Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G."

Transcrição

1 Indicadores de Evolução das Pequenas Empresas Pós Capacitação para Fornecimento à CPP&G. Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 07/08/ /

2 Instituições Parceiras OBJETIVO DOS PROJETOS DA CADEIA PRODUTIVA DE PG&E DO SEBRAE/RS Promover a inserção competitiva e sustentável das micro e pequenas empresas na cadeia produtiva do petróleo, gás e energia, visando a adequação da base de fornecedores e estimulando processos locais de desenvolvimento. Capacitar para atender Empresas Âncoras

3 HISTÓRICO DA ATUAÇÃO DO SEBRAE/RS Surgimento da REDEPETRO (1999); Elaboração do diagnóstico do setor pelo SEBRAE/RS (2001); Surgimento dos Projetos Cadeia Produtiva do Petróleo (2002); Capacitação de Fornecedores Coester e Weatherford 37 empresas (2001/2002) Capacitação de Fornecedores REFAP 80 empresas (2003/2004) Assinatura do Convênio SEBRAE/PETROBRAS (2004); Projeto Polo Petroquímico Projeto Metade Sul Projetos de Adensamento da Cadeia Produtiva de PG&E da Região Metropolitana, Serra e Sul (2006 a 2014); Projetos Qualimundi P&G (2014 a 2015).

4 FOCOS ESTRATÉGICOS DOS PROJETOS DA CPPG&E INTELIGÊNCIA COMPETITIVA - Demandas de grandes empresas; - Identificação de fornecedores. CULTURA DA COOPERAÇÃO - Articulação em redes; - Desenvolvimento do capital social na cadeia produtiva. PROMOÇÃO DE NEGÓCIOS - Novas empresas nos cadastros corporativos; - Eventos para promoção de negócios. DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES E INOVAÇÃO - Diagnósticos e capacitação de fornecedores; - Participação no desenvolvimento tecnológico.

5 PERFIL DAS MPES PARTICIPANTES PERFIL DAS EMPRESAS PARTICIPANTES Indústria e Prestação de Serviços Industriais Manutenção Industrial; Metalmecânico (caldeiraria, usinagem, soldagem); Eletro eletrônico (motores, circuitos e painéis elétricos); Construção e Montagem; Projetos de Engenharia; Refrigeração (manutenção, projeto, montagem); Tecnologia da Informação; Equipamentos de Segurança; Pintura; Parafusos; Andaimes; Válvulas.

6 PERFIL DAS EMPRESAS PARTICIPANTES Empresas de Base Tecnológica INCUBADORA TECNOPUC/VIAMÃO Aurora Inspeções Aéreas Ltda; Solentech - Solution Engineering & Tecnology; Sourtec Consultoria em Engenharia de Corrosão e Análise de Materiais Ltda; Jomon Indústria de Artefatos Cerâmicos Ltda. INCUBADORA TECNOPUC/PORTO ALEGRE Instor - Sistemas de Inspeção Robótica; Simeros Projetos Eletromecânicos Ltda; STE Pesquisa e Desenvolvimento Ltda; Toth Desenvolvimento Tecnológico Ltda.

7 PERFIL DAS EMPRESAS PARTICIPANTES Empresas de Base Tecnológica INCUBADORA UFRGS: Arbra Engenharia industrial Ltda (já desencubada); LHB Soluções em Informações e Métodos Ltda. IEITEC INCUBADORA TECNÓLOGICA DE CANOAS Purus - Biotrakto Tratamento Biológico de Resíduos Ltda.

8 INVESTIMENTO CONVÊNIO SEBRAE/PETROBRAS 2012/2014 R$ ,00 - Composição do Recurso 40% Recursos PETROBRAS 40% Recursos SEBRAE 20% MPE S - Divisão do Recurso por Projeto Projeto Metropolitana: R$ ,00 Projeto Serra: R$ ,00 Projeto Sul: R$ ,00

9 AÇÕES DE CAPACITAÇÃO SEBRAETEC Soluções e Consultoria Programa de indicadores de desempenho; Rumo a ISO 9000; Processos e Produtos; Design; Despertando para o Lean Manufacturing; Eficiência Energética.

10 AÇÕES DE CAPACITAÇÃO Cursos e Consultorias Gerenciais; Finanças Marketing Recursos Humanos Vendas Responsabilidade Social Empresarial; Oficina Oportunidades e Desafios de Mercados Globais - A Internacionalização e a Minha Empresa; Curso Gestão de Custos Industriais.

11 Rio Oil 2012; AÇÕES REALIZADAS Missões e Visitas Técnicas Exposição e Missão Feira do Polo Naval 2013/ 2014; Visita Técnica a Refinaria Riograndense 2014; Exposição e Painel de Oportunidades Mercopar 2013; Supply Day em Rio Grande 2012/2013.

12 Resultados Estaduais Projetos 2010/2013

13 RESULTADOS FATURAMENTO 2013 a Maio , , , , , ,00 0,00 SOMA DO FATURAMENTO MENSAL MÉDIA2013 E JAN a MAI2014 DADOS DE 112 EMPRESAS Méd2013 fev/14 abr/14 Crescimento médio do faturamento de 21,44% dos três projetos do RS. Indicador Proposto: 10%

14 RESULTADOS POSTOS DE TRABALHO 2013 a Maio 2014 Nº DE COLABORADORES MÉDIA2013 E JAN a MAI2014 GRUPO DE 112 EMPRESAS Méd2013 jan/14 fev/14 mar/14 abr/14 mai/14 Crescimento médio nos postos de trabalho de 4,2% dos três projetos do RS. Indicador Proposto: 10%

15 EXPECTATIVA DE CRESCIMENTO NOS POSTOS DE TRABALHO

16 MPES APOIADAS PELO SEBRAE/RS NO CADASTRO PETROBRAS Resultado do Laboratório de Apoio ao Cadastro do SEBRAE/RS EMPRESAS Empresas dos Projetetos de Adensamento P&G CADASTRO COMPLETO CRCC PETROBRAS DECLARAÇÃO DE REGISTRO SIMPLIFICADO (DRS) PETROBRAS ONIP Outras MPES Cadastros Finalizados (2 anos)

17 MPES APOIADAS PELO SEBRAE/RS NO CADASTRO PETROBRAS 21% do total de empresas cadastradas no CRCC (Certificado de Registro e Classificação Cadastral) passaram pelos projetos do SEBRAE/PETROBRAS; 28% do total de empresas cadastradas no registro simplificado da PETROBRAS passaram pelos projetos SEBRAE/PETROBRAS.

18 PREMIAÇÕES RECEBIDAS PRÊMIO MPE BRASIL RS: Metalúrgica Rolim, na categoria indústria 2009; Metalúrgica, elevador de cremalheira e silos. Tecnilange, na categoria indústria 2009; Usinagem de precisão. SJC Química, na categoria serviços 2010; Análise em derivados de petróleo e combustíveis. Pró-Usinagem, na categoria indústria 2010; Usinagem com precisão, tratamento térmico, retifica e galvanização. Tecnoambi, na categoria serviços 2012; Assessoria técnica, licenciamento ambiental e sistema de gestão ambiental. Ebios, na categoria indústria 2013; Absorventes de óleo e mantas termo acústicas.

19 PREMIAÇÕES RECEBIDAS PRÊMIO SEBRAE MULHER DE NEGÓCIOS: Nadir Daroit, presidente da Cooperativa Produção de Sistemas Hidráulicos Etapa Estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2013 e Etapa Nacional do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2013; Cristiane Maciel da empresa TECNOAMBI CONSULTORIA E ENGENHARIA AMBIENTAL LTDA - Vencedora Etapa Nacional Categoria Serviços do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2013.

20 PREMIAÇÕES RECEBIDAS OUTROS PRÊMIOS: ARBRA Soluções em Engenharia, Troféu PETROBRAS de Tecnologia 2011; Projetos de Eng. Mecânica e gerenciamento e execução de projetos. Toth Desenvolvimento Tecnológico Ltda Prêmio FINEP 2012 na região Sul; Produz monitor de sinais vitais de uso hospitalar. VICTUM Eletro Eletrônica - finalista e 2º colocada categoria de inovação em modelo de negócios do Prêmio CNI de Inovação Leitor biométrico, antena parabólica, monitor cardíaco, etc.

21 PRÊMIOS RECEBIDOS PELAS EMPRESAS PARTICIPAÇÃO EM PARTICIPANTES DOS PROJETOS DO P&G EDITAIS DE INOVAÇÃO 2014 Programa de Apoio à Inovação de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Rio Grande do Sul (Tecnova-RS). Curvaflex Indústria Ltda; Arbra Engenharia Industrial Ltda; Estevão Odone Leuck e Cia Ltda; Instor Projetos e Robótica Ltda; Símeros Eletromecânicos Ltda; Toth Desenvolvimento Tecnológico Ltda; Trisolutions Soluções em Engenharia Ltda.

22 Resultados Nacionais Projetos 2009/2012 (Último Convênio Finalizado)

23 RESULTADOS NACIONAIS RESULTADOS NACIONAIS Projetos 2009/2012 Aumento médio de 51% no faturamento das empresas participantes; Aumento médio de 19% nos postos de trabalho dessas empresas; Aumento de 81% na quantidade de empresas cadastradas na Petrobras; Aumento de 57% na quantidade de empresas cadastradas na ONIP; Em 89 rodadas de negócios realizadas, as grandes empresas participantes declararam expectativa de negócios com as empresas ofertantes da ordem de R$ 4,7 bilhões.

24 Qualimundi/RS INTERNACIONALIZAÇÃO DE MPES NO SETOR DE P&G Início: Dez 2013

25 OBJETIVO GERAL Promover o desenvolvimento da competitividade e a internacionalização das micro e pequenas empresas do setor Naval e do P & G do Rio Grande do Sul, através do processo de transferência tecnológica e exposição em ambientes internacionais.

26 FOCO ESTRATÉGICO Promover e disseminar a cultura de internacionalização nas ME e EPP; Focar em mercados-alvos e definir estratégias de internacionalização de acordo com o perfil do mercado e suas características; Fortalecer as oportunidades de exportação e importação para as empresas formando parcerias no mercado exterior.

27 PROJETOS EM ANDAMENTO R$ ,00 (80% SEBRAE E 20% MPE) Qualimundi Região Metropolitana 30 empresas; Qualimundi Serra Gaúcha 20 empresas.

28 FOCO DAS AÇÕES Inteligência de Mercado; Qualificação em Negócios Internacionais; Acesso a Mercados; Transferência Tecnológica.

29

30 Obrigado MARCO ANTONIO KAPPEL RIBEIRO Diretor Técnico Danyela de Souza Pires Gerente da Indústria Guilherme Menezes Coordenador da Carteira de P&G Marcia Thier Coordenadora de Internacionalização Cleverton Paranhos Gestora do Projeto da Região Metropolitana Aldoir Moraes Gestor do Projeto da Serra Gaúcha Ricardo Fares Gestor do Projeto da Região Sul

PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP. Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011

PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP. Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011 PROJETO IND P&G 6.1 PROMINP Workshop Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores SP 25/outubro/2011 AGENDA 1 O SETOR DE PETRÓLEO E GÁS 2 O CONVÊNIO PETROBRAS-SEBRAE 3 GESTÃO E RESULTADOS DOS PROJETOS CENÁRIO

Leia mais

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore

O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore. Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore O potencial do Rio Grande do Sul na indústria de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore Porto Alegre, 27 de julho de 2011 Panorama Brasileiro Novo

Leia mais

Convênio Petrobras & Sebrae

Convênio Petrobras & Sebrae Inserção competitiva e sustentável das micro e pequenas empresas na cadeia produtiva do petróleo, gás e energia. PROMINP (Programa de Mobilização da Industria de Petróleo e Gás Natural) Projeto Ind P&

Leia mais

Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte

Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte Inserção Competitiva e Sustentável de Micro e Pequenas Empresas na Cadeia Produtiva do Petróleo e Gás do Rio Grande do Norte FATOS E DADOS Micro e Pequenas Empresas formais 4,8 milhões de empresas formais

Leia mais

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE

VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE VI FIPEN CONVÊNIO PETROBRAS SEBRAE PETROBRAS - REGAP Contagem 19 de outubro de 2011 Iniciativas de Qualificação - PROMINP PROMINP O PROMINP (Programa de Mobilização da Indústria Nacional do Petróleo e

Leia mais

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira:

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Plano Inova Empresa Inovação e desenvolvimento econômico Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Ampliação do patamar de investimentos Maior apoio

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais

1º Simpósio sobre Implantação Assistida de Programas de Avaliação da Conformidade

1º Simpósio sobre Implantação Assistida de Programas de Avaliação da Conformidade 1º Simpósio sobre Implantação Assistida de Programas de Avaliação da Conformidade Painel Parcerias A importância das parcerias entre instituições na implantação de normas e regulamentos Rio de Janeiro,

Leia mais

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013

Atuação das Instituições GTP- APL. Sebrae. Brasília, 04 de dezembro de 2013 Atuação das Instituições GTP- APL Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores credenciados 2.000 Parcerias

Leia mais

Pequenas Empresas na Cadeia de Valor Sustentável. Vitor Meniconi Outubro / 2007

Pequenas Empresas na Cadeia de Valor Sustentável. Vitor Meniconi Outubro / 2007 Pequenas Empresas na Cadeia de Valor Sustentável Vitor Meniconi Outubro / 2007 Panorama mundial O mundo desigual : - PIB dos EUA = 400 vezes o da Etiópia; - Expectativa de vida na Suazilândia < 30 anos;

Leia mais

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore CCPGE 28 de maio de 2014 Atuação FIERGS CCPGE

Leia mais

A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores

A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores A agenda de inovação das micro e pequenas empresas e o desenvolvimento da cadeia de fornecedores Reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação São Paulo 05.11.2010 Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Leia mais

Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa

Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa Audiência Pública Inmetro - Programa de Avaliação da Conformidade de Componentes de Bicicletas de Uso Adulto Apoio do Sebrae em inovação e acesso à tecnologia para micro e pequena empresa Ricardo Wargas

Leia mais

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012.

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS 1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Inovação e Sustentabilidade Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS Instituição criada em 1969, vinculada à Confederação Nacional da Indústria CNI. O

Leia mais

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados

Sistema Indústria. 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57 milhões de alunos capacitados Sistema Indústria CNI 27 Federações de Indústrias 1.136 Sindicatos Associados 622.874 Indústrias SENAI SESI IEL 28 Áreas de atuação 730 Unidades de Operação 4 Milhões de matrícula/ano (2014), mais de 57

Leia mais

Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas

Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas Sustentabilidade nas Micro e Pequenas Empresas Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas e fomentar o empreendedorismo. Otimizar o uso dos recursos naturais

Leia mais

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras Cadastro de Fornecedores de Bens e Serviços da Petrobras Plano Estratégico PETROBRAS Missão Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nos mercados nacional e internacional,

Leia mais

Histórico do APL MMeA:

Histórico do APL MMeA: Histórico do APL MMeA: O APL MMeA, na sua recente história iniciada em 2003, tem pelos seus parceiros e empresários, enfrentado os desafios em torno de interesses comuns, sendo um referencial de trabalho,

Leia mais

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR?

MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? MPE Micro e Pequenas Empresas - É POSSÍVEL INOVAR? São Paulo 16 de abril de 2013 Missão do SEBRAE Promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo

Leia mais

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização;

O Programa. O escopo do Programa é trabalhar, junto a esses negócios, a temática da inovação, desde sua desmistificação até a sua sistematização; O Programa Programa de âmbito nacional criado pelo SEBRAE para atuar junto aos pequenos negócios, os orientando, acompanhando e criando fidelização pelo relacionamento; O trabalho é realizado através do

Leia mais

Projeto da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do PR CPPGeE

Projeto da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do PR CPPGeE Projeto da Cadeia Produtiva de Petróleo, Gás e Energia do PR CPPGeE 04/11/2008 PREVISTOS NO BRASIL 2008-2012 PETROBRAS DEMAIS OPERADORAS Fonte: PETROBRAS e IBP PRIMEIRO PASSO Entender como funciona a cadeia

Leia mais

Terceiro nível Quarto nível Quinto nível

Terceiro nível Quarto nível Quinto nível SEMINÁRIO JURÍDICO-FISCAL E WORKSHOP TÉCNICO DA 4 a RODADA DE LICITAÇÕES DA ANP CAPACIDADE Clique para editar NACIONAL os estilos do texto DA mestre CADEIA Segundo DE nível SUPRIMENTO PARA PETRÓLEO E GÁS

Leia mais

Instituto Nacional de Tecnologia em União e Revestimento de Materiais

Instituto Nacional de Tecnologia em União e Revestimento de Materiais Instituto Nacional de Tecnologia em União e Revestimento de Materiais Apoio Institucional Apoio Financeiro Nossos Desafios 2011 Cadeia Produtiva Complexa Setores Industriais Construção e Engenharia Aero-espacial

Leia mais

Bem-Vindos NAGI P&G Campinas

Bem-Vindos NAGI P&G Campinas Bem-Vindos NAGI P&G Campinas Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação da Cadeia de Petróleo e Gás do Estado de São Paulo 2013-2014 Edital Pro-Inova FINEP/2010 Há oportunidades para participação de empresas

Leia mais

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados

Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Workshop Sistema Indústria Núcleos de Petróleo e Gás nos Estados Maurício Reis Santos AIB/DECAPEG Área de Insumos Básicos Departamento da Cadeia Produtiva de Petróleo e Gás DEMANDA POR PETRÓLEO: aumento

Leia mais

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS PEQUENOS negócios no BRASIL 99% 70% 40% 25% 1% do total de empresas brasileiras da criação de empregos formais da massa salarial do PIB das exportações

Leia mais

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada.

SENAI. Historia Criado em 1942, para apoiar o lançamento da indústria brasileira. Necessidade de mão-de-obra qualificada. SENAI Missão Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. Historia Criado

Leia mais

Possíveis impactos do REACH nas micro e pequenas empresas do Brasil. MDIC/SECEX Brasília, DF - 7 de abril de 2009

Possíveis impactos do REACH nas micro e pequenas empresas do Brasil. MDIC/SECEX Brasília, DF - 7 de abril de 2009 Possíveis impactos do REACH nas micro e pequenas empresas do Brasil MDIC/SECEX Brasília, DF - 7 de abril de 2009 Possíveis Impactos nas MPE: Redução de vendas Redução de mercados Férias coletivas Perda

Leia mais

Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES

Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES Bem Vindos NAGI P&G MOGI DAS CRUZES Núcleo de Apoio à Gestão da Inovação da Cadeia de Petróleo e Gás do Estado de São Paulo 2013-2014 Edital Pro-Inova FINEP/2010 SETOR DE PETRÓLEO E GÁS NO BRASIL TIPOS

Leia mais

IEL no Brasil. Integrante do Sistema Indústria. Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão

IEL no Brasil. Integrante do Sistema Indústria. Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão IEL no Brasil Integrante do Sistema Indústria Criado em 1969 (presente nas 27 UFs e DF) Foco: Gestão O diálogo constante com o setor produtivo faz do IEL uma das instituições mais atuantes no aperfeiçoamento

Leia mais

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012

Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios. Curitiba, 20 de novembro de 2012 Plano Brasil Maior e as Micro e Pequenas Empresas Agenda de Ações para Competitividade dos Pequenos Negócios Curitiba, 20 de novembro de 2012 PBM: Dimensões Dimensão Estruturante: diretrizes setoriais

Leia mais

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA

PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA Programas para consolidar e expandir a liderança PROGRAMAS PARA CONSOLIDAR E EXPANDIR A LIDERANÇA PETRÓLEO, GÁS NATURAL E PETROQUÍMICA 1 Petróleo, Gás Natural e Petroquímica Estratégias: liderança mundial

Leia mais

Plano BrasilMaior 2011/2014

Plano BrasilMaior 2011/2014 Plano BrasilMaior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda de Ações para a Competitividade dos Pequenos Negócios Dimensões do Plano Brasil Maior -Quadro Síntese Dimensão Estruturante:

Leia mais

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras Cadastro de Fornecedores de Bens e Serviços da Petrobras Objetivos do Cadastro de Fornecedores Legal: atender o decreto 2745 e preservar a Cia. em questões relacionadas ao mercado fornecedor; Empresarial:

Leia mais

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC

Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Ata da 2ª Reunião do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC Data: 18/04/2013 Horário: 14 às 17h30 Local: Sede do Sistema FIESC Objetivo do Comitê de Petróleo e Gás do Sistema FIESC: Incrementar e Promover

Leia mais

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Formação e Capacitação de Empresários e Trabalhadores Porto Alegre, 22 de novembro de 2012.

1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Formação e Capacitação de Empresários e Trabalhadores Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS 1ª Conferência Estadual de APLs Oficina Formação e Capacitação de Empresários e Trabalhadores Porto Alegre, 22 de novembro de 2012. IEL/RS PLATAFORMA PARA A EDUCAÇÃO EMPRESARIAL, INOVAÇÃO E EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Pequenos Negócios no Brasil. Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Pequenos Negócios no Brasil Pequenos Negócios no Brasil Clique no título para acessar o conteúdo, ou navegue pela apresentação completa Categorias de pequenos negócios no Brasil Micro e pequenas empresas

Leia mais

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Panorama Ciclo econômico do Pré-Sal Prioridade de Governo Sustentabilidade socioeconômica e ambiental Indústria offshore

Leia mais

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL

PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Políticas de Inovação para o Crescimento Inclusivo: Tendências, Políticas e Avaliação PRIORIDADES E DESAFIOS PARA POLÍTICAS EM NÍVEL SUB-NACIONAL Rafael Lucchesi Confederação Nacional da Indústria Rio

Leia mais

Desenvolvendo e Inovando a Cadeia de Suprimentos de P&G. 1 2013 General Electric Company

Desenvolvendo e Inovando a Cadeia de Suprimentos de P&G. 1 2013 General Electric Company Desenvolvendo e Inovando a Cadeia de Suprimentos de P&G 1 O Portfólio da GE Power & Water Energy Management Oil & Gas ~43.000 empregados $15,2 bi em receitas - 2012 Technology Infrastructure Capital Home

Leia mais

FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA

FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA FORTALECIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS Cooperação CSMIA-ABIMAQ/ IPT / POLI-USP 29 de Abril 2013 - AGRISHOW Desafios da Competitividade e Consolidação do Setor 1. A maioria

Leia mais

APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS

APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II FPSO Workshop Tecnológico Campinas, 24-25 de abril de 2012 APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS Carlos Daher Padovezi Instituto de Pesquisas

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS

ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS ESPECIALISTAS EM PEQUENOS NEGÓCIOS O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é uma entidade privada, sem fins lucrativos, criada em 1972. Desvinculado da administração pública

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

Apresentação Institucional IEL/SC

Apresentação Institucional IEL/SC Apresentação Institucional IEL/SC Natalino Uggioni Joaçaba, 12 de Maio de 2014 IEL NO BRASIL O Sistema Indústria Presente nos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal, o Sistema Indústria é composto

Leia mais

AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO

AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO SEMINÁRIO IAAC AÇÕES DA PETROBRAS PARA FORTALECIMENTO DO SISTEMA BRASILEIRO DE ACREDITAÇÃO ERNANI TURAZZI Gerente do Cadastro de Fornecedores e FABIANO GONÇALVES MARTINS Gerente de Avaliação Técnica de

Leia mais

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA FIESP - DECOMTEC INOVAÇÃO TECNOLÓGICA Programa de Inovação Tecnologica FIESP CIESP - SENAI Sede Fiesp 2013 Chave para a competitividade das empresas e o desenvolvimento do país Determinante para o aumento

Leia mais

Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo. Organização e Realização

Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo. Organização e Realização Programa SEBRAE SP & SUCESU-SP de Competitividade da MPE de Software e Serviços da cidade de São Paulo Organização e Realização Perfil do Público Alvo Empresários e executivos de MPE de Software e Serviços

Leia mais

Agentes Governamentais. Indústria Nacional. Operadoras de P&G

Agentes Governamentais. Indústria Nacional. Operadoras de P&G Agentes Governamentais Indústria Nacional Operadoras de P&G Missão Promover a maximização dos benefícios decorrentes da expansão da indústria petrolífera para toda a sociedade brasileira Estimular novos

Leia mais

ABDI A 2004 11.080) O

ABDI A 2004 11.080) O Atualizada em 28 de julho de 2010 Atualizado em 28 de julho de 2010 1 ABDI ABDI A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial foi instituída em dezembro de 2004 com a missão de promover a execução

Leia mais

REDEPETRO RN. Grandes Compradores, pequenos fornecedores. M.Sc. Gutemberg Dias

REDEPETRO RN. Grandes Compradores, pequenos fornecedores. M.Sc. Gutemberg Dias REDEPETRO RN Grandes Compradores, pequenos fornecedores M.Sc. Gutemberg Dias MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS NO BRASIL 5 milhões de empresas formais (99% das empresas formais) e 10 milhões de informais;

Leia mais

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009

Projeto de Apoio a Inserção Internacional de. São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Projeto de Apoio a Inserção Internacional de MPE s Brasileiras Calçadistas do APL de São João Batista (SC) DEZEMBRO - 2009 Identificar OBJETIVOS DA AÇÃO e solucionar gargalos na gestão das empresas, principalmente

Leia mais

Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Soluções tecnológicas

Instituto de Pesquisas Tecnológicas. Soluções tecnológicas Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo Soluções tecnológicas O que é Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. Uma das primeiras instituições de P&D&I aplicados

Leia mais

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios.

Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Conhecer o cenário de atuação de micro e pequenas empresas é fundamental para subsidiar estratégias de atuação do Sebrae junto a esses negócios. Só assim é possível identificar oportunidades de melhorias

Leia mais

O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES

O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social O desenvolvimento da indústria fornecedora de bens e serviços para petróleo e gás no Brasil e o BNDES 20.10.2009 Luciano Coutinho Mensagem Inicial Pré-sal:

Leia mais

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora

O que é o PEIEX? Projeto Extensão Industrial Exportadora Escola Politécnica O que é o PEIEX? Convênio entre a Apex-Brasil e instituições de consultoria/pesquisa/ensino/tecnologia. Oferecimento de projetos gratuitos de capacitação/consultoria para empresas. O

Leia mais

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira:

Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Plano Inova Empresa Inovação e desenvolvimento econômico Investimento em inovação para elevar a produtividade e a competitividade da economia brasileira: Ampliação do patamar de investimentos Maior apoio

Leia mais

SERVIÇOS E MEDIDAS UTILIZADOS PELO SEBRAE PARA A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO E DA CRIATIVIDADE NO AMBIENTE DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL

SERVIÇOS E MEDIDAS UTILIZADOS PELO SEBRAE PARA A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO E DA CRIATIVIDADE NO AMBIENTE DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL SERVIÇOS E MEDIDAS UTILIZADOS PELO SEBRAE PARA A PROMOÇÃO DA INOVAÇÃO E DA CRIATIVIDADE NO AMBIENTE DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO BRASIL Paulo Íris Ferreira SEMINÁRIO SOBRE PROPRIEDADE INDUSTRIAL E PEQUENAS

Leia mais

DESENVOLVIMENTO. São Luís, 25 de Novembro de 2011 TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PARA O SETOR DE P&G

DESENVOLVIMENTO. São Luís, 25 de Novembro de 2011 TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PARA O SETOR DE P&G DESENVOLVIMENTO São Luís, 25 de Novembro de 2011 TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PARA O SETOR DE P&G CONVÊNIO PETROBRAS - SEBRAE OBJETIVO GERAL Promover a inserção competitiva e sustentável de micro e pequenas

Leia mais

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC

Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Núcleo de Inovação Tecnológica - NIT Inovação Tecnológica e Transferência de Tecnologia SENAI-BA / CIMATEC Profª. Maria do Carmo Oliveira Ribeiro, MSc. Coord. Núcleo de Inovação Tecnológica NIT SENAI-BA

Leia mais

Parceria ANPEI e REDETEC

Parceria ANPEI e REDETEC Parceria ANPEI e REDETEC Mecanismos de Apoio para Obtenção de Financiamento para o Desenvolvimento da Propriedade Intelectual no Brasil: Recursos para Inovação Apresentação na REPICT 2013. A Origem do

Leia mais

APL- Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento.

APL- Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. APL- Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. Atuação do Sebrae Brasília, 04 de dezembro de 2013 Unidade Central 27 Unidades Estaduais 613 Pontos de Atendimento 6.554 Empregados 9.864 Consultores

Leia mais

Oportunidades e desafios de qualificação profissional. III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014

Oportunidades e desafios de qualificação profissional. III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014 Oportunidades e desafios de qualificação profissional III Balanço do Setor Naval e Offshore do Rio de Janeiro FIRJAN - 06/06/2014 Petrobras Plano de Negócios 2014-2018 Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Leia mais

Calendário de Concursos

Calendário de Concursos Calendário de Concursos Resumo dos Principais Programas Investigação e Desenvolvimento Tecnológico Inovação Empresarial Qualificação e Internacionalização PME s Promoção da Eficiência Energética e da Utilização

Leia mais

Fundos para a Internacionalização

Fundos para a Internacionalização Fundos para a Internacionalização Fundos de apoio às empresas O que são? São sistemas de incentivos vocacionados para o apoio às empresas, financiados por fundos comunitários e/ou nacionais. 2 Fundos de

Leia mais

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Ubirajara Sampaio de Campos Subsecretário de Petróleo e Gás Secretaria de Energia do Estado de São Paulo Santos Offshore 09 Abril 2014 Indústria

Leia mais

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC

Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Instituto Euvaldo Lodi de Santa Catarina IEL/SC Uma estrutura de apoio à Inovação Eliza Coral, Dr. Eng., PMP Outubro, 2010 Diretrizes Organizacionais Missão Contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira

Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Programa SENAI de apoio à competitividade da indústria brasileira Ações MEI Políticas de caráter horizontal (incentivos fiscais, crédito, melhoria de marcos regulatórios); Políticas para setores estratégicos;

Leia mais

PROGRAMA DA NOVA ECONOMIA CATARINENSE APRESENTAÇÃO DE DEMANDAS COLETIVAS - GRUPO PAINEL

PROGRAMA DA NOVA ECONOMIA CATARINENSE APRESENTAÇÃO DE DEMANDAS COLETIVAS - GRUPO PAINEL PROGRAMA DA NOVA ECONOMIA CATARINENSE APRESENTAÇÃO DE DEMANDAS COLETIVAS - GRUPO PAINEL PAUTA: Apresentaçãodo ProgramadaNova EconomiaCatarinense; Apresentaçãodos resultadosgeraisoriundosdaaplicaçãodos

Leia mais

COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS. Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis

COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS. Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis COMO SER FORNECEDOR PETROBRAS Clovis Francisco de Paula Filho André Costa Reis GERÊNCIA - MATERIAIS/CDBS Plano Estratégico PETROBRAS Missão Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social

Leia mais

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a

MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a 2014 MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira. São 165 unidades

Leia mais

ATENÇÃO: Há uma listagem para Pessoa Jurídica, outra para Profissionais Indicados e outra para Profissionais Autônomos.

ATENÇÃO: Há uma listagem para Pessoa Jurídica, outra para Profissionais Indicados e outra para Profissionais Autônomos. SEBRAE NA Edital de Credenciamento 02/2010 ERRATA 01 Comunicado 05 Credenciamento para Prestação de Serviços de e ETAPA 2 HABILITAÇÃO PESSOA JURÍDICA Publicado em 24/10/2012 ATENÇÃO: Há uma listagem para

Leia mais

Apoio do BNDES à Inovação

Apoio do BNDES à Inovação Atribuição-Sem Derivações-Sem Derivados CC BY-NC-SA Apoio do BNDES à Inovação 28 de Abril de 2015 Missão e Visão Missão Promover o desenvolvimento sustentável e competitivo da economia brasileira, com

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas

AGENDA. Impacto na Região Linhas Estratégicas AGENDA Como Surgiu Situação Atual Variáveis Importantes Governança Conquistas Impacto na Região Linhas Estratégicas Rodrigo Fernandes Coordenador Executivo da COMTEC Como Surgiu A T.I. surgiu para prover

Leia mais

Soluções Inovadoras em Polímeros

Soluções Inovadoras em Polímeros Soluções Inovadoras em Polímeros Credenciamento na ANP N 562/2015 Credenciado Centro Tecnológico de Polímeros Evolução para Instituto SENAI de Inovação em Engenharia de Polímeros 1992 a 2011 2000 a 2011

Leia mais

Fórum Regional do Prominp

Fórum Regional do Prominp Fórum Regional do Prominp PE-04.Estruturação do Centro de Excelência em MANUTENÇÃO INDUSTRIAL Prof. Francisco Ilo Bezerra Cardozo, MSc Abril - 2006 PE-04:Centro de Excelência em Manutenção Industrial Centro

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE

CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSELHO DE ALTOS ESTUDOS E AVALIAÇÃO TECNOLÓGICA GRUPO DE ESTUDOS SOBRE A CAPACITAÇÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS SEBRAE Brasília, 18 de maio de 2010. MPE? Conceituação Brasil REPRESENTATIVIDADE

Leia mais

CENTRO PARA A COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO APL Aeroespacial e Defesa

CENTRO PARA A COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO APL Aeroespacial e Defesa CENTRO PARA A COMPETITIVIDADE E INOVAÇÃO APL Aeroespacial e Defesa 1 SUMÁRIO CECOMPI HISTÓRICO APL AERO COMPETÊNCIAS TECNOLOGIAS DE GESTÃO 2 CECOMPI Transformando conhecimento em negócio Organização Sem

Leia mais

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde

Inovação, Regulação e Certificação. I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde Inovação, Regulação e Certificação I CIMES 1º Congresso de Inovação em Materiais e Equipamentos para Saúde São Paulo 11/04/2012 ABDI Criada pelo Governo Federal em 2004 Objetivo Objetivos Desenvolver ações

Leia mais

Sistema de Cadastramento de Fornecedores ONIP

Sistema de Cadastramento de Fornecedores ONIP Sistema de Cadastramento de Fornecedores ONIP Apresentação para Oil & Gas Day FEIMEC - 03/05/2016 Agenda I. ONIP II. Cadastros ONIP existentes 2 Agenda I. ONIP II. Cadastros ONIP existentes 3 ONIP ONIP

Leia mais

Willis Latin American Energy Conference

Willis Latin American Energy Conference Willis Latin American Energy Conference Planejamento Financeiro e Gestão de Riscos outubro 2012 Cátia Diniz Gerente Setorial de Seguros Internacionais Estas apresentações podem conter previsões acerca

Leia mais

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica

Núcleo de Capital Inovador. Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Núcleo de Capital Inovador Estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica Anápolis cenário atual Segunda maior cidade do estado, com mais de 335 mil habitantes; 4,7 bilhões de reais de produto interno bruto,

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas

Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas Desafios para implantação de Incubadora de Empresas no Amazonas Experiência da Fucapi Incubadora de Tecnologia Euler G. M. de Souza Dimas J. Lasmar Agenda Incubação de Empresas Incubadoras no Amazonas

Leia mais

Missão. Visão. Transformar o Brasil por meio da Inovação.

Missão. Visão. Transformar o Brasil por meio da Inovação. A Finep -A FINEP Agência Brasileira da Inovação -é uma empresa pública vinculada ao MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) criada em 24 de julho de 1967. -Seu objetivo é atuar em toda a cadeia

Leia mais

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Gestão de Projectos info@ipn-incubadora.pt +351 239 700 300 BEST SCIENCE BASED INCUBATOR AWARD Incentivos às Empresas Objectivos: - Promoção do up-grade das empresas de PME; - Apoiar

Leia mais

Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA. Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010

Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA. Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010 NAGI Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação Chamada Pública MCTI/FINEP - AT - PRÓ-INOVA Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação - 11/2010 Objetivo Estruturação e operação de Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação

Leia mais

Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU

Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU Verônica de Menezes Nascimento Nagata, Mestre em Engenharia de Produção, Professora da UEPA, Coordenadora da Incubadora de Empresas da UEPA RITU ESTRUTURA DA PALESTRA 1 2 3 4 5 1. O que é uma incubadora

Leia mais

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009

A Inovação. como Fator de Desenvolvimento das MPEs. Luiz Carlos Barboza. Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional. 27 de outubro 2009 A Inovação como Fator de Desenvolvimento das MPEs Luiz Carlos Barboza Diretor-Técnico del SEBRAE Nacional 27 de outubro 2009 Ambiente Institucional Pro-inovaç inovação Fundos setoriais (16) estabilidade

Leia mais

Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins

Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins O CTCCA - Centro Tecnológico do Couro, Calçados e Afins é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, localizada na cidade de Novo Hamburgo/RS, que

Leia mais

Refinaria Duque de Caxias - REDUC

Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinaria Duque de Caxias - REDUC Refinarias no Brasil 239.000 *Considerando Processamento de GN e LGN, a carga passa a ser 267.300 bbl/dia. Refinaria Duque de Caxias - REDUC Localização : Duque de Caxias

Leia mais

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013

O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades. Piracicaba, 21 de março de 2013 O desafio da Inovação na Indústria de Bens de Capital: a importância das parcerias entre empresas e universidades Piracicaba, 21 de março de 2013 A ABIMAQ Uma das principais associações industriais do

Leia mais

Polo Produtivo 2 de Julho

Polo Produtivo 2 de Julho Polo Produtivo 2 de Julho Cadeia de Óleo & Gás offshore, onshore e Indústria Naval Recôncavo - Bahia Apoio: OBJETIVO Implantação de um complexo Industrial para atender a crescente demanda da Indústria

Leia mais

TRINO POLO APL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA SERRA GAÚCHA. 06 de junho 2013

TRINO POLO APL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA SERRA GAÚCHA. 06 de junho 2013 TRINO POLO APL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DA SERRA GAÚCHA 06 de junho 2013 O TRINO POLO A estruturação do Trino Polo iniciou em meados de 2002. É uma iniciativa que visa desenvolver o setor de informática

Leia mais

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras

Cadastro de Fornecedores. de Bens e Serviços da Petrobras Cadastro de Fornecedores de Bens e Serviços da Petrobras R o t e i r o de a p r e s e n t a ç ã o Introdução Conceitos Objetivos do Cadastro Critérios de Avaliação Como se cadastrar Mecanismos para orientar

Leia mais

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores

Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Fluxo de Criação e Consolidação de Empreendimentos Inovadores Oportunidade Criação da Empresa Ensino Spinoffs Pesquisa Laboratórios Startups Pré-Incubações Hotel de Projetos Incubação da Empresa Aceleradora

Leia mais

INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil

INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil INTECNIAL S.A. Erechim RS Brasil INTECNIAL S/A Grupo nacional fundado em 1968, trabalha com soluções especializadas em fabricação e montagem eletromecânica além de prestação de serviços. Utiliza tecnologia

Leia mais