Regulamento. Plano A. Aprovado na 43ª. Reunião Extraordinária do Conselho Consultivo, realizada em

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento. Plano A. Aprovado na 43ª. Reunião Extraordinária do Conselho Consultivo, realizada em 28.03.2012"

Transcrição

1 Regulamento Plano A Aprovado na 43ª. Reunião Extraordinária do Conselho Consultivo, realizada em Vigência: A partir de

2 Sumário Capítulo I - DO PLANO E DOS ATRIBUTOS...4 Seção I - Do Plano...4 Seção II - Atributos do Regulamento...4 Capítulo II - CONDIÇÕES DE ADMISSÃO...4 Seção I - Da Admissão dos Beneficiários...4 Seção II - Dos Beneficiários Titulares e dos Beneficiários Dependentes...5 Seção III - Da inclusão de Beneficiários...8 Capítulo III - COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS...8 Seção I - Do Programa de Assistência Médico-Hospitalar...9 Seção II - Do Programa de Assistência Ambulatorial...10 Seção III - Do Programa de Assistência Hospitalar...12 Seção III - Do Programa de Assistência Odontológica...17 Seção IV - Do Programa de Assistência Social...18 Seção V - Do Programa de Assistência à Saúde Mental...19 Subseção I - Assistência em Psicologia Terapia Ocupacional e Ambulatorial de Psicoterapia...19 Subseção II - Assistência Ambulatorial em Psiquiatria...20 Subseção III - Assistência a Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais...20 Subseção IV - Assistência a Pessoas com Dependência Química...21 Subseção V - Assistência em Hospital-Dia Psiquiátrico...21 Capítulo IV - EXCLUSÕES DE COBERTURA...21 Capítulo V - DURAÇÃO DO REGULAMENTO...23 Capítulo VI - PERÍODOS DE CARÊNCIA...24 Capítulo VII - DOENÇAS E LESÕES PREEXISTENTES...24 Capítulo VIII - ATENDIMENTO DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA...25 Capítulo IX - MECANISMOS DE REGULAÇÃO...26 Seção I - Identificação dos Beneficiários

3 Seção II - Das Formas de Acesso aos Serviços...27 Seção III - Das Autorizações Prévias...27 Seção IV - Das Divergências Médicas...27 Seção V - Dos Percentuais de Co-Participação na Cobertura...28 Seção VI - Da Rede Credenciada...28 Seção VII - Do Reembolso...29 Capítulo X - FORMAÇÃO DO PREÇO E MENSALIDADE...30 Capítulo XI - REAJUSTE...34 Capítulo XII - FAIXAS ETÁRIAS...34 Capítulo XIII - REGRAS PARA INSTRUMENTOS JURÍDICOS DE PLANOS COLETIVOS...34 Capítulo XIV - CONDIÇÕES DA PERDA DA QUALIDADE DE BENEFICIÁRIO...36 Capítulo XV - RESCISÃO/SUSPENSÃO...37 Capítulo XVI - DISPOSIÇÕES GERAIS...38 Capítulo XVII - ELEIÇÃO DE FORO...39 Capítulo XVIII - VIGÊNCIA...39 ANEXO I...40 GLOSSÁRIO

4 Capítulo I DO PLANO E DOS ATRIBUTOS Seção I Do Plano Art. 1 - O Plano A de Assistência à Saúde (Registro ANS nº /99-8), é um Plano multipatrocinado coletivo empresarial, com vínculo empregatício ativo e vínculo empregatício inativo, instituído a favor dos Beneficiários da Saúde BRB Caixa de Assistência, com sede à SRTVS Quadra 701 conjunto L, Bloco 01, loja nº 82, Bairro Asa Sul, Brasília - Distrito Federal, inscrita no CNPJ/MF sob nº / , devidamente registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar sob nº , doravante denominada pelo nome fantasia Saúde BRB, e classificada como autogestão. Parágrafo Único - O Plano de Assistência à Saúde tem autonomia financeira e contábil. Seção II Atributos do Regulamento Art. 2º - O Plano de Saúde, regido por este Regulamento, instituído e operado pela Saúde BRB, tem por objetivo assegurar, por prazo indeterminado, na área do Distrito Federal, cidades de seu entorno e onde as Associadas mantenham filiais, agências ou sucursais, os meios indispensáveis à manutenção e à prevenção de problemas da saúde de seus Beneficiários, na segmentação Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia + Odontológico, por meio de prestação continuada de serviços ou cobertura de custos assistenciais na forma de Plano privado de assistência à saúde prevista no inciso I, do artigo 1 da Lei n 9656/98, visando à Assistência Médica Hospitalar e Odontológica, com a cobertura de todas as doenças da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, da Organização Mundial da Saúde, e do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela ANS, vigente na época do evento. 1 Este Regulamento traça as diretrizes de Plano de Assistência à Saúde, com características de contrato de adesão, bilateral, que gera direitos e obrigações para ambas as partes, na forma do Código Civil Brasileiro, estando também sujeito às disposições do Código de Defesa do Consumidor e da Lei nº 9656/98. 2 A cobertura assistencial prestada pela Saúde BRB poderá ocorrer fora do Distrito Federal e da abrangência citada no caput deste artigo, por meio de celebração de convênios de reciprocidade com entidades congêneres, nas condições estabelecidas no presente Regulamento e, ainda, mediante reembolso na forma estabelecida no artigo 55. Capítulo II CONDIÇÕES DE ADMISSÃO Seção I Da Admissão dos Beneficiários Art. 3º Poderão ser admitidos neste Regulamento, na condição de Beneficiário Titular, os empregados e dirigentes vinculados a qualquer uma das Associadas, por força de relação empregatícia ou estatutária, pensionistas, ex-empregados demitidos sem justa 4

5 causa, ou aposentados que tenham sido vinculados às Associadas, ressalvando-se o disposto no caput dos artigos 30 e 31 da Lei n 9656/98, bem como os respectivos grupos familiares definidos no artigo 5º. 1 Fica desde já ressaltado que a adesão do grupo familiar a este Regulamento dependerá, obrigatoriamente, da participação do Beneficiário Titular, vinculado a uma das Associadas, no Plano Privado de Assistência à Saúde. 2 - A inscrição ou o desligamento do Beneficiário Titular e de seus Beneficiários Dependentes é feita por manifestação formal do primeiro, endereçada à Saúde BRB. 3 - A manifestação formal a que se refere o caput deste artigo compõe-se da aceitação plena pelo Beneficiário Titular do presente Regulamento, e da autorização expressa para que suas contribuições e participações sejam descontadas em folha de pagamento, ou recolhidas pessoal e diretamente à Saúde BRB, ou ainda debitada em conta corrente mantida no BRB - Banco de Brasília S.A. 4 - Formalizada a inscrição, a relação contratada tem vigência imediata e se estenderá por todo o período de vinculação empregatícia do Beneficiário com a respectiva Associada patrocinadora, na forma estabelecida no artigo 4º, observado, ainda, o disposto no caput e no artigo 41. Seção II Dos Beneficiários Titulares e dos Beneficiários Dependentes Art. 4 - Integram a categoria de Beneficiários Titulares, desde que inscritos na forma regulamentar: I - Os empregados ativos em exercício em qualquer das Associadas ou, estando em exercício fora das Associadas, que não tenha suspendido seu contrato de trabalho; II - Os empregados das Associadas em gozo de licença não remunerada, no exercício de mandato eletivo, cedidos para entidades não Associadas, em serviço militar obrigatório e todos aqueles cujo contrato de trabalho esteja suspenso, desde que optem por permanecer no Plano, na condição de contribuintes avulsos; III - Os ex-empregados das Associadas demitidos sem justa causa e queiram permanecer no Plano na condição de contribuintes avulsos, desde que não tenham estabelecido novo vínculo empregatício, condição esta a ser atestada no ato da adesão e ratificada semestralmente. IV - Os ex-empregados aposentados das Associadas, observado o disposto nos parágrafos 7º e 8º deste artigo, desde que não tenham sido demitidos por justa causa. V - Os pensionistas pelo Regime Geral da Previdência Social, que façam a opção em até 30 (trinta) dias após o falecimento do Beneficiário Titular. VI - Os diretores, conselheiros e ocupantes de cargos em comissão, estes com contrato temporário com as Associadas, enquanto permanecerem no exercício dos respectivos cargos. 5

6 VII Os filhos menores de 24 anos que passarem à condição de pensionistas, assumindo a condição de Beneficiário Pensionista Temporário, aplicando-se-lhes as regras de contribuição previstas no artigo 60, inciso II. 1 À Saúde BRB fica vedada qualquer outra exigência para inscrição neste Regulamento, como Beneficiário Titular, que não seja necessária para ingresso nas Associadas. 2 - Caberá à Saúde BRB exigir de suas Associadas a comprovação da legitimidade da pessoas jurídica e a condição de elegibilidade dos Beneficiários a elas vinculados. 3 - Para os Beneficiários descritos nos incisos II, III e IV, a sua inscrição no Plano é assegurada desde que façam a sua formal opção no prazo máximo de 30 (trinta) dias a contar do seu efetivo desligamento da Associada, conforme dispõe a legislação regulamentadora dos planos privados de assistência à saúde. 4 Aos Beneficiários Titulares descritos nos incisos II e III deste artigo serão asseguradas as mesmas condições de cobertura assistencial dos demais Beneficiários se, e somente se, tiverem assumido a totalidade das contribuições (pessoais e patronais) atuarialmente definidas na forma deste Regulamento. 5 - Fica garantida a extensão do benefício ao grupo familiar dos Beneficiários previstos nos incisos I a VI deste artigo, observadas as disposições do artigo 78, X e 1º. 6 - O período de manutenção no Plano A para os Beneficiários Titulares elencados no inciso III é de 1/3 do tempo em que contribuiu para o Plano, assegurando-se-lhes o tempo mínimo de 6 e o máximo de 24 meses de permanência no Plano, conforme legislação regulamentadora dos planos privados de assistência à saúde. 7 - O período de manutenção no Plano A para os Beneficiários Titulares aposentados descritos no inciso IV deste artigo que, em decorrência do vínculo empregatício, tenham contribuído para o Plano de Assistência à Saúde, pelo mínimo de 10 (dez) anos, fica assegurado o direito de manutenção como Beneficiário, nas mesmas condições de cobertura assistencial que gozava quando da vigência do contrato de trabalho, desde que assumam o seu pagamento integral (cotas patronal e pessoal). 8º - Para os Beneficiários Titulares aposentados, descritos no inciso IV deste artigo que tenham contribuído para o Plano de Assistência à Saúde por período inferior a 10 (dez) anos, fica assegurado o direito de manutenção à razão de 1 (um) ano para cada ano de contribuição. 9 - A permanência na condição de Beneficiário Pensionista Temporário descrita no inciso VII deste artigo obedecerá ao disposto nos incisos III e IV do artigo 5º, ou enquanto mantida a condição de pensionista; Art. 5º - Entende-se como Beneficiários Dependentes Diretos: I O(a) cônjuge; 6

7 II O(a) companheiro(a), inclusive do mesmo sexo, assim reconhecido(a) mediante a apresentação de escritura pública declaratória de união estável, ou, na ausência desta, no mínimo quatro dos seguintes documentos: a) Certidão de nascimento de filho havido em comum; b) Declaração do imposto de renda do Beneficiário Titular, em que conste o interessado como seu dependente; c) Prova de mesmo domicílio; d) Prova de encargos domésticos evidentes e existência de sociedade ou comunhão nos atos da vida civil; e) Conta bancária conjunta; f) Anotação constante de ficha ou livro de registro de empregados; g) Apólice de seguro da qual conste o segurado como instituidor do seguro e a pessoa interessada como sua beneficiária; h) Escritura de compra e venda de imóvel em nome de Beneficiário Dependente na qual compareça o Titular como principal pagador; e i) Quaisquer outros documentos que possam levar à convicção da união estável. III - Filho(a)(s) solteiro(a)(s), menores de 21 anos; IV - Filho(a)(s) solteiro(a)(s), com idade entre 21 e 24 anos, que estejam cursando graduação, pós-graduação universitária (especialização, mestrado, doutorado etc.) em estabelecimento reconhecido por órgão oficial, e que mantenha dependência econômica do Beneficiário Titular, devendo a primeira daquelas condições ser comprovada semestralmente, e a segunda anualmente por meio da declaração do imposto de renda do Titular; V Enteado(a)(s), entendido também como tal, o(a) filho(a) do(a) companheiro(a), mediante comprovação de dependência econômica do Beneficiário Titular para fins do Imposto de Renda, observadas, ainda, as mesmas condições estabelecidas nos incisos III e IV deste artigo. VI - Menor que, por decisão judicial, se encontre sob guarda do Beneficiário Titular em processo de adoção, observadas as mesmas condições estabelecidas nos incisos III e IV deste artigo; VII - Filhos acometidos de invalidez para o trabalho, ocorrida durante a condição de dependente e reconhecida na forma do 4º, assegurada a sua manutenção no Plano enquanto perdurar aquela condição, inclusive após os limites estabelecidos nos incisos III e IV deste artigo. 1 - Os documentos indicados no inciso II deste artigo poderão ser suplementados ou substituídos por outros expedidos mediante ordem judicial. 2 - Para efeito do disposto no inciso IV deste artigo, entende-se como dependência econômica a situação em que se encontre o(a) Beneficiário(a) Dependente, que não aufira qualquer espécie de renda, remuneração, pensão ou receitas afins superiores a dois salários mínimos e meio. 3º - Não se aplica o disposto no parágrafo anterior à bolsa de estágio remunerado que assegura a condição de dependência econômica independentemente de seu valor. 7

8 4 - Nos casos de Beneficiários Dependentes Inválidos maiores de 21 (vinte e um) anos, a invalidez será comprovada mediante laudo do médico assistente e exame médico-pericial da Saúde BRB. Seção III Da inclusão de Beneficiários Art. 6 - A inclusão de Beneficiário(a) Dependente, posteriormente à adesão do Beneficiário Titular, sujeita o recém Beneficiário ao cumprimento de eventuais carências existentes, exceto na hipótese de inscrição de filho(a) adotivo(a), menor de 12 (doze) anos de idade, o(a) qual aproveitará o período de carência já cumprido pelo(a) adotante. Parágrafo Único Somente será exigida a certidão judicial de adoção quando esta for anterior a , data de vigência da Lei n 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente). Art. 7º Fica assegurado ao recém-nascido, filho(a) natural do Beneficiário Titular, a sua inclusão como Beneficiário Dependente, isento do cumprimento dos períodos de carência, desde que sua inscrição ocorra no prazo máximo de 30 (trinta) dias do nascimento, sendo vedada qualquer alegação de Doença ou Lesão Preexistente DLP ou aplicação de Cobertura Parcial Temporária CPT ou Agravo. Parágrafo Único Realizada a inclusão do(a) recém-nascido(a), filho(a) natural do Beneficiário Titular, após o prazo de 30 (trinta) dias do nascimento, sujeitará o Beneficiário(a) Dependente ao cumprimento das carências estabelecidas neste Regulamento. Art. 8 - Não poderão ser inscritos, concomitantemente como Beneficiários Dependentes de um mesmo Beneficiário Titular, o cônjuge e a(o) companheira(o). Art. 9 É vedado aos empregados ativos e aposentados das Associadas inscreverem-se no Plano, na condição de Beneficiário(a) Dependente Direto. Parágrafo Único Para os Beneficiários que, até , mantinham vínculo com a Saúde BRB em desacordo com o caput deste artigo, fica assegurado, quando da sua aposentadoria, o direto de permanência no Plano em conformidade com a legislação regulamentadora dos planos privados de assistência à saúde, computando-se, para tal fim, o tempo total de vínculo com o Plano. Art. 10 É vedada a inscrição de Beneficiário Dependente por mais de um Beneficiário Titular e de Beneficiário em mais de uma condição. Capítulo III COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS Art. 11 O Plano de Assistência à Saúde normatizado por este Regulamento, compreende, dentro da área de abrangência geográfica, o atendimento ambulatorial + hospitalar com obstetrícia e odontológico a todas as doenças relacionadas na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde CID-10, da 8

9 Organização Mundial da Saúde, o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, vigente à época do evento, bem como todas as especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina CFM, mediante a contratação de terceiros, por conta e ordem dos Beneficiários Titulares e Dependentes devidamente inscritos, de acordo com os seguintes programas: I Programa de Assistência Médico-Hospitalar II - Programa de Assistência Ambulatorial; III- Programa de Assistência Hospitalar com Obstetrícia; IV - Programa de Assistência Odontológica; V - Programa de Assistência Social; e VI - Programa de Assistência à Saúde Mental. Parágrafo Único É facultado à Saúde BRB incluir ou excluir procedimentos visando a adequação às coberturas previstas nos programas amparados por este Regulamento, com base na legislação específica. Seção I Do Programa de Assistência Médico-Hospitalar Art. 12 No Programa de Assistência Médico-Hospitalar estão compreendidas as seguintes coberturas: I Planejamento Familiar: Fica garantida pela Saúde BRB a cobertura dos atendimentos nos casos de planejamento familiar, dos seguintes procedimentos: a) Consulta e Aconselhamento para Planejamento Familiar; b) Atividade Educacional para Planejamento Familiar; c) Sulfato de Dehidroepiandrosterona (Sdhea); e d) Implante de Dispositivo Intra-Uterino (DIU) Hormonal incluindo o dispositivo. II Médico Anestesiologista: Fica garantida a participação de profissional médico anestesiologista nos procedimentos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento, tendo sua cobertura assistencial obrigatória, caso haja indicação clínica. Parágrafo Único - Para fins deste Regulamento, entende-se como: a) Planejamento familiar: conjunto de ações de regulação da fecundidade que garanta direitos iguais de constituição, limitação ou aumento da prole pela mulher, pelo homem ou pelo casal; b) Atividades educacionais: aquelas executadas por profissional de saúde habilitado mediante a utilização de linguagem acessível, simples e precisa, com o objetivo de oferecer aos Beneficiários os conhecimentos necessários para a escolha e posterior utilização do método mais adequado e propiciar a reflexão sobre temas relacionados à concepção e à anticoncepção, inclusive à sexualidade, podendo ser realizadas em grupo ou 9

10 individualmente e permitindo a troca de informações e experiências baseadas na vivência de cada indivíduo do grupo. c) Aconselhamento: o processo de escuta ativa que pressupõe a identificação e acolhimento das demandas do indivíduo ou casal relacionadas às questões de planejamento familiar, prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis/Síndrome da Imunodeficiência Adquirida DST/AIDS e outras patologias que possam interferir na concepção/parto; d) Concepção: fusão de um espermatozóide com um óvulo, resultando na formação de um zigoto; e) Anticoncepção: prevenção da concepção por bloqueio temporário ou permanente da fertilidade. Art Fica ainda garantido pela Saúde BRB o atendimento, dentro da segmentação e da área de abrangência estabelecida no contrato, independentemente do local de origem do evento. Seção II Do Programa de Assistência Ambulatorial Art A assistência ambulatorial será prestada pela Saúde BRB, em caráter eletivo e de urgência/emergência, por meio de entidades e/ou profissionais contratados e compreenderá: I - Cobertura de consultas médicas, em número ilimitado, em clínicas básicas e especializadas, inclusive obstétricas para pré-natal, reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina; II - Cobertura de serviços de apoio diagnóstico, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais, incluindo procedimentos cirúrgicos ambulatoriais, solicitados pelo médico assistente, ou cirurgião-dentista habilitado, mesmo quando realizados em ambiente hospitalar, desde que não se caracterize como internação; III - Cobertura de consultas e sessões com nutricionista, fonoaudiólogo, psicólogo e terapeuta ocupacional de acordo com o número de sessões estabelecido no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, vigente à época do evento, conforme indicação do médico assistente. IV - Cobertura de sessões de psicoterapia, de acordo com o número de sessões estabelecido no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento, que poderão ser realizados tanto por psicólogo como por médico devidamente habilitado. V - Cobertura de procedimentos de fisioterapia listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, vigente à época do evento, em número ilimitado de sessões por ano, que poderão ser realizadas tanto por fisiatra como por fisioterapeuta, conforme indicação do médico assistente; VI - Cobertura para os seguintes procedimentos considerados especiais: a) Hemodiálise e diálise peritonial CAPD; b) Quimioterapia oncológica ambulatorial; c) Radioterapia ambulatorial; 10

11 d) Procedimentos de hemodinâmica ambulatoriais; e) Hemoterapia ambulatorial; e f) Cirurgias oftalmológicas ambulatoriais. VII - Cobertura de medicamentos registrados/regularizados na ANVISA, utilizados nos procedimentos diagnósticos e terapêuticos contemplados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. VIII - Assistência Farmacêutica: com a finalidade de facilitar aos Beneficiários do Plano a aquisição dos medicamentos fora da hospitalização, destinados ao tratamento dos seguintes grupos de patologias em estágios graves e crônicos: a) neoplasias malignas; b) disfunções hormonais com graves repercussões para o organismo; c) artrite reumatóide; d) lúpus eritematoso sistêmico; e) poliartrite nodosa; f) esclerodermia; g) Dermatopolimiosite; h) miastenias gravis; i) síndrome da imuno deficiência adquirida AIDS; j) doença de Parkinson; k) cardiopatia grave; l) nefropatia crônica; e m) esquizofrenia e transtornos esquizotípicos e delirantes. 1º - O Plano A não cobre procedimentos ambulatoriais solicitados no curso de exames pré-admissionais. 2 - O Beneficiário deverá comparecer à perícia médica e apresentar laudo circunstanciado do médico assistente constando o quadro clínico, histórico da doença, resultados de exames complementares, diagnóstico, a discriminação da medicação, doses e tempo de uso, bem como nota fiscal relacionada à medicação adquirida. 3º - A assistência farmacêutica consistirá no ressarcimento de 50% (cinquenta por cento) das despesas havidas com a compra do medicamento, feito em até 30 (trinta) dias após a apresentação de toda a documentação descrita no parágrafo anterior. 4º - O ressarcimento deverá ser solicitado dentro do prazo improrrogável de até 120 (cento e vinte) dias após a emissão da nota fiscal. 5º - Mediante parecer técnico, ratificado pelo Conselho Consultivo da Saúde BRB, a relação dos grupos de patologia para as quais são prescritos medicamentos especiais poderá ser ampliada para contemplar novos grupos. Art No Programa de Assistência Ambulatorial, os serviços e procedimentos a seguir estão sujeitos à autorização prévia da Saúde BRB: I - Procedimentos cirúrgicos e dermatológicos em geral; II - Serviços de terapia ambulatorial: hemodiálise ou diálise, quimioterapia, radioterapia, hemoterapia, litotripsia, escleroterapia; 11

12 III- Serviços de diagnose em hemodinâmica, como cateterismo: estudo eletrofisiológico, arteriografia e outros; IV- Serviços de diagnose em cardiologia: ecocardiograma com mapeamento de fluxo em cores e doppler colorido de vasos; V - Outros serviços de diagnose: ressonância nuclear magnética, tomografia computadorizada; VI - Assistência em fonoaudiologia, a partir da 4ª sessão. VII - Sessão de acupuntura; VIII - Assistência em fisioterapia; IX - Procedimentos de esterilização voluntária nos termos da legislação específica; X - Consulta e fisioterapia em domicílio, em situação cujo deslocamento comprometa ou agrave o estado de saúde do paciente; XI - Assistência em psicologia, a partir da sexta sessão; e XII Procedimentos para os quais são definidas diretrizes clínicas e de utilização, pela Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS. Seção III Do Programa de Assistência Hospitalar Art A assistência hospitalar será prestada em caráter eletivo e de urgência/emergência, por meio de procedimentos em clínicas básicas especializadas reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina em hospitais contratados e compreenderá: I - Cobertura de internações hospitalares, vedada a limitação de prazo, valor máximo e quantidade; II - Cobertura de internações em Centro de Terapia Intensiva ou similar, a critério do médico assistente; III - Cobertura de toda e qualquer taxa, incluindo materiais utilizados; IV - Cobertura de despesas referentes a honorários médicos, serviços gerais de enfermagem e alimentação, observado o artigo 38; V - Cobertura de exames complementares indispensáveis para o controle da evolução da doença e elucidação diagnóstica; VI - Fornecimento de medicamentos, materiais, anestésicos, gases medicinais, transfusões e sessões de quimioterapia e radioterapia, conforme prescrição do médico assistente, realizados ou ministrados durante o período de internação hospitalar; 12

13 VII Cobertura de despesas de acompanhante, no caso de pacientes menores de 18 (dezoito) anos e com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, bem como para aqueles portadores de necessidades especiais, conforme indicação do médico assistente; VIII - Cobertura para os seguintes procedimentos considerados especiais, mesmo quando prestados ambulatorialmente, cuja necessidade esteja relacionada à continuidade da assistência prestada como internação hospitalar: a) hemodiálise e diálise peritonial - CAPD; b) quimioterapia oncológica ambulatorial; c) radioterapia: todos os procedimentos descritos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente para ambas as segmentações ambulatorial e hospitalar; d) hemoterapia; e) nutrição parenteral ou enteral; f) procedimentos diagnósticos e terapêuticos em hemodinâmica descritos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento; g) embolizações listadas no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento; h) radiologia intervencionista; i) exames pré-anestésicos ou pré-cirúrgicos; j) procedimentos de fisioterapia: aqueles listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento; IX - cobertura do atendimento por outros profissionais de saúde, de forma ilimitada durante o período de internação hospitalar, quando indicado pelo médico assistente; X - cobertura de órteses e próteses ligadas aos atos cirúrgicos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, vigente à época do evento. 1º - Quando necessário, a Saúde BRB garantirá a cobertura da estrutura hospitalar necessária à realização dos procedimentos odontológicos passíveis de realização e consultórios, mas que por imperativo clínico necessitem de internação hospitalar, incluindo a cobertura de exames complementares solicitados pelo cirurgião-dentista assistente, habilitado pelo respectivo Conselho de Classe, desde que restrito à finalidade de natureza odontológica, e o fornecimento de medicamentos, anestésicos, gases medicinais, transfusões, assistência de enfermagem e alimentação ministrada durante o período de internação hospitalar. 2º - Para fins deste programa conceituam-se: I - Quimioterapia oncológica ambulatorial: aquela baseada na administração de medicamentos para tratamento do câncer, incluindo medicamentos para o controle de efeitos adversos relacionados ao tratamento de adjuvantes que, independentemente da via de administração e da classe terapêutica necessitem, conforme prescrição do médico assistente, ser administrados sob intervenção ou supervisão direta de profissionais de saúde dentro do estabelecimento de saúde; II - Adjuvantes: medicamentos empregados de forma Associada aos quimioterápicos citostáticos com a finalidade de intensificar se desempenho ou de atuar de forma sinérgica ao tratamento; 13

14 III - Prótese: qualquer material permanente ou transitório que substitua total ou parcialmente um membro, órgão ou tecido; IV - Órtese: qualquer material permanente ou transitório que auxilie as funções de um membro, órgão ou tecido, sendo não ligados ao ato cirúrgico os materiais cuja colocação ou remoção não requeiram a realização de ato cirúrgico. 3º - A classificação dos diversos materiais utilizados pela medicina no país como órteses ou próteses encontram-se disponibilizados e atualizados periodicamente na página da ANS 4º - Para fins do disposto no inciso X deste artigo, deve ser observado o seguinte: I - Cabe ao médico ou cirurgião dentista assistente a prerrogativa de determinar as características (tipo, matéria-prima e dimensões) das órteses, próteses e materiais especiais - OPME necessários à execução dos procedimentos contidos no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS; II - O profissional requisitante deve, quando assim solicitado pela Saúde BRB, justificar clinicamente a sua indicação e oferecer pelo menos 03 (três) marcas de produtos de fabricantes diferentes, quando disponíveis, dentre aquelas regularizadas junto à ANVISA, que atendam às características especificadas; e III - Em caso de divergência entre o profissional requisitante e a Saúde BRB, a decisão caberá a um profissional escolhido de comum acordo entre as partes, com as despesas arcadas pela operadora. 5º As despesas com refeição de acompanhante serão pagas pela Saúde BRB para pacientes menores de 18 (dezoito) anos e maiores de 60 (sessenta) anos. Remoções Art A Saúde BRB garantirá a cobertura para remoções terrestres de Beneficiários internados para outro estabelecimento hospitalar, dentro dos limites de abrangência geográfica previstos neste Regulamento: I Depois de realizados os atendimentos de urgência e emergência, quando caracterizada pelo médico assistente a falta de recursos oferecidos pela unidade para continuidade da atenção ao paciente ou pela necessidade de internação; II Para a realização de exames ou procedimentos em outros estabelecimentos, quando devidamente justificadas por relatório do médico assistente. Parágrafo Único - A remoção para outro estabelecimento hospitalar sem recomendação do médico assistente ensejará uma participação de 100% (cem por cento) sobre a despesa havida com a remoção. Cirurgia Odontológica Buco-Maxilo-Facial Art. 18 A Saúde BRB garantirá a cobertura de cirurgia odontológica buco-maxilo-facial, sem finalidade estética, que necessite de ambiente hospitalar, realizada por profissional habilitado pelo seu Conselho de Classe, incluindo a cobertura de exames complementares 14

15 solicitados pelo cirurgião dentista assistente, desde que restrita à finalidade de natureza odontológica. Será garantido ainda o fornecimento de medicamentos anestésicos, gases medicinais, transfusões, assistência de enfermagem e alimentação ministrada durante o período de internação hospitalar. Cirurgias Plásticas Art A Saúde BRB garantirá a cobertura de cirurgia plástica: I - reconstrutiva de mama, utilizando-se de todos os meios e técnicas necessárias, para o tratamento de mutilação decorrente de utilização de técnica de tratamento de câncer; II - reparadora de órgãos e funções conforme Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento. Colocação de Banda Gástrica para Cirurgia de Obesidade Mórbida e Gastroplastia para Obesidade Mórbida Art A Saúde BRB garantirá a cobertura das despesas decorrentes de colocação de banda gástrica para cirurgia de obesidade mórbida e as decorrentes de gastroplastia para obesidade mórbida (cirurgia bariátrica), desde que seja comprovada a obediência ao disposto na Resolução n 1.766/2005 do Conselho Federal de Medicina e nas Diretrizes de Utilização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, vigente à época do evento. Internações Obstétricas e Assistência ao Recém-Nato Art A Saúde BRB garantirá, depois de observados os prazos de carência, e exclusivamente dentro dos limites da abrangência geográfica e da rede credenciada, aos Beneficiários regularmente inscritos neste Regulamento as despesas com assistência médica relativa ao pré-natal e da assistência ao parto e puerpério, compreendendo: I - Despesas na especialidade de obstetrícia; II - Cirurgias na especialidade de obstetrícia; III - Serviços complementares de diagnóstico e tratamento, compreendendo: a) ultrassonografia obstétrica, persuflação tubária diagnóstica, tococardiografia, dopplerfluxometria, perfil biofísico do feto, amniocentese sob controle da ultra-sonografia obstétrica, criocauterização do colo do útero, eletrocoagulação do colo do útero, hidrotubação e persuflação tubária; penioscopia no marido ou companheiro, desde que seja Beneficiário do presente Regulamento; b) UTI neonatal, caso haja indicação do médico assistente credenciado, incluindo diárias, materiais, medicamentos e honorários. IV - Assistência ao parto e ao recém nascido, abrangendo: a) serviços de maternidade, compreendendo assistência pré natal, assistência ao parto, cirúrgico ou não, curetagem de abortos espontâneos, e tratamento das parturientes nas complicações surgidas pós parto; b) cobertura assistencial ao recém nascido, filho natural ou adotivo dos Beneficiários (titular ou Dependentes), durante os 30 (trinta) primeiros dias após o parto; 15

16 c) cuidados de berçário, incluindo, se necessário, incubadora, leitos aquecidos e fototerapia; d) honorários de médico-clínico, cirurgião e seus assistentes, anestesistas, obstetra, neonatologista; e) acompanhante indicado pela mulher durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato. 1 - Esta assistência continuará a ser prestada desde que o Beneficiário Titular tenha incluído o recém-nato no Plano até o término do aludido prazo de 30 (trinta) dias. 2 - Caso a inclusão do recém-nato ultrapasse o limite previsto de 30 (trinta) dias, os prazos de carência previstos no presente Regulamento deverão ser cumpridos integralmente, respeitadas todas as condições do Regulamento originalmente optado pelo Beneficiário Titular. 3º - Para fins do disposto na alínea e, do inciso IV do caput deste artigo, entende-se pós-parto imediato como as primeiras 24 (vinte e quatro) horas após o parto. 4º - Para fins de cobertura do parto normal, este procedimento poderá ser realizado por enfermeiro obstétrico habilitado, conforme legislação vigente. 5º - A cobertura para procedimentos obstétricos prevista neste artigo é extensiva à filha do(a) Beneficiário Titular enquanto mantiver a condição de Beneficiário Dependente direta. Saúde Ocupacional e Acidentes de Trabalho Art A Saúde BRB garantirá a cobertura dos procedimentos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela ANS, relacionados com a Saúde Ocupacional e Acidentes do trabalho. Transplantes Art A Saúde BRB garantirá a cobertura das despesas decorrentes de transplantes de rins, córneas e aqueles listados no Rol de Procedimento e Eventos em Saúde, editado pela ANS, vigente à época do evento, bem como as despesas com seus procedimentos vinculados. 1º - Para fins deste Regulamento, entende-se como procedimentos vinculados aos transplantes: a) despesas assistenciais com doadores vivos; b) medicamentos utilizados durante a internação; c) acompanhamento clínico no pós-operatório, imediato e tardio, exceto medicamentos de manutenção; d) as despesas com captação, transporte e preservação dos órgãos na forma de ressarcimento ao Serviço. 2 - Os transplantes somente ocorrerão por indicação médica de profissional integrante da equipe médica da Saúde BRB, em conformidade com a natureza da doença que exija tal ato, além de submeter à legislação específica vigente, em especial à Lei n 9.434/97, ao 16

17 Decreto n 2.268/97, e a Portaria n 3.407/98, ficando assegurado o atendimento exclusivamente dentro dos limites de abrangência geográfica. 3 - Nos casos de transplantes de órgãos provenientes de doador cadáver, o Beneficiário deverá, obrigatoriamente, estar inscrito na lista de receptores que é de âmbito nacional, gerenciada pelo Ministério da Saúde e coordenada em caráter regional pelas Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de órgãos CNCDOs integrantes do Sistema Nacional de Transplantes, e sujeitar-se ao critério de fila única de espera e seleção. 4 - Nos casos de transplantes de doadores vivos, independentemente do tipo de Plano do receptor, o doador terá a assistência assegurada na forma da Lei n 9656/98 e sua regulamentação, sendo que a internação será sempre em quarto coletivo. Cirurgia de Esterilização Feminina (Laqueadura Tubária/Laqueadura Tubária Laparoscópica) e Cirurgia de Esterilização Masculina (Vasectomia) Art Serão cobertas pela Saúde BRB as despesas decorrentes de cirurgia de esterilização feminina (laqueadura tubária / laqueadura tubária laparoscópica) e cirurgia de esterilização masculina (vasectomia), desde que seja comprovada a obediência ao disposto na Lei nº 9.263/1996 e o disposto nas Diretrizes de Utilização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela ANS, vigente à época do evento. Autorizações Prévias Art No Programa de Assistência Hospitalar, os serviços e procedimentos a seguir estão sujeitos à autorização prévia da Saúde BRB: I - Procedimentos cirúrgicos em geral que exijam internação hospitalar, inclusive relacionadas com patologias odontológicas; e II - Procedimentos clínicos em geral que exijam internação hospitalar. Seção III Do Programa de Assistência Odontológica Art A assistência odontológica será prestada pela Saúde BRB, em caráter eletivo e de urgência, por meio de entidades e/ou profissionais contratados e compreenderá a cobertura de: I - Exames clínicos; II - Procedimentos diagnósticos; III - Atendimentos de urgência e emergência odontológicos; IV - Exames auxiliares ou complementares; V - Tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais solicitados pelo cirurgião-dentista assistente; VI - Todos os procedimentos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS, vigente à época do evento; e 17

18 VII - Honorários e materiais utilizados pelo cirurgião-dentista quando, por imperativo clínico, for necessária estrutura hospitalar. 1º Para a realização de atendimento odontológico, o Beneficiário deverá submeter-se à perícia. I - A perícia inicial será realizada por profissional credenciado junto à Saúde BRB, e a perícia final deverá ocorrer em até 15 (quinze) dias após o término do tratamento; e II - Estão isentos de perícia os procedimentos previstos nos Pacotes de Prevenção realizados semestralmente. Para tanto o Beneficiário deverá dirigir-se ao profissional credenciado junto à Saúde BRB. 2º - Os Pacotes de Prevenção a que se refere o 1, inciso II deste artigo são os seguintes: I - Pacote de Prevenção 1: destina-se à prevenção odontológica de Beneficiários até 14 anos, composto pelos seguintes procedimentos: a) consulta inicial; b) profilaxia; c) atividade Educativa em Saúde Bucal; d) controle de Biofilme; e e) aplicação Tópica de Flúor. II - Pacote de Prevenção 2: destina-se à prevenção odontológica de Beneficiários com mais de 14 anos, composto pelos seguintes procedimentos: a) consulta inicial; b) atividade Educativa em Saúde Bucal; e c) raspagem supra-gengival (profilaxia e controle de biofilme inclusos na raspagem). 3º O Beneficiário Titular assumirá integralmente as despesas decorrentes de tratamento odontológico nos seguintes casos: I - Os realizados sem perícias inicial e final ou quando esta ocorrer fora do prazo; II - Por falta injustificada às sessões de tratamento; e III - No caso de interrupção de tratamento por períodos superiores a 30 (trinta) dias, ou desistência do tratamento, ambos injustificados. Art À exceção dos casos de urgência (pulpectomia, exodontia, hemorragia, alveolite, fraturas dentárias), pacotes de prevenção e consultas, todos os demais tratamentos odontológicos estão sujeitos, obrigatoriamente, a perícias inicial e final. Seção IV Do Programa de Assistência Social Art. 28- A Assistência Social será prestada para cobertura dos seguintes procedimentos: I - Remoções terrestres comprovadamente necessárias, quando da ocorrência de acidentes que vitimem Beneficiário fora do Distrito Federal; e 18

19 II Próteses não cirúrgicas. Art A assistência social consistirá no ressarcimento de 50% das despesas havidas com remoção terrestre ou aquisição das próteses não cirúrgicas, em até 30 (trinta) dias após a apresentação da nota fiscal. 1º - O Beneficiário deverá agendar perícia médica prévia e apresentar relatório do médico assistente que prescreveu o uso da prótese, bem como os laudos dos exames. 2º - Para aquisição da prótese deverão ser feitas 3 (três) cotações, sendo que o reembolso será feito com base no menor valor. Seção V Do Programa de Assistência à Saúde Mental Art O Programa de Assistência à Saúde Mental consiste na cobertura dos seguintes procedimentos: I - Assistência em psicologia, terapia ocupacional e ambulatorial de psicoterapia; II - Assistência ambulatorial de psiquiatria; III - Assistência às pessoas portadoras de necessidades especiais; IV- Assistência às pessoas com dependência química; V- Assistência Hospital-Dia Psiquiátrico; e VI Assistência hospitalar psiquiátrica. Parágrafo Único - Fica ressalvado que todos os serviços e procedimentos abrangidos pelo Programa de Assistência Mental, além de estarem sujeitos à autorização prévia da Saúde BRB, deverão, obrigatoriamente, obedecerem ao disposto nas Diretrizes de Utilização (DUT) do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela ANS. Subseção I Assistência em Psicologia Terapia Ocupacional e Ambulatorial de Psicoterapia Art A Assistência em Psicologia consiste no atendimento realizado por psicólogo nos casos de distúrbios psicoemocionais, com interferências na vida profissional e pessoal do Beneficiário. Art A assistência em psicologia consiste no atendimento realizado por psicólogo nas modalidades de psicoterapia individual, de casal, orientação familiar, em grupo e infantil, reconhecidas pelos Conselhos Profissionais competentes. Parágrafo Único - A avaliação psicológica será realizada no máximo em 5 sessões, devendo o Beneficiário apresentar o laudo emitido pelo psicólogo com diagnóstico e prescrição para a continuidade do tratamento, não requerendo nesta fase autorização prévia do programa. 19

20 Art A Saúde BRB, atendendo ao disposto no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, editado pela ANS, garantirá, no âmbito da assistência em psicologia e/ou terapia ocupacional: I - A cobertura de até 48 (quarenta e oito) consultas/sessões com psicólogo e/ou terapeuta ocupacional, por ano de contrato, ininterruptas ou não. II A cobertura de 12 (doze) consultas/sessões com terapeuta ocupacional, por ano de contrato, quando preenchido pelo menos um dos seguintes critérios: a) pacientes com diagnóstico primário ou secundário de demência (CID F00 à F03); b) pacientes com diagnóstico primário ou secundário de retardo (CID F70 à F79); e c) pacientes com diagnóstico primário ou secundário de transtorno do desenvolvimento psicológico (CID F82, F83). 1º - Serão autorizadas, inicialmente, até 24 (vinte e quatro) sessões, 1 (uma vez) por semana, com posterior prorrogação, caso seja necessária. 2º - Fica ressalvado que a Saúde BRB debitará integralmente do Beneficiário Titular as despesas decorrentes de faltas ou interrupção injustificada às sessões de psicoterapia, terapia ocupacional ou às diárias de clínica dia em saúde mental; desistência por si e por seus Beneficiários Dependentes, bem como no caso de ser constatada negligência do paciente ou da família quanto às responsabilidades a eles cabíveis. Subseção II Assistência Ambulatorial em Psiquiatria Art A assistência ambulatorial de psiquiatria consiste no atendimento realizado por médico psiquiatra a todas as doenças relacionadas na Classificação Internacional de Doenças e problemas relacionados com a saúde - (CID 10). Subseção III Assistência a Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais Art A assistência a pessoas portadoras de necessidades especiais consiste no atendimento por entidade especializada e reconhecida pelos respectivos conselhos da categoria, por meio de procedimentos de psicoterapia, musicoterapia, psicomotricidade, fonoaudiologia, terapia ocupacional, psicopedagogia, fisioterapia motora, hidroterapia, eqüoterapia e orientação aos pais. 1º - É considerado deficiente o Beneficiário portador de patologia congênita ou adquirida, de natureza psíquica ou orgânica, que comprometa o seu desempenho na atividade diária, tornando-o dependente de terceiros. 2º - A recuperação do paciente, parcial ou total, no decorrer do tratamento, poderá resultar na suspensão do seu enquadramento nesta modalidade. 3º - Os procedimentos mencionados no caput necessitam de autorização prévia e estão limitados a 72 (setenta e duas) diárias, por semestre, por Beneficiário. 20

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência

Leia mais

Regulamento. Plano A. Aprovado na 20ª. Reunião Ordinária do Conselho Consultivo, realizada em 30.11.2010

Regulamento. Plano A. Aprovado na 20ª. Reunião Ordinária do Conselho Consultivo, realizada em 30.11.2010 Regulamento Plano A Aprovado na 20ª. Reunião Ordinária do Conselho Consultivo, realizada em 30.11.2010 Vigência: A partir de 02.12.2010 ÍNDICE Capítulo I DO PLANO E DOS ATRIBUTOS... 5 Seção I Do Plano...

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA No- 167, DE 9 DE JANEIRO DE

Leia mais

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo Minuta de Resolução Normativa RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº XXX, DE 0XX DE XXXXXXXXX DE 2007. Atualiza o Rol de Procedimentos que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

ÍNDICE Capítulo I DO PLANO E DOS ATRIBUTOS... 4 Seção I do Plano... 4 Seção II Atributos do Regulamento... 4 Capítulo II CONDIÇÕES DE ADMISSÃO...

ÍNDICE Capítulo I DO PLANO E DOS ATRIBUTOS... 4 Seção I do Plano... 4 Seção II Atributos do Regulamento... 4 Capítulo II CONDIÇÕES DE ADMISSÃO... ÍNDICE Capítulo I DO PLANO E DOS ATRIBUTOS... 4 Seção I do Plano... 4 Seção II Atributos do Regulamento... 4 Capítulo II CONDIÇÕES DE ADMISSÃO... 5 Seção I Da Admissão dos Beneficiários... 5 Seção II Dos

Leia mais

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

Regulamento. Plano A. Aprovado na 29ª. Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo, realizada em 05.12.2013

Regulamento. Plano A. Aprovado na 29ª. Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo, realizada em 05.12.2013 Regulamento Plano A Aprovado na 29ª. Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo, realizada em 05.12.2013 Vigência: A partir de 05.12.2013 Sumário Capítulo I - DO PLANO E DOS ATRIBUTOS...4 Seção I - Do

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 211, DE 11 DE JANEIRO DE 2010. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial mínima nos planos privados de

Leia mais

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR -

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - A cobertura assistencial é um conjunto de direitos a que o consumidor faz jus ao contratar um plano de saúde. A extensão da cobertura

Leia mais

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE Cobertura assistencial Contratos Tipos de plano Coberturas obrigatórias Planos novos e adaptados SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Cobertura assistencial SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS

Leia mais

http://www.ans.gov.br/portal/site/legislacao/legislacao_integra.asp?id=1974&id_original=0

http://www.ans.gov.br/portal/site/legislacao/legislacao_integra.asp?id=1974&id_original=0 Page 1 of 7 Consultas Pagamentos e Parcelamentos Programas Arquivos A ANS TRANSPARÊNCIA LEGISLAà ÃO Cà MARA DE SAÚDE SUPLEMENTAR EVENTOS ENTENDA O SETOR CONSULTAS Legislação RN/0211 BIBLIOTECA INFORMAÃ

Leia mais

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava A Unimed Guarapuava, tem por objetivo, oferecer sempre as melhores opções, com produtos que supram a necessidade de nossos clientes, garantindo-lhes inúmeras vantagens como: cobertura mais ampla, profissionais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA ANEXO I CARACTERÍSITCAS DO OBJETO Objeto: Contratação de operadora de plano de assistência médico-hospitalar, compreendendo os serviços clínicos e cirúrgicos, ambulatoriais, internação clínica, cirúrgica

Leia mais

Planos de Saúde e a nova Resolução da ANS

Planos de Saúde e a nova Resolução da ANS Planos de Saúde e a nova Resolução da ANS No final de outubro, a Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS anunciou que, a partir de janeiro de 2014, os beneficiários de planos de saúde individuais e coletivos

Leia mais

MANUAL DE ASSISTÊNCIA MÉDICA AUTOGESTÃO PERDIGÃO

MANUAL DE ASSISTÊNCIA MÉDICA AUTOGESTÃO PERDIGÃO MANUAL DE ASSISTÊNCIA MÉDICA AUTOGESTÃO PERDIGÃO SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...4 OBJETIVOS DO PLANO DE SAÚDE...4 ABRANGÊNCIA DO PLANO DE SAÚDE...5 QUEM PODE UTILIZAR O PLANO DE SAÚDE...5 FORMA DE INCLUSÃO E IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 387, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 387, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 387, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica

Leia mais

Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Nome: Mãe: Endereço Bairro: Cidade: UF: CEP:

Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Nome: Mãe: Endereço Bairro: Cidade: UF: CEP: Requerimento de: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Plano: Padrão ( ) ou Especial ( ) Código MT - SAUDE: Titular ( ), Dependente ( ), Agregados ( ) Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão

Leia mais

Guia de Leitura Contratual. Página do Regulamento

Guia de Leitura Contratual. Página do Regulamento Guia de Leitura Contratual Operadora: Empresa Gerencial de Projetos Navais - EMGEPRON CNPJ: 27.816.487/0001-31 Registro ANS: 41.032-2 Nº de registro do produto: 456.200/07-3 Telefone: (21) 3907-1888 CONTRATAÇÃO

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA-HOSPITALAR

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA-HOSPITALAR CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA-HOSPITALAR 1 Índice 1. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA - CONTRATADA...03 2. QUALIFICAÇÃO DO CONTRATANTE PESSOA FÍSICA...03 3. NOME COMERCIAL

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 011 L CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 011 L CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA 1 QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA... 1 2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATANTE... 1 3 NOME COMERCIAL E NÚMERO DE REGISTRO DO PLANO NA ANS... 2 4 TIPO DE CONTRATAÇÃO... 3 5 SEGMENTAÇÃO ASSISTENCIAL

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

ANEXO I. RECLASSIFICAÇÃO PELA RN 195/2009 Vínculo do Beneficiário INFORMAÇÃO DO REGISTRO DE PRODUTO ATÉ A RN 195/2009

ANEXO I. RECLASSIFICAÇÃO PELA RN 195/2009 Vínculo do Beneficiário INFORMAÇÃO DO REGISTRO DE PRODUTO ATÉ A RN 195/2009 ANEXO I INFORMAÇÃO DO REGISTRO DE PRODUTO ATÉ A RN 195/2009 Tipo de Contratação Vínculo do Beneficiário Tipo de Contratação RECLASSIFICAÇÃO PELA RN 195/2009 Vínculo do Beneficiário 1 Coletivo Empresarial

Leia mais

Tira dúvidas Planos de Saúde

Tira dúvidas Planos de Saúde Tira dúvidas Planos de Saúde TEMAS Saúde Suplementar Embora o direito à saúde seja um dever constitucional, o Estado permite à iniciativa privada a prestação de serviços de assistência à saúde. Os serviços

Leia mais

SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I - DO OBJETIVO

SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I - DO OBJETIVO SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I - DO OBJETIVO Art. 1º. O Sistema de Assistência à Saúde SAS - tem por objetivo oferecer ações de saúde necessárias à recuperação

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA

CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA DIFERENÇAS DOS TIPOS DE CONTRATATAÇÃO (Redação dada pela RN nº 379, de 01/06/2015) Planos individuais ou familiares: São aqueles

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA FÍSICA 110A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA FÍSICA 110A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA 1 QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA.......................................... 1 2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATANTE......................................... 1 3 NOME COMERCIAL E NÚMERO DE REGISTRO

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 112A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 112A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA 1 QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA.......................................... 1 2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATANTE......................................... 1 3 NOME COMERCIAL E NÚMERO DE REGISTRO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA BÁSICO DE PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (Anexo da Portaria Normativa SRH/MP nº 01, de 27 de dezembro de 2007)

TERMO DE REFERÊNCIA BÁSICO DE PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (Anexo da Portaria Normativa SRH/MP nº 01, de 27 de dezembro de 2007) TERMO DE REFERÊNCIA BÁSICO DE PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE (Anexo da Portaria Normativa SRH/MP nº 01, de 27 de dezembro de 2007) 1. OBJETO 1.1. O presente instrumento tem por objeto regular o plano de

Leia mais

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Manual do Beneficiário Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Entenda como foi viabilizado o seu plano de saúde COLETIVO POR ADESÃO BENEFICIÁRIO O Beneficiário de plano privado de assistência

Leia mais

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Plano COMPLETO

SAÚDE PAS MEDICINA & ODONTO Plano COMPLETO Registro ANS: 40924-3 C.N.P.J: 03.424.929/0001-36 Razão Social: SAÚDE PAS MEDICINA E ODONTO Plano: COMPLETO Contratação: Coletivo por Adesão Abrangência Geográfica: Estadual Segmentação Assistencial: Ambulatorial

Leia mais

ANS nº 41431.0 PLANO A REGULAMENTO. SRTVS Q. 701, Centro Empresarial Assis Chateaubriand, Térreo 02, Tel: 3325.1666 Brasília DF www.brbsaude.com.

ANS nº 41431.0 PLANO A REGULAMENTO. SRTVS Q. 701, Centro Empresarial Assis Chateaubriand, Térreo 02, Tel: 3325.1666 Brasília DF www.brbsaude.com. PLANO A REGULAMENTO 1 Índice do Regulamento do Plano A Artigos CAPÍTULO I - DO PLANO, OBJETIVO E OPERAÇÃO 1º a 4º CAPÍTULO II - DOS BENEFICIÁRIOS 5º a 8º CAPÍTULO III - DA INSCRIÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS

Leia mais

Apresentação. Prezado beneficiário,

Apresentação. Prezado beneficiário, LANOIII Apresentação Prezado beneficiário, Visando dar continuidade à prestação dos melhores serviços em saúde e promover uma melhor qualidade de vida ao beneficiário, a CompesaPrev apresenta o CompesaSaúde

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 110A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA

CONTRATO DE COBERTURA DE ASSISTÊNCIA MÉDICA E HOSPITALAR PESSOA JURÍDICA 110A CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA 1 QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA.......................................... 1 2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATANTE......................................... 1 3 NOME COMERCIAL E NÚMERO DE REGISTRO

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de

Leia mais

4 1 v o N T K M IDEAL I Apartamento

4 1 v o N T K M IDEAL I Apartamento IDEAL I Apartamento MKT Nov 14 Instrumento de Assistência à Saúde IDEAL I - Apartamento MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE Centro Trasmontano de São Paulo CNPJ: 62.638.374/0001-94

Leia mais

Plano de Assistência à Saúde. SulAmérica Saúde Administrado Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais. Contrato nº 0064.0066.

Plano de Assistência à Saúde. SulAmérica Saúde Administrado Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais. Contrato nº 0064.0066. Plano de Assistência à Saúde SulAmérica Saúde Administrado Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais Contrato nº 0064.0066.0197 Índice SulAmérica Saúde Administrado Ambulatorial e Hospitalar

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO REGULAMENTO - GRUPO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DO SERPRO PAS/SERPRO

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO REGULAMENTO - GRUPO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DO SERPRO PAS/SERPRO I OBJETIVO: PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - PAS/SERPRO REGULAMENTO - GRUPO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DO SERPRO PAS/SERPRO GRUPO II - EMPREGADOS INATIVOS/AGREGADOS

Leia mais

CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA

CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA CLÁUSULAS ASSUNTO PÁGINA 1 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATADA......................................... 1 2 QUALIFICAÇÃO DA CONTRATANTE......................................... 1 3 NOME COMERCIAL E NÚMERO DE REGISTRO

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO - CAURJ PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ENFERMARIA BÁSICO

CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO - CAURJ PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ENFERMARIA BÁSICO CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO - CAURJ PLANO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ENFERMARIA BÁSICO REGULAMENTO DO PLANO ENFERMARIA BÁSICO DA CAURJ* (*REGISTRADO NA ANS SOB O Nº. 426.433/99-9) I.

Leia mais

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA

REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA REGULAMENTO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA Este Regulamento, elaborado em consonância com o padrão estabelecido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS configura-se em instrumento contratual de abrangência

Leia mais

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME)

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME) CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME) NÚMERO DO REGISTRO DA OPERADORA NA AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba AFRAFEP REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE AFRAFEP-SAÚDE PLUS

Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba AFRAFEP REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE AFRAFEP-SAÚDE PLUS REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE AFRAFEP-SAÚDE PLUS Em conformidade com o Anexo I da IN nº 23/2009 da ANS DA QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE Art. 1º. A AFRAFEP - Associação dos Auditores Fiscais

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO DECRETO Nº 11.395, DE 10 DE AGOSTO DE 2009. Regulamenta os artigos do Título II da Lei Complementar n 227, de 10 de novembro de 2005 O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO, usando da atribuição que lhe

Leia mais

REGULAMENTO DO SAS ANEXO A QUE SE REFERE O DECRETO Nº 8887/2010 SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - SAS REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO

REGULAMENTO DO SAS ANEXO A QUE SE REFERE O DECRETO Nº 8887/2010 SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - SAS REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO REGULAMENTO DO SAS ANEXO A QUE SE REFERE O DECRETO Nº 8887/2010 SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - SAS REGULAMENTO TÍTULO I DA ORGANIZAÇÃO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DO SAS Art. 1º O Sistema de Assistência

Leia mais

SulAmérica Saúde Coletivo por Adesão. Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais. Contrato nº 0000.0000.0097

SulAmérica Saúde Coletivo por Adesão. Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais. Contrato nº 0000.0000.0097 SulAmérica Saúde Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais Contrato nº 0000.0000.0097 446 446 Índice SulAmérica Saúde Hospitalar com Obstetrícia 1. Qualificação da Operadora... 1 2. Qualificação do Contratante...

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 03 a 29 vidas

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 03 a 29 vidas SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais 03 a 29 vidas Versão 05 Vigência Fevereiro/2014 Contrato nº 0058.0044.0597 Cod.553 Cod.553 SulAmérica Saúde PME Índice SulAmérica Saúde

Leia mais

CONTRATO COLETIVO EMPRESARIAL OURO

CONTRATO COLETIVO EMPRESARIAL OURO CONTRATO COLETIVO EMPRESARIAL OURO CONTRATO COLETIVO EMPRESARIAL OURO DIFERENÇAS DOS TIPOS DE CONTRATATAÇÃO (Redação dada pela RN nº 379, de 01/06/2015) Planos individuais ou familiares: São aqueles contratados

Leia mais

TABELA DE PREÇO SUL AMERICA / SINAGÊNCIAS ATENDIMENTO NACIONAL

TABELA DE PREÇO SUL AMERICA / SINAGÊNCIAS ATENDIMENTO NACIONAL TABELA DE PREÇO SUL AMERICA / SINAGÊNCIAS ATENDIMENTO Válida para os Associados Residentes nos Estados - RIO GRANDE DO SUL, PARANA, ESPIRITO SANTOS 00-18 R$ 134,74 R$ 147,26 R$ 165,45 R$ 182,00 R$ 204,33

Leia mais

Manual do Credenciado

Manual do Credenciado Manual do Credenciado Edição 1.1 de 01/08/2011 Página 1 de 59 Saúde BRB MISSÃO Cuidar da saúde e do bem-estar dos beneficiários, por meio de serviços de excelência Página 2 de 59 Sumário Apresentação...6

Leia mais

REGULAMENTO DO AMAGIS SAÚDE GRUPO DE ESTADOS CAPÍTULO I PREÂMBULO

REGULAMENTO DO AMAGIS SAÚDE GRUPO DE ESTADOS CAPÍTULO I PREÂMBULO 1 REGULAMENTO DO AMAGIS SAÚDE GRUPO DE ESTADOS CAPÍTULO I PREÂMBULO Art. 1º A Associação de Assistência a Saúde da Amagis - AMAGIS SAÚDE, Operadora de Plano Privado de Assistência à Saúde, sem fins econômicos,

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 30 a 99 vidas

Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 30 a 99 vidas SulAmérica Saúde Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais 30 a 99 vidas Versão 04 Vigência Fevereiro /2015 Contrato nº 0058.0075.0497 Cod.545 Cod.545 Condições Gerais Índice SulAmérica

Leia mais

Carência Doenças e Lesões Preexistentes Urgência e Emergência

Carência Doenças e Lesões Preexistentes Urgência e Emergência Carência Doenças e Lesões Preexistentes Urgência e Emergência Prazos de carência Cheque-caução Preenchimento da declaração de saúde SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Carência Doenças e Lesões

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MÉDICO-HOSPITALAR E AFIM DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE CURITIBA CAPÍTULO I DO OBJETIVO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MÉDICO-HOSPITALAR E AFIM DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE CURITIBA CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL MÉDICO-HOSPITALAR E AFIM DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE CURITIBA CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo disciplinar

Leia mais

Condições. Índice. Pagamento

Condições. Índice. Pagamento Índice Condições Gerais Pré Pagamento CNPJ: 13.223.975/0001-20. O grupo Caixa Seguradora reúne empresas de Seguros, Previdência, Consórcios, Capitalização e Saúde. Apresentação Caro (a) Cliente, Seja bem-vindo

Leia mais

CAURJ CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO APROVADO EM 27/04/2005 PLANO AMBULATORIAL

CAURJ CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO APROVADO EM 27/04/2005 PLANO AMBULATORIAL CAURJ CAIXA ASSISTENCIAL UNIVERSITÁRIA DO RIO DE JANEIRO REGULAMENTO APROVADO EM 27/04/2005 PLANO AMBULATORIAL REGULAMENTO DO PLANO AMBULATORIAL DA CAURJ* (*ENTIDADE REGISTRADA SOB O Nº. 34.782 PLANO REGISTRADO

Leia mais

Caixa de Asssistência dos Servidores Fazendários Estaduais 1

Caixa de Asssistência dos Servidores Fazendários Estaduais 1 Servidores Fazendários Estaduais 1 TEMA I ATRIBUTOS DO CONTRATO TEMA II CONDIÇÕES DE ADMISSÃO Tema III COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS Tema IV EXCLUSÕES DE COBERTURA Tema V DURAÇÃO DO CONTRATO Tema

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 03 a 29 vidas

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia. Condições Gerais 03 a 29 vidas SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais 03 a 29 vidas Versão 04 Contrato nº 0058.0044.0497 Cod.553 Índice SulAmérica Saúde PME Modalidade Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais...

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO SAÚDE BEM-ESTAR APARTAMENTO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS

REGULAMENTO DO PLANO SAÚDE BEM-ESTAR APARTAMENTO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS REGULAMENTO DO PLANO SAÚDE BEM-ESTAR APARTAMENTO CAPÍTULO I CARACTERÍSTICAS GERAIS Art. 1º - A FUNDAÇÃO FIAT SAÚDE E BEM ESTAR, Operadora de Planos Privados de Assistência à Saúde, registrada na Agência

Leia mais

REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE

REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA CASTROLANDA AFCC 1 SUMÁRIO 1. DA DENOMINAÇÃO... 3 2. DA MANUTENÇÃO DO PLANO... 3 3. DA ADMINISTRAÇÃO DO PLANO... 4 4. DOS BENEFICIÁRIOS

Leia mais

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE OPERADORA: ASSOCIAÇÃO CASA DO VIAJANTE PLANO: ASCAVI - AMBULATORIAL CONTRATAÇÃO: INDIVIDUAL FAMILIAR

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE OPERADORA: ASSOCIAÇÃO CASA DO VIAJANTE PLANO: ASCAVI - AMBULATORIAL CONTRATAÇÃO: INDIVIDUAL FAMILIAR CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE OPERADORA: ASSOCIAÇÃO CASA DO VIAJANTE PLANO: ASCAVI - AMBULATORIAL CONTRATAÇÃO: INDIVIDUAL FAMILIAR CARACTERÍSTICAS GERAIS DO CONTRATO a)- QUALIFICAÇÃO

Leia mais

CIRCULAR 005 DE 09 DE MARÇO DE 1989

CIRCULAR 005 DE 09 DE MARÇO DE 1989 CIRCULAR 005 DE 09 DE MARÇO DE 1989 O SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, na forma do disposto no art. 36, alínea "c" do Decreto-lei nº 73, de 21.11.66; RESOLVE: Art. 1º -

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INCLUSÃO NO MATO GROSSO SAÚDE

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INCLUSÃO NO MATO GROSSO SAÚDE MATO GROSSO SAÚDE INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS SERVIDORES DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DE MATO GROSSO ESTADO DE TRANSFORMAÇÃO Fone: (65) 3613-7735 Fone/Fax: (65) 3613-7786 Avenida Historiador

Leia mais

3, 4 5, 6 e 7 7 e 8 9 e 10

3, 4 5, 6 e 7 7 e 8 9 e 10 PLANO REFERÊNCIA - 466057119 PLANO EXATO ENFERMARIA 466429129 PLANO EXATO APARTAMENTO 466433127 PLANO BÁSICO 10 APARTAMENTO 466431121 PLANO CLÁSSICO - 466432129 PLANO ESPECIAL 100 466430122 PLANO EXECUTIVO

Leia mais

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME)

CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME) CONTRATO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SEGMENTAÇÃO: AMBULATORIAL + HOSPITALAR COM OBSTETRICIA CONTRATAÇÃO: COLETIVA EMPRESARIAL (PME) NÚMERO DO REGISTRO DA OPERADORA NA AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS COLETIVO EMPRESARIAL 1. CONDIÇÕES GERAIS SEGURO COLETIVO EMPRESARIAL SAÚDE VITAL-Co

CONDIÇÕES GERAIS COLETIVO EMPRESARIAL 1. CONDIÇÕES GERAIS SEGURO COLETIVO EMPRESARIAL SAÚDE VITAL-Co CONDIÇÕES GERAIS COLETIVO EMPRESARIAL 1 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO COLETIVO EMPRESARIAL SAÚDE VITAL-Co CONDIÇÕES GERAIS COLETIVO EMPRESARIAL 1 SEGURO SAÚDE COLETIVO EMPRESARIAL SAÚDE VITAL-CO CONDIÇÕES GERAIS

Leia mais

A - QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA

A - QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA A - QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA Associação Policial de Assistência à Saúde, com sede na cidade de Fernandópolis, SP, Avenida Líbero de Almeida Silvares, 3014, Bairro Coester, CEP 15600-000, CNPJ nº 00.444.803/0001-35

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO E DA PREVIDÊNCIA DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE SAS SISTEMA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE MANUAL DO BENEFICIÁRIO APRESENTAÇÃO O Departamento de Assistência à Saúde DAS instituído pelo Decreto nº 5303/2002, no âmbito da Secretaria de Estado da Administração

Leia mais

REGULAMENTO DO FUNDO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR DOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO - F A M E H / M P CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DOS SEUS FINS

REGULAMENTO DO FUNDO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR DOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO - F A M E H / M P CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DOS SEUS FINS REGULAMENTO DO FUNDO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR DOS MEMBROS DO MINISTÉRIO PÚBLICO - F A M E H / M P CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E DOS SEUS FINS Art. 1º O FUNDO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR DOS

Leia mais

Tema I ATRIBUTOS DO CONTRATO Código da Identificação: 01.02000* Identificação do Texto: AHOb Texto do Dispositivo:

Tema I ATRIBUTOS DO CONTRATO Código da Identificação: 01.02000* Identificação do Texto: AHOb Texto do Dispositivo: Página 1 de 36 Legenda para vinculação dos temas no site AHOb Segmentação Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Amb. Segmentação Ambulatorial Copart. Fator Moderador Coparticipação Enf Padrão de Acomodação

Leia mais

Modelo 5 COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS... 6 7 CARÊNCIAS...10 8 SAÚDE MENTAL...11 9 MENSALIDADES... 12 CLÁUSULA OBJETO PÁGINA

Modelo 5 COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS... 6 7 CARÊNCIAS...10 8 SAÚDE MENTAL...11 9 MENSALIDADES... 12 CLÁUSULA OBJETO PÁGINA CLÁUSULA OBJETO PÁGINA 1 2 PARTES INTEGRANTES / CONTRATAÇÃO...........................................1 OBJETO / ABRANGÊNCIA GEOGRÁFICA E ATUAÇÃO................................. 2 3 DEFINIÇÕES.....................................................................

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL Preocupada com a qualidade do benefício mais nobre que uma empresa pode oferecer aos seus funcionários, a CULTURA INGLESA renovou com a AMIL a parceria que dura mais de 17 anos.

Leia mais

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Manual do Beneficiário Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Entenda como foi viabilizado o seu plano de saúde COLETIVO POR ADESÃO BENEFICIÁRIO O Beneficiário de plano privado de assistência

Leia mais

CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA

CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA CONTRATO INDIVIDUAL / FAMILIAR PRATA Solicite sempre os dados do representante responsável pela venda de seu plano, ele é um importante canal para tirar suas dúvidas

Leia mais

Plano: CLIMOL PLUS PRATA REGISTRO: 456.893-081

Plano: CLIMOL PLUS PRATA REGISTRO: 456.893-081 Plano: CLIMOL PLUS PRATA REGISTRO: 456.893-081 Razão Social: CLIMOL CLINICA MÉDICA E ODONTOLÓGICA SÃO FRANCISCO DE ASSIS LTDA. Registro CNPJ: 40277-0 32.076.630/0001-36 Nº Registro: 456.893/08-1 Ambulatorial

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO ODONTOLÓGICO DA UNIMED CHAPECÓ CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS

REGULAMENTO DO PLANO ODONTOLÓGICO DA UNIMED CHAPECÓ CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS REGULAMENTO DO PLANO ODONTOLÓGICO DA UNIMED CHAPECÓ CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º O Plano Odontológico tem por objetivo oferecer e assegurar aos empregados da Unimed Chapecó e seus dependentes

Leia mais

CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - Plano Ambulatorial e Hospitalar Com Obstetrícia -

CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - Plano Ambulatorial e Hospitalar Com Obstetrícia - CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE - Plano Ambulatorial e Hospitalar Com Obstetrícia - Registro da Operadora na ANS nº 36.656-1 SUPER BEM - INDIVIDUAL E/OU FAMILIAR Registro dos

Leia mais

ELOSAÚDE ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE

ELOSAÚDE ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Página 1 de 30 ELOSAÚDE ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE PLANO BÁSICO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA PLANO A Tema I ATRIBUTOS DO CONTRATO O presente Regulamento tem por objeto disciplinar a prestação continuada

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE DO INSTITUTO CURITIBA DE SAÚDE - ICS CAPÍTULO I DO OBJETIVO

REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE DO INSTITUTO CURITIBA DE SAÚDE - ICS CAPÍTULO I DO OBJETIVO REGULAMENTO DO PLANO DE SAÚDE DO INSTITUTO CURITIBA DE SAÚDE - ICS CAPÍTULO I DO OBJETIVO Art. 1. O presente Regulamento tem por objetivo disciplinar o Plano Padrão do ICS dos servidores do Município de

Leia mais

Plano de Assistência à Saúde. Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais

Plano de Assistência à Saúde. Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais Plano de Assistência à Saúde SulAmérica Saúde Ambulatorial e Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais Versão 02 Vigência agosto de 2015 Contrato nº 0064.0070.0297 Cód. 582 Índice SulAmérica Saúde Ambulatorial

Leia mais

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais

SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais SulAmérica Saúde PME Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais ANS - nº 000043 Contrato nº 0058.0044.0197 Índice SulAmérica Saúde PME Modalidade Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais...1 1 Qualificação

Leia mais

SulAmérica Saúde Empresarial Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais

SulAmérica Saúde Empresarial Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais SulAmérica Saúde Empresarial Hospitalar com Obstetrícia Condições Gerais ANS - nº 000043 Contrato nº 0058.0045.0097 Índice SulAmérica Saúde Empresarial Modalidade Hospitalar com Obstetrícia Condições

Leia mais