Interfaces Gráficas: Interações Complexas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Interfaces Gráficas: Interações Complexas"

Transcrição

1 Interfaces Gráficas: 21 Interações Complexas 21.5 O contexto gráfico Os componentes de uma interface gráfica são desenhados na tela do computador a partir de primitivas que permitem a construção de linhas, ovais e polígonos, o preenchimento de áreas, a escrita de caracteres, além da definição da cor e do tipo de fonte utilizados. Estas primitivas gráficas fazem parte do contexto gráfico dos componentes e são implementadas através de objetos da classe Graphics. Um componente é desenhado quando aparece pela primeira vez na tela e, após isso, sempre que for redimensionado ou em resposta a qualquer operação que torne visível partes que antes estavam ocultas A classe Graphics Quando um componente precisa ser desenhado (ou redesenhado, caso já esteja vísivel) o ambiente de execução usa um objeto da classe Graphics, adaptando-o para refletir as propriedades do componente, e executa as operações de desenho através deste objeto. Alguns dos métodos da classe Graphics são: abstract void drawline(int x1, int y1, int x2, int y2). Desenha, usando a cor corrente, uma linha que vai da coordenada (x1,y1) à coordenada (x2,y2). void drawrect(int x, int y, int comp, int alt). Desenha, usando a cor corrente, o contorno de um retângulo com vértice superior esquerdo na coordenada (x,y), largura comp e altura alt.

2 2 Interfaces Gráficas abstract void fillrect(int x, int y, int comp, int alt). Preenche, usando a cor corrente, a área de um retângulo com vértice superior esquerdo na coordenada (x,y), largura comp e altura alt. abstract void drawoval(int x, int y, int comp, int alt). Desenha, usando a cor corrente, o contorno de uma oval inscrita no retângulo que tem vértice superior esquerdo na coordenada (x,y), largura comp e altura alt. abstract void drawstring(string str, int x, int y). Desenha a cadeia de caracteres str, usando a fonte corrente, a partir da coordenada (x,y). abstract Color getcolor(). Obtém a cor corrente. abstract void setcolor(color c). Define c como a cor corrente. abstract Font getfont(). Obtém a fonte corrente. abstract void setfont(font f). Define f como a fonte corrente. Cada objeto da classe Graphics possui uma área de desenho que inicialmente é determinada pelo componente ao qual o contexto gráfico está associado. Se um componente possui uma largura de 100 e uma altura de 60 pixels, então o contexto gráfico que o sistema utiliza para desenhá-lo é adaptado para ter sua área de desenho com essas dimensões. A área de desenho de um contexto gráfico pode ser obtida e modificada com os métodos: abstract Rectangle getclipbounds(). Obtém como um objeto da classe Rectangle a área de desenho usada pelo contexto gráfico. Todo objeto da classe Rectangle possui os atributos x e y, que definem as coordenadas do seu vértice superior esquerdo, e width e height, que definem sua largura e altura. abstract void setclip(int x, int y, int comp, int alt). Define a área de desenho como sendo o retângulo com vétice superior esquerdo na coordenada (x,y), largura comp e altura alt. A classe Graphics possui outros métodos que permitem a realização de outras operações de desenho e o controle do contexto gráfico no qual estas operações ocorrem Desenhando componentes Todo componente possui os métodos paint e getgraphics, herdados de Component: void paint(graphics g). Método usado para desenhar o componente através das primitivas gráficas implementadas pelo objeto g.

3 21.5 O contexto gráfico 3 Figura Componente desenhado no Exemplo 21.1 Graphics getgraphics(). Cria um (objeto que implementa o) contexto gráfico para este componente. Quando um componente precisa ser desenhado, o ambiente de execução usa um contexto gráfico adaptado para refletir as características do componente (cor, fonte, área de desenho) e invoca o método paint do componente fornecendo este contexto gráfico como argumento. Se o componente é um contêiner e possui outros componentes como membros, então o método paint de cada membro é invocado em cascata Desenhando novos componentes Podemos desenhar nossos próprios componentes estendendo um componente já existente e sobrescrevendo o seu método paint. A classe Canvas serve como base para o desenho de novos componentes porque apenas define uma região vazia da tela, sem nenhuma decoração. Exemplo O programa a seguir cria um componente no qual são desenhados uma oval amarela e um segmento de reta azul. A classe Tela que especifica o novo componente é declarada como subclasse de Canvas nas linhas 2 a 13. O construtor dessa classe (linhas 3 a 5) apenas define a dimensão inicial de um objeto Tela. O método paint nas linhas 6 a 12 sobrescreve o método paint (que para a classe Canvas não possui nenhuma funcionalidade). 1 import java.awt.*; 2 class Tela extends Canvas { 3 public Tela () { 4 setsize(100,100); 5 } 6 public void paint(graphics g) { 7 Dimension r = getsize(); 8 g.setcolor(color.yellow); 9 g.filloval(r.width/4, r.height/4, r.width/2, r.height/2); 10 g.setcolor(color.blue); 11 g.drawline(r.width/4, r.height/4, 3*r.width/4, 3*r.height/4); 12 }

4 4 Interfaces Gráficas 13 } 14 public class C21ExemploCG1 { 15 public static void main(string[] args) { 16 Frame janela = new Frame(); 17 janela.add(new Tela()); 18 janela.pack(); 19 janela.setvisible(true); 20 } 21 } Um objeto da classe Tela é criado e adicionado à janela do programa, na linha 17. Quando a janela torna-se visível (linha 19) o seu método paint é invocado pelo ambiente de execução e, como trata-se de um contêiner, também o método paint de todos os seus membros. Ao ser executado, o método paint de um objeto Tela obtém a dimensão do objeto que o executa (linha 7), define o amarelo como a cor corrente (linha 8), preenche uma oval ocupando metade da área do componente (linha 9), define o azul como a cor corrente (linha 10) e desenha uma linha cortando a oval já desenhada (linha 11). A janela resultante é mostrada na Figura Realizando o desenho de componentes Não é aconselhável que um programa invoque o método paint diretamente, já que não se pode controlar as demais chamadas que podem ser feitas a este método. Durante a execução de um programa o método paint pode ser invocado várias vezes, sob o controle do gerente de janelas, que determina os componentes que precisam ser desenhados. Se um programa precisa executar o método paint de um determinado componente, o ideal é que ele registre essa necessidade junto ao gerente de janelas e deixe que o ambiente de execução determine o momento apropriado para a execução do método. A necessidade de desenho deve ser registrada através do método repaint, que envia a solicitação ao gerente de janelas que, por sua vez, invoca o método update. Quando executado, o método update limpa o fundo do componente e chama o método paint. A chamada ao método repaint é assíncrona; isto é, o programa que a faz prossegue o processamento, sem esperar pelo término de sua execução. É comum que uma série de chamadas ao método repaint sejam transformadas em uma única chamada ao método update do componente. Exemplo O programa abaixo modifica o programa do Exemplo 21.1 para que as cores da oval e da linha mudem caso o ponteiro do mouse entre na área do componente. Agora o método paint (linhas 20 a 26) usa os atributos coroval e corlinha, declarados na linha 4, para definir as cores com que serão desenhadas a oval e a linha. Para responder aos eventos de entrada e saída do mouse, um monitor de eventos da classe MouseEvent é criado através da classe MouseAdapter e registrado junto ao componente na linha 7.

5 21.5 O contexto gráfico 5 1 import java.awt.*; 2 import java.awt.event.*; 3 class Tela extends Canvas { 4 Color coroval = Color.yellow, corlinha = Color.blue; 5 public Tela () { 6 setsize(100,100); 7 addmouselistener(new MouseAdapter() { 8 public void mouseentered(mouseevent e) { 9 coroval = Color.yellow; corlinha = Color.blue; 10 Tela t = (Tela)e.getSource(); 11 t.repaint(); 12 } 13 public void mouseexited(mouseevent e) { 14 coroval = Color.red; corlinha = Color.white; 15 Tela t = (Tela)e.getSource(); 16 t.repaint(); 17 } 18 }); 19 } 20 public void paint(graphics g) { 21 Dimension r = getsize(); 22 g.setcolor(coroval); 23 g.filloval(r.width/4, r.height/4, r.width/2, r.height/2); 24 g.setcolor(corlinha); 25 g.drawline(r.width/4, r.height/4, 3*r.width/4, 3*r.height/4); 26 } 27 } 28 public class C21ExemploCG2 { 29 public static void main(string[] args) { 30 Frame janela = new Frame(); 31 janela.add(new Tela()); 32 janela.pack(); 33 janela.setvisible(true); 34 } 35 } Sempre que o cursor do mouse entrar na área do componente o método mouseentered (linhas 8 a 12) será executado. O componente que gerou o evento é determinado na linha 10 e, através dele, o método repaint é invocado na linha 11. A próxima execução do método paint usará então as novas cores determinadas na linha 9. Um comportamento semelhante ocorre, pela execução do método mouseexited, quando o cursor do mouse sair da área do componente. Este programa também ilustra, nas linhas 7 a 18, a criação de um objeto de uma classe cuja especificação é usada uma única vez (para criá-lo).

6 6 Interfaces Gráficas Sobrescrevendo outros componentes Embora o uso mais freqüente das primitivas gráficas seja para a criação de componentes desenhados como uma extensão da classe Canvas, podemos adicionar elementos gráficos a componentes que já possuam desenhos, bastando para isso estender a classe do componente e sobrescrever o seu método paint. Exemplo O programa a seguir estende a classe Button, adicionando duas linhas vermelhas (no topo e na base) ao desenho de um botão convencional. Os objetos da classe Botao são criados herdando a funcionalidade e as características da classe Button. O método paint da nova classe é definido nas linhas 7 a import java.awt.*; 2 import java.awt.event.*; 3 class Botao extends Button { 4 Botao (String rotulo) { 5 super(rotulo); 6 } 7 public void paint(graphics g) { 8 Dimension t = getsize(); 9 g.setcolor(color.red); 10 g.fillrect(1,1, t.width - 2, 2); 11 g.fillrect(1, t.height - 3, t.width - 2, 2); 12 } 13 } 14 public class C21ExemploCG3 { 15 public static void main(string[] args) { 16 Frame janela = new Frame(); 17 janela.add(new Botao("Novo botao")); 18 janela.pack(); 19 janela.setvisible(true); 20 } 21 } Este programa ilustra o cuidado que se deve ter ao interferir no comportamento especificado para as classes já existentes. Quando a janela principal é tornada visível o novo botão aparece com as linhas vermelhas nele desenhadas. As novas linhas vermelhas, entretanto, desaparecem caso o botão seja clicado. Isto ocorre porque quando o botão é clicado ou liberado os métodos que respondem a estes eventos invocam o método paint da classe Button. Para que as novas linhas vermelhas continuem aparecendo deve-se registrar um tratador de eventos do mouse para os componentes da classe Botao e através dele chamar o método repaint, de modo semelhante ao realizado no Exemplo 21.2.

7 21.5 O contexto gráfico Propagando as ações de desenho Os componentes de uma interface gráfica são chamados de componentes pesados se possuem acesso direto aos recursos controlados pelo gerente de janelas, ou de componentes leves se têm acesso a esses recursos através de outros componentes. Os contêineres, por exemplo, são componentes pesados. Quando um componente pesado executa seu método paint o ambiente de execução invoca o método paint para todos os membros deste componente. Assim, quando se estende um contêiner e sobrescreve-se o seu método paint, deve-se codificar uma chamada ao método paint da classe ancestral: super.paint(g) Essa chamada ao método ancestral fará com que os membros do objeto que estende o contêiner também sejam desenhados O contexto gráfico com componentes swing O pacote swing possui componentes cuja estrutura é mais complexa que a dos componentes do pacote awt, permitindo o desenho de bordas e a especificação de transparência, por exemplo. Esta complexidade adicional faz com que o desenho destes componentes se torne mais complexo. Uma das diferenças é que o método paint de um componente swing realiza o desenho do componente em etapas, invocando os seguintes métodos: protected void paintcomponent(graphics g). Usado para desenhar o componente. protected void paintborder(graphics g). Usado para desenhar as bordas do componente. protected void paintchildren(graphics g). Usado para desenhar os componentes que dependem do componente sendo desenhado. Para sobrescrever as operações de desenho de uma classe do pacote swing devemos sobrescrever o método paintcomponent (e não o método paint). Normalmente as ações relacionadas ao desenho das bordas e à propagação do desenho para outros componentes não precisam ser modificadas. A solicitação de desenho pelos programas aplicativos deve continuar sendo feita através do método repaint 1. Os componentes swing também permitem o controle e a uniformização de sua aparência através de objetos controladores da interface do usuário (UI delegates). Esses objetos realizam muito do desenho do componente e o ambiente de execução cuida para que seus métodos de desenho sejam chamados sempre que necessário. 1 Os componentes swing podem realizar solicitações de desenho síncronas, através do método paintimmediately, que não são discutidas aqui.

8 8 Interfaces Gráficas Quando se estende componentes swing que implementam o controle da aparência através de objetos controladores (como é o caso de JPanel), o método paintcomponent da classe ancestral deve ser invocado: super.paintcomponent(g) Esta chamada garante que a aparência da interface continuará conforme definida no ambiente de execução.

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame 6. Como aplicações gráficas funcionam em Java? Todas as aplicações gráficas em Java usam instâncias de classes existentes, que por serem parte da linguagem podem ser executadas em todas as versões de Java

Leia mais

Programação Gráfica em Java.

Programação Gráfica em Java. Programação Gráfica em Java. Objetivo: Ao final da aula o aluno deverá ser capaz de desenvolver a aplicação gráfica ilustrada ao lado. A interface gráfica será simples, composta por elementos de menus.

Leia mais

Desenvolvendo aplicações

Desenvolvendo aplicações Desenvolvendo aplicações 22 para a Web Uma aplicação Java pode ser executada sem modificação em qualquer plataforma que tenha a máquina virtual Java instalada. Esta característica faz com que as aplicações

Leia mais

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: Resize Shape Basic Shape FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: Resize Shape Basic Shape FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: Resize Shape Basic Shape FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Nome do aluno: Marri Souza da Luz Identificação da Turma: 3º ADS - Noite Data: 13/05/2010

Leia mais

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: imagecomposite FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: imagecomposite FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedades Utilizadas: imagecomposite FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Nome do aluno: Diego Silva de Oliveira Identificação da Turma: 070801805 Data: 16/05/2010 imagecomposite

Leia mais

Como usar a documentaçã

Como usar a documentaçã Java 2 Standard Edition Como usar a documentaçã ção da API Java 2 Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Documentação Aprender a usar a documentação é essencial para quem deseja desenvolver aplicações

Leia mais

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedade Utilizada: FontSizeAnimation

JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedade Utilizada: FontSizeAnimation JAVA APLICAÇÕES GRÁFICAS Propriedade Utilizada: FontSizeAnimation FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Nome do aluno: Paulo Renato S. Veiga Identificação da Turma: 205 Noite Data: 16/05/10 1 Nome da Propriedade

Leia mais

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing Programação III Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Deitel Capítulo 11 : Imagens gráficas e Java 2D Capítulo 12 : Componentes Básicos Capítulo 13 : Componentes Avançados GUI

Leia mais

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Programação III Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br AWT Abstract Windowing ToolKit kit de Ferramentas Abstrato para Janelas Componentes GUI originais Pacote java.awt Deitel Capítulo

Leia mais

Objectivos:. Construir programas com interfaces gráficas Graphical User Interface (GUI) application programs

Objectivos:. Construir programas com interfaces gráficas Graphical User Interface (GUI) application programs Interfaces Gráficas e Eventos - 1 Objectivos:. Construir programas com interfaces gráficas Graphical User Interface (GUI) application programs - Utilizar as classes JFrame, JButton, JLabel, ImageIcon,

Leia mais

Interface Gráfica. LPG II Java Interface Gráfica AWT. Introdução. AWT - Abstract Window Toolkit

Interface Gráfica. LPG II Java Interface Gráfica AWT. Introdução. AWT - Abstract Window Toolkit Interface Gráfica LPG II Java Interface Gráfica AWT Introdução AWT Construção de uma Aplicação Gráfica A Classe Componente e sua Hierarquia Gerenciadores de Layout Modelo de Eventos Componentes Básicos

Leia mais

Módulo 7. Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução. Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio)

Módulo 7. Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução. Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio) Módulo 7 Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio) Interface Gráfica com o Usuário Os elementos gráficos utilizados estão no pacote javax.swing.*

Leia mais

8. Interfaces Gráficas de Usuário

8. Interfaces Gráficas de Usuário Vamos discutir como construir aplicações com interface gráfica de usuário (conhecida como GUI - Graphical User Interface). Numa interface gráfica existem botões, caixas de texto, painéis, barras de rolagem,

Leia mais

Tratamento de Eventos

Tratamento de Eventos Tratamento de Eventos Prof. Marcelo Cohen 1. Visão Geral Para implementar a funcionalidade de uma interface gráfica, pode-se fazer uso de uma repetição sem fim: Faz algum processamento Verifica se o mouse

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Arquitetura de Tratamento de Eventos em Programas com GUI - Graphical User Interface

Arquitetura de Tratamento de Eventos em Programas com GUI - Graphical User Interface Arquitetura de Tratamento de Eventos em Programas com GUI - Graphical User Interface Jorge H. C. Fernandes (jorge@dimap.ufrn.br) UFRN Abril de 2002 Programas com GUI Separação De Abstrações Arquitetura

Leia mais

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand O Eclipse O Eclipse (www.eclipse.org) e uma IDE (integrated development environment). Diferente de uma

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução Carlos Lopes POO e Java Objetivo: proporcionar uma visão dos conceitos de POO e do seu uso na estruturação dos programas em Java. Classes e objetos em

Leia mais

Programação Visual em Java

Programação Visual em Java Programação Visual em Java 1 Sumário Introdução Contentores Componentes Layouts Eventos Exemplos 2 Introdução Interfaces gráficas são compostas por: Contentores Janelas, painéis Componentes botões, menus,

Leia mais

O programa abaixo exemplifica o uso da classe Image para carregar e mostrar uma imagem localizada em um arquivo.

O programa abaixo exemplifica o uso da classe Image para carregar e mostrar uma imagem localizada em um arquivo. 7. Carregando e mostrando imagens locais Esta aula complementa os estudos de programação de interfaces gráficas em Java mostrando como podemos carregar imagens de arquivos locais ou da Internet para uso

Leia mais

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE

NetBeans. Conhecendo um pouco da IDE NetBeans Conhecendo um pouco da IDE Professor: Edwar Saliba Júnior Sumário Apresentação:...1 Criando Um Novo Projeto de Software:...1 Depurando Um Código-fonte:...4 Entendendo o Código-fonte:...7 Dica

Leia mais

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this. Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.x = x; this.y = y; public String tostring(){ return "(" + x + "," +

Leia mais

Java Linguagem de programação

Java Linguagem de programação APLICAÇÕES GUI COM AWT Aplicações gráficas são aquelas destinadas à execução dentro dos ambientes gráficos oferecidos por vários sistemas operacionais. Uma GUI [Graphical User Interface é um ambiente pictórico

Leia mais

Aplicações Gráficas com AWT

Aplicações Gráficas com AWT Aplicações Gráficas com AWT O AWT fornece um conjunto de elementos de interface gráfica padrão (botões, janelas, menus, campos de edição, campos de seleção e outros) incluindo o sistema de tratamento de

Leia mais

Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Programando GUIs

Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Programando GUIs Computação II - Java Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Aula Prática - Programando GUIs Exercício 1: A Figura 1 foi gerada pelo programa mostrado na Listagem 1. Rode o programa para confirmar esta

Leia mais

Comportamento das janelas. Mike McBride Jost Schenck Tradução: Marcus Gama

Comportamento das janelas. Mike McBride Jost Schenck Tradução: Marcus Gama Mike McBride Jost Schenck Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Comportamento das janelas 4 1.1 Foco.............................................. 4 1.1.1 Política de Foco...................................

Leia mais

Programação de Interfaces Gráficas. Aula 1. Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress.

Programação de Interfaces Gráficas. Aula 1. Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress. Programação de Interfaces Gráficas Aula 1 Carlos Eduardo de Carvalho Dantas (carloseduardoxpto@gmail.com) http://carloseduardoxp.wordpress.com "Use o seu tempo para melhorar a si mesmo através dos escritos

Leia mais

Capítulo 23. às s Interfaces Gráficas. Introdução. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra

Capítulo 23. às s Interfaces Gráficas. Introdução. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra Capítulo 23 Introdução às s Interfaces Gráficas Objetivos do Capítulo Apresentar as duas APIs aplicáveis ao desenvolvimento de interfaces gráficas: o AWT e o Swing. Explorar algumas classes do AWT aplicáveis

Leia mais

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP

Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP Programação Orientada a Objetos Prof. Rone Ilídio UFSJ/CAP 1) Introdução Programação Orientada a Objetos é um paradigma de programação bastante antigo. Entretanto somente nos últimos anos foi aceito realmente

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 5 Instruções de controle: Parte 2 Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 5.1 Introdução Instrução de repetição for Instrução de repetição do while Instrução de seleção

Leia mais

Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java

Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java Priscila Gomes Neste tutorial iremos falar sobre os aspectos básicos de uma caixa de verificação: quais os tipos, quando e como utiliza-las, como

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java. Herança

Programação Orientada a Objetos em Java. Herança Universidade Federal do Amazonas Departamento de Ciência da Computação IEC481 Projeto de Programas Programação Orientada a Objetos em Java Herança Professor: César Melo Slides baseados em materiais preparados

Leia mais

Natureza do Software e dos Sistemas

Natureza do Software e dos Sistemas Natureza do Software e dos Sistemas Jorge H C Fernandes Diferença Fundamental entre Engenharia de Software e outras Engenharias! Os materiais são diferentes As teorias fundamentais são diferentes Dificuldades

Leia mais

Programação por Objectos. Java

Programação por Objectos. Java Programação por Objectos Java Parte 6: Herança e Polimorfismo LEEC@IST Java 1/52 Herança revisão A herança é um mecanismo em que a subclasse constitui uma especialização da superclasse. A superclasse pode

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Classes abstratas Até agora, usamos interfaces toda vez que queríamos representar algum conceito abstrato

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Servidor de Aplicações WEB Tomcat Servidor Tomcat Foi desenvolvido

Leia mais

JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Interface Gráfica em Java (GUI)

JAVA. Marcio de Carvalho Victorino. Interface Gráfica em Java (GUI) JAVA Marcio de Carvalho Victorino 1 Interface Gráfica em Java (GUI) 1 2 Introdução Java fornece um forte suporte para a construção de interfaces gráficas através do pacote java.awt GUI inicial do Java:

Leia mais

Java First-Tier: Aplicações. Construção de Applets. Applets. Applets: Internet Intranet

Java First-Tier: Aplicações. Construção de Applets. Applets. Applets: Internet Intranet Java First-Tier: Aplicações Construção de Applets Grupo de Linguagens de Programação Departamento de Informática PUC-Rio Applets l Programas Java que executam em browsers java enabled JVM que interpreta

Leia mais

Programação Java. Construção de Applets

Programação Java. Construção de Applets Programação Java Construção de Applets Grupo de Linguagens de Programação Departamento de Informática PUC-Rio Applets Programas Java que executam em browsers java enabled JVM que interpreta os bytecodes

Leia mais

Análise de Programação

Análise de Programação Análise de Programação Conceitos Avançados da Linguagem de Programação Java Prof Gilberto B Oliveira Encapsulamento Proteger o dado dentro de uma classe (capsula segura) Facilita o uso da classe por outros

Leia mais

Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de

Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de Parte I Entender princípios de projeto. Capacitação para construir GUIs. Entender os pacotes que contém componentes de GUI, e as classes e interfaces de tratamentos de eventos. Criar e manipular botões,

Leia mais

Interface com o Usuário (UI) UIs Desacopladas (2/3) BSI Bacharelado em Sistemas de Informação LOO Linguagens Orientadas a Objetos

Interface com o Usuário (UI) UIs Desacopladas (2/3) BSI Bacharelado em Sistemas de Informação LOO Linguagens Orientadas a Objetos Interface com o Usuário (UI) BSI Bacharelado em Sistemas de Informação LOO Linguagens Orientadas a Objetos Humberto Mossri de Almeida hmossri_cursos@yahoo.com.br Marcelo Nassau Malta nassau_cursos@yahoo.com.br

Leia mais

{ System.exit(0); Exemplo (WindowAdapter) import java.awt.*; import java.awt.event.*;

{ System.exit(0); Exemplo (WindowAdapter) import java.awt.*; import java.awt.event.*; Aula XVI Apesar da aparência, a janela não é fechada quando acionamos a opção fechar. Isto ocorre porque não existem métodos processadores de eventos capazes de receber tal mensagem encerrando a aplicação.

Leia mais

Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas (GUIs- Graphical User Interface)

Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas (GUIs- Graphical User Interface) Interface Gráfica Prof. Bruno Gomes bruno.gomes@ifrn.edu.br Programação Orientada a Objetos JFC Java Foundation Classes Coleção de pacotes para criação de aplicações completas Desktop Interfaces gráficas

Leia mais

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063)

Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Programação Orientada a Objetos (DPADF 0063) Aula 5 Herança Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Prof. Bruno

Leia mais

EA998 Tópicos em Engenharia de Computação MC933 Tópicos Especiais em Ciência da Computação Android: Interface com o Usuário

EA998 Tópicos em Engenharia de Computação MC933 Tópicos Especiais em Ciência da Computação Android: Interface com o Usuário EA998 Tópicos em Engenharia de Computação MC933 Tópicos Especiais em Ciência da Computação Android: Interface com o Usuário Prof. José Mario De Martino Departamento de Engenharia de Computação e Automação

Leia mais

BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática

BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática BREVE TUTORIAL DO PAINT PARTE I Prof. Reginaldo Brito - Informática O Paint é o programa de edição de imagens padrão do Windows, ao instalar o sistema o Paint é instalado automaticamente. Provavelmente,

Leia mais

O processo termina com o surgimento da última flecha quando aparece uma bolinha azul. Outras bolinhas aparecem aleatoriamente POWER POINT NEW WAY

O processo termina com o surgimento da última flecha quando aparece uma bolinha azul. Outras bolinhas aparecem aleatoriamente POWER POINT NEW WAY 01 Digamos que se queira mostrar as flechas amarelas com movimento, isto é, fazerem elas irem surgindo uma depois da outra e a que a surge fica visível, parada, enquanto que sempre tem uma na frente se

Leia mais

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção

Fluxo de trabalho do Capture Pro Software: Indexação de OCR e separação de documentos de código de correção Este procedimento corresponde ao fluxo de trabalho de Indexação de OCR com separação de código de correção no programa de treinamento do Capture Pro Software. As etapas do procedimento encontram-se na

Leia mais

Quinta Lista de Exercícios -

Quinta Lista de Exercícios - INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COORDENADORIA DE INFORMÁTICA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO Quinta Lista de Exercícios - INSTRUÇÕES: 1) Nesta lista de exercícios, vamos nos preocupar em implementar o comportamento

Leia mais

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice

Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE. Índice CAPA Universidade Federal do Mato Grosso - STI-CAE Índice 1. Página da área administrativa... 1.1 Botões e campo iniciais... 2. Explicar como funcionam as seções... 2.1. Seções dinâmicos... 2.1.1 Como

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Aula 06 Orientação a Objetos e Classes Edirlei Soares de Lima Orientação a Objetos O ser humano se relaciona com o mundo através do conceito de objetos.

Leia mais

Para criar uma animação precisamos de uma imagem e que ela contenha alguns frames. O número de frames é uma escolha sua.

Para criar uma animação precisamos de uma imagem e que ela contenha alguns frames. O número de frames é uma escolha sua. 7 Animação Animações é um dos quesitos muito importantes em jogos, você não acha? Para isso o JPlay tem uma classe específica para lidar com animações. Essa classe se chama Animation. Bem sugestivo o nome

Leia mais

Introdução à Tecnologia Java 02/2012. Java Aula 04 MDI. 05/09/2012 Celso Olivete Júnior. olivete@fct.unesp.br

Introdução à Tecnologia Java 02/2012. Java Aula 04 MDI. 05/09/2012 Celso Olivete Júnior. olivete@fct.unesp.br Java Aula 04 GUI Swing MDI 05/09/2012 Celso Olivete Júnior olivete@fct.unesp.br 1 Exercício para aquecimento...utilize o pacote Swing C = (F-32)*5 ------------ 9 Celso Olivete Júnior 2 Dialog Windows (Swing)

Leia mais

EXERCÍCIOS SOBRE ORIENTAÇÃO A OBJETOS

EXERCÍCIOS SOBRE ORIENTAÇÃO A OBJETOS Campus Cachoeiro de Itapemirim Curso Técnico em Informática Disciplina: Análise e Projeto de Sistemas Professor: Rafael Vargas Mesquita Este exercício deve ser manuscrito e entregue na próxima aula; Valor

Leia mais

Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread.

Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread. 5 THREADS Como foi exposto anteriormente, os processos podem ter mais de um fluxo de execução. Cada fluxo de execução é chamado de thread. 5.1 VISÃO GERAL Uma definição mais abrangente para threads é considerá-lo

Leia mais

MARCOS GEODÉSICOS / REFERÊNCIAS DE NÍVEL

MARCOS GEODÉSICOS / REFERÊNCIAS DE NÍVEL MARCOS GEODÉSICOS / REFERÊNCIAS DE NÍVEL MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMO DE USO E COMPROMISSO As informações contidas neste aplicativo Marcos Geodésicos/Referências de Nível, com exceção às monografias (para

Leia mais

Adquirindo prática para manipular o Mouse e o Teclado

Adquirindo prática para manipular o Mouse e o Teclado Capítulo 2 Adquirindo prática para manipular o Mouse e o Teclado 2.1 Adquirindo prática para manipular o Mouse e o Teclado Não há como manipular o computador sem ter noções de como lidar com o Mouse o

Leia mais

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos Chegamos à interface com o usuário. Você já utilizou alguns métodos para dialogar com o usuário, quer enviando mensagens quer lendo dados.

Leia mais

Manual do Publicador. Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web

Manual do Publicador. Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web Manual do Publicador Wordpress FATEA Sistema de Gerenciamento de Conteúdo Web Sumário Painel de Administração... 3 1 - Inserção de post... 5 2 Publicação de post com notícia na área headline (galeria de

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Desktop

Desenvolvimento de Aplicações Desktop Desenvolvimento de Aplicações Desktop Pacotes: Swing, AWT Janelas de diálogo: JOptionPane Formulários: JFrame Etiquetas: JLabel Caixas de texto simples: JTextField Botões: JButton Menus: JMenuXXX Tratamento

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior http://www.unifal-mg.edu.br/matematica/?q=disc jc Aula 05 - Desvendando o GeoGebra PARTE 04 - COMO APAGAR OBJETOS. Ao iniciar o GeoGebra,

Leia mais

App - Paint Pot (Lata de tinta)

App - Paint Pot (Lata de tinta) App - Paint Pot (Lata de tinta) Vamos construir um aplicativo de pintura. Se você ainda não tem uma Screen (Tela) para o PaintPot, vá em frente e adicione uma. (Caso preferir, para este exemplo, você pode

Leia mais

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods:

Criação de Applets Package: Class Name Base Class: Generate header comments: Can run standalone: Generate Standard methods: Criação de Applets Após ter sido criado o projeto, ao contrário dos exemplos anteriores onde criávamos uma aplicação na guia General da janela Object Gallery, agora iremos criar uma applet que está contida

Leia mais

Java - Swing. Raphaela Galhardo raphaela@j2eebrasil.com.br http://www.j2eebrasil.com.br http://javarn.dev.java.net

Java - Swing. Raphaela Galhardo raphaela@j2eebrasil.com.br http://www.j2eebrasil.com.br http://javarn.dev.java.net Java - Swing Raphaela Galhardo raphaela@j2eebrasil.com.br http://www.j2eebrasil.com.br http://javarn.dev.java.net Conteúdo Interface com Usuário; Eventos; Swing. Introdução Interface com Usuário Grande

Leia mais

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo:

1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo: 1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo: boolean[][] bool = new boolean[5][5]; for(int v = 0; v < bool.length; v++) { for(int f = 0; f < bool[v].length;

Leia mais

Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing

Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing Aula 11: Interfaces gráficas (1/2): elementos de interface Swing Motivação como fazer programas com interface gráfica em Java? solução: uso de pacotes (listados na API) AWT (java.awt.*) Swing (javax.swing.*)

Leia mais

Programação Orientada a Objetos II

Programação Orientada a Objetos II Programação Orientada a Objetos II Interfaces Márcio Alves de Macêdo Baseado no material de: ime.usp Cronograma Pacotes gráficos da linguagem Java Container AWT Component AWT Pacotes gráficos A linguagem

Leia mais

AULA 2 Planos, Vistas e Temas

AULA 2 Planos, Vistas e Temas 2.1 AULA 2 Planos, Vistas e Temas Essa aula apresenta os conceitos de Plano de Informação, Vista e Tema e suas manipulações no TerraView. Para isso será usado o banco de dados criado na AULA 1. Abra o

Leia mais

Manual da AGENDA GRACES 2011

Manual da AGENDA GRACES 2011 1 Agenda Graces Manual da AGENDA GRACES 2011 O Sistema Agenda Graces integrada ao Sistema Graces e Agenda Graces Grátis foi desenvolvido pela empresa Quorum Informática. Este Manual tem por objetivo atender

Leia mais

MÓDULO 4 SWING Parte 3

MÓDULO 4 SWING Parte 3 Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objetos 2ºsem/2011 (Professores: Tiago e Daniele) // Exemplo11 Ação do Mouse import javax.swing.*; import java.awt.*; import java.awt.event.actionevent;

Leia mais

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição

Lista de Contas: Assinatura. Lista de Contas. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição. Listas de Contas: Descrição Lista de Contas Lista de Contas: Assinatura null Quais são os métodos necessários? class ListaDeContas { void inserir (Conta c) { void retirar (Conta c) { Conta procurar (String num) { Listas de Contas:

Leia mais

Análise e Projeto Orientados por Objetos

Análise e Projeto Orientados por Objetos Análise e Projeto Orientados por Objetos Aula 02 Análise e Projeto OO Edirlei Soares de Lima Análise A análise modela o problema e consiste das atividades necessárias para entender

Leia mais

Software Régua e Compasso

Software Régua e Compasso 1 COORDENAÇÃO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO CPPG TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO- APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA 1ª Parte - Consulta Rápida Software Régua e Compasso A primeira

Leia mais

Programação Orientada a Objetos em Java. GUI Graphical User Interface

Programação Orientada a Objetos em Java. GUI Graphical User Interface Universidade Federal do Amazonas Departamento de Ciência da Computação IEC481 Projeto de Programas Programação Orientada a Objetos em Java GUI Graphical User Interface Professor: César Melo Slides baseados

Leia mais

CAPA PARA OS CABOS DA CABEÇA

CAPA PARA OS CABOS DA CABEÇA CAPA PARA OS CABOS DA CABEÇA COMPONENTES Entre as peças entregues com este fascículo encontra-se uma espécie de tubo preto para reunir e proteger os cabos que saem da cabeça e vão ao tronco de O SEU ROBOT.

Leia mais

Universidade Federal do Pará Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação Grupo de Trabalho SET. Tutorial PyQT4

Universidade Federal do Pará Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação Grupo de Trabalho SET. Tutorial PyQT4 Universidade Federal do Pará Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação Grupo de Trabalho SET Tutorial PyQT4 16 de Agosto de 2011 1 Sumário 1 Introdução 3 2 Criando a interface da aplicação 3 2.1

Leia mais

Manual do Spectacle. Boudhayan Gupta Boudhayan Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga

Manual do Spectacle. Boudhayan Gupta Boudhayan Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga Boudhayan Gupta Boudhayan Gupta Tradução: André Marcelo Alvarenga 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 Iniciando o Spectacle 6 3 Como usar o Spectacle 7 3.1 Capturar uma imagem...................................

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança

Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Aula 3 Objeto atual com referencia THIS e Classes com Herança Profº Msc. Alexsandro M. Carneiro Engenharia de Computação Tec. Análise e Des. De Sistemas Tópicos Abordados Controlee de Acesso Herança Definição:

Leia mais

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo.

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo. O que é o Gimp? O GIMP é um editor de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos e logotipos, redimensionar fotos, alterar cores, combinar imagens utilizando o paradigma de camadas, remover

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo;

Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo; um objeto; é definido; Um objeto é uma instância de uma 'classe'. Você define uma classe utilizando o trecho de código abaixo; class ClasseBase{ é instanciado; $objetobase = new ClasseBase; Caso queira,

Leia mais

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 2- Clique em NOVO 3- Para mudar a cor do fundo digite OP (de options): Se quiser veja o vídeo ilustrativo desse procedimento: http://www.youtube.com/watch?v=g7kig_yhpx4

Leia mais

Capítulo 31. Outros Recursos para Interfaces Gráficos. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra

Capítulo 31. Outros Recursos para Interfaces Gráficos. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra Capítulo 31 Outros Recursos para Interfaces Gráficos Objetivos do Capítulo Introduzir recursos úteis à construção de grande variedade de interfaces gráficas e que não foram abordados antes. Apresentar

Leia mais

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010 Módulo 02 Programação Orientada a Objetos Última atualização: 07/06/2010 1 Objetivos Definir conceitos de orientação a objetos: o abstração, encapsulamento, pacotes. Discutir reutilização de código em

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software - CEUT

Especialização em Engenharia de Software - CEUT Até aqui Programação com interfaces gráficas Sérgio Soares scbs@cin.ufpe.br Criamos a infra-estrutura para a aplicação bancária classes que representam os tipos de conta classe que implementa regras de

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. ADS 6º Período

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS. ADS 6º Período INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ADS 6º Período Activity INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Activity A classe activity

Leia mais

Prova de Java. 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos)

Prova de Java. 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos) Prova de Java 1) Copie o programa abaixo no eclipse e complete-o, utilizando os conceitos aprendidos durante o curso. (4 pontos) O programa consiste em uma aplicação que simula o comportamento de dois

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL.

Universidade Federal de Santa Catarina CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. CAPÍTULO 6 GRÁFICOS NO EXCEL. Um gráfico no Excel é uma representação gráfica dos números de sua planilha - números transformados em imagens. O Excel examina um grupo de células que tenham sido selecionadas.

Leia mais

Manual da Administração do site Abrasel 2.0

Manual da Administração do site Abrasel 2.0 Manual da Administração do site Abrasel 2.0 Caro usuário, Você está recebendo o manual que lhe dará acesso ao administrador do site 2.0 onde será possível fazer as seguintes alterações: Inserir notícias

Leia mais

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria

Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria 1 Sumário Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria Anexo III Funcionamento detalhado do Sistema Montador de Autoria... 1 1 Sumário... 1 2 Lista de Figuras... 5 3 A Janela principal...

Leia mais

A INTERNET COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DE MECÂNICA COMPUTACIONAL

A INTERNET COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DE MECÂNICA COMPUTACIONAL A INTERNET COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO DE MECÂNICA COMPUTACIONAL Manoel Theodoro Fagundes Cunha Sergio Scheer Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Centro de Estudos de Engenharia

Leia mais

Slide 1 Deitel/Deitel, 8e. Java Como programar Copyright 2010 Pearson Education

Slide 1 Deitel/Deitel, 8e. Java Como programar Copyright 2010 Pearson Education Java Como Programar, 8/E Slide 1 Slide 2 (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os direitos reservados. Slide 3 Slide 4 Neste capítulo, discutimos: Componentes e gerenciadores de layout adicionais e projetamos

Leia mais