REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE"

Transcrição

1 REGULAMENTO PLANO DE SAÚDE ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA COOPERATIVA CASTROLANDA AFCC 1

2 SUMÁRIO 1. DA DENOMINAÇÃO DA MANUTENÇÃO DO PLANO DA ADMINISTRAÇÃO DO PLANO DOS BENEFICIÁRIOS DO PLANO DE SAÚDE: DOS DEPENDENTES DO PLANO DE SAÚDE: DAS MODALIDADES DO PLANO DE SAÚDE ASSISTÊNCIA MÉDICA MODALIDADES DO PLANO COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS PERÍODOS DE CARÊNCIAS ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA FARMÁCIA ASSISTÊNCIA ÓTICA PROGRAMA DE INCENTIVO A SAÚDE DOS BENEFÍCIOS DO PLANO DE SAÚDE ROTINA DE EXCLUSÃO DO PLANO ASSUNTOS GERAIS PORQUE FAZER PARTE DO PLANO DE SAÚDE? POSSO SER SÓCIO DO PLANO DE SAÚDE? QUAL A CARÊNCIA PARA OBTER OS BENEFÍCIOS? QUANTO PAGAREI PARA SER SÓCIO DO PLANO DE SAÚDE? COMO PAGAREI PELOS PROCEDIMENTOS REALIZADOS? PODEREI FINANCIAR OS PROCEDIMENTOS REALIZADOS? COMO OBTER INFORMAÇÕES SOBRE MEU SALDO DE EMPRÉSTIMO? COMO DEVO SOLICITAR O FINANCIAMENTO? QUAL A TAXA DE JUROS PRATICADA ATUALMENTE? POSSO FINANCIAR UM PROCEDIMENTO ANTES DE QUITAR O ANTERIOR? POSSO QUITAR ANTECIPADAMENTE UM FINANCIAMENTO? QUANDO SERÁ DESCONTADA A 1ª PARCELA DO FINANCIAMENTO? QUAL O PROCEDIMENTO AO SAIR DO QUADRO DE SÓCIOS? EM CASO DE DESLIGAMENTO, COMO LIQUIDAR O FINANCIAMENTO? POSSO RETORNAR AO PLANO DE SAÚDE, APÓS MINHA EXCLUSÃO? QUAL O PROCEDIMENTO PARA AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS? QUAIS AS VANTAGENS DO CARTÃO GOOD MED? QUAL O PROCEDIMENTO PARA REEMBOLSO DE DESPESAS? QUEM FISCALIZA AS OPERAÇÕES DO PLANO DE SAÚDE?

3 1. DA DENOMINAÇÃO O Plano de Assistência a Saúde, ora denominado PLANO DE SAÚDE, é um benefício concebido pela Cooperativa Agropecuária Castrolanda, sendo sua administração de responsabilidade da AFCC em conjunto com a área de Gestão de Pessoas. O PLANO DE SAÚDE terá: a) Administração, foro jurídico e sede na cidade de Castro, Estado do Paraná; b) Área de ação circunscrita às dependências da Cooperativa Agropecuária Castrolanda; c) O exercício social terá duração de 12 (doze) meses, com início em 1º de janeiro e término em 31 de dezembro de cada ano; d) Prazo de duração indeterminado. 2. DA MANUTENÇÃO DO PLANO Para manutenção do Plano de Saúde, todos os sócios da AFCC que por livre e espontânea vontade, optarem pelos seus benefícios contribuirão: a) Titulares: 4% (quatro por cento) sobre o salário base mensal, limitado ao teto de 5 (cinco) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (5 x R$ 736,00 x 4% = R$ 147,20); b) Dependentes: 0,5% (meio por cento) sobre o salário base mensal do titular, limitado ao teto de 5 (cinco) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (5 x R$ 736,00 x 0,5% = R$ 18,40); 3

4 c) Titular que não possua dependentes: 4% (quatro por cento) sobre o salário base mensal, limitado ao teto de 2,5 (dois e meio) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (2,5 x R$ 736,00 x 4% = R$ 73,60). Os valores estabelecidos como teto de contribuição, serão corrigidos anualmente, pela variação aplicada no piso salarial, no mês do acordo coletivo da Cooperativa, podendo ser alterado por decisão da Diretoria. Para prestar benefícios aos sócios credenciados ao Plano de Saúde da AFCC, a área de Gestão de Pessoas da Cooperativa, firmará convênios com a UNIMED, Clínicas Odontológicos, Óticas, Farmácias, etc. 3. DA ADMINISTRAÇÃO DO PLANO O plano de Saúde será administrado pela Diretoria da AFCC, em conjunto com a CASTROLANDA, nos seguintes termos: a) A Diretoria da AFCC será representada pelo seu Diretor Presidente e Diretor Financeiro, aos quais compete a administração das verbas do Plano de Saúde, prestando contas, sempre que solicitadas, ao Conselho Fiscal e Assembleia Geral; b) Compete a área de Gestão de Pessoas a operacionalização do plano, no que se referem a liberações, subsídios, reembolsos e demais procedimentos necessários para sua manutenção, conforme previstos em estatuto social; c) Para dar suporte as necessidades de assistência que estiverem fora dos regulamentos do Plano de Saúde, a Diretoria da AFCC, juntamente com o Comitê do Plano de Saúde, tomarão as medidas cabíveis, respeitando as disposições estatutárias; 4

5 d) O Conselho Deliberativo do Plano de Saúde compor-se-á de 4 (quatro) membros efetivos; e) As decisões tomadas nas reuniões do Comitê deverão ser encaminhadas para a Diretoria da AFCC, em ata subscrita; f) Os membros do Comitê, desligados da CASTROLANDA, serão substituídos mediante indicação das respectivas instituições representadas. 4. DOS BENEFICIÁRIOS DO PLANO DE SAÚDE: São beneficiários do Plano de Saúde todos os sócios da AFCC, que aderirem voluntariamente ao Plano, através da pré-opção do funcionário, o qual deve solicitar formalmente a sua participação, preenchendo um formulário específico junto à área de Gestão de Pessoas. 5. DOS DEPENDENTES DO PLANO DE SAÚDE: Podem ser inscritos no plano como beneficiários dependentes, a qualquer tempo, mediante a comprovação das qualidades abaixo indicadas em relação ao beneficiário titular: a) O(a) cônjuge; b) O(a) companheiro(a), havendo união estável na forma da lei, sem eventual concorrência com a cônjuge salvo por decisão judicial; c) Os(as) filhos(as) solteiros(as) ate 21 anos ou até 24 anos se estiverem cursando universidade (curso de graduação); 5

6 d) O(s) enteado(s), o menor sob guarda por força de decisão judicial e o menor tutelado, que ficam equiparados aos filhos; e) O(s) filho(s) ou filha(s) solteiro(s) e inválidos, com comprovação de dependência através da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física ou Declaração do INSS (ou enquanto dependente economicamente do beneficiário). A Diretoria da AFCC, desde que necessário, poderá editar regulamento próprio para estabelecerem diretrizes e normas, além das disciplinadas neste capítulo, para gerenciamento do Plano de Saúde, garantindo a estabilidade financeira e continuidade do plano. 6. DAS MODALIDADES DO PLANO DE SAÚDE 6.1. ASSISTÊNCIA MÉDICA Na categoria assistência médica hospitalar, dispomos do convênio junto a UNIMED, na modalidade de co-participação, que tem por objeto a prestação continuada de serviços ou cobertura de custos assistenciais na forma de plano privado de assistência à saúde prevista no inciso I, do artigo 1º, da Lei nº 9.656/98, visando a Assistência Médica Hospitalar com a cobertura de todas as doenças da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, da Organização Mundial de Saúde previstas no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde editado pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar, vigente à época do evento. Os procedimentos realizados fora do convênio serão subsidiados até o limite estipulado para aqueles realizados dentro do convênio (valor de consulta). Não serão reembolsados exames realizados fora do convênio e com cobertura do mesmo. 6

7 6.1.1 MODALIDADES DO PLANO Serão atendidas as seguintes modalidades dentro do convenio COLETIVO EMPRESARIAL UNIFAMÍLIA: a) Ambulatorial/hospitalar/enfermaria sem obstetrícia com co-participação de 50%; b) Ambulatorial/hospitalar/enfermaria com obstetrícia com co-participação de 50%; c) Ambulatorial/hospitalar/apartamento sem obstetrícia com co-participação de 50%; d) Ambulatorial/hospitalar/apartamento com obstetrícia com co-participação de 50% COBERTURAS E PROCEDIMENTOS GARANTIDOS A operadora assegura aos beneficiários regularmente inscritos, os atendimentos realizados em consultório, ambulatório e em regime de internação hospitalar, definidos e listados no rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento relacionados à ocorrência de doenças conforme contrato junto a UNIMED, da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde, da Organização Mundial de Saúde. SEGMENTO AMBULATORIAL I - Cobertura de consultas médicas, em número ilimitado, em clínicas básicas e especializadas (especialidades médicas), inclusive obstétricas para pré-natal, reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina-CFM; II - Cobertura de serviços de apoio diagnóstico, tratamentos e demais procedimentos ambulatoriais, solicitados pelo médico assistente, ou cirurgião dentista devidamente habilitado, incluindo procedimentos cirúrgicos ambulatoriais, mesmo quando realizados em ambiente hospitalar, desde que não se caracterize como internação; 7

8 III Cobertura de medicamentos registrados/regularizados na ANVISA, utilizados nos procedimentos diagnósticos e terapêuticos contemplados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento e nas Diretrizes de Utilização; IV - Cobertura de consulta e sessões com nutricionista, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional e psicólogo de acordo com o estabelecido no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento e nas Diretrizes de Utilização, conforme indicação do médico assistente; V Cobertura de psicoterapia de acordo com o número de sessões estabelecido no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento e nas Diretrizes de Utilização, que poderá ser realizada tanto por psicólogo como por médico devidamente habilitado, conforme indicação do médico assistente; VI - Cobertura dos procedimentos de reeducação e reabilitação física listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento, em número ilimitado de sessões por ano, que podem ser realizados tanto por fisiatra como por fisioterapeuta, conforme indicação do médico assistente; VII - Cobertura dos atendimentos nos casos de planejamento familiar, incluindo: a) atividades educacionais; b) consultas de aconselhamento para planejamento familiar; c) sulfato de dehidroepiandrosterona (SDHEA); d) implante de dispositivo intra-uterino (DIU) hormonal incluindo o dispositivo; 8

9 VIII - Cobertura para os seguintes procedimentos considerados especiais: a) hemodiálise e diálise peritonial - CAPD b) quimioterapia oncológica ambulatorial, entendida como aquela baseada na administração de medicamentos para tratamento do câncer, incluindo medicamentos para o controle de efeitos adversos relacionados ao tratamento e adjuvantes (medicamentos empregados de forma associada aos quimioterápicos citostáticos com a finalidade de intensificar seu desempenho ou de atuar de forma sinérgica ao tratamento) que, independentemente da via de administração e da classe terapêutica necessitem, conforme prescrição do médico assistente, ser administrados sob intervenção ou supervisão direta de profissionais de saúde dentro de estabelecimento de Saúde; c) radioterapia ambulatorial; d) procedimentos de hemodinâmica ambulatoriais que prescindam de internação e de apoio de estrutura hospitalar por período superior a 12 (doze) horas, unidade de terapia intensiva e unidades similares; e) hemoterapia ambulatorial; f) cirurgias oftalmológicas ambulatoriais; IX - Cobertura da participação de profissional médico anestesiologista nos procedimentos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde para a segmentação ambulatorial, vigente à época do evento, caso haja indicação clínica; X Cobertura para atendimentos independentemente da circunstância e do local de ocorrência do evento, respeitada a segmentação, a área de atuação e abrangência, a rede de prestadores de serviços contratada, credenciada ou referenciada da OPERADORA e os prazos de carência estabelecidos no Contrato; 9

10 XI Cobertura para atendimento às emergências psiquiátricas, assim consideradas as situações que impliquem em risco de vida ou de danos físicos para o próprio ou para terceiros (incluídas as ameaças e tentativas de suicídio e autoagressão) e/ou em risco de danos morais e patrimoniais importantes; XII Cobertura de psicoterapia de crise, entendida como o atendimento intensivo prestado por um ou mais profissionais da área de saúde mental, de acordo com o número de sessões estabelecido no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento e nas Diretrizes de Utilização, tendo início imediatamente após o atendimento de emergência; XIII A cobertura de eventos relacionados à saúde ocupacional e acidente de trabalho, decorrerão da interpretação das normas vigentes à época do evento. SEGMENTO HOSPITALAR I Cobertura de internação hospitalar, sem limitação de prazo, valor máximo e quantidade, em padrão de acomodação individual (apartamento) com direito a acompanhante, em clínicas básicas e especializadas, reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina, bem como o acesso à acomodação em nível superior, sem ônus adicional, na indisponibilidade de leito hospitalar nos estabelecimentos próprios ou contratados pelo plano; II Cobertura de internação hospitalar em centro de terapia intensiva, ou similar, sem limitação de prazo, valor máximo e quantidade, a critério do médico assistente; III Cobertura de despesa referente a honorários médicos, serviços contratados e/ou credenciados, serviços gerais de enfermagem (exceto em caráter particular) e alimentação; 10

11 IV Cobertura de exames complementares indispensáveis para controle da evolução da doença e elucidação diagnóstica, fornecimento de medicamentos, anestésicos, gases medicinais, transfusões de sangue e derivados e sessões de quimioterapia e radioterapia, conforme prescrição do médico assistente, realizados ou ministrados durante o período de internação hospitalar; V Cobertura de toda e qualquer taxa, incluindo materiais utilizados; VI Cobertura para remoção terrestre do paciente para outro estabelecimento hospitalar, seja por falta comprovada de condições técnicas da unidade prestadora do primeiro atendimento ou por não ser a mesma contratada para prestar o atendimento hospitalar, dentro dos limites de abrangência geográfica previstos no Contrato, em território brasileiro; VII Cobertura de despesas de acompanhante, no caso de beneficiário menor de 18 (dezoito) anos e com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, bem como para aqueles portadores de necessidades especiais, conforme indicação do médico assistente, proporcionando ao mesmo condições para sua permanência integral, de acordo com a estrutura hospitalar e nas mesmas condições da cobertura do plano contratado, exceto no caso de internação em UTI ou similar; VIII - Cobertura de procedimentos cirúrgicos buco-maxilo-facial que necessite de ambiente hospitalar, realizada por profissional habilitado pelo seu Conselho de Classe, incluindo a cobertura de exames complementares solicitados pelo cirurgiãodentista assistente, habilitado pelo respectivo Conselho de Classe, desde que restritos à finalidade de natureza odontológica, e o fornecimento de medicamentos, anestésicos, gases medicinais, transfusões, assistência de enfermagem, alimentação, órteses e próteses e demais materiais ligados ao ato cirúrgico utilizados durante o período de internação hospitalar; 11

12 IX - Cobertura da estrutura hospitalar necessária à realização dos procedimentos odontológicos passíveis de realização ambulatorial, mas que por imperativo clínico necessitem de internação hospitalar, incluindo a cobertura de exames complementares solicitados pelo cirurgião-dentista assistente, habilitado pelo respectivo Conselho de Classe, desde que restritos à finalidade de natureza odontológica e o fornecimento de medicamentos, anestésicos, gases medicinais, transfusões, assistência de enfermagem e alimentação ministrados durante o período de internação hospitalar; X - Cobertura para os seguintes procedimentos considerados especiais, mesmo quando prestado ambulatorialmente, cuja necessidade esteja relacionada à continuidade da assistência prestada como internação hospitalar: a) hemodiálise e diálise peritonial - CAPD; b) quimioterapia oncológica ambulatorial; c) radioterapia; d) hemoterapia; e) nutrição enteral e parenteral; f) procedimentos diagnósticos e terapêuticos em hemodinâmica; g) embolizações; h) radiologia intervencionista; i) exames pré-anestésicos e pré-cirúrgicos; j) procedimentos de reeducação e reabilitação física; 12

13 XI - Cobertura para cirurgia plástica reconstrutiva de mama, utilizando-se de todos os meios e técnicas necessárias para o tratamento de mutilação decorrente de utilização de técnica de tratamento de câncer; XII Cobertura de cirurgia plástica reparadora quando efetuada para restauração de órgãos e funções; XIII - Cobertura de todos os atendimentos clínicos ou cirúrgicos decorrentes de transtornos psiquiátricos, incluídos os procedimentos médicos necessários ao atendimento das lesões auto-infligidas; XIV Cobertura integral de 30 (trinta) dias de internação, por ano de Contrato, não cumulativos, contínuos ou não, em hospital psiquiátrico ou em unidade ou enfermaria psiquiátrica em hospital geral, para portadores de transtornos psiquiátricos em situação de crise. As internações no tratamento de transtornos psiquiátricos estão sujeitas à coparticipação pecuniária no total das despesas, de acordo com o número de dias de internação, consecutivos ou não, por ano de Contrato, nos seguintes termos: 1) de um a trinta dias de internação não há co-participação; 2) de trinta e um a sessenta dias de internação, co-participação de 30% (trinta por cento) e, 3) acima de sessenta dias de internação, co-participação de 50% (cinquenta por cento); XV Cobertura de hospital-dia para transtornos mentais observando-se pelo menos um dos seguintes critérios definidos nas Diretrizes de Utilização: a) paciente portador de transtornos mentais e comportamentais devidos ao uso de substância psicoativa (CID F10 e F14); 13

14 b) paciente portador de esquizofrenia, transtornos esquizotípicos e transtornos delirantes (CID F20 a F29); c) paciente portador de transtornos de humor (episódio maníaco e transtorno bipolar do humor CID F30 e F31); d) paciente portador de transtornos globais de desenvolvimento (CID F84); XVI - Cobertura dos transplantes: rim, córnea, autólogos e alogênico/autólogo de medula óssea bem como as despesas com seus procedimentos vinculados, sem prejuízo da legislação específica que normatiza estes procedimentos. Entende-se como despesas com procedimentos vinculados, todas aquelas necessárias à realização do transplante, incluindo: as despesas assistenciais com doadores vivos; os medicamentos utilizados durante a internação; o acompanhamento clínico no pós-operatório imediato e tardio, exceto medicamentos de manutenção; as despesas com captação, transporte e preservação dos órgãos na forma de ressarcimento ao SUS; Os beneficiários das operadoras de planos ou seguros de assistência à saúde, candidatos a transplante de órgãos provenientes de doador cadáver, conforme legislação específica deverá, obrigatoriamente, estar inscritos em uma das Centrais de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos CNCDOs e sujeitar-seão ao critério de fila única de espera e seleção. A lista de receptores é nacional, gerenciada pelo Ministério da Saúde e coordenada em caráter regional pelas Centrais de Notificações, Captação e 14

15 Distribuição de Órgãos- CNCDOs, integrantes do Sistema Nacional de Transplante SNT; XVII - Cobertura para cirurgia de correção refrativa, uni ou bilateral, conforme definições do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde vigente à época do evento e nas Diretrizes de Utilização; XVIII - Cobertura de órteses e próteses nacionais inerentes e ligadas diretamente ao ato cirúrgico. Na ausência de material similar nacional serão liberados os importados nacionalizados (registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária- ANVISA). Para fins do disposto neste inciso, deve ser observado o seguinte: a) cabe ao médico ou cirurgião dentista assistente a prerrogativa de determinar as características (tipo, matéria-prima e dimensões) das órteses, próteses e materiais especiais-opme necessários à execução dos procedimentos; b) o profissional requisitante deve, quando assim solicitado pela OPERADORA de plano privado de assistência à saúde, justificar clinicamente a sua indicação e oferecer pelo menos 03 (três) marcas de produtos de fabricantes diferentes, quando disponíveis, dentre aquelas regularizadas junto à ANVISA, que atendam às características especificadas; c) em caso de divergência entre o profissional requisitante e a OPERADORA, a decisão caberá a um profissional escolhido de comum acordo entre as partes, com as despesas arcadas pela OPERADORA. 15

16 SEGMENTO OBSTETRÍCIA I - Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares, bem como atendimentos médicos hospitalares, clínicos ou cirúrgicos, relacionados com a gravidez e parto; II - Cobertura de um acompanhante indicado pela mulher durante o trabalho de parto, parto e pós-parto imediato (são as primeiras 24-vinte quatro hora após o parto); III - Cobertura assistencial ao recém-nascido, filho natural ou adotivo do consumidor, ou de seu dependente, nascido ou adotado na vigência deste Contrato, terão cobertura das despesas hospitalares incluindo-se: honorários de pediatra, diárias de berçário e/ou UTI neonatal, bem como medicamentos e materiais nacionais indispensáveis ao atendimento hospitalar pelo período de 30 (trinta) dias contados a partir da data do nascimento ou adoção. Após este prazo a cobertura fica condicionada à inscrição do recém nascido no Contrato. Obs:. Coberturas do segmento Apartamento Ambulatorial + Hospitalar com Obstetrícia(COMPLETA),deduzir cobertura da modalidade escolhida PERÍODOS DE CARÊNCIAS Os serviços cobertos pelo plano ora contratados serão prestados ao titular e seus dependentes regularmente inscritos, imediatamente após o cumprimento das seguintes carências específicas, contadas a partir da data de inscrição do beneficiário neste Contrato, a saber: I - 24 (vinte e quatro) horas para atendimento de urgências e emergências; II - 30 (trinta) dias para consultas e exames de patologia clínica ou medicina laboratorial; 16

17 III - 90 (noventa) dias para os demais exames, exceto os relacionados no inciso V; IV - 90 (noventa) dias para procedimentos de reabilitação e física; V (cento e oitenta) dias para realização de tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, radiologia intervencionista, angiografia e hemodinâmica; VI (cento e oitenta) dias para quimioterapia, radioterapia, diálise e hemodiálise; VII (cento e oitenta) dias para procedimentos clínicos e/ou cirúrgicos sejam em regime de internamento ou em regime ambulatorial; VIII (cento e oitenta) dias para os demais procedimentos; IX (trezentos) dias para parto a termo; X - Não será exigido o cumprimento das carências acima especificadas quando houver 30 (trinta) participantes ou mais, para os beneficiários que formalizarem o pedido de ingresso em até 30 (trinta) dias da celebração deste Contrato ou de sua vinculação à pessoa jurídica CONTRATANTE. 6.2 ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA Na área odontológica, dispomos do convênio junto a UNIODONTO, na modalidade de Custo Operacional, onde o funcionário paga pelos serviços que tenha efetivamente utilizado, através de guia específica ou cartão do conveniado. 17

18 Em estabelecimentos não conveniados, pode-se pagar à vista, solicitando recibo/nota fiscal, o qual será apresentado à administração do Plano, a fim de receber o devido reembolso. Carência de 90 dias após a adesão no plano de Saúde Castrolanda; Subsidio conforme tabela vigente na época. 6.3 FARMÁCIA As compras de medicamentos serão efetuadas nas farmácias conveniadas, através do convênio com a GOOD MED, observando o seguinte: a) É indispensável a apresentação do cartão Good Med no momento da compra de medicamentos juntamente com a carteira de identidade, sendo que cada um dos participantes do plano terá seu próprio cartão, inclusive os dependentes; b) Os medicamentos deverão ser adquiridos através do cartão Good Med, impreterivelmente no mesmo nome daquele em que estiver a receita médica; c) O cartão Good Med é intransferível, não podendo ser utilizado por terceiros; d) Toda a movimentação realizada no período (mês em curso) poderá ser consultada através do site: e) Em caso de roubo ou extravio, comunique imediatamente a Central de atendimento pelo tel. (51) ou diretamente na área de Gestão de Pessoas. Em estabelecimentos não conveniados, pode-se pagar à vista, solicitando recibo/nota fiscal, o qual será apresentado à administração do Plano junto com a receita médica, a fim de receber o devido reembolso. 18

19 Carência de 90 dias após a adesão no plano de Saúde Castrolanda; Subsidio conforme tabela vigente na época. 6.4 ASSISTÊNCIA ÓTICA As compras de óculos e lentes de contato serão efetuadas nas óticas conveniadas, observando o seguinte: a) É indispensável a apresentação da guia de consulta (cheque consulta) juntamente com a carteira de identidade, sendo que a aquisição deverá ser efetuada através do cheque-consulta; b) Para as compras realizadas em estabelecimentos não conveniados, pode-se pagar à vista, solicitando recibo/nota fiscal, o qual será apresentado à administração do Plano, a fim de receber o devido reembolso; c) Para se obter o subsídio proporcionado pelo Plano, é indispensável a prescrição médica; Carência de 90 dias após a adesão no plano de Saúde Castrolanda; Subsidio conforme tabela vigente na época. 6.5 PROGRAMA DE INCENTIVO A SAÚDE Subsídios que visam incentivar a prática de atividades esportivas, cuja estrutura não seja disponibilizada pela AFCC ou Castrolanda e que resultem em qualidade de vida, sendo contempladas as seguintes modalidades: natação, 19

20 musculação, aeróbica, artes marciais, yoga, pilates, dança e tênis. Caso surja atividade diferente destas, o comitê analisará a solicitação do associado. As taxas de subsidio do Programa de Incentivo à Saúde são de 50% (cinqüenta por cento) para associados do Plano de Saúde e 30% (trinta por cento) para dependentes destes, limitado ao teto de R$ 50,00 (cinqüenta reais) por modalidade. Forma de pagamento através de reembolso, podendo-se pagar à vista, solicitando recibo/nota fiscal, o qual será apresentado à administração do Plano a fim de receber o devido reembolso; Carência de 90 dias após a adesão no plano de Saúde Castrolanda; Subsidio conforme tabela vigente na época. 7. DOS BENEFÍCIOS DO PLANO DE SAÚDE a) Os valores dos serviços prestados pelas categorias do Plano de Saúde ASSISTENCIA MÉDICA, ODONTOLÓGICA, FARMACIA, OTICA E PROGRAMA DE INCENTIVO A SAÚDE, serão subsidiados pela administração do plano conforme tabela de subsídios a qual é definida pela Diretoria da AFCC em conjunto com o Comitê do Plano de Saúde; b) O valor corresponde a diferença entre o total dos procedimentos realizados pelos convênios e o subsídio (cfr. tabela), será descontado em folha de pagamento, sendo que: Despesas DAS CATEGORIAS ODONTO E ÓTICA poderão ser financiadas em até 12 parcelas, acrescidas de juros - conforme vigência, devendo o associado formalizar o pedido junto a área de Gestão de Pessoas; 20

21 O número de parcelas e a forma de financiamento deverão ser definidos pelo titular do Plano de Saúde, e aprovada pela área de Gestão de Pessoas, além de assinada pelo funcionário titular do plano; Em caso de desligamento do funcionário, o seu saldo devedor e financiamentos serão descontados na ocasião de sua rescisão. 8. ROTINA DE EXCLUSÃO DO PLANO A exclusão do titular ou de algum dependente poderá ser realizada em qualquer momento, através de solicitação formal e devolução da carteirinha de identificação/cartão do conveniado. Caso o funcionário solicite sua exclusão e mais tarde pretenda ser novamente incluído, deverá cumprir novo prazo de carência. 9. ASSUNTOS GERAIS Sendo necessário, os assuntos não tratados neste regulamento deverão ser encaminhados ao Comitê do Plano de Saúde para sua avaliação, bem como toda e qualquer irregularidade identificada deverá ser levada ao conhecimento da Gestão do Plano para que se tome as medidas cabíveis, conforme previsão estatutária. Para que possamos ampliar as vantagens concedidas pelo Plano de Saúde, faça um bom uso dos convênios e de benefícios. Evite automedicação, siga as orientações do seu médico. Sua saúde, sua família e seus colegas de trabalho, agradecem. Diretoria AFCC 21

22 PERGUNTAS E RESPOSTAS PORQUE FAZER PARTE DO PLANO DE SAÚDE? O Plano de Saúde foi criado para atender a demanda dos Colaboradores da Castrolanda, associados da AFCC, que necessitam de auxílio saúde. O objetivo do PLANO DE SAÚDE é a constituição de um plano seguro, com baixos custos e cobertura ampla, que não visa lucro e incentiva ainda a prática de esportes que contribuam para a QUALIDADE DE VIDA dos colaboradores da Cooperativa. Com a adesão ao Plano de Saúde, podem-se realizar procedimentos médicos e odontológicos, adquirir medicamentos, óculos e lentes de contato, além da concessão de subsídios na prática de esportes Programa de Incentivo a Saúde; pagando apenas parte do valor do procedimento e em alguns casos de forma parcelada com juros bem inferiores aos praticados pelo mercado. POSSO SER SÓCIO DO PLANO DE SAÚDE? Sim, mas é preciso ser colaborador da Cooperativa Castrolanda, contratado por prazo indeterminado (efetivo) ou prazo determinado acima de 06 (seis) meses. Solicitar a inclusão, em qualquer tempo, por meio do preenchimento de formulário de inclusão, disponível na área de Gestão de Pessoas. QUAL A CARÊNCIA PARA OBTER OS BENEFÍCIOS? Após a admissão no quadro de sócios do Plano de Saúde, o prazo de carência é aplicado somente para concessão de subsídios, que é de 3 (três) meses, contado a partir da primeira mensalidade descontada em folha. 22

23 Este prazo de carência refere-se ao recebimento de subsídios e reembolsos, ou seja, o colaborador e seus dependentes poderão ser atendidos normalmente nos estabelecimentos conveniados, pagando o valor integral dos procedimentos. Quanto à utilização do convênio UNIMED, não há prazo de carência. A partir da adesão o colaborador já poderá contar com os benefícios. QUANTO PAGAREI PARA SER SÓCIO DO PLANO DE SAÚDE? Será efetuado o desconto mensal em folha de pagamento conforme abaixo: a) Titulares: 4% (quatro por cento) sobre o salário base mensal, limitado ao teto de 5 (cinco) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (5 x R$ 736,00 x 4% = R$ 147,20). b) Dependentes: 0,5% (meio por cento) sobre o salário base mensal do titular, limitado ao teto de 5 (cinco) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (5 x R$ 736,00 x 0,5% = R$ 18,40). c) Titular que não possua dependentes: 4% (quatro por cento) sobre o salário base mensal, limitado ao teto de 2,5 (dois e meio) salários piso da Castrolanda para base de cálculo. (2,5 x R$ 736,00 x 4% = R$ 73,60). COMO PAGAREI PELOS PROCEDIMENTOS REALIZADOS? Nos estabelecimentos conveniados o valor corresponde entre o total dos procedimentos e o subsídio oferecido pelo plano, será descontado em folha de pagamento. 23

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO

Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia PREZADO ASSOCIADO Tabela Comercial UNIFAMÍLIA EMPRESARIAL POR ADESÃO COPARTICIPATIVO 50% Módulo Ambulatorial+Hospitalar +Obstetrícia Cobertura de consultas médicas de pré-natal, exames complementares bem como atendimentos

Leia mais

1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED?

1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED? PERGUNTAS FREQUENTES: 1) Quais são os planos de assistência à saúde disponibilizados pela CAAPI/UNIMED? Nacional Univida e Estadual Unimulti. Preços e faixas etárias você encontra em novas adesões. 1)

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº - 262, DE 1º - DE AGOSTO DE 2011 Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 262, DE 1 DE AGOSTO DE 2011. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde previstos na RN nº 211, de 11 de janeiro de 2010. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de

Leia mais

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de

www.santahelenasuade.com.brmecanismos de 1 www.santahelenasuade.com.brmecanismos de Regulação 2 A CONTRATADA colocará à disposição dos beneficiários do Plano Privado de Assistência à Saúde, a que alude o Contrato, para a cobertura assistencial

Leia mais

Guia Prático de Utilização do Plano

Guia Prático de Utilização do Plano Guia Prático de Utilização do Plano Aqui você tem o que há de melhor para a sua saúde. O QUE É A UNIMED APRESENTAÇÃO Sua finalidade é prestar assistência médica e hospitalar de alto padrão, dentro do sistema

Leia mais

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013.

PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM. Santa Maria, 06 de Junho de 2013. PROPOSTA DE PLANO DE SAÚDE ASSUFSM Santa Maria, 06 de Junho de 2013. INTRODUÇÃO Trata-se de uma proposta de Plano de Saúde no sistema de pré-pagamento para atender os associados da ASSUFSM de Santa Maria/RS,

Leia mais

Dúvidas mais frequentes

Dúvidas mais frequentes Dúvidas mais frequentes Plano regulamentado e não regulamentado O que é a Lei 9656/98? A lei 9656/98 foi criada em junho de 1998 para proporcionar aos consumidores a cobertura assistencial definida pela

Leia mais

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava

Atualizado em JANEIRO/2009 Informações e tabelas de preços cedidas pela UNIMED Guarapuava A Unimed Guarapuava, tem por objetivo, oferecer sempre as melhores opções, com produtos que supram a necessidade de nossos clientes, garantindo-lhes inúmeras vantagens como: cobertura mais ampla, profissionais

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 259, DE 17 DE JUNHO DE 2011 Dispõe sobre a garantia de atendimento dos beneficiários de plano privado de assistência à saúde e altera a Instrução Normativa IN nº 23, de 1º de

Leia mais

COBERTURAS E CARÊNCIAS:

COBERTURAS E CARÊNCIAS: PLANO REGIONAL E LOCAL UNIVERSITARIO PESSOA FÍSICA Lei 9656/98 ANS Beneficiários que residem em Guaratinguetá, Aparecida, Cunha ou Potim Definições: Unimed: Cooperativa de Trabalho Médico, regida pela

Leia mais

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição

Manual de Reembolso. Para ter acesso a este benefício, fique atento às dicas a seguir. 2ª edição Manual de Reembolso 2ª edição Você sabia que quando não utiliza os serviços da rede credenciada do Agros, seja por estar fora da área de cobertura do plano de saúde ou por opção, pode solicitar o reembolso

Leia mais

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO Regulamento do Fundo de Reserva Unimed/ADUFG Sindicato Aprovado em assembleia geral dos usuários do Convênio ADUFG SINDICATO/UNIMED realizada em 16 de novembro de

Leia mais

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS PLANOS DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR E DE ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA CONTRATADOS PELA ASTCERJ A utilização dos Planos de Assistência Médico-Hospitalar e de Assistência Odontológica

Leia mais

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde)

Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Conceitos e definições da ANS (Agencia Nacional de Saúde) Demonstrativo de retorno: modelo formal de representação e descrição documental do padrão TISS sobre o pagamento dos eventos assistenciais realizados

Leia mais

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br

PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br PLANOS UNIMED CONVÊNIO ASDEP Contato: convênios@asdep.com.br 1. PLANO UNIMAX COLETIVOS POR ADESÃO Características: Apresentam abrangência Nacional, com atendimentos e ampla utilização na rede Unimed, contando

Leia mais

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE

Manual do Usuário do Plano CELOS Saúde Agregados PLANO CELOS SAÚDE MANUAL DO USUÁRIO DO PLANO CELOS SAÚDE AGREGADOS Revisado em 04/05/2011 O objetivo deste manual é orientar os usuários sobre a correta utilização do. As informações e instruções aqui contidas devem ser

Leia mais

Seção II Das Definições

Seção II Das Definições RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 310, DE 30 DE OUTUBRO DE 2012 Dispõe sobre os princípios para a oferta de contrato acessório de medicação de uso domiciliar pelas operadoras de planos de assistência à saúde.

Leia mais

Regulamento de Empréstimo

Regulamento de Empréstimo Regulamento $ de Empréstimo Para participantes do Plano Complementar de Benefícios Previdenciais - Plano BD $ Fundação de Previdência dos Empregados da CEB Regulamento aprovado pelo Conselho Deliberativo

Leia mais

Com 30 participantes ou mais

Com 30 participantes ou mais MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE CUNHA ODONTOLOGIA S/S LTDA CNPJ n : 06.216.938/0001-20 N de registro na ANS: 41695-9 Site: www.cunhaodontologia.com.br Tel: Serviços: (62) 3945.5673

Leia mais

Informações para Desligamento pelo PDVI. Unidade Responsável: Empregados da Copasa COPASS SAÚDE

Informações para Desligamento pelo PDVI. Unidade Responsável: Empregados da Copasa COPASS SAÚDE Informações para Desligamento pelo PDVI Unidade Responsável: Associação de Assistência à Saúde dos Empregados da Copasa COPASS SAÚDE CONDIÇÕES PARA CONTINUIDADE NOS PLANOS DE SAÚDE 1) Beneficiário que

Leia mais

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM?

VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? PLANO 6531 VOCÊ JÁ CONHECE O PLANO DE SAÚDE DA UNIMED COM O SINTRAM? É com satisfação que lhe apresentamos o UNIPAR 100. Um plano de saúde participativo, regulamentado pela Lei 9656/98, que garante ao

Leia mais

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso:

Como solicitar reembolso: Valores de Reembolso: Prévia de Reembolso: Como solicitar reembolso: Você deve preencher o envelope para Solicitação de Reembolso (disponível em qualquer agência bancária do banco Bradesco), anexando os documentos necessários, e enviá-lo por malote

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar

PLANO DE SAÚDE. Tenha em mãos informações importantes. Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar PLANO DE SAÚDE Tenha em mãos informações importantes Guarde junto com o cartão do seu plano de saúde para consultar quando precisar A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é a agência reguladora

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO. Edição: 25/02/14 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANO DE SAÚDE COLETIVO POR ADESÃO Edição: 25/02/14 Direito de migrar para plano individual ou familiar aproveitando carência do plano coletivo empresarial Os beneficiários

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL MANUAL DE UTILIZAÇÃO AMIL Preocupada com a qualidade do benefício mais nobre que uma empresa pode oferecer aos seus funcionários, a CULTURA INGLESA renovou com a AMIL a parceria que dura mais de 17 anos.

Leia mais

CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B

CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B CARTILHA PARA BENEFICIÁRIOS - F U R B Caro beneficiário A FURB e a UNIMED estão em negociações com vistas à migração do atual Plano de Saúde, para um mais moderno e com muito mais coberturas assistenciais

Leia mais

Plano de Assistência Médica

Plano de Assistência Médica Sociedade Meridional de Educação (Some) União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE) Plano de Assistência Médica NORMA Atualizada em de 22/09/2015 Todo empregado das Mantenedoras Sociedade Meridional

Leia mais

São Paulo, Janeiro de 2014

São Paulo, Janeiro de 2014 Comunicado - Reembolso Prezado Cliente, Com o objetivo de aprimorarmos nossas rotinas operacionais e visando preservar a agilidade nos pagamentos dos atendimentos ocorridas na Livre-Escolha, informamos

Leia mais

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS

GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS GUIA DE CONTRATAÇÃO DE PLANOS ODONTOLÓGICOS 2 Diferenças entre planos individuais e coletivos: Os planos com contratação individual ou familiar são aqueles contratados

Leia mais

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP

SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP SULAMÉRICA TRT 2ª REGIÃO / SP 1. OBJETO: 1.1. A presente proposta tem por objeto disponibilizar seguros saúde da Sul América Seguros Saúde S.A., operadora registrada na Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil:

Unimed Brasil. A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Unimed Brasil A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede de assistência médica do Brasil: Presente em 83% território nacional; 375 cooperativas

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE.

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE. Operadora: Unimed Campo Grande MS Cooperativa de Trabalho Médico. CNPJ: 03.315.918/0001-18 Nº de registro na ANS: 312851 Site: http://www.unimedcg.com.br

Leia mais

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário

Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO. Manual do Usuário Associação Unisaúde Marau MANUAL DO USUÁRIO Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO. QUALIFICAÇÃO DA OPERADORA DE PLANO DE SAÚDE... 3 2. CARACTERÍSTICAS DO PLANO... 3 2.. Objetivo... 3 2.2. Nome comercial

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 167, DE 9 DE JANEIRO DE 2008. Atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados de assistência

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAPELA DE SANTANA ANEXO I CARACTERÍSITCAS DO OBJETO Objeto: Contratação de operadora de plano de assistência médico-hospitalar, compreendendo os serviços clínicos e cirúrgicos, ambulatoriais, internação clínica, cirúrgica

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Plano de Saúde Operadora: Prodent Assistência Odontológica Ltda CNPJ: 61.590.816/0001-07 N de registro na

Leia mais

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS

ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS ADITIVO CONTRATUAL DE MANUTENÇÃO DE SEGURADOS DEMITIDOS OU APOSENTADOS Este aditivo é parte integrante do Seguro Saúde contratado pelo Estipulante abaixo indicado, bem como de suas Condições Gerais. Número

Leia mais

A Bradesco Saúde Saúde

A Bradesco Saúde Saúde A Bradesco Saúde Saúde S/A A Bradesco Saúde Seguradora especializada da Organização Bradesco, o maior grupo financeiro privado da América Latina, atende atualmente mais de 4,7 milhões de segurados. A busca

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER?

1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? FIQUE ATENTO! A operadora é obrigada a divulgar os planos de saúde que comercializa em sua página na internet. 1. Tipos de contratação: QUE TIPO DE PLANO DE SAÚDE VOCÊ PODE TER? Individual ou Familiar

Leia mais

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde

Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde Diferenças entre adaptação e migração nos planos privados de assistência à saúde ADAPTAÇÃO MIGRAÇÃO Conceito É a alteração (aditamento) do contrato antigo, assinado antes de janeiro de 1999, para adequá-lo

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08

Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 Diário Oficial Imprensa Nacional... Nº 7 DOU de 10/01/08 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR RESOLUÇÃO NORMATIVA No- 167, DE 9 DE JANEIRO DE

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA MARIA Secretaria Geral de Governo DECRETO EXECUTIVO Nº 593/02, DE 31.12.2002. NORMATIZA A ADESÃO DE SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS AOS PLANOS DE

Leia mais

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE

PORTO SEGURO SEGURO SAÚDE Prezados Senhores, Em 25/11/2011, a Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS publicou a Resolução Normativa nº 279, a qual regulamenta os artigos 30 e 31 da Lei 9656/98, tendo revogado as Resoluções

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Dispõe sobre estágios no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado do Piauí para estudantes regularmente matriculados e com frequência efetiva, vinculados

Leia mais

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM.

RHFOUS. Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 RHFOUS Referencial de Honorários de Fonoaudiologia Unafisco Saúde PREMIUM. 2011 APRESENTAÇÃO O UNAFISCO SAÚDE é o Plano

Leia mais

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE

Cobertura assistencial PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS. Contratos. Tipos de plano. Coberturas obrigatórias. Planos novos e adaptados SÉRIE Cobertura assistencial Contratos Tipos de plano Coberturas obrigatórias Planos novos e adaptados SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS Cobertura assistencial SÉRIE PLANOS DE SAÚDE CONHEÇA SEUS DIREITOS

Leia mais

Guia Plano de Saúde Agregados

Guia Plano de Saúde Agregados Guia Plano de Saúde Agregados Coberturas O plano de Saúde de Agregados, contratado pela Celos a Unimed Florianópolis, é regulamentado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar e possui segmentação Ambulatorial

Leia mais

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS

IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS IV FÓRUM ÉTICO LEGAL EM ANÁLISES CLÍNICAS Brasília, 08 de junho de 2010. Cumprimento de Contratos das Operadoras com os Laboratórios Clínicos. DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL - DIDES Gerência de

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13

TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/13 TERMO DE ADESÃO AO CONTRATO DE PLANO DE SAÚDE UNIMED CASCAVEL Nº 155/1 ADERENTE: CNPJ: Endereço: CEP: Cidade: UF: Representante legal: CPF: RG: Endereço: CEP: Cidade: CLÁUSULA PRIMEIRA: A ADERENTE, doravante

Leia mais

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO

FORMULÁRIOS TISS SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Formulários Padrão TISS 2. Preenchimento das Guias Padrão TISS Guia de Consulta Guia de Serviço Profissional/Serviço Auxiliar de Diagnóstico e Terapia SP/SADT Guia de Solicitação de Internação

Leia mais

CAIXA DE AUXÍLIO FINANCEIRO DOS EMPREGADOS DA CELG CACELG REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO 1 DA ADMISSÃO E DESLIGAMENTO DOS SÓCIOS

CAIXA DE AUXÍLIO FINANCEIRO DOS EMPREGADOS DA CELG CACELG REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO 1 DA ADMISSÃO E DESLIGAMENTO DOS SÓCIOS CAIXA DE AUXÍLIO FINANCEIRO DOS EMPREGADOS DA CELG CACELG REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO 1 DA ADMISSÃO E DESLIGAMENTO DOS SÓCIOS Art. 1 - Todo empregado ativo inclusive diretores e assessores que ocupem cargo

Leia mais

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos:

Segundo o disposto na lei dos planos de saúde, o direito de permanência no contrato coletivo requer a presença de três requisitos: Blumenau, 01 de Junho de 2.012 Às Empresas Contratantes Ref.: Novas Regras para demitidos e aposentados Prezados Senhores A Lei dos Planos de Saúde (Lei n 9.656/98) confere direito de permanência nos contratos

Leia mais

ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR

ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR ANEXO I Pregão Presencial nº 010/2014 ESPECIFICAÇÕES PLANO COLETIVO EMPRESARIAL PLANO DE ASSISTÊNCIA MÉDICO-HOSPITALAR 1. DEVERÁ OFERECER AS SEGUINTES MODALIDADES: a) Plano com acomodação em ENFERMARIA

Leia mais

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS

Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2012 Aos Credenciados Assunto: adequação à RN nº 254 da ANS: importantes mudanças a partir de janeiro/2013: carteiras, faturamento, acompanhante e tabela TUSS Prezados(as)

Leia mais

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO

PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE REGULAMENTO PROGRAMA DE CRÉDITO EDUCATIVO - INVESTCREDE 1. DAS INFORMAÇÕES GERAIS REGULAMENTO 1.1 - O presente regulamento objetiva a concessão de Crédito Educativo para estudantes devidamente Matriculados nos cursos

Leia mais

2. Dependentes (Filhos menores) - CERTIDÃO DE NASCIMENTO - CARTÃO DO SUS - CARTEIRA DE VACINA - TESTE DO PEZINHO (SOMENTE PARA RECÉM-NASCIDO)

2. Dependentes (Filhos menores) - CERTIDÃO DE NASCIMENTO - CARTÃO DO SUS - CARTEIRA DE VACINA - TESTE DO PEZINHO (SOMENTE PARA RECÉM-NASCIDO) Para aderir ao plano de saúde através do sindicato, é necessário entregar no escritório do SINTEGESP até o dia 29 de julho cópias dos seguintes documentos: 1. Titular: - RG; -CPF; ; - COMPROVANTE D E ENDEREÇO;

Leia mais

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS

SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS SERVMED SAÚDE MANUAL DE PREENCHIMENTO TISS MAIO/2007 Blumenau-SC, 18 de maio de 2007. À Rede Credenciada Prezados Credenciados: Como é de conhecimento de todos, dia 31 de maio de 2007 é o prazo que a Agência

Leia mais

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários.

Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Cartilha de Extensão de Benefício do Plano Empresarial aos Beneficiários. Contributários demitidos ou exonerados sem justa causa e/ou aposentados. www.saolucassaude.com.br 01_ DIREITOS E DEVERES DO BENEFICIÁRIO

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO DO RS Resolução nº 201/1989 Consolida a legislação que criou o Plano de Assistência Médica Suplementar. O Presidente do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS

MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS MANUAL DE PREENCHIMENTO GUIAS TISS Padrão TISS Atendendo à exigência da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a partir do dia 31 de Agosto do corrente ano, a Unimed Sobral se adequará ao padrão

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento de Empréstimos Plano CV- 03

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento de Empréstimos Plano CV- 03 1/6 TÍTULO: CLASSIFICAÇÃO: REFERENCIAL NORMATIVO: ASSUNTO: GESTOR: ELABORADOR: APROVAÇÃO: Documento Executivo Resolução CMN nº 3456/2007 PO-GEREL-002_Solicitação de Empréstimo Estabelece as regras para

Leia mais

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, tendo Minuta de Resolução Normativa RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº XXX, DE 0XX DE XXXXXXXXX DE 2007. Atualiza o Rol de Procedimentos que constitui a referência básica para cobertura assistencial nos planos privados

Leia mais

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015)

PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) PORTARIA Nº 4.896, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2005. (Republicação) (Texto compilado com as alterações da Portaria nº 2.592/2015) Institui, no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, o Programa

Leia mais

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA:

ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: C o b e r t u r a C o n t r a t u a l ABRANGÊNCIA DO PLANO EMPRESARIAL HOSPITALAR COM/SEM OBSTETRÍCIA: -ATENDIMENTO 24 horas; I - AS CONSULTAS DE URGÊNCIA serão realizadas com médico plantonista no HOSPITAL

Leia mais

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO

MANUAL DE REEMBOLSO 2 ENDEREÇO PARA ENTREGA DAS SOLICITAÇÕES DE REEMBOLSO MANUAL DE REEMBOLSO 1 - O QUE É REEMBOLSO É a restituição ao beneficiário, das despesas médicas e hospitalares por ele custeadas em atendimento particular, ou seja, por prestador não credenciado à Medial

Leia mais

Plano de Saúde ASSUFEMG UNIMED/BH UNIPART/FLEX

Plano de Saúde ASSUFEMG UNIMED/BH UNIPART/FLEX Plano de Saúde ASSUFEMG UNIMED/BH UNIPART/FLEX A ASSUFEMG, após extensas negociações com a UNIMED-BH, conseguiu uma proposta de Plano de Saúde, denominada UNIPART/FLEX, extremamente atraente tanto para

Leia mais

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29

TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO 93,75 16,29 TABELA DE CUSTOS ODONTOLÓGICO ODONTOLÓGICO PME + SAÚDE PME (NOVOS CLIENTES) ODONTOLÓGICO PME - CONTRATANDO SOMENTE O PLANO ODONTOLÓGICO 14,81 23,05 43,92 93,75 16,29 25,35 48,31 103,13 Saúde PME: O Valor

Leia mais

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde

Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde Dicas para você acertar na hora de contratar seu plano de saúde A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) elaborou este guia para orientar você na hora de contratar um plano de saúde. São dicas sobre

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS CORPORATIVAS 9 - Regulamentos Política de Empréstimos 9.1 Condições para associação O Funcionário, na sua admissão na empresa, assina a Proposta de Admissão e Depósito na Cooperativa, se for de seu interesse, sendo

Leia mais

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DOS PLANOS DE SAÚDE ADMINISTRADOS PELA GEAP Segmentação: Ambulatorial e Hospitalar com obstetrícia. Prevê procedimentos do rol de referência transplantes autólogos, de rim e de córnea. Nos tratamentos seriados estão cobertas as sessões de Psicoterapia

Leia mais

Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras

Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras Rua Virgilio de Melo Franco, 465 - Tabajaras MODALIDADE DO PLANO LICITADO E COBERTURAS O Plano licitado é o Ambulatorial Hospitalar com Obstetrícia Coletivo Empresarial, com atendimento em Rede Própria

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES - CV

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES - CV SUMÁRIO 1. DEFINIÇÕES... 2 2. FINALIDADE... 3 3. DESTINATÁRIOS... 3 4. DOCUMENTAÇÃO... 4 5. VALOR MÁXIMO... 4 6. PRAZOS... 4 7. ENCARGOS E ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA... 5 8. GARANTIAS... 5 9. CONDIÇÕES GERAIS...

Leia mais

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013

Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP. Versão 03/2013 Produto Hospitalar Seguros Unimed ANFIP Versão 03/2013 Apresentação Agora os associados ANFIP que já possuem o plano de saúde Unimed Vitória, podem completar suas rede credenciada de hospitais e ainda

Leia mais

CONHEÇA OS PLANOS DE SAÚDE DA GEAP

CONHEÇA OS PLANOS DE SAÚDE DA GEAP CONHEÇA OS PLANOS DE SAÚDE DA GEAP A GEAP oferece uma assistência de qualidade, com profissionais qualificados e prontos para cuidar de você e da sua família. SAIBA POR QUE A GEAP ACOLHE E CUIDA DE MILHARES

Leia mais

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR

INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR INSTRUÇÕES DA TABELA DE ASSISTÊNCIA DOMICILIAR 1. DA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR: 1.1. A assistência domiciliar caracteriza-se pela prestação de serviços médicos e terapias adjuvantes na residência do paciente

Leia mais

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR -

COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - COBERTURA ASSISTENCIAL - INFORMAÇÕES INDISPENSÁVEIS AO CONSUMIDOR - A cobertura assistencial é um conjunto de direitos a que o consumidor faz jus ao contratar um plano de saúde. A extensão da cobertura

Leia mais

VERSÃO 2013 (*) Para facilitar o entendimento do contido neste Regulamento Interno, fica definido que:

VERSÃO 2013 (*) Para facilitar o entendimento do contido neste Regulamento Interno, fica definido que: REGULAMENTO INTERNO DO PLANO DE SAÚDE DA PATROCINADORA SERCOMTEL S.A. - TELECOMUNICAÇÕES, ADMINISTRADO PELA SUPRE (autorização pelo OFÍCIO Nº. 3141/SPC/COJ, DE 31/10/2000) 1. Da Finalidade VERSÃO 2013

Leia mais

Supremo Tribunal Federal

Supremo Tribunal Federal ATO DELIBERATIVO Nº 8, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005. Dispõe sobre o Programa de auxílio para aquisição ou locação de órteses e próteses médicas não-cirúrgicas e implementos médico-hospitalares. A PRESIDENTE

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO MANUAL DE ORIENTAÇÃO Operadora: GreenLine Sistema de Saúde - LTDA CNPJ: 61.849.980/0001-96 Nº de Registro na ANS: 32.507-4 Site: http://www.greenlinesaude.com.br Tel: 0800-776 - 7676 Manual de Orientação

Leia mais

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS)

Apresentação TISS 3.01.00. Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) 1 Apresentação TISS 3.01.00 Obrigatoriedade 30/05/2014 RN 305 / 341 IN 51 (ANS) Paulo Andrade (Gerente TI) Coordenador TISS

Leia mais

Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Nome: Mãe: Endereço Bairro: Cidade: UF: CEP:

Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Nome: Mãe: Endereço Bairro: Cidade: UF: CEP: Requerimento de: Adesão ( ), Inclusão ( ), Alteração ( ), Exclusão ( ). Plano: Padrão ( ) ou Especial ( ) Código MT - SAUDE: Titular ( ), Dependente ( ), Agregados ( ) Dados do Titular: Adesão ( ), Inclusão

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS E COLETIVOS Operadora: ELOSAÚDE - CNPJ: 11.593.821/0001-03 03 - N ANS: 41729-7 - Site: www.elosaude.com.br - Tel.: (48) 3298-5555 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE PLANOS DE SAÚDE DIFERENÇAS ENTRE PLANOS INDIVIDUAIS

Leia mais

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR

ASSISTÊNCIA À SUPLEMENTAR DO SERVIDOR ASSISTÊNCIA À SAÚDE SUPLEMENTAR DO SERVIDOR AMPARO LEGAL Lei 8.112/90 (RJU) Art. 230 A assistência à saúde do servidor, ativo ou inativo, e de sua família compreende assistência médica, m hospitalar, odontológica,

Leia mais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais

Regulamentação do Contrato. Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Coberturas Contratuais Regulamentação do Contrato Planos Não Regulamentados: Planos antigos que foram contratados antes de 1999, com direitos contratuais restritos em relação

Leia mais

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto.

Termo de uso genérico para designar qualquer grau de UNIMED Singular, Federação/ Central e Confederação, individualmente ou no conjunto. 1- INTERCÂMBIO A negociação entre as UNIMEDS do País, que geram relações operacionais específicas e normatizadas para atendimento de usuários na área de ação de uma cooperativa ou contratados por outra

Leia mais

Pesquisa da relação entre. médicos, dentistas e fisioterapeutas. com planos de saúde

Pesquisa da relação entre. médicos, dentistas e fisioterapeutas. com planos de saúde Pesquisa da relação entre médicos, dentistas e fisioterapeutas Abril / 2013 Objetivo Conhecer a opinião dos médicos especialistas, cirurgiões-dentistas e fisioterapeutas sobre a relação com os planos ou

Leia mais

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão

Manual do Beneficiário. Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Manual do Beneficiário Plano de Assistência à Saúde, Coletivo por Adesão Entenda como foi viabilizado o seu plano de saúde COLETIVO POR ADESÃO BENEFICIÁRIO O Beneficiário de plano privado de assistência

Leia mais

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO

ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO ROTINAS PARA ATENDIMENTO DO USUÁRIO Rotinas para Atendimento do Usuário Este manual tem por objetivo facilitar a utilização do seu Plano de Saúde. A observância das instruções nele contidas facilita o

Leia mais

DESPACHO DE ARQUIVAMENTO

DESPACHO DE ARQUIVAMENTO PA nº1.26.000.000169/2007-82 DESPACHO DE ARQUIVAMENTO Trata-se de procedimento administrativo instaurado em face de representação do Conselho regional de Odontologia de Pernambuco, noticiando restrição

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. Especificação do Serviço 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de Seguro de Vida em Grupo e de Auxílio Funeral para

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais