Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo"

Transcrição

1 VÍRUS

2 Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como indica o primeiro parágrafo do texto, há vários tipos de "pragas digitais", sendo os vírus apenas uma categoria delas. Atualmente, usa-se um termo mais aquedado para generalizar esses programas: a denominação malware, uma combinação das palavras malicious e software que significa "programa malicioso". Portanto, malware nada mais é do que um nome criado para quando necessitamos fazer alusão a um programa malicioso, seja ele um vírus, um worm, um spyware, etc.

3 Vírus de computador Podem limpar os dados; Transformar pc em zumbi (enviando cópias); De acordo com a Consumer Reports, os vírus de computador ajudaram a contribuir com US$ 8,5 bilhões em perdas dos consumidores em 2008 [fonte: MarketWatch (em inglês)]; De fato, em 1949, um cientista chamado John von Neumann teorizou que um programa autocopiado era possível;

4 Propagação Antigamente através de disquete; Depois por modem e roteadores; , etc;

5 W32.Bolgi.Worm W32.Bolzano.2664 W32.Bolzano.2716 W32.Bolzano.2965 W32.Bolzano.3120 W32.Bolzano.3192 W32.Bolzano.4096.d/ e W32.Bolzano.5396 W32.Bolzano.5396.G 1 W32.Bolzano.G1 W32.Bolzano.K (scr) W32.Bolzano.K (scr2) W32.Bolzano.L W32.Bolzano.M W32.Bolzano.N W32.Bolzano.O W32.Bolzano.P W32.Bolzano.Q W32.Bolzano.R W32.Bolzano.S W32.Bolzano.T W32.Bopeb W32.Bratle.C W32.Bruning W32.Buffy Wo rm W32.Buffy Wo rm W32.Buffy.C W32.Bumdoc.Worm W32.Bumran W32.Bunny.B.Mirc W32.Bunny.Mirc W32.Bunti W32.Burm W32.Busan W32.Butitil W32.Butter W32.Byt.1391 W32.Cabanas (gen1) W32.Cabdrop.4096 W32.Cagindo W32.Calm W32.Canbis W32.Caran W32.Cards.trojan W32.Cards.trojan (2) W32.Cargo.B.Int W32.Cargo.Int W32.Casbo W32.Catter W32.Cayen W32.Cayman W32.Cecile W32.Ceel W32.Cellery W32.Chagll W32.Chicken.Irc W32.Chir.B.enc ml) W32.CIHII.776 W32.Civut W32.ClickIt W32.Cloner W32.Cocar W32.Codbot.A W32.CodeGreen.gen W32.Codigad W32.Coke W32.Coke.3808 W32.Coler W32.Comdor!gen W32.Comdor!KH W32.Compan W32.Comsys W32.Coover W32.Cosol.Worm W32.CpuHog.Trojan W32.Crack.Mirc W32.Cragard W32.Cran W32.Critex W32.Croking W32.Crosser W32.CTX.7017 W32.Cugirl.Worm W32.Cunar W32.Curious W32.Dabra W32.Dahorse W32.Danew W32.Daper W32.Darend.Worm W32.Darif W32.Datapear.Worm W32.Datus W32.Daur.Worm W32.Dbit!inf W32.Deadcode.B W32.Debuf W32.Decath W32.Defold W32.Delanab.Worm W32.Delarm.Worm W32.Delfer W32.Demig.dr W32.Demort W32.Demose W32.Denit.Worm W32.Densi W32.Denya W32.Desire.Mirc W32.Detnat!gen W32.Dexes W32.Dicomp.8192 W32.Dilber.Worm W32.Diska W32.DiskFill.Trojan W32.Dissed.Worm W32.Dobom W32.Dolly Mir c W32.Dolly Mir c W32.Donak W32.Doomber.Worm W32.Dopbot.B W32.DoS.funtime W32.DoS.trinoo.ns W32.Dowl W32.Drea.Irc W32.Dream W32.Dref.B W32.Drol.5337.A W32.Drol.5337.B W32.Dropper.Surfing W32.Dugert W32.Zaprom W32.Zawex W32.Zelda W32.Zepp W32.Zevity W32.Zhangpo.Worm W32.Zidoc W32.Zingrub W32.Zippy.Mirc W32.Zlouv W32.Zorfil W32.Zorg W95.Allegro.int W95.Alpha.842 W95.Altar W95.Andras W95.Angriff W95.Anxiety W95.Anxiety (2) W95.Anxiety.1399 W95.Anxiety.1823 W95.Anxiety.2471 W95.Apop W95.Argos.310 W95.Argos.328 W95.Argos.387 W95.Argos.402 W95.Arianne.1022 W95.Arianne.1022.Int W95.Atav.1939 W95.Atav.2073 W95.Atom.a W95.Auryn.1155 W95.Babylonia (dat) W95.Babylonia (HLP) W95.Babylonia.B W95.BeeFree W95.Bistro.dr W95.Blackbat.Gen W95.Bodgy.3230 W95.Bonk.1232 W95.Bonk.1243 W95.Boza.2220.Int W95.Boza.d W95.Brickbat.2840 W95.Bumble.1736 W95.Bumble.1738 W95.Caw.1416 W95.Caw.1419 W95.Caw.1457 W95.Caw.gen W95.Cefet W95.Cerebrus

6 14 tipos de vírus: ATUALMENTE

7 1/14 - ARQUIVO Vírus que anexa ou associa seu código a um arquivo. Geralmente, esse tipo de praga adiciona o código a um arquivo de programa normal ou sobrescreve o arquivo. Ele costuma infectar arquivos executáveis do Windows, especialmente.com e.exe, e não age diretamente sobre arquivos de dados. Para que seu poder destrutivo tenha efeito, é necessário que os arquivos contaminados sejam executados.

8 2/4 - ALARME FALSO Não causa dano real ao computador, mas consome tempo de conexão à Internet ao levar o usuário a enviar o alarme para o maior número de pessoas possível. Se enquadra na categoria de vírus-boato e cartas-corrente.

9 3/14 - BACKDOOR Como o próprio nome diz, é um vírus que permitem que hackers controlem o micro infectado pela "porta de trás". Normalmente, os backdoors vêm embutidos em arquivos recebidos por ou baixados da rede. Ao executar o arquivo, o usuário libera o vírus, que abre uma porta da máquina para que o autor do programa passe a controlar a máquina de modo completo ou restrito.

10 4/14 - BOOT Vírus que se infecta na área de inicialização dos disquetes e de discos rígidos. Essa área é onde se encontram arquivos essenciais ao sistema. Os vírus de boot costumam ter alto poder de destruição, impedindo, inclusive, que o usuário entre no micro.

11 5/14 - CAVALO DE TRÓIA OU TROJAN HORSE São programas aparentemente inofensivos que trazem embutidos um outro programa (o vírus) maligno.

12 6/14 - ENCRIPTADOS Tipo recente que, por estarem codificados, dificultam a ação dos antivírus.

13 7/14 - HOAX Vírus boato. Mensagens que geralmente chegam por alertando o usuário sobre um vírus mirabolante, altamente destrutivo.

14 8/14 - MACRO Tipo de vírus que infecta as macros (códigos executáveis utilizados em processadores de texto e planilhas de cálculo para automatizar tarefas) de documentos, desabilitando funções como Salvar, Fechar e Sair.

15 9/14 - MULTIPARTITE Vírus que infecta registro mestre de inicialização, trilhas de boot e arquivos

16 10/14 - MUTANTE Vírus programado para dificultar a detecção por antivírus. Ele se altera a cada execução do arquivo contaminado

17 11/14 - POLIMÓRFICO Variação mais inteligente do vírus mutante. Ele tenta dificultar a ação dos antivírus ao mudar sua estrutura interna ou suas técnicas de codificação.

18 12/14 - PROGRAMA Infectam somente arquivos executáveis, impedindo, muitas vezes, que o usuário ligue o micro.

19 13/14 - SCRIPT Vírus programado para executar comandos sem a interação do usuário. Há duas categorias de vírus script: a VB, baseada na linguagem de programação, e a JS, baseada em JavaScript. O vírus script pode vir embutido em imagens e em arquivos com extensões estranhas, como.vbs.doc, vbs.xls ou js.jpg

20 14/14 - STEALTH Vírus "invisível" que usa uma ou mais ténicas para evitar detecção. O stealth pode redirecionar indicadores do sistema de modo a infectar um arquivo sem necessariamente alterar o arquivo infectado.

Virus de computador. http://informatica.hsw.uol.com.br/piores-virus-computador2.htm

Virus de computador. http://informatica.hsw.uol.com.br/piores-virus-computador2.htm Virus de computador http://informatica.hsw.uol.com.br/piores-virus-computador2.htm Antes, o que é um malware? É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Mas, tal como

Leia mais

CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Me. Hélio Esperidião

CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Prof. Me. Hélio Esperidião CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Me. Hélio Esperidião CONCEITOS GERAIS SOBRE SEGURANÇA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO O conceito de segurança envolve formas de proteção e

Leia mais

Conceitos relativos à proteção e segurança

Conceitos relativos à proteção e segurança Conceitos de proteção e segurança 1 Conceitos relativos à proteção e segurança Códigos Maliciosos (Malware) Código malicioso ou Malware (Malicious Software) é um termo genérico que abrange todos os tipos

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 Segurança da Informação A segurança da informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido, sabotagens, paralisações, roubo de informações ou

Leia mais

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar

Leia mais

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus Conceitos Conceitos Pequenos segmentos de código com capacidade de se agregar ao código de outros programas. Além do mecanismo de reprodução disparado a cada vez que o programa infectado é executado, eles

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE`S Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE O termo software; é proveniente do inglês malicious É destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o

Leia mais

Ameaças a computadores. Prof. César Couto

Ameaças a computadores. Prof. César Couto Ameaças a computadores Prof. César Couto Conceitos Malware: termo aplicado a qualquer software desenvolvido para causar danos em computadores. Estão nele incluídos vírus, vermes e cavalos de tróia. Vírus:

Leia mais

INE 5223 Informática para Secretariado

INE 5223 Informática para Secretariado 4. AMBIENTE INTERNET UFSC Prof.: Achilles Colombo Prudêncio 4. Ambiente Internet UFSC 4.2. Utilização de Recursos da Internet O uso dos recursos da Internet vem sendo comentado sempre, em todos os tópicos

Leia mais

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas virtuais 1 Vírus A mais simples e conhecida das ameaças. Esse programa malicioso pode ligar-se

Leia mais

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

Códigos Maliciosos.

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Códigos Maliciosos Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DICAS Aguinaldo Fernandes Rosa Especialista em Segurança da Informação Segurança da Informação Um computador (ou sistema computacional) é dito seguro se este atende a três requisitos

Leia mais

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS Índice GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS... 2 Contaminação... 3 Detecção de vírus... 4 Algumas formas de evitar Vírus... 4 Worms... 5 Variantes... 5 Trojan Horse (Cavalo de Tróia)... 6 Spywares... 7 GENERALIDADES

Leia mais

Análise de Artefatos Maliciosos

Análise de Artefatos Maliciosos 12 Dario S. F. Filho 12 Luiz Otávio Duarte 1 Marcelo Carvalho Sachetin 1 Antonio Montes 1 1 CenPRA - Centro de Pesquisas Renato Archer DSSI - Divisão de Segurança de Sistemas de Informação 2 Unicamp -

Leia mais

I fo f r o má t ca c a plica c da à c n o ta t bilidad a e G raç a ão ã d o d s s Compu mp ta u d ta o d res

I fo f r o má t ca c a plica c da à c n o ta t bilidad a e G raç a ão ã d o d s s Compu mp ta u d ta o d res Informática aplicada à contabilidade Júlio César Aula 1 Geração dos Computadores Geração dos Computadores 1 Sistemas de Computação Um sistema computacional consiste num conjunto de dispositivos eletrônicos

Leia mais

A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais.

A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais. A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais. Sobre as práticas recomendadas para que a utilização da internet seja realizada

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 6 Segurança na Camada de Aplicação Obtenção de Acesso não Autorizado via Malwares Vírus, Worms, Trojan e Spyware Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma loja específica Manter um Antivírus atualizado; Evitar

Leia mais

Jamille Silva Madureira

Jamille Silva Madureira Jamille Silva Madureira Malware Vírus Cavalo de Tróia Worm Spyware Keylogger Hijacker Rootkit Ransomware É comum pessoas chamarem de vírus todo e qualquer programa com fins maliciosos. Porém, há vários

Leia mais

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO:

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: Exercícios de Segurança de Informação Ameaças lógicas Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: 1) Vírus de macro infectam arquivos criados por softwares que utilizam

Leia mais

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador ESCOLA TÉCNICA DE PALMARES PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador DEFINIÇÃO É um pequeno programa que se autocópia e/ou faz alterações em outros arquivos

Leia mais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais Segurança na Internet Disciplina: Informática Prof. Higor Morais 1 Agenda Segurança de Computadores Senhas Engenharia Social Vulnerabilidade Códigos Maliciosos Negação de Serviço 2 Segurança de Computadores

Leia mais

PRAGAS DIGITAIS. UFF Universidade Federal Fluminense PURO - Pólo Universitário de Rio das Ostras Ciência da Computação 1º Período

PRAGAS DIGITAIS. UFF Universidade Federal Fluminense PURO - Pólo Universitário de Rio das Ostras Ciência da Computação 1º Período UFF Universidade Federal Fluminense PURO - Pólo Universitário de Rio das Ostras Ciência da Computação 1º Período PRAGAS DIGITAIS Rio das Ostras 23 de maio de 2005 Grupo: Anderson de Abreu Barbosa Roberto

Leia mais

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Prof. Renato M. renato5150@hotmail.com Aula 2 São pequenos programas feitos geralmente em linguagem de máquina, e que possuem a característica

Leia mais

Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops

Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops Universidade Federal de Goiás Dicas de Segurança no uso de Computadores Desktops Jánison Calixto CERCOMP UFG Cronograma Introdução Conceitos Senhas Leitores de E-Mail Navegadores Anti-Vírus Firewall Backup

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

Como funciona um Antivírus

Como funciona um Antivírus Como funciona um Antivírus Diretor comercial da Winco, empresa que representa o AVG no Brasil, relata como funcionam os métodos de detecção dos antivírus. Como o software antivírus sabe que determinado

Leia mais

Segurança em computadores e em redes de computadores

Segurança em computadores e em redes de computadores Segurança em computadores e em redes de computadores Uma introdução IC.UNICAMP Matheus Mota matheus@lis.ic.unicamp.br @matheusmota Computador/rede segura Confiável Integro Disponível Não vulnerável 2 Porque

Leia mais

Firewall. Qual a utilidade em instalar um firewall pessoal?

Firewall. Qual a utilidade em instalar um firewall pessoal? Firewall Significado: Firewall em português é o mesmo que parede cortafogo, um tipo de parede, utilizada principalmente em prédios, que contém o fogo em casos de incêndio. O firewall da informática faz

Leia mais

Segurança Informática

Segurança Informática Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Educação Segurança Informática Curso de Educação Social 1º ano Ensino Diurno Tecnologias de Informação e Comunicação-TIC Docente: Ana Loureiro Discentes:

Leia mais

Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos

Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos Ameaças Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos Demonstração de poder Motivos Busca por prestígio Motivações financeiras Motivações ideológicas Motivações comerciais Processo de Ataque Exploram

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos.

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos. INTRODUÇÃO Essa apostila foi idealizada como suporte as aulas de Informática Educativa do professor Haroldo do Carmo. O conteúdo tem como objetivo a inclusão digital as ferramentas de pesquisas on-line

Leia mais

Combater e prevenir vírus em seu computador

Combater e prevenir vírus em seu computador Combater e prevenir vírus em seu computador Definição de vírus, worms, hoaxes, Tróias e vulnerabilidades de segurança Instruções para remover e evitar vírus Vulnerabilidades do sistema e ameaças de segurança

Leia mais

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente.

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente. TIPOS DE VÍRUS Principais Tipos de Códigos Maliciosos 1. Virus Programa que se propaga infectando, isto é, inserindo cópias de si mesmo e se tornando parte de outros programas e arquivos de um computador.

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho

Prof. Demétrios Coutinho Prof. Demétrios Coutinho Hoje em dia a informação é o bem mais valioso de uma empresa/cliente. A segurança da informação é um conjunto de medidas que se constituem basicamente de controles e política de

Leia mais

Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança

Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança Miriam von Zuben miriam@cert.br! Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasill Núcleo de Informação e Coordenação do

Leia mais

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente.

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente. Segurança da Informação Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Engenharia Social Chama-se Engenharia Social as práticas utilizadas para obter acesso a informações importantes ou sigilosas em organizações

Leia mais

Segurança no Computador

Segurança no Computador Segurança no Computador Segurança na Internet: Módulo 1 (CC Entre Mar E Serra), 2008 Segurança na Internet, CC Entre Mar E Serra 1 Segurança no Computador Um computador (ou sistema computacional) é dito

Leia mais

1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante?

1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante? Exercícios Teóricos Resolvidos 1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante? 2. Qualquer computador que esteja ligado em rede está completamente seguro? a. Sim, desde que tenha

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores Pragas Virtuais 1 Pragas Virtuais São programas desenvolvidos com fins maliciosos. Pode-se encontrar algumas semelhanças de um vírus de computador com

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição.

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. CONFIDENCIALIDADE É a garantia do resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e a proteção

Leia mais

NOTÍCIAS BLOGS GAMES REVIEWS GADGETS DOWNLOADS DICAS MULTIMÍDIA TÓPICOS VAGAS REVISTA SHOPPING INFOStart

NOTÍCIAS BLOGS GAMES REVIEWS GADGETS DOWNLOADS DICAS MULTIMÍDIA TÓPICOS VAGAS REVISTA SHOPPING INFOStart INFO Online NOTÍCIAS BLOGS GAMES REVIEWS GADGETS DOWNLOADS DICAS MULTIMÍDIA TÓPICOS VAGAS REVISTA SHOPPING INFOStart Qual é o melhor antivírus gratuito? Por Fabiano Candido, de INFO Online * sexta, 30

Leia mais

USO DOS SERVIÇOS DE E-MAIL

USO DOS SERVIÇOS DE E-MAIL USO DOS SERVIÇOS DE E-MAIL 1. OBJETIVO Estabelecer responsabilidades e requisitos básicos de uso dos serviços de Correio Eletrônico, no ambiente de Tecnologia da Informação da CREMER S/A. 2. DEFINIÇÕES

Leia mais

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malware O termo malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador

Leia mais

Antivírus. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Antivírus. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Antivírus Prof. Marciano dos Santos Dionizio O que é Vírus Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico,

Leia mais

COMUNICADO DE IMPRENSA

COMUNICADO DE IMPRENSA COMUNICADO DE IMPRENSA O auge das redes zombi em 2012 Este fenómeno tem evoluído nos últimos anos e têm surgido, por exemplo, redes zombi descentralizadas, móveis e administradas através das redes sociais,

Leia mais

paulo_magalhães/tiago_gala TIC IPSB 10B 2004/2005 virus

paulo_magalhães/tiago_gala TIC IPSB 10B 2004/2005 virus paulo_magalhães/tiago_gala TIC IPSB 10B 2004/2005 virus I n t r o d u ç ã o O que são? Um vírus de computador é geralmente um programa que realiza certas tarefas, nos computadores dos utilizadores cujos

Leia mais

Antivírus. Trabalho elaborado por. Ana Ferreira. Patricia Ferreira

Antivírus. Trabalho elaborado por. Ana Ferreira. Patricia Ferreira Antivírus Trabalho elaborado por Ana Ferreira Patricia Ferreira Índice O que são... 3 Para que servem?... 3 Dicas De Segurança: Antivírus Pagos Ou Gratuitos?... 4 Como se faz a instalação do antivírus?

Leia mais

Curso de Informática Básica

Curso de Informática Básica Curso de Informática Básica O e-mail Primeiros Cliques 1 Curso de Informática Básica Índice Introdução...3 Receber, enviar e responder mensagens...3 Anexando arquivos...9 Cuidado com vírus...11 2 Outlook

Leia mais

2) Com relação ao ambiente operacional Windows, tomando se por base o Windows XP, analise as afirmativas a seguir.

2) Com relação ao ambiente operacional Windows, tomando se por base o Windows XP, analise as afirmativas a seguir. Simulado Informática 1) No Microsoft Internet Explorer, a função do histórico é: a)exibir o histórico do programa (data de criação, história etc.) e itens de ajuda ao usuário. b)armazenar e exibir os sites

Leia mais

RESTAURAÇÃO NO WINDOWS 8

RESTAURAÇÃO NO WINDOWS 8 RESTAURAÇÃO NO WINDOWS 8 Este documento se aplica aos computadores HP e Compaq com Windows 8, mas a lógica de funcionamento é a mesma para os demais computadores. Este documento explica como usar e solucionar

Leia mais

Vírus e outras ameaças

Vírus e outras ameaças Vírus e outras ameaças Vírus Computacionais computacional/biológico O termo vírus computacional deriva e é de alguma forma análogo ao vírus biológico Infecções virais biológicas são propagadas através

Leia mais

S O F T WA R E SOFTWARE

S O F T WA R E SOFTWARE S O F T WA R E 1/45 O B J E T I VO S Conceituar Software Apresentar as questões técnicas básicas Apresentar funções, classificações e licenças Apresentar conceitos de segurança Fornecer vocabulário Apontar

Leia mais

Checklist COOKIES KEYLOGGER PATCHES R. INCIDENTE TECNOLOGIA SPAM INTERNET MA Cartilha de Segurança para Internet

Checklist COOKIES KEYLOGGER PATCHES R. INCIDENTE TECNOLOGIA SPAM INTERNET MA Cartilha de Segurança para Internet SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus

Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus 01/02/2012 17h01 - Atualizado em 01/02/2012 18h25 Como impedir que o pen drive seja invadido por vírus Aline Jesus Para o TechTudo Para evitar que um pen drive seja contaminado por vírus ou que o dispositivo

Leia mais

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6

Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro. Versão 3.6 Gerenciador USB do Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro Versão 3.6 O Gerenciador é um Software para ambiente Windows que trabalha em conjunto com o Monitor de Rede Elétrica Som Maior Pro, através de

Leia mais

02. O software ainda permite instalar a barra de ferramentas do Google como recurso extra. Faça a escolha desejada e continue a instalação.

02. O software ainda permite instalar a barra de ferramentas do Google como recurso extra. Faça a escolha desejada e continue a instalação. Contra-ataque os spywares com o Spyware Doctor! Antigamente, a única preocupação dos usuários em termos de segurança era os vírus. Hoje existem tantas palavras relacionadas a softwares maliciosos que qualquer

Leia mais

Escola Adalgisa de Barros

Escola Adalgisa de Barros Escola Adalgisa de Barros Sistemas Operacionais Ensino Médio Técnico 1º Ano 1 Software Hardware O Sistema Operacional (SO) é um software que gerencia os recursos do computador, controla o fluxo de informações

Leia mais

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP

Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Informática básica Telecentro/Infocentro Acessa-SP Aula de hoje: Periférico de entrada/saída, memória, vírus, Windows, barra tarefas. Prof: Lucas Aureo Guidastre Memória A memória RAM é um componente essencial

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição.

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. CONFIDENCIALIDADE É a garantia do resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e a proteção

Leia mais

4. (ESAF/CGU 2008) Considerando uma comunicação segura entre os usuários A e B, garantir confidencialidade indica que

4. (ESAF/CGU 2008) Considerando uma comunicação segura entre os usuários A e B, garantir confidencialidade indica que Exercícios da Parte I: Segurança da Informação Walter Cunha A informação 1. (CESPE/SERPRO 2008) O impacto causado por um incidente de segurança é proporcional ao tipo de vulnerabilidade encontrada em um

Leia mais

Política de Privacidade

Política de Privacidade Política de Privacidade Este documento tem por objetivo definir a Política de Privacidade da Bricon Security & IT Solutions, para regular a obtenção, o uso e a revelação das informações pessoais dos usuários

Leia mais

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente.

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente. Noções básicas sobre segurança e computação segura Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger

Leia mais

Capítulo 1: Introdução...3

Capítulo 1: Introdução...3 F-Secure Anti-Virus for Mac 2014 Conteúdo 2 Conteúdo Capítulo 1: Introdução...3 1.1 O que fazer após a instalação...4 1.1.1 Gerenciar assinatura...4 1.1.2 Abrir o produto...4 1.2 Como me certificar de

Leia mais

Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda

Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda Auditoria e Segurança de Sistemas Segurança de Redes de Computadores Adriano J. Holanda Segurança na rede Segurança na rede refere-se a qualquer atividade planejada para proteger sua rede. Especificamente

Leia mais

Segurança a da Informação Aula 03. Aula 03

Segurança a da Informação Aula 03. Aula 03 Segurança a da Informação 26/9/2004 Prof. Rossoni, Farias 1 Riscos envolvendo informações: O maior risco é crer que não há riscos Caruso & Steffen Os riscos agravaram-se após: a centralização da informação

Leia mais

Super Aula. Henrique Sodré

Super Aula. Henrique Sodré Super Aula Henrique Sodré Internet Internet Navegador (browser): programa visualizar páginas HTTP: protocolo visualizar páginas HTML: linguagem de marcação para desenvolver páginas URL: endereço de objeto

Leia mais

Pragas de computador: verdades, mitos e mentiras

Pragas de computador: verdades, mitos e mentiras Motivação Pragas de computador: verdades, mitos e mentiras Prof. Dr. Adriano Mauro Cansian Pragas de computador são um problema já bem conhecido, porém cada vez mais atuantes e sofisticados. É estimado

Leia mais

Aula Segurança. André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br. Política de Segurança da Informação - POSIC

Aula Segurança. André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br. Política de Segurança da Informação - POSIC Aula Segurança André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br Política de Segurança da Informação - POSIC http://www.nti.ufrpe.br/content/pol%c3%adtica-de-seguran%c3%a7a-da-informa%c3%a7%c3%a3o-e-comunica%c3%a7%c3%b5es-posic

Leia mais

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft.

O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. WINDOWS O WINDOWS 98 é um sistema operacional gráfico, multitarefa, produzido pela Microsoft. Área de Trabalho Ligada a máquina e concluída a etapa de inicialização, aparecerá uma tela, cujo plano de fundo

Leia mais

Segurança de Redes Aula-1. Prof.: Fred Sauer fsauer@gmail.com Material Produzido por: Prof. Túlio Alvarez tulioalvarez@gmail.com

Segurança de Redes Aula-1. Prof.: Fred Sauer fsauer@gmail.com Material Produzido por: Prof. Túlio Alvarez tulioalvarez@gmail.com Segurança de Redes Aula-1 Prof.: Fred Sauer fsauer@gmail.com Material Produzido por: Prof. Túlio Alvarez tulioalvarez@gmail.com 1 Programa de aulas Aula 1 Aula 2 Introdução Conceitos Básicos: Confidencialidade,

Leia mais

13/3/2012. Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012

13/3/2012. Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012 Prof. Flávio Ferry DIE UFPI - 2012 Pequeno programa criado com a intenção de provocar danos a dados ou lentidão de processamento. Razão do nome = Estes programas são feitos para serem auto instaláveis

Leia mais

Tutorial Controle de Acesso a Internet e programas no ambiente Windows. Instalação do programa

Tutorial Controle de Acesso a Internet e programas no ambiente Windows. Instalação do programa Tutorial Controle de Acesso a Internet e programas no ambiente Windows Instalação do programa Iniciaremos a instalação do programa responsável pela filtragem ou seja controle de execução de programas e

Leia mais

CONCEITOS DE PROTEÇÃO E SEGURANCA, BACKUP DISPOSITIVOS E MÉTODOS.

CONCEITOS DE PROTEÇÃO E SEGURANCA, BACKUP DISPOSITIVOS E MÉTODOS. GSI I: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - SEGURANÇA TURMA/CURSO: 2º A Administração Geral PROFA.: MSc. ROSA HOFFMANN DATA: 01/06/2010 CONCEITOS DE PROTEÇÃO E SEGURANCA, BACKUP DISPOSITIVOS E MÉTODOS. A conexão

Leia mais

Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação

Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação 1 - (CONSULPLAN - 2010 - Prefeitura de Resende - RJ - Administrador / Noções

Leia mais

F-Secure Anti-Virus for Mac 2015

F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 2 Conteúdo F-Secure Anti-Virus for Mac 2015 Conteúdo Capítulo 1: Introdução...3 1.1 Gerenciar assinatura...4 1.2 Como me certificar de que o computador está protegido...4

Leia mais

Vírus. Spyware. Worms. Trojans (Calavos de Tróia)

Vírus. Spyware. Worms. Trojans (Calavos de Tróia) Vírus Um vírus de computador é um programa malicioso desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar para outros computadores,

Leia mais

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware)

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware) SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Miriam von Zuben miriam@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br

Leia mais

i TIC 7/8 Segurança no computador Informação 7 Unidade 1 Utilização do computador em segurança

i TIC 7/8 Segurança no computador Informação 7 Unidade 1 Utilização do computador em segurança i TIC 7/8 Informação 7 Segurança no computador Unidade 1 Utilização do computador em segurança Malware Software Malicioso Malware: todos os programas maliciosos instalados num computador de forma ilícita

Leia mais

05/11/2010 Tech In HARDWARE TOMÉ & THEODORE

05/11/2010 Tech In HARDWARE TOMÉ & THEODORE HARDWARE 1 TOMÉ & THEODORE INTRODUÇÃO O QUE É O COMPUTADOR? Um computador é um dispositivo electrónico controlado por um programa (chamado sistema operativo) ; 05/11/2010 Tech In É constituído por componentes

Leia mais

Avira Free Antivírus

Avira Free Antivírus Escola de Educação Profissional SENAC Pelotas-Centro Histórico Curso Técnico em Informática Leandro Stein Turma 2 Professor Nataniel Vieira Avira Free Antivírus Pelotas/RS 2013 AVIRA O Avira free Antivírus

Leia mais

Informática para o concurso Professor Alisson Cleiton

Informática para o concurso Professor Alisson Cleiton CADERNO DE QUESTÕES CESPE / 2013 1. ( ) Nos navegadores Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome, o uso de bookmarks permite definir a atualização automática, pelo navegador, de novas

Leia mais

Formadora: Sónia Rodrigues 1

Formadora: Sónia Rodrigues 1 Unidade A Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Unidade A Operar, em segurança, equipamento tecnológico, designadamente o computador Formadora: Sónia Rodrigues Critérios

Leia mais

3 Revisão de Software

3 Revisão de Software 1 3 Revisão de Software O software é indispensável para a utilização do hardware. Sem o software para utilizar o computador precisaríamos ter um profundo conhecimento do hardware. Alguns softwares são

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA

PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA 18 PROVA DE NOÇÕES DE MICROINFORMÁTICA AS QUESTÕES DE 41 A 60 CONSIDERAM O ESQUEMA PADRÃO DE CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA OPERACIONAL MICROSOFT WINDOWS ME E DAS FERRAMENTAS MICROSOFT WINDOWS EXPLORER, MICRO-

Leia mais

Índice. 1. Conceitos de Segurança. 2. Navegando na Internet com Segurança. 3. Utilização do e-mail e programas de mensagem instantânea com segurança

Índice. 1. Conceitos de Segurança. 2. Navegando na Internet com Segurança. 3. Utilização do e-mail e programas de mensagem instantânea com segurança Índice 1. Conceitos de Segurança 1.1. O que é Segurança da Informação? 1.2. Cuidado com os vírus de computador 1.3. Dicas para manter o computador seguro 2. Navegando na Internet com Segurança 2.1. Fique

Leia mais

Exercícios. Prof.ª Helena Lacerda. helena.lacerda@gmail.com

Exercícios. Prof.ª Helena Lacerda. helena.lacerda@gmail.com Exercícios Prof.ª Helena Lacerda helena.lacerda@gmail.com 1) Qual, dentre os dispositivos periféricos listados abaixo, é o único que serve apenas como dispositivo de entrada? a) Alto falante b) Impressora

Leia mais

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Miriam von Zuben miriam@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br

Leia mais

Norton 360 Online Guia do Usuário

Norton 360 Online Guia do Usuário Guia do Usuário Norton 360 Online Guia do Usuário Documentação versão 1.0 Copyright 2007 Symantec Corporation. Todos os direitos reservados. O software licenciado e a documentação são considerados software

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais