09 01. Em um experimento realizado em sala de aula, um professor de física mostrou duas pequenas esferas metálicas idênticas, suspensas por fios isolantes, em uma situação de atração. Na tentativa

Leia mais

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1

c = c = c =4,20 kj kg 1 o C 1 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO DO TESTE INTERMÉDIO - 2014 (VERSÃO 1) GRUPO I 1. H vap (H 2O) = 420 4 H vap (H 2O) = 1,69 10 3 H vap (H 2O) = 1,7 10 3 kj kg 1 Tendo em consideração a informação dada no texto o calor

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A L 0 H mola apoio sem atrito B A figura acima mostra um sistema composto por uma parede vertical

Leia mais

O que você deve saber sobre

O que você deve saber sobre O que você deve saber sobre Além de resistores, os circuitos elétricos apresentam dispositivos para gerar energia potencial elétrica a partir de outros componentes (geradores), armazenar cargas, interromper

Leia mais

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27

TIPO-A FÍSICA. r 1200 v média. Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 2. Resposta: 27 1 FÍSICA Dado: Aceleração da gravidade: 10 m/s 01. Considere que cerca de 70% da massa do corpo humano é constituída de água. Seja 10 N, a ordem de grandeza do número de moléculas de água no corpo de um

Leia mais

V = 0,30. 0,20. 0,50 (m 3 ) = 0,030m 3. b) A pressão exercida pelo bloco sobre a superfície da mesa é dada por: P 75. 10 p = = (N/m 2 ) A 0,20.

V = 0,30. 0,20. 0,50 (m 3 ) = 0,030m 3. b) A pressão exercida pelo bloco sobre a superfície da mesa é dada por: P 75. 10 p = = (N/m 2 ) A 0,20. 11 FÍSICA Um bloco de granito com formato de um paralelepípedo retângulo, com altura de 30 cm e base de 20 cm de largura por 50 cm de comprimento, encontra-se em repouso sobre uma superfície plana horizontal.

Leia mais

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C

Questão 28. Questão 30. Questão 29. alternativa E. alternativa C Sempre que for necessário, utilize a aceleraçãodagravidadelocalcomog= 10 m/s Questão 8 A potência hídrica média teórica da hidrelétrica de Tucuruí, localizada no Pará, é de, 10 6 kw (fonte: site oficial

Leia mais

Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA Prova Escrita de Física III A Professor: Jorge Pedraza Arpasi, SALA 325 - UNIPAMPA Alegrete

Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA Prova Escrita de Física III A Professor: Jorge Pedraza Arpasi, SALA 325 - UNIPAMPA Alegrete Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA Prova Escrita de Física III A Professor: Jorge Pedraza Arpasi, SALA 325 - UNIPAMPA Alegrete Nome: 1 Algumas instruções Na primeira questão marque com caneta com

Leia mais

Trabalho e potencial elétrico

Trabalho e potencial elétrico PARTE I Unidade a 3 capítulo Trabalho e potencial elétrico seções: 31 Trabalho da força elétrica 32 Diferença de potencial elétrico 33 Superfície equipotencial antes de estudar o capítulo Veja nesta tabela

Leia mais

LISTA 10 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA

LISTA 10 INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. (Ufmg 95) Esta figura mostra uma espira retangular, de lados a = 0,20 m e b = 0,50 m, sendo empurrada, com velocidade constante v = 0,50 m/s, para uma região onde existe um campo magnético uniforme

Leia mais

Sistemas eléctricos e magnéticos

Sistemas eléctricos e magnéticos Sistemas eléctricos e magnéticos A corrente eléctrica como forma de transferência de energia Prof. Luís Perna 2010/11 Geradores de corrente eléctrica Um gerador eléctrico é um dispositivo que converte

Leia mais

Capacitores. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br

Capacitores. Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br Capacitores Prof a. Michelle Mendes Santos michelle.mendes@ifmg.edu.br Capacitor Consiste em doiscondutores separados por um isolante, ou material dielétrico. Capacitores armazenam energia elétrica por

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015

ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Nome: 3ª série: n o Professor: Luiz Mário Data: / / 2015. ESTUDO DIRIGIDO DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL - 2015 Orientações: - Este estudo dirigido poderá ser usado para revisar a matéria que será cobrada

Leia mais

01-(ENEM-MEC) R- B 02- (ENEM-MEC)

01-(ENEM-MEC) R- B 02- (ENEM-MEC) 01-(ENEM-MEC) A despolarização ocorre na fase em que o potencial atinge o limiar (linha tracejada) e sobe, que é a fase 0 --- repolarização ocorre quando o potencial está voltando ao potencial de repouso,

Leia mais

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 2º DIA FÍSICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Física Questão 01 Durante uma brincadeira, Rafael utiliza o dispositivo mostrado nesta figura para lançar uma bolinha horizontalmente. Nesse

Leia mais

Força Magnética. www.soexatas.com Página 1

Força Magnética. www.soexatas.com Página 1 Força Magnética 1. (Fuvest 2014) Partículas com carga elétrica positiva penetram em uma câmara em vácuo, onde há, em todo seu interior, um campo elétrico de módulo E e um campo magnético de módulo B, ambos

Leia mais

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO

FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO FÍSICA - 1 o ANO MÓDULO 11 EQUILÍBRIO: DO PONTO MATERIAL E CORPO EXTENSO REVISÃO Fixação F 1) (CESGRANRIO) A figura a seguir mostra uma peça de madeira, no formato de uma forca, 2 utilizada para suspender

Leia mais

Revisão de Física Vestibular ITA 2011

Revisão de Física Vestibular ITA 2011 Vestibular ITA 011 Questão 1 Um cilindro oco, feito de material isolante, é fechado em uma das extremidades por uma placa metálica fixa e na outra por um pistão metálico bem ajustado livre para se mover.

Leia mais

CAPACITOR. Simbologia: Armazenamento de carga

CAPACITOR. Simbologia: Armazenamento de carga CAPACITOR O capacitor é um componente eletrônico capaz de armazenar cargas elétricas. É composto por duas placas de material condutor, eletricamente neutras em seu estado natural, denominadas armaduras,

Leia mais

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A.

FISICA. Justificativa: Taxa = 1,34 kw/m 2 Energia em uma hora = (1,34 kw/m 2 ).(600x10 4 m 2 ).(1 h) ~ 10 7 kw. v B. v A. FISIC 01. Raios solares incidem verticalmente sobre um canavial com 600 hectares de área plantada. Considerando que a energia solar incide a uma taxa de 1340 W/m 2, podemos estimar a ordem de grandeza

Leia mais

2 - PRIMEIRA LEI DE NEWTON: PRINCÍPIO DA INÉRCIA

2 - PRIMEIRA LEI DE NEWTON: PRINCÍPIO DA INÉRCIA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA F Í S I C A II - DINÂMICA ALUNO: RA: 1 - OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DINÂMICA A Dinâmica é a parte da Mecânica que estuda os movimentos e as causas que os produzem ou os modificam.

Leia mais

Lista de Exercícios - Unidade 9 A segunda lei de Newton e a eterna queda da Lua

Lista de Exercícios - Unidade 9 A segunda lei de Newton e a eterna queda da Lua Lista de Exercícios - Unidade 9 A segunda lei de Newton e a eterna queda da Lua Segunda Lei de Newton 1. (G1 - UTFPR 01) Associe a Coluna I (Afirmação) com a Coluna II (Lei Física). Coluna I Afirmação

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E FÍSICA Professor: Renato Medeiros EXERCÍCIOS NOTA DE AULA IV Goiânia - 2014 EXERCÍCIOS 1. Uma partícula eletrizada positivamente é

Leia mais

capacitores antes de estudar o capítulo PARTE I

capacitores antes de estudar o capítulo PARTE I PARTE I Unidade B capítulo 12 capacitores seções: 121 Capacitor 122 Associação de capacitores 123 Energia potencial elétrica armazenada por um capacitor 124 Carga e descarga de um capacitor 125 Dielétricos

Leia mais

Os capacitores são componentes largamente empregados nos circuitos eletrônicos. Eles podem cumprir funções tais como o armazenamento de cargas

Os capacitores são componentes largamente empregados nos circuitos eletrônicos. Eles podem cumprir funções tais como o armazenamento de cargas Os capacitores são componentes largamente empregados nos circuitos eletrônicos. Eles podem cumprir funções tais como o armazenamento de cargas elétricas ou a seleção de freqüências em filtros para caixas

Leia mais

Força Magnética (Força de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético

Força Magnética (Força de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético PROESSOR Edney Melo ALUNO(A): Nº TURMA: TURNO: DATA: / / COLÉGIO: orça Magnética (orça de Lorentz) sobre Carga Lançada em Campo Magnético magnética, a força magnética tem o sentido de um tapa dado com

Leia mais

Receptores elétricos

Receptores elétricos Receptores elétricos 1 Fig.20.1 20.1. A Fig. 20.1 mostra um receptor elétrico ligado a dois pontos A e B de um circuito entre os quais existe uma d.d.p. de 12 V. A corrente que o percorre é de 2,0 A. A

Leia mais

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA)

ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) ACESSO FÍSICA LISTA 1 (LEIS DE OHM E CORRENTE ELÉTRICA) 1. (Fuvest) O plutônio ( Pu) é usado para a produção direta de energia elétrica em veículos espaciais. Isso é realizado em um gerador que possui

Leia mais

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2

γ = 5,0m/s 2 2) Cálculo da distância percorrida para a velocidade escalar reduzir-se de 30m/s para 10m/s. V 2 2 OBSERVAÇÃO (para todas as questões de Física): o valor da aceleração da gravidade na superfície da Terra é representado por g. Quando necessário, adote: para g, o valor 10 m/s 2 ; para a massa específica

Leia mais

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo.

DINÂMICA. Força Resultante: É a força que produz o mesmo efeito que todas as outras aplicadas a um corpo. DINÂMICA Quando se fala em dinâmica de corpos, a imagem que vem à cabeça é a clássica e mitológica de Isaac Newton, lendo seu livro sob uma macieira. Repentinamente, uma maçã cai sobre a sua cabeça. Segundo

Leia mais

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de?

grandeza do número de elétrons de condução que atravessam uma seção transversal do fio em segundos na forma, qual o valor de? Física 01. Um fio metálico e cilíndrico é percorrido por uma corrente elétrica constante de. Considere o módulo da carga do elétron igual a. Expressando a ordem de grandeza do número de elétrons de condução

Leia mais

OSCILAÇÕES: Movimento Harmônico Simples - M. H. S.

OSCILAÇÕES: Movimento Harmônico Simples - M. H. S. Por Prof. Alberto Ricardo Präss Adaptado de Física de Carlos Alberto Gianotti e Maria Emília Baltar OSCILAÇÕES: Movimento Harmônico Simples - M. H. S. Todo movimento que se repete em intervelos de tempo

Leia mais

CAPACITORES. Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br

CAPACITORES. Vestibular1 A melhor ajuda ao vestibulando na Internet Acesse Agora! www.vestibular1.com.br CAPACITORES DEFINIÇÕES Quando as placas do capacitor estão carregadas com cargas iguais e de sinais diferentes, estabelece-se entre as placas uma diferença de potencial V que é proporcional à carga. Q

Leia mais

horizontal, se choca frontalmente contra a extremidade de uma mola ideal, cuja extremidade oposta está presa a uma parede vertical rígida.

horizontal, se choca frontalmente contra a extremidade de uma mola ideal, cuja extremidade oposta está presa a uma parede vertical rígida. Exercícios: Energia 01. (UEPI) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases abaixo. O trabalho realizado por uma força conservativa, ao deslocar um corpo entre dois pontos é da

Leia mais

Bacharelado em Engenharia Civil

Bacharelado em Engenharia Civil Bacharelado em Engenharia Civil Disciplina: Física III Profa.: Drd. Mariana de F. G. Diniz CAPACITÂNCIA É a propriedade que têm os corpos de manter uma carga elétrica. Portanto a capacitância corresponde

Leia mais