1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS"

Transcrição

1 1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS A inclusão/alteração/consulta de ocorrências no sistema COAFI via PSTAW10 é um recurso disponibilizado para as instituições financeiras com o objetivo de facilitar o trabalho de prestação dessas informações ao Banco Central por parte das instituições financeiras. A rotina permite fazer as seguintes operações na base de s do COAFI: a) Inclusão de Circular 2.852/98; b) Inclusão de Carta-circular 3.098/03; c) Inclusão de DMA Circular 2.852/98; d) Inclusão de Enquadramento 93 Carta-circular 3.098/03; e) Cancelamento de ; f) Alteração de Circular 2.852/98; g) e Alteração de Carta-circular 3.098/03. Os passos para efetuar cada atualização, explanações sobre os tipos de registros do arquivo e a maneira como preencher os leiautes, são objetos deste documento, que objetiva instruir as instituições. É recomendável que este documento seja consultado tendo em mãos o anexo 1 que contém os leiautes do arquivo.

2 2. TIPOS de REGISTROS O arquivo de correspondentes possui sete tipos de registros: a) #A1 - Header Informações da remessa; b) 001 Dados da ; c) 002 Dados de Titulares; d) 003 Dados de es; e) 004 Detalhamento/Justificativa; f) 005 s Vinculadas. - Trailler Informações da remessa; Segue uma explanação sobre cada tipo de registro: a. #A1 Header Informações da remessa O arquivo de ocorrências deve obrigatoriamente conter um único registro de header, o qual deve constar como primeiro registro da remessa e com seqüencial O header contém informações da remessa, tais como o CNPJ da instituição financeira responsável pelas informações e data do movimento. b. 001 Dados da O registro 001 possui os dados que identificam uma ocorrência que se deseja incluir ou alterar. Cada ocorrência é enviada como um conjunto de registros que contêm os dados necessários para que seja feita a inclusão ou alteração, sendo que o 001 demarca seu início. Diversas ocorrências podem ser informadas em um mesmo arquivo de remessa. Um campo importante do registro 001 que será melhor detalhado mais à frente é o código do serviço, que identifica a ação a ser executada com a ocorrência. A seqüência dos registros que compõem uma ocorrência, bem como a obrigatoriedade ou não de cada um, é determinada pelo código do serviço. c. 002 Dados dos Titulares O registro 002 identifica os titulares da conta de depósitos informada no registro 001. Cada titular é identificado através de um registro 002 distinto. Podem ser informados até 5 titulares. d. 003 Dados do O registro 003 contém informações dos movimentadores do evento que gerou a ocorrência. Podem ser informados até 10 movimentadores. e. 004 Detalhamento/Justificativa O registro 004 contém o detalhamento da ocorrência ou a justificativa para os casos de alteração/cancelamento. Um registro 004 possui o espaço de 70 caracteres para a informação do texto. Podem ser informados tantos registros 004 quantos forem necessários para completar o texto, obedecido ao limite de 42 linhas (registros) para o detalhamento de ocorrências ou ao limite de 5 linhas (registros) para a justificativa. f. 005 s Vinculadas O registro 005 deve conter todas as ocorrências máximo de 20 que são vinculadas à ocorrência que está sendo informada. Trailler Informações da remessa O arquivo remessa deve obrigatoriamente conter um único registro de trailler, o qual deverá constar ao final do arquivo de ocorrências. O trailler contém informações da remessa como, por exemplo, o número de vezes que cada tipo de registro foi informado no arquivo. O objetivo é garantir a consistência dos dados informados nos demais registros.

3 3. SERVIÇOS O campo código do serviço, presente no leiaute do registro 001, é o responsável por identificar a ação a ser executada com a ocorrência. Os códigos de serviço são: a) 01 Inclusão de Circular 2.852/98; b) 02 Inclusão de Carta-circular 3.098/03; c) 03 Inclusão de DMA Circular 2.852/98; d) 04 Inclusão de Enquadramento 93 Carta-circular 3.098/03; e) 05 Cancelamento de ; f) 06 Alteração de Circular 2.852/98; g) 07 Alteração de Carta-circular 3.098/03. Cada serviço possui uma regra própria quanto à obrigatoriedade ou não de cada tipo de registro. O entendimento dos códigos de serviço é de fundamental importância para o pleno entendimento das regras de preenchimento do leiaute. É apresentado, a seguir, o detalhamento de cada código de serviço, os procedimentos para informar o leiaute, exemplos e regras envolvidas. a. 01 Inclusão de Circular 2.852/98 O serviço 01 deve ser utilizado para registrar uma nova ocorrência com enquadramento da Circular 2.852/ com a identificação da nova ocorrência; 002 para cada titular; 003 para cada movimentador; 004 para cada linha do detalhamento; e 005 para informar as ocorrências vinculadas. Exemplo de seqüência dos registros: Para informar nova ocorrência com dois titulares, um movimentador e três linhas de detalhamento e existindo ocorrência vinculada, a seguinte seqüência deverá ser obedecida: Para o serviço 01, são obrigatórios os registros 001, 002 e 004 (tipo=d), enquanto 003 e 005 são opcionais. Registro 001 Código do Serviço 01 Id Bacen Deve constar no cadastro do UNICAD Id Bacen deve ser da IF informada no header. Caso a IF do header seja líder de conglomerado, ou centralizadora de cooperativas, Id Bacen pode ser de IF do mesmo conglomerado ou ser cooperativa vinculada. Dependência Dependência deve estar cadastrada.no UNICAD Conta de depósitos OPCIONAL Sem traços ou qualquer caractere separador Data de Abertura OPCIONAL Obrigatória se a Conta de depósitos for informada Data da Última OPCIONAL Obrigatória se a Conta de depósitos for informada

4 Data do Fato Hora do Fato Enquadramento Informar enquadramento(s) conforme a Carta- Circular 2826/98. Até 20 enquadramentos Valor Contábil Sem centavos Registro 002 CPF/CNPJ Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do Titular * Informar sem caracteres especiais Registro 003 Registro Opcional CPF Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do * Informar sem caracteres especiais Tipo do Informar valores conforme tabela contida no leiaute Registro 004 Tipo Tipo = D Detalhamento Texto livre Registro 005 Registro Opcional Deve ser s Vinculadas Regras Deve conter no mínimo uma ocorrência vinculada caso o registro seja informado. vinculada deve ser da IF que está sendo incluída. b. 02 Inclusão de Carta-circular 3.098/03 O serviço 02 deve ser utilizado para registrar uma nova ocorrência com enquadramento da carta-circular 3.098/ com a identificação da nova ocorrência; 002 para cada titular; 003 para cada movimentador; 004 para cada linha do detalhamento; e 005 para informar as ocorrências vinculadas. Exemplo de seqüência dos registros:

5 Para informar nova ocorrência com dois titulares, dois movimentadores e três linhas de detalhamento e existindo ocorrência vinculada, a seguinte seqüência deverá ser obedecida: Para o serviço 02, são obrigatórios os registros 001, 002, 003 e 004, enquanto o registro 005 é opcional. Registro 001 Código do Serviço 02 Id Bacen Deve constar no cadastro do UNICAD Id Bacen deve ser da IF informada no header. Caso a IF do header seja líder de conglomerado, ou centralizadora de cooperativas, Id Bacen pode ser de IF do mesmo conglomerado ou ser cooperativa vinculada. Dependência Dependência deve estar cadastrada no UNICAD Conta de depósitos Sem traços ou qualquer caractere separador Data de Abertura Data da Última Data do Fato Hoje ou dia útil anterior Hora do Fato Menor ou igual à hora atual Enquadramento Informar enquadramento referente à Carta-circular 3.098/03. Informar apenas 1 enquadramento Valor Contábil Sem centavos Registro 002 CPF/CNPJ Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do Titular Informar sem caracteres especiais Registro 003 CPF Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do Informar sem caracteres especiais Tipo do Informar valores conforme tabela contida no leiaute Registro 004 Detalhamento Texto livre

6 Registro 005 Registro Opcional Deve ser s Vinculadas Regras Deve conter no mínimo uma ocorrência vinculada caso o registro seja informado. vinculada deve ser da IF que está sendo incluída c. 03 Inclusão de DMA Circular 2.852/98 O serviço 03 deve ser utilizado para registrar uma DMA Declaração Mensal de Ausência de s para um determinado mês, conforme circular Apenas 001 com a identificação da DMA; Para o serviço 03, é obrigatória a informação do registro 001, enquanto os demais não devem ser informados. Registro 001 Código do Serviço 03 Id Bacen Deve constar no cadastro do UNICAD Id Bacen deve ser da IF informada no header. Caso a IF do header seja líder de conglomerado, ou centralizadora de cooperativas, Id Bacen pode ser de IF do mesmo conglomerado ou ser cooperativa vinculada. Dependência Conta de depósitos Data de Abertura Data da Última Data do Fato Deve ser o último dia do mês ao qual se refere a DMA Hora do Fato Enquadramento Valor Contábil d. 04 Inclusão de Enquadramento 93 Circular 3.098/03 O serviço 04 deve ser utilizado para registrar um Enquadramento 93 para um determinado mês, conforme Carta-circular 3.098/03. Apenas 001 com a identificação do Enquadramento 93. Para o serviço 04, é obrigatória a informação do registro 001, enquanto os demais não devem ser informados.

7 Registro 001 Código do Serviço 04 Id Bacen Deve constar no cadastro do UNICAD Id Bacen deve ser da IF informada no header. Caso a IF do header seja líder de conglomerado, ou centralizadora de cooperativas, Id Bacen pode ser de IF do mesmo conglomerado ou ser cooperativa vinculada. Dependência Conta de depósitos Data de Abertura Data da Última Data do Fato Deve ser o último dia do mês ao qual se refere a DMA Hora do Fato Enquadramento Valor Contábil e. 05 Cancelamento de O serviço 05 deve ser utilizado para cancelar uma determinada ocorrência. 001 com a identificação da ocorrência a ser cancelada; e 004 para cada linha da justificativa do cancelamento. Exemplo de seqüência dos registros: Para cancelar uma ocorrência informando 3 linhas de justificativa do cancelamento a seguinte seqüência deverá ser obedecida: Para o serviço 05, é obrigatório informar os registros 001 e 004, enquanto os demais não devem ser informados. Registro 001 Código do Serviço 04 Id Bacen Deve constar no cadastro do UNICAD Id Bacen deve ser da IF informada no header. Caso a IF do header seja líder de conglomerado, ou centralizadora de cooperativas, Id Bacen pode ser de IF do mesmo conglomerado ou ser cooperativa vinculada. Dependência Conta de depósitos Data de Abertura Data da Última Data do Fato Hora do Fato Enquadramento

8 Valor Contábil Informar a ocorrência a ser cancelada. deve ser da IF referida através do ID BACEN. Registro 004 Tipo Tipo = C Justificativa Texto livre f. 06 Alteração de Circular 2.852/98 O serviço 06 deve ser utilizado para alterar dados de uma ocorrência com enquadramento conforme Circular 2.852/98. Não é possível alterar Id Bacen. A alteração não é permitida para ocorrências incluídas há mais de 5 dias. 001 com a identificação da ocorrência a ser alterada e dados alterados; 002 para cada titular; 003 para cada movimentador; 004 para cada linha da justificativa e/ou para cada linha do detalhamento, caso seja alterado; e 005 para informar as ocorrências vinculadas, caso sejam alteradas. Exemplo de seqüência dos registros: Para alterar dados de uma ocorrência tais como, conta de depósitos, detalhamento (2 linhas), justificativa (3 linhas) e ocorrências vinculadas, a seguinte seqüência deverá ser obedecida: Para o serviço 06, são obrigatórios os registros 001 e 004 (tipo A). Os demais registros são opcionais: 002, 003, 004 (tipo D) e 005. Registro 001 Código do Serviço 06 Id Bacen Id Bacen igual ao da ocorrência a ser alterada. Dependência Dependência deve estar cadastrada no UNICAD Conta de depósitos OPCIONAL Sem traços ou qualquer caractere separador Data de Abertura OPCIONAL Obrigatória se a Conta de depósitos for informada Data da Última OPCIONAL Obrigatória se a Conta de depósitos for informada Data do Fato Hora do Fato Enquadramento Informar enquadramento(s) conforme a Carta- Circular 2826/98. Até 20 enquadramentos Valor Contábil Sem centavos ocorrência a ser alterada

9 Registro 002 Registro Opcional CPF/CNPJ Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do Titular * Informar sem caracteres especiais Registro 003 Registro Opcional CPF Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do * Informar sem caracteres especiais Tipo do Informar valores conforme tabela contida no leiaute Registro 004 Tipo Tipo = A (justificativa) Tipo = D (detalhamento) Detalhamento Texto livre Registro 005 Registro Opcional Deve ser s Vinculadas Regras Deve conter no mínimo uma ocorrência vinculada caso o registro seja informado. vinculada deve ser da IF que está sendo incluída g. 07 Alteração de Carta-circular 3.098/03 O serviço 07 deve ser utilizado para alterar uma ocorrência com enquadramento conforme carta-circular 3.098/03. Não é possível alterar Id Bacen, Data do Fato, Hora do Fato.A alteração não é permitida para ocorrências incluídas há mais de 5 dias. 001 com a identificação da ocorrência a ser alterada; 002 para cada titular; 003 para cada movimentador; 004 para cada linha da justificativa e/ou para cada linha do detalhamento, caso seja alterado; e 005 para informar as ocorrências vinculadas caso houver alteração. Exemplo de seqüência dos registros: Para alterar dados de uma ocorrência tais como, conta de depósitos, detalhamento (2 linhas), justificativa (3 linhas) e ocorrências vinculadas, a seguinte seqüência deverá ser obedecida: Para o serviço 07, são obrigatórios os registros 001 e 004 (tipo A). Os demais registros são opcionais: 002, 003, 004 (tipo D) e 005.

10 Registro 001 Código do Serviço 07 Id Bacen Id Bacen igual ao da ocorrência a ser alterada. Dependência Dependência deve estar cadastrada no UNICAD Conta de depósitos Sem traços ou qualquer caractere separador Data de Abertura Data da Última Data do Fato Igual à data do fato da ocorrência a ser alterada Hora do Fato Igual à hora do fato da ocorrência a ser alterada Enquadramento Informar enquadramento(s) referente(s) à Cartacircular 3.098/03. Informar apenas 1 enquadramento Valor Contábil Sem centavos a ser alterada Registro 002 Registro Opcional CPF/CNPJ Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do Titular * Informar sem caracteres especiais Registro 003 Registro Opcional CPF Não precisa ser informado para o caso de pessoa Nome do * Informar sem caracteres especiais Tipo do Informar valores conforme tabela contida no leiaute Registro 004 Tipo Tipo = A (justificativa) Tipo = D (detalhamento) Detalhamento Texto livre Registro 005 Registro Opcional Deve ser s Vinculadas Regras Deve conter no mínimo uma ocorrência vinculada caso o registro seja informado. vinculada deve ser da IF que está sendo incluída.

11 Controle de Mudanças: 22/06/2004 As alterações de movimentadores e/ou de titulares passaram a ser opcionais. O preenchimento da data do fato na carta-circular é livre.

Bacen Jud 2.0 - Sistema de atendimento às solicitações do Poder Judiciário

Bacen Jud 2.0 - Sistema de atendimento às solicitações do Poder Judiciário Bacen Jud 2.0 - Sistema de atendimento às solicitações do Poder Judiciário Integração com o CCS - Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional Sumário Cronograma Principais mudanças no encaminhamento

Leia mais

1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS

1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS 1. PSTAW10 COAFI - OCORRÊNCIAS A inclusão/alteração/consulta de ocorrências no sistema COAFI via PSTAW10 é um recurso disponibilizado para as instituições financeiras com o objetivo de facilitar o trabalho

Leia mais

Manual Operacional do SISCOAF

Manual Operacional do SISCOAF Manual Operacional do SISCOAF Manual Operacional do SISCOAF Página 2 Conteúdo 1. Acesso ao SISCOAF...3 2. Cadastro de novos comunicantes...4 3. Logon no SISCOAF...6 4. Menu do SISCOAF...8 - Administrar....8

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 000.001 a 999.999 (Convênios de até 6 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional P á g i n a 1 SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Manual Operacional P á g i n a 2 1 SUMÁRIO 2 Orientações gerais... 3 2.1 Perfis de acesso... 4 2.2 Para acessar todas as funcionalidades

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico Soluções em Recebimentos Cobrança BB Layout de Arquivo Remessa CNAB400 Manual Técnico Orientações Técnicas CONVÊNIOS COM NÚMERAÇÃO ACIMA DE 1.000.000 Versão Abril 2012 1. Apresentação CONCEITO: Arquivo

Leia mais

LEIAUTE DO ARQUIVO DE INFORMAÇÕES DE PROTESTO. P21 Sistemas VERSÃO 2.0

LEIAUTE DO ARQUIVO DE INFORMAÇÕES DE PROTESTO. P21 Sistemas VERSÃO 2.0 LEIAUTE DO ARQUIVO DE INFORMAÇÕES DE PROTESTO P21 Sistemas VERSÃO 2.0 HISTÓRICO DE REVISÃO Versão Data Alterações Autor 1.0 Abril/2011 Criação do documento Paulo Fernando Ulian 1.4 Agosto/2011 Revisão

Leia mais

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional P á g i n a 1 SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Manual Operacional P á g i n a 2 SUMÁRIO 1 Orientações gerais... 4 1.1 O que são Pessoas Obrigadas?... 4 1.2 Perfis de acesso... 4 1.3

Leia mais

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS

LAYOUT FINAL DE PEDIDOS LAYOUT FINAL DE PEDIDOS Página 1 de 12 INDICE INDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 CONSIDERAÇÕES INICIAIS... 3 OBJETIVOS DO LAYOUT... 3 DESCRIÇÃO DOS CAMPOS... 3 PRODUTO VISA VALE... 4 ORGANIZAÇÃO DOS REGISTROS...

Leia mais

ANEXO ÚNICO. LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed

ANEXO ÚNICO. LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed ANEXO ÚNICO LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed 1. Regras Gerais.. Estrutura de Arquivo:.1. Exemplo de estrutura de declarante Pessoa Jurídica.. Leiaute do arquivo:.1.

Leia mais

Layout Manual de Procedimentos Operacional Layout Arquivo Remessa Emissão de cartão tipo sequencial 4008/Comercialização de Produtos e Serviços

Layout Manual de Procedimentos Operacional Layout Arquivo Remessa Emissão de cartão tipo sequencial 4008/Comercialização de Produtos e Serviços Manual de Procedimentos Nº 4008.524.0537 Versão 00 Layout Manual de Procedimentos Operacional Layout Arquivo Remessa Emissão de cartão tipo sequencial 4008/Comercialização de Produtos e Serviços Elaborado

Leia mais

Folha Pagamento Salário - Padrão 150 FEBRABAN

Folha Pagamento Salário - Padrão 150 FEBRABAN Arquivo com registros de 150 bytes próprios do sistema SICOV DESCRIÇÃO DOS REGISTROS DO ARQUIVO scrição do Registro "A" - HEADER Obrigatório em todos os arquivos A.01 1 1 X(01) Código do registro = "A"

Leia mais

RELAÇÃO DE ERROS NA VALIDAÇÃO DO DOCUMENTO 5151 RELATÓRIO DA OUVIDORIA Contato para dúvidas e informações: if-ouvidorias@bcb.gov.

RELAÇÃO DE ERROS NA VALIDAÇÃO DO DOCUMENTO 5151 RELATÓRIO DA OUVIDORIA Contato para dúvidas e informações: if-ouvidorias@bcb.gov. RELAÇÃO DE ERROS NA VALIDAÇÃO DO DOCUMENTO 5151 RELATÓRIO DA OUVIDORIA Contato para dúvidas e informações: if-ouvidorias@bcb.gov.br 600 - ARQUIVO DE OUVIDORIA VAZIO Causa: Ocorre quando o arquivo recebido

Leia mais

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

Ministério da Fazenda SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS 1.Visão Geral O envio para registro dos dados das apólices e endossos emitidos diretamente pelas sociedades seguradoras, conforme regulamentado pela Circular SUSEP n 326 de 29.05.2006, deverá ser feito,

Leia mais

Como posso solicitar o descadastramento de empresa que encerrou suas atividades ou mudou de ramo?

Como posso solicitar o descadastramento de empresa que encerrou suas atividades ou mudou de ramo? Page 1 of 5 TÓPICOS - Cadastramento - Descadastramento - Comunicações - Declaração Semestral de Inocorrência de Operações (Declaração Negativa) - Guarda de documentos - Responsável Legal - Operações Atípicas

Leia mais

FOLHA DE PAGAMENTO. LAYOUT TROCA DE ARQUIVOS (Padrão Banco Real - Migrado) 200 posições

FOLHA DE PAGAMENTO. LAYOUT TROCA DE ARQUIVOS (Padrão Banco Real - Migrado) 200 posições FOLHA DE PAGAMENTO LAYOUT TROCA DE ARQUIVOS (Padrão Banco Real - Migrado) 200 posições Data desta Versão : Setembro de 2010 APRESENTAÇÃO Esse manual apresenta o novo layout 200 de Folha de Pagamento que

Leia mais

Leiaute dos Registros do Arquivo de Interface de Depósito Eletrônico Banrisul e Custódia Eletrônica Banrisul

Leiaute dos Registros do Arquivo de Interface de Depósito Eletrônico Banrisul e Custódia Eletrônica Banrisul Leiaute dos Registros do Arquivo de Interface de Depósito Eletrônico Banrisul e Custódia Eletrônica Banrisul 1.1 Nomenclatura do arquivo BIUVCMR.MOV, onde R equivale ao número de remessa, incrementando

Leia mais

Arquivo leiaute de importação de Notas Fiscais Eletrônicas

Arquivo leiaute de importação de Notas Fiscais Eletrônicas Arquivo leiaute de importação de Notas Fiscais Eletrônicas TSE Tribunal Superior Eleitoral SEPEL2 / CSELE / STI / TSE 08 de setembro de 2014 Criação: SEPEL2 contas_sepel2@tse.jus.br Versão 1.0.0 Arquivo

Leia mais

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local

Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Manual para Cedentes com Sistema Próprio e utilização do Correspondente Bradesco Impressão Local Cobrança Com Registro Com a cobrança registrada o usuário deverá enviar ao banco um registro dos documentos

Leia mais

SUPERVISÃO COOPERATIVA Prevenção da Lavagem de Dinheiro

SUPERVISÃO COOPERATIVA Prevenção da Lavagem de Dinheiro SUPERVISÃO COOPERATIVA Prevenção da Lavagem de Dinheiro 1 Agenda 1. Regulamentação Legislação Federal; normas do Bacen 2. Avaliação dos Sistemas de Controles Internos relacionados a PLD (Art. 1º - Inciso

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N 1.066, DE 18 DE AGOSTO DE 2010 DOU 20.08.2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB N.066, DE 8 DE AGOSTO DE 00 DOU 0.08.00 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos e de Saúde (PGD-Dmed) para apresentação

Leia mais

Manual do Painel de Gestão

Manual do Painel de Gestão Manual do Painel de Gestão Acesso e Navegação Manual do Painel de Gestão Página 1 A. O Painel de Gestão O Painel de Gestão é a nova interface disponível para as instituições financeira para fazer a gestão

Leia mais

CARTA-CIRCULAR Nº 3.000

CARTA-CIRCULAR Nº 3.000 CARTA-CIRCULAR Nº 3.000 Esclarece sobre a remessa das informações relativas à Circular nº 2.466, de 18.08.94. Tendo em vista o disposto na Circular nº 2.466, de 18.08.94, esclarecemos que a partir da posição

Leia mais

As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: Não obrigatória. Para informar o responsável pela retenção.

As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: Não obrigatória. Para informar o responsável pela retenção. As principais alterações entre as versões 1.0 e 2.0 da NFS-e foram: 1) Campos incluídos Campo País Prestador Tomador Prestação do serviço Data de competência no RPS Tipo Num (4) Não obrigatório Não obrigatória

Leia mais

CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005.

CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005. CARTA-CIRCULAR 3.454 -------------------- Divulga leiaute das informações de que trata a Circular nº 3.290, de 5 de setembro de 2005. Em conformidade com o contido no parágrafo único do artigo 5º da Circular

Leia mais

Instruções Gerais para os arquivos encaminhados para cadastramento e atualização do código de integração dos cooperados.

Instruções Gerais para os arquivos encaminhados para cadastramento e atualização do código de integração dos cooperados. Instruções Gerais para os arquivos encaminhados para cadastramento e atualização do código de integração dos cooperados. VERSÃO ALTERAÇÃO 34 - Inclui informação sobre horário para tratamento de devolução

Leia mais

Layout Cartão de Pagamento Identificado Retorno Arquivo de transações

Layout Cartão de Pagamento Identificado Retorno Arquivo de transações Manual de Procedimentos Nº 4008.524.0535 Versão 00 Manual de Procedimentos Operacionais - Layout Cartão de Pagamento Identificado/Arquivo Retorno de transações 4008/Comercialização de Produtos e Serviços

Leia mais

Gestão de Benefícios Inovação Recursos Humanos - Maio/2014

Gestão de Benefícios Inovação Recursos Humanos - Maio/2014 Inovação Recursos Humanos - Maio/2014 Conteúdo 1 Introdução... 4 2 Manutenção de Tabelas... 4 3 Cadastro de Períodos... 5 4 Cadastro de Turnos de Trabalho... 5 5 Cadastro de Localidades... 6 6 Vale Refeição...

Leia mais

Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH

Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH Alteração de dados cadastrais de Participantes no PASEP 1) PARTICIPANTES - ALTERAÇÕES CADASTRAIS BATCH A partir de 01.07.2003 os arquivos para alteração de participantes no PASEP terão novo formato devido

Leia mais

3. O arquivo do DLO deve ser: I - elaborado no formato XML (extensible Markup Language); e

3. O arquivo do DLO deve ser: I - elaborado no formato XML (extensible Markup Language); e CARTA-CIRCULAR 3.471 -------------------- Dispõe sobre os procedimentos para a remessa das informações relativas às apurações de que trata a Circular nº 3.398, de 2008, e para as comunicações e registro

Leia mais

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ

SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ SISPAG - SISTEMA DE CONTAS A PAGAR ITAÚ Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Layout de Arquivos CNAB - Versão 080 Índice 1. Noções Básicas... 3 2. Informações Técnicas... 6 2.1 Intercâmbio de Informações...

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL ANEXOS DA INSTRUÇÃO NORMATIVA - IN Nº 18, DA DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL, DE 30 DE DEZEMBRO DE 2005 ANEXO I - Calendário de eventos de encaminhamento de dados cadastrais de beneficiários e de

Leia mais

ANEXO ÚNICO. Regra de Descrição preenchimento

ANEXO ÚNICO. Regra de Descrição preenchimento ANEXO ÚNICO LEIAUTE DO ARQUIVO DA DECLARAÇÃO de Serviços Médicos e de Saúde - Dmed. Regras Gerais.. Estrutura de Arquivo:.. Exemplo de estrutura de declarante Pessoa Jurídica.. Leiaute do arquivo:.. Registro

Leia mais

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1

Jd Soft Informática Ltda F o n e : ( 0 4 8 ) 3 2 4 7-0 0 0 1 INFORMATIVO DPPH Nº 023 30/10/2014. MANTER EM DIA AS ATUALIZAÇÕES O programa DOWNLOAD JD é o nosso portal oficial onde são publicadas as versões e os manuais de atualização e de informação para o usuário.

Leia mais

Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015

Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015 Introdução Sistema de Informações de Beneficiários - SIB/XML Críticas dos campos de dados cadastrais de beneficiários do SIB - versão 2.5 14 de Janeiro de 2015 1. O preenchimento dos campos de dados cadastrais

Leia mais

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012.

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. CIRCULAR N 3.172 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. Estabelece procedimentos relativamente ao exercício de cargos em órgãos estatutários de instituições financeiras e demais

Leia mais

Informações ao BACEN sobre operações de Crédito SCR. RB Capital DTVM

Informações ao BACEN sobre operações de Crédito SCR. RB Capital DTVM Informações ao BACEN sobre operações de Crédito SCR RB Capital DTVM Maio 2011 Objetivo Este documento tem como objetivo estabelecer um guia do registro das operações de crédito no Sistema de Informações

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout - Versão 1.0 Manual de Envio de RPS em Lote Instruções e Layout 1. Recibo Provisório de Serviços RPS O RPS é o documento

Leia mais

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS CARTÃO DE PAGAMENTO PRODUTO 710 LAYOUT PADRÃO SAFRA 400 Versão: Dezembro 2008 Central de Atendimento a Clientes Telefones

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN

MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN MANUAL DE INSTRUÇÕES DE PAGAMENTOS CNAB 240 FEBRABAN Versão 01 Agosto/2014 SUMÁRIO 1 Objetivo... 3 2 Público-Alvo/Aplicabilidade... 3 3 Glossário/Definições... 3 4 PAGAMENTOS... 3 4.1 Introdução... 3 4.2

Leia mais

ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS

ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS ANEXO I Instruções para atualizar os dados no SIB/ANS Seção 1 Condições para atualizar o SIB/ANS 1.1. Os movimentos de atualização, definidos no inciso III do art. 2º da Resolução Normativa n 187, de 09

Leia mais

Módulo Inclusão de Programas

Módulo Inclusão de Programas Leiaute dos Arquivos Módulo Inclusão de Programas Versão 3.1-2014 1 Sumário 1 Formato do Arquivo... 3 2 Formato dos Campos... 3 3 Definições Gerais... 4 3.1 Elaboração de arquivos com mais de um tipo de

Leia mais

MS0013 - Deve ser utilizado certificado digital para transmissão dos eventos.

MS0013 - Deve ser utilizado certificado digital para transmissão dos eventos. 1. Objetivo O objetivo da Especificação de Mensagens do Sistema é documentar as mensagens que devem ser apresentadas aos usuários do sistema como resposta a alguma ação. 2. Mensagens 2.1. Gerais MS0001

Leia mais

Os Conhecimentos de Transporte podem ser declarados na DIA?

Os Conhecimentos de Transporte podem ser declarados na DIA? PERGUNTA RESPOSTA O que é período de referência da DIA? É o período em que as notas ingressaram no Amazonas, de acordo com o desembaraço efetuado junto à SEFAZ. Qual o prazo de entrega da DIA? Até o décimo

Leia mais

Declaração Eletrônica. de Serviços de Instituições Financeiras TERMO DE REFERÊNCIA

Declaração Eletrônica. de Serviços de Instituições Financeiras TERMO DE REFERÊNCIA Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras TERMO DE REFERÊNCIA Gestão de ISSQN de Bancos GIBAN Julho/2014 Versão 1.0 1 SUMÁRIO SUMÁRIO Capítulo 1 APRESENTAÇÃO... 3 Capítulo 2 CONCEITO...

Leia mais

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS. Desconto e Cessão de Crédito

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS. Desconto e Cessão de Crédito Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS Desconto e Cessão de Crédito Versão: Maio/2014 Central de Suporte Pessoa Jurídica Grande São Paulo: (11) 3175-8248 - Fax

Leia mais

Copyright 2004/2014 - VLC

Copyright 2004/2014 - VLC Escrituração Fiscal Manual do Usuário Versão 7.2 Copyright 2004/2014 - VLC As informações contidas neste manual são de propriedade da VLC Soluções Empresariais Ltda., e não poderão ser usadas, reproduzidas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Manual de orientação para envio dos arquivos de consignações dos servidores e pensionistas, para atualização no banco de dados

MANUAL DO USUÁRIO Manual de orientação para envio dos arquivos de consignações dos servidores e pensionistas, para atualização no banco de dados MANUAL DO USUÁRIO Manual de orientação para envio dos arquivos de consignações dos servidores e pensionistas, para atualização no banco de dados SIAPE Sumário OBJETIVO...3 ONDE ENTREGAR O ARQUIVO...3 DATA

Leia mais

Demonstrativo Mensal de. Risco de Mercado

Demonstrativo Mensal de. Risco de Mercado Demonstrativo Mensal de Demonstrativo de Risco de Mercado - DRM Risco de Mercado DESIG/DIRIM 1 DESIG Departamento de Monitoramento do Sistema Financeiro 1 Objetivos Gerais - DRM Documento de acompanhamento

Leia mais

Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1

Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1 Instruções e Funcionalidades para geração e transmissão do SIB XML Versão 1.1.1 Estas instruções são válidas somente para arquivos XML gerados para atender o disposto na Resolução Normativa nº 295, de

Leia mais

Documentação dos Serviços

Documentação dos Serviços Documentação dos Serviços Sistema RDR Web Service Versão 1.0.0 (revisão: 168) Banco Central do Brasil, 2015 Índice de ilustrações Ilustração 1: Hierarquia das transações do WS e do RDR...5 Ilustração 2:

Leia mais

Boas Vindas! O objetivo desse manual é apresentar para. você o Sistema Operacional do SPC Brasil, que tem a finalidade de instruir a utilização

Boas Vindas! O objetivo desse manual é apresentar para. você o Sistema Operacional do SPC Brasil, que tem a finalidade de instruir a utilização Sumário MANUAL SPC BRASIL... 4 1. PRIMEIRO ACESSO AO SISTEMA... 4 2. ESQUECEU A SENHA... 4 3. ALTERAÇAO NA SÍNTESE CADASTRAL DO CONSUMIDOR... 4 4. CONSULTAS... 5 4.1. Consulta Crédito PF/PJ... 5 4.2. Consulta

Leia mais

As Posições PIPE referem-se ao ordinal de sequência no registro. O último campo de cada registro não deve ser delimitado.

As Posições PIPE referem-se ao ordinal de sequência no registro. O último campo de cada registro não deve ser delimitado. LEIAUTE DO ARQUIVO DIGITAL Informações gerais O formato do arquivo é texto. Todos os campos obrigatoriamente devem ser separados por caractere Pipe. Exemplo de linha no arquivo: 0010 00000000000000 AAAAA

Leia mais

Instruções para a Prestação de Informações de Arranjos Não Integrantes do SPB

Instruções para a Prestação de Informações de Arranjos Não Integrantes do SPB Instruções para a Prestação de Informações de Arranjos Não Integrantes do SPB Departamento de Operações Bancárias e de Sistema de Pagamentos Deban Divisão de Sistemas de Pagamentos Dezembro / 2014 Atualizado

Leia mais

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2

Parcerias Negociais. CSH300 Remessa CSH310 Retorno. Versão 1.2 Parcerias Negociais CSH300 Remessa CSH310 Retorno Versão 1.2 12/03/2014 1 - Introdução Este manual apresenta o padrão para troca de arquivos entre Empresas e o Banco para confirmação de informações na

Leia mais

PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008

PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008 PORTARIA Nº 11, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2008 O DIRETOR DO DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO - DENATRAN, no uso das atribuições legais que lhe conferem os incisos I e XII do artigo 19 da Lei nº 9.503, de

Leia mais

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1

Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1 Instruções e Funcionalidades do SIB XML Versão Teste 1.0.1 Estas instruções são válidas somente para arquivos XML gerados para fins de testes até 05/06/2011. Introdução A atualização cadastral de beneficiários

Leia mais

Cheque Legal. Janeiro 2012. Cheque Legal. Resolução 3.972 artigo 9 º / BACEN 23.01.2012

Cheque Legal. Janeiro 2012. Cheque Legal. Resolução 3.972 artigo 9 º / BACEN 23.01.2012 Cheque Legal Resolução 3.972 artigo 9 º / BACEN 23.01.2012 Agenda Abertura O que é Cheque Legal? Fluxo de negócio Leiaute da tela de consulta Aspectos técnicos Cronograma Processo de adesão Plano homologatório

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BARRETOS Secretaria Municipal de Administração e Finanças Setor de Fiscalização de Tributos

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE BARRETOS Secretaria Municipal de Administração e Finanças Setor de Fiscalização de Tributos ARQUIVO DE LEIAUTE Formato O arquivo de leiaute para importação de dados da Nota Fiscal Eletrônica utiliza o formato XML (extensible Markup Language) que é uma recomendação da W3C (World Wide Web Consortium

Leia mais

Protocolo do Sistema CPB. Protocolo do Sistema CPB

Protocolo do Sistema CPB. Protocolo do Sistema CPB Protocolo do Sistema CPB VERSÃO 2.7 19/10/2009 1 Histórico das Versões Data Versão Descrição Autor 22/04/2010 2.8 Inclusão do tipo de lote Retorno de Créditos em Ser 24/11/2009 2.7 - Alteração de literais

Leia mais

MI 005-ASSPA/PGR. Memorando de Instrução Memorando - MI 005 - ASSPA/PGR Versão 1.5

MI 005-ASSPA/PGR. Memorando de Instrução Memorando - MI 005 - ASSPA/PGR Versão 1.5 MI 005/ASSPA/PGR Brasília/DF, 24 de fevereiro de 2012. Memorando de Instrução Memorando - MI 005 - ASSPA/PGR de Instrução - Versão 1.5 MI 005-ASSPA/PGR Ementa: CCS. Circular BACEN 3.347/2007 Leiaute. Validação.

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA

SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA SISTEMA DA NOTA FISCAL PAULISTANA Manual de Exportação de NFTS Instruções e Layout Versão 2.0 Para baixar a versão mais atualizada deste documento, acesse o endereço: http://www.nfpaulistana.prefeitura.sp.gov.br/informacoes_gerais.asp

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 1.000.000 a 9.999.999 (Convênios de 7 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

Sefinnet Versão 3.00.0001-2011. Arquivo de Importação SefinNet

Sefinnet Versão 3.00.0001-2011. Arquivo de Importação SefinNet Sefinnet Versão 3.00.0001-2011 Arquivo de Importação SefinNet Abaixo estão as instruções para geração do arquivo de importação de dados do SefinNet. O objetivo do layout é auxiliar os desenvolvedores de

Leia mais

Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros

Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros Guia do usuário para utilização do sistema WCRC3 Central de Informações do Registro Civil da Arpen SP Gravação e envio dos registros Página 1 de 12 1 Introdução 2 Procedimentos e padronização dos dados

Leia mais

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

https://top.solucaopublica.com.br/mantena/ 1) Acesso ao sistema NFS-e na WEB A comunidade terá acesso ao NFS-e através do Site da Prefeitura Municipal de Mantena. Para acessar o sistema da NFS-e, o contribuinte deverá acessar o site: https://top.solucaopublica.com.br/mantena/

Leia mais

Abaixo seguem algumas formatações de dados que devem ser seguidas para geração correta na estrutura dos arquivos.

Abaixo seguem algumas formatações de dados que devem ser seguidas para geração correta na estrutura dos arquivos. Versão.0 Formatos e Padrões Utilizados Abaixo seguem algumas formatações de dados que devem ser seguidas para geração correta na estrutura dos arquivos. Formato Observação Data (date) Formato: AAAA-MM-DD

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo IV) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática 1 Esclarecimentos sobre Manifestação do Destinatário 1. O que é a Manifestação do Destinatário?

Leia mais

manual Sistema de Gestão de Contribuições

manual Sistema de Gestão de Contribuições manual Sistema de Gestão de Contribuições Conteúdo 1. Login 4 2. Home 5 3. Informações básicas 3.1. Menus 6 3.2. Números e status 7 3.3. Ações 8 4. Ambientes da ferramenta 4.1. Sindicato 13 4.2. Empresas

Leia mais

MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Nossa Caixa. Banco Nossa Caixa 06/05 10/0810-2

MANUAL DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Nossa Caixa. Banco Nossa Caixa 06/05 10/0810-2 CONECTIVIDADE CONSIGNAÇÃO EM FOLHA Nossa Caixa Banco Nossa Caixa 06/05 10/0810-2 ÍNDICE 1. FINALIDADE... 2 2. COMPOSIÇÃO DO ARQUIVO... 2 2.1 Informações Complementares... 2 2.2 Layout Arquivo... 3 3. MEIOS

Leia mais

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML

Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML SIB/ANS Sistema de Informações de Beneficiários Histórico de Versões Histórico de versões do aplicativo do SIB/ANS - formato XML O Histórico de versões do SIB/ANS é o instrumento utilizado para registrar,

Leia mais

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF. Manual de Especificação

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF. Manual de Especificação Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS GRRF LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO GRRF Manual de Especificação Leiaute de Folha de Pagamento GRRF VERSÃO 2.0.4 Manual de Especificações 1 INTRODUÇÃO Sobre a GRRF

Leia mais

Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional - CCS - São Paulo, 29.11.2004

Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional - CCS - São Paulo, 29.11.2004 Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional - CCS - São Paulo, 29.11.2004 PROBLEMAS DEVIDOS À INEXISTÊNCIA DO CADASTRO Prejuízo à ação investigatória Transmissão de requisições às instituições

Leia mais

Procedimento Documentado. Sistema de Homologação de Cobrança. Versão 1.0. Departamento de Produtos e Serviços Página 1

Procedimento Documentado. Sistema de Homologação de Cobrança. Versão 1.0. Departamento de Produtos e Serviços Página 1 Procedimento Documentado Sistema de Homologação de Cobrança Versão 1.0 Departamento de Produtos e Serviços Página 1 Histórico Data Versão Descrição Responsável 14/03/2014 1.0 Criação do Procedimento Documentado

Leia mais

PROJETO LINK DO SELO AO ATO (FIRMA)

PROJETO LINK DO SELO AO ATO (FIRMA) 2013 Tribunal de Justiça DGTEC-DESIS Atualizado em: 27/11/2012. (FIRMA) O arquivo de interface permitirá a comunicação entre o sistema utilizado pelo cartório e o software de críticas do Tribunal de Justiça

Leia mais

SEMINÁRIO SOBRE BOLETO DE COBRANÇA

SEMINÁRIO SOBRE BOLETO DE COBRANÇA SEMINÁRIO SOBRE BOLETO DE COBRANÇA 3 Boletos Liquidados pelo Sistema de Compensação 4 Objetivo Apresentar e debater as mudanças nos produtos cobrança e pagamento, decorrentes da Circular Bacen 3.598/2012

Leia mais

Figura 1. Cadastro de Tokens. 3. Certificar de que o nome e e-mail estão corretos e clicar sobre o botão gravar;

Figura 1. Cadastro de Tokens. 3. Certificar de que o nome e e-mail estão corretos e clicar sobre o botão gravar; Página 1 de 10 A automatização da ficha de admissão tem o objetivo de melhorar o processo de admissão e evitar erros de cadastro. O novo recurso possibilitará à área de recursos humanos maior integridade

Leia mais

Boletim Técnico. DIRF 2012 Ano Calendário 2011 Fase 2 Geração de Histórico de Planos Saúde

Boletim Técnico. DIRF 2012 Ano Calendário 2011 Fase 2 Geração de Histórico de Planos Saúde DIRF 2012 Ano Calendário 2011 Fase 2 Geração de Histórico de Planos Saúde Produto : Microsiga Protheus Gestão de Pessoal versão 10 Chamado : TEDNM9 Data da publicação : 27/01/12 País(es) : Brasil Banco(s)

Leia mais

Manual de Integração Web Service. Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO

Manual de Integração Web Service. Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO Manual de Integração Web Service Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Novo Layout NF-e versão 310

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Novo Layout NF-e versão 310 Segmentos Novo Layout NF-e versão 310 24/10/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 6 5. Informações

Leia mais

Especificação de Requisitos

Especificação de Requisitos Projeto/Versão: Versão 11.80 Melhoria Requisito/Módulo: 000552 / Conector Sub-Requisito/Função: Multas Tarefa/Chamado: 01.08.01 País: Brasil Data Especificação: 13/05/13 Rotinas Envolvidas Rotina Tipo

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout

SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS. Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout SISTEMA INTEGRADO DE GERENCIAMENTO DO ISS SIGISS Manual de Envio de Notas Fiscais Eletrônicas em lote Instruções e Layout Versão 2.0 São Paulo, 08 de junho de 2015. Índice 1. Introdução... 2 2. Especificação...

Leia mais

1. Primeiro 2. Em continuação Agência (prefixo / DV) fornecido pelo sistema. Processo nº TRT ª Região Órgão/Vara Município Nº do ID Depósito

1. Primeiro 2. Em continuação Agência (prefixo / DV) fornecido pelo sistema. Processo nº TRT ª Região Órgão/Vara Município Nº do ID Depósito Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Superior do Trabalho Anexo I - Guia Depósito Judicial - Acolhimento do Depósito NOVO MODELO DE GUIA TRABALHISTA - Acolhimento do Depósito - Vias 1ª, 2ª, 3ª

Leia mais

WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA

WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA WORKSHOP CARTA CORREÇÃO ELETRONICA Sistema JAD NOTA FISCAL ELETRÔNICA OBJETIVO: O objetivo deste WORKSHOP é apresentar a nova ferramenta do Sistema JAD, conforme o Ajuste Sinief 10 de 30/09/2011, que altera

Leia mais

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011

SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.201, DE 18 DE OUTUBRO DE 2011 Aprova o leiaute do arquivo de importação de dados para o Programa Gerador da Declaração de Serviços Médicos

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro DUB-ICMS do Rio de Janeiro 27/12/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE)

Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE) Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE) 1. O depósito criado pela Resolução 3.692/09 do CMN é um RDB (Recibo de Depósito Bancário) ou um CDB (Certificado de Depósito Bancário)? R. É um Depósito

Leia mais

GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29

GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29 GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 1/29 Item SUMÁRIO Pág. 1. Apresentação... 3 1.1. Conceito... 3 1.2. Normas Aplicáveis... 3 1.3. Público Alvo... 3 2. Descrição Sumária do Sistema... 4 2.1.

Leia mais

Boletim Técnico. Sped Contábil Layout 3.00. Procedimento para Implementação. Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2.

Boletim Técnico. Sped Contábil Layout 3.00. Procedimento para Implementação. Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2. Produto : Data da criação Sped Contábil Layout 3.00 País(es) : Brasil Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2.06B Chamado : PCREQ-3700 : 19/03/2015 Data da revisão : 30/04/15 Banco(s)

Leia mais

Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE)

Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE) Depósito a Prazo com Garantia Especial do FGC (DPGE) 1. O depósito criado pela Resolução 3.692/09 do CMN é um RDB (Recibo de Depósito Bancário) ou um CDB (Certificado de Depósito Bancário)? R. É um Depósito

Leia mais

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO LIVRO E CERTIFICADO

CERTIFICADO DE CONCLUSÃO LIVRO E CERTIFICADO LIVRO E CERTIFICADO 1. Informações Gerais. Esta opção do sistema controla formulários de certificados de conclusão dos cursos que são disponibilizados pelas escolas. O sistema controla o livro de registros

Leia mais

Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF

Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras DES-IF TERMO DE REFERÊNCIA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE JULHO/2011 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 APRESENTAÇÃO... 4 3 CONCEITO... 5 4 PREMISSAS

Leia mais

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade Nota Fiscal Eletrônica Helder da Silva Andrade 23/08/2010 SPED SUBSISTEMAS Escrituração Contábil Digital EFD ECD Escrituração Fiscal Digital Nota Fiscal Eletrônica CTe Conhecimento Transporte Eletrônico

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE MARINGÁ MANUAL DO USUÁRIO ACESSO AO SISTEMA O ISS-e é um sistema completo de gestão do ISS do Município de Maringá, composto pelos módulos de: - NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica) - DMS-e (Declaração Mensal de Serviços Eletrônica) - AIDF-e

Leia mais

Data Versão Descrição Autor <23/08/2012> 2.0.0 Lista de Erros e Alertas 2.0 Gustavo Arguelho

Data Versão Descrição Autor <23/08/2012> 2.0.0 Lista de Erros e Alertas 2.0 Gustavo Arguelho 1. Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 2.0.0 Lista de Erros e Alertas 2.0 Gustavo Arguelho ELOTECH INFORMÁTICA E SISTEMAS LTDA Página 1 de 5 LISTA DE ERROS E ALERTAS GERADOS PELO

Leia mais