Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis"

Transcrição

1 Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis Viabilidade, Projeto e Execução Análise de Investimento em Empreendimentos Imobiliários Sustentáveis São Paulo, 19 de agosto de 2008 Luiz Henrique Ceotto Tishman Speyer Properties

2 COMO É MOSTRADO AS SOLUÇÕES DE SUSTENTABILIDADE X

3 COMO É MOSTRADO AS SOLUÇÕES DE SUSTENTABILIDADE X A SOLUÇÃO ESTÁ NO MEIO-TERMO E JÁ TEMOS AS TECNOLOGIAS NECESSÁRIAS!

4 Preço de venda Que preço interessante!!!! CLIENTE Custo de operação Custo de manutenção Custo de correções e adaptações Passivo ambiental Custo de reutilização

5 Preço de venda Que preço interessante!!!! CLIENTE Custo de operação Custo de manutenção Custo de correções e adaptações Passivo ambiental Custo do cliente e Custo de reutilização DE TODA A SOCIEDADE

6 São Paulo, 28 de maio de 2008 UMA VISÃO PRAGMÁTICA DO TEMA

7 EM QUE A CONSTRUÇÃO CIVIL MAIS AGRIDE O MEIO-AMBIENTE?

8 EM QUE A CONSTRUÇÃO CIVIL MAIS AGRIDE O MEIO-AMBIENTE? Edifícios consomem muita energia/água Usamos materiais com alto consumo de energia/alta emissão de CO 2

9 EM QUE A CONSTRUÇÃO CIVIL MAIS AGRIDE O MEIO-AMBIENTE? Edifícios consomem muita energia/água Concepção voltada para o custo da construção Usamos materiais com alto consumo de energia/alta emissão de CO 2

10 EM QUE A CONSTRUÇÃO CIVIL MAIS AGRIDE O MEIO-AMBIENTE? Edifícios consomem muita energia/água Concepção voltada para o custo da construção Usamos materiais com alto consumo de energia/alta emissão de CO 2 Over-engeneering Desperdício durante a construção Geração de entulho em reformas e demolição

11 COMO DEFINIR PRIORIDADES?

12 SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL O QUE É VIÁVEL DE SER FEITO HOJE? Principais fases de um empreendimento: Idealização do empreendimento Concepção e projeto Construção Uso e operação Reuso do edifício

13 CUSTO TOTAL DE UM EDIFÍCIO COMERCIAL EM 50 ANOS (vida útil de projeto) 80 % 14 % < 0,2% 0,8% 5 % 1 3 anos 50 anos (vida útil de projeto) Idealização Concep. e Projeto Construção Uso e operação Adaptação para reuso

14 POSSIBILIDADE DE INTERFERÊNCIA NO CUSTO TOTAL DE UM EDIFÍCIO EM 50 ANOS. 100 % 80% 15 % 5 % Idealização Concep. e Projeto 1 Construção 3 anos 50 anos Uso e operação (vida útil de projeto)

15 PRIORIDADES Uso e operação Idealização Concepção Projeto Construção

16 Alternativas de solução e seus impactos Edifícios Residenciais Impacto nos custos Alto Médio Baixo Impacto positivo no meio ambiente Alto Médio Tratamento total de esgoto Energia solar para aquecimento de água Reciclagem de água de banho e lavatório para uso em bacias sanitárias Aproveitamento de águas de chuva Metais sanitários de baixo consumo Medição individual de gás Medição individual de água Tratamento superficial no piso das garagens Automatização da irrigação de áreas verdes Automação da iluminação nas áreas comuns Vidro laminado Retenção de águas de chuva Reserva de água de chuva Lâmpadas de alta eficiência Peças sanitárias de baixa vazão Separação de lixo para reciclagem Fachadas de cores bem claras Cobertura vegetal no térreo Isolamento térmico de coberturas Baixo Isolação térmica de fachadas Uso de vidro insulado Automação de elevadores Uso de madeira reciclada nos móveis e revestimentos Revestimentos de piso e paredes facilmente laváveis

17 OPERAÇÃO DE UMA CONSTRUÇÃO HABITACIONAL (consumos diários) Consumo de água: 250 l/hab (média) 150 l/hab (banho) Consumo de energia: 5 kwh/hab 2 kwh/hab (iluminação) Emissão de esgotos e lixo.

18 COMO PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Medição individual Lâmpadas PL Automação (elevadores, iluminação, etc) Motores de frequência variável (elevadores e bombas). Aquecimento solar de água. Operação (Residencial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra.

19 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Operação (Residencial) Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Medição individual. Chuveiros de baixo consumo. Vaso sanitário dupla descarga. Reaproveitamento das águas cinzas. Reaproveitamento de águas de chuvas. Na irrigação Automação irrigação. Grandes movimentos de terra.

20 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação (Residencial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Economia de água. Reaproveitamento das águas cinzas. Reciclagem do lixo. Grandes movimentos de terra.

21 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação (Residencial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra. Áreas de infiltração natural. Caixas de retardo. Grande áreas de jardins.

22 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação Grande emissão de esgotos e lixo. (Residencial) Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra. Otimização da implantação. Respeitar a vocação do terreno. Lajes de sub-pressão. Aterros registrados.

23 QUANTO CUSTA ESSE INVESTIMENTO? Depende da quantidade de itens adotados. 5 a 7 % do custo de construção. Priorizar os de menor custo e maior impacto positivo. Soluções de manutenção fácil e disponíveis no mercado brasileiro. Projetos residenciais: soluções a prova de sindico.

24 QUAIS SÃO OS RESULTADOS DESSE INVESTIMENTO? Através da economia na operação. Custo do condomínio (redução de até 40%). Custo de água e energia (redução de até 50%). Custo de manutenção (dedução de até 40%). O cliente precisa perceber essa economia e ser conscientizado para valorizá-la. Prédio verde que não produz economia na operação não pode ser considerado sustentável.

25 COMO PAGAR ESSE INVESTIMENTO? Exemplo: Apto de 3Q2S (120 m 2 ) Custo de Operação Edificio Convencional Edifício Verde Economia Condomínio R$ 5,0/m 2 R$ 3,0/m 2 R$ 2,0/m 2 Concessionárias R$ 3,0/m 2 R$ 2,0/m 2 R$ 1,0/m 2 Total R$ 8,0/m 2 R$ 5,0/m 2 R$ 3,0/m 2 Valorização = 142 X economia = 142 X R$ 3,0/m 2 = R$ 426/m 2 (taxa de 0,7% ao mês) Se o preço do convencional é de R$ 3.000/m 2 o edifício verde poderá custar R$ 3.426/m 2.. Valorização de 14%!!! Investimento de 5 a 7% C. Construção = 2,5 a 3,0% no Preço de Venda pode valorizar 14% um imóvel residencial.

26 OPERAÇÃO DE UM EDIFICIO COMERCIAL (consumos diários) Consumo de água (290 l/m2) Torre de resfriamento: 60 l/m2 Bacias sanitárias: 120 l/m2 Lavatorios: 70 l/m2 Irrigação: 10 l/m2 Outros: 30 l/m2 Consumo de energia (21 kwh/m2) Ar condicionado: 9,0 kwh/m2 Iluminação: 3,1 kwh/m2 Elevadores: 1,8 kwh/m2 Administração: 3,1 kwh/m2 Carga piso: 4,0 kwh/m2 Emissão de esgotos e lixo.

27 Alternativas de solução e seus impactos Edifícios Comerciais Impacto nos custos Alto Médio Baixo Impacto positivo no meio ambiente Alto Médio Geração local de energia com gás em vez de diesel Isolação térmica de fachadas Metais sanitários de baixo consumo e automáticos Medição individual de ar condicionado Tratamento superficial no piso das garagens Recuperação de frenagem nos elevadores Automatização da irrigação de áreas verdes Vidro laminado nas fachadas Automação da iluminação das áreas comuns Retenção de águas de chuva Bacias satinárias duplo fluxo Retenção de água de condensação dos fancoils para uso nas torres de refrigeração dos chilers Lâmpadas de alta eficiência Peças sanitárias de baixa vazão Automação dos elevadores Cobertura vegetal no térreo Isolamento térmico de coberturas Separação de lixo para reciclagem Baixo Tratamento total de esgoto Uso de vidro insulado Reciclagem de água de lavatórios para uso em bacias sanitárias Medição individual de água Revestimentos de piso e paredes facilmente laváveis

28 COMO PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Ar-condicionado de boa eficiência (Chiller,VAV ou VRV). Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Roda entálpica/controle CO 2 Elevadores com recuperação frenagem e antecipação de chamada. Motores de frequência variável. Automação da iluminação. Operação (Comercial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra.

29 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Operação (Comercial) Grande consumo de água. Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Torre refrigeração com água de condensação. Vaso sanitário dupla descarga. Metais de lavatório de baixo consumo. Reaproveitamento de águas de chuvas para irrigação. Grandes movimentos de terra.

30 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação (Comercial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Economia de água. Reciclagem do lixo. Grandes movimentos de terra.

31 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação (Comercial) Grande emissão de esgotos e lixo. Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra. Áreas de infiltração natural. Caixas de retardo. Grande áreas de jardins.

32 COMO CONCEBER E PROJETAR UM EDIFÍCIO SUSTENTÁVEL? Grande consumo de energia. Grande consumo de água. Operação Grande emissão de esgotos e lixo. (Comercial) Impermeabilização do terreno. Grandes movimentos de terra. Otimização da implantação. Respeitar a vocação do terreno. Lajes de sub-pressão. Aterros registrados.

33 QUANTO CUSTA ESSE INVESTIMENTO? Depende da quantidade de itens adotados. 3 a 7 % do custo de construção. Priorizar os de menor custo e maior impacto positivo. Soluções de manutenção disponíveis no mercado brasileiro. Parcerias com empresas de gerenciamento de facilities. Gestão de facilities profissional viabiliza uso de soluções mais sofisticadas.

34 QUAIS SÃO OS RESULTADOS DESSE INVESTIMENTO? Através da economia na operação. Custo do condomínio (redução de até 30%). Custo de energia (redução de até 40%). Custo de água (redução de até 50%) Custo de manutenção (dedução de até 30%). O cliente precisa perceber essa economia e ser conscientizado para valorizá-la. Prédio verde que não produz economia na operação não pode ser considerado sustentável.

35 COMO PAGAR ESSE INVESTIMENTO? Exemplo: Apto de 3Q2S (120 m 2 ) Custo de Operação Edificio Convencional Edifício Verde Economia Água/esgoto R$ 6,0/m 2 R$ 3,0/m 2 R$ 3,0/m 2 Energias R$ 4,0/m 2 R$ 2,5/m 2 R$ 1,5/m 2 Total R$ 10,0/m 2 R$ 5,5/m 2 R$ 4,5/m 2 Valorização do projeto= 142 X economia = 142 X R$ 4,5/m 2 = R$ 710/m 2 (taxa de 0,7% ao mês). Aumento de 3 a 7% no custo de construção= 1,5 a 4% no custo do projeto. Valor de aluguel do convencional é de R$ 60/m 2. R$ 4,5/m2 representa valorização de 7,5%!!! Investimento de 1,5 a 4% custo de projeto pode valorizar 7,5% no preço do aluguel (valor do projeto).

36 NECESSIDADE DE EDUCAR O USUÁRIO Não adianta construir edifícios sustentáveis sem educação dos usuários. Edifício sustentável possibilita uma potencialidade de redução do impacto. Experiência Alemã. Edifício sustentáveis + educação dos usuários = resultado potencializado.

37 CONCLUSÃO O impacto da construção civil é grande mas é possível uma grande redução no curto prazo Temos no Brasil todas as tecnologias necessárias para essa redução Precisamos tratar o tema com objetividade e sem romantismo É economicamente viável investir na redução do impacto É necessário sensibilizar o investidor/cliente para esse investimento

38 O mais importante da vida não é a situação em que estamos, mas a direção para a qual nos movemos. (Oliver Wendell Holmes, poeta americano) Não somos responsáveis apenas pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer. (Molière, dramaturgo francês)

39 FIM

Gestão Sustentável da Construção Civil

Gestão Sustentável da Construção Civil Gestão Sustentável da Construção Civil UMA VISÃO PRAGMÁTICA DO TEMA São Paulo, 28 de maio de 2008 Luiz Henrique Ceotto Tishman Speyer Properties Preço de venda Que preço interessante!!! CLIENTE Custo de

Leia mais

I Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável

I Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável I Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável Balanço e perspectivas no Brasil Beneficios para as construtoras e consumidores finais São Paulo, 19 de agosto de 2008 Luiz Henrique Ceotto Tishman Speyer

Leia mais

Sustentabilidade em Edificações Resultados Práticos

Sustentabilidade em Edificações Resultados Práticos Sustentabilidade em Edificações Resultados Práticos Luiz Henrique Ceotto lhceotto@tishmanspeyer.com.br Nelson Faversani Junior nfaversa@tishmanspeyer.com.br O mundo em que vivemos Clima pode levar a guerras

Leia mais

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade.

Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Realização: Parceiro: Infinity Tower características de projeto e tecnologia de sistemas prediais para a sustentabilidade. Cesar Ramos - Gerente de projetos da Yuny Incorporadora Daniel Gallo - Gerente

Leia mais

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES

EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES PROJETOS DE HOSPITAIS SUSTENTÁVEIS EDISON DOMINGUES JR. RAYMOND KHOE LUIZ ROBERTO SOARES É importante destacar os benefícios de um edifício sustentável. Os green buildings podem ser definidos pelas seguintes

Leia mais

SUSTENTABILIDADE EM CONDOMINIOS

SUSTENTABILIDADE EM CONDOMINIOS EM CONDOMINIOS Miguel Tadeu Campos Morata Engenheiro Químico Pós Graduado em Gestão Ambiental Considerações Iniciais Meta - A sobrevivência e perpetuação do seres humanos no Planeta. Para garantir a sobrevivência

Leia mais

Eco Houses / Casas ecológicas. Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental

Eco Houses / Casas ecológicas. Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental Eco Houses / Casas ecológicas Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental IDHEA - INSTITUTO PARA O DESENVOLVIMENTO DA HABITAÇÃO ECOLÓGICA Conceito:

Leia mais

COLÉGIO. Internacional. Escola verde Green School

COLÉGIO. Internacional. Escola verde Green School Escola verde Green School Sobre o Colégio Positivo Início das aulas: 18 de fevereiro de 2013 Lançamento oficial: 26 de março de 2013 Proposta de ensino bilíngue (português/inglês) Cerca de 350 alunos,

Leia mais

QUALIVERDE. Legislação para Construções Verdes NOVEMBRO DE 2012

QUALIVERDE. Legislação para Construções Verdes NOVEMBRO DE 2012 QUALIVERDE Legislação para Construções Verdes NOVEMBRO DE 2012 Legislação para Construções Verdes Concessão de benefícios às construções verdes, de modo a promover o incentivo à adoção das ações e práticas

Leia mais

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil

Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Conjunto de indicadores de sustentabilidade de empreendimentos - uma proposta para o Brasil Texto Preliminar Completo - Agosto 2011 INTRODUÇÃO Começam a existir no Brasil um bom número de edifícios com

Leia mais

O Reuso da Água no contexto da Política Municipal de Combate às Mudanças Climáticas

O Reuso da Água no contexto da Política Municipal de Combate às Mudanças Climáticas O Reuso da Água no contexto da Política Municipal de Combate às Mudanças Climáticas Weber Coutinho Gerente de Planejamento e Monitoramento Ambiental Secretaria Municipal de Meio Ambiente Junho / 2015 Mudanças

Leia mais

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito.

Ecologicamente correto. Economicamente viável. Socialmente justo. Culturalmente aceito. Ecologicamente correto Economicamente viável Socialmente justo Culturalmente aceito. ENERGIA SEGURANÇA ETE FIBRA-ÓTICA DADOS TELEFONIA PAVIMENTAÇÃO VIAS PROJETADAS GÁS ETA SINALIZAÇÃO EQUIP. URBANOS ACESSIBILIDADE

Leia mais

INCA. coleta seletiva de lixo e gestão de resíduos, coletor solar para pré-aquecimento da água, células fotovoltaicas

INCA. coleta seletiva de lixo e gestão de resíduos, coletor solar para pré-aquecimento da água, células fotovoltaicas Durante a execução dos projetos de hospitais como Sírio-Libanês, Hospital Alemão Oswaldo Cruz e Santa Catarina, a MHA instituiu a sua área de Gerenciamento de Obras, até hoje um importante serviço oferecido

Leia mais

Re9 Instalações e Sistemas. contao@re9instalacoes.com.br

Re9 Instalações e Sistemas. contao@re9instalacoes.com.br Re9 Instalações e Sistemas contao@re9instalacoes.com.br A Empresa A Re9 Instalações e Sistemas, uma empresa especializada no fornecimento de Mão de obra especializada e implantação de sistemas para Condomínios

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade e de paisagens e ecossistemas visualmente atraentes que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade, paisagens e ecossistemas visualmente atraentes e que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Viver Confortável, Morar Sustentável

Viver Confortável, Morar Sustentável Viver Confortável, Morar Sustentável A Verde Lar foi criada em Março de 2009, dando início a uma jornada com o compromisso e ética das questões ambientais no mercado habitacional oferecendo soluções para

Leia mais

SUSTENTABILIDADE E CERTIFICAÇÃO AQUA EM EMPREENDIMENTO COMERCIAL

SUSTENTABILIDADE E CERTIFICAÇÃO AQUA EM EMPREENDIMENTO COMERCIAL FICHA TÉCNICA Empresa: Syene Empreendimentos Projeto: Syene Corporate Área Construída: 77.725,45 m² Data de implementação: 01/09/2010 Responsável: Jealva Fonseca Contato: jealva@syene.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis

SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis SELO CASA AZUL CAIXA Seminário Construções Sustentáveis 19/OUT/2011 Mara Luísa Alvim Motta Gerência Nacional de Meio Ambiente CAIXA EVOLUÇÃO DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO 2003-2010 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO IMOBILIÁRIO

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável

Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável Seminário: Sistemas construtivos à base de cimento. Uma contribuição efetiva para a construção sustentável Hugo da Costa Rodrigues Filho Hugo da Costa Rodrigues Filho Associação Brasileira de Cimento Portland,

Leia mais

Convenção de Condomínio para prédios verdes

Convenção de Condomínio para prédios verdes Convenção de Condomínio para prédios verdes Por Mariana Borges Altmayer A tendência mundial da sustentabilidade na construção civil tem levado cada vez mais as empresas deste mercado a desenvolver empreendimentos

Leia mais

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future

GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future GREEN BUILDING COUNCIL BRASIL Building a Sustainable Future "Desenvolver a indústria da construção sustentável no país, utilizando as forças Visão de mercado do GBC para conduzir Brasil a adoção (Sonho

Leia mais

A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis

A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis Engenharia A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis A construção sustentável é um novo conceito que está surgindo dentro da engenharia civil. A construção sustentável além de tornar a obra ecológica,

Leia mais

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida.

Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Geração de Energia a partir do lixo urbano. Uma iniciativa iluminada da Plastivida. Plástico é Energia Esta cidade que você está vendo aí de cima tem uma população aproximada de 70.000 mil habitantes e

Leia mais

Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes de energia limpa nos diversos setores da sociedade

Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes de energia limpa nos diversos setores da sociedade Soluções em Eficiência Energética e Energia Renovável Aplicáveis a Edificações Residenciais e Comerciais de Pernambuco Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes

Leia mais

As Diretrizes de Sustentabilidade a serem seguidas na elaboração dos projetos dos sistemas de abastecimento de água são:

As Diretrizes de Sustentabilidade a serem seguidas na elaboração dos projetos dos sistemas de abastecimento de água são: OBJETIVO A SANEPAR busca prestar serviços de Saneamento Ambiental de forma sustentável, a fim de contribuir com a melhoria da qualidade de vida. Portanto evidencia-se a necessidade de considerar o conceito

Leia mais

Eco Dicas - Construir ou Reformar

Eco Dicas - Construir ou Reformar Eco Dicas - Construir ou Reformar São dicas de como preservar e economizar os recursos naturais quando se pensa em obras. Praticando-as, nosso bolso também agradece. É bom saber que: a fabricação de PVC

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Laércio Oliveira)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Laércio Oliveira) PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Do Sr. Laércio Oliveira) Institui o Programa Nacional de Conservação, Uso Racional e Reaproveitamento das Águas. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º A presente lei tem por

Leia mais

OS DESAFIOS DA PERFORMANCE DE EDIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS: PREVISTO X REALIZADO

OS DESAFIOS DA PERFORMANCE DE EDIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS: PREVISTO X REALIZADO OS DESAFIOS DA PERFORMANCE DE EDIFICAÇÕES SUSTENTÁVEIS: PREVISTO X REALIZADO Leticia Neves Gerente de Eficiência Energética Wagner Oliveira Coordenador de P&D SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL: CERTIFICAÇÕES

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Exemplos de projetos e políticas públicas

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Exemplos de projetos e políticas públicas MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Exemplos de projetos e políticas públicas Pegada ecológica Imagem: Jornal Bahianorte Evolução da Pegada Ecológica Imagem: miriamsalles.info Nosso padrão de produção Imagem:

Leia mais

Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades.

Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades. professor Serão distribuídos: Para os professores: Cinco módulos temáticos e um caderno de atividades. Para os alunos: um caderno de atividades. Também serão produzidos, dentro de sala de aula, cartazes

Leia mais

RELAÇÃO DE TRABALHOS - MOSTRA TÉCNIO-CIENTÍFICA

RELAÇÃO DE TRABALHOS - MOSTRA TÉCNIO-CIENTÍFICA Nº MODALIDADE ÁREA TÍTULO RESULTADO 001 Oral Engenharia Sistema de Esgotamento Sanitário- Uma Revisão de Literatura REPROVADO 002 Pôster Engenharia Utilização De Madeira Plástica Como APROVADO Alternativa

Leia mais

ARQUITETANDO O FUTURO

ARQUITETANDO O FUTURO ARQUITETANDO O FUTURO Arq. Emílio Ambasz T J D F T ASSESSORIA DA SECRETARIA GERAL DA PRESIDÊNCIA Objetivos do TJDFT Cumprir o mandamento constitucional de defesa e preservação do meio ambiente para as

Leia mais

VOCÊ NÃO PRECISA ESCOLHER!

VOCÊ NÃO PRECISA ESCOLHER! VOCÊ NÃO PRECISA ESCOLHER! Fachada com tijolo tipo inglês rústico com revestimento que proporciona o conforto térmico e acústico. Ficha Técnica Tipologia da unidade privativa: Aptos de 4 ou 5 suítes

Leia mais

ASSOCIAÇÃO TECNOLOGIA VERDE BRASIL - ATVerdeBrasil MINUTA DE PROJETO DE LEI A SER SUGERIDA AOS PODERES PÚBLICOS

ASSOCIAÇÃO TECNOLOGIA VERDE BRASIL - ATVerdeBrasil MINUTA DE PROJETO DE LEI A SER SUGERIDA AOS PODERES PÚBLICOS ASSOCIAÇÃO TECNOLOGIA VERDE BRASIL - ATVerdeBrasil MINUTA DE PROJETO DE LEI A SER SUGERIDA AOS PODERES PÚBLICOS PROJETO DE LEI DO LEGISLATIVO Dispõe sobre a obrigatoriedade da instalação de telhados verdes

Leia mais

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório)

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório) FICHA TÉCNICA Projeto Arquitetônico: Gkalili Arquitetura Design de Fachada: Triptyque Arquitetura Projeto Paisagístico: EKF Arquitetura paisagística Projeto Decoração: Triptyque Arquitetura Dados do Produto

Leia mais

Os idealizadores. Realização:

Os idealizadores. Realização: Os idealizadores Realização: Possui 50 anos de experiência na área de incorporação, especialmente em produtos de alto padrão. Atua também, com sucesso, nas áreas de saneamento, obras públicas e privadas,

Leia mais

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água

Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia Solar para Aquecimento de Água Seminário: COPA DO MUNDO DE 2014 NORMATIZAÇÃO PARA OBRAS SUSTENTÁVEIS Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Sustentabilidade das Edificações Utilizando Energia

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Automação para desempenho ambiental e desenho universal

Automação para desempenho ambiental e desenho universal Automação para desempenho ambiental e desenho universal 58 pontos providos por sistemas de e equipamentos periféricos Eng. Gabriel Peixoto G. U. e Silva Selos verdes AQUA (selo francês HQE) Alta Qualidade

Leia mais

Gestão Sustentável da Construção

Gestão Sustentável da Construção Gestão Sustentável da Construção Vanderley M. John Membro do Conselho Professor da Poli USP www.cbcs.org.br Conteúdo O que é a cadeia da construção Impacto ambiental da construção Impacto social da construção

Leia mais

ÁREAS COMUNS SOCIAIS

ÁREAS COMUNS SOCIAIS MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS COMUNS SOCIAIS LOBBY Piso: Porcelanato da Cecrisa, Biancogrês, Pamesa, Incepa, Portobello ou granito polido Parede: Tinta acrílica sobre massa corrida RECEPÇÃO Piso: Porcelanato

Leia mais

Uso sustentável da água na construção. Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP

Uso sustentável da água na construção. Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP Uso sustentável da água na construção Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP Profa. Dra. Marina Ilha, FEC/UNICAMP 13% águas superficiais - mundo 34,9% Américas 68 região Norte

Leia mais

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO:

SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: SISTEMA CONSTRUTIVO EM PAREDES DE CONCRETO: Adequações frente às s normas de desempenho. Marcelo Moacyr Diretor de Engenharia, Construção e Relacionamento 1 Escolha do Sistema Construtivo 2 Avaliações

Leia mais

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL IMPLANTAÇÃO DA AGÊNCIA GRANJA VIANA

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL IMPLANTAÇÃO DA AGÊNCIA GRANJA VIANA IMPLANTAÇÃO DA AGÊNCIA GRANJA VIANA CONCEITO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CONSTRUÇÃO ECOLÓGICA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL PROMOVE INTERVENÇÕES CONSCIENTES SOBRE O MEIO AMBIENTE, ADAPTANDO-O PARA AS NECESSIDADES

Leia mais

Memorial Descritivo. Montreal Plaza

Memorial Descritivo. Montreal Plaza Memorial Descritivo Montreal Plaza MEMORIAL DESCRITIVO MONTREAL PLAZA A - INSTALAÇÕES PREDIAIS 1. SISTEMA AUXILIAR DE ENERGIA (GERADOR) Instalação de um grupo de geradores para atender: Área comum: Recepção,

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Segmento: Bioarquitetura. Amarildo Ávila Douglas de Jesus Juliana Ferrari Lívia Corazza Viviane Santos

PLANO DE NEGÓCIOS. Segmento: Bioarquitetura. Amarildo Ávila Douglas de Jesus Juliana Ferrari Lívia Corazza Viviane Santos PLANO DE NEGÓCIOS Segmento: Bioarquitetura Nomes: Amarildo Ávila Douglas de Jesus Juliana Ferrari Lívia Corazza Viviane Santos Baobá Nome Científico: Adansonia grandidieri BioArquitetura Vertente Ecológica

Leia mais

CRISE HÍDRICA PLANO DE CONTINGÊNCIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE

CRISE HÍDRICA PLANO DE CONTINGÊNCIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE CRISE HÍDRICA PLANO DE CONTINGÊNCIA EM SERVIÇOS DE SAÚDE 14/03/2014 Jonas Age Saide Schwartzman Eng. Ambiental Instituições Afiliadas SPDM SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina OSS

Leia mais

Macrolocalização. Conj. Nacional MASP. Parque Trianon. FIESP Reserva Cultura. Top Center FENAC. Hosp. Beneficência Porturguesa. Hosp.

Macrolocalização. Conj. Nacional MASP. Parque Trianon. FIESP Reserva Cultura. Top Center FENAC. Hosp. Beneficência Porturguesa. Hosp. LOCALIZAÇÃO Macrolocalização Conj. Nacional MASP Parque Trianon FIESP Reserva Cultura FENAC Top Center Hosp. Beneficência Porturguesa Hosp. Osvaldo Cruz Shopping Paulista Centro Cultural Hospital do Coração

Leia mais

superações o espetáculo das bate-papo Marco Lentini, presidente do FSC O esporte como protagonista da sustentabilidade

superações o espetáculo das bate-papo Marco Lentini, presidente do FSC O esporte como protagonista da sustentabilidade SET/OUT 2013 ANO II Nº 07 R E V I S TA A REVISTA DA CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL o espetáculo das O esporte como protagonista superações da sustentabilidade bate-papo Marco Lentini, presidente do FSC Retrofit

Leia mais

ANEXO II PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO. Formulário para obtenção do QUALIVERDE

ANEXO II PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO. Formulário para obtenção do QUALIVERDE ANEXO II PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO Formulário para obtenção do QUALIVERDE Local da obra Nome do proprietário ou requerente RA Nome do autor do projeto (PRPA)

Leia mais

Um edifício que já nasce com uma grande história.

Um edifício que já nasce com uma grande história. Um edifício que já nasce com uma grande história. O Residencial Arauco nasce para ser icônico. Para ser parte da cidade e para ajudá-la a contar a própria história. Um marco histórico A região que abraça

Leia mais

Paulo Sérgio Ferrari Mazzon

Paulo Sérgio Ferrari Mazzon Tecnologia de Aquecimento Solar de Água Abyara, São Paulo, 03 de Julho de 2008 Paulo Sérgio Ferrari Mazzon Luciano Torres Pereira Grupo Soletrol Soletrol Industria e Comércio Soletrol l Tecnologia Universidade

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL ATRAVÉS DA CERTIFICAÇÃO Leticia Neves

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL ATRAVÉS DA CERTIFICAÇÃO Leticia Neves EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL ATRAVÉS DA CERTIFICAÇÃO Leticia Neves CTE CONSULTORIA EM GREEN BUILDING DOS 203 EMPREENDIMENTOS CERTIFICADOS LEED, O CTE PRESTOU CONSULTORIA PARA 95

Leia mais

O reuso de água na visão do investidor. Uso da tecnologia e inovação em tempos de falta de recursos. Armando Iazzetta

O reuso de água na visão do investidor. Uso da tecnologia e inovação em tempos de falta de recursos. Armando Iazzetta O reuso de água na visão do investidor Uso da tecnologia e inovação em tempos de falta de recursos Armando Iazzetta 1. O Investidor 2. O Negócio 3. A Importância do Reuso 4. Próximos Passos Odebrecht Properties

Leia mais

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque ALIMENTAÇÃO RESÍDUOS MATERIAIS ENERGIA ÁGUA TRANSPORTE BIODIVERSIDADE AGENDA AMBIENTAL Escola Parque AÇÕES SOLIDÁRIAS EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE \ ENTORNO EXTERI\\OR ENRAIZAMENTO PEDAGÓGICO ENRAIZAMENTO

Leia mais

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CDES GT MATRIZ ENERGÉTICA PARA O DESENVOLVIMENTO COM EQUIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL COLÓQUIO EMPREGOS VERDES E CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS 20.08.2009

Leia mais

Melhorias Construtivas. Sustentáveis

Melhorias Construtivas. Sustentáveis Melhorias Construtivas Sustentáveis O que é sustentabilidade? O Projeto Melhorias Habitacionais Sustentáveis na Bomba do Hemetério, foi criado com o objetivo de reduzir o consumo e melhor aproveitar os

Leia mais

Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau.

Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau. Registro de Incorporação Nº R-4-36.611 no 3º Ofício de Registro de Imóveis de Blumenau. Imagens meramente ilustrativas. Perspectiva artística da fachada. As tonalidades das cores apresentadas podem sofrer

Leia mais

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria AMBIENTE EFICIENTE Consultoria ESCOPO DOS SERVIÇOS CERTIFICAÇÃO LEED A certificação LEED pode ser aplicada no Brasil em oito tipologias: Novas Construções (New Construction) Edifícios Existentes Operação

Leia mais

Compromisso com o Mundo Sustentável

Compromisso com o Mundo Sustentável Compromisso com o Mundo Sustentável Está em nossa Visão Ser um empresa global e sustentável até 2012. Para nossa empresa ser sustentável, é fundamental a busca de resultados financeiros e o comprometimento

Leia mais

Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável

Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável São Paulo Maio 2008 Fórum Internacional de Arquitetura e Tecnologias para a Construção Sustentável Sustentabilidade em Edificações

Leia mais

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente.

Esplanada sem desperdício: preservando o meio ambiente. Implementar ações voltadas ao uso racional de recursos sustentabilidade naturais para promover a ambiental e socioeconômica na Administração Pública Federal. A Esplanada terá metas de racionalização do

Leia mais

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia

Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Gerenciamento de Propriedade & Soluções de Engenharia Há 25 anos, a Engepred associa o conhecimento sobre o mercado imobiliário à experiência de promover o melhor funcionamento de shoppings centers, prédios

Leia mais

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 PORTARIA Nº 23, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 Estabelece boas práticas de gestão e uso de Energia Elétrica e de Água nos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional

Leia mais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais

O quadro abaixo mostra que a disposição dos resíduos em aterros é aquela que traz menos benefícios ambientais VANTAGES PROJETO PEGASUS E RECICLAGEM ENERGÉTICA O problema do lixo é extremamente grave em nosso país. Estimativas baseadas nos dados do IBGE mostram que no País são geradas diariamente cerca de 140 mil

Leia mais

A ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BOMBINHAS ETAPA 2

A ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BOMBINHAS ETAPA 2 A ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO DE BOMBINHAS ETAPA 2 SISTEMA DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA PROBLEMÁTICA POSSÍVEIS SOLUÇÕES ETAPAS OPORTUNIDADES - Ampliação do atendimento (75% de cobertura);

Leia mais

COMO EVITAR O DESPERDÍCIO

COMO EVITAR O DESPERDÍCIO Economia de Água Um universo de possibilidades ao seu alcance COMO EVITAR O DESPERDÍCIO Nossas casas, edifícios e indústrias desperdiçam água, antes mesmo do seu consumo. Aplicar os princípios do uso racional

Leia mais

FORMULARIOS ANEXO I E II DO DECRETO 25.899/2015

FORMULARIOS ANEXO I E II DO DECRETO 25.899/2015 FORMULARIOS ANEXO I E II DO DECRETO.99/0 ANEXO 0 GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS ( Subtotal de 9Ptos =.6 % ) Declarada 6 9 Uso de equipamentos economizadores de água ( torneiras com arejadores, spray e/ou

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER

MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER MEMORIAL DESCRITIVO ÁREAS DE LAZER Ficam na cobertura, 9º andar. Esta composta por Salão de festas, Espaço gourmet, Fitness center, Sala de jogos e web, Piscina borda infinita e Solarium. - Salão Festas:

Leia mais

Linha Economia Verde

Linha Economia Verde Linha Economia Verde QUEM SOMOS Instituição Financeira do Estado de São Paulo, regulada pelo Banco Central, com inicio de atividades em Março/2009 Instrumento institucional de apoio àexecução de políticas

Leia mais

11º Seminário Tecnologia de Sistemas Prediais SindusConSP. Agua: pague menos

11º Seminário Tecnologia de Sistemas Prediais SindusConSP. Agua: pague menos 11º Seminário Tecnologia de Sistemas Prediais SindusConSP Agua: pague menos Atitudes para o usuário diminuir o consumo de água da rede pública: 1. Peças que economizam água 2. Medição individualizada e

Leia mais

Conservação de Água nos Edifícios. Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP

Conservação de Água nos Edifícios. Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP Conservação de Água nos Edifícios Marina Sangoi de Oliveira Ilha Livre-Docente LEPSIS/FEC/UNICAMP 13% águas superficiais - mundo 34,9% Américas 68 região Norte 6% região Sudeste ~ 9,1 milhões hab. 68%

Leia mais

Uso Eficiente da Água Estudos de caso. Eng. MSc. Osvaldo Oliveira Jr Engenharia de Aplicação

Uso Eficiente da Água Estudos de caso. Eng. MSc. Osvaldo Oliveira Jr Engenharia de Aplicação Uso Eficiente da Água Estudos de caso Eng. MSc. Osvaldo Oliveira Jr Engenharia de Aplicação Deca ProÁgua - Programa para Conservação da Água Objetivo: a redução do desperdício de água através da mudança

Leia mais

Seguro residencial Resultados e oportunidades

Seguro residencial Resultados e oportunidades Seguro residencial Resultados e oportunidades Cenário para o seguro residencial Econômico Social Ambiental Cenário para o seguro residencial Econômico Social Ambiental Expansão do mercado imobiliário Aumento

Leia mais

ECOVILLAGGIO JARDIM BELA VISTA

ECOVILLAGGIO JARDIM BELA VISTA ECOVILLAGGIO JARDIM BELA VISTA 1 INTRODUÇÃO Estamos acompanhando os acontecimentos climáticos globais e podemos perceber as grandes alterações pelas quais o mundo vêm passando. Um dos setores da economia

Leia mais

Capitulo 3. Previsão de consumo de água não potável

Capitulo 3. Previsão de consumo de água não potável Capitulo 3 Previsão de consumo de água não potável Em 1851 Mulvaney descreveu pela primeira vez o conceito de tempo de concentração David Maidment, 1993 3-1 Índice Capítulo 3- Previsão de consumo de água

Leia mais

METODOLOGIAS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA LOGO EMPRESA

METODOLOGIAS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA LOGO EMPRESA METODOLOGIAS DE CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PREMISSAS BÁSICAS SUSTENTÁVEIS NOS PROJETOS DE SISTEMAS PREDIAIS REDUÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS PREMISSAS BÁSICAS SUSTENTÁVEIS NOS PROJETOS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO TORRE RESIDENCIAL PROPRIETÁRIO

MEMORIAL DESCRITIVO TORRE RESIDENCIAL PROPRIETÁRIO MEMORIAL DESCRITIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DE ACABAMENTOS TORRE RESIDENCIAL PROPRIETÁRIO VERSÃO: 02 ÍNDICE 1- DESCRIÇÃO DOS ACABAMENTOS DAS UNIDADES... 3 1.1. APARTAMENTOS... 3 1.1.1. ESTAR/JANTAR...

Leia mais

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda.

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Localização Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Macrorregião 10.416,74m² Macrorregião Vila Leopoldina Shopping e Parque Villa Lobos

Leia mais

Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável.

Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável. Conceitos e Princípios da Arquitectura Sustentável. 1.0 Impacto da Construção: 1.1 Ambiental 1.2 Social 1.3 Económico Procura do Equilíbrio nestes três factores Desenvolvimento de soluções sustentáveis

Leia mais

Projetistas Interiores Débora Aguiar Arquitetura idea! Arquitetura + Design A Idea! atua no Ceará na área de projetos de arquitetura desde 2007. Sob a direção dos arquitetos Fabián Salles e Geraldo Duarte,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Geraldo Resende) Estabelece a Política Nacional de Captação, Armazenamento e Aproveitamento de Águas Pluviais e define normas gerais para sua promoção. O Congresso Nacional

Leia mais

SELO CASA AZUL. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Meio Ambiente

SELO CASA AZUL. Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Meio Ambiente SELO CASA AZUL Mara Luísa Alvim Motta Gerente Executiva Meio Ambiente SELO CASA AZUL CAIXA CATEGORIAS E CRITÉRIOS CATEGORIA CONSERVAÇÃO DE RECURSOS MATERIAIS Avalia o uso racional de materiais de construção

Leia mais

Centro Urbano do Futuro Parcerias para a regeneração urbana

Centro Urbano do Futuro Parcerias para a regeneração urbana Estratégia para um Desenvolvimento Sustentável para a Cidade de Águeda Centro Urbano do Futuro Parcerias para a regeneração urbana Águeda, 27/04/2011 V.M. Ferreira O projecto: Este projecto visou reflectir

Leia mais

A LOG COMMERCIAL PROPERTIES MISSÃO VISÃO VALORES

A LOG COMMERCIAL PROPERTIES MISSÃO VISÃO VALORES A LOG COMMERCIAL PROPERTIES A LOG Commercial Properties, empresa do grupo MRV Engenharia, atua na incorporação, construção e locação de propriedades comerciais, como Condomínios logísticos, Loteamentos

Leia mais

TECNOLOGIAS ÁGUA AGENDA ÁGUA

TECNOLOGIAS ÁGUA AGENDA ÁGUA TECNOLOGIAS ÁGUA AGENDA ÁGUA Carla Sautchúk 21/06/2011 1 Cenário da água PANORAMA DA ÁGUA NO BRASIL Detém 12% da água do mundo e 53% da água do continente sul americano; 90% dos recursos hídricos são utilizados

Leia mais

1 de 10 04/02/2013 10:51

1 de 10 04/02/2013 10:51 1 de 10 04/02/2013 10:51 inicial produtos Água e Esgoto ETE Trat. Biológico de Esgoto Aproveitamento de água de chuva Reuso de esgoto tratado Eco Lava-Rápido Filtro Central Cisternas Sistemas de Ozônio

Leia mais

GB ECO Solutions. especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL. Reuso e Aproveitamento de Água da Chuva

GB ECO Solutions. especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL. Reuso e Aproveitamento de Água da Chuva GB ECO Solutions especialista em soluções ambientais para um PLANETA SUSTENTÁVEL GB ECO Solutions www.gb-ecosolutions.com.br info@gb-ecosolutions.com.br + 55 11 4702-4619 Cotia/SP Sistemas de Remediação

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

Recomendações para inclusão de critérios de sustentabilidade no projeto para a construção do prédio de laboratórios da ENSP no Campus Manguinhos

Recomendações para inclusão de critérios de sustentabilidade no projeto para a construção do prédio de laboratórios da ENSP no Campus Manguinhos Recomendações para inclusão de critérios de sustentabilidade no projeto para a construção do prédio de laboratórios da ENSP no Campus Manguinhos 1. Introdução A inclusão de critérios sustentáveis em diferentes

Leia mais

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS:

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS: Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE Plano de Metas EP+20 +5 O O que diz a AGENDA AMBIENTAL ÁGUA Reaproveitamento de águas de chuva Tratamento de águas cinzas Fitodepuração do Rio Rainha 1.

Leia mais

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia.

MODERNIZE SUA PLANTA FABRIL. Máquinas e equipamentos mais modernos são mais eficientes e consomem menos energia. 1 REALIZE UM DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO para identificar todas as oportunidades existentes, avaliar a viabilidade, determinar as prioridades e montar um programa para sua implementação 2 MODERNIZE SUA PLANTA

Leia mais

Secretaria Municipal de meio Ambiente

Secretaria Municipal de meio Ambiente PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL O presente Programa é um instrumento que visa à minimização de resíduos sólidos, tendo como escopo para tanto a educação ambiental voltada

Leia mais

LEGISLAÇÃO SOBRE USO RACIONAL DA ÁGUA

LEGISLAÇÃO SOBRE USO RACIONAL DA ÁGUA LEGISLAÇÃO SOBRE USO RACIONAL DA ÁGUA LEGISLAÇÃO SOBRE USO RACIONAL DA ÁGUA MARÇO 2004 SUMÁRIO 1. L EI COMPLEMENTAR Nº 110/2003 - MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS...3 2. L EI Nº 5935/2002 - MUNICÍPIO DE BLUMENAL/SC...4

Leia mais

Deliberação da Indicação de Administração Condominial da Mérito Consultoria de Imóveis S.C. Ltda

Deliberação da Indicação de Administração Condominial da Mérito Consultoria de Imóveis S.C. Ltda Apresentação Institucional da Construtora Tarjab e da Incorporadora Meritor; Apresentação Geral do Empreendimento; Informações sobre o status do Processo de Vistoria das Unidades e Área Comum; Deliberação

Leia mais

cidades verdes OUTUBRO 2014

cidades verdes OUTUBRO 2014 cidades verdes ESPAÇOS DE QUALIDADE OUTUBRO 2014 Edifício Cidade Nova Universidade Petrobras 1987 Ano de Fundação Parque Madureira Rio+20 1999 2007 2010 Alinhamento com Agenda 21 1 o LEED NC Core & Shell

Leia mais

\ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial

\ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial \ BOAS PRÁTICAS NA ENERGIA A Gestão de Energia como Ferramenta de Gestão Empresarial Workshop Eficiência Energética e Sustentabilidade Ambiental nas empresas CTCV 25 de Fevereiro de 2014 \ BOAS PRÁTICAS

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais